ELO Sistemas Eletrônicos S.A

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 100406011-002"

Transcrição

1 MEDIDOR ELETRÔNICO ELO2106 MANUAL DO USUÁRIO Agosto de 2008 ELO Sistemas Eletrônicos S.A

2

3 Índice ÍNDICE... I INTRODUÇÃO CONTEÚDO DESTE MANUAL ONDE OBTER MAIS INFORMAÇÕES CONVENÇÕES DESTE MANUAL APRESENTANDO O ELO DEFINIÇÃO CARACTERÍSTICAS DO ELO DESCRIÇÃO DO ELO Contadores Pontos de lacre Bloco de Terminais Sobre a Confiabilidade do ELO INSTALAÇÃO DO ELO RECEBENDO O ELO ESCOLHENDO O LOCAL DE INSTALAÇÃO INSTALAÇÃO FÍSICA Ligando o ELO2106 ao Sistema Ligação do ELO CALIBRAÇÃO 4-1 MATERIAL NECESSÁRIO PARA CALIBRAÇÃO EM LABORATÓRIO PROCEDIMENTOS PARA CALIBRAÇÃO RECOMENDAÇÕES DA ELO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS...A-1 CARACTERÍSTICAS MECÂNICAS...A-1 DIMENSÕES...A-1 CARACTERÍSTICAS ELÉTRICAS E METROLÓGICAS...A-2 TEMPERATURA...A-3 LIMITES DE ERRO DE ENERGIAS ATIVA E REATIVA...A-3 Índice i

4 RESOLVENDO PROBLEMAS...B-1 APÓS A INSTALAÇÃO O ELO2106 NÃO LIGA... B-1 EQUIPAMENTO NÃO REGISTRA ENERGIA REATIVA... B-1 GLOSSÁRIO...C-1 Calibração...C-1 Ensaio...C-1 Padrão (de medida)...c-1 ii Índice

5 Introdução 1 Você encontra neste capítulo informações referentes ao conteúdo e à utilização deste manual. Conteúdo Deste Manual O manual está dividido em sete partes com os seguintes conteúdos: Capítulo 1 - INTRODUÇÃO - Informa o conteúdo, a maneira de utilizar e as convenções deste manual. Capítulo 2 - APRESENTANDO O ELO Contém uma visão geral do equipamento, com sua definição, suas principais características e suas principais vantagens sobre os registradores convencionais. Além disso, apresenta uma descrição do equipamento, uma visão funcional e informações gerais. Capítulo 3 - INSTALAÇÃO DO ELO Descreve todos os requisitos e procedimentos da instalação do ELO2106. Capítulo 4 - CALIBRAÇÃO - Contém informações e instruções sobre o processo de calibração do ELO2106. Apêndice A - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS - Apresenta as características técnicas do ELO2106, necessárias à operação e instalação do mesmo. Apêndice B - SOLUCIONANDO PROBLEMAS - Descreve a solução para alguns problemas que podem ocorrer durante a operação do equipamento. Apêndice C - GLOSSÁRIO - Contém a explicação de alguns termos técnicos que aparecem no manual. Consulte esse glossário caso alguma palavra não lhe seja familiar. Introdução 1-1

6 Onde Obter Mais Informações Consulte, em caso de dúvida, o Departamento de Suporte ou Medidores da ELO Sistemas Eletrônicos S.A. através do correio eletrônico Convenções Deste Manual Veja as seguintes explicações sobre as convenções de estilos de impressão: Negrito Indica algum trecho do texto que precisa ser destacado. Exemplo: kwh. Itálico Salienta alguns termos em inglês, como default, e nomes de capítulos e apêndices referenciados. Exemplo: Apêndice A - Características Técnicas. OBSERVAÇÃO: Indica que o texto incluso nesse parágrafo deve ser lido atentamente, pois ele pode conter alguma exceção ou informação importante para o correto funcionamento do equipamento. ATENÇÃO: Representa um sinal de advertência, ou seja, PARE! Portanto, a leitura desse parágrafo é indispensável, pois contém informações referentes a sua segurança e à segurança do equipamento. Nossos produtos estão em processo contínuo de aperfeiçoamento e nos reservamos o direito de fornecê-los com diferenças ao descrito. 1-2 Introdução

7 Apresentando o ELO Este capítulo apresenta uma visão geral do ELO2106, com sua definição e suas principais características. Definição O ELO2106 é um medidor eletrônico recomendado para medição direta ou indireta de energia elétrica na tarifação dos consumidores do grupo B com tarifação de energia ativa e reativa. São aplicações onde se busca simplicidade na instalação, confiabilidade nos dados e exatidão da medição, tais como: A Medição de faturamento; Pesquisa de fraudes; Acompanhamento na operação do sistema ou distribuição de energia elétrica. B C kwh kvarh CONSUMIDOR N Figura Quadro de medição com 02 (Dois) medidores convencionais. Apresentando o ELO

8 Características do ELO2106 Ressaltamos, como principais características do ELO2106, as seguintes: Substitui os medidores eletromecânicos e iniciador de pulsos, simplificando a sua instalação. Isso representa uma diminuição dos custos bem como a minimização de espaço físico para instalação. Prevê uso de selos proporcionando maior segurança ao equipamento, na medida que operações como acesso ao interior do equipamento só são possíveis por quebra do respectivo lacre. - Classe 1, o que representa sensível melhoria nas aplicações em Baixa Tensão,com conseqüentes ganhos na prática de comercialização de energia elétrica. Descrição do ELO2106 Contadores Para melhor entendimento do equipamento, apresentamos a seguir a descrição de seus principais componentes. Em sua face frontal, o ELO2106 apresenta um painel no qual você visualiza os contadores que vão registrar os dados referentes às energias ativa e reativa. 2-2 Apresentando o ELO2106

9 Figura Painel frontal do ELO2106D. Figura 2.3 Painel frontal do ELO2106. Apresentando o ELO

10 Os contadores do ELO2106 são do tipo eletromecânicos e as grandezas exibidas nos contadores do ELO2106 estão assim apresentadas: Energia ativa em kwh; Energia reativa indutiva em kvarh; Pontos de lacre O ELO2106 vem com o seu gabinete lacrado de fábrica, por meio de dois selos localizados nas laterais do medidor. O medidor conta ainda com um outro ponto de lacre que se situa na tampa do bloco de terminais, para ser usado após a instalação pelas concessionárias: Segue abaixo figura demonstrativa da localização dos lacres do ELO2106. Figura Demonstrativo dos Lacres do ELO2106. Bloco de Terminais 2-4 Apresentando o ELO2106

11 O bloco de terminais contém os terminais dos elementos de medição necessários para instalar o equipamento. O bloco de terminais se encontra na parte inferior do ELO2106. Figura 2.5 Detahe do bloco de terminais do ELO2106. Figura Terminais do ELO2106D Terminal VA VB VC N Descrição Tensão da fase A Tensão da fase B Tensão da fase C Neutro Apresentando o ELO

12 Figura Terminais do ELO2106 Terminal IA VA IB VB IC VC N Descrição Corrente da fase A Tensão da fase A Corrente da fase B Tensão da fase B Corrente da fase C Tensão da fase C Neutro Sobre a Confiabilidade do ELO2106 O MTBF (Tempo Médio Entre Falhas) do ELO2106 é estimado em mais de horas. 2-6 Apresentando o ELO2106

13 Instalação do ELO Este capítulo lhe informa passo a passo os procedimentos de instalação do equipamento para garantir seu correto funcionamento. Recebendo o ELO2106 Retire o ELO2106 da embalagem e verifique se o equipamento apresenta algum tipo de dano mecânico devido ao transporte, tal como gabinete quebrado ou riscado, painel quebrado ou arranhado, componentes soltos, etc. Caso isso ocorra, entre imediatamente em contato com o Departamento de Suporte da ELO. Escolhendo o Local de Instalação O local mais adequado para instalar o Medidor é o painel de instrumentos ou a caixa padrão de medição. Escolha um local que mantenha uma certa distância de chaves e disjuntores de grande porte. ATENÇÃO: O ELO2106 não possui ponto de aterramento devido ao material de seu gabinete. Não manuseie o medidor com este energizado sob penas de danos físicos e de risco de perigo de vida. Escolha um local de instalação que lhe proporcione acesso operacional e que, na medida do possível, seja livre de umidade e poeira. Instalação do ELO

14 Instalação Física Retire a tampa do bloco de terminais (lacrável), eliminando o lacre desta tampa se existir e depois erguendo a tampa pelas suas laterais. Com isto será possível visualizar o furo de fixação inferior. Marque, no local onde deve ser fixado o Medidor Eletrônico ELO2106, a furação mostrada na figura a seguir. Figura 3.1- Pontos de fixação do ELO2106. O ELO2106 possui dois pontos de fixação: um na extremidade central superior e outro na extremidade central inferior, conforme figura acima. Fixe o parafuso superior, encaixe o ELO2106, alinhe o furo inferior com a marca e fixe o parafuso inferior. 3-2 Instalação do ELO2106

15 Recoloque a tampa do bloco de terminais, encaixando-a não esquecendo de lacrar esta tampa após encerrar a instalação. Ligando o ELO2106 ao Sistema Certifique-se de que: Ligação do ELO o sentido das correntes esteja correto. O primeiro led da segunda linha indica, se piscando, que o sentido de potência é reverso, ou seja, as correntes estão invertidas. Se o medidor estiver energizado este mesmo led deverá estar acesso. Abaixo seguem os diagramas de ligação do ELO2106 direto e indireto. Figura 3.2 Esquema de ligação do ELO2106D. OBSERVAÇÃO Aterrar o neutro da ligação direta somente no lado da linha ou no lado da carga. Instalação do ELO

16 3-4 Instalação do ELO2106 Figura Esquema de Ligação do ELO2106.

17 Calibração 4 Este capítulo lhe apresenta o material necessário e os procedimentos para a calibração do ELO2106. O medidor sai de fábrica calibrado, porém, quando houver necessidade de calibrá-lo novamente, siga seqüencialmente os passos apresentados abaixo. ATENÇÃO: A calibração do ELO2106 deve ser feita em laboratório por pessoa qualificada. Eventualmente, pode ser feita em campo, resguardadas as condições técnicas e materiais que o técnico dispor. Material Necessário para Calibração em Laboratório Gerador de tensão e corrente senoidal, mono ou trifásico, 60 Hz. Padrão com entrada de pulsos de energia ativa e/ou reativa, mono ou trifásico. Cabo adaptador para calibração (fabricado pelo usuário ou fornecido pela ELO). OBSERVAÇÃO: Caso você tenha dificuldade na captura de pulsos entre em contato com o Departamento de Suporte da ELO. Procedimentos para Calibração Observe que o medidor ELO2106 possui 4(quatro) LEDs em seu painel frontal.cada LED tem uma função. Sempre que o medidor é energizado estes LEDs irão se iluminar, de forma seqüencial, indicando que estes LEDs estão em bom funcionamento.a seqüência de iluminação é a seguinte:: Calibração 4-1

18 Primeiro o LED 1 Wh Depois 10 Wh Depois 10 varh E por último LIG A D O R EV ER SO. Acople o cabo adaptador para calibração no led do ELO2106D correspondente a grandeza (10 Wh ou 10 varh a ser calibrada).no caso do ELO2106 os leds valem 1 Wh e 1 varh respectivamente. OBSERVAÇÃO Os LEDs usados na calibração do ELO2106D devem ser estes de 10 Wh (para energia ativa) ou 10 varh (para energia reativa). O LED de 1 Wh é apenas um indicador de medição, não devendo ser usado para fins de calibração. No caso do ELO2106 os leds usados na calibração devem ser estes de 1 Wh (para energia ativa) ou 1 varh (para energia reativa). O LED de 0,1 Wh é apenas um indicador de medição, não devendo ser usado para fins de calibração. Ligue a outra extremidade do cabo adaptador ao contador de pulsos. Ligue o circuito de medição, lembrando-se de que todos os equipamentos devem estar DESENERGIZADOS. 4-2 Calibração

19 Energize o circuito de medição. Os leds (10 Wh ou 10 varh) devem passar a piscar numa freqüência proporcional às energias medidas. IMPORTANTE: Se você quiser calibrar energia ativa, acople o led que diz 10 Wh/pulso. Se você quiser calibrar energia reativa, acople o led que diz 10 varh/pulso. OBSERVAÇÃO - O LED de 1 Wh/pulso indica a presença de cargas ligadas. Se ocorrer alguma situação diferente da citada no parágrafo anterior, consulte o Apêndice C - Resolvendo Problemas. Antes de realizar a calibração tenha claro que: O medidor ELO2106 mede energias ativas e reativas positivas.o que vem a ser isto: Para energia ativa: a medição ocorre desde corrente adiantada 90º em relação à tensão, passando por corrente em fase com tensão, até corrente atrasada 90º em relação à tensão. Entretanto o medidor não mede nem registra energia ativa negativa (mas indica o fluxo neste sentido, pulsando o led ligado ) Para energia reativa: a medição ocorre desde corrente em fase com a tensão, passando por corrente 90º atrasada em relação a tensão, até corrente 180º atrasada da tensão.entretanto o medidor não mede nem registra energia reativa negativa (corrente adiantada de 0 a 180º em relação à tensão). Agora você pode fazer os ensaios para a calibração do ELO2106. Recomendações da ELO Cada ensaio deve ter um tempo mínimo de 20 Calibração 4-3

20 segundos; o número de pulsos medido pelo equipamento padrão e o número de pulsos medido pelo ELO2106 deve ser tal que a relação entre eles não permita uma incerteza maior que 0,1%. OBSERVAÇÃO: A constante de calibração do ELO2106 é Kh ativa = 10 Wh/pulso para energia ativa e Kh reativa = 10 varh/pulso para energia reativa. Figura Forma de onda dos pulsos de calibração. O tempo do led ligado é de 110 ms, ficando desligado até a emissão de um novo pulso. OBSERVAÇÃO: O ELO2106 mede energia reativa monofasicamente, ou seja, não é necessária ligação trifásica para seu correto funcionamento. 4-4 Calibração

21 Especificações Técnicas A Este apêndice lhe apresenta as características técnicas do ELO2106, necessárias à instalação e operação do mesmo. O ELO2106 está em conformidade com a norma da ABNT Medidores Eletrônicos de Energia (estáticos). Características Mecânicas Dimensionamento de condutores: circuito de corrente: fio rígido de 2,5 a 50 mm² (medidor direto) circuito de corrente: fio rígido de 2,5 a 4 mm² (medidor indireto) circuito de potencial: fio rígido de 1,5 a 4 mm² (medidor Indireto) Parafusos de fixação recomendados: M4, cabeça panela, auto-atarrachantes 4,2 mm Gabinete (material): policarbonato Posição de uso: vertical Dimensões Largura: 175,3 mm Altura: 202 mm Profundidade: 98 mm Especificações Técnicas A-1

22 Características Elétricas e Metrológicas Tensão nominal 120 e 240V. Faixa de alimentação: 90 a 260 Vac, 60 Hz Corrente nominal (IN): A para o medidor ELO2106D --- 2,5A para o medidor ELO2106 (ligação através de transformadores de corrente) Corrente máxima contínua: A para o medidor ELO2106D A para o medidor ELO2106 (ligação através de transformadores de corrente) Freqüência nominal: 60Hz (50Hz sob consulta) Corrente de partida (ou mínima): - 0,4% da nominal (IN) para o medidor ELO2106D; - 0,2% da nominal (IN) para o medidor ELO2106. Classe de exatidão: Energia ativa e reativa: 1% conforme Norma Brasileira - Medidores Eletrônicos de Energia Elétrica: NBR Consumo de cada circuito corrente (com Inominal): 0,5 VA máximo Consumo por fase (alimentação): 120 V: 2,5 VA 240 V: 8,0 VA Ensaio de rigidez elétrica: Tensões de isolamento: 2 kvca, 60 Hz, 1 min. Tensões de impulso: 1,2/50-6kV A-2 Especificações Técnicas

23 Temperatura Armazenamento: -10º a 70º C Operação: 0º a 60º C Limites de Erro de Energias Ativa e Reativa Figura A.1 - Limites de erro de energia ativa e reativa. Especificações Técnicas A-3

24

25 Resolvendo Problemas B Você encontra neste apêndice instruções sobre como resolver alguns problemas que, excepcionalmente, podem ocorrer ao longo da operação do ELO2106. Após a Instalação o ELO2106 não liga Seguindo a ordem abaixo, verifique se: as ligações do bloco de terminais foram corretamente feitas. a faixa de tensão ( V) está sendo respeitada. Se tudo estiver de acordo, envie o ELO2106 à manutenção. Equipamento não Registra Energia Reativa Verifique: se existe carga reativa no circuito; a seqüência de fases e o sentido das correntes. Resolvendo Problemas B-1

26

27 Glossário C Calibração Conjunto de ensaios aos quais o medidor é submetido para levantamento de erros. Na calibração, as medidas efetuadas pelo equipamento que está sendo calibrado são comparadas com a de um medidor padrão. A diferença entre essas medidas é o erro. Ensaio Teste a que é submetido o medidor no processo de calibração, sob circunstâncias específicas. Cada ensaio possui um conjunto de características, tais como tensão, corrente e fator de potência a que o medidor é testado. A mudança de alguma característica já caracteriza um outro ensaio. Padrão (de medida) Instrumento de medição, equipamento ou sistema destinado a definir, representar fisicamente, conservar ou reproduzir, quer a unidade de medida de uma grandeza ou um múltiplo ou submúltiplo da mesma (por exemplo, resistor padrão), quer o valor conhecido de uma grandeza (por exemplo, pilha padrão). Glossário C-1

ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 100406049-003

ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 100406049-003 MEDIDOR ELETRÔNICO ELO2102L MANUAL DO USUÁRIO FEVEREIRO DE 2008 ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 100406049-003 Índice ÍNDICE...I INTRODUÇÃO... 1-1 CONTEÚDO DESTE MANUAL... 1-1 ONDE OBTER MAIS INFORMAÇÕES...

Leia mais

MEDIDOR ELETRÔNICO ELO2101A MANUAL DO USUÁRIO JANEIRO DE ELO Sistemas Eletrônicos S.A

MEDIDOR ELETRÔNICO ELO2101A MANUAL DO USUÁRIO JANEIRO DE ELO Sistemas Eletrônicos S.A MEDIDOR ELETRÔNICO ELO2101A MANUAL DO USUÁRIO JANEIRO DE 2009 ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 100406053-001 Índice ÍNDICE... I INTRODUÇÃO... 1 CONTEÚDO DESTE MANUAL... 1-1 ONDE OBTER MAIS INFORMAÇÕES...

Leia mais

Medidor monofásico eletrônico LUMEN MC

Medidor monofásico eletrônico LUMEN MC Medidor monofásico eletrônico LUMEN MC kwh MEDIDOR ELETRÔNICO LUMEN MC 120V 15(100)A 60Hz 2Fios 1EL 1Fase REVERSO Ke 0,625 Wh/Pulso Kh 0,625 Wh/Pulso Classe B 2008 Y K Portaria INMETRO/Dimel nº 00000000

Leia mais

Manual de Instruções. Carregador de Baterias BC800W 12V/50A A&C12V/50A A&C. A&C Automação e Controle. Rua: Itápolis nº 84 SBC.

Manual de Instruções. Carregador de Baterias BC800W 12V/50A A&C12V/50A A&C. A&C Automação e Controle. Rua: Itápolis nº 84 SBC. Manual de Instruções Carregador de Baterias BC800W 12V/50A A&C12V/50A A&C A&C Automação e Controle Rua: Itápolis nº 84 SBC. SP CEP: 09615-040 Tel: (11) 4368-4202 Fax: (11) 4368-5958 E-mail: aec@aecautomacao.com.br

Leia mais

A unidade Energise inclui a tecnologia sem fios SimplyWorks, permitindo a ativação de aparelhos até 10 metros de distância.

A unidade Energise inclui a tecnologia sem fios SimplyWorks, permitindo a ativação de aparelhos até 10 metros de distância. Instruções Descrição do Produto Um regulador de funcionalidades de alimentação elétrica que permite que os utilizadores possam controlar até dois aparelhos elétricos com manípulos com ou sem fio. A unidade

Leia mais

RECEPTOR DE SINAIS DE SATÉLITE GPS ELO588 MANUAL DE INSTALAÇÃO

RECEPTOR DE SINAIS DE SATÉLITE GPS ELO588 MANUAL DE INSTALAÇÃO RECEPTOR DE SINAIS DE SATÉLITE GPS ELO588 MANUAL DE INSTALAÇÃO Dezembro de 2011 ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 100406082 Revisão 0.0 Índice ÍNDICE... I INTRODUÇÃO 1... 1 CONTEÚDO DESTE MANUAL... 1 ONDE

Leia mais

Sumário Serra Fita FAM

Sumário Serra Fita FAM Sumário Serra Fita FAM 1 Componentes... 1 Painel de controle... 1 Sensores de segurança... 2 Especificações... 2 Instalação... 3 Condições Gerais do Local... 3 Rede Elétrica... 3 Instalação da Tomada...

Leia mais

EXAUSTOR MUNTERS MANUAL DE INSTALAÇÃO EXAUSTOR MUNTERS REV.00-11/2012-MI0047P

EXAUSTOR MUNTERS MANUAL DE INSTALAÇÃO EXAUSTOR MUNTERS REV.00-11/2012-MI0047P MANUAL DE INSTALAÇÃO EXAUSTOR MUNTERS REV.00-11/2012-MI0047P 0 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 IMPORTANTE... 3 SEGURANÇA... 3 CUIDADOS AO RECEBER O EQUIPAMENTO... 4 1) Instalação dos exaustores... 5 2) Instalação

Leia mais

Guia do Instalador & MANUAL DO USUÁRIO. AlbaLED Cores Piscina

Guia do Instalador & MANUAL DO USUÁRIO. AlbaLED Cores Piscina Guia do Instalador & MANUAL DO USUÁRIO AlbaLED Cores Piscina Copyright G2N Automação Indústria e Comércio Ltda. 2009. AlbaLED Cores Piscina Este Guia do Instalador e Manual do Usuário foi publicado pela

Leia mais

ü Não é permitido utilizar a tubulação da rede elétrica para passagem dos

ü Não é permitido utilizar a tubulação da rede elétrica para passagem dos VÍDEO PORTEIRO COLORIDO VIP COLOR 7 Manual de Instalação 1) APRESENTAÇÃO DO PRODUTO A Amelco, oferece cada vez mais soluções em segurança eletrônica para seus clientes e apresenta o Vídeo Porteiro com

Leia mais

Manual do Proprietário SELAMAX MP300

Manual do Proprietário SELAMAX MP300 Manual do Proprietário SELAMAX Seladora 1 2 3 4 5 Fig. A Fig. B 9 6 7 8 10 11 12 Fig. C Fig. D Fig. E Fig. F 2 PARABÉNS! Você acaba de adquirir um equipamento dentro da mais alta tecnologia disponível

Leia mais

GA-1 Dispositivo de Alarme de Separador de Massa Lubrificante Instruções de instalação e funcionamento

GA-1 Dispositivo de Alarme de Separador de Massa Lubrificante Instruções de instalação e funcionamento Labkotec Oy Myllyhaantie 6 FI-33960 PIRKKALA FINLAND Tel: +358 29 006 260 Fax: +358 29 006 1260 19.1.2015 Internet: www.labkotec.com 1/11 GA-1 Dispositivo de Alarme de Separador de Massa Lubrificante Copyright

Leia mais

Multimedidor Portátil MPK

Multimedidor Portátil MPK [1] Introdução O Multimedidor Portátil é um instrumento que facilita a análise de instalações elétricas em campo com alta flexibilidade. A solução é composta de: Multimedidor: Instrumento digital microprocessado,

Leia mais

Termo de Garantia. Extinção da Garantia

Termo de Garantia. Extinção da Garantia OBS IMPORTANTE: Você esta adquirindo um produto de segurança. Verifique com o Engenheiro responsável da obra, se ele atende as necessidades para o local onde será Instalado, pois todo o equipamento de

Leia mais

Manual de Operação AFT-RPCF-S Controlador de Fator de Potência www.alfatronic.com.br

Manual de Operação AFT-RPCF-S Controlador de Fator de Potência www.alfatronic.com.br Alfatronic Manual de Operação AFT-RPCF-S Controlador de Fator de Potência www.alfatronic.com.br Manual de Operação AFT-RPCF-S Controlador de Fator de Potência 1 Introdução O Controlador de Fator de Potência

Leia mais

SOBRE NoBreak s Perguntas e respostas. Você e sua empresa Podem tirar dúvidas antes de sua aquisição. Contulte-nos. E-mail = gsrio@gsrio.com.

SOBRE NoBreak s Perguntas e respostas. Você e sua empresa Podem tirar dúvidas antes de sua aquisição. Contulte-nos. E-mail = gsrio@gsrio.com. SOBRE NoBreak s Perguntas e respostas Você e sua empresa Podem tirar dúvidas antes de sua aquisição. Contulte-nos. E-mail = gsrio@gsrio.com.br O que é um nobreak? A principal função do nobreak é fornecer

Leia mais

Manual de Instruções de Instalação e Garantia. Aquecedor Universal Com Acionamento Digital

Manual de Instruções de Instalação e Garantia. Aquecedor Universal Com Acionamento Digital Manual de Instruções de Instalação e Garantia Aquecedor Universal Com Acionamento Digital Parabéns! Você acabou de adquirir um produto com a qualidade AQUAPLÁS Apresentação O Aquecedor AQUAPLÁS é utilizado

Leia mais

UNIDADE DE SAÍDA ESTENDIDA ÓPTICA ELO.2148/O MANUAL DO USUÁRIO. Junho de 2005. ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 5045840068-B

UNIDADE DE SAÍDA ESTENDIDA ÓPTICA ELO.2148/O MANUAL DO USUÁRIO. Junho de 2005. ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 5045840068-B UNIDADE DE SAÍDA ESTENDIDA ÓPTICA ELO.2148/O MANUAL DO USUÁRIO Junho de 2005 ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 5045840068-B Índice Índice... i Introdução...1-1 Conteúdo Deste Manual...1-1 Onde Obter Mais

Leia mais

NORMA TÉCNICA NTC 011

NORMA TÉCNICA NTC 011 COMPANHIA CAMPOLARGUENSE DE ENERGIA COCEL NORMA TÉCNICA 011 CAIXAS PARA EQUIPAMENTOS DE MEDIÇÃO - MATERIAL POLIMÉRICO Divisão de Medição e Fiscalização Emissão: 2015 Versão: 01/2015 1 2 SUMÁRIO: 1. OBJETIVO...

Leia mais

Manual de Instalação e Operação

Manual de Instalação e Operação Manual de Instalação e Operação Suporte para amostras de pequeno porte e engastadas modelo SB-AP ATCP Engenharia Física Rua Lêda Vassimon, n 735-A - Ribeirão Preto - SP / Brasil CEP 14026-567 Telefone:

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO

MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO 1 1. AVISOS Leia este manual cuidadosamente antes de instalar e operar o equipamento. A operação da máquina deve estar de acordo com as instruções

Leia mais

INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO

INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO ANTES DE UTILIZAR A PLACA DE FOGÃO SUGESTÕES PARA A PROTECÇÃO DO AMBIENTE PRECAUÇÕES E RECOMENDAÇÕES GERAIS SUGESTÕES PARA POUPANÇA DE ENERGIA CUIDADOS E MANUTENÇÃO GUIA PARA RESOLUÇÃO

Leia mais

MEDIDOR UNIVERSAL DE GRANDEZAS MUG ELO2160 MANUAL DO USUÁRIO. Outubro de 2007. ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 100406024-003

MEDIDOR UNIVERSAL DE GRANDEZAS MUG ELO2160 MANUAL DO USUÁRIO. Outubro de 2007. ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 100406024-003 MEDIDOR UNIVERSAL DE GRANDEZAS MUG ELO2160 MANUAL DO USUÁRIO Outubro de 2007 ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 100406024-003 Índice Introdução...1-1 Conteúdo Deste Manual...1-1 Onde Obter Mais Informações...1-2

Leia mais

MANUAL DO USUARIO DIMMER ENERGY L.E.D Página 1 de 11 DCP ILUMINAÇÃO LTDA. DIMMER L.E.D DIMMER DMX PARA ILUMINAÇÃO. Manual do Usuário Versão 1

MANUAL DO USUARIO DIMMER ENERGY L.E.D Página 1 de 11 DCP ILUMINAÇÃO LTDA. DIMMER L.E.D DIMMER DMX PARA ILUMINAÇÃO. Manual do Usuário Versão 1 Página 1 de 11 DCP ILUMINAÇÃO LTDA. DIMMER L.E.D DIMMER DMX PARA ILUMINAÇÃO Manual do Usuário Versão 1 Página 2 de 11 Índice 1. INTRODUÇÃO...2 2. DESCRIÇÃO...2 3. POSICIONAMENTO/MEDIDAS/INDICADORES...3/4

Leia mais

Instruções de Operação. Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000

Instruções de Operação. Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000 Instruções de Operação Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000 Conteúdo Instruções de segurança... pág. 03 Função e características... pág. 04 Montagem... pág. 04 Conexão elétrica... pág. 05

Leia mais

Manual de Instalação DIGISTAR XE - 10 DIGISTAR XE - 16 DIGISTAR XE - 16 A

Manual de Instalação DIGISTAR XE - 10 DIGISTAR XE - 16 DIGISTAR XE - 16 A Manual de Instalação DIGISTAR XE - 10 DIGISTAR XE - 16 DIGISTAR XE - 16 A Sumário 1 - Instalação 1.1 - Ambiente de Instalação... 3 1.2 - Fixação Mecânica... 3 1.3 - Rede Elétrica... 4 1.4 - Fiação... 5

Leia mais

MODELOS CP - 8000 E CP - 8001 V 2006

MODELOS CP - 8000 E CP - 8001 V 2006 ELETRIFICADOR DE CERCAS DE SEGURANÇA MODELOS CP - 8000 E CP - 8001 V 2006 MANUAL DO USUÁRIO INDÚSTRIA BRASILEIRA www.atdshelter.com.br JANEIRO / 2007 ATENÇÃO!!! INFORMAÇÕES IMPORTANTES Leia atentamente

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO ALICATE TERRÔMETRO MODELO TR-5500

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO ALICATE TERRÔMETRO MODELO TR-5500 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO ALICATE TERRÔMETRO MODELO TR-5500 setembro 2011 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. Introdução... - 1-2. Regras

Leia mais

CARGA ARTIFICAL PADRÃO PARA TESTE DE MEDIDORES EM CAMPO

CARGA ARTIFICAL PADRÃO PARA TESTE DE MEDIDORES EM CAMPO CARGA ARTIFICAL PADRÃO PARA TESTE DE MEDIDORES EM CAMPO MANUAL DO USUÁRIO Versão 1.1 Julho 2012 EnergyTest Ind. Eletroeletrônica Ltda. P&F Indústria Eletrônica Ltda. Konecty Ind. e Comercio Ltda. 1 PROCEDIMENTOS

Leia mais

MANUAL DE FUNCIONAMENTO

MANUAL DE FUNCIONAMENTO MANUAL DE FUNCIONAMENTO Prezado cliente, Nossas embaladoras são desenvolvidas para oferecer economia e, melhoria na apresentação de seus produtos, levando aos consumidores garantia de maior durabilidade

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO Portaria INMETRO/DIMEL/Nº 221, de 09 de dezembro de 2003.

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Instructions Manual Manual de Instrucciones

MANUAL DE INSTRUÇÕES Instructions Manual Manual de Instrucciones CONJUNTO BÁSICO IDENTIFICADOR DE CABOS Basic Cable Set Identifier Conjunto Básico Identificador de Cables MTC-181 *Imagem meramente ilustrativa. Only illustrative image. Imagen meramente ilustrativa. MANUAL

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO BALANÇA ROR MODELO RC 5000/1 CONTADORA ÍNDICE

MANUAL DE OPERAÇÃO BALANÇA ROR MODELO RC 5000/1 CONTADORA ÍNDICE MANUAL DE OPERAÇÃO BALANÇA ROR MODELO RC 5000/1 CONTADORA ÍNDICE I - INTRODUÇÃO... 03 II - INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO... 03 III - LIGANDO SUA BALANÇA... 03 IV - OPERAÇÃO... 04 V - RECURSOS DA BALANÇA CONTADORA...

Leia mais

Megôhmetro/Teste de Isolamento Modelo 380260 GUIA DO USUÁRIO

Megôhmetro/Teste de Isolamento Modelo 380260 GUIA DO USUÁRIO Megôhmetro/Teste de Isolamento Modelo 380260 GUIA DO USUÁRIO Introdução Parabéns por sua compra do Megôhmetro/Teste de Isolamento da Extech. O Modelo 380260 fornece três faixas de teste de medição de tensão

Leia mais

Manual de instalação e configuração do módulo de saídas NSR-08

Manual de instalação e configuração do módulo de saídas NSR-08 Manual de instalação e configuração do módulo de saídas NSR-08 Sumário DESCRIÇÃO GERAL...4 VANTAGENS...4 CARACTERÍSTICAS...4 LED DE STATUS DO MODULO...4 ESQUEMA DE LIGAÇÕES...5 LIGAÇÃO DO CABO DE COMUNICAÇÃO...6

Leia mais

0800-55 03 93 Segunda à Sexta, das 8h às 20h. Sábado, das 8h às 17h.

0800-55 03 93 Segunda à Sexta, das 8h às 20h. Sábado, das 8h às 17h. 1 ANO DE GARANTIA SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR Manual de Instruções L I G U E G R Á T I S 0800-55 03 93 Segunda à Sexta, das 8h às 20h. Sábado, das 8h às 17h. M.K. Eletrodomésticos Ltda. Estrada

Leia mais

Manual Técnico e Certificado de Garantia

Manual Técnico e Certificado de Garantia Parabéns! Você acabou de adquirir um ventilador de teto com luminária, especialmente criado para trazer mais conforto e beleza aos ambientes. Com design diferenciado o Efyx Nauta é pré-montado. Siga todas

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-801

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-801 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-801 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. Introdução... 02 2. Regras de segurança...

Leia mais

Altímetro Portátil com Barômetro e Bússola MODELO: RA123 MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE POR

Altímetro Portátil com Barômetro e Bússola MODELO: RA123 MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE POR Altímetro Portátil com Barômetro e Bússola ÍNDICE MODELO: RA123 MANUAL DO USUÁRIO Introdução...2 Botões de controle... 2 LCD...3 Introdução...3 Ativação do dispositivo (apenas primeiro uso)...3 Introdução...4

Leia mais

Experimento 2 Gerador de funções e osciloscópio

Experimento 2 Gerador de funções e osciloscópio Experimento 2 Gerador de funções e osciloscópio 1. OBJETIVO O objetivo desta aula é introduzir e preparar o estudante para o uso de dois instrumentos muito importantes no curso: o gerador de funções e

Leia mais

Estas informações são importantes para a segurança e eficiência na instalação e operação do aparelho.

Estas informações são importantes para a segurança e eficiência na instalação e operação do aparelho. 0 IMPORTANTE LEIA E SIGA AS SEGUINTES INSTRUÇÕES Estas informações são importantes para a segurança e eficiência na instalação e operação do aparelho. ATENÇÃO Atenção indica uma situação potencialmente

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-870

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-870 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-870 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... - 1-2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

Manual de Instruções. Nº de série NR12. Serras Fitas Modelos BSFP-2820/1 e BSFM-1780/1. www.braesi.com.br BSFP-2820/1 BSFM-1780/1

Manual de Instruções. Nº de série NR12. Serras Fitas Modelos BSFP-2820/1 e BSFM-1780/1. www.braesi.com.br BSFP-2820/1 BSFM-1780/1 Manual de Instruções EQUIPAMENTOS NR12 Nº de série Braesi Equipamentos para Alimentação Ltda. Av. Eustáquio Mascarello, 512 - Desvio Rizzo Caxias do Sul - RS - Brasil Fone: 0800.979.6222 www.braesi.com.br

Leia mais

M150SP MANUAL DO UTILIZADOR / INSTALADOR. v1.0 REV. 10/2015

M150SP MANUAL DO UTILIZADOR / INSTALADOR. v1.0 REV. 10/2015 M150SP MANUAL DO UTILIZADOR / INSTALADOR v1.0 REV. 10/2015 00. CONTEÚDO 01. AVISOS DE SEGURANÇA ÌNDICE 01. AVISOS DE SEGURANÇA NORMAS A SEGUIR 02. O DISPOSITIVO CARACTERISTICAS TÉCNICAS ASPETO VISUAL LEGENDA

Leia mais

O não cumprimento dessas instruções bem como as de todo!manual e termo de garantia acarretará a perda total da mesma.

O não cumprimento dessas instruções bem como as de todo!manual e termo de garantia acarretará a perda total da mesma. Manual do Usuário Manual do Usuário 1 A GPTRONICS desenvolve soluções em produtos eletrônicos microcontrolados. É uma empresa 100% nacional, inovadora e focada na satisfação de seus clientes. Oferece um

Leia mais

GME-100C Olho Mágico Digital com campainha

GME-100C Olho Mágico Digital com campainha GME-100C Olho Mágico Digital com campainha Manual de Instruções Antes de tentar conectar ou operar este produto, por favor, leia atentamente estas instruções. Índice 1. Apresentação do Produto 1.1 Embalagem

Leia mais

Manual do usuário LUME 1000 LUME 2000

Manual do usuário LUME 1000 LUME 2000 Manual do usuário LUME 1000 LUME 2000 LUME 1000 e LUME 2000 Central de iluminação de emergência Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Engesul. As centrais de iluminação

Leia mais

INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA. Faça uma manutenção preventiva a cada 6 meses. NUNCA USE QUALQUER OUTRO PRODUTO DE LIMPEZA.

INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA. Faça uma manutenção preventiva a cada 6 meses. NUNCA USE QUALQUER OUTRO PRODUTO DE LIMPEZA. w i n d INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA Faça uma manutenção preventiva a cada 6 meses. NUNCA USE QUALQUER OUTRO PRODUTO DE LIMPEZA. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Disponível nas tensões nacional 127 V - 60 Hz - 120

Leia mais

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br R O B Ó T I C A Sensor Smart Ultrassom Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13 Sensor Smart Ultrassom 1. Introdução Os sensores de ultrassom ou ultrassônicos são sensores que detectam

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Módulos de função xm10 para Caldeiras de aquecimento Murais, de Chão e para a parede. Para os técnicos especializados Leia atentamente antes da montagem 7 747 005 078 03/003 PT Prefácio

Leia mais

Manual de Operação 1

Manual de Operação 1 Manual de Operação 1 Termo de Garantia A Midea do Brasil, garante este produto contra defeito de fabricação pelo prazo de um ano a contar da data da emissão da nota fiscal de compra para o consumidor final.

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO SISTEMA ROR

MANUAL DE OPERAÇÃO SISTEMA ROR MANUAL DE OPERAÇÃO SISTEMA ROR ÍNDICE I - INTRODUÇÃO... 02 II - RECEBENDO SEU SISTEMA ROR... 02 III - MONTAGEM DO EQUIPAMENTO... 03 IV - LIGANDO SUA BALANÇA... 03 V - RECURSOS PARA OPERAÇÃO... 04 VI -

Leia mais

Conceitos e definições para correção do fator de potência através de carga capacitiva

Conceitos e definições para correção do fator de potência através de carga capacitiva Conceitos e definições para correção do fator de potência através de carga capacitiva anobra de capacitores Na ligação de capacitores a uma rede ocorre um processo transitório severo até que seja atingido

Leia mais

Modificação do LED POWER Logic@sat L4000

Modificação do LED POWER Logic@sat L4000 Modificação do LED POWER Logic@sat L4000 Caro amigo, proprietário de um receptor Logic@sat L4000, alguma vez você já se questionou sobre o funcionamento do LED POWER do receptor? Além de ser vermelho,

Leia mais

Painel de Mensagens TXT 010556 TXT 010764 TXT 020764. Manual do Usuário

Painel de Mensagens TXT 010556 TXT 010764 TXT 020764. Manual do Usuário Painel de Mensagens TXT 010556 TXT 010764 TXT 020764 Manual do Usuário A GPTRONICS está capacitada a fabricar produtos de excelente qualidade e oferecer todo o suporte técnico necessário, tendo como objetivo

Leia mais

Aquecedor à Óleo de Ambiente. Manual do Usuário

Aquecedor à Óleo de Ambiente. Manual do Usuário Aquecedor à Óleo de Ambiente Manual do Usuário Índice 1. Segurança... 5 1.1 Medidas Importantes de Segurança... 5 1.2 Segurança Elétrica... 6 2. Descrição dos Componentes... 7 3. Instalação... 7 4. Utilização...

Leia mais

Disjuntor a Vácuo uso Interno

Disjuntor a Vácuo uso Interno Disjuntor a Vácuo uso Interno D27 - U 1 Sumário 1. Aplicação... 3 2. Condições Normais de Serviço... 4 3. Principais Parâmetros Técnicos... 4 4. Estrutura e Operação do Disjuntor... 5 4.1. Estrutura Geral:...

Leia mais

Manual de Operação e Instalação

Manual de Operação e Instalação Manual de Operação e Instalação Transmissor de nível Cod: 073AA-005-122M Rev. A Série LT-200 Fevereiro / 2004 S/A. Rua João Serrano, 250 Bairro do Limão São Paulo SP CEP 02551-060 Fone: (11) 3488-8999

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEDIDOR RL DIGITAL MODELO RL-250

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEDIDOR RL DIGITAL MODELO RL-250 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEDIDOR RL DIGITAL MODELO RL-250 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA... 1

Leia mais

KPF08 e KPF-12. Controladores de Fator de Potência. [1] Introdução. [4] Grandezas medidas. [2] Princípio de funcionamento.

KPF08 e KPF-12. Controladores de Fator de Potência. [1] Introdução. [4] Grandezas medidas. [2] Princípio de funcionamento. [1] Introdução Controladores de fator de potência são instrumentos utilizados para medição e compensação de potência reativa em instalações elétricas. O fator de potência, definido pela razão entre potência

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Central de Detecção e Alarme Contra Incêndio V260 Imagem Central V260 36 Laços Manual de Instalação Leia atentamente o manual antes do manuseio do equipamento ÍNDICE 1 COMANDOS E SINALIZAÇÕES DA CENTRAL

Leia mais

Ciclone. fig. B. fig. A. fig. C. Conteúdo. Legenda. Descrição do equipamento. Apresentação. Instalação. Fecha - mais sucção. Abre - menos sucção

Ciclone. fig. B. fig. A. fig. C. Conteúdo. Legenda. Descrição do equipamento. Apresentação. Instalação. Fecha - mais sucção. Abre - menos sucção Ciclone 4 3 5 2 1 8 6 7 fig. B Abre - menos sucção Fecha - mais sucção fig. A Conteúdo Apresentação... 01 Legenda... 01 Descrição do equipamento... 01 Instalação... 01 Procedimentos antes da utilização/

Leia mais

- -Pressionando essa tecla podemos diminuir os valores a serem ajustados no menu de programação.

- -Pressionando essa tecla podemos diminuir os valores a serem ajustados no menu de programação. Apresentação 1 Display LCD 2 Tecla + (aumentar) 3 Tecla Seleção 4 Tecla (diminuir) 5 Tecla Motor manual 6 Tecla Reset contador 7 Led Indica painel ligado 8 Led resistência ligada 9 Led Prensa ligada 10

Leia mais

FOGÃO ELÉTRICO. Manual de Instruções SIEMSEN. (0xx) 47 255 2000 LINHA DIRETA

FOGÃO ELÉTRICO. Manual de Instruções SIEMSEN. (0xx) 47 255 2000 LINHA DIRETA Manual de Instruções METALÚRGICA SIEMSEN LTDA. Fone: +55 (0 )47 255 2000 - Fax: +55 (0 )47 255 2020 Rua: Anita Garibaldi, nº 262 - Bairro: São Luiz - CP: 52 CEP: 88351-410 - Brusque - Santa Catarina -

Leia mais

LABORATÓRIO DE ELETROTÉCNICA GERAL I EXPERIÊNCIA: ENERGIA, POTÊNCIA E FATOR DE POTÊNCIA (EP)

LABORATÓRIO DE ELETROTÉCNICA GERAL I EXPERIÊNCIA: ENERGIA, POTÊNCIA E FATOR DE POTÊNCIA (EP) LABORATÓRIO DE ELETROTÉCNICA GERAL I EXPERIÊNCIA: ENERGIA, POTÊNCIA E FATOR DE POTÊNCIA (EP) NOTA RELATÓRIO -.... Grupo:............ Professor:...Data:... Objetivo:............ 1 - Considerações gerais

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES SS CONTROLADOR DE ENERGIA REATIVA Computer-14d -xx - 144a MANUAL DE INSTRUÇÕES ( M 981 601 / 98C ) REGULADOR DE ENERGIA REATIVA COMPUTER- 14 d 2 1.- REGULADORES DE ENERGIA REATIVA COMPUTER-14d-144a Os

Leia mais

BEBEDOURO COMPACTO COMPRESSOR MASTERFRIO MANUAL DE INSTRUÇÕES

BEBEDOURO COMPACTO COMPRESSOR MASTERFRIO MANUAL DE INSTRUÇÕES BEBEDOURO COMPACTO COMPRESSOR MASTERFRIO MANUAL DE INSTRUÇÕES Prezado Cliente, A Masterfrio cumprimenta-o pela escolha feita ao comprar nosso bebedouro. Tudo foi feito para que este aparelho preste bons

Leia mais

Para a consulta atualizada deste manual, acesse o site www.nardelli.com.br/downloads

Para a consulta atualizada deste manual, acesse o site www.nardelli.com.br/downloads 1 Parabéns Obrigado por adquirir uma coifa de ilha Fogatti, esperamos que este produto satisfaça a sua necessidade. Por favor, leia todas as instruções atentamente para obter os melhores resultados da

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Sensor / Detector de Fumaça Óptico Convencional + Módulo Endereçável Código: AFDFE. (Ideal Para Utilizar em Conjunto com a Central de Alarme de Incêndio AFSLIM). O detector de fumaça código AFDFE é um

Leia mais

Condicionador para Sensor Lambda Banda Larga (Wide Band) Manual de Instalação e Operação

Condicionador para Sensor Lambda Banda Larga (Wide Band) Manual de Instalação e Operação Condicionador para Sensor Lambda Banda Larga (Wide Band) Manual de Instalação e Operação Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Características... 4 2. Aviso Termo de Garantia... 5 3. Sonda Lambda de Banda Larga...

Leia mais

Número: TERMO DE REFERÊNCIA PRL 001/2012. Data: PRL Gerência do Programa Luz para Todos 26/01/2012 1.0 - OBJETO/FINALIDADE:

Número: TERMO DE REFERÊNCIA PRL 001/2012. Data: PRL Gerência do Programa Luz para Todos 26/01/2012 1.0 - OBJETO/FINALIDADE: 1.0 - OBJETO/FINALIDADE: Aquisição de 7.812 Unidades de Medição Eletrônica de Energia Elétrica, 1 elemento, 1 fase, 3 fios, 240V e 15(100)A para implantação em padrões de entrada de unidades consumidoras

Leia mais

Manual de Operação BALANÇA ELETRÔNICA US 30/2

Manual de Operação BALANÇA ELETRÔNICA US 30/2 Manual de Operação BALANÇA ELETRÔNICA US 30/2 1- CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Prato em aço inoxidável 340 x 310 mm. Saída serial para impressora matricial Urano USE-PII. Temperatura de operação: 0 a 50 ºC.

Leia mais

Manual de Operação. Balança UR10000 LIGHT 300/100

Manual de Operação. Balança UR10000 LIGHT 300/100 Manual de Operação Balança UR10000 LIGHT 300/100 1 - INTRODUÇÃO Este equipamento foi projetado para atender aos mais rigorosos requisitos de precisão em pesagem, possuindo componentes de altíssima qualidade,

Leia mais

Color. Manual de Instruções

Color. Manual de Instruções Color Manual de Instruções Vídeo Porteiro Protection modelo PT 050 Parabéns!!! Você acaba de adquirir um produto para a sua segurança, conforto e comodidade, com a ótima qualidade Protection. O Vídeo Porteiro

Leia mais

ANTES DE UTILIZAR A PLACA EM VIDRO CERÂMICO

ANTES DE UTILIZAR A PLACA EM VIDRO CERÂMICO MANUAL DE UTILIZAÇÃO ANTES DE UTILIZAR A PLACA EM VIDRO CERÂMICO INSTALAÇÃO LIGAÇÃO ELÉCTRICA SUGESTÕES PARA POUPANÇA DE ENERGIA SUGESTÕES PARA A PROTECÇÃO DO AMBIENTE PRECAUÇÕES E RECOMENDAÇÕES GERAIS

Leia mais

MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA, DO COMÉRCIO E DO TURISMO

MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA, DO COMÉRCIO E DO TURISMO MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA, DO COMÉRCIO E DO TURISMO INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO Portaria n.º 115, de 29 de junho de 1998 O Presidente do Instituto Nacional

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-3060D

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-3060D MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-3060D Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do aparelho ÍNDICE 1. Introdução... 01 2. Especificações... 02 2.1. Gerais...

Leia mais

Manual Técnico. Transformadores de Potência. Versão: 5

Manual Técnico. Transformadores de Potência. Versão: 5 Manual Técnico Transformadores de Potência Versão: 5 Índice 2 8 Página 1 1 INTRODUÇÃO Este manual fornece instruções referentes ao recebimento, instalação e manutenção dos transformadores de potência a

Leia mais

9. MANUTENÇÃO DE TRANSFORMADORES:

9. MANUTENÇÃO DE TRANSFORMADORES: 9. MANUTENÇÃO DE TRANSFORMADORES: 9.1 OTIMIZAÇÃO E MONITORAMENTO DA OPERAÇÃO DOS TRANSFORMADORES Os transformadores são máquinas estáticas que transferem energia elétrica de um circuito para outro, mantendo

Leia mais

Sistema de deteção de fuga de gás. para aquecimento de salas e ambientes semelhantes

Sistema de deteção de fuga de gás. para aquecimento de salas e ambientes semelhantes 7 601 INTELLIGAS Sistema de deteção de fuga de gás para aquecimento de salas e ambientes semelhantes A unidade de controlo eletrónico para a deteção de fuga de gás com sensor individual destina-se a controlar

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES REFRIGERADOR PARA ÔNIBUS MODELO G7

MANUAL DE INSTRUÇÕES REFRIGERADOR PARA ÔNIBUS MODELO G7 MANUAL DE INSTRUÇÕES Compact Indústria de Produtos Termodinâmicos Ltda. Fábrica: Est. BR-116 KM 152,3, 21940 Pavilhão 1 Bairro Planalto Caxias do Sul - RS - CEP 95070-070 Fone (0XX) 54-2108-3838- Fax:

Leia mais

Manual Balanças Kids. Balança Pesadora Kids Manual do Usuário. www.upxsolution.com.br Vendas: 11 4096-9393 Página: 1

Manual Balanças Kids. Balança Pesadora Kids Manual do Usuário. www.upxsolution.com.br Vendas: 11 4096-9393 Página: 1 Balança Pesadora Kids Manual do Usuário www.upxsolution.com.br Vendas: 11 4096-9393 Página: 1 Indice 1. Instalação 2. Localização da Funções 3. Ligando a Balança 4. Operação 5. Configurações 6. Mensagens

Leia mais

MANUAL DO PRODUTO MANUAL DO PRODUTO MODELO DFOL

MANUAL DO PRODUTO MANUAL DO PRODUTO MODELO DFOL DETECTOR DE FUMAÇA ÓTICO LINEAR MODELO DFOL PARA MÉDIOS E GRANDES SISTEMAS IDEAL PARA GALPÕES ALCANCE DE 20 A 100 METROS ÁREA DE COBERTURA MÁXIMA 14x100M² ECONOMIA NA INSTALAÇÃO EM GRANDES ÁREAS ONDE SE

Leia mais

Manual de Configuração do Hardware

Manual de Configuração do Hardware Desembalar Remova todos os materiais de protecção. As ilustrações neste manual são de um modelo semelhante. Apesar de poderem ser diferentes do seu modelo, o método de funcionamento é igual. Ligar o produto

Leia mais

ILUMINADOR A LED PARA SEMÁFORO DE PEDESTRE COM CONTADOR REGRESSIVO. Sumário

ILUMINADOR A LED PARA SEMÁFORO DE PEDESTRE COM CONTADOR REGRESSIVO. Sumário Código: Un pç ILUMINADOR A LED PARA SEMÁFORO DE PEDESTRE COM CONTADOR REGRESSIVO 1 Objetivo 2 Referências Normativas 3 Definições 4 Requisitos Gerais 5 Requisitos Específicos 6 Funcionamento 7 Características

Leia mais

BEBEDOURO COMPRESSOR PRESSÃO MASTERFRIO MODELOS MF40 & MFA40 MANUAL DE INSTRUÇÕES

BEBEDOURO COMPRESSOR PRESSÃO MASTERFRIO MODELOS MF40 & MFA40 MANUAL DE INSTRUÇÕES BEBEDOURO COMPRESSOR PRESSÃO MASTERFRIO MODELOS MF40 & MFA40 MANUAL DE INSTRUÇÕES Prezado Cliente, A MASTERFRIO cumprimenta-o pela escolha feita ao comprar nosso bebedouro. Tudo foi feito para que este

Leia mais

CÓDIGO TÍTULO VERSÃO FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA EM TENSÃO SECUNDÁRIA EDIFICAÇÕES COLETIVAS COM SUBESTAÇÃO INSTALADA NO INTERIOR DA PROPRIEDADE

CÓDIGO TÍTULO VERSÃO FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA EM TENSÃO SECUNDÁRIA EDIFICAÇÕES COLETIVAS COM SUBESTAÇÃO INSTALADA NO INTERIOR DA PROPRIEDADE SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO PADRÃO TÉCNICO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO PT.DT.PDN.03.14.009 SECUNDÁRIA EDIFICAÇÕES COLETIVAS COM SUBESTAÇÃO INSTALADA NO INTERIOR DA 01 APROVADO POR PAULO JORGE TAVARES DE LIMA

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO COIFAS DE PAREDE VIDRO RETO VIDRO CURVO

MANUAL DE INSTRUÇÃO COIFAS DE PAREDE VIDRO RETO VIDRO CURVO MANUAL DE INSTRUÇÃO COIFAS DE PAREDE VIDRO RETO VIDRO CURVO MODELOS: BLT BOX BLT VD 60 BLT VD 90 INTRODUÇÃO Parabéns Ao escolher a linha Built de produtos, você optou por um produto de qualidade. As coifas

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO GERADOR DE ÁUDIO MODELO GA-1001

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO GERADOR DE ÁUDIO MODELO GA-1001 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO GERADOR DE ÁUDIO MODELO GA-1001 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do gerador ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA... 1 3.

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO SOPRADORES TIPO ROOTS DOSITEC SÉRIE Cutes - CR

MANUAL DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO SOPRADORES TIPO ROOTS DOSITEC SÉRIE Cutes - CR MANUAL DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO SOPRADORES TIPO ROOTS DOSITEC SÉRIE Cutes - CR Parabéns por adquirir sopradores roots Dositec, série Cutes - CR, os quais são o resultado de avançado projeto

Leia mais

Manual de instalação e configuração do módulo de entradas WEBER-REP

Manual de instalação e configuração do módulo de entradas WEBER-REP Manual de instalação e configuração do módulo de entradas WEBER-REP Sumário CONVENÇÕES UTILIZADAS...3 DESCRIÇÃO GERAL...4 VANTAGENS...4 CARACTERÍSTICAS ELÉTRICAS...4 ESPECIFICAÇÕES GERAIS...5 LED DE STATUS

Leia mais

SUCTRON PRATIC SUCTOR DE ALTA POTÊNCIA BOMBA DE VÁCUO MANUAL DO PROPRIETÁRIO PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS WWW.SCHUSTER.IND.BR

SUCTRON PRATIC SUCTOR DE ALTA POTÊNCIA BOMBA DE VÁCUO MANUAL DO PROPRIETÁRIO PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS WWW.SCHUSTER.IND.BR SUCTRON PRATIC SUCTOR DE ALTA POTÊNCIA BOMBA DE VÁCUO MANUAL DO PROPRIETÁRIO PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS WWW.SCHUSTER.IND.BR 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. INTRODUÇÃO... 3 3. TERMOS DE GARANTIA... 3 4. ESPECIFICAÇÕES

Leia mais

Portaria Inmetro/Dimel nº 0167, de 30 de setembro de 2014.

Portaria Inmetro/Dimel nº 0167, de 30 de setembro de 2014. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO Portaria Inmetro/Dimel nº 0167, de 30 de setembro

Leia mais

Em qualquer processo produtivo, deve-se garantir que as

Em qualquer processo produtivo, deve-se garantir que as Confiabilidade, calibração e definições importantes para os instrumentos de medir Os instrumentos de medição são os dispositivos utilizados para realizar uma medição e no âmbito da metrologia legal são

Leia mais

MEDIDOR ELETRÔNICO ELO.2180 MANUAL DO USUÁRIO. Junho de 2005. ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 5045840052-I

MEDIDOR ELETRÔNICO ELO.2180 MANUAL DO USUÁRIO. Junho de 2005. ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 5045840052-I MEDIDOR ELETRÔNICO ELO.2180 MANUAL DO USUÁRIO Junho de 2005 ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 5045840052-I Índice Índice...i Introdução... 1-1 Conteúdo Deste Manual... 1-1 Convenções Deste Manual... 1-2 Onde

Leia mais

Disciplina: Eletrificação Rural. Unidade 4 Previsão de cargas e divisão das instalações elétricas.

Disciplina: Eletrificação Rural. Unidade 4 Previsão de cargas e divisão das instalações elétricas. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE SOLOS E ENGENHARIA AGRÍCOLA Disciplina: Eletrificação Rural Unidade 4 Previsão de cargas e divisão das instalações elétricas. Prof.

Leia mais

NOVA LINHA DE PREZADO CONSUMIDOR

NOVA LINHA DE PREZADO CONSUMIDOR NOVA LINHA DE CLIMATIZADORES Dispensa Reservatório e Bomba D`água ATENÇÃO: EVITE LIGAR O EQUIPAMENTO DIRETO DA REDE HIDRÁULICA DA RUA; CASO ISSO ACONTEÇA, UTILIZE UM REGISTRO DE PRESSÃO QUE DEVE SER FECHADO

Leia mais

SUMÁRIO SEÇÃO 1 DADOS GERAIS

SUMÁRIO SEÇÃO 1 DADOS GERAIS SUMÁRIO SEÇÃO 1 DADOS GERAIS 1.1 INTRODUÇÃO... 3 1.2 APRESENTAÇÃO... 3 1.3 ASSISTÊNCIA TÉCNICA... 3 1.4 INSPEÇÃO NO ATO DO RECEBIMENTO... 3 1.5 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PROCESSADOR DE ÁUDIO PARA FM FMP-300...4

Leia mais

Manual de Instalação e Operação CM 4040. www.embrasul.com.br

Manual de Instalação e Operação CM 4040. www.embrasul.com.br Manual de Instalação e Operação CM 4040 www.embrasul.com.br SUMÁRIO 1. DESCRIÇÃO GERAL DO MANUAL/EQUIPAMENTO... 03 1.1 Notas... 1.2 Direitos Autorais... 1.3 Descrição Geral do Manual... 1.4 Descrição Geral

Leia mais

REFLETÔMETRO M43D EEL (SMOKE STAIN RFLECTOMETER) MANUAL DE OPERAÇÃO. Responsável: José Walderley Coêlho Dias

REFLETÔMETRO M43D EEL (SMOKE STAIN RFLECTOMETER) MANUAL DE OPERAÇÃO. Responsável: José Walderley Coêlho Dias ENERGÉTICA IND.E COM. LTDA. Rua Gravataí, 99 Rocha CEP 20975-030 Rio de Janeiro RJ CNPJ 29.341.583/0001-04 IE 82.846.190 Fone: (0xx21) 2501-1998; Fax: (0xx21) 2241-1354 REFLETÔMETRO M43D EEL (SMOKE STAIN

Leia mais