UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE ENGENHARIA MECÂNICA. Relatório de Atividades Grupo PET da Faculdade de Engenharia Mecânica

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE ENGENHARIA MECÂNICA. Relatório de Atividades - 2013. Grupo PET da Faculdade de Engenharia Mecânica"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE ENGENHARIA MECÂNICA Relatório de Atividades Grupo PET da Faculdade de Engenharia Mecânica Fevereiro/2014

2 Formulário do relatório de atividades 1. IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO Relatório Anual de Atividades (1 de janeiro a 31 de dezembro) ANO: Instituição de Ensino Superior: Universidade Federal de Uberlândia (UFU) 1.2. Pró-Reitor(a) responsável pelo PET na IES: Marisa Lomônaco de Paula Naves 1.3. Interlocutor do PET na IES: Jesiel Cunha 2. IDENTIFICAÇÃO DO GRUPO 2.1. Grupo: PET da Faculdade de Engenharia Mecânica (PETMEC) 2.2. Home Page do Grupo: Data da Criação do Grupo: Março/ Natureza do Grupo: (X) Curso de graduação: Engenharia Mecânica, Engenharia Mecatrônica, Engenharia Aeronáutica. ( ) Multi/Inter-disciplinar... (tema) ( ) Área do Conhecimento... (cursos relacionados) ( ) Institucional... (nome do Campus) 2.5. Nome do(a) Tutor(a): Odenir de Almeida do(a) Tutor(a): 2.7. Titulação e área: Doutor/ Aerodinâmica, Propulsão e Energia 2.8. Data de ingresso do(a) Tutor(a) (mês/ano): Junho/ Informações sobre os bolsistas e não bolsistas: a)quadro de identificação: Especificar o mês/ano de ingresso no curso de graduação da IES e no programa PET, o período letivo que está cursado e o coeficiente de rendimento escolar relativo ao último período letivo cursado, conforme quadro abaixo: Nome dos bolsistas Ingresso na Ingresso no Período letivo Coeficiente Atual de IES PET atual Rendimento Escolar Giulianna Giannecchini 08/ /2012 5º 93,546 Guilherme de Faria Giachero 03/ / ,617 Higor Luis Silva 02/ / ,129

3 Nome dos bolsistas Ingresso na Ingresso no Período letivo Coeficiente Atual de IES PET atual Rendimento Escolar Jefferson Raimundo Magalhães 01/ / ,365 Kaique Araújo Guimarães 02/ / ,500 Lucas Prata Muzetti 08/ / ,291 Marco Aurélio Matos Júnior 02/ / ,887 Marina Annichino Batagin 01/ / ,723 Matheus Rosa Pereira do Couto Rodrigo Ferreira Abdulmassih 02/ /2013 3º 74,792 11/ / ,377 Scarlety Lemos de Souza 02/ /1 5 81, 482 Stheffn Borgg Reis de Almeida Freitas 02/ / ,934 Nome dos não bolsistas Ingresso na Ingresso no Período letivo Coeficiente Atual de IES PET atual Rendimento Escolar b) Em caso de declínio no rendimento acadêmico do grupo e/ou de um bolsista ou nãobolsista em particular, justifique. Os seguintes bolsistas foram desligados do Programa PET em função principalmente de estarem participando dos Programas de Intercâmbio Ciências Sem Fronteiras e CAPES/BRAFITEC. Um dos alunos foi desligado por motivo de declínio no rendimento acadêmico (2 reprovações num mesmo período). Segue a lista e devida explicação:

4 01. Bruno Ribeiro de Mendonça Gonçalves da Silva (Programa Ciências Sem Fronteiras USA); 02. Caio Scafuto Lauar (Programa Ciências Sem Fronteiras USA); 03. Jefferson Gomes do Nascimento (CAPES/BRAFITEC França); 04. Déborah de Oliveira (desligada por motivo de baixo rendimento 2 reprovações em mesmo período) Todos os alunos listas acima foram desligados no 1º Semestre de ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO GRUPO 3.1. Ensino/Pesquisa e Extensão Informar as doze atividades de ensino, pesquisa e extensão consideradas mais relevantes. Quadro I - Atividades de Ensino Natureza da Atividade Realizada: Evento técnico-científico. Tema: XV Semana da Faculdade de Engenharia Mecânica (SEMEC). Cronograma de Execução da Atividade: Jan Fev X Mar X Abr X Mai X Jun X Jul X Ago X Set X Out X Nov Dez Público Alvo: Comunidade acadêmica dos cursos de Engenharia Aeronáutica, Mecânica e Mecatrônica e áreas afins. Descrição da Atividade: A SEMEC é um evento tradicional dentro da Faculdade de Engenharia Mecânica e ocorre anualmente, sob a organização do grupo PETMEC em conjunto com a Empresa Júnior da FEMEC - Meta Consultoria, e o Diretório Acadêmico da Engenharia Mecatrônica, DATRON. A SEMEC objetiva entre outros: a) Proporcionar aos estudantes uma complementação teórica à sua estrutura curricular através das palestras e minicursos; b) Integrar os estudantes, o corpo docente e os profissionais atuantes no mercado de trabalho, de modo a estreitar as relações entre a Universidade e as empresas; c) Dar ênfase às atuais discussões presentes no ramo da engenharia nas áreas de tecnologia, marketing, pesquisa e empreendedorismo; d) Estreitar os laços entre os alunos e empresas de referência nacional e internacional nas áreas de mecânica, mecatrônica e aeronáutica, de modo a abrir espaço para que elas expliquem suas formas de atuação e seus processos de seleção;

5 e) Dar oportunidade aos alunos de iniciação científica para publicar e apresentar seus trabalhos; f) Divulgar as novas tecnologias adotadas pelas indústrias; g) Proporcionar aos estudantes um maior contato com o ambiente industrial e seu processo de fabricação por meio de visitas técnicas. Tal evento, que conta não só com a participação de alunos e professores da FEMEC, mas também de renomados acadêmicos e profissionais das Engenharias Mecânica, Mecatrônica e Aeronáutica, é a principal atividade acadêmica em nível de graduação da FEMEC. A XV Semana da Faculdade de Engenharia Mecânica ocorreu no período de 18 a 22 de Novembro de Em sua programação estiveram incluídas palestras, palestras expositivas, mesas redondas, minicursos, visitas técnicas, estandes, sessões técnicas para apresentação de trabalhos científicos e apresentação de estandes dos vários grupos que compõem a Faculdade, como o BAJA, o AERO e a EDROM. Como palestrantes, foram convidados profissionais de todo o Brasil. As palestras realizadas foram: 1) Palestrante: Prof. Dr. Domingos Alves Rade (Diretor da Faculdade de Engenharia Mecânica - UFU). Palestra: Faculdade de Engenharia Mecânica UFU, Presente, Passado e Futuro Data: 18 de Novembro de Horário: 10h00 12h00. Local: Anfiteatro, bloco 3Q, Campus Santa Mônica. 2) Palestrante: Noé Gomes Neto (Instrutor Empretec Sebrae/ONU/UNCTAD) Palestra: Como se tornar empregável em um mundo de constantes mudanças Data: 18 de Novembro de Horário: 14h00 15h30. Local: Anfiteatro, bloco 3Q, Campus Santa Mônica. 3) Palestrante: Eng. Sérgio Nogueira (Profissional da Sotreq) Palestra: Monitoramento Remoto Data: 18 de Novembro de Horário: 16h00 17h30. Local: Anfiteatro, bloco 3Q, Campus Santa Mônica. 4) Palestrante: Eng. Jeison Bitencourt (Profissional da EMBRACO) Palestra: Repuxo Mecânico Aplicado a Fabricação de Compressores Herméticos (Visão Prática) Data: 19 de Novembro de Horário: 13h30 15h00.

6 Local: Anfiteatro, bloco 3Q, Campus Santa Mônica. 5) Palestrante: Candice Sega (Supervisora de Recursos Humanos do Escritório Regional da John Deere) Palestra: Palestra Expositiva: John Deere Data: 19 de Novembro de Horário: 16h00 17h00. Local: Anfiteatro, bloco 3Q, Campus Santa Mônica. 6) Palestrante: Eng. Alessandro Stabellini e Eng. Douglas Tardiole Kuehne (Profissionais da SEW). Palestra: Palestra Expositiva: SEW Data: 19 de Novembro de Horário: 17h00 18h00. Local: Anfiteatro, bloco 3Q, Campus Santa Mônica. 7) Palestrante: Prof. Thiago Augusto (Prof. da Universidade Federal de Uberlândia). Palestra: Aeronáutica no Brasil e no Mundo Data: 20 de Novembro de Horário: 14h00 15h30. Local: Anfiteatro, bloco 3Q, Campus Santa Mônica. 8) Palestrante: Eng. Celso Duarte (Profissional da Ford). Palestra: Engenharia de Competição Data: 20 de Novembro de Horário: 16h00 17h30. Local: Anfiteatro, bloco 3Q, Campus Santa Mônica. 9) Palestrante: William Mota Baldoino (Pesquisador na Universidade Federal de Uberlandia) Palestra: Engenharia Militar: Atuação e Perspectivas de Carreira Data: 20 de Novembro de Horário: 17h30 18h30. 10) Palestrante: Jardel Beck Palestra: A Mágica do Sucesso: Perseguindo Altos Níveis de Desempenho Data: 22 de Novembro de Horário: 10h 12h.

7 Local: Anfiteatro, bloco 3Q, Campus Santa Mônica. Para ministrantes de minicursos foram convidados docentes da Faculdade de Engenharia Mecânica e profissionais das empresas: ME-PRO, MMTEC, SEW Eurodrive e Aimirin. Os minicursos foram proporcionados para que os participantes aprimorassem suas habilidades nas áreas de seus interesses, de modo que o contato com a atuação do engenheiro fosse amplificado através da experiência compartilhada com o ministrante. Os minicursos realizados durante a XV SEMEC foram: 1) Ministrante: Prof. Dr. Francisco José de Souza Minicurso: Introdução a Motores Data: 19 e 20 de Novembro de Horário: 8h 12h. Local: Anfiteatro 5O-A, Campus Santa Mônica. 2) Ministrante: Eng. Douglas Tardiole Kuenhe (Engenheiro na SEW) Minicurso: Seleção de Acionamentos Data: 19 e 20 de Novembro de Horário: 8h00 12h00. Local: Anfiteatro 5S, Campus Santa Mônica. 3) Ministrante: Eng. Alessandro Stabellini (Engenheiro na SEW) Minicurso: Conversores de Frequência Data: 19 e 20 de Novembro de Horário: 8h00 12h00. Local: Bloco 5RA Campus Santa Mônica. 4) Ministrante: Prof. Dr. Volodymyr Ponomarev Minicurso: Soldagem Data: 19 e 20 de Novembro de Horário: 08h00 12h00. Local: Anfiteatro C, bloco 5O, Campus Santa Mônica. 5) Ministrante: Eng. Luciano Marques (Engenheiro da MMTec). Minicurso: Manutenção Preditiva Data: 19 e 20 de Novembro de Horário: 08h00 12h00. Local: Anfiteatro 5O- E, Campus Santa Mônica. 6) Ministrante: Eng. Fabiano Peres Cintra (Engenheiro da ME-PRO).

8 Minicurso: Solidworks Data: 19 e 20 de Novembro de Horário: 08h00 12h00. Local: Anfiteatro 5O-F, Campus Santa Mônica. 7) Ministrante: Prof. Pedro Nishida Minicurso: Elementos Finitos Aplicado à Acústica e Vibrações Data: 19 e 20 de Novembro de Horário: 08h00 12h00. Local: Anfiteatro 5O-B, Campus Santa Mônica. 8) Ministrante: Iasmin Silva Tavares Minicurso: HP Data: 19 e 20 de Novembro de Horário: 08h00 12h00. Local: Anfiteatro 5O-H, Campus Santa Mônica. 9) Ministrante: Eng. Marcos Euzébio (Engenheiro da Bitzer Compressores) Minicurso: CO 2 na Refrigeração de Supermercados Data: 19 de Novembro de Horário: 08h00 12h00. Local: Anfiteatro 5O-C, Campus Santa Mônica. 10) Ministrante: PET Computação Minicurso: Linux Data: 19 e 20 de Novembro de Horário: 08h00 12h00. Local: Anfiteatro 5O-D, Campus Santa Mônica. 11) Ministrante: Eng. Renato Pacheco (Engenheiro da AIMIRIN) Minicurso: Uma Introdução ao CFD Data: 19 e 20 de Novembro de Horário: 08h00 12h00. Local: Laboratório MFLAB, Campus Santa Mônica. 12) Ministrante: Prof. Dr. Rafael Ariza Minicurso: Seleção de Aços pela Temperabilidade Data: 19 e 20 de Novembro de Horário: 08h00 12h00.

9 Local: Anfiteatro 5R-A e B, Campus Santa Mônica. Houve também espaços reservados para discussão sobre assuntos pertinentes à graduação e ao cotidiano universitário durante a XV SEMEC. Esses espaços foram abertos durante as mesas-redondas do evento, que contaram com a participação de docentes da Universidade Federal de Uberlândia e convidados. As mesas-redondas realizadas foram: 1) Moderadores: Profa. Dra. Rosenda Valdés Arencibia; Ibrahim Muhammad Abubakar (Discente do Curso de Engenharia Mecatrônica); Alexandre Felipe Medina Corrêa (Discente do Curso de Engenharia Aeronáutica) Mesa-Redonda: Como se Adequar a Novas Culturas Data: 22 de Novembro de Horário: 08h00 9h30. Local: Anfiteatros 5S, Campus Santa Mônica. 2) Moderadores: Eng. Luiz Gustavo Peixoto (Engenheiro na Souza Cruz) e Gabriel Maradei (Engenheiro recém formado pela Universidade Federal de Uberlândia) Mesa-Redonda: O Início da Carreira Profissional: A Trajetória de um Trainee Data: 22 de Novembro de Horário: 08h00 9h30. Local: Anfiteatro 3Q, Campus Santa Mônica. As sessões técnicas ocorreram no dia 19/11, das 15h00 às 16h00. As apresentações foram em forma de banner em um momento sucessor ao do coffee-break no Centro de Convivências da Universidade Federal de Uberlândia. Ao todo foi apresentado quatorze trabalhos que abrangeram as seguintes áreas: Processos de Fabricação e Ciência dos Materiais; Métodos Numéricos e Computacionais; Fenômenos de Transporte e Mecânica dos Fluídos; Robótica, Automação e Controle e Mecânica dos Sólidos e Vibrações. Foram realizadas visitas técnicas para proporcionar aos participantes o contato com o processo fabril. O objetivo foi trazer aos alunos a oportunidade de conhecer os diversos processos de produção que envolve a atuação do Engenheiro Mecânico, Mecatrônico ou Aeronáutico. Sendo assim indústrias na região de abrangência da UFU, nos estados de Minas Gerais, Goiás e São Paulo foram cotadas para as visitas técnicas. As visitas técnicas ocorreram todas no dia 21 de Novembro e foram destinadas às seguintes indústrias: 1) Indústria: Uberbrau (Uberlândia - MG) Horário: 8h20. 2) Indústria: TGM (Sertãozinho - SP)

10 Horário: 8h30. 3) Indústria: Kinross (Paracatu MG) Horário: 5h. 4) Indústria: Usina Hidrelétrica de Furnas (Araporã MG) Horário: 5h30. 5) Indústria: Souza Cruz (Uberlândia MG) Horário: 8h20. 6) Indústria: Cargill (Uberlândia MG) Horário: 07h20. 7) Indústria: Graal Alumínios (Uberlândia MG) Horário: 08h20 e 14h20. 8) Indústria: John Deere (Catalão GO) Horário: 6h30. 9) Indústria: HEFPEL (Uberlândia MG) Horário: 07h20 e 13h20. A comissão organizadora foi composta por todos os membros do grupo PETMEC, em conjunto com alguns membros da Empresa Júnior Meta Consultoria da FEMEC e o Diretório Acadêmico da Engenharia Mecatrônica, DATRON. Semanalmente, ocorriam reuniões com a comissão organizadora, que contou com a ajuda e instrução do tutor do grupo PETMEC, Prof. Dr. Odenir de Almeida. Com o objetivo de cumprir todo o planejamento proposto para essa atividade, essas reuniões tiveram início no mês de Fevereiro e prolongaram-se pelos meses seguintes, e perdurou até a semana anterior ao evento. Nelas foram avaliadas diversas questões, como: a duração e os temas das palestras; os minicursos a serem ministrados; as empresas patrocinadoras; as empresas que receberiam as visitas técnicas; os temas a serem debatidos nas mesas redondas; o funcionamento do coffee-break e coquetel; a maneira como seriam feitas as inscrições; os direitos dos participantes; os temas para as sessões técnicas e a forma como elas seriam; entre diversos outros aspectos pertinentes em um evento de grande porte. Nº de membros do grupo envolvidos na organização da atividade: Doze (Giulianna Giannecchini, Guilherme de Faria Giachero, Higor Luis Silva, Jefferson Raimundo Magalhães, Kaique Araújo Guimarães, Lucas Prata Muzetti, Marco Aurélio Matos Júnior,

11 Marina Annichino Batagin, Matheus Rosa Pereira do Couto, Rodrigo Ferreira Abdulmassih, Scárlety Lemos de Souza, Stheffn Borgg Reis de Almeida Freitas,). Promotores da atividade: Grupo PETMEC, membros da Meta Consultoria e Diretório Acadêmico da Engenharia Mecatrônica (DATRON). Parceiros ou colaboradores da atividade: Corpo docente da Faculdade de Engenharia Mecânica da UFU, dentre eles: Prof. Dr. Domingos Alves Rade; Prof. Dr. Pedro Nishida; Prof. Dr. Thiago Augusto; Profa. Dra. Rosenda Valdés Arencibia; Prof. Dr. Francisco José de Souza; Prof. Dr. Rafael Ariza; Prof Dr. Giuliano Venson, Prof. Dr. Volodymyr Ponomarev. Alunos dos cursos de Engenharia Mecânica, Mecatrônica e Aeronáutica pertencentes ao Diretório Acadêmico da Engenharia Mecatrônica, DATRON. Alunos dos cursos de Engenharia Mecânica, Mecatrônica e Aeronáutica pertencentes à Meta Consultoria; Empresas patrocinadoras: SEW Eurodrive, Embraer, John Deere, Radix, Sotreq, AIMIRIN, Insuflar, Uptime, Villares Metals, Cargill, e ABCM (Associação Brasileira de Engenharia e Ciências Mecânicas); Empresas colaboradoras: MMTEC, ME-PRO, TGM, Kinross, Usina Hidrelétrica de Furnas, Graal Alumínios, Souza Cruz, Uberbrau e HEFPEL. Justificativa para realização da atividade: A atividade que estava prevista no planejamento de atividades do grupo, veio a comprovar a importância desse tipo de atividade, que transpõe a grade curricular dos graduandos dos cursos de Engenharia Mecânica, Mecatrônica e Aeronáutica. Considerase que o PET, como órgão ligado aos cursos de graduação da Faculdade de Engenharia Mecânica e destinado ao enriquecimento e complementação da graduação, deve contribuir efetivamente para a realização da tradicional Semana da Faculdade de Engenharia Mecânica. A atividade é a principal atividade acadêmica em nível de graduação da FEMEC. Esse formato de atividade foi escolhido pelo seu potencial de enriquecimento intelectual e pedagógico. Ela proporciona aos estudantes a aquisição de novos conhecimentos técnicos em engenharia, o contato direto com as mais diferentes empresas e suas formas de trabalho, o conhecimento das mais novas tendências empregadas nos diferentes ramos industriais, a troca de experiências com profissionais gabaritados e professores capacitados, a discussão de temas muitas vezes não abordados em sala de aula, o acesso aos resultados e conclusões das atividades de pesquisa desenvolvidas por membros da Universidade, um maior contato com graduandos de outros períodos e

12 cursos, entre outros. A organização e planejamento da XV SEMEC acrescentam muito ao Grupo PETMEC, tendo em vista sua dimensão e complexidade. Assim, todos que se envolveram nessa atividade obtiveram grande crescimento pessoal e, principalmente, profissional. Resultados esperados com a atividade: a) Contribuir para o enriquecimento acadêmico do evento mais importante no âmbito da graduação dos cursos de Engenharia Mecânica, Mecatrônica e Aeronáutica; b) Contribuir para o enriquecimento acadêmico dos discentes vinculados aos cursos de Engenharia Mecânica, Mecatrônica e Aeronáutica da UFU; c) Garantir aos integrantes do grupo PET Engenharia Mecânica a oportunidade de organizar e realizar uma atividade de grande interdisciplinaridade; d) Promover diálogo aberto e amplo entre os estudantes, professores e profissionais do setor empresarial; e) Atingir o público alvo por meio de abordagem interdisciplinar e acessível; f) Promover o enriquecimento pedagógico dos Cursos de Engenharia Mecânica, Mecatrônica e Aeronáutica, de forma inovadora através das experiências compartilhadas entre participantes, docentes, pesquisadores e profissionais da indústria; g) Trazer à luz questões e temáticas atuais do mercado de trabalho que possam escapar ao tratamento proporcionado pela grade curricular convencional dos vários cursos da UFU; h) Permitir que os participantes descubram áreas de atuações e a funcionalidade do seu curso em diferentes empresas vigentes no mercado; i) Criar condições para que alunos de graduação da UFU compartilhem os resultados de suas atividades de pesquisa com a comunidade acadêmica, divulgando assim a produção científica dos alunos de iniciação científica da Faculdade de Engenharia Mecânica. Resultados alcançados com a atividade: Desde a sua primeira edição a SEMEC tem apresentado resultados positivos para o âmbito acadêmico da FEMEC. O constante aperfeiçoamento da SEMEC feito pelo grupo PETMEC, na tentativa de alcançar temáticas inovadoras, tem acarretado em um aumento do número de participantes a cada edição do evento. Na XV SEMEC, a significativa presença e participação do público nas palestras, minicursos, mesas redondas, sessões técnicas e visitas técnicas revelaram que a atividade conseguiu alcançar os objetivos almejados. Ao final das palestras e sessões técnicas feitas pelos palestrantes convidados e alunos de graduação da FEMEC, respectivamente, o público presente mostrou-se interessado e participativo, sinal de que as escolhas temáticas e o formato da atividade realizada surtiram o efeito esperado. O evento contou com a participação de aproximadamente 340 pessoas. Comentário geral: Graças ao esforço conjunto do corpo docente da FEMEC, dos integrantes do Grupo PET Engenharia Mecânica e de alguns alunos dos cursos de Engenharia Mecânica,

13 Mecatrônica e Aeronáutica, a semana como um todo obteve êxito. Observa-se também a importância dos recursos audiovisuais e de infraestrutura fornecidos pela FEMEC e pela Divisão de Audiovisual da UFU para a execução da atividade em tela. Devido a pedidos de melhoria da edição anterior a comissão organizadora proporcionou visita técnica para todos os participantes em locais muito cotados no ramo de engenharia como: Kinross, John Deere e Usina Hidrelétrica de Furnas. Vale salientar também que o último dia foi extremamente satisfatório devido ao elevado comparecimento dos participantes nas mesas redondas e na emocionante palestra de encerramento do Jardel Beck, que foi aplaudida de pé pelos participantes. Além disso, a alimentação, coffee-break e coquetel, foi muito elogiada pelos participantes devido à qualidade e a quantidade. Por fim, vale dizer que um dos fatores que contribuiu significativamente para o sucesso da atividade foram as reuniões semanais da Comissão Organizadora da SEMEC que tornaram possível a avaliação, o acompanhamento criterioso e a seleção de meios para o aprimoramento da atividade. Natureza da Atividade Realizada: Competição de Engenharia Universitária. Tema: VI Desafio PETMEC Profecia Maia: Sobreviventes Cronograma de Execução da Atividade: Marque com X os meses de execução da atividade até a elaboração deste relatório. Jan X Fev X Mar X Abr X Mai X Jun X Jul Ago Set Out Nov Dez Público Alvo: Alunos de graduação em Engenharia Mecânica, Mecatrônica, Aeronáutica e áreas afins da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e região. Descrição da Atividade: O Desafio PETMEC é um evento realizado anualmente pelo PET da Faculdade de Engenharia Mecânica (PETMEC) a fim de proporcionar aos alunos de graduação da UFU e de outras Faculdades do município um maior contato com a prática da engenharia, sempre com um tema novo e atual. Ano após ano, o grupo PETMEC busca inovar na escolha dos temas do evento para que este seja mais atrativo para os participantes e pessoas que prestigiam o evento. Na primeira edição, abordou-se o tema Lançadores de Precisão, na segunda Veículos de Precisão, na terceira Automóvel de Velocidade, na quarta Tiro ao Gol e na quinta

14 Thriatlon Automotivo. Vale destacar que a cada edição mais alunos se envolvem com a atividade fazendo com que aumente a participação da comunidade exterior à universidade. No ano de 2013, o Grupo PETMEC realizou a sexta edição do Desafio PETMEC, cujo tema foi Profecia Maia: Sobreviventes. Cada equipe, composta por três integrantes, construiu um veículo cujo objetivo era cumprir quatro etapas distintas, fazendo a melhor pontuação possível em cada fase proposta. As inscrições se iniciaram no dia 13 de dezembro de 2012 e terminaram no dia 9 de fevereiro de O dia de entrega do relatório foi estabelecido pela Comissão Organizadora para o dia 4 de junho de 2013 via . As apresentações dos seminários ocorreram nos dias 18 e 19 de junho de 2013 no anfiteatro 5O-H do Campus Santa Mônica da UFU. Por fim, a competição ocorreu no dia 21 de junho de 2013 no Centro de Convivência do Campus Santa Mônica, contando com uma estrutura planejada para atender toda a demanda do público e sorteio de camisetas para os presentes. A etapa de competição compreendeu uma fase classificatória e uma fase final: 1. Fase Classificatória: a) A primeira etapa, denominada etapa ar, teve como objetivo que o protótipo percorresse uma pista plana em linha reta onde, sendo que no sentido contrário ao movimento do veículo, houve um fluxo de ar constante proveniente de um ventilador industrial. b) A segunda etapa, denominada etapa terra, foi constituída de uma pista composta por três terrenos diferentes (solos distintos), sob inclinações e alturas diferentes. O veículo teve que percorrer toda a pista, passando por todos os terrenos. A pontuação foi de acordo com o número de regiões percorridas. c) A terceira etapa, denominada etapa água, teve como objetivo propor que a equipe construísse um dispositivo que conseguisse captar água de um reservatório e bombeá-la até outro, que se encontrava mais alto que o primeiro. Ambos os reservatórios foram fornecidos pela comissão organizadora e tiveram as dimensões de 20x20x30 cm. A equipe que bombeou a maior massa de água dentro de 1 minuto, fez a melhor pontuação. 2) A fase final, denominada como etapa fogo, foi uma surpresa na competição, ou seja, os participantes não sabiam quais competências seriam exigidas nessa etapa, salvo que a mesma seria baseada na etapa água. As regras e especificações dessa etapa foram informadas pela comissão organizadora apenas no momento em que a mesma foi realizada. Após a explicação, as equipes tiveram como objetivo usar o dispositivo de bombeamento, construído para a etapa de água, para apagar focos de fogo dispostos em vários pontos a uma distância arbitrária da pista de competição. A fase classificatória foi composta pelas três etapas explicadas anteriormente e serviu apenas para selecionar as quatro melhores equipes que participaram da fase final. O vencedor de toda a parte prática da competição foi aquele que conseguiu apagar mais

15 focos de fogo em duas baterias de prova e que, consequentemente, foi o vencedor da fase de disputas. Além da pontuação da etapa de disputas, a nota final de cada equipe também foi composta de uma nota de relatório e de seminário. No relatório, continham todas as especificações detalhadas do projeto, e no seminário, as equipes apresentaram seus protótipos à comissão organizadora. A classificação geral das equipes foi definida a partir da soma das pontuações obtidas na fase de relatório, seminário e competição. Os vencedores foram aqueles que alcançaram o maior número de pontos, distribuídos da seguinte maneira: 25 pontos para o relatório, 25 pontos para o seminário e 50 pontos para a etapa da competição, sendo distribuída da seguinte forma: 1º Lugar vencedor da etapa final 50 pontos 2º Lugar segundo colocado da etapa final 40 pontos 3º Lugar terceiro colocado da etapa semifinal 30 pontos 4º Lugar quarto colocado da etapa semifinal 25 pontos 5º Lugar quinto melhor tempo na etapa classificatória 20 pontos 6º Lugar sexto melhor tempo na etapa classificatória 15 pontos 7º Lugar sétimo melhor tempo na etapa classificatória 10 pontos 8 ºLugar oitavo melhor tempo na etapa classificatória 5 pontos Xº Lugar - xº melhor tempo na etapa classificatória 05 pontos (p/ x 8) A premiação foi obtida com o apoio financeiro dos patrocinadores, para as quatro melhores equipes, sendo: 1º Lugar - 3 Videogames XBOX 360; 2º Lugar - 3 Calculadoras HP 50G; 3º Lugar - 3 vales de 100 reais para serem gastos na empresa Pão de Batata; 4º Lugar 3 Calculadoras Casio Fx-82ms. O VI Desafio PETMEC teve 25 equipes inscritas, contendo alunos da Engenharia Mecânica, Engenharia Mecatrônica, Engenharia Aeronáutica e Engenharia Elétrica, do segundo ao oitavo período. Porém, apenas 8 equipes conseguiram finalizar a confecção de seus protótipos e participar da etapa de competição. As equipes premiadas foram: Magaiver, Two and Half Men, The Champs e E-Keep Walking, sendo primeiro, segundo, terceiro lugar e quarto lugar respectivamente.

16 O caráter inovador do Desafio sempre é motivo de interesse dos graduandos e da comunidade acadêmica. A fim de estender o evento para a comunidade local, o VI Desafio PETMEC foi televisionado pela TV Universitária, que confeccionou uma matéria com o intuito de expor o evento e a transmitiram em rede local, por meio de programas em sua emissora. Além disso, a competição também foi divulgada pelo Jornal Correio e no site da UFU. O evento também contou com a presença de professores da Faculdade de Engenharia Mecânica, que apoiam a atividade e incentivam os alunos a participarem de iniciativas como esta. Nº de membros do grupo PET envolvidos na organização da atividade: Quinze (Bruno Ribeiro de Mendonça Gonçalves da Silva, Caio Scafuto Lauar, Déborah de Oliveira, Giulianna Giannecchini, Guilherme de Faria Giachero, Higor Luis Silva, Jefferson Gomes Nascimento, Jefferson Raimundo Magalhães, Kaique Araújo Guimarães, Lucas Prata Muzetti, Marcelo Samora Sousa Júnior, Marina Annichino Batagin, Odenir de Almeida, Scárlety Lemos de Souza, Stheffn Borgg Reis de Almeida Freitas). Promotores da atividade: Grupo PETMEC. Parceiros ou colaboradores da atividade: Faculdade de Engenharia Mecânica; Pró-reitoria de Ensino e Extensão (PROEX); Empresas Patrocinadoras: Radix, Brunella, Toyota, Q-Mais Conveniência, Pão de Bata, Casa das Borrachas, Excellent Global, VulcaFlex, Papelaria Central, Bonafruta. Justificativa para realização da atividade: O Desafio PETMEC trata-se de um evento no qual o espírito de competição permite estimular amplamente o relacionamento e a troca de experiências entre alunos de diversas áreas da engenharia, envolvendo graduandos, professores e a comunidade de uma forma geral. Dessa forma, proporciona à comunidade vislumbrar o trabalho desenvolvido pelos graduandos de engenharia, através de um diversificado número de projetos. O desafio de engenharia representa o momento em que o futuro profissional pode experimentar situações semelhantes às encontradas nas indústrias e até mesmo em centros de desenvolvimento e estudo de novas tecnologias. A iniciativa permite que os alunos possam aplicar os conhecimentos adquiridos na graduação, além de desenvolver habilidades como trabalho em grupo, dinamismo, criatividade e multidisciplinaridade. A competição rompe com a rotina de estudos restritos e a convencional reprodução do conhecimento que é praticada durante a graduação através da execução de todas as fases de um projeto. A escolha de um assunto atual permite o desenvolvimento de ideias e

17 processos com possíveis aplicações, tratando-se de um projeto de temática heterogênea e que abrange áreas diferentes dentro da engenharia. Como forma de mostrar alguns dos desafios enfrentados na concepção e projeto de um protótipo, a equipe PETMEC fornece aos estudantes de engenharia a possibilidade de participar desse desafio. Propondo, então, a construção de um protótipo, compatível com o nível de conhecimento e prática dos estudantes. A equipe espera inserir o público alvo nesse meio, entendendo também que aqueles que aceitarem o desafio aprenderão com as dificuldades que certamente aparecerão e assim se tornarão melhores profissionais, para a atuação nessa e em qualquer outra área das engenharias. Resultados esperados com a atividade: a) Ajudar a desenvolver nos alunos participantes as características necessárias a um futuro profissional de engenharia, que deve ser capaz de apresentar soluções simples, eficientes e simultaneamente eficazes dentro de um pequeno espaço de tempo; b) Incentivar a criatividade, o senso crítico e uma ampla visão do problema proposto; c) Mostrar aos graduandos uma simulação da realidade empresarial, em que eles devem se adequar às necessidades do mercado e de empresas do ramo de engenharia; d) Possibilitar a atuação prática do futuro engenheiro; e) Inovar a forma adquirir novos conhecimentos, de forma a sair do convencional e facilitar o aprendizado do que é exposto em sala de aula; f) O evento visa permitir que os competidores vivenciem o trabalho em grupo e a atuação equilibrada e sadia em uma competição; g) Outro resultado esperado com esta atividade foi despertar na comunidade e nos participante maior interesse pela engenharia e conhecimentos tratados na área. Resultados alcançados com a atividade: Os resultados superaram, mais uma vez, as expectativas do grupo PET. Algumas equipes de outras edições participaram novamente da atividade, o que mostra uma clara continuidade do projeto do Desafio PETMEC ao longo dos anos. A mudança anual de tema também propicia a continuidade do projeto, já que a cada ano os alunos são confrontados com um novo desafio para trabalho. O grupo PET teve um grande crescimento profissional, dada à necessidade de desenvolver projetos e regulamentos e à necessidade de entrar em contato com patrocinadores e negociar com fornecedores. Também é válido que as equipes exploraram com notável criatividade o regulamento proposto, de forma que quando da competição a Comissão Organizadora teve a feliz surpresa de identificar projetos das mais variadas formas e tamanhos. Por fim, é notória a repercussão do Desafio perante a comunidade acadêmica e local da cidade de Uberlândia. Em vista da credibilidade do evento adquirida após as cinco últimas edições bem sucedidas, notou-se grande interesse por partes das pessoas em

18 conhecer e presenciar a competição, bem como de programas locais em divulgá-la. Comentário Geral: O evento desperta a atenção diversa da comunidade acadêmica. Fato comprovado pelo aumento de público na etapa de competição, assim como pelo fenômeno claramente observado de aumento do interesse de estudantes de outras áreas da engenharia sobre o evento. Ressalta-se que este projeto, além de contar com enorme apoio e participação da comunidade acadêmica, requer trabalho e dedicação do grupo PET ao longo de grande parte do ano, já que engloba fases de longa duração. Tais fases vão desde a concepção do tema, redação de projeto a patrocinadores e regulamento da competição, até a busca por patrocinadores e a organização do evento em si, nos dias de apresentação de seminários e competição, sendo, portanto um trabalho extenso e contínuo. Sem dúvidas todo esse esforço para a realização da atividade ajuda, e muito, na melhora do ensino na graduação, tanto para os participantes quanto para os petianos que trabalham na realização do Desafio. O VI Desafio PETMEC ocorreu de maneira bem sucedida com excelente repercussão entre docentes, discentes, órgãos de fomento acadêmico e empresas. Sendo assim, o evento teve um caráter abrangente e engrandecedor, o que motiva a organização para o próximo Desafio PETMEC. Natureza da Atividade Realizada: Estudo sobre o histórico da Faculdade de Engenharia Mecânica Tema: Livro sobre a História da Faculdade de Engenharia Mecânica. Cronograma de Execução da Atividade: Marque com X os meses de execução da atividade até a elaboração deste relatório. Jan X Fev X Mar X Abr X Mai X Jun X Jul X Público Alvo: Ago X Set X Out X Nov X Dez X A atividade tem como público alvo estudantes da Faculdade Engenharia Mecânica (FEMEC) da UFU além de toda a comunidade externa a UFU. Descrição da Atividade: A necessidade de resgatar o histórico da Faculdade de Engenharia Mecânica é assunto tema das reuniões de colegiado e conselho dos cursos de Engenharia Mecânica, Mecatrônica e Aeronáutica. É fato, que a Faculdade de Engenharia Mecânica é pioneira na

19 UFU. Fundada na década de 60 foi marco para o desenvolvimento da universidade e sempre se despontou pelo nível técnico do seu quadro de professores e nível profissional dos engenheiros formados. Mais do que isso, a Faculdade de Engenharia mecânica cresceu e expandiu-se junto com a própria expansão da Universidade. No entanto, toda essa história está contextualizada em notícias pontuais, fotos, entrevistas e outras fontes, muitas delas retidas em arquivo da universidade, ou mesmo retidas com professores da faculdade. Assim sendo, vem se discutindo a real necessidade de resgatar esse histórico. Em uma reunião do conselho da faculdade, decidiu-se por uma reestruturação da Faculdade e criação de um plano de desenvolvimento para os próximos 10 anos. Assim em 2012 nasceu a ideia do Grupo PETMEC escrever um livro versando sobre a história da Faculdade de Engenharia Mecânica. Essa atividade iniciou-se e ainda está em execução, principalmente devido ao aspecto da pesquisa e levantamento de informações históricas. Nº de membros do grupo envolvidos na organização da atividade: Todos os integrantes do Grupo PET, incluindo o Tutor. Promotores da atividade: Grupo PETMEC. Parceiros ou colaboradores da atividade: Faculdade de Engenharia Mecânica; Biblioteca do Campus Santa Mônica; Arquivo Público Municipal. Justificativa para realização da atividade: Dando continuidade ao extenso trabalho, ao longo de 2013 os alunos do PET da Faculdade de Engenharia Mecânica se dedicaram a colher informações históricas sobre a Faculdade. Extensa pesquisa foi conduzida aos acervos da Biblioteca do Campus Santa Mônica, Jornais de Uberlândia e Acervo Público. Além disso, os alunos tiveram a oportunidade de localizar antigos professores, técnicos e pessoas públicas da época de fundação da Universidade Federal de Uberlândia e também da Faculdade de Engenharia de Uberlândia, tendo a oportunidade de entrevista-los e compartilhar informações daquelas pessoas que viveram a criação da Faculdade. No contexto do material a ser publicado, os alunos tiveram que catalogar datas e fatos históricos, compondo uma linha do tempo e agrupando assuntos pertinentes e relevantes ao contexto histórico da Faculdade. Fotos, entrevistas, documentos, notícias veiculadas em jornais da época. Tudo isso compõe o livro que será publicado contando a história da FEMEC. Resultados esperados com a atividade: Resgatar o histórico da Faculdade de Engenharia Mecânica. Trazer aos alunos dos cursos de Engenharia Mecânica, Mecatrônica e Aeronáutica da Faculdade de Engenharia

20 Mecânica o contexto histórico e, ao mesmo tempo, localizá-los nesta história continuamente escrita. Resultados alcançados com a atividade: Catalogação de fotos, notícias, histórias, filmes e entrevistas coletadas ao longo dos últimos 40 anos e que contextualizam a Faculdade no cenário local, nacional e mesmo internacional. Foi ainda definido o layout do livro. Todo esse material será conduzido a Editora da UFU no mês de março de Comentário Geral: O resgate do histórico da Faculdade de Engenharia Mecânica mostrou ser uma atividade muito nobre, realizada pelos alunos do Grupo PET e está sendo bem reconhecida pelos professores e demais discentes da Faculdade de Engenharia Mecânica. Natureza da Atividade Realizada: Minicurso Tema: Como Fazer Relatórios Técnico-científicos e Currículo na Plataforma Lattes Cronograma de Execução da Atividade: Jan Fev Mar Abr Mai Jun X Jul Ago Set Out Nov Dez Público Alvo: Essa atividade é destinada a toda a comunidade acadêmica, visando principalmente à participação de alunos de Engenharia, embora não restrinja a participação de outros cursos. O público foi de 25 pessoas. Descrição da Atividade: O minicurso de Como Fazer Relatórios Técnico-científicos e Currículo na Plataforma Lattes foi uma atividade de caráter inovador realizado pelo PET Engenharia Mecânica. Essa atividade teve como objetivo complementar a formação acadêmica do estudante ao ensinar técnicas simples de como redigir um relatório técnico-científico, além de ensiná-los a utilizar a plataforma de currículo Lattes. O minicurso ocorreu em três dias (11, 12 e 13 de junho) e em duas etapas: 1) Primeira etapa: Durante os dois primeiros dias, o minicurso foi destinado a ensinar os alunos a confeccionar um relatório técnico-científico, sendo que cada dia teve duração de quatro horas. Nesta etapa, aos alunos foram ensinadas técnicas de formatação, layout e linguagem adequada a um relatório técnico científico, além de

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR. Planejamento Anual de Atividades 2012 (01 de janeiro de 2012 a 31 de dezembro de 2012)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR. Planejamento Anual de Atividades 2012 (01 de janeiro de 2012 a 31 de dezembro de 2012) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO DA REDE IFES PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL Planejamento Anual de Atividades 2012 (01 de janeiro de 2012 a 31 de dezembro

Leia mais

Parceria faculdade-empresa na área de jornalismo

Parceria faculdade-empresa na área de jornalismo Parceria faculdade-empresa na área de jornalismo ANA EUGÊNIA NUNES DE ANDRADE Jornalista, professora do Curso de Comunicação Social habilitação em Jornalismo, da Universidade do Vale do Sapucaí (Univás)

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO 2015 PET

EDITAL PROCESSO SELETIVO 2015 PET EDITAL PROCESSO SELETIVO 2015 PET Sociologia Jurídica Faculdade de Direito da USP (Largo São Francisco) Departamento de Filosofia e Teoria Geral do Direito (DFD) 1. Sobre o PET Iniciado em 1979, na Coordenação

Leia mais

PROJETO INTEGRANDO: A MATEMÁTICA NA REALIDADE

PROJETO INTEGRANDO: A MATEMÁTICA NA REALIDADE PROJETO INTEGRANDO: A MATEMÁTICA NA REALIDADE Manuella Heloisa de Souza Carrijo- UFG - bolsista-manuella_heloisa@hotmail.com Humberto Chaves Ribeiro-UFG -bolsista- humbertoribeiro87@gmail.com José Pedro

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES 1 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Este regulamento, elaborado pela Coordenação do Curso de Ciências Econômicas da Universidade Metodista de São Paulo, tem por objetivo regulamentar o desenvolvimento

Leia mais

apresentação oral sobre temas concernentes às especificidades do curso de Redes de Computadores;

apresentação oral sobre temas concernentes às especificidades do curso de Redes de Computadores; CENTRO DE ENSINO SUPERIOR FABRA MANTENEDOR DA ESCOLA DE ENSINO SUPERIOR FABRA Cred. Pela Portaria Ministerial nº 2787 de 12/12/2001 D.O.U. 17/12/2001 Rua Pouso Alegre, nº 49 Barcelona Serra/ES CEP 29166-160

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES

ATIVIDADES COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamento das Atividades Complementares dos Cursos de Graduação da Faculdade Barretos Art. 1º - O presente Regulamento tem por finalidade definir normas e critérios para a seleção

Leia mais

EMPRESA JÚNIOR UMA PROPOSTA DE INTEGRAÇÃO ENTRE UNIVERSIDADE E SOCIEDADE EMPRESARIAL 1

EMPRESA JÚNIOR UMA PROPOSTA DE INTEGRAÇÃO ENTRE UNIVERSIDADE E SOCIEDADE EMPRESARIAL 1 EMPRESA JÚNIOR UMA PROPOSTA DE INTEGRAÇÃO ENTRE UNIVERSIDADE E SOCIEDADE EMPRESARIAL 1 PACHECO, Jean Alves 2 ; CARDOSO, Fernando Assunção 3 ; YAMANAKA, Lie 4 Palavras-chaves: Empresa Júnior, extensão,

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA SELEÇÃO DE PROJETOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PARA O PERÍODO 2015/2016

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA SELEÇÃO DE PROJETOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PARA O PERÍODO 2015/2016 EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA SELEÇÃO DE PROJETOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PARA O PERÍODO 2015/2016 O Comitê Institucional de Iniciação Científica do Centro Universitário Estácio Radial de São Paulo, torna

Leia mais

Regulamenta a validação e registro das Atividades Complementares dos cursos de Graduação das Faculdades Projeção.

Regulamenta a validação e registro das Atividades Complementares dos cursos de Graduação das Faculdades Projeção. RESOLUÇÃO Nº 01/2011 Regulamenta a validação e registro das Atividades Complementares dos cursos de Graduação das Faculdades Projeção. O Conselho Superior da Faculdade Projeção, com base nas suas competências

Leia mais

CURSOS DIURNO E NOTURNO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO PEDAGÓGICO

CURSOS DIURNO E NOTURNO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO PEDAGÓGICO CURSOS DIURNO E NOTURNO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO PEDAGÓGICO a) Perfil do curso (máximo: ½ página) Em 1954 foi criado na UFMG

Leia mais

Centro Universitário Estácio Uniseb

Centro Universitário Estácio Uniseb Centro Universitário Estácio Uniseb PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PIBIC) E d i t a l d e C o n c u r s o p a r a S e l e ç ã o d e P r o j e t o s d e I n i c i a ç ã o C i

Leia mais

Comissão avalia qualidade de ensino da FABE

Comissão avalia qualidade de ensino da FABE CPA / PESQUISA Comissão avalia qualidade de ensino da FABE Avaliação positiva: A forma de abordagem dos objetivos gerais dos cursos também foi bem avaliada e a qualidade do corpo docente continua em alta.

Leia mais

PPI PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL Política Pedagógica Institucional Faculdade Eniac Ver. 02 (2010 / 2011) APRESENTAÇÃO

PPI PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL Política Pedagógica Institucional Faculdade Eniac Ver. 02 (2010 / 2011) APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO O presente documento tem por finalidade apresentar o PPI que é o Projeto Pedagógico Institucional do ENIAC, conjunto das melhores práticas pedagógicas, tecnológicas, administrativas e de gestão

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 026/2012 CONSEPE (Alterada pela Resolução nº 019/2013 - CONSEPE) (Alterada pela Resolução n 043/2014 CONSEPE)

RESOLUÇÃO Nº 026/2012 CONSEPE (Alterada pela Resolução nº 019/2013 - CONSEPE) (Alterada pela Resolução n 043/2014 CONSEPE) RESOLUÇÃO Nº 026/2012 CONSEPE (Alterada pela Resolução nº 019/2013 - CONSEPE) (Alterada pela Resolução n 043/2014 CONSEPE) Regulamenta as atividades complementares nos cursos de graduação da UDESC. O Presidente

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO EMPRESARIAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO

REGULAMENTO PROJETO EMPRESARIAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO Apêndice Regulamento do Projeto Empresarial REGULAMENTO PROJETO EMPRESARIAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO 1. APRESENTAÇÃO O Projeto Empresarial constitui um momento de aquisição, construção e aprimoramento

Leia mais

III SEMANA DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E CULTURA - SECITEC

III SEMANA DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E CULTURA - SECITEC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS CÂMPUS JUIZ DE FORA DIRETORIA DE ENSINO DIRETORIA DE PESQUISA, INOVAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO DIRETORIA DE EXTENSÃO E RELAÇÕES COMUNITÁRIAS

Leia mais

FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO / CPA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA CPA NO ANO DE 2013

FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO / CPA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA CPA NO ANO DE 2013 FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO / CPA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA CPA NO ANO DE 2013 Sete Lagoas Março de 2014 Sumário 1. DADOS DA INSTITUIÇÃO... 4 1.1. Composição da Comissão

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 028/2011 CONSEPE (Revogada pela Resolução n 026/2012 CONSEPE)

RESOLUÇÃO Nº 028/2011 CONSEPE (Revogada pela Resolução n 026/2012 CONSEPE) RESOLUÇÃO Nº 028/2011 CONSEPE (Revogada pela Resolução n 026/2012 CONSEPE) Regulamenta as Atividades Complementares nos Cursos de Graduação da UDESC. A Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão

Leia mais

Curso de Tecnologia em Marketing. Manual. Projeto Integrador

Curso de Tecnologia em Marketing. Manual. Projeto Integrador Curso de Tecnologia em Marketing Manual Projeto Integrador Ano: 2014 2 Sumário 1. Introdução... 2. Caracterização Geral do Projeto... 3 4 2.1 Projeto Integrador I... 5 2.2 Projeto Integrador II e III...

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTA - 2014 GRUPO PET FARMÁCIA VIVA

EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTA - 2014 GRUPO PET FARMÁCIA VIVA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CURSO: FARMÁCIA EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTA - 2014 GRUPO PET FARMÁCIA VIVA O GRUPO PET FARMÁCIA VIVA torna público aos estudantes de graduação do

Leia mais

Programa de Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional PROFMAT

Programa de Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional PROFMAT Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) Programa de Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional PROFMAT Projeto de adesão da UFOP ao PROFMAT para submissão a CAPES em 2014. 2014 Identificação

Leia mais

Planejamento Anual - 2014

Planejamento Anual - 2014 Planejamento Anual - 2014 Tutor Email SILVANA SOUZA SILVEIRA silvana.silveira@pucrs.br Informações do Planejamento Planejamento quanto à participação/contribuição do (a) tutor (a) nas atividades e na formação

Leia mais

XVI COLÓQUIO DE USINAGEM

XVI COLÓQUIO DE USINAGEM VI COLÓQUIO DE USINAGEM 18 e 19 de Outubro de 2012 Auditórios da BBT e Economia Rural UFV Realização: Departamento de Engenharia de Produção e Mecânica - DEP Idealização:

Leia mais

Curso de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos

Curso de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos Curso de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos Manual Projeto Interdisciplinar Ano: 2014 2 Sumário 1. Introdução... 2. Caracterização Geral do Projeto... 3 4 2.1 Projeto Interdisciplinar I... 5 2.2

Leia mais

FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS FMU GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES. Departamento de Ciências Exatas e Gerenciais

FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS FMU GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES. Departamento de Ciências Exatas e Gerenciais FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS FMU GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Departamento de Ciências Exatas e Gerenciais CURSOS : ADMINISTRAÇÃO CIÊNCIAS ATUARIAIS CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CIÊNCIAS

Leia mais

Curso de Tecnologia em Gestão Comercial

Curso de Tecnologia em Gestão Comercial Curso de Tecnologia em Gestão Comercial Manual Projeto Interdisciplinar Ano: 2015/2 2 Sumário 1. Introdução... 2. Caracterização Geral do Projeto... 3 4 2.1 Projeto Interdisciplinar I e III... 5 2.2 Responsáveis

Leia mais

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE DIREITO REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES 2 DA FINALIDADE E DO OBJETIVO Art. 1º. As Atividades Complementares do Curso de Direito da Faculdade Unida de Suzano serão regidas por este Regulamento.

Leia mais

Projeto Pedagógico do Curso

Projeto Pedagógico do Curso Projeto Pedagógico do Curso Fundamentação Diretrizes curriculares do MEC Diretrizes curriculares da SBC Carta de Princípios da UNICAP Projeto Pedagógico Institucional da UNICAP Diretrizes Curriculares

Leia mais

Escritório Modelo da Faculdade de Diadema

Escritório Modelo da Faculdade de Diadema Escritório Modelo da Faculdade de Diadema Profª. Vânia Amaro Gomes Coordenação de Curso DIADEMA, 2015 Introdução Atualmente há uma grande dificuldade dos alunos egressos das Faculdades em obter emprego

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO E ARTES

FACULDADE DE EDUCAÇÃO E ARTES FACULDADE DE EDUCAÇÃO E ARTES NORMAS GERAIS ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS Prezados alunos, As atividades Acadêmico-Científico Culturais foram instituídas como carga horária visando a complementação

Leia mais

A AGÊNCIA DE JORNALISMO COMO SUPORTE E APOIO AOS PROJETOS E AÇÕES DO CURSO DE JORNALISMO UEPG

A AGÊNCIA DE JORNALISMO COMO SUPORTE E APOIO AOS PROJETOS E AÇÕES DO CURSO DE JORNALISMO UEPG ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( x ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA A AGÊNCIA DE JORNALISMO COMO SUPORTE

Leia mais

REGULAMENTO DA SEMANA DA ENGENHARIA

REGULAMENTO DA SEMANA DA ENGENHARIA REGULAMENTO DA SEMANA DA ENGENHARIA A Coordenadora da Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros FACIT, no uso de suas atribuições regimentais, considerando que o projeto dos cursos de engenharia

Leia mais

FACULDADE SERGIPANA - FASER COORDENAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTAÇÃO ATIVIDADES COMPLEMENTARES

FACULDADE SERGIPANA - FASER COORDENAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTAÇÃO ATIVIDADES COMPLEMENTARES FACULDADE SERGIPANA - FASER COORDENAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTAÇÃO ATIVIDADES COMPLEMENTARES APRESENTAÇÃO Atividades Complementares são atividades desenvolvidas pelos alunos, ao longo da vida acadêmica,

Leia mais

GUIA ACADÊMICO ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURRICULARES

GUIA ACADÊMICO ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURRICULARES GUIA ACADÊMICO ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURRICULARES Válido para ingressantes a partir do 1º/2010 Prezado (a) acadêmico (a), Seja bem vindo ao Centro Universitário Instituto de Educação Superior de Brasília

Leia mais

Fundação Carmelitana Mário Palmério - FUCAMP Faculdade de Ciências Humanas e Sociais - FACIHUS Educação de qualidade ao seu alcance

Fundação Carmelitana Mário Palmério - FUCAMP Faculdade de Ciências Humanas e Sociais - FACIHUS Educação de qualidade ao seu alcance SUBPROJETO DE LETRAS PORTUGUÊS/ESPANHOL O ensino da língua espanhola no contexto da escola pública INTRODUÇÃO Este plano procura articular-se de forma integrada com o plano de trabalho institucional, que

Leia mais

PROJETO AERO DESIGN DA UFRN - NOVOS FATORES DE MOTIVAÇÃO ACADÊMICA -

PROJETO AERO DESIGN DA UFRN - NOVOS FATORES DE MOTIVAÇÃO ACADÊMICA - PROJETO AERO DESIGN DA UFRN - NOVOS FATORES DE MOTIVAÇÃO ACADÊMICA - BARBOSA, Cleiton Rubens Formiga e-mail : cleiton@ufrnet.br Base de Pesquisa Engenharia da Mobilidade Universidade Federal do Rio Grande

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO AUTÔNOMO DO BRASIL CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PROFESSOR ME. ORLEI JOSÉ POMBEIRO REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES

CENTRO UNIVERSITÁRIO AUTÔNOMO DO BRASIL CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PROFESSOR ME. ORLEI JOSÉ POMBEIRO REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES CENTRO UNIVERSITÁRIO AUTÔNOMO DO BRASIL CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PROFESSOR ME. ORLEI JOSÉ POMBEIRO REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURITIBA 2015 1 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Leia mais

GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES. Departamento de Ciências Exatas e Gerenciais

GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES. Departamento de Ciências Exatas e Gerenciais DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E GERENCIAIS 2012 GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Departamento de Ciências Exatas e Gerenciais CURSOS ADMINISTRAÇÃO CIÊNCIAS ATUARIAIS CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO CIÊNCIAS

Leia mais

ESCOLA DE NEGÓCIOS CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS REGIMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

ESCOLA DE NEGÓCIOS CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS REGIMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES ESCOLA DE NEGÓCIOS CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS REGIMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES A Diretora da Escola de Negócios, no uso de suas atribuições estatutárias e regimentais, em

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA: UTILIZAÇÃO DE CALCULADORA CIENTÍFICA MODELO CASIO fx-82ms.

PROJETO DE PESQUISA: UTILIZAÇÃO DE CALCULADORA CIENTÍFICA MODELO CASIO fx-82ms. FUNDAÇÃO UNIVERSITARIA FEDERAL DO TOCANTINS UFT CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE PALMAS PROJETO DE PESQUISA: UTILIZAÇÃO DE CALCULADORA CIENTÍFICA MODELO CASIO fx-82ms. Autores: Prof. Paulo Alexandre Oliveira Acad.

Leia mais

OLIMPÍADA DE ENGENHARIA CIVIL DA UFJF: INTEGRANDO A UNIVERSIDADE E A ESCOLA

OLIMPÍADA DE ENGENHARIA CIVIL DA UFJF: INTEGRANDO A UNIVERSIDADE E A ESCOLA OLIMPÍADA DE ENGENHARIA CIVIL DA UFJF: INTEGRANDO A UNIVERSIDADE E A ESCOLA Michèle Cristina Resende Farage faragebr@gmail.com Universidade Federal de Juiz de Fora, Faculdade de Engenharia Campus Universitário,

Leia mais

ANEXO I: REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

ANEXO I: REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES ANEXO I: REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Fixa normas para o funcionamento das Atividades Complementares para o curso de Administração da Universidade Federal de Mato Grosso, campus Rondonópolis/Mato

Leia mais

TI TRABALHO INTERDISCIPLINAR

TI TRABALHO INTERDISCIPLINAR TI TRABALHO INTERDISCIPLINAR MANUAL DE ELABORAÇÃO DO TI CURITIBA 2009-1 2 SUMÁRIO Pag. 1 O QUE É O TI (TRABALHO INTERDISCIPLINAR)... 3 2 OBJETIVOS DO TI... 3 3 CARACTERÍSTICAS DO TI... 3 4 EQUIPES... 4

Leia mais

Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação - 2013 -

Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação - 2013 - Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação - 2013 - O Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação é um curso da área de informática e tem seu desenho curricular estruturado por competências

Leia mais

Normas das Atividades Complementares do Curso de Ciência da Computação

Normas das Atividades Complementares do Curso de Ciência da Computação Normas das Atividades Complementares do Curso de Ciência da Computação 1. Apresentação As atividades complementares são consideradas parte integrante do Currículo do Curso de Bacharelado em Ciência da

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO DE RIO CLARO ASSOCIAÇÃO DE ESCOLAS REUNIDAS - ASSER

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO DE RIO CLARO ASSOCIAÇÃO DE ESCOLAS REUNIDAS - ASSER 1 ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO DE RIO CLARO ASSOCIAÇÃO DE ESCOLAS REUNIDAS - ASSER ATIVIDADES ACADÊMICAS CURRICULARES COMPLEMENTARES (A.A.C.C.) DO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO: ATIVIDADES

Leia mais

PERFIL DA INORGÂNICA, ÁCIDOS E BASES UM JOGO DE CARTA UTILIZADA COMO METODOLOGIA NO ENSINO DE QUÍMICA.

PERFIL DA INORGÂNICA, ÁCIDOS E BASES UM JOGO DE CARTA UTILIZADA COMO METODOLOGIA NO ENSINO DE QUÍMICA. PERFIL DA INORGÂNICA, ÁCIDOS E BASES UM JOGO DE CARTA UTILIZADA COMO METODOLOGIA NO ENSINO DE QUÍMICA. SILVA, Beatriz Alves 1 BORGHI, Emilly Lorenzutti 2 SENHORINHO, Wattson de Oliveira 3 BASTOS, Gustavo

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CENTRO DE TECNOLOGIA PDI 2015-2019. Agosto-2014

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CENTRO DE TECNOLOGIA PDI 2015-2019. Agosto-2014 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CENTRO DE TECNOLOGIA PDI 2015-2019 Agosto-2014 2 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ - PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Departamento de Modernização e Programas da Educação Superior DEPEM

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Departamento de Modernização e Programas da Educação Superior DEPEM MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Departamento de Modernização e Programas da Educação Superior DEPEM Programa de Educação Tutorial PET 2006 MEC/SESu/DEPEM ANEXO I Proposta

Leia mais

Projeto de Patrocínio. Curitiba - PR. 7 Fórum de Tecnologia em Software Livre

Projeto de Patrocínio. Curitiba - PR. 7 Fórum de Tecnologia em Software Livre Projeto de Patrocínio Curitiba - PR 2015 2014 VI FÓRUM TECNO SOFTW LIVRE VI Fó Te So Liv 16 a 18 de setembro de 2015 Curitiba PR Brasil Sumário 1 Apresentação...1 2 Local, data e site...1 3 Público alvo...1

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS COM ANDROID. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS COM ANDROID. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

III Desafio ITA de Empreendedorismo

III Desafio ITA de Empreendedorismo III Desafio ITA de Empreendedorismo Edição 2015 Sumário 1 DENOMINAÇÃO, OBJETIVO, CONCEITO E GOVERNANÇA... 3 1.1 Denominação... 3 1.2 Objetivo do Desafio... 3 1.3 Conceito... 3 1.4 Governança... 4 1.4.1

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL COMUNITÁRIA FORMIGUENSE FUOM CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA UNIFOR-MG CONSELHO UNIVERSITÁRIO

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL COMUNITÁRIA FORMIGUENSE FUOM CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA UNIFOR-MG CONSELHO UNIVERSITÁRIO FUNDAÇÃO EDUCACIONAL COMUNITÁRIA FORMIGUENSE FUOM CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA UNIFOR-MG CONSELHO UNIVERSITÁRIO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE FISIOTERAPIA (Ato de Aprovação:

Leia mais

Plano de Ação da CPA

Plano de Ação da CPA Centro Universitário do Estado do Pará - CESUPA Plano de Ação da CPA Ano 2014 CPA/CESUPA 2014 C o m i s s ã o P r ó p r i a d e A v a l i a ç ã o C P A / C E S U P A APRESENTAÇÃO O plano de ações da CPA

Leia mais

Programa Institucional de Iniciação Cientifica do Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos PIC/UNIFEB

Programa Institucional de Iniciação Cientifica do Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos PIC/UNIFEB Programa Institucional de Iniciação Cientifica do Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos PIC/UNIFEB INTRODUÇÃO A atividade de pesquisa científica é parte da tríade das funções das Instituições

Leia mais

CURSO DE EDUCAÇÃO FISICA ATIVIDADES EXTRA CURRICULARES

CURSO DE EDUCAÇÃO FISICA ATIVIDADES EXTRA CURRICULARES CURSO DE EDUCAÇÃO FISICA ATIVIDADES EXTRA CURRICULARES Com a crescente produção de conhecimento e ampliação das possibilidades de atuação profissional, o curso proporciona atividades extra curriculares

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTAS VOLUNTÁRIOS PROJETO POSSO AJUDAR? 2014 EDITAL/UFU/PROEX/ N 45/2014

EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTAS VOLUNTÁRIOS PROJETO POSSO AJUDAR? 2014 EDITAL/UFU/PROEX/ N 45/2014 EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTAS VOLUNTÁRIOS PROJETO POSSO AJUDAR? 2014 EDITAL/UFU/PROEX/ N 45/2014 A Gestão de Programas Institucionais de Humanização do HCU-UFU faz-se público através de EDITAL/UFU/PROEX/

Leia mais

II Encontro de Ciência e Tecnologia FARO/IJN. Edital 2015. Tema: LUZ, CIÊNCIA E VIDA.

II Encontro de Ciência e Tecnologia FARO/IJN. Edital 2015. Tema: LUZ, CIÊNCIA E VIDA. II Encontro de Ciência e Tecnologia FARO/IJN Edital 2015 Tema: LUZ, CIÊNCIA E VIDA. A Direção da Faculdade de Rondônia FARO/IJN torna público, por meio deste edital, as informações para realização do II

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA DE IBAITI - FEATI

FACULDADE DE EDUCAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA DE IBAITI - FEATI ASSOCIAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE IBAITI FACULDADE DE EDUCAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA DE IBAITI - FEATI REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS COORDENADORA

Leia mais

FAZENDO RÁDIO NA ESCOLA: A IMPLANTAÇÃO DA RÁDIO BEATRIZ

FAZENDO RÁDIO NA ESCOLA: A IMPLANTAÇÃO DA RÁDIO BEATRIZ FAZENDO RÁDIO NA ESCOLA: A IMPLANTAÇÃO DA RÁDIO BEATRIZ Giselle Gomes Tiscoski, Marcos Franzoni Acadêmicos do Curso de Jornalismo da UFSC Maria José Baldessar, Ms. Professora do Departamento de Jornalismo

Leia mais

Palavras-chave: Projeto de ensino; reprovação em Matemática; monitoria.

Palavras-chave: Projeto de ensino; reprovação em Matemática; monitoria. REPROVAÇÃO EM MATEMÁTICA NO ENSINO SUPERIOR: UMA TENTATIVA DE REDUZIR OS ALTOS ÍNDICES Profa. Dra. Camila Pinto da Costa Universidade Federal de Pelotas camila.ufpel@gmail.com Profa. Dra. Rejane Pergher

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO DA REDE IFES

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO DA REDE IFES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO DA REDE IFES PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL Planejamento Anual de Atividades 2013 (01 de janeiro de 2013 a 31 de dezembro

Leia mais

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA TÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES TÍTULO II DA ORGANIZAÇÃO GERAL

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA TÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES TÍTULO II DA ORGANIZAÇÃO GERAL REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA TÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES Art. 1º O Curso de pós-graduação em Computação Aplicada, doravante referido como Curso, mantém programas

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL INTERNA

INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL INTERNA INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL INTERNA RELATÓRIO FINAL DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL INTERNA PERÍODO DE REFERÊNCIA: 2011 SANTA RITA DO SAPUCAÍ

Leia mais

REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES NORMAS OPERACIONAIS PARA ACOMPANHAMENTO E REGISTRO DOS ESTUDOS COMPLEMENTARES

REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES NORMAS OPERACIONAIS PARA ACOMPANHAMENTO E REGISTRO DOS ESTUDOS COMPLEMENTARES REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES NORMAS OPERACIONAIS PARA ACOMPANHAMENTO E REGISTRO DOS ESTUDOS COMPLEMENTARES O Parecer do CNE/CES nº 492/2001, assim define as atividades complementares:

Leia mais

ASSOCIAÇÃO RANIERI DE EDUCAÇÃO E CULTURA Faculdades Integradas de Bauru FIB Graduação em Direito, Bacharelado

ASSOCIAÇÃO RANIERI DE EDUCAÇÃO E CULTURA Faculdades Integradas de Bauru FIB Graduação em Direito, Bacharelado REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO, BACHARELADO DAS FACULDADES INTEGRADAS DE BAURU Em cumprimento às exigências da Resolução CNE/CES nº 9, de 29 de setembro de 2004

Leia mais

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014 A CPA (Comissão Própria De Avaliação) apresentou ao MEC, em março de 2015, o relatório da avaliação realizada no ano de 2014. A avaliação institucional, realizada anualmente, aborda as dimensões definidas

Leia mais

Respeito ao meio ambiente, colocando o conhecimento científico adquirido a serviço da sociedade e permitindo o desenvolvimento sustentável.

Respeito ao meio ambiente, colocando o conhecimento científico adquirido a serviço da sociedade e permitindo o desenvolvimento sustentável. Coordenação do Curso de Engenharia Química da UFPR (CCEQ) Planejamento Estratégico 2012-2017 Apresentação: O curso de Engenharia Química da UFPR foi criado em 1954 pelo Decreto-Lei nº 6.489, assim completará

Leia mais

FACULDADE 7 DE SETEMBRO CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FACULDADE 7 DE SETEMBRO CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FACULDADE 7 DE SETEMBRO CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FORTALEZA - 2014 Diretor Geral Ednilton Gomes de Soárez Diretor

Leia mais

Regulamento Atividades Complementares. Faculdade da Cidade de Santa Luzia - FACSAL

Regulamento Atividades Complementares. Faculdade da Cidade de Santa Luzia - FACSAL Regulamento Atividades Complementares Faculdade da Cidade de Santa Luzia - 2014 Regulamento das Atividades Complementares CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Artigo 1º - As Atividades

Leia mais

UMA PROPOSTA PARA INTEGRAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NAS LICENCIATURAS EM MATEMÁTICA

UMA PROPOSTA PARA INTEGRAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NAS LICENCIATURAS EM MATEMÁTICA 1 UMA PROPOSTA PARA INTEGRAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NAS LICENCIATURAS EM MATEMÁTICA Resumo. Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa realizada nas Instituições de Ensino

Leia mais

V JORNADA ACADÊMICA DE NUTRIÇÃO CLÍNICA. Escola de Enfermagem da UFMG Av. Alfredo Balena, 190 CEP 30130-100 - BH / MG

V JORNADA ACADÊMICA DE NUTRIÇÃO CLÍNICA. Escola de Enfermagem da UFMG Av. Alfredo Balena, 190 CEP 30130-100 - BH / MG V JORNADA ACADÊMICA DE NUTRIÇÃO CLÍNICA Escola de Enfermagem da UFMG Av. Alfredo Balena, 190 CEP 30130-100 - BH / MG Índice 1. DO OBJETIVO 2. JORNADA ACADÊMICA DE NUTRIÇÃO CLÍNICA 3. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

INSCRIÇÃO E SUBMISSÃO DE PROJETOS TEMÁTICOS E ATIVIDADES NA IX SEMANA ACADÊMICA, VIII JORNADA CIENTÍFICA.

INSCRIÇÃO E SUBMISSÃO DE PROJETOS TEMÁTICOS E ATIVIDADES NA IX SEMANA ACADÊMICA, VIII JORNADA CIENTÍFICA. EDITAL Nº05/2015 INSCRIÇÃO E SUBMISSÃO DE PROJETOS TEMÁTICOS E ATIVIDADES NA IX SEMANA ACADÊMICA, VIII JORNADA CIENTÍFICA. A do Rio de Janeiro - IFRJ - Campus Paracambi torna público o presente documento,

Leia mais

Capítulo I. Das Disposições Gerais. Pela contribuição para a formação técnica e humanística do aluno.

Capítulo I. Das Disposições Gerais. Pela contribuição para a formação técnica e humanística do aluno. Regulamento de Atividades Complementares dos cursos de Bacharelado em Administração, Ciências Contábeis, Sistemas de Informação e Enfermagem da Libertas Faculdades Integradas 20 Capítulo I Das Disposições

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO DA REDE IFES PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL Planejamento Anual de Atividades 2012 (01 de janeiro de 2012 a 31 de dezembro

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA DA UTFPR

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA DA UTFPR Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA DA UTFPR Resolução

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE INTEGRALIZAÇÃO CURRICULAR DO CURSO DE FARMÁCIA. CAPITULO I Dos Fins

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE INTEGRALIZAÇÃO CURRICULAR DO CURSO DE FARMÁCIA. CAPITULO I Dos Fins REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE INTEGRALIZAÇÃO CURRICULAR DO CURSO DE FARMÁCIA Aprovado na CamEx, na 80ª Sessão, realizada em 11 de junho de 2014, apreciada no CONSEPE, na 47ª Sessão, realizada

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 03/2009, DE 5 DE JANEIRO DE 2009

RESOLUÇÃO Nº 03/2009, DE 5 DE JANEIRO DE 2009 RESOLUÇÃO Nº 03/2009, DE 5 DE JANEIRO DE 2009 Altera o Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso - TCC do Curso de Economia, na forma do Anexo. O Reitor da Universidade Regional de Blumenau, no uso

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PALMEIRAS DE GOIÁS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PALMEIRAS DE GOIÁS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS Unidade Universitária de Palmeiras de Goiás Rua S-7, s/ nº _ Setor Sul_ Palmeiras de Goiás-GO Fone/ Fax: (64) 3571-1198 (64) 3571-1173 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Leia mais

EDITAL DE BOLSAS DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

EDITAL DE BOLSAS DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL DE BOLSAS DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Rubens Guilhemat, Secretário Geral do Centro Universitário Sant Anna, no uso de suas atribuições torna público o presente EDITAL que regerá o Processo

Leia mais

Universidade do Vale do Paraíba Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas e Comunicação Curso Superior de Tecnologia em Gastronomia

Universidade do Vale do Paraíba Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas e Comunicação Curso Superior de Tecnologia em Gastronomia Universidade do Vale do Paraíba Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas e Comunicação Curso Superior de Tecnologia em Gastronomia PASSO A PASSO PARA ATIVIDADES PRÁTICAS COMPLEMENTARES São atividades obrigatórias

Leia mais

Regulamento das Atividades Complementares. Faculdade de Jussara

Regulamento das Atividades Complementares. Faculdade de Jussara ATIVIDADES COMPLEMENTARES O curso de Administração da Faculdade de Jussara, considerando a importância da existência de outras atividades acadêmicas na formação do profissional, reservará 5% (cinco por

Leia mais

E JAN EDITAL Nº 05, DE 16 DE MARÇO DE 2015.

E JAN EDITAL Nº 05, DE 16 DE MARÇO DE 2015. Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Câmpus Rio Grande E JAN EDITAL Nº 05, DE 16 DE MARÇO DE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NORTE - RS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NORTE - RS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NORTE - RS PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO CIÊNCIAS BIOLÓGICAS LICENCIATURA PLENA ESTRATÉGIAS PEDAGÓGICAS O Curso de Ciências Biológicas, através

Leia mais

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí Instituto Superior de Educação - ISE

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí Instituto Superior de Educação - ISE DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1 Do estágio curricular supervisionado A modalidade de Estágio Supervisionado é uma importante variável a ser considerada no contexto de perfil do egresso. A flexibilidade prevista

Leia mais

Título: A formação do professor para o uso do jornal na sala de aula no ensino

Título: A formação do professor para o uso do jornal na sala de aula no ensino Título: A formação do professor para o uso do jornal na sala de aula no ensino fundamental Resumo O projeto de iniciação científica está vinculado à pesquisa Uso do jornal em sala de aula e compreensão

Leia mais

EXPERIÊNCIA DE CURSO A DISTÂNCIA ENTRE USP E UNIVERSIDADE DO TENNESSEE APLICADA AO ENSINO DE ENGENHARIA MECÂNICA

EXPERIÊNCIA DE CURSO A DISTÂNCIA ENTRE USP E UNIVERSIDADE DO TENNESSEE APLICADA AO ENSINO DE ENGENHARIA MECÂNICA EXPERIÊNCIA DE CURSO A DISTÂNCIA ENTRE USP E UNIVERSIDADE DO TENNESSEE APLICADA AO ENSINO DE ENGENHARIA MECÂNICA Silmara A. S. Vicente 1, Márcia M. Maru 2, Rui G. T. de Almeida 3, Linilson R. Padovese

Leia mais

ANEXO 4 NORMAS GERAIS PROJETO DE FIM DE CURSO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECATRÔNICA

ANEXO 4 NORMAS GERAIS PROJETO DE FIM DE CURSO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECATRÔNICA ANEXO 4 NORMAS GERAIS PROJETO DE FIM DE CURSO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECATRÔNICA A4-137 PROJETO DE FIM DE CURSO NORMAS GERAIS A4.1 Introdução Ao final do Curso o discente está apto a desenvolver,

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, TECNOLÓGICA E ARTÍSTICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO SENAC MANUAL DO ALUNO PESQUISADOR

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, TECNOLÓGICA E ARTÍSTICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO SENAC MANUAL DO ALUNO PESQUISADOR PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, TECNOLÓGICA E ARTÍSTICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO SENAC MANUAL DO ALUNO PESQUISADOR Sumário CALENDÁRIO PRELIMINAR... 5 CONTATOS... 5 APRESENTAÇÃO... 6 1. PROGRAMA DE INICIAÇÃO

Leia mais

Sua empresa mais competitiva! Projeto de Patrocínio EXPEN 2014

Sua empresa mais competitiva! Projeto de Patrocínio EXPEN 2014 Sua empresa mais competitiva! Projeto de Patrocínio EXPEN 2014 1ª FEIRA DO SUL DO BRASIL COM SOLUÇÕES COMPLETAS DE GESTÃO, SERVIÇOS E TECNOLOGIA PARA A SUA EMPRESA Na EXPEN 2014, você encontrará tecnologia,

Leia mais

PERFIL E INTERDISCIPLINARIDADE DA ÁREA

PERFIL E INTERDISCIPLINARIDADE DA ÁREA COMUNICADO n o 003/2012 ÁREA DE ASTRONOMIA E FÍSICA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 18 de Abril de 2012 IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: ASTRONOMIA E FÍSICA PERÍODO DE AVALIAÇÃO: 2012 ANO DE

Leia mais

MANUAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Grades 2014/1-2014/2 2015/1

MANUAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Grades 2014/1-2014/2 2015/1 MANUAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Grades 2014/1-2014/2 2015/1 INTRODUÇÃO As Atividades Complementares são consideradas componentes pedagógicos próprios ao processo de ensino aprendizagem,

Leia mais

XIII Encontro dos Grupos PET da região Sudeste do Brasil XIII SUDESTE PET

XIII Encontro dos Grupos PET da região Sudeste do Brasil XIII SUDESTE PET XIII Encontro dos Grupos PET da região Sudeste do Brasil XIII SUDESTE PET Águas de Lindóia SP Abril/2013 INTRODUÇÃO Apresenta-se, neste documento o Projeto de Realização do XIII Encontro dos Grupos PET

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS DA BAHIA FATEC/BA REGULAMENTO DE PROJETOS INTERDISCIPLINARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FATEC/BA

FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS DA BAHIA FATEC/BA REGULAMENTO DE PROJETOS INTERDISCIPLINARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FATEC/BA 0 FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS DA BAHIA FATEC/BA REGULAMENTO DE PROJETOS INTERDISCIPLINARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FATEC/BA ALAGOINHAS 2014 1 SUMÁRIO DAS CARACTERÍSTICAS DO PROJETO INTERDISCIPLINAR...

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL PET EDITAL PET CURSO DE BIOMEDICINA

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL PET EDITAL PET CURSO DE BIOMEDICINA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL PET EDITAL PET CURSO DE BIOMEDICINA EDITAL n o. 02/2015 A Pós Graduação e Extensão juntamente com a Coordenação do curso de Biomedicina, da Escola Bahiana de Medicina e Saúde

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CÂMPUS CANOAS PROJETO PEDAGÓGICO CURSO FIC PRONATEC Canoas

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE LETRAS - Português e Espanhol Bacharelado e Licenciatura

REGULAMENTAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE LETRAS - Português e Espanhol Bacharelado e Licenciatura MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas. UNIFAL-MG Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700. Alfenas/MG. CEP 37130-000 Fone: (35) 3299-1000. Fax: (35) 3299-1063 REGULAMENTAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Leia mais

CURSOS DE EXTENSÃO NA MODALIDADE EAD NA EMC/UFG*

CURSOS DE EXTENSÃO NA MODALIDADE EAD NA EMC/UFG* CURSOS DE EXTENSÃO NA MODALIDADE EAD NA EMC/UFG* ALVES, Ricardo Henrique Fonseca 1 ; DEUS JÚNIOR, Getúlio Antero de 2 ; CASTRO, Marcelo Stehling de 3 ; LEMOS, Rodrigo Pinto 4 Palavras-chave: Ensino a Distância

Leia mais