Pressostato Mecânico Para Sobrepressão, Vácuo e Pressão Diferencial

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Pressostato Mecânico Para Sobrepressão, Vácuo e Pressão Diferencial"

Transcrição

1 Pressostato Mecânico Para Sobrepressão, Vácuo e Pressão Diferencial Medir Controlar Regular Range de trabalho/chaveamento: de mbar, mbar a bar Temperatura: Max. 70 C Material: cobre, latão, aço inoxidável, NBR Conexão: G 1/2 KOBOLD está presente nos seguintes países: ALEMANHA, ARGENTINA, ÁUSTRIA, BÉLGICA, BRASIL, CANADÁ, CHINA, CINGAPURA, EUA, FRANÇA, HOLANDA, ITÁLIA, POLÔNIA, REINO UNIDO, SUÍÇA,VENEZUELA KOBOLD Messring GmbH Nordring D Hofheim/Ts. (0 6192) Fax (06192) Internet: Modelo: SCH 5

2 Pressostato Descrição Geral Modo de Operação A pressão aplicada pela conexão ao processo (1) atua no fole de medição (2). A mudança de pressão gera um movimento no fole de medição (2) que é transferido através do pino (alavanca) (4) para a balança de chaveamento (5). A balança de chaveamento é mantida firme pelos pontos do pivot (6). Conforme a pressão aumenta a balança de chaveamento (5) movimenta-se para cima e aciona o microcontato (7). A mola (8), produz a força inicial que pode ser mudada através do parafuso de ajuste (9) "ajuste do setpoint", que atua como uma força oposta A porca de ajuste (10) é movimentada pela virada da mola de setpoint, e assim o movimento inicial da mola (8) é alterado. O parafuso de ajuste do microcontato (11) atua no ajuste interno do chaveamento para o microcontato. A mola présensora de pres sã (12) garante um comportamento estável de chaveamento, mesem casos de baixos valores de ajuste. 1 = conexão ao processo 2 = fole de medição 3 = caixa do sensor 4 = pino da pressão 5 = balança de chaveamento 6 = pontos do pivot 7 = microcontato ou outros elementos de chaveamento 8 = mola do setpoint 9 = parafuso de ajuste (ajuste do ponto de chaveamento) 10 = porca de ajuste (sistema mola/parafuso) 11 = parafuso de ajuste para o microcontato 12 = mola pré-sensora de pressão Sensores de Pressão Conexão ao Processo Com poucas exceções em ranges de baixa pressão, todos sensores de pressão são equipados com foles de medição, em alguns casos foles em liga de cobre mas na maioria dos casos em aço inoxidável (1.4571). Em comparação com os valores permissíveis, os foles de medição são submetidos a baixas cargas e movimentados suavemente. Isto resulta em longa vida útil de serviço com baixo e pouco desvio de chaveamento e alta segurança em casos de sobrepressão. O movimento do fole de medição é também restringido por um limitador interno de Pressão de acordo com Normas Internacionais de segurança, assim a força resultante da sobrecarga nã o pode ser transmitida para o mecanismo de chaveamento. As partes do sensor em contato com o processo são soldadas sem nenhum material adicional e o sensor não contem nenhum selo. Foles em liga de Cobre são usados p/ranges de baixa pressão são vendidos para compor as caixas de determinados Pressostatos. A caixa do sensor e todas as partes da unidade em contato com o processo podem ser também fabricadas completamente em aço inox (séries DNS). As folhas de dados individuais mostram os dados exatos inclusive a respeito dos Materiais. A conexão ao processo foi desenvolvida de acordo com a Norma DIN para todos os pressostatos (manômetros, conexão G 1/2A). Eles podem também ser conectados opcionalmente através da rosca interna G ¼ Norma ISSO 228 Part 1. O pino central deve então ser removido. Profundidade máxima de rosca G ¼ = 9 mm. Quando conectado a rosca externa G ½ com selo na rosca (ex.: sem selagem de lavagem, normais em conexão de manômetros), o pino central deve ser removido. Pressostatos Diferenciais têm 2 conexões ao processo (Max. e min.) e devem ser conectados a uma rosca interna G ¼ cada. 6

3 Os dados técnicos mais importantes Válido para todos pressostatos com microcontatos das séries DCM, VCM, DNM, DNS, DDC. Os dados técnicos dos componentes testados são basicamente idênticos. (Favor mencionar o tipo correto) Versão Normal -Versão Switch housing Conexão ao Processo Função de Chaveamento e Função de Chaveamento e (se aplica somente para versão com microcontato) Alumínio fundido GD Al Si 12 Alumínio fundido GD Al Si 12 Rosca externa G ½ (conexão padrão) e G ¼ rosca interna. Rosca interna G ¼ para Pressostatos Diferenciais (pressão diferencial) DDCM. Contato changeover flutuante. Com aumento da pressão aciona o contato da polaridade 3-1 para 3-2. Contato changeover flutuante Com aumento da pressão aciona o contato da polaridade 3-1 para 3-2. Capacidade de chaveamento (somente p/ versão c/ microcontato) Posição de Instalação Grau de Proteção (em posição vertical) Grau de Proteção Ex Aprovação PTB Conexão elétrica Entrada do cabo Temperatura ambiente Ponto de chaveamento Chaveamento diferencial Temperatura de processo Vácuo Repetição da precisão nos Pontos de chaveamento Vibração Vida Mecânica Valores de Isolação Livre de óleos, graxas e Lubrificantes 8 A / 250 V AC 5 A / 250 V AC inductivo 8 A / 24 V DC 0.3 A / 250 V DC De preferência vertical (ver folha de dados) 3 A / 250 V AC 2 A / 250 V AC inductivo 3 A / 24 V DC 0.03 A / 250 V DC Vertical IP 54 (sob encomenda IP 65 por ZF 351) IP 65 - Eex de IIC T6 testado Norma EN 50014/50018/50019 (CENELEC) - Ex 90.C.1059 Plug (série 200) ou Terminal Terminal (série 300) Pg 11 Pg 11 (Ver folha de dados) ºC Ajustável no parafuso de ajuste. Ajustável no parafuso de ajuste após a No mecanismo de chaveamento 300 Caixa do terminal ser removida. a caixa do terminal deve ser removida. Ajustável ou não ajustável Ajustável (ver folha de dados) Max. 70ºC, tempo curto 85ºC Max. 60 C Temperaturas de processo superiores são possíveis se os valores limites acima dos descritos não entrarem em contato com o mecanismo de chaveamento.(ex.: em caso do uso de tubo sifão como redutor de temperatura) Todo pressostato pode operar em condição de vácuo, o instrumento não vai ser danificado neste caso. 1% do range de trabalho (para pressões > 1 bar) até 4 g sem desvios significantes A diferença de chaveamento é reduzida levemente a acelarações superiores. uso até 25 G não é permitido. Com aplicação de pressão variável e temperatura ambiente, garantia de 10 x 10/6 ciclos de chaveamento. Lógico que essa previsão de vida útil depende muito do tipo da pressão e da aplicação em que o pressostato trabalha, por isso esta previsão serve apenas como uma estimativa grosseira muitas vezes. Com pressão pulsante ou impacto de sistemas hidráulicos, recomenda-se o uso de redutor de pressão antes do pressostato. Sobretensão categoria III, contaminação classe 3, tensão de referência 4000 V. A conformidade DIN VDE 0110 (01.89) será confirmada. As partes molhadas de todo pressostato estão livres de óleo, graxa e demais lubrificantes. Os sensores são hermeticamente encapsulados, eles não contem nenhum selo. 7

4 ZF Pressostatos Unidades de chaveamento / função opcional / diagramas de conexão Descrição Diagramas de ligação Explicação Versão Normal Microcontato, unipolar, sem chaveamento diferencial. ZF 205 Limite máximo Com reset manual. Intertrava com aumento da pressão. ZF 206 Limite mínimo Com reset manual. Intertrava quando a pressão diminui. ZF 307 Dois microcontatos, chaveamento em paralelo ou em sucessão. Intervalo fixo de chaveamento. Caixa de proteção p/ o terminal. ZF 217 Dois microcontatos, chaveamento em sucessão, 1 plug de ajuste. Para o intervalo de chaveamento. ZF 213 Contatos dourados Não podem ser fornecidos com ajuste de chaveamento Capacidade de chaveamento max. 24 V CC,100 ma min. 5 V CC, 2 ma Ajuste de acordo com a especificação do cliente: um ponto de ajuste dois pontos de ajuste ou chaveamento diferencial definido Ajuste e selagem de acordo com a especificação do cliente: um ponto de ajuste dois pontos de ajuste ou chaveamento diferencial definido Especificar o ponto de chaveamento e a direção de ação. Pacote especial para armazenagem livre de óleo. 8

5 Controle de Pressão Em Áreas Classificadas Ex Pressostatos com equipamento especial podem também ser usado em área Ex Zona 1. As seguintes alternativas são possíveis : 1. Pressostato com dispositivo de chaveamento encapsulado a prova de pressão, Proteção EEx de IIC T6. O pressostato com cápsula a prova de pressão pode ser usado diretamente em área Ex ( Zona 1). No Entanto deve-se levar em consideração a tensão máxima de chaveamento, a capacidade de chaveamento a temperatura ambiente como também as normas para Instalações em área Ex. Todos os pressostatos podem ser equipados com mecanismos de chaveamento Ex. Circuitos especiais como também versões especiais com Diferencial de Chaveamento ajustável não estão habilitados para uso em área Ex. 2. Pressostatos em versão EEx-i Todo pressostato em versão normal pode ser usado em área zona 1, se ele for incorporado a um circuito intrinsecamente seguro. A princípio o intrinsecamente seguro é baseado no fato que o circuito de controle estará instalado e funcionando em área Ex utilizando somente uma pequena quantidade de energia que não pode gerar nenhuma ignição por faiscamento. Amplificadores e isoladores de chaveamento são usados neste caso como circuito intrinsecamente seguro, por exemplo o modelo REL-6000 KOBOLD pode também ser usado, mas previamente deve ser testado de acordo com regras e procedimentos PTB e então -apro vado para Instalações. Ex como todo instrumento destinado a este tipo de instalação. Estes circuitos isoladores para área Ex devem ser sempre instalados fora da área Ex. Pressostatos que realmente são apropriados para Instalações em áreas EEx-ia podem ser equipados com terminais azuis e prensa-cabos ou passador de cabos c/ pressão. Por causa de baixas tensões e correntes que são geradas pelos contatos dos microcontatos internos, recomenda-se também a utilização de contatos banhados a ouro. (função adicional ZF 513). Exemplo de Código Exemplo de Código SCH-DCM Pressostato Código da unidade de chaveamentosch-dcm (ex.: limite máximo) ou Código do range de chaveamento SCH-DCM 6 com ZF 205 Sistema do sensor 9

6 Testes e Aprovações VdTÜV Pressão 100/1 DVGW DIN 3398 T.1 e 3 Vapor Superaquecido, Saturado e Água quente Pressostatos e limitadores de pressão para vapor e água quente em sistemas diversos Norma DIN 4751 P2 e TRD 604. Séries DA e DWR. Gases de Combustão (CE) Pressostatos e limitadores para gases combustíveis de acordo com Norma DVGW folha G-260. Séries DGM e DWR. TÜV DIN 3398 T.4 Combustíveis líquidos Pressostatos e limitadores para combustíveis líquidos (óleo aquecido). Serie DWR. TÜV Pressão 100/1 + DIN 3398 T.4 Engenharia de Segurança (Variável de Segurança) Pressostatos em sistemas de gas liquefeito, plantas químicas, processos de testes, controlando pressão como variável de segurança. EEx de II CT6 (cápsula a prova de pressão) -Versões Para áreas Ex zona 1, todos pressostatos podem ser fornecidos com cápsula a prova de pressão (Ex.: classe de proteção EEx de IIC T6). Aprovação PTB: Ex 90.C.1059 EEx-ia (intrinsecamente seguro) Neste caso o pressostato pode ser fornecido com contatos banhados a ouro, chaves de proximidade, como também terminais azuis e prensa cabos no padrão EEx. Devendo sempre utilizar uma barreira de proteção EEx-ia. A caixa do pressostato e os mecanismos de chaveamento Os invólucros ou caixas são fabricados em alumínio fundido de alta qualidade e alta resistência incluindo contra gua do mar. Desse modo existem três versões disponíveis: IP 54 Caixa (versão normal) Plug p/ conexão elétrica Norma DIN Grau de proteção IP 54 Ajuste do setpoint acessível do lado externo do pressostato. IP 54 (IP 65) Com caixa p/ os terminais da conexão elétrica Grau de proteção IP 54, sob encomenda IP 65 Ajuste do setpoint e terminais de conexão elétrica acessíveis apenas com a remoção da tampa dos terminais. -Caixa (versão EEx-d) Com este tipo de caixa o pressostato passa a ser a ser aprovado p/ área 1. Grau de proteção IP 65. Grau de proteção p/ áreas classificadas EEx de IIC T6. IP

7 Pressostatos com trava de status do chaveamento (re-start externo) Em pressostatos frequentemente é necessário reter e travar o status de shutdown (desligamento) para a partida da trava e da chave (pressostato) no sistema novamente somente após o problema que gerou o shutdown ter sido resolvido. Existem duas possibilidades para isso: 1. Trava Mecânica no interior do pressostato Um microcontato "biestável" disponibilizado dentro dos limites ao invés de um microcontato com reset automático. Quando o valor ajustado na escala é alcançado, o microcontato é acionado e retorna a sua posição. A trava deve ser re-armada pressionando o botão de destravamento (marcado por um ponto vermelho ao lado da escala do pressostato). De acordo com esta versão, a trava pode ser eficaz com aumento ou diminuição do valor de ajuste. O destravamento pode ser realizado no local da instalação do pressostato apenas se a pressão tiver caído a um certo valor ou em caso do travamento tiver subido de volta ao ponto de chaveamento inferior. Quando o pressostato é selecionado, uma distinção deve ser feita entre a pressão de controle máxima e mínima. Versões EEx não podem ser fornecidas com trava interna. 1.1 Limitação da pressão máxima O contato atua e trava com o aumento with rising pressure. Função adicional: 205, ZF 305 Conexão elétrica (terminais 1 e 3) 1.2 Limitação da pressão mínima O contato atua e trava com a diminuição da pressão. Função adicional: 206, 306 Conexão elétrica (terminais 2 e 3) 2. Interlock elétrico externo em gabinete de velocidade chaveada Um pressostato (microcontato com reset automático) pode também ser usado como um limitador se um interlock elétrico estiver conectado em série. Em caso de limitação de pressão de vapor e ebulidores de água quente, o interlock externo é permitido somente em casos em que o pressostato seja fabricado em materiais especiais que garantam a segurança nas condições estabelecidas. 2.1 Limitação da pressão máxima com interlock externo 2.2 Limitação da pressão mínima com interlock externo DW=pressostato T1 = parada (STOP) T2 = início (START) S =sinal (conf. solicitado) K1 =relé com trava automática DW = pressostato T1 = parada (STOP) T2 = início (START) S = signal (as required) K1 = relé com trava automática Circuito de Segurança Circuito de Segurança Quando o circuito do interlock mostrado acima é usado, os requisitos de acordo com a Norma DIN /VDE 0116 são cumpridos somente se o equipamento elétrico como contatores ou relés do circuito de interlock externo forem normalizados pelo selo VDE 0660 ou VDE 0435 respectivamente. 11

8 SCH-DDCM Pressostatos Diferenciais (Pressão Diferencial) Dados Técnicos Conexão ao processo Rosca interna G1/2 A Instrumento Caixa resistente (200) resistente a água do mar, fabr.em alumínio fundido GD Al Si 12. Proteção IP 54, com posição de instalação vertical. IP 65 em versão EEx-d Elemento sensor de pressão DDCM 1-16 : Fole de metal: Caixa do sensor: DDCM : Diafragma: NBR Caixa do sensor: alumínio Posição de Montagem Opcional, de preferência vertical para cima e horizontal. Temperatura ambiente max C Versões EEx-d: ºC Temperatura máxima de processo A temperatura máxima no elemento sensor não deve ser superior a temperatura max. permitida pelo pressostato. Temperaturas de até 85ºC são permitidas p/ curtos períodos de tempo. Temperaturas de processo superiores são possíveis se valores acima dos limites não entrarem em contato com o mecanismo de chaveamento. (ex.: em casodo uso de tubo sifão como redutor de temperatura) Instalação (montagem) Diretamente na linha de pressão via conexão mecânica padrão p/ manômetros e demais instrumentos de medição de pressão ou em superfície plana de 2 a 4 mm de rosca. S (-) = pressão baixa P (+) = pressão alta Pressão de Chaveamento Ajustável externamente via chave de fenda. Chaveamento Diferencial Não ajustável. Para valores veja resumo dos tipos. Ajustes O valor da escala corresponde ao ponto de chaveamento inferior. O ponto de chaveamento superior é o chaveamento diferencial maior Métodos de selagem Conforme necessário (Recomendado após a montagem). Ajustes Os valores de escala correspondem ao ponto de chaveamento inferior, O ponto de chaveamento superior é maior através do chaveamento diferencial. Estes pressostatos diferenciais (pressão diferencial) são apropriados para o controle de pressão diferencial, vazão e também controle de filtros. Este instrumento possui um sistema de câmara com foles em aço inox. ou diafragma em NBR que detecta precisamente a diferença de duas pressões aplicadas.a pressão diferencial a ser controlada é infinitamente ajustável dentro dos ranges mencionados no resumo dos tipos de pressostatos. Os ajustes relatam para o ponto de chaveamento inferior (em caso da pressão diferencial cair); p/ o ponto de chaveamento superior (em caso da pressão diferencial subir) é o valor de chaveamento diferencial maior. Resumo dos tipos Modelo SCH-DDCM 1-16 SCH-DDCM Range de ajuste Para funções opcionais veja a folha de dados do ZF, Para ranges de pressão menores veja a folha de dados HCD. Exemplo de Aplicação Diferença de chaveamento (Mean value) Pressão máx. P1 ou P2 Desenho Dimensional SCH-DDCM 252* 4-25 mbar 2 mbar 0.5 bar SCH-DDCM 662* mbar 15 mbar 1.5 bar SCH-DDCM mbar 20 mbar 3 bar SCH-DDCM bar 35 mbar 3 bar SCH-DDCM ,6 bar 0.13 bar 15 bar SCH-DDCM bar 0.2 bar 15 bar SCH-DDCM bar 0.6 bar 25 bar Capacidade de chaveamento Exemplo de Aplicação Controle de Filtro 250 V~ 250 V- 250 V- (ohm) (ind) (ohm) (ind) Normal 8 A 5 A 0.3 A 8 A Especificação: Pressostato Diferencial c/ conexão elétrica tipo plug, caixa em alumínio fundido, caixa do sensor em aço inox. / alumínio Range de ajuste...de...até...bar / mbar Modelo.. 15

9 Desenhos Dimensionais

10 Desenhos Dimensionais Sensores de Pressão 24

Pressostato Mecânico Para Sobrepressão, Vácuo e Pressão Diferencial

Pressostato Mecânico Para Sobrepressão, Vácuo e Pressão Diferencial Pressostato Mecânico Para Sobrepressão, Vácuo e Pressão Diferencial Medir Controlar Regular Range de trabalho/chaveamento: de -250...+100 mbar, 1...16 mbar a 16...63 bar Temperatura: Max. 70 C Material:

Leia mais

Medidor de Nível. Modelo: NM-

Medidor de Nível. Modelo: NM- Medidor de Nível Medir Controlar Regular! Range de : Máximo 6000 mm! Precisão de : 0.5% para range = 3000 mm! Pressão: máxima 20 bar! Temperatura: máxima 120 C! Conexão: de R 3/8" a R 2" Flange: de DN

Leia mais

Válvulas de Segurança 5/2 vias para o Comando de Cilindros Pneumáticos. 2012 ROSS South America Ltda

Válvulas de Segurança 5/2 vias para o Comando de Cilindros Pneumáticos. 2012 ROSS South America Ltda Válvulas de Segurança 5/2 vias para o Comando de Cilindros Pneumáticos Prensa Pneumática Comandada por Válvula Convencional 5/2 vias Simples Solenóide Escape Área de pilotagem conectada à atmosfera através

Leia mais

Instruções de montagem e operação EB 2430 PT. Termóstato Tipo 2430 K para Válvulas da Série 43

Instruções de montagem e operação EB 2430 PT. Termóstato Tipo 2430 K para Válvulas da Série 43 Termóstato Tipo 2430 K para Válvulas da Série 43 Fig. 1 Termóstato Tipo 2430 ligado a Válvula Tipo 2432 K (Regulador de Temperatura Tipo 43-2) Instruções de montagem e operação EB 2430 PT Edição de Setembro

Leia mais

Manual de instruções Chave de segurança TP...

Manual de instruções Chave de segurança TP... Uso correto As caves de segurança da série TP são dispositivos de travamento com bloqueio (modelo 2). O atuador possui um baixo estágio de codificação. Em combinação com um dispositivo a proteção móvel

Leia mais

Instruções de segurança VEGACAL CL6*.DI***HD***

Instruções de segurança VEGACAL CL6*.DI***HD*** Instruções de segurança NCC 14.03234 X Ex d ia IIC T* Ga/Gb, Gb 0044 Document ID: 42731 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 4 4 Especificações... 5 5 Proteção contra danos causados

Leia mais

Extensômetro de Alto Alongamento AHX800 Manual Title

Extensômetro de Alto Alongamento AHX800 Manual Title Extensômetro de Alto Alongamento AHX800 Manual Title Additional Manual do Information Produto be certain. 100-238-343 A Informações sobre Direitos Autorais Informações sobre Marca Registrada Informação

Leia mais

Enroladores de Cabos - Contrapeso. Sistemas de Recuperação

Enroladores de Cabos - Contrapeso. Sistemas de Recuperação Enroladores de Cabos - Contrapeso Sistemas de Recuperação As figuras acima ilustram os tipos de acionamento a contrapeso. Na figura 7a temos o acionamento direto, na 7b, o acionamento direto através de

Leia mais

Termostatos KP. Brochura técnica MAKING MODERN LIVING POSSIBLE. Termostatos KP são interruptores elétricos ativados por temperatura com contatos SPDT.

Termostatos KP. Brochura técnica MAKING MODERN LIVING POSSIBLE. Termostatos KP são interruptores elétricos ativados por temperatura com contatos SPDT. MAKING MODERN LIVING POSSIBLE Brochura técnica Termostatos KP Termostatos KP são interruptores elétricos ativados por temperatura com contatos SPDT. Um termostato KP pode ser conectado diretamente a um

Leia mais

Transmissor de Pressão Diferencial NP800H

Transmissor de Pressão Diferencial NP800H Transmissor de Pressão Diferencial NP800H MANUAL DE INSTRUÇÕES V2 DESCRIÇÃO O transmissor inteligente NP800H é utilizado na medição e monitoração de pressão diferencial em ambientes agressivos, onde além

Leia mais

Contatos auxiliares retardados/adiantados adicionais garantem dupla segurança em caso de necessidade de chaveamento extrema.

Contatos auxiliares retardados/adiantados adicionais garantem dupla segurança em caso de necessidade de chaveamento extrema. h aol C t eê n Ss Ei em P de r iae be a D ue f, S ul m es V R ne bleitg I G eai no M O vreer S A o Sn U s toe T ck b i nddeu nfgo zr um m t ia ev r een?? Re GA À ipglue n NA (statd t Ah CeOi N sd s IaÇrÃbOeSi

Leia mais

Termorresistência Modelo TR10-H, sem poço de proteção

Termorresistência Modelo TR10-H, sem poço de proteção Medição elétrica de temperatura Termorresistência Modelo TR10-H, sem poço de proteção WIKA folha de dados TE 60.08 outras aprovações veja página 8 Aplicações Para montagem direta em processo Fabricante

Leia mais

Boletim da Engenharia

Boletim da Engenharia Boletim da Engenharia 15 Instalação, operação e manutenção dos sistemas de refrigeração comercial 03/04 Introdução É bem provável que a maioria das deficiências de operação em sistemas de refrigeração

Leia mais

Disjuntor a Vácuo uso Interno

Disjuntor a Vácuo uso Interno Disjuntor a Vácuo uso Interno D27 - U 1 Sumário 1. Aplicação... 3 2. Condições Normais de Serviço... 4 3. Principais Parâmetros Técnicos... 4 4. Estrutura e Operação do Disjuntor... 5 4.1. Estrutura Geral:...

Leia mais

Manual de Operação e Instalação

Manual de Operação e Instalação Manual de Operação e Instalação Transmissor de nível Cod: 073AA-005-122M Rev. A Série LT-200 Fevereiro / 2004 S/A. Rua João Serrano, 250 Bairro do Limão São Paulo SP CEP 02551-060 Fone: (11) 3488-8999

Leia mais

REGULADOR DE AÇÃO DIRETA

REGULADOR DE AÇÃO DIRETA REGULADOR DE AÇÃO DIRETA ÍNDICE GENERALIDADES... 1 CARACTERÍSTICAS... 2 MARCAÇÃO... 2 DESCRIÇÃO... 3 PEÇAS DE SUBSTITUIÇÃO... 3 DIMENSÕES E PESOS... 3 FUNCIONAMENTO... 4 AJUSTE DA VÁLVULA... 4 INSTALAÇÃO...

Leia mais

Válvula Redutora de Pressão Tipo 2422/2424. Instruções de Montagem e Operação EB 2547 PT

Válvula Redutora de Pressão Tipo 2422/2424. Instruções de Montagem e Operação EB 2547 PT Válvula Redutora de Pressão Tipo 2422/2424 Válvula Redutora de Pressão Tipo 2422/2424 Instruções de Montagem e Operação EB 2547 PT Edição de Outubro de 2006 Conteúdo Conteúdo Página 1 Concepção e princípio

Leia mais

Dados técnicos. Polaridade de saída Intervalo seguro de comutação s a 0... 7 mm Dados característicos Condições de montagem B. 5 mm C.

Dados técnicos. Polaridade de saída Intervalo seguro de comutação s a 0... 7 mm Dados característicos Condições de montagem B. 5 mm C. 0102 Designação para encomenda Características 10 mm não nivelado forma plana Entalhe de montagem para agrupador de cabos Dados técnicos Dados gerais Função do elemento de comutação Contacto de trabalho

Leia mais

CORTADOR DE FRIOS C-300. Manual do Usuário Instruções de uso, manutenção e limpeza do equipamento. www.elgin.com.br Suporte 0800 77 00 300

CORTADOR DE FRIOS C-300. Manual do Usuário Instruções de uso, manutenção e limpeza do equipamento. www.elgin.com.br Suporte 0800 77 00 300 CORTADOR DE FRIOS C-300 Manual do Usuário Instruções de uso, manutenção e limpeza do equipamento. www.elgin.com.br Suporte 0800 77 00 300 ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 2 Descrição Geral... 2 Principais Características...

Leia mais

Termopares TE 65.10. com poço Modelo TC 200. Medição Eletrônica de Temperatura

Termopares TE 65.10. com poço Modelo TC 200. Medição Eletrônica de Temperatura TE 65.10 Termopares com poço Modelo TC 200 Medição Eletrônica de Temperatura Serviços planejados - Construção de máquinas, plantas e tanques - Geração de energia - Indústria química - Indústria alimentícia

Leia mais

Powador Mini-Argus Mini-Argus FR

Powador Mini-Argus Mini-Argus FR Powador Mini-Argus Mini-Argus FR Esta caixa de terminais do gerador Powder Mini-Argus inclui protecção para cada via, protecção contra sobrecargas e interruptor de corte DC num caixa separada e pode ser

Leia mais

Manual de instalação, operação e manutenção

Manual de instalação, operação e manutenção Manual de instalação, operação e manutenção para a válvula esférica assentada em metal RSVP aprimorada da MOGAS Como INSTALAR A VÁLVULA CORRETAMENTE ALÍVIO DE TENSÃO DAS SOLDAS CONFORME ASME B31.1 FAÇA

Leia mais

Série Alpha 4000. Sistemas de Rádio Controle Remoto Industrial. Manual de Instruções

Série Alpha 4000. Sistemas de Rádio Controle Remoto Industrial. Manual de Instruções Série Alpha 4000 Sistemas de Rádio Controle Remoto Industrial Manual de Instruções SEYCONEL AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL LTDA www.seyconel.com.br Fone (41) 3201 8000 2 SUMÁRIO 1. INSTRUÇÕES... 1 2. INSTRUÇÕES

Leia mais

3.5 mm distância entre pinos 1 contato 10 A Montagem em circuito impresso ou bases série 95

3.5 mm distância entre pinos 1 contato 10 A Montagem em circuito impresso ou bases série 95 Série 40 - Relé para circuito impresso plug-in 8-10 - 16 A Características 40.31 40.51 40.52 Relé com 1 ou 2 contatos 40.31-1 contato 10 A (3.5 mm distância pinos) 40.51-1 contato 10 A (5 mm distância

Leia mais

Contatos Elétricos. Acessórios. Modelo 831, Indutivo. Aplicações. Características Especiais. Descrição. Opcionais

Contatos Elétricos. Acessórios. Modelo 831, Indutivo. Aplicações. Características Especiais. Descrição. Opcionais Contatos Elétricos Modelo 821, Magnético com ação rápida Modelo 831, Indutivo Acessórios Modelo 830 E, Eletrônico WIKA Folha de Dados AC 08.01 Aplicações Regular e controlar processos industriais Monitoramento

Leia mais

Manual de Instruções de Operação e Manutenção. THP Transmissor de Posição Por Efeito Hall

Manual de Instruções de Operação e Manutenção. THP Transmissor de Posição Por Efeito Hall Manual de Instruções de Operação e Manutenção THP Transmissor de Posição Por Efeito Hall 1. INFORMAÇÕES GERAIS... 3 2. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS... 3 3. DESENHO DIMENSIONAL... 4 3.1 DIMENSÕES THP ROTATIVO...

Leia mais

SMART START (Recirculação).

SMART START (Recirculação). MANUAL RCS-7BR 1/10 EXPERIENCE OUR INNOVATION SMART START (Recirculação). RCS-7BR MANUAL DE INSTRUÇÕES (UTILIZAÇÃO E INSTALAÇÃO) MODELO: RCS-7BR PARABÉNS!!! VOCÊ ACABOU DE ADQUIRIR UM DOS MELHORES APARELHOS

Leia mais

Válvula Direcional 2/2 vias Série 95000

Válvula Direcional 2/2 vias Série 95000 Válvula Direcional / vias Série 95000 Atuação: Eletromagnética Válvulas Poppet Operadas Diretamente por Solenóide Conexão G /4, G / ou /4 NPT Atuação a partir de 0 bar Rápida comutação Adequada para atuar

Leia mais

Sinalizador óptico à prova de explosão em GRP, 5 joule

Sinalizador óptico à prova de explosão em GRP, 5 joule Sinalizador óptico à prova de explosão em Manual de instruções Additional languages www.stahl-ex.com Informações Gerais Índice 1 Informações Gerais...2 1.1 Fabricante...2 1.2 Informações relativas ao manual

Leia mais

Regulador de Pressão Automotor Série 42 Regulador de Pressão Diferencial com actuador de abertura e válvula balanceada Tipo 2422 Tipo 42-20 Tipo 42-25

Regulador de Pressão Automotor Série 42 Regulador de Pressão Diferencial com actuador de abertura e válvula balanceada Tipo 2422 Tipo 42-20 Tipo 42-25 Regulador de Pressão Automotor Série 42 Regulador de Pressão Diferencial com actuador de abertura e válvula balanceada Tipo 2422 Tipo 42-20 Tipo 42-25 Aplicação Regulador de pressão diferencial para grandes

Leia mais

Selo diafragma com conexão flangeada Projeto rosqueado e de grande volume Modelo 990.41

Selo diafragma com conexão flangeada Projeto rosqueado e de grande volume Modelo 990.41 Selos diafragma Selo diafragma com conexão flangeada Projeto rosqueado e de grande volume Modelo 990.41 WIKA folha de dados DS 99.32 outras aprovações veja página 3 Aplicações Para montagem (montagem direta,

Leia mais

Instruções de segurança VEGADIF DF65.D******- Z/H/P/F*****

Instruções de segurança VEGADIF DF65.D******- Z/H/P/F***** Instruções de segurança VEGADIF DF65.D******- Z/H/P/F***** NCC 13.02323 X Ex d ia IIC T6...T1 Ga/Gb 0044 Document ID: 47487 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 3 4 Condições de utilização...

Leia mais

WEGeuro Indústria Eléctrica S.A. Manual de Instruções. Motores Assíncronos Trifásicos à Prova de Explosão

WEGeuro Indústria Eléctrica S.A. Manual de Instruções. Motores Assíncronos Trifásicos à Prova de Explosão Ref. 110.15 - Rev 00 04/2011 Manual de Instruções Motores Assíncronos Trifásicos à Prova de Explosão Ref. 110.15 Rev. 00 04/2011 2 Manual de Instruções Motores Assíncronos Trifásicos à prova de explosão

Leia mais

21 55 102 Volume de ar (fluxo livre) 24 55 100 Volume de ar (com filtro de exaustão instalado) m³/h. 14 40 75 Nível de ruído

21 55 102 Volume de ar (fluxo livre) 24 55 100 Volume de ar (com filtro de exaustão instalado) m³/h. 14 40 75 Nível de ruído Série - Ventilador com Filtro (24 630) m³/h SÉRIE.50.8.xxx.1020.50.8.xxx.2055.50.8.xxx.3100 Ventilador com Filtro adequado para armários e painéis elétricos, versões de 120V ou 230V AC Baixo nível de ruído

Leia mais

Válvulas de Segurança 3/2 vias DM² C

Válvulas de Segurança 3/2 vias DM² C Válvulas de Segurança 3/2 vias DM² C Isolamento da Energia Pneumática Categoria 4 Líder na Tecnologia de Válvulas de Segurança Desde 1950 2005 Tecnologia e experiência 1995 2000 1980 1976 1967 1962 1954

Leia mais

Jato suave e concentrado; Chuveiro com chave seletora para ajuste da temperatura (4 temperaturas); Inovação tecnológica;

Jato suave e concentrado; Chuveiro com chave seletora para ajuste da temperatura (4 temperaturas); Inovação tecnológica; 1 1. INFORMAÇÕES GERAIS Função O Chuveiro tem como função principal fornecer água com vazão adequada à higiene pessoal. Aplicação Utilizado para higiene pessoal em banheiros ou áreas externas como piscinas.

Leia mais

110,5 x 22,5 x 114 (term. mola)

110,5 x 22,5 x 114 (term. mola) Supervisão de parada de emergência e monitoramento de portas Supervisão de sensores de segurança magnéticos codificados Entrada para 1 ou 2 canais Categoria de Segurança até 4 conforme EN 954-1 Para aplicações

Leia mais

Transmissor de Pressão Submersível 2.75

Transmissor de Pressão Submersível 2.75 Folha de Dados Transmissor de Pressão Submersível 2.75 Geral Os transmissores de pressão da MJK foram desenvolvidos para medição de nível pela imersão do transmissor de pressão em tanques abertos, poços

Leia mais

Permite conexão fácil e segura para sensores, atuadores e instrumentos de medição em fieldbus - Foundation fieldbus, Profibus ou HART Montagem

Permite conexão fácil e segura para sensores, atuadores e instrumentos de medição em fieldbus - Foundation fieldbus, Profibus ou HART Montagem Permite conexão fácil e segura para sensores, atuadores e instrumentos de medição em fieldbus - Foundation fieldbus, Profibus ou HART Montagem robusta para aplicações industriais e em áreas classificadas

Leia mais

Válvulas solenoides de 2/2 vias servo operadas tipo EV220B 15 50

Válvulas solenoides de 2/2 vias servo operadas tipo EV220B 15 50 Catálogo técnico Válvulas solenoides de 2/2 vias servo operadas tipo EV220B 15 50 EV220B 15 50 é um programa universal de válvula solenoide de 2/2 vias indiretamente servo-operada. O corpo da válvula em

Leia mais

COMPRESSOR MANUAL DO PROPRIETÁRIO DENTAL/MEDICAL OIL-FREE WWW.SCHUSTER.IND.BR PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS

COMPRESSOR MANUAL DO PROPRIETÁRIO DENTAL/MEDICAL OIL-FREE WWW.SCHUSTER.IND.BR PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS COMPRESSOR S45 DENTAL/MEDICAL OIL-FREE MANUAL DO PROPRIETÁRIO COMPRESSOR S45 110V PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS WWW.SCHUSTER.IND.BR 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. INTRODUÇÃO... 3 3. TERMOS DE GARANTIA... 3 4. ESPECIFICAÇÕES

Leia mais

SITRANS LVL200H.ME****A****

SITRANS LVL200H.ME****A**** Vibrating Switches SITRANS LVL200H.ME****A**** NCC 14.03368 X Ex d IIC T6 Ga/Gb, Gb Instruções de segurança 0044 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 4 4 Condições de utilização... 4

Leia mais

1 - AUTOMATIZADOR: Utilizado exclusivamente em portas de enrolar de aço. Existem diversas capacidades e tamanhos. Verifique sempre o peso e o tamanho

1 - AUTOMATIZADOR: Utilizado exclusivamente em portas de enrolar de aço. Existem diversas capacidades e tamanhos. Verifique sempre o peso e o tamanho 1 ME-01 REV00 13 3 1 2 14 9 10 12 4 5 6 7 11 8 1 - AUTOMATIZADOR: Utilizado exclusivamente em portas de enrolar de aço. Existem diversas capacidades e tamanhos. Verifique sempre o peso e o tamanho da porta

Leia mais

Sumário Serra Fita FAM

Sumário Serra Fita FAM Sumário Serra Fita FAM 1 Componentes... 1 Painel de controle... 1 Sensores de segurança... 2 Especificações... 2 Instalação... 3 Condições Gerais do Local... 3 Rede Elétrica... 3 Instalação da Tomada...

Leia mais

Pressostatos de ar e água, Tipo CS

Pressostatos de ar e água, Tipo CS MAKING MODERN LIVING POSSIBLE Brochura técnica Pressostatos de ar e água, Tipo CS Os pressostatos CS possuem ajuste de faixa, diferencial ajustável, e um contato integrado de três polos operado por pressão.

Leia mais

SISTEMA HIDRÁULICO. Cilindros hidráulicos Válvulas direcionais Bombas Filtros Reservatórios Circuitos hidráulicos básicos CILINDROS HIDRÁULICOS

SISTEMA HIDRÁULICO. Cilindros hidráulicos Válvulas direcionais Bombas Filtros Reservatórios Circuitos hidráulicos básicos CILINDROS HIDRÁULICOS SISTEMA HIDRÁULICO A unidade hidráulica é destinada ao acionamento dos pistões de aperto do abafador à base, composta de duas bombas (sendo uma de reserva), e dos respectivos acessórios de supervisão,

Leia mais

MSI-RM2 Relês de segurança

MSI-RM2 Relês de segurança MSI-RM2 Relês de segurança PT 2010/11-607402 Reservados os direitos de alterações técnicas IMPLEMENTAR E OPERAR DE MODO SEGURO Manual de instruções original Módulo relê para dispositivos optoeletrônicos

Leia mais

Chave de Fluxo com Palheta (miniatura) Modelo 017. Tabela de Vazão de Acionamento (mínimo) Contato Tipo Reed-Switch. Aplicações:

Chave de Fluxo com Palheta (miniatura) Modelo 017. Tabela de Vazão de Acionamento (mínimo) Contato Tipo Reed-Switch. Aplicações: Chave de Fluxo com Palheta (miniatura) 017 017 (*) Variável conforme diâmetro da tubulação Execução: Conexão Roscada Aplicações: Própria para sistemas com fluxos baixos. Circuitos de lubrificação, refrigeração

Leia mais

Medidor de vazão, plástico

Medidor de vazão, plástico Medidor de vazão, plástico Construção O medidor de vazão, num princípio de, dispõe de um tubo de medição em PA 63T ou seja, polissulfona, adequado para a utilização em meios neutros ou seja, agressivos*

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO

MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO 1 1. AVISOS Leia este manual cuidadosamente antes de instalar e operar o equipamento. A operação da máquina deve estar de acordo com as instruções

Leia mais

CÉLULA / SENSOR ION-SELETIVO CLORO LIVRE INORGÂNICO

CÉLULA / SENSOR ION-SELETIVO CLORO LIVRE INORGÂNICO Head office: Via Catania 4, 00040 Pavona di Albano Laziale (Roma) Italy, Tel. +39 06 9349891 (8 lines) Fax +39 06 9343924 CÉLULA / SENSOR ION-SELETIVO CLORO LIVRE INORGÂNICO GUIA DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO

Leia mais

Comutador de derivação em carga VACUTAP VV

Comutador de derivação em carga VACUTAP VV Comutador de derivação em carga VACUTAP VV Instruções de serviço 4349312/00 PT Todos os direitos da Maschinenfabrik Reinhausen Salvo autorização expressa, ficam proibidas a transmissão, assim como a reprodução

Leia mais

NRGS 11-2 NRGS 16-2. Instruções de funcionamento 810336-00 Electrodo de nível NRGS 11-2 Electrodo de nível NRGS 16-2

NRGS 11-2 NRGS 16-2. Instruções de funcionamento 810336-00 Electrodo de nível NRGS 11-2 Electrodo de nível NRGS 16-2 NRGS 11-2 NRGS 16-2 Instruções de funcionamento 810336-00 Electrodo de nível NRGS 11-2 Electrodo de nível NRGS 16-2 Dimensões 173 173 500, 1000, 1500 140 500, 1000, 1500 240 140 337,5 Fig. 1 Fig. 2 2 Componentes

Leia mais

Eletroímã VERSÃO DO MANUAL

Eletroímã VERSÃO DO MANUAL Eletroímã VERSÃO DO MANUAL 1.4 de 19/02/2013 3045 Sumário 1. Apresentação... 3 2. Itens que Acompanham... 3 2.1. FECHBEM SUPER FS 150 e FS 200... 3 2.2. AUTOMAG F300 E F600... 4 3. Especificações Técnicas...

Leia mais

Câmara Frigorífica para Frios & Laticínios Resfriados - CRE. www.capitalrefrigeracao.com.br. www.capitalrefrigeracao.com.br

Câmara Frigorífica para Frios & Laticínios Resfriados - CRE. www.capitalrefrigeracao.com.br. www.capitalrefrigeracao.com.br Imagem Ilustrativa Câmara Frigorífica para Frios & Laticínios Resfriados - CRE F R I O L I N O Descritivo Descritivo A linha de Câmaras Frigoríficas COLD Stock para estocagem de Frios & Laticínios Resfriados

Leia mais

www.siemens.com/sion Disjuntores a vácuo SION 3AE5 e 3AE1 Equipamento de média tensão Catálogo HG 11.02 2014 Answers for infrastructure and cities.

www.siemens.com/sion Disjuntores a vácuo SION 3AE5 e 3AE1 Equipamento de média tensão Catálogo HG 11.02 2014 Answers for infrastructure and cities. www.siemens.com/sion Disjuntores a vácuo SION AE5 e AE1 Equipamento de média tensão Catálogo HG 11.0 014 Answers for infrastructure and cities. Disjuntores a vácuo SION AE5 e AE1 R-HG11-8.tif Siemens HG

Leia mais

VÁLVULA DE SEGURANÇA Série Herion XSz

VÁLVULA DE SEGURANÇA Série Herion XSz VÁLVULA DE SEGURANÇA Série Herion XSz Intrinsicamente à prova de falha, sem pressão residual Auto monitoramento dinâmico Sistema de controle de válvula dupla Para uso com sistema de freio e embreagem pneumáticos

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO MAXXI M AX X I LIGHT MAXXI Caro Usuário Primeiramente queremos parabenizá-lo pela escolha de um equipamento com a marca Sinapse. Os aquecedores digitais da série Maxxi Light

Leia mais

Mini Aquecedor série SEC 016 8W, 10W, 13W

Mini Aquecedor série SEC 016 8W, 10W, 13W Mini Aquecedor série SEC 016 8W, 10W, 13W Limitador de temperatura Ampla faixa de alimentação Aquecimento dinâmico Economia de energia elétrica Compacto Aquecedor para aplicação em invólucros de pequeno

Leia mais

Manual Técnico. Transformadores de Potência. Versão: 5

Manual Técnico. Transformadores de Potência. Versão: 5 Manual Técnico Transformadores de Potência Versão: 5 Índice 2 8 Página 1 1 INTRODUÇÃO Este manual fornece instruções referentes ao recebimento, instalação e manutenção dos transformadores de potência a

Leia mais

CAIXAS DE JUNÇÃO DE Ex d DE ZONA 1 IEC/ATEX/IEC NBR. Aplicações

CAIXAS DE JUNÇÃO DE Ex d DE ZONA 1 IEC/ATEX/IEC NBR. Aplicações Caixas de junção em poliéster reforçado com fibra de vidro para aplicações elétricas e de energia série NJBEP Aplicações As caixas de junção elétricas são usadas para distribuir energia para iluminação

Leia mais

SVL488 Válvula de Segurança em Aço Inoxidável para Aplicações em Vapor Limpo

SVL488 Válvula de Segurança em Aço Inoxidável para Aplicações em Vapor Limpo Página 1 de 5 BR Rev.00 Válvula de Segurança em Aço Inoxidável para Aplicações em Vapor Limpo Descrição A é uma válvula de segurança em aço inoxidável, com aprovação TÜV adequada para aplicações com vapor,

Leia mais

Manual de Instruções de Instalação e Garantia. Aquecedor Universal Com Acionamento Digital

Manual de Instruções de Instalação e Garantia. Aquecedor Universal Com Acionamento Digital Manual de Instruções de Instalação e Garantia Aquecedor Universal Com Acionamento Digital Parabéns! Você acabou de adquirir um produto com a qualidade AQUAPLÁS Apresentação O Aquecedor AQUAPLÁS é utilizado

Leia mais

GESTÃO TÉRMICA PERFEITA PRESENÇA MUNDIAL

GESTÃO TÉRMICA PERFEITA PRESENÇA MUNDIAL GESTÃO TÉRMICA PERFEITA PRESENÇA MUNDIAL CATÁLOGO 2015 2 GESTÃO TÉRMICA PERFEITA CATÁLOGO DE PRODUTOS - STEGO STEGO Catálogo 2015 CATÁLOGO DE PRODUTOS - STEGO GESTÃO TÉRMICA PERFEITA 3 Presença Mundial

Leia mais

Descrição do Produto. Dados para Compra

Descrição do Produto. Dados para Compra Descrição do Produto Os módulos supressores para pontos analógicos AL-3492 e AL-3493 foram desenvolvidos para oferecer alta proteção contra surtos de tensão em pontos de entrada ou saída analógicos. Por

Leia mais

Instruções de segurança VEGAPULS PS66. CI****P/F****

Instruções de segurança VEGAPULS PS66. CI****P/F**** Instruções de segurança VEGAPULS PS66. CI****P/F**** TÜV 13.0533 X Ex ia IIC T* Ga * Ver tabela de temperatura 0044 Document ID: 43431 Índice 1 Validade... 4 2 Geral... 4 2.2 Instrumento EPL-Ga... 4 2.3

Leia mais

CONVERSORES DE FREQÜÊNCIA Instruções para Instalação de Conversores de Freqüência

CONVERSORES DE FREQÜÊNCIA Instruções para Instalação de Conversores de Freqüência CONVERSORES DE FREQÜÊNCIA Instruções para Instalação de Conversores de Freqüência Edição 08.2007 A&D CS Suporte Técnico Drives HotLine Índice 1. Introdução 2. Condições Ambientais de Operação 2.1 Poluição

Leia mais

07/12/2012 Agosto/2012 1

07/12/2012 Agosto/2012 1 07/12/2012 Agosto/2012 1 Arranjo e Detalhamento de Tubulações Industriais 07/12/2012 2 Tipos de Desenhos de Tubulação Os principais tipos de desenhos que compõem um projeto de tubulação, são: 1. Fluxogramas

Leia mais

Tradução do documento original. Uma nova versão do documento original está disponível. Série 3730 Posicionador Electropneumático Tipo 3730-1

Tradução do documento original. Uma nova versão do documento original está disponível. Série 3730 Posicionador Electropneumático Tipo 3730-1 Série 3730 Posicionador Electropneumático Tipo 3730-1 Aplicação Posicionador de simples efeito ou duplo efeito para ligação a válvulas de comando pneumáticas. Auto-calbragem, adaptação automática à válvula

Leia mais

Instruções de uso. Indicador de posição eletrônico ESR 2SX9000-1WR00 (R410134; C73451-A383-A1) 2SX9000-1MR00 (R410136; C73451-A383-A2)

Instruções de uso. Indicador de posição eletrônico ESR 2SX9000-1WR00 (R410134; C73451-A383-A1) 2SX9000-1MR00 (R410136; C73451-A383-A2) Instruções de uso Indicador de posição eletrônico ESR 2SX9000-1WR00 (R410134; C73451-A383-A1) 2SX9000-1MR00 (R410136; C73451-A383-A2) 2SX9000-1WR01 (R410145) Versão 12.12 Sujeito a alterações! Conteúdo

Leia mais

Filtro de retorno-sucção RKM

Filtro de retorno-sucção RKM Filtro de retorno-sucção até 800 l/min, até 10 bar 80 100 120 151 201 251 201/-TH 300 350 400 800 1. DESCRIÇÃO TÉCNICA 1.1 CARCAÇA DE FILTRO Construção As carcaças de filtro são dimensionadas de acordo

Leia mais

Catálogo Capacitores p/ CFP/6 11/11/2004 11:23 Page I. Capacitores. Correção de Fator de Potência

Catálogo Capacitores p/ CFP/6 11/11/2004 11:23 Page I. Capacitores. Correção de Fator de Potência Catálogo Capacitores p/ CFP/6 11/11/2004 11:23 Page I Capacitores Correção de Fator de Potência s Catálogo Capacitores p/ CFP/6 11/11/2004 11:23 Page 2 Índice Página Apresentação 3 Dados Técnicos e Capacitores

Leia mais

BK 45 BK 45U. Manual de Instruções 810734-01 Purgador de Condensado BK 45, BK 45U

BK 45 BK 45U. Manual de Instruções 810734-01 Purgador de Condensado BK 45, BK 45U BK 45 BK 45U Manual de Instruções 810734-01 Purgador de Condensado BK 45, BK 45U 1 Indíce Advertências Importantes Página Aplicação...6 Segurança...6 Perigo...6 Classificação de acordo com artigo 9 da

Leia mais

------------------------------- -----------------------------Henflex. Henflex------------------------------ Índice

------------------------------- -----------------------------Henflex. Henflex------------------------------ Índice Índice 1.Características Gerais... 2 2.Seleção do Tamanho do Acoplamento... 2 2.1- Dimensionamento dos acoplamentos Henflex HXP para regime de funcionamento contínuo... 2 2.2 Seleção do Acoplamento...

Leia mais

Selo diafragma com conexão flangeada Com diafragma faceado ao processo Modelo 990.27

Selo diafragma com conexão flangeada Com diafragma faceado ao processo Modelo 990.27 Selo diafragma Selo diafragma com conexão flangeada Com diafragma faceado ao processo Modelo 990.27 WIKA Folha técnica DS 99.27 Outras aprovações veja página 3 Aplicações Indústria de processos químicos

Leia mais

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Controlador Digital Microprocessado C130. V.1.

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Controlador Digital Microprocessado C130. V.1. Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais Manual de Instruções Controlador Digital Microprocessado C130 V.1.01 / Revisão 4 ÍNDICE Item Página 1. Introdução...01 2. Características...01

Leia mais

BERMAD Saneamento. Válvula Controladora de Bomba Válvula de Retenção Ativa. Série 700. Modelo 740

BERMAD Saneamento. Válvula Controladora de Bomba Válvula de Retenção Ativa. Série 700. Modelo 740 Válvula Controladora de Bomba Válvula de Retenção Ativa Isolamento dos efeitos de partida e parada da bomba do sistema, para: Bombas de velocidade única isoladas Bateria para bombas de velocidade única

Leia mais

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL FÊNIX-20L

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL FÊNIX-20L MANUAL TÉCNICO SUMÁRIO CARACTERÍSTICAS GERAIS... 3 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS... 3 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS... 3 PAINEL... 4 FUNÇÕES DO PAINEL... 4 FUNÇÕES INTERNAS PLACA DE CONTROLE... 6 FUNÇÕES INTERNAS

Leia mais

Série 83400 Regulador eletrônico de pressão diferencial

Série 83400 Regulador eletrônico de pressão diferencial 83400 Regulador eletrônico de pressão diferencial Identifica a pressão diferencial requerida para atuar em filtros com pó Boa interferência de imunidade tal como na Diretiva EMC Usando operação dot matrix

Leia mais

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Controlador Digital Microprocessado CCM44. Versão 0.xx / Rev.

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Controlador Digital Microprocessado CCM44. Versão 0.xx / Rev. Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais Manual de Instruções Controlador Digital Microprocessado CCM44 Versão 0.xx / Rev. 03 Índice Ítem Página 1. Introdução... 02 2. Características...

Leia mais

Dimensões. Dados técnicos

Dimensões. Dados técnicos Dimensões M30x1,5 18 5 78 79 S 36 Designação para encomenda LED Características série de conforto A distância de comutação pode ser regulada com o potenciómetro numa área alargada 10 mm não nivelado Ligação

Leia mais

Acumuladores hidráulicos de membrana

Acumuladores hidráulicos de membrana 1. DESCRIÇÃO 1.1. MODO DE FNCIONAMENTO Líquidos são praticamente incompressíveis e portanto não podem armazenar energia sob forma de pressão. Em acumuladores hidropneumáticos aproveita-se a compressibilidade

Leia mais

Sistema de sensores Sensores de pressão Série PM1. Catálogo impresso

Sistema de sensores Sensores de pressão Série PM1. Catálogo impresso Sistema de sensores Sensores de pressão Série PM1 Catálogo impresso Sistema de sensores Sensores de pressão Série PM1 Pressão de comutação: -0,9-16 bar mecânico Conexão elétrica: Conector, ISO 4400, formato

Leia mais

Damper Corta Fogo. Séries FKA-TA-BR-90, FKA-TI-BR-60/120, TNR-F-BR-90/120 e FKR-D-BR-45/60 C4-004 TROX DO BRASIL LTDA.

Damper Corta Fogo. Séries FKA-TA-BR-90, FKA-TI-BR-60/120, TNR-F-BR-90/120 e FKR-D-BR-45/60 C4-004 TROX DO BRASIL LTDA. C4-004 Damper Corta Fogo Séries FKA-TA-BR-90, FKA-TI-BR-60/120, TNR-F-BR-90/120 e FKR-D-BR-45/60 TROX DO BRASIL LTDA. Rua Alvarenga, 2025 05509-005 São Paulo SP Fone: (11) 3037-3900 Fax: (11) 3037-3910

Leia mais

X20 30 36 AC GEARLESS

X20 30 36 AC GEARLESS 3141 pt - 02.1999 / a Este manual deve ser entregue ao usuário final X20 30 36 AC GEARLESS Manual de instalação e manutenção Com o objetivo de obter o máximo de desempenho de sua nova máquina GEARLESS,

Leia mais

SMART Control Manual de Instruções

SMART Control Manual de Instruções SMART Control Manual de Instruções Para utilizar corretamente esse dispositivo, leia este manual de instruções cuidadosamente antes de usar. precauções de segurança Este símbolo, juntamente com uma das

Leia mais

Compressores a parafuso

Compressores a parafuso Construídos para toda a vida Compressores a parafuso Série CSD Capacidade: 5.50 a 16.10 m³/min Pressão: 7.5 a 13 bar Compressor de parafusos rotativos Máxima Eficiência e Confiabilidade Há anos os clientes

Leia mais

More than safety. Catálogo Geral. HomemMáquina

More than safety. Catálogo Geral. HomemMáquina More than safety. Catálogo Geral HomemMáquina Catálogo geral Homem- Máquina H HS HE HL HLS Kit de montagem disponível Caixa Cor Peso Temperatura de operação Temperatura de armazenamento Cinza RL 74 aprox.,3

Leia mais

PROCEDIMENTO ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PARA EQUIPAMENTO ELETRÔNICO PARA CONVERSÃO DE VOLUME DE GÁS NATURAL ÍNDICE DE REVISÕES

PROCEDIMENTO ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PARA EQUIPAMENTO ELETRÔNICO PARA CONVERSÃO DE VOLUME DE GÁS NATURAL ÍNDICE DE REVISÕES UNIDADE: GERAL 1 de 14 ÍNDICE DE REVISÕES Rev. 0 EMISSÃO INICIAL DESCRIÇÃO E/OU FOLHAS ATINGIDAS Rev. 0 Rev. 1 Rev. 2 Rev. 3 Rev. 4 Rev. 5 Rev. 6 Rev. 7 Rev. 8 DATA: 18/04/13 ELABORAÇÃO: Andre VERIFICAÇÃO:

Leia mais

Boletim Técnico Agosto / 2011

Boletim Técnico Agosto / 2011 Página 01/08 TÍTULO: INFORMATIVO DO NOVO CONTROLE REMOTO COM FIO PARA UNIDADES SPLITÃO 2 ESTÁGIOS SUMÁRIO Esta publicação visa informar o novo controle remoto com fio para as Unidades da Linha Splitão

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO RADAR DUO N de Homologação: 0723-12-2791

MANUAL DE INSTALAÇÃO RADAR DUO N de Homologação: 0723-12-2791 MANUAL DE INSTALAÇÃO RADAR DUO N de Homologação: 0723-12-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação RADAR DUO 2 Índice 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 3 3. Conhecendo o equipamento... 4 3.1

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS E ESPECIFICAÇÕES GERAIS

CADERNO DE ENCARGOS E ESPECIFICAÇÕES GERAIS CADERNO DE ENCARGOS E ESPECIFICAÇÕES GERAIS Instalação do sistema de geração de ozônio na piscina coberta do Centro de Atividades do SESC Ceilândia. Brasília-DF COMAP/DIAD Página 1 BASES TÉCNICAS PARA

Leia mais

Varycontrol Caixas VAV

Varycontrol Caixas VAV 5//P/3 Varycontrol Caixas VAV Para Sistemas de Volume Variável Séries TVJ, TVT TROX DO BRASIL LTDA. Rua Alvarenga, 05 05509-005 São Paulo SP Fone: (11) 303-3900 Fax: (11) 303-39 E-mail: trox@troxbrasil.com.br

Leia mais

Conceitos e definições para correção do fator de potência através de carga capacitiva

Conceitos e definições para correção do fator de potência através de carga capacitiva Conceitos e definições para correção do fator de potência através de carga capacitiva anobra de capacitores Na ligação de capacitores a uma rede ocorre um processo transitório severo até que seja atingido

Leia mais

11/07 246-04/00 072413 REV.1 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO. www.britania.com.br sac@britania.com.br ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR MANUAL DE INSTRUÇÕES

11/07 246-04/00 072413 REV.1 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO. www.britania.com.br sac@britania.com.br ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR MANUAL DE INSTRUÇÕES 11/07 246-04/00 072413 REV.1 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO www.britania.com.br sac@britania.com.br ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR MANUAL DE INSTRUÇÕES ELIMINAÇÃO DE PROBLEMAS ASPIRADOR NÃO LIGA Verificar se a

Leia mais

Condicionador para Sensor Lambda Banda Larga (Wide Band) Manual de Instalação e Operação

Condicionador para Sensor Lambda Banda Larga (Wide Band) Manual de Instalação e Operação Condicionador para Sensor Lambda Banda Larga (Wide Band) Manual de Instalação e Operação Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Características... 4 2. Aviso Termo de Garantia... 5 3. Sonda Lambda de Banda Larga...

Leia mais

O não cumprimento dessas instruções bem como as de todo!manual e termo de garantia acarretará a perda total da mesma.

O não cumprimento dessas instruções bem como as de todo!manual e termo de garantia acarretará a perda total da mesma. Manual do Usuário Manual do Usuário 1 A GPTRONICS desenvolve soluções em produtos eletrônicos microcontrolados. É uma empresa 100% nacional, inovadora e focada na satisfação de seus clientes. Oferece um

Leia mais

Gerenciamento Contínuo de Vácuo Função Peça Presente Função Expulsar Peça. Construção leve e compacta. Ajuste digital para leitura de vácuo

Gerenciamento Contínuo de Vácuo Função Peça Presente Função Expulsar Peça. Construção leve e compacta. Ajuste digital para leitura de vácuo SaveAir Gerador e Gerenciador de Vácuo Gerenciamento Contínuo de Vácuo Função Peça Presente Função Expulsar Peça Construção leve e compacta Ajuste digital para leitura de vácuo Função Peça Presente garante

Leia mais

Boletim da Engenharia

Boletim da Engenharia Boletim da Engenharia 28 Compressores Octagon Aplicação Sub Crítica com Dióxido de Carbono CO 2 09/08 Nesse boletim vamos abordar as instruções de operação dos compressores Octagon aplicados com o Dióxido

Leia mais

Marcação máxima. Observar as informações na placa de características. II 1/2 G. Ex d + e/d IIC Ga/Gb I M 1. Ex d + e I Ma. Certificado Conformidade

Marcação máxima. Observar as informações na placa de características. II 1/2 G. Ex d + e/d IIC Ga/Gb I M 1. Ex d + e I Ma. Certificado Conformidade s relativas às instruções Ao trabalhar em zonas com risco de explosão, a segurança de pessoas e equipamentos depende do cumprimento dos regulamentos de segurança relevantes. As pessoas que são responsáveis

Leia mais