SECRETARIA DA HABITAÇÃO PROGRAMA VILA DIGNIDADE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SECRETARIA DA HABITAÇÃO PROGRAMA VILA DIGNIDADE"

Transcrição

1 PROGRAMA SECRETARIA ESTADUAL DA / CDHU Janeiro de 2010

2 PROGRAMA IDOSO: autonomia comprometida pela falta de saúde e renda Pontos de partida para definição do programa: - habitação com suporte de serviços de saúde e proteção social - enfoque intersetorial, envolvendo parceiros no âmbito estadual, municipal e da sociedade civil OBJETIVO: garantir que os idosos sejam capazes de manter sua independência numa moradia apropriada às condições de seu ciclo de vida, minimizando o asilamento. SECRETARIA ESTADUAL DA / CDHU Janeiro de 2010

3 MORADIA INDEPENDENTE COM SUPORTE SOCIAL PARA IDOSOS VILA DIGNIDADE Parceria entre: Secretaria Estadual da Habitação CDHU Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social Secretaria Estadual de Economia e Planejamento Secretaria Estadual da Cultura Fundo de Solidariedade e Desenv. Social e Cultural (FUSSESP) Prefeituras Municipais SECRETARIA ESTADUAL DA / CDHU Janeiro de 2010

4 Contexto - Envelhecimento populacional: idosos na população paulista 6,27% em 1980 e 10,29% em Maior vulnerabilidade da população idosa: doenças ou diminuição de capacidades físicas relacionadas à idade - Necessidade de tipologias habitacionais especiais destinadas a esse público para evitar quedas e acidentes SECRETARIA ESTADUAL DA / CDHU Janeiro de 2010

5 Solução de Atendimento CASAS TÉRREAS EM NÚCLEOS COM ATÉ 24 UNIDADES COM ÁREA DE LAZER E CENTRO DE CONVIVÊNCIA CONSTRUÇÃO EXECUTADA PELA CDHU EM TERRENO PRÓPRIO OU DA PREFEITURA TIPOLOGIA ESPECIAL / DESENHO UNIVERSAL SECRETARIA ESTADUAL DA / CDHU Janeiro de 2010

6 Solução de Atendimento Itens de segurança, acessibilidade e conforto: Barras de apoio, pias e louças sanitárias em altura adequada, portas e corredores mais largos, interruptores em quantidade e altura ideais, rampas e pisos antiderrapantes, entre outros. Recursos de acessibilidade nas áreas comuns para facilitar a locomoção e dar segurança e conforto ao idoso. ASSISTÊNCIA SOCIAL ARTICULAÇÃO COM A REDE LOCAL DE PROTEÇÃO SOCIAL AO IDOSO (saúde, lazer, etc.) SECRETARIA ESTADUAL DA / CDHU Janeiro de 2010

7 Perfil do Idoso 60 ANOS OU MAIS INDEPENDENTE PARA REALIZAÇÃO DAS TAREFAS DIÁRIAS RENDA FAMILIAR DE ATÉ 2 s.m. SÓ OU SEM VÍNCULOS FAMILIARES SÓLIDOS RESIDENTE NO MUNICÍPIO HÁ PELO MENOS DOIS ANOS SECRETARIA ESTADUAL DA / CDHU Janeiro de 2010

8 Agentes Participantes SH / CDHU SEADS MUNICÍPIO FUSSESP CONSTRUÇÃO + TRANSFERÊNCIA DO CONJUNTO AO MUNICÍPIO APROVAÇÃO DO PROJETO SOCIAL + ASSESSORIA TÉCNICA + MONITORAMENTO GESTÃO SOCIAL (E SELEÇÃO DA DEMANDA) + APROVAÇÃO DE LEGISLAÇÃO PERTINENTE E DOS PROJETOS + MANUTENÇÃO + CONVÊNIO COM INSTITUIÇÃO ASILAR APOIO NA DIVULGAÇÃO E NO FOMENTO DE PARCERIAS SEP e SEC AÇÕES DE APOIO SECRETARIA ESTADUAL DA / CDHU Janeiro de 2010

9 Instrumentos Jurídicos DECRETO ESTADUAL Nº , de 29 DE ABRIL de 2009 Autoriza as Secretarias Estaduais da Habitação e de Assistência e Desenvolvimento Social, representando o Estado, a celebrar convênios com a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo - CDHU e com os Municípios do Estado de São Paulo, visando a implementação do Programa Vila Dignidade Resolução Conjunta SH - SEADS, de Estabelece o Regulamento do Programa Vila Dignidade O Secretário de Estado da Habitação e o Secretário de Estado de Assistência e Desenvolvimento Social, com fundamento no Decreto nº , de 29 de abril de 2009 e considerando a necessidade de estabelecer o Regulamento do Programa Vila Dignidade, resolvem: (...) SECRETARIA ESTADUAL DA / CDHU Janeiro de 2010

10 Obras Obra em andamento 1 núcleo no município de Avaré, com 22 unidades habitacionais. Previsão de entrega em janeiro ou fevereiro de Convênios firmados Araraquara (20 unidades), Caraguatatuba (20 unidades), Itapetininga (16 unidades), Itapeva (18 unidades), Ituverava (24 unidades), Limeira (22 unidades), Presidente Prudente (24 unidades), Ribeirão Preto (18 unidades) e São José do Rio Preto (14 unidades). Previsão de entrega em Previsão de novos atendimentos no ano de novos núcleos com média de 20 unidades habitacionais por núcleo. SECRETARIA ESTADUAL DA / CDHU Janeiro de 2010

11 Recursos Valor investido pela Secretaria Estadual da Habitação: 10 núcleos já conveniados: R$ ,28 Valor previsto para ser investido pela Secretaria Estadual da Habitação: 10 novos núcleos a serem conveniados em 2010: R$ ,00 SECRETARIA ESTADUAL DA / CDHU Janeiro de 2010

12 Beneficiários 10 núcleos já conveniados: 198 unidades com até 2 beneficiários 10 novos núcleos a serem conveniados em 2010: 200 unidades com até 2 beneficiários Total de beneficiários em 2010: 398 unidades com até 2 beneficiários SECRETARIA ESTADUAL DA / CDHU Janeiro de 2010

13 Vila Dignidade - Projeto SECRETARIA ESTADUAL DA / CDHU Janeiro de 2010

14 Vila Dignidade - Projeto SECRETARIA ESTADUAL DA / CDHU Janeiro de 2010

15 Vila Dignidade - Planta tipo SECRETARIA ESTADUAL DA / CDHU Janeiro de 2010

16 Vila Dignidade Avaré Foto de 14/01/2010 SECRETARIA ESTADUAL DA / CDHU Janeiro de 2010

17 Vila Dignidade Avaré Foto de 14/01/2010 SECRETARIA ESTADUAL DA / CDHU Janeiro de 2010

18 Vila Dignidade Avaré Foto de 14/01/2010 SECRETARIA ESTADUAL DA / CDHU Janeiro de 2010

19 Vila Dignidade Avaré Foto de 14/01/2010 SECRETARIA ESTADUAL DA / CDHU Janeiro de 2010

SEMINÁRIO HIS SUSTENTÁVEL. Projeto da Habitação de Interesse Social Sustentável. Desenho Universal

SEMINÁRIO HIS SUSTENTÁVEL. Projeto da Habitação de Interesse Social Sustentável. Desenho Universal SEMINÁRIO HIS SUSTENTÁVEL Projeto da Habitação de Interesse Social Sustentável Desenho Universal Agosto/2010 CONTEXTO Protocolo de intenções firmado entre a Secretaria de Estado da Habitação, a Secretaria

Leia mais

SECRETARIA DA HABITAÇÃO Casa Paulista Agência Paulista de Habitação Social

SECRETARIA DA HABITAÇÃO Casa Paulista Agência Paulista de Habitação Social CONSELHO GESTOR DO FUNDO PAULISTA DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL CGFPHIS DELIBERAÇÃO NORMATIVA CGFPHIS Nº 005, DE 20 DE MARÇO DE 2012. Aprova a implantação do Programa de Apoio Financeiro Complementar

Leia mais

PLANO HABITACIONAL FRANCA PLHIS PLANO LOCAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL

PLANO HABITACIONAL FRANCA PLHIS PLANO LOCAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL PLANO HABITACIONAL FRANCA PLHIS PLANO LOCAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL HABITAÇÃO: COMO NECESSIDADE HUMANA ABRIGO As pessoas precisam de proteção para si e suas famílias contra as intempéries da natureza.

Leia mais

Desenvolvimento Social

Desenvolvimento Social SP AMIGO DO IDOSO FALA DO GOVERNADOR São Paulo não quer ser só o primeiro na força econômica, um Estado que tem tamanho de país, cuja PIB é quase duas vezes o PIB da Argentina, que é o segundo maior país

Leia mais

DELIBERAÇÃO NORMATIVA CGFPHIS Nº 016, DE 28 DE MAIO DE 2013

DELIBERAÇÃO NORMATIVA CGFPHIS Nº 016, DE 28 DE MAIO DE 2013 Deliberação Normativa nº 016, de 28 de maio de 2013. Reedita, com alterações, a Deliberação Normativa nº 014, de 11 de setembro de 2012, que aprovou a implantação do PROGRAMA CASA PAULISTA APOIO AO CRÉDITO

Leia mais

Econômicas leves 04/08/2011 Notícia Revista Téchne - Julho 2011

Econômicas leves 04/08/2011 Notícia Revista Téchne - Julho 2011 Econômicas leves 04/08/2011 Notícia Revista Téchne - Julho 2011 Apesar da aplicacão em programas de interesse social, steel framing ainda enfrenta desafios burocráticos para o atendimento de outras faixas

Leia mais

Recursos e Fontes de Financiamento

Recursos e Fontes de Financiamento Recursos e Fontes de Financiamento Recursos e Fontes de Financiamento A disponibilidade de recursos financeiros para a implementação do Plano Local de HIS é fundamental para a concretização dos objetivos

Leia mais

SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL -Principais serviços que a Assistência Social possui para atendimento de idosos: - Proteção Social Básica (atendimento preventivo) - Centro de Convivência do Idoso - atualmente

Leia mais

Etapa 01 Proposta Metodológica

Etapa 01 Proposta Metodológica SP Etapa 01 Proposta Metodológica ConsultGEL - Rua: : José Tognoli, 238, Pres., 238, Pres. Prudente, SP Consultores Responsáveis, SP Élcia Ferreira da Silva Fone: : (18) 3222 1575/(18) 9772 5705 João Dehon

Leia mais

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS 1 DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E OBJETIVO DO MOVIMENTO 2 Artigo 1º O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade/Nós

Leia mais

Programa de Reabilitação de Áreas Urbanas Centrais. Secretaria Nacional de Programas Urbanos

Programa de Reabilitação de Áreas Urbanas Centrais. Secretaria Nacional de Programas Urbanos Programa de Reabilitação de Áreas Urbanas Centrais Secretaria Nacional de Programas Urbanos CONCEITOS Área Urbana Central Bairro ou um conjunto de bairros consolidados com significativo acervo edificado

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I Da Finalidade. CAPÍTULO II Dos Princípios, Objetivos e Metas Seção I Dos Princípios

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I Da Finalidade. CAPÍTULO II Dos Princípios, Objetivos e Metas Seção I Dos Princípios LEI N. 1.343, DE 21 DE JULHO DE 2000 Institui a Política Estadual do Idoso - PEI e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE seguinte Lei: FAÇO SABER que a Assembléia Legislativa do Estado

Leia mais

Envelhecimento Ativo VEREADOR NATALINI

Envelhecimento Ativo VEREADOR NATALINI Envelhecimento Ativo VEREADOR NATALINI Mundo envelhecido, país envelhecido O aumento da proporção de idosos na população é um fenômeno mundial tão profundo que muitos chamam de "revolução demográfica".

Leia mais

01. Câmara Municipal. 02. Secretaria Municipal de Governo. 03. Gabinete do Vice-Prefeito. 04. Procuradoria Geral do Município

01. Câmara Municipal. 02. Secretaria Municipal de Governo. 03. Gabinete do Vice-Prefeito. 04. Procuradoria Geral do Município Estrutura Administrativa e Principais 01. Câmara Municipal - Lei Orgânica do Município de Teresina, de 05 de abril de 1991. - Votar o Orçamento Anual e o Plano Plurianual, bem como autorizar abertura de

Leia mais

DECRETO Nº 1948 QUE REGULAMENTA A POLÍTICA NACIONAL DO IDOSO

DECRETO Nº 1948 QUE REGULAMENTA A POLÍTICA NACIONAL DO IDOSO DECRETO Nº 1948 QUE REGULAMENTA A POLÍTICA NACIONAL DO IDOSO Presidência da República Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 1.948, DE 3 DE JULHO DE 1996. Regulamenta a Lei n 8.842, de 4 de janeiro

Leia mais

Análise de Projeto Técnico Social APT MUNICÍPIO DE SÃO SEPÉ

Análise de Projeto Técnico Social APT MUNICÍPIO DE SÃO SEPÉ TE-SER Social Consultoria e Assessoria de Projetos Ltda. Rua Upamaroti, 1129/121 Bairro Cristal Porto Alegre/RS CEP: 90.820-140 CNPJ: 08.798.484/0001-78 Inscrição Municipal: 510.834.26 Análise de Projeto

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 285, DE 2006

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 285, DE 2006 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 285, DE 2006 Autoriza o Poder Executivo a criar o Programa Cantando as Diferenças, destinado a promover a inclusão social de grupos discriminados e dá outras providências. O

Leia mais

LEI Nº.1015 DE 11 DE NOVEMBRO DE 2013.

LEI Nº.1015 DE 11 DE NOVEMBRO DE 2013. LEI Nº.1015 DE 11 DE NOVEMBRO DE 2013. Dispõe sobre a Política Municipal de Atendimento ao Idoso do Município de São Gonçalo do Rio Abaixo, Cria o Conselho Municipal do Idoso e dá outras providências.

Leia mais

Resolução nº 30/CONSUP/IFRO, de 03 de outubro de 2011.

Resolução nº 30/CONSUP/IFRO, de 03 de outubro de 2011. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA CONSELHO SUPERIOR Resolução nº 30/CONSUP/IFRO, de 03 de outubro

Leia mais

HIS Sustentável. Diretrizes de Inserção Urbana e Projeto Urbanístico

HIS Sustentável. Diretrizes de Inserção Urbana e Projeto Urbanístico 2010 HIS Sustentável Diretrizes de Inserção Urbana e Projeto Urbanístico Projetos Urbanísticos O conceito da sustentabilidade sempre esteve presente nos projetos de urbanismo da CECAP à CDHU. (em maior

Leia mais

SEMANA DE ATENÇÃO À PESSOA IDOSA INSTITUCIONALIZADA

SEMANA DE ATENÇÃO À PESSOA IDOSA INSTITUCIONALIZADA SEMANA DE ATENÇÃO À PESSOA IDOSA INSTITUCIONALIZADA De 28.09.2015 a 01.10.2015 A aproximação de mais um ano de existência do Estatuto do Idoso (Lei 10.741/2003) nos leva a refletir sobre o quanto realizamos

Leia mais

CÂMARA TÉCNICA DE ARQUITETURA E URBANISMO HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL LEI ASSISTÊNCIA TÉCNICA PÚBLICA E GRATUITA

CÂMARA TÉCNICA DE ARQUITETURA E URBANISMO HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL LEI ASSISTÊNCIA TÉCNICA PÚBLICA E GRATUITA CÂMARA TÉCNICA DE ARQUITETURA E URBANISMO HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL LEI ASSISTÊNCIA TÉCNICA PÚBLICA E GRATUITA 2015 PROGRAMA Com base na car,lha elaborado em MG. 1. Contextualização 2. Legislação 3.

Leia mais

PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA Proposta de ações para elaboração do Plano Estadual da Pessoa com Deficiência Objetivo Geral: Contribuir para a implementação

Leia mais

SEMINÁRIO EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL NO ESTADO DE SÃO PAULO

SEMINÁRIO EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL NO ESTADO DE SÃO PAULO DIRETRIZES DE SUSTENTABILIDADE NO PROGRAMA HABITACIONAL DO ESTADO DE SÃO PAULO EDUARDO TRANI Chefe de Gabinete da Secretaria de Habitação SEMINÁRIO EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL

Leia mais

A importância do papel do gestor local na garantia da sustentabilidade do PMCMV

A importância do papel do gestor local na garantia da sustentabilidade do PMCMV A importância do papel do gestor local na garantia da sustentabilidade do PMCMV Mesa Técnica: Sustentabilidade do PMCMV da aprovação do projeto ao pós-ocupação, sob os aspectos da inserção urbana, trabalho

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SES/GO

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SES/GO SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SES/GO SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE-SPAIS Goiânia Agosto/2011 SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE - SPAIS 6. GERÊNCIA DE

Leia mais

LEIS 2013. Nº DA LEI EMENTA Autoriza o Executivo Municipal a conceder 1.768, de 14.1.2013

LEIS 2013. Nº DA LEI EMENTA Autoriza o Executivo Municipal a conceder 1.768, de 14.1.2013 LEIS 2013 Nº DA LEI EMENTA Autoriza o Executivo Municipal a conceder 1.768, de 14.1.2013 subvenção social a Santa Casa de Misericórdia de Votuporanga e dá outras Autoriza o Poder Executivo a firmar convênio

Leia mais

ESTADO DA BAHIA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI SECRETARIA DE HABITAÇÃO - SEHAB

ESTADO DA BAHIA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI SECRETARIA DE HABITAÇÃO - SEHAB PROJETO BÁSICO CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA EXECUÇÃO DO PROJETO DE TRABALHO TÉCNICO SOCIAL NO RESIDENCIAL MORADA DOS CANÁRIOS CAMAÇARI PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA Camaçari, 10 de julho de 2015. 1. ANTECEDENTES

Leia mais

O que é o PLHIS? Quais são os beneficiários do PLHIS? Quais são as exigências do PLHIS?

O que é o PLHIS? Quais são os beneficiários do PLHIS? Quais são as exigências do PLHIS? O que é o PLHIS? Quais são os beneficiários do PLHIS? Quais são as exigências do PLHIS? Planejamento Planejamento é uma das condições para a prática profissional dos Assistente Social (BARBOSA, 1991).

Leia mais

PRODUTO 1 METODOLOGIA Plano Local de Habitação de Interesse Social PLHIS Município de Teresópolis - RJ

PRODUTO 1 METODOLOGIA Plano Local de Habitação de Interesse Social PLHIS Município de Teresópolis - RJ PRODUTO 1 METODOLOGIA Plano Local de Habitação de Interesse Social PLHIS Município de Teresópolis - RJ Setembro/2010 APRESENTAÇÃO Este documento denominado Metodologia é o primeiro produto apresentado

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 514, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 514, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014 RESOLUÇÃO Nº 514, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014 Dispõe sobre a Política Nacional de Trânsito, seus fins e aplicação, e dá outras providências. O CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO CONTRAN, usando da competência

Leia mais

Movimento Pró Autista

Movimento Pró Autista POLÍTICAS PÚBLICAS DE ATENDIMENTO PARA AS PESSOAS COM TRANSTORNO DO ESPECTRO DO AUTISMO Saúde Educação Trabalho Cultura, Esportes e Lazer Transporte Especializado Centros de Convivência Moradias Assistidas

Leia mais

COLIGAÇÃO INOVAR É PRECISO PROPOSTA DE GOVERNO 2013/2016

COLIGAÇÃO INOVAR É PRECISO PROPOSTA DE GOVERNO 2013/2016 COLIGAÇÃO INOVAR É PRECISO PROPOSTA DE GOVERNO 2013/2016 ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL Implantar o Plano Diretor. Implantar o Orçamento participativo. Valorização pessoal do funcionário público municipal. Implantação

Leia mais

IMPORTÂNCIA E IMPACTO DO PROGRAMA PASSEIO LIVRE PARA A CIDADE DE SÃO PAULO. JOSÉ RENATO SOIBELMANN MELHEM Arquiteto e Urbanista

IMPORTÂNCIA E IMPACTO DO PROGRAMA PASSEIO LIVRE PARA A CIDADE DE SÃO PAULO. JOSÉ RENATO SOIBELMANN MELHEM Arquiteto e Urbanista IMPORTÂNCIA E IMPACTO DO PROGRAMA PASSEIO LIVRE PARA A CIDADE DE SÃO PAULO JOSÉ RENATO SOIBELMANN MELHEM Arquiteto e Urbanista Mobilidade social Envolve a integração de todos sistemas de circulação: 1.

Leia mais

SELO SÃO PAULO AMIGO DO IDOSO

SELO SÃO PAULO AMIGO DO IDOSO SELO SÃO PAULO AMIGO DO IDOSO CEPAM 12/11/2014 Comitê Intersecretarial / Desenvolvimento Social 1 Uma CIDADE AMIGA DO IDOSO estimula o envelhecimento ativo ao otimizar as oportunidades de saúde, participação

Leia mais

SEMINÁRIOS TEMÁTICOS. Mesa 1: Produção Habitacional : programas de financiamento da habitação de interesse social

SEMINÁRIOS TEMÁTICOS. Mesa 1: Produção Habitacional : programas de financiamento da habitação de interesse social SEMINÁRIOS TEMÁTICOS Mesa 1: Produção Habitacional : programas de financiamento da habitação de interesse social Maria do Carmo Avesani Diretora do Departamento de Produção Habitacional Secretaria Nacional

Leia mais

LEI Nº 13.290, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2008

LEI Nº 13.290, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2008 LEI Nº 13.290, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2008 Dispõe sobre os emolumentos por atos praticados pelos serviços notariais e de registro, na forma que especifica O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Faço saber

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES Projeto de Lei n 340/99 464 LEI N 4.864 DE 12 DE MARÇO DE 1999 Dispõe sobre a Política Municipal do Idoso, e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES; FAÇO SABER QUE A CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

PROJETO DE LEI N 2.037/2014 (Do Governo do Estado) INCLUSÃO ANULAÇÃO JUSTIFICATIV A

PROJETO DE LEI N 2.037/2014 (Do Governo do Estado) INCLUSÃO ANULAÇÃO JUSTIFICATIV A * ESTADO DA PARAiBA "COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO E CONTROLE DA EXECUÇÃO ORÇAMENTARIA" EMENDAN" TIPO DE EMENDA DATA APROPRIAÇÃO INCLUSÃO Órgão: 25000 - Secretaria de Estado da Saúde Unidade Orçamentária:

Leia mais

SECRETARIA DA HABITAÇÃO Casa Paulista Agência Paulista de Habitação Social

SECRETARIA DA HABITAÇÃO Casa Paulista Agência Paulista de Habitação Social CONSELHO GESTOR DO FUNDO PAULISTA DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL CGFPHIS DELIBERAÇÃO NORMATIVA Nº 007, DE 20 DE MARÇO DE 2012. Aprova a implantação do Programa de Apoio Financeiro Complementar ao Programa

Leia mais

(II Conferência Nacional de Segurança Alimentar Nutricional, 2004)

(II Conferência Nacional de Segurança Alimentar Nutricional, 2004) 1 Segurança Alimentar e Nutricional Segurança alimentar é a realização do direito de todos ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a

Leia mais

ANÁLISE DE PROJETO TÉCNICO SOCIAL APT MUNICÍPIO SANTANA DA BOA VISTA

ANÁLISE DE PROJETO TÉCNICO SOCIAL APT MUNICÍPIO SANTANA DA BOA VISTA TE-SER Social Consultoria e Assessoria de Projetos Ltda. Rua Upamaroti, 1129/121 Bairro Cristal Porto Alegre/RS CEP: 90.820-140 CNPJ: 08.798.484/0001-78 Inscrição Municipal: 510.834.26 ANÁLISE DE PROJETO

Leia mais

Acessibilidade: VOCÊ ESTÁ SENSÍVEL A ESSE TEMA? POR MARA GABRILLI

Acessibilidade: VOCÊ ESTÁ SENSÍVEL A ESSE TEMA? POR MARA GABRILLI Acessibilidade: VOCÊ ESTÁ SENSÍVEL A ESSE TEMA? POR MARA GABRILLI Quem é MARA GABRILLI... reabilitação, estudo, trabalho, inclusão... Quando eu ajudo a melhorar a vida de alguém, a minha vida melhora junto.

Leia mais

Como se Tornar um Município Amigo do Idoso. Critérios para a Obtenção do Selo de Município Amigo do Idoso

Como se Tornar um Município Amigo do Idoso. Critérios para a Obtenção do Selo de Município Amigo do Idoso Como se Tornar um Município Amigo do Idoso Critérios para a Obtenção do Selo de Município Amigo do Idoso 2 3 GERALDO ALCKMIN Governador do Estado de São Paulo ROGERIO HAMAM Secretário de Estado de Desenvolvimento

Leia mais

Uma Leitura da concepção do Saneamento Integrado do Recife

Uma Leitura da concepção do Saneamento Integrado do Recife PRIMEIRA CONFERÊNCIA INTERNACIONAL Inovações e Desafios para a Democratização dos Serviços de Saneamento ARTICULANDO A EDUCAÇÃO, A TECNOLOGIA E A GESTÃO: Uma Leitura da concepção do Saneamento Integrado

Leia mais

CARTA ABERTA PELO DIREITO A CIDADE E A GESTÃO DEMOCRÁTICA

CARTA ABERTA PELO DIREITO A CIDADE E A GESTÃO DEMOCRÁTICA CARTA ABERTA PELO DIREITO A CIDADE E A GESTÃO DEMOCRÁTICA Apesar de nos últimos anos ter-se dado visibilidade apenas ao discurso único capitaneado pelo IPPUC, vários movimentos populares, associações de

Leia mais

Aula 04 Normas e Estratégias de Acessibilidade A NBR9050 Setembro, 2013

Aula 04 Normas e Estratégias de Acessibilidade A NBR9050 Setembro, 2013 Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Curso de Especialização em Arquitetura da Habitação de Interesse Social ERGONOMIA E ACESSIBILIDADE Aplicada à

Leia mais

PROGRAMAS HABITACIONAIS DE INTERESSE SOCIAL

PROGRAMAS HABITACIONAIS DE INTERESSE SOCIAL PROGRAMAS HABITACIONAIS DE INTERESSE SOCIAL PROGRAMAS HABITACIONAIS URBANOS IMPLEMENTADOS PELA COHAPAR A REALIDADE PROGRAMAS HABITACIONAIS URBANOS 1. PMCMV com recursos do OGU/OGE 1.1. FAR PMCMV FAR 1.2

Leia mais

PARTICIPAÇÃO E CONTROLE SOCIAL NO SISTEMA NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO URBANO - SNDU

PARTICIPAÇÃO E CONTROLE SOCIAL NO SISTEMA NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO URBANO - SNDU PARTICIPAÇÃO E CONTROLE SOCIAL NO SISTEMA NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO URBANO - SNDU EIXO 1 PARTE 1 - A PARTICIPAÇÃO E O CONTROLE SOCIAL NO SNDU DEVERÃO SER EXERCIDOS: (i) no âmbito federal, pelo Conselho

Leia mais

PBQP-H QUALIDADE HABITACIONAL OBRAS DE EDIFICAÇÕES

PBQP-H QUALIDADE HABITACIONAL OBRAS DE EDIFICAÇÕES PBQP-H QUALIDADE HABITACIONAL OBRAS DE EDIFICAÇÕES PBQP-H O que é PBQP-H? O PBQP-H (Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat), é um instrumento do governo federal que tem como meta organizar

Leia mais

Inovação. no Estado de São Paulo. Políticas Públicas para a promoção da Ciência, Tecnologia e

Inovação. no Estado de São Paulo. Políticas Públicas para a promoção da Ciência, Tecnologia e Políticas Públicas para a promoção da Ciência, Tecnologia e no Estado de São Paulo Inovação Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia Subsecretaria de Ciência e Tecnologia Vantagens

Leia mais

Proponente/Agente Promotor: Prefeitura Municipal de Salto do Jacuí - RS. 1.000.000,00 Contrapartida

Proponente/Agente Promotor: Prefeitura Municipal de Salto do Jacuí - RS. 1.000.000,00 Contrapartida TE-SER Social Consultoria e Assessoria de Projetos Ltda. Rua Upamaroti, 1129/121 Bairro Cristal Porto Alegre/RS CEP: 90.820-140 CNPJ: 08.798.484/0001-78 Inscrição Municipal: 510.834.26 Análise de Projeto

Leia mais

Análise de Projeto Técnico Social APT MUNICÍPIO DE RONDA ALTA

Análise de Projeto Técnico Social APT MUNICÍPIO DE RONDA ALTA TE-SER Social Consultoria e Assessoria de Projetos Ltda. Rua Upamaroti, 1129/121 Bairro Cristal Porto Alegre/RS CEP: 90.820-140 CNPJ: 08.798.484/0001-78 Inscrição Municipal: 510.834.26 Análise de Projeto

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EM SAÚDE CAPÍTULO I DA CATEGORIA E FINALIDADE

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EM SAÚDE CAPÍTULO I DA CATEGORIA E FINALIDADE REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EM SAÚDE CAPÍTULO I DA CATEGORIA E FINALIDADE Art. 1º O Núcleo de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto

Leia mais

LEI Nº 12.947 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2014. Institui a Política Estadual para a População em Situação de Rua e dá outras providências.

LEI Nº 12.947 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2014. Institui a Política Estadual para a População em Situação de Rua e dá outras providências. Salvador, Bahia Terça-feira 11 de Fevereiro de 2014 Ano XCVIII N o 21.355 LEI Nº 12.947 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2014 Institui a Política Estadual para a População em Situação de Rua e dá outras providências.

Leia mais

LEI Nº 6559 DE 16 DE OUTUBRO DE 2013. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DO IDOSO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

LEI Nº 6559 DE 16 DE OUTUBRO DE 2013. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DO IDOSO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LEI Nº 6559 DE 16 DE OUTUBRO DE 2013. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DO IDOSO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLOGICA NIT

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLOGICA NIT RESOLUÇÃO CONSU Nº. 33/21 DE 3 DE AGOSTO DE 21. A Presidente do Conselho Superior Universitário da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas, no uso de suas atribuições regimentais, e consequente

Leia mais

Ambientes acessíveis

Ambientes acessíveis Fotos: Sônia Belizário Ambientes acessíveis É FUNDAMENTAL A ATENÇÃO AO DESENHO E A CONCEPÇÃO DOS PROJETOS, PRINCIPALMENTE NOS ESPAÇOS PÚBLICOS,PARA ATENDER ÀS NECESSIDADES E LIMITAÇÕES DO MAIOR NÚMERO

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Relatório condensado (novembro e dezembro) /2011

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Relatório condensado (novembro e dezembro) /2011 RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Relatório condensado (novembro e dezembro) /2011 1 IDENTIFICAÇÃO Programa: Operações Coletivas Contrato CAIXA nº: 0233.389.09/2007 Ação/Modalidade:

Leia mais

Prefeitura Municipal de Catanduva Banco Interamericano de Desenvolvimento. Programa de Desenvolvimento Urbano Integrado de Catanduva

Prefeitura Municipal de Catanduva Banco Interamericano de Desenvolvimento. Programa de Desenvolvimento Urbano Integrado de Catanduva Prefeitura Municipal de Catanduva Banco Interamericano de Desenvolvimento Programa de Desenvolvimento Urbano Integrado de Catanduva ESTRUTURA DE ORGANIZACIONAL DO PROGRAMA O esquema organizacional do Programa,

Leia mais

PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense

PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense 1. DISCRIMINAÇÃO DO PROJETO Título do Projeto Educação de Qualidade: direito de todo maranhense Início Janeiro de 2015 Período de Execução Término

Leia mais

MINISTÉRIO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL ATENDIMENTO À PESSOA IDOSA

MINISTÉRIO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL ATENDIMENTO À PESSOA IDOSA MINISTÉRIO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL ATENDIMENTO À PESSOA IDOSA BRASIL Ü 2025 32 milhões de idosos 6º LUGAR NO MUNDO 2002 15 milhões de Idosos LEGISLAÇÃO DE PROTEÇÃO SOCIAL PARA O IDOSO Lei Orgânica da Assistência

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.346, DE 15 DE SETEMBRO DE 2006. Cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SISAN com vistas em assegurar

Leia mais

Plano Local de Habitação de Interesse Social PLHIS SÃO BERNARDO DO CAMPO

Plano Local de Habitação de Interesse Social PLHIS SÃO BERNARDO DO CAMPO Plano ESTADUAL DE HABITAÇÃO PEH - SP 8 º Encontro Regional Região Metropolitana de São Paulo Plano Local de Habitação de Interesse Social PLHIS SÃO BERNARDO DO CAMPO ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO 1- O planejamento

Leia mais

Esfera: 10 Função: 12 - Educação Subfunção: 367 - Educação Especial UO: 26298 - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação

Esfera: 10 Função: 12 - Educação Subfunção: 367 - Educação Especial UO: 26298 - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Programa 1374 Desenvolvimento da Educação Especial Numero de Ações 16 Ações Orçamentárias 0511 Apoio ao Desenvolvimento da Educação Especial Produto: Projeto apoiado UO: 26298 - Fundo Nacional de Desenvolvimento

Leia mais

Análise de Projeto Técnico Social APT MUNICÍPIO DE VICENTE DUTRA/RS

Análise de Projeto Técnico Social APT MUNICÍPIO DE VICENTE DUTRA/RS TE-SER Social Consultoria e Assessoria de Projetos Ltda. Rua Upamaroti, 1129/121 Bairro Cristal Porto Alegre/RS CEP: 90.820-140 CNPJ: 08.798.484/0001-78 Inscrição Municipal: 510.834.26 Análise de Projeto

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 Institui o Programa Mais Educação, que visa fomentar a educação integral de crianças, adolescentes e jovens, por meio do apoio a atividades

Leia mais

Etapas do PLHIS PROPOSTAS

Etapas do PLHIS PROPOSTAS Plano Local de Habitação de Interesse Social de Boituva Seminário de Homologação do PLHIS de Boituva 25 de Fevereiro de 2010 Etapas do PLHIS etapa 1 etapa 2 etapa 3 METODOLOGIA DIAGNÓSTICO PROPOSTAS Princípios

Leia mais

PACTO CONSTITUINTE DE 1988: UMA FEDERAÇÃO EM CONSTRUÇÃO

PACTO CONSTITUINTE DE 1988: UMA FEDERAÇÃO EM CONSTRUÇÃO Pacto Federativo no Brasil: Coordenação Federativa das Ações de Vigilância Sanitária 2015 PACTO CONSTITUINTE DE 1988: UMA FEDERAÇÃO EM CONSTRUÇÃO DITADURA ESTADO CENTRAL X DEMOCRATIZAÇÃO DESCENTRALIZAÇÃO

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE INDAIATUBA

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE INDAIATUBA Aut. N Ei P.L. N LI u /; LEI N2 5.924 DE 20 DE SETEMBRO DE 2011. Publ.: "Dispõe sobre a criação da Política Municipal para a População em Situação de Rua e autoriza o Poder Executivo a criar o Programa

Leia mais

AÇÕES PARA REGULARIZAÇÃO DE IMÓVEIS NO. Estado de São Paulo. O que o Governo de São Paulo, o Ministério Público e a sua Prefeitura podem fazer juntos.

AÇÕES PARA REGULARIZAÇÃO DE IMÓVEIS NO. Estado de São Paulo. O que o Governo de São Paulo, o Ministério Público e a sua Prefeitura podem fazer juntos. AÇÕES PARA REGULARIZAÇÃO DE IMÓVEIS NO Estado de São Paulo O que o Governo de São Paulo, o Ministério Público e a sua Prefeitura podem fazer juntos. Sumário Apresentação 5 Porque regularizar 6 Quando uma

Leia mais

PLANO LOCAL DE HABITAÇAO DE INTERESSE SOCIAL - PLHIS

PLANO LOCAL DE HABITAÇAO DE INTERESSE SOCIAL - PLHIS PLANO LOCAL DE HABITAÇAO DE INTERESSE SOCIAL - PLHIS MAIO de 2011 Art. 3.º O Plano Diretor abrange a totalidade do território do Município, definindo: I - A política e as estratégias de expansão urbana

Leia mais

Proposta para a nacional 3º Conferência Estadual de Políticas Públicas para mulheres.união dos Movimentos de moradia da Grande São Paulo e Interior.

Proposta para a nacional 3º Conferência Estadual de Políticas Públicas para mulheres.união dos Movimentos de moradia da Grande São Paulo e Interior. Proposta para a nacional 3º Conferência Estadual de Políticas Públicas para mulheres.união dos Movimentos de moradia da Grande São Paulo e Interior. 1- Promover o acesso igualitário das mulheres ao programa

Leia mais

ipea políticas sociais acompanhamento e análise 7 ago. 2003 133 ASSISTÊNCIA SOCIAL

ipea políticas sociais acompanhamento e análise 7 ago. 2003 133 ASSISTÊNCIA SOCIAL ASSISTÊNCIA SOCIAL Regulamento da Organização e do Custeio da Seguridade Social Decreto n o 2.173, de 5 de março de 1997 aprova o Regulamento da Organização e do Custeio da Seguridade Social. Decreto n

Leia mais

LEI Nº 8.798 de 22 de fevereiro de 2006.

LEI Nº 8.798 de 22 de fevereiro de 2006. LEI Nº 8.798 de 22 de fevereiro de 2006. Institui a Política Estadual de fomento à Economia Popular Solidária no Estado do Rio Grande do Norte e estabelece outras disposições. O PRESIDENTE DA ASSEMBLÉIA

Leia mais

Shopping Iguatemi Campinas Reciclagem

Shopping Iguatemi Campinas Reciclagem Shopping Iguatemi Campinas Reciclagem 1) COMO FUNCIONA? O PROBLEMA OU SITUAÇÃO ANTERIOR Anteriormente, todos os resíduos recicláveis ou não (com exceção do papelão), ou seja, papel, plásticos, vidros,

Leia mais

DECRETO Nº 6.044, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2007.

DECRETO Nº 6.044, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2007. DECRETO Nº 6.044, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2007. Aprova a Política Nacional de Proteção aos Defensores dos Direitos Humanos - PNPDDH, define prazo para a elaboração do Plano Nacional de Proteção aos Defensores

Leia mais

Matérias selecionadas do DOU de 05 de novembro de2007

Matérias selecionadas do DOU de 05 de novembro de2007 Conteúdo: SEÇÃO 1...2 PORTARIA No- 2.831, DE 1o- DE NOVEMBRO DE 2007...2 PORTARIA No- 2.834, DE 1o- DE NOVEMBRO DE 2007...4 PORTARIA No- 2.835, DE 1o- DE NOVEMBRO DE 2007...5 PORTARIA Nº 600, DE 1o- DE

Leia mais

Prefeitura Municipal de Chácara Rua: Heitor Candido, 60 Centro 36.110-000 Chácara Minas Gerais Telefax: (32) 3277-1014 E-mail; pchacara@acessa.com.

Prefeitura Municipal de Chácara Rua: Heitor Candido, 60 Centro 36.110-000 Chácara Minas Gerais Telefax: (32) 3277-1014 E-mail; pchacara@acessa.com. LEI 646 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a Política Municipal do Idoso. O Prefeito Municipal de Chácara, MG, faço saber que a Câmara Municipal de Chácara decreta e eu sanciono a seguinte Lei: INSTITUI

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE COREMAS-PB GABINETE DO PREFEITO

ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE COREMAS-PB GABINETE DO PREFEITO ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE COREMAS-PB GABINETE DO PREFEITO Lei complementar nº 109/2014 Coremas-PB, 10 de dezembro de 2014. Altera a Lei nº 74/2013, desmembrando a Secretaria de Juventude

Leia mais

Adequação dos Sistemas de Trens Urbanos de Porto Alegre à Acessibilidade Universal (Decreto n. 5.296 de 2004)

Adequação dos Sistemas de Trens Urbanos de Porto Alegre à Acessibilidade Universal (Decreto n. 5.296 de 2004) Programa 1078 Nacional de Acessibilidade Ações Orçamentárias Número de Ações 13 1O340000 Produto: Projeto executado Adequação dos Sistemas de Trens Urbanos de Porto Alegre à Acessibilidade Universal (Decreto

Leia mais

III Seminário Nacional Pactuação Federativa no Brasil sem Miséria. Brasília Novembro/2015

III Seminário Nacional Pactuação Federativa no Brasil sem Miséria. Brasília Novembro/2015 III Seminário Nacional Pactuação Federativa no Brasil sem Miséria Brasília Novembro/2015 CENÁRIO DA POBREZA Fonte: IBGE. Censo Demográfico 2010 (resultados preliminares); Fundação Seade. DIRETRIZES E PRINCÍPIOS

Leia mais

OPERAÇÕES URBANAS CONSORCIADAS Instrumentos de viabilização de projetos urbanos integrados

OPERAÇÕES URBANAS CONSORCIADAS Instrumentos de viabilização de projetos urbanos integrados OPERAÇÕES URBANAS CONSORCIADAS Instrumentos de viabilização de projetos urbanos integrados DEAP/SNAPU/MCIDADES Maio/2015 Contexto brasileiro Necessidade de obras públicas para requalificação e reabilitação

Leia mais

5.1 Nome da iniciativa ou Projeto. Academia Popular da Pessoa idosa. 5.2 Caracterização da Situação Anterior

5.1 Nome da iniciativa ou Projeto. Academia Popular da Pessoa idosa. 5.2 Caracterização da Situação Anterior 5.1 Nome da iniciativa ou Projeto Academia Popular da Pessoa idosa 5.2 Caracterização da Situação Anterior O envelhecimento é uma realidade da maioria das sociedades. No Brasil, estima-se que exista, atualmente,

Leia mais

Município de Cruzeiro do Iguaçu - PPA 2014 / 2017

Município de Cruzeiro do Iguaçu - PPA 2014 / 2017 Página: 1 0 - OPERAÇÕES ESPECIAIS OPERAÇÕES ESPECIAIS 1 Operação Especial ENCARGOS ESPECIAIS Outros Produtos 2 Operação Especial CONTRIBUIÇÃO AO PASEP Outros Produtos 1 - AÇÕES LEGISLATIVAS MANTER AS ATIVIDADES

Leia mais

CAPITULO I DA POLÍTICA MUNICIPAL DO COOPERATIVISMO.

CAPITULO I DA POLÍTICA MUNICIPAL DO COOPERATIVISMO. LEI Nº 1.827/2009. EMENTA: Institui a política de apoio e incentivo ao desenvolvimento do Cooperativismo no âmbito do município de Santa Cruz do Capibaribe/PE e dá outras providências. A MESA DIRETORA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARMO DA CACHOEIRA ESTADO DE MINAS GERAIS GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARMO DA CACHOEIRA ESTADO DE MINAS GERAIS GABINETE DO PREFEITO 1 Projeto de Lei n.º 151, de 30 de junho de 2011. Institui o Programa de Transferência de Renda do Município de Carmo da Cachoeira, e dá outras providências. aprova: A Câmara Municipal de Carmo da Cachoeira,

Leia mais

Uma Parceria do Governo do Estado do ES com o Governo Federal e Municípios Capixabas

Uma Parceria do Governo do Estado do ES com o Governo Federal e Municípios Capixabas Uma Parceria do Governo do Estado do ES com o Governo Federal e Municípios Capixabas O maior Programa Habitacional da História do Espírito Santo Mais de R$ 800 Milhões de Investimentos em Habitação Os

Leia mais

MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Habitação. CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Representação de Apoio ao Desenvolvimento Urbano

MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Habitação. CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Representação de Apoio ao Desenvolvimento Urbano MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Habitação CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Representação de Apoio ao Desenvolvimento Urbano SNHIS / FNHIS - Lei nº 11.124/05 REQUISITOS PARA ADESÃO DOS MUNICÍPIOS AO

Leia mais

Governança Solidária Local. Secretaria Municipal de Coordenação Política e Governança Local

Governança Solidária Local. Secretaria Municipal de Coordenação Política e Governança Local Governança Solidária Local Secretaria Municipal de Coordenação Política e Governança Local Fundamentos da Governança Solidária Local Induzir o Desenvolvimento Local Poder Público Criação de ambiente favorável

Leia mais

PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO NO SISTEMA PRISIONAL PLANO DE AÇÃO

PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO NO SISTEMA PRISIONAL PLANO DE AÇÃO EIXO: GESTÂO Fortalecer a parceria entre e instituições parceiras para o desenvolvimento de ações educacionais Formalização de Termo de Cooperação Técnica entre e SEC do Estado para a efetivação de políticas

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE CONSELHO ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE - COEMA

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE CONSELHO ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE - COEMA GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE CONSELHO ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE - COEMA RESOLUÇÃO COEMA N 116, DE 03 DE JULHO DE 2014. Dispõe sobre as atividades de impacto ambiental

Leia mais

14ª Reunião Regional do CB27

14ª Reunião Regional do CB27 14ª Reunião Regional do CB27 SEMURB NATAL SECRETÁRIO MARCELO ROSADO FEVEREIRO 2016 1- Inventário Florístico Levantamento Quali-Quantitativo das Espécies Arbóreas da Cidade do Natal-RN 1.1 Plano municipal

Leia mais

V Simpósio da ARELA-RS sobre Esclerose Lateral Amiotrófica ELA

V Simpósio da ARELA-RS sobre Esclerose Lateral Amiotrófica ELA V Simpósio da ARELA-RS sobre Esclerose Lateral Amiotrófica ELA Geneviève Lopes Pedebos Assistente Social Mestre em Serviço Social pela PUCRS Porto Alegre, 08/05/2010 Na área da saúde, o Assistente Social

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARMO DA CACHOEIRA ESTADO DE MINAS GERAIS GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARMO DA CACHOEIRA ESTADO DE MINAS GERAIS GABINETE DO PREFEITO 1 Dispõe sobre a criação da SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA, ESPORTES E TURISMO, e dá outras providencias. 2009. Projeto de Lei n.º, de 05 de fevereiro de A Câmara Municipal de Carmo da Cachoeira, por

Leia mais

LEI N 1.892/2008 Dá nova redação a Lei nº 1.580/2004

LEI N 1.892/2008 Dá nova redação a Lei nº 1.580/2004 LEI N 1.892/2008 Dá nova redação a Lei nº 1.580/2004 Povo do Município de Viçosa, por seus representantes legais, aprovou e eu, em seu nome, sanciono e promulgo a seguinte Lei: Das disposições Gerais Art.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MORRO REDONDO PLANO PLURIANUAL 2014/2017 ANEXO I - PROGRAMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL

PREFEITURA MUNICIPAL DE MORRO REDONDO PLANO PLURIANUAL 2014/2017 ANEXO I - PROGRAMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL PREFEITURA MUNICIPAL DE MORRO REDONDO PLANO PLURIANUAL 2014/2017 ANEXO I - PROGRAMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL PROGRAMA: 0070- Gestão do SUS do Município OBJETIVO: Gerir e controlar

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL ADJUNTA DE HABITAÇÃO POLÍTICA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO

SECRETARIA MUNICIPAL ADJUNTA DE HABITAÇÃO POLÍTICA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO SECRETARIA MUNICIPAL ADJUNTA DE HABITAÇÃO POLÍTICA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO Carlos Henrique Cardoso Medeiros Secretário POLÍTICA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO Orçamento Participativo da Habitação participaçãopopular

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.053 DE 23 DE DEZEMBRO DE 2009. Institui a Política Nacional para a População em Situação de Rua e seu Comitê Intersetorial

Leia mais

LEI N. 4.016/2.001. (Cria a Estrutura Organizacional Básica da Prefeitura Municipal de Rio Verde e dá outras providências)

LEI N. 4.016/2.001. (Cria a Estrutura Organizacional Básica da Prefeitura Municipal de Rio Verde e dá outras providências) LEI N. 4.016/2.001 (Cria a Estrutura Organizacional Básica da Prefeitura Municipal de Rio Verde e dá outras providências) A CÂMARA MUNICIPAL DE RIO VERDE-GO APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE LEI: Art. 1

Leia mais