Maria Helena é recebida pelo Ministro dos Transportes

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Maria Helena é recebida pelo Ministro dos Transportes"

Transcrição

1 Filiado a NOTÍCIAS DO SINDISERF/RJ Rio de Janeiro, Edição junho/2013 Maria Helena é recebida pelo Ministro dos Transportes Ministro César Borges recebeu encaminhamento do Sindiserf-RJ sobre o DNIT. (p.3) REUNIÃO NO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO COMEÇA A DEFINIR REPRESENTAÇÃO NA MESA DE NEGOCIAÇÃO Sindiserf-RJ participa de reunião com Secretário de Relações do Trabalho, Sérgio Mendonça. (Pág. 8) INTERVENÇÃO NA GEAP Sindiserf-RJ vai à Brasília e se reúne com o deputado Ricardo Berzoini e o interventor da Fundação. Mais de 250 segurados correm risco. (Págs 6/7) MARCHA DOS TRABALHADORES Sindiserf-RJ participou de marcha que reuniu 60 mil trablhadores em Brasília. (Pág 4) AÇÕES DO JURÍDICO: R$ 23 MILHÕES Por meio de Ações Judiciais o Sindiserf-RJ conseguiu pagamento aos associados de mais de R$ 23 milhões de reais. Saiba quais são as Ações que o Sindicato pode representá-lo. (Pág 5) SINDISERF-RJ PARTICIPA DE CONFERÊNCIA DA OIT EM GENEBRA Entidade participou da 102a Conferência Internacional da Organização Internacional do Trabalho (OIT). (Pág 9) GOVERNO QUER PAGAR ABONO DE PERMANÊNCIA Crescimento na idade média para aposentadoria preocupa União, e medida vai evitar que servidor se aposente. (Pág 11) O Sindiserf/RJ deseja a todos um feliz Natal e Próspero Ano Novo

2 ARTIGO O cidadão quer um serviço público proporcionado pelo Estado que faça diferença, e para isso exige servidores dedicados e preparados para fazerem o melhor com o objetivo de atenderem às suas necessidades. Eu sempre reconheci que a prestação do serviço público é uma das mais importantes atividades de uma comunidade, de uma sociedade ou de uma nação, mas também tenho a consciência que em nenhum país, estado ou município funciona Fator Servidor Público: valorização moral faz a diferença sem seu quadro de servidores públicos, responsáveis pelos diversos serviços colocados à disposição do cidadão. Portanto, é de suma importância enaltecer quem executa o papel de prestador de serviço à sociedade. Neste contexto, prestar serviço à população com qualidade e dedicação deve ser sempre a meta dos servidores e estar entre seus objetivos. É sempre salutar lembrar o seguinte: servidores públicos são todos aqueles que mantêm vínculo de trabalho profissional e concursado através dos órgãos governamentais, integrados em cargos ou empregos de qualquer esfera: União, Estados, Distrito Federal, Municípios e respectivas autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista. A cada dia, o papel do servidor público não é apenas o de ser estável. É muito mais do que isso, pois a sua atuação está necessariamente voltada para os anseios da comunidade ou sociedade. A estabilidade dos servidores somente se justifica se ela assegura, de um lado, a continuidade e a eficiência da Administração e, de outro, a legalidade e impessoalidade da gestão da coisa pública. A responsabilidade do servidor público é muito grande, tornando-se um privilégio por tratar-se de um agente de transformação do Estado. E é importante destacar que o servidor também é cidadão, e passa pelos mesmos problemas da sociedade como um todo, carecendo de respeito, atenção e principalmente valorização, que passa pelo reconhecimento público e do Estado. Trazemos no conteúdo deste jornal uma matéria sobre a preocupação da União com o aumento da média de idade para a aposentadoria e o interesse do Estado em manter esta mão de obra, levando em consideração a produção que o servidor público dá de retorno, o que nos remete a uma profunda análise, a necessidade de novas contratações e a melhoria das condições de trabalho, pois ao mesmo tempo em que o Estado quer manter o servidor, há na contramão a falta de interesse do servidor em atender um Estado onde sequer é valorizado, pois é crescente a onda de violência moral, de retirada de direitos, reajustes salariais dignos e a falta de perspectiva de carreira, são fatores que incomodam. O principal diferencial do servidor público é que este tem a oportunidade de servir à comunidade em que está inserido. Por isso, esta não pode ser vista como uma profissão qualquer, e sim como um desafio de se cuidar do que é de todos nós. O servidor público é parte de um povo sofrido, pois ele próprio usufrui dos serviços oferecidos à sociedade. (*) Maria Helena de Sena Brito Presidente do Sindiserf/RJ Durante muito tempo os serviços públicos foram organizados e dirigidos por servidores públicos, na sua maioria concursados. A febre do neoliberalismo difundida pela política privacionista da sra. Margareth Thatcher provocou Ponto de Vista A quem interessa terceirizar? privatizações de triste memória no Brasil, uma delas foi a da Vale do Rio Doce, realizada pelo ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, com as terceirizações surgiu a discriminação dos servidores públicos. A mídia, quase sempre a serviço dos capitalistas, contribuiu para desmoralizar os servidores públicos difundindo as terceirizações. No Rio de Janeiro terceirizou-se descaradamente várias empresas, cujo maior exemplo é o transporte aquático representado pelas Barcas, ou o terrestre representado pelos pedágios com as rodovias permanecendo em péssimo estado. Os liberais de plantão silenciam enquanto a população sofre! Tão grave quanto o que descrevemos é a contratação de trabalhadores, contrata-se indiscriminadamente, ignorando a democracia dos concursos públicos, inchando a máquina administrativa com trabalhadores terceirizados e consequentemente aumentando o gasto nos órgãos governamentais, buscando mais eficiência, segundo os defensores das terceirizações no serviço público, o que comprovadamente é o inverso. O que os arautos da terceirização não dizem é que trabalhador terceirizado é bem mais caro que o servidor concursado, e não tem nenhum compromisso com o serviço público. Batem palma os políticos, os empresários, enquanto o serviço público é de péssima qualidade. No nosso caso, permita-me inverter: vão-se os dedos, e ficam os anéis. Por Luiz Eduardo Braga, aposentado do Departamento de Polícia Rodoviária Federal e diretor do Sindiserf-RJ Página 2 Visite Tudo Posso o portal Naquele do Sindiserf/RJ: que me Fortalece Filipenses 4:13 Informativo NÓS

3 Ministro dos Transportes recebe presidente do Sindiserf-RJ Maria Helena vai à Brasília solicitar agilidade para o plano de carreira dos servidores do DNIT Maria Helena - presidente do Sindiserf-RJ, César Borges - ministro dos Transportes e os assessores Wellington Lima e Adelaide Oliveira Em visita ao ministro dos Transportes, César Borges, a presidente do Sindiserf/RJ, Maria Helena de Sene Brito, desenvolveu um diálogo com boas perspectivas. O encontro, que aconteceu em Brasília e durou cerca de uma hora, foi oportuno, haja vista que o Departamento Nacional de Infra Estrutura de Transportes (DNIT) passa por um delicado momento, principalmente no que diz respeito à valorização dos servidores do órgão. Um dos pontos tratados na reunião, que também contou com a participação da assessora especial do ministro, senhora Adelaide Cristina de Oliveira, foi a necessidade de um plano de carreira para os servidores do DNIT. O DNIT precisa imediatamente promover uma modernização institucional, o órgão funciona com uma estrutura organizacional reduzida e quadro de pessoal limitado, o que leva grande parte das atividades a serem executadas por empresas terceirizadas, o que é contra o nosso conceito. Encaminhei ao ministro Borges a necessidade de atenção especial ao DNIT, eu sou servidora do órgão e conheço bem os graves problemas que os servidores enfrentam, explicou Maria Helena. A presidente pontuou também a necessidade da valorização dos servidores. Não é novidade para ninguém que os servidores em geral tem uma péssima remuneração e a política de valorização desta mão de obra passa bem longe, e não admitiremos, em hipótese alguma, que o destrato à categoria e ao órgão permaneça, esclareceu Maria Helena. O ministro César Borges se mostrou atencioso à visita da presidente. Recebemos a presidente do Sindiserf/RJ, senhora Maria Helena, que nos trouxe demandas de alerta e pertinentes ao órgão DNIT, nossa assessoria vai levantar todas as questões apontadas por ela e vou dar atenção para que busquemos as soluções possíveis, disse o ministro. Maria Helena estava acompanhada do assessor parlamentar do Sindiserf/ RJ, Wellington Baêsso de Lima, que comentou sobre a necessidade da atenção ao órgão. O DNIT é um órgão fundamental para o crescimento do país, os servidores que lá estão clamando por atenção há muito tempo, mas infelizmente não há feed-back, o que é um descaso. A presidente Maria Helena conduziu a teunião da melhor maneira possível, agora é aguardar as providências que o ministro se comprometeu, disse Lima. Ascom-Sindiserf/RJ Informativo NÓS O Sindiserf/RJ Visite deseja o nosso a todos site: um feliz Natal e Próspero Ano Novo Página 3

4 MARCHA DOS TRABALHADORES A força do Sindiserf-RJ na capital do país Diretores do Sindiserf-RJ se unem a várias outras categorias no movimento que parou a capital do país Jorge Ferreira Lima - Secretário Geral do Sindiserf-RJ Nova Central Sindical, UGT, CTB, Força Sindical, CGTB e CUT organizaram em Brasília a 7ª Marcha da Classe Trabalhadora e Movimentos Sociais, que aconteceu no mês de março. Sindicalistas, trabalhadores e representantes de movimentos sociais formaram delegações em todos os estados e foram à Brasília para o grande evento que contou com engajamento de várias confederações, entre elas a Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB). O objetivo da manifestação foi ampliar as negociações com o governo federal, o cumprimento das históricas reivindicações da classe trabalhadora, seguindo com as bandeiras de lutas: o fim do fator previdenciário, a regulamentação da Convenção 151 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), a instituição da jornada de trabalho de 40 horas, a ratificação da Convenção 158 da OIT - que inibe a demissão imotivada, o investimento de 10% do PIB na educação, a valorização dos trabalhadores aposentados e pensionistas, entre outras reivindicações. O movimento chamado de Marcha da Classe Trabalhadora por Desenvolvimento, Cidadania e Valorização do Trabalho, destacou-se por ser um manifesto em defesa de uma agenda unitária das centrais sindicais que fortalecerá a luta dos trabalhadores. O Sindiserf/RJ compareceu ao evento com 15 representantes, todos com grandes perspectivas. As principais reivindicações estavam baseadas na regulamentação da Convenção 151, fim do Fator Previdenciário e política de valorização dos aposentados. É fantástico ver o trabalhador brasileiro representado nesta marcha, o governo precisa dar uma resposta à sociedade, que de alguma forma sofre com desigualdades sociais e inversões de prioridades, disse a presidente do Sindiserf-RJ, Maria Helena. Para o secretário geral do Sindiserf/RJ, Jorge Ferreira Lima, o movimento demonstrou a força dos movimentos sociais. A marcha unificada das centrais marca a unidade dos movimentos sociais em defesa da soberania nacional e do Brasil. O Sindiserf está comprometido com esta luta, nossa bandeira é pela defesa da categoria servidor público e o trabalhador brasileiro em geral, basta de injustiças e corrupção, precisamos acabar com isso e este movimento é apenas um alerta do que está por vir, resumiu Jorge Lima. Aproximadamente 60 mil pessoas marcharam desde o Estádio Mané Garrincha, Delegação do Sindiserf-RJ em Brasília Página 4 Visite Tudo o Posso portal Naquele do Sindiserf/RJ: que me Fortalece Filipenses 4:13 percorrendo todo o Eixo Monumental Sul até chegar ao Congresso Nacional. Após cerca de três horas depois, os representantes das centrais sindicais entregaram uma pauta com 12 itens de reivindicações para negociar com o governo. Tenho que parabenizar todos que saíram da zona de conforto para estar aqui em Brasília unidos nesta luta, mas destaco as m ulheres, em grande número fez a diferença, pontuou Maria Helena. Ascom/ Sindiserf-RJ com informações da CSPB e NCST. Informativo NÓS

5 Orientação Jurídica R$23 milhões já foram repassados aos associados do Sindiserf-RJ O Sindiserf/RJ continua entrando com diversas Ações para o benefício de seus filiados. Compareça ao Sindicato para requerer seus direitos e confira em qual Ação você se encaixa, munido dos seguintes documentos: Ação indenizatória para ativos, aposentados e pensionistas Documentação: RG, CPF, Comprovante de residência atualizado (conta de água, luz ou telefone - até três meses), o último contracheque (frente/verso), portaria de aposentadoria ou D.O.U ou extrato SIAPE em nome do instituidor. Ativos, aposentados e pensionistas deverão solicitar ao Ministério: Fichas financeiras próprias e do instituidor do período de 1999 até Os aposentados deverão apresentar suas fichas financeiras do período de 1999 até 2013 e a publicação de sua aposentadoria no D.O.U. Abono de Permanência Desconto Previdenciário do Servidor Ativo (conta de água, luz ou telefone), fichas financeiras a partir do recebimento do abono de permanência até a presente data e último contracheque. Um terço constitucional de férias Afastamento do imposto de renda e PSS (conta de água, luz ou telefone), fichas financeiras dos últimos dez anos e último contracheque. Reajuste dos 28,86% - Execução (para quem não fez acordo ou está aguardando a Ação da ACT) (conta de água, luz ou telefone), fichas financeiras compreendidas entre janeiro de 1993 até a presente data, extrato do valor a receber a título de 28,86% e último contracheque. OBS: Deve se procurar o Sindiserf/RJ para atualização de documentos Licença - prêmio e férias não usufruídas (conta de água, luz ou telefone), último contracheque, portaria de aposentadoria, extrato/certidão ou qualquer documento que conste as seguintes informações sobre a Licença Prêmio: Períodos adquiridos, meses gozados, meses contados para aposentadoria e meses disponíveis para gozo. Ação de cobrança Para os casos que a União deve e/ou reconheça a dívida, porém não efetua o pagamento (inclusive resíduos dos 28,86% para quem fez acordo) (conta de água, luz ou telefone), último contracheque, documento que informe o valor a receber (devido e não pago). Mandado de Injunção contagem de tempo de insalubridade para aposentadoria (conta de água, luz ou telefone), e certidão de tempo de serviço (25 anos no exercício de atividade de risco e/ou em condições especiais prejudiciais à saúde). Diferença de pontos das Gratificações de Desempenho Recebimento retroativo dos ativos (conta de água, luz ou telefone), fichas financeiras desde o recebimento da GD ou contracheques, e avaliação de desempenho. Auxílio alimentação da Marinha Recebimento em pecúnia (conta de água, luz ou telefone) e negativa de requerimento administrativo. Informativo NÓS O Sindiserf/RJ Visite deseja o nosso a todos site: um feliz Natal e Próspero Ano Novo Página 5

6 GEAP Geap sofre intervenção e Sindiserf-RJ se reúne em busca de apoio político No dia 27 de março a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) decidiu intervir na Fundação de Seguridade Social (Geap), entidade fechada de previdência complementar que administra a maioria dos planos de saúde dos servidores federais. A operadora de convênios médicos foi submetida à direção fiscal e os bens de todos os seus diretores podem ser bloqueados, incluindo os daqueles que deixaram os cargos a partir de 26 de março de A ANS nomeou um técnico para comandar as finanças da Geap, que registra rombo superior a R$ 300 milhões. O escolhido para gerir a Fundação é Aubiérgio Barros de Souza Filho. A decisão da ANS ocorreu no mesmo período que o Supremo Tribunal Federal (STF), a maior Côrte do país, decidiu que apenas as quatro patrocinadoras originais da Geap - ministérios da Previdência e da Saúde, Dataprev e Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) - poderiam manter convênios com a entidade sem licitação pública. Com isso, cerca de 250 mil dos atuais 596,5 mil segurados poderão ficar sem cobertura médica. A Geap vinha contando com a liberdade de atuação para ampliar a base de clientes, incrementar as receitas e superar os problemas de caixa acumulados ao longo dos últimos anos. Mas, diante das limitações impostas pelo Supremo, o plano de recuperação foi por água abaixo. Para manter a entidade de pé e evitar o pior para os segurados, a ANS montará um plano de trabalho com o intuito de dar continuidade ao atendimento, inclusive preparando as licitações que poderão garantir o atual quadro de associados. A princípio, o regime de direção fiscal durará 6 meses. Nesse período, todos os contratos fir- mados pela Geap com clientes e fornecedores serão revistos. No governo, acredita-se na capacidade de recuperação da entidade, até pelo seu histórico e pela amplitude de atuação. A Geap mantém convênios com 88 órgãos nos 26 estados do país e no Distrito Federal. No sentido de conseguir amparo político para garantir a manutenção do benefício aos segurados, o Sindiserf/RJ se reuniu com o relator da PEC 214/2012, deputado Ricardo Berzoini (PT/SP), o Projeto, de autoria do deputado Roberto Policarpo Fagundes (PT/DF), propõe alterar o art. 199 da Constituição Federal para autorizar a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios a firmar convênios ou contratos com entidades fechadas de autogestão em saúde destinadas a prestar serviços complementares de assistência à saúde para os seus servidores. Na reunião, que teve como representantes do Sindiserf-RJ a vice-presidente Ana Salerno e o assessor jurídico dr. Bruno Loureiro, Berzoini deixou claro que apoia incondicionalmente a reafirmação da GEAP como entidade que responde pelos interesses da saúde dos servidores e seus dependentes. Fui ministro da Previdencia e sei da importância que a GEAP representa para os seus segurados, no entanto, é necessário que as entidades que militam na defesa dos servidores batalhem no congresso nacional para que a PEC 214 deslanche para que tomemos as providências necessárias, disse o parlamentar. Para a vice-presidente do Sindiserf/RJ, Ana Salerno, a atenção que o parlamentar está dando no caso conforta. Com o deputado Berzoini como relator nos sentimos mais confortados, pois percebemos que ele está compactuado com a causa que tem o objetivo de reestruturar a GEAP, ele se colocou à disposição e vai continuar se empenhando no sentido de dar os encaminhamentos necessários para o assunto. Quero destacar também que a participação da CSPB, representada pelos diretores Marly Bertolino e o secretário-geral Lineu Mazano, foi providencial, pois demonstra a preocupação da Confederação com a questão, disse Salerno. Infelizmente a GEAP passa por um momento muito delicado, mas esperamos reverter esta situação, pois os segurados são os que mais sofrem com tudo Página 6 Visite Tudo Posso o portal Naquele do Sindiserf/RJ: que me Fortalece Filipenses 4:13 isso, completou Marly Bertolino, representante da CSPB na reunião. Bruno Loureiro saiu otimista. O Berzoini está além das nossas expectativas, está realmente comprometido com a questão da GEAP e nos orientou como devemos agir no sentido de colaborarmos na celeridade da PEC no Congresso Nacional, foi providencial a visita ao deputado, disse o advogado. Para a presidente do Sindiserf/ RJ, Maria Helena de Sene Brito, a iniciativa do deputado aponta para uma solução definitiva. Há muito tempo estamos na batalha para conseguirmos reverter a situação caótica que se transformou a GEAP, um órgão que foi tão forte e providencial no passado precisa recuperar seu prestígio perante o usuário. O deputado Berzoini vai saber conduzir este processo dentro do Congresso, e certamente terá nosso apoio para que os resultados sejam alcançados, disse a presidente. Ficou acertado que o Sindiserf/RJ e a CSPB estarão se reunindo com entidades que representam a categoria no sentido de mobilizar parlamentares em Brasília para acelerar a aprovação da PEC 214 no Congresso Nacional. Ascom/Sindiserf-RJ Informativo NÓS

7 ENTREVISTA EXCLUSIVO: Interventor da GEAP fala da real situação da Fundação e suas perspectivas A vice-presidente do Sindiserf/RJ, Ana Salerno esteve em audiência exclusiva com o interventor da GEAP, Aubiérgio Filho e comentou sobre o encontro. Foi uma reunião extremamente positiva, o senhor Aubiérgio é um técnico capacitado e nos tranquilizou quanto a possível recuperação da GEAP. Dentre os principais pontos abordados na reunião, o interventor enfatizou diversos pontos assim resumidos pela vice-presidente Ana Salerno: Ana Salerno - vice-presidente do Sindiserf-RJ e Albiérgio Filho - interventor da GEAP Sobre o Ministério da Educação e seus servidores: Tendo em vista a decisão do STF e TCU, a opção política de não recontratar a GEAP deve ser respeitada. Entretanto, a GEAP ainda presta assistência àqueles que estavam em tratamento continuado ou internado. Sobre a saúde da entidade: O interventor assegurou que a GEAP não vai acabar. Será possível reerguer a entidade de autogestão. Apesar das altas dívidas, estas já estão em processo avançado de reequilíbrio e contabilização adequada. A instituição já está, inclusive, começando a contratar novos prestadores de serviço e recebendo os parceiros antigos. Sobre o papel da GEAP: Ela é imprescindível para o mercado em geral, pois permite aos seus integrantes uma alternativa mais barata que a colocada à disposição pela iniciativa privada. É o interesse do governo que ela fique saudável e opere com eficiência. Sobre a perda de clientes : Há um grande descontentamento na instituição pela perda de Clientes, nomenclatura ressaltada como de indispensável adoção para a mudança da cultura da empresa. Hoje existem m torno de 600 mil clientes na saúde e 60 e poucos mil na previdência. Sobre a cultura da instituição: A mudança na cultura da instituição tem vários desafios pela frente: desde a definição de sua atividade principal, se de saúde ou previdência (um dos objetivos da intervenção), passando pela reestruturação da organização, com definição clara das funções dos núcleos estaduais (descentralização das operações através destes núcleos e concentração das questões estratégicas na sede), até a necessidade de melhor controle dos serviços prestados (auditorias). Sobre a situação do Estado do Rio de Janeiro: A GEAP Rio, devido ao volume, é de muita importância para empresa, tratando-se de ponto de extrema importância. A interventora do Rio (CRIS- TIANE), é uma pessoa da confiança do interventor, pois é uma advogada competente, muito ativa, enérgica e atuante. Ela é indispensável neste processo. A presidente do Sindiserf/ RJ, Maria Helena de Sene Brito, tem acompanhado todo o processo de intervenção e acredita que o atendimento da GEAP vai voltar a ser de qualidade. A GEAP sempre foi o porto seguro da nossa saúde, sempre contamos com ela e tivemos todo o respaldo necessário, mas que infelizmente ao longo dos últimos anos ficou na mão de pessoas despreparadas, e agora é esperar para que tudo seja restabelecido. Depois que a nossa vice-presidente Ana Salerno esteve com o interventor e trouxe um panorama otimista, vejo com boas perspectivas a recuperação, disse a presidente. Ascom/Sindiserf/RJ Informativo NÓS O Sindiserf/RJ Visite deseja o a nosso todos site: um feliz Natal e Próspero Ano Novo Página 7

8 Página 8 Reunião MPOG Sindiserf-RJ participa de reunião no Ministério do Planejamento Audiência abre diálogo para participação da CSPB na Mesa de Negociação do MPOG O Sindiserf/RJ participou da reunião com o Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão (MPOG). A entidade fez parte do grupo de lideranças que representam os interesses dos servidores federais, onde o objetivo é definir uma agenda de relacionamento entre o Ministério e as entidades ligadas à CSPB. Na reunião com o secretário de Relações do Trabalho do Ministério do Planejamento, Sérgio Mendonça, as lideranças sindicais apresentaram suas demandas e propuseram um maior estreitamento nas relações entre elas e o Ministério do Planejamento. No encontro, as entidades presentes foram unânimes em defender a participação da CSPB na Mesa Nacional de Negociação Permanente (MNNP) do Ministério do Planejamento. A presidente e vice-presidente do Sindiserf/RJ, Maria Helena de Sene brito e Ana Salerno, respectivamente, representaram a entidade no encontro. Pela primeira vez, acho que a gente iniciou uma caminhada Maria Helena, Sérgio Mendonça e Ana Salerno rumo aos nossos direitos que é sentar à mesa de negociação. Esse é o nosso maior anseio. Muitas coisas ainda precisam ser resolvidas no serviço público e eu acho que nós demos um importante passo para iniciar essa demanda, disse Maria Helena que também é diretora de Assuntos da Área do Executivo Federal da CSPB. Para a vice-presidente do Sindiserf/RJ, Ana Salerno, o encontro consolida a participação da CSPB, mais precisamente a Maria Helena na Mesa de negociação. Foi um encontro providencial, uma reunião com duração de 3 horas e tivemos a oportunidade de expor nosso ponto de vista no que diz respeito a participação na Mesa de Negociações do Ministério do Planejamento, disse Salerno. O presidente da CSPB, João Domingos, considerou o encontro positivo e destacou a exigência da entidade pelo espaço junto à Mesa de Negociação Permanente, ante a universalidade da sua representação, para tratar de todos os assuntos que digam respeito às relações de trabalho do servidor público na esfera federal. Para o presidente esse processo é longo, desgastante, e nós temos, historicamente, um posicionamento nos últimos governos de uma tendência a escolher quem representa os interlocutores dos servidores públicos. Hora usam o critério da representatividade, hora o critério da legalidade, e usam um e outro, justamente para incluir ou excluir quem eles queiram. Esse é o processo histórico desse ambiente e é com isso que nós queremos romper, disse. Segundo João Domingos, a entidade saiu do encontro com uma boa perspectiva. Nós estamos em um estágio bastante avançado se compararmos ao que era o relacionamento Visite Tudo o Posso portal Naquele do Sindiserf/RJ: que me Fortalece Filipenses 4:13 CSPB com o governo há um ano. Então as perspectivas são boas, mas existe um limite temporal para a conclusão desse processo, afirmou. O secretário de Relações de Trabalho do Ministério do Planejamento, Sérgio Mendonça, avaliou que a atuação da CSPB, particularmente na pessoa do presidente João Domingos, têm conduzido as discussões conosco num alto nível de diálogo, sempre tentando superar algumas dificuldades históricas que existem sobre essa discussão da negociação das relações de trabalho no setor público. Há um conjunto de questões que não foram regulamentadas. Neste cenário, há pontos positivos e pontos negativos, porque foi depois da Constituição de 88 que o movimento sindical do serviço público se organizou. Mas o que nós precisamos é que as negociações e as relações de trabalho no serviço público, tanto no nível da União, quanto nos Estados e Municípios, sejam as melhores possíveis e as mais representativas. Eu acho que a direção da CSPB está de parabéns por conduzir isso num nível muito alto, com uma compreensão das dificuldades e com a percepção da necessidade do diálogo, concluiu Mendonça. Sindiserf/RJ com Secom/ CSPB Informativo NÓS

9 A Organização Internacional do Trabalho (OIT), realizou sua 102ª Conferência Internacional do Trabalho entre os dias 5 e 20 de junho de 2013 em Genebra na Suiça. Cerca de delegados representando governos, empregadores e trabalhadores dos 185 Paises Membros da OIT discutiram temas relacionados com a proteção social, desenvolvimento sustentável e o diálogo social. O Brasil esteve presente com uma significativa delegação, sendo representado em todas as suas centrais sindicais. Especialmente lá estavam presentes os principais líderes dos servidores públicos com as mais diversificadas tendências políticas, mas que tem em comum a urgência da regulamentação da Convenção 151 da OIT. O Sindiserf/RJ foi represen- Internacional Sindiserf-RJ participa da 102ª Conferência Anual da OIT em Genebra João Domingos - presidente da CSPB e Maria Helena - presidente do Sindiserf-RJ tado pela presidente e vice -presidente, Maria Helena e Ana Salerno, respectivamente. Ambas fizeram parte da delegação da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB), e embarcaram para a Europa no dia 13, permanecendo até o final do evento no dia 20. Este evento é de extrema importância. O Sindiserf deu um salto de quantidade e qualidade, obviamente as demandas e responsabilidades também cresceram, estamos entre os principais sindicatos da categoria no Brasil e os temas propostos na Conferência da OIT certamente nos capacitou para melhor lidar com os desafios do mundo globalizado, sobretudo a urgência no processo de regulamentação da Convenção 151, disse Maria Helena. O Brasil já se encontra inadimplente perante a OIT pois Ana Maria de Lima - Tesoureira do Sindiserf-RJ depositou no ano de 2010 o decreto legislativo que adotou a Convenção 151 da OIT e tinha até o mês de junho de 2012 para regulamenta-la. Vamos fazer gestões no sentido de que a OIT tome as providências necessárias para que imediatamente o governo brasileiro envie ao Congresso Nacional a regulamentação da referida Convenção, lembrou a tesoureira geral do Sindiserf/ RJ, Ana Maria de Lima. No evento foram discutidos temas de extremo interesse da Classe Trabalhadora como Emprego e proteção social no novo contexto demográfico, desenvolvimento sustentável, trabalho decente e os empregos verdes. Além do tema Diálogo Social, onde foi debatido as tendências, os desafios e as oportunidades relacionadas com os atores e as instituições de diálogo social através de uma avaliação das diversas realidades e necessidades que existem no contexto da globalização, também foi analisada a situação dos trabalhadores nos territórios árabes ocupados. O novo sindicalismo brasileiro começa a fazer história no contexto mundial com a presença de dirigentes preparados, capacitados e acima de tudo comprometidos com a luta dos trabalhadores de todo planeta, porque com a globalização da economia o que está acontecendo hoje na Europa poderá vir a acontecer aqui no Brasil ou nos Estados Unidos amanhã. A proteção social, o pleno emprego, a valorização profissional, a previdência digna, e condição de vida confortável é direito dos trabalhadores de todo o mundo, e obrigação de luta de todos os dirigentes, lembrou Maria Helena. Sindiserf/RJ com DM Informativo NÓS O Sindiserf/RJ Visite deseja o nosso a todos site: um feliz Natal e Próspero Ano Novo Página 9

10 Convenção 151 da OIT Dilma Rousseff sinaliza para a Regulamentação Com um histórico de lutas pela ratificação e regulamentação da 151, a Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB), sempre acreditou que o trabalho não seria em vão. A entidade acompanhou todo o processo desde a ratificação no Congresso Nacional em 2009 até o registro do depósito em Genebra, ocorrido em junho de 2010 na sede da OIT, desde então, a entidade e todos os servidores públicos estão à espera da atitude do governo em regulamentar a Convenção 151, o que deveria ter se concretizado até o dia 17 de junho de 2011, já que existe um prazo para que se cumpra a convenção a ser signatário a partir do dia do registro que é de 01 ano. DECRETO No dia 6 de março de 2013 a presidenta Dilma Rousseff assinou o Decreto número 7.944, publicado no Diário Oficial da União (DOU) no dia 7 de março. A iniciativa foi bem vista pela CSPB. O mais importante é o governo sinalizar e isso demonstra vontade política, nesse decreto a presidenta está adotando as normas dos princípios da OIT como normas nacionais, ou seja, elas passam a compor o arcabouço jurídico das legislações que tratam das relações de trabalho no setor público no Brasil, isso indica uma obrigação do governo em regulamentar a 151 e consequentemente sair do papel, isso é motivo de comemoração para os servidores públicos pois essa medida da presidente é a mais importante até aqui, um salto de qualidade, explica o presidente da CSPB, João Domingos. AUDIÊNCIA PÚBLICA NA CAS No sentido de dar celeridade à regulamentação da convenção 151 a Comissão de Assuntos Sociais do Senado Federal promoveu uma audiência pública de autoria do senador Paulo Paim Carlos Duarte - diretor administrativo do Sindiserf-RJ (PT/RS). No debate foi sugerida a criação de uma frente parlamentar mista e suprapartidária. A proposta defendida pelo senador Rodrigo Rollemberg (PS- B-DF) foi acatada pelos demais parlamentares presentes à audiência e teve apoio unânime das centrais sindicais presentes ao debate. O Sindiserf/RJ esteve representado no evento pela presidente Maria Helena e a vice-presidente, Ana Salerno. A audiência sobre a Convenção 151 foi de alto nível e o mais importante é que saímos daqui com uma definição dos parlamentares, a vontade política prevaleceu e o bom senso fez a diferença, ou seja, saio daqui acreditando que ainda neste ano teremos a Convenção 151 Regulamentada. parabenizo ao companheiro João Domingos pela sabedoria que tem conduzido este processo, permitindo que a CSPB tenha destaque neste importante momento, disse Maria Helena. O diretor de administração do Sindiserf/RJ, Carlos Duarte, está otimista. A Página 10 Visite Tudo o Posso portal Naquele do Sindiserf/RJ: que me Fortalece Filipenses 4:13 regulamentação da Convenção 151 será um marco na história do serviço público brasileiro. Acredito que a perspectiva tanto para o servidor, quanto para o usuário será outra, aposta Duarte. A formação da frente será coordenada, a partir da regulamentação, pelos senadores Rollemberg (PSD-DF), Paulo Paim (PT -RS), Waldemir Moka (PMDB-MS), Jayme Campos (DEM-MT) e Lídice da Mata (PS- B-BA), e pelos deputados Vieira da Cunha (PDT-RS), Policarpo (PT-DF) e Assis Melo (PCdoB-RS). Na opinião de Jayme Campos, a regulamentação depende de vontade política do Executivo. Ao chegar ao parlamento, a proposta será aprovada em menos de 30 dias, garantiu. Vieira da Cunha ressaltou que as previsões constitucionais que asseguram revisão geral e anual da remuneração são ignoradas em todas as esferas. Essa omissão é um desrespeito a esses trabalhadores, disse Cunha. Sindiserf com Secom/CSPB Informativo NÓS

11 Aumento de idade média deixa União preocupada Governo prefere pagar abono de permanência para evitar que funcionalismo se aposente O governo federal está preocupado com o envelhecimento da força de trabalho no serviço público e busca opções que possam manter em atividade, por mais tempo, os servidores que já estão aptos a se aposentar. O problema pode ser comprovado com dados do Boletim Estatístico de Pessoal, deste ano, editado pela Secretaria de Recursos Humanos, ligada ao Ministério do Planejamento. De um contingente total de funcionários públicos federais ativos do Poder Executivo, a idade média é de 46 anos, 14 anos abaixo da média de idade do servidor federal que já está aposentado. Ainda em 2010, esse problema já tinha sido alvo da preocupação do então secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Duvanier Paiva Ferreira, que temia a falta de mão de obra nas repartições, frente ao envelhecimento do quadro de servidores. Hoje, três ano depois, a situação é a mesma. Dos quase 530 mil servidores ativos no serviço público federal, mais de 95 mil estão em condições de se aposentar. De acordo com dados do Ministério do Planejamento, nos últimos cinco anos, 20% dos que adquiriram o direito à aposentadoria saíram da ativa. Para evitar a perda de profissionais qualificados do serviço público, o governo federal intensificou os gastos com o abono de permanência, incentivo pago para o servidor continuar no trabalho. Essa despesa representou, em 2012, gasto de R$ 948,2 milhões, pagos a cerca de 95 mil trabalhadores, com pagamento mensal que pode ultrapassar R$ 1 mil por servidor. Muitos servidores, hoje, já estão aptos a se aposentar, mas o ingresso na carreira pública via concurso, não acompanha na mesma proporção, analisa Elton Silva, especialista em direito previdenciário. Em 2003, o benefício oferecido ao servidor federal custava aos cofres públicos R$199,9 milhões. A falta de concurso públi- co em diversas carreiras do funcionalismo, somada a grande quantidade de trabalhadores aptos à aposentadoria, pode agravar o rombo nas contas da Previdência Social que fechou 2012 com um déficit de R$ 43,2 bilhões 9% a mais que no ano anterior. Sistema atual não é muito atraente Aos 62 anos e com 36 de profissão, Gilson Alves, economista do Departamento da Marinha Mercante já poderia ter se aposentado, mas preferiu continuar na ativa, com direito ao benefício do abono. O sistema atual de aposentadoria não é atraente. Só penso em parar de trabalhar, quando o governo assumir a necessidade da paridade e integralidade da aposentadoria entre servidores ativos e inativos, explica. Desde o início do governo Lula, o serviço público teve reajustes salariais expressivos, que diminuíram a diferença entre o salário inicial e o final nas carreiras. Para o economista Mansueto Almeida, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o governo prefere manter os gastos com o abono permanência, a ter que enfrentar os custos com a aposentadoria. Quando um técnico do Tesouro se aposenta, por exemplo, com salário final de R$18,4 mil, um novo servidor entra com remuneração inicial de R$ 12,9 mil, o que representa despesa maior para as contas públicas. explica. Além disso, a criação do Funpresp é outra manobra, na análise de especialistas, para tentar segurar o servidor por mais tempo na vida pública. Segundo o 1 secretário do Sindiserf/RJ, Josué Pereira, o governo deveria dar uma aposentadoria justa aos servidores em vez de tornar esta opção (aposentar-se) algo inferior ou prejudicial. Não consigo entender um governo que fala tanto no social, obrigar os servidores a trabalhar mesmo com o tempo de aposentadoria vencido, perdendo os melhores dias de suas vidas e dinheiro, pois o abono de permanência é esmola que se dá. Aposentados ganhariam em saúde e qualidade de vida., disse Josué. Sindiserf/Rj com O DIA Informativo NÓS O Sindiserf/RJ Visite deseja o nosso a todos site: um feliz Natal e Próspero Ano Novo Página 11

12 Gabriel O Pensador grava chamada para a Rádio Sindiserf-RJ Delegacias Sindicais 7º DNIT (MIN. TRANSPORTES) MARCO ANTÔNIO ALVES - ( (21) / (21) / (21) ARRAIAL DO CABO MARIA DA CONCEIÇÃO TEIXEIRA SOARES - ( (22) / (21) CABO FRIO ILDA PEREIRA - ( (22) / (22) MAGÉ HELOINE GOMES ( (21) / (21) CAMPOS ELIANE SANTIAGO VÉRITAS - ( (21) / (21) Dinamismo, aliando jornalismo, música e entretenimento. Esta é a proposta do Sindicato dos Servidores Federais no Estado do Rio de Janeiro (Sindiserf-RJ). O Sindicato disponibiliza em seu site a Rádio Web Sindiserf-RJ. A novidade foi preparada pela Assessoria de Comunicação (ASCOM) que além das notícias sempre atualizadas do site, vai oferece mais uma opção para os servidores federais se manterem bem informados. A Rádio Sindiserf-RJ está disponível 24 horas por dia e, além de oferecer informes sobre a categoria conta com um acervo de mais de oito mil músicas em todos os gêneros, indo desde a Música Popular Brasileira, passando pelo axé e rock nacional, gospel, sertanejo, até o pop internacional. O famoso rapper brasileiro, Gabriel O Pensador, gravou a chamada para a Rádio Sindiserf-RJ. O vídeo sobre a gravação pode ser acompanhado no site do Sindiserf ( ). A presidente do Sindiserf-RJ, Maria Helena, falou sobre mais este veículo à disposição do filiado e servidores em geral. A Rádio Web do Sindiserf-RJ é mais um atrativo para os servidores. A programação é bem variada e de muita qualidade, basta a pessoa clicar no banner da rádio, desta forma ela já estará ouvindo a nossa programação. O Sindiserf tem se preocupado em oferecer várias possibilidades na comunicação com o seu público, e este moderno veículo será importante nesta composição, disse a presidente. NÚCLEO RESENDE ANDRÉA MARA SENE - ( (24) / (21) TRÊS RIOS ANTÔNIO DIAS FERREIRA - ( (24) / (21) / (24) / FAX: (24) SÃO JOÃO DE MERITI SOLANGE PEREIRA - ( (21) / (21) RIO BONITO JOEL NASCIMENTO - ( (21) / (22) TERESÓPOLIS MICHELE P. DA COSTA - ( (21) / (21) / (21) GUAPIMIRIM MARLENE GOMES FERREIRA - ( (21) NÚCLEO SÃO GONÇALO ELIANE SANTIAGO ( (21) / (21) / (21) ARQ. NACIONAL PAULO CESAR - ( (21) / (21) POLICIA RODOVIÁRIA FEDERAL RITA DE CÁSSIA DA MOTTA SILVA - ( (21) / (21) / (21) VALENÇA WILSON DA APPARECIDA LASSAROTE ( (24) Filie-se ao sindicato e conheça os seus direitos! Textos assinados são de responsabilidade de seus idealizadores Notícias do Sindiserf Revista do Sindicato dos Servidores Federais no Rio de Janeiro - Rua do Acre, 47 7º andar - Centro-RJ Cep: ((21) DIRETORIA EXECUTIVA PRESIDENTE: Maria Helena de Sene Brito VICE-PRESIDENTE: Ana Lucia Salerno SECRETÁRIO GERAL: Jorge Ferreira Lima 1º SECRETÁRIO: Josué Pereira TESOUREIRA GERAL: Ana Maria de Lima 1º TESOUREIRO: Luiz Eduardo Braga DIR JURÍDICO: Nilson Gomes da Silva DIR. ADMINISTRAÇÃO: Carlos Duarte Bezerra CONSELHO FISCAL: Josélia Pereira Mazilli, Rosa Maria Paracampos e Joel Guimarães Rabello DIRETORA RESPONSÁVEL (ASCOM): Ana Lúcia Salerno JORNALISTA RESPONSÁVEL: Alexandre Marcus MTb REPORTAGEM: Alexandre Marcus e Bárbara Evelyn ESTAGIÁRIA: Bárbara Evelyn PROJETO GRÁFICO E DIAGRAMAÇÃO: Kamilo MTb FOTOS: ASCOM/SINDISERF-RJ COLABORAÇÃO: SECOM/CSPB REVISÃO: Alexandre Marcus Página 12 Visite Tudo o Posso portal Naquele do Sindiserf/RJ: que me Fortalece Filipenses 4:13 Informativo NÓS

13 O Sindiserf/RJ deseja a todos um feliz Natal e Próspero Ano Novo

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ É bom saber... LEI Nº 12.618, DE 30 DE ABRIL DE 2012. Institui o regime de previdência complementar para os servidores públicos federais titulares de

Leia mais

Conselho fiscal do Sindiserf-RJ aprova prestação de contas de 2012

Conselho fiscal do Sindiserf-RJ aprova prestação de contas de 2012 Filiado a www.sindiserfrj.org.br NOTÍCIAS DO SINDISERF/RJ Rio de Janeiro, Edição março/2013 Conselho fiscal do Sindiserf-RJ aprova prestação de contas de 2012 Assembleia Geral Ordinária No dia 28 de Janeiro,

Leia mais

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO A CUT e as centrais sindicais negociaram com o governo

Leia mais

ESPECIAL SERVIÇOS PÚBLICOS

ESPECIAL SERVIÇOS PÚBLICOS PREFEITURA FAZ INFORMATIVO DA PREFEITURA DE CONTAGEM CONTAGEM - Nº 23 - JUNHO - 2010 ESPECIAL SERVIÇOS PÚBLICOS Prefeitura valoriza servidores para melhorar qualidade dos serviços Nos últimos cinco anos,

Leia mais

Evento acontece na cidade de Caxambu e começa nesta sexta (18)

Evento acontece na cidade de Caxambu e começa nesta sexta (18) https://www.educacao.mg.gov.br/imprensa/noticias/178 3-educacao-amplia-interlocucao-com-representantes- do-movimento-sindical Notícia veicula no site Portal da Educação em 17/02/11 Secretária Ana Lúcia

Leia mais

Medidas anunciadas pelo governo afetam mercado imobiliário, cursinhos e servidores públicos federais

Medidas anunciadas pelo governo afetam mercado imobiliário, cursinhos e servidores públicos federais Fonte: O Globo Data: 16/09/2015 Seção: Economia Versão: Impresso (página 25) e Online Medidas anunciadas pelo governo afetam mercado imobiliário, cursinhos e servidores públicos federais Retomada de cobrança

Leia mais

4. Intensificar as visitas e reuniões com os colegas das unidades descentralizadas, nas capitais e no interior.

4. Intensificar as visitas e reuniões com os colegas das unidades descentralizadas, nas capitais e no interior. APRESENTAÇÃO A chapa Experiência e trabalho: a luta continua" tem como marca principal a soma. Policiais e dirigentes sindicais experientes juntam esforços com os colegas mais novos, para trabalhar por

Leia mais

PLENÁRIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA DA FENASPS

PLENÁRIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA DA FENASPS PLENÁRIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA DA FENASPS Data: 14/11/2014 Local: Sede da Fenasps Estados presentes: MG- SP- PR- RS- ES- SC- RN- CE e Oposição da BA e do DF. Nº de participantes: 65 Delegados e 10 Observadores

Leia mais

COMUNICADO LEGISLATIVO Nº 1/2013. Projetos de Lei e Trâmites 1ª quinzena de novembro/2013

COMUNICADO LEGISLATIVO Nº 1/2013. Projetos de Lei e Trâmites 1ª quinzena de novembro/2013 Matérias na Câmara PEC 185/2012 Acrescenta parágrafos ao art. 37 da Constituição Federal para estabelecer data certa para a revisão geral anual da remuneração dos servidores públicos e dá outras providências.

Leia mais

Quero também cumprimentar a Mesa e, em nome da Central Única dos

Quero também cumprimentar a Mesa e, em nome da Central Única dos A IMPORTÂNCIA DA CONVENÇÃO Nº 158 DA OIT PARA O TRABALHADOR BRASILEIRO Arthur Henrique * Quero também cumprimentar a Mesa e, em nome da Central Única dos Trabalhadores, agradecer ao Tribunal Superior do

Leia mais

PEER REVIEW NA ÁREA DE RECURSOS HUMANOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (MP/OCDE/B.MUNDIAL)

PEER REVIEW NA ÁREA DE RECURSOS HUMANOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (MP/OCDE/B.MUNDIAL) PEER REVIEW NA ÁREA DE RECURSOS HUMANOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (MP/OCDE/B.MUNDIAL) Brasília Junho de 2009 Organização do Estado Brasileiro República Federativa do Brasil (União Indissolúvel) Estados

Leia mais

RECENTES DÚVIDAS DO REGIME PRÓPRIO FORMULADAS PELOS SERVIDORES DE AMERICANA - PROFESSORES

RECENTES DÚVIDAS DO REGIME PRÓPRIO FORMULADAS PELOS SERVIDORES DE AMERICANA - PROFESSORES RECENTES DÚVIDAS DO REGIME PRÓPRIO FORMULADAS PELOS SERVIDORES DE AMERICANA - PROFESSORES 1) Já completei 25 anos como professora em sala de aula, tenho hoje 45 anos de idade, com esta idade vou aposentar

Leia mais

Previdência Complementar do servidor em perguntas e respostas

Previdência Complementar do servidor em perguntas e respostas Previdência Complementar do servidor em perguntas e respostas Por Antônio Augusto de Queiroz - Jornalista, analista político e diretor de Documentação do Diap Com o propósito de esclarecer algumas dúvidas

Leia mais

PLANO DE AÇÃO 2016 Gestão 2014/2017

PLANO DE AÇÃO 2016 Gestão 2014/2017 INTRODUÇÃO O Plano de Ação do Sindicato-Apase adota como referencial de elaboração as Teses aprovadas no XI Fórum Sindical/2015, referendadas na Assembleia Geral Extraordinária Deliberativa de 11/12/2015.

Leia mais

PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº, DE 2015. (Do Sr. Altineu Côrtes)

PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº, DE 2015. (Do Sr. Altineu Côrtes) PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº, DE 2015 (Do Sr. Altineu Côrtes) Propõe que a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, com auxílio do Tribunal de Contas da União, Ministério Público Federal

Leia mais

As diversas opções de aposentadoria para os Servidores Públicos Federais

As diversas opções de aposentadoria para os Servidores Públicos Federais As diversas opções de aposentadoria para os Servidores Públicos Federais Secretaria de Estudos, Pesquisas e Políticas Públicas e Secretaria de Formação Política e Sindical. SINDICATO DOS TRABALHADORES

Leia mais

Análise Semanal. Edição nº 23 10/07/15 CONJUNTURA ECONÔMICA. Mais um plano

Análise Semanal. Edição nº 23 10/07/15 CONJUNTURA ECONÔMICA. Mais um plano Mais um plano CONJUNTURA ECONÔMICA A chave da agenda positiva tão perseguida pelo governo federal em tempos de crise política e volta da inflação parece ser a preservação dos empregos. Na última terça-feira

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 17, DE 2012

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 17, DE 2012 PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 17, DE 2012 Primeira sessão de discussão, em primeiro turno, da Proposta de Emenda à Constituição nº 17, de 2012, tendo como primeiro signatário o Deputado Maurício

Leia mais

Companheiros e companheiras,

Companheiros e companheiras, Companheiros e companheiras, Utilizada sob o falso argumento de modernizar as relações de trabalho e garantir a especialização no serviço, a terceirização representa na realidade uma forma de reduzir o

Leia mais

Brasília, 29 de janeiro de 2014 NOTA JURÍDICA. Assunto: Aposentadoria Especial. Abono de permanência. Orientações Normativas n. 15 e n. 16 do MPOG.

Brasília, 29 de janeiro de 2014 NOTA JURÍDICA. Assunto: Aposentadoria Especial. Abono de permanência. Orientações Normativas n. 15 e n. 16 do MPOG. Brasília, 29 de janeiro de 2014 NOTA JURÍDICA Assunto: Aposentadoria Especial. Abono de permanência. Orientações Normativas n. 15 e n. 16 do MPOG. Com o objetivo de assessorar juridicamente a ASSOCIAÇÃO

Leia mais

PL 64 BOLSA COMPLEMENTAR PARA O PROGRAMA MAIS MÉDICOS

PL 64 BOLSA COMPLEMENTAR PARA O PROGRAMA MAIS MÉDICOS PL 64 BOLSA COMPLEMENTAR PARA O PROGRAMA MAIS MÉDICOS Tendo como argumento aperfeiçoar ainda mais a prestação de serviços de saúde à população, o Executivo traz a esta Casa o Projeto de Lei 64/2014, que

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 106 Discurso na cerimónia de entrega

Leia mais

Desde 2013, nove direitos já estavam valendo, como hora extra e jornada de trabalho de 8 horas diárias (veja mais detalhes abaixo).

Desde 2013, nove direitos já estavam valendo, como hora extra e jornada de trabalho de 8 horas diárias (veja mais detalhes abaixo). 02/06/2015 07h40 - Atualizado em 02/06/2015 13h01 Regulamentação dos direitos das domésticas é publicada Trabalhadoras terão adicional noturno, seguro-desemprego e mais 5 direitos. Emenda constitucional

Leia mais

VI política de recursos humanos. Gestão de Pessoas

VI política de recursos humanos. Gestão de Pessoas VI política de recursos humanos Gestão de Pessoas mensagem presidencial GESTÃO DE PESSOAS O Governo Federal estabeleceu, em todos os setores, um processo amplo de diálogo e de participação. Assim, a opção

Leia mais

Ofício/CONDSEF Nº 193/2013. Brasília-DF, 7 de outubro de 2013.

Ofício/CONDSEF Nº 193/2013. Brasília-DF, 7 de outubro de 2013. Ofício/CONDSEF Nº 193/2013. Brasília-DF, 7 de outubro de 2013. Ilm.º Senhor SÉRGIO ARBULU MENDONÇA M.D. Secretário de Relações de Trabalho do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão MPOG. Nesta.

Leia mais

Relatório da Plenária Nacional Setorial dos Servidores Civis dos Órgãos Militares - DOMC

Relatório da Plenária Nacional Setorial dos Servidores Civis dos Órgãos Militares - DOMC Relatório da Plenária Nacional Setorial dos Servidores Civis dos Órgãos Militares - DOMC Data: 24 e 25 de Fevereiro de 2007. Local: Auditório Luiz Fernando A. Campis (sede da CONDSEF) Estados Presentes:

Leia mais

Autarquia dos Servidores Públicos do Município Regime Próprio de Previdência

Autarquia dos Servidores Públicos do Município Regime Próprio de Previdência Autarquia dos Servidores Públicos do Município Regime Próprio de Previdência Página 01 Paranaguá Previdência Lei Complementar do Município Nº 53/2006 Página 02 PREZADO SEGURADO Com início das atividades

Leia mais

Seja Bem-vindo(a)! AULA 1

Seja Bem-vindo(a)! AULA 1 Seja Bem-vindo(a)! Neste módulo vamos trabalhar os principais conceitos de Administração Pública que apareceram com mais frequência nas últimas provas. AULA 1 Estado, origens e funções Teoria Burocrática

Leia mais

VII - GESTÃO DE PESSOAS

VII - GESTÃO DE PESSOAS VII - GESTÃO DE PESSOAS Política de Recursos Humanos Mensagem Presidencial Política de Recursos Humanos Reestruturação da Força de Trabalho do Poder Executivo Desde 2003, o Governo investe na reestruturação

Leia mais

MUNICÍPIO DE CUIABÁ) Excelentíssimo Senhor Presidente do. Supremo Tribunal Federal, Doutor Professor Gilmar Ferreira

MUNICÍPIO DE CUIABÁ) Excelentíssimo Senhor Presidente do. Supremo Tribunal Federal, Doutor Professor Gilmar Ferreira O SR. JOSÉ ANTÔNIO ROSA (PROCURADOR-GERAL DO MUNICÍPIO DE CUIABÁ) Excelentíssimo Senhor Presidente do Supremo Tribunal Federal, Doutor Professor Gilmar Ferreira Mendes, na pessoa de quem cumprimento todos

Leia mais

Data: 27 e 28/01/2007 Local: Sede da CONDSEF Estados Presentes: 07 (SC, DF, PE, RO, RJ, RS, PA). Delegados Presentes: 23. Informe da CONDSEF:

Data: 27 e 28/01/2007 Local: Sede da CONDSEF Estados Presentes: 07 (SC, DF, PE, RO, RJ, RS, PA). Delegados Presentes: 23. Informe da CONDSEF: Relatório da Plenária Nacional Setorial do Departamento de Justiça e Segurança (Servidores do Ministério da Justiça, AGU, Polícia Rodoviária Federal (Civis), Polícia Federal (Civis) e demais vinculadas).

Leia mais

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu:

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: Art. 8º É livre a associação profissional ou sindical, observado o seguinte: Art. 37º... VI - é garantido ao servidor público civil o direito à livre associação

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 69 Discurso na cerimônia de assinatura

Leia mais

NO SEU TEMPO CRITÉRIOS E REGRAS PARA SE APOSENTAR. novembro de 2008

NO SEU TEMPO CRITÉRIOS E REGRAS PARA SE APOSENTAR. novembro de 2008 NO SEU TEMPO CRITÉRIOS E REGRAS PARA SE APOSENTAR O sistema de previdência dos servidores públicos após as emendas constitucionais nº 20/1998, 41/2003 e 47/2007 novembro de 2008 Crescendo a cada luta.

Leia mais

Construção das Políticas Públicas processos, atores e papéis

Construção das Políticas Públicas processos, atores e papéis Construção das Políticas Públicas processos, atores e papéis Agnaldo dos Santos Pesquisador do Observatório dos Direitos do Cidadão/Equipe de Participação Cidadã Apresentação O Observatório dos Direitos

Leia mais

CARTA DE FOZ DO IGUAÇU

CARTA DE FOZ DO IGUAÇU CARTA DE FOZ DO IGUAÇU Reunidos em Foz do Iguaçu, Paraná, no dia 2 de outubro de 2015, no II Encontro dos Trabalhadores e Trabalhadoras da Região Sul, 566 representantes de 215 sindicatos, 23 federações,

Leia mais

BOLETIM ANO III Nº 141. Rio de Janeiro, 03 de outubro de 2013 DIRIGENTES SINDICAIS PRESENTES A POSSE DO NOVO PRESIDENTE DA UMPL

BOLETIM ANO III Nº 141. Rio de Janeiro, 03 de outubro de 2013 DIRIGENTES SINDICAIS PRESENTES A POSSE DO NOVO PRESIDENTE DA UMPL BOLETIM ANO III Nº 141 Rio de Janeiro, 03 de outubro de 2013 DIRIGENTES SINDICAIS PRESENTES A POSSE DO NOVO PRESIDENTE DA UMPL Eleito e empossado ontem, dia 30/9, o sr. Éric Thiry, advogado, de nacionalidade

Leia mais

Defesa dos Serviços e Trabalhadores Públicos Brasileiros e o. Não Pagamento da Dívida Pública

Defesa dos Serviços e Trabalhadores Públicos Brasileiros e o. Não Pagamento da Dívida Pública Defesa dos Serviços e Trabalhadores Públicos Brasileiros e o Não Pagamento da Dívida Pública O endividamento público vem pautando a vida do povo brasileiro sob diversas formas, especialmente a partir da

Leia mais

ONG BRASI O DIÁLOGO ABRE CAMINHOS PARA O DESENVOLVIMENTO. Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil

ONG BRASI O DIÁLOGO ABRE CAMINHOS PARA O DESENVOLVIMENTO. Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil ONG BRASI 2012 O DIÁLOGO ABRE CAMINHOS PARA O DESENVOLVIMENTO Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil Dezembro de 2013 3 EXPEDIENTE Presidenta

Leia mais

Secretaria de Gênero e Etnia do Sindicato do Ramo Químico/Petroleiro-BA

Secretaria de Gênero e Etnia do Sindicato do Ramo Químico/Petroleiro-BA E Apresentação Esta cartilha foi feita especialmente para vocês trabalhadoras e trabalhadores do ramo químico e petroquímico. Aqui vocês vão encontrar informações sobre o Projeto de Lei 2513/2007, que

Leia mais

Pela revogação das Medidas Provisórias 664 e 665

Pela revogação das Medidas Provisórias 664 e 665 Boletim Econômico Edição nº 56 fevereiro de 2015 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Pela revogação das Medidas Provisórias 664 e 665 As duas medidas visam economizar R$ 18 bilhões

Leia mais

Os direitos dos trabalhadores no Brasil não caíram do céu, não

Os direitos dos trabalhadores no Brasil não caíram do céu, não Por que esta cartilha? Os direitos dos trabalhadores no Brasil não caíram do céu, não foram concessões patronais ou de governos, como os patrões tentam nos fazer parecer. A história da classe trabalhadora

Leia mais

GREVE DOS SERVIDORES GARANTE APROVAÇÃO DO PLC 28 NO SENADO, E O FOCO, AGORA, É A SANÇÃO DA PRESIDENTE DILMA

GREVE DOS SERVIDORES GARANTE APROVAÇÃO DO PLC 28 NO SENADO, E O FOCO, AGORA, É A SANÇÃO DA PRESIDENTE DILMA Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal do Estado de Mato Grosso BOLETIM SEMANAL De 29 de junho a 03 de julho de 2015 GREVE DOS SERVIDORES GARANTE APROVAÇÃO DO PLC 28 NO SENADO, E O FOCO,

Leia mais

ConstruBusiness - Rumo a 2022

ConstruBusiness - Rumo a 2022 ConstruBusiness - Rumo a 2022 EXPRESS ANO 1/12 Nº44 DEZ/12 CONSTRUBUSINESS 2012 10º CONGRESSO BRASILEIRO DA CONSTRUÇÃO Em sua 10ª edição, o Construbusiness elaborou o programa Compete Brasil, com soluções

Leia mais

Carta da Indústria 2014 (PDF 389) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/cartadaindstria_2.pdf)

Carta da Indústria 2014 (PDF 389) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/cartadaindstria_2.pdf) www.cni.org.br http://www.portaldaindustria.com.br/cni/iniciativas/eventos/enai/2013/06/1,2374/memoria-enai.html Memória Enai O Encontro Nacional da Indústria ENAI é realizado anualmente pela CNI desde

Leia mais

Câmara Municipal de Cubatão

Câmara Municipal de Cubatão 2 ATA DA 1ª SESSÃO EXTRAORDINÁRIA DO 2º ANO LEGISLATIVO DA 16ª LEGISLATURA REALIZADA EM 27 DE MAIO DE 2014 PRESIDÊNCIA - Sr. César da Silva Nascimento. SECRETARIAS - Sr. Fábio Alves Moreira e Sr. Ricardo

Leia mais

Encontro Nacional ISONOMIA. Conquistando uma só Caixa para todos os empregados

Encontro Nacional ISONOMIA. Conquistando uma só Caixa para todos os empregados 3º o Encontro Nacional de ISONOMIA Conquistando uma só Caixa para todos os empregados ATS e licença-prêmio já! ISONOMIA, UMA LUTA DE TODOS A isonomia de direitos e benefícios entre todos os trabalhadores

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 001/2013. Cargos: Agente Administrativo do CRAS e Auxiliar Administrativo do CREAS

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 001/2013. Cargos: Agente Administrativo do CRAS e Auxiliar Administrativo do CREAS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 001/2013 NOME: Cargos: Agente Administrativo do CRAS e Auxiliar Administrativo do CREAS INSTRUÇÕES 1.1. A prova é individual 1.2. Leia cuidadosamente cada questão, escolha

Leia mais

Síntese da POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DO BRASIL RURAL

Síntese da POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DO BRASIL RURAL Síntese da POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DO BRASIL RURAL Apresenta à sociedade brasileira um conjunto de estratégias e ações capazes de contribuir para a afirmação de um novo papel para o rural na estratégia

Leia mais

Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras

Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras 1. Introdução O Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras foi idealizado pelo Conselho Gestor da Escola,

Leia mais

O Continente faz mobilização contra Prosegur

O Continente faz mobilização contra Prosegur Confederação Nacional dos Vigilantes - Brasília - DF 16/06/2015 - Edição 1292 O Continente faz mobilização contra Prosegur Vigilantes da Bahia entregaram carta aberta na porta da Prosegur, denunciando

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001554/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 12/08/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR032670/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.023032/2010-49 DATA DO

Leia mais

MAGNO ANTÔNIO CORREIA DE MELLO

MAGNO ANTÔNIO CORREIA DE MELLO ALTERAÇÕES NORMATIVAS DECORRENTES DE REFORMAS PREVIDENCIÁRIAS IMPLEMENTADAS OU PROPOSTAS, CLASSIFICADAS POR ASSUNTO, A PARTIR DA EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 20/98 - QUADRO COMPARATIVO - MAGNO ANTÔNIO CORREIA

Leia mais

CORRUPTO NÃO FAZ GREVE

CORRUPTO NÃO FAZ GREVE CORRUPTO NÃO FAZ GREVE Maria Lucia Fattorelli Coordenadora da Auditoria Cidadã da Dívida www.divida-auditoriacidada.org.br 27/2/2012 Será que os professores do setor público federal, estaduais e municipais

Leia mais

Relatório do Encontro Nacional do Jurídico Sindicatos da base da CNTSS.

Relatório do Encontro Nacional do Jurídico Sindicatos da base da CNTSS. Relatório do Encontro Nacional do Jurídico Sindicatos da base da CNTSS. - Local da atividade: João Pessoa Paraíba - Dias: 15 e 16 de agosto de 2013 - Estados participantes: Diretores Jurídicos dos Sindicatos

Leia mais

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Brasília, 02 de janeiro de 2015. Ministra Miriam Belchior, demais autoridades, parentes e amigos aqui presentes.

Leia mais

ELEIÇÕES 2008 A RELAÇÃO ENTRE VEREADORES, ADMINISTRAÇÕES PETISTAS E O MOVIMENTO SINDICAL SUGESTÕES

ELEIÇÕES 2008 A RELAÇÃO ENTRE VEREADORES, ADMINISTRAÇÕES PETISTAS E O MOVIMENTO SINDICAL SUGESTÕES ELEIÇÕES 2008 A RELAÇÃO ENTRE VEREADORES, ADMINISTRAÇÕES PETISTAS E O MOVIMENTO SINDICAL 1) INTRODUÇÃO SUGESTÕES Ao longo dos seus vinte e oito anos e com a experiência de centenas de administrações que

Leia mais

Mais uma vitória rumo ao reconhecimento: Dilma sanciona Lei que institui o Dia Nacional do Vigilante

Mais uma vitória rumo ao reconhecimento: Dilma sanciona Lei que institui o Dia Nacional do Vigilante Confederação Nacional dos Vigilantes - Brasília - DF 19/06/2015 - Edição 1295 Mais uma vitória rumo ao reconhecimento: Dilma sanciona Lei que institui o Dia Nacional do Vigilante Aprovado em maio pela

Leia mais

Para um mundo melhor, relações. compartilhadas

Para um mundo melhor, relações. compartilhadas Para um mundo melhor, relações compartilhadas 6 Quem coloca a roupa na lavadora? 7 Quem vai à reunião da escola dos filhos? 8 Quem vai ao supermercado fazer as compras? Responda as questões abaixo optando

Leia mais

VOTO EM SEPARADO DA DEPUTADA ANDRÉIA ZITO

VOTO EM SEPARADO DA DEPUTADA ANDRÉIA ZITO COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI Nº 6.708, DE 2009. Acrescenta Capítulo III-A ao Título V da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto-Lei nº

Leia mais

META 4. LEITURA OBRIGATÓRIA Legislação: CRFB/88, arts. 6 o 17; Doutrina: Direitos sociais; Nacionalidade; Direitos Políticos e Partidos Políticos.

META 4. LEITURA OBRIGATÓRIA Legislação: CRFB/88, arts. 6 o 17; Doutrina: Direitos sociais; Nacionalidade; Direitos Políticos e Partidos Políticos. META 4 LEITURA OBRIGATÓRIA Legislação: CRFB/88, arts. 6 o 17; Doutrina: Direitos sociais; Nacionalidade; Direitos Políticos e Partidos Políticos. EXERCÍCIO 1. (FGV - 2008 - Senado Federal - Policial Legislativo

Leia mais

Sindicato Nacional do Ensino Superior - Associação Sindical de Docentes e Investigadores

Sindicato Nacional do Ensino Superior - Associação Sindical de Docentes e Investigadores PROGRAMA DA DIREÇÃO DO SNESup Lista A Mandato 2012-2014 Vivemos uma crise, um período em que as respostas às dificuldades sentidas já não são conseguidas no quadro em que nos situamos. Apesar dos naturais

Leia mais

CICLOS DE DEBATES DIREITO E GESTÃO PÚBLICA TEXTO X

CICLOS DE DEBATES DIREITO E GESTÃO PÚBLICA TEXTO X CICLOS DE DEBATES DIREITO E GESTÃO PÚBLICA CICLO 2012 TEXTO X A Previdência Social do Servidor Público Valéria Porto Ciclos de Debates - Direito e Gestão Pública A Previdência Social do Servidor Público

Leia mais

CHAPA 1. Compromisso e Ação!

CHAPA 1. Compromisso e Ação! CHAPA 1 Compromisso e Ação! Concorremos nas próximas eleições da AJURIS pela situação, com o compromisso de avançar e dar continuidade ao trabalho que vem sendo feito. Temos consciência de que os tempos

Leia mais

Cem edições para informar e formar cidadãos!

Cem edições para informar e formar cidadãos! ParaTod Mandato do Deputado Tadeu Veneri-PT nº 100 Dezembro 2014 s Acesse: www.tadeuveneri.com.br facebook.com/tadeuveneri Edição Especial Número 100 Cem edições para informar e formar cidadãos! Do primeiro

Leia mais

MPPA PARTICIPA DAS CONFERÊNCIAS DE POLITICAS PUBLICAS DE BELÉM E ANANINDEUA.

MPPA PARTICIPA DAS CONFERÊNCIAS DE POLITICAS PUBLICAS DE BELÉM E ANANINDEUA. MPPA PARTICIPA DAS CONFERÊNCIAS DE POLITICAS PUBLICAS DE BELÉM E ANANINDEUA. A promotora de justiça LUCINERY HELENA RESENDE DO NASCIMENTO participou das Conferências Municipais de Políticas para as Mulheres

Leia mais

CARTILHA SOBRE A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

CARTILHA SOBRE A REFORMA DA PREVIDÊNCIA CARTILHA SOBRE A REFORMA DA PREVIDÊNCIA O servidor público e as alterações do seu regime previdenciário Jose Luis Wagner Luciana Inês Rambo Flavio Alexandre Acosta Ramos Junho de 2009 1 1. Introdução Desde

Leia mais

Abrangência da terceirização

Abrangência da terceirização Reportagem especial explica os pontos polêmicos do projeto da terceirização A proposta que regulamenta a terceirização no Brasil e derrubou a reunião da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania

Leia mais

Brasília, 30/09/2009. (Boletim elaborado pela Auditoria Cidadã da Dívida www.dividaauditoriacidada.org.br

Brasília, 30/09/2009. (Boletim elaborado pela Auditoria Cidadã da Dívida www.dividaauditoriacidada.org.br CPI DA DÍVIDA OBTÉM INFORMAÇÕES SOLICITADAS AO BANCO CENTRAL E MINISTÉRIO DA FAZENDA E PROMOVE AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE ASPECTOS JURÍDICOS DO ENDIVIDAMENTO Brasília, 30/09/2009 (Boletim elaborado pela Auditoria

Leia mais

Ajuste Fiscal Gaúcho - Fase 2. fazer o que precisa ser feito para um rs sustentável

Ajuste Fiscal Gaúcho - Fase 2. fazer o que precisa ser feito para um rs sustentável FASE 1 Redução de secretarias Contingenciamento de CCs em 35% Reprogramação orçamentária com redução média de 21% do custeio Revisão de contratos com fornecedores Limitação de cedência de servidores Implementação

Leia mais

COGESP/SEPOG/PMF III REUNIÃO

COGESP/SEPOG/PMF III REUNIÃO COGESP/SEPOG/PMF III REUNIÃO Agenda Horário Assunto Palestrante 8:00h às 8:30h Abertura da Reunião pelo Secretário da SEPOG Philipe Nottingham 8:30h às 9:30h Apresentação do Processo de Aposentadoria nova

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 611, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013

LEI COMPLEMENTAR Nº 611, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013 LEI COMPLEMENTAR Nº 611, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013 Procedência: Governamental Natureza: PLC/0046.0/2013 DO: 19.729, de 31/12/2013 Fonte: ALESC/Coord. Documentação Fixa o subsídio mensal dos integrantes

Leia mais

Livre estipulação das relações trabalhistas ameaça conquistas

Livre estipulação das relações trabalhistas ameaça conquistas BOLETIM 6 Brasília, 9 de novembro de 2015 Livre estipulação das relações trabalhistas ameaça conquistas O deputado Benjamin Maranhão (SD-PB), presidente da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço

Leia mais

Decisão do STF permite contratação de professores federais por Organização Social

Decisão do STF permite contratação de professores federais por Organização Social Decisão do STF permite contratação de professores federais por Organização Social Na mesma semana em que os trabalhadores brasileiros tomaram as ruas e conseguiram suspender a votação do Projeto de Lei

Leia mais

Aprofundar mudanças rumo a um modelo de desenvolvimento sustentável

Aprofundar mudanças rumo a um modelo de desenvolvimento sustentável Este artigo é cópia fiel do publicado na revista Nu e va So c i e d a d especial em português, junho de 2012, ISSN: 0251-3552, . Aprofundar mudanças rumo a um modelo de desenvolvimento sustentável

Leia mais

Mudanças nas aposentadorias. Saiba mais. Somos fortes, somos CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES. www.cut.org.br

Mudanças nas aposentadorias. Saiba mais. Somos fortes, somos CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES. www.cut.org.br Mudanças nas aposentadorias. Saiba mais. Somos fortes, somos R CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES www.cut.org.br CUT - CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES Mudanças nas aposentadorias. Saiba mais. Somos fortes,

Leia mais

Senado Federal Subsecretaria de Informações

Senado Federal Subsecretaria de Informações Senado Federal Subsecretaria de Informações Data 19/12/2003 EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41 Modifica os arts. 37, 40, 42, 48, 96, 149 e 201 da Constituição Federal, revoga o inciso IX do 3º do art. 142 da

Leia mais

PARECER SOBRE O REGIME DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR NA BAHIA

PARECER SOBRE O REGIME DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR NA BAHIA PARECER SOBRE O REGIME DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR NA BAHIA I. Intróito Na qualidade de Professor de Servidor Público da UESB e de advogado da ADUSB, nos fora solicitado pela Diretoria desta entidade sindical

Leia mais

PARA ENTENDER O PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO EMPREGO

PARA ENTENDER O PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO EMPREGO PARA ENTENDER O PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO EMPREGO 2 CSB - Central dos Sindicatos Brasileiros CUT - Central Única dos Trabalhadores Força Sindical NCST - Nova Central Sindical de Trabalhadores UGT - União

Leia mais

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 03 de outubro de 2011 ESTADO DE MINAS

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 03 de outubro de 2011 ESTADO DE MINAS ESTADO DE MINAS 1 2 ESTADO DE MINAS 3 ESTADO DE MINAS http://www.em.com.br PSD de Kassab mira 'órfãos' do PMDB quercista O PSD obteve registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na terça-feira e corre

Leia mais

Plano de lutas PLENO EMPREGO

Plano de lutas PLENO EMPREGO Plano de lutas PLENO EMPREGO a) Impulsionar, junto com as outras centrais sindicais, a campanha nacional pela redução constitucional da jornada de trabalho sem redução de salários; b) Exigir a restrição

Leia mais

CAPTAÇÃO DE RECURSOS ATRAVÉS DE PROJETOS SOCIAIS. Luis Stephanou Fundação Luterana de Diaconia fld@fld.com.br

CAPTAÇÃO DE RECURSOS ATRAVÉS DE PROJETOS SOCIAIS. Luis Stephanou Fundação Luterana de Diaconia fld@fld.com.br CAPTAÇÃO DE RECURSOS ATRAVÉS DE PROJETOS SOCIAIS Luis Stephanou Fundação Luterana de Diaconia fld@fld.com.br Apresentação preparada para: I Congresso de Captação de Recursos e Sustentabilidade. Promovido

Leia mais

AÇÃO DE EQUIPARAÇÃO DE AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO

AÇÃO DE EQUIPARAÇÃO DE AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO EXCELENTISSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DO JUIZADO ESPECIAL FEDERAL SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA EM... brasileiro (a), casado (a), portador (a) da Carteira de Identidade RG nº..., expedida pela SSP/SP, inscrito (a) no

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002217/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/10/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR053080/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.035134/2010-15 DATA DO

Leia mais

Sugestão de Projeto de Lei de Municipalização das 30 Horas

Sugestão de Projeto de Lei de Municipalização das 30 Horas Sugestão de Projeto de Lei de Municipalização das 30 Horas Texto construído com base em diversos trabalhos acadêmicos, dados do Cofen, dados do Coren, Fórum Nacional das 30 horas, Aben e do artigo Jornada

Leia mais

GUIA DA APOSENTADORIA DO SERVIDOR MUNICIPAL FILIADO AO INSS

GUIA DA APOSENTADORIA DO SERVIDOR MUNICIPAL FILIADO AO INSS GUIA DA APOSENTADORIA DO SERVIDOR MUNICIPAL FILIADO AO INSS Guia da Aposentadoria do Servidor Público: 1. A Aposentadoria do Servidor Público...03 2. Regras do INSS para concessão de aposentadoria...08

Leia mais

CARTA DE SANTA MARIA

CARTA DE SANTA MARIA CARTA DE SANTA MARIA ANDES-SN: Sindicato de luta, ampliando a organização da categoria e a unidade classista dos trabalhadores. Sob a égide desse tema, realizou-se o 58º CONAD do ANDES SINDICATO NACIONAL,

Leia mais

Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento do DAP

Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento do DAP Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento do DAP LEGISLAÇÃO DE PESSOAL COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO Regime Jurídico dos Servidores Públicos Federais Lei nº. 8.112/90 Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos

Leia mais

Histórico das ações sobre Carga Horária de psicólogos no município do Rio de Janeiro pelo Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro - CRP/05

Histórico das ações sobre Carga Horária de psicólogos no município do Rio de Janeiro pelo Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro - CRP/05 Histórico das ações sobre Carga Horária de psicólogos no município do Rio de Janeiro pelo Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro - CRP/05 Dezembro/2003 - A discussão sobre carga horária para

Leia mais

ACS Assessoria de Comunicação Social

ACS Assessoria de Comunicação Social O tempo e a espera Ministro fala de projetos em andamento e ações do governo para a área educacional Entrevista do ministro publicada na Revista Educação no dia 26 de maio de 2004. Tarso Genro é considerado

Leia mais

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)?

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)? Entrevista concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após cerimônia de apresentação dos resultados das ações governamentais para o setor sucroenergético no período 2003-2010 Ribeirão

Leia mais

Parecer sobre a Administração da Santa Casa

Parecer sobre a Administração da Santa Casa Relatório da Comissão Especial de Saúde e PSF Relatório Final. Frente ao reclame da população do Município de Ubatuba, e diante do caos que se instalou na saúde, a Comissão de Estudos apresenta o Relatório

Leia mais

PERGUNTAS & RESPOSTAS

PERGUNTAS & RESPOSTAS PL nº 1992, DE 2007 FUNPRESP PERGUNTAS & RESPOSTAS 1. ORÇAMENTO: PL sem dotação orçamentária? O governo enviou, no dia 06 de fevereiro, de 2012 um projeto de lei (PLN nº 1, de 2012; MSG nº 24/2012) que

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE PESSOAS DO GOVERNO FEDERAL

POLÍTICA DE GESTÃO DE PESSOAS DO GOVERNO FEDERAL POLÍTICA DE GESTÃO DE PESSOAS DO GOVERNO FEDERAL Brasília, junho de 2009 SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS A SRH/MP, órgão subordinado diretamente ao Ministro de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão,

Leia mais

REUNIÃO DO FÓRUM DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS DATA: 28/06/2015 LOCAL: BRASÍLIA IMPERIAL HOTEL

REUNIÃO DO FÓRUM DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS DATA: 28/06/2015 LOCAL: BRASÍLIA IMPERIAL HOTEL REUNIÃO DO FÓRUM DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS DATA: 28/06/2015 LOCAL: BRASÍLIA IMPERIAL HOTEL PAUTA: (1) INFORME; (2) AVALIAÇÃO DA CONJUNTURA RECENTE; (3) ENCAMINHAMENTOS. Fórum das Entidades Nacionais

Leia mais

Reforma da Previdência em perguntas e respostas

Reforma da Previdência em perguntas e respostas Reforma da Previdência em perguntas e respostas Por Antônio Augusto de Queiroz Com o propósito de esclarecer algumas dúvidas a respeito da reforma da Previdência (Emenda à Constituição nº 41, de 2003 e

Leia mais

Exerça o democrático direito de voto e escolha seus representantes na Fundação

Exerça o democrático direito de voto e escolha seus representantes na Fundação NÚMERO 21 ABRIL MAIO 2010 Editado pela Assessoria de Comunicação Institucional Exerça o democrático direito de voto e escolha seus representantes na Fundação 02 Candidatos a Diretor de Benefícios participam

Leia mais

MPPA PARTICIPA DA CAMPANHA 16 DIAS DE ATIVISMO PELO FIM DA VIOLENCIA DOMESTICA.

MPPA PARTICIPA DA CAMPANHA 16 DIAS DE ATIVISMO PELO FIM DA VIOLENCIA DOMESTICA. MPPA PARTICIPA DA CAMPANHA 16 DIAS DE ATIVISMO PELO FIM DA VIOLENCIA DOMESTICA. A convite da Coordenadora Estadual de Politicas para Mulheres Presidenta do Conselho Estadual de Promoção e Defesa dos Direitos

Leia mais