SIMPÓSIO EM COMEMORAÇÃO AO CENTENÁRIO DA INSPEÇÃO SANITÁRIA DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL NO BRASIL. 09 a 12 de setembro de 2015

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SIMPÓSIO EM COMEMORAÇÃO AO CENTENÁRIO DA INSPEÇÃO SANITÁRIA DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL NO BRASIL. 09 a 12 de setembro de 2015"

Transcrição

1 SIMPÓSIO EM COMEMORAÇÃO AO CENTENÁRIO DA INSPEÇÃO SANITÁRIA DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL NO BRASIL 09 a 12 de setembro de 2015 Local de Realização: Escola de Veterinária Universidade Federal de Minas Gerais Endereço Completo: Av. Antônio Carlos 6627 Caixa Postal 567 Campus Pampulha UFMG CEP Belo Horizonte/Minas Gerais PROGRAMAÇÃO 09/09/2015 (Quarta feira) Abertura Oficial do evento (Convite Especial) 18:30 às 20h Palestra de Abertura A importância da Medicina Veterinária para o Serviço de Inspeção no Brasil Dr. Wagner Luiz Moreira dos Santos Médico Veterinário graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais, Mestre em Zootecnia e Doutor em Ciência Animal. Atualmente é Professor Associado IV do Departamento de Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal da Escola de Veterinária da UFMG, área de Tecnologia e Inspeção de Carnes e Produtos Derivados 20:00 às 20:30h Mesa Redonda e Homenagens Representantes dos Serviços de Inspeção Sanitária Federal (MAPA) e Estadual (IMA), da Secretaria Estadual de Saúde de MG, dos Consumidores (Movimento das Donas de Casa de MG), do CRMV-MG, da Escola de Veterinária da UFMG e do Departamento DTIPOA EV/UFMG

2 20:30 às 22:30h Coquetel de Confraternização 10/09/2015 (Quinta Feira) 7:30 às 8:30h Entrega do material PALESTRAS: 8:30 às 10:00h 1- Importância do Médico Veterinário Responsável Técnico na indústria de Produtos de Origem Animal Dra. Bárbara Silveira Costa Médica Veterinária graduada pela Universidade Federal de Minas Gerais. Atualmente é Responsável Técnica no Frigorífico FRIGORICK e Consultora em Veterinária Industrial - Indústrias de Produtos de Origem Animal 10:00 às 10:30h Coffee Break 10:30 às 12:00h 2- Abate Clandestino Prejuízos econômicos e riscos à saúde Dr. Zander Barreto Miranda Médico Veterinário graduado pela Universidade Federal Fluminense, Especialista em Inspeção e Tecnologia de Pescado e Derivados, Mestre em Ciência Animal, Doutor e PhD em Parasitologia Veterinária, fundador do Colégio Brasileiro de Médicos Veterinários Higienistas de Alimentos. Atualmente é professor Associado IV da

3 Universidade Federal Fluminense e membro da Comissão do Núcleo de Docente Estruturante (NDE) da Faculdade de Medicina Veterinária da UFF 12:00 às 13:30h - Almoço (livre) 13:30 às 15:00h 3- Desafios do Abate Humanitário e Bem-Estar no Brasil Dra. Simone Koprowski Garcia Médica Veterinária graduada pela Universidade Federal do Paraná, Especialista em Suinocultura, Mestre e Doutora em Zootecnia, PhD em Bem-Estar Animal. Atualmente é Professora e Pesquisadora da UFMG e revisora do Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia e das Revistas Brasileira de Zootecnia, Pesquisa Agropecuária Brasileira e Ciência Rural 15:00 às 15:30h - Coffee Break 15:30 às 17:00h 4- Riscos microbiológicos e físico-químicos associados aos Produtos de Origem Animal Aguardando confirmação

4 17:00 às 18:30 h 5- Licenciamento Ambiental em estabelecimentos de Produtos de Origem Animal Dr. Luciano dos Santos Rodrigues Engenheiro Agrícola graduado pela Universidade Federal de Lavras, Doutor em Ciência Animal com ênfase em Saneamento, PhD em Controle Ambiental e Saneamento. Atualmente é professor Adjunto da Escola de Veterinária da UFMG, Departamento de Medicina Veterinária Preventiva 11/09/2015 (Sexta Feira) PALESTRAS: 8:30 às 10:00 h 1- Aplicação do SISBI-POA na indústria de Produtos de Origem Animal Dr. Fernando Fagundes Fernandes Médico Veterinário graduado pela Universidade Federal Fluminense, Mestre em Higiene, Inspeção e Tecnologia de Produtos de Origem Animal. Atualmente é Fiscal Federal Agropecuário do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e Representante do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal/Secretaria de Defesa Agropecuária 10:00 às 10:30h - Coffee Break

5 10:30 às 12:00h 2- Inspeção e fiscalização agropecuária internacional Dr. Estevão Margotti de Carvalho Médico Veterinário graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais. Atualmente é Assistente Técnico da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (ABIEC) 12:00 às 13:30 h Almoço (livre) 13:30 às 15:00h 3- Legislação, industrialização e comercialização de pescados Aguardando confirmação 15:00 às 15:30h - Coffee Break 15:30 às 17:00h 4- A qualidade do leite - do campo à indústria Dra. Mônica Maria Oliveira Pinho Cerqueira - Médica Veterinária graduada pela Universidade Federal de Minas Gerais, Mestre e Doutora em Ciência Animal. Atualmente é Professora Associada IV da Universidade Federal de Minas Gerais e Coordenadora Geral do Laboratório de Análise da Qualidade do Leite (LabUFMG), um dos laboratórios credenciados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e que compõem a Rede Brasileira de Laboratórios de Controle da Qualidade do Leite (RBQL)

6 17:00 às 18:30 h 5- Atualidades na legislação de Produtos de Origem Animal Dr. Leandro Diamantino Feijó Médico Veterinário graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais, Mestre em Ciência Animal área de concentração, tecnologia e inspeção de produtos de origem animal. Atualmente é Fiscal Federal Agropecuário do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Exerceu os cargos de Diretor do DIPOA no período de outubro de 2013 a março de 2015 e de Coordenador de Resíduos e Contaminantes - CRC/DAS, gerenciando o Plano Nacional de Controle de Resíduos e Contaminantes em Produtos de Origem Animal e Vegetal, no período de 2006 a É Membro do Comitê Brasileiro do Codex Committee of Veterinary Drugs on Foods - GT CCRVDF e do Comitê de Resíduos e Contaminantes da International Dairy Federation - IDF 12/09/2015 (Sábado) 9:00 às 11:00h PALESTRA: Porque consumir carnes, leite, queijos, ovos, peixes e mel obtidos sob Inspeção Veterinária? Aguardando confirmação Número de vagas: 300 (Gratuita - mediante doação de 1,0 kg de alimento não perecível [exceto sal ou fubá] ou doação de medicamentos veterinários dentro do prazo de validade, ração ou cobertores e camas para cães e gatos. As doações serão encaminhadas para instituições de caridade e para ONGs de animais carentes)

7 MINI CURSOS: 8:30 às 12:00h 1- Memorial descritivo da construção e econômico sanitário nas indústrias de Produtos de Origem Animal Vagas: 20 Dr. Antonio Eduardo Nogueira Médico Veterinário graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais, Mestre em Ciência Animal. Atualmente é Assessor Empresarial na área de Projetos para indústria de Produtos de Origem Animal 10:00 às 10:30 - Coffee Break 8:30 às 12:00h 2- Controle de qualidade em Produtos de Origem Animal Dr. Rafael Corrêa Ferreira Médico Veterinário graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais, especialista em Vigilância Sanitária e Controle de Qualidade dos Alimentos e em Higiene e Inspeção de Produtos de Origem Animal. Atualmente é Coordenador do Departamento de Inspeção Sanitária e Responsável Técnico pelas Unidades do Grupo Super Nosso (varejista), Apoio Mineiro (atacadista) e Momento Super Nosso (delicatessens) 10:00 às 10:30h - Coffee Break

8 8:30 às 12:00h 3- Resíduos e contaminantes em Produtos de Origem Animal Dra. Silvana de Vasconcelos Cançado Médica Veterinária graduada pela Universidade Federal de Minas Gerais e Doutora em Ciência Animal. Atualmente é Professora Associada III do Departamento de Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal da Escola de Veterinária da UFMG, consultora científica do ILSI (International Life Sciences Institute) e membro do Comitê Assessor de Ciências Biológicas e Agrárias da Pró - Reitoria de Pesquisa da UFMG 10:00 às 10:30h - Coffee Break 8:30 às 12:00h 4- Tecnologia aplicada em embalagens para Produtos de Origem Animal Aguardando confirmação 10:00 às 10:30 - Coffee Break 5- Gestão de Pessoas e Equipes Aguardando confirmação

9 10:00 às 10:30 - Coffee Break 8:30 às 12:00 h 6- Controle de Qualidade na Indústria de Pescado Dra. Maria Christina Sanches Muratori Médica Veterinária graduada pela Universidade Federal Fluminense, Mestre, Doutora e PhD em Ciência Animal. Atualmente é Coordenadora do Controle de Qualidade do Núcleo de Estudos, Pesquisas e Processamento de Alimentos (NUEPPA) e Professora Associada IV da Universidade Federal do Piauí, na área de Ciências Agrárias 10:00 às 10:30h - Coffee Break 8:30 às 12:00h 7- Fabricação de Derivados Lácteos (Doce de Leite) Vagas: 10 Dr. Leorges Moraes da Fonseca Médico Veterinário graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais, Mestre em Ciência Animal e Doutor em Ciência e Tecnologia de Alimentos, PhD na University of Wisconsin-Madison (Department of Food Science and Center of Biotechnology), nas áreas de HPLC, GC & MS. Atualmente é Professor do Departamento de Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal da Escola de Veterinária da UFMG, Coordenador Técnico do Laboratório de Análise da Qualidade do Leite (LabUFMG), um dos laboratórios credenciados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e que compõem a Rede Brasileira de Laboratórios de Controle da Qualidade do Leite (RBQL), Coordenador do Laboratório de Análise Sensorial de Alimentos e do Laboratório Piloto de Laticínios 10:00 às 10:30 - Coffee Break

10 13:30 às 17:00h 1- Novo Perfil do Médico Veterinário Responsável Técnico dentro da indústria de Produtos de Origem Animal Como atuar no Controle de Qualidade? Dra. Bárbara Silveira Costa Médica Veterinária graduada pela Universidade Federal de Minas Gerais. Atualmente Responsável Técnica no Frigorífico FRIGORICK e Consultora em Veterinária Industrial- indústrias de Produtos de Origem Animal. 15:00 às 15:30 - Coffee Break 13:30 às 17:00h 2- Programas de Autocontrole aplicados pelo MAPA na indústria de Produtos de Origem Animal Dra. Cléia Batista Dias Ornellas Médica Veterinária graduada pela Universidade Federal de Minas Gerais, Mestre em Ciência de Alimentos e Doutora em Ciência Animal. Atualmente é Professora Adjunta II do Departamento de Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal da Escola de Veterinária da UFMG 15:00 às 15:30 - Coffee Break 13:30 às 17:00h 3- Rotulagem em Produtos de Origem Animal

11 Dra. Deborah Teixeira Evangelista Médica Veterinária graduada pela Universidade Federal de Minas Gerais, Mestre em Ciência Animal. Atualmente é Fiscal Agropecuária Estadual do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) 15:00 às 15:30 - Coffee Break 13:30 às 17:00h 4- Inspeção Post Mortem: alterações e patologias em Animais de Açougue Vagas: 10 Aguardando confirmação 15:00 às 15:30 - Coffee Break 13:30 às 17:00h 5 Qualidade em carne de frango e ovos da granja ao consumidor Vagas: 15 Dra. Débora Cristina Sampaio de Assis Médica Veterinária graduada pela Universidade Federal de Minas Gerais, Mestre e Doutoranda em Ciência Animal, área de concentração em Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal, Qualidade de Ovos e de Carne de Frango. Atualmente é professora de Inspeção Industrial e Sanitária de Carnes e de Inspeção de Carnes e Produtos Derivados, do Departamento de Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal, da Escola de Veterinária da UFMG 15:00 às 15:30 - Coffee Break

12 13:30 às 17:00h 6- Manipulação, conservação e técnicas de cortes cárneos Vagas: 10 Suínos e Bovinos (teórico-prático) Dr. Tadeu Chaves de Figueiredo Médico Veterinário graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais, Mestre em Ciência Animal, área de concentração de Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal, Doutor em Ciência Animal, área de concentração em Medicina Veterinária Preventiva. Atuou como Fiscal Agropecuário no Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA). Atualmente é Professor Adjunto I do Departamento de Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal da Escola de Veterinária da UFMG 15:00 às 15:30 - Coffee Break 13:30 às 17:00h 7- Criação de Abelhas e Legislação para comercialização de Produtos Apícolas Aguardando confirmação 15:00 às 15:30 - Coffee Break

13 INVESTIMENTO 1 : Palestras (10 e 11/09/2015) Até 31/07/2015 Entre 1º e 31/08/2015 Estudante de Graduação 2 Profissionais Profissionais de empresas conveniadas 3 150,00 250,00 175,00 180,00 300,00 210,00 Cursos (12/09/2015) 4 Participantes inscritos no evento 5 Participantes não inscritos no evento 120,00/curso 250,00/curso 150,00/curso 300,00/curso Palestra (12/09/2015) Gratuita 6 Observações: 1 Os valores somente serão devolvidos em caso de cancelamento total do evento; 2 Serão considerados alunos de graduação aqueles que apresentarem, no momento da entrega do material, comprovante de matrícula oficial do 2 semestre/2015. Documentos ilegíveis, cópias e documentos não oficiais da instituição de origem acarretarão no cancelamento da inscrição, sem devolução dos valores investidos;

14 3 Empresas parceiras e patrocinadores do evento, mediante autorização prévia da comissão organizadora; 4 Para realização dos cursos serão considerados o número de inscritos. Caso o número não alcance o mínimo estipulado, o mesmo será cancelado e os inscritos serão comunicados e os valores previstos serão devolvidos, de acordo com a data estabelecida pelo Centro de Extensão da Escola de Veterinária da UFMG; 5 Serão considerados inscritos no evento os participantes dos dias 10 e 11 do evento; 6 Mediante doação de 1,0 kg de alimento não perecível (exceto sal ou fubá) ou doação de medicamentos veterinários dentro do prazo de validade, ração ou cobertores e camas para cães e gatos. As doações serão encaminhadas para instituições de caridade e para ONGs de animais carentes.

SIMPÓSIO EM COMEMORAÇÃO AO CENTENÁRIO DA INSPEÇÃO SANITÁRIA DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL NO BRASIL. 09 a 12 de setembro de 2015

SIMPÓSIO EM COMEMORAÇÃO AO CENTENÁRIO DA INSPEÇÃO SANITÁRIA DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL NO BRASIL. 09 a 12 de setembro de 2015 SIMPÓSIO EM COMEMORAÇÃO AO CENTENÁRIO DA INSPEÇÃO SANITÁRIA DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL NO BRASIL 09 a 12 de setembro de 2015 Local de Realização: Escola de Veterinária Universidade Federal de Minas Gerais

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCB UFV MEDICINA VETERINÁRIA. COORDENADORA DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA Paula Dias Bevilacqua paula@ufv.

Currículos dos Cursos do CCB UFV MEDICINA VETERINÁRIA. COORDENADORA DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA Paula Dias Bevilacqua paula@ufv. 88 Currículos dos Cursos do CCB UFV MEDICINA VETERINÁRIA COORDENADORA DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA Paula Dias Bevilacqua paula@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2002 89 ATUAÇÃO O(a) Médico(a) Veterinário(a)

Leia mais

DIPOA. Origem Animal. José Luis Ravagnani Vargas

DIPOA. Origem Animal. José Luis Ravagnani Vargas DIPOA Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal José Luis Ravagnani Vargas SIF (Competências) Fiscalização de estabelecimentos produtores de produtos de origem animal Exemplo: Matadouros frigoríficos,

Leia mais

http://www.agricultura.sc.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc_download...

http://www.agricultura.sc.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc_download... Page 1 of 5 Estado de Santa Catarina Secretaria de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural Portaria SAR nº 17/2010, de 28/10/2010 O Secretário de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural, no

Leia mais

DEPARTAMENTO DE DEFESA AGROPECUÁRIA RIA DIVISÃO DE INSPEÇÃO DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL

DEPARTAMENTO DE DEFESA AGROPECUÁRIA RIA DIVISÃO DE INSPEÇÃO DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL DEPARTAMENTO DE DEFESA AGROPECUÁRIA RIA DIVISÃO DE INSPEÇÃO DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL Serviços de Inspeção Sanitária e Sistemas Unificados SISBI e SUSAF-RS Divisão de Inspeção de Produtos de Origem

Leia mais

A Segurança Alimentar no Âmbito da Autoridade Veterinária

A Segurança Alimentar no Âmbito da Autoridade Veterinária A Segurança Alimentar no Âmbito da Autoridade Veterinária Escola Professional de Hotelaria e Turismo da Madeira 7 de Junho de 2006 João Carlos Dória Médico Veterinário D. R. Veterinária Código Bases de

Leia mais

Currículo do Curso de Medicina Veterinária

Currículo do Curso de Medicina Veterinária Currículo do Curso de Medicina Médico Veterinário ATUAÇÃO O(a) Médico(a) Veterinário(a) é o(a) profissional credenciado(a) para desenvolver atividades nas áreas de clínica, cirurgia e obstetrícia veterinárias;

Leia mais

REGULAMENTO DA INSPEÇÃO INDUSTRIAL E SANITÁRIA DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL TÍTULO II CLASSIFICAÇÃO DOS ESTABELECIMENTOS

REGULAMENTO DA INSPEÇÃO INDUSTRIAL E SANITÁRIA DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL TÍTULO II CLASSIFICAÇÃO DOS ESTABELECIMENTOS 5 REGULAMENTO DA INSPEÇÃO INDUSTRIAL E SANITÁRIA DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL TÍTULO II CLASSIFICAÇÃO DOS ESTABELECIMENTOS Art. 20 - A classificação dos estabelecimentos de produtos de origem animal abrange:

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS - Campus Zona Leste

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS - Campus Zona Leste INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS - Campus Zona Leste CICLO DE FUNDAMENTAÇÃO 1º. Semestre Semestre 442 h/ semanal 26 h EIXO TEMÁTICO Eixo DISCIPLINAS disciplinas Tipo INTRODUÇÃO A ATIVIDADE

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO PARA REGISTRO DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL FOLHA 1

INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO PARA REGISTRO DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL FOLHA 1 INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO PARA REGISTRO DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL - O formulário deve ser preenchido em 2 vias. - Preencher a máquina ou por computador. FOLHA 1 IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

NORMAS TÉCNICAS ANEXAS À PORTARIA SDR Nº 19 DE JUNHO DE 1996. 1. DO CREDENCIAMENTO DE LABORATÓRIO PARA TIPAGEM SANGUÍNEA

NORMAS TÉCNICAS ANEXAS À PORTARIA SDR Nº 19 DE JUNHO DE 1996. 1. DO CREDENCIAMENTO DE LABORATÓRIO PARA TIPAGEM SANGUÍNEA MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO RURAL PORTARIA Nº 19 DE 19 DE JUNHO DE 1996. O Secretário de Desenvolvimento Rural, do Ministério da Agricultura e do Abastecimento,

Leia mais

DO PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO E DA APLICAÇÃO DO CERTIFICADO SANITÁRIO NACIONAL OU DA GUIA DE TRÂNSITO

DO PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO E DA APLICAÇÃO DO CERTIFICADO SANITÁRIO NACIONAL OU DA GUIA DE TRÂNSITO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 10, DE 1º- DE ABRIL DE 2014 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA,

Leia mais

de negócios na Amazônia (Versão 24/10/2011)

de negócios na Amazônia (Versão 24/10/2011) Seminário 4 Produção Orgânica: Organização produtiva versus Perspectiva de negócios na Amazônia (Versão 24/10/2011) Objetivo: Oferecer conhecimentos e informações para fortalecer as relações comerciais

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO SEAD ESCOLA DE GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ - EGEPI EDITAL Nº 01/2014

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO SEAD ESCOLA DE GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ - EGEPI EDITAL Nº 01/2014 EDITAL Nº 01/2014 PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU, SOB A RESPONSABILIDADE DA ESCOLA DE GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ- EGEPI, DA SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO-SEAD EM PARCERIA

Leia mais

Programa: Curso de Aprimoramento em bovinocultura de Corte EV-UFMG 2011

Programa: Curso de Aprimoramento em bovinocultura de Corte EV-UFMG 2011 XXII Curso de Aprimoramento em Bovinocultura de Corte Programa: Curso de Aprimoramento em bovinocultura de Corte EV-UFMG 2011 Belo Horizonte, 30 de abril de 2011 Professores coordenadores Décio Souza Graça,

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E HUMANAS CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA PROCESSO SELETIVO PARA O CARGO DE PROFESSOR EDITAL N 04/2015

PRÓ-REITORIA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E HUMANAS CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA PROCESSO SELETIVO PARA O CARGO DE PROFESSOR EDITAL N 04/2015 PRÓ-REITORIA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E HUMANAS CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA PROCESSO SELETIVO PARA O CARGO DE PROFESSOR EDITAL N 04/2015 O Reitor da UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA (USS), no uso de suas atribuições,

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO: MINISTÉRIO DA AGRICULTURA

RELATÓRIO DE ESTÁGIO: MINISTÉRIO DA AGRICULTURA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO TECNOLÓGICO DEPARTAMENTO ENGENHARIA QUÍMICA E ALIMENTOS EQA5510: ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO FLORIANÓPOLIS, JULHO DE 2013. PROFESSOR ORIENTADOR: HAIKO

Leia mais

O PAPEL DO MAPA NA FISCALIZAÇÃO DA SEGURANÇA DOS ALIMENTOS NO BRASIL

O PAPEL DO MAPA NA FISCALIZAÇÃO DA SEGURANÇA DOS ALIMENTOS NO BRASIL O PAPEL DO MAPA NA FISCALIZAÇÃO DA SEGURANÇA DOS ALIMENTOS NO BRASIL LUZIA MARIA SOUZA FFA(Egª Agrª, Egª Seg) Chefe do SCAV/CCRC/SDA/MAPA FOCO PRINCIPAL Prevenção por meio das campanhas Fitossanitárias

Leia mais

O MÉDICO VETERINÁRIO MUNICIPAL Sistematização das suas funções e competências Principal legislação aplicável

O MÉDICO VETERINÁRIO MUNICIPAL Sistematização das suas funções e competências Principal legislação aplicável O MÉDICO VETERINÁRIO MUNICIPAL Sistematização das suas funções e competências Principal legislação aplicável Introdução O exercício da actividade do Médico Veterinário Municipal (MVM) está regulamentado

Leia mais

Passaporte para Trânsito de Cães e. Márcio Henrique Micheletti Coordenação Geral do Vigiagro

Passaporte para Trânsito de Cães e. Márcio Henrique Micheletti Coordenação Geral do Vigiagro Trânsito de Cães e Gatos Márcio Henrique Micheletti Coordenação Geral do Vigiagro Trânsito Internacional de Cães e Gatos A movimentação de passageiros internacionais no Brasil vem crescendo cerca de 10%

Leia mais

AVICULTURA DE CORTE. José Euler Valeriano. Avicultor 2015 Belo Horizonte MG 25/06/2015

AVICULTURA DE CORTE. José Euler Valeriano. Avicultor 2015 Belo Horizonte MG 25/06/2015 BEM ESTAR ANIMAL - O FUTURO AVICULTURA DE CORTE José Euler Valeriano Avicultor 2015 Belo Horizonte MG 25/06/2015 BEA BEM ESTAR ANIMAL Como definir BEM ESTAR? O animal precisa encontrar no meio ambiente

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE CORRENTE, ESTADO DO PIAUÍ, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 55, 2º, I, da Lei Orgânica do Município,

O PREFEITO MUNICIPAL DE CORRENTE, ESTADO DO PIAUÍ, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 55, 2º, I, da Lei Orgânica do Município, LEI ORDINÁRIA Nº 564/2014, DE 13 DE MARÇO DE 2014 Amplia o quadro de pessoal efetivo da Prefeitura, define atribuições e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE CORRENTE, ESTADO DO PIAUÍ, no uso

Leia mais

Medicina Veterinária: Gestão de Carreira e Perspectivas de Mercado

Medicina Veterinária: Gestão de Carreira e Perspectivas de Mercado Conselho Regional de Medicina Veterinária do RS Medicina Veterinária: ria: Gestão de Carreira e Perspectivas de Mercado Conselho Regional de Medicina Veterinária do RS BOA TARDE! Conselho Regional de Medicina

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS PARA PROFESSOR E FORMAÇÃO NECESSÁRIA

DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS PARA PROFESSOR E FORMAÇÃO NECESSÁRIA 06/ 05/ INSTITUTO FEDERAL DO AMAZONAS PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROCESSO SELETIVO DO º SEMESTRE 05 ANEXO II EDITAL Nº 8/05 DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS PARA PROFESSOR E FORMAÇÃO NECESSÁRIA Técnico em Redes de Computadores

Leia mais

O NOME DO PROJETO. SENAR Minas ESPAÇO RESERVADO PARA O NOME DO PALESTRANTE

O NOME DO PROJETO. SENAR Minas ESPAÇO RESERVADO PARA O NOME DO PALESTRANTE Coordenadoria ESPAÇO RESERVADO de Formação PARA Profissional Rural O NOME DO PROJETO SENAR Minas ESPAÇO RESERVADO PARA O NOME DO PALESTRANTE CNA Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil representação

Leia mais

Palestras Scot Consultoria

Palestras Scot Consultoria Palestras Scot Consultoria índice palestras scot consultoria As melhores e mais fiéis informações de mercado vão até você temas 3 pecuária de corte e seus derivados temas 5 pecuária de leite e derivados

Leia mais

II SIMPÓSIO NACIONAL DE FORMAÇÃO E EDUCACAO CONTINUADA EM MEDICINA VETERINÁRIA ESCOLA SUPERIOR SÃO FRANCISCO DE ASSIS - ESFA

II SIMPÓSIO NACIONAL DE FORMAÇÃO E EDUCACAO CONTINUADA EM MEDICINA VETERINÁRIA ESCOLA SUPERIOR SÃO FRANCISCO DE ASSIS - ESFA II SIMPÓSIO NACIONAL DE FORMAÇÃO E EDUCACAO CONTINUADA EM MEDICINA VETERINÁRIA ESCOLA SUPERIOR SÃO FRANCISCO DE ASSIS - ESFA Caracterização: A formação continuada é uma maneira de complementar a formação

Leia mais

Demonstrativo das Receitas Diretamente Arrecadadas por Órgão/Unidade Orçamentária

Demonstrativo das Receitas Diretamente Arrecadadas por Órgão/Unidade Orçamentária Demonstrativo das Receitas Diretamente Arrecadadas por Órgão/Unidade Orçamentária 01. 000 Câmara dos Deputados 1.462.885 1.388.134 74.751 01. 901 Fundo Rotativo da Câmara dos Deputados 1.462.885 1.388.134

Leia mais

Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal SISBI-POA / SUASA. SISBI e o acesso ao mercado nacional: uma questão de qualidade

Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal SISBI-POA / SUASA. SISBI e o acesso ao mercado nacional: uma questão de qualidade Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal SISBI-POA / SUASA SISBI e o acesso ao mercado nacional: uma questão de qualidade Um Sistema em Construção Integração dos Serviços de Inspeção

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 19, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2003

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 19, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2003 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 19, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2003 O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso da atribuição

Leia mais

1. REGISTRO DE ESTABELECIMENTO DE PRODUÇÃO, PREPARAÇÃO, MANIPULAÇÃO, BENEFICIAMENTO, ACONDICIONAMENTO E EXPORTAÇÃO DE BEBIDA E FERMENTADO ACÉTICO.

1. REGISTRO DE ESTABELECIMENTO DE PRODUÇÃO, PREPARAÇÃO, MANIPULAÇÃO, BENEFICIAMENTO, ACONDICIONAMENTO E EXPORTAÇÃO DE BEBIDA E FERMENTADO ACÉTICO. ANEXO NORMAS SOBRE REQUISITOS, CRITÉRIOS E PROCEDIMENTOS PARA O REGISTRO DE ESTABELECIMENTO, BEBIDA E FERMENTADO ACÉTICO E EXPEDIÇÃO DOS RESPECTIVOS CERTIFICADOS. 1. REGISTRO DE ESTABELECIMENTO DE PRODUÇÃO,

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Superintendência ncia Federal de Agricultura no Estado do Rio de Janeiro Serviço o de Inspeção o de Produtos Agropecuários rios RENATA PATRICIA LOURENÇO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMIÁRIDO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PRODUÇÃO ANIMAL EDITAL N 01/2015

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMIÁRIDO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PRODUÇÃO ANIMAL EDITAL N 01/2015 EDITAL N 01/2015 PPGPA O coordenador Geral do Programa de Pós-Graduação em Produção Animal - Universidade Federal do Rio Grande do Norte (), em associação ampla com a Universidade Federal Rural do Semiárido

Leia mais

ANEXO I - DOS CENTROS TECNOLÓGICOS, UNIDADES TEMÁTICAS, CARGA-HORÁRIA, NÚMERO DE VAGAS, CURSOS, REQUISITOS MÍNIMOS E TEMAS.

ANEXO I - DOS CENTROS TECNOLÓGICOS, UNIDADES TEMÁTICAS, CARGA-HORÁRIA, NÚMERO DE VAGAS, CURSOS, REQUISITOS MÍNIMOS E TEMAS. ERRATA 001 - EDITAL 013/2013/ITEP/OS Onde lê-se: ANEXO I - DOS CENTROS TECNOLÓGICOS, UNIDADES TEMÁTICAS, CARGA-HORÁRIA, NÚMERO DE VAGAS, CURSOS, REQUISITOS MÍNIMOS E TEMAS. CT CURSO DISCIPLINA CH VAGAS

Leia mais

- ENLAGRO Encontro Nacional de Laboratórios da Área da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

- ENLAGRO Encontro Nacional de Laboratórios da Área da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Projeto Captação de Recursos - ENLAGRO Encontro Nacional de Laboratórios da Área da Agricultura, Pecuária e Abastecimento 07, 08 e 09 de junho de 2016. Macro Office Centro de Eventos, Porto Alegre, RS,

Leia mais

GSC EXPLICA SÉRIE EXPERTISE VETERINÁRIA

GSC EXPLICA SÉRIE EXPERTISE VETERINÁRIA GSC EXPLICA SÉRIE EXPERTISE VETERINÁRIA ANÁLISE DE RAÇÃO PARA CÃES E GATOS Fonte: http://www.inmetro.gov.br/consumidor/produtos/racao.asp Para a realização dos ensaios foram utilizados os seguintes documentos:

Leia mais

E-mail: giuliana@unicentro.br

E-mail: giuliana@unicentro.br GIULIANA GELBCKE KASECHER BOTELHO Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal do Paraná (1999), mestrado em Ciências Veterinárias pela Universidade Federal do Paraná (2001) e doutorado

Leia mais

Curso Preparatório Para Exame de Certificação de Agentes Autônomos de Investimento e Empregados de Instituições Financeiras UFSC - CSE

Curso Preparatório Para Exame de Certificação de Agentes Autônomos de Investimento e Empregados de Instituições Financeiras UFSC - CSE Curso Preparatório Para Exame de Certificação de Agentes Autônomos de Investimento e Empregados de Instituições Financeiras PROMOÇÃO: APOIO: UFSC - CSE Florianópolis Outubro/2008 1. INTRODUÇÃO A Associação

Leia mais

A A transversalidade da Saúde Ambiental na formação do Médico Veterinário

A A transversalidade da Saúde Ambiental na formação do Médico Veterinário XIX Seminário Nacional de Ensino de Medicina Veterinária A A transversalidade da Saúde Ambiental na formação do Médico Veterinário Dr. Luciano Menezes Ferreira Comissão Nacional de Saúde Ambiental (CNSA)

Leia mais

Art. 1º - O artigo 104 do Decreto Estadual nº 31.455, de 20 de fevereiro de 1987, passa a vigorar com a seguinte redação:

Art. 1º - O artigo 104 do Decreto Estadual nº 31.455, de 20 de fevereiro de 1987, passa a vigorar com a seguinte redação: DECRETO Nº 2, DE 8 DE JANEIRO DE 2015. Altera e acresce dispositivos ao Decreto nº 31.455, de 1987, que regulamenta os arts. 30 e 31 da Lei nº 6.320, de 20 de dezembro de 1983, que dispõem sobre alimentos

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR. Patologia Clínica Veterinária

MATRIZ CURRICULAR. Patologia Clínica Veterinária MATRIZ CURRICULAR No Quadro II está apresentada a estrutura curricular do Curso de Medicina Veterinária da FATENE, distribuída de acordo com os conteúdos essenciais profissionais, definidos pelo Parecer

Leia mais

C/ cópias para: SIF, UTRA, SIPAG, SFA e CGPE/DIPOA DICS/CGI/DIPOA/aft

C/ cópias para: SIF, UTRA, SIPAG, SFA e CGPE/DIPOA DICS/CGI/DIPOA/aft REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E DO ABASTECIMENTO MAPA SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA SDA DEPARTAMENTO DE INSPEÇÃO DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL DIPOA COORDENAÇÃO

Leia mais

GERED - ARARANGUÁ PROVA DISCIPLINA PARA INSCRIÇÃO CÓDIGO HABILITAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA

GERED - ARARANGUÁ PROVA DISCIPLINA PARA INSCRIÇÃO CÓDIGO HABILITAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA GERED - ARARANGUÁ PROVA DISCIPLINA PARA INSCRIÇÃO CÓDIGO HABILITAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA CONTABILIDADE CONTABILIDADE 433 Habilitado - Diploma e Histórico Escolar de Curso Superior em Ciências Contábeis, Administração,

Leia mais

Treinamento RLM Corte Campo Grande MS

Treinamento RLM Corte Campo Grande MS Treinamento RLM Corte Campo Grande MS Data: 12 e 13 de novembro de 2015 Patrocínio Apoio Introdução Desenvolvido na Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" ESALQ, USP, Piracicaba, este software

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : MEDICINA VETERINÁRIA. CRÉDITOS Obrigatórios: 249 Optativos: 12.

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : MEDICINA VETERINÁRIA. CRÉDITOS Obrigatórios: 249 Optativos: 12. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:10:25 Curso : MEDICINA

Leia mais

FLUXOGRAMA DO CURSO DE BACHARELADO EM MEDICINA VETERINÁRIA 2011.2

FLUXOGRAMA DO CURSO DE BACHARELADO EM MEDICINA VETERINÁRIA 2011.2 FLUXOGRAMA DO CURSO DE BACHARELADO EM MEDICINA VETERINÁRIA 2011.2 1 SEMESTRE DISCIPLINA TEORICA PRÁTICA C/H CR 1. Ecologia e Manejo Ambiental 60-60 04 2. Informática Básica 30-30 02 3. Sociologia Rural

Leia mais

GERED - ARARANGUÁ DISCIPLINA PARA INSCRIÇÃO PROVA HABILITAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA

GERED - ARARANGUÁ DISCIPLINA PARA INSCRIÇÃO PROVA HABILITAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA GERED - ARARANGUÁ PROVA DISCIPLINA PARA INSCRIÇÃO CÓDIGO CONTABILIDADE CONTABILIDADE 433 DIREITO DIREITO E LEGISLAÇÃO 453 AGRONEGÓCIO ASSOCIATIVISMO E COOPERATIVISMO SISTEMAS AGROALIMENTARES GESTAO III-

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Florianópolis (SC), 21 de julho de 2008. O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Santa Catarina (CRMV- SC), em reunião com os Conselhos Regionais de Medicina Veterinária dos Estados do

Leia mais

CURSO DE ZOOTECNIA CARACTERIZAÇÃO DOS DOCENTES 1º.

CURSO DE ZOOTECNIA CARACTERIZAÇÃO DOS DOCENTES 1º. 1º. Período Introdução ao Cálculo 60 Luciana Alvarenga Santos Graduação em Engenharia Civil, Mestrado em Estruturas de Concreto. Química Geral 60 Nayara Penoni Graduação em Química e Mestrado em Agroquímica.

Leia mais

PORTARIA Nº 038/2008-AGED/MA DE 03 DE MARÇO DE 2008.

PORTARIA Nº 038/2008-AGED/MA DE 03 DE MARÇO DE 2008. ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÀRIA E DESENVOLVIMENTO RURAL AGÊNCIA ESTADUAL DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO MARANHÃO PORTARIA Nº 038/2008-AGED/MA DE 03 DE MARÇO DE 2008. O DIRETOR

Leia mais

PROCESSO N 337/11 PROTOCOLO N.º 07.595.260-0 PARECER CEE/CEB N.º 1019/11 APROVADO EM 09/11/11

PROCESSO N 337/11 PROTOCOLO N.º 07.595.260-0 PARECER CEE/CEB N.º 1019/11 APROVADO EM 09/11/11 PROTOCOLO N.º 07.595.260-0 PARECER CEE/CEB N.º 1019/11 APROVADO EM 09/11/11 CÂMARA DE EDUCAÇÃO BÁSICA INTERESSADO: COLÉGIO INSTITUTO CRISTÃO ENSINO MÉDIO E PROFISSIONAL MUNICÍPIO: CASTRO ASSUNTO: Pedido

Leia mais

ENGENHARIA DE ALIMENTOS. COORDENADOR Regina Célia Santos Mendonça rmendoc@ufv.br

ENGENHARIA DE ALIMENTOS. COORDENADOR Regina Célia Santos Mendonça rmendoc@ufv.br ENGENHARIA DE ALIMENTOS COORDENADOR Regina Célia Santos Mendonça rmendoc@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2009 201 Engenheiro de Alimentos ATUAÇÃO O Engenheiro de Alimentos tem como campo profissional

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO PARA EMISSÃO DE GUIA DE TRÂNSITO ANIMAL DE ABELHAS, BICHO- DA-SEDA E OUTROS INVERTEBRADOS TERRESTRES

MANUAL DE PREENCHIMENTO PARA EMISSÃO DE GUIA DE TRÂNSITO ANIMAL DE ABELHAS, BICHO- DA-SEDA E OUTROS INVERTEBRADOS TERRESTRES MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA SDA DEPARTAMENTO DE SAÚDE ANIMAL DSA COORDENAÇÃO DE TRÃNSITO E QUARENTENA ANIMAL CTQA MANUAL DE PREENCHIMENTO PARA

Leia mais

Assembléia Legislativa do Estado do Paraná Centro Legislativo Presidente Aníbal Khury Comissão de Constituição e Justiça

Assembléia Legislativa do Estado do Paraná Centro Legislativo Presidente Aníbal Khury Comissão de Constituição e Justiça SUBSTITUTIVO GERAL AO PROJETO DE LEI 307/2003. SÚMULA: Veda o cultivo, a manipulação, a importação, a industrialização e a comercialização de Organismos Geneticamente Modificados (OGMs) no Estado do Paraná,

Leia mais

ATUAÇÃO DA ANVISA NO CONTROLE SANITÁRIO DE ALIMENTOS Previsões 2014

ATUAÇÃO DA ANVISA NO CONTROLE SANITÁRIO DE ALIMENTOS Previsões 2014 Reunião ILSI São Paulo, 5 de dezembro de 2013 ATUAÇÃO DA ANVISA NO CONTROLE SANITÁRIO DE ALIMENTOS Previsões 2014 William Cesar Latorre Gerente de Inspeção e Controle de Riscos em Alimentos Gerência Geral

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR

ESTRUTURA CURRICULAR GESTÃO AMBIENTAL ESTRUTURA CURRICULAR Metodologia da Pesquisa Científica Gestão do Espaço Urbano Saúde e Ambiente Legislação Ambiental Gestão de Resíduos Sólidos e de Área Urbana Sistema Integrado de Gestão

Leia mais

Principais Exigências Sanitárias e Fitossanitárias do Mercado Internacional

Principais Exigências Sanitárias e Fitossanitárias do Mercado Internacional ENCOMEX Empresarial Fortaleza, 19 de setembro de 2013 Principais Exigências Sanitárias e Fitossanitárias do Mercado Internacional Luís Henrique Barbosa da Silva Exportando... tenho o produto aqui no Brasil

Leia mais

Universidade Estadual de Londrina CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA

Universidade Estadual de Londrina CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA PROPOSTA 1 Curso Nome(s) do(s) Curso(s) ZOOTECNIA Código e-mec 56129 Conceito ENADE 4 Coordenador da Proposta (Tutor do Grupo) ANA MARIA BRIDI 2 Caracterização da Proposta 2.1Área de Conhecimento (código

Leia mais

EDITAL ARI 004/2010 PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA GRADUAÇÃO - PIIG

EDITAL ARI 004/2010 PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA GRADUAÇÃO - PIIG EDITAL ARI 004/2010 PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA GRADUAÇÃO - PIIG O Gabinete da Reitoria, no uso de suas atribuições legais e através da Assessoria de Relações Internacionais, torna pública

Leia mais

Interface Saúde: Animal/Humana Plano de Ação Global sobre Resistência aos Antimicrobianos - GAP/OMS. MAPA: situação atual

Interface Saúde: Animal/Humana Plano de Ação Global sobre Resistência aos Antimicrobianos - GAP/OMS. MAPA: situação atual Interface Saúde: Animal/Humana Plano de Ação Global sobre Resistência aos Antimicrobianos - GAP/OMS MAPA: situação atual Suzana Bresslau Médica Veterinária Fiscal Federal Agropecuário - DFIP/SDA ENDESA

Leia mais

Conservação e Reúso de Água como Instrumentos de Gestão Indústria, Setor Urbano, Agricultura, Aquicultura e Recarga Gerenciada de Aquíferos.

Conservação e Reúso de Água como Instrumentos de Gestão Indústria, Setor Urbano, Agricultura, Aquicultura e Recarga Gerenciada de Aquíferos. CURSO Conservação e Reúso de Água como Instrumentos de Gestão Indústria, Setor Urbano, Agricultura, Aquicultura e Recarga Gerenciada de Aquíferos. Eng. Ivanildo Hespanhol Ph.D. Professor Titular da Escola

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 756, DE 17 DE OUTUBRO DE 2003

RESOLUÇÃO Nº 756, DE 17 DE OUTUBRO DE 2003 RESOLUÇÃO Nº 756, DE 17 DE OUTUBRO DE 2003 Dispõe sobre o Registro de Título de Especialista em áreas da Medicina Veterinária, no âmbito dos Conselhos Regionais de Medicina Veterinária. O CONSELHO FEDERAL

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PPG COODERNADORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO EDITAL Nº. 26/2015 PPG/CPG/UEMA

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PPG COODERNADORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO EDITAL Nº. 26/2015 PPG/CPG/UEMA Centro de Ciências Agrárias Programa de Pós-Graduação Curso de Mestrado em Ciência Animal PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PPG COODERNADORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO EDITAL Nº. 26/2015 PPG/CPG/UEMA PROGRAMA

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO AMBIENTAL

RELATÓRIO TÉCNICO AMBIENTAL RELATÓRIO TÉCNICO AMBIENTAL N. C. P. DOS SANTOS PET SHOP - ME. Responsável Técnico João Luiz Rodrigues da Cunha CRMV-MG 1198 Z 1 1. IDENTIFICAÇÃO DO EMPREENDIMENTO Nome: N. C. P. dos Santos Pet Shop -

Leia mais

O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO

O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO Agropecuária É o termo utilizado para designar as atividades da agricultura e da pecuária A agropecuária é uma das atividades mais antigas econômicas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO EDITAL Nº 05/2015- ESPECÍFICO DE ABERTURA DE CONCURSO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO EDITAL Nº 05/2015- ESPECÍFICO DE ABERTURA DE CONCURSO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO EDITAL Nº 05/2015- ESPECÍFICO DE ABERTURA DE CONCURSO A REITORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO, no uso de suas atribuições regimentais e em conformidade

Leia mais

CURSO DE EXTENSÃO GERENCIAMENTO DE INCIDENTES E PLANEJAMENTO DE CONTINGÊNCIA

CURSO DE EXTENSÃO GERENCIAMENTO DE INCIDENTES E PLANEJAMENTO DE CONTINGÊNCIA CURSO DE EXTENSÃO GERENCIAMENTO DE INCIDENTES E PLANEJAMENTO DE CONTINGÊNCIA Edição agosto de 2015 APRESENTAÇÃO O curso GERENCIAMENTO DE INCIDENTES E PLANEJAMENTO DE CONTINGÊNCIA aborda os aspectos conceituais

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 03/2015 ELEIÇÕES DE REPRESENTANTES DISCENTES DE GRADUAÇÃO NOS COLEGIADOS DA UFV

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 03/2015 ELEIÇÕES DE REPRESENTANTES DISCENTES DE GRADUAÇÃO NOS COLEGIADOS DA UFV MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS Campus Universitário Viçosa, MG 36570-000 Telefone: (31) 3899-2127 - Fax: (31) 3899-1229 - E-mail: soc@ufv.br EDITAL

Leia mais

SISTEMA BRASILEIRO DE IDENTIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE ORIGEM

SISTEMA BRASILEIRO DE IDENTIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE ORIGEM SISTEMA BRASILEIRO DE IDENTIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE ORIGEM Luiz Carlos de Oliveira Secretário de Defesa Agropecuária Ministério Da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Instrução normativa n o 21 de

Leia mais

Informação DDA n.º 03 Brasília, 27 de fevereiro de 2003.

Informação DDA n.º 03 Brasília, 27 de fevereiro de 2003. Serviço Público Federal Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Defesa Agropecuária DEPARTAMENTO DE DEFESA ANIMAL Informação DDA n.º 03 Brasília, 27 de fevereiro de 2003. Interessados:

Leia mais

Bacharelado em Medicina Veterinária

Bacharelado em Medicina Veterinária Bacharelado em Medicina Veterinária INFORMAÇÕES Duração do Curso: 05 anos (10 semestres) Horário: Manhã Número de Vagas: 100 anuais Coordenador: Profº Dr. Carlos Tadeu Bandeira de Lavor O CURSO O Curso

Leia mais

Cadeia Produtiva de Bovinos e Bubalinos

Cadeia Produtiva de Bovinos e Bubalinos Cartilha do novo Serviço de Rastreabilidade da Cadeia Produtiva de Bovinos e Bubalinos SISBOV Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil COORDENAÇÃO:

Leia mais

Vigilância Sanitária

Vigilância Sanitária Secretaria Municipal da Saúde Coordenadoria de Vigilância Ambiental Vigilância Sanitária Setor de Produtos e Estabelecimentos de Interesse da Saúde SPEIS Comércio atacadista e varejista de alimentos de

Leia mais

DEPARTAMENTO DE DEFESA ANIMAL

DEPARTAMENTO DE DEFESA ANIMAL Serviço Público Federal Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Defesa Agropecuária DEPARTAMENTO DE DEFESA ANIMAL INSTRUÇÃO DE SERVIÇO DDA Nº 06/03 ASSUNTO: Reconhecimento de

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO PARA REGISTRO DE PRODUTOS E RÓTULOS DE ORIGEM ANIMAL

INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO PARA REGISTRO DE PRODUTOS E RÓTULOS DE ORIGEM ANIMAL PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA BRÉSCIA SECRETARIA DA AGRICULTURA SERVIÇO DE INSPEÇÃO MUNICIPAL - SIM INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO PARA REGISTRO DE PRODUTOS E RÓTULOS DE ORIGEM

Leia mais

Doutoranda: Carolina de Gouveia Mendes

Doutoranda: Carolina de Gouveia Mendes UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO UFERSA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ANIMAIS - DCAn DISCIPLINA: INSPEÇÃO DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL Doutoranda: Carolina de Gouveia Mendes 2013 INTRODUÇÃO Principais

Leia mais

deborahcello@hotmail.com - Deborah

deborahcello@hotmail.com - Deborah deborahcello@hotmail.com - Deborah Segunda 13 de A atuação do dispensação Palestrante: Rafaela Grobe Farmacêutica Industrial pela UFPR, Especialista em Gestão da Qualidade na Produção de Alimentos, Medicamentos

Leia mais

Bem estar animal em cursos de pós-graduação: uma proposta. Marcos Macari Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal Unesp Campus de Jaboticabal

Bem estar animal em cursos de pós-graduação: uma proposta. Marcos Macari Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal Unesp Campus de Jaboticabal Bem estar animal em cursos de pós-graduação: uma proposta Marcos Macari Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal Unesp Campus de Jaboticabal Crescimento populacional - Estimativa de uma população

Leia mais

EXPERIÊNCIA DE UM LATICÍNIO DE PEQUENO PORTE COMO OPÇÃO DE COMERCIALIZAÇÃO. Flávia Miranda Caldas

EXPERIÊNCIA DE UM LATICÍNIO DE PEQUENO PORTE COMO OPÇÃO DE COMERCIALIZAÇÃO. Flávia Miranda Caldas EXPERIÊNCIA DE UM LATICÍNIO DE PEQUENO PORTE COMO OPÇÃO DE COMERCIALIZAÇÃO Flávia Miranda Caldas Até 1987, o serviço de inspeção das indústrias era apenas responsabilidade da União. Após a Constituição

Leia mais

Não DADOS DA EMPRESA RAZÃO SOCIAL: ENDEREÇO:

Não DADOS DA EMPRESA RAZÃO SOCIAL: ENDEREÇO: Formulário para renovação de credenciamento para comercialização de vacina contra a febre aftosa no Estado do Rio Grande do Sul (O preenchimento desse formulário deve ser realizado pelo Médico Veterinário

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 87, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2004

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 87, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2004 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 87, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2004 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA,

Leia mais

PRIMEIRA CIRCULAR. Introdução

PRIMEIRA CIRCULAR. Introdução PRIMEIRA CIRCULAR Introdução A Universidade de Santa Cruz do Sul UNISC, através do Pólo de Modernização Tecnológica Vale do Rio Pardo - e do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia Ambiental, sediará o

Leia mais

VERITAE SEMINÁRIO FAP, NTEP E A GESTÃO DOS RISCOS DO MEIO AMBIENTE DO TRABALHO

VERITAE SEMINÁRIO FAP, NTEP E A GESTÃO DOS RISCOS DO MEIO AMBIENTE DO TRABALHO VERITAE SEMINÁRIO Cursos/RJ/Março/2010 FAP, NTEP E A GESTÃO DOS RISCOS DO MEIO AMBIENTE DO TRABALHO Entenda a Flexibilização das Alíquotas de Contribuição das Empresas para o Custeio do GIILRAT, desde

Leia mais

Alimento é coisa séria! Uma cartilha para manipuladores de alimentos

Alimento é coisa séria! Uma cartilha para manipuladores de alimentos Alimento é coisa séria! Uma cartilha para manipuladores de alimentos Corel 2005 Alimento é coisa séria! Uma cartilha para manipuladores de alimentos Esse livro foi composto na tipologia True type Comic

Leia mais

Cadeia Produtiva do Leite. Médio Integrado em Agroindústria

Cadeia Produtiva do Leite. Médio Integrado em Agroindústria Médio Integrado em Agroindústria A importância da cadeia do leite A cadeia do leite e de seus derivados desempenha papel relevante no suprimento de alimentos e na geração de emprego e renda, se igualando

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 9, DE 4 DE MAIO DE 2004

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 9, DE 4 DE MAIO DE 2004 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 9, DE 4 DE MAIO DE 2004 O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso da atribuição

Leia mais

Produção Animal. Prof. Eduardo Brum Schwengber

Produção Animal. Prof. Eduardo Brum Schwengber Produção Animal Prof. Eduardo Brum Schwengber I DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso Superior de Tecnologia em Agronegócio Carga Horária Teórica: 60 II EMENTA Noções básicas sobre produção de bovinos de corte.

Leia mais

O Serviço Veterinário Oficial e sua importância na Saúde Animal

O Serviço Veterinário Oficial e sua importância na Saúde Animal O Serviço Veterinário Oficial e sua importância na Saúde Animal Médica Veterinária Rita Dulac Domingues Tópicos da Apresentação 1. Serviço Veterinário Oficial (SVO) 2. Panorama no RS e no BR do SVO 3.

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento D.O.U. Nº 225, sexta-feira, 24 de novembro de 2006. Pág. 10 SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA No- 65, DE 21 DE NOVEMBRO

Leia mais

N. de Horas. 1 Agricultura Biológica Agricultura Biológica 144 Média Duração Formação Sem Legislação de Suporte

N. de Horas. 1 Agricultura Biológica Agricultura Biológica 144 Média Duração Formação Sem Legislação de Suporte Anexo II - Técnicos. Correspondência dos Cursos realizados no Entre Douro e Minho, entre 94 e 03, por área temática, tema do curso, duração, 1 Agricultura Biológica Agricultura Biológica 144 Média Duração

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO PARA REGISTRO DE ANTIMICROBIANOS DE USO VETERINÁRIO

REGULAMENTO TÉCNICO PARA REGISTRO DE ANTIMICROBIANOS DE USO VETERINÁRIO MERCOSUL/GMC/RES. Nº 3/97 REGULAMENTO TÉCNICO PARA REGISTRO DE ANTIMICROBIANOS DE USO VETERINÁRIO TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto, as Resoluções Nº 11/93 e 91/93 do Grupo

Leia mais

Microempreendedor Individual. Passo a Passo Como requerer uma Nota Fiscal Avulsa

Microempreendedor Individual. Passo a Passo Como requerer uma Nota Fiscal Avulsa Microempreendedor Individual Passo a Passo Como requerer uma Nota Fiscal Avulsa Acesse o link https://www2.fazenda.mg.gov.br/sol/ctrl/sol/nfae/servico_007?acao=novo&acesso_ex TERNO=1 da Secretaria de Estado

Leia mais

AÇÕES DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA SOBRE DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS

AÇÕES DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA SOBRE DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS AÇÕES DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA SOBRE DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS WILLIAM CESAR LATORRE Diretor de Alimentos Centro de Vigilância Sanitária SES / SP Decreto Lei 986, de 21/10/1969 Institui normas

Leia mais

SEMINÁRIO DE SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO 30 ANOS FUNDACENTRO/PR. Curitiba/PR 09 a 12 de Novembro de 2009 Realização: FUNDACENTRO/PR

SEMINÁRIO DE SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO 30 ANOS FUNDACENTRO/PR. Curitiba/PR 09 a 12 de Novembro de 2009 Realização: FUNDACENTRO/PR SEMINÁRIO DE SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO 30 ANOS FUNDACENTRO/PR Curitiba/PR 09 a 12 de Novembro de 2009 Realização: FUNDACENTRO/PR OBJETIVO Proteger a vida de quem trabalha, pela atuação

Leia mais

NORMAS DE PARTICIPAÇÃO DA V FEIRA DA AGROINDÚSTRIA FAMILIAR E EMPREENDEDORISMO RURAL DE MINAS GERAIS

NORMAS DE PARTICIPAÇÃO DA V FEIRA DA AGROINDÚSTRIA FAMILIAR E EMPREENDEDORISMO RURAL DE MINAS GERAIS NORMAS DE PARTICIPAÇÃO DA V FEIRA DA AGROINDÚSTRIA FAMILIAR E EMPREENDEDORISMO RURAL DE MINAS GERAIS LOCAL: PARQUE DE EXPOSIÇÕES FERNANDO COSTA UBERABA/MG. PERÍODO: 14 a 16 de novembro de 2008. ESTIMATIVA

Leia mais

PROPOSTA REFERENTE AO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE ANÁLISE SANITÁRIA

PROPOSTA REFERENTE AO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE ANÁLISE SANITÁRIA PROPOSTA REFERENTE AO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE ANÁLISE SANITÁRIA 1- DO CURSO O Curso de Especialização em Gestão em Análise Sanitária destina-se a profissionais com curso superior em áreas correlatas

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Defesa Agropecuária

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Defesa Agropecuária Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Defesa Agropecuária Brasília / DF 2010 2010 Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Todos os direitos reservados. Permitida

Leia mais

CST EM GASTRONOMIA. Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC

CST EM GASTRONOMIA. Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC CST EM GASTRONOMIA Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 1 CURSO: CST EM GASTRONOMIA Dados de identificação da Universidade de Cuiabá - UNIC Dirigente da Mantenedora Presidente: Ed. Rodrigo Calvo Galindo

Leia mais

Circular Nº 183/2014/DIPES/CGI/DIPOA Brasília, 18 de agosto de 2014.

Circular Nº 183/2014/DIPES/CGI/DIPOA Brasília, 18 de agosto de 2014. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. Secretaria de Defesa Agropecuária Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal Coordenação Geral de Inspeção Divisão de Inspeção de Pescado

Leia mais