Aftosa: São Paulo inicia 2ª etapa da vacinação em novembro

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aftosa: São Paulo inicia 2ª etapa da vacinação em novembro"

Transcrição

1 Orgão Informativo do Sindicato Rural do Vale do Rio Grande Oububro de Ano 5 - nº. 26 Aftosa: São Paulo inicia 2ª etapa da vacinação em novembro Aconteceu em Ribeirão Preto o Lançamento Oficial da 2ª Etapa da Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa de O evento contou com o apoio da Federação da Agricultura do Estado de São Paulo (FAESP) e do Sindicato Rural de Ribeirão Preto. Durante a campanha de vacinação, que vai de 1º a 30 de novembro, todos Aposta de tradings na cana está diminuindo As principais tradings mundiais não estão satisfeitas com os negócios de açúcar e de álcool no país. Na divulgação do relatório do terceiro trimestre, nos Estados Unidos, a Bunge diz que o status quo não pode continuar e a intenção da empresa é buscar novas alternativas. Pág. 5 os bovinos e bubalinos do Estado deverão ser imunizados. Ao término deste prazo, os pecuaristas terão até sete dias para comprovar a vacinação de seu rebanho à unidade de defesa agropecuária de sua região. O criador que não o fizer será multado e terá o rebanho compulsóriamente vacinado. Pág. 5 Convenção Coletiva define novo piso salarial do trabalhador rural Após convenção coletiva assinada entre o Sindicato Rural do Vale do Rio Grande e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, o novo piso salarial ou salário normativo do trabalhador rural ficou estipulado em R$ 807,85 (Oitocentos e sete reais e oitenta e cinco centavos), já valendo a partir do mês de Outubro de A vigência desse valor vai até 31 de janeiro de 2014, quando acontecerá uma nova convenção coletiva para estipular uma nova data base e um novo piso salarial, acompanhando e se igualando ao piso salarial paulista ou nacional, considerando o maior, caso estes sejam reajustados em valores acima do estipulado no instrumento coletivo da convenção. Pág. 8

2 Pág. 2 Estamos a pouco mais de 60 dias para o fim do ano de 2013 e como de praxe, o Sindicato Rural tem cumprido integralmente a sua missão e desenvolvido um bom trabalho. Prova é o grande número de produtores rurais que tem buscado nossa minha e tua - entidade, sempre a procura de orientação e serviços de qualidade. É com grande alegria que afirmamos que o nosso número de associados tem aumentado substancialmente. O processo de melhoria - contínuo e que influencia inclusive no desenvolvimento e na consolidação do setor - depende da adequação dos nossos trabalhos às necessidades do produtor rural local, e isto alcançamos apenas através da tua DIRETORIA MANDATO 2012/2014 EFETIVOS PALAVRA DO PRESIDENTE proximidade com o Sindicato Rural, ou seja, através da sua participação efetiva. Procuramos ser proativos, mas diante da vasta gama de assuntos próprios aos vários segmentos da atividade rural desenvolvida na nossa região, somos também reativos, ou seja, traga o seu problema que não mediremos esforços para resolvê-lo dentro das nossas competências. Alguns reclamam da Contribuição Sindical Compulsória. Já disse e volto a reiterar, quanto menos uso e mais distante estiver do Sindicato Rural, mais cara fica esta conta para você, produtor rural. Esta é uma lógica de interessante análise. Nos últimos seis meses temos implementado uma reformulação no nosso quadro funcional, com novos profissionais altamente qualificados para atender as suas necessidades, e dentro desta lógica de contínuo desenvolvimento, recentemente tivemos a visita do Assessor Especial da Presidência da FAESP, Coronel da reserva Gilmar Ogawa, que ministrou palestra na Semana Cultural de Agronomia da FEB, falando sobre o Cadastro Ambiental Rural. No momento oportuno teremos profissionais qualificados dentro do Sindicato Rural para atender a mais esta demanda. Idas e vindas, trabalhando aqui e em São Paulo, temos trabalhado muito seriamente no campo da citricultura, atividade agrícola expressiva na nossa região. No dia 22 de outubro último, uma audiência pública foi realizada na Assembléia Legislativa em São Paulo, onde estiveram presentes várias representações de citricultores e de trabalhadores rurais, levando para dentro da casa de leis a crise existente no setor, e claro, desta vez, buscando ajuda dos deputados estaduais, pelo fato da citricultura brasileira ser uma O jornal Rural do Vale, número 22, de maio de 2013, é uma realização do SIRVARIG Sindicato Rural do Vale do Rio Grande. Filiado à FAESP, com extensão de base aos municípios de Colina, Colômbia e Jaborandi. A sede está localizada à Praça Francisco Barreto, 242 Caixa Postal 54 CEP SUPLENTES EXPEDIENTE atividade predominantemente paulista. É uma crise do citricultor, e não da citricultura! Quem é do ramo entende bem esta afirmação. Para finalizar quero dividir com vocês uma citação do Padre Antônio Vieira ( ): Toda a vida (ainda das coisas que não têm vida) não é mais que uma união. Uma união de pedras é edifício; uma união de tábuas é navio; uma união de homens é exército. E sem essa união, tudo perde o nome e mais o ser. O edifício sem união é ruína; o navio sem união é naufrágio; o exército sem união é despojo. Até o homem (cuja vida consiste na união de alma e corpo) com união é homem, sem união é cadáver. Forte abraço! Fone/Fax Jornalista Responsável: Leandro Joaquim MTB 50685/SP Tiragem: exemplares Cartas e contato: leandro. Impressão: Gráfica Barretos Imagens: Domínio público Tininho Júnior Assessoria SIRVARIG Assessoria SEBRAE SUPLENTES GERAIS DIRETORIA Presidente: Cyro Ferreira Penna Júnior Secretário: Nestor Leonel dos Santos Tesoureiro: Enio Melo Rodrigues CONSELHOR FISCAL Raul Carlos Guimarães José Pedro Domingues Netto José Antônio Eiras DELEGADOS Cyro Ferreira Penna Júnior Enio Melo Rodrigues DIRETORIA Joseli Nogueira Lelis Jairo de Souza Machado Júnior Celio Ferreira de Macedo CONSELHOR FISCAL Francisco de Assis Borges Nivaldo Pereira Guedes José Roberto Girardi DELEGADOS Hiroci Clovis Haraguchi Antonio Roberto Filisbino Felicio Geraldi José Armando Torres José Cantisano Paulo Roberto Junqueira de Souza Gabriel Miranda Drubi Kassam Mohamad Kassem

3 Agricultura Familiar presente no Mercadão Municipal de Barretos Há doze anos no Mercadão Municipal de Barretos, o casal de agricultores Braz Augusto Flavio da Silva e Maria Laudicéia, traz para a população de Barretos parte de sua produção colhida em sua propriedade rural, localizada no bairro das Contendas.São frutas, legumes e hortaliças cultivados sem uso de agrotóxicos. Eles são os únicos agricultores familiares instalados nas dependências do Mercadão, garantindo assim produtos frescos todos os dias. As melhorias nos deixaram ainda mais animados com o futuro do Mercadão, agora é investir para melhorar cada vez mais o atendimento à população, declarou senhor Braz. Membro ativo da Cooperativa dos Produtores Rurais de Barretos COOPBAR, com sua sede instalada no prédio do Sindicato Rural do Vale do Rio Grande, o agricultor está enquadrado nos termos da Agricultura Familiar, fornecendo também alimentos para a rede municipal de ensino pelo PNAE. Parceria pretende resgatar exposição de gado em Barretos Uma parceria entre o Sindicato Rural do Vale do Rio Grande - Sirvarig, Prefeitura Municipal de Barretos e um grupo de criadores barretenses de gado de elite, liderados pelo pecuarista José Jesus de Aparecido Faria, foi formada para resgatar uma antiga tradição do nosso município, que reside na memória de todo barretense: a exposição de gado. A parceria foi oficializada, no gabinete do prefeito e contou com a presença do presidente do Sindicato Rural, Cyro Penna Jr, do prefeito Guilherme de Ávila e também do pecuarista José Jesus Faria, que afirmou que esse acordo vem em um momento importante, onde diversas tradições municipais precisam ser resgatadas. Participarão da exposição apenas bovinos da raça Nelore, nossa raça predominante, base da pecuária de corte nacional e pioneira, pela iniciativa do lendário pecuarista Rubico de Carvalho, responsável por trazer a raça para o Brasil. Serão cerca de 300 animais expostos e, para o ano de 2014, planeja-se agregar também equinos, ovinos, caprinos, juntamente com os bovinos para exposição. Eu estou muito feliz com essa parceria entre a Prefeitura, Sindicato Rural e produtores de gado de raça, pois eu tenho apenas na minha recordação essa exposição, e poder trazê-la de volta, é pra mim grande felicidade, declarou o prefeito Guilherme de Avila.O Sindicato Rural do Vale do Rio Grande dará Pág. 3 suporte à organização da exposição. Além disso, uma comissão organizadora foi montada da seguinte forma: Presidente José Jesus Aparecido de Faria Secretario Nestor Leonel Tesoureiro Enio Melo Rodrigues Diretor Técnico Marcio Martins Ferreira Diretor de Marketing Gustavo Figueiredo Dando sequência às edições anteriores, esta será a 42ª Exposição de animais e produtos derivados de Barretos, e acontecerá de 25 a 30 de novembro no espaço Jockey Club, segundo o Presidente da Comissão Organizadora José Faria.

4 Pág. 4 Sindicato Rural ministrou palestra na Semana de Agronomia da FEB O assessor especial da presidência da FAESP Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo e ex-chefe do Estado Maior do comando de Policiamento Ambiental do Estado, Coronel da reserva Gilmar Ogawa, ministrou palestra no mês de outubro, no anfiteatro do Unifeb, durante a Semana Cultural do curso de Agronomia. O palestrante abordou o tema Legislação Ambiental O Novo Código Florestal, tema esse que vem despertado grande interesse por envolver toda a sociedade e, no que diz respeito à zona rural, está em fase de implantação o CAR Cadastro Ambiental Rural, para em seguida ser aplicado o PRA Plano de Regularização Ambiental, instrumentos que produzirão regularidade ambiental nas propriedades rurais em todo o país. Comunicado contido no site da Secretaria Estadual de Meio Ambiente do Estado de São Paulo afirma que apesar de estar funcionando, é necessário ato formal de implantação do CAR por parte da Ministra do Meio Ambiente para que os requisitos legais sejam cumpridos. Veja abaixo: Comunicado SMA/SP: Está em funcionamento o Sistema de Cadastro Ambiental Rural Cel. Gilmar Ogawa, Assessor Especial da Presidência da FAESP, durante sua palestra. SICAR/SP, que alimentará a base de dados nacional CAR. Entretanto, conforme previsto no art. 21 do Decreto 7.830/2012, é necessário ato da Ministra do Meio Ambiente implantando o CAR nacional para que todos os requisitos formais previstos na Lei /2012 para inscrição no CAR sejam cumpridos. Como a FAESP, que tem participado de todas as discussões e grupos de trabalho voltados à questão ambiental, e colaborado proativamente com o governo estadual no desenvolvimento do CAR, sempre no sentido de produzir equilíbrio entre a produção rural e a preservação ambiental em nosso estado, o nosso Sindicato Rural do Vale do Rio Grande está atento e tem acompanhado todos os trâmites legais do CAR e, no momento oportuno, disponibilizará ao associado um corpo técnico de funcionários que realizará este cadastramento, que tem por finalidade regularizar ambientalmente as propriedades rurais e proporcionar segurança jurídica à produção rural.

5 Aftosa: São Paulo inicia 2ª etapa da vacinação em novembro Aconteceu em Ribeirão Preto o Lançamento Oficial da 2ª Etapa da Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa de O evento contou com o apoio da Federação da Agricultura do Estado de São Paulo (FAESP) e do Sindicato Rural de Ribeirão Preto. Durante a campanha de vacinação, que vai de 1º a 30 de novembro, todos os bovinos e bubalinos do Estado deverão ser imunizados. Ao término deste prazo, os pecuaristas O Programa Municipal de Agricultura de Interesse Social PMAIS foi aprovado pela Câmara dos Vereadores de Barretos, e irá beneficiar mais de 400 produtores rurais do município, registrados como Agricultores Familiares. O projeto desenvolvido pelo Secretário Municipal de Meio Ambiente e Agricultura, João Amadeu Giachetto, contou com o apoio do Sindicato Rural do Vale do Rio Grande SIRVARIG. E para proporcionar benefícios das compras públicas ao pequeno produtor rural do nosso município, que preferencialmente deve estar organizado, o Sindicato Rural atuou na formação da Cooperativa dos Pequenos Produtores Rurais de Barretos COOPBAR, que funciona dentro do sindicato. Com a aprovação desse terão até sete dias para comprovar a vacinação de seu rebanho à unidade de defesa agropecuária de sua região. O criador que não o fizer será multado e terá o rebanho compulsóriamente vacinado. Para o Engenheiro Agrônomo Paulo Fernando de Brito, diretor do Escritório de Defesa Agropecuária de Barretos, o empenho dos pecuaristas é muito importante para a manutenção do status sanitário paulista. Na Com aprovação de Projeto, Agricultura Familiar é fortalecida em Barretos programa, a cooperativa irá estender seu raio de ação em diversos outros segmentos municipais, como o Restaurante Popular e demais órgãos públicos municipais. Hoje a COOPBAR atende a merenda escolar, com verbas oriundas do PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar, e o Banco de Alimentos, por meio de participação no pregão municipal. Existe um trabalho para atender, além da nossa cidade, prefeituras municipais de outras localidades. O PMAIS visa fomentar a organização e modernização da produção e ainda melhorar o escoamento dos produtos da agricultura familiar, além de estimular o aumento da produção, contribuindo para a prática de preços adequados, ampliando ainda mais o mercado de consumo. primeira etapa da Campanha de Vacinação, realizada no mês de maio, alcançamos o índice de 99,50% de cobertura voluntária de um rebanho bovino total de 13,5 milhões de cabeças, explica. São Paulo não registra caso da doença desde 1996 e realizou um intenso trabalho de defesa com corredores sanitários, suspensão de eventos agropecuários e rastreamento de gado proveniente dos estados do Mato Grosso do Sul As principais tradings mundiais não estão satisfeitas com os negócios de açúcar e de álcool no país. Na divulgação do relatório do terceiro trimestre, nos Estados Unidos, a Bunge diz que o status quo não pode continuar e a intenção da empresa é buscar novas alternativas. Acostumadas a comprar matérias-primas no país e a colocá-las no mercado externo com uma margem segura nas negociações, essas tradings encontraram barreiras a que não estavam acostumadas quando tiveram de entrar porteira adentro e cuidar também da produção, como é o caso da cana-de-açúcar. Externamente, o namoro do etanol commodity com o mercado não virou noivado, e a demanda mundial continua restrita ao Brasil e aos EUA. O açúcar, com superávit mundial, já não garante mais a renda do setor. Internamente, os olhos do governo se viraram mais para o pré-sal, e as medidas anunciadas para o setor Pág. 5 e Paraná, quando do aparecimento de aftosa no ano passado. Raiva dos Herbívoros Novembro também é mês de vacinação contra a Raiva dos Herbívoros. Pecuaristas das regiões de Mogi das Cruzes, Guaratinguetá e Pindamonhangaba terão de 1º a 30 de novembro para imunizar seus rebanhos bovinos, ovinos, caprinos, bubainos e equídios, contra a doença. Aposta de tradings na cana está diminuindo sucroenergético não terão efeitos enquanto o valor do etanol estiver espelhado ao da gasolina, que é controlada. Além disso, as exigências brasileiras no campo ambiental e na área de trabalho, embora justas, elevaram os custos da produção em um momento de margens reduzidas na comercialização. As tradings, que têm uma cobrança das matrizes externas por lucros e margens, perceberam que os riscos agricultura (clima e queda de produtividade) e governamental (interferência no mercado e controle de preços) tornam esse setor pouco atrativo. As tradings veem um cenário pela frente bem pior do que quando entraram no setor. Além disso, perceberam que produzir -assumindo riscos- é diferente de comprar e agregar margens. Açúcar e etanol são commodities, mas a cana-deaçúcar não é. E o caminho para torná-la subprodutos não é fácil

6 Pág. 6 O Citricultor pede SOCORRO Audiência pública debate a citricultura e pede união do setor Com a presença de citricultores, de entidades de produtores rurais como a FAESP, sempre a frente na defesa dos interesses da classe, de entidades representantes dos trabalhadores rurais, da Comissão Especial de Citricultura de São Paulo, da Associtrus, da Citrus BR e de autoridades do Executivo estadual e federal, a Comissão de Atividades Econômicas (CAE) da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo realizou no dia 22 de outubro último uma audiência pública para discutir os graves problemas do citricultor paulista. A reunião foi proposta pelo deputado estadual José Zico Prado (PT) em virtude da atual crise e concentração da atividade no Estado. E a superação do atual quadro, de acordo com os palestrantes, só será possível com a união de todos os setores envolvidos na cadeia produtiva da laranja. A secretária de Agricultura e Abastecimento do Estado, Mônika Bergamaschi, não esteve presente. Foi representada na audiência pelo coordenador da Agência Paulista de Tecnologia do Agronegócio (Apta), Orlando Melo de Castro. Em nome do ministério da Agricultura, Pecuária O secretário cobrou união e organização dos produtores rurais, ferramenta importante para levar informações Cyro Penna, Frauzo Ruiz Sanches e Cláudio Brisolara durante a Audiência Pública em São Paulo. Frauzo Ruiz Sanches - Pres. do Sind.Rural de Ibitinga e Asses. Técnico da Comissão Especial de Citricultura de SP e Abastecimento, compareceu o secretário de Política Agrícola, Neri Geller, que anunciou que a partir de outubro a citricultura voltará a se inserir na Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM), atendendo a reivindicação levada ao ministério. precisas ao Governo Federal e para acessar, por exemplo, instrumentos de política agrícola como linhas de crédito e subvenções, de forma que o setor possa ser socorrido quando os custos de produção estiverem acima do preço mínimo. Novos caminhos Foram várias as manifestações em torno da união do setor, como o discurso do presidente da CAE, Itamar Borges (PMDB), que classificou a audiência como um espaço para a construção conjunta de novos caminhos para a citricultura no Estado. É um esforço que se juntará às articulações que já estão sendo feitas pela comissão permanente e pela Frente Parlamentar da Citricultura, em funcionamento nesta Casa sob a coordenação do deputado Edinho Silva (PT), disse o parlamentar. O Deputado Federal Edinho Araújo (PMDB/ SP) colocou-se à disposição do setor para desenvolver os trabalhos políticos principalmente junto ao Ministério da Agricultura e junto ao Congresso Nacional. Para José Bittencourt (PSD), o primeiro deputado a usar da palavra, é necessário defender os pequenos produtores de laranja, contribuir com o setor e repugnar a cartelização.

7 Pág. 7 Debates Membros do Sind. Rural de Ibitinga protestando no auditório da Assémbleia Legislativa em São Paulo. Os debates foram reforçados pelas análises feitas pelo professor de economia da Universidade Federal de São Carlos, Hildo Meirelles de Souza, por Flávio Viegas, da Associtrus e Frauzo Ruiz Sanches, Presidente do Sindicato Rural de Ibitinga, assessor técnico da Comissão Especial de Citricultura de São Paulo e palestrante em nome da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (FAESP). O economista apresentou parte de trabalho sobre o modelo de formação de preços proposto ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) em 2012, por meio do Conselho de Produtores e Exportadores de Suco de Laranja (Consecitrus). De acordo com Hildo Meirelles, a proposta do Consecitrus não foi uma construção conjunta do setor e o modelo de precificação apresentado favorecia a indústria em detrimento dos produtores. Pela FAESP/Comissão Especial de Citricultura de São Paulo, Frauzo apresentou um estudo mostrando a perda significativa do número de pomares de laranja em todo o estado de São Paulo, devido ao avanço do cultivo de cana-deaçúcar, e após a crise no setor de citricultura em 2012, os pequenos e médios produtores de laranja se viram obrigados a erradicar seus pomares, arrendando suas terras para as usinas de cana, tentando assim recuperar parte do prejuízo provocado pela desvalorização de seu produto. Enfatizou que tal migração tem impactado negativamente não apenas o produtor rural, mas milhares de trabalhadores rurais, o setor de vendas e de prestação de serviços, além de diminuir significativamente as arrecadações municipais. Apresentou um estudo do CEPEA demonstrando que enquanto um hectare de laranja movimenta na região R$ ,21, o mesmo hectare plantado com cana-de-açúcar movimenta R$ 6.144,82 e o arrendamento médio deixa apenas para o proprietário rural do município R$ 1.429,83 por hectare. Se antes os municípios de Itápolis e Bebedouro tinham 35 mil hectares de cultura de laranja, existem hoje apenas 12 mil hectares 35% daquela área. Por conta desta perversa crise, em Itápolis deixaram de circular R$ 239,61 milhões.

8 Pág. 8 O Projeto Estadual Hortalimento, implantado em Barretos pela Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, na Fazenda Municipal, foi apresentado oficialmente no dia 18 de outubro último, no gabinete do prefeito Guilherme Ávila, no Paço Municipal Simão Antonio Marques - Librina, pelo secretário adjunto de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Alberto Macedo, que representou a secretária de Estado, Monika Bergamaschi. O ato teve participação do secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, João Amadeu Giachetto, do presidente do Sindicato Rural Cyro Penna Jr, além de autoridades locais e regionais. Este projeto já existia na gestão passada, mas nunca funcionou ou produziu. É muito Projeto Hortalimento é apresentado em Barretos importante para apoiar as entidades filantrópicas de Barretos e também a Santa Casa, que passa por dificuldades, disse o prefeito. Estamos com excelente produção e não usamos nenhum produto químico, conseguindo eficiência na produção, disse Giachetto. O secretário adjunto Alberto Macedo ressaltou que os municípios são parceiros do Governo do Estado. A Hortalimento proporciona qualidade na alimentação local, atendendo a demanda das entidades, afirmou. Momento do descerramento da placa, Cyro Penna, Dr. Alberto Macedo, Guilherme de Ávila e João Amadeu. Neste contexto da agricultura, temos 1,6 mil projetos de pesquisa para atender a sociedade, acrescentou. O prefeito Guilherme Ávila falou da importância do Hortalimento, que existia, mas não havia produção. Ativamos imediatamente quando ficamos sabendo, acompanhamos a montagem da estufa, colheita e a distribuição para entidades. O Projeto é de muito valor e gratificante, por isto pedimos para o convênio para ser ampliado, afirmou o Prefeito. Para marcar a apresentação do Hortalimento foi descerrada uma placa, que posteriormente será afixada no local onde funciona, na Fazenda Municipal, que foi visitado pelas autoridades. O Hortalimento produz mensalmente cerca de 7,5 mil maços de alface, 1,5 mil de couve, 340 de cheiro verde, 350 de almeirão, tanto dentro quanto fora de estufa patrocinada pelo Governo do Estado. A produção é toda destinada a entidades filantrópicas, casas de apoio ao trabalhador, Santa Casa, creches e o excedente reforça as refeições da cozinha piloto do município e até do Restaurante Popular. Convenção Coletiva define novo piso salarial do trabalhador rural Após convenção coletiva assinada entre o Sindicato Rural do Vale do Rio Grande e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, o novo piso salarial ou salário normativo do trabalhador rural ficou estipulado em R$ 807,85 (Oitocentos e sete reais e oitenta e cinco centavos), já valendo a partir do mês de Outubro de 2013.A vigência desse valor vai até 31 de janeiro de 2014, quando acontecerá uma nova convenção coletiva para estipular uma nova data base e um novo piso salarial, acompanhando e se igualando ao piso salarial paulista ou nacional, considerando o maior, caso estes sejam reajustados em valores acima do estipulado no instrumento coletivo da convenção.a convenção de trabalho abrange a categoria para todo o setor de cultura diversificada e pecuária, com extensão territorial em Barretos/SP, Colina/SP, Colômbia/SP e Jaborandi/ SP, área essa de atuação do Sindicato Rural do Vale do Rio Grande. Pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Barretos, assinou o diretor Carlos Cesar Gonçalves, e pelo Sindicato Rural do Vale do Rio Grande, assinou o presidente Cyro Penna Júnior.

9 No último dia 17 de outubro, em uma cerimônia no Capitólio do Estado de Iowa, em Des Moines, Iowa, aconteceu a entrega do World Food Prize, que alguns chamam de Prêmio Nobel da Agricultura, foi para três cientistas executivos de empresas químicas, que foram pioneiras no desenvolvimento de transformados de organismos geneticamente modificado (OGM). O prêmio de U$ foi dividido por: Marc Van Montagu, Professor Emérito do Instituto de Biotecnologia Vegetal para Países em Desenvolvimento, do Departamento de Genética Molecular da Universidade de Ghent, na Bélgica, cujo trabalho com a doença de planta fel coroa levou ao desenvolvimento da primeira tecnologia para transferir de forma estável genes estranhos em plantas; Mary-Dell Chilton, Cientista na Syngenta Biotechnology, cujo trabalho produziu a primeira planta de tabaco transgênico, fornecendo evidências de que genomas de plantas poderiam ser manipulados de forma mais precisa do que era possível com o melhoramento vegetal tradicional; e Robert Fraley, vice-presidente executivo e Chief Technology Officer em Monsanto Company, em St. Louis, Missouri, cuja pesquisa de transferência de gene início construída sobre as descobertas de Chilton e Van Montagu. Em 1983, Fraley e três outros cientistas Monsanto foram os primeiros a modificar geneticamente as plantas. Em Barretos e região, os produtores de soja utilizam as sementes modificadas por Fraley, que levou à introdução no mercado, sementes de soja geneticamente manipuladas que são resistentes ao herbicida glifosato Monsanto, comercialmente conhecido como Roundup. A notícia da premiação, foi recebida com embate e repulsa de especialistas em segurança alimentar e defensores do meio ambiente em todo o mundo. Dias antes da cerimônia, cientistas e ativistas ambientalistas fizeram declarações apontando que a Monsanto e a Fundação Syngenta estão entre os patrocinadores listados no site do Prêmio Alimentar Mundial. Especialista mundial de alimentos e ativista de movimentos pró orgânicos, Vandana Shiva da Índia disse: Não são apenas os OGM s inseguros, eles estão destruindo a biodiversidade, aumentando a dependência dos agricultores em sementes e produtos químicos e levando ao surgimento de super pragas e super ervas daninhas. Esta é uma receita para a insegurança alimentar e não a sustentabilidade. O Presidente da World Food Prize Foundation, Kenneth Quinn, responde que porque a volatilidade climática é um divisor de águas para os agricultores de Iowa até a Índia, os pioneiros da biotecnologia foram selecionados para receber o prêmio para estimular o debate sobre se seria possível alimentar todas as pessoas em nosso planeta sem biotecnologia e culturas geneticamente modificadas, especialmente tendo em conta os desafios severos que agricultores podem enfrentar com a volatilidade climática. Quinn ressaltou ainda: A pesquisa tornou Pág. 9 Prêmio Nobel da Agricultura de 2013 foi para cientistas da Monsanto e Syngenta Por: Valdir Soléra Júnior, pesquisador Haiku Farms Agroforests Hawaii USA possível para os agricultores o cultivo, com melhores rendimentos, resistência a insetos e doenças, bem como a capacidade de tolerar variações extremas no clima, como calor excessivo e da seca. E 90% destes agricultores são pessoas de fracos recursos dos países em desenvolvimento. Terminando, Quinn fez menção ao fundador do Prêmio Mundial da Alimentação, o falecido Dr. Norman E. Borlaug, dizendo: Borlaug foi um crente apaixonado no poder da ciência para garantir que vai ter comida suficiente para todos no dia 21 século, ele ficaria extremamente satisfeito em ver biotecnologia reconhecida, tanto por aquilo que já forneceu em comida adicional para os pobres, quanto também o seu potencial nas próximas décadas. Aproveitando a polêmica o World Food Prize promoveu Simpósio Internacional, que aconteceu de 16 a 18 outubro, com o seguinte tema de diálogos Biotecnologia, Sustentabilidade, Volatilidade e Clima. Este ano marca o 27 º aniversário deste Prêmio Mundial, que reconhece os indivíduos que têm desenvolvimento humano avançado, melhorando a qualidade, quantidade e disponibilidade de alimentos no mundo.

10 Pág. 10 O Sindicato Rural do Vale do Rio Grande, que desenvolve os cursos do SENAR/SP Serviço Nacional de Aprendizagem Rural -, nos municípios que compõe a nossa base de atuação, já tem pronto os cursos e programas para o ano de O coordenador Nestor Leonel informa a todos os interessados, parceiros e pessoas que tenham interesse em participar destes cursos de formação profissional e promoção social da zona rural da nossa região, que entrem em contato conosco para definir datas, organizar turmas e fazer inscrições. Fale com o próprio Nestor Leonel ou com Sr. Tiago Domingues de Setembro Pro Leite (Modulo XII) Dias: 01,06,07/09/2013 Sitio Sonho Meu, Colômbia. Alfabetização (Modulo IV)- Dias: 02/09 a 25/09, Casa Assistencial Amigos do Bem, Colina. Aplicação de Agrotóxico com Turbo Pulvrizador - Dias: 2,3,4/09/2013, Fazenda Califórnia, Barretos. Aplicação de Agrotóxico com Barras - Dias: 04,05,06/09/2013, Banco do Povo, Colina. Empresário Rural (Modulo V)- Dia: 05/09/2013, Camara Municipal, Jaborandi. Pro Leite (Modulo XIII) Dias: 8,20,21 e 22/09/2013 Sitio Sonho Meu, Colômbia; Operação e Manutenção de Tratores Agrícolas- Dias: 09 a 13/09/2013, Sitio Tubiatan, Jaborandi. Apicultura (Modulo III), Dias: 14,15,16 e 17/09/2013, Sitio Duas Irmãs, Colômbia. Hidraulica (Modulo I),Dias: 14,15,21 e 22/09/2013, Fazenda Monte Belo, Colina. Artesanaato em Sementes- Bijuterias,Dia:16,17 e 18/09/2013, Centro de Atendimento ao Cidadão, Jaborandi. Empresário Rural (Módulo VI)-Dia: 18,19/09/2013, Câmara Municipal, Jaborandi. Olericultura Orgânica (Modulo VII)-Dias 20 e 27/09, Fazenda Monte Belo, Colina. Eletricista- Dia 23 a 27/09/2013, Banco do Povo, Colina. Turismo Rural (Modulo VII)- Dias 26,27,28/09/2013,Banco do Povo, Colina. P r o c e s s a m e n t o Artesanal de Leite- Dias:26,27,28,29/09/2013, Associação Amigos do Bairro Zequinha Amendola, Barretos Outubro Alfabetização (Modulo VI)- Dias: 01/10 a 31/10/2013, Casa Assistencial Amigos do Bem, Colina. Empresário Rural (Módulo VII)-Dia: 01/10/2013, Câmara Municipal, Jaborandi. Produção de Tilapia em Tanque Rede-Dia 02,03,04/10/2013,Fazenda do Suco, Colina. Orquidea- Dia 03,04,05,06/10/2013, Sitio Alvorada, Jaborandi. Aplicação de Agrotóxico com Pulverizador Costal Manual - Dias: 07,08,09/10/2013, Fazenda Continental, Colômbia. Empresário Rural (Módulo VIII)-Dia: 08 e 09/10/2013, Câmara Municipal, Jaborandi. Pro Leite (Modulo XIV) Dias: 10,11,12/10/2013 Sitio Sonho Meu, Colômbia. Olericultura Orgânica (Modulo VIII)-Dias 12/10/2013, Fazenda Monte Belo, Colina. Pro Leite (Modulo XV) Dias: 13,25,26,27/10/2013 Sitio Sonho Meu, Colômbia. plicação de Agrotóxico com Barras - Dias: 14,15,16/102013, Fazenda Califórnia, Barretos. Artesanato em Bambu- Dias:1 4,15,16,17,18/10/2013,Banco do Povo, Colina. Olericultura Orgânica (Modulo IX)-Dias 18/10/2013, Fazenda Monte Belo, Colina. Hidráulica (Modulo II),Dias: 19,20,26,27/10/2013, Fazenda Monte Belo, Colina. Aplicação de Agrotóxico com Barras - Dias: 21,22,23/10/2013, BIOSEV DREYFUS, Colombia. Turismo Rural (Modulo VIII)- Dias 24,25,26/10/2013,Banco do Povo- Colina. Apicultura (Modulo IV), Dias: 25,26,27/10/2013, Sitio Duas Irmãs, Colômbia. Operação e Manutenção de tratores Agricolas- Dias:28,29,30,31/10 e 01/11/2013, Fazenda Municipal, Barretos. Novembro Empresário Rural (Módulo IX)-Dia: 07/11/2013 Apicultura (Modulo V), Dias: 8,9/11/2013, Sitio Duas Irmãs, Colômbia. Pro Leite (Modulo XVI) Dias: 8,9,10,22,23,24/11/2013 Sitio Sonho Meu, Colômbia. Apicultura (Modulo VI), Dias: 10,11/11/2013, Sitio Duas Irmãs, Colômbia. P r o c e s s a m e n t o Artesanal de Leite, Dias 11,12,13,14/11/2013, Espaço Cultural Santos Reis, Jaborandi. Empresário Rural (Módulo X)-Dia: 13,14/11/2013, Câmara Municipal, Jaborandi. Turismo Rural (Modulo IX)- Dias 21,22,23/11/2013, Banco do Povo, Colina. Eletricista, Dias 25,26,27,28,29/11/2013, Banco do povo Colina. Jardineiro, Dias 27,28,29,30/11/2013, Fazenda Municipal, Barretos. Processo Artesanal de Carne Bovina, Dias 29,30/11 e 01/12/2013,Associação amigos do Bairro Zequinha Amêndola, Barretos. Nestor Leonel Coordenador do SENAR Barretos

11 Pág. 11 Jaborandi forma a 1ª Turma do Curso de plantio e manejo de Orquídeas Foi um grande sucesso o curso de Plantio e Manejo de Orquídeas, realizado pelo SENAR - Sistema Nacional de Aprendizado Rural, por meio de uma parceria entre o SIRVARIG - Sindicato Rural do Vale Rio Grande de Barretos e a Prefeitura Municipal de Jaborandi, com apoio do CRAS Centro de Referência e Assistência Social e colaboração do PAT Posto de Atendimento ao Trabalhador. A procura das pessoas para participar deste curso foi grande, sendo que a turma foi formada por 20 pessoas. O curso teve duração de quatro dias, de 03 a 06 de Outubro e aconteceu junto à sede do CRAS, explorando os Orquidários Yasmim e Cabana Floresta, tendo ainda a importante participação do Orquidário São José da Zezinha Gambarato. Este curso em especial teve como objetivo a capacitação de pessoas para o manejo adequado de orquídeas e, além da parte teórica, os participantes tiveram a parte prática em que puderam vivenciar todos os cuidados e tarefas para que a planta se desenvolva plenamente. Com 32 horas/aula, o curso foi ministrado pelo Engenheiro Agrônomo Luiz Roberto Y. Goia, do município de Cajuru, especialista na área há mais de 45 anos. Ele ainda ofereceu informações sobre produção, plantio, replantio e a manutenção de mudas, tipo e uso correto de fertilizantes, construção de orquidário e viabilidade pode ter a participação do Sindicato Rural. Quando da abertura do Curso de Orquídea, no dia 03 de Outubro pela manhã, os alunos receberam a visita do Coordenador dos Cursos para Jaborandi, o Diretor do Sirvarig, Sr. Nestor Leonel, que pretende dobrar o número de cursos em Jaborandi, com a continuidade e qualidade que o SENAR/ SIRVARIG apresenta. O coordenador dos cursos Nestor Leonel disse ainda que além do aumento dos cursos, eles são gratuitos econômica da atividade. e com fornecimento de Os participantes material didático, café da deste curso de Plantio e manhã, almoço e lanche da Manejo de Orquídea se tarde. Para que os cursos interessaram tanto pelo aconteçam é necessário treinamento que pretendem o pedido, como vem criar novos cursos para fazendo o vereador André a divulgação do cultivo Muramoto e uma turma desta cultura encantadora, formada. Quanto mais gente apresentando ao final pedindo, mais cursos, mais um projeto que visa uma qualificação e mais trabalho Exposição para o próximo para o povo de Jaborandi, evento, que inclusive disse Nestor Leonel.

12 Pág. 12 SERVIÇOS OFERECIDOS PELO SINDICATO I DEPTO. PESSOAL - Registro de Empregados; - Folhas de Pagamento; - Recibos de Salários; - Anotações em carteira Profissional dos Empregados; - Fundo de Garantia por Tempo de Serviço; - Preenchimento das guias de FGTS, Previdência Social, PIS e Contribuição Sindical, Confederativa e Assistencial; - Cadastramento do PIS; - Preenchimento de CAGED; - Av i s o P r é v i o d e Empregado Rural; - Preenchimento da Guia de Seguro Desemprego; - Orientação Trabalhista; II DEPTO. FISCAL - Abertura, Renovação, Transferência, Alteração e Cancelamento de Inscrições de Produtor DECA; - Abertura de CNPJ; - Demonstrativo de Movimento de Gado DMG; - Certidões Negativas de Débito junto à Receita Federal e outros órgãos públicos; - Requisição de Talonário; - Preenchimento da Nota Fiscal Produtor; - Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física; - Recursos junto a Receia Federal, Posto Fiscal, IBAMA e outros; - Declaração do ITR; - Escrituração do ICMS; - Livro Caixa e Orientação Contábil de Imóveis Rurais; - Contratos de Parcerias, Arrendamentos e Comodatos; - Orientação sobre Financiamentos rurais, Dívidas Rurais Ajuizadas; - Recálculos de dívidas, Securitização, Alongamento de Dívidas Rurais; - Declaração do Ato Declaratório Ambiental ADA; Responsável Dr. Osvaldo de Luca Filho - Advogado OAB /SP III DEPTO JURÍDICO G E R A I G E A D V O G A D O S ASSOCIADOS, representado pelo seu advogado RICARDO Emprego / Procura-se Benilson Alves da Silva está a procura de recolocação no mercado de trabalho. Benilson tem 62 anos de idade e experiência na área de citricultura. Além disso, se propões a exercer funções como caseiro para cuidar de sítios ou chácaras. Interessados podem pegar seu currilo no SIRVARIG ou entrar em contato pelo telefone (17) , ou através do hotmail.com Compro / Procura-se José Carlos Firmino da Silva, está procurando os seguintes materiais para comprar: Trator Ford 4610 / Trator Massey 265 / Tanque para 2 mil litros / Carreta de madeira para 4 toneladas / Roçadeira grande. Interessados, entrar em contato pelo telefone (17) GOMES CALIL OAB/SP , Presta os seguintes serviços: - Consultoria e assessoria jurídica em todos os ramos do Direito, em especial Direito Civil, Trabalhista, Ambiental e Tributário; - Consultoria e defesa dos interesses coletivos dos associados em todas as instâncias, tanto no contencioso, administrativo e judicial; - Análise de contratos; - Consultoria trabalhista aos associados, não abrangendo ajuizamento de ações ou confecção de qualquer peça jurídica; - Dar instruções e ministrar palestras de âmbito jurídico, tanto à diretoria quanto aos associados, no âmbito dos seus interesses; IV SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS Drª MARINA CALDANA ASSUMPÇÃO EIRAS - Procure nossa secretaria p a r a a g e n d a r, p o i s o s CLASSIFICADOS Emprego / Procura-se José Antonio da Silva está a procura de recolocação no mercado de trabalho. José tem experiência como tratorista e lida com gado. Além disso, se propões a exercer funções como caseiro para cuidar de sítios ou chácaras. Interessados podem entrar em contato pelo telefone (17) atendimentos são com hora marcada; - Serviço disponível para associados e dependentes; Horários e dias disponíveis: - Terça-feira (08h às 11h30) - Quarta-feira (13h às 17h30) - Quinta-feira (13h às 17h30) V VA L O R E S D A S MENSALIDADES VENCÍVEIS TODO DIA 15 DE CADA MÊS Até 10,0 alqueires R$ 40,00 Acima de 10,1 alq. até 30,0 alqueires R$ 53,33 Acima de 30,1 alq. até 80,0 alqueires R$ 76,00 Acima de 80,1 alq. até 200,0 alqueires R$ 96,00 Acima de 200,1 alqueires R$ 160,00 - Mensalidade com 10% (dez por cento) de desconto até o vencimento; - Mensalidade com 20% (vinte por cento) de desconto para pagamento anual até 15 de fevereiro

Agrishow 2015. APAE recebe curso do SENAR em parceria com o SIRVARIG

Agrishow 2015. APAE recebe curso do SENAR em parceria com o SIRVARIG Maio de 2015 - Ano 7 - nº 35 Governo prorroga prazo para o Cadastro Ambiental Rural Prazo final para o registro dos imóveis rurais no Cadastro Ambiental Rural é prorrogado por mais um ano. De acordo com

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 11 Pronunciamento sobre a questão

Leia mais

Bom Dia! Sejam Bem Vindos!!!

Bom Dia! Sejam Bem Vindos!!! Bom Dia! Sejam Bem Vindos!!! REUNIÃO DA DIRETORIA Pauta 1. SCBH-ATC (Programação da Cartilha, Seminário de Recursos Hídricos); 2. FAESP/SENAR (Programação 2008, Eleições Sindicais); 3. Visita do Coordenador

Leia mais

Novembro/Dezembro 2015 - Ano 7 - nº 38 Expo Barretos 2015 supera expectativas

Novembro/Dezembro 2015 - Ano 7 - nº 38 Expo Barretos 2015 supera expectativas Novembro/Dezembro 2015 - Ano 7 - nº 38 Expo Barretos 2015 supera expectativas A programação foi diversificada e contou com exposição de gados finos da raça Nelore e Senepol, leilões, julgamento do ranking

Leia mais

Você atingiu o estágio: Recomendações. NOME: MUNICIPIO: Ipiranga Data de preenchimento do guia: 2012-02-14 Data de devolução do relatório:

Você atingiu o estágio: Recomendações. NOME: MUNICIPIO: Ipiranga Data de preenchimento do guia: 2012-02-14 Data de devolução do relatório: Guia de sustentabilidade na produção de soja na Agricultura Familiar Relatório individual NOME: Prezado senhor (a), Em primeiro lugar, no nome dacoopafi, da Gebana e da Fundação Solidaridad,gostaríamos

Leia mais

REQUERIMENTO (Do Sr. Homero Pereira) Senhor Presidente:

REQUERIMENTO (Do Sr. Homero Pereira) Senhor Presidente: REQUERIMENTO (Do Sr. Homero Pereira) Requer o envio de Indicação ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, no sentido de implantar um Programa de Redução de Perdas de Produtos Agrícolas. Senhor

Leia mais

TRABALHOS EXITOSOS EM ATER - 2014 EXTENSÃO RURAL ORGANIZAÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL

TRABALHOS EXITOSOS EM ATER - 2014 EXTENSÃO RURAL ORGANIZAÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL TRABALHOS EXITOSOS EM ATER - 2014 EXTENSÃO RURAL ORGANIZAÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL ESCADA, 2014 EXTENSÃO RURAL CONSTRUIR UM SONHO E LUTAR POR ELE Regional : Palmares PE Municipio: Escada Comunidades: Sitio

Leia mais

GESTÃO DA PROPRIEDADE COMO EMPRESA RURAL E VIABILIDADE REAL DAS ATIVIDADES AGRÍCOLAS CASO PROPRIEDADE MONTE BELO (PEROBAL - PR)

GESTÃO DA PROPRIEDADE COMO EMPRESA RURAL E VIABILIDADE REAL DAS ATIVIDADES AGRÍCOLAS CASO PROPRIEDADE MONTE BELO (PEROBAL - PR) ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 GESTÃO DA PROPRIEDADE COMO EMPRESA RURAL E VIABILIDADE REAL DAS ATIVIDADES AGRÍCOLAS CASO PROPRIEDADE

Leia mais

DECRETO N 037/2014. O Prefeito Municipal de Santa Teresa Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições legais,

DECRETO N 037/2014. O Prefeito Municipal de Santa Teresa Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições legais, DECRETO N 037/2014 Regulamenta aplicação das Instruções Normativas SDE Nº 01/2014 a 02/2014, que dispõem sobre as Rotinas e Procedimentos do Sistema de Desenvolvimento Econômico a serem observados no âmbito

Leia mais

Escola Luiz César de Siqueira Melo

Escola Luiz César de Siqueira Melo Escola Luiz César de Siqueira Melo PROJETO: PRODUÇÃO DO AÇÚCAR ORGÂNICO NA JALLES MACHADO S.A Elaboração: Prof. Elias Alves de Souza I - APRESENTAÇÃO O cultivo de açúcar foi introduzido no Brasil em 1532

Leia mais

Leite. A utilização de softwares no gerenciamento produtivo de pequenas propriedades. relatório de inteligência. Abril 2014

Leite. A utilização de softwares no gerenciamento produtivo de pequenas propriedades. relatório de inteligência. Abril 2014 Leite relatório de inteligência Abril 2014 A utilização de softwares no gerenciamento produtivo de pequenas propriedades A rotina em uma propriedade leiteira exige acompanhamento e atenção em todos os

Leia mais

XV SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

XV SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA XV SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE COBRANÇA DE TERCEIROS E DOAÇÕES, ATRAVÉS DA CONTA DE ENERGIA ELÉTRICA HEITOR LUIZ BREDA CELESC CENTRAIS ELÉTRICAS DE SANTA

Leia mais

Sede Sebrae Nacional

Sede Sebrae Nacional Sede Sebrae Nacional Somos o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresa, uma entidade privada sem fins lucrativos, e a nossa missão é promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável

Leia mais

7. Atividades realizadas pelo projeto no contexto da cooperação com o Funbio. 7.1. Palestras e oficina

7. Atividades realizadas pelo projeto no contexto da cooperação com o Funbio. 7.1. Palestras e oficina 7. Atividades realizadas pelo projeto no contexto da cooperação com o Funbio As atividades do projeto abaixo indicadas são financiadas exclusivamente pelo TFCA/Funbio, sendo que aquelas referentes ao planejamento

Leia mais

QUALIDADE VERDANA 2014

QUALIDADE VERDANA 2014 ano 2 MAIO 2014 EDIÇão 02 www.verdanaagropecuaria.com.br camapuã/ms INFORMATIVO Mais valor para você Editorial QUALIDADE VERDANA 2014 1 1 A QUALIDADE QUE FEZ A DIFERENÇA em 2013 ENCONTRO 2013 Vinte e seis

Leia mais

O papel do engenheiro agrônomo no desenvolvimento das plantas medicinais

O papel do engenheiro agrônomo no desenvolvimento das plantas medicinais O papel do engenheiro agrônomo no desenvolvimento das plantas medicinais Alexandre Sylvio Vieira da Costa 1 1.Engenheiro Agrônomo. Professor Universidade Vale do Rio Doce/Coordenador Adjunto da Câmara

Leia mais

Palestras Scot Consultoria

Palestras Scot Consultoria Palestras Scot Consultoria índice palestras scot consultoria As melhores e mais fiéis informações de mercado vão até você temas 3 pecuária de corte e seus derivados temas 5 pecuária de leite e derivados

Leia mais

Linhas de Crédito PISCICULTURA INVESTIMENTO CUSTEIO. Obs.: As informações atinentes às linhas de crédito estão sujeitas a alterações.

Linhas de Crédito PISCICULTURA INVESTIMENTO CUSTEIO. Obs.: As informações atinentes às linhas de crédito estão sujeitas a alterações. PISCICULTURA CUSTEIO INVESTIMENTO Obs.: As informações atinentes às linhas de crédito estão sujeitas a alterações. financiar as despesas normais de custeio da produção agrícola e pecuária. Linhas de Crédito

Leia mais

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Resultados incluem primeiro ano de cultivo de milho geneticamente modificado, além das já tradicionais

Leia mais

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA)

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Relatório com as principais notícias divulgadas pela mídia

Leia mais

Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste

Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste O que é FCO? O Fundo de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) é um fundo de crédito criado pela Constituição Federal de 1988 com o objetivo de promover

Leia mais

Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com.

Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com. 1 Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com.br e baixe todas as cartilhas, ou retire no seu Sindicato Rural. E

Leia mais

Assembléia Legislativa do Estado do Paraná Centro Legislativo Presidente Aníbal Khury Comissão de Constituição e Justiça

Assembléia Legislativa do Estado do Paraná Centro Legislativo Presidente Aníbal Khury Comissão de Constituição e Justiça SUBSTITUTIVO GERAL AO PROJETO DE LEI 307/2003. SÚMULA: Veda o cultivo, a manipulação, a importação, a industrialização e a comercialização de Organismos Geneticamente Modificados (OGMs) no Estado do Paraná,

Leia mais

EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA DE MINAS GERAIS - EPAMIG C L I P P I N G 14/04/2009. Produção ASCOM

EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA DE MINAS GERAIS - EPAMIG C L I P P I N G 14/04/2009. Produção ASCOM EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA DE MINAS GERAIS - EPAMIG C L I P P I N G 14/04/2009 Produção ASCOM MGTV 1ª edição 13/04/2009 TV Panorama Juiz de Fora Expominas não atrai o número de eventos esperado Empreendimento

Leia mais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Nº 60/2013 novembro Informativo digital sobre temas da cadeia produtiva da soja Produtor rural muda conceito de trabalho na fazenda com o Soja Plus

Leia mais

SÍNTESE BARRA DO GARÇAS RP IV

SÍNTESE BARRA DO GARÇAS RP IV SÍNTESE BARRA DO GARÇAS RP IV Realizar projetos para destinação de resíduos sólidos * Meio Ambiente Desenvolver programas de educação ambiental Apresentar pequenos e médios projetos de recuperação (seqüestro

Leia mais

Banco do Brasil. Programa ABC

Banco do Brasil. Programa ABC Banco do Brasil Programa ABC Junho de 2015 Plano ABC Conceito Crédito orientado para promover a redução das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) na agricultura, conforme preconizado na Política Nacional

Leia mais

Já sabe como funciona hoje a governança ambiental pública e privada?

Já sabe como funciona hoje a governança ambiental pública e privada? CONVITE Caro (a) jornalista, Você conhece a fundo o novo Código Florestal, uma das leis mais importantes do Brasil, visto que o País é uma das principais potências agrícolas do mundo e preserva 63% da

Leia mais

Instrumento de Defesa Sanitária. Programa de Seguro Sanitário da Citricultura

Instrumento de Defesa Sanitária. Programa de Seguro Sanitário da Citricultura Instrumento de Defesa Sanitária Programa de Seguro Sanitário da Citricultura 1 Reportagem com comentários do Dr. Lourival Monaco e Dr. Juliano Ayres do FUNDECITRUS O setor produtivo e pesquisadores estimam

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Promoção do turismo de excelência CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Município de Santo Antônio da Patrulha RS Vencedores

Leia mais

Comissão Nacional de Silvicultura e Agrossilvicultura

Comissão Nacional de Silvicultura e Agrossilvicultura CONFEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL Comissão Nacional de Silvicultura e Agrossilvicultura Camila Soares Braga Assessora Técnica Bem estar humano F ood F resh water F uel F iber A gente não

Leia mais

AÇÕES MARÇO/2015 Patrocínio Apoi o :

AÇÕES MARÇO/2015 Patrocínio Apoi o : AÇÕES MARÇO/2015 RELATÓRIO No findar de janeiro, foi firmado entre Prefeitura Municipal de Bonito, através da SEMA - Secretaria de Meio Ambiente, com apoio do COMDEMA Conselho Municipal de Meio Ambiente

Leia mais

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Câmara temática de Insumos Agropecuários Brasília, 27 de maio de 2014

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Câmara temática de Insumos Agropecuários Brasília, 27 de maio de 2014 Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Câmara temática de Insumos Agropecuários Brasília, 27 de maio de 2014 O QUE É O CAR O Cadastro Ambiental Rural - CAR, é o registro público eletrônico de âmbito

Leia mais

Feira Internacional de tecnologia e negócios. 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS

Feira Internacional de tecnologia e negócios. 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS EXPODIRETO 2012 Feira Internacional de tecnologia e negócios 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS EXPODIRETO 2012 Feira Internacional de tecnologia e negócios Você é nosso convidado para participar

Leia mais

GABRIEL MOTTA DE OLIVEIRA LEITE Aprofruta, Sindicato dos Produtores Rurais de Barra do Rocha, Produtos Manjar dos Deuses e Faz.

GABRIEL MOTTA DE OLIVEIRA LEITE Aprofruta, Sindicato dos Produtores Rurais de Barra do Rocha, Produtos Manjar dos Deuses e Faz. GABRIEL MOTTA DE OLIVEIRA LEITE Aprofruta, Sindicato dos Produtores Rurais de Barra do Rocha, Produtos Manjar dos Deuses e Faz. Nova Coroa ORGANIZAÇÃO DOS PRODUTORES E POLÍTICAS PÚBLICAS NA COMERCIALIZAÇÃO

Leia mais

GABINETE DO PREFEITO

GABINETE DO PREFEITO LEI Nº. 1.193/2015 AUTOR: MESA DIRETORA SÚMULA: CRIA O CONSELHO E O FUNDO MUNICIPAL DE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO SUSTENTÁVEL DO MUNICÍPIO DE ARIPUANÃ, ESTADO DE MATO GROSSO, E

Leia mais

Facebook/Cearpa Sorriso

Facebook/Cearpa Sorriso Facebook/Cearpa Sorriso Facebook/Weider Santana @joelmaqueirozz Facebook/Cila Vilela Facebook/Gorette Rocha @inpev ENGAJAMENTO 29 ENGAJAMENTO G4-26 e DMA @eliandersonzte O inpev articula os elos da cadeia

Leia mais

O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO

O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO Agropecuária É o termo utilizado para designar as atividades da agricultura e da pecuária A agropecuária é uma das atividades mais antigas econômicas

Leia mais

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Características Agropecuárias A sociedade brasileira viveu no século XX uma transformação socioeconômica e cultural passando de uma sociedade agrária para uma sociedade

Leia mais

The Nature Conservancy, Walmart, Marfrig e produtores do sudeste do Pará trabalharão juntos pela pecuária sustentável na Amazônia

The Nature Conservancy, Walmart, Marfrig e produtores do sudeste do Pará trabalharão juntos pela pecuária sustentável na Amazônia The Nature Conservancy, Walmart, Marfrig e produtores do sudeste do Pará trabalharão juntos pela pecuária sustentável na Amazônia Cadeia irá trabalhar unida na implementação das melhores práticas socioambientais

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico COGAP/SEAE/MF

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico COGAP/SEAE/MF MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06077/2010/DF COGAP/SEAE/MF Em 21 de setembro de 2010. Referência: Processo n.º 18101.000737/2010-30. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

Orgânicos e desenvolvimento sustentável

Orgânicos e desenvolvimento sustentável Orgânicos e desenvolvimento sustentável SÉRGIO ANGHEBEN Gestor do Programa Desenvolvimento Rural Sustentável da Itaipu Binacional A princípio, gostaria de chamar atenção no quadro 1 para a área plantada

Leia mais

PROCERRADO PROJETO DE REDUÇÃO DO DESMATAMENTO E DAS QUEIMADAS NO CERRADO DO PIAUÍ TERMO DE REFERÊNCIA

PROCERRADO PROJETO DE REDUÇÃO DO DESMATAMENTO E DAS QUEIMADAS NO CERRADO DO PIAUÍ TERMO DE REFERÊNCIA PROCERRADO PROJETO DE REDUÇÃO DO DESMATAMENTO E DAS QUEIMADAS NO CERRADO DO PIAUÍ Acordo de Doação Nº TF016192 TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA INDIVIDUAL DE LONGO

Leia mais

SINDICATO E ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS NO ESTADO DO TOCANTINS OCB/TO

SINDICATO E ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS NO ESTADO DO TOCANTINS OCB/TO SINDICATO E ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS NO ESTADO DO TOCANTINS OCB/TO A OCB/TO é formada por cooperativas singulares, federações e centrais de todos os ramos. Pela Lei 5.764/71, ainda em vigor, todas

Leia mais

Apoio à comercialização da agricultura familiar

Apoio à comercialização da agricultura familiar Apoio à comercialização da agricultura familiar Programa de Aquisição de Alimentos 1. Contexto Liberalização dos mercados de produtos agrícolas (anos 90) Intenso processo de concentração de capitais no

Leia mais

Páginas: OFICINAS DE ESPORTES. Oficinas de esportes consolidam a formação de atletas em Canavieiras

Páginas: OFICINAS DE ESPORTES. Oficinas de esportes consolidam a formação de atletas em Canavieiras Páginas: 10 OFICINAS DE ESPORTES Oficinas de esportes consolidam a formação de atletas em Canavieiras A Prefeitura de Canavieiras vem incentivando a prática regular de esportes, através de diversas iniciativas

Leia mais

INSTITUTO AGRONÔMICO DE PERNAMBUCO ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO CLIPPING ELETRÔNICO

INSTITUTO AGRONÔMICO DE PERNAMBUCO ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO CLIPPING ELETRÔNICO INSTITUTO AGRONÔMICO DE PERNAMBUCO ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO CLIPPING ELETRÔNICO De 06 de outubro de 2014 TECNOLOGIA GENÉTICA ACESSÍVEL PECUÁRIA Laboratório fará transferência de embriões de animais de

Leia mais

COMISSÃO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA, ABASTECIMENTO E DESENVOLVIMENTO RURAL

COMISSÃO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA, ABASTECIMENTO E DESENVOLVIMENTO RURAL COMISSÃO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA, ABASTECIMENTO E DESENVOLVIMENTO RURAL PROJETO DE LEI N 2.468, DE 2003 Estabelece condições especiais de financiamento para a aquisição de veículo utilitário por profissional

Leia mais

O Código Florestal e a contribuição dos trabalhadores de pesquisa e desenvolvimento

O Código Florestal e a contribuição dos trabalhadores de pesquisa e desenvolvimento O Código Florestal e a contribuição dos trabalhadores de pesquisa e desenvolvimento agropecuário Vicente Almeida Presidente do SINPAF O que é o SINPAF? É o Sindicato Nacional que representa os trabalhadores

Leia mais

Contribuições do MAPA para a Implantação da Nova Lei Florestal

Contribuições do MAPA para a Implantação da Nova Lei Florestal MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO E SUSTENTABILIDADE DEPROS Contribuições do

Leia mais

Categoria Voluntariado BB

Categoria Voluntariado BB Categoria Voluntariado BB Voluntário BB: Everaldo Costa Mapurunga Nome do Projeto: Sustentabilidade e Vida Entidade Apoiada: Centro Espírita O Pobre de Deus Localização: Viçosa do Ceará Ceará O Projeto

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Tratamento diferenciado CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO Município de Itapecuru Mirim MA Vencedores do 4º Prêmio

Leia mais

ESPAÇO RURAL ALIMENTOS PARA OS BRASILEIROS E PARA O MUNDO

ESPAÇO RURAL ALIMENTOS PARA OS BRASILEIROS E PARA O MUNDO ESPAÇO RURAL ALIMENTOS PARA OS BRASILEIROS E PARA O MUNDO Introdução O modelo de desenvolvimento rural nos últimos tempos, baseado na modernização agrícola conservou muitas das características históricas

Leia mais

Desempenho da Agroindústria em 2004. histórica iniciada em 1992. Como tem sido freqüente nos últimos anos (exceto em 2003), os

Desempenho da Agroindústria em 2004. histórica iniciada em 1992. Como tem sido freqüente nos últimos anos (exceto em 2003), os Desempenho da Agroindústria em 2004 Em 2004, a agroindústria obteve crescimento de 5,3%, marca mais elevada da série histórica iniciada em 1992. Como tem sido freqüente nos últimos anos (exceto em 2003),

Leia mais

LEI Nº 1.265 DE 25 DE JUNHO DE 2014

LEI Nº 1.265 DE 25 DE JUNHO DE 2014 Dispõe sobre a campanha de fiscalização e melhoria da arrecadação de tributos, mediante o sorteio de prêmios e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE JACOBINA-BA, no uso de suas atribuições

Leia mais

CAPÍTULO I DA NATUREZA, FINALIDADE, CONSTITUIÇÃO E COMPOSIÇÃO DO CONSELHO

CAPÍTULO I DA NATUREZA, FINALIDADE, CONSTITUIÇÃO E COMPOSIÇÃO DO CONSELHO LEI Nº 3890 REGULAMENTA A PARTICIPAÇÃO POPULAR NAS AÇÕES SOCIAIS DE PROTEÇÃO, DEFESA E ATENDIMENTO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE, NOS TERMOS DO INCISO II DO ARTIGO 88 DA LEI FEDERAL Nº 8.069,

Leia mais

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)?

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)? Entrevista concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após cerimônia de apresentação dos resultados das ações governamentais para o setor sucroenergético no período 2003-2010 Ribeirão

Leia mais

Resolução nº 07914. Súmula: Regulamenta os procedimentos de Inscrição, Renovação e Suspensão no Cadastro de Licitantes do Estado/CLE.

Resolução nº 07914. Súmula: Regulamenta os procedimentos de Inscrição, Renovação e Suspensão no Cadastro de Licitantes do Estado/CLE. Resolução nº 07914 Súmula: Regulamenta os procedimentos de Inscrição, Renovação e Suspensão no Cadastro de Licitantes do Estado/CLE. A Secretária de Estado da Administração e da Previdência, no uso das

Leia mais

As ações do Pacto serão delineadas de acordo com as seguintes prioridades:

As ações do Pacto serão delineadas de acordo com as seguintes prioridades: Finalidade A conservação da biodiversidade e de demais atributos da Mata Atlântica depende de um conjunto articulado de estratégias, incluindo a criação e a implantação de Unidades de Conservação, Mosaicos

Leia mais

Projeto PODEMOS MAIS E MELHOR

Projeto PODEMOS MAIS E MELHOR Projeto PODEMOS MAIS E MELHOR Mostra Local de: Londrina Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: "PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO

Leia mais

1º Encontro de Comunicação do Setor Sucroenergético de Minas BELO HORIZONTE 08/10/09

1º Encontro de Comunicação do Setor Sucroenergético de Minas BELO HORIZONTE 08/10/09 1º Encontro de Comunicação do Setor Sucroenergético de Minas Gerais BELO HORIZONTE 08/10/09 . Jornal Canavial SIAMIG-SINDAÇÚCAR-MG EVOLUÇÃO DA COMUNICAÇÃO. Criação do Boletim Eletrônico. Criação do Site

Leia mais

O papel da APROSOJA na promoção da sustentabilidade na cadeia produtiva da soja brasileira

O papel da APROSOJA na promoção da sustentabilidade na cadeia produtiva da soja brasileira O papel da APROSOJA na promoção da sustentabilidade na cadeia produtiva da soja brasileira Clusters para exportação sustentável nas cadeias produtivas da carne bovina e soja Eng Agrônomo Lucas Galvan Diretor

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000096/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/01/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR064426/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.042751/2011-40 DATA DO

Leia mais

O setor de Telecomunicações

O setor de Telecomunicações O setor de Telecomunicações Tem pouco tempo, por volta de 14 anos.(nasceu logo após a privatização das Teles) No Brasil existem mais de 20.000 empresas atuando no segmento de vendas de serviços e produtos

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL Página 1 de 5 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP006002/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/06/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR030110/2015 NÚMERO DO PROCESSO:

Leia mais

ATA DA REUNIÃO DE DIRETORIA EM 03.04.2014

ATA DA REUNIÃO DE DIRETORIA EM 03.04.2014 ATA DA REUNIÃO DE DIRETORIA EM 03.04.2014 Ao terceiro dia de abril do ano de dois mil e quatorze, às dez horas, reuniu-se, ordinariamente, a diretoria da AJUT Associação dos Servidores na Justiça do Trabalho

Leia mais

AO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO REQUERIMENTO DE REGISTRO DE ACORDO COLETIVO DE TRABALHO

AO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO REQUERIMENTO DE REGISTRO DE ACORDO COLETIVO DE TRABALHO Page 1 U1 1 Requerimento- Registro AO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO REQUERIMENTO DE REGISTRO DE ACORDO COLETIVO DE TRABALHO N DA SOLICITAÇÃO: MR076479/2012 SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDUSTRIAS

Leia mais

S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 8

S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 8 S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 8 ADICIONAL DE INSALUBRIDADE. MUDANÇA DA BASE DE CÁLCULO. Doravante as empresas deverão estar atentas à questão envolvendo o pagamento do adicional de

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais em várias categorias CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO Município de Três Marias MG Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito

Leia mais

Release conjunto. Projeto que une educação e sustentabilidade será lançado em Palotina

Release conjunto. Projeto que une educação e sustentabilidade será lançado em Palotina Release conjunto L Projeto que une educação e sustentabilidade será lançado em Palotina Alunos e professores das redes pública e privada de ensino receberão 3.899 livros do Atlas Ambiental Mata Viva, projeto

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO PARA IMPLANTAÇÃO DA QUALIDADE TOTAL NA. EMATER Paraná

CONTRIBUIÇÃO PARA IMPLANTAÇÃO DA QUALIDADE TOTAL NA. EMATER Paraná ODÍLIO SEPULCRI CONTRIBUIÇÃO PARA IMPLANTAÇÃO DA QUALIDADE TOTAL NA EMATER Paraná Projeto apresentado a Universidade Federal do Paraná, Confederação Nacional da Indústria, Serviço Nacional de Aprendizagem

Leia mais

Obtenção de recursos para a agricultura urbana através do Orçamento Participativo municipal: a experiência de Porto Alegre

Obtenção de recursos para a agricultura urbana através do Orçamento Participativo municipal: a experiência de Porto Alegre Obtenção de recursos para a agricultura urbana através do Orçamento Participativo municipal: a experiência de Porto Alegre Saya Saulière - sayasauliere@hotmail.com IPES/PGU-AL Fotos: Saya Sauliére - 1:

Leia mais

Sete Lagoas e o resgate da cidadania. Prefeitura ativa. Cidade viva.

Sete Lagoas e o resgate da cidadania. Prefeitura ativa. Cidade viva. Sete Lagoas e o resgate da cidadania Prefeitura ativa. Cidade viva. APRESENTAÇÃO A Prefeitura Municipal de Sete Lagoas, Minas Gerais, está desenvolvendo uma ação abrangente de resgate da cidadania, que

Leia mais

Setembro/Outubro de 2015 - Ano 7 - nº 37. Expo Barretos 2015

Setembro/Outubro de 2015 - Ano 7 - nº 37. Expo Barretos 2015 Expo Barretos 2015 ITR 2015 A Receita Federal liberou no dia 17 de agosto o programa para preenchimento da declaração do Imposto Territorial Rural (ITR). A declaração poderá ser feita até o dia 30 de setembro.

Leia mais

Clipping de notícias. Recife, 15 de julho de 2015.

Clipping de notícias. Recife, 15 de julho de 2015. Clipping de notícias Recife, 15 de julho de 2015. Cepe Recife, 15 de julho de 2015. 14/07/2015 ATÉ QUE ENFIM: 'Secretaria de Agricultura de Tabira instala balança no Curral do Gado' O prefeito de Tabira,

Leia mais

Município: JOÃO PESSOA / PB

Município: JOÃO PESSOA / PB O Plano Brasil Sem Miséria O Plano Brasil Sem Miséria foi lançado com o desafio de superar a extrema pobreza no país. O público definido como prioritário foi o dos brasileiros que estavam em situação de

Leia mais

Case Fibria: Sustentabilidade em projetos sociais Programa Colmeias

Case Fibria: Sustentabilidade em projetos sociais Programa Colmeias Case Fibria: Sustentabilidade em projetos sociais Programa Colmeias QUEM Somos uma empresa brasileira com forte presença no mercado global de produtos florestais. SOMOS Empresa líder mundial na produção

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SDA/SDC/ANVISA/IBAMA Nº 1, DE 24 DE MAIO DE 2011.

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SDA/SDC/ANVISA/IBAMA Nº 1, DE 24 DE MAIO DE 2011. INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SDA/SDC/ANVISA/IBAMA Nº 1, DE 24 DE MAIO DE 2011. O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA, o SECRETÁRIO DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

(E-MAIL): marfa.alessandra@seagro.to.gov.br. Fortalecimento dos Serviços Públicos Selecionados

(E-MAIL): marfa.alessandra@seagro.to.gov.br. Fortalecimento dos Serviços Públicos Selecionados NOME DO PROJETO: PROJETO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL INTEGRADO E SUSTENTÁVEL PDRIS Nº ACORDO EMPRÉSTIMO: 8185-0/BR NÃO OBJEÇÃO - (TERMO DE REFERÊNCIA) Nº DO TDR: 02/2015 DATA: 01/02/2015 COMPONENTE: SUBCOMPONENTE:

Leia mais

CREA- São Paulo. PRESIDENTE (em exercício): ENG. AGR. ÂNGELO PETTO NETO

CREA- São Paulo. PRESIDENTE (em exercício): ENG. AGR. ÂNGELO PETTO NETO CREA- São Paulo PRESIDENTE (em exercício): ENG. AGR. ÂNGELO PETTO NETO LEGISLAÇÃO E EXERCÍCIO PROFISSIONAL Câmara Especializada de Agronomia CREA/SP Eng. Agr. Daniel Antonio Salati Marcondes ( CEA (Coordenador

Leia mais

Orientações para o Apoio do Fundo Amazônia ao Cadastramento Ambiental Rural

Orientações para o Apoio do Fundo Amazônia ao Cadastramento Ambiental Rural Orientações para o Apoio do Fundo Amazônia ao Cadastramento Ambiental Rural 1. Apoio do Fundo Amazônia ao Cadastramento Ambiental Rural no bioma Amazônia... 2 2. Apoio do Fundo Amazônia ao Cadastramento

Leia mais

LEI Nº 8.798 de 22 de fevereiro de 2006.

LEI Nº 8.798 de 22 de fevereiro de 2006. LEI Nº 8.798 de 22 de fevereiro de 2006. Institui a Política Estadual de fomento à Economia Popular Solidária no Estado do Rio Grande do Norte e estabelece outras disposições. O PRESIDENTE DA ASSEMBLÉIA

Leia mais

ecoturismo ou turismo. As faixas de APP que o proprietário será obrigado a recompor serão definidas de acordo com o tamanho da propriedade.

ecoturismo ou turismo. As faixas de APP que o proprietário será obrigado a recompor serão definidas de acordo com o tamanho da propriedade. São as áreas protegidas da propriedade. Elas não podem ser desmatadas e por isso são consideradas Áreas de Preservação Permanente (APPs). São as faixas nas margens de rios, lagoas, nascentes, encostas

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Programa transmitido em 26 de fevereiro

Leia mais

PRÊMIO GESTOR PÚBLICO 3ª EDIÇÃO 2015 PRODUTOR RURAL: MELHORIA NA RECEITA PRÓPRIA E QUOTA PARTE DO ICMS ANEXOS

PRÊMIO GESTOR PÚBLICO 3ª EDIÇÃO 2015 PRODUTOR RURAL: MELHORIA NA RECEITA PRÓPRIA E QUOTA PARTE DO ICMS ANEXOS PRÊMIO GESTOR PÚBLICO 3ª EDIÇÃO 2015 PRODUTOR RURAL: MELHORIA NA RECEITA PRÓPRIA E QUOTA PARTE DO ICMS ANEXOS 1 1. Notícia vinculada no site da Rádio Difusora Colméia AM de Porto União SC: FISCAIS DA RECEITA

Leia mais

INSTITUTO AGRONÔMICO DE PERNAMBUCO ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO CLIPPING ELETRÔNICO

INSTITUTO AGRONÔMICO DE PERNAMBUCO ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO CLIPPING ELETRÔNICO INSTITUTO AGRONÔMICO DE PERNAMBUCO ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO CLIPPING ELETRÔNICO De 30 de janeiro de 2014 Simpósio Riquezas e Problemas do Semiárido chega ao fim Na próxima sexta-feira, dia 31, chega ao

Leia mais

PREFEITURA DE XINGUARA

PREFEITURA DE XINGUARA 50/000-20 Anexo IV - Programas, Metas e Ações - (PPA Inicial) Página de 5 Programa: 000 AÇÃO LEGISLATIVA Manutenção da CMX através do apoio financeiro às atividades legislativas, custeio de despesas administrativas,

Leia mais

FEM. Flávio Figueiredo Secretário Executivo SEPLAG/PE

FEM. Flávio Figueiredo Secretário Executivo SEPLAG/PE FEM Flávio Figueiredo Secretário Executivo SEPLAG/PE FEM Criado em 18 de março de 2013 através da Lei 14.921 Art. 1º Fica instituído o Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal - FEM, mecanismo

Leia mais

RELATORIO QUANTITATIVO

RELATORIO QUANTITATIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE TEIXEIRA DE FREITAS SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA RELATORIO QUANTITATIVO PROGRAMA DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS PAA O Programa de Aquisição de Alimentos - PAA, tem como finalidades

Leia mais

Saiba mais sobre o Novo Código Florestal Brasileiro e o CAR COLADO NA CAPA

Saiba mais sobre o Novo Código Florestal Brasileiro e o CAR COLADO NA CAPA Saiba mais sobre o Novo Código Florestal Brasileiro e o CAR COLADO NA CAPA Índice O que o agricultor brasileiro deve saber sobre o Novo Código Florestal?...1 Começando a regularizar o imóvel rural...2

Leia mais

A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes. Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA

A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes. Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA O uso da terra no Brasil Evolução das Áreas de Produção Milhões de hectares 1960 1975 1985 1995 2006 Var.

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 254/2014

EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 254/2014 EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 254/2014 O Presidente do Instituto Pauline Reichstul-IPR, torna público que receberá inscrições para o processo seletivo de pessoal para atuação no projeto Ações Integradas

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº DE 2013. (Do Sr. Cândido Vaccarezza)

PROJETO DE LEI Nº DE 2013. (Do Sr. Cândido Vaccarezza) PROJETO DE LEI Nº DE 2013 (Do Sr. Cândido Vaccarezza) Institui a Universidade Federal do Oeste Paulista UFOESP e dá outras providências. O Congresso Nacional decreta: Institui a Universidade Federal do

Leia mais

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu:

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: Art. 8º É livre a associação profissional ou sindical, observado o seguinte: Art. 37º... VI - é garantido ao servidor público civil o direito à livre associação

Leia mais

Terça-feira, 23.08.11

Terça-feira, 23.08.11 Terça-feira, 23.08.11 Veja os destaques de hoje: 1. Governador em exercício participa da reunião de renovação do Programa Bolsa Universitária 2. Programa Lavoura Comunitária 3. ONU lança campanha O Planeta

Leia mais

Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Lei Nº 4.769, de 09 de setembro de 1965 O Presidente da República Dispõe sobre o exercício da profissão de Administrador e dá outras providências (*) (**). Faço saber que o Congresso Nacional decreta e

Leia mais

O Estado de São Paulo, Mudanças Climáticas e Estratégias para o Desenvolvimento Sustentável

O Estado de São Paulo, Mudanças Climáticas e Estratégias para o Desenvolvimento Sustentável O Estado de São Paulo, Mudanças Climáticas e Estratégias para o Desenvolvimento Sustentável Principais pontos de abordagem: Legislação Paulista que aborda Mudanças Climáticas; Estratégias para o Desenvolvimento

Leia mais

AUTORIDADES PARTICIPAM DA ABERTURA DA EXPOCAFÉ EM TRÊS PONTAS

AUTORIDADES PARTICIPAM DA ABERTURA DA EXPOCAFÉ EM TRÊS PONTAS AUTORIDADES PARTICIPAM DA ABERTURA DA EXPOCAFÉ EM TRÊS PONTAS Evento reúne toda a cadeia de produção do café em Três Pontas, no Sul de Minas, até o dia 3 de julho Três Pontas, julho de 2015 Com presenças

Leia mais

Lei nº 17773 DE 29/11/2013

Lei nº 17773 DE 29/11/2013 Lei nº 17773 DE 29/11/2013 Norma Estadual - Paraná Publicado no DOE em 02 dez 2013 Dispõe sobre o Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte - SUSAF-PR.

Leia mais

AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL

AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL IMPORTÂNCIA ECONOMICA 1- Exportações em 2014: Mais de US$ 100 bilhões de dólares; 2- Contribui com aproximadamente 23% do PIB brasileiro; 3- São mais de 1 trilhão de Reais e

Leia mais