Berna, 27 de Abril de 2010 (das 9h30 às 12h30 e das 15h00 às 18h00), sala Heinrich von Stephan. Tomar nota do Relatório.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Berna, 27 de Abril de 2010 (das 9h30 às 12h30 e das 15h00 às 18h00), sala Heinrich von Stephan. Tomar nota do Relatório."

Transcrição

1 UPU UNIÃO POSTAL UNIVERSAL CEP C Doc 10a (POC C Doc 10a CONSELHO DE OPERAÇÕES POSTAIS Comissão 1 (Correspondências) Berna, 27 de Abril de 2010 (das 9h30 às 12h30 e das 15h00 às 18h00), sala Heinrich von Stephan Relatório do Presidente do Grupo «Transporte» (Ponto 10a da ordem de trabalhos) 1. Assunto Resultados da reunião do Grupo «Transporte» realizada em 13 de Abril de Referências/Parágrafos 1 a 51 e anexo 1 2. Decisão esperada Tomar nota do Relatório. 1 a 51 e anexo 1 I. Abertura da reunião e adopção da ordem de trabalhos 1 O Presidente do Grupo «Transporte» (França) propôs alterar a ordem de tratamento dos pontos da ordem de trabalhos. Os membros do Grupo aceitaram a proposta. II. Relatório da última reunião do Grupo «Transporte» 2. O Presidente do Grupo resumiu os principais pontos do relatório da última reunião. III. Atelier 2010 IATA-UPU sobre o correio-avião, em Vancouver 3. A IATA e a União Postal Universal trataram os pontos seguintes durante o atelier em Vancouver: número de carta de transporte aéreo postal, caderno de encargos do Comité de contacto IATA-UPU, revisão do modelo de acordo-quadro entre as companhias aéreas e os Correios, questões relativas ao tratamento e à distribuição do correio e questões relativas às taxas e aos encargos cobrados pelas autoridades aeroportuárias sobre o correio-avião. As discussões permitiram que a IATA e a UPU avançassem sobre estes trabalhos. IV. Actualização da «Lista geral dos serviços aeropostais» (CN 68) 4. O Grupo «Transporte» aprovou o questionário revisto bem como as medidas tomadas pela Secretaria Internacional para modernizar a Lista CN 68. A Polónia sugeriu que se efectuasse uma revisão detalhada da Lista CN 68 no Congresso de DCA.DOT

2 2 V. Aprovação do acordo-quadro entre as companhias aéreas e os Correios 5. A França e a Secretaria Internacional comunicaram ao Grupo «Transporte» as últimas informações relativas ao acordo. A UPU e a IATA aprovaram o acordo, com excepção dos artigos e 25.3 sobre a responsabilidade. 6. O Grupo «Transporte» aprovou o acordo apresentado no anexo 3 do documento CEP C 1 GT doc 15 Rev 1. Neste texto foi reconhecido que o desacordo relativo aos artigos sobre a responsabilidade não será resolvido certamente num futuro próximo e que as duas partes deviam aprovar agora uma versão do acordo. Contudo, o Grupo «Transporte» pediu aos membros postais do Comité de contacto IATA-UPU que prosseguissem as conversações com a IATA, a fim de resolver os temas de desacordo sobre os artigos e 25.3 durante o próximo ciclo das negociações. Os Emirados Árabes Unidos pediram ao Grupo «Transporte» que o acordo contenha disposições claras a respeito do pagamento das despesas de tratamento do correio de chegada e de saída. O Grupo «Transporte» tomou nota deste pedido e aceitou tratar esta questão com a IATA nas próximas negociações. Um grupo ad hoc será encarregado de elaborar as directivas do acordo-quadro para os operadores designados e as companhias aéreas. VI. Taxas e encargos cobrados pelas autoridades aeroportuárias sobre o correio-avião 7. Alguns Países-membros foram forçados a pagar taxas e encargos suplementares às autoridades aeroportuárias para o tratamento do correio de chegada e de saída. Tal foi o caso para os países com centros de tratamento do correio nos aeroportos. Por conseguinte, os operadores designados em causa tiveram dificuldades financeiras. A Eslovénia, a Indonésia, a Nigéria e os Emirados Árabes Unidos comunicaram os seus problemas ao Grupo «Transporte». Os Emirados Árabes Unidos queixaram-se que tiveram que pagar taxas à sua autoridade aeroportuária para o tratamento do correio de chegada. Além disso, a entrega do correio foi atrasada, dado que foi entregue dez horas após a sua chegada ao aeroporto. 8. O Grupo «Transporte» reconhece que este assunto deverá ser tratado em colaboração com a IATA no âmbito do Comité de contacto IATA-UPU e que deverá ser encontrada uma solução para o problema. VII. Actividades relativas ao transporte em África 9. A Nigéria apresentou o progresso dos projectos correntes, relativos ao transporte na África Ocidental 10. O Grupo «Transporte» foi sensível às medidas tomadas pela Nigéria para remediar os problemas ligados ao transporte e manifestou a sua vontade para ajudar a Nigéria a realizar os objectivos dos projectos. VIII. Programa TRAINPOST curso sobre o transporte 11. O Grupo «Transporte» aprovou a iniciativa da Secretaria Internacional destinada a organizar um curso sobre o transporte, em consulta com a Alemanha. IX. Aplicação da resolução C 54/2008 do 24º Congresso sobre o número de carta de transporte aéreo postal 12. A França, que preside o Grupo «Transporte», recordou as últimas medidas tomadas pela UPU para apresentar o número de carta de transporte aéreo postal à Organização Mundial das Alfândegas (OMA). A exposição apresentada pela UPU sobre o número de carta de transporte aéreo postal na reunião do Comité técnico permanente da OMA foi bem recebida. A França organizou seguidamente uma teleconferência com peritos da OMA e da IATA. As discussões centraram-se na maneira de integrar o número de carta de transporte aéreo postal nas mensagens regulamentares transfronteiriças governamentais. A França sublinhou a importância de organizar mais reuniões com a OMA em colaboração com a IATA, a fim de compreender melhor o que é o número de carta de transporte aéreo postal, para que a OMA possa fazer recomendações adequadas aos seus membros.

3 3 13. A França, em resposta a uma pergunta do Senegal, confirmou o facto de que a utilização do número de carta de transporte aéreo postal permitia uma melhor visibilidade da expedição. O estatuto postal e as taxas de transporte aéreo acordados permanecem inalterados. 14. O Grupo «Transporte» reconheceu os esforços da França para promover o número de carta de transporte aéreo postal junto dos outros actores do sector postal, especialmente, a IATA e a OMA. X. Indicações relativas ao número de carta de transporte aéreo postal 15. O Grupo «Transporte» aprovou as indicações relativas ao número de carta de transporte aéreo postal, e pediu à IATA que publicasse a versão 1.0 do documento e que o enviasse à UPU e à OMA a título de informação. O objectivo deste documento é facilitar a utilização dos números de carta de transporte aéreo postal para as companhias aéreas. XI. Últimas informações sobre a iniciativa «Futuro of by Ar (FoMbA)» e implicações da norma M IPC informou sobre a utilização crescente das mensagens EDI e indicou que o número de Correios e companhias aéreas que utilizam as mensagens CARDIT-RESDIT aumentou consideravelmente no ano passado, e que um número importante de companhias aéreas utilizavam a última norma M 39. IPC apresentou um documento que contém um projecto de proposta de modificação da lista de código 100, bem como uma descrição das funções de gestão específicas para ocorrências RESDIT com as regras comerciais de utilização. 17. O Grupo «Transporte» aprovou a orientação geral da apresentação e pediu aos membros postais que tratassem as questões supracitadas durante a reunião do Comité de Contacto IATA-UPU prevista para 14 de Abril de XII. Medidas destinadas a promover as mensagens CARDIT e RESDIT entre os membros da UPU e as companhias aéreas 18. A Bélgica apresentou a brochura publicada conjuntamente pela UPU, a IATA e IPC destinada a promover a troca de mensagens EDI entre os operadores designados e as companhias aéreas. O Grupo «Transporte» solicitou à Secretaria Internacional que traduzisse a brochura em espanhol e francês. Esta brochura será publicada no sítio Web da UPU e da IATA. A França deveria identificar um meio para guardar um vestígio dos comentários dos Países-membros da UPU a respeito da brochura. Permanece ainda muito por fazer para promover as trocas EDI, nomeadamente no que diz respeito à integração de exigências em matéria de EDI pelos responsáveis de companhias de transporte no seu processo de compra. 19. O Grupo «Transporte» reconheceu a contribuição da Bélgica na elaboração da brochura, e pediu à Secretaria Internacional que fizesse o máximo para promover a brochura. XIII. Estrutura do código CTCI 20. A América (Estados Unidos) descreveu a sua experiência do código CTCI e os problemas encontrados, baseando-se numa apresentação do Grupo de projecto «Interconexão» da Comissão 1 do CA. A América (Estados Unidos) assinalou que este ponto era tratado na Resolução C 63/2008 do 24º Congresso, implicando ao mesmo tempo o Conselho de Administração e o Conselho de Operações Postais, e que tinha um impacto operacional e financeiro sobre os Correios e as companhias aéreos. 21. A Secretaria Internacional apresentou o documento 11 e explicou que tinha sido elaborado em colaboração com os operadores designados da América (Estados Unidos) e da Alemanha, a América como operador em grande escala de EPE, e a Alemanha com várias EPE no seu país. Assim, as duas facetas do problema são tratadas.

4 4 22. A Secretaria Internacional explicou que, de acordo com a proposta de mudança da estrutura do código CTCI, os dois primeiros caracteres designariam o país do operador designado membro da UPU e não a localidade no país. Os operadores não designados registados como centros de tratamento do correio internacional (CTCI) são precedidos das letras «XX» que remetem a uma lista de códigos CTCI melhorada, disponível no sítio Web da UPU e que contém mais informações, como o LOCODE/ONU e o endereço físico. 23. Alguns membros do Grupo «Transporte» manifestaram-se a favor ou contra a proposta de modificação. O Presidente sublinhou o facto de que era esperado do Grupo «Transporte» que aceitasse prosseguir as consultas sobre este assunto. Todos os comentários serão tomados em conta e serão comunicados. 24. Após as discussões, o Grupo «Transporte» acordou prosseguir a consulta com outros Grupos do COP, como o Grupo «Alfândegas» da Comissão 2, o Comité de contacto IATA-UPU, o Grupo «Exame das questões operacionais e contabilísticas» da Comissão 4. Também concordaram consultar os Países-membros da UPU através de um questionário, e comunicar os resultados ao Grupo de projecto «Interconexão» da Comissão 1 e ao Grupo «Normalização» da Comissão C 4. XIV. Questões relativas ao correio-avião em trânsito 25. A Alemanha e a Secretaria Internacional apresentaram uma proposta de esclarecimento dos processos de trânsito e de transbordo, resultante dos trabalhos do subgrupo sobre o trânsito. 26. De acordo com o Chefe do programa «Encomendas» da Secretaria Internacional, o subgrupo deveria examinar os artigos RC 174 e RC 175 do Manual das Encomendas Postais para tratar as questões sobre o trânsito de maneira coordenada. 27. O Grupo «Transporte», aprovou em princípio as recomendações do subgrupo destinadas a alterar os artigos RL 186, RL 187 e RL 188 do Manual das Correspondências e examinar os artigos correspondentes do Manual das Encomendas Postais. O Grupo «Transporte» aceitou que o subgrupo apresente os resultados deste exame ao Comité de Contacto IATA-UPU na sua reunião de 14 de Abril de 2010 para discussão. XV. Propostas de modificação dos regulamentos relativos ao transporte 28. No que respeita ao ponto precedente da ordem de trabalhos, o Grupo «Transporte» encarregou o Subgrupo de consultar a Hungria e Belarus a respeito das propostas de modificação dos artigos RL 186, RL 187 e RL 188. XVI. Questões relativas ao tratamento e à diminuição do correio 29. O Grupo «Transporte» aceitou a proposta do Japão de efectuar projectos pilotos para recolher informações relativas ao tratamento do correio nos aeroportos de Heathrow, Francfort e Roissy (sob reserva da confirmação da França). O Japão, em consulta com a França, a Grã-Bretanha e a Alemanha, deverá decidir das datas de lançamento dos projectos piloto. 30. O Grupo «Transporte» pediu aos membros postais do Comité de Contacto IATA-UPU que examinassem os projectos pilotos com a IATA na reunião do Comité de Contacto IATA-UPU prevista para 14 de Abril de XVII. Consulta do Grupo «Normalização» sobre a modificação dos rótulos dos recipientes postais 31 A América (Estados Unidos), que preside o Grupo «Normalização», apresentou o documento e pediu que os grupos de utilizadores que utilizam rótulos de recipientes postais sejam consultados a respeito da elaboração de uma nova norma. A América (Estados Unidos) sublinhou o facto de que se tratava de uma questão muito importante porque os rótulos são utilizados com diferentes fins. Além disso, assinalou que a

5 5 modificação dos rótulos era uma operação dispendiosa e que deveria ser efectuada só uma vez. Por conseguinte, é importante examinar a questão em detalhe. 32. O Presidente reconheceu que se tratava de uma questão importante para o Grupo «Transporte» tendo em conta o facto de que o rótulo de recipientes representa um elemento chave para os transportadores e que era importante que os dados sejam exactos desde o princípio. Por outro lado, o Presidente, especificou que esta questão figurava igualmente na ordem de trabalhos da reunião do Comité de contacto IATA-UPU, bem como na ordem de trabalhos de outros grupos do COP. O Presidente sugeriu que um Grupo ad hoc seja criado para estudar esta questão. 33. O Canadá aprovou a criação de um grupo ad hoc e confirmou a sua participação no mesmo. Destacou que já tinha apresentado alguns comentários ao Grupo «Normalização». Além disso, o Canadá assinalou a necessidade de examinar a questão dos rótulos do ponto de vista do destinatário e não s desde a concepção dos rótulos. 34. Portugal aceitou fazer parte do grupo ad hoc e assinalou que tinha transmitido os seus comentários ao Grupo «Normalização». 35. A Grã-Bretanha, a Alemanha, a Nova Zelândia e a França aceitaram participar no grupo ad hoc. 36. A Polónia recordou a necessidade de garantir que também se incluam os rótulos EMS. 37. Por conseguinte, o Grupo «Transporte» criou um grupo ad hoc encarregado de estudar os aspectos relativos ao transporte no que diz respeito aos rótulos. Este grupo, formado pelo Canadá, França, Alemanha, Nova Zelândia e Portugal, examinará as propostas de rótulos para cada categoria de correio: objectos de correspondência, encomendas postais e objectos EMS. XVIII. Caderno de encargos do Comité de contacto IATA-UPU 38. A França informou o Grupo «Transporte» que a IATA aceitou o caderno de encargos do Comité de contacto IATA-UPU, que prevê, designadamente, a possibilidade para a UPU de excluir entidades consideradas como concorrentes do sector postal. 39. O Grupo «Transporte» aprovou o caderno de encargos. XIX. Coordenação dos contactos com a IATA 40. A França apresentou um documento que sublinha a importância de uma maior colaboração entre os grupos do COP e a secretaria Internacional no que diz respeito aos contactos com a IATA. A UPU deve ter uma abordagem coerente no que diz respeito às companhias aéreas. 41. A responsável dos Assuntos jurídicos da Secretaria Internacional destacou a necessidade expressa no documento CEP C1 CT Doc 21 de assegurar a coordenação, na UPU, dos órgãos relacionados com a IATA. No entanto, recordou que de acordo com o Regulamento Geral da UPU, a Secretaria Internacional tem a seu cargo a coordenação entre os Grupos do COP. O Director Geral da Secretaria Internacional serve de intermediário entre a UPU e as organizações internacionais. O Director Geral representa a União. Insistiu igualmente sobre o facto de que a resolução, em anexo a este documento, relativa aos contactos com a IATA, atribuía mais competências ao COP do que ao Comité de contacto IATA-UPU. 42. O Grupo 2 «Transporte» aprovou a orientação geral do documento, mas reconheceu a necessidade de examinar este último face aos comentários manifestados acima. Em consulta com a Direcção dos Assuntos Jurídicos da Secretaria Internacional, a França apresentará a versão revista do documento à Comissão 1 do COP para exame. A versão revista do documento CEP C1 GT Doc 21 Rev 1 figura no documento CEP C Doc 10a Add 1. Solicita-se ao COP que tome nota da versão revista do documento.

6 6 XX. Mudanças que se propõe introduzir nos artigos 15 e 16 da Convenção (baterias de lítio e pilhas) 43. Um país assinalou que a tradução do parágrafo 3 do documento em francês não estava clara e que deveria ser revista. 44. Dado que o documento não estava sujeito aos comentários e às recomendações do Grupo «Transporte», o Presidente pediu aos seus membros que formulem os seus comentários na reunião do Grupo «Segurança postal». XXI. Últimas informações relativas ao Grupo «Alfândegas» 45. O Grupo «Alfândegas», presidido pela Alemanha, informou o Grupo «Transporte» sobre as suas actividades correntes, nomeadamente: elaboração de uma mensagem EDI conjunta OMA-UPU, Guia de exportação postal, trabalhos realizados no âmbito da Resolução C56/2008 sobre a utilização em grande escala da troca de dados informatizados, aplicação da Resolução C37/2008 do 24º Congresso sobre as contrafacções e os artigos pirateados transmitidos por via postal e trabalhos efectuados para reforçar as capacidades dos Países-membros da UPU no âmbito aduaneiro. 46. O Grupo «Transporte» apreciou a colaboração entre os Grupos «Transporte» e «Alfândegas». XXII. Pré-aviso de chegada dos envios postais à alfândega/documento tripartido «Garantir a segurança das expedições postais» 47. A França explicou os princípios do documento intitulado «MEDICI FoMbA que garantem a segurança das expedições postais». O objectivo desse projecto de documento é chegar a um acordo entre a IATA, a UPU e a OMA no que diz respeito à aplicação de um processo de pré-aviso único e reconhecido pelas duas partes para as expedições postais que possa ser usado por todas as administrações aduaneiras que necessitem. As companhias aéreas, as administrações aduaneiras e os Correios, escolhidos para esse fim, trabalharam juntos na elaboração deste documento. A questão tinha sido colocada ao Presidente do subgrupo do Grupo «Alfândegas», encarregado dos processos aduaneiros e das questões operacionais. Os membros são convidados a formular os seus comentários a este Grupo. 48. O Grupo «Transporte» aprovou a orientação geral deste documento. XXIII. Organização futura dos trabalhos 49. A França, que preside o Grupo «Transporte», informou o Grupo da sua intenção de organizar um seminário para os países africanos antes ou após a Conferência estratégica da UPU que será realizada em Nairobi em O objectivo deste seminário será analisar os problemas que enfrentam os países africanos na área do transporte, e apresentar-lhes as melhores práticas. XXIV. Taxa de base do transporte aéreo para O Grupo «Transporte» informou o Secretário Geral sobre a proposta da Comissão 1 do COP relativa à taxa de base do transporte aéreo para XXV. Diversos e imprevistos 51. A lista dos participantes está junta a este documento (ver anexo 1). Paris, 20 de Abril de 2010 Christophe Eggers Presidente

7 Apelido Nome Função País Correio electrónico Membro/ Observador Smet Peter Route Manager Bélgica Membro Glover Stephanie Manager, International Product Management Canadá Membro Boisen Mette Process Manager Dinamarca Membro Weidenhaupt Willi Senior Manager Global Match Alemanha Membro Leray Roland Relation avec l'upu França Membro UPU UNIÃO POSTAL UNIVERSAL Eggers Christophe President Transport Group França (Presidente) Membro Crook Peter Network Manager Grã-Bretanha Membro Powel Chris UPU Policy Manager Grã-Bretanha Membro Abdussyukur Muharam International Relations Manager Indonésia Membro Sakae Kamibayashi Senior Manager Japão Membro Aalberts Wijnand Manager Support & Development Países Baixos Membro Tunnicliffe Adrian International Service Delivery Specialist Nova Zelândia Membro Lewis Michael International Supply Chain Manager Nova Zelândia Membro Kola Aduloju Head of International Operations Nigéria Membro Alama Malgorzata Manager Polónia Membro Pessoa Jose International Network Manager Portugal Membro Gueye Serigne Directeur Courrier Senegal Membro Osvald Marjan International Mail Eslovénia Membro Tofino Irene International Affairs Espanha Membro Hernado Arroyo Pedro Angel Transport Manager Espanha Membro Nasser Fathi Qaddoumi Postal Service Advisor Emirados Árabes Unidos Membro Chandler Peter Program Manager, International Postal Affairs América (Estados Unidos) Membro CEP C Doc 10a.Anexo 1

8 . Apelido Nome Função País Correio electrónico Membro/ Observador Hallanoro Ilkka Manager, International Operations Finlândia Observador Curro Samuel Manager of International Strategy & Planning Austrália Observador Barbosa Vantuyl Corporate Manager (Int'l Relations) Brasil Observador.Mukhooli George Postal Compliance Specialist Uganda Observador Reza Shamouli Head of Delegation Irão (Rep. Islâmica) Observador Moyo Sifoundo General Manager Marketing of Sales Zimbabwe Observador Badabon Essodokouna Conseiller technique du Directeur général Togo Observador Edet Joyce Principal Postal Controler Nigéria Observador Linden Gad EMS Manager Israel Observador Kouassi Yao Jules Responsable dept. qualité de service UPAP/PAPU Observador Van Mook Jörgen Manager Operations Planning IPC Convidado Msofe Sulemani Secretaria Internacional UPU UPU 2 Miyaji Akio Secretaria Internacional UPU UPU Gunderson James Secretaria Internacional UPU UPU Mathur Akhilesh Secretaria Internacional UPU UPU Bowers David Secretaria Internacional UPU UPU Khan Bilal Ahmad Secretaria Internacional UPU UPU Bétrémieux Christine Secretaria Internacional UPU UPU Gomes Da Silva Alex Secretaria Internacional UPU UPU Gaudette Brian Secretaria Internacional UPU UPU Cissé Awa Secretaria Internacional UPU UPU Bischoff Elise Secretaria Internacional UPU UPU Niederhauser Philippe Secretaria Internacional UPU UPU Lecci Francesco Secretaria Internacional UPU UPU

9 UPU UNIÃO POSTAL UNIVERSAL CEP C Doc 10a.Add 1 CONSELHO DE OPERAÇÕES POSTAIS Comissão 1 (Correspondências) Grupo «Transporte» Coordenação dos contactos com a Associação do Transporte Aéreo Internacional Quarta reunião (Berna, 13 de Abril de 2010, das 9 h 30 às 12 h 30 e das15 às 18 horas), sala Heinrich von Stephan Nota da França (Ponto 21 da ordem do dia) 1. Assunto Implementar a resolução C 47/2008 (Cooperação com o sector das companhias aéreas) do 24º Congresso. Coordenação entre os grupos que interagem com a Associação do Transporte Aéreo Internacional e coerência da abordagem da UPU face aos sector das companhias aéreas. Referências/parágrafos 1 a Decisão esperada - Confirmar o papel do Comité de Contacto «IATA UPU»; 15 - Pronunciar-se sobre as regras de governança das relações da UPU com a IATA I. Introdução 1. As companhias aéreas são parceiros importantes, ou mesmo até críticos do sector postal. Se são necessárias uma parceria e uma cooperação intensas, convém, contudo, manter as importantes apostas comerciais e financeiras ligadas a estes parceiros. / 2. A resolução C 47/2008 do 24 º Congresso (anexo 1) lembra que a cooperação entre a União Postal Universal e a Associação do Transporte Aéreo Internacional (IATA), existente há mais de meio século, serve os interesses de cada uma das organizações e encarrega o Conselho de Operações Postais (COP) de continuara a colaboração com o sector das companhias aéreas. 3. O Comité de Contacto «IATA-UPU» foi constituído pelo COP em 1956 e reconstituído após cada Cogresso. 4. O COP criou o Grupo «Transporte» no sequência do 24º Congresso e acrescentou-lhe o Comité de contacto «IATA UPU». DOT.DCA

10 2 II. Outros contactos entre a União Postal Universal e a Associação do Transporte Aéreo Internacional 5. Outros grupos de trabalho do COP são levados a interagir com a Associação do Transporte Aéreo Internacional (IATA) no âmbito das suas missões. É o caso, por exemplo, do Grupo «Segurança postal» (Subgrupo ad hoc «Mercadorias perigosas» em particular) e do grupo «Normalização» (Subgrupo «IATA- UPU sobre as questões EDI 6. Alguns serviços da Secretaria Internacional podem ser levados a interagir, pontual ou regularmente, com a IATA, quer para as suas actividades, quer para as actividades de apoio aos grupos que têm a seu cargo actividades próprias da Secretaria Internacional. III. Abordagem coordenada dos contactos da UPU com a Associação do Transporte Aéreo Internacional 7. Para garantir uma acção coerente e estruturada, é necessário assegurar uma estreita coordenação dos contactos entre a UPU e a IATA. Contudo, o COP não especificou de que modo entendia que esta coordenação deve ser assegurada. 8. Enquanto presidente do Grupo e do Comité de Contacto da IATA UPU, a França constatou a necessidade de um cooperação reforçada com outros grupos e que a falta de coordenação pode levar a posições divergentes tomadas em relação às companhias aéreas e aos atrasos no avanço dos trabalhos do COP. 9. A França considera que o COP criou o Comité de Contacto IATA UPU em aplicação directa das resoluções do Congresso confiando-lhe a colaboração com o sector das companhias aéreas, e que o próprio nome da entidade significa que entendia delegar-lhe a missão confiada pelo Congresso e que este órgão se destina a assegurar a ligação entre a UPU e a IATA. 10. O COP deveria especificar de que forma os diferentes grupos que interagem com a IATA devem assegurar uma boa coordenação dos seus contactos com a IATA zelando para que haja coerência global da estratégia da UPU face ao sector das companhias aéreas. Se é importante o papel da SI no que respeita à coordenação entre os grupos, parece necessário que o COP participe activamente nesta coordenação. Poderia, por exemplo, solicitar aos Presidentes destes grupo que se coordenem com o Presidente do Grupo «Transporte» (que é também o Presidente do Comité de Contacto). 11. O COP deveria indicar também como os resultados dos trabalhos dos diferentes grupos que interagem com a IATA são oficializados entre as 2 organizações. 12. Para a execução da tarefa que lhe confia o Congresso, o COP devia tomar em consideração as missões que a União confia ao Director Geral, a saber servir de intermediário nas relações entre [ ] a UPU e a Organização das Nações Unidas; a UPU e as organizações internacionais cujas actividades apresentam um interessem para a União; a UPU e os organismos internacionais, associações ou empresas que os órgãos da União desejem consultar ou associar aos seus trabalhos (Regulamento Geral (art ). 13. Para assegurar a coerência das acções da UPU face à IATA, o COP deveria especificar as modalidades desta coordenação reforçada com a SI, quer para as missões de apoio aos grupos do COP, quer para as próprias missões deste. 14. A delegação da IATA no seio do Comité IATA UPU é composta por 8 representantes das companhias aéreas designadas segundo um processo definido de acordo com a IATA. Poderia ser utilizado um processo semelhante para os outros grupos envolvidos do COP, em concertação com o Presidente do Grupo «Transporte», tendo me conta as competências requeridas para os trabalhos destes grupos.

11 3 IV. Conclusões 15. Solicita-se à Comissão 1 do COP que: - confirme o papel do Comité de Contacto «IATA UPU»; - se pronuncie sobre as regras de governança das relações da UPU com a IATA. Paris, 20 de Abril de 2010

12 UPU UNIÃO POSTAL UNIVERSAL CEP C Doc 10a Add 1 Anexo 1 (CEP C 1 GT Doc 21.Rev 1 Anexo 1) Resolução C 47/2008 Cooperação com o setor das companhias aéreas O Congresso, recordando que a cooperação entre a União Postal Universal e a Associação do Transporte Aéreo Internacional (IATA), remontando a mais de meio século, é no melhor interesse de cada uma das duas organizações, sabendo que a União assinou um novo protocolo de acordo com a Associação Transporte Aéreo Internacional em março de 2007, reforçando, assim, a parceria estratégica entre as duas organizações, notando que um plano de trabalho global relativo ao correio-avião foi elaborado pelo Comitê de contato «IATA UPU» com base no protocolo de acordo acima mencionado, notando, igualmente que foram realizados estudos pelo Comitê de contato «IATA UPU» a fim de alcançar os objetivos fixados no plano de trabalho relativo ao correio-avião, considerando que os esforços para acelerar e simplificar a transmissão e o tratamento do correio-avião devem ter prosseguimento, sabendo, igualmente que as companhias aéreas e os operadores designados deverão se concentrar mais na normalização e na utilização intensiva de sistemas de troca de dados informatizada, a fim de melhorar a qualidade de serviço e a segurança do correio internacional, reconhecendo que a transmissão rápida e confiável do correio e o estabelecimento de relatórios coerentes e precisos sobre as diversas etapas do encaminhamento do correio respondem aos interesses comuns dos operadores designados e das companhias aéreas, considerando, além disso que os trabalhos importantes empreendidos pelo Comitê de contato «IATA UPU» terão repercussões benéficas para as duas organizações, conduzindo, assim, a uma melhoria da qualidade no âmbito do correio-avião, encarrega o Conselho de Operações Postais de dar continuidade à colaboração com o setor das companhias aéreas, de forma a encontrar oportunidades comuns e tomar novas iniciativas. (Proposta 55, Comissão 7, 5ª sessão)

UNIÃO POSTAL UNIVERSAL

UNIÃO POSTAL UNIVERSAL UPU UNIÃO POSTAL UNIVERSAL CEP C 3 2014.1 Doc 12 CONSELHO DE OPERAÇÕES POSTAIS Comissão 3 (Serviços Físicos) Grupo «Avaliação e Melhoria da Qualidade do Serviço de Encomendas Postais» Relatório do Presidente

Leia mais

Berna, 27 de Abril de 2010 (de 9h30 às 12h30 e de 15h00 às 18h00), Sala Heinrich von Stephan

Berna, 27 de Abril de 2010 (de 9h30 às 12h30 e de 15h00 às 18h00), Sala Heinrich von Stephan CEP C 1 2010.1 Doc 6a CONSELHO DE OPERAÇÕES POSTAIS Comissão 1 (Correspondências) Grupo «Melhoria da qualidade» Berna, 27 de Abril de 2010 (de 9h30 às 12h30 e de 15h00 às 18h00), Sala Heinrich von Stephan

Leia mais

Berna, 28 de Abril de 2010 (de 9h30 às 12h30 e de 15h00 às 18h00), Sala Heinrich von Stephan

Berna, 28 de Abril de 2010 (de 9h30 às 12h30 e de 15h00 às 18h00), Sala Heinrich von Stephan UPU UNIÃO POSTAL UNIVERSAL CEP C 2 2010.1 Doc 12a.Rev 1 Original: inglês CONSELHO DE OPERAÇÕES POSTAIS Comissão 2 (Encomendas) Propostas referentes às quotas-partes territoriais de chegada para 2011 Propostas

Leia mais

UPU UNIÃO POSTAL UNIVERSAL. CEP C 2 2011.1 Doc 7b (COP C 2 2011.1-Doc 7b) CONSELHO DE OPERAÇÕES POSTAIS. Comissão 2 (Encomendas)

UPU UNIÃO POSTAL UNIVERSAL. CEP C 2 2011.1 Doc 7b (COP C 2 2011.1-Doc 7b) CONSELHO DE OPERAÇÕES POSTAIS. Comissão 2 (Encomendas) CEP C 2 2011.1 Doc 7b (COP C 2 2011.1-Doc 7b) Comissão 2 (Encomendas) Propostas relativas ao Regulamento das Encomendas Postais Propostas dos Países-membros (Item 7b da pauta) 1. Assunto Propostas de modificação

Leia mais

UPU UNIÃO POSTAL UNIVERSAL. CEP C 2 2011.1 Doc 8c (COP C 2 2011.1 Doc 8c) CONSELHO DE OPERAÇÕES POSTAIS. Comissão 2 (Encomendas)

UPU UNIÃO POSTAL UNIVERSAL. CEP C 2 2011.1 Doc 8c (COP C 2 2011.1 Doc 8c) CONSELHO DE OPERAÇÕES POSTAIS. Comissão 2 (Encomendas) CEP C 2 2011.1 Doc 8c (COP C 2 2011.1 Doc 8c) Comissão 2 (Encomendas) Propostas formuladas por grupos da Comissão 2 sobre o Regulamento das Encomendas Postais Propostas relativas ao desenvolvimento do

Leia mais

2. A reunião foi presidida pelo Sr. Sami Alowedi, de Saudi Post, Presidente do FDP.

2. A reunião foi presidida pelo Sr. Sami Alowedi, de Saudi Post, Presidente do FDP. CEP C 1 2010.1 Doc 11 (CEP C 1 FDP 2009.2 Rapp) CONSELHO DE OPERAÇÕES POSTAIS Comissão 1 (Correspondências) Fórum para o desenvolvimento da Mala Direta Relatório da Assembléia do Fórum para o desenvolvimento

Leia mais

UNIÃO POSTAL UNIVERSAL

UNIÃO POSTAL UNIVERSAL UNIÃO POSTAL UNIVERSAL CA 2008.3 Doc 5 CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO ESTRUTURA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO E COMPOSIÇÃO DOS SEUS DIVERSOS ÓRGÃOS (Ponto 4 da ordem de trabalhos) Nota do Secretário Geral 1.

Leia mais

VERSÃO CONSOLIDADA DA CONVENÇÃO RELATIVA À ORGANIZAÇÃO HIDROGRÁFICA INTERNACIONAL CONFORME PROTOCOLO DE EMENDAS À CONVENÇÃO RELATIVA À ORGANIZAÇÃO

VERSÃO CONSOLIDADA DA CONVENÇÃO RELATIVA À ORGANIZAÇÃO HIDROGRÁFICA INTERNACIONAL CONFORME PROTOCOLO DE EMENDAS À CONVENÇÃO RELATIVA À ORGANIZAÇÃO VERSÃO CONSOLIDADA DA CONVENÇÃO RELATIVA À ORGANIZAÇÃO HIDROGRÁFICA INTERNACIONAL CONFORME PROTOCOLO DE EMENDAS À CONVENÇÃO RELATIVA À ORGANIZAÇÃO HIDROGRÁFICA INTERNACIONAL CONVENÇÃO RELATIVA À ORGANIZAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO SANITÁRIO INTERNACIONAL (2005) Relatório do Director Regional RESUMO

REGULAMENTO SANITÁRIO INTERNACIONAL (2005) Relatório do Director Regional RESUMO 15 de Junho de 2006 COMITÉ REGIONAL AFRICANO ORIGINAL: FRANCÊS Quinquagésima-sexta sessão Addis Abeba, Etiópia, 28 de Agosto - 1 de Setembro de 2006 REGULAMENTO SANITÁRIO INTERNACIONAL (2005) Relatório

Leia mais

PRIMEIRA CONFERÊNCIA DOS ESTADOS PARTES DA CONVENÇÃO INTERAMERICANA CONTRA A CORRUPÇÃO. Buenos Aires, Argentina 2, 3 e 4 de maio de 2001

PRIMEIRA CONFERÊNCIA DOS ESTADOS PARTES DA CONVENÇÃO INTERAMERICANA CONTRA A CORRUPÇÃO. Buenos Aires, Argentina 2, 3 e 4 de maio de 2001 PRIMEIRA CONFERÊNCIA DOS ESTADOS PARTES DA CONVENÇÃO INTERAMERICANA CONTRA A CORRUPÇÃO Buenos Aires, Argentina 2, 3 e 4 de maio de 2001 DOCUMENTO DE BUENOS AIRES SOBRE O MECANISMO DE ACOMPANHAMENTO DA

Leia mais

PARLAMENTO EUROPEU. Comissão dos Transportes e do Turismo PROJECTO DE RELATÓRIO

PARLAMENTO EUROPEU. Comissão dos Transportes e do Turismo PROJECTO DE RELATÓRIO PARLAMENTO EUROPEU 2004 2009 Comissão dos Transportes e do Turismo 2008/2136(INI) 1.12.2008 PROJECTO DE RELATÓRIO sobre o desenvolvimento de um Espaço de Aviação Comum com Israel (2008/2136(INI)) Comissão

Leia mais

VERSÕES CONSOLIDADAS

VERSÕES CONSOLIDADAS 9.5.2008 PT Jornal Oficial da União Europeia C 115/1 VERSÕES CONSOLIDADAS DO TRATADO DA UNIÃO EUROPEIA E DO TRATADO SOBRE O FUNCIONAMENTO DA UNIÃO EUROPEIA (2008/C 115/01) 9.5.2008 PT Jornal Oficial da

Leia mais

O ENVOLVIMENTO DOS TRABALHADORES NA ASSOCIAÇÃO EUROPEIA

O ENVOLVIMENTO DOS TRABALHADORES NA ASSOCIAÇÃO EUROPEIA PARECER SOBRE O ENVOLVIMENTO DOS TRABALHADORES NA ASSOCIAÇÃO EUROPEIA (Proposta de Regulamento sobre o Estatuto da AE e Proposta de Directiva que completa o estatuto da AE no que se refere ao papel dos

Leia mais

Relatório anual sobre as actividades do Comité Consultivo Relatório sobre o conjunto das actividades do Comité Consultivo

Relatório anual sobre as actividades do Comité Consultivo Relatório sobre o conjunto das actividades do Comité Consultivo UPU UNIÃO POSTAL UNIVERSAL CA 2012.1 Doc 5b (CONGRÈS Doc 13) CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO 25 º CONGRESSO Relatório anual sobre as actividades do Comité Consultivo Relatório sobre o conjunto das actividades

Leia mais

Acordo Referente aos Serviços de Pagamento do Correio

Acordo Referente aos Serviços de Pagamento do Correio Acordo Referente aos Serviços de Pagamento do Correio Os abaixo-assinados, Plenipotenciários dos Governos dos Países membros da União, face ao disposto no parágrafo 4 do artigo 22.º da Constituição da

Leia mais

26.8.2011 Jornal Oficial da União Europeia L 220/9

26.8.2011 Jornal Oficial da União Europeia L 220/9 26.8.2011 Jornal Oficial da União Europeia L 220/9 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) N. o 859/2011 DA COMISSÃO de 25 de Agosto de 2011 que altera o Regulamento (UE) n. o 185/2010 que estabelece as medidas de

Leia mais

Eventuais modificações do Acordo SPP e de seu Regulamento Resultados da pesquisa

Eventuais modificações do Acordo SPP e de seu Regulamento Resultados da pesquisa UPU UNIÃO POSTAL UNIVERSAL CEP C 3 2011.1 Doc 3b (COP C 3 2011.1 Doc 3b) CONSELHO DE OPERAÇÕES POSTAIS Comissão 3 (Serviços Financeiros Postais) Eventuais modificações do Acordo SPP e de seu Regulamento

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO SOBRE A PROTECÇÃO DE DADOS DO ARTIGO 29.

GRUPO DE TRABALHO SOBRE A PROTECÇÃO DE DADOS DO ARTIGO 29. GRUPO DE TRABALHO SOBRE A PROTECÇÃO DE DADOS DO ARTIGO 29. 00065/2010/PT WP 174 Parecer 4/2010 sobre o código de conduta europeu da FEDMA relativo ao uso de dados pessoais no marketing directo Adoptado

Leia mais

Banco de Portugal EUROSISTEMA REGULAMENTO DO CONSELHO DE AUDITORIA DO BANCO DE PORTUGAL

Banco de Portugal EUROSISTEMA REGULAMENTO DO CONSELHO DE AUDITORIA DO BANCO DE PORTUGAL REGULAMENTO DO CONSELHO DE AUDITORIA DO BANCO DE PORTUGAL Tendo em conta: A lei orgânica do Banco de Portugal; As recomendações constantes do relatório do Fundo Monetário internacional relativo ao exercício

Leia mais

ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE

ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE Adoptada pelos Ministros da Saúde e Ministros do Ambiente na Segunda Conferência Interministerial sobre Saúde e

Leia mais

RELATÓRIO DA COMISSÃO 9 (REDACÇÃO) Presidência da Sra. Malgorzata Alama, (Polónia) Vice-Presidente

RELATÓRIO DA COMISSÃO 9 (REDACÇÃO) Presidência da Sra. Malgorzata Alama, (Polónia) Vice-Presidente UNIÃO POSTAL UNIVERSAL 24 º CONGRESSO CONGRÈS C 9 Rapp 9 Prova RELATÓRIO DA COMISSÃO 9 (REDACÇÃO) Nona reunião Segunda feira 4 Agosto 2008 Presidência da Sra. Malgorzata Alama, (Polónia) Vice-Presidente

Leia mais

ACORDO BÁSICO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA Assinado no Rio de Janeiro, a 29 de dezembro de 1964.

ACORDO BÁSICO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA Assinado no Rio de Janeiro, a 29 de dezembro de 1964. ACORDO BÁSICO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA Assinado no Rio de Janeiro, a 29 de dezembro de 1964. Aprovado pelo Decreto Legislativo nº 11, de 1966. Entrada em vigor (art. 6º, 1º) a 2 de maio de 1966. Promulgado

Leia mais

NOTA CONCEPTUAL Rev.5

NOTA CONCEPTUAL Rev.5 AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA Addis Ababa, ETHIOPIA P. O. Box 3243 Telephone : 517 700 Fax : 517844 website: www. africa-union.org SEGUNDO FÓRUM PAN-AFRICANO SOBRE A POSIÇÃO COMUM AFRICANA

Leia mais

ARTIGO 29.º - Grupo de Protecção de Dados Pessoais

ARTIGO 29.º - Grupo de Protecção de Dados Pessoais ARTIGO 29.º - Grupo de Protecção de Dados Pessoais 12054/02/PT WP 69 Parecer 1/2003 sobre o armazenamento dos dados de tráfego para efeitos de facturação Adoptado em 29 de Janeiro de 2003 O Grupo de Trabalho

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1 / 5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:433388-2015:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Apólice de seguro de assistência e de vida/invalidez a favor dos membros,

Leia mais

Relatório da Assembleia do Fórum para o Desenvolvimento do Marketing Direto de 7 de Novembro de 2014 (Item 5 da pauta)

Relatório da Assembleia do Fórum para o Desenvolvimento do Marketing Direto de 7 de Novembro de 2014 (Item 5 da pauta) CEP C 2 2015.1 Doc 5 CONSELHO DE OPERAÇÕES POSTAIS Comissão 2 (Desenvolvimento dos mercados) Relatório da Assembleia do Fórum para o Desenvolvimento do Marketing Direto de 7 de Novembro de 2014 (Item 5

Leia mais

MARKT/2513/02 PT Orig. EN PROJECTO DE PONTOS DE DELIBERAÇÃO E CONCLUSÕES DA 30ª REUNIÃO DO COMITÉ DOS SEGUROS

MARKT/2513/02 PT Orig. EN PROJECTO DE PONTOS DE DELIBERAÇÃO E CONCLUSÕES DA 30ª REUNIÃO DO COMITÉ DOS SEGUROS MARKT/2513/02 PT Orig. EN PROJECTO DE PONTOS DE DELIBERAÇÃO E CONCLUSÕES DA 30ª REUNIÃO DO COMITÉ DOS SEGUROS Bruxelas, 16 de Abril de 2002 1. Ordem de trabalhos A ordem de trabalhos da reunião foi adoptada.

Leia mais

UNIÃO POSTAL UNIVERSAL

UNIÃO POSTAL UNIVERSAL PO UPU UNIÃO POSTAL UNIVERSAL CEP 2013.2 Doc 4b CONSELHO DE OPERAÇÕES POSTAIS Questões de interesse da Comissão 2 (Desenvolvimento dos mercados) Plano de trabalho do Grupo «Desenvolvimento das atividades

Leia mais

SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A.

SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A. SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A. CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REGIMENTO INTERNO DOS COMITÊS COMITÊ DE FINANÇAS E ORÇAMENTO APROVADO PELO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EM 24 DE SETEMBRO DE 2014 SUMÁRIO I INTRODUÇÃO

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:378383-2013:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:378383-2013:text:pt:html 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:378383-2013:text:pt:html Polónia-Varsóvia: Contrato-quadro para desenvolvimento de Intranet com base em SharePoint, sistema

Leia mais

Regimento Interno do Comitê de Remuneração e Sucessão

Regimento Interno do Comitê de Remuneração e Sucessão Regimento Interno do Comitê de Remuneração e Sucessão 1 ARTIGO Artigo 1º - NATUREZA, OBJETO E APROVAÇÃO DO REGIMENTO INTERNO Artigo 2º - COMPOSIÇÂO, CARGOS E MANDATOS Artigo 3º - DA PRESIDÊNCIA E SECRETARIADO

Leia mais

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL Diretor Geral O Diretor Geral supervisiona e coordena o funcionamento das unidades orgânicas do Comité Olímpico de Portugal, assegurando o regular desenvolvimento das suas

Leia mais

Diálogo 5 + 5. Quinta Conferência Ministerial. sobre a "Migração no Mediterrâneo Ocidental" Algeciras, 12 e 13 de Dezembro de 2006

Diálogo 5 + 5. Quinta Conferência Ministerial. sobre a Migração no Mediterrâneo Ocidental Algeciras, 12 e 13 de Dezembro de 2006 Diálogo 5 + 5 Quinta Conferência Ministerial sobre a "Migração no Mediterrâneo Ocidental" Algeciras, 12 e 13 de Dezembro de 2006 Conclusões da Presidência Nos dias 12 e 13 de Dezembro de 2006 teve lugar

Leia mais

DIRECTIVA N 01/2009/CM/UEMOA Sobre o Código de Transparência na Gestão das Finanças Públicas NO SEIO DA UEMOA

DIRECTIVA N 01/2009/CM/UEMOA Sobre o Código de Transparência na Gestão das Finanças Públicas NO SEIO DA UEMOA UNIÃO ECONÓMICA E MONETÁRIA OESTE AFRICANA O Conselho de Ministros DIRECTIVA N 01/2009/CM/UEMOA Sobre o Código de Transparência na Gestão das Finanças Públicas NO SEIO DA UEMOA O CONSELHO DE MINISTROS

Leia mais

Ministério da Comunicação Social

Ministério da Comunicação Social Ministério da Comunicação Social Decreto Executivo Nº 80 /2007 de 2 de Julho Convindo regulamentar o funcionamento do Gabinete de Intercâmbio Internacional do Ministério da Comunicação Social; Nestes termos,

Leia mais

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE. (Unidade-Disciplina-Trabalho) MINISTÉRIO DO PLANO E FINANÇAS

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE. (Unidade-Disciplina-Trabalho) MINISTÉRIO DO PLANO E FINANÇAS REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE (Unidade-Disciplina-Trabalho) MINISTÉRIO DO PLANO E FINANÇAS PROJECTO DE APOIO À GESTÃO ECONÓMICA E FINANCEIRA (PAGEF) TERMOS DE REFERÊNCIA RESPONSÁVEL ADMINISTRATIVO

Leia mais

UNIÃO POSTAL UNIVERSAL

UNIÃO POSTAL UNIVERSAL UNIÃO POSTAL UNIVERSAL 24º CONGRESSO CONGRÈS C 9 Rapp 3 Prova RELATÓRIO DA COMISSÃO 9 (REDACÇÃO) Terceira sessão Segunda-feira, 28 de Julho de 2008, 08h10 Presidência de Sr. Faouzi Belhassen, Presidente

Leia mais

ACTA FINAL. FA/TR/EU/HR/pt 1. 1717 der Beilagen XXIV. GP - Staatsvertrag - 36 portugiesische Schlussakte (Normativer Teil) 1 von 20

ACTA FINAL. FA/TR/EU/HR/pt 1. 1717 der Beilagen XXIV. GP - Staatsvertrag - 36 portugiesische Schlussakte (Normativer Teil) 1 von 20 1717 der Beilagen XXIV. GP - Staatsvertrag - 36 portugiesische Schlussakte (Normativer Teil) 1 von 20 ACTA FINAL FA/TR/EU/HR/pt 1 2 von 20 1717 der Beilagen XXIV. GP - Staatsvertrag - 36 portugiesische

Leia mais

ESTATUTO DA ASSEMBLEIA PARLAMENTAR DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA

ESTATUTO DA ASSEMBLEIA PARLAMENTAR DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA ESTATUTO DA ASSEMBLEIA PARLAMENTAR DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA Nós, representantes democraticamente eleitos dos Parlamentos de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné- Bissau, Moçambique, Portugal,

Leia mais

B-Bruxelas: Estudo sobre a situação do mercado de encomendas da UE, com especial ênfase no comércio electrónico 2012/S 99-163950. Anúncio de concurso

B-Bruxelas: Estudo sobre a situação do mercado de encomendas da UE, com especial ênfase no comércio electrónico 2012/S 99-163950. Anúncio de concurso 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:163950-2012:text:pt:html B-Bruxelas: Estudo sobre a situação do mercado de encomendas da UE, com especial ênfase no comércio

Leia mais

Certificado uma vez, aceito em qualquer lugar

Certificado uma vez, aceito em qualquer lugar Certificado uma vez, aceito em qualquer lugar Introdução O International Accreditation Forum (IAF) é uma associação mundial de Organismos de Acreditação, Associações de Organismos de Certificação e outras

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:126814-2015:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:126814-2015:text:pt:html 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:126814-2015:text:pt:html Alemanha-Karlsruhe: Serviços de gestão de projetos e planeamento para projetos de construção

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:265083-2015:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Estudo relativo ao papel da digitalização e da inovação para a criação de

Leia mais

MINISTÉRIO DO COMÉRCIO

MINISTÉRIO DO COMÉRCIO MINISTÉRIO DO COMÉRCIO REGULAMENTO INTERNO DAS REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS DA REPÚBLICA DE ANGOLA NO ESTRANGEIRO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º (Natureza) As representações são órgãos de execução

Leia mais

ORIENTAÇÃO SOBRE PRINCÍPIOS DE AUDITORIA NP EN ISO 19011:2003. Celeste Bento João Carlos Dória Novembro de 2008

ORIENTAÇÃO SOBRE PRINCÍPIOS DE AUDITORIA NP EN ISO 19011:2003. Celeste Bento João Carlos Dória Novembro de 2008 ORIENTAÇÃO SOBRE PRINCÍPIOS DE AUDITORIA NP EN ISO 19011:2003 Celeste Bento João Carlos Dória Novembro de 2008 1 SISTEMÁTICA DE AUDITORIA - 1 1 - Início da 4 - Execução da 2 - Condução da revisão dos documentos

Leia mais

ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE

ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE Projecto IMCHE/2/CP2 1 ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE

Leia mais

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação Dos Alunos do Agrupamento de Escolas de Atouguia da Baleia CAPITULO I

Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação Dos Alunos do Agrupamento de Escolas de Atouguia da Baleia CAPITULO I Estatutos da Associação de Pais e Encarregados de Educação Dos Alunos do Agrupamento de Escolas de Atouguia da Baleia CAPITULO I DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS ARTIGO I A Associação de Pais e Encarregados

Leia mais

1ª Fase: Período de Transição 1991 a 1994. Incorporação do tema Seguros: recomenda a criação de uma comissão

1ª Fase: Período de Transição 1991 a 1994. Incorporação do tema Seguros: recomenda a criação de uma comissão 1ª Fase: Período de Transição 1991 a 1994 Assunto: Seguros III ata Análise da atividade seguradora IV ata Incorporação do tema Seguros: recomenda a criação de uma comissão V ata Analise comparativa da

Leia mais

Relatório da. Avaliação intercalar da execução do Plano de Acção da UE para as Florestas Contrato de Serviço N.º 30-CE-0227729/00-59.

Relatório da. Avaliação intercalar da execução do Plano de Acção da UE para as Florestas Contrato de Serviço N.º 30-CE-0227729/00-59. Relatório da Avaliação intercalar da execução do Plano de Acção da UE para as Florestas Contrato de Serviço N.º 30-CE-0227729/00-59 Resumo Novembro de 2009 Avaliação intercalar da execução do Plano de

Leia mais

CNPJ/MF nº 29.978.814/0001-87. Comitê de Auditoria Estatutário. Regimento Interno. Capítulo I Introdução

CNPJ/MF nº 29.978.814/0001-87. Comitê de Auditoria Estatutário. Regimento Interno. Capítulo I Introdução PÁGINA 1 DE 7 DO PÁGINA 1 DE 7 DO CNPJ/MF nº 29.978.814/0001-87 Comitê de Auditoria Estatutário Regimento Interno Capítulo I Introdução Artigo 1º. O Comitê de Auditoria Estatutário ( Comitê ou CAE ) da

Leia mais

GATS E EVOLUÇÃO INTERNACIONAL RELATÓRIO INTERCALAR

GATS E EVOLUÇÃO INTERNACIONAL RELATÓRIO INTERCALAR MARKT/2526/02 PT Orig. EN GATS E EVOLUÇÃO INTERNACIONAL RELATÓRIO INTERCALAR Commission européenne, B-1049 Bruxelles / Europese Commissie, B-1049 Brussel Bélgica. Telefone: + 32-2-299.11.11 Escritório:

Leia mais

Agência - Contrato de prestação de serviços - Anúncio de concurso - Concurso público

Agência - Contrato de prestação de serviços - Anúncio de concurso - Concurso público 1/7 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:42434-2015:text:pt:html Irlanda-Dublim: Prestação de serviços para a formação e desenvolvimento do pessoal da Eurofound

Leia mais

Para ser presente á Assembleia Nacional.

Para ser presente á Assembleia Nacional. Decreto-Lei n.º 286/71 Tratado sobre os Princípios Que Regem as Actividades dos Estados na Exploração e Utilização do Espaço Exterior, Incluindo a Lua e Outros Corpos Celestes, assinado em Washington,

Leia mais

A Participação do Conselho Superior da Magistratura em Organizações Internacionais

A Participação do Conselho Superior da Magistratura em Organizações Internacionais A Participação do Conselho Superior da Magistratura em Organizações Internacionais O Conselho Superior da Magistratura é membro de duas organizações internacionais que promovem a cooperação e concertação

Leia mais

GR-Tessalónica: Ministração de formação em TIC para o pessoal do Cedefop 2012/S 213-351312. Anúncio de concurso. Serviços

GR-Tessalónica: Ministração de formação em TIC para o pessoal do Cedefop 2012/S 213-351312. Anúncio de concurso. Serviços 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:351312-2012:text:pt:html GR-Tessalónica: Ministração de formação em TIC para o pessoal do Cedefop 2012/S 213-351312 Anúncio

Leia mais

ANÚNCIO DE VAGA SECERTÁRIO DA COMISSÃO DA UNIÃO AFRICANA PARA O DIREITO INTERNACIONAL -10000517

ANÚNCIO DE VAGA SECERTÁRIO DA COMISSÃO DA UNIÃO AFRICANA PARA O DIREITO INTERNACIONAL -10000517 AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA Addis-Abeba (ETHIOPIE) P. O. Box 3243 Téléphone (251-11) 5517 700 Fax : 551 78 44 Website : www.au.int ANÚNCIO DE VAGA SECERTÁRIO DA COMISSÃO DA UNIÃO AFRICANA

Leia mais

Convenção Europeia da Paisagem Florença 20.X.2000

Convenção Europeia da Paisagem Florença 20.X.2000 Convenção Europeia da Paisagem Florença 20.X.2000 Preâmbulo Os membros do Conselho da Europa signatários da presente Convenção, Considerando que o objectivo do Conselho da Europa é alcançar uma maior unidade

Leia mais

COMISSÃO EUROPEIA. Bruxelas, 20-08-2003 C (2003) 3103

COMISSÃO EUROPEIA. Bruxelas, 20-08-2003 C (2003) 3103 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 20-08-2003 C (2003) 3103 Objecto: Auxílio estatal n.º NN 173/01 - Portugal - Prorrogação do dispositivo de cobertura dos riscos inerentes ao transporte aéreo com a garantia

Leia mais

E-Bilbau: Prestação de um serviço de «helpdesk» 2012/S 99-163953. Anúncio de concurso. Serviços

E-Bilbau: Prestação de um serviço de «helpdesk» 2012/S 99-163953. Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:163953-2012:text:pt:html E-Bilbau: Prestação de um serviço de «helpdesk» 2012/S 99-163953 Anúncio de concurso Serviços

Leia mais

Uma carta sobre o assunto será divulgada nas próximas semanas.

Uma carta sobre o assunto será divulgada nas próximas semanas. Berna, 17 de Maio de 2010 Circular da Secretaria Internacional 106 Modificações ao Regulamento das Encomendas postais Prezada Senhora, Prezado Senhor, O Conselho de Operações Postais (COP) 2010, em virtude

Leia mais

Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR

Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR Aprovado pela Câmara em 6/02/2003, alterado em Reunião de Câmara de 18/09/2003 Aprovado pela Assembleia Municipal em

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:215101-2013:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:215101-2013:text:pt:html 1/8 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:215101-2013:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Apoio no âmbito do trabalho preparatório de medidas de conceção ecológica

Leia mais

DESPACHO ISEP/P/51/2010. Regulamento do Departamento de Engenharia Electrotécnica

DESPACHO ISEP/P/51/2010. Regulamento do Departamento de Engenharia Electrotécnica DESPACHO DESPACHO /P/51/2010 Regulamento do Departamento de Engenharia Electrotécnica Considerando que: Nos termos do n.º 4 do artigo 43.º dos Estatutos do Instituto Superior de Engenharia do Porto, homologados

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA DA GUINÉ-BISSAU NOS DOMÍNIOS DO EQUIPAMENTO, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES.

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA DA GUINÉ-BISSAU NOS DOMÍNIOS DO EQUIPAMENTO, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Decreto n.º 28/98 de 12 de Agosto Protocolo de Cooperação entre a República Portuguesa e a República da Guiné-Bissau nos Domínios do Equipamento, Transportes e Comunicações, assinado em Bissau em 11 de

Leia mais

GR-Heráclio: Segurança em nuvem «Nuvens» governamentais e notificação de incidentes 2012/S 249-411669. Anúncio de concurso.

GR-Heráclio: Segurança em nuvem «Nuvens» governamentais e notificação de incidentes 2012/S 249-411669. Anúncio de concurso. 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:411669-2012:text:pt:html GR-Heráclio: Segurança em nuvem «Nuvens» governamentais e notificação de incidentes 2012/S 249-411669

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:213931-2013:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:213931-2013:text:pt:html 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:213931-2013:text:pt:html B-Bruxelas: Serviços de apoio à promoção de talento Web na Europa através do incentivo à utilização

Leia mais

questionários de avaliação da satisfação CLIENTES, COLABORADORES, PARCEIROS

questionários de avaliação da satisfação CLIENTES, COLABORADORES, PARCEIROS questionários de avaliação da satisfação creche CLIENTES, COLABORADORES, PARCEIROS 2ª edição (revista) UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu Governo da República Portuguesa SEGURANÇA SOCIAL INSTITUTO DA

Leia mais

Decreto n.º 101/78 Acordo de Base entre a Organização Mundial de Saúde e Portugal, assinado em Copenhaga em 12 de Junho de 1978

Decreto n.º 101/78 Acordo de Base entre a Organização Mundial de Saúde e Portugal, assinado em Copenhaga em 12 de Junho de 1978 Decreto n.º 101/78 Acordo de Base entre a Organização Mundial de Saúde e Portugal, assinado em Copenhaga em 12 de Junho de 1978 O Governo decreta, nos termos da alínea c) do artigo 200.º da Constituição

Leia mais

L-Luxemburgo: PE-ITEC-DIT-ITIM-2012/03-CLAVIS Software de gestão de documentos 2013/S 015-020052. Anúncio de concurso.

L-Luxemburgo: PE-ITEC-DIT-ITIM-2012/03-CLAVIS Software de gestão de documentos 2013/S 015-020052. Anúncio de concurso. 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:20052-2013:text:pt:html L-Luxemburgo: PE-ITEC-DIT-ITIM-2012/03-CLAVIS Software de gestão de documentos 2013/S 015-020052

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de DIRECTIVA DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de DIRECTIVA DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 3.8.2005 COM(2005) 361 final 2005/0147 (COD) Proposta de DIRECTIVA DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO que revoga a Directiva 90/544/CEE do Conselho relativa

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Modelo para estudos de viabilidade de um novo projeto relativo a biocombustível comercial sustentável 2013/S 248-431845

Bélgica-Bruxelas: Modelo para estudos de viabilidade de um novo projeto relativo a biocombustível comercial sustentável 2013/S 248-431845 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:431845-2013:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Modelo para estudos de viabilidade de um novo projeto relativo a biocombustível

Leia mais

XI Confer6ncla dos Presidentes das Regiões Ultraperiféricas Reunião - Saint-Denis - 01 a 04 de Setembro de 2005

XI Confer6ncla dos Presidentes das Regiões Ultraperiféricas Reunião - Saint-Denis - 01 a 04 de Setembro de 2005 XI Confer6ncla dos Presidentes das Regiões Ultraperiféricas Reunião - Saint-Denis - 01 a 04 de Setembro de 2005 INSTRUMENTO DE GRANDE VIZINHANÇA: A Conferência congratula-se com o facto da Comissão ter

Leia mais

FUNDO NEPAD/ESPANHA PARA EMPODERAMENTO DAS MULHERES AFRICANAS NOTA DE LAÇAMENTO SEGUNDO APELO DE PROPOSTAS, ABRIL DE 2011

FUNDO NEPAD/ESPANHA PARA EMPODERAMENTO DAS MULHERES AFRICANAS NOTA DE LAÇAMENTO SEGUNDO APELO DE PROPOSTAS, ABRIL DE 2011 FUNDO NEPAD/ESPANHA PARA EMPODERAMENTO DAS MULHERES AFRICANAS NOTA DE LAÇAMENTO SEGUNDO APELO DE PROPOSTAS, ABRIL DE 2011 1. Introdução O Fundo NEPAD/Espanha para Capacitação das Mulheres (NSF) tem a honra

Leia mais

L-Luxemburgo: Mudança, transporte e manutenção 2012/S 89-145424. Anúncio de concurso. Serviços

L-Luxemburgo: Mudança, transporte e manutenção 2012/S 89-145424. Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:145424-2012:text:pt:html L-Luxemburgo: Mudança, transporte e manutenção 2012/S 89-145424 Anúncio de concurso Serviços

Leia mais

AFRICAN UNION UNION AFRICAINE

AFRICAN UNION UNION AFRICAINE AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA Addis Ababa, ETHIOPIA P. O. Box 3243 Telephone : 011-551 7700 Fax : 011-551 7844 website : www. au.int Criada como um organismo Pan-africano continental único,

Leia mais

I-Ispra: Fornecimento de um grupo electrogéneo trifásico 2012/S 187-306516. Anúncio de concurso. Fornecimentos

I-Ispra: Fornecimento de um grupo electrogéneo trifásico 2012/S 187-306516. Anúncio de concurso. Fornecimentos 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:306516-2012:text:pt:html I-Ispra: Fornecimento de um grupo electrogéneo trifásico 2012/S 187-306516 Anúncio de concurso

Leia mais

Alemanha-Karlsruhe: Fornecimento de actínio-225 para aplicações no domínio da medicina nuclear 2015/S 022-034770. Anúncio de concurso.

Alemanha-Karlsruhe: Fornecimento de actínio-225 para aplicações no domínio da medicina nuclear 2015/S 022-034770. Anúncio de concurso. 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:34770-2015:text:pt:html Alemanha-Karlsruhe: Fornecimento de actínio-225 para aplicações no domínio da medicina nuclear

Leia mais

I-Ispra: Fornecimento e instalação de cablagem estruturada, instalação de sistemas de voz-dados e redes de fibra ótica 2013/S 121-206362

I-Ispra: Fornecimento e instalação de cablagem estruturada, instalação de sistemas de voz-dados e redes de fibra ótica 2013/S 121-206362 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:206362-2013:text:pt:html I-Ispra: Fornecimento e instalação de cablagem estruturada, instalação de sistemas de voz-dados

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA

TERMOS DE REFERÊNCIA REPÚBLICA DEMOCRÁTICA (Unidade-Disciplina-Trabalho) DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE MINISTÉRIO DO PLANO E FINANÇAS PROJECTO DE APOIO À GESTÃO ECONÓMICA E FINANCEIRA (PAGEF) TERMOS DE REFERÊNCIA PARA O RECRUTAMENTO

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Prestação de serviços em nuvem a favor da ECHO 2014/S 148-265392. Anúncio de concurso. Serviços

Bélgica-Bruxelas: Prestação de serviços em nuvem a favor da ECHO 2014/S 148-265392. Anúncio de concurso. Serviços 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:265392-2014:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Prestação de serviços em nuvem a favor da ECHO 2014/S 148-265392 Anúncio de

Leia mais

Luxemburgo-Luxemburgo: TM14-EN Serviços de tradução 2014/S 206-363883. Anúncio de concurso. Serviços

Luxemburgo-Luxemburgo: TM14-EN Serviços de tradução 2014/S 206-363883. Anúncio de concurso. Serviços 1/11 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:363883-2014:text:pt:html Luxemburgo-Luxemburgo: TM14-EN Serviços de tradução 2014/S 206-363883 Anúncio de concurso Serviços

Leia mais

A QUEM PODE DAR ORDENS PARA INVESTIMENTO COMO E ONDE SÃO EXECUTADAS

A QUEM PODE DAR ORDENS PARA INVESTIMENTO COMO E ONDE SÃO EXECUTADAS COMISSÃO DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS COMISSÃO DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS A QUEM PODE DAR ORDENS PARA INVESTIMENTO COMO E ONDE SÃO EXECUTADAS NOVEMBRO DE 2007 CMVM A 1 de Novembro de 2007 o

Leia mais

Instrumento que cria uma Rede de Cooperação Jurídica e Judiciária Internacional dos Países de Língua Portuguesa

Instrumento que cria uma Rede de Cooperação Jurídica e Judiciária Internacional dos Países de Língua Portuguesa Instrumento que cria uma Rede de Cooperação Jurídica e Judiciária Internacional dos Países de Língua Portuguesa TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Criação 1. A Conferência dos Ministros da Justiça

Leia mais

DOCUMENTO DE TRABALHO

DOCUMENTO DE TRABALHO PARLAMENTO EUROPEU 2009-2014 Comissão dos Orçamentos 15.9.2010 DOCUMENTO DE TRABALHO sobre o mandato externo do BEI Comissão dos Orçamentos Relator: Ivailo Kalfin DT\830408.doc PE448.826v01-00 Unida na

Leia mais

CONVENÇÃO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA A REPÚBLICA DA TUNÍSIA

CONVENÇÃO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA A REPÚBLICA DA TUNÍSIA CONVENÇÃO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA DA TUNÍSIA DE COOPERAÇÃO NO DOMÍNIO DA DEFESA A República Portuguesa e a República da Tunísia, doravante designadas conjuntamente por "Partes" e separadamente

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:352871-2012:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:352871-2012:text:pt:html 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:352871-2012:text:pt:html L-Luxemburgo: Concurso n. o SANCO/2012/C4/03 relativo a um projecto-piloto relacionado com o

Leia mais

PROCEDIMENTO. Ref. Pcd. 3-sGRHF. Bolsas de Investigação Científica da UA, financiadas pela UA ou por outras verbas desde que não provenientes da FCT

PROCEDIMENTO. Ref. Pcd. 3-sGRHF. Bolsas de Investigação Científica da UA, financiadas pela UA ou por outras verbas desde que não provenientes da FCT PROCEDIMENTO Ref. Pcd. 3-sGRHF Bolsas de Investigação Científica da UA, financiadas pela UA ou por outras verbas desde que não provenientes da FCT Data: 14 /07/2011 Elaboração Nome: Fátima Serafim e Helena

Leia mais

MARKT/2094/01 PT Orig. EN COMÉRCIO ELECTRÓNICO E SERVIÇOS FINANCEIROS

MARKT/2094/01 PT Orig. EN COMÉRCIO ELECTRÓNICO E SERVIÇOS FINANCEIROS MARKT/2094/01 PT Orig. EN COMÉRCIO ELECTRÓNICO E SERVIÇOS FINANCEIROS Objectivo do presente documento O presente documento descreve a actual situação no que se refere ao comércio electrónico e serviços

Leia mais

Regulamento do Conselho Municipal de Educação do Fundão. Preâmbulo

Regulamento do Conselho Municipal de Educação do Fundão. Preâmbulo REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DO FUNDÃO Publicação II SÉRIE N.º 98 20 de Maio de 2010 Regulamento do Conselho Municipal de Educação do Fundão Preâmbulo A Lei de Bases do Sistema Educativo

Leia mais

RESOLUÇÃO CSA N.º 05, DE 14 DE ABRIL DE 2015

RESOLUÇÃO CSA N.º 05, DE 14 DE ABRIL DE 2015 RESOLUÇÃO CSA N.º 05, DE 14 DE ABRIL DE 2015 Altera o Regimento Interno da Comissão Própria de Avaliação (CPA) das Faculdades Ponta Grossa. A Presidente do Conselho Superior de Administração das Faculdades

Leia mais

Estatutos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa

Estatutos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa Estatutos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (com revisões de São Tomé/2001, Brasília/2002, Luanda/2005, Bissau/2006 e Lisboa/2007) Artigo 1º (Denominação) A Comunidade dos Países de Língua

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Alojamento do sítio Internet do Comité das Regiões (CR) 2015/S 086-154249. Anúncio de concurso. Serviços

Bélgica-Bruxelas: Alojamento do sítio Internet do Comité das Regiões (CR) 2015/S 086-154249. Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:154249-2015:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Alojamento do sítio Internet do Comité das Regiões (CR) 2015/S 086-154249

Leia mais

CETAC.MEDIA. Centro de Estudos. das Tecnologias e Ciências da Comunicação. Regulamento

CETAC.MEDIA. Centro de Estudos. das Tecnologias e Ciências da Comunicação. Regulamento Centro de Estudos das Tecnologias e Ciências da Comunicação Regulamento Julho de 2008 CAPÍTULO I Natureza, Missão, Atribuições e Constituição Artigo 1º Natureza O Centro de Estudos das Tecnologias e Ciências

Leia mais

Diagnóstico de Competências para a Exportação

Diagnóstico de Competências para a Exportação Diagnóstico de Competências para a Exportação em Pequenas e Médias Empresas (PME) Guia de Utilização DIRECÇÃO DE ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL Departamento de Promoção de Competências Empresariais Índice ENQUADRAMENTO...

Leia mais

DECRETO Nº 63.404, DE 10 DE OUTUBRO DE 1968.

DECRETO Nº 63.404, DE 10 DE OUTUBRO DE 1968. DECRETO Nº 63.404, DE 10 DE OUTUBRO DE 1968. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, Promulga o Acôrdo Básico de Cooperação Técnica e Cientifica, com a França havendo o Congresso Nacional aprovado pelo Decreto Legislativo

Leia mais

XVIII REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE MINISTROS DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA

XVIII REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE MINISTROS DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA XVIII REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE MINISTROS DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA Maputo, 18 de Julho de 2013 Resolução sobre a Luta Contra o Trabalho Infantil na CPLP O Conselho de Ministros

Leia mais

SEMINÁRIO EXPORTAR, EXPORTAR, EXPORTAR. Viana do Castelo, 11de Fevereiro

SEMINÁRIO EXPORTAR, EXPORTAR, EXPORTAR. Viana do Castelo, 11de Fevereiro SEMINÁRIO EXPORTAR, EXPORTAR, EXPORTAR Viana do Castelo, 11de Fevereiro www.cosec.pt COSEC Companhia de Seguro de Créditos, S.A. 2014 Índice Sobre a COSEC Seguro de Créditos Soluções à medida em resumo

Leia mais

E-Alicante: Serviços de peritos financeiros relacionados com a gestão da tesouraria 2012/S 153-254863. Anúncio de concurso.

E-Alicante: Serviços de peritos financeiros relacionados com a gestão da tesouraria 2012/S 153-254863. Anúncio de concurso. 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:254863-2012:text:pt:html E-Alicante: Serviços de peritos financeiros relacionados com a gestão da tesouraria 2012/S 153-254863

Leia mais

Convenção relativa à Luta contra a Discriminação no campo do Ensino

Convenção relativa à Luta contra a Discriminação no campo do Ensino ED/2003/CONV/H/1 Convenção relativa à Luta contra a Discriminação no campo do Ensino Adotada a 14 de dezembro de 1960, pela Conferência Geral da UNESCO, em sua 11ª sessão, reunida em Paris de 14 de novembro

Leia mais

Regulamento do. Programa de Estágios Curriculares. no Ministério dos Negócios Estrangeiros

Regulamento do. Programa de Estágios Curriculares. no Ministério dos Negócios Estrangeiros Regulamento do Programa de Estágios Curriculares no Ministério dos Negócios Estrangeiros Preâmbulo Na sequência do acordo tripartido celebrado entre o Governo e os parceiros sociais em junho de 2008 e

Leia mais