INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS Tutorial de Teste. Objetivo: Teste da curva do elemento de sobrecarga

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS Tutorial de Teste. Objetivo: Teste da curva do elemento de sobrecarga"

Transcrição

1 Tutorial de Teste Tipo de Equipamento: Relé de Proteção Marca: ABB Modelo: SPAM 150 C Funções: 49 ou PTTR - Sobrecarga Térmica Ferramenta Utilizada: CE-6003 & CE-6006 Objetivo: Teste da curva do elemento de sobrecarga Controle de Versão: Versão Descrições Data Autor 1.3 Adicionado sumário 27/02/2012 M.R.C. 1.4 Adicionado fig /06/2012 M.R.C. 1.5 Adicionado logotipo 17/06/2014 M.R.C. na primeira página 1

2 Sumário 1. Conexão do relé ao CE-600X Fonte Auxiliar Bobinas de Corrente Entradas Binárias Parametrização do relé SPAM Ajuste de Parâmetros > Ajuste da Função térmica Habilitando a função de sobrecarga Ajustando a saída binária do relé Outros ajustes Ajustes do software Manual Abrindo o Manual Configurando os Ajustes Valores de Referência Configurações de Hardware Estrutura do teste para a função Tela Principal Tela Inserindo nova Curva Teste de pontos da curva Relatório APÊNDICE A A.1 Designações de terminais A.2 Diagrama de conexões A.3 Curva térmica para partida fria A.4 Dados Técnicos

3 Termo de Responsabilidade INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS As informações contidas nesse tutorial são constantemente verificadas. Entretanto, diferenças na descrição não podem ser completamente excluídas; desta forma, a CONPROVE se exime de qualquer responsabilidade, quanto a erros ou omissões contidos nas informações transmitidas. Sugestões para aperfeiçoamento desse material são bem vindas, bastando o usuário entrar em contato através do O tutorial contém conhecimentos obtidos dos recursos e dados técnicos no momento em que foi escrito. Portanto a CONPROVE reserva-se o direito de executar alterações nesse documento sem aviso prévio. Este documento tem como objetivo ser apenas um guia, o manual do equipamento a ser testado deve ser sempre consultado. ATENÇÃO! O equipamento gera valores de correntes e tensões elevadas durante sua operação. O uso indevido do equipamento pode acarretar em danos materiais e físicos. Somente pessoas com qualificação adequada devem manusear o instrumento. Observa-se que o usuário deve possuir treinamento satisfatório quanto aos procedimentos de manutenção, um bom conhecimento do equipamento a ser testado e ainda estar ciente das normas e regulamentos de segurança. Copyright Copyright CONPROVE. Todos os direitos reservados. A divulgação, reprodução total ou parcial do seu conteúdo, não está autorizada, a não ser que sejam expressamente permitidos. As violações são passíveis de sansões por leis. 3

4 Sequência para testes do relé SPAM 150 C no software Manual 1. Conexão do relé ao CE-600X No apêndice A-1 mostram-se as designações dos terminais do relé. 1.1 Fonte Auxiliar Ligue o positivo (borne vermelho) da Fonte Aux. Vdc ao pino 61 no terminal do relé e o negativo (borne preto) da Fonte Aux Vdc ao pino 62 do terminal do relé. Figura Bobinas de Corrente Para estabelecer a conexão das bobinas de corrente, ligue os canais de corrente I1, I2 e I3 aos pinos 1, 4 e 7 do terminal do relé e conecte os comuns dos canais de corrente aos pinos 2, 5 e 8 do terminal X1 do relé. Figura 2 4

5 1.3 Entradas Binárias Ligue as Entrada Binária do CE-6006 à saída binária do relé. BI1 ao pino 80 e seu comum ao pino 81. A figura a seguir mostra o detalhe dessa ligação. 2. Parametrização do relé SPAM 150 Figura Ajuste de Parâmetros > Para navegar no menu do relé clique no botão destacado abaixo: Figura 4 Clicando durante 1 segundo o usuário navega no sentido direto de como as funções são demonstradas. Caso clique durante 0,5 a navegação ocorre no sentido contrário. As funções estão associadas aos seus respectivos leds. A seguir mostra-se o painel frontal com a indicação das funções: 5

6 Figura Ajuste da Função térmica Clique no botão da figura 4 até que o led da função térmica fique acesso: Figura 6 Ajuste o primeiro valor para 1(Sendo que representa o pick-up da função térmica e In a corrente nominal). Para isso clique no botão programa por 5 segundos ou até o momento que o valor mostrado no display comece a piscar: 6

7 Figura 7 Para navegar entre os três dígitos do valor mostrado clique no botão PROGRAM durante 1 segundo. O dígito selecionado será o único a piscar e estará apto para ser alterado, basta que o usuário clique no botão RESET STEP, até ajustar o valor desejado. Em seguida clique novamente no botão PROGRAM até que todos os dígitos estejam piscando. Nesse momento clique simultaneamente nos botões RESET STEP e PROGRAM para confirmar o ajuste e ter acesso às outras opções. Sempre que se desejar alterar algum valor esses passos devem ser repetidos. Figura 8 O segundo ajuste escolhe t 6X (s) a alavanca de tempo da curva neste caso ajuste o valor para 2,5. O terceiro ajuste p é um peso que permite q a curva seja penalizada por esse fator. Nesse exemplo ajuste para 50%. 2.3 Habilitando a função de sobrecarga Clique sucessivamente no botão RESET STEP até o momento em que o Led SGF fique acesso. Figura 9 Habilite apenas o campo 7 deixando igual a 1, dessa maneira o valor de SGF será igual a 64. Isso faz com que o relé utilize a curva térmica. 2.4 Ajustando a saída binária do relé Ajuste o valor de SGR1 no campo 2 igual a 1, de modo que o valor final do SGR1 fique igual a 2. Desse modo a saída do relé SS2 fica responsável pelo sinal de trip da função térmica. 7

8 2.5 Outros ajustes Os valores de SGB e SGR2 devem ser iguais à zero, para que não interfiram no teste. 3. Ajustes do software Manual 3.1 Abrindo o Manual Na pasta CE-600X Aplicativos dê um duplo clique no ícone do software Manual. Figura Configurando os Ajustes Para acessar essa tela basta ir ao menu editar e na opção Ajustes como é mostrado abaixo. Figura 11 Após abrir a tela de Ajustes, preencha as Informações Gerais do teste como demonstra a figura abaixo. Nesta tela informam-se dados a respeito do dispositivo testado, local da instalação e o responsável. Sendo bastante prático para confecção do relatório. Figura 12 8

9 3.3 Valores de Referência Na tela abaixo são ajustados os valores de frequência, sequência de fase, tensões primárias e secundárias, as correntes primárias e secundárias do sistema. Figura 13 Caso o usuário perceba a necessidade pode inserir comentários na aba Nota & Obs e ainda alguma figura na aba Figuras Explicativa 4. Configurações de Hardware Clique no ícone ilustrado abaixo ou utilize o atalho Ctrl + h. Figura 14 Clicando no ícone da figura anterior abre-se uma tela onde deve ser ajustada a configuração dos canais de geração e a tensão da fonte de alimentação auxiliar. 9

10 Figura Estrutura do teste para a função 49 Utiliza-se a aba de sobrecorrente para averiguar a curva de sobrecarga. Entretanto devese inserir a curva térmica. Os próximos passos mostram como inserir essa curva a partir de um arquivo digital. Nesse exemplo a curva está em um arquivo cuja extensão é.jpg. A curva encontra-se no apêndice A e deve ser convertida para extensão de imagem por exemplo JPG. 10

11 5.1 Tela Principal INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS Primeiramente clique na aba Sobrecorrente para que os dados ajustados no relé sejam configurados no software. Em seguida na aba de corrente I habilite um canal de corrente como referência nesse caso foi escolhido I1. Somente após a escolha do canal é que os campos para ajuste da função ficam ativos. 5.2 Tela Inserindo nova Curva Figura 16 Clique na flecha do campo Curva Temp e em seguida outra: 11

12 Figura 17 Em seguida clique em Nova Curva e escolha a opção Pontos definidos pelo usuário. Figura 18 12

13 Em seguida escolha um nome para curva nesse caso foi SPAM_150_C_Fria. O próximo passo é clicar em Digitalizar Curva. Figura 19 Na próxima tela clica-se em Abrir Figura em seguida procure o local onde está salva a figura do apêndice A. (deve ser uma extensão de imagem). Figura 20 13

14 De acordo com a figura anterior percebe-se que o gráfico ficou muito estreito. Para isso utilize o campo Zoom. O próximo passo é clicar no ícone superior em seguida marca-se esse ponto no gráfico. Figura 21 Repita o processo marcando o ponto Inferior Esquerdo e o Inferior Direito ao final do processo o gráfico estará delimitado na cor vermelha. Figura 22 14

15 Agora se ajusta os valores inicias tanto do eixo X como o do eixo Y e a escala se é logarítmica ou linear. A seguir esses valores são mostrados. Figura 23 Após inserir os valores inicias e finais clique em Iniciar Def. da Curva, em seguida clique em vários pontos da curva 2,5 que ficaram destacados na cor azul. Quanto mais pontos forem marcados mais fiel será a curva. Após escolhidos os pontos clique em salvar a curva. Figura 24 Caso aprove o resultado final da curva clique em Salvar em arquivo fonte caso contrário redesenhe a curva. 15

16 Confirme a próxima tela: Figura 25 Figura 26 Na próxima tela selecione a curva criada e clique em OK. Figura 27 16

17 5.3 Teste de pontos da curva INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS Ajuste o Dial de tempo igual a 1 e o pick-up do temporizado igual a 5A. De acordo com o dado técnico mostrado no apêndice A observa-se que a tolerância relativa para a corrente e o tempo é de 2%. Já a tolerância absoluta de corrente é de 0,05 e de tempo é de 0,5. Figura 28 Selecione a opção se sequência de fase Trifásica Equilibrada ABC, o primeiro ponto testado será o múltiplo 2, ou seja, 10 amperes. 17

18 Figura 29 Após realizar esses ajustes inicie a geração clicando no ícone abaixo ou através do atalho Alt + G. Figura 30 Após a atuação clique no ícone em destaque para capturar o ponto testado. 18

19 Figura 31 O próximo ponto a ser testado será o múltiplo 3, ou seja, 15 A. Como o teste está sendo realizado na curva de partida fria o parâmetro número 8 do relé deve estar zerado, para visualizá-lo clique sucessivamente no botão RESET STEP até que o número 8 aparece no display do relé. Quando esse valor retornar para zero o próximo ponto pode ser testado. Após a atuação do relé capture o ponto de acordo com a figura anterior. OBS: Antes de cada ponto ser testado confirme se o parâmetro 8 está zerado. 19

20 Figura 32 Os próximos pontos testando foram os múltiplos 2,5 e 3 ou 17,5 e 20 amperes. Sendo que foi esperado que o parâmetro 8 retorna-se a zero em cada teste. Figura 33 20

21 Caso o usuário queira testar múltiplos mais elevados ele pode fazer uma nova combinação dos canais de corrente permitindo que até o múltiplo 8 possa ser testado. A figura a seguir mostra o esquema de ligação. Obs: Modificar as ligações entre a mala de teste e o relé. 6. Relatório Figura 34 Ao final do teste pode-se solicitar um relatório automático, basta clicar no ícone ilustrado abaixo ou utilizar o atalho Ctrl + R. Figura 35 21

22 Ao solicitar o relatório abre-se uma tela onde o usuário escolhe as informações que devem ser mostradas no relatório. Figura 36 Figura 37 22

23 APÊNDICE A INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS A.1 Designações de terminais Figura 38 23

24 A.2 Diagrama de conexões INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS Figura 39 24

25 A.3 Curva térmica para partida fria INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS Figura 40 25

26 A.4 Dados Técnicos INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS 26

INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS Tutorial de Teste. Funções: 50 ou PIOC sobrecorrente instantâneo e 51 ou PTOC sobrecorrente temporizado

INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS Tutorial de Teste. Funções: 50 ou PIOC sobrecorrente instantâneo e 51 ou PTOC sobrecorrente temporizado Tutorial de Teste Tipo de Equipamento: Relé de Proteção Marca: SCHWEITZER (SEL) Modelo: 751A Funções: 50 ou PIOC sobrecorrente instantâneo e 51 ou PTOC sobrecorrente temporizado Ferramenta Utilizada: CE-6006

Leia mais

INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS Tutorial de Teste. Funções: 50 ou PIOC sobrecorrente instantâneo e 51 ou PTOC sobrecorrente temporizado

INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS Tutorial de Teste. Funções: 50 ou PIOC sobrecorrente instantâneo e 51 ou PTOC sobrecorrente temporizado Tutorial de Teste Tipo de Equipamento: Relé de Proteção Marca: SCHWEITZER (SEL) Modelo: 421 Funções: 50 ou PIOC sobrecorrente instantâneo e 51 ou PTOC sobrecorrente temporizado Ferramenta Utilizada: CE-6006

Leia mais

INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS Tutorial de Teste. Funções: 50 ou PIOC sobrecorrente instantâneo e 51 ou PTOC sobrecorrente temporizado

INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS Tutorial de Teste. Funções: 50 ou PIOC sobrecorrente instantâneo e 51 ou PTOC sobrecorrente temporizado Tutorial de Teste Tipo de Equipamento: Relé de Proteção Marca: Schneider Modelo: SEPAM T87 Funções: 50 ou PIOC sobrecorrente instantâneo e 51 ou PTOC sobrecorrente temporizado Ferramenta Utilizada: CE-6006

Leia mais

Objetivo: Levantamento da curva temporizada utilizando a configuração para relés eletromecânicos

Objetivo: Levantamento da curva temporizada utilizando a configuração para relés eletromecânicos Tutorial de Teste Tipo de Equipamento: Relé de Proteção Marca: General Electric GE Modelo: 12IAC253B806A Funções: 51 ou PTOC - Sobrecorrente Temporizado Ferramenta Utilizada: CE-6006 Objetivo: Levantamento

Leia mais

Objetivo: Verificação dos pickups de cada enrolamento

Objetivo: Verificação dos pickups de cada enrolamento Tutorial de Teste Tipo de Equipamento: Relé de Proteção Marca: Ingeteam Modelo: PD250 Função: 64 - PHIZ - Falta a Terra Restrita Ferramenta Utilizada: CE-6003 & CE-6006 Objetivo: Verificação dos pickups

Leia mais

Objetivo: Realizar testes em relés de variação de frequência de modo a comprovar o tempo de atuação e os pontos de operação.

Objetivo: Realizar testes em relés de variação de frequência de modo a comprovar o tempo de atuação e os pontos de operação. Tutorial de Teste Tipo de Equipamento: Relé de Proteção Marca: Siemens Modelo: 7UM Funções: 81R ou PFRC - variação de frequência (taxa de variação de frequência ou df/dt) Ferramenta Utilizada: CE-6006

Leia mais

Objetivo: Teste de tempo e pickup da função 64R

Objetivo: Teste de tempo e pickup da função 64R Tutorial de Teste Tipo de Equipamento:Relé de Proteção Marca:Siemens Modelo:7UM Função:64Rou PTOC Proteção contra falta à terra no rotor Ferramenta Utilizada:CE-6006 Objetivo: Teste de tempo e pickup da

Leia mais

INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS. Tutorial de Teste

INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS. Tutorial de Teste Tutorial de Teste Tipo de Equipamento: Disjuntor Marca: Siemens Modelo: 3AH Ferramenta Utilizada: CE-6006 ou CE-6003 Objetivo: Teste do tempo da abertura/fechamento desde o comando até a abertura/fechamento

Leia mais

Objetivo: Teste do pick-up dos elementos diferencial percentual, diferencial instantâneo e levantamento dos slopes.

Objetivo: Teste do pick-up dos elementos diferencial percentual, diferencial instantâneo e levantamento dos slopes. Tutorial de Teste Tipo de Equipamento: Relé de Proteção Marca: Siemens Modelo: 7UT Função: 87 ou PDIF Diferencial Percentual Ferramenta Utilizada: CE-6003 Objetivo: Teste do pick-up dos elementos diferencial

Leia mais

Objetivo: Levantamento de pontos da curva temporizada

Objetivo: Levantamento de pontos da curva temporizada Tutorial de Teste Tipo de Equipamento: Relé de Proteção Marca: ABB Modelo: SPAM 150 C Funções: 46 ou PIOC Desbalanço de Corrente Instantâneo e 46 ou PTOC Desbalanço de Corrente Temporizado Ferramenta Utilizada:

Leia mais

ODG Auto Acessórios Ltda www.odginstruments.com.br Versão 2.0 FEVEREIRO 2009

ODG Auto Acessórios Ltda www.odginstruments.com.br Versão 2.0 FEVEREIRO 2009 ODG Auto Acessórios Ltda www.odginstruments.com.br Versão 2.0 FEVEREIRO 2009 1 INDICE 1. Instalação do Software...3 2. Tela Inicial...3 3. Criando arquivo de configurações (Alt + C + C)...4 3.1 Sensores

Leia mais

TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO DO PROTEUS

TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO DO PROTEUS 1 Para iniciar a edição de um esquema elétrico para posterior simulação, busque no menu Iniciar do Windows, a opção Todos os Programas. Localize a pasta onde foi instalado o Proteus e selecione o programa

Leia mais

Este documento consiste em 25 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Março de 2010.

Este documento consiste em 25 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Março de 2010. Manual do Usuário Este documento consiste em 25 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Março de 2010. Impresso no Brasil. Sujeito a alterações técnicas. A reprodução deste documento,

Leia mais

Parametrização do relé SEL-849 Usando Lógica de Ajuste de Fábrica e Dados de Placa do Motor

Parametrização do relé SEL-849 Usando Lógica de Ajuste de Fábrica e Dados de Placa do Motor Parametrização do relé SEL-849 Usando Lógica de Ajuste de Fábrica e Dados de Placa do Motor Alan Saldivar INTRODUÇÃO O Relé Inteligente SEL-849 oferece proteção de sobrecarga para motores de baixa tensão

Leia mais

GUIA PARA AJUIZAMENTO DE AÇÕES

GUIA PARA AJUIZAMENTO DE AÇÕES GUIA PARA AJUIZAMENTO DE AÇÕES Natal/RN - Janeiro de 2015 Bem vindo ao PJe O Processo Judicial Eletrônico (PJe) projeto do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) é um sistema de informação que permite a prática

Leia mais

Manual. Rev 2 - junho/07

Manual. Rev 2 - junho/07 Manual 1.Desbloquear o software ------------------------------------------------------------------02 2.Botões do programa- --------------------------------------------------------------------- 02 3. Configurações

Leia mais

MODEM USB 3G+ WM31. Manual do Usuário

MODEM USB 3G+ WM31. Manual do Usuário MODEM USB 3G+ WM31 Manual do Usuário 2 Tabela de Conteúdo 1 Introdução... 3 2. Instalação... 5 3. Descrição da interface do cliente... 6 4. Conexão... 10 5.SMS... 11 6.Contatos... 14 7.Estatística... 18

Leia mais

Mirasys VMS 7.3. Manual do usuário Workstation

Mirasys VMS 7.3. Manual do usuário Workstation Mirasys VMS 7.3 Manual do usuário Workstation CONTEÚDOS Conteúdos... 2 Antes de começar... 3 Iniciando a sessão... 4 Interface de usuário... 8 Navegador... 11 Câmeras... 20 Saídas de Vídeo... 37 Saídas

Leia mais

Instalação da chave pública para o webmail do ICB

Instalação da chave pública para o webmail do ICB Instalação da chave pública para o webmail do ICB Documento criado em 22 de junho de 2009. Prezado usuário (a) do Webmail do ICB, O ICB conta hoje com um sistema de webmail, baseado em software livre,

Leia mais

Caso você possua cadastro no Twitter, selecione a opção Logar com meu usuário, e insira seu nome de usuário e senha do serviço:

Caso você possua cadastro no Twitter, selecione a opção Logar com meu usuário, e insira seu nome de usuário e senha do serviço: Tópicos 1. Efetuando login 2. Componentes da tela principal 2.1. Barra de ferramentas 2.2. Painel de atualizações 2.3. Rede de contatos do usuário 2.3.1. Controles de mouse e teclado 2.3.2. Entendendo

Leia mais

AJUSTANDO SEU NAVEGADOR PARA ACESSAR CORRETAMENTE A INTERNET NA REDE UERN

AJUSTANDO SEU NAVEGADOR PARA ACESSAR CORRETAMENTE A INTERNET NA REDE UERN AJUSTANDO SEU NAVEGADOR PARA ACESSAR CORRETAMENTE A INTERNET NA REDE UERN O primeiro aspecto a ser considerado é Navegador de Internet que deve ser utilizado. A UPD recomenda sempre o uso do navegador

Leia mais

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides 1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides CONTROLE DE FLUSHING AUTOMÁTICO LCF 12 Modo Periódico e Horário www.lubing.com.br (19) 3583-6929 DESCALVADO SP 1. Instalação O equipamento deve

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Indicador Microprocessado - IT-IND-2S-LC INFORMAÇÕES DO PRODUTO. Versão: 1.xx / Rev. 03

MANUAL DE INSTRUÇÕES Indicador Microprocessado - IT-IND-2S-LC INFORMAÇÕES DO PRODUTO. Versão: 1.xx / Rev. 03 1 Introdução: Os indicadores possuem uma entrada analógica configurável por software, que permite a conexão de diverstos tipos de sensores de temperatura e outras grandezas elétricas sem a necessidade

Leia mais

Proibida a reprodução total ou parcial. Todos os direitos reservados 1 www.certificadodigital.com.br

Proibida a reprodução total ou parcial. Todos os direitos reservados 1 www.certificadodigital.com.br Proibida a reprodução total ou parcial. Todos os direitos reservados 1 Sumário 1. Instalação do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian... 3 2. Instalando o Certificado Digital A3... 4 3. Teste

Leia mais

O RVSToolKit é uma ferramenta que permite a configuração dos parâmetros do Rastrear Light utilizando uma porta serial do computador.

O RVSToolKit é uma ferramenta que permite a configuração dos parâmetros do Rastrear Light utilizando uma porta serial do computador. 1 ÍNDICE Introdução... 2 Instalação RVSToolKit... 3 Acessando o RVSToolKit... 4 Acesso ao modo de alteração de dados... 6 Opções do RVSToolKit... 7 1 INTRODUÇÃO 1.1 FERRAMENTO RVSTOOLKIT O RVSToolKit é

Leia mais

Manual Equipamento ST10 Flasher Rev. 1

Manual Equipamento ST10 Flasher Rev. 1 Maio de 2014 2 Sumário Introdução:... 3 Acessórios utilizados:... 4 Instalação:... 5 Abrindo e Conhecendo o Software:... 10 SET PORT... 11 RELOAD MONITOR... 13 BlankCheck... 14 ERASE FLASH... 14 DUMP...

Leia mais

MODEM USB 3G+ WM31. Manual do Usuário

MODEM USB 3G+ WM31. Manual do Usuário MODEM USB 3G+ WM31 Manual do Usuário 2 Conteúdo 1 Introdução... 3 2 Descrição da Interface do Cliente... 5 3 Conexão... 7 4 SMS... 10 5 Contatos... 14 6 Estatística... 18 7 Configurações... 19 8 SIM Tool

Leia mais

Tutorial Administrativo (Backoffice)

Tutorial Administrativo (Backoffice) Manual - Software ENTRANDO NO SISTEMA BACKOFFICE Para entrar no sitema Backoffice, digite no seu navegador de internet o seguinte endereço: http://pesquisa.webbyapp.com/ Entre com o login e senha. Caso

Leia mais

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário Índice 1. Introdução...3 2. Requisitos Mínimos de Instalação...3 3. Instalação...3 4. Inicialização do Programa...5 5. Abas de Configuração...6 5.1 Aba Serial...6 5.2 Aba TCP...7 5.2.1 Opções Cliente /

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS. Tutorial de Teste

INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS. Tutorial de Teste Tutorial de Teste Tipo de Equipamento: Relé de Proteção Marca: Siemens Modelo: 7UT613 Função: Mapeamento de Mensagens GOOSE Ferramenta Utilizada: CE-6006 Objetivo: Utilizar o recebimento de mensagens GOOSE

Leia mais

Bem vindo ao PJE ajuizamento de ação.

Bem vindo ao PJE ajuizamento de ação. Bem vindo ao PJE O Processo Judicial Eletrônico (PJe) projeto do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) é um sistema de informação que permite a prática de atos pelos magistrados, servidores, advogados e demais

Leia mais

BLOCKGAS. Sistema de Monitoração e Alarme de vazamento de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás SB330.

BLOCKGAS. Sistema de Monitoração e Alarme de vazamento de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás. É composto por um circuito inteligente (microcontrolado) que recebe o sinal gerado por um sensor eletrônico de gás, processa sua calibração

Leia mais

MANUAL. Objetivo: Descrever o procedimento de instalação e uso do equipamento e software.

MANUAL. Objetivo: Descrever o procedimento de instalação e uso do equipamento e software. MANUAL Objetivo: Descrever o procedimento de instalação e uso do equipamento e software. Público alvo: Instaladores, prestadores de serviços, técnicos de manutenção, TI e supervisores. Revisão D 09/02/2011

Leia mais

Multi vínculo MINI Estação Receptora. RX USB Link

Multi vínculo MINI Estação Receptora. RX USB Link ADVERTÊNCIA Este manual contem informação muito importante sobre o uso e funcionamento do produto e informações sobre garantia e responsabilidade do fabricante. Todo o manual deve ser lido cuidadosamente.

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO EDOutlet (Online e Offline):

MANUAL DE OPERAÇÃO EDOutlet (Online e Offline): MANUAL DE OPERAÇÃO EDOutlet (Online e Offline): Sumário 1 - EDOutletOffline (sem internet):... 1 2 EDOutlet (com internet)... 7 2.1 DIGITANDO AS REFERÊNCIAS:... 9 2.2 IMPORTAÇÃO DE PEDIDOS:... 11 3 ENVIANDO

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Temporizador Automático / Relógio Programador de Horário Para Acionamento Automático de Sirenes e Outros Equipamentos Código: AFKITPROG 2 O REGISTRADOR ELETRÔNICO DE PONTO REP O Relógio Acionador Automático

Leia mais

GX - ULT MANUAL DO USARIO V1.1. NEVEX Tecnologia Ltda Copyright 2012-2015 - Todos os direitos Reservados

GX - ULT MANUAL DO USARIO V1.1. NEVEX Tecnologia Ltda Copyright 2012-2015 - Todos os direitos Reservados GX - ULT MANUAL DO USARIO V1.1 NEVEX Tecnologia Ltda Copyright 2012-2015 - Todos os direitos Reservados IMPORTANTE Máquinas de controle numérico são potencialmente perigosas. A Nevex Tecnologia Ltda não

Leia mais

Manual de usuário da TDI 3 PANASONIC TDE/NCP e NS1000

Manual de usuário da TDI 3 PANASONIC TDE/NCP e NS1000 Manual de usuário da TDI 3 PANASONIC TDE/NCP e NS1000 2013 Innova Soluções Tecnológicas Este documento contém 17 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Dezembro de 2013. Impresso

Leia mais

MANUAL SENHA DIGITAL SUMÁRIO:

MANUAL SENHA DIGITAL SUMÁRIO: SUMÁRIO: APRESENTAÇÃO... 02 1- RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES... 02 2- DESEMBALANDO O CONTROLE DE ACESSO... 02 3- ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS... 02 4- COMO INSTALAR... 03 5- EXEMPLO DE POSICIONAMENTO DO CONTROLE

Leia mais

CONFORTO COM SEGURANÇA CONFORTO COM SEGURANÇA. 0 P27070 - Rev

CONFORTO COM SEGURANÇA CONFORTO COM SEGURANÇA. 0 P27070 - Rev P27070 - Rev. 0 1. RESTRIÇÕES DE FUNCIONAMENTO RECEPTOR IP ÍNDICE 1. Restrições de Funcionamento... 03 2. Receptor IP... 03 3. Inicialização do Software... 03 4. Aba Eventos... 04 4.1. Botão Contas...

Leia mais

1 Introdução... 4. Características... 4 Requisitos do Dispositivo... 5. 2 Conhecendo o dispositivo... 6

1 Introdução... 4. Características... 4 Requisitos do Dispositivo... 5. 2 Conhecendo o dispositivo... 6 Índice 1 Introdução... 4 Características... 4 Requisitos do Dispositivo... 5 2 Conhecendo o dispositivo... 6 Verificação dos itens recebidos... 6 Painel Frontal... 7 Painel Traseiro... 8 3 Conectando o

Leia mais

ITCELL SOFTWARE SOFTCELL

ITCELL SOFTWARE SOFTCELL ITCELL SOFTWARE SOFTCELL 2.0 1.Sumário 2.1 Instalação do SoftCell...2 2.2 Instalação do driver de comunicação...7 5.1 Abrindo o Software SoftCell...11 5.2 Acessando a interface...12 5.3 Configuração da

Leia mais

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI Manual de Utilização Família MI ÍNDICE 1.0 COMO LIGAR O MÓDULO... pág 03 e 04 2.0 OBJETIVO... pág 05 3.0 COMO CONFIGURAR O MÓDULO MI... pág 06, 07, 08 e 09 4.0 COMO TESTAR A REDE... pág 10 5.0 COMO CONFIGURAR

Leia mais

Controlador Automatizador CAP-1

Controlador Automatizador CAP-1 Controlador Automatizador CAP-1 Guia de Referência 1 Sumá rio 1 Introdução... 3 2 Especificações Técnicas... 3 2.1 Itens Inclusos... 4 3 Controle Remoto... 4 3.1 Funcionalidades das Teclas... 4 4 Conexões...

Leia mais

CONFIGURAÇÃO PARA ACESSO À FAMERPNET INTERNET WIRELESS

CONFIGURAÇÃO PARA ACESSO À FAMERPNET INTERNET WIRELESS Willian Spinola Alves dos Santos Érico Alessandro Gandolfi João Marcelo Rondina CONFIGURAÇÃO PARA ACESSO À FAMERPNET INTERNET WIRELESS São José do Rio Preto 2012 Santos, Willian Spinola Alves dos. Configuração

Leia mais

Manual de Parametrização pela IHM

Manual de Parametrização pela IHM Manual de Parametrização pela IHM Liberando acesso para modo de parametrização Pressione o botão para aparecer à seguinte tela: A senha de fábrica é: 0000 Caso tenha alterado a senha, coloque a senha atual.

Leia mais

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de OCR e separação de documentos de código de correção

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de OCR e separação de documentos de código de correção Este procedimento corresponde ao fluxo de trabalho de Indexação de OCR com separação de código de correção no programa de treinamento do Capture Pro Software. As etapas do procedimento encontram-se na

Leia mais

SIMÃO PEDRO PINTO MARINHO MANUAL DO PARTE 1 - USO RÁPIDO

SIMÃO PEDRO PINTO MARINHO MANUAL DO PARTE 1 - USO RÁPIDO SIMÃO PEDRO PINTO MARINHO MANUAL MANUAL DO IHMCCmapTools PARTE 1 - USO RÁPIDO Simão Pedro P. Marinho IHCM CMAP TOOLS MANUAL DE USO RÁPIDO Manual criado para uso dos alunos das disciplinas Informática no

Leia mais

Manual do instalador Box Output DC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output DC.

Manual do instalador Box Output DC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output DC. Pág. 1/10 Apresentação Equipamento para acionamento de cargas em corrente contínua. Comunicação com outros dispositivos por rede CAN. 6 entradas digitais para acionamento local ou remoto. 6 entradas/saídas

Leia mais

Attack 1.35. Software de controle e Monitoração de amplificadores

Attack 1.35. Software de controle e Monitoração de amplificadores Attack 1.35 Software de controle e Monitoração de amplificadores 1 Índice 1 Hardware necessário:... 3 1.1 Requisitos do computador:... 3 1.2 Cabos e conectores:... 3 1.3 Adaptadores RS-232 USB:... 4 1.4

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração MG-Soft

Manual de Instalação e Configuração MG-Soft Manual de Instalação e Configuração MG-Soft V 1.5 www.pinaculo.com.br (51)3541-0700 Sumário APRESENTAÇÃO... 3 1. INSTALANDO O MG-SOFT SERVER... 3 1.1. CRIANDO / ATUALIZANDO BANCO DE DADOS... 6 2. CONFIGURANDO

Leia mais

mvbuilder - Manual do Usuário

mvbuilder - Manual do Usuário mvbuilder - Manual do Usuário mvbuilder Editor de mapas para o meavox Parte integrante da Suite meavox de comunicação alternativa. Manual do Usuário do mvbuilder Autor: Gustavo Furtado Versão deste documento:

Leia mais

EMISSOR DE NOTA FISCAL GRATUITO GUIA DE USO. 2014 - VALID Certificadora Digital

EMISSOR DE NOTA FISCAL GRATUITO GUIA DE USO. 2014 - VALID Certificadora Digital EMISSOR DE NOTA FISCAL GRATUITO GUIA DE USO 2014 - VALID Certificadora Digital Controle de Versões Autor Descrição Versão Data Lays Almeida Versão Inicial 1.0 06.11.2014 2014 - VALID Certificadora Digital

Leia mais

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA. Microsoft Windows XP

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA. Microsoft Windows XP CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA Microsoft Windows XP William S. Rodrigues APRESENTAÇÃO WINDOWS XP PROFISSIONAL O Windows XP, desenvolvido pela Microsoft, é o Sistema Operacional mais conhecido e utilizado

Leia mais

ITSCAM ITSLUX/SUPERLUX GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA

ITSCAM ITSLUX/SUPERLUX GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA ITSCAM ITSLUX/SUPERLUX GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA Versão 2.0 Julho 2013 linhas 300 a 411 GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA - ITSCAM-ITSLUX/SUPERLUX Para a instalação rápida da ITSCAM-ITSLUX/SUPERLUX, devem-se seguir

Leia mais

Manual Simulador de Loja

Manual Simulador de Loja Manual Simulador de Loja Índice Início Menu Loja Modelo Loja Modelo Menu Criar Minha Loja Criar Minha Loja Abrir Projeto Salvo Teste Seu Conhecimento 0 04 05 08 09 8 9 0 Início 5 4 Figura 00. Tela inicial.

Leia mais

CONFIGURADOR DO PAINEL FP1 v 1.3

CONFIGURADOR DO PAINEL FP1 v 1.3 CONFIGURADOR DO PAINEL FP1 v 1.3 1. INTRODUÇÃO Este software permite a configuração dos dispositivos de detecção manuais e ou automáticos do sistema digital de alarme de incêndio FP1. Pode-se, por intermédio

Leia mais

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Informática - Básico Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Índice Apresentação...06 Quais são as características do Windows?...07 Instalando o Windows...08 Aspectos Básicos...09 O que há na tela do Windows...10

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 2 Windows Vista Professora: Cintia Caetano AMBIENTE WINDOWS O Microsoft Windows é um sistema operacional que possui aparência e apresentação aperfeiçoadas para que o trabalho

Leia mais

CMS 2.0 NAZDA. Cms2.0 User Manual

CMS 2.0 NAZDA. Cms2.0 User Manual CMS 2.0 NAZDA Cms2.0 User Manual Parabéns por adquirido o nosso DVR! Este manual foi concebido para ser uma ferramenta de referência para a instalação e funcionamento do sistema de monitoramento remoto

Leia mais

GerSAT Manual de Usuário

GerSAT Manual de Usuário GerSAT Manual de Usuário Manual do Usuário Ver. 1.1 Junho 2015 Informações importantes Antes de utilizar o equipamento, pedimos para que leia e siga todas as instruções descritas neste manual, pois a utilização

Leia mais

ANEXO TÉCNICO PROCEDIMENTOS PARA CONFIGURAR UMA CONEXÃO VPN COM A BEMATECH

ANEXO TÉCNICO PROCEDIMENTOS PARA CONFIGURAR UMA CONEXÃO VPN COM A BEMATECH ANEXO TÉCNICO PROCEDIMENTOS PARA CONFIGURAR UMA CONEXÃO VPN COM A BEMATECH Introdução Procedimentos para configurar uma conexão VPN com a Bematech, para possibilitar Acesso Remoto para Suporte do ambiente

Leia mais

Inteligência Embarcada Módulo de Inteligência Embarcada

Inteligência Embarcada Módulo de Inteligência Embarcada Inteligência Embarcada Módulo de Inteligência Embarcada - Para acessar o módulo deve-se ir ao menu FERRAMENTAS, sub-menu INTELIGÊNCIA EMBARCADA. O menu, ilustrado abaixo, contém as seguintes opções: Configurando

Leia mais

Manual de Instalação, Configuração e Uso

Manual de Instalação, Configuração e Uso Manual de Instalação, Configuração e Uso KEYPAD MACRO Para controle de cenas ou canais de qualquer módulo da rede Scenario-net Índice 1. Manual de Utilização... 2 1.1. Apresentação e identificação das

Leia mais

Editor de Textos Word 2003 (extensão doc) Word 2007/2010 (extensão docx)

Editor de Textos Word 2003 (extensão doc) Word 2007/2010 (extensão docx) Editor de Textos Word 2003 (extensão doc) Word 2007/2010 (extensão docx) Inserção Caso o usuário deseje inserir palavras num texto previamente produzido, basta clicar com o mouse no ponto desejado e, simplesmente,

Leia mais

Módulo FGM721. Controlador P7C - HI Tecnologia

Módulo FGM721. Controlador P7C - HI Tecnologia Automação Industrial Módulo Controlador P7C - HI Tecnologia 7C O conteúdo deste documento é parte do Manual do Usuário do controlador P7C da HI tecnologia (PMU10700100). A lista de verbetes consta na versão

Leia mais

MODEM USB LTE. Manual do Usuário

MODEM USB LTE. Manual do Usuário MODEM USB LTE Manual do Usuário 2 Conteúdo Manual do Usuário... 1 1 Introdução... 3 2 Descrição da Interface do Cliente... 4 3 Conexão... 7 4 SMS... 10 5 Contatos... 14 6 Estatística... 18 7 Configurações...

Leia mais

CAIXA DE CALIBRAÇÃO DE RELÉS DE PROTEÇÃO CE-6003

CAIXA DE CALIBRAÇÃO DE RELÉS DE PROTEÇÃO CE-6003 CE 6003 CAIXA DE CALIBRAÇÃO DE RELÉS DE PROTEÇÃO CE-6003 APLICAÇÕES: Testes manuais em relés (eletromecânicos, estáticos, numéricos) Testes automáticos em relés. Testes dinâmicos em relés com reprodução

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Rede PROFIBUS DP com mestre Rockwell/ControLogix e remota Série Ponto

Rede PROFIBUS DP com mestre Rockwell/ControLogix e remota Série Ponto Nota de Aplicação NAP100 Rede PROFIBUS DP com mestre Rockwell/ControLogix e remota Série Ponto Sumário Descrição...1 1. Introdução...2 2. Instalação...3 3. Configuração...4 3.1 Projeto de Rede PROFIBUS...4

Leia mais

Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria

Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria 1 Sumário Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria... 1 1 Sumário... 1 2 Lista de Figuras... 5 3 A Janela principal...

Leia mais

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Iniciando o Windows XP...2 Desligar o computador...3 Área de trabalho...3

Leia mais

Produto: CL Titânio Assunto: Quais as funções que podem ser executadas no software client?

Produto: CL Titânio Assunto: Quais as funções que podem ser executadas no software client? Produto: CL Titânio Assunto: Quais as funções que podem ser executadas no software client? Assim que abrir o DVR Client, no canto superior direito há um grupo de opções denominado Login, preencha de acordo

Leia mais

Roteiro de geração do Informativo Fiscal Único Para Contribuintes do tipo Empresa de Pequeno Porte e Micro-empresa.

Roteiro de geração do Informativo Fiscal Único Para Contribuintes do tipo Empresa de Pequeno Porte e Micro-empresa. Roteiro de geração do Informativo Fiscal Único Para Contribuintes do tipo Empresa de Pequeno Porte e Micro-empresa. 1 SELECIONANDO O CONTRIBUINTE. 1 SELECIONANDO O CONTRIBUINTE 03 2 INCLUINDO O INFORMATIVO

Leia mais

Controladora Biométrica Bio SA

Controladora Biométrica Bio SA Manual do usuário Controladora Biométrica Bio SA 1 2 Manual do usuário Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com qualidade e segurança Citrox. Este manual foi desenvolvido para ser uma

Leia mais

Manual do instalador Box Output AC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output AC.

Manual do instalador Box Output AC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output AC. Pág. 1/10 Apresentação Equipamento para acionamento de cargas em corrente alternada 110/220V. Comunicação com outros dispositivos por rede CAN. 6 entradas digitais para acionamento local ou remoto. 6 entradas/saídas

Leia mais

W-R2000nl Guia de instalação

W-R2000nl Guia de instalação W-R2000nl Guia de instalação Sumário Introdução...3 Instalação...5 Configurando seu computador...6 Acessando a tela de configurações...7 Configuração de Roteamento...8 Trocando senha de sua rede sem fio...13

Leia mais

STK (Start Kit DARUMA) Primeiro contato com a Impressora Fiscal, a ECF chegou e agora?

STK (Start Kit DARUMA) Primeiro contato com a Impressora Fiscal, a ECF chegou e agora? O que será abordado neste SKT: STK (Start Kit DARUMA) Primeiro contato com a Impressora Fiscal, a ECF chegou e agora? Verificando o papel. Verificando se o ECF está inicializado, caso não esteja como proceder.

Leia mais

Simulador do Processador Neander T&D-Bench Simulator Manual do Usuário. por Júlio César Maccali. revisado por Prof. Christian Zambenedetti

Simulador do Processador Neander T&D-Bench Simulator Manual do Usuário. por Júlio César Maccali. revisado por Prof. Christian Zambenedetti UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL CAMPUS UNIVERSITÁRIO DA REGIÃO DOS VINHEDOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS, DA NATUREZA E DE TECNOLOGIA CURSO DE TECNOLOGIA EM PROCESSAMENTO DE DADOS Simulador do Processador Neander

Leia mais

AVISO. Treinamento GVcollege Módulo Ficha Complementar

AVISO. Treinamento GVcollege Módulo Ficha Complementar AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração MG-Soft

Manual de Instalação e Configuração MG-Soft Manual de Instalação e Configuração MG-Soft V 1.5.3 www.pinaculo.com.br (51)3541-0700 Sumário Apresentação... 3 1. Instalando o MG-Soft Server... 3 1.1. Liberar as portas do Firewall... 3 1.2. Autorun...

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 1 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA Documento de Arrecadação Estadual DAE Manual do Usuário Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 66.053-000 Av. Visconde de Souza Franco, 110 Reduto Belém PA Tel.:(091)

Leia mais

Manual Captura S_Line

Manual Captura S_Line Sumário 1. Introdução... 2 2. Configuração Inicial... 2 2.1. Requisitos... 2 2.2. Downloads... 2 2.3. Instalação/Abrir... 3 3. Sistema... 4 3.1. Abrir Usuário... 4 3.2. Nova Senha... 4 3.3. Propriedades

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

Manual de Instalação START PREMIUM V 3.2.14

Manual de Instalação START PREMIUM V 3.2.14 Manual de Instalação START PREMIUM V 3.2.14 1/48 Este documento possui 46 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Novembro de 2013. Impresso no Brasil. Sujeito a alterações técnicas.

Leia mais

Será instalados no terminal da loja, o ícone, conforme imagem abaixo: LinxPos Manager

Será instalados no terminal da loja, o ícone, conforme imagem abaixo: LinxPos Manager Será instalados no terminal da loja, o ícone, conforme imagem abaixo: LinxPos Manager O sistema pedirá a senha para entrar. Clicar com o botão esquerdo do mouse no ícone Estoque Entrará na tela de Entrada

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 SÃO CAETANO DO SUL 06/06/2014 SUMÁRIO Descrição do Produto... 3 Características... 3 Configuração USB... 4 Configuração... 5 Página

Leia mais

Visão Empresa de Contabilidade. Versão 8.1A-13

Visão Empresa de Contabilidade. Versão 8.1A-13 Visão Empresa de Contabilidade Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse

Leia mais

Multimedidores Inteligentes MGE G3 Modo de uso do software IBIS_BE_cnf. ABB Automação. Hartmann & Braun

Multimedidores Inteligentes MGE G3 Modo de uso do software IBIS_BE_cnf. ABB Automação. Hartmann & Braun Multimedidores Inteligentes MGE G3 Modo de uso do software IBIS_BE_cnf ABB Automação Hartmann & Braun Índice 1. IBIS_BE_CNF - DEFINIÇÃO... 3 2. INSTALAÇÃO... 3 2.1. PRÉ-REQUISITOS PARA INSTALAÇÃO... 3

Leia mais

Sistema Modelix-G (Modelix-Grafix)

Sistema Modelix-G (Modelix-Grafix) Sistema Modelix-G (Modelix-Grafix) 1) Introdução 1 2) Utilizando o Sistema Modelix-G impresso (paper) 1 3) Utilizando o Sistema Modelix-G com software 4 4) Divulgando seus projetos e idéias 7 1) Introdução

Leia mais

Guia do Usuário. PCtel E1

Guia do Usuário. PCtel E1 Guia do Usuário PCtel E1 Conteúdo Conhecendo o Produto...05 Instalação Física...08 Módulo Supervidor...10 Política de Garantia...12 Aspectos gerais Conhecendo o produto A Pctel desenvolveu uma plataforma

Leia mais

Manual para Envio de Petição Inicial

Manual para Envio de Petição Inicial Manual para Envio de Petição Inicial 1. Após abrir a página do PROJUDI, digite seu usuário e senha 1.1. Para advogados o usuário é o cpf.adv (ex: 12345678900.adv) 1.2. Após digitar os dados (login e senha),

Leia mais

ABERTURA DO BANCO DE DADOS. Felipe Correa Prof. Waterloo Pereira Filho

ABERTURA DO BANCO DE DADOS. Felipe Correa Prof. Waterloo Pereira Filho Tutorial Básico de Processamento de Imagens no Spring 4.3.3 Abertura do banco de dados Composição cor verdadeira Composição falsa-cor Ampliação linear de contraste Classificação não-supervisionada Classificação

Leia mais

Gabarito - Windows 7-12/12/2014 AULA 01

Gabarito - Windows 7-12/12/2014 AULA 01 Gabarito - Windows 7-12/12/2014 AULA 01 1 1- O Windows Explorer é o navegador de arquivos do Windows. (Verdadeiro)2- O Windows é o navegador de arquivos do Windows Explorer. (Falso)3- O Windows Explorer

Leia mais

Software Ativo. Operação

Software Ativo. Operação Software Ativo Operação Página deixada intencionalmente em branco PROTEO MANUAL OPERAÇÃO SUMÁRIO 1 - INSTALAÇÃO DO SOFTWARE ATIVO... 5 2 CRIANDO PROJETO UVS/ TMS PROTEO... 10 2.1 - Estrutura do Projeto...

Leia mais

Gerenciador USB do Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro. Versão 3.6

Gerenciador USB do Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro. Versão 3.6 Gerenciador USB do Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro Versão 3.6 O Gerenciador é um Software para ambiente Windows que trabalha em conjunto com o Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro, através de

Leia mais

Novell. Novell Teaming 1.0. novdocx (pt-br) 6 April 2007 EXPLORAR O PORTLET BEM-VINDO DESCUBRA SEU CAMINHO USANDO O NOVELL TEAMING NAVIGATOR

Novell. Novell Teaming 1.0. novdocx (pt-br) 6 April 2007 EXPLORAR O PORTLET BEM-VINDO DESCUBRA SEU CAMINHO USANDO O NOVELL TEAMING NAVIGATOR Novell Teaming - Guia de início rápido Novell Teaming 1.0 Julho de 2007 INTRODUÇÃO RÁPIDA www.novell.com Novell Teaming O termo Novell Teaming neste documento se aplica a todas as versões do Novell Teaming,

Leia mais