PROJETO ENTURMANDO PARA AGENDA 21 ESCOLAR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJETO ENTURMANDO PARA AGENDA 21 ESCOLAR"

Transcrição

1 PROJETO ENTURMANDO PARA AGENDA 21 ESCOLAR CIDADE ADEMAR - SÃO PAULO /2011 Vida sustentável para a turma toda. O FEMA Fundo Especial do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, foi criado pela Lei Municipal n , de 29 de junho de 2001, que também criou o CONFEMA Conselho do Fundo Especial do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Foi regulamentado pelo Decreto n , de 25 de fevereiro de 2002 e pela Resolução n 02/CONFEMA, de 19 de dezembro de 2002, e destina-se a dar suporte financeiro a planos, programas e projetos que visem ao uso racional e sustentável de recursos naturais, ao controle, à fiscalização, defesa e recuperação do meio ambiente e a ações de educação ambiental. O CONFEMA Conselho do Fundo Especial do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, é a instância de decisão do FEMA, regido pelo disposto na Resolução n 01/CONFEMA, de 19 de dezembro de 2002, e composto por representantes da Administração Municipal, do CADES Conselho Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, e de ONG's Organizações Não Governamentais que atuam na área ambiental. Coordenação: Patrícia Diniz Borges Simas e Gilberto de Souza Meirelles Neto Equipe de Elaboração: Dora Lima e Eduardo Sampaio Vitale Projeto Gráfico: Luiza Simas e Puxe Comunicação Realização Parceria Convênio

2 O QUE É O PROJETO ENTURMANDO Hoje em dia, aprender sustentabilidade é tão importante quanto aprender português e matemática. E as crianças da Cidade Ademar fazem parte desta nova realidade. O Projeto Enturmando promove o papel das crianças na proteção do meio ambiente e no incentivo ao desenvolvimento econômico e social através de uma Escola Sustentável. Sustentabilidade é tudo aqui que a gente faz para cuidar bem do nosso planeta e de todas as coisas boas que a natureza nos dá, garantindo que as futuras gerações também possam desfrutar o que o planeta oferece. POR QUE É IMPORTANTE O Projeto Enturmando é um convênio entre a FAPETEC - Fundação De Apoio a Pesquisa, Ensino, T.ecnologia e Cultura, o FEMA - Fundo Especial do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e a EstaçãoResgate. É uma forma de contribuir para a construção de uma Agenda 21 Escolar e, ao mesmo tempo, preparar nossas crianças e professores para o futuro, ao integrar a comunidade às boas práticas ambientais. A Agenda 21 Escolar é um acordo feito entre governos e instituições de todo o mundo para que escolas e alunos ajudem a preservar o meio ambiente e melhorar a sociedade. É fundamental para o desenvolvimento de atitudes e valores éticos nos educando. COMO FUNCIONA 1. Nas escolas municipais da Cidade Ademar, os professores receberão material didático de apoio para auxiliar os estudantes de 10 a 12 anos em relação a conceitos como sustentabilidade, meio ambiente, reciclagem, educação ambiental, teoria dos Rs e Agenda 21 Escolar. 2. O primeiro encontro do Projeto Enturmando com as crianças nas escolas será uma sensibilização socioambiental e uma preparação para a visita à Estação Resgate localizada na Cidade Ademar, próxima às Escolas. 3. Na visita à Estação Resgate, as crianças entrarão em contato com outra atividade importante da Agenda 21 Escolar, as Pedras do Caminho, através da qual irão apontar os problemas da comunidade. Serão realizadas atividades sobre consumo responsável, encaminhamento correto de resíduos e, para celebrar o dia, serão plantadas mudas de árvores. 4. Depois dos dois encontros com o Projeto Enturmando, professores e alunos terão tempo para entrar em contado com o resultado das Pedras do Caminho. Construindo o Jornal Mural, será possível descobrir como todos podem cuidar da escola, da comunidade e do meio ambiente. 2 3

3 VAMOS COMEÇAR Escreva uma história, poesia ou desenhe a sua representação sobre o que você entende ser meio ambiente. CARTA DA TERRA A Carta da Terra irá nos guiar para transformar nosso bairro em um local melhor para se viver....é uma declaração de princípios éticos fundamentais para a construção, no século 21, de uma sociedade global justa, sustentável e pacífica. Junto com todos os povos da Terra, formamos uma grande família. E cada um de nós compartilha a responsabilidade pelo presente e pelo futuro bem-estar da família humana e de todo o mundo dos seres vivos. Somos parte de um grande universo Nesse universo, nosso planeta é cheio de vida, com muitas plantas, animais e pessoas. Juntos, formamos uma única comunidade de vida e dependemos uns dos outros para garantir nossa sobrevivência no planeta. Infelizmente... Existem guerras, pessoas que têm fome, que não têm casa nem escola, que estão doentes e que não têm ajuda médica. Além disso, existem pessoas que fazem mau uso da água, da terra e do ar; que maltratam os animais, as plantas e outras pessoas. O que podemos fazer Nós, as crianças, faremos pequenos esforços diários para transformar as coisas ruins em coisas boas. Iremos tratar as pessoas muito bem e dividir melhor o que temos. Se ajudarmos e respeitarmos os outros, viveremos com muito mais alegria e felicidade! Além disso, pediremos um esforço maior por parte dos adultos (nossos pais, parentes e vizinhos) para que se empenhem em construir um mundo melhor para todos: que seja justo, sustentável, que respeite os direitos humanos, que preserve a natureza e defenda a ideia da paz. Nas próximas páginas vamos conhecer os princípios da Carta da Terra, escreva uma situação, uma história ou faça um desenho que represente cada um dos princípios para você. 4 5

4 OS 10 PRINCÍPIOS DA CARTA DA TERRA 1. Conheça e proteja as pessoas, animais e plantas. - Tenha respeito pelo modo como as plantas, animais e pessoas vivem (mesmo que lhe pareça estranho ou diferente). - Peça que todos tenham proteção. - Lute contra a matança indiscriminada de animais. - Cuide das plantas. 2. Respeite sempre estas três coisas: - A vida de todo e qualquer ser vivo. - Os direitos das pessoas. - O bem-estar de todos os seres vivos. 6 7

5 3. Utilize com cuidado o que a Natureza nos oferece: água, terra, ar... E defenda a ideia de que todos têm direito a esses bens naturais. 4. Mantenha limpo o lugar onde você vive. - Economize água. - Jogue o lixo no lixo. - Procure manter todas as suas coisas em ordem. - Separe o lixo seco do orgânico. - Adote a ideia dos Cinco Rs : Refletir, Reduzir, Reutilizar, Reciclar e Recusar. 8 9

6 5. Aprenda mais sobre o lugar em que você vive. - Sobre os seres vivos que fazem parte da sua comunidade e dos que vivem em outros lugares do planeta. - Conheça e valorize o lugar onde vive e compartilhe com outros o que você sabe. 6. Todo mundo deve ter o que precisa para viver! Não deve existir a miséria. Procure desejar ter somente o que realmente precisa. Aprenda a compartilhar o que tem e defenda sempre que: - Todos devem ter o que necessitam para viver com dignidade; - Todas as crianças devem ter acesso à escola; - As pessoas necessitadas devem ser aquelas a quem nós devemos ajudar mais

7 7. Todas as crianças são igualmente importantes. - Todas as crianças devem aprender e crescer juntas. - As mulheres têm os mesmos direitos que os homens. 8. Defenda sempre a idéia de que qualquer criança: - Menino ou menina - De família rica ou pobre - Negra, branca ou de qualquer outra cor - Deste ou de outro País - Que fale nossa língua ou não - Cristã, muçulmana, de qualquer outra religião ou mesmo as que não têm religião tenha comida, casa, família, escola, amigos, brinquedos, alegria e, se estiver doente, acesso à saúde de qualidade

8 9. Diga sim à paz e não à guerra. - Procure viver em harmonia com todo mundo. - Ajude as pessoas que estão a sua volta e ofereça a elas a sua amizade. - Colabore para que mais pessoas apreciem as coisas boas e bonitas do nosso planeta. - Cuide e ame as outras pessoas, animais e plantas: em casa, na escola e na sua comunidade ou cidade. 10. Estude, dando especial atenção para aquelas coisas que o ajudarão a conviver melhor com as outras pessoas e com o nosso planeta. - Quanto melhor se educar, melhor saberá viver. - Utilize os meios de comunicação para ajudá-lo a compreender as dificuldades e os problemas que as pessoas ao redor do mundo enfrentam. - Estude com maior interesse os assuntos que o ajudem a ser uma pessoa melhor e a buscar alternativas para tornar o mundo um lugar melhor para se viver

9 RESUMINDO AGENDA 21 Nós, os seres humanos, devemos conservar e melhorar o mundo em que vivemos. Por isso, devemos viver de uma maneira nova, usando as boas coisas que já temos hoje. As pessoas de outros países, línguas, costumes e religiões podem nos ajudar. Assim poderemos conhecer novos modos de viver e tratar outras pessoas. Nos empenharemos para superar as situações difíceis. Se nos unirmos, melhoraremos muito o mundo, porque todos nós somos úteis e podemos ajudar uns aos outros. Faremos estes esforços para que digam de nós: Eles querem viver de outra forma, Eles estão se empenhando em viver em paz e Eles acreditam que um outro mundo é possível. Carta da Terra para Crianças. Esta é uma versão especial para as crianças, elaborada com a intenção de fazer germinar a ideia de que um outro mundo é possível e acreditando que as crianças continuam sendo a esperança de um mundo melhor. Esta versão surgiu da necessidade do NAIA Núcleo de Amigos da Infância e da Adolescência de apresentar os princípios éticos da Carta da Terra para as crianças e de propor a sua defesa e vivência no dia a dia da criançada. Faz parte de um projeto maior desenvolvido pelo NAIA: Vivemos Juntos: Conhecendo e Vivendo a Carta da Terra e foi o tema norteador do ForumZINHO Social Mundial Para compreender a Agenda 21. A Agenda 21 Global é um programa de ação que 179 países assumiram para cuidar do planeta. Ela tem 40 capítulos, que mexem com tudo, do ar ao mar, da floresta aos desertos; propõe estabelecer uma nova relação entre países ricos e pobres. Na Agenda 21, como em qualquer agenda, estão marcados os compromissos da humanidade com o Século 21, para garantir um futuro melhor para o planeta, respeitando o ser humano e o seu ambiente. Além desse compromisso global, os países participantes da Conferência Rio-92 decidiram criar Agendas 21 nacionais e propor que todos os municípios, bairros e comunidades realizassem Agendas 21 Locais. Agenda 21 Brasileira. Depois da Rio-92, cada país teve como tarefa elaborar a sua Agenda 21. No Brasil, este processo começou com a criação, em 1997, da Comissão de Políticas para o Desenvolvimento Sustentável e da Agenda 21 Brasileira CPDS. A comissão, seguindo as orientações da Agenda 21 Global, envolveu 40 mil pessoas no país todo e concluiu a Agenda 21 Brasileira em Ela tem 21 objetivos que buscam tornar o nosso país um exemplo de proteção da natureza, fortalecendo a economia e a justiça social. Agenda 21 Local. Qualquer grupo ou comunidade pode organizar a sua própria Agenda 21 local para desenvolver um processo de planejamento local, sempre em parceria entre o governo e a sociedade. Na Agenda 21 local são sempre bem-vindos pessoas e grupos que queiram cooperar, discutindo, reformando e propondo ações que transformem a realidade atual naquela desejada por todos. Para saber se o seu município tem Agenda 21 local, acesse ou entre em contato com a prefeitura, IBAMA, órgãos municipais e estaduais de meio ambiente ou ONGs Organizações Não Governamentais. O projeto Enturmando vai estimular a construção da Agenda 21 Escolar, convidando estudantes, funcionários, professores, direção e pais de estudantes, para participar. Se em seu município houver outros grupos trabalhando com a Agenda 21 local, é interessante levar ao conhecimento desses grupos os projetos desenvolvidos pela escola, para que a discussão seja mais ampla e permita integrar diferentes propostas

10 Agenda 21 na Escola. No nosso caso, a Agenda 21 é um instrumento para o Projeto Enturmando realizar suas atividades, sensibilizar a comunidade escolar para que possam realmente transformar a realidade, aumentar seu diálogo com a comunidade do entorno e se ligar em uma proposta de Agenda Municipal, no caso da Subprefeitura da Cidade Ademar. Objetivos da Construção da Agenda 21 Escolar. - Construir ações que promovam melhorias na qualidade de vida da comunidade local e escolar. - Articular e envolver todas as pessoas da sua escola na busca de soluções para enfrentar problemas socioambientais. - Possibilitar que alunos e professores planejem juntos um futuro melhor para a escola. - Incentivar a participação de todos com debates e discussões sobre o futuro da escola e da comunidade. - Registrar opiniões, interesses e as responsabilidades assumidas pelos estudantes, professores e pais. Por que todos devem participar? OBJETIVOS DO MILÊNIO 1. Erradicar a pobreza extrema e a fome. 2. Atingir o ensino básico universal. 3. Promover a igualdade de gênero e a autonomia feminina. 4. Reduzir a mortalidade infantil. 5. Melhorar a saúde materna. 6. Combater o HIV/AIDS, a malária e outras doenças. 7. Garantir a sustentabilidade ambiental. 8. Estabelecer uma parceria mundial para o desenvolvimento. Lembre-se do desenho que você fez no começo da cartilha e compare com uma breve definição que o Projeto Enturmando escolheu sobre a expressão meio ambiente: - Onde estamos - Onde vivemos - Seres vivos e não-vivos - Tudo que afeta os ecossistemas e os humanos - Ambiente natural e construído - Ambiente rural e urbano - A construção da Agenda 21 é um processo cooperativo, ou seja, a sua participação fortalecerá a integração da comunidade. - Os estudantes, pais e professores têm um papel fundamental de apresentar problemas, necessidades e as coisas boas de sua escola. Quando as mudanças vão acontecer? - A Agenda 21 começará a obter resultados em diferentes momentos - Elas dependerão da SUA disposição em se envolver em ações de educação socioambiental. Cabe aos estudantes, professores, pais, funcionários, enfim, à comunidade escolar e à comunidade local acompanhar a construção das ações propostas nas Agendas 21 (local e escolar). A Educação Ambiental tem papel de grande importância na construção da Agenda 21 e ambas são instrumentos fundamentais para a construção de sociedades sustentáveis e justas com o meio ambiente e as pessoas que nelas vivem

11 OFICINA ENTURMANDO: CONSTRUINDO UMA REALIDADE COLETIVA No dicionário, oficina significa um lugar onde ocorrem grandes transformações. A Oficina Enturmando consiste em uma série de passos ou etapas para a construção de projetos coletivos, com duração que pode variar de acordo com o ritmo e o aprofundamento que o grupo deseje. 1. Árvore dos Sonhos. ETAPAS DA OFICINA ENTURMANDO Para realizar algo de valor é preciso ter espaço para sonhar. Durante a Rio-92 foi construída uma imensa árvore na Praia do Flamengo, no Rio de Janeiro. Nesse local, onde era realizada a conferência da sociedade civil, as pessoas escreviam em folhas de papel seus sonhos de um futuro digno para a humanidade e penduravam nessa árvore. Faça um desenho de uma árvore e coloque os frutos como se fossem os seus sonhos. Compartilhe sua árvore com os amigos e com a Professora. 2. Como é a escola dos nossos sonhos? Converse com os amigos antes de responder. Sua resposta pode ser escrita ou desenhada

12 3. Como é a comunidade dos nossos sonhos? Formar grupos para conversar sobre os seus sonhos e os da comunidade. O exercício coletivo vai mostrar que há muitos sonhos parecidos entre as pessoas e que, por serem sonhados juntos, eles podem se tornar realidade. Como dizia o poeta Raul Seixas: sonho que se sonha só é só um sonho, mas sonho que se sonha junto é realidade. Portanto, se muitos estiverem sonhando juntos, a chance de transforma-los em realidade é bem maior. Que tal começarmos? Depois da conversa, escreva ou desenhe sobre o seu sonho para a comunidade onde mora. 4. Enturmando para a ação. Agora é preciso organizar as atividades e preparar um plano de ação. Esta parte vai ajudar o grupo a tomar uma atitude para transformar a sua situação atual e realizar os sonhos. Para isso, é preciso responder a novas perguntas: - Quais ações devem ser realizadas? - O que será necessário para realizá-las? - Quando cada ação será realizada? - Quem se responsabiliza por elas? - Como avaliar se o grupo conseguiu realizar o que planejou? - Como divulgar as ações realizadas? Plano de Ação. Ação: Significa aquilo que deve ser feito para alcançar um objetivo. Materiais e custos: Preciso lembrar de todo material e mão de obra necessários para realizar determinada ação. Cada produto e serviço tem um custo. Prazo: Até quando cada ação deve ser realizada? Quais os prazos para realizar cada ação? Responsáveis: Quem faz o quê? Formar grupos pode ajudar, mas é importante que uma ou duas pessoas se responsabilizem por acompanhar cada ação do inicio ao fim. Como avaliar: Os estudantes escolhem coisas que possam ser avaliadas e que indiquem se está conseguindo ou não realizar a ação. Ação Materiais e custos Prazo Responsáveis Como avaliar Divulgação das ações As ações realizadas podem ser divulgadas na escola e na comunidade por meio de apresentações, jornais, murais, programas de rádios comunitárias, panfletos e eventos como atividades culturais

13 5. As Pedras no Caminho. Falar das pedras no caminho pode servir para pensar nas dificuldades que terá de enfrentar para chegar aos sonhos. Quais são os problemas sociais, ambientais e econômicos que dificultam alcançarmos nossos sonhos? Examine as dificuldades, depois escolha uma que para você seja a mais importante e escreva ou desenhe abaixo. 7. Jornal Escolar. Mas é preciso também conhecer a situação atual. Novamente, vale a pena reunir todo tipo de informação e de documentos pensando em responder à pergunta: que experiências interessantes aconteceram por aqui? Para conhecer a situação atual, é preciso construir um diagnóstico considerando: - Como está a situação social, ambiental, econômica, cultural e política da comunidade onde está a escola? - O que a escola tem feito para melhorar essa realidade? - Será que existem outros projetos sociais, ambientais ou culturais acontecendo na escola? A comunidade participa deles? - Onde se pode conseguir informações mais atuais sobre a situação da escola e da comunidade? Algumas informações podem ser encontradas na internet, em ONGs, em empresas, universidades, rádios, jornais, TVs, com antigos moradores do entorno etc. A documentação coletada será parte do conteúdo do Jornal Escolar. O jornal escolar vai facilitar a divulgação e a compreensão da situação local. Sabemos que muitos são os desafios para se construir um futuro melhor. Por outro lado, são esses desafios que dão mais motivação para a nossa atuação e deixam claro que somente em conjunto, com cooperação e solidariedade, será possível transformar nossa escola, nosso bairro e nosso planeta. 6. Jornal Escolar: viagem ao passado e ao presente. Todos os problemas e dificuldades têm uma razão de existir. Por isso, o próximo passo da Oficina Enturmando consiste em reunir informações para conhecer a história da nossa escola e da nossa comunidade. Um caminho é responder às perguntas: Como esses problemas surgiram? Como eram a escola e a comunidade antes? As pessoas mais velhas podem contar como as coisas eram antigamente. Coletar fotos, desenhos, filmes e outras informações sobre o passado ajuda a compor essa memória. Conhecer para conservar. OUTRAS ATIVIDADES Para explorar e compreender o ambiente em que vivemos, nada melhor que uma caminhada, durante a qual se pode observar de perto a vida acontecendo. A atividade tem o propósito de proporcionar aos participantes um contato direto e uma profunda reflexão a respeito das características do meio em que vivem. Como se faz 1ª Etapa - Reflexão Proponha ao grupo uma discussão socioambiental sobre o local em que vivem, valorize a necessidade de conhecer a natureza para poder ter atitudes coerentes com a conservação do planeta. 2ª Etapa - Exploração Os participantes formam equipes de dez pessoas. Cada turma deve fazer uma pesquisa, em torno da escola, a respeito das questões socioambientais, levando em consideração as características do bairro e da comunidade. 3ª Etapa - Planejamento no grupo Cada grupo define a forma como se dará o levantamento dos dados. Para obter as informações, o grupo pode fazer observações, desenhar, conversar com a população local, etc. Depois o grupo deve decidir o trajeto a ser seguido. 4ª Etapa - Apresentação do trabalho O grupo pode escolher a forma de apresentação que desejar: exposição oral, de cartazes, encenação de peça etc

14 Conhecer para conservar. Temas para os grupos (pesquisa baseada na obra Atividades Interdisciplinares de Educação Ambiental, de Genebaldo Freire Dias) Existe flora urbana? Há registros de que existem plantas na Terra há mais de 450 milhões de anos. Acredita-se que cerca de 250 mil espécies estejam espalhadas pelo mundo. Muitas delas, nas cidades. São árvores frutíferas e ornamentais, arbustos e uma infinidade de outras plantas que crescem em ruas, praças e parques. Ao contar todas as árvores encontradas durante a caminhada. A classificação dessas plantas pode ser feita do jeito que o grupo preferir: pequenas e grandes, frutíferas e não frutíferas, folhas miúdas e folhas largas etc. Os grupos também podem eleger a árvore mais bonita, tirar uma foto ou fazer um desenho dela para mostrar aos outros. Existe fauna urbana? Das formigas aos cavalos, uma infinidade de animais circulam ao seu redor. Eles habitam nossas casas, as ruas, as escolas. Cada um com uma forma de vida particular e dependendo de outros animais para sobreviver e se reproduzir. Nesta atividade, é importante lembrar que o ser humano também é um animal (mamífero). Ao fazer uma listagem com todos os animais que puder encontrar durante a caminhada. Os grupos podem escolher um animal em especial, sobre o qual farão uma pesquisa de características (onde vive, o que come, quais seus inimigos naturais etc.). Conhecer para conservar. Como está a poluição sonora na comunidade? Estudos demonstram que, a cada dia, o homem da cidade perde um pouco de audição devido ao excesso de ruídos. Ao Fazer um levantamento dos sons captados durante a caminhada. Vale tudo: desde os motores dos automóveis até o canto dos pássaros, a conversa das pessoas, o vento. O importante é identificar a maior diversidade de sons possível. Depois disso, o grupo prepara uma lista de fontes de poluição sonora, na escola e na comunidade, e faz um mapa da região, localizando essas fontes de poluição. Como está a água potável na comunidade? A cada dia que passa, a situação de falta de água no mundo fica mais preocupante. Apenas 2% da água disponível no planeta é potável, e hoje já existem mais de 4 milhões de pessoas no mundo que sofrem por falta de água. Ação: Retratar a situação da água na comunidade. Para começar, o grupo identifica a fonte de abastecimento da região. Depois deve elaborar um questionário para saber, dos moradores, de que forma eles utilizam a água. Outra atividade desse grupo pode ser o levantamento da situação da água na escola: quantas torneiras existem na escola? Existem vazamentos? Qual o consumo de água mensal? Por fim, o grupo pode identificar córregos, rios, riachos e poças d agua da região, respondendo às seguintes perguntas: essas águas estão poluídas? Se sim, quem são os responsáveis? Quais são as doenças causadas pelo consumo de água poluída? Outros temas interessantes: energia elétrica, patrimônio cultural, indústrias; folclore e festas regionais; religiões e suas comemorações; política e políticos. Valores da nãoviolência socioambiental. Responsabilidade, Solidariedade, Unidade, Uso adequado da energia do alimento, da energia do dinheiro, da energia vital, do conhecimento, do tempo. Os participantes relacionam situações que presenciaram durante a semana. Questões para discussão. - Qual situação você presenciou que era de violência socioambiental? Por que ela surgiu? - Quais tipos de violência socioambiental que aparecem no nosso dia-a-dia? - A natureza humana é essencialmente amorosa, pois desde bebês precisamos de cuidados e de afeto para ter saúde física, emocional e espiritual. Por que, então, existe tanta violência socioambiental? - Como você se sente ao testemunhar essas situações de violência socioambiental repetidamente? 26 27

15 Mudança em ação. O educador pede que cada estudante pense em alguma atitude, praticada em seu cotidiano, que gostaria de modificar. Uma atitude prejudicial a si mesmo, ao outro ou ao meio ambiente. Por exemplo: jogar resíduo na rua, brigar com irmão ou conhecido etc. O grupo deve se concentrar em várias situações em que essa ação se repetiu. E traçar por escrito, desenho, ou mentalmente, um plano de modificação dessa atitude. Um voluntário relata seu plano de modificação de atitude para o grupo. Os estudantes também podem dividir suas experiências em grupos menores. Após essa roda de diálogos, o educador explica que a mudança de atitudes em direção à não-violência nem sempre é fácil. O importante é dar o primeiro passo e fortalecer a mudança socioambiental. A evolução da geração do resíduo. Objetivos Estimular o saber e o ouvir entre gerações. Sensibilizar os estudantes a respeito da evolução quantitativa e qualitativa do consumo e da consequente produção do resíduo. Descrição Os estudantes poderão fazer uma entrevista com os pais ou com outras pessoas de mais idade sobre o resíduo que era produzido antigamente: tipo, quantidade, forma de disposição final etc. Em seguida, poderão fazer a mesma entrevista uns com os outros em duplas. Quando tiverem todas as respostas das entrevistas poderão comparar o resíduo que produzem diariamente com o que era produzido no tempo das pessoas entrevistadas. Sugestões de questões a serem tratadas - Por que o resíduo aumentou tanto? O que mudou na sociedade? - Qual o impacto do que consumimos no meio ambiente? - Podemos consumir menos? - Podemos escolher as embalagens (biodegradáveis, reutilizadas, reutilizáveis, recicladas, recicláveis) dos produtos? - Pesquise quanto de resíduo era gerado em média por uma pessoa nas décadas de 60/70 e quanto é gerado atualmente. - Investigue quais são os riscos socioambientais e econômicos do aumento desse consumo. - Apresente quais são os impactos socioambientais e econômicos gerados pelo consumo. Apresente como o consumo está aumentando os riscos que o excesso de resíduo tem provocado, com seus respectivos impactos socioambientais e econômicos. Desdobramentos possíveis Você pode programar uma visita a um aterro ou a uma instituição que promova a coleta de resíduos em sua região para aprimorar suas pesquisas sobre alternativas sustentáveis de tratamento final de resíduos sólidos como reutilização ou reciclagem. No caso da Cidade Ademar existe a Estação Resgate um local que recebe entulho da construção civil e os recicla para serem reutilizado em obras. ( A evolução da geração do resíduo. Onde queremos chegar? Pense como seria uma escola que atuasse como consumidora responsável, a partir de algumas questões: - Quais seriam os cuidados a seguir? Como seriam a sala de aula, a cantina e os demais espaços da escola? - Quais novas ações de consumo responsável sua escola pode ter? De onde partimos? - A escola já vem tomando alguns cuidados de consumo responsável? Quais? - Pesquise os serviços utilizados na escola: eletricidade, telefonia, água, coleta de res duo, o seu funcionamento a partir de deficiências e qualidades. Existe desperdício? Quais cuidados podem ser tomados? Quais são os desafios para que esses cuidados sejam tomados? - Quais soluções para adotar um consumo responsável já existem e poderiam ser aproveitadas na comunidade? - Como cada um poderia contribuir? Qual seria a responsabilidade de cada um? DICA: antes de propor esta atividade, recomenda-se que o educador pesquise no site do MEC ( o Programa Vamos Cuidar do Brasil, Cartilha Com-vida. Resíduos. Como acontece o encaminhamento dos resíduos na sua casa, escola e bairro? Lembre-se dos 5 Rs: Refletir, Recusar, Reduzir, Reutilizar, Reciclar. Fontes pesquisadas:

16 Conhecer para conservar. ROTEIRO DE VISITA À ESTAÇÃO RESGATE Recomendações: - Os alunos e professores deverão utilizar calça, tênis, boné, protetor solar e levar garrafinhas com água; - É importante que os estudantes não se dispersem do grupo e respeitem as instruções dos monitores. O ônibus do Projeto Enturmando chegará nas escolas às 7h30 para levar os estudantes e professores à Estação Resgate. Chegada na Estação Resgate às 8h30. PARADA 3 Visita à ATT - Área de Transbordo e Triagem de Resíduos da Construção Civil O que é ATT? É o local onde o material recebido é separado, o resíduo de origem mineral (concreto, argamassa, alvenaria etc), é encaminhado para aterros de inertes, o rejeito é levado para aterros sanitários e o resíduo reaproveitável é comercializado. O que é um Aterro de Inertes? São áreas que recebem resíduos que não são facilmente decompostos, como entulho de obras, rochas, tijolos, vidros, madeira, cerâmica. O que é um Aterro Sanitário? É um espaço destinado à deposição final de resíduos sólidos gerados pela atividade humana. Nele são dispostos resíduos domésticos, comerciais, de serviços de saúde, da indústria de construção, ou dejetos sólidos retirados do esgoto. PARADA 4 PARADA 1 No pátio será apresentada a história do lugar onde está a Estação Resgate e qual a relação deste lugar com a comunidade. O Porto de Areia Sete Praias está inserido em áreas de mananciais. Executa atividades extrativistas desde a década de 1960, como pedreira e porto de areia. Com as atividades de mineração encerradas, a área precisava fechar os enormes buracos que haviam sido feitos e por isso, em 2005, passou a realizar a coleta, triagem e destinação de materiais inertes, contribuindo assim para um menor impacto desses materiais no meio ambiente. A Estação Resgate iniciou seus trabalhos em 2009, com a reciclagem de resíduos da construção civil, transformando entulho em matéria- prima para a construção. No futuro, a área poderá ser transformada num parque. Visita à horta e plantio da mudas. Depois dessas atividades os estudantes farão um lanche antes de voltarem à escola. O ônibus sairá da Estação Resgate às 11h. PARADA 2 Visita à área de APP - Área de Preservação Permanente. O que é APP? São espaços territoriais especialmente protegidos, como instrumentos de relevante interesse ambiental, integram o desenvolvimento sustentável. Alguns exemplos de APP são os morros muito altos, vegetações de restinga e mangue, e áreas ao redor dos rios e lagos. O que é Área de manancial? São as porções do território percorridas e drenadas pelos cursos de água, desde as nascentes até os rios e represas. O que é Mata ciliar? É a vegetação que ocorre nas margens de rios e mananciais. É uma espécie de "cílio", que protege os cursos de água do assoreamento

CARTA DA TERRA PARA CRIANÇAS

CARTA DA TERRA PARA CRIANÇAS 1 CARTA DA TERRA A Carta da Terra é uma declaração de princípios fundamentais para a construção de uma sociedade que seja justa, sustentável e pacífica. Ela diz o que devemos fazer para cuidar do mundo:

Leia mais

Junto com todos os povos da Terra nós formamos uma grande família. E cada um de nós compartilha a responsabilidade pelo presente e pelo futuro

Junto com todos os povos da Terra nós formamos uma grande família. E cada um de nós compartilha a responsabilidade pelo presente e pelo futuro para crianças Junto com todos os povos da Terra nós formamos uma grande família. E cada um de nós compartilha a responsabilidade pelo presente e pelo futuro bem-estar da família humana e de todo o mundo

Leia mais

Com-Vida. Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida

Com-Vida. Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida Com-Vida Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida Com-Vida Comissao de Meio Ambiente e Qualidade de Vida Depois de realizar a Conferência... Realizada a Conferência em sua Escola ou Comunidade, é

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL DE PERÍODO INTEGRAL IRMÃ MARIA TAMBOSI

ESCOLA MUNICIPAL DE PERÍODO INTEGRAL IRMÃ MARIA TAMBOSI PREFEITURA MUNICIPAL DE LONTRAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTE ESCOLA MUNICIPAL DE PERÍODO INTEGRAL IRMÃ MARIA TAMBOSI DESPERTANDO AÇÕES SUSTENTÁVEIS LONTRAS 2013 1.TEMA A preservação

Leia mais

Meio Ambiente PROJETOS CULTURAIS. 4 0 a O - fu dame tal. Cuidar da vida também é coisa de criança. Justificativa

Meio Ambiente PROJETOS CULTURAIS. 4 0 a O - fu dame tal. Cuidar da vida também é coisa de criança. Justificativa Meio Ambiente 4 0 a O - fu dame tal Cuidar da vida também é coisa de criança Justificativa PROJETOS CULTURAIS Na idade escolar, as crianças estão conhecendo o mundo (Freire, 1992), sentindo, observando,

Leia mais

Amanda Aroucha de Carvalho. Reduzindo o seu resíduo

Amanda Aroucha de Carvalho. Reduzindo o seu resíduo Amanda Aroucha de Carvalho Reduzindo o seu resíduo 1 Índice 1. Apresentação 2. Você sabe o que é Educação Ambiental? 3. Problemas Ambientais 4. Para onde vai o seu resíduo? 5. Soluções para diminuir a

Leia mais

Viva Rio lança trabalho socioambiental que contempla Nova Friburgo

Viva Rio lança trabalho socioambiental que contempla Nova Friburgo Início Notícias Viva Rio lança trabalho socioambiental que contempla Nova Friburgo Iniciativa é parte do projeto Rios da Serra. Sede provisória da organização é montada no Prado TERÇA FEIRA, 19 DE MAIO

Leia mais

Meio ambiente conforme o Dicionário Aurélio é aquilo que cerca ou envolve os seres vivos ou as coisas.

Meio ambiente conforme o Dicionário Aurélio é aquilo que cerca ou envolve os seres vivos ou as coisas. Justificativa Meio ambiente conforme o Dicionário Aurélio é aquilo que cerca ou envolve os seres vivos ou as coisas. A Escola de Ensino Fundamental Mondrian, fundada em 2011, começou suas atividades em

Leia mais

CUIDANDO DO MEIO AMBIENTE A PARTIR DA MINHA VIDA COTIDIANA

CUIDANDO DO MEIO AMBIENTE A PARTIR DA MINHA VIDA COTIDIANA CUIDANDO DO MEIO AMBIENTE A PARTIR DA MINHA VIDA COTIDIANA Resumo Aline T. de Aquino Renata C. Vinha O trabalho em questão foi desenvolvido no Centro Municipal de Educação Infantil CEMEI Casa Azul, com

Leia mais

ENCONTRO TEMÁTICO 2009 A criança e o meio ambiente: cuidados para um futuro sustentável. Educação Infantil

ENCONTRO TEMÁTICO 2009 A criança e o meio ambiente: cuidados para um futuro sustentável. Educação Infantil ENCONTRO TEMÁTICO 2009 A criança e o meio ambiente: cuidados para um futuro sustentável Educação Infantil Objetivos Gerais : 1. Instigar a sensibilização para os problemas relacionados à saúde do planeta,

Leia mais

Vamos fazer um mundo melhor?

Vamos fazer um mundo melhor? Vamos fazer um mundo melhor? infanto-junvenil No mundo em que vivemos há quase 9 milhões de espécies de seres vivos, que andam, voam, nadam, vivem sobre a terra ou nos oceanos, são minúsculos ou enormes.

Leia mais

Projeto Pedagógico. por Anésia Gilio

Projeto Pedagógico. por Anésia Gilio Projeto Pedagógico por Anésia Gilio INTRODUÇÃO Esta proposta pedagógica está vinculada ao Projeto Douradinho e não tem pretenção de ditar normas ou roteiros engessados. Como acreditamos que a educação

Leia mais

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 3 Planejando a Ação Voluntária

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 3 Planejando a Ação Voluntária Organizando Voluntariado na Escola Aula 3 Planejando a Ação Voluntária Objetivos 1 Entender a importância de fazer um planejamento. 2 Aprender como planejar o projeto de voluntariado. 3 Conhecer ferramentas

Leia mais

Jardim Escola Aladdin

Jardim Escola Aladdin Jardim Escola Aladdin Os 4 Rs da Sustentabilidade Rio de janeiro 2016 Objetivo geral Esse projeto tem como objetivo promover o envolvimento dos alunos, professores, pais e comunidade em defesa à sustentabilidade

Leia mais

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O E. M. E. F. P R O F ª. D I R C E B O E M E R G U E D E S D E A Z E V E D O P

Leia mais

COMO PARTICIPAR EM UMA RODADA DE NEGÓCIOS: Sugestões para as comunidades e associações

COMO PARTICIPAR EM UMA RODADA DE NEGÓCIOS: Sugestões para as comunidades e associações COMO PARTICIPAR EM UMA RODADA DE NEGÓCIOS: Sugestões para as comunidades e associações R E A L I Z A Ç Ã O A P O I O COMO PARTICIPAR EM UMA RODADA DE NEGÓCIOS: Sugestões para as comunidades e associações

Leia mais

PRODUTO FINAL ASSOCIADA A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

PRODUTO FINAL ASSOCIADA A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO PRODUTO FINAL ASSOCIADA A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências Universidade Federal de Itajubá Título da dissertação: OS MANUAIS DOS PROFESSORES DOS LIVROS DIDÁTICOS

Leia mais

introdução Trecho final da Carta da Terra 1. O projeto contou com a colaboração da Rede Nossa São Paulo e Instituto de Fomento à Tecnologia do

introdução Trecho final da Carta da Terra 1. O projeto contou com a colaboração da Rede Nossa São Paulo e Instituto de Fomento à Tecnologia do sumário Introdução 9 Educação e sustentabilidade 12 Afinal, o que é sustentabilidade? 13 Práticas educativas 28 Conexões culturais e saberes populares 36 Almanaque 39 Diálogos com o território 42 Conhecimentos

Leia mais

Insígnia Mundial do Meio Ambiente IMMA

Insígnia Mundial do Meio Ambiente IMMA Ficha técnica no. 2.1 Atividade Principal 2.1 SENTINDO A NATUREZA Objetivo da 2 Os escoteiros estão trabalhando por um mundo onde o habitat natural seja suficiente para suportar as espécies nativas. Objetivos

Leia mais

Segurança, Meio Ambiente e Saúde QHSE

Segurança, Meio Ambiente e Saúde QHSE Segurança, Meio Ambiente e Saúde QHSE Preservação e Conservação A preservação é o esforço para proteger um ecossistema e evitar que ele seja modificado. Depende também da presença e ação do homem sobre

Leia mais

Colégio Visconde de Porto Seguro

Colégio Visconde de Porto Seguro Colégio Visconde de Porto Seguro Unidade I 2011 AULA 1 Ensino Fundamental e Ensino Médio Atividade de Recuperação Contínua Nome do (a) Aluno (a): Atividade de Recuperação Contínua de Ciências Nível I Classe:

Leia mais

PROJETO DE INTERVEÇÃO: UM OLHAR DIFERENTE PARA O LIXO

PROJETO DE INTERVEÇÃO: UM OLHAR DIFERENTE PARA O LIXO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO-UFERSA NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CURSO :EDUCAÇÃO AMBIENTAL ALUNA:FRANCISCA IÊDA SILVEIRA DE SOUZA TUTORA: ANYELLE PAIVA ROCHA ELIAS PROFESSORA: DIANA GONSALVES

Leia mais

GRUPOS. são como indivíduos, cada um deles, tem sua maneira específica de funcionar.

GRUPOS. são como indivíduos, cada um deles, tem sua maneira específica de funcionar. GRUPOS são como indivíduos, cada um deles, tem sua maneira específica de funcionar. QUANTOS ADOLESCENTES A SUA CLASSE TEM? Pequenos (de 6 a 10 pessoas) Médios ( de 11 pessoa a 25 pessoas) Grandes ( acima

Leia mais

PASSO A PASSO PARA FAZER A CONFERÊNCIA NA ESCOLA*

PASSO A PASSO PARA FAZER A CONFERÊNCIA NA ESCOLA* IV CONFERÊNCIA NACIONAL INFANTOJUVENIL PELO MEIO AMBIENTE A PARA FAZER A CONFERÊNCIA NA ESCOLA* *Até 31 de AGOSTO 2013 Ministério do Meio Ambiente Ministério da Educação IV CNIJMA 1. PORQUE FAZER A CONFERÊNCIA

Leia mais

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PROPOSTA DE AÇÃO Criar um fórum permanente onde representantes dos vários segmentos do poder público e da sociedade civil atuem juntos em busca de uma educação

Leia mais

PROJETO ANUAL. Tema Central: Mãe Terra, o que deixaremos para os nossos filhos?

PROJETO ANUAL. Tema Central: Mãe Terra, o que deixaremos para os nossos filhos? PROJETO ANUAL Tema Central: Mãe Terra, o que deixaremos para os nossos filhos? I TRIMESTRE Turmas: Maternal ao 5º ano Enfatizando: Maternal e jardim I: O Circo {A magia do riso] Levar os alunos a compreender

Leia mais

VAMOS CUIDAR DO BRASIL COM AS ESCOLAS FORMANDO COM-VIDA CONSTRUINDO AGENDA 21AMBIENTAL NA ESCOLA

VAMOS CUIDAR DO BRASIL COM AS ESCOLAS FORMANDO COM-VIDA CONSTRUINDO AGENDA 21AMBIENTAL NA ESCOLA VAMOS CUIDAR DO BRASIL COM AS ESCOLAS FORMANDO COM-VIDA CONSTRUINDO AGENDA 21AMBIENTAL NA ESCOLA COM-VIDA Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida na Escola Criado a partir das deliberações da I Conferência

Leia mais

TÍTULO: Plano de Aula O NOSSO AMBIENTE: CONSERVANDO O AMBIENTE ESCOLAR. Ensino Fundamental / Anos Iniciais. 3º ano.

TÍTULO: Plano de Aula O NOSSO AMBIENTE: CONSERVANDO O AMBIENTE ESCOLAR. Ensino Fundamental / Anos Iniciais. 3º ano. Org.: Claudio André - 1 TÍTULO: O NOSSO AMBIENTE: CONSERVANDO O AMBIENTE ESCOLAR Nível de Ensino: Ensino Fundamental / Anos Iniciais Ano/Semestre de Estudo 3º ano Componente Curricular: Ciências Naturais

Leia mais

Recomendada. A coleção apresenta eficiência e adequação. Ciências adequados a cada faixa etária, além de

Recomendada. A coleção apresenta eficiência e adequação. Ciências adequados a cada faixa etária, além de Recomendada Por quê? A coleção apresenta eficiência e adequação metodológica, com os principais temas relacionados a Ciências adequados a cada faixa etária, além de conceitos em geral corretos. Constitui

Leia mais

HORTA ESCOLAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL: PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS PARA O DESENVOLVIMENTO DE UMA CONSCIÊNCIA PLANETÁRIA

HORTA ESCOLAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL: PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS PARA O DESENVOLVIMENTO DE UMA CONSCIÊNCIA PLANETÁRIA 02420 HORTA ESCOLAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL: PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS PARA O DESENVOLVIMENTO DE UMA CONSCIÊNCIA PLANETÁRIA Tatiana de Castro Oliveira - UFPA Marileia Pereira Trindade - UFPA Jennifer Susan Webb

Leia mais

Aula 19 Conteúdo O homem e o meio ambiente. Principais problemas ambientais do mundo.

Aula 19 Conteúdo O homem e o meio ambiente. Principais problemas ambientais do mundo. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade IV Natureza sociedade: questões ambientais. Aula 19 Conteúdo O homem e o meio ambiente. Principais problemas ambientais do mundo. 2 CONTEÚDO

Leia mais

Bom Crédito. Lembre-se de que crédito é dinheiro. Passos

Bom Crédito. Lembre-se de que crédito é dinheiro. Passos Bom Crédito Lembre-se de que crédito é dinheiro É. Benjamin Franklin, Político Americano e inventor quase impossível passar a vida sem pedir dinheiro emprestado. Seja algo básico como usar um cartão de

Leia mais

SENTIR 3. TEMPO 15-20 minutos TIPO DE TEMPO contínuo

SENTIR 3. TEMPO 15-20 minutos TIPO DE TEMPO contínuo COMO USAR O MATERIAL NAS PÁGINAS A SEGUIR, VOCÊ ENCONTRA UM PASSO A PASSO DE CADA ETAPA DO DESIGN FOR CHANGE, PARA FACILITAR SEU TRABALHO COM AS CRIANÇAS. VOCÊ VERÁ QUE OS 4 VERBOS (SENTIR, IMAGINAR, FAZER

Leia mais

O LIXO É UM LUXO! Atividade prática sobre reciclagem

O LIXO É UM LUXO! Atividade prática sobre reciclagem Projetos para a Sala de Aula O LIXO É UM LUXO! Atividade prática sobre reciclagem 5 a a 8 a SÉRIES Softwares necessários: Microsoft excel 97 Microsoft powerpoint 97 Microsoft publisher 97 Guia do Professor

Leia mais

Desafio para a família

Desafio para a família Desafio para a família Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da espiritualidade. O sonho de Deus para a família é que seja um

Leia mais

APRESENTAÇÃO Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS)

APRESENTAÇÃO Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS) APRESENTAÇÃO A formação dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS) e a participação atuante das comunidades são imprescindíveis para o desenvolvimento rural. É função dos Conselhos

Leia mais

PROJETO MEIO AMBIENTE NA SALA DE AULA

PROJETO MEIO AMBIENTE NA SALA DE AULA PROJETO MEIO AMBIENTE NA SALA DE AULA Conceito: PROJETO: -Proposta -Plano; Intento -Empreendimento -Plano Geral de Construção -Redação provisória de lei; Estatuto Referência:Minidicionário - Soares Amora

Leia mais

PROJETO MEIO AMBIENTE NA SALA DE AULA

PROJETO MEIO AMBIENTE NA SALA DE AULA PROJETO MEIO AMBIENTE NA SALA DE AULA Conceito: PROJETO: -Proposta -Plano; Intento -Empreendimento -Plano Geral de Construção -Redação provisória de lei; Estatuto Referência:Minidicionário - Soares Amora

Leia mais

Identificação do projeto

Identificação do projeto Seção 1 Identificação do projeto ESTUDO BÍBLICO Respondendo a uma necessidade Leia Neemias 1 Neemias era um judeu exilado em uma terra alheia. Alguns dos judeus haviam regressado para Judá depois que os

Leia mais

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos!

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! Documento final aprovado por adolescentes dos Estados do Amazonas, da Bahia, do Ceará, do Mato Grosso,

Leia mais

Plano de Trabalho com Projetos

Plano de Trabalho com Projetos PREFEITURA DE JARAGUÁ DO SUL SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL Plano de Trabalho com Projetos 1. Identificação: Escola Municipal de Ensino Fundamental Renato Pradi Professora:

Leia mais

Proteção Infanto-Juvenil no campo: uma Colheita para o Futuro

Proteção Infanto-Juvenil no campo: uma Colheita para o Futuro Proteção Infanto-Juvenil no campo: uma Colheita para o Futuro A Campanha Nacional pela Proteção Infanto-Juvenil no campo: uma colheita para o futuro, é uma ação estratégica do Movimento Sindical de Trabalhadores

Leia mais

Ideal Qualificação Profissional

Ideal Qualificação Profissional 2 0 1 1 Finalista Estadual - SP Categoria Serviços de Educação 2 0 1 2 Vencedora Estadual - SP Categoria Serviços de Educação 2 0 1 2 Finalista Nacional Categoria Serviços de Educação Apresentação O desenvolvimento

Leia mais

DE SUSTENTABILIDADE ÁGUA/LIXO ÁGUA/LIXO E CONSUMO E CONSUMO CONSCIENTE CONSCIENTE

DE SUSTENTABILIDADE ÁGUA/LIXO ÁGUA/LIXO E CONSUMO E CONSUMO CONSCIENTE CONSCIENTE PROGRAMA DE SUSTENTABILIDADE PROGRAMA DE SUSTENTABILIDADE NASNAS ESCOLAS PÚBLICAS ESCOLAS PÚBLICAS ÁGUA/LIXO ÁGUA/LIXO E CONSUMO E CONSUMO CONSCIENTE CONSCIENTE O PROJETO O PROJETO O programa de sustentabilidade

Leia mais

PLANTANDO NOVAS SEMENTES NA EDUCAÇÃO DO CAMPO

PLANTANDO NOVAS SEMENTES NA EDUCAÇÃO DO CAMPO PLANTANDO NOVAS SEMENTES NA EDUCAÇÃO DO CAMPO Alunos Apresentadores:Aline Inhoato; Rafhaela Bueno de Lourenço; João Vitor Barcelos Professor Orientador: Mario Ubaldo Ortiz Barcelos -Email: muobubaldo@gmail.com

Leia mais

PARTE 1 Identificação da Experiência

PARTE 1 Identificação da Experiência PARTE 1 Identificação da Experiência NOME DA INSTITUIÇÃO/ESCOLA/REDE: Escola Municipal Professora Maria Irene Vicentini Theodoro Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos. ENDEREÇO:

Leia mais

CALENDÁRIO 2014 MATERIAIS COMPLEMENTARES DIA 1 DE AGOSTO DIA DO ESTUDANTE

CALENDÁRIO 2014 MATERIAIS COMPLEMENTARES DIA 1 DE AGOSTO DIA DO ESTUDANTE DIA 1 DE AGOSTO DIA DO ESTUDANTE ATIVIDADE 1: GINCANA ESTUDANTIL 1. RESUMO DA AÇÃO 1.1 Proposta Organizar uma gincana para que os estudantes de diferentes salas possam participar e competir, com provas

Leia mais

Meio Ambiente PROJETOS CULTURAIS. 3 0 a O - fu dame tal. Cuidar da vida também é coisa de criança. Justificativa

Meio Ambiente PROJETOS CULTURAIS. 3 0 a O - fu dame tal. Cuidar da vida também é coisa de criança. Justificativa Meio mbiente 3 0 a O - fu dame tal Cuidar da vida também é coisa de criança Justificativa PROJETOS CULTURS Na idade escolar, as crianças estão conhecendo o mundo (Freire, 1992), sentindo, observando, identificando-se

Leia mais

Caderno do aluno UM POR BIMESTRE: teoria, exercícios de classe, as tarefas de casa atividades complementares.

Caderno do aluno UM POR BIMESTRE: teoria, exercícios de classe, as tarefas de casa atividades complementares. NOSSA META Que todos os alunos entendam todas as nossas aulas! TUDO GIRA EM TORNO DA AULA COMO? Aula bem proposta (autor) Aula bem preparada (professor) Aula bem dada (professor) Aula bem assistida (aluno)

Leia mais

Educação Patrimonial Centro de Memória

Educação Patrimonial Centro de Memória Educação Patrimonial Centro de Memória O que é história? Para que serve? Ambas perguntas são aparentemente simples, mas carregam uma grande complexidade. É sobre isso que falarei agora. A primeira questão

Leia mais

ORÉADES NÚCLEO DE GEOPROCESSAMENTO RELATÓRIO DE ATIVIDADES

ORÉADES NÚCLEO DE GEOPROCESSAMENTO RELATÓRIO DE ATIVIDADES ORÉADES NÚCLEO DE GEOPROCESSAMENTO PROJETO CARBONO NO CORREDOR DE BIODIVERSIDADE EMAS TAQUARI RELATÓRIO DE ATIVIDADES ASSENTEMENTOS SERRA DAS ARARAS, FORMIGUINHA E POUSO ALEGRE JULHO DE 2011 INTRODUÇÃO

Leia mais

Estudos da Natureza na Educação Infantil

Estudos da Natureza na Educação Infantil Estudos da Natureza na Educação Infantil Referenciais Curriculares Nacionais da Educação Infantil (RCNEI) parte 3 Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2015

Leia mais

PORTUGUÊS 2 o BIMESTRE

PORTUGUÊS 2 o BIMESTRE AVALIAÇÃO DE CONTEÚDO DO GRUPO VI Unidade Portugal Série: 4 o ano (3 a série) Período: MANHÃ Data: 29/6/2011 PORTUGUÊS 2 o BIMESTRE Nome: Turma: Valor da prova: 3,5 Nota: Eixo temático Proteção ao meio

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL COMEÇA NA ESCOLA: COMO O LIXO VIRA BRINQUEDO NA REDE PÚBLICA EM JUAZEIRO DO NORTE, NO SEMIÁRIDO CEARENSE

EDUCAÇÃO AMBIENTAL COMEÇA NA ESCOLA: COMO O LIXO VIRA BRINQUEDO NA REDE PÚBLICA EM JUAZEIRO DO NORTE, NO SEMIÁRIDO CEARENSE EDUCAÇÃO AMBIENTAL COMEÇA NA ESCOLA: COMO O LIXO VIRA BRINQUEDO NA REDE PÚBLICA EM JUAZEIRO DO NORTE, NO SEMIÁRIDO CEARENSE Emmanuelle Monike Silva Feitosa 1 Celme Torres Ferreira da Costa 2 Niraldo Muniz

Leia mais

COMO FAZER A TRANSIÇÃO

COMO FAZER A TRANSIÇÃO ISO 9001:2015 COMO FAZER A TRANSIÇÃO Um guia para empresas certificadas Antes de começar A ISO 9001 mudou! A versão brasileira da norma foi publicada no dia 30/09/2015 e a partir desse dia, as empresas

Leia mais

1. Nome da Prática inovadora: Coleta Seletiva Uma Alternativa Para A Questão Socioambiental.

1. Nome da Prática inovadora: Coleta Seletiva Uma Alternativa Para A Questão Socioambiental. 1. Nome da Prática inovadora: Coleta Seletiva Uma Alternativa Para A Questão Socioambiental. 2. Caracterização da situação anterior: O município de Glória de Dourados possui 9.927 habitantes (IBGE-2011),

Leia mais

Educação a distância: desafios e descobertas

Educação a distância: desafios e descobertas Educação a distância: desafios e descobertas Educação a distância: Desafios e descobertas Conteudista: Equipe Multidisciplinar Campus Virtual Cruzeiro do Sul Você na EAD Educação a distância: desafios

Leia mais

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Ciências

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Ciências COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Ciências Nome: Ano: 5º Ano 1º Etapa 2014 Colégio Nossa Senhora da Piedade Área do Conhecimento: Ciências da Natureza Disciplina:

Leia mais

HABILIDADES. Compreender que cada pessoa é única e especial. Valorizar a identidade de cada um. Descobrir e conhecer a sua história de vida.

HABILIDADES. Compreender que cada pessoa é única e especial. Valorizar a identidade de cada um. Descobrir e conhecer a sua história de vida. Disciplina: História Trimestre: 1º PLANEJAMENTO ANUAL - 2012 Série: 2º ano Turma: 21, 22, 23 e 24 CONTEÚDOS HABILIDADES AVALIAÇÕES Unidade 1 Cada um tem um jeito de ser. Descobrindo a minha história. Eu

Leia mais

No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado. alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para

No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado. alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para QUAL NEGÓCIO DEVO COMEÇAR? No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para então definir seus objetivos e sonhos.

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 4.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 4.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 4.º ANO/EF 2015 Caro (a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados na

Leia mais

GRITO PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA NO ESTADO DE SÃO PAULO

GRITO PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA NO ESTADO DE SÃO PAULO Apresentação Esta cartilha representa um grito dos educadores, dos estudantes, dos pais, dos trabalhadores e da sociedade civil organizada em defesa da educação pública de qualidade, direito de todos e

Leia mais

COMO SE TORNAR UM VOLUNTÁRIO?

COMO SE TORNAR UM VOLUNTÁRIO? COMO SE TORNAR UM VOLUNTÁRIO? Apresentação Ir para a escola, passar um tempo com a família e amigos, acompanhar as últimas novidades do mundo virtual, fazer um curso de inglês e praticar um esporte são

Leia mais

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 2 Liderança e Comunidade

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 2 Liderança e Comunidade Organizando Voluntariado na Escola Aula 2 Liderança e Comunidade Objetivos 1 Entender o que é liderança. 2 Conhecer quais as características de um líder. 3 Compreender os conceitos de comunidade. 4 Aprender

Leia mais

Selecionando e Desenvolvendo Líderes

Selecionando e Desenvolvendo Líderes DISCIPULADO PARTE III Pr. Mano Selecionando e Desenvolvendo Líderes A seleção de líderes é essencial. Uma boa seleção de pessoas para a organização da célula matriz facilitará em 60% o processo de implantação

Leia mais

PEDAGOGIA EM AÇÃO: O USO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS COMO ELEMENTO INDISPENSÁVEL PARA A TRANSFORMAÇÃO DA CONSCIÊNCIA AMBIENTAL

PEDAGOGIA EM AÇÃO: O USO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS COMO ELEMENTO INDISPENSÁVEL PARA A TRANSFORMAÇÃO DA CONSCIÊNCIA AMBIENTAL PEDAGOGIA EM AÇÃO: O USO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS COMO ELEMENTO INDISPENSÁVEL PARA A TRANSFORMAÇÃO DA CONSCIÊNCIA AMBIENTAL Kelly Cristina Costa de Lima, UEPA Aline Marques Sousa, UEPA Cassia Regina Rosa

Leia mais

Reciclagem. Projetos temáticos

Reciclagem. Projetos temáticos Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino fundamental Publicado em 2011 Projetos temáticos 2 o ano Data: / / Nível: Escola: Nome: Reciclagem Justificativa Este projeto tem como foco promover

Leia mais

Prêmio Atitude Ambiental 2012

Prêmio Atitude Ambiental 2012 Prêmio Atitude Ambiental 2012 TEMAS: 1. Carta da Terra (Para Educação Infantil e Ensino Fundamental I) 2. O Lixo de Bertioga e eu (para Ensino Fundamental II) 3. RIO +20 Conferência das Nações Unidas sobre

Leia mais

Reciclando e Sensibilizando

Reciclando e Sensibilizando Reciclando e Sensibilizando Mostra Local de: Pato Branco Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Escola Municipal Bairro Planalto Cidade:

Leia mais

Programa de Responsabilidade Socioambiental

Programa de Responsabilidade Socioambiental Programa de Responsabilidade Socioambiental Conheça o Programa de Responsabilidade Socioambiental da BAESA e da ENERCAN e saiba como ajudar sua comunidade Você já deve ter ouvido falar da BAESA e da ENERCAN.

Leia mais

coleção Conversas #6 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #6 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. coleção Conversas #6 Eu Posso com a s fazer próprias justiça mãos? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo

Leia mais

Rompendo os muros escolares: ética, cidadania e comunidade 1

Rompendo os muros escolares: ética, cidadania e comunidade 1 PROGRAMA ÉTICA E CIDADANIA construindo valores na escola e na sociedade Rompendo os muros escolares: ética, cidadania e comunidade 1 Ulisses F. Araújo 2 A construção de um ambiente ético que ultrapasse

Leia mais

Aprendendo a ESTUDAR. Ensino Fundamental II

Aprendendo a ESTUDAR. Ensino Fundamental II Aprendendo a ESTUDAR Ensino Fundamental II INTRODUÇÃO Onde quer que haja mulheres e homens, há sempre o que fazer, há sempre o que ensinar, há sempre o que aprender. Paulo Freire DICAS EM AULA Cuide da

Leia mais

Voluntário em Pesquisa: informe-se para decidir! Qual documento garante que os meus direitos serão respeitados?

Voluntário em Pesquisa: informe-se para decidir! Qual documento garante que os meus direitos serão respeitados? Ministério da Saúde Conselho Nacional de Saúde Voluntário em Pesquisa: O que é uma pesquisa, afinal de contas? Eu, um sujeito de pesquisa? Qual documento garante que os meus direitos serão respeitados?

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Mostra de Educação Ambiental

Mostra de Projetos 2011. Mostra de Educação Ambiental Mostra de Projetos 2011 Mostra de Educação Ambiental Mostra Local de: Paranavaí Categoria do projeto: II - Projetos finalizados Nome da Instituição/Empresa: FACINOR - Faculdade Intermunicipal do Noroeste

Leia mais

o pensar e fazer educação em saúde 12

o pensar e fazer educação em saúde 12 SUMÁRIO l' Carta às educadoras e aos educadores.................5 Que história é essa de saúde na escola................ 6 Uma outra realidade é possível....... 7 Uma escola comprometida com a realidade...

Leia mais

Descrição e regras e dinâmica do jogo Unidos para produzir um lugar saudável - PDTSP TEIAS

Descrição e regras e dinâmica do jogo Unidos para produzir um lugar saudável - PDTSP TEIAS Descrição e regras e dinâmica do jogo Unidos para produzir um lugar saudável - PDTSP TEIAS Peças do jogo O jogo Unidos para produzir um lugar saudável PDTSP TEIAS Escola Manguinhos Versão inicial é composto

Leia mais

Shopping Iguatemi Campinas Reciclagem

Shopping Iguatemi Campinas Reciclagem Shopping Iguatemi Campinas Reciclagem 1) COMO FUNCIONA? O PROBLEMA OU SITUAÇÃO ANTERIOR Anteriormente, todos os resíduos recicláveis ou não (com exceção do papelão), ou seja, papel, plásticos, vidros,

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

O trabalho voluntário é uma atitude, e esta, numa visão transdisciplinar é:

O trabalho voluntário é uma atitude, e esta, numa visão transdisciplinar é: O trabalho voluntário é uma atitude, e esta, numa visão transdisciplinar é: a capacidade individual ou social para manter uma orientação constante, imutável, qualquer que seja a complexidade de uma situação

Leia mais

Capitulo 3 Horta Orgânica

Capitulo 3 Horta Orgânica ASSOCIAÇÃO SOCIOAMBIENTALISTA SOMOS UBATUBA Conteúdo Pedagógico Capitulo 3 Horta Orgânica Organização Parceria Convênio Horta Orgânica Introdução Esta etapa é composta por atividades ligadas pelas relações

Leia mais

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS. UNICEF 20 de Novembro de 1959 AS CRIANÇAS TÊM DIREITOS

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS. UNICEF 20 de Novembro de 1959 AS CRIANÇAS TÊM DIREITOS DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS UNICEF 20 de Novembro de 1959 AS CRIANÇAS TÊM DIREITOS DIREITO À IGUALDADE, SEM DISTINÇÃO DE RAÇA RELIGIÃO OU NACIONALIDADE Princípio I - A criança desfrutará

Leia mais

Água, fonte de vida. Aula 1 Água para todos. Rio 2016 Versão 1.0

Água, fonte de vida. Aula 1 Água para todos. Rio 2016 Versão 1.0 Água, fonte de vida Aula 1 Água para todos Rio 2016 Versão 1.0 Objetivos 1 Analisar a quantidade de água potável disponível em nosso planeta 2 Identificar os diferentes estados da água 3 Conhecer o ciclo

Leia mais

Olá meninos, vocês parecem contrariados. O que aconteceu?

Olá meninos, vocês parecem contrariados. O que aconteceu? Olá meninos, vocês parecem contrariados. O que aconteceu? Puxa, o lixo é mesmo um problema muito sério. Vocês sabiam que muitos animais silvestres estão morrendo porque confundem lixo com comida? Sério?

Leia mais

PROBLEMA, MUDANÇA E VISÃO

PROBLEMA, MUDANÇA E VISÃO PROBLEMA, MUDANÇA E VISÃO Esse é o ponta-pé inicial da sua campanha. Se você não tem um problema, não tem porque fazer uma campanha. Se você tem um problema mas não quer muda-lo, também não tem porque

Leia mais

Os desafios do Bradesco nas redes sociais

Os desafios do Bradesco nas redes sociais Os desafios do Bradesco nas redes sociais Atual gerente de redes sociais do Bradesco, Marcelo Salgado, de 31 anos, começou sua carreira no banco como operador de telemarketing em 2000. Ele foi um dos responsáveis

Leia mais

ENSINO DE QUÍMICA: VIVÊNCIA DOCENTE E ESTUDO DA RECICLAGEM COMO TEMA TRANSVERSAL

ENSINO DE QUÍMICA: VIVÊNCIA DOCENTE E ESTUDO DA RECICLAGEM COMO TEMA TRANSVERSAL ENSINO DE QUÍMICA: VIVÊNCIA DOCENTE E ESTUDO DA RECICLAGEM COMO TEMA TRANSVERSAL MENDONÇA, Ana Maria Gonçalves Duarte. Universidade Federal de Campina Grande. E-mail: Ana.duartemendonca@gmail.com RESUMO

Leia mais

PROJETO PLANETA NA MENTE, CONSUMO CONSCIENTE!

PROJETO PLANETA NA MENTE, CONSUMO CONSCIENTE! PROJETO PLANETA NA MENTE, CONSUMO CONSCIENTE! ENFOQUE De acordo com o dia mundial sem compras, 27 de novembro de 2012, criamos o PLANETA NA MENTE, CONSUMO CONSCIENTE!. Trata-se de uma Campanha que tem

Leia mais

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO Por que ler este livro? Você já escutou histórias de pessoas que ganharam muito dinheiro investindo, seja em imóveis ou na Bolsa de Valores? Após ter escutado todas essas

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE CIÊNCIAS 3º ANO Professor Vitor

PLANO DE TRABALHO DOCENTE CIÊNCIAS 3º ANO Professor Vitor PLANO DE TRABALHO DOCENTE CIÊNCIAS 3º ANO Professor Vitor CELESTE: PRODUÇÃO DO UNIVERSO 1. Componentes básicos do Universo matéria e energia: - Matéria e energia dos astros luminosos e iluminados; - Sol:

Leia mais

Empresário. Você curte moda? Gosta de cozinhar? Não existe sorte nos negócios. Há apenas esforço, determinação, e mais esforço.

Empresário. Você curte moda? Gosta de cozinhar? Não existe sorte nos negócios. Há apenas esforço, determinação, e mais esforço. Empresário Não existe sorte nos negócios. Há apenas esforço, determinação, e mais esforço. Sophie Kinsella, Jornalista Econômica e autora Você curte moda? Gosta de cozinhar? Ou talvez apenas goste de animais?

Leia mais

Nº 3 - Nov/14 TRABALHO COMUNITÁRIO

Nº 3 - Nov/14 TRABALHO COMUNITÁRIO ! Nº 3 - Nov/14 o ã ç n e t a A T S PRE TRABALHO COMUNITÁRIO Apresentação Esta nova edição da Coleção Presta Atenção! apresenta pontos importantes para a implantação de projetos e programas de base comunitária.

Leia mais

CAPÍTULO 15 DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

CAPÍTULO 15 DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL CAPÍTULO 15 DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. Você já parou para pensar no que significa a palavra progresso? Pois então pense: estradas, indústrias, usinas,cidades, maquinas e muito outras coisas que ainda

Leia mais

Algoritmos. Objetivo principal: explicar que a mesma ação pode ser realizada de várias maneiras, e que às vezes umas são melhores que outras.

Algoritmos. Objetivo principal: explicar que a mesma ação pode ser realizada de várias maneiras, e que às vezes umas são melhores que outras. 6 6 NOME DA AULA: 6 Algoritmos Duração da aula: 45 60 minutos Tempo de preparação: 10-25 minutos (dependendo da disponibilidade de tangrans prontos ou da necessidade de cortá-los à mão) Objetivo principal:

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

Como mediador o educador da primeira infância tem nas suas ações o motivador de sua conduta, para tanto ele deve:

Como mediador o educador da primeira infância tem nas suas ações o motivador de sua conduta, para tanto ele deve: 18. O papel do profissional na ação educativa da creche Segundo o RCNEI (1998), o profissional da educação infantil trabalha questões de naturezas diversas, abrangendo desde cuidados básicos essenciais

Leia mais

f r a n c i s c o d e Viver com atenção c a m i n h o Herança espiritual da Congregação das Irmãs Franciscanas de Oirschot

f r a n c i s c o d e Viver com atenção c a m i n h o Herança espiritual da Congregação das Irmãs Franciscanas de Oirschot Viver com atenção O c a m i n h o d e f r a n c i s c o Herança espiritual da Congregação das Irmãs Franciscanas de Oirschot 2 Viver com atenção Conteúdo 1 O caminho de Francisco 9 2 O estabelecimento

Leia mais