Fundo de Apoio a Projetos do Escravo, nem pensar!

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Fundo de Apoio a Projetos do Escravo, nem pensar!"

Transcrição

1 Fundo de Apoio a Projetos do Escravo, nem pensar! Caros(as) participantes, O programa Escravo, nem pensar! da ONG Repórter Brasil abre as inscrições para a 8ª edição do Fundo de Apoio a Projetos do Escravo, nem pensar!, responsável pelo financiamento de projetos de prevenção ao trabalho escravo e ao tráfico de pessoas. O objetivo é difundir informação sobre o problema e mobilizar as comunidades para combatê-lo. Desde 2007, 95 projetos realizados por professores(as) e lideranças na Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Piauí, e Tocantins já receberam apoio pedagógico e financeiro para colocar em prática ações de combate ao trabalho escravo e ao tráfico de pessoas. As atividades foram diversificadas e interdisciplinares, desde peças de teatro até grafitagem, passando por programas de rádio, vídeos, palestras, encontros, caminhadas, pesquisas, produção de panfletos e cartilhas, confecção de cartazes e camisetas, oficinas de música, realização de oficinas de artesanato e plantio de hortas comunitárias. Qual a temática a ser abordada? O recente crescimento econômico do Brasil e a crise mundial contribuíram para aumentar significativamente o número de estrangeiros no país nos últimos anos. De acordo com dados do Ministério da Justiça, só de 2010 até abril de 2012, o número de estrangeiros em situação regular no Brasil aumentou em 60%. A migração deve ser considerada um direito humano, afinal todos nós deveríamos ter a possibilidade de escolher nossos caminhos e destinos. No entanto, muitas vezes o fenômeno está relacionado a violações de direitos, como o trabalho escravo contemporâneo e o tráfico de pessoas. Tendo em vista esse contexto, os projetos devem realizar ações envolvendo a temática do trabalho escravo e do tráfico de pessoas. Quem pode participar? Professores(as), instituições da sociedade civil e lideranças populares participantes ou não do programa Escravo, nem pensar! que tiverem interesse em desenvolver um projeto na escola em que trabalha, em articulação com outras escolas, ou na comunidade onde atua. Qual o valor dos financiamentos? Os projetos selecionados contarão com uma ajuda de custo de até R$ 1.500,00 para realizar as atividades. O que deve constar na proposta dos projetos? Os projetos deverão apresentar orçamento de até R$ 1.500,00 e cronograma para realização de atividades, que deverão ser desenvolvidas entre 31 de março e 31 de outubro. Os projetos devem conter: 1

2 1) Nome do projeto: Deve conter a idéia central daquilo que se pretende realizar. (no máximo 1 linha) Dados da organização ou indivíduo proponente: Nome: Endereço: nº: Complemento: Bairro: Cidade: Estado: CEP: Tel.: CPF/CNPJ: RG: Preencha os campos abaixo com os dados da pessoa responsável pela realização do projeto. Responda esta questão mesmo que você já tenha respondido a anterior, pois queremos saber quem é a pessoa que estará à frente das atividades: RESPONSÁVEL PELO PROJETO Nome: Profissão: Cargo/Função: Tel.: Banco: Conta Corrente: Agência: 2) Apresentação do Grupo: Quem são e quantos são os participantes do projeto?. 3) Objetivo geral: Qual é o grande problema que pretendemos ajudar a solucionar com este projeto?. Exemplo: Erradicar o trabalho escravo na nossa região. (no máximo 5 linhas) 4) Objetivos específicos: Como podemos agir para acabar com esse grande problema? Exemplo: Conscientizar os jovens da escola e a população desempregada, em geral, sobre os perigos do trabalho escravo. (no máximo 15 linhas) 5) Justificativa: Por que queremos fazer este projeto? Qual é a importância dele? Vai mostrar porque o projeto proposto é relevante, a partir de um breve diagnóstico do problema. Exemplo: Em nosso município é muito comum que jovens deixem a escola para trabalhar ou que seus pais saiam para fazendas distantes. Esse projeto permitirá que eles sejam informados das precauções necessárias para não cair na rede do trabalho escravo... (no máximo 20 linhas) 2

3 6) Participantes: Quem serão os atingidos por nossas ações? É o principal grupo para o qual o projeto está sendo pensado. Exemplo: jovens da escola e população desempregada. 7) Metodologia e descrição das atividades: Como vamos fazer para alcançar nossos objetivos? Por meio de que linguagens e de quais atividades iremos trabalhar o tema? Quais as etapas do nosso projeto?. Tente detalhar bem esta parte, explicando como cada etapa e atividade serão realizadas. De acordo com o público alvo, muda-se a metodologia para atingir os objetivos propostos. Não adianta, por exemplo, fazer um projeto de uma cartilha explicativa dos direitos trabalhistas se o público-alvo for de pessoas que não sabem ler. Exemplo: Utilizando livros, internet e entrevista com moradores, o grupo vai pesquisar sobre trabalho escravo e trabalho degradante, e descobrir se já houve algum caso conhecido na cidade. Com a pesquisa concluída, o grupo passará a construir o texto e a produção de uma dramatização que será apresentada posteriormente. (no máximo 30 linhas) 8) Recursos humanos: Que pessoas estarão envolvidas no projeto e o que exatamente cada uma vai fazer? Exemplo: Professores de Língua Portuguesa, Artes, História e Geografia irão coordenar a pesquisa, orientar a produção da dramatização e organizar as exibições em outros espaços públicos da cidade. Os estudantes vão fazer a pesquisa, montar o texto da peça, construir o cenário, o figurino, os instrumentos musicais e encenar a peça. Será necessária a ajuda de um músico e de um marceneiro da comunidade. 9) Recursos materiais e financeiros: Que materiais serão necessários? Teremos gastos com alguma coisa? É importante fazer uma previsão orçamentária detalhada para saber quanto será preciso conseguir. É preciso detalhar o tipo e o valor do gasto de cada item necessário. Essa etapa deve ser feita com cuidado, para não colocar o projeto em risco. A prestação de contas será baseada neste orçamento apresentado. 10) Cronograma: Com base na metodologia, quando cada etapa do projeto deverá acontecer? Qual o tempo necessário para cada uma delas? É importante ter bom senso na hora de elaborar o cronograma, para não planejar atividades excessivas para um determinado período de tempo e impossibilitar que o projeto seja finalizado na data desejada. Exemplo: 3

4 Ações Abril Maio Junho Julho Agosto Setembr o Pesquisa sobre trabalho escravo X X Texto da dramatização X X Confecção do cenário e figurino X X Ensaios e Divulgação X X X Outubro Apresentações pela cidade X X Avaliação do processo X X X X X X Relatório final e prestação de contas X 12) Parcerias: Quem vai nos ajudar na execução do projeto além da ONG Repórter Brasil e como? Exemplo: O projeto será realizado pelas duas escolas proponentes. Ele vai contar com a colaboração da Pastoral da Juventude, que se comprometeu a conseguir o auditório da Igreja para apresentar a dramatização, com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais e com a Secretaria de Educação para divulgar o evento. Quais documentos são necessários apresentar na proposta? Além do projeto, é importante apresentar uma ficha de identificação do(s) proponente(s), com nome completo, CPF ou CNPJ, RG e contato (telefone, e endereço completo). Quais critérios serão avaliados para a seleção das propostas? Vide a página 5, onde são detalhados os critérios. Qual o prazo para apresentação das propostas e para onde devem ser enviadas? As propostas devem ser enviadas até 21 de fevereiro de 2014 (sexta-feira), para o ou por fax: (11) ramal 20. O que deve ser enviado após o fechamento do projeto? Ao final do projeto, os proponentes selecionados deverão enviar para a equipe do Escravo, nem pensar! um relatório final no qual será analisado todo o processo de execução das atividades. Junto a esse relatório, os proponentes também deverão enviar a prestação de contas com as notas fiscais e/ou recibos dos gastos efetuados bem como relatórios de atividades, listas de presenças, fotos e materiais produzidos. Todos esses materiais deverão ser enviados até o dia 12 de novembro. Qualquer dúvida, liguem para Marina Falcão, do programa Escravo, nem pensar!: (11) / ramal 1, ou enviem um para Se você encontrar dificuldade para o envio, por favor, entre em contato conosco! 4

5 Critérios de seleção I. adequação da proposta ao tema II. abordagem de outros temas que se relacionam à temática III. viabilidade dos objetivos pretendidos com o projeto bem como dos meios para atingi-los IV. persistência e longevidade das ações na comunidade após a finalização do projeto V. inovação e criatividade na proposta VI. viabilidade da aplicação da proposta dentro do tempo previsto VII. viabilidade da metodologia para executar as ações VIII. apresentação do texto da proposta IX. adequação da proposta às necessidades reais da comunidade ou do público diretamente beneficiado X. quantidade de atingidos pelo projeto e número de participantes XI. grau de participação da comunidade nas atividades e não somente como espectadores XII. existência de vínculos estreitos com as comunidades com as quais a proposta se relaciona XIII. aplicação do recurso em consonância com as atividades a serem realizadas XIV. acesso a meios de comunicação como telefone e internet para contato perene XV. estabelecimento de parcerias e envolvimento das mesmas nas atividades XVI. ter conta em banco Observações: Indivíduos, escolas, entidades e demais instituições, que já receberam financiamento do Fundo de Apoio a Projetos do Escravo, nem pensar!, poderão ter suas propostas aprovadas por até 2 anos consecutivos. A segunda proposta para ser selecionada novamente deve: i. apresentar uma abordagem complementar à ação anterior e/ou; ii. apresentar uma nova abordagem pertinente (vide critérios acima) e/ou; iii. apresentar uma ampliação da ação anterior. - Serão priorizados os projetos enviados por pessoas/instituições que enfrentam dificuldades em conseguir recursos para desenvolverem atividades onde atuam. A verba requerida deve-se destinar, preferencialmente, para compra de materiais didáticos e equipamentos fundamentais para as atividades. Não financiamos: salários permanentes de integrantes de equipes, projetos de pesquisa de universidades e faculdades, entidades públicas, partidos políticos e empresas da iniciativa privada. 5

Fundo de Apoio a Projetos do Escravo, nem pensar!

Fundo de Apoio a Projetos do Escravo, nem pensar! Fundo de Apoio a Projetos do Escravo, nem pensar! Caros(as) participantes, O programa Escravo, nem pensar!, da ONG Repórter Brasil, abre as inscrições para a 9ª edição do Fundo de Apoio a Projetos do Escravo,

Leia mais

Fundo de Apoio a Projetos do Escravo, nem pensar! 7ª edição - 2013

Fundo de Apoio a Projetos do Escravo, nem pensar! 7ª edição - 2013 Fundo de Apoio a Projetos do Escravo, nem pensar! 7ª edição - 2013 Tema: Trabalho e Migração: formas de combate ao trabalho escravo e ao tráfico de pessoas Caros(as) participantes, O programa Escravo,

Leia mais

Fundo de Apoio a Projetos do Educar para Libertar!

Fundo de Apoio a Projetos do Educar para Libertar! FÓRUM DE ERRADICAÇÃO DO ALICIAMENTO E COMBATE AO TRABALHO ESCRAVO NO PIAUÍ Fundo de Apoio a Projetos do Educar para Libertar! 1. Apresentação Caros (as) participantes, o projeto Educar para Libertar, criado

Leia mais

VIVALEITURA 2014 Rodas de leitura, uma forma de brincar

VIVALEITURA 2014 Rodas de leitura, uma forma de brincar VIVALEITURA 2014 Rodas de leitura, uma forma de brincar Dados Gerais 1. Nome da Organização Grupo Pirilampo 2. Razão Social Grupo Pirilampo 3. CNPJ 08.237.163/0001-02 3. CNPJ da Organização 4. Informação

Leia mais

XI FESTIVAL DE TEATRO NA ESCOLA Ano 2012 NORMAS DE PARTICIPAÇÃO

XI FESTIVAL DE TEATRO NA ESCOLA Ano 2012 NORMAS DE PARTICIPAÇÃO XI FESTIVAL DE TEATRO NA ESCOLA Ano 2012 NORMAS DE PARTICIPAÇÃO 1. SOBRE A INSTITUIÇÃO REALIZADORA A Fundação Athos Bulcão foi criada em 1992 e atua na promoção, documentação, pesquisa e difusão da obra

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro Campus São Gonçalo CoEX - Coordenação de Extensão EDITAL INTERNO

Leia mais

Roteiro para Elaboração de Projeto Social 1. Projeto X (Título do Projeto)

Roteiro para Elaboração de Projeto Social 1. Projeto X (Título do Projeto) Roteiro para Elaboração de Projeto Social 1 Projeto X (Título do Projeto) Título do Projeto: o título deve ser informativo e/ou instigante e criativo. Pode informar sobre o que faz o projeto e onde. Por

Leia mais

REGULAMENTO DE PROGRAMAS E PROJETOS DE EXTENSÃO DA UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAPÍTULO I DO CONCEITO E OBJETIVOS

REGULAMENTO DE PROGRAMAS E PROJETOS DE EXTENSÃO DA UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAPÍTULO I DO CONCEITO E OBJETIVOS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PRÓ-REITORIA DE RELAÇÕES EMPRESARIAIS E COMUNITÁRIAS PR REGULAMENTO DE PROGRAMAS E PROJETOS DE EXTENSÃO DA CAPÍTULO I DO CONCEITO E OBJETIVOS Art. 1º - A extensão universitária é

Leia mais

EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS: UMA EXPERIÊNCIA COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES NO ENTORNO DO LIXÃO DE CAMPO GRANDE - MATO GROSSO DO SUL.

EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS: UMA EXPERIÊNCIA COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES NO ENTORNO DO LIXÃO DE CAMPO GRANDE - MATO GROSSO DO SUL. EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS: UMA EXPERIÊNCIA COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES NO ENTORNO DO LIXÃO DE CAMPO GRANDE - MATO GROSSO DO SUL. Fabiola Silva dos Santos INTRODUÇÃO: A ocupação da periferia das cidades,

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA REALIZAÇÃO DA CONFERÊNCIA DO MEIO AMBIENTE EM SUA ESCOLA

ORIENTAÇÕES PARA REALIZAÇÃO DA CONFERÊNCIA DO MEIO AMBIENTE EM SUA ESCOLA ORIENTAÇÕES PARA REALIZAÇÃO DA CONFERÊNCIA DO MEIO AMBIENTE EM SUA ESCOLA 1 Objetivos da Conferência do Meio Ambiente na Escola - Ouvir a voz dos adolescentes. Milhões de estudantes têm o direito de participar,

Leia mais

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 522, DE 2014

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 522, DE 2014 COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 522, DE 2014 Redação do vencido, para o turno suplementar, do Substitutivo do Senado ao Projeto de Lei da Câmara nº 90, de 2013 (nº 757, de 2011, na Casa de origem). A Comissão

Leia mais

Secretaria de Cultura / Fundação de Cultura CONVOCATÓRIA PROPOSTAS PARA O FESTIVAL CIRCO DO RECIFE 2014.

Secretaria de Cultura / Fundação de Cultura CONVOCATÓRIA PROPOSTAS PARA O FESTIVAL CIRCO DO RECIFE 2014. CONVOCATÓRIA PROPOSTAS PARA O FESTIVAL CIRCO DO RECIFE 2014. 1. DA FINALIDADE 1.1 Constitui objeto desta Convocatória, a habilitação e seleção de propostas de espetáculos para compor a programação do Festival

Leia mais

Art. 6º A inscrição deverá ser realizada de acordo com a ficha constante no anexo I, desta Lei.

Art. 6º A inscrição deverá ser realizada de acordo com a ficha constante no anexo I, desta Lei. LEI Nº 1.947, DE 13 DE OUTUBRO DE 2015. Autoriza o Poder Executivo a premiar os Profissionais da Educação Básica, na categoria de Gestor e Professor, da Rede Municipal de Ensino, que obtiverem experiências

Leia mais

Processo Seletivo de Tutores a Distância

Processo Seletivo de Tutores a Distância E-TEC BRASIL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS CEFET-MG Processo Seletivo de Tutores a Distância N º 003/2015 de 27 de Maio de 2015. 1. ATUAÇÃO Caberá ao Tutor à Distância: 1.1. Orientar

Leia mais

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP Regulamento do Curricular Supervisionado do Curso de Graduação em Pedagogia - Licenciatura Faculdade de

Leia mais

SOFTWARE DE ACOMPANHAMENTO DE PROJETOS RURAIS

SOFTWARE DE ACOMPANHAMENTO DE PROJETOS RURAIS SOFTWARE DE ACOMPANHAMENTO DE PROJETOS RURAIS 25.01.2010 ÍNDICE 1. Notificação de Início do Acompanhamento... 3 2. Software para Elaboração de Projetos Agropecuários... 5 2.1. Ícones... 6 3. Cadastro do

Leia mais

PROJETO TÉCNICO. Associação ou federação comunitária Ponto de cultura

PROJETO TÉCNICO. Associação ou federação comunitária Ponto de cultura ANEXO IV CINE MAIS CULTURA BAHIA PROJETO TÉCNICO I. Identificação da Iniciativa 1. Nome da Proponente: 2. Esta ação é inscrita por: [Indique somente 1 (uma) alternativa] Organização da Sociedade Civil

Leia mais

Olá! UFSCar, que tem por objetivos:

Olá! UFSCar, que tem por objetivos: Olá! Agradecemos por escolher o Cursinho Pré-Vestibular da UFSCar, campus São Carlos. Teremos enorme satisfação em recebê-la (o) como aluna (o) no ano letivo de 2016. O Cursinho Pré-vestibular da UFSCar,

Leia mais

EDITAL/PROEX Nº. 02/2012 SELEÇÃO DE CANDIDATOS AO PROGRAMA DE ACESSO DEMOCRÁTICO À UNIVERSIDADE PADU / PALMAS

EDITAL/PROEX Nº. 02/2012 SELEÇÃO DE CANDIDATOS AO PROGRAMA DE ACESSO DEMOCRÁTICO À UNIVERSIDADE PADU / PALMAS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS UFT PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS PROEX Tel. (63) 3232-8212 / E-mail: prevestibular@uft.edu.br EDITAL/PROEX Nº. 02/2012

Leia mais

Alternativa berço a berço

Alternativa berço a berço Alternativa berço a berço Nível de Ensino/Faixa Etária: Ensino Fundamental Final Áreas Conexas: Ciências, Língua Portuguesa Consultor: Robson Castro RESUMO Sobre o que trata a série? O documentário traz

Leia mais

FORMULÁRIO FAPES 2V PROJETO INDIVIDUAL DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO

FORMULÁRIO FAPES 2V PROJETO INDIVIDUAL DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO FORMULÁRIO FAPES 2V PROJETO INDIVIDUAL DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO I. DADOS DO PROPONENTE / COORDENADOR DO PROJETO NOME: DATA DA TITULAÇÃO: CPF: R.G. ORGÃO: NACIONALIDADE: ESTADO CIVIL: ENDEREÇO RESIDENCIAL:

Leia mais

REGULAMENTO. CAPÍTULO I Definições e Objetivos

REGULAMENTO. CAPÍTULO I Definições e Objetivos REGULAMENTO CAPÍTULO I Definições e Objetivos Art.1 : O VIII Festival de Teatro Velha Joana, tem o objetivo de mobilizar a classe artística, grupos, companhias, coletivos de teatro, instituições culturais,

Leia mais

Regulamento de Atividades Complementares

Regulamento de Atividades Complementares Regulamento de Atividades Complementares Centro Universitário UNISEB (Ribeirão Preto/SP) 2011 CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES Art. 1º - As Atividades Complementares se constituem em parte integrante dos currículos

Leia mais

VIII Concurso de Projetos Sociais Volkswagen na Comunidade. Roteiro para Elaboração de Projetos Sociais

VIII Concurso de Projetos Sociais Volkswagen na Comunidade. Roteiro para Elaboração de Projetos Sociais VIII Concurso de Projetos Sociais Volkswagen na Comunidade Roteiro para Elaboração de Projetos Sociais quem pode participar Pessoas jurídicas, não-governamentais e sem fins lucrativos tais como: associações,

Leia mais

PROGRAMA DE MESTRADO EM EDUCAÇÃO ANUNCIA A ABERTURA DAS INSCRIÇÕES PARA SELEÇÃO DE CANDIDATOS AO PROGRAMA DE MESTRADO EM EDUCAÇÃO

PROGRAMA DE MESTRADO EM EDUCAÇÃO ANUNCIA A ABERTURA DAS INSCRIÇÕES PARA SELEÇÃO DE CANDIDATOS AO PROGRAMA DE MESTRADO EM EDUCAÇÃO PROGRAMA DE MESTRADO EM EDUCAÇÃO ANUNCIA A ABERTURA DAS INSCRIÇÕES PARA SELEÇÃO DE CANDIDATOS AO PROGRAMA DE MESTRADO EM EDUCAÇÃO EDITAL ME/2014 O Colegiado do Programa de Mestrado em Educação da Universidade

Leia mais

EDITAL DE DIVULGAÇÃO E SELEÇÃO PROGRAMA CALENDÁRIO CULTURAL 2015

EDITAL DE DIVULGAÇÃO E SELEÇÃO PROGRAMA CALENDÁRIO CULTURAL 2015 EDITAL DE DIVULGAÇÃO E SELEÇÃO PROGRAMA CALENDÁRIO CULTURAL 2015 1. INTRODUÇÃO 1.1. O Programa Calendário Cultural edição 2015 é uma iniciativa da Fundação FEAC, desenvolvida pelo Escritório de Projetos,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 211/2005-CEPE/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 211/2005-CEPE/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 211/2005-CEPE/UNICENTRO Aprova o Regulamento de Estágio do Curso de Turismo da Universidade Estadual do Centro- Oeste, UNICENTRO. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULÍNIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULÍNIA DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS: I programa de trabalho proposto pela beneficiária ou exposição das unidades de serviço objeto dos repasses concedidos, avaliado pela Comissão, contendo: a. razões que justifiquem

Leia mais

EDITAL Nº.001/2007 - PAUTA DO THEATRO FERNANDA MONTENEGRO

EDITAL Nº.001/2007 - PAUTA DO THEATRO FERNANDA MONTENEGRO 1 EDITAL Nº.001/2007 - PAUTA DO THEATRO FERNANDA MONTENEGRO A Prefeitura Municipal de Palmas, através da Secretaria Municipal da Educação e Cultura, conforme o Decreto Nº. 207, de 21 de agosto de 2006,

Leia mais

EDITAL DE APOIO A PESQUISADORES INTERNACIONAIS VISITANTES UFMT

EDITAL DE APOIO A PESQUISADORES INTERNACIONAIS VISITANTES UFMT EDITAL DE APOIO A PESQUISADORES INTERNACIONAIS VISITANTES UFMT EDITAL PROPeq/UFMT DE APOIO A PESQUISADORES INTERNACIONAIS VISITANTES - Maio de 2015 I) OBJETIVOS: O Edital de Apoio à participação de pesquisadores

Leia mais

ANEXO I DA DECISÃO PL- 1752/2014

ANEXO I DA DECISÃO PL- 1752/2014 C ANEXO I DA DECISÃO PL- 1752/2014 ROTEIRO PARA A APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS DE PARCERIA QUE ENVOLVA REPASSES DE RECURSOS FINANCEIROS DO CONFEA PARA EVENTOS 1. REQUISITOS 1.1. As propostas de parceria deverão

Leia mais

PLEBISCITO POPULAR. Por uma Constituinte Exclusiva Soberana do Sistema Político MANUAL DE ORGANIZAÇÃO DA VOTAÇÃO

PLEBISCITO POPULAR. Por uma Constituinte Exclusiva Soberana do Sistema Político MANUAL DE ORGANIZAÇÃO DA VOTAÇÃO PLEBISCITO POPULAR Por uma Constituinte Exclusiva Soberana do Sistema Político MANUAL DE ORGANIZAÇÃO DA VOTAÇÃO 01 a 07 de Setembro de 2014 O presente manual contém todas as orientações para os procedimentos

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 19/2011 SELEÇÃO 100 MULHERES DA PAZ - BAGÉ

PROCESSO SELETIVO Nº 19/2011 SELEÇÃO 100 MULHERES DA PAZ - BAGÉ PROCESSO SELETIVO Nº 19/2011 SELEÇÃO 100 MULHERES DA PAZ - BAGÉ A Guayí, Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, sediada na Rua José do Patrocínio 611, Bairro Cidade Baixa, Porto Alegre, RS,

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA PARCEIROS EM AÇÃO

REGULAMENTO PROGRAMA PARCEIROS EM AÇÃO REGULAMENTO PROGRAMA PARCEIROS EM AÇÃO 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1. As presentes disposições visam regulamentar o Programa Parceiros em Ação, instituído pela Área de Responsabilidade Social do BANCO

Leia mais

CAMPESTRE DO MARANHÃO (MA)

CAMPESTRE DO MARANHÃO (MA) PROCESSO SELETIVO DE PREENCHIMENTO DAS VAGAS PARA PARTICIPANTES PARA A OPERAÇÃO DE JANEIRO DE 2014 DO PROJETO RONDON OPERAÇÃO PORTAL DA AMAZÔNIA (ESTADO DO MARANHÃO) A Coordenação da Secretaria do Projeto

Leia mais

ONG S E ASSOCIAÇÕES. Aproveite bem todas as dicas, fotos e textos deste guia, pois eles são muito importantes.

ONG S E ASSOCIAÇÕES. Aproveite bem todas as dicas, fotos e textos deste guia, pois eles são muito importantes. ONG S E ASSOCIAÇÕES PARA COMEÇAR Você tem vontade de participar mais do que acontece ao seu redor, dar uma força para resolver questões que fazem parte da rotina de certos grupos e comunidades e colocar

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE DOURADOS SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA EDITAL Nº 001/2015

PREFEITURA MUNICIPAL DE DOURADOS SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA EDITAL Nº 001/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE DOURADOS SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA EDITAL Nº 001/2015 EDITAL DE INSCRIÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS NO FUNDO DE INVESTIMENTOS Á PRODUÇÃO ARTÍSTICA E CULTURAL DE DOURADOS (FIP)

Leia mais

EDITAL N PROPPG 008-2016 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA

EDITAL N PROPPG 008-2016 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO ANO 2016/2017 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA/RS UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UERGS EDITAL N PROPPG 008-2016

Leia mais

I SEMANA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA I JORNADA CIENTÍFICA E VI FIPA DO CEFET BAMBUÍ REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS

I SEMANA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA I JORNADA CIENTÍFICA E VI FIPA DO CEFET BAMBUÍ REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS I SEMANA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA I JORNADA CIENTÍFICA E VI FIPA DO CEFET BAMBUÍ REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS 1. DOS OBJETIVOS, CONCEITO E ORGANIZAÇÃO DO EVENTO 1.1 Este regulamento geral tem

Leia mais

www.fundep.br/programacaptar, juntamente com este regulamento.

www.fundep.br/programacaptar, juntamente com este regulamento. PROGRAMA DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS FUNDEP REGULAMENTO PARA CADASTRAMENTO DE PROJETOS UFMG A Fundep//Gerência de Articulação de Parcerias convida a comunidade acadêmica da UFMG a cadastrar propostas de acordo

Leia mais

[ Das condições de participação ] 5ª edição / 2011

[ Das condições de participação ] 5ª edição / 2011 5ª edição / 2011 EDITAL DO Programa Liz de Doação e Patrocínio Sonhar, planejar, executar e crescer, esses são os ingredientes necessários para que um projeto se torne realidade e a Empresa de Cimentos

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 DA COORDENAÇÃO LOCAL DO PROJETO MULHERES DA PAZ & PROTEJO.

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 DA COORDENAÇÃO LOCAL DO PROJETO MULHERES DA PAZ & PROTEJO. EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 DA COORDENAÇÃO LOCAL DO PROJETO MULHERES DA PAZ & PROTEJO. PROCESSO DE CHAMAMENTO PARA SELEÇÃO DE MULHERES PARA O PROJETO MULHERES DA PAZ. A Coordenação Local,

Leia mais

FACULDADE METROPOLITANA DA GRANDE FORTALEZA FAMETRO PROGRAMA DE MONITORIA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL Nº 007/2015 DA

FACULDADE METROPOLITANA DA GRANDE FORTALEZA FAMETRO PROGRAMA DE MONITORIA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL Nº 007/2015 DA FAMETRO PROGRAMA DE MONITORIA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL Nº 007/2015 DA A Direção Acadêmica torna pública a inscrição para docentes e estudantes da Faculdade Metropolitana da Grande Fortaleza FAMETRO,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Gabinete do Reitor

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Gabinete do Reitor SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Gabinete do Reitor EDITAL Nº 190/UFFS/2012 ABRE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO

Leia mais

Faculdade Vizinhança Vale do Iguaçu

Faculdade Vizinhança Vale do Iguaçu Faculdade Vizinhança Vale do Iguaçu Centro Pastoral, Educacional e Assistencial Dom Carlos - CPEA PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR DA EDUCAÇÃO SUPERIOR EDITAL N /22 VIZIVALI A FACULDADE

Leia mais

XV FEIRA DE CIÊNCIAS DE MAFRA FECIMAR VI FEIRA REGIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA (25 SDR) Etapa Classificatória REGULAMENTO

XV FEIRA DE CIÊNCIAS DE MAFRA FECIMAR VI FEIRA REGIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA (25 SDR) Etapa Classificatória REGULAMENTO 5ª. MOCISC 5ª. MOSTRA CIENTÍFICA DA REGIÃO DO CONTESTADO DE SANTA CATARINA XV FEIRA DE CIÊNCIAS DE MAFRA FECIMAR VI FEIRA REGIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA (25 SDR) Etapa Classificatória REGULAMENTO A Universidade

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA EDITAL PROPPG 08/2016

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA EDITAL PROPPG 08/2016 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO ANO 2016/2017 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA/RS UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UERGS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO

Leia mais

Edital 02/2015 Seleção de Projetos Comunitários 2016

Edital 02/2015 Seleção de Projetos Comunitários 2016 UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL LUTERANA DO BRASIL AELBRA. Reconhecida pela Portaria Ministerial n.º 681 de 07/12/89 D.O.U. de 11/12/89 Edital 02/2015 Seleção

Leia mais

Metodologias de elaboração e apresentação de projetos

Metodologias de elaboração e apresentação de projetos Metodologias de elaboração e apresentação de projetos Oficina 3º Seminário de Proteção Escolar Secretaria de Estado da Educação Serra Negra - Agosto de 2014 Maria Helena Berlinck Martins Lola CEPRESP /

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE NUTRIÇÃO CURRÍCULO 2 I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE NUTRIÇÃO CURRÍCULO 2 I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE NUTRIÇÃO CURRÍCULO 2 I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Nutrição é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais

Leia mais

Minha Casa Minha Vida PROJETO DE TRABALHO SOCIAL-PTS RELATÓRIO DAS AÇÕES DO PTS NO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA AGOSTO-2015

Minha Casa Minha Vida PROJETO DE TRABALHO SOCIAL-PTS RELATÓRIO DAS AÇÕES DO PTS NO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA AGOSTO-2015 Minha Casa Minha Vida PROJETO DE TRABALHO SOCIAL-PTS RELATÓRIO DAS AÇÕES DO PTS NO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA AGOSTO-2015 SENHOR DO BONFIM - BAHIA 2015 1 ATIVIDADES: DESCRIÇÃO A correta utilização

Leia mais

EDITAL N.01/2014 SELEÇÃO DE ALUNOS BOLSISTAS PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID)

EDITAL N.01/2014 SELEÇÃO DE ALUNOS BOLSISTAS PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENADORIA DE PROGRAMAS E PROJETOS PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID EDITAL N.01/2014

Leia mais

II Concurso EDUCAR PARA LIBERTAR A Educação na Prevenção e Combate ao trabalho escravo no Estado do Piauí

II Concurso EDUCAR PARA LIBERTAR A Educação na Prevenção e Combate ao trabalho escravo no Estado do Piauí II Concurso EDUCAR PARA LIBERTAR A Educação na Prevenção e Combate ao trabalho escravo no Estado do Piauí O Fórum Estadual de Erradicação e Prevenção ao Trabalho Escravo realiza em 2015 o Primeiro Concurso

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERALDA BAHIA PROGRAMA MULTIDISCIPLINAR DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CULTURA E SOCIEDADE MESTRADO INTERINSTITUCIONAL - MINTER

UNIVERSIDADE FEDERALDA BAHIA PROGRAMA MULTIDISCIPLINAR DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CULTURA E SOCIEDADE MESTRADO INTERINSTITUCIONAL - MINTER UNIVERSIDADE FEDERALDA BAHIA PROGRAMA MULTIDISCIPLINAR DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CULTURA E SOCIEDADE MESTRADO INTERINSTITUCIONAL - MINTER EDITAL PARA SELEÇÃO DE ALUNOS REGULARES INGRESSO EM 2010.2 I. OBJETIVO:

Leia mais

REGULAMENTO. Parágrafo Quarto Os esquetes vencedores de um mesmo grupo em até duas edições anteriores, não poderão concorrer.

REGULAMENTO. Parágrafo Quarto Os esquetes vencedores de um mesmo grupo em até duas edições anteriores, não poderão concorrer. REGULAMENTO A ParaNóia Produções Artísticas irá realizar nos dias 14, 15, 16, 17, 18 e 19 de Junho de 2016, o 25º Festival de Esquetes Teatrais de Novo Hamburgo. O mesmo acontecerá no Teatro Paschoal Carlos

Leia mais

REGULAMENTO DA 2ª FENACEB FEIRA NACIONAL DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA

REGULAMENTO DA 2ª FENACEB FEIRA NACIONAL DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica REGULAMENTO DA 2ª FENACEB FEIRA NACIONAL DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA I - CONCEITO, DENOMINAÇÃO, REALIZAÇÃO Art. 1º A 2ª Feira Nacional de Ciências

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Engenharia Mecânica é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes Curriculares

Leia mais

Programa de Requalificação de UBS

Programa de Requalificação de UBS Programa de Requalificação de UBS PROGRAMA DE REQUALIFICAÇÃO DE UBS Programa instituído no ano de 2011 para estabelecer mecanismos de repasse de recursos financeiros para as Unidades Básicas de Saúde.

Leia mais

EDITAL - Nº 03/PCG-2015. CENTRO DE ATIVIDADES DANILO MATOS AREOSA Educação de Jovens e Adultos

EDITAL - Nº 03/PCG-2015. CENTRO DE ATIVIDADES DANILO MATOS AREOSA Educação de Jovens e Adultos PROGRAMA DE COMPROMETIMENTO E GRATUIDADE PCG SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO SESC/Amazonas EDITAL - Nº 03/PCG-2015 CENTRO DE ATIVIDADES DANILO MATOS AREOSA Educação de Jovens e Adultos O Serviço Social do Comércio/SESC,

Leia mais

ORIENTAÇÕES: NORMAS E PRAZOS PARA INSCRIÇÃO DE PROJETOS PARA A IV MOSTRA REGIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA REDE ESTADUAL DE ENSINO

ORIENTAÇÕES: NORMAS E PRAZOS PARA INSCRIÇÃO DE PROJETOS PARA A IV MOSTRA REGIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA REDE ESTADUAL DE ENSINO ORIENTAÇÕES: NORMAS E PRAZOS PARA INSCRIÇÃO DE PROJETOS PARA A IV MOSTRA REGIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA REDE ESTADUAL DE ENSINO 1 INTRODUÇÃO A Política Estadual de Educação Ambiental tem como princípios

Leia mais

Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente de Viana - COMDICAVI Lei Municipal Nº. 1214/94

Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente de Viana - COMDICAVI Lei Municipal Nº. 1214/94 EDITAL Nº. 01/2014 - COMDICAVI Dispõe sobre o chancelamento de projetos das entidades não governamentais e órgãos governamentais de atendimento à criança e ao adolescente, para financiamento com recursos

Leia mais

PESQUISA ASSOCIATIVISMO E REPRESENTAÇÃO POPULAR:

PESQUISA ASSOCIATIVISMO E REPRESENTAÇÃO POPULAR: PESQUISA ASSOCIATIVISMO E REPRESENTAÇÃO POPULAR: Comparações entre a América Latina e a Índia Uma pesquisa internacional desenvolvido pelos institutos de pesquisa IDS CENTRO BRASILEIRO DE ANÁLISE E PLANEJAMENTO-CEBRAP

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ESTÁGIO SUPERVISIONADO FACULDADE EDUCACIONAL DE MEDIANEIRA MISSÃO: FORMAR PROFISSIONAIS CAPACITADOS, SOCIALMENTE RESPONSÁVEIS E APTOS A PROMOVEREM AS TRANSFORMAÇÕES FUTURAS. ESTÁGIO SUPERVISIONADO LETRAS COM HABILITAÇÃO EM LÍNGUA

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 883, DE 5 DE JULHO DE 2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO DOU de 06/07/2012 (nº 130, Seção 1, pág.

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 883, DE 5 DE JULHO DE 2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO DOU de 06/07/2012 (nº 130, Seção 1, pág. PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 883, DE 5 DE JULHO DE 2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO DOU de 06/07/2012 (nº 130, Seção 1, pág. 24) Dispõe sobre a IV Conferência Nacional Infantojuvenil pelo

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE OCARA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

ESTADO DO CEARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE OCARA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EDITAL N. 002/2013 do Processo de seleção para Alfabetizadores e Alfabetizadores - Coordenadores de Turma do Programa Brasil Alfabetizado ABERTURA A Secretaria Municipal da Educação torna público a realização

Leia mais

ANEXO II RESOLUÇÃO/CD/FNDE Nº 22, DE 20 DE ABRIL DE 2006. ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO PEDAGÓGICO

ANEXO II RESOLUÇÃO/CD/FNDE Nº 22, DE 20 DE ABRIL DE 2006. ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO PEDAGÓGICO ANEXO II RESOLUÇÃO/CD/FNDE Nº 22, DE 20 DE ABRIL DE 2006. ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO PEDAGÓGICO Estas orientações têm por objetivo nortear a elaboração do Plano Pedagógico, que será apresentado

Leia mais

AS TICs NA EDUCAÇÃO DO CAMPO

AS TICs NA EDUCAÇÃO DO CAMPO GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO E APOIO À EDUCAÇÃO COORDENADORIA DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS ESCOLA ESTADUAL VESPASIANO MARTINS

Leia mais

EDITAL Nº. 01/2015 SELEÇÃO DISCENTES BOLSISTAS - PROJETO CIÊNCIAS DA NATUREZA PROGRAMA LICENCIATURAS INTERNACIONAIS

EDITAL Nº. 01/2015 SELEÇÃO DISCENTES BOLSISTAS - PROJETO CIÊNCIAS DA NATUREZA PROGRAMA LICENCIATURAS INTERNACIONAIS EDITAL Nº. 01/2015 SELEÇÃO DISCENTES BOLSISTAS - PROJETO CIÊNCIAS DA NATUREZA PROGRAMA LICENCIATURAS INTERNACIONAIS A Coordenação do Curso Ciências da Natureza Licenciatura, curso de graduação da Universidade

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Diretoria de Pós-Graduação Divisão de Admissão e Mobilidade EDITAL PROPPG/DPG/DAM Nº 090/2015

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Diretoria de Pós-Graduação Divisão de Admissão e Mobilidade EDITAL PROPPG/DPG/DAM Nº 090/2015 PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Diretoria de Pós-Graduação Divisão de Admissão e Mobilidade EDITAL PROPPG/DPG/DAM Nº 090/2015 A PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO da UNIVERSIDADE ESTADUAL

Leia mais

EDUCAÇÃO DO CAMPO E AGROECOLOGIA NA AGRICULTURA FAMILIAR E CAMPONESA - RESIDÊNCIA AGRÁRIA

EDUCAÇÃO DO CAMPO E AGROECOLOGIA NA AGRICULTURA FAMILIAR E CAMPONESA - RESIDÊNCIA AGRÁRIA Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Engenharia Agrícola CEP 13.083-875, Campinas, SP Home Page: www.feagri.unicamp.br Fax: 55-19-3521-1066- Fone: 55-19-3521-1072 EDITAL DE SELEÇÃO DE ESTUDANTES

Leia mais

RESOLUÇÃO. Santa Rosa, RS, 21 de setembro de 2009.

RESOLUÇÃO. Santa Rosa, RS, 21 de setembro de 2009. RESOLUÇÃO CAS Nº 32/2009, DE 21 DE SETEMBRO DE 2009. DISPÕE SOBRE O REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PESQUISA PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPPGE DAS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS. O CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

2.1. As inscrições estarão abertas no período de 10 de fevereiro a 05 de maio de 2014.

2.1. As inscrições estarão abertas no período de 10 de fevereiro a 05 de maio de 2014. EDITAL Nº 01/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO A Universidade Federal do Tocantins UFT, por meio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós- Graduação PROPESQ, torna pública a abertura de inscrições para selecionar candidatos

Leia mais

EDITAL 01/2015-PCG ESCOLA/SESC/ES

EDITAL 01/2015-PCG ESCOLA/SESC/ES EDITAL 01/2015-PCG ESCOLA/SESC/ES O Diretor do Serviço Social do Comércio - Administração Regional no Estado do Espírito Santo - SESC-AR/ES, entidade de natureza jurídica privada, sem fins lucrativos,

Leia mais

Regulamento da 3ª Corrida Rústica de São Francisco de Assis.

Regulamento da 3ª Corrida Rústica de São Francisco de Assis. Regulamento da 3ª Corrida Rústica de São Francisco de Assis. Modalidade 8 km I INSCRIÇÕES As inscrições estarão abertas a partir de junho de 2016, tendo um limite de 300 atletas. Caso o número de vagas

Leia mais

NORMAS DO PROGRAMA INTEGRAÇÃO DA AMÉRICA LATINA PROLAM/USP

NORMAS DO PROGRAMA INTEGRAÇÃO DA AMÉRICA LATINA PROLAM/USP NORMAS DO PROGRAMA INTEGRAÇÃO DA AMÉRICA LATINA PROLAM/USP I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) Por se tratar de Programa único a CCP será a própria CPG. O Programa é vinculado administrativamente

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA MESTRADO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA UNIFEI

EDITAL DE SELEÇÃO PARA MESTRADO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA UNIFEI EDITAL DE SELEÇÃO PARA MESTRADO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA UNIFEI O coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica da UNIFEI (PPG- E) faz saber que as inscrições

Leia mais

EDITAL Nº 001/2014. 2.1. Participarão do certame todas as Entidades Não Governamentais sem fins lucrativos que possuam inscrição neste Conselho.

EDITAL Nº 001/2014. 2.1. Participarão do certame todas as Entidades Não Governamentais sem fins lucrativos que possuam inscrição neste Conselho. CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DO MUNICÍPIO DE GUARAPARI-ES CMDCA Rua Matias Coutinho, n 203 2 andar Itapebussu Guarapari CEP: 29.210-160 Telefone: (27) 3362 6963 E-mail: cmdca.guarapari.es@hotmail.com

Leia mais

NÚCLEO DE EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO- NEPG REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. CAPÍTULO I Das considerações gerais

NÚCLEO DE EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO- NEPG REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. CAPÍTULO I Das considerações gerais Sociedade de Educação e Cultura de Goiás www.faculdadearaguaia.edu.br Rua 18 n 81 Centro Goiânia Goiás Fone: (62) 3224-8829 NÚCLEO DE EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO- NEPG REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO Elaboração: Bruno Márcio Agostini, M. Sc. São João del Rei - MG Julho de 2010 TÍTULO I DAS DEFINIÇÕES PRELIMINARES O presente

Leia mais

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES EDITAL nº 064/2015 O REITOR DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA (UNEB), no uso de suas atribuições legais e regimentais, com fundamento no Decreto Governamental n.º 9.149, de 23 de julho de 2004, torna

Leia mais

EDITAL 02/2014 - SELEÇÃO DO CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS E MATEMÁTICA

EDITAL 02/2014 - SELEÇÃO DO CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS E MATEMÁTICA UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS E MATEMÁTICA - PPGECIM e-mail: ppgecim@furb.br Rua Antônio da Veiga 140 Fones:

Leia mais

EDITAL PARA A SELEÇÃO DE BOLSISTAS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID/CAPES/UNESP - 2015

EDITAL PARA A SELEÇÃO DE BOLSISTAS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID/CAPES/UNESP - 2015 EDITAL PARA A SELEÇÃO DE BOLSISTAS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID/CAPES/UNESP - 2015 VAGAS: 06 (quatro) vagas Público Alvo: Alunos regularmente matriculados no curso de

Leia mais

ANEXO VII EDITAL 003/2015 PROEX/IFMS MODELO DE TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO INTERNO

ANEXO VII EDITAL 003/2015 PROEX/IFMS MODELO DE TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO INTERNO ANEXO VII EDITAL 003/2015 PROEX/IFMS MODELO DE TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO INTERNO As partes abaixo qualificadas acordam e estabelecem entre si as cláusulas e condições que regem o presente Termo de

Leia mais

EDITAL DE INTERCÂMBIO REGULAMENTO

EDITAL DE INTERCÂMBIO REGULAMENTO EDITAL DE INTERCÂMBIO Programa IberCultura Viva I EDIÇÃO 2015 O Programa IberCultura Viva, iniciativa intergovernamental para o fortalecimento das culturas e das comunidades da região ibero-americana criado

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES 2016 Processo de Seleção do Programa de Mestrado Interdisciplinar em Educação, Ambiente e Sociedade da UNIFAE

EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES 2016 Processo de Seleção do Programa de Mestrado Interdisciplinar em Educação, Ambiente e Sociedade da UNIFAE Programa de Pós-Graduação Stricto-Sensu EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES 2016 Processo de Seleção do Programa de Mestrado Interdisciplinar em Educação, Ambiente e Sociedade da UNIFAE Reconhecido pela Ministério

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Minas Gerais (CRMV-MG)

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Minas Gerais (CRMV-MG) .1. RESOLUÇÃO Nº 332 Estabelece procedimento para a concessão de apoio financeiro e institucional. O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Minas Gerais (CRMV-MG), no uso da atribuição

Leia mais

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO PREG Nº 01, DE 06 DE JANEIRO DE 2015.

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO PREG Nº 01, DE 06 DE JANEIRO DE 2015. INSTRUÇÃO DE SERVIÇO PREG Nº 01, DE 06 DE JANEIRO DE 2015. A CHEFE DA COORDENADORIA DE APOIO À FORMAÇÃO DE PROFESSORES, no exercício do cargo de Pró-reitora de Ensino de Graduação da Fundação Universidade

Leia mais

Edital N o. 11/2014 Seleção de Bolsista para o Programa Nacional de Pós-Doutorado / CAPES PNPD/CAPES

Edital N o. 11/2014 Seleção de Bolsista para o Programa Nacional de Pós-Doutorado / CAPES PNPD/CAPES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO- BRASILEIRA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DO MESTRADO ACADÊMICO EM SOCIOBIODIVERSIDADE E TECNOLOGIAS

Leia mais

EDITAL Nº 051/RIFB, DE 25 DE SETEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA (PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU)

EDITAL Nº 051/RIFB, DE 25 DE SETEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA (PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU) EDITAL Nº 051/RIFB, DE 25 DE SETEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA (PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU) 1. DA ABERTURA 1.1 O REITOR PRÓ TEMPORE DO INSTITUTO FEDERAL

Leia mais

PROJETOS PARA OS CENTROS CULTURAIS DO BANCO DO BRASIL

PROJETOS PARA OS CENTROS CULTURAIS DO BANCO DO BRASIL PROJETOS PARA OS CENTROS CULTURAIS DO BANCO DO BRASIL Os Centros Culturais Banco do Brasil estão localizados nas cidades de Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. Qualquer pessoa física

Leia mais

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE CNEC FACULDADE CENECISTA DE RIO BONITO FACERB REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ATENDIMENTO AO ESTUDANTE - NAE

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE CNEC FACULDADE CENECISTA DE RIO BONITO FACERB REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ATENDIMENTO AO ESTUDANTE - NAE FFACERB - FFACULLDADE CENECISTTA DE RIO BONITTO ENTIDADE MANTENEDORA: CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE Credenciada pela Portaria 57/09 MEC Publicada no D.O.U. em 14/01/2009 Av. Sete de Maio,

Leia mais

Banco Mundial. Capacitação em Gestão de Convênios e Projetos

Banco Mundial. Capacitação em Gestão de Convênios e Projetos Banco Mundial Capacitação em Gestão de Convênios e Projetos Versão: Agosto/2011 O QUE É O PROGRAMA PRODUZIR? O PRODUZIR é um programa do Governo do Estado da Bahia, coordenado pela CAR - Companhia de Desenvolvimento

Leia mais

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO DE PIRACICABA ESCOLAS DE TEMPO INTEGRAL. EDITAL DE CREDENCIAMENTO nº 1-2015

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO DE PIRACICABA ESCOLAS DE TEMPO INTEGRAL. EDITAL DE CREDENCIAMENTO nº 1-2015 DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO DE PIRACICABA ESCOLAS DE TEMPO INTEGRAL EDITAL DE CREDENCIAMENTO nº 1-2015 O Dirigente Regional de Ensino da Diretoria de Ensino Região de Piracicaba torna pública a abertura

Leia mais

Centro de Formação Urbano Rural Irmã Araújo

Centro de Formação Urbano Rural Irmã Araújo Tipo: Melhor Técnica EDITAL DE SELEÇÃO Pessoa Física - Nº 02/2015 REFERENTE AO CONVÊNIO Nº 811901/2014 CELEBRADO ENTRE CENTRO DE FORMAÇÃO URBANO RURAL IRMÃ ARAÚJO E O MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO (MTE),

Leia mais

PROJETO ESCOLA DE JOVENS RURAIS - EJR

PROJETO ESCOLA DE JOVENS RURAIS - EJR SEMENTE CRIOULA PROJETO ESCOLA DE JOVENS RURAIS - EJR P R E F E I T O M U N I C I P A L E R V I N O W A C H H O L Z V I C E - P R E F E I T O M U N I C I P A L D I E G O V E N Z K E M U L L E R S E C R

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Administração é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais

Leia mais

EDITAL Nº. 003/2014 SELEÇÃO PARA O CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM AGROECOLOGIA O PRESIDENTE DO SERVIÇO DE TECNOLOGIA ALTERNATIVA SERTA

EDITAL Nº. 003/2014 SELEÇÃO PARA O CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM AGROECOLOGIA O PRESIDENTE DO SERVIÇO DE TECNOLOGIA ALTERNATIVA SERTA EDITAL Nº. 003/2014 SELEÇÃO PARA O CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM AGROECOLOGIA O PRESIDENTE DO SERVIÇO DE TECNOLOGIA ALTERNATIVA SERTA Resolve: I. Divulgar a abertura das inscrições e estabelecer normas

Leia mais

CHAMADA PARA CADASTRO DE PROJETOS DE ENSINO. EDITAL Nº 001/2015-DG, de 16 de março de 2015

CHAMADA PARA CADASTRO DE PROJETOS DE ENSINO. EDITAL Nº 001/2015-DG, de 16 de março de 2015 CHAMADA PARA CADASTRO DE PROJETOS DE ENSINO EDITAL Nº 001/2015-DG, de 16 de março de 2015 O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás Câmpus Anápolis, por meio do Departamento de Áreas

Leia mais

Edital para Contratação de Consultoria Externa para Avaliação Final de Projeto. (Pessoa Física ou Pessoa Jurídica)

Edital para Contratação de Consultoria Externa para Avaliação Final de Projeto. (Pessoa Física ou Pessoa Jurídica) Edital para Contratação de Consultoria Externa para Avaliação Final de Projeto (Pessoa Física ou Pessoa Jurídica) Localização: Em domicílio (com visitas de campo previstas) Prazo para envio de candidatura:

Leia mais

Plano Nacional de Trabalho Decente - PNTD

Plano Nacional de Trabalho Decente - PNTD Plano Nacional de Trabalho Decente - PNTD Ministério do Trabalho e Emprego Assessoria Internacional Junho de 2009 Trabalho Decente Contar com oportunidades de um trabalho produtivo com retribuição digna,

Leia mais