O que é? pode ser chamado de Recrutamento e Seleção.

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O que é? pode ser chamado de Recrutamento e Seleção."

Transcrição

1 Processo Seletivo

2 O que é? O Processo Seletivo é um conjunto de técnicas e instrumentos, empregados para avaliação de materiais, técnicas ou candidatos visando identificar as habilidades, tendências e características desejadas. Também pode ser chamado de Recrutamento e Seleção.

3 O que é? Os procedimentos de um processo seletivo permitem objetivar as características de cada indivíduo e avaliar não apenas suas competências técnicas, mas, sobretudo, sua capacidade de trabalho, suas motivações profundas, suas reações em face das regras preconizadas pela empresa e sua capacidade de integração (PAGÉS e FAVATTI, 1993, p.113).

4 Etapas Antes do processo seletivo ser iniciado, todas as formas de avaliação (dinâmicas, entrevistas...) devem estar voltadas às competências previamente definidas como essenciais aos membros da empresa, e essas competências devem guiar a definição dos meios de avaliação.

5 Etapas O processo seletivo deve ser adaptado de acordo com a realidade de cada empresa, por isso, cabe à EJ selecionar as formas de avaliar e selecionar os candidatos. Geralmente as etapas são: Planejamento (edital, divulgação) Análise do currículo; Dinâmicas; Redação/Provas; Entrevistas.

6 Etapas Edital: Antes do início de qualquer processo seletivo deve ser lançado um edital. O edital deve fornecer aos candidatos todas as informações necessárias, como datas, etapas eliminatórias ou classificatórias e o que será avaliado.

7 Etapas Divulgação: A divulgação de um processo seletivo é de responsabilidade de toda a empresa, principalmente aos departamentos de Gestão de Pessoas (RH) e de Marketing; Para que a divulgação seja efetiva, o material deve estar pronto com antecedência e focado no público alvo: alunos da faculdade. Caso a EJ possua, as mídias sociais podem ser usadas.

8 Etapas Dinâmicas: As dinâmicas utilizam interação entre os membros do grupo como principal meio de avaliação. Envolvem técnicas que promovem a solução criativa de problemas complexos e técnicas que estimulam a autoanálise e o aumento da sensibilidade.

9 Etapas Dinâmicas: Durante as dinâmicas podem ser observadas várias caraterísticas do candidato, como trabalho em equipe, liderança, resiliência, flexibilidade, etc. Cabe ao selecionador estar atento e totalmente imparcial para observar de maneira coerente.

10 Etapas Redação/Provas: A redação mostra o desenvolvimento e organização de ideias, vocabulário, etc. Conforme o tema proposto o candidato demonstra valores, conceitos, sonhos, expectativas, etc. A prova geralmente é feita em substituição à redação e proporciona a possibilidade de avaliar a preparação do candidato para determinada vaga ou sua atenção a assuntos externos.

11 Etapas Entrevistas: Geralmente é a última etapa do processo seletivo e requer muita atenção e preparação, tanto dos candidatos quanto dos avaliadores.

12 Etapas Entrevistas: Os entrevistadores devem fazer perguntas direcionadas às competências que desejam observar, por exemplo: Auto conhecimento: Quais são seus pontos fortes? E pontos de melhoria? Trabalho em equipe e resultados: Conte-nos de um trabalho em grupo em que você foi parte essencial da equipe. Flexibilidade e sinceridade: Conte-nos sobre uma vez que você cometeu um erro.

13 Outras Etapas Apresentação da Empresa: Pode ser a primeira etapa do processo, em que os candidatos devem comparecer à apresentação da empresa. Neste momento, cada diretor expõe as atividades principais do seu departamento e são repassadas as informações gerais do processo. Um ex-membro pode ser convidado para motivar os candidatos quanto às experiências da EJ. Os candidatos que não comparecerem podem ser eliminados.

14 Outras Etapas Resolução de Case Empresarial: Nesta fase, o candidato é avaliado em sua capacidade de apresentar determinada solução diante de uma situação conflitante, reforçando ainda mais o conhecimento do perfil do candidato. Geralmente ocorre em uma sala com o candidato, um membro da Presidência e o Diretor de Gestão de Pessoas que, posteriormente, discutem o desempenho dos candidatos.

15 Observações Geralmente membros de Empresas Juniores não são tão preparados para realizar entrevistas e dinâmicas e observar todos os fatores necessários para uma seleção ideal, por isso, se possível é recomendado procurar por um psicólogo para auxiliar a EJ no processo seletivo. Se por ventura um profissional não seja acessível, sempre é possível pedir ajuda à outra EJ mais preparada, especialmente as de ciências humanas. Na fase de redação, um professor de português também pode ser acionado.

16 Observações É importante que a EJ estruture com clareza as etapas que o processo seletivo abordará, bem como defina se todas serão eliminatórias ou se haverá alguma classificatória. Exemplo: na CAMPE Consultoria Jr., a fase de redação é eliminatória, ou seja, quem não tirar mais que 70% não seguirá adiante. Já a etapa de resolução de case é classificatória, apenas para posicionar os candidatos em uma hierarquia e auxiliar a seleção final.

17 Observações Em uma EJ, um processo seletivo também pode servir para recrutar alunos para desenvolver projetos internos e externos, porém neste caso as etapas serão mais simples: geralmente, ocorre a elaboração de um edital, o preenchimento da ficha de inscrição pelos interessados, a realização de entrevistas para a seleção, a análise das informações e da disponibilidade dos candidatos. Neste caso, os líderes do departamento ou do projeto poderão acompanhar o projeto, junto com Gestão de Pessoas (RH).

18 Observações Caso a EJ possua ações de responsabilidade social, o processo seletivo pode ser uma forma de angariar doações de alimentos, brinquedos, etc. Durante a fase de inscrições ou outra etapa, os candidatos podem ser convidados a realizarem as doações e, posteriormente, a EJ as repassará para a instituição pertinente.

19 Processo Trainee A maioria das empresas não seleciona seus membros efetivos através apenas destas etapas citadas, é importante que os candidatos passem também por avaliações práticas relacionadas ao trabalho realizado na EJ. Geralmente as etapas de um processo trainee são: Rodizio departamental; Projeto fictício; Avaliação sobre o portfólio.

20 Processo Trainee Rodízio departamental: Trata-se de atividades específicas de cada departamento, apresentando a rotina do mesmo e suas funções perante a empresa. Tal rodizio permite que os avaliadores e o próprio trainee identifiquem o departamento mais adequado para o mesmo, além de avaliar o desempenho e dedicação dos trainees.

21 Processo Trainee Projeto Fictício: A simulação de um projeto permite aos avaliadores observar como cada trainee iria se portar perante a um cliente, resolver problemas e entregar resultados. Como projetos são geralmente a principal fonte de renda das empresas, é essencial que antes que um membro seja efetivado o mesmo esteja preparado para tal situação.

22 Processo Trainee Avaliação sobre o portfólio: É mais uma maneira de avaliar a dedicação e conhecimentos do trainee. Tem o objetivo de assegurar o domínio dos trainees nos serviços oferecidos pela empresa.

23 Treinamentos

24 Treinamentos Assim que um membro é efetivado, o mesmo deve receber treinamentos regularmente, pois caso não exista uma política de reciclagem de aprendizado é natural que ocorra uma queda de rendimento, além de uma perda de conhecimento para gestões futuras.

25 Treinamentos Definição das necessidades Avaliação Monitoramento Planejamento Execução

26 Treinamentos Parcerias: Caso seja observada a necessidade, a EJ pode procurar por parcerias estratégicas para fornecerem treinamentos em áreas específicas. As parcerias mais comuns são outras EJs e empresas que fornecem treinamentos, porém ex-membros também podem ser uma grande fonte de capacitação.

27 Treinamentos Levantamento de necessidades: Todo treinamento deve ser definido e panejado a partir das necessidades observadas pela empresa e baseadas na estratégia. Cabe à alta direção determinar as competências que devem ser desenvolvidas para que a visão da empresa seja alcançada.

28 Treinamentos Avaliação e acompanhamento: Deve-se avaliar se o treinamento atingiu o objetivo esperado, se atendeu as necessidades da empresa e das pessoas envolvidas, se houve retorno do investimento, se as pessoas se comprometeram e estão aplicando o aprendizado. Tal avaliação deve ser determinada pelos ministrantes. Deve-se atentar também quanto à importância da divulgação interna de todos os treinamentos.

29 Treinamentos Pesquisa de satisfação: Todo treinamento deve ser avaliado pelos participantes para que os pontos de melhoria do mesmo possam ser trabalhados e em gestões futuras os mesmos não se repitam. Por isso além de perguntas objetivas, devem existir espaços para comentários e feedbacks.

30

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO APOIO CONSULTORIA 2014.1

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO APOIO CONSULTORIA 2014.1 EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO APOIO CONSULTORIA 2014.1 A Apoio Consultoria, Empresa Júnior dos cursos de Administração e Gestão da Informação da UFU (Universidade Federal de Uberlândia), torna público

Leia mais

endereço eletrônico) OPCIONAL: http://www.coacavo.com.br/gestao_pdf/avaliacao_desempenho_360grau s.pdf

endereço eletrônico) OPCIONAL: http://www.coacavo.com.br/gestao_pdf/avaliacao_desempenho_360grau s.pdf AV1 Estudo Dirigido da Disciplina CURSO: Gestão de Recursos Humanos DISCIPLINA: Ferramentas de Gestão de Recursos Humanos ALUNO(A):Aline de Souza MATRÍCULA:51811 Ribeiro da Rocha NÚCLEO REGIONAL: DATA:

Leia mais

Rotinas de DP- Professor: Robson Soares

Rotinas de DP- Professor: Robson Soares Rotinas de DP- Professor: Robson Soares Capítulo 2 Conceitos de Gestão de Pessoas - Conceitos de Gestão de Pessoas e seus objetivos Neste capítulo serão apresentados os conceitos básicos sobre a Gestão

Leia mais

Manual do Candidato 2013

Manual do Candidato 2013 Manual do Candidato 2013 Bio Jr. USP O QUE É EMPRESA JÚNIOR? Empresa júnior é uma associação civil formada por alunos matriculados em pelo menos um curso de graduação em institutos de ensino superior.

Leia mais

Prepare-se para uma viagem em

Prepare-se para uma viagem em Prepare-se para uma viagem em que você poderá:. conhecer diversas culturas e perspectivas,. desenvolver novas competências,. participar de uma organização estadual,. obter uma rede de contatos diferenciada,

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

P R O G R A M A T R A I N E E 2 0 1 6

P R O G R A M A T R A I N E E 2 0 1 6 P R O G R A M A T R A I N E E 2 0 1 6 9ª Edição Introdução É com grande satisfação que o Grupo Protege inicia a 9ª edição do Programa Trainee, visando contratar, desenvolver e reter jovens com potencial

Leia mais

COMO FAZER A TRANSIÇÃO

COMO FAZER A TRANSIÇÃO ISO 9001:2015 COMO FAZER A TRANSIÇÃO Um guia para empresas certificadas Antes de começar A ISO 9001 mudou! A versão brasileira da norma foi publicada no dia 30/09/2015 e a partir desse dia, as empresas

Leia mais

Agenda. Introdução. Escala de Likert. Pesquisa de clima. Monitoramento do clima

Agenda. Introdução. Escala de Likert. Pesquisa de clima. Monitoramento do clima Pesquisa de Clima Agenda Introdução Escala de Likert Pesquisa de clima Monitoramento do clima Introdução Cultura organizacional: Toda organização tem sua cultura, que é formada pelos seus valores, costumes

Leia mais

Formação de Voluntários em Programas Corporativos. Trabalho em Grupo Encontro de 08/06/2011

Formação de Voluntários em Programas Corporativos. Trabalho em Grupo Encontro de 08/06/2011 Formação de Voluntários em Programas Corporativos Trabalho em Grupo Encontro de 08/06/2011 Questão 1 A empresa tem uma estratégia definida? A empresa planeja a formação dos voluntários? Se sim, qual o

Leia mais

1 2009 CBG Centro Brasileiro de Gestão

1 2009 CBG Centro Brasileiro de Gestão 1 2009 CBG Centro Brasileiro de Gestão ISO 9001:2015 Histórico da série 2 2009 CBG Centro Brasileiro de Gestão Histórico da série REVISÕES DA SÉRIE ISO 9000 2000 2008 2015 1994 1987 3 2009 CBG Centro Brasileiro

Leia mais

Presidência. 1. Cargo Diretor-Presidente. 2. Hierarquia 1º Nível. 3. Atividades desenvolvidas:

Presidência. 1. Cargo Diretor-Presidente. 2. Hierarquia 1º Nível. 3. Atividades desenvolvidas: Presidência 1. Cargo Diretor-Presidente 1º Nível : Representar a INOVATECH perante órgãos internos e externos da UEM Coordenar reuniões gerais e de diretoria executiva Coordenar e acompanhar o planejamento

Leia mais

COMUNICADO nº 1 - ABERTURA Processo Seletivo de TRAINEE ECOFLOR nº 01/2015, de 10/03/2015.

COMUNICADO nº 1 - ABERTURA Processo Seletivo de TRAINEE ECOFLOR nº 01/2015, de 10/03/2015. COMUNICADO nº 1 - ABERTURA Processo Seletivo de TRAINEE ECOFLOR nº 01/2015, de 10/03/2015. A EMPRESA JÚNIOR FLORESTAL PLANALTO VERDE torna pública a realização do Processo Seletivo para o Programa Trainee

Leia mais

Edital do Processo Seletivo para o Programa Trainee da Florestal Jr. Consultoria UFV

Edital do Processo Seletivo para o Programa Trainee da Florestal Jr. Consultoria UFV Edital do Processo Seletivo para o Programa Trainee da Florestal Jr. Consultoria UFV Viçosa Minas Gerais 2015 EDITAL Nº 02/2015 Edital do Processo Seletivo para o Programa Trainee da Florestal Jr. Consultoria

Leia mais

Adapti Empresa Júnior de Engenharias e Ciência da Computação da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) Anexo A EDITAL 002/2015

Adapti Empresa Júnior de Engenharias e Ciência da Computação da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) Anexo A EDITAL 002/2015 Adapti Empresa Júnior de Engenharias e Ciência da Computação da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) Anexo A EDITAL 002/2015 Edital de processo seletivo de novos membros para a Adapti - Associação

Leia mais

Administração de Pessoas

Administração de Pessoas Administração de Pessoas MÓDULO 5: ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS 5.1 Conceito de ARH Sem as pessoas e sem as organizações não haveria ARH (Administração de Recursos Humanos). A administração de pessoas

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTA DE EXTENSÃO Nº 003/2015

EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTA DE EXTENSÃO Nº 003/2015 Universidade Federal de Juiz de Fora Diretoria de Gerenciamento de Projetos EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTA DE EXTENSÃO Nº 003/2015 PROJETO DE EXTENSÃO: Gerenciamento de Projetos Desenvolvimento Sustentável

Leia mais

EDITAL PROCESSO TRAINEE 2015

EDITAL PROCESSO TRAINEE 2015 EDITAL PROCESSO TRAINEE 2015 2015 A comissão organizadora do Processo Trainee 2015 da Optimus Engenharia Jr. no uso de suas atribuições, conforme o Estatuto da Empresa. RESOLVE Art. 1º - Retificar o Edital

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS - FAN CEUNSP SALTO /SP CURSO DE TECNOLOGIA EM MARKETING TRABALHO INTERDISCIPLINAR

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS - FAN CEUNSP SALTO /SP CURSO DE TECNOLOGIA EM MARKETING TRABALHO INTERDISCIPLINAR APRESENTAÇÃO DO TI O Trabalho Interdisciplinar é um projeto desenvolvido ao longo dos dois primeiros bimestres do curso. Os alunos tem a oportunidade de visualizar a unidade da estrutura curricular do

Leia mais

EMPRESA JÚNIOR- ANTÔNIO PAES DE CARVALHO EDITAL DE SELEÇÃO 2014/2

EMPRESA JÚNIOR- ANTÔNIO PAES DE CARVALHO EDITAL DE SELEÇÃO 2014/2 EMPRESA JÚNIOR- ANTÔNIO PAES DE CARVALHO EDITAL DE SELEÇÃO 2014/2 1. OBJETIVO 1.1. Da Empresa: A EMPRESA JÚNIOR ANTÔNIO PAES DE CARVALHO é uma empresa sem fins lucrativos, formada e gerida por alunos de

Leia mais

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE ESTUDO DE BENCHMARKING EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2009 Brasil Uma realização dos Chapters Brasileiros do PMI - Project Management Institute PMI-SP PMI-RJ PMI-AM PMI-SC PMI-BA ANEXO 1 PMI-RS PMI PMI-CE

Leia mais

Recrutamento e seleção

Recrutamento e seleção Universidade de São Paulo Escola de Enfermagem Recrutamento e seleção Fernanda Maria Togeiro Fugulin RECRUTAMENTO Fase que antecede a seleção, de divulgação, em que se deverá atrair candidatos potencialmente

Leia mais

4º Passo: Treinamento, integração e desenvolvimento

4º Passo: Treinamento, integração e desenvolvimento 4º Passo: Treinamento, integração e desenvolvimento Assim que você selecionar pessoas competentes, precisará ajudá-las a se adaptar à organização e assegurar que suas habilidades de trabalho e conhecimento

Leia mais

Como criar uma boa publicação de vaga

Como criar uma boa publicação de vaga Como criar uma boa publicação de vaga Introdução O GerentedeRH.com é um sistema de gerenciamento de processos de Recrutamento & Seleção. Parte das informações processadas a partir do momento da publicação

Leia mais

MBA IBMEC 30 anos. No Ibmec, proporcionamos a nossos alunos uma experiência singular de aprendizado. Aqui você encontra:

MBA IBMEC 30 anos. No Ibmec, proporcionamos a nossos alunos uma experiência singular de aprendizado. Aqui você encontra: MBA Pós - Graduação QUEM SOMOS Para pessoas que têm como objetivo de vida atuar local e globalmente, ser empreendedoras, conectadas e bem posicionadas no mercado, proporcionamos uma formação de excelência,

Leia mais

Modulo de Padronização e Qualidade Formação Técnica em Administração

Modulo de Padronização e Qualidade Formação Técnica em Administração Modulo de Padronização e Qualidade Formação Técnica em Administração Competências a serem trabalhadas ENTENDER O PROCESSO DE PLANEJAMENTO E EXECUÇÃO DE AUDITORIA DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE. Hoje

Leia mais

Oficina de Gestão de Portifólio

Oficina de Gestão de Portifólio Oficina de Gestão de Portifólio Alinhando ESTRATÉGIAS com PROJETOS através da GESTÃO DE PORTFÓLIO Gestão de portfólio de projetos pode ser definida como a arte e a ciência de aplicar um conjunto de conhecimentos,

Leia mais

Recrutamento e Seleção. Orientações aos Candidatos

Recrutamento e Seleção. Orientações aos Candidatos Recrutamento e Seleção Orientações aos Candidatos COPACOL - COOPERATIVA AGROINDUSTRIAL CONSOLATA DEPARTAMENTO DE GESTÃO DE PESSOAS Recrutamento e Seleção Orientações aos Candidatos Índice 1. Objetivo...

Leia mais

É de responsabilidade do gestor da vaga a decisão final sobre a escolha do candidato selecionado.

É de responsabilidade do gestor da vaga a decisão final sobre a escolha do candidato selecionado. É de responsabilidade do gestor da vaga a decisão final sobre a escolha do candidato selecionado. A área de Recrutamento & Seleção/RH deve dar retorno a todos os profissionais que participarem do processo

Leia mais

Módulo: Seleção e Dinâmicas de Grupo Aula 1 Técnicas de Recrutamento e Seleção de Pessoas. Professora: Sonia Regina Campos

Módulo: Seleção e Dinâmicas de Grupo Aula 1 Técnicas de Recrutamento e Seleção de Pessoas. Professora: Sonia Regina Campos Módulo: Seleção e Dinâmicas de Grupo Aula 1 Técnicas de Recrutamento e Seleção de Pessoas Professora: Sonia Regina Campos Recrutamento Pontos Importantes que Antecedem R&S Planejamento junto às competências

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

SGQ 22/10/2010. Sistema de Gestão da Qualidade. Gestão da Qualidade Qualquer atividade coordenada para dirigir e controlar uma organização para:

SGQ 22/10/2010. Sistema de Gestão da Qualidade. Gestão da Qualidade Qualquer atividade coordenada para dirigir e controlar uma organização para: PARTE 2 Sistema de Gestão da Qualidade SGQ Gestão da Qualidade Qualquer atividade coordenada para dirigir e controlar uma organização para: Possibilitar a melhoria de produtos/serviços Garantir a satisfação

Leia mais

Sistema de Gestão da Qualidade

Sistema de Gestão da Qualidade Sistema de Gestão da Qualidade Coordenadora Responsável Mara Luck Mendes, Jaguariúna, SP, mara@cnpma.embrapa.br RESUMO Em abril de 2003 foi lançado oficialmente pela Chefia da Embrapa Meio Ambiente o Cronograma

Leia mais

A Ser Humano Consultoria

A Ser Humano Consultoria A Ser Humano Consultoria é uma empresa especializada na gestão estratégica de pessoas. Utilizando programas de assessoramento individual, baseados na avaliação e desenvolvimento de suas competências, buscamos

Leia mais

PPG - Programa de Profissionalização da Gestão. Pequenas e Médias Empresas

PPG - Programa de Profissionalização da Gestão. Pequenas e Médias Empresas PPG - Programa de Profissionalização da Gestão Pequenas e Médias Empresas 2010 Comunidade de interesse em Gestão Empresarial + Convidados Discutir novas idéias e estimular o uso de conceitos e práticas

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE GERENTE DE UBSF EDITAL DE INSCRIÇÕES E INSTRUÇÕES ESPECIAIS

PROCESSO SELETIVO DE GERENTE DE UBSF EDITAL DE INSCRIÇÕES E INSTRUÇÕES ESPECIAIS PROCESSO SELETIVO DE GERENTE DE UBSF EDITAL DE INSCRIÇÕES E INSTRUÇÕES ESPECIAIS A Associação Saúde da Família ASF faz saber que realizará processo seletivo para cargo de Gerente nas Unidades Básicas de

Leia mais

No Bugs Empresa Júnior de Informática

No Bugs Empresa Júnior de Informática No Bugs Empresa Júnior de Informática Ciência da Computação Universidade Federal de Viçosa. O que é Empresa Júnior Empresa sem fins lucrativos. Administrada por estudantes de graduação. Permite aplicar

Leia mais

FLUXO CONSULTORIA EMPRESA JÚNIOR DE CONSULTORIA EM ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO EDITAL Nº 01, DE 02 DE MARÇO DE 2015

FLUXO CONSULTORIA EMPRESA JÚNIOR DE CONSULTORIA EM ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO EDITAL Nº 01, DE 02 DE MARÇO DE 2015 FLUXO CONSULTORIA EMPRESA JÚNIOR DE CONSULTORIA EM ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO EDITAL Nº 01, DE 02 DE MARÇO DE 2015 PROCESSO DE ADMISSÃO DE MEMBROS EFETIVOS 2015.2 PAME 2015.2

Leia mais

Modelo de Plano de Ação

Modelo de Plano de Ação Modelo de Plano de Ação Para a implementação da Estratégia Multimodal da OMS para a Melhoria da Higiene das Mãos Introdução O Modelo de Plano de Ação é proposto para ajudar os representantes de estabelecimentos

Leia mais

Processo Seletivo UA - 2015

Processo Seletivo UA - 2015 Processo Seletivo UA - 2015 1. APRESENTAÇÃO: O Universitário Ativo é um projeto idealizado pelo criador da Universidade Capenga, Sérgio Ribs, em parceria com sua equipe. Lançado em 2014, o projeto tem

Leia mais

PROCESSO PÚBLICO DE SELEÇÃO PARA O PROJETO DE HANDEBOL EDITAL 0002/2014

PROCESSO PÚBLICO DE SELEÇÃO PARA O PROJETO DE HANDEBOL EDITAL 0002/2014 ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE MARICÁ Secretaria de Esportes PROCESSO PÚBLICO DE SELEÇÃO PARA O PROJETO DE HANDEBOL EDITAL 0002/2014 Fixa data e estabelece procedimentos de Inscrição

Leia mais

Projeto Impacto. Edital

Projeto Impacto. Edital Projeto Impacto Edital Introdução Iniciado em 2012, o Projeto Impacto é um projeto do Paraná Júnior que visa conectar o Movimento Empresa Júnior e setores da sociedade que precisam de apoio. Até o ano

Leia mais

www.fornaxrh.com.br Dicas para contratar funcionários de alta performance

www.fornaxrh.com.br Dicas para contratar funcionários de alta performance Dicas para contratar funcionários de alta performance Conteúdo 1. Introdução 2. Sete Características de um colaborador de alta performance 3. Dicas para contratar a) Definição do Perfil b) Análise do Currículo

Leia mais

Pós-Graduação em Liderança Estratégica de Negócios e Pessoas

Pós-Graduação em Liderança Estratégica de Negócios e Pessoas Pós-Graduação em Liderança Estratégica de Negócios e Pessoas Turma em Santa Catarina Ingresso 2015 Modalidade Consórcio de Empresas Informações: IDAL- Instituto de Desenvolvimento Aprendizagem e Liderança

Leia mais

O desafio da liderança: Avaliação, Desenvolvimento e Sucessão

O desafio da liderança: Avaliação, Desenvolvimento e Sucessão O desafio da liderança: Avaliação, Desenvolvimento e Sucessão Esse artigo tem como objetivo apresentar estratégias para assegurar uma equipe eficiente em cargos de liderança, mantendo um ciclo virtuoso

Leia mais

GUIA PARA O GT RECURSOS FINANCEIROS

GUIA PARA O GT RECURSOS FINANCEIROS GUIA PARA O GT RECURSOS FINANCEIROS Um projeto é um empreendimento planejado que consiste num conjunto de atividades integradas e coordenadas, com o fim de alcançar objetivos específicos dentro dos limites

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Administração 5ª Série Administração de Recursos Humanos I A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensinoaprendizagem desenvolvido por meio de um conjunto

Leia mais

PR 2 PROCEDIMENTO. Auditoria Interna. Revisão - 2 Página: 1 de 9

PR 2 PROCEDIMENTO. Auditoria Interna. Revisão - 2 Página: 1 de 9 Página: 1 de 9 1. OBJETIVO Estabelecer sistemática de funcionamento e aplicação das Auditorias Internas da Qualidade, fornecendo diretrizes para instruir, planejar, executar e documentar as mesmas. Este

Leia mais

Preparando a Implantação de um Sistema de Gestão da Qualidade

Preparando a Implantação de um Sistema de Gestão da Qualidade Preparando a Implantação de um Projeto Pró-Inova - InovaGusa Ana Júlia Ramos Pesquisadora em Metrologia e Qualidade e Especialista em Sistemas de Gestão da Qualidade 1. Gestão Gestão Atividades coordenadas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA EMPRESA JÚNIOR DA ESCOLA DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA EMPRESA JÚNIOR DA ESCOLA DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA EMPRESA JÚNIOR DA ESCOLA DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA EDITAL DE CONVOCAÇÃO UFRN/ECT/EJECT Nº 04/2015 PROSEMPRE/PROCESSO SELETIVO

Leia mais

Detalhamento do Serviço de Coaching Turma 3 Início Outubro/2014 Foco: ICMS RJ / ICMS SP. Prof. Fábio Amorim 1 de 6 www.exponencialconcursos.com.

Detalhamento do Serviço de Coaching Turma 3 Início Outubro/2014 Foco: ICMS RJ / ICMS SP. Prof. Fábio Amorim 1 de 6 www.exponencialconcursos.com. Turma 3 Início Outubro/2014 Foco: ICMS RJ / ICMS SP Prof. Fábio Amorim 1 de 6 Olá pessoal! Este documento tem por intuito elucidar dúvidas e esclarecer o processo de trabalho do Exponencial Concursos para

Leia mais

PROJETO IMAGINAR CONTADORES DE HISTÓRIA DA UNICARIOCA

PROJETO IMAGINAR CONTADORES DE HISTÓRIA DA UNICARIOCA PROJETO IMAGINAR CONTADORES DE HISTÓRIA DA UNICARIOCA A UniCarioca, por meio do Núcleo de Ação Socioambiental (NASA) convida seus alunos a participarem da SEGUNDA EDIÇÃO do projeto IMAGINAR (inicialmente

Leia mais

OS 14 PONTOS DA FILOSOFIA DE DEMING

OS 14 PONTOS DA FILOSOFIA DE DEMING OS 14 PONTOS DA FILOSOFIA DE DEMING 1. Estabelecer a constância de propósitos para a melhoria dos bens e serviços A alta administração deve demonstrar constantemente seu comprometimento com os objetivos

Leia mais

Regulamento. REGULAMENTO DO PROGRAMA JOVENS CONSULTORES 2013 2ª Edição

Regulamento. REGULAMENTO DO PROGRAMA JOVENS CONSULTORES 2013 2ª Edição Regulamento REGULAMENTO DO PROGRAMA JOVENS CONSULTORES 2013 2ª Edição Este instrumento tem por objetivo regular a participação no processo de seleção para o PROGRAMA JOVENS CONSULTORES 2013 2ª Edição,

Leia mais

Edital de Candidatura

Edital de Candidatura PROCESSO SELETIVO DE Membros EDITAL N.º 03/2014 Edital de Candidatura Processo Seletivo de Membros - 2º Semestre de 2014 Considerações iniciais A Estat Júnior - Estudos Aplicados à Estatística Consultoria

Leia mais

www.dehterakm.com beatriz@dehtearkm.com

www.dehterakm.com beatriz@dehtearkm.com www.dehterakm.com beatriz@dehtearkm.com Quem somos? A BEATRIZ DEHTEAR KM apresenta a seus clientes uma proposta totalmente inovadora para implementar a Gestão do Conhecimento Organizacional. Nosso objetivo

Leia mais

SESI. Empreendedorismo Social. Você acredita que sua idéia pode gerar grandes transformações?

SESI. Empreendedorismo Social. Você acredita que sua idéia pode gerar grandes transformações? SESI Empreendedorismo Social Você acredita que sua idéia pode gerar grandes transformações? REGULAMENTO SESI Empreendedorismo Social A inovação social é o ponto de partida para um novo modelo que atende

Leia mais

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade Eficácia e Liderança de Performance O Administrador na Gestão de Pessoas Grupo de Estudos em Administração de Pessoas - GEAPE 27 de novembro

Leia mais

FEJEPAR. Plano de Cargos 2012

FEJEPAR. Plano de Cargos 2012 FEJEPAR Plano de Cargos 2012 1. Preciso estar em uma EJ federada para fazer parte da FEJEPAR? R: Não, mas é preciso, ao menos, ter feito parte de uma EJ. 2. É necessário exclusividade para o(s) cargo(s)?

Leia mais

EMAS JR. CONSULTORIA EMPRESA JÚNIOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS CAMPUS PAMPULHA EDITAL. Processo Seletivo Emas Jr. Consultoria 2015/02

EMAS JR. CONSULTORIA EMPRESA JÚNIOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS CAMPUS PAMPULHA EDITAL. Processo Seletivo Emas Jr. Consultoria 2015/02 EDITAL Processo Seletivo Emas Jr. Consultoria 2015/02 EDITAL Processo Seletivo Emas Jr. Consultoria 2015/02 A EMAS Empresa Júnior de Meio Ambiente e Saneamento / UFMG ( Emas Jr. ) faz saber aos interessados

Leia mais

PROGRAMA DE INOVAÇÃO NA CRIAÇÃO DE VALOR (ICV)

PROGRAMA DE INOVAÇÃO NA CRIAÇÃO DE VALOR (ICV) PROGRAMA DE INOVAÇÃO NA CRIAÇÃO DE VALOR (ICV) Termo de Referência para contratação de Gestor de Projetos Pleno 14 de Agosto de 2015 TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE GESTOR DE PROJETOS PLENO O presente

Leia mais

SISTEMAS INTEGRADOS PARA GESTAO DE PESSOAS E DE PROCESSOS. Empresa XPTO 1

SISTEMAS INTEGRADOS PARA GESTAO DE PESSOAS E DE PROCESSOS. Empresa XPTO 1 Empresa XPTO 1 Desenvolvimento de Sistema Integrado de Informação para a área de Recrutamento e Seleção - Recursos Humanos Empresa XPTO Alunos: -------- -------- -------- -------- -------- Descrição da

Leia mais

PROGRAMA DE RESIDÊNCIA C.E.S.A.R/SAMSUNG. Edital do Processo Seletivo 2010

PROGRAMA DE RESIDÊNCIA C.E.S.A.R/SAMSUNG. Edital do Processo Seletivo 2010 PROGRAMA DE RESIDÊNCIA C.E.S.A.R/SAMSUNG Edital do Processo Seletivo 2010 Fevereiro / 2010 CONTEÚDO 1. APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA... 3 2. INFORMAÇÕES SOBRE O PROCESSO SELETIVO... 4 2.1 PÚBLICO-ALVO... 4

Leia mais

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 026

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 026 1/7 Nº revisão Descrição da Revisão 00 Elaboração inicial do documento 01 Revisão dos Indicadores 02 Revisão geral do documento 03 Item 4.1: Foi inserida uma aprovação final da Diretoria após o Gestor

Leia mais

PROGRAMA TALENTOS DA EDUCAÇÃO 2015

PROGRAMA TALENTOS DA EDUCAÇÃO 2015 PROGRAMA TALENTOS DA EDUCAÇÃO 2015 O programa Talentos da Educação é uma iniciativa da Fundação Lemann para apoiar pessoas talentosas e comprometidas com a melhoria da educação no Brasil. A proposta é

Leia mais

10 Dicas para uma implantação

10 Dicas para uma implantação 10 Dicas para uma implantação de Cloud Computing bem-sucedida. Um guia simples para quem está avaliando mudar para A Computação em Nuvem. Confira 10 dicas de como adotar a Cloud Computing com sucesso.

Leia mais

REGULAMENTO NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO/PSICOPEDAGÓGICO NAP/NAPP. Do Núcleo de Apoio Pedagógico/Psicopedagógico

REGULAMENTO NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO/PSICOPEDAGÓGICO NAP/NAPP. Do Núcleo de Apoio Pedagógico/Psicopedagógico REGULAMENTO NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO/PSICOPEDAGÓGICO NAP/NAPP Capítulo I Do Núcleo de Apoio Pedagógico/Psicopedagógico Art. 1º O Núcleo de Apoio Pedagógico/Psicopedagógico- NAP/NAPP do Centro de Ensino

Leia mais

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE ESTUDO DE BENCHMARKING EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2009 Brasil Uma realização dos Chapters Brasileiros do PMI - Project Management Institute PMI-SP PMI-RJ PMI-AM PMI-SC PMI-BA ANEXO 2 PMI-RS PMI PMI-CE

Leia mais

TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO Comunicado de Processo Seletivo INTERNO Nº 003/2015

TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO Comunicado de Processo Seletivo INTERNO Nº 003/2015 TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO Comunicado de Processo Seletivo INTERNO Nº 003/2015 O SESI Piauí, assessorado pelo IEL, torna pública a realização do Processo Seletivo Interno nº 003/2015 destinado a

Leia mais

DESCRITIVO DE CARGOS. Diretor Presidente

DESCRITIVO DE CARGOS. Diretor Presidente Experiência mínima requerida: Acessor de Departamento Diretor de Departamento Competências Específicas: DESCRITIVO DE CARGOS Diretor Presidente Humildade Respeito Companheirismo Senso de justiça com bases

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA DE TREINAMENTO PROFISSIONAL Nº 004/2015

EDITAL DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA DE TREINAMENTO PROFISSIONAL Nº 004/2015 PCD 125.62 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA / UFJF PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD COORDENAÇÃO DE GRADUAÇÃO EDITAL DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA DE TREINAMENTO PROFISSIONAL Nº 004/2015 Projetos: Escritório

Leia mais

FACULDADE DE DESENVOLVIMENTO DO RIO GRANDE DO SUL - FADERGS INSTITUTO JÚNIOR DE CONSULTORIA EMPRESARIAL - FADERGS EMPRESA JR.

FACULDADE DE DESENVOLVIMENTO DO RIO GRANDE DO SUL - FADERGS INSTITUTO JÚNIOR DE CONSULTORIA EMPRESARIAL - FADERGS EMPRESA JR. FACULDADE DE DESENVOLVIMENTO DO RIO GRANDE DO SUL - FADERGS INSTITUTO JÚNIOR DE CONSULTORIA EMPRESARIAL - FADERGS EMPRESA JR. PROJETO O.N.E PROJETO DE ORIENTAÇÃO À NOVOS EMPREENDEDORES EDITAL 001/2014

Leia mais

Portfolio de cursos TSP2

Portfolio de cursos TSP2 2013 Portfolio de cursos TSP2 J. Purcino TSP2 Treinamentos e Sistemas de Performance 01/07/2013 Como encantar e fidelizar clientes Visa mostrar aos participantes a importância do conhecimento do cliente,

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO Nº 01/2015. Edital de seleção de membros - Associação Atlética Acadêmica do Direito da Universidade Federal de Viçosa AAAD UFV

EDITAL DE SELEÇÃO Nº 01/2015. Edital de seleção de membros - Associação Atlética Acadêmica do Direito da Universidade Federal de Viçosa AAAD UFV EDITAL DE SELEÇÃO Nº 01/2015 Edital de seleção de membros - Associação Atlética Acadêmica do Direito da Universidade Federal de Viçosa AAAD A AAAD torna públicas as normas do processo de seleção de membros.

Leia mais

EDITAL 00212014-Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior -SETI Modalidade Recém- Formados e Graduandos.

EDITAL 00212014-Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior -SETI Modalidade Recém- Formados e Graduandos. EDITAL 00212014-Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior -SETI Modalidade Recém- Formados e Graduandos. PROGRAMA UNIVERSIDADE SEM FRONTEIRAS - SETI-USF Subprograma APOIO AO EMPREENDEDORISMO

Leia mais

Grafologia. C aching. Treinamentos Corporativos Desenvolvimento Organizacional. Mapeament de Competências. Recrutamento e Seleção

Grafologia. C aching. Treinamentos Corporativos Desenvolvimento Organizacional. Mapeament de Competências. Recrutamento e Seleção Recrutamento e Seleção Grafologia C aching Processos de Avaliação Mapeament de Competências Treinamentos Corporativos Desenvolvimento Organizacional Eleve ao cubo o potencial humano da sua Organização

Leia mais

Estágio Supervisionado III

Estágio Supervisionado III Estágio Supervisionado III Prof. Jorge Fernandes de Lima Neto INSTRUÇÕES A) Minha visão do estágio supervisionado antes de iniciá-lo: Preencher esse formulário descrevendo sua visão de estágio. faça duas

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO DE SOBRADINHO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO INOVE CONSULTORIA JÚNIOR DA ESCOLA DE NEGÓCIOS SEGUNDO SEMESTRE DE 2014

FACULDADE PROJEÇÃO DE SOBRADINHO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO INOVE CONSULTORIA JÚNIOR DA ESCOLA DE NEGÓCIOS SEGUNDO SEMESTRE DE 2014 FACULDADE PROJEÇÃO DE SOBRADINHO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO INOVE CONSULTORIA JÚNIOR DA ESCOLA DE NEGÓCIOS SEGUNDO SEMESTRE DE 2014 A Direção da Escola de Negócios da Faculdade Projeção de Sobradinho,

Leia mais

2- PÚBLICO ALVO. Página 1 de 8 CURSO PRÁTICO FORMAÇÃO DE CONSULTORES EMPRESARIAIS. SESI Serviço Social da Indústria. IEL Instituto Euvaldo Lodi

2- PÚBLICO ALVO. Página 1 de 8 CURSO PRÁTICO FORMAÇÃO DE CONSULTORES EMPRESARIAIS. SESI Serviço Social da Indústria. IEL Instituto Euvaldo Lodi 1- Objetivo Geral Capacitar profissionais para o exercício da consultoria empresarial com qualidade, possibilitando assim um melhor atendimento as demandas das empresas paraenses por estes serviços. Disseminar

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Etec Ensino Técnico ETEC Paulino Botelho Descentralizada E.E. Arlindo Bittencourt Código: 091-2 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão em Negócios Habilitação Profissional:

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO CENTEC Nº: 002/2015

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO CENTEC Nº: 002/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO CENTEC Nº: 002/2015 Processo Seletivo Simplificado, para contratação de estagiário para a área de Jornalismo / Comunicação Social, com lotação na Assessoria de Marketing

Leia mais

6 Modelo proposto: projeto de serviços dos sites de compras coletivas

6 Modelo proposto: projeto de serviços dos sites de compras coletivas 6 Modelo proposto: projeto de serviços dos sites de compras coletivas A partir do exposto, primeiramente apresentam-se as fases discriminadas no modelo proposto por Mello (2005), porém agora direcionadas

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA)

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) Contrato por Produto Nacional CONSULTOR SÊNIOR Número e Título do Projeto: BRA/09/004 Fortalecimento da CAIXA no seu processo

Leia mais

DA JUSTIFICATIVA DO OBJETIVO

DA JUSTIFICATIVA DO OBJETIVO CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX EDITAL DE SELEÇÃO A Pró-Reitoria Acadêmica do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix, no uso de suas atribuições, torna público o PROCESSO SELETIVO

Leia mais

Relatório de Competências

Relatório de Competências ANÁLISE CALIPER DO POTENCIAL DE DESEMPENHO PROFISSIONAL Relatório de Competências LOGO CLIENTE CALIPER Avaliação de: Sr. Márcio Modelo Preparada por: Consultora Especializada Caliper e-mail: nome@caliper.com.br

Leia mais

ESF Estratégia de Saúde da Família GESTÃO DE PESSOAS. 40 Relatório de Gestão 2014. Copyright. Proibida cópia ou reprodução sem autorização do IABAS.

ESF Estratégia de Saúde da Família GESTÃO DE PESSOAS. 40 Relatório de Gestão 2014. Copyright. Proibida cópia ou reprodução sem autorização do IABAS. ESF Estratégia de Saúde da Família GESTÃO DE PESSOAS 40 Relatório de Gestão 2014 B lanço Soci l ESF Estratégia de Saúde da Família Relatório de Gestão 2014 41 GESTÃO DE PESSOAS Gestão de Pessoas Com o

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ Centro de Ciências Sociais Aplicadas Pró Reitoria de Extensão e Cultura

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ Centro de Ciências Sociais Aplicadas Pró Reitoria de Extensão e Cultura EDITAL 06/2015- Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior SETI Modalidade Recém- Formados e Graduandos. PROGRAMA UNIVERSIDADE SEM FRONTEIRAS SETI-USF Subprograma APOIO AO EMPREENDEDORISMO

Leia mais

LISTA DE VERIFICAÇAO DO SISTEMA DE GESTAO DA QUALIDADE

LISTA DE VERIFICAÇAO DO SISTEMA DE GESTAO DA QUALIDADE Questionamento a alta direção: 1. Quais os objetivos e metas da organização? 2. quais os principais Produtos e/ou serviços da organização? 3. Qual o escopo da certificação? 4. qual é a Visão e Missão?

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE ICS FACULDADE DE SAÚDE IBITURUNA FASI DIRETORIA DE EXTENSÃO EDITAL Nº 02/2014

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE ICS FACULDADE DE SAÚDE IBITURUNA FASI DIRETORIA DE EXTENSÃO EDITAL Nº 02/2014 INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE ICS FACULDADE DE SAÚDE IBITURUNA FASI DIRETORIA DE EXTENSÃO EDITAL Nº 02/2014 PROCESSO SELETIVO PARA PROJETO DE EXTENSÃO SEMANA DO BEBÊ DE MONTES CLAROS A Diretoria de Extensão,

Leia mais

CADASTRO, TREINAMENTO E QUALIFICAÇÃO DE INSPETORES BPL

CADASTRO, TREINAMENTO E QUALIFICAÇÃO DE INSPETORES BPL CADASTRO, TREINAMENTO E QUALIFICAÇÃO DE INSPETORES BPL NORMA Nº NIE-CGCRE-039 APROVADA EM NOV/2009 Nº 01/05 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Campo de Aplicação 3 Responsabilidade 4 Documentos Complementares 5 Histórico

Leia mais

As vagas/áreas, com seus requisitos, estão apresentados a seguir:

As vagas/áreas, com seus requisitos, estão apresentados a seguir: EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 003/2014 A Guarda Mirim de Londrina, visando garantir os princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade e publicidade, objetivando suprir necessidades de pessoal, TORNA

Leia mais

Como Recrutar no Service Desk

Como Recrutar no Service Desk WORKSHOP Como Recrutar no Service Desk Eduardo 2013 Objetivos do Workshop A retenção começa no processo de seleção Determine o correto nível de profissional que sua operação necessita Fatores que dificultam

Leia mais

Edital do Processo Seletivo 2015

Edital do Processo Seletivo 2015 Edital do Processo Seletivo 2015 A Diretoria de Recursos Humanos da EJEAmb Empresa Júnior de Engenharia, composta por Cássia Vieira de Oliveira, Leonardo Alfredo Handy Bevilacqua, Letícia Teixeira de Castro

Leia mais

O talento como diferencial de carreira... Uma fórmula de sucesso

O talento como diferencial de carreira... Uma fórmula de sucesso O talento como diferencial de carreira... Uma fórmula de sucesso Maiane Bertoldo Lewandowski Consultora de RH Hospital Mãe de Deus TRANSFORMAÇÕES NO MERCADO DE TRABALHO Mudança de modelo mental; Escassez

Leia mais

Ana Beatriz Bronzoni

Ana Beatriz Bronzoni Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular da Universidade Federal de Viçosa Viçosa (MG) - CEP 36570-000 CNPJ: 07.245.367/0001-14 Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular Universidade Federal

Leia mais

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO DA ÔMEGA JÚNIOR 2015/01. São João del-rei, 24 de fevereiro de 2015

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO DA ÔMEGA JÚNIOR 2015/01. São João del-rei, 24 de fevereiro de 2015 EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO DA ÔMEGA JÚNIOR 2015/01 São João del-rei, 24 de fevereiro de 2015 A Ômega Júnior Projetos Mecânicos e de Produção, da Universidade Federal de São João del-rei, torna pública

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Contratação de consultoria pessoa física para serviços de preparação

Leia mais

Prof. Ana Cláudia Fleck Coordenadora da Academia de Professores da ESPM-Sul

Prof. Ana Cláudia Fleck Coordenadora da Academia de Professores da ESPM-Sul PROGRAMA GUIA ESPM-Sul Programa de Acompanhamento Discente e Excelência Profissional Prof. Ana Cláudia Fleck Coordenadora da Academia de Professores da ESPM-Sul Pensamento ESPM. São Paulo, 25/04/2014.

Leia mais

O que é a Olimpíada de Empreendedorismo Universitário?! E quem pode participar?

O que é a Olimpíada de Empreendedorismo Universitário?! E quem pode participar? O que é a Olimpíada de Empreendedorismo Universitário?! Uma competição para apoiar você, universitário, no desenvolvimento daquela sua ideia inovadora e criação de um novo negócio! Essa é a sua chance

Leia mais

GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE

GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE Fonte: http://www.testexpert.com.br/?q=node/669 1 GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE Segundo a NBR ISO 9000:2005, qualidade é o grau no qual um conjunto de características

Leia mais