EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL"

Transcrição

1 EDIÇÃO EXTRA ISSN Sumário Seção 1 Seção 1 Atos do Poder Legislativo LEI N o , DE 15 DE DEZEMBRO DE 2014 Ano CLI N o A Brasília - DF, segunda-feira, 15 de dezembro de 2014 Altera a lei n o , de 24 de dezembro de 2013, que dispõe sobre as diretrizes para a elaboração e execução da Lei Orçamentária de A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: PÁGINA Atos do Poder Legislativo... 1 Atos do Poder Executivo... 1 Presidência da República Seção 2 Presidência da República Art. 1 o A lei n o , de 24 de dezembro de 2013, passa a vigorar com as seguintes alterações: "Art. 3 o A meta de resultado a que se refere o art. 2 o poderá ser reduzida até o montante das desonerações de tributos e dos gastos relativos ao Programa de Aceleração do Crescimento - PAC, Atos do Poder Executivo DECRETO DE 15 DE DEZEMBRO DE 2014 Abre ao Orçamento de Investimento para 2014, em favor da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária - Infraero, crédito suplementar no valor de R$ ,00. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, caput, inciso IV da Constituição, e tendo em vista a autorização contida no inciso IV do caput do art. 7º da Lei nº , de 20 de janeiro de 2014, D E C R E TA : Art. 1º Fica aberto ao Orçamento de Investimento (Lei nº , de 20 de janeiro de 2014), em favor da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária - Infraero, crédito suplementar no valor de R$ ,00 (trezentos e vinte e nove milhões, duzentos e seis mil, seiscentos e quinze reais), para atender às programações constantes do Anexo I. Art. 2º Os recursos necessários à execução do disposto no art. 1º são oriundos do cancelamento parcial de dotações aprovadas para outros projetos, constantes do Anexo II. Art. 3º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, 15 de dezembro de 2014; 193º da Independência e 126º da República. DILMA ROUSSEFF Miriam Belchior 26 - Transporte EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL Transporte Aéreo /SUBFUNÇÃO 26 - Transporte Transporte Aéreo Aviação Civil Política Nacional de Defesa cujas programações serão identificadas no projeto e na Lei Orçamentária de 2014 com o identificador de resultado primário previsto na alínea "c" do inciso II do 4 o do art. 7 o desta lei...." (NR) Art. 2 o Esta lei entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, 15 de dezembro de 2014; 193 o da Independência e 126 o da República. DILMA ROUSSEFF Guido Mantega Miriam Belchior pelo código

2 2 ISSN Nº 242-A, segunda-feira, 15 de dezembro de 2014 QUADRO SÍNTESE POR ÓRGÃO Secretaria de Aviação Civil Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Secretaria de Aviação Civil 26 - Transporte Transporte Aéreo /SUBFUNÇÃO 26 - Transporte Transporte Aéreo Aviação Civil Política Nacional de Defesa QUADRO SÍNTESE POR UNIDADES ORÇAMENTÁRIAS Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária - INFRAERO Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Secretaria de Aviação Civil UNIDADE: Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária - INFRAERO 26 - Transporte Transporte Aéreo /SUBFUNÇÃO 26 - Transporte Transporte Aéreo Aviação Civil Política Nacional de Defesa Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Secretaria de Aviação Civil UNIDADE: Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária - INFRAERO COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS 2017 Aviação Civil Manutenção da Infraestrutura Aeroportuária Manutenção da Infraestrutura Aeroportuária - Nacional I 4-INV Z9 Reforma e Adequação do Terminal de Passageiros do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes - Manaus (AM) pelo código

3 Nº 242-A, segunda-feira, 15 de dezembro de ISSN Z Reforma e Adequação do Terminal de Passageiros 1 do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes - Manaus (AM) - No Estado do Amazonas Obra concluída (percentual de execução física): 10 I 4-INV LD Adequação do Aeroporto Internacional de Salvador Dep. Luís Eduardo Magalhães (BA) LD 0029 Adequação do Aeroporto Internacional de Salvador Dep. Luís Eduardo Magalhães (BA) - No Estado da Bahia Obra concluída (percentual de execução física): 10 I 4-INV F52 Adequação do Aeroporto de Goiânia (GO) F Adequação do Aeroporto de Goiânia (GO) - No Estado de Goiás I 4-INV J98 Adequação do Terminal de Passageiros do Aeroporto Internacional de Cuiabá (MT) J Adequação do Terminal de Passageiros do Aeroporto Internacional de Cuiabá (MT) - No Estado de Mato Grosso I 4-INV H34 Adequação do Aeroporto Internacional de Campinas Viracopos (SP) H Adequação do Aeroporto Internacional de Campinas - Viracopos (SP) - No Estado de São Paulo EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL I 4-INV Política Nacional de Defesa Manutenção dos Sistemas de Proteção ao Voo Manutenção dos Sistemas de Proteção ao Voo - Nacional I 4-INV TOTAL - INVESTIMENTOS I 26 - Transporte Transporte Aéreo /SUBFUNÇÃO 26 - Transporte Transporte Aéreo Aviação Civil QUADRO SÍNTESE POR ÓRGÃO Secretaria de Aviação Civil Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Secretaria de Aviação Civil I 26 - Transporte Transporte Aéreo /SUBFUNÇÃO 26 - Transporte Transporte Aéreo Aviação Civil QUADRO SÍNTESE POR UNIDADES ORÇAMENTÁRIAS Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária - INFRAERO Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Secretaria de Aviação Civil UNIDADE: Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária - INFRAERO I 26 - Transporte Transporte Aéreo /SUBFUNÇÃO 26 - Transporte Transporte Aéreo pelo código

4 4 ISSN Nº 242-A, segunda-feira, 15 de dezembro de Aviação Civil Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Secretaria de Aviação Civil UNIDADE: Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária - INFRAERO I 2017 Aviação Civil ZB Construção do Terminal de Passageiros 2 do Aeroporto Internacional Pinto Martins - Fortaleza (CE) ZB 0023 Construção do Terminal de Passageiros 2 do Aeroporto Internacional Pinto Martins - Fortaleza (CE) - No Estado do Ceará Obra executada (percentual de execução física): 14 I 4-INV LF Adequação do Aeroporto Internacional de Porto Alegre - Salgado Filho (RS) LF 0043 Adequação do Aeroporto Internacional de Porto Alegre Salgado Filho (RS) - No Estado do Rio Grande do Sul I 4-INV X Adequação do Aeroporto de Macaé (RJ) X 0033 Adequação do Aeroporto de Macaé (RJ) - No Estado do Rio de Janeiro I 4-INV F53 Construção de Terminal de Passageiro no Aeroporto Internacional de Macapá - Alberto Alcolumbre (AP) F Construção de Terminal de Passageiro no Aeroporto Internacional de Macapá - Alberto Alcolumbre (AP) - No Estado do Amapá Obra concluída (percentual de execução física): 48 I 4-INV F55 Construção do Sistema de Pista, Pátio e Acessos do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante (RN) F Construção do Sistema de Pista, Pátio e Acessos do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante (RN) - No Estado do Rio Grande do Norte Obra executada (percentual de execução física): 25 I 4-INV F56 Construção do Terminal de Passageiros, de Sistemas de Pistas e Pátios, de Estacionamento de Veículos e Acesso Viário no Aeroporto Internacional de Florianópolis (SC) F Construção do Terminal de Passageiros, de Sistemas de Pistas e Pátios, de Estacionamento de Veículos e Acesso Viário no Aeroporto Internacional de Florianópolis (SC) - No Estado de Santa Catarina I 4-INV J93 Adequação do Aeroporto Internacional de Curitiba Afonso Pena (PR) J Adequação do Aeroporto Internacional de Curitiba Afonso Pena (PR) - No Estado do Paraná Obra executada (percentual de execução física): 3 I 4-INV J95 Adequação do Aeroporto Internacional de Vitória Eurico de Aguiar Salles (ES) J Adequação do Aeroporto Internacional de Vitória - Eurico de Aguiar Salles (ES) - No Estado do Espírito Santo I 4-INV U24 Adequação do Aeroporto Internacional Marechal Cunha Machado - São Luís (MA) U Adequação do Aeroporto Internacional Marechal Cunha Machado - São Luís (MA) - No Estado do Maranhão Aeroporto adequado (percentual de execução física): I 4-INV TOTAL - INVESTIMENTOS COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS DECRETO DE 15 DE DEZEMBRO DE 2014 Abre ao Orçamento de Investimento para 2014, em favor de empresas estatais, crédito suplementar no valor de R$ ,00, para os fins que especifica. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, caput, inciso IV, da Constituição, e tendo em vista a autorização contida no inciso I do caput do art. 7º da Lei nº , de 20 de janeiro de 2014, D E C R E TA : Art. 1º Fica aberto ao Orçamento de Investimento (Lei nº , de 20 de janeiro de 2014) crédito suplementar no valor de R$ ,00 (dois bilhões, trezentos e setenta e três milhões, cento e oitenta e quatro mil, quinhentos e quarenta e três reais), em favor de empresas estatais, para atender à programação constante do Anexo I. Art. 2º Os recursos necessários à execução do disposto no art. 1º são oriundos de geração própria, conforme demonstrado no "Quadro Síntese por Receita" constante do Anexo I, e do cancelamento de parte de dotações aprovadas para outros projetos/atividades constante do Anexo II. Art. 3º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, 15 de dezembro de 2014; 193º da Independência e 126º da República. DILMA ROUSSEFF Miriam Belchior 23 - Comércio e Serviços Energia Transporte Administração Geral Tecnologia da Informação Comercialização Serviços Financeiros pelo código

5 Nº 242-A, segunda-feira, 15 de dezembro de ISSN Energia Elétrica Combustíveis Minerais Transporte Hidroviário Transportes Especiais /SUBFUNÇÃO 23 - Comércio e Serviços Administração Geral Tecnologia da Informação Serviços Financeiros Energia Administração Geral Tecnologia da Informação Comercialização Energia Elétrica Combustíveis Minerais Transportes Especiais Transporte Transporte Hidroviário Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Instituições Financeiras Oficiais Federais Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Combustíveis Energia Elétrica Petróleo e Gás Desenvolvimento Produtivo Transporte Marítimo QUADRO SÍNTESE POR ÓRGÃO Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Ministério da Fazenda Ministério de Minas e Energia Secretaria de Portos Recursos do Orçamento de Investimento QUADRO SÍNTESE POR RECEITA Recursos de Capital - Orçamento de Investimento Recursos Próprios Geração Própria RECEITAS CORRENTES RECEITAS DE CAPITAL 0 ÓRGÃO: Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação 23 - Comércio e Serviços Administração Geral /SUBFUNÇÃO 23 - Comércio e Serviços Administração Geral Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais QUADRO SÍNTESE POR UNIDADES ORÇAMENTÁRIAS Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação UNIDADE: Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP 23 - Comércio e Serviços Administração Geral /SUBFUNÇÃO 23 - Comércio e Serviços Administração Geral Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais pelo código

6 6 ISSN Nº 242-A, segunda-feira, 15 de dezembro de Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação UNIDADE: Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP 0807 Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Manutenção e Adequação de Bens Móveis, Veículos, Máquinas e Equipamentos Manutenção e Adequação de Bens Móveis, Veículos, Máquinas e Equipamentos - Nacional I 4-INV TOTAL - INVESTIMENTOS ÓRGÃO: Ministério da Fazenda COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS 23 - Comércio e Serviços Administração Geral Tecnologia da Informação Serviços Financeiros /SUBFUNÇÃO 23 - Comércio e Serviços Administração Geral Tecnologia da Informação Serviços Financeiros Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Instituições Financeiras Oficiais Federais Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais QUADRO SÍNTESE POR UNIDADES ORÇAMENTÁRIAS Banco da Amazônia S.A. - BASA COBRA Tecnologia S.A Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério da Fazenda UNIDADE: Banco da Amazônia S.A. - BASA 23 - Comércio e Serviços Administração Geral Serviços Financeiros /SUBFUNÇÃO 23 - Comércio e Serviços Administração Geral Serviços Financeiros Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Instituições Financeiras Oficiais Federais Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério da Fazenda UNIDADE: Banco da Amazônia S.A. - BASA 0781 Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Instituições Financeiras Oficiais Federais Manutenção da Infraestrutura de Atendimento Manutenção da Infraestrutura de Atendimento - Nacional I 4-INV Instalação de Pontos de Atendimento Bancário Instalação de Pontos de Atendimento Bancário - No Estado do Amazonas I 4-INV Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Manutenção e Adequação de Bens Imóveis Manutenção e Adequação de Bens Imóveis - Nacional I 4-INV pelo código

7 Nº 242-A, segunda-feira, 15 de dezembro de ISSN Manutenção e Adequação de Bens Móveis, Veículos, Máquinas e Equipamentos Manutenção e Adequação de Bens Móveis, Veículos, Máquinas e Equipamentos - Nacional I 4-INV TOTAL - INVESTIMENTOS ÓRGÃO: Ministério da Fazenda UNIDADE: COBRA Tecnologia S.A Comércio e Serviços Tecnologia da Informação /SUBFUNÇÃO 23 - Comércio e Serviços Tecnologia da Informação Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério da Fazenda UNIDADE: COBRA Tecnologia S.A Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Manutenção e Adequação de Ativos de Informática, Informação e Teleprocessamento Manutenção e Adequação de Ativos de Informática, Informação e Teleprocessamento - Nacional I 4-INV TOTAL - INVESTIMENTOS ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia 25 - Energia Administração Geral Tecnologia da Informação Comercialização Energia Elétrica Combustíveis Minerais Transportes Especiais /SUBFUNÇÃO 25 - Energia Administração Geral Tecnologia da Informação Comercialização Energia Elétrica Combustíveis Minerais Transportes Especiais Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Combustíveis Energia Elétrica Petróleo e Gás Desenvolvimento Produtivo EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL QUADRO SÍNTESE POR UNIDADES ORÇAMENTÁRIAS Petróleo Brasileiro S.A. - PETROBRAS Petrobras Distribuidora S.A. - BR Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil S.A. - TBG Petrobras Netherlands B.V. - PNBV Liquigás Distribuidora S.A. - LIQUIGÁS Araucária Nitrogenados S.A Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Petróleo Brasileiro S.A. - PETROBRAS 25 - Energia pelo código

8 8 ISSN Nº 242-A, segunda-feira, 15 de dezembro de Administração Geral Energia Elétrica Combustíveis Minerais Transportes Especiais /SUBFUNÇÃO 25 - Energia Administração Geral Energia Elétrica Combustíveis Minerais Transportes Especiais Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Combustíveis Energia Elétrica Petróleo e Gás Desenvolvimento Produtivo Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Petróleo Brasileiro S.A. - PETROBRAS COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS 0807 Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Manutenção e Adequação de Bens Imóveis Manutenção e Adequação de Bens Imóveis - Nacional I 4-INV Combustíveis de Refino Manutenção dos Sistemas de Controle Ambiental, de Segurança Industrial e de Saúde Ocupacional nas Manutenção dos Sistemas de Controle Ambiental, de Segurança Industrial e de Saúde Ocupacional nas de Refino - Nacional I 4-INV Manutenção da Infraestrutura de Transporte Dutoviário de Petróleo e Derivados Manutenção da Infraestrutura de Transporte Dutoviário de Petróleo e Derivados - Nacional I 4-INV Manutenção da Infraestrutura Operacional do Parque de Refino Manutenção da Infraestrutura Operacional do Parque de Refino - Nacional R Ampliação da Capacidade de Escoamento de GLP, de 0,5 MM t/ano para 1,6 MM t/ano, através dos Terminais da Ilha Redonda e da Ilha Comprida (RJ) R 0033 Ampliação da Capacidade de Escoamento de GLP, de 0,5 MM t/ano para 1,6 MM t/ano, através dos Terminais da Ilha Redonda e da Ilha Comprida (RJ) - No Estado do Rio de Janeiro S Implantação de Terminal para Ampliação da Capacidade de Escoamento de GLP e C5+, de 1,3 MM m3/dia para 18,0 MM m3/dia, em Barra do Riacho (ES) S 0032 Implantação de Terminal para Ampliação da Capacidade de Escoamento de GLP e C5+, de 1,3 MM m3/dia para 18,0 MM m3/dia, em Barra do Riacho (ES) - No Estado do Espírito Santo O9 Implantação de Refinaria no Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro, com Capacidade Nominal de 150 mil bpd (RJ) O Implantação de Refinaria no Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro, com Capacidade Nominal de 150 mil bpd (RJ) - No Estado do Rio de Janeiro I92 Construção de Pier para Navios de até 150 mil tpb, em São Sebastião (SP), e de Duto Associado, com Aproximadamente 130 Km, até Guararema (OSVAT 2 - Petróleo) (SP) I Construção de Pier para Navios de até 150 mil tpb, em São Sebastião (SP), e de Duto Associado, com Aproximadamente 130 Km, até Guararema (OSVAT 2 - Petróleo) (SP) - No Estado de São Paulo Modernização e Adequação do Sistema de Produção da Refinaria Presidente Bernardes - RPBC, em Cubatão (SP) Modernização e Adequação do Sistema de Produção da Refinaria Presidente Bernardes - RPBC, em Cubatão (SP) - No Estado de São Paulo I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV Energia Elétrica Manutenção da Infraestrutura Operacional de Usinas Termelétricas Manutenção da Infraestrutura Operacional de Usinas Termelétricas - Na Região Nordeste Manutenção da Infraestrutura Operacional de Usinas Termelétricas - Na Região Sudeste I 4-INV pelo código

9 Nº 242-A, segunda-feira, 15 de dezembro de ISSN Manutenção da Infraestrutura Operacional de Usinas Termelétricas - Na Região Centro-Oeste WI Implantação da 2ª Fase da Usina Termelétrica Sepé Tiaraju, com Acréscimo de 90 MW, através de Ciclo Combinado, em Canoas (RS) WI 0043 Implantação da 2ª Fase da Usina Termelétrica Sepé Tiaraju, com Acréscimo de 90 MW, através de Ciclo Combinado, em Canoas (RS) - No Estado do Rio Grande do Sul I 4-INV I 4-INV I 4-INV Petróleo e Gás OR Desenvolvimento da Produção de Petróleo e Gás Natural - Cessão Onerosa OR 0001 Desenvolvimento da Produção de Petróleo e Gás Natural - Cessão Onerosa - Nacional OU Desenvolvimento da Produção de Petróleo e Gás Natural nas Bacias de Campos e do Espírito Santo OU 0030 Desenvolvimento da Produção de Petróleo e Gás Natural nas Bacias de Campos e do Espírito Santo - Na Região Sudeste Manutenção e Recuperação dos Sistemas de Produção de Óleo e Gás Natural na Região Norte Manutenção e Recuperação dos Sistemas de Produção de Óleo e Gás Natural na Região Norte - Na Região Norte Manutenção e Recuperação dos Sistemas de Produção de Óleo e Gás Natural na Região Nordeste Manutenção e Recuperação dos Sistemas de Produção de Óleo e Gás Natural na Região Nordeste - Na Região Nordeste F Exploração de Petróleo e Gás Natural em Bacias Sedimentares Marítimas F 0001 Exploração de Petróleo e Gás Natural em Bacias Sedimentares Marítimas - Nacional EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV G Exploração de Petróleo e Gás Natural em Bacias Sedimentares Terrestres G 0001 Exploração de Petróleo e Gás Natural em Bacias Sedimentares Terrestres - Nacional I 4-INV Desenvolvimento Produtivo Manutenção da Infraestrutura Operacional das Fábricas de Fertilizantes Nitrogenados Manutenção da Infraestrutura Operacional das Fábricas de Fertilizantes Nitrogenados - Na Região Nordeste I 4-INV NF Implantação de Unidade de Produção de Amônia com Capacidade de Aproximadamente 520 mil t/ano NF 0031 Implantação de Unidade de Produção de Amônia com Capacidade de Aproximadamente 520 mil t/ano - No Estado de Minas Gerais I 4-INV TOTAL - INVESTIMENTOS ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Petrobras Distribuidora S.A. - BR 25 - Energia Administração Geral Tecnologia da Informação Comercialização /SUBFUNÇÃO 25 - Energia Administração Geral Tecnologia da Informação Comercialização Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Combustíveis Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Petrobras Distribuidora S.A. - BR 0807 Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Manutenção e Adequação de Bens Móveis, Veículos, Máquinas e Equipamentos Manutenção e Adequação de Bens Móveis, Veículos, Máquinas e Equipamentos - Nacional I 4-INV Manutenção e Adequação de Ativos de Informática, Informação e Teleprocessamento pelo código

10 10 ISSN Nº 242-A, segunda-feira, 15 de dezembro de Manutenção e Adequação de Ativos de Informática, Informação e Teleprocessamento - Nacional I 4-INV Combustíveis Manutenção da Infraestrutura Operacional de Distribuição de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis Manutenção da Infraestrutura Operacional de Distribuição de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis - Nacional I 4-INV TOTAL - INVESTIMENTOS ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil S.A. - TBG 25 - Energia Transportes Especiais /SUBFUNÇÃO 25 - Energia Transportes Especiais Petróleo e Gás Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil S.A. - TBG COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS 2053 Petróleo e Gás Disponibilização de Estações de Entrega e de Medição do Gasoduto Bolívia-Brasil Disponibilização de Estações de Entrega e de Medição do Gasoduto Bolívia-Brasil - Nacional I 4-INV TOTAL - INVESTIMENTOS ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Petrobras Netherlands B.V. - PNBV 25 - Energia Combustíveis Minerais /SUBFUNÇÃO 25 - Energia Combustíveis Minerais Petróleo e Gás Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Petrobras Netherlands B.V. - PNBV 2053 Petróleo e Gás Manutenção da Infraestrutura de Exploração e Produção de Óleo e Gás Natural Manutenção da Infraestrutura de Exploração e Produção de Óleo e Gás Natural - No Exterior I 4-INV Q Construção de Unidades Estacionárias de Produção III (Período ) Q 0002 Construção de Unidades Estacionárias de Produção III (Período ) - No Exterior I 4-INV Q Construção de Unidades Estacionárias de Produção V (Período ) Q 0001 Construção de Unidades Estacionárias de Produção V (Período ) - Nacional I 4-INV pelo código

11 Nº 242-A, segunda-feira, 15 de dezembro de ISSN I72 Construção de Unidades Estacionárias de Produção II (Período ) I Construção de Unidades Estacionárias de Produção II (Período ) - No Exterior I 4-INV TOTAL - INVESTIMENTOS ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Liquigás Distribuidora S.A. - LIQUIGÁS 25 - Energia Administração Geral Combustíveis Minerais /SUBFUNÇÃO 25 - Energia Administração Geral Combustíveis Minerais Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Combustíveis Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Liquigás Distribuidora S.A. - LIQUIGÁS 0807 Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Manutenção e Adequação de Bens Móveis, Veículos, Máquinas e Equipamentos Manutenção e Adequação de Bens Móveis, Veículos, Máquinas e Equipamentos - Nacional I 4-INV Combustíveis GLP B43 Manutenção da Infraestrutura Operacional do Segmento de Distribuição de Gás Liquefeito de Petróleo B Manutenção da Infraestrutura Operacional do Segmento de Distribuição de Gás Liquefeito de Petróleo - GLP - Nacional I 4-INV TOTAL - INVESTIMENTOS ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Araucária Nitrogenados S.A Energia Combustíveis Minerais EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL /SUBFUNÇÃO 25 - Energia Combustíveis Minerais Desenvolvimento Produtivo Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Araucária Nitrogenados S.A Desenvolvimento Produtivo Manutenção da Infraestrutura Operacional das Fábricas de Fertilizantes Nitrogenados Manutenção da Infraestrutura Operacional das Fábricas de Fertilizantes Nitrogenados - No Estado do Paraná I 4-INV TOTAL - INVESTIMENTOS pelo código

12 12 ISSN Nº 242-A, segunda-feira, 15 de dezembro de Transporte Transporte Hidroviário /SUBFUNÇÃO 26 - Transporte Transporte Hidroviário Transporte Marítimo QUADRO SÍNTESE POR UNIDADES ORÇAMENTÁRIAS Companhia das Docas do Estado da Bahia - CODEBA Companhia Docas do Pará - CDP Companhia Docas do Rio de Janeiro - CDRJ Recursos do Orçamento de Investimento QUADRO SÍNTESE POR RECEITA Recursos de Capital - Orçamento de Investimento Recursos Próprios Geração Própria RECEITAS CORRENTES RECEITAS DE CAPITAL 0 COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS UNIDADE: Companhia das Docas do Estado da Bahia - CODEBA 26 - Transporte Transporte Hidroviário /SUBFUNÇÃO 26 - Transporte Transporte Hidroviário Transporte Marítimo Recursos do Orçamento de Investimento UNIDADE: Companhia das Docas do Estado da Bahia - CODEBA 2074 Transporte Marítimo J Adequação de Instalações de Acostagem, de Movimentação e Armazenagem de Cargas, no Porto de Aratu (BA) J 0029 Adequação de Instalações de Acostagem, de Movimentação e Armazenagem de Cargas, no Porto de Aratu (BA) - No Estado da Bahia Obra executada (percentual de execução física): 1 I 4-INV TOTAL - INVESTIMENTOS UNIDADE: Companhia Docas do Pará - CDP 26 - Transporte Transporte Hidroviário /SUBFUNÇÃO 26 - Transporte Transporte Hidroviário Transporte Marítimo pelo código

13 Nº 242-A, segunda-feira, 15 de dezembro de ISSN Recursos do Orçamento de Investimento UNIDADE: Companhia Docas do Pará - CDP 2074 Transporte Marítimo R Adequação de Instalações Gerais e de Suprimentos, no Porto de Belém (PA) R 0015 Adequação de Instalações Gerais e de Suprimentos, no Porto de Belém (PA) - No Estado do Pará Obra executada (percentual de execução física): 9 I 4-INV V Adequação de Instalações Gerais e de Suprimentos, no Porto de Vila do Conde (PA) V 0015 Adequação de Instalações Gerais e de Suprimentos, no Porto de Vila do Conde (PA) - No Estado do Pará Obra executada (percentual de execução física): 3 I 4-INV W Adequação de Instalações Gerais e de Suprimentos, no Terminal de Outeiro (PA) W 0015 Adequação de Instalações Gerais e de Suprimentos, no Terminal de Outeiro (PA) - No Estado do Pará Obra executada (percentual de execução física): 6 I 4-INV TOTAL - INVESTIMENTOS UNIDADE: Companhia Docas do Rio de Janeiro - CDRJ 26 - Transporte Transporte Hidroviário /SUBFUNÇÃO 26 - Transporte Transporte Hidroviário Transporte Marítimo Recursos do Orçamento de Investimento QUADRO SÍNTESE POR RECEITA Recursos de Capital - Orçamento de Investimento Recursos Próprios Geração Própria RECEITAS CORRENTES RECEITAS DE CAPITAL 0 UNIDADE: Companhia Docas do Rio de Janeiro - CDRJ 2074 Transporte Marítimo X Adequação de Instalações de Acostagem, de Movimentação e Armazenagem de Cargas, no Porto do Rio de Janeiro (RJ) X 0033 Adequação de Instalações de Acostagem, de Movimentação e Armazenagem de Cargas, no Porto do Rio de Janeiro (RJ) - No Estado do Rio de Janeiro Obra executada (percentual de execução física): 10 I 4-INV TOTAL - INVESTIMENTOS I EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL 23 - Comércio e Serviços Energia Transporte Administração Geral Tecnologia da Informação Comercialização Serviços Financeiros Conservação de Energia Combustíveis Minerais Transporte Hidroviário Transportes Especiais /SUBFUNÇÃO 23 - Comércio e Serviços Administração Geral Serviços Financeiros Energia Administração Geral Tecnologia da Informação Comercialização Conservação de Energia pelo código

14 14 ISSN Nº 242-A, segunda-feira, 15 de dezembro de Combustíveis Minerais Transportes Especiais Transporte Administração Geral Transporte Hidroviário Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Instituições Financeiras Oficiais Federais Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Combustíveis Energia Elétrica Petróleo e Gás Desenvolvimento Produtivo Transporte Marítimo QUADRO SÍNTESE POR ÓRGÃO Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Ministério da Fazenda Ministério de Minas e Energia Secretaria de Portos COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação I 23 - Comércio e Serviços Administração Geral /SUBFUNÇÃO 23 - Comércio e Serviços Administração Geral Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais QUADRO SÍNTESE POR UNIDADES ORÇAMENTÁRIAS Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação UNIDADE: Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP I 23 - Comércio e Serviços Administração Geral /SUBFUNÇÃO 23 - Comércio e Serviços Administração Geral Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação UNIDADE: Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP I 0807 Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Manutenção e Adequação de Bens Imóveis Manutenção e Adequação de Bens Imóveis - Nacional I 4-INV TOTAL - INVESTIMENTOS pelo código

15 Nº 242-A, segunda-feira, 15 de dezembro de ISSN ÓRGÃO: Ministério da Fazenda I 23 - Comércio e Serviços Administração Geral Serviços Financeiros /SUBFUNÇÃO 23 - Comércio e Serviços Administração Geral Serviços Financeiros Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Instituições Financeiras Oficiais Federais Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais QUADRO SÍNTESE POR UNIDADES ORÇAMENTÁRIAS Banco da Amazônia S.A. - BASA COBRA Tecnologia S.A Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério da Fazenda UNIDADE: Banco da Amazônia S.A. - BASA I 23 - Comércio e Serviços Serviços Financeiros /SUBFUNÇÃO 23 - Comércio e Serviços Serviços Financeiros Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Instituições Financeiras Oficiais Federais Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério da Fazenda UNIDADE: Banco da Amazônia S.A. - BASA I 0781 Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Instituições Financeiras Oficiais Federais Instalação de Pontos de Atendimento Bancário Instalação de Pontos de Atendimento Bancário - No Estado de Rondônia Ponto de atendimento instalado (unidade): 2 I 4-INV Instalação de Pontos de Atendimento Bancário - No Estado do Pará Ponto de atendimento instalado (unidade): 2 I 4-INV Instalação de Pontos de Atendimento Bancário - No Estado do Tocantins I 4-INV Instalação de Pontos de Atendimento Bancário - No Estado de Mato Grosso Ponto de atendimento instalado (unidade): 1 I 4-INV TOTAL - INVESTIMENTOS ÓRGÃO: Ministério da Fazenda UNIDADE: COBRA Tecnologia S.A. I EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL 23 - Comércio e Serviços Administração Geral /SUBFUNÇÃO 23 - Comércio e Serviços Administração Geral Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais pelo código

16 16 ISSN Nº 242-A, segunda-feira, 15 de dezembro de Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério da Fazenda UNIDADE: COBRA Tecnologia S.A. I 0807 Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Manutenção e Adequação de Bens Imóveis Manutenção e Adequação de Bens Imóveis - Nacional I 4-INV TOTAL - INVESTIMENTOS ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia I 25 - Energia COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS Administração Geral Tecnologia da Informação Comercialização Conservação de Energia Combustíveis Minerais Transportes Especiais /SUBFUNÇÃO 25 - Energia Administração Geral Tecnologia da Informação Comercialização Conservação de Energia Combustíveis Minerais Transportes Especiais Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Combustíveis Energia Elétrica Petróleo e Gás Desenvolvimento Produtivo QUADRO SÍNTESE POR UNIDADES ORÇAMENTÁRIAS Petróleo Brasileiro S.A. - PETROBRAS Petrobras Distribuidora S.A. - BR Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil S.A. - TBG Petrobras Netherlands B.V. - PNBV Liquigás Distribuidora S.A. - LIQUIGÁS Araucária Nitrogenados S.A Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Petróleo Brasileiro S.A. - PETROBRAS I 25 - Energia Administração Geral Tecnologia da Informação Conservação de Energia Combustíveis Minerais Transportes Especiais /SUBFUNÇÃO 25 - Energia Administração Geral Tecnologia da Informação Conservação de Energia Combustíveis Minerais Transportes Especiais Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Combustíveis Energia Elétrica Petróleo e Gás Desenvolvimento Produtivo Recursos do Orçamento de Investimento pelo código

17 Nº 242-A, segunda-feira, 15 de dezembro de ISSN ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Petróleo Brasileiro S.A. - PETROBRAS I 0807 Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Manutenção e Adequação de Bens Móveis, Veículos, Máquinas e Equipamentos Manutenção e Adequação de Bens Móveis, Veículos, Máquinas e Equipamentos - Nacional I 4-INV Manutenção e Adequação de Ativos de Informática, Informação e Teleprocessamento Manutenção e Adequação de Ativos de Informática, Informação e Teleprocessamento - Nacional I 4-INV Combustíveis Manutenção dos Sistemas de Controle Ambiental, de Segurança Industrial e de Saúde Ocupacional nas de Transporte Dutoviário Manutenção dos Sistemas de Controle Ambiental, de Segurança Industrial e de Saúde Ocupacional nas de Transporte Dutoviário - Nacional UN Implantação de Melhorias no Terminal de São Sebastião e nos Oleodutos OSVAT e OSBAT (SP) UN 0035 Implantação de Melhorias no Terminal de São Sebastião e nos Oleodutos OSVAT e OSBAT (SP) - No Estado de São Paulo M Implantação da Refinaria Potiguar Clara Camarão (RN) M 0024 Implantação da Refinaria Potiguar Clara Camarão (RN) - No Estado do Rio Grande do Norte C Modernização e Adequação do Sistema de Produção da Refinaria Alberto Pasqualini - REFAP, em Canoas (RS) C 0043 Modernização e Adequação do Sistema de Produção da Refinaria Alberto Pasqualini - REFAP, em Canoas (RS) - No Estado do Rio Grande do Sul G Implantação de Infraestrutura Logística Dutoviária para Atendimento ao COMPERJ G 0033 Implantação de Infraestrutura Logística Dutoviária para Atendimento ao COMPERJ - No Estado do Rio de Janeiro H Implantação de Dutos de Escoamento de GLP e C5+, com Aproximadamente 70 Km de Extensão, da Unidade de Tratamento de Gás de Caraguatatuba para a Refinaria do Vale do Paraíba - REVAP H 0035 Implantação de Dutos de Escoamento de GLP e C5+, com Aproximadamente 70 Km de Extensão, da Unidade de Tratamento de Gás de Caraguatatuba para a Refinaria do Vale do Paraíba - REVAP - No Estado de São Paulo P65 Implantação da Refinaria Abreu e Lima, em Recife (PE) P Implantação da Refinaria Abreu e Lima, em Recife (PE) - No Estado de Pernambuco Modernização e Adequação do Sistema de Produção da Refinaria Landulpho Alves de Mataripe - RLAM, em São Francisco do Conde (BA) Modernização e Adequação do Sistema de Produção da Refinaria Landulpho Alves de Mataripe - RLAM, em São Francisco do Conde (BA) - No Estado da Bahia Modernização e Adequação do Sistema de Produção da Refinaria Duque de Caxias - REDUC, em Duque de Caxias (RJ) Modernização e Adequação do Sistema de Produção da Refinaria Duque de Caxias - REDUC, em Duque de Caxias (RJ) - No Estado do Rio de Janeiro EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL Modernização e Adequação do Sistema de Produção da Refinaria Gabriel Passos - REGAP, em Betim (MG) Modernização e Adequação do Sistema de Produção da Refinaria Gabriel Passos - REGAP, em Betim (MG) - No Estado de Minas Gerais Modernização e Adequação do Sistema de Produção da Refinaria do Vale do Paraíba - REVAP, em São José dos Campos (SP) Modernização e Adequação do Sistema de Produção da Refinaria do Vale do Paraíba - REVAP, em São José dos Campos (SP) - No Estado de São Paulo Modernização e Adequação do Sistema de Produção da Refinaria de Paulínia - REPLAN, em Paulínia (SP) Modernização e Adequação do Sistema de Produção da Refinaria de Paulínia - REPLAN, em Paulínia (SP) - No Estado de São Paulo I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV Energia Elétrica Racionalização do Uso da Energia nas da P e t ro b r a s pelo código

18 18 ISSN Nº 242-A, segunda-feira, 15 de dezembro de Racionalização do Uso da Energia nas da Petrobras - Nacional I 4-INV Petróleo e Gás LE Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico em Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural LE 0001 Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico em Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural - Nacional OP Desenvolvimento da Produção de Petróleo e Gás Natural, na Bacia de Santos OP 0030 Desenvolvimento da Produção de Petróleo e Gás Natural, na Bacia de Santos - Na Região Sudeste OQ Manutenção da Produção de Petróleo e Gás Natural nas Bacias de Campos e do Espírito Santo OQ 0030 Manutenção da Produção de Petróleo e Gás Natural nas Bacias de Campos e do Espírito Santo - Na Região Sudeste OS Desenvolvimento da Produção de Petróleo e Gás Natural - Pré-Sal OS 0001 Desenvolvimento da Produção de Petróleo e Gás Natural - Pré-Sal - Nacional COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS OV Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico em Abastecimento OV 0001 Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico em Abastecimento - Nacional OW Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico em Gás, Energia e Desenvolvimento Sustentável OW 0001 Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico em Gás, Energia e Desenvolvimento Sustentável - Nacional D00 Desenvolvimento dos Sistemas de Produção de Óleo e Gás das Bacias da Amazônia D Desenvolvimento dos Sistemas de Produção de Óleo e Gás das Bacias da Amazônia - Na Região Norte D83 Manutenção da Infraestrutura Operacional de Pesquisa e Desenvolvimento do Centro de Pesquisas da Petrobras - CENPES (RJ) D Manutenção da Infraestrutura Operacional de Pesquisa e Desenvolvimento do Centro de Pesquisas da Petrobras - CENPES (RJ) - No Estado do Rio de Janeiro Manutenção da Infraestrutura de Exploração e Produção de Óleo e Gás Natural Manutenção da Infraestrutura de Exploração e Produção de Óleo e Gás Natural - Nacional Manutenção dos Sistemas de Segurança, de Proteção Ambiental e de Saúde Ocupacional nas de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural Manutenção dos Sistemas de Segurança, de Proteção Ambiental e de Saúde Ocupacional nas de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural - Nacional KK Ampliação da Capacidade de Processamento de Gás Natural no Terminal de Cabiúnas (RJ), Fase II, para 28 MM m3/dia - Bacia de Santos KK 0033 Ampliação da Capacidade de Processamento de Gás Natural no Terminal de Cabiúnas (RJ), Fase II, para 28 MM m3/dia - Bacia de Santos - No Estado do Rio de Janeiro A Implantação de Unidades de Processamento de Gás Natural do Pólo Pré-Sal da Bacia de Santos com Capacidade de Processamento de 21 MM m3/dia A 0033 Implantação de Unidades de Processamento de Gás Natural do Pólo Pré-Sal da Bacia de Santos com Capacidade de Processamento de 21 MM m3/dia - No Estado do Rio de Janeiro I Implantação de Gasoduto Complementar para Escoamento de Gás do Pólo Pré-Sal, do Campo de Lula NE para o Terminal de Cabiúnas - TECAB I 0033 Implantação de Gasoduto Complementar para Escoamento de Gás do Pólo Pré-Sal, do Campo de Lula NE para o Terminal de Cabiúnas - TECAB - No Estado do Rio de Janeiro I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV I 4-INV Desenvolvimento Produtivo Manutenção dos Sistemas de Controle Ambiental, de Segurança Industrial e de Saúde Ocupacional nas Fábricas de Fertilizantes Nitrogenados Manutenção dos Sistemas de Controle Ambiental, de Segurança Industrial e de Saúde Ocupacional nas Fábricas de Fertilizantes Nitrogenados - Na Região Nordeste I 4-INV V Implantação de Unidade de Produção de Fertilizantes Nitrogenados, com Capacidade Produtiva de mil t/ano de Uréia e 70 mil t/ano de Amônia V 0001 Implantação de Unidade de Produção de Fertilizantes Nitrogenados, com Capacidade Produtiva de mil t/ano de Uréia e 70 mil t/ano de Amônia - Nacional I 4-INV TOTAL - INVESTIMENTOS pelo código

19 Nº 242-A, segunda-feira, 15 de dezembro de ISSN ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Petrobras Distribuidora S.A. - BR I 25 - Energia Administração Geral Comercialização /SUBFUNÇÃO 25 - Energia Administração Geral Comercialização Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Combustíveis Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Petrobras Distribuidora S.A. - BR I 0807 Programa de Gestão e Manutenção de Infraestrutura de Empresas Estatais Federais Manutenção e Adequação de Bens Imóveis Manutenção e Adequação de Bens Imóveis - Nacional I 4-INV Combustíveis Manutenção da Infraestrutura Varejista de Distribuição de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Bio combustíveis Manutenção da Infraestrutura Varejista de Distribuição de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis - Nacional I 4-INV Manutenção da Infraestrutura de Atendimento a Grandes Clientes Manutenção da Infraestrutura de Atendimento a Grandes Clientes - Nacional I 4-INV Manutenção dos Sistemas de Proteção Ambiental, de Segurança Industrial e de Saúde Ocupacional no Segmento de Distribuição de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis Manutenção dos Sistemas de Proteção Ambiental, de Segurança Industrial e de Saúde Ocupacional no Segmento de Distribuição de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis - Nacional I 4-INV TOTAL - INVESTIMENTOS ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil S.A. - TBG I EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL 25 - Energia Transportes Especiais /SUBFUNÇÃO 25 - Energia Transportes Especiais Petróleo e Gás Recursos do Orçamento de Investimento pelo código

20 20 ISSN Nº 242-A, segunda-feira, 15 de dezembro de 2014 ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil S.A. - TBG I 2053 Petróleo e Gás Manutenção da Infraestrutura de Transporte Dutoviário de Gás Natural Manutenção da Infraestrutura de Transporte Dutoviário de Gás Natural - Nacional I 4-INV TOTAL - INVESTIMENTOS ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Petrobras Netherlands B.V. - PNBV I 25 - Energia Combustíveis Minerais /SUBFUNÇÃO 25 - Energia Combustíveis Minerais Petróleo e Gás Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Petrobras Netherlands B.V. - PNBV I COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS 2053 Petróleo e Gás Aquisição de Bens Destinados às de Pesquisa e Lavra de Jazidas de Petróleo e Gás Natural Aquisição de Bens Destinados às de Pesquisa e Lavra de Jazidas de Petróleo e Gás Natural - No Exterior I 4-INV TOTAL - INVESTIMENTOS ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Liquigás Distribuidora S.A. - LIQUIGÁS I 25 - Energia Combustíveis Minerais /SUBFUNÇÃO 25 - Energia Combustíveis Minerais Combustíveis Recursos do Orçamento de Investimento ÓRGÃO: Ministério de Minas e Energia UNIDADE: Liquigás Distribuidora S.A. - LIQUIGÁS I 2022 Combustíveis B44 Manutenção dos Sistemas de Proteção Ambiental e de Segurança Industrial do Segmento de Distribuição de Gás Liquefeito de Petróleo - GLP B Manutenção dos Sistemas de Proteção Ambiental e de Segurança Industrial do Segmento de Distribuição de Gás Liquefeito de Petróleo - GLP - Nacional I 4-INV pelo código

EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL

EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL ISSN 677-7042 Ano CL N o - 53 Brasília - DF, sexta-feira, 9 de agosto de 203 Sumário. PÁGINA Atos do Poder Executivo... Presidência da República... Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento...

Leia mais

Programa Temático 2022 Combustíveis

Programa Temático 2022 Combustíveis Programa Temático 2022 Combustíveis Objetivo 0054 Expandir e modernizar o parque nacional de refino e adequar a infraestrutura industrial no exterior, de modo a buscar atender integralmente o mercado interno

Leia mais

ORÇAMENTO DE INVESTIMENTOS

ORÇAMENTO DE INVESTIMENTOS ORÇAMENTO DA UNÃO EXERCÍCO FNANCERO DE 13 ORÇAMENTO DE NVESTMENTOS VOLUME V Quadro Síntese do Orçamento de nvestimento LDO-13, Anexo, nciso XX R$ 1, Código/Especificação VALOR Total da Despesa 11.65.735.863

Leia mais

Descrição Ação. Manutenção e Adequação de Ativos de Informática, Informação e Teleprocessamento - Nacional

Descrição Ação. Manutenção e Adequação de Ativos de Informática, Informação e Teleprocessamento - Nacional Classificação Programática Descrição Ação Programação Anual 2013 Realização até dezembro de 2013 0807.4101.0001 Manutenção e Adequação de Bens Imóveis - 424.971.000 422.547.492 0807.4102.0001 Manutenção

Leia mais

ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO DAS EMPRESAS ESTATAIS - 2006. Principais Grupos

ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO DAS EMPRESAS ESTATAIS - 2006. Principais Grupos Principais Grupos Empresas correntes 2003 2004 2005 2006 Realizado Realizado Realizado LOA Setor Produtivo Estatal 17.301 18.285 20.554 31.404 - Grupo PETROBRAS (No País) 13.839 14.960 16571 24.095 - Grupo

Leia mais

I 4 - INV 4 90 0 495 110.099.314

I 4 - INV 4 90 0 495 110.099.314 PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES R$ 1,00 23 COMÉRCIO E SERVIÇOS 256.092.869 26 TRANSPORTE 468.989.333 TOTAL - GERAL 725.082.202 122 ADMINISTRAÇÃO GERAL 21.077.996 126 TECNOLOGIA

Leia mais

EMPRESAS ESTATAIS FEDERAIS ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO - 2006

EMPRESAS ESTATAIS FEDERAIS ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO - 2006 Discriminação por Função PLOA Participação % Energia 37.212 89,2 Comércio e Serviços 2.969 7,1 Comunicações 632 1,5 Transporte 453 1,1 Indústria 269 0,6 Previdência Social 150 0,4 Agricultura 11 0,0 Total

Leia mais

CREDITO SUPLEMENTAR PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1,00

CREDITO SUPLEMENTAR PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1,00 PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES R$ 1,00 09 PREVIDÊNCIA SOCIAL 20.000.000 20 AGRICULTURA 2.118.000 23 COMÉRCIO E SERVIÇOS 867.840 25 ENERGIA 707.561.300 26 TRANSPORTE 112.420.091

Leia mais

Plano de Investimentos para os Eventos Internacionais Esportivos no Brasil

Plano de Investimentos para os Eventos Internacionais Esportivos no Brasil 40ª RAPv Reunião Anual de Pavimentação Plano de Investimentos para os Eventos Internacionais Esportivos no Brasil INFRAERO Superintendência de Obras Ricardo Ferreira ricardof@infraero.gov.br 26 Outubro

Leia mais

Plano Nacional de Logística Portuária PNLP

Plano Nacional de Logística Portuária PNLP Programa de Investimentos, Arrendamentos e TUPs, e o Potencial do Pará como novo Corredor de Exportação LUIS CLAUDIO S. MONTENEGRO Diretor de Informações Portuárias SECRETARIA DE PORTOS DA PRESIDÊNCIA

Leia mais

50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias

50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias 50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias Pesquisa realizada pela Rizzo Franchise e divulgada pela revista Exame listou as 50 cidades com as melhores oportunidades para abertura de

Leia mais

Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República. 23 de novembro de 2011

Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República. 23 de novembro de 2011 Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República 23 de novembro de 2011 Secretaria de Aviação Civil INFRAERO ANAC Ministério da Defesa DECEA 1960 1962 1964 1966 1968 1970 1972 1974 1976 1978 1980

Leia mais

De acordo com a ANTT, o transporte dutoviário pode ser classificado em:

De acordo com a ANTT, o transporte dutoviário pode ser classificado em: Modal Dutoviário O modal dutoviário é o único dos modais existentes que transporta exclusivamente cargas. Ele é composto por dutos, (uma espécie de tubulação) que são as vias por onde são movimentadas

Leia mais

Presidência da República

Presidência da República Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 12.914, DE 18 DEZEMBRO DE 2013 (publicada no DOU de 19/12/13, Seção 1, página 21) Abre ao Orçamento Fiscal da União, em favor

Leia mais

Crédito Suplementar. 2049 Moradia Digna 2.000.000.000 OPERAÇÕES ESPECIAIS 28 845 2049 00AF Integralização de Cotas ao Fundo de Arrendamento

Crédito Suplementar. 2049 Moradia Digna 2.000.000.000 OPERAÇÕES ESPECIAIS 28 845 2049 00AF Integralização de Cotas ao Fundo de Arrendamento ÓRGÃO: 56000 - Ministério das Cidades UNIDADE: 56101 - Ministério das Cidades ANEXO I PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTAÇÃO) Crédito Suplementar Recurso de Todas as Fontes R$ 1,00 FUNCIONAL PROGRAMÁTICA

Leia mais

Aeroportos Copa do Mundo 2014. 14 Dezembro 2009

Aeroportos Copa do Mundo 2014. 14 Dezembro 2009 Aeroportos Copa do Mundo 2014 14 Dezembro 2009 Belo Horizonte e Confins - MG 1. Aeroporto Internacional Tancredo Neves Confins 2. Aeroporto de Belo Horizonte/ Pampulha Carlos Drummond de Andrade Brasília

Leia mais

Programa Temático 2053 Petróleo e Gás

Programa Temático 2053 Petróleo e Gás Programa Temático 2053 Petróleo e Gás Objetivo 0057 Implantar sistemas coordenados de exploração, produção e processamento de petróleo e gás natural, em terra e mar, com conteúdo local, bem como de transporte

Leia mais

MICROCEFALIA DENGUE CHIKUNGUNYA ZIKA NOVEMBRO DE 2015

MICROCEFALIA DENGUE CHIKUNGUNYA ZIKA NOVEMBRO DE 2015 MICROCEFALIA DENGUE CHIKUNGUNYA ZIKA NOVEMBRO DE 2015 Situação da microcefalia no Brasil Até 21 de novembro, foram notificados 739 casos suspeitos de microcefalia, identificados em 160 municípios de nove

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DA MATRIZ ORIGEM DESTINO DO TRANSPORTE AÉREO NO BRASIL 2009 REGIÃO NORTE

CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DA MATRIZ ORIGEM DESTINO DO TRANSPORTE AÉREO NO BRASIL 2009 REGIÃO NORTE CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DA MATRIZ ORIGEM DESTINO DO TRANSPORTE AÉREO NO BRASIL 2009 REGIÃO NORTE São Paulo Outubro de 2009 SUMÁRIO SUMÁRIO... 2 1 ACRE RIO BRANCO AEROPORTO PRESIDENTE MÉDICI...

Leia mais

4.3 - CRÉDITOS ADICIONAIS AO ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO

4.3 - CRÉDITOS ADICIONAIS AO ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO 4.3 - CRÉDITOS ADICIONAIS AO ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO Fatores diversos verificados no decorrer do processo de execução do Orçamento de Investimento de 2009, como mudanças das condicionantes macroeconômicas,

Leia mais

BRASIL - IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2015 ( t ) ( US$ / t ) 450.000 120.000 400.000 100.000 350.000 80.000 300.000 250.000 60.000 200.000 150.000 40.

BRASIL - IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2015 ( t ) ( US$ / t ) 450.000 120.000 400.000 100.000 350.000 80.000 300.000 250.000 60.000 200.000 150.000 40. BRASIL IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2015 (POR PAÍS) PAÍSES ARGENTINA Volume ( Ton/Liq ) 269.719,83 387.213,30 406.882,12 310.956,48 318.530,07 375.612,10 414.745,41 233.717,31 309.486,24 320.128,57 267.045,80 205.498,88

Leia mais

Programas Temáticos. Programa: 2017. R$ 1,00 Recursos de todas as Fontes. LDO-2014, Anexo I, Inciso XIV

Programas Temáticos. Programa: 2017. R$ 1,00 Recursos de todas as Fontes. LDO-2014, Anexo I, Inciso XIV Programa: 2015 Aperfeiçoamento do Sistema Único de Saúde (SUS) do Programa Constante da LOA: 55.583.145 0726 Garantir assistência farmacêutica no âmbito do SUS. 36000 Ministério da Saúde 02SQ Fornecimento

Leia mais

NOVA LEGISLAÇÃO PORTUÁRIA O CASO DO BRASIL. Prof. Eng. Dea, Msc. Adalmir José de Souza

NOVA LEGISLAÇÃO PORTUÁRIA O CASO DO BRASIL. Prof. Eng. Dea, Msc. Adalmir José de Souza NOVA LEGISLAÇÃO PORTUÁRIA O CASO DO BRASIL Prof. Eng. Dea, Msc. Adalmir José de Souza REFORMA DO SETOR PORTUÁRIO Lei n 12.815, de 05 de Junho de 2013 SECRETARIA DE PORTOS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SEP/PR

Leia mais

EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL

EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL ISSN 677-7042 Ano CL 7 Brasília - DF, quarta-feira, 4 de setembro de 203 Sumário. PÁGINA Atos do Poder Legislativo... Atos do Poder Executivo... Presidência da República... 7 Ministério da Agricultura,

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DO TURISMO DIVISÃO DE INFORMAÇÕES E ESTUDOS ESTRATÉGICOS DO TURISMO RELATÓRIO DA OFERTA DE VOOS PARA O RIO GRANDE DO SUL

SECRETARIA DE ESTADO DO TURISMO DIVISÃO DE INFORMAÇÕES E ESTUDOS ESTRATÉGICOS DO TURISMO RELATÓRIO DA OFERTA DE VOOS PARA O RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DO TURISMO DIVISÃO DE INFORMAÇÕES E ESTUDOS ESTRATÉGICOS DO TURISMO RELATÓRIO DA OFERTA DE VOOS PARA O RIO GRANDE DO SUL Porto Alegre Março de 2013 RESUMO: O Boletim de Horário Previsto

Leia mais

balanço 1Oº março >> junho 2014 A gente FAZ um brasil de oportunidades

balanço 1Oº março >> junho 2014 A gente FAZ um brasil de oportunidades balanço 1Oº março >> junho 2014 A gente FAZ um brasil de oportunidades Metrô de Salvador Linha 1 Trecho Lapa - Acesso Norte Salvador BA apresentação O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) completa

Leia mais

Instituto Nacional do Seguro Social INSS Concurso Público para Analista do Seguro Social

Instituto Nacional do Seguro Social INSS Concurso Público para Analista do Seguro Social As inscrições para o concurso público do Instituto Nacional do Seguro Social INSS estarão abertas no período de 12 de agosto a 13 de setembro. São 300 vagas para o cargo de Analista do Seguro Social, sendo

Leia mais

62000 - Secretaria de Aviação Civil

62000 - Secretaria de Aviação Civil 62000 - Secretaria de Aviação Civil Órgão: Poder Executivo 62000 - Secretaria de Aviação Civil R$ 1,00 Quadro Síntese Recursos de Todas as Fontes Código / Especificação Total 833.695.236 Programa 0807

Leia mais

Espírito Santo Governador Renato Casagrande

Espírito Santo Governador Renato Casagrande Espírito Santo Governador Renato Casagrande Parte I O Comércio Internacional no Espírito Santo Parte II Ranking Federativo Parte III Propostas Comércio Internacional no Espírito Santo Ranking Nacional

Leia mais

Guerra Fiscal e Desenvolvimento Regional. Audiência Pública Senado Federal 18 de outubro de 2011

Guerra Fiscal e Desenvolvimento Regional. Audiência Pública Senado Federal 18 de outubro de 2011 Guerra Fiscal e Desenvolvimento Regional Audiência Pública Senado Federal 18 de outubro de 2011 Quem ganha com a Guerra Fiscal? O país perde Porque grande parte dos incentivos é concedido a importações

Leia mais

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde INFORME SARGSUS Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde 1 ESFERA MUNICIPAL 1.1 Relatório de Gestão Ano 2013 Até a presente data,

Leia mais

INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA DE TURISMO NOS PORTOS

INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA DE TURISMO NOS PORTOS Presidência da República Secretaria de Portos INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA DE TURISMO NOS PORTOS Eng. Antonio Maurício Ferreira Netto Diretor de Revitalização e Modernização Portuária Brasília, 23 de

Leia mais

Circular CAIXA nº 684, de 07 de agosto de 2015

Circular CAIXA nº 684, de 07 de agosto de 2015 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Vice-Presidência de Fundos de Governo e Loterias Diretoria Executiva de Fundos de Governo Superintendência Nacional de Fundo de Garantia Gerência Nacional do Ativo do FGTS Circular

Leia mais

Rodoviário. O Modal. Logística. Brasil é um país voltado para

Rodoviário. O Modal. Logística. Brasil é um país voltado para O Modal Rodoviário Logística por José Luiz Portela Gómez O Brasil é um país voltado para o uso do modal rodoviário. Esse fato se deve às poucas restrições para a operação do crescimento da indústria automobilística

Leia mais

Integração da Infra-Estrutura Regional da América do Sul - IIRSA

Integração da Infra-Estrutura Regional da América do Sul - IIRSA Integração da Infra-Estrutura Regional da América do Sul - IIRSA 2ª Reunião Eixo Interoceânico Brasil-Bolívia-Paraguai-Chile-Peru Tema: ENERGIA Rio de Janeiro, 17 de outubro de 2001 BNDES Matriz Energética

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DA MATRIZ ORIGEM DESTINO DO TRANSPORTE AÉREO NO BRASIL 2009 REGIÃO SUL

CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DA MATRIZ ORIGEM DESTINO DO TRANSPORTE AÉREO NO BRASIL 2009 REGIÃO SUL CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DA MATRIZ ORIGEM DESTINO DO TRANSPORTE AÉREO NO BRASIL 2009 REGIÃO SUL São Paulo Outubro de 2009 SUMÁRIO 1. PARANÁ CURITIBA AEROPORTO AFONSO PENA... 4 1.1 Perfil do Entrevistado...

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO 8º CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NOS CARGOS DE ANALISTA E DE TÉCNICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO 8º CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NOS CARGOS DE ANALISTA E DE TÉCNICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO Cargo 1: Analista do MPU Área de Atividade: Apoio Técnico-Administrativo Especialidade: Arquivologia Distrito Federal / DF 596 4 149,00 Especialidade: Biblioteconomia Acre / AC 147 1 147,00 Especialidade:

Leia mais

Inventar com a diferenca,

Inventar com a diferenca, Inventar com a diferenca, cinema e direitos humanos PATROCÍNIO APOIO REALIZAÇÃO Fundação Euclides da Cunha O que é Inventar com a diferença: cinema e direitos humanos O projeto visa oferecer formação e

Leia mais

Fórum Porto-Cidade do Rio de Janeiro. A Importância da Relação Porto-Cidade no Atual Cenário Econômico Mundial

Fórum Porto-Cidade do Rio de Janeiro. A Importância da Relação Porto-Cidade no Atual Cenário Econômico Mundial Fórum Porto-Cidade do Rio de Janeiro A Importância da Relação Porto-Cidade no Atual Cenário Econômico Mundial Antonio Maurício Ferreira Netto Secretaria de Portos da Presidência da República Rio de Janeiro

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA Nível superior Cargo 1: Contador DF Brasília/Sede da Administração Central 35 1820 52,00 Nível médio Cargo 2: Agente Administrativo AC Rio Branco/Sede da SRTE 2 1496 748,00 Nível médio Cargo 2: Agente

Leia mais

LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX

LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX SUMÁRIO 1 ICMS 1.1 CONTRIBUINTE 1.2 FATO GERADOR DO IMPOSTO 1.3 BASE DE CÁLCULO DO IMPOSTO 1.4 REDUÇÃO DA BASE DE CÁLCULO 1.5 CARTA DE CORREÇÃO 1.6 CÓDIGO DA SITUAÇÃO TRIBUTÁRIA

Leia mais

Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014

Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014 VI Seminário ALACPA de Pavimentos Aeroportuários e IV FAA Workshop Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014 28 Outubro 2009 Arq. Jonas M. Lopes INFRAERO Aeroportos - Copa do Mundo 2014 Belo Horizonte

Leia mais

CREDITO SUPLEMENTAR PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1,00

CREDITO SUPLEMENTAR PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1,00 PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES R$ 1,00 20 AGRICULTURA 58.000 23 COMÉRCIO E SERVIÇOS 5.450.000 25 ENERGIA 288.428.769 26 TRANSPORTE 400.712.362 TOTAL - GERAL 694.649.131

Leia mais

FINANCIAMENTO DOS MUNICÍPIOS DO BRASIL Um balanço o entre aspectos sociais e econômicos

FINANCIAMENTO DOS MUNICÍPIOS DO BRASIL Um balanço o entre aspectos sociais e econômicos Seminário Internacional sobre Tributação Imobiliária FINANCIAMENTO DOS MUNICÍPIOS DO BRASIL Um balanço o entre aspectos sociais e econômicos Maria Cristina Mac Dowell maria-macdowell.azevedo@fazenda.gov.br

Leia mais

TOTAL DA UNIDADE : R$ 10.182.580 QUADRO SINTESE POR PROGRAMAS ORGAO : 25000 - MINISTERIO DA FAZENDA ORGAO : 25000 - MINISTERIO DA FAZENDA

TOTAL DA UNIDADE : R$ 10.182.580 QUADRO SINTESE POR PROGRAMAS ORGAO : 25000 - MINISTERIO DA FAZENDA ORGAO : 25000 - MINISTERIO DA FAZENDA 495 RECURSOS DO ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO 11. 3 8 2. 5 8 0 TO TA L 11. 3 8 2. 5 8 0 QUADRO SINTESE POR RECEITA 6.0.0.0.00.00 RECURSOS DE CAPITAL - ORCAMENTO DE INVESTIMENTO 1.200.000 6.1.0.0.00.00 RECURSOS

Leia mais

Presidência da República

Presidência da República Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 12.938, DE 27 DEZEMBRO DE 2013 (publicada no DOU de 30/12/13, Seção 1, página 05) Abre aos Orçamentos Fiscal e da Seguridade

Leia mais

Perfil Municipal de Fortaleza Tema V: Aspectos Educacionais. 23 de Agosto/2012 Fortaleza - Ceará

Perfil Municipal de Fortaleza Tema V: Aspectos Educacionais. 23 de Agosto/2012 Fortaleza - Ceará IPECE Informe nº 38 Perfil Municipal de Fortaleza Tema V: Aspectos Educacionais 23 de Agosto/2012 Fortaleza - Ceará 1. INTRODUÇÃO O Neste documento serão analisados os aspectos educacionais da capital

Leia mais

Relatório Gerencial TECNOVA

Relatório Gerencial TECNOVA Relatório Gerencial TECNOVA Departamento de Produtos Financeiros Descentralizados - DPDE Área de Apoio à Ciência, Inovação, Infraestrutura e Tecnologia - ACIT Fevereiro de 2015 Marcelo Nicolas Camargo

Leia mais

VOLUME VI ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO

VOLUME VI ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO VOLUME VI ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO I - QUADROS ORÇAMENTÁRIOS CONSOLIDADOS Quadro Síntese do Orçamento de Investimento LDO - 2007, Anexo II, Inciso XIII. Código / Especificação VALOR Total da Despesa

Leia mais

MEDIDA PROVISÓRIA N 573, DE 27 DE JUNHO DE 2012

MEDIDA PROVISÓRIA N 573, DE 27 DE JUNHO DE 2012 MEDIDA PROVISÓRIA N 573, DE 27 DE JUNHO DE 2012 Abre crédito extraordinário, em favor dos Ministérios da Justiça, da Educação, da Saúde, dos Transportes, do Planejamento, Orçamento e Gestão, do Desenvolvimento

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS. RESOLUÇÃO CNSP N o 227, DE 2010.

MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS. RESOLUÇÃO CNSP N o 227, DE 2010. MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS RESOLUÇÃO CNSP N o 227, DE 2010. Dispõe sobre o capital mínimo requerido para autorização e funcionamento e sobre planos corretivo e de recuperação

Leia mais

Considerações sobre recolhimento de imposto sobre doação de espécie nos Estados e no Distrito Federal

Considerações sobre recolhimento de imposto sobre doação de espécie nos Estados e no Distrito Federal Considerações sobre recolhimento de imposto sobre doação de espécie nos Estados e no Distrito Federal Conforme artigo 155, I, 1º, II, da Constituição Federal, o recolhimento do tributo em comento deverá

Leia mais

2.027,4 Mm 3 /d. Pilar x Cabo AL e PE 204 Km 12. 100 Kgf/cm 2. 2.618,9 Mm 3 /d

2.027,4 Mm 3 /d. Pilar x Cabo AL e PE 204 Km 12. 100 Kgf/cm 2. 2.618,9 Mm 3 /d Instalações de Transporte Características Físicas Atualizado em 22/07/2009 Sistema Nordeste GASODUTO GUAMARÉ x PECÉM - GASFOR Guamaré x Pecém RN e CE 213 Km e 171 Km 12 e 10 100 Kgf/cm 2 2.027,4 Mm 3 /d

Leia mais

IX SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE LOGISTICA SECRETARIA DE PORTOS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SEP/PR

IX SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE LOGISTICA SECRETARIA DE PORTOS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SEP/PR IX SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE LOGISTICA SECRETARIA DE PORTOS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SEP/PR Setor Portuário Brasileiro Estimativa do aumento da Movimentação nos Portos (em milhões de toneladas) 2.400

Leia mais

24º Fórum de Debates Brasilianas.org

24º Fórum de Debates Brasilianas.org Transportes 24º Fórum de Debates Brasilianas.org Os desafios da logística e infraestrutura Marcos regulatórios e entraves burocráticos Reginaldo Cardoso São Paulo, 30 de Maio de 2012 Deutsche Post - DHL

Leia mais

Emissão de Nota Fiscal Eletrônica

Emissão de Nota Fiscal Eletrônica Emissão de Nota Fiscal Eletrônica DANFE - Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica. É um documento que serve para acobertar a circulação da mercadoria. Impresso em via única; Validade em meio digital

Leia mais

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1)

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) ANEXO I BICICLETA ESCOLAR Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) Assunto: Adesão à ata de registro de preços nº 70/2010 do pregão eletrônico nº 40/2010. 1 2 BICICLETA 20 - AC,

Leia mais

2º Balanço. Julho - Setembro 2011

2º Balanço. Julho - Setembro 2011 2º Balanço Julho - Setembro 2011 Amapá Apresentação O programa que mudou o Brasil agora está de cara nova. Mais recursos para continuar construindo a infraestrutura logística e energética e sustentar o

Leia mais

Contas Regionais do Brasil 2010

Contas Regionais do Brasil 2010 Diretoria de Pesquisas Contas Regionais do Brasil 2010 Coordenação de Contas Nacionais frederico.cunha@ibge.gov.br alessandra.poca@ibge.gov.br Rio, 23/11/2012 Contas Regionais do Brasil Projeto de Contas

Leia mais

POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO DE MOTOS

POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO DE MOTOS Seminário POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO DE MOTOS LEGISLAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E POLÍTICA DE SEGURANÇA Brasília DF 13 de setembro de 2012 Regulamentação da atividade de mototaxista Mesmo diante da ausência

Leia mais

Lojas Francas. RF UF Cidade Unidade Jurisdicionante Código do Recinto Administrador Endereço

Lojas Francas. RF UF Cidade Unidade Jurisdicionante Código do Recinto Administrador Endereço 1ª DF Brasília ALF/A. I. de Brasília 1.91.61.01-8 Dufry do Brasil Duty Free Shop LTDA Loja 1, Setor de Embarque do Aerop. Intern.de Brasília DF Brasília ALF/A. I. de Brasília 1.91.61.02-6 Dufry do Brasil

Leia mais

Programa de Requalificação de UBS. Março/2015

Programa de Requalificação de UBS. Março/2015 Programa de Requalificação de UBS Março/2015 PROGRAMA DE REQUALIFICAÇÃO DE UBS Instituído no ano de 2011 OBJETIVOS: Criar incentivo financeiro para as UBS Contribuir para estruturação e o fortalecimento

Leia mais

O setor aquaviário e o comércio exterior

O setor aquaviário e o comércio exterior O setor aquaviário e o comércio exterior Associação de Comércio Exterior do Brasil AEB ENAEX 2011 - Encontro nacional de comércio exterior Rio de Janeiro, RJ 19 de agosto de 2011 Fernando Antonio Brito

Leia mais

Pesquisa da 10ª Semana. Coordenação de Estudos Sócioeconômicos CESES Departamento de Difusão Fomento e Economia de Museus DDFEM Ibram, 2012

Pesquisa da 10ª Semana. Coordenação de Estudos Sócioeconômicos CESES Departamento de Difusão Fomento e Economia de Museus DDFEM Ibram, 2012 Pesquisa da 10ª Semana de Museus Coordenação de Estudos Sócioeconômicos CESES Departamento de Difusão Fomento e Economia de Museus DDFEM Ibram, 2012 Panorama geral - Pesquisa da 10ª Semana Nº entradas

Leia mais

AUTOMOTIVE LOGISTICS 2013 GUSTAVO BONINI

AUTOMOTIVE LOGISTICS 2013 GUSTAVO BONINI AUTOMOTIVE LOGISTICS 2013 GUSTAVO BONINI AGENDA 1. Logistica Integrada e Competitiva 2. Comissão de Logística ANFAVEA 2.1. Lei dos Portos 2.2. Investe SP AGENDA 1. Logistica Integrada e Competitiva 2.

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA SALARIAL 11/1/2010

ANÁLISE COMPARATIVA SALARIAL 11/1/2010 ANÁLISE COMPARATIVA SALARIAL PROFESSORES DAS REDES ESTADUAIS NO BRASIL A PRESENTE PESQUISA ESTÁ ENQUADRADA NA ESTRATÉGIA DO SINDICATO APEOC DE CONSTRUIR A ADEQUAÇÃO DO PLANO DE CARREIRA DOS TRABALHADORES

Leia mais

ÓRGÃO: 39000 - Ministério dos Transportes UNIDADE: 39252 - Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes - DNIT Crédito Suplementar

ÓRGÃO: 39000 - Ministério dos Transportes UNIDADE: 39252 - Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes - DNIT Crédito Suplementar ÓRGÃO: 39000 - Ministério dos Transportes UNIDADE: 39252 - Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes - DNIT ANEXO I Crédito Suplementar PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTAÇÃO) Recurso de Todas

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE MOBILIDADE URBANA. LEI 12.587 3 de janeiro de 2012

POLÍTICA NACIONAL DE MOBILIDADE URBANA. LEI 12.587 3 de janeiro de 2012 LEI 12.587 3 de janeiro de 2012 A POLÍTICA NACIONAL DE MOBILIDADE URBANA, INSTITUDA PELA LEI 12.587, É INSTRUMENTO DA POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO URBANO, OBJETIVANDO A INTEGRAÇÃO ENTRE OS DIFERENTES MODOS

Leia mais

LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS PARA 2007 ANEXO III RELAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA 2007

LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS PARA 2007 ANEXO III RELAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA 2007 LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS PARA 2007 ANEXO III RELAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA 2007 XIX - Orçamento de Investimento, indicando, por empresa, as fontes de financiamento,

Leia mais

Departamento de Engenharia de Saúde Pública/CGEAR LICENCIAMENTO AMBIENTAL NAS OBRAS DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO DA FUNASA.

Departamento de Engenharia de Saúde Pública/CGEAR LICENCIAMENTO AMBIENTAL NAS OBRAS DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO DA FUNASA. Departamento de Engenharia de Saúde Pública/CGEAR LICENCIAMENTO AMBIENTAL NAS OBRAS DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO DA FUNASA Brasília 2005 O Licenciamento Ambiental nasceu de uma exigência social, fruto de uma

Leia mais

RICARDO BERZOINI Ministro de Estado do Trabalho e Emprego Presidente do Conselho Curador do FGTS

RICARDO BERZOINI Ministro de Estado do Trabalho e Emprego Presidente do Conselho Curador do FGTS CONSELHO CURADOR DO FUNDO DE GARANTIA DO TEMPO DE SERVIÇO RESOLUÇÃO N 460, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2004 Estabelece diretrizes para a aplicação dos recursos e a elaboração das propostas orçamentárias do FGTS,

Leia mais

Integração da Infra-Estrutura Regional da América do Sul - IIRSA. 2ª Reunião Eixo Mercosul-Chile Tema: ENERGIA

Integração da Infra-Estrutura Regional da América do Sul - IIRSA. 2ª Reunião Eixo Mercosul-Chile Tema: ENERGIA Integração da Infra-Estrutura Regional da América do Sul - IIRSA 2ª Reunião Eixo Mercosul-Chile Tema: ENERGIA Montevidéu, 31 de outubro de 2001 Interconexões Elétricas Internacionais em Construção ou em

Leia mais

Promoção da competitividade e desenvolvimento da economia brasileira

Promoção da competitividade e desenvolvimento da economia brasileira Objetivo Promoção da competitividade e desenvolvimento da economia brasileira Fim das barreiras à entrada Estímulo à expansão dos investimentos do setor privado Modernização da infraestrutura e da gestão

Leia mais

Recuperação, Alargamento e Ampliação

Recuperação, Alargamento e Ampliação Recuperação, Alargamento e Ampliação do Cais do Porto de Vitória ES Evolução do Monitoramento Evolução do Monitoramento Nos últimos dois anos o PAC 2 concluiu empreendimentos no valor de R$ 328,2 bilhões,

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (julho/2015) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

Unidade I: SEPN 515 - Bloco B - Ed. Ômega CEP: 70770-502 - Brasília - DF Telefone: (61) 3448-1000

Unidade I: SEPN 515 - Bloco B - Ed. Ômega CEP: 70770-502 - Brasília - DF Telefone: (61) 3448-1000 5. órgãos do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) Unidade I: SEPN 515 - Bloco B - Ed. Ômega CEP: 70770-502 - Brasília - DF Telefone: (61) 3448-1000

Leia mais

PROGRAMA DE CONCESSÃO EM PORTOS

PROGRAMA DE CONCESSÃO EM PORTOS SENADO FEDERAL COMISSÃO DE INFRAESTRUTURA PROGRAMA DE CONCESSÃO EM PORTOS Edinho Araújo Ministro-chefe da Secretaria de 1 Programa de Investimentos em Logística Investimentos projetados R$ 198,4 bilhões

Leia mais

Techint Projetos no Brasil de 1943 a 2010

Techint Projetos no Brasil de 1943 a 2010 Organização Techint Projetos no Brasil de 943 a 200 O nosso compromisso com o desenvolvimento do país Projetos destacados TenarisConfab: Gasoduto Tupi de 90 km de tubos para gasoduto offshore localizado

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 12.248, DE 07 DE JUNHO DE 2010 (publicada no DOU de 07/06/2010, seção 01, página 2) Abre ao Orçamento Fiscal da União, em favor

Leia mais

O QUE É A LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE?

O QUE É A LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE? O QUE É A LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE? Instrumento que permite o financiamento, por meio de incentivos fiscais, de projetos esportivos aprovados pelo Ministério do Esporte. BASE LEGAL: Lei 11.438/06 -

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE. Senhor Presidente,

RIO GRANDE DO NORTE. Senhor Presidente, RIO GRANDE DO NORTE Mensagem n.º 046/2012 GE Em Natal, 14 de setembro de 2012. Excelentíssimo Senhor Deputado Ricardo Motta M.D. Presidente da Assembléia Legislativa do Estado. Senhor Presidente, Tenho

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos RORAIMA OUTUBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos RORAIMA OUTUBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos RORAIMA OUTUBRO DE 2015 DADOS GERAIS DO ESTADO DA RORAIMA Total Part % Brasil Part % Região Área Total - km² 224.118 2,64% 5,82% População - mil (1)

Leia mais

RESOLUÇÕES DO SENADO FEDERAL VOLUME 7 (1977) SUBSECRETARIA DE ANAIS BRASÍLIA 1978

RESOLUÇÕES DO SENADO FEDERAL VOLUME 7 (1977) SUBSECRETARIA DE ANAIS BRASÍLIA 1978 RESOLUÇÕES DO SENADO FEDERAL VOLUME 7 (1977) SUBSECRETARIA DE ANAIS BRASÍLIA 1978 Resoluções do Senado Federal. t. 1 1946/59 Brasília, 1974 v. irregular 1. Brasil. Congresso. Senado Federal Resouções.

Leia mais

Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015

Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015 Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015 PRESIDENTE: Marciano Gianerini Freire EQUIPE TÉCNICA: Coordenação: Mariana Nery Pesquisadores: Heike Duske César Melo

Leia mais

O P R E S I D E N T E D A R E P Ú B L I C A Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O P R E S I D E N T E D A R E P Ú B L I C A Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI N o 11.306, DE 16 DE MAIO DE 2006 Estima a receita e fixa a despesa da União para o exercício financeiro de 2006. O P R E S I D E N T E D A R E P Ú B L I C A Faço saber que o Congresso Nacional decreta

Leia mais

Avanços e encaminhamentos sobre a Pesquisa de Turismo Internacional:

Avanços e encaminhamentos sobre a Pesquisa de Turismo Internacional: Avanços e encaminhamentos sobre a Pesquisa de Turismo Internacional: Avaliações para o desenho amostral em rodovias segundo a metodologia proposta para a PTI Palestrante: Alfredo García Ramos (Consultor

Leia mais

Programa de Investimentos em Logística: Rodovias, Ferrovias e Portos

Programa de Investimentos em Logística: Rodovias, Ferrovias e Portos Programa de Investimentos em Logística: Rodovias, Ferrovias e Portos Logística e Desenvolvimento Econômico Imperativos para o desenvolvimento acelerado e sustentável: Ampla e moderna rede de infraestrutura

Leia mais

Uma proposta da ISES do Brasil

Uma proposta da ISES do Brasil Uma proposta da ISES do Brasil INTRODUÇÃO: Aeroportos x Geração Fotovoltaica Características construtivas: praticamente horizontais, grandes áreas; Formadores de opinião e tomadores de decisão passam por

Leia mais

PROGRAMA DE INVESTIMENTO EM LOGÍSTICA 2015-2018

PROGRAMA DE INVESTIMENTO EM LOGÍSTICA 2015-2018 PROGRAMA DE INVESTIMENTO EM LOGÍSTICA 2015-2018 Maurício Muniz Secretário do Programa de Aceleração do Crescimento SEPAC Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão NOVA ETAPA DE CONCESSÕES Investimentos

Leia mais

ESPORTE E UNIVERSIDADE: a reestruturação do esporte universitário no Brasil

ESPORTE E UNIVERSIDADE: a reestruturação do esporte universitário no Brasil ESPORTE E UNIVERSIDADE: a reestruturação do esporte universitário no Brasil Wadson Ribeiro Secretário Nacional de Esporte Educacional Ministério do Esporte A DÉCADA DO ESPORTE BRASILEIRO Criação do Ministério

Leia mais

ATENÇÃO. Ministério das Cidades Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental

ATENÇÃO. Ministério das Cidades Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental ATENÇÃO Apresentação do Seminário A Lei da Política Nacional do Saneamento Básico (lei 11.445/07) e o Inquérito Civil Público Estadual 04/04/PGJ/MPSC, realizado nos dias 30 e 31 de outubro de 2008. Arquivos

Leia mais

SUFICIÊNCIA DE REDE: Ligia Bahia Ronir Raggio Luiz Maria Lucia Werneck Vianna. Edital 005/2014 ANS/OPAS

SUFICIÊNCIA DE REDE: Ligia Bahia Ronir Raggio Luiz Maria Lucia Werneck Vianna. Edital 005/2014 ANS/OPAS SUFICIÊNCIA DE REDE: UM ESTUDO ECOLÓGICO SOBRE BENEFICIÁRIOS E REDES DE CUIDADOS À SAÚDE A PARTIR DE ANÁLISES EXPLORATÓRIAS DAS PROPORÇÕES DE PARTOS CESARIANOS E TAXAS DE MORTALIDADE POR CÂNCER DE MAMA

Leia mais

PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTAÇÃO) Recurso de Todas as Fontes R$ 1,00

PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTAÇÃO) Recurso de Todas as Fontes R$ 1,00 ANXO I PROGRAMA TRABALHO (SUPLMNTAÇÃO) Recurso de Todas as ontes R$ 1,00 QUARO SINTS POR UNÇÃO 23 - Comércio e Serviços 503.000 25 - nergia 5.736.144.926 TOTAL GRAL 5.736.647.926 QUARO SINTS POR SUBUNÇÃO

Leia mais

I data do acolhimento das propostas: 13/04/2005;

I data do acolhimento das propostas: 13/04/2005; MINISTÉRIO DA FAZENDA Portaria Conjunta n o 01, de 28 de março de 2005. Define as condições específicas ao leilão de recursos do Programa de Subsídio à Habitação de Interesse Social PSH, mantido pela Lei

Leia mais

CREDITO SUPLEMENTAR PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES R$ 1,00 26 TRANSPORTE 116. 408. 996

CREDITO SUPLEMENTAR PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES R$ 1,00 26 TRANSPORTE 116. 408. 996 PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES R$ 1,00 26 TRANSPORTE 11 6. 4 0 8. 9 9 6 784 TRANSPORTE HIDROVIÁRIO 11 6. 4 0 8. 9 9 6 /SUBFUNCOES 26 TRANSPORTE 116. 408. 996 784 TRANSPORTE

Leia mais

I data do acolhimento das propostas: 23/11/2004;

I data do acolhimento das propostas: 23/11/2004; Portaria Conjunta n o 05, de 18 de novembro de 2004. Define as condições específicas ao leilão de recursos do Programa de Subsídio à Habitação de Interesse Social PSH, mantido pela Medida Provisória n

Leia mais

Levantamento Nacional do Transporte Escolar Dados por Região: NORTE

Levantamento Nacional do Transporte Escolar Dados por Região: NORTE Levantamento Nacional do Transporte Escolar Dados por Região: NORTE Um total de 131 municípios da região Norte participou do Levantamento Nacional do Transporte Escolar. No Acre, 36% dos municípios responderam

Leia mais

ACOMPANHAMENTO DAS CONVOCAÇÕES CARGO/ FORMÇÃO ÚLTIMA CLASSIFICAÇÃO CONVOCADA EDITAL 01/2011 PROFISSIONAL JÚNIOR ADMINISTRAÇÃO NACIONAL 51ª

ACOMPANHAMENTO DAS CONVOCAÇÕES CARGO/ FORMÇÃO ÚLTIMA CLASSIFICAÇÃO CONVOCADA EDITAL 01/2011 PROFISSIONAL JÚNIOR ADMINISTRAÇÃO NACIONAL 51ª ACOMPANHAMENTO DAS CONVOCAÇÕES PROFISSIONAL JÚNIOR ADMINISTRAÇÃO NACIONAL 51ª PROFISSIONAL JÚNIOR ADMINISTRAÇÃO NACIONAL 3ª PCD * PROFISSIONAL JÚNIOR ANALISTA DE SISTEMAS - ÊNFASE EM INFRAESTRUTURA RJ

Leia mais

Infraestrutura Logística para Movimentação de Petróleo, Derivados e Biocombustíveis: Necessidade e Oportunidades

Infraestrutura Logística para Movimentação de Petróleo, Derivados e Biocombustíveis: Necessidade e Oportunidades APIMEC-RIO Seminário sobre Logística e Infraestrutura 30 de maio de 2012 Infraestrutura Logística para Movimentação de Petróleo, Derivados e Biocombustíveis: Necessidade e Oportunidades Carlos Felipe Guimarães

Leia mais

32228 - Furnas Centrais Elétricas S.A.

32228 - Furnas Centrais Elétricas S.A. Quadro Síntese - Função, Subfunção e Programa Total Órgão Total Unidade Função Total Subfunção Total Programa Total 25. Energia 752. Energia Elétrica 0292. Energia nos Eixos do Centro-oeste 17.976.432

Leia mais