Nessa hora você não vai parar para pensar se sabe tudo sobre Aids

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Nessa hora você não vai parar para pensar se sabe tudo sobre Aids"

Transcrição

1 Nessa hora você não vai parar para pensar se sabe tudo sobre Aids 1

2

3 a Aids reduz a imunidade A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids ou SIDA) não é a doença. Ela reduz a imunidade devido à ação do vírus da imunodeficiência humana (HIV), que diminui a capacidade de defesa e abre a guarda do organismo para a entrada de uma série de doenças que, por isso, são chamadas de oportunistas. A Aids não tem cura. O que se conseguiu até agora foi descobrir uma série de remédios, chamada de coquetel, que mantém relativamente sob controle o avanço do vírus. O coquetel é distribuído gratuitamente pelo Ministério da Saúde. A administração dos medicamentos exige muita disciplina, principalmente em relação aos horários e à alimentação. É possível, felizmente cada vez mais, sobreviver apesar do HIV. Mas é ingenuidade pensar que ele não mata. é ingenuidade pensar que o HIV não mata A transmissão do vírus pode se dar pela via sexual, pela via sangüínea e de mãe para filho, durante a gestação e na amamentação. Qualquer tipo de sexo transmite o HIV: anal, oral, vaginal, entre homem e mulher, entre mulher e mulher, entre homem e homem. Todas as secreções sexuais masculinas e femininas podem conter o vírus. Por isso, também não é necessário o ato da penetração para que o HIV seja transmitido. Brincar também transmite o vírus, já que a famosa ralação provoca microferimentos que entram em contato com as secreções sexuais. Por isso, a utilização da camisinha é fundamental, sempre. Instrumentos perfurantes ou cortantes como agulhas, seringas, alicates, aparelhos de barbear não esterilizados podem transmitir o vírus pela via sangüínea, se tiverem sido utilizados por alguém infectado. Como não há como adivinhar se alguém foi ou não contagiado, o ideal é utilizar somente produtos descartáveis ou que com certeza tenham sido esterilizados. Também se deve exigir testagem e procedência do sangue em casos de transfusões. A mãe infectada pelo HIV pode transmitir o vírus para o filho em três fases: enquanto o bebê ainda está na barriga, na hora do parto e durante a amamentação. Por isso é fundamental a realização de exames de sangue que detectem o contágio durante o pré-natal. Se for o caso, a gestante pode tomar medicamentos e diminuir a possibilidade de contagiar seu bebê. o que é e como se dá o contágio

4

5 camisinha sempre Consciência: essa é a melhor forma de prevenção. Sabendo que não é imune ao contágio e adotando medidas de segurança qualquer um pode se proteger do HIV. Então, não marque bobeira! Use sempre camisinha (masculina ou feminina). Deixe a timidez de lado: se tem dificuldade em manuseá-la, treine antes, mas não abra mão da segurança. Não utilize a unha ou os dentes para lidar com a camisinha porque ela pode furar. Lubrificantes, somente à base de água, nada de vaselina, por exemplo, que pode estragar a camisinha e até furá-la. Usar camisinha é a única forma de prevenir o contágio pela via sexual. Pílulas anticoncepcionais, diafragmas, DIU, espermicidas são medidas que ajudam a não engravidar, mas que não servem contra a transmissão do HIV. Por isso, mesmo que você adote qualquer um desses métodos para evitar a gravidez, não esqueça de usar também a camisinha. Os usuários de drogas injetáveis não devem compartilhar agulhas, seringas ou qualquer outro objeto perfurante ou cortante, em hipótese alguma. não compartilhe seringas nem agulhas prevenção

6

7 não adianta sair correndo para fazer o teste O primeiro passo para saber se você foi exposto ao HIV é fazer um exame para testar seu sangue. Os testes detectam se a pessoa entrou ou não em contato com o vírus. Através da coleta de uma pequena quantidade de sangue o teste detecta a presença de anticorpos que são produzidos em até três meses após a infecção pelo HIV. Esses três meses são o tempo que o organismo necessita para gerar os anticorpos que podem ser detectados pelo teste Anti-HIV. Esse período é chamado de janela sorológica. Por isso, caso você viva uma situação de risco, não adianta sair correndo para fazer o teste. Espere três meses e então procure um profissional de saúde especializado ou um laboratório: só assim o exame apresentará um resultado real. Os resultados podem ser: negativo ou não reagente (pessoa que não é portadora de HIV ou está em período de janela sorológica); inconclusivo (situação que indica necessidade de outros exames comprobatórios, também aplicada à janela sorológica); positivo ou reagente (caracteriza contágio pelo HIV, o portador do vírus nem sempre tem sinais ou sintomas da Aids). Em crianças, o resultado positivo para o teste anti- HIV tem significado diferente. Até os 18 meses de idade o bebê carrega os anticorpos da mãe. Por isso, novo teste deve ser realizado após esse período: se permanecer positivo significa que a criança se infectou e deverá ter acompanhamento clínico para tratamento. Os portadores de HIV podem ser assintomáticos. Isso quer dizer que apesar de terem os anticorpos contra o vírus, não desenvolveram os sintomas da Aids. Quem já tem os sintomas da doença é chamado de portador sintomático, porque tem infecções oportunistas em função da queda de resistência imunológica do organismo. Em qualquer caso, procure um Centro de Saúde, Hospital ou o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA, antigo COAS DST/AIDS) mais próximo de sua casa. Informe-se pelo disque-saúde: o portador do vírus nem sempre tem sinais ou sintomas da Aids tratamento

8

9 qualquer um está exposto ao HIV Quando surgiu, no início dos anos 80, a Aids era chamada de peste gay. Muitos consideravam uma doença que punia os que não agiam de acordo com os padrões sexuais ditados por uma visão religiosa, por exemplo. Tanto preconceito só valeu para disseminar mais rapidamente a doença. Passado um tempo, e diante do evidente contágio de heterossexuais, convencionou-se determinar um grupo de risco: homossexuais, bissexuais, prostitutas, viciados em drogas injetáveis e portadores de doenças do sangue hereditárias, como a hemofilia. O preconceito e a desinformação continuavam a dar espaço para a doença. Por isso saber que qualquer um está exposto ao HIV é fundamental. E que a proteção depende da informação. Amor não é sinônimo de proteção. Tempo de convivência não é sinônimo de prevenção. Confiança não é sinônimo de prevenção. Usar camisinha e não partilhar seringas deve ser regra geral. Não há razão para que o convívio social se altere em função da Aids Se por um lado temos que nos proteger do vírus, não há porque se proteger de seus portadores. O HIV não muda ninguém. Um amigo, companheiro, colega de trabalho continua sendo um bom amigo, um bom companheiro e colega de trabalho e isso não precisa ser alterado por causa do vírus. Beijo, abraço, aperto de mão e picadas de inseto não transmitem o HIV. Partilhar banheiro, talheres, copos, toalhas, freqüentar a mesma piscina também não oferece nenhum risco de contágio. A doação de sangue é um ato que pode salvar inúmeras vidas e também não há risco de contaminação pelo HIV. Todo o material utilizado é descartável. Não há razão para que o convívio social ou ações de solidariedade se alterem em função da Aids. preconceito e solidariedade

10

11 o tratamento aos portadores do HIV é gratuito no Brasil Organizados, os portadores do HIV já conquistaram uma série de direitos, como o tratamento gratuito e universal. Também têm em legislação algumas garantias, como o direito ao saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do PIS/PASEP. O portador também tem direito ao auxílio-doença, mesmo que não tenha completado 12 meses de contribuição ao INSS. Quem contrair a doença e estiver desempregado há menos de 24 meses (ou 36 meses, se tiver mais de 120 contribuições definitivas ao INSS) também terá direito ao auxílio-doença. Os portadores que desenvolverem alguma doença incapacitante podem se aposentar por invalidez. Cônjuge, companheiro ou companheira, filhos ou irmãos menores de 21 anos e não emancipados, pais têm direito a receber pensão por morte de paciente de Aids, que corresponderá a 100% do salário de benefício. Nesses casos, deve-se procurar o setor de benefícios do INSS. A Constituição Federal proíbe a dispensa arbitrária ou discriminatória de qualquer trabalhador, inclusive o portador de HIV. Nesses casos cabe uma ação trabalhista de reintegração. Coordenação Nacional DST e Aids Produzido em novembro de 2001 pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo- CUT. Presidente: João Vaccari Neto. Assessoria técnica: Miguel Ângelo Bersani. Textos: Cláudia Motta. Projeto gráfico e edição de imagens: Vander Fornazieri. Fotos: Tony Stone Images (exceto contra-capa) Apoio: Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e Ministério da Saúde. direitos

12 Você sabe o que faz? O ser humano, em geral, imagina-se inatingível. Talvez por isso ignore, muitas vezes, regras básicas de segurança. Apesar de conhecida há pelo menos 20 anos, a Aids (ou SIDA, Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) ainda atinge, todos os anos, milhões de pessoas no mundo. No Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, aproximadamente meio milhão de pessoas são portadoras do vírus. Prevenir o contágio da Aids depende da conscientização dos riscos que corremos. Não adianta estar somente informado. Todos sabem que relações sexuais só devem acontecer com camisinha. Drogas injetáveis somente com material descartável. Entretanto, na hora H, muita gente não age como deveria. E abre a guarda para a entrada do vírus. Não se julgue livre do contágio pelo vírus da imunodeficiência humana. O HIV, causador da Aids, não escolhe raça, sexo, idade, religião, classe social nem estado civil. Ele pega quem não estiver prevenido, sempre. Leia este manual, informe-se, mas, principalmente, aprenda.

Vírus HIV circulando na corrente sanguínea

Vírus HIV circulando na corrente sanguínea O que é AIDS? Sinônimos: hiv, síndrome da imunodeficiência adquirida, sida É uma doença que ataca o sistema imunológico devido à destruição dos glóbulos brancos (linfócitos T CD4+). A AIDS é considerada

Leia mais

DIA DA LUTA CONTRA A SIDA 01 DE DEZEMBRO

DIA DA LUTA CONTRA A SIDA 01 DE DEZEMBRO DIA DA LUTA CONTRA A SIDA 01 DE DEZEMBRO Presentemente, a infeçãovih/sida não tem cura e a prevenção é a única medida eficaz. A infeçãovih/sida tem uma história relativamente recente, mas já dramática

Leia mais

O QUE É AIDS?... 2 TESTAGEM... 3 PRINCIPAIS SINTOMAS DA AIDS... 4 SAIBA COMO SE PEGA AIDS... 5 Assim Pega... 5 Assim não pega... 5 Outras formas de

O QUE É AIDS?... 2 TESTAGEM... 3 PRINCIPAIS SINTOMAS DA AIDS... 4 SAIBA COMO SE PEGA AIDS... 5 Assim Pega... 5 Assim não pega... 5 Outras formas de O QUE É AIDS?... 2 TESTAGEM... 3 PRINCIPAIS SINTOMAS DA AIDS... 4 SAIBA COMO SE PEGA AIDS... 5 Assim Pega... 5 Assim não pega... 5 Outras formas de transmissão... 6 Acidentes ocupacionais com materiais

Leia mais

Carrefour Guarujá. O que é DST? Você sabe como se pega uma DST? Você sabe como se pega uma DST? Enfermeira Docente

Carrefour Guarujá. O que é DST? Você sabe como se pega uma DST? Você sabe como se pega uma DST? Enfermeira Docente Carrefour Guarujá Bárbara Pereira Quaresma Enfermeira Docente Enfª Bárbara Pereira Quaresma 2 O que é DST? Toda doença transmitida através de relação sexual. Você sabe como se pega uma DST? SEXO VAGINAL

Leia mais

Sim. Principalmente se a mulher estiver no período fértil.

Sim. Principalmente se a mulher estiver no período fértil. É legal saber! Gravidez Transar uma única vez, pode engravidar? Sim. Principalmente se a mulher estiver no período fértil. Minha menstruação na desceu. Estou grávida? Depende. É importante cada mulher

Leia mais

Projeto Verão Sem AIDS Valorizando a Vida

Projeto Verão Sem AIDS Valorizando a Vida 1 Projeto Verão Sem AIDS Valorizando a Vida O PROJETO VERÃO SEM AIDS VALORIZANDO A VIDA foi idealizado por João Donizeti Scaboli, Diretor do da FEQUIMFAR. Iniciamos de forma pioneira em 1994, quando o

Leia mais

O Carnaval está aí é hora de se prevenir!

O Carnaval está aí é hora de se prevenir! O Carnaval está aí é hora de se prevenir! O Carnaval está aí! Uma das festas populares mais animadas e representativas do mundo. A festa que chegou ao Brasil tem sua origem no entrudo português, em que,

Leia mais

O que são DSTs? Gonorréia e/ou Uretrites não Gonocócicas, Tricomoníase, Candidíase.

O que são DSTs? Gonorréia e/ou Uretrites não Gonocócicas, Tricomoníase, Candidíase. O que são DSTs? DSTs significa, doenças sexualmente transmissíveis, que são passadas nas relações sexuais com pessoas que estejam com essas doenças. São DSTs, a gonorréia, a sífilis, a clamídia, o herpes

Leia mais

DST/HIV PASSATEMPOS. Conhecer para prevenir. Bom pra cabeça. l CAÇA-PALAVRAS l DIRETOX l DOMINOX

DST/HIV PASSATEMPOS. Conhecer para prevenir. Bom pra cabeça. l CAÇA-PALAVRAS l DIRETOX l DOMINOX DST/HIV Conhecer para prevenir Bom pra cabeça PASSATEMPOS l CAÇA-PALAVRAS l DIRETOX l DOMINOX l código secreto E MUITO MAIS! 2 coquetel Uma das grandes preocupações do Ministério da Saúde é a prevenção

Leia mais

AIDS / Uma epidemia em expansão

AIDS / Uma epidemia em expansão A negociação da divisão de trabalho, no cuidado com a casa, com os filhos, com a alimentação e etc.. vem sendo um dos grandes assuntos debatidos entre casais nos tempos modernos. Ainda assim, freqüentemente

Leia mais

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs VAMOS FALAR SOBRE AIDS + DSTs AIDS A AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) atinge indiscriminadamente homens e mulheres e tem assumido proporções assustadoras desde a notificação dos primeiros

Leia mais

ESSA CAMPANHA VAI COLAR!

ESSA CAMPANHA VAI COLAR! ESSA CAMPANHA VAI COLAR! O selo postal é um importante veículo de comunicação dos valores de uma sociedade. Com a emissão dos 8 (oito) selos apresentados nesta Cartilha, os Correios, por meio da Filatelia,

Leia mais

Aids ou Sida? www.interaulaclube.com.br

Aids ou Sida? www.interaulaclube.com.br A UU L AL A Aids ou Sida? A Aids é uma das doenças mais comentadas e pesquisadas dos últimos anos. Mesmo com os avanços que os especialistas vêm obtendo, ainda falta explicar muitos de seus aspectos. A

Leia mais

Positivo Negativo. Um guia sobre o teste do HIV. Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Fones (71) 3321-1848 / 3322-2552. Apoio:

Positivo Negativo. Um guia sobre o teste do HIV. Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Fones (71) 3321-1848 / 3322-2552. Apoio: Positivo Negativo Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Fones (71) 3321-1848 / 3322-2552 Um guia sobre o teste do HIV Apoio: SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE Coordenação Estadual de DST/AIDS Onde fazer exames

Leia mais

Não tem nada a ver comigo

Não tem nada a ver comigo AIDS - CONHEÇA MAIS Não tem nada a ver comigo Esta é a reação de muitos de nós. Mas a Aids existe e isto é difícil ignorar. Quem pensa que é um problema apenas dos outros, está errado. A Aids não escolhe.

Leia mais

Síndrome da Imunodeficiência Adquirida

Síndrome da Imunodeficiência Adquirida Síndrome da Imunodeficiência Adquirida Síndrome : Conjunto de sinais e sintomas que se desenvolvem conjuntamente e que indicam a existência de uma doença. A AIDS é definida como síndrome porque não tem

Leia mais

cartões de bolso serié 4 VIH/ SIDA

cartões de bolso serié 4 VIH/ SIDA cartões de bolso serié 4 VIH/ SIDA 1 O que é VIH? É o vírus que causa a SIDA. Vírus é um microbio muito pequeno, que não se consegue ver a olho nu, ou seja, é preciso ajuda de um microscópio. VIH significa:

Leia mais

Mulher, 35 anos, terceira gestação, chega em início de trabalho de parto acompanhada do marido que tossia muito e comentou com a enfermeira que

Mulher, 35 anos, terceira gestação, chega em início de trabalho de parto acompanhada do marido que tossia muito e comentou com a enfermeira que Mulher, 35 anos, terceira gestação, chega em início de trabalho de parto acompanhada do marido que tossia muito e comentou com a enfermeira que estava em tratamento para tuberculose. A mulher informa que

Leia mais

Terceira Idade: não leve um baile do HIV! Alexandre Ramos Lazzarotto alazzar@terra.com.br 9808-5714

Terceira Idade: não leve um baile do HIV! Alexandre Ramos Lazzarotto alazzar@terra.com.br 9808-5714 Terceira Idade: não leve um baile do HIV! Alexandre Ramos Lazzarotto alazzar@terra.com.br 9808-5714 Número de casos de AIDS no Brasil 77.639 433.067 37.968 13.200 572 Região Sul RS POA NH Localidades BRASIL.

Leia mais

Unidade II Vida e ambiente Aula 7.2 Conteúdo: Doenças Sexualmente Transmissíveis.

Unidade II Vida e ambiente Aula 7.2 Conteúdo: Doenças Sexualmente Transmissíveis. Unidade II Vida e ambiente Aula 7.2 Conteúdo: Doenças Sexualmente Transmissíveis. 2 Habilidade: Conhecer as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), sua prevenção e forma de tratamento. 3 REVISÃO Métodos

Leia mais

AIDS e DST S. O Sindicato dos Comerciários

AIDS e DST S. O Sindicato dos Comerciários O Sindicato dos Comerciários de São Paulo e a Fequimfar apresentam este manual com dicas de saúde para o trabalhador e sua família. Aqui você terá acesso a uma série de informações sobre o problema da

Leia mais

HIV. O vírus da imunodeficiência humana HIV-1 e HIV-2 são membros da família Retroviridae, na subfamília Lentividae.

HIV. O vírus da imunodeficiência humana HIV-1 e HIV-2 são membros da família Retroviridae, na subfamília Lentividae. A Equipe Multiprofissional de Saúde Ocupacional da UDESC lembra: Dia 01 de dezembro é dia mundial de prevenção à Aids! Este material foi desenvolvido por alunos do Departamento de Enfermagem da Universidade

Leia mais

DSTs. Como é contraída; Como evitar; Como tratar. PIBID:Fernanda Alves,Fernanda Gallon,Luciana Catardo e Priscila Faccinello

DSTs. Como é contraída; Como evitar; Como tratar. PIBID:Fernanda Alves,Fernanda Gallon,Luciana Catardo e Priscila Faccinello DSTs Como é contraída; Como evitar; Como tratar PIBID:Fernanda Alves,Fernanda Gallon,Luciana Catardo e Priscila Faccinello O que são DSTs? A sigla DSTs quer dizer doenças sexualmente transmissíveis;ou

Leia mais

RELAÇÃO ENTRE OS GÊNEROS E O NÍVEL DE INFORMAÇÃO DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS EM RELAÇÃO AO HIV/AIDS

RELAÇÃO ENTRE OS GÊNEROS E O NÍVEL DE INFORMAÇÃO DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS EM RELAÇÃO AO HIV/AIDS RELAÇÃO ENTRE OS GÊNEROS E O NÍVEL DE INFORMAÇÃO DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS EM RELAÇÃO AO HIV/AIDS Maria Thereza Ávila Dantas Coelho 1 Vanessa Prado Santos 2 Márcio Pereira Pontes 3 Resumo O controle

Leia mais

Apresentação. Expediente

Apresentação. Expediente Conversando sobre Sexualidade, HIV, Aids e DST Cartilha educativa sobre Aids e DST 1 Sexualidade e aids.indd 1 26/09/2013 15:50:37 Apresentação Para você, adolescente e jovem! Essa cartilha foi escrita

Leia mais

Saiba o que é a sida, como se transmite, como se pode prevenir e como se trata.

Saiba o que é a sida, como se transmite, como se pode prevenir e como se trata. PORTAL DA SAÚDE Síndroma da Imunodeficiência Adquirida (SIDA) Saiba o que é a sida, como se transmite, como se pode prevenir e como se trata. O que é a sida? A sida (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida)

Leia mais

AIDS DST. cartilha. Saúde: eu cuido. Sexo: só seguro. Camisinha: EU USO. 1º DE DEZEMBRO DIA MUNDIAL DE COMBATE À AIDS. sistema:

AIDS DST. cartilha. Saúde: eu cuido. Sexo: só seguro. Camisinha: EU USO. 1º DE DEZEMBRO DIA MUNDIAL DE COMBATE À AIDS. sistema: Saúde: eu cuido. Sexo: só seguro. Camisinha: EU USO. 1º DE DEZEMBRO DIA MUNDIAL DE COMBATE À AIDS cartilha AIDS DST e S sistema: FEDERAÇÕES E SINDICATOS VINCULADOS O que são DSTs As doenças sexualmente

Leia mais

Informação pode ser o melhor remédio. Hepatite

Informação pode ser o melhor remédio. Hepatite Informação pode ser o melhor remédio. Hepatite HEPATITE A hepatite é uma inflamação do fígado provocada na maioria das vezes por um vírus. Diferentes tipos de vírus podem provocar hepatite aguda, que se

Leia mais

DSTS - Doenças Sexualmente Transmissíveis. Alunas : Manuella Barros / Anna Morel /Elaine Viduani.

DSTS - Doenças Sexualmente Transmissíveis. Alunas : Manuella Barros / Anna Morel /Elaine Viduani. DSTS - Doenças Sexualmente Transmissíveis Alunas : Manuella Barros / Anna Morel /Elaine Viduani. O que são DSTS? São as doenças sexualmente transmissíveis (DST), são transmitidas, principalmente, por contato

Leia mais

PREVENÇÃO AO HIV/AIDS

PREVENÇÃO AO HIV/AIDS PREVENÇÃO AO HIV/AIDS CONTEÚDO Conhecendo as diferenças entre HIV e AIDS Histórico do HIV/AIDS Sobre o HIV Formas de transmissão do HIV Períodos de infecção pelo HIV Como prevenir a AIDS AIDS: assim pega

Leia mais

O GÊNERO FEMININO E AS FORMAS DE PREVENÇÃO DO HIV/AIDS

O GÊNERO FEMININO E AS FORMAS DE PREVENÇÃO DO HIV/AIDS O GÊNERO FEMININO E AS FORMAS DE PREVENÇÃO DO HIV/AIDS MARIA THEREZA ÁVILA DANTAS COELHO 1 VANESSA PRADO DOS SANTOS 2 GLEICE KELLY SANTOS ALMEIDA 3 RESUMO O objetivo deste trabalho é discutir as mudanças

Leia mais

Instituto de Higiene e Medicina Tropical/IHMT. Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento/FLAD. Fundação Portugal - África

Instituto de Higiene e Medicina Tropical/IHMT. Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento/FLAD. Fundação Portugal - África Instituto de Higiene e Medicina Tropical/IHMT APOIO: Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento/FLAD Casa de Cultura da Beira/CCB CERjovem ATENÇAÕ MULHER MENINA! Fundação Portugal - África RESPOSTAS

Leia mais

coleção Conversas #2 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #2 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. coleção Conversas #2 Positivo, o que e u faç o Deu Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo de facilitar

Leia mais

AUTOR(ES): JESSICA LOPES DE SOUZA, BRUNA KASAKEVICIUS ARCARI, EDPAULA BATISTA DE SOUZA, GRAZIELE SILVA ALESSANDRO

AUTOR(ES): JESSICA LOPES DE SOUZA, BRUNA KASAKEVICIUS ARCARI, EDPAULA BATISTA DE SOUZA, GRAZIELE SILVA ALESSANDRO TÍTULO: AIDS E HIV: INORMAÇÃO, COMPREENSÃO E ATITUDE DOS IDOSOS. CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: PSICOLOGIA INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU AUTOR(ES): JESSICA LOPES

Leia mais

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ LUIZ SASSO FILHO PERFIL DOS PORTADORES DO VÍRUS HIV ATENDIDOS NO HOSPITAL DIA AIDS EM BRASÍLIA D.F.

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ LUIZ SASSO FILHO PERFIL DOS PORTADORES DO VÍRUS HIV ATENDIDOS NO HOSPITAL DIA AIDS EM BRASÍLIA D.F. UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ LUIZ SASSO FILHO PERFIL DOS PORTADORES DO VÍRUS HIV ATENDIDOS NO HOSPITAL DIA AIDS EM BRASÍLIA D.F. BRASÍLIA DF 2009 PERFIL DOS PORTADORES DO VÍRUS HIV ATENDIDOS NO HOSPITAL

Leia mais

cartões de bolso serié 3 Transmissão das ITS

cartões de bolso serié 3 Transmissão das ITS cartões de bolso serié 3 Transmissão das ITS 1 O que são ITS? São infecções causadas por vírus, bactérias ou outros micróbios, que se transmitem de pessoas infectadas para outras, através das relações

Leia mais

Infecções sexualmente transmissíveis

Infecções sexualmente transmissíveis Escola secundária com 2º e 3º ciclos Anselmo de Andrade Infecções sexualmente transmissíveis 9ºD Ciências Naturais 2011/2012 Professora: Isabel Marques Trabalho realizado por: Inês Pinto nº9 Mariana Cantiga

Leia mais

E X P E D I E N T E. GIV Grupo de Incentivo à Vida Rua Capitão Cavalcanti, 145 Vila Mariana São Paulo Fone: 5084-0255 giv@giv.org.br www.giv.org.

E X P E D I E N T E. GIV Grupo de Incentivo à Vida Rua Capitão Cavalcanti, 145 Vila Mariana São Paulo Fone: 5084-0255 giv@giv.org.br www.giv.org. 1 2 E X P E D I E N T E GIV Grupo de Incentivo à Vida Rua Capitão Cavalcanti, 145 Vila Mariana São Paulo Fone: 5084-0255 giv@giv.org.br www.giv.org.br Diretoria: Gilvane Casimiro Edson Arata Luiz Donizete

Leia mais

M-9-PM. Polícia Militar do Estado de São Paulo MANUAL POLICIAL MILITAR PROCEDIMENTOS SOBRE A SÍNDROME DE IMUNO DEFICIÊNCIA ADQUIRIDA ( AIDS )

M-9-PM. Polícia Militar do Estado de São Paulo MANUAL POLICIAL MILITAR PROCEDIMENTOS SOBRE A SÍNDROME DE IMUNO DEFICIÊNCIA ADQUIRIDA ( AIDS ) M-9-PM Polícia Militar do Estado de São Paulo MANUAL POLICIAL MILITAR PROCEDIMENTOS SOBRE A SÍNDROME DE IMUNO DEFICIÊNCIA ADQUIRIDA ( AIDS ) Setor Gráfico do CSM/M Int 1ª Edição Impresso em 1990 (Publicado

Leia mais

Assunto: Realização de teste rápido de HIV,Sífilis e outros agravos.

Assunto: Realização de teste rápido de HIV,Sífilis e outros agravos. PARECER Nº121/2015 PAD: Nº 43/2015 Autora: Conselheira Renata Ramalho Da Cunha Dantas Solicitante: Dr. Ronaldo Miguel Beserra Assunto: Realização de teste rápido de HIV,Sífilis e outros agravos. DO FATO

Leia mais

A hepatite aguda causa menos danos ao fígado que a hepatite crônica.

A hepatite aguda causa menos danos ao fígado que a hepatite crônica. Hepatites Virais O FÍGADO E SUAS FUNÇÕES. O fígado é o maior órgão do corpo humano, está localizado no lado superior direito do abdômen, protegido pelas costelas (gradio costal). É responsável por aproximadamente

Leia mais

Apresentação. Rodrigo da Rocha Loures Presidente do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná

Apresentação. Rodrigo da Rocha Loures Presidente do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná CartilhaSESI-AIDS-rotary.indd 1 06.06.08 15:34:12 Apresentação A cada dia com maior intensidade, a indústria direciona suas ações para o desenvolvimento sustentável da sociedade. Este esforço coletivo

Leia mais

CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo http://www.cvdee.org.br. DST's - RESPOSTAS

CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo http://www.cvdee.org.br. DST's - RESPOSTAS CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo http://www.cvdee.org.br DST's - RESPOSTAS 01) Tenho 15 anos e estou namorando um cara há 3 meses. Ele me disse que está com gonorréia e que

Leia mais

Saúde Naval CARTILHA DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS / AIDS

Saúde Naval CARTILHA DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS / AIDS Saúde Naval CARTILHA DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS / AIDS O QUE SÃO? As doenças sexualmente transmissíveis (DST) são transmitidas, principalmente, por contato sexual sem o uso de camisinha com uma

Leia mais

Projeto o Saber-Fazer Feminino Agentes de Prevenção de Vargem Grande e Adjacências

Projeto o Saber-Fazer Feminino Agentes de Prevenção de Vargem Grande e Adjacências Projeto o Saber-Fazer Feminino Agentes de Prevenção de Vargem Grande e Adjacências PARE PENSE PREVINA-SE Mulheres e AIDS Você sabia que atualmente o número de mulheres e crianças vivendo com Aids tem aumentado

Leia mais

Hepatite C Grupo Vontade de Viver

Hepatite C Grupo Vontade de Viver Hepatite C Grupo Vontade de Viver De apoio aos Portadores de Hepatite C Apresentação Data de Fundação : 19 Maio de 2002 Formação do Grupo: Portadores e ex-portadores do vírus C Trasplantados de fígado

Leia mais

PlanetaBio Artigos Especiais www.planetabio.com AIDS- SÍNDROME DA IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA

PlanetaBio Artigos Especiais www.planetabio.com AIDS- SÍNDROME DA IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA AIDS- SÍNDROME DA IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA (texto de Marcelo Okuma) 1. Histórico e origem do vírus HIV Há fortes indícios para se acreditar que o vírus da imunodeficiência humana (HIV) tenha evoluído

Leia mais

Hepatites B e C. são doenças silenciosas. VEJA COMO DEIXAR AS HEPATITES LONGE DO SEU SALÃO DE BELEZA.

Hepatites B e C. são doenças silenciosas. VEJA COMO DEIXAR AS HEPATITES LONGE DO SEU SALÃO DE BELEZA. Hepatites B e C são doenças silenciosas. VEJA COMO DEIXAR AS HEPATITES LONGE DO SEU SALÃO DE BELEZA. heto hepatite manucure.indd 1 Faça sua parte. Não deixe as hepatites virais frequentarem seu salão.

Leia mais

Namoro, disciplina e liberdade: problematizando afetividades e sexualidades em uma Escola Família Agrícola

Namoro, disciplina e liberdade: problematizando afetividades e sexualidades em uma Escola Família Agrícola Este material foi elaborado como forma de devolução de dados em pesquisa intitulada Namoro, disciplina e liberdade: problematizando afetividades e sexualidades em uma Escola Família Agrícola realizada,

Leia mais

Glossário M DIA NO CAMPO DE FUTE-

Glossário M DIA NO CAMPO DE FUTE- O HIV (VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA HUMANA) É UM VÍRUS QUE DANIFICA O SISTEMA DE DEFESA DO CORPO HUMANO. O HIV INFECTA AS CÉLULAS DO SISTEMA IMU- NOLÓGICO E DESTRÓI O SEU FUNCIONA- MENTO, LEVANDO À "IMUNODEFICIÊNCIA".

Leia mais

Novas e velhas epidemias: os vírus

Novas e velhas epidemias: os vírus Acesse: http://fuvestibular.com.br/ Novas e velhas epidemias: os vírus A UU L AL A - Maria, veja só o que eu descobri nesta revista velha que eu estava quase jogando fora! - Aí vem coisa. O que é, Alberto?

Leia mais

COMPORTAMENTO DE PARTICIPANTES DE UM PROJETO FRENTE AOS PORTADORES DE HIV/AIDS

COMPORTAMENTO DE PARTICIPANTES DE UM PROJETO FRENTE AOS PORTADORES DE HIV/AIDS 110. ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( x ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA COMPORTAMENTO DE PARTICIPANTES

Leia mais

ANÁLISE DA PESQUISA DE CONHECIMENTOS, ATITUDES E PRÁTICAS NA POPULAÇÃO CAMPOGRANDENSE.

ANÁLISE DA PESQUISA DE CONHECIMENTOS, ATITUDES E PRÁTICAS NA POPULAÇÃO CAMPOGRANDENSE. ANÁLISE DA PESQUISA DE CONHECIMENTOS, ATITUDES E PRÁTICAS NA POPULAÇÃO CAMPOGRANDENSE. GISELE MARIA BRANDÃO DE FREITAS 1 INTRODUÇÃO Campo Grande é um município brasileiro, capital do estado de Mato Grosso

Leia mais

7ª série / 8º ano U. E. 11

7ª série / 8º ano U. E. 11 7ª série / 8º ano U. E. 11 Os sistemas genitais masculino e feminino A espécie humana se reproduz sexuadamente. As células reprodutivas femininas os óvulos são produzidas nos ovários da mulher, e as células

Leia mais

PLANEJANDO A GRAVIDEZ

PLANEJANDO A GRAVIDEZ dicas POSITHIVAS PLANEJANDO A GRAVIDEZ Uma pessoa que vive com HIV/aids pode ter filhos biológicos? Pode. As pessoas que vivem com HIV/aids não devem abandonar seus sonhos, incluindo o desejo de construir

Leia mais

ESF Dr. MAURO NETO REALIZAÇÃO: Kamila Paula Lopes Acadêmica do 8º Período- Curso de Bacharel em Enfermagem Estagio Supervisionado II

ESF Dr. MAURO NETO REALIZAÇÃO: Kamila Paula Lopes Acadêmica do 8º Período- Curso de Bacharel em Enfermagem Estagio Supervisionado II REALIZAÇÃO: Kamila Paula Lopes Acadêmica do 8º Período- Curso de Bacharel em Enfermagem Estagio Supervisionado II ESF Dr. MAURO NETO Profª. Enfª. Drª. Isabel Cristina Belasco Coordenadora do Curso de Enfermagem

Leia mais

Ano lectivo 2004/2005. Andreia Alves Nuno Gonçalves Rita Ferreira

Ano lectivo 2004/2005. Andreia Alves Nuno Gonçalves Rita Ferreira Ano lectivo 2004/2005 Andreia Alves Nuno Gonçalves Rita Ferreira Este trabalho vai falar de: Doenças sexualmente transmissíveis. Meios contraceptivos. Como usar alguns dos métodos m de contracepção. As

Leia mais

Prevenção & Solidariedade - Vivendo com a AIDS

Prevenção & Solidariedade - Vivendo com a AIDS Prevenção & Solidariedade - Vivendo com a AIDS Prefácio à edição nacional Esta cartilha foi editada em fevereiro de 97 pela Secretaria de Saúde e Condições de Trabalho do Sindicato dos Bancários e Financiários

Leia mais

Sexo Seguro, Teste de HIV, Sifilis, DST e PEP Informações nesta lingua (Portugues) para homens que fazem Sexo com homens SABER

Sexo Seguro, Teste de HIV, Sifilis, DST e PEP Informações nesta lingua (Portugues) para homens que fazem Sexo com homens SABER X8@ www.gay health network.ie Sexo Seguro, Teste de HIV, Sifilis, DST e PEP Informações nesta lingua (Portugues) para homens que fazem Sexo com homens SABER Informação para teste de HIV para homens gay

Leia mais

ACONSELHAMENTO PARA DST/AIDS NO SUS

ACONSELHAMENTO PARA DST/AIDS NO SUS ACONSELHAMENTO PARA DST/AIDS NO SUS A prática do aconselhamento desempenha um papel importante no diagnóstico da infecção pelo HIV/ outras DST e na qualidade da atenção à saúde. Contribui para a promoção

Leia mais

DIREITOS DA GESTANTE: CONHECER PARA EXIGIR

DIREITOS DA GESTANTE: CONHECER PARA EXIGIR DIREITOS DA GESTANTE: CONHECER PARA EXIGIR Núcleo Interdisciplinar de Estudos de Gênero Universidade Federal de Viçosa Viçosa - MG Produção: Núcleo Interdisciplinar de Estudos de Gênero NIEG Paula Dias

Leia mais

A relação entre a tuberculose e o VIH/HIV Folha Informativa

A relação entre a tuberculose e o VIH/HIV Folha Informativa NSW Health Factsheet - Portuguese A relação entre a tuberculose e o VIH/HIV Folha Informativa The connection between TB and HIV Esta é uma folha informativa sobre tuberculose (TB) e o Vírus de Imunodeficiência

Leia mais

TRABALHANDO COM MULHERES E AIDS

TRABALHANDO COM MULHERES E AIDS TRABALHANDO COM MULHERES E AIDS Cartilha de orientação para multiplicadores Apoio Ministério da Saúde, Coordenação Nacional de DST/Aids Parcerias Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro Universidade

Leia mais

Doenças Sexualmente Transmissíveis (pág. 273)

Doenças Sexualmente Transmissíveis (pág. 273) Doenças Sexualmente Transmissíveis (pág. 273) -DST (no passado conhecidas como doenças venéreas ou doenças de rua ); - São doenças transmitidas por meio de ato sexual ou contato com sangue do doente; -

Leia mais

Vigilância Epidemiológica das Hepatites Virais Programa Estadual para a Prevenção e o Controle das Hepatites Virais/RS

Vigilância Epidemiológica das Hepatites Virais Programa Estadual para a Prevenção e o Controle das Hepatites Virais/RS Vigilância Epidemiológica das Hepatites Virais Programa Estadual para a Prevenção e o Controle das Hepatites Virais/RS Lucia Mardini DVAS Hepatites Virais Hepatite: inflamação do fígado. As hepatites podem

Leia mais

QUERO SABER... FIZ O TESTE E DEU ( POSITIVO ) Como é que uma pessoa se pode proteger do VIH/sida?

QUERO SABER... FIZ O TESTE E DEU ( POSITIVO ) Como é que uma pessoa se pode proteger do VIH/sida? Como é que uma pessoa se pode proteger do VIH/sida? Para NÃO APANHAR nas relações intimas e sexuais: 1. Não fazer sexo enquanto não se sentir preparado para usar o preservativo (pode experimentar primeiro

Leia mais

Quem dá TRABALHANDO COM MULHERES E AIDS. à vida, faz o teste de aids. Cartilha de orientação para multiplicadores

Quem dá TRABALHANDO COM MULHERES E AIDS. à vida, faz o teste de aids. Cartilha de orientação para multiplicadores A Cepia é uma entidade civil, sem fins lucrativos, voltada para a execução de projetos que contribuam para o fortalecimento da cidadania, especialmente nos setores que, na história do nosso país, vêm sendo

Leia mais

Respire aliviado! Tuberculose tem cura

Respire aliviado! Tuberculose tem cura Respire aliviado! Tuberculose tem cura O que é tuberculose? A tuberculose é uma doença infecciosa causada por um micróbio visível apenas ao microscópio, chamado Bacilo de Koch (Mycobacterium tuberculosis).

Leia mais

PARTE A. Instituto da AIDS Consentimento Informado para fazer o exame de HIV

PARTE A. Instituto da AIDS Consentimento Informado para fazer o exame de HIV DEPARTAMENTO DE SAÚDE DO ESTADO DE NOVA YORK Instituto da AIDS Consentimento Informado para fazer o exame de HIV O exame de HIV é voluntário. O consentimento pode ser revogado a qualquer momento, mediante

Leia mais

4 0 0 /2 2 0 A D A IS V E R O Ã IÇ D pelo E V L T H O L E P O Ã Ç C E F - IN E T N IE C A P O D L A U N A M

4 0 0 /2 2 0 A D A IS V E R O Ã IÇ D pelo E V L T H O L E P O Ã Ç C E F - IN E T N IE C A P O D L A U N A M MANUAL DO PACIENTE - INFECÇÃO PELO HTLV EDIÇÃO REVISADA 02/2004 pelo Este manual tem como objetivo fornecer informações aos pacientes e seus familiares a respeito da Infecção pelo HTLV. Sabemos que as

Leia mais

Acesso Público a Informação de Saúde

Acesso Público a Informação de Saúde Acesso Público a Informação de Saúde Módulo HIV/AIDS O que é HIV/AIDS? HIV (Human Immunodeficiency Virus Vírus da Imuno Deficiência Humana) AIDS (Acquired Immune Deficiency Syndrome Síndrome da Imuno Deficiência

Leia mais

Os caminhos e descaminhos de uma epidemia global

Os caminhos e descaminhos de uma epidemia global Os caminhos e descaminhos de uma epidemia global Por Rodrigo Cunha 5 de junho de 1981. O Relatório Semanal de Morbidez e Mortalidade do Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos

Leia mais

MEU SALÃO LIVRE DAS HEP TITES. Manual de prevenção para manicures e pedicures

MEU SALÃO LIVRE DAS HEP TITES. Manual de prevenção para manicures e pedicures MEU SALÃO LIVRE DAS HEP TITES Manual de prevenção para manicures e pedicures Faça a sua parte e deixe as hepatites virais fora do seu salão de beleza As hepatites são doenças graves e, muitas vezes, silenciosas.

Leia mais

MS divulga retrato do comportamento sexual do brasileiro

MS divulga retrato do comportamento sexual do brasileiro MS divulga retrato do comportamento sexual do brasileiro Notícias - 18/06/2009, às 13h08 Foram realizadas 8 mil entrevistas com homens e mulheres entre 15 e 64 anos. A análise das informações auxiliará

Leia mais

Cuidando da Minha Criança com Aids

Cuidando da Minha Criança com Aids Cuidando da Minha Criança com Aids O que é aids/hiv? A aids atinge também as crianças? Como a criança se infecta com o vírus da aids? Que tipo de alimentação devo dar ao meu bebê? Devo amamentar meu bebê

Leia mais

SITUAÇÃO DO HIV/AIDS NO BRASIL E OS FATORES QUE INFLUENCIAM A INFECÇÃO

SITUAÇÃO DO HIV/AIDS NO BRASIL E OS FATORES QUE INFLUENCIAM A INFECÇÃO SITUAÇÃO DO HIV/AIDS NO BRASIL E OS FATORES QUE INFLUENCIAM A INFECÇÃO Jader Dornelas Neto 1 ; Daniel Antonio Carvalho dos Santos 2 ; Guilherme Elcio Zonta 3 ; Simone Martins Bonafé 4 RESUMO: O objetivo

Leia mais

FACULDADE CATÓLICA SALESIANA GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DISCIPLINA DE DOENÇAS INFECTO-PARASITÁRIAS HIV/AIDS

FACULDADE CATÓLICA SALESIANA GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DISCIPLINA DE DOENÇAS INFECTO-PARASITÁRIAS HIV/AIDS FACULDADE CATÓLICA SALESIANA GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DISCIPLINA DE DOENÇAS INFECTO-PARASITÁRIAS HIV/AIDS Descrição Doença que representa um dos maiores problemas de saúde da atualidade, em função de seu

Leia mais

Autor(es) PATRÍCIA GONÇALVES SILVEIRA. Orientador(es) MIRIAM RIBEIRO CAMPOS. Apoio Financeiro FAPIC/UNIMEP. 1. Introdução

Autor(es) PATRÍCIA GONÇALVES SILVEIRA. Orientador(es) MIRIAM RIBEIRO CAMPOS. Apoio Financeiro FAPIC/UNIMEP. 1. Introdução 19 Congresso de Iniciação Científica AIDS: AVALIANDO COMPORTAMENTOS E VULNERABILIDADE EM ESTUDANTES DO ENSINO MÉDIO DAS ESCOLAS DO MUNICÍPIO DE PIRACICABA: IDENTIFICAÇÃO DO CONHECIMENTO SOBRE O CONTROLE,

Leia mais

16/02/2013 ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM ABORDAGEM SINDRÔMICA DAS DST. Prof. Rivaldo lira

16/02/2013 ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM ABORDAGEM SINDRÔMICA DAS DST. Prof. Rivaldo lira ABORDAGEM SINDRÔMICA DAS DST ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM Prof. Rivaldo lira 1 2 Assinale a alternativa que indica todas as afirmativas corretas. a) São corretas apenas as afirmativas 1 e 2. b) São corretas

Leia mais

E R BO SRA AL F S s O TS M D + A S V DIA

E R BO SRA AL F S s O TS M D + A S V DIA VAMOS FALAR SOBRE AIDS + DSTs AIDS A AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) atinge indiscriminadamente homens e mulheres e tem assumido proporções assustadoras desde a notificação dos primeiros

Leia mais

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSIVEIS

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSIVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSIVEIS Fernando da Rocha Camara Quando discuto com meus alunos no curso de medicina, medidas para prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DST), excluímos a abstinência

Leia mais

Saber Viver Com HIV/AIDS

Saber Viver Com HIV/AIDS Saber Viver Com HIV/AIDS Apresentação O Serviço de Assistência Especializada em DST/AIDS (SAE) da Secretaria Municipal de Saúde de Guaíba disponibiliza à comunidade mais um instrumento de informação a

Leia mais

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS Doenças Sexualmente Transmissíveis são aquelas que são mais comumente transmitidas através da relação sexual. PRINCIPAIS DOENÇAS SEXUALMENTE

Leia mais

Apresentação. Míriam Barbosa de Albuquerque. Coordenadora Executiva do Instituto Humanus

Apresentação. Míriam Barbosa de Albuquerque. Coordenadora Executiva do Instituto Humanus AIDS Apresentação OInstituto Humanus tem um importante papel social, cultural e educacional a cumprir. Consciente desse compromisso com a sociedade, o Instituto, em parceria com..., Sindicato dos Bancários

Leia mais

Nome/Código arquivo: 2013_11_12 Mem.Reun.Saúde _ Escola do Evangelho Belo Monte Vitória do Xingu

Nome/Código arquivo: 2013_11_12 Mem.Reun.Saúde _ Escola do Evangelho Belo Monte Vitória do Xingu Assunto: Orientar e esclarecer as dúvidas da população sobre as Ações Preventivas na Área de Saúde Pública em virtude da construção da UHE Belo Monte. Redator: Èrica Silva Data: 12-11-2013 Duração: 14h30min

Leia mais

PREVINA O CÂNCER DO COLO DO ÚTERO

PREVINA O CÂNCER DO COLO DO ÚTERO SENADO FEDERAL PREVINA O CÂNCER DO COLO DO ÚTERO SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Previna o câncer do colo do útero apresentação O câncer do colo do útero continua matando muitas mulheres. Especialmente no Brasil,

Leia mais

INSTITUTO BRASIL SOLIDÁRIO INSTITUTO BRASIL SOLIDÁRIO. Programa de Desenvolvimento da Educação - PDE Programa de Desenvolvimento da Educação - PDE

INSTITUTO BRASIL SOLIDÁRIO INSTITUTO BRASIL SOLIDÁRIO. Programa de Desenvolvimento da Educação - PDE Programa de Desenvolvimento da Educação - PDE INSTITUTO BRASIL SOLIDÁRIO Sexualidade Sexualidade Vida sexual começando mais cedo: isso é bom? TV, filmes, internet, músicas Sexualidade Perigo! Gravidez indesejada; Aborto; Prostituição infantil; Doenças

Leia mais

BRINQUE COM SEGURANÇA BRINQUE SENSUALMENTE

BRINQUE COM SEGURANÇA BRINQUE SENSUALMENTE X8@ www.gay health network.ie Sexo Seguro, Teste de HIV, Sifilis, DST e PEP Informações nesta lingua (Portugues) para homens que fazem Sexo com homens BRINQUE COM SEGURANÇA BRINQUE SENSUALMENTE Sexo mais

Leia mais

EXPOSIÇÃO DE RISCO DOS PARTICIPANTES DO PROJETO UEPG-ENFERMAGEM NA BUSCA E PREVENÇÃO DO HIV/AIDS

EXPOSIÇÃO DE RISCO DOS PARTICIPANTES DO PROJETO UEPG-ENFERMAGEM NA BUSCA E PREVENÇÃO DO HIV/AIDS 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA EXPOSIÇÃO DE RISCO DOS PARTICIPANTES DO PROJETO UEPG-ENFERMAGEM

Leia mais

PROJETO: MATEMÁTICA NA SAÚDE GRUPO C

PROJETO: MATEMÁTICA NA SAÚDE GRUPO C EE JUVENTINO NOGUEIRA RAMOS PROJETO: MATEMÁTICA NA SAÚDE TEMA : AIDS GRUPO C ADRIANO OSVALDO DA S. PORTO Nº 01 ANDERSON LUIZ DA S.PORTO Nº 05 CÍNTIA DIAS AVELINO Nº 11 CLAUDINEI MOREIRA L. JUNIOR Nº 12

Leia mais

DST - DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS PROTEJA SUA SAÚDE

DST - DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS PROTEJA SUA SAÚDE DST - DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS PROTEJA SUA SAÚDE O sexo é importante na nossa vida. Ele nos dá prazer e, às vezes, filhos. Sexo é sinal de saúde, permite demonstrar carinho e confiança. Existem,

Leia mais

Hepatite C. Posso estar em risco? Portuguese Translation of Hepatitis C: Could I be at risk?

Hepatite C. Posso estar em risco? Portuguese Translation of Hepatitis C: Could I be at risk? Hepatite C Posso estar em risco? Portuguese Translation of Hepatitis C: Could I be at risk? Índice Pág. nº O que é a hepatite C? 3 Como posso contrair hepatite C? 3 Virei a ter sintomas? 5 Como posso saber

Leia mais

Sexo Seguro, Teste de HIV, Sifilis, DST e PEP Informações nesta lingua (Portugues) para homens que fazem Sexo com homens.

Sexo Seguro, Teste de HIV, Sifilis, DST e PEP Informações nesta lingua (Portugues) para homens que fazem Sexo com homens. X8@ www.gay health network.ie Sexo Seguro, Teste de HIV, Sifilis, DST e PEP Informações nesta lingua (Portugues) para homens que fazem Sexo com homens PEP e Você Informações para Gay e homem bissexual

Leia mais

PROVA OBJETIVA. Processo Seletivo para Agente Comunitário de Saúde - Nova Bassano/RS - Edital 04/2015. Nome do(a) candidato(a): ESF de Abrangência:

PROVA OBJETIVA. Processo Seletivo para Agente Comunitário de Saúde - Nova Bassano/RS - Edital 04/2015. Nome do(a) candidato(a): ESF de Abrangência: PROVA OBJETIVA Processo Seletivo para Agente Comunitário de Saúde - Nova Bassano/RS - Edital 04/2015 Nome do(a) candidato(a): ESF de Abrangência: Fique atento para as instruções abaixo: - As questões a

Leia mais

Sexo Seguro, Teste de HIV, Sifilis, DST e PEP Informações nesta lingua (Portugues) para homens que fazem Sexo com homens.

Sexo Seguro, Teste de HIV, Sifilis, DST e PEP Informações nesta lingua (Portugues) para homens que fazem Sexo com homens. X8@ www.gay health network.ie Sexo Seguro, Teste de HIV, Sifilis, DST e PEP Informações nesta lingua (Portugues) para homens que fazem Sexo com homens Insetos do Amor Folheto informativo das doenças sexualmente

Leia mais

POLÍTICA BRASILEIRA DE AIDS PRINCIPAIS RESULTADOS E AVANÇOS 1994 2002

POLÍTICA BRASILEIRA DE AIDS PRINCIPAIS RESULTADOS E AVANÇOS 1994 2002 POLÍTICA BRASILEIRA DE AIDS PRINCIPAIS RESULTADOS E AVANÇOS 1994 2002 PREVENÇÃO ASSISTÊNCIA E TRATAMENTO DIREITOS HUMANOS COOPERAÇÃO INTERNACIONAL DESAFIOS PREVENÇÃO Mais de 30 campanhas de massa para

Leia mais

Diagnóstico Tardio do HIV em Crianças e Adolescentes Nascidas de mães Portadoras do HIV" Programa Estadual de DST/AIDS-SP www.crt.saude.sp.gov.

Diagnóstico Tardio do HIV em Crianças e Adolescentes Nascidas de mães Portadoras do HIV Programa Estadual de DST/AIDS-SP www.crt.saude.sp.gov. Diagnóstico Tardio do HIV em Crianças e Adolescentes Nascidas de mães Portadoras do HIV" Programa Estadual de DST/AIDS-SP www.crt.saude.sp.gov.br Casos notificados de AIDS, Brasil e São Paulo - 1980 a

Leia mais

DIREITOS DA GESTANTE: CONHECER PARA EXIGIR

DIREITOS DA GESTANTE: CONHECER PARA EXIGIR DIREITOS DA GESTANTE: CONHECER PARA EXIGIR - A proposta de elaboração desse material informativo instrucional surgiu dos resultados obtidos de um projeto de extensão da Universidade Federal de Viçosa intitulado

Leia mais

TÍTULO: PERFIL SÓCIO DEMOGRÁFICO E PROVÁVEL FONTE DE INFECÇÃO DE MULHERES COM HIV/AIDS NO MUNICÍPIO DE CARAGUATATUBA-SP

TÍTULO: PERFIL SÓCIO DEMOGRÁFICO E PROVÁVEL FONTE DE INFECÇÃO DE MULHERES COM HIV/AIDS NO MUNICÍPIO DE CARAGUATATUBA-SP TÍTULO: PERFIL SÓCIO DEMOGRÁFICO E PROVÁVEL FONTE DE INFECÇÃO DE MULHERES COM HIV/AIDS NO MUNICÍPIO DE CARAGUATATUBA-SP CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: ENFERMAGEM INSTITUIÇÃO:

Leia mais