INFORMÁTICA TECNOLOGIAS APLICADAS À EDUCAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INFORMÁTICA TECNOLOGIAS APLICADAS À EDUCAÇÃO"

Transcrição

1 INFORMÁTICA TECNOLOGIAS APLICADAS À EDUCAÇÃO 1 CONHECENDO O COMPUTADOR Monitor de vídeo Teclado Impressora Caixas de som Mouse Estabilizador (evita danos elétricos) Microfone / webcam Gabinete principal: drive de disquetes drive de cd rom placa mãe : memórias microprocessador (ou chips), e placas que fazem conexão com periféricos como a impressora, monitor, teclado e mouse. CPU (Unidade Central de Processamento) é o nome genérico dado aos componentes associados à placa mãe, o cérebro do computador. O computador é composto pelo Hardware e Software. O primeiro refere se ao que compõe a máquina, ou seja, os drives, os chips etc.; já o segundo diz respeito ao sistema operacional, ou seja, arquivos, programas. De uma forma simplificada, um seria o corpo e o outro, a alma. Ligando o computador Primeiro ligue o estabilizador, em seguida a impressora, a CPU e o monitor. Para iniciar o uso é preciso aguardar que o computador esteja pronto, ou como se diz em linguagem própria, dar o boot. Deve se aguardar até que a ampulheta desapareça da tela, dando espaço à seta. Teclado O teclado apresenta teclas alfanuméricas letras/ números; comandos alt, backspace, caps lock, tab, enter, shift; funções F1, F2 etc., sinais caracteres de pontuação, acentuação e especias ($, Área de trabalho A primeira tela que se apresenta é a área de trabalho. Nela se apresentam ícones que simbolizam ferramentas e programas contidos no seu computador: relógio: informa a hora local. barra de tarefas: onde podem ser encontrados o botão iniciar, botões de atalho e relógio.

2 botão iniciar: usado para habilitar menus que permitem utilizar os programas instalados no computador. ícone lixeira: lugar onde ficam armazenados itens que queremos excluir. ícone meus documentos: atalho para pastas contidas em Meus Documentos. ícone meu computador: exibe e dá acesso aos itens que compõem o seu computador, como os discos instalados, impressoras etc. Sugestão de atividade para treinar o uso do mouse. Campo minado iniciar programas acessório jogos campo minado Nessa atividade pode se treinar o arrastar clicando e deslocando, o maximizar, o minimizar... Word Para acessar o word, ferramenta utilizada para elaboração de textos, vá a iniciar, programas e localize o ícone representado pela letra W em azul. Dê duplo clique e você entrará na tela principal do word. Mostrar ao aluno, barra de título, menu, barra de status, maximizar, minimizar, menu de controle, barra de rolagem, restaurar... Há também o bloco de notas, utilizado para pequenos textos: iniciar, programas, acessórios, bloco de notas. 1) Digite o texto Salvar Ao longo de seu trabalho é muito importante preocupar se em salvá lo. Só assim você evitará perdê lo. Você pode salvar seus arquivos em pastas no Meus Documentos, em disquetes ou em CD. O ideal é que documentos importantes sejam sempre salvos em mais de um local. Para salvar vá até arquivos, no seu lado esquerdo superior, dê um clique e, em salvar como, escolha o local que deseja salvar Para salvar vá até arquivos, no seu lado esquerdo superior, dê um clique e, em salvar como, escolha o local que deseja salvar Nomeie sempre seus documentos e pastas, assim você conseguirá localizar com maior rapidez o que procura.

3 Outra possibilidade de salvar é clicar no ícone, na margem superior esquerda, representado por um disquete. Ao longo de sua digitação, clique constantemente nesse ícone, assim, você correrá menos riscos. 1.1 Primeiras noções de Word O Word é definido como um software processador de textos, porém, suas características permitem a execução de um número muito maior de ações relativas à manipulação de caracteres ou números. É possível, com o Word, confeccionar tabelas, inserir e editar elementos gráficos, aplicar efeitos especiais. 1.2 Principais ferramentas A tela do Word exibe barras de menus, de atalho e ferramentas. Os principais elementos são: a) Barra de Títulos apresenta o nome do documento aberto ou em uso. Se o documento não possuir nome, a descrição Documento 1 será exibida. b) Barra de Menus armazena todos os comandos do aplicativo. Para visualizar a lista dos comandos disponíveis ou submenus, basta um clique sobre o menu desejado. Podemos utilizar também a tecla Alt e a letra que está marcada abaixo do comando desejado. Exemplo: Alt X, aparecerá Exibir. c) Barra de atalhos possui botões de atalho para comandos localizados na barra de menus. (Só aparece no Word 2000). d) Área de trabalho é o local onde o texto ou elementos gráficos, tabelas e quaisquer itens do documento são visualizados e manipulados. Tem a disposição de uma folha de papel em branco e possui diferentes modos de visualização. Várias barras podem ser exibidas ou não, de acordo com a preferência do usuário. Exemplo: Como exibir a barra de ferramentas de desenho. Exibir Barra de Ferramentas Desenho. e) Barra de Status fornece informações atuais sobre o andamento da confecção do documentos. f) Réguas exibe as medidas utilizadas pelo texto, como margens, espaços existentes entre a margem e o início da primeira linha de cada parágrafo, além de demonstrar o espaço que o objeto ocupa na página do documentos em que ele se encontra. As réguas podem ser visualizadas, alternadamente, na área de trabalho através do menu Exibir. g) Barras de Rolagem permitem a visualização das sessões inferiores e posteriores do texto. A barra horizontal inferior proporciona o mesmo efeito, permitindo a rolagem nos sentidos esquerdo e direito. h) Botões de Procura permitem posicionamento do cursor em determinado local do texto, de acordo com o tipo de procura a ser feita. i) Botões de modo de exibição alternam se entre os diferentes modos de exibição disponíveis da área de trabalho.

4 j) Botões de controle da janela controlam a visualização da janela do aplicativo. Suas funções, respectivamente, são minimizar, restaurar ou maximizar e fechar o aplicativo. Ao clicar sobre este botão, o Word será encerrado e perguntará ao usuário se deseja salvar o documento trabalhado. 1.3 Internet como fonte de pesquisa Criação de e mail Pesquisas em sites educacionais: Existem muitos sites educacionais, mas, quando não conhecemos um site específico, podemos utilizar um site de busca. O mais conhecido é o Para iniciarmos o nosso trabalho de pesquisa na internet, vamos utilizar os sites abaixo discriminados: Por meio deles vamos fazer algumas buscas e obter informações sobre educação. Caso você conheça algum site relacionado à educação poderá utilizá lo também, indicando o para que seus colegas possam desfrutar das mesmas informações. Guia dos melhores sites educacionais e culturais em língua portuguesa. Artes Plásticas Períodos, Artistas, Movimentos... Biologia Animais, Meio Ambiente... Ciências Exatas Física, Química, Matemática... Cultura Popular Folclore, Mitos, Carnaval...

5 Geografia Mapas, Relevo, Vegetação... História Do Brasil Colônia, Império, República... História Geral Antiga, Medieval, Moderna... Literatura Períodos, Escritores, Livros... Música História, Samba, Rock, Mpb... Religião Cristianismo, Judaísmo, Crenças Centro de referência Mário Covas Sindicato das entidades mantenedoras de estabelecimentos de ensino superior no Estado de São Paulo Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de São Paulo Ministério do Governo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação

6 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Fundescola Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil Secretaria do Estado da Educação Circuito Gestão Ensino Médio Notícias sobre cidadania e condições de vida da população, para utilização em escolas e treinamento de professores. Reportagens da edição atual, arquivo das anteriores, mural, fóruns e links. Coleção de Sites ou Links Educativos Selecionados... Cadê? Educação>Diretórios Web Biblioteca Virtual de Educação BVE. Seleção de sites educacionais, do Brasil e do exterior, organizados em categorias. Divulga notícias e informações educacionais, lista sites para estudo, de professores e... ( Cursos on line sob medida. Ajudamos você a desenvolver e disponibilizar cursos com conteúdos e métodos específicos para sua área, adequados ao nível de informatização do seu pessoal. A Biblioteca Virtual de Educação (BVE) é uma ferramenta de pesquisa de sítios educacionais, do Brasil e do exterior. É voltada a pesquisadores, estudiosos, professores, universitários, pós graduandos e alunos de todas as séries escolares. A Tecnologia na Educação em escolas públicas apresentada e utilizada de forma crítica como recurso que possibilita aprendizagem, inclusão digital e social tem sido o trilhar, desde 1998, através das experiências vivenciadas com alunos, professores e multiplicadores. Tudo começou em 1997, quando Gilberto Dimenstein idealizou o Projeto Aprendiz em Nova York, onde estudava a forma com que os conteúdos de Direitos Humanos poderiam se encaixar no currículo escolar. Foi então lançado o site Aprendiz que complementava e atualizava em tempo real o conteúdo do livro Aprendiz do Futuro, lançado à

7 época pela editora Ática. Klick Educação Sugestão de aulas, temas de trabalho, pergunte a um especialista, vestibular e muito mais. Nova Escola Reportagens da edição atual, arquivo das anteriores, mural, fóruns e links. Sites Educacionais Instituição/URL FUTURA o canal do conhecimento Tradutor com/cgi bin/translate? Biblioteca Virtual do Estudante Brasileiro Guia de Bibliotecas do WWW EscolaNet Comentários/Sinopse/Fonte: FUTURA é o primeiro canal de televisão educativo do país, totalmente gerido e financiado pela iniciativa privada. Ele disponibiliza, gratuitamente, conhecimentos úteis para o desenvolvimento educacional e profissional de toda a população. Veiculado nas TVs por assinatura Net, Muticanal e Sky, o FUTURA pretende contribuir para a melhoria da qualidade de vida do seu públicoalvo. No site, você pode conhecer mais detalhes sobre o projeto, bem como seus parceiros, programação e muito mais. (WEB GUIDE, n.19, 1998) Serviço de tradução para expressões e palavras em diversos idiomas. Tem italiano, espanhol, inglês, francês, português e alemão. Uma boa ajuda para quem acessa a Internet freqüentemente e tem dificuldade com outras línguas. (REVISTA DO CD ROM, n.33, 1997) Possui uma vasta coleção de informações e atividades para estudantes e professores brasileiros de primeiro e segundo graus, e de escolas técnicas. O acervo está dividido em obras literárias, imagens, sons, e, futuramente, textos históricos, material de referência, tabelas e mapas. No caso da Literatura, o usuário pode escolher se desejar fazer uma leitura online ou se prefere baixar os livros para o computador. (GUIA DA INTERNET.BR, v.2, n.19, 1997). Este projeto foi elaborado pela USP. Endereços eletrônicos de diversas bibliotecas do globo, como as de Singapura, Venezuela, Iugoslávia e Vaticano. A maioria das páginas é em inglês, mas existem aquelas produzidas somente na língua nativa, como a biblioteca da Espanha (www.bne.es/cata.htm). (GUIA DA INTERNET.BR, v.2, n.19, 1997) Um espaço para escolas e projetos educacionais

8 INEP Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Biblioteca Virtual de Educação Centro de Informações em Educação CIBEC htm Ministério da Educação e do Desportos dentro da internet. O INEP, na sua nova configuração autárquica, tem por finalidade: organizar e manter o sistema de informações e estatísticas educacionais; planejar, orientar e coordenar o desenvolvimento de sistemas e projetos de avaliação e do censo educacional, visando o estabelecimento de indicadores de desempenho para os diferentes níveis de ensino no país; apoiar Estados, Municípios e o Distrito Federal no desenvolvimento de sistemas e projetos de avaliação; coordenar e implementar um sistema de disseminação de informações educacionais de fontes primárias, bem como coordenar o processo de articulação destas com as fontes secundárias de informação; articular se, em sua área de atuação, com instituições nacionais, estrangeiras e internacionais, mediante ações de cooperação institucional, técnica e financeira, bilateral e multilateral. (INEP, inep.gov.br) Aqui você vai encontrar uma seleção de sites educacionais, do Brasil e do Exterior, organizados em 4 grandes categorias, divididas em subcategorias. Priorizando Avaliação e Estatísticas Educacionais. (Centro de Informações em Educação CIBEC, inep.gov.br/cibec/default.htm) O Centro de Informações em Educação CIBEC é uma biblioteca especializada em educação com ligação a algumas bases de dados secundárias. Tem um importante acervo histórico e sobre legislação, bem como um riquíssimo acervo audiovisual. Este centro está sendo reestruturado com a finalidade de tornar disponível em meio eletrônico, todas as informações produzidas pelo INEP, além de seus acervos, com um atendimento ágil e eficiente ao público. O novo CIBEC também contará com a primeira biblioteca virtual em educação do país. (Centro de Informações em Educação CIBEC, Neste espaço, você pode conhecer toda a estrutura de funcionamento do MEC, começando pela apresentação de suas competências e de seu histórico na opção O que é. A opção Organograma apresenta a Estrutura Regimental do Ministério. Os órgãos e entidades da Administração podem ser identificados nas opções Adm. Direta e Adm. Indireta. Os

9 MATHDI Banco de Dados sobre Educação Matemática Enciclopédia Digital (Encyclopedia. com) Fundação Estudar Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FE/USP) Web of Science (ISI Institute for Scientific Information) dirigentes administrativos são apresentados no Quem é Quem e a opção Onde Fica localiza o Ministério e a distribuição de seus órgãos pelo edifício sede e anexos. (MEC, Este site traz o acesso gratuito da base MATHDI é um banco de dados do serviço resumido famoso internacional em Educação Matemática: ZDM. Nesta base está o acesso sem mundial na literatura em pesquisa e prática em Educação Matemática de 1976 até a presente data, com mais de dados. Possui links para o EMIS (Sistema de Informação Matemático Europeu) servidor com acesso ao banco de dados sobre MATEMÁTICA e acesso aos editores, conferências, calendários, e outros serviços oferecidos por FIZ Karlsruhe/STN. (FIZ Karlsruhe, 1998) Encyclopedia.com oferece a versão online da primeira enciclopédia com acesso gratuito. Ela traz referências a mais de assuntos organizados como em uma enciclopédia tradicional. Pode ser feita a busca por palavrachave, e a navegação por qualquer seção, ou através de links internos para centenas de artigos e fotografias. Ofertas de bolsas de emprego. Em 1986, a Direção da FEUSP reestruturou a Biblioteca, tanto de forma administrativa como organizacional, baseando se em estudo elaborado pelo Sistema Integrado de Bibliotecas da USP/SIBi e aprovado pela Reitoria da Universidade de São Paulo. Assim, em 05 mar. 1986, foi criado o Serviço de Biblioteca e Documentação, em nível de Diretoria Técnica de Serviço, com as seguintes seções: Serviço de Apoio Administrativo, Serviço de Aquisição e Processamento Técnico, Serviço de Atendimento ao Usuário e Serviço de Publicações e Divulgação. Esta nova estrutura veio permitir uma expansão dos serviços, podendo atender com presteza as necessidades de informação de seus usuários. (Histórico da Biblioteca FE/USP URL: fe.usp.br/biblioteca/ ).Neste site o usuário tem acesso ao catálogo on line Global ou específico da biblioteca banco de dados: Dedalus. Web of Science é uma base de dados que permite a recuperação de trabalhos publicados nos mais

10 PECNet Programa de Educação Continuada via Internet Pedagogia Online htm EduTecNet htm Legislação Educação e Tecnologia (textos) edleged.htm importantes periódicos internacionais, apresentando as referências bibliográficas contidas nos mesmos, informando ainda, sobre os trabalhos que os citaram, com referências a outros trabalhos. Abrange o período de 1974 a 1998, compreendendo : Science Citation Index; Social Citation Index e Arts and Humanities Index. (USP URL: O PECNet foi criado para atender às necessidades de formação teológica de leigos e de atualização de pastores, utilizando os recursos oferecidos pela Internet para o ensino a distância. Estruturado em regime de créditos, o programa oferece mais de 60 módulos avulsos, com 30 dias de duração, de disciplinas teológicas nas áreas de Ciências Bíblicas, Teologia, Pastoral, Missiologia, História da Igreja e Ciências da Religião. O PECNet surgiu a partir da experiência pioneira do Curso de Formação de Educadores Cristãos, uma das primeiras iniciativas de ensino a distância via Internet desenvolvidas no Brasil. ( Seminário Teológico Presbiteriano do Rio de Janeiro URL: Página exclusiva de informações sobre Pedagogia de forma clara e objetiva, linkados com outros sites. Elaborada pelo Prof. José Luiz de Paiva Bello (docente da UFRJ) A EduTecNet é uma comunidade virtual voltada para a aprendizagem colaborativa, através da Internet, na área da educação. Em outras palavras, a EduTecNet é uma rede de pessoas interessadas em aprender mais acerca da educação inclusive, e especialmente, acerca do uso de tecnologia na educação e que, para tanto, usa a tecnologia: no caso a tecnologia de Grupos de Discussão na Internet (também chamados de Listas de Discussão). Este site é o ponto de referência desse grupo de pessoas, mas os mais de 600 membros da rede se comunicam e colaboram, e intensamente, através do Grupo de Discussão EduTec. (Eduardo Chaves Coordenador e Web Master URL: Documentos relevantes sobre a legislação para a área de Educação e Tecnologia. Nesta página, é apresentada a coletânea de textos completos sobre a legislação (leis, pareceres, portarias e decretos), cedidos por diversas instituições que estão linkadas diretamente ao repositório da EduTecNet, além de documentos sobre direitos

11 Centro de Documentação e Informação do Portador de Deficiência (CEDIPOD) Gildenir Carolino Santos, autorais, lei do software, estatuto da criança, etc. O CEDIPOD Centro de Documentação e Informação do Portador de Deficiência, é uma entidade civil,sem fins lucrativos e foi criado em 1990 a partir da constatação da falta de uma entidade especializada na coleta, organização e divulgação de informações sobre pessoas portadoras de deficiência. A proposta de trabalho está voltada para a criação de material informativo para as entidades de pessoas portadoras de deficiência e para a sociedade. (Fonte: CEDIPOD,1996) Divididos por disciplina Português As lições do Professor Pasquale Cipro Neto em versão para a internet. Geografia O instituto oficial oferece uma versão para adolescentes para quem procura informações Biologia O endereço vai direto ao assunto e sempre traz fotografias que tornam mais clara a explicação sobre o tema! Matemática A abertura da página é um pouco confusa, mas as explicações são claras. Os recursos de ilustração são simples, mas eficientes. História Além de ser um dos mais completos sobre a disciplina, o endereço fornece um bom balanço de imagens. Física O forte do endereço é a objetividade. O estudante digita o tema no espaço de busca e é levado para a página de interesse Portais de Educação Klick Educação

12 O endereço tem a pretensão de ser um ponto de encontro de estudantes que buscam material de pesquisa. Bússola Escolar É um endereço completo, que oferece conexões para diversos sites de cada disciplina Site para educadores, pais e alunos. Pesquisa escolar; Alô Escola Links educativos Outras fontes com material educativo Biografias Biografias de pessoas ligadas à educação Editoras de Livros no Brasil Lista de Editoras nacionais na internet Folclore Sites de assuntos relacionados com folclore Sites do Governo na Educação Órgãos do governo ligados à educação História do Brasil Sites que falam da História do Brasil e Portugal Geografia e Países Páginas que tratam de Geografia Histórias Infantis Sites com contos infantis na internet Plano de Aula Utilização da Informática e das disciplinas escolares Por exemplo Esse é um plano de aula de língua estrangeira utilizando a informática

13 Fonte Revista Nova Escola Planos de aula > Língua Estrangeira Título Pesquisa em inglês na internet Autora Celina Bruniera, socióloga e assessora de Língua Estrangeira Série 8ª série Tempo necessário Quatro aulas Introdução Este plano de aula apresenta uma seqüência didática de quatro aulas, que tem como objetivo ensinar os alunos a pesquisar em inglês na internet. Observa se, com o advento da busca online, uma necessidade cada vez maior de usar a língua inglesa para obter informações e ampliar o conhecimento. Embora muitos já façam uso dessa ferramenta, algumas dificuldades são bastante comuns: demora para encontrar o recorte do tema que interessa; abundância de sites de caráter de divulgação, pouco úteis para o universo escolar; dificuldade em saber as palavras chave para realizar a busca. Para obter sucesso, é preciso conhecer o procedimento de pesquisa e alguns conceitos básicos relativos ao tema de interesse. Portanto, uma aprendizagem que alie os conteúdos procedimentais e conceituais. A título de exemplo, o tema de pesquisa será o Projeto Genoma, mas o mesmo plano poderá atender demandas de outras buscas. Objetivos Esse trabalho visa desenvolver as seguintes competências: Usar a língua estrangeira como instrumento de acesso a informações e conhecimento; Escolher o vocábulo adequado à situação de pesquisa, percebendo a relação entre o uso eficiente de um procedimento e o conhecimento conceitual. Por exemplo, a pesquisa na internet sobre o Projeto Genoma não depende somente de saber como fazer, mas exige que o aluno conheça conceitos de Biologia que se tornam as palavras chave e que vão possibilitar a busca rápida e eficiente. Conceitos como genética, genoma, bactéria, DNA, entre outros, podem facilitar o processo;

14 Reconhecer a informática como ferramenta para novas estratégias de aprendizagem, capaz de contribuir de forma significativa para o processo de construção de conhecimento, nas diversas áreas; Aplicar a tecnologia da comunicação para obter informação e conhecimento; Entender os princípios das tecnologias da comunicação e informação, associá las aos conhecimentos científicos, às linguagens que lhes dão suporte e aos problemas que se propõem a solucionar; Entender o impacto das tecnologias de comunicação na vida, nos processos de produção, no desenvolvimento do conhecimento e na vida social. Recursos didáticos Na sala de aula: textos redigidos em inglês sobre o tema, e dicionários de portuguêsinglês. A aula deve ser conduzida pelos professores de Biologia e Inglês, preferencialmente. No laboratório de informática: programas de acesso à internet e processadores de texto. Essas aulas são conduzidas pelo professor de inglês e, se houver, pelo monitor de informática. Organização da sala Na sala de aula: alunos dispostos em grupos de quatro pessoas. No laboratório de informática: alunos em duplas (as duas pessoas devem pertencer ao mesmo grupo criado na sala de aula); cada par deve dispor de um computador. Desenvolvimento da atividade/ procedimentos 1ª aula (sala de aula) Diga aos alunos que eles realizarão uma pesquisa na internet sobre o Projeto Genoma. O objetivo é obter mais conhecimento sobre o tema e aprender a pesquisar na rede em inglês. Peça que os alunos relatem como realizariam a busca e quais palavras e conceitos julgam importantes. (Supõe se que os alunos mencionarão: ciência, biologia, genética, genoma etc.) Pergunte lhes se sabem como expressar esses termos em inglês. Escreva na lousa as palavras que eles disserem. Distribua textos em inglês sobre o Projeto Genoma. Peça aos alunos para identificar nos textos palavras e conceitos básicos que os ajudarão na pesquisa. Os dicionários podem ser consultados também. Peça para comparar com os termos escritos na lousa. Acrescente as palavras novas à lista da lousa. (Supõe se que os alunos encontrarão: science, biology, genetics, genome, genomics etc.). Peça para anotarem no caderno.

15 Informe que há muito material na internet sobre o tema e diga que uma forma de refinar a busca é procurar material utilizando linhas de pesquisa desenvolvidas pelos cientistas envolvidos no Projeto: bactérias, animais, plantas e seres humanos. Peça que os alunos identifiquem nos textos como se escrevem essas palavras em inglês. A partir das indicações dos alunos, escreva na lousa a versão em inglês desses termos [bacteria, animals, plants, human (beings)], enquanto os alunos anotam no caderno. Distribua as linhas de pesquisa entre os grupos de forma que todas elas sejam pesquisadas; não importa se dois ou mais grupos realizarão a busca sobre a mesma linha de pesquisa. Ofereça um roteiro de pesquisa em que se descrevem os temas a pesquisar. Cada grupo deve obter informações gerais sobre: países envolvidos na pesquisa, as linhas de pesquisa realizadas no Brasil, instituições brasileiras participantes, data de início e término (se houver) de cada pesquisa, objetivos gerais do projeto e contribuições que traz para o desenvolvimento da ciência. Cada grupo deve obter os seguintes dados sobre sua linha de pesquisa: aspectos (das bactérias, dos animais, das plantas e dos seres humanos) pesquisados, e as contribuições que as pesquisas oferecem ao desenvolvimento da ciência. Depois de orientar os alunos, encaminhe os ao laboratório de informática. 2ª aula (laboratório de informática) O monitor de informática pergunte aos alunos se eles conhecem o procedimento para acessar sites de busca em inglês (ligar o computador, acessar a internet através de um provedor e uma senha e digitar o endereço dos sites). Se os alunos não souberem, explique lhes como se faz. Pergunte aos alunos se conhecem sites de busca em inglês. Sugira outros para completar a lista dos alunos. São bons exemplos: e www. google.com. Explique como copiar as informações que interessam durante a pesquisa e como salválas adequadamente (crie uma pasta para cada sala onde os alunos salvarão os dados obtidos na pesquisa por nome de dupla Luísa e Pedro, por exemplo). O Professor de inglês explique que os alunos realizarão uma pesquisa no site da FAPESP (Fundação para o Apoio à Pesquisa do Estado de São Paulo), onde encontrarão os projetos apoiados pela instituição e um link com outros sites onde constam publicações de pesquisadores brasileiros sobre o tema. Peça que os alunos acessem o site (www.fapesp.br) e que sigam o seguinte caminho: a. Escolher a versão em inglês, clicando em English version; b. Observar uma listagem de títulos chamada Special Programs; c. Escolher Genome Program (onde os alunos encontrarão as linhas de pesquisa do Projeto vinculadas à Fapesp) e fazer uma leitura dos textos;

16 d. Retornar à página anterior e escolher o item Onsa in the Press e explorar os textos publicados sobre os estudos brasileiros. Avalie com os alunos a visitação aos sites. Pergunte se encontraram o que procuraram, o que encontraram e quais foram os melhores links do Onsa in the press. 3ª aula (laboratório de informática) Os alunos deverão realizar a pesquisa, sob a sua supervisão, de acordo com as orientações dadas nas aulas anteriores. É fundamental que os alunos sejam monitorados, para você avaliar se eles sabem como proceder adequadamente e, caso contrário, sejam ensinados. Antes do término da aula, peça que os alunos interrompam a busca para avaliar se a pesquisa foi bem sucedida. Anote os problemas ocorridos para orientá los na aula seguinte. Alguns problemas comuns: tempo insuficiente para realizar a pesquisa, principalmente se a dupla de alunos não dominar razoavelmente o procedimento (experimente mudar a composição da dupla); material recolhido sem prévia avaliação de sua importância (peça que o aluno organize esse material em horário extra classe); o aluno não tem conhecimento suficiente da língua inglesa para avaliar o material pesquisado (meça a composição da dupla ou monitore mais de perto a atuação daquele aluno). 4ª aula (laboratório de informática/sala de aula) No laboratório, peça aos alunos que leiam os textos selecionados para obter os dados solicitados e os anotem no caderno. Na sala de aula, os grupos devem se reunir e socializar os dados obtidos. Com isso, o professor de Biologia dá continuidade aos estudos. Avaliação A avaliação deve ser processual e formativa. Observe quanto os alunos se aproximaram dos procedimentos ensinados e volte às competências que a seqüência didática objetivava desenvolver. Eles conseguiram? Elabore planilhas de avaliação para facilitar o acompanhamento dos alunos durante as aulas. As planilhas devem conter os critérios acordados entre os professores envolvidos na atividade porque sua elaboração depende de conhecimentos específicos de cada área do conhecimento. Também é importante que o monitor de informática participe, pois o conhecimento técnico que ele possui pode colaborar na identificação de procedimentos. 2 INTRODUÇÃO AO POWERPOINT 2.1 Objetivo Apresentar o PowerPoint, o software para montar apresentações na forma de slides da Microsoft. Isso será feito obedecendo se a uma seqüência que demonstre como montar uma apresentação simples com dois slides, utilizando, porém, os principais recursos disponíveis na ferramenta.

17 2.2 Base Teórica A figura abaixo, à direita, mostra uma apresentação gerada no MS PowerPoint. Uma apresentação desse tipo é útil para: Montar demos automáticos de serviços e produtos (para feiras); gerar ilustrações ou figuras para serem incluídas em arquivos de outros documentos, como no Word; montar portfólios de trabalhos etc. É um recurso indispensável para o educador, na apresentação de aula, seminário, palestra, em toda vida acadêmica. apresentar trabalhos finais ou de graduação. Um arquivo de apresentação PowerPoint (extensão.ppt) pode conter diversos slides (como mostrado ao lado), os quais podem ser apresentados pelo computador de forma automática ou manual (controlada via mouse ou teclado). 2.3 Seqüência da Aula Iniciando Entre no Microsoft PowerPoint clicando sobre o ícone correspondente na área de trabalho, ou por meio de iniciar\ programas\microsoft PowerPoint. Ao entrar, caso o programa solicite, selecione a opção Apresentação em branco, e em seguida o modelo de apresentação em branco, conforme a figura abaixo. Se a tela permanecer toda cinza (vazia) crie uma apresentação (ícone ao lado).

18 Nota: como você poderá notar, existe uma série de modelos que podem ser escolhidos para montar uma apresentação a partir do zero. Mais tarde, após terminar a aula referente a esta prática, crie uma nova apresentação e escolha alguns desses modelos Montando o Slide nº 1 Uma vez definido o fundo, construa um slide conforme mostrado na figura no início da página seguinte (Slide 1). A seqüência de montagem está demonstrada na mesma figura, conforme os seguintes passos: Antes de começar, verifique se a barra de ferramentas Efeitos animação está habilitada. Se não, vá até a opção Exibir/Barra de ferramentas... e a habilite, ou clique no ícone ao lado. Passo 1: inserir o título do slide utilizando o WordArt. Evite usar estilo 3 D, pois às vezes a sua apresentação é demorada. Passos 2, 3, 4 e 5: escrever cada linha de texto em uma caixa de texto separada. Seria possível colocar todo este texto em uma só caixa de texto, porém, isso não possibilitaria aplicar os efeitos de animação a serem introduzidos no passo 7. Nota: para alinhar as caixas de texto, utilize os recursos da opção Desenhar/Alinhar ou distribuir. Para tal, selecione as caixas de texto e experimente cada um desses recursos (Alinhar à esquerda, à direita, distribuir na vertical etc.). Passo 6: selecionar as caixas de texto produzidas nos passos 3 a 5, selecionar a opção Formatar/Marcador e colocar os marcadores desejados. Selecionar as três caixas de texto para aplicar os marcadores de uma só vez. Passo 7: aplicar os efeitos de animação conforme o quadro Aplicação de Afeitos de Animação na página seguinte. Faça com que todas as animações sejam feitas automaticamente, com intervalos de 1s, começando pelo WordArt, cuja animação deve ser seguida pelas dos textos, de cima para baixo Montando o Slide nº 2 Os demais slides serão escolhidos de acordo com o tema a ser desenvolvido. Clique no ícone Novo slide para inserir um segundo slide na apresentação. Atenção! Você não vai criar uma nova apresentação, mas sim colocar mais um slide na apresentação com a qual você já está trabalhando.

19 Os demais slides serão escolhidos de acordo com o tema a ser desenvolvido. Inserindo figuras

20 No PowerPoint você pode inserir diversos tipos de figuras. Isso é feito através do menu Inserir. Veja as opções disponíveis: Clip art: com esta opção você pode inserir arquivos de clipart em seu slide. O Office possui uma pequena biblioteca com essas figuras, mas você também pode inserir clip arts de outras fontes (cds, por exemplo). Do arquivo: aqui você consegue inserir imagens do tipo gif, bmp e outras. AutoFormas: nesta opção o PowerPoint abrirá uma pequena janela na qual você poderá escolher formas predefinidas (como setas, estrelas etc) e desenhá las em seus slides. Organograma:esta opção aciona o aplicativo de criação de organogramas da Microsoft. Você deve ter instalado este aplicativo (na instalação do Office) para que esta opção funcione. WordArt: nesta opção você consegue inserir textos WordArt. Esses textos têm diversas formas em 3D e podem ser configurados em várias cores. Veja um exemplo de WordArt. Do digitalizador: esta opção insere uma imagem a partir de um scanner. Para isso, você precisa ter este dispositivo em seu computador. Tabela do Microsoft Word: nesta opção é possível inserir uma tabela construída no Microsoft Word. Fazendo isso, será aberta uma janela do Word toda vez que você desejar editar a tabela inserida. O segundo slide será uma animação para construir uma árvore de Natal, como mostrado na figura abaixo. Para obter o efeito de animação desejado, atente para o seguinte: a) a árvore deverá ser construída na seqüência, cada objeto com um efeito de animação: 1. O vaso (efeito qualquer). 2. A árvore: tronco + folhagem (efeito qualquer). 3. Os enfeites agrupados em um único objeto para aplicar apenas um efeito de animação (efeito qualquer). 4. A moldura, com efeito de rotação. 5. A estrela (caindo de cima). 6. Para cada efeito, coloque um tipo de som, se tiver caixas de som disponíveis em seu micro (use o ícone para personalização de efeito). 7. Defina todos os efeitos como automáticos com intervalo de1s, sem precisar do clique do mouse. Slide n 2

21 2.3.4 Definindo a Transição dos Slides Os slides, ao serem apresentados, podem fazer uso dos efeitos de transição. Para definir a transição de slides (passar do 1º slide para o 2º, para o 3º e assim por diante), selecione a opção Apresentações/ Transição de Slides, passe pelas diversas opções disponíveis (observando os efeitos na telinha com o cachorro). Faça as transições serem automáticas, estabelecendo um intervalo para elas.

22 Ao terminar de definir o tipo de transição, selecione o botão Aplicar a todos para definir essa transição como padrão entre todos os slides, ou apenas Aplicar para que a definição da transição valha apenas para o slide corrente. Se você optar por essa última opção, terá que definir a transição para cada um dos slides da apresentação. Como resultado final, sua apresentação será toda automática, sem necessidade de intervenção manual. Além disso, através da opção Apresentação/Configurar apresentação... é possível definir uma série de outros parâmetros, como mostrado na tela abaixo. Inserindo efeitos de transição e composição

23 Efeito de transição é a forma como o slide é acionado no momento da troca das telas. O modo mais fácil de inserir efeitos de transição em seus slides é no modo de classificação. Para isso, neste modo de visualização, deve se selecionar o(s) slide(s) desejado(s) e inserir os efeitos de transição através da barra de ferramentas. Para obter uma melhor visualização do efeito de transição que você for adicionar, acione a janela de transição. Através dessa janela, você pode escolher o efeito desejado, ter uma pré visualização deste efeito, escolher a velocidade, ajustar o modo de acionamento da transição etc. Veja abaixo a janela de transição e suas funções: Formatos de arquivo para salvar apresentações Um arquivo com uma apresentação do PowerPoint geralmente é salvo com a extensão.ppt. Exemplo: Natal.ppt. Porém, ela pode ser salva em vários outros formatos (ver ajuda do PowerPoint). É interessante conhecer, agora, dois deles: Apresentação do PowerPoint (.pps): uma apresentação que sempre abrirá como uma apresentação de slides. Página da Web (.htm): uma apresentação que será aberta em um navegador da Web. Para salvar uma apresentação nesses formatos, basta selecionar a opção Arquivo/Salvar como... e escolher o tipo do documento, observando a sua extensão (.pps ou.htm). Atividade: Após determinada a construção da apresentação, salve a como Apresentação do PowerPoint e como Página da Web. Feito isso, abra os arquivos criados através do Windows Explorer.

24 3 EXERCÍCIO Após concluir a seqüência da aula, utilize os recursos que você acabou de aprender e crie uma apresentação pessoal. Salve a com o seu nome e número do RA (Registro do Aluno). Pesquisa Educadores Como fazer uma boa busca na internet Conhecendo o funcionamento e os macetes dos sites de busca, você navega pela rede com mais precisão e pode ensinar aos alunos a peneirar as informações. Ouando você vai fazer uma pesquisa na biblioteca, tem na cabeça um tema e muitas perguntas. Para responder a todas elas, começa procurando uma boa bibliografia. Na internet ocorre mais ou menos o mesmo. O que muda é a maneira de encontrar o que você precisa. Se não há livros numerados nas prateleiras, organizados por assunto ou autor, o jeito é saber como chegar às fontes de informação disponíveis na rede mundial de computadores. O canal são os diversos sites de busca grátis. Para usá los bem, é preciso conhecer alguns recursos. Se você quer encontrar resenhas de grandes romances brasileiros, por exemplo, não adianta pesquisar por romances. Além de o resultado ser amplo demais retornam mais de 1,5 milhão de páginas, a maioria dos sites é em inglês e muito deles têm mais relação com amor e sexo do que com Dom Casmurro, de Machado de Assis. É necessário peneirar os resultados. Primeiro, pesquisar apenas em páginas do Brasil. Só com essa estratégia, o universo da busca cai para 115 mil. Dá para ir além. Digitando romances Brasil resenhas (não é necessário usar e ), a seleção fica em 3 mil páginas e já é possível encontrar bons textos. Sinais que indicam o caminho Alguns códigos são essenciais quando o foco da procura é alguém famoso ou algum termo com mais de um significado. Confira abaixo. Aspas ( ) Ao procurar informações sobre um educador importante, como Paulo Freire, coloque o nome todo entre aspas. Assim, o mecanismo de pesquisa percorre a rede atrás de documentos que apresentem apenas as palavras Paulo e Freire juntas. Subtração ( ) Se o objetivo é encontrar dados sobre Fernando Henrique Cardoso (FHC) apenas como sociólogo, utilize o sinal de subtração ( ). Entrando no Google (www. google.com.br) com o nome completo entre aspas, o resultado traz 183 mil páginas. Nelas estão incluídas citações sobre o trabalho de FHC também como presidente da República. Escrevendo Fernando Henrique Cardoso presidente, a pesquisa retorna 34 mil textos. Adição (+) É possível refinar ainda mais a busca usando o sinal de adição (+). Ao digitar Fernando Henrique Cardoso presidente+sociólogo, somente 534 páginas são encontradas. E a primeira da lista já aborda a atuação de FHC como sociólogo.

25 Intitle Para buscar apenas sites que contenham a palavra requisitada no título, o código a ser usado é intitle (dar título, em inglês). Para pedir documentos com o termo tsunami, por exemplo, escreva intitle:tsunami. Dessa forma, serão selecionados apenas sites que sejam focados realmente nas ondas gigantes. Cuidado na análise do resultado Ao avaliar o resultado da pesquisa, considere o porquê de um site aparecer antes dos demais. Nem sempre o primeiro endereço indicado é o mais interessante, explica Nelson Pretto, diretor da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia. Veja o que levar em conta na hora de optar pelas páginas que irá utilizar. Critério de exibição As ferramentas de busca vasculham a web em segundos e trazem a informação mais relevante segundo normas próprias. Entre os mais de 100 critérios com pesos e análises diferentes, estão o número de vezes que cada link já foi clicado por outros internautas e a ocorrência da palavra no nome da página, explica o especialista Thiago Rodriguez, gerente de marketing do site BuscaPé. Há também fatores comerciais. A maioria dos buscadores cobra para que um site apareça entre os primeiros dez resultados em casos de pesquisa por determinadas palavras, alerta Thiago. Data A data de publicação da página é outro dado importante se a procura for por notícias. Há risco de os sites exibirem informações desatualizadas. Assinatura Observando o endereço da página, é possível ter uma idéia da credibilidade do conteúdo. As extensões.gov (governamentais),.org (instituições sem fins lucrativos) e.edu (universidades, fora do Brasil) são mais indicadas. A extensão.com, que é a mais comum, abriga de tudo muita bobagem, mas também sites de jornais e revistas. É importante observar ainda quem é o responsável pela página. Para conhecêlo, procure o link quem somos, afirma o jornalista Marcelo Soares, da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. Diferentes jeitos de pesquisar Os consultores recomendam fazer a pesquisa em, no mínimo, três sites. De acordo com Nelson Pretto, a experiência fica ainda mais interessante quando um único tema é pesquisado de diferentes maneiras. É possível encontrar textos de natureza diversa sobre um tema. Como exemplo também a morte da freira Dorothy Stang ocorrida no Pará modificando a forma de pesquisa. Veja os exemplos: Dorothy Stang +blog +paraense um dos primeiros resultados é um texto informal, cheio de adjetivos, de uma jovem moradora da Região Norte. Dorothy Stang +jornal chegase a um texto jornalístico e não opinativo. Dorothy Stang +análise o mecanismo traz textos de especialistas que analisam o assassinato. Dorothy Stang +trabalhadores a busca leva à página do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, que descreve o caso criticando o governo. Os melhores sites de busca Cada buscador tem seu cadastro de páginas. Nos últimos anos, o Google se tornou o mais popular por ter facilidades que tornam a busca muito interessante. Ele permite pesquisar apenas por imagens (www.google.com.br/imghp) e em revistas acadêmicas

26 (http://scholar.google.com/). Os especialistas indicam também br/, e Há sites que reúnem links para páginas seguras sobre cada assunto, como o e o br/comoachar. Outra indicação útil é que traz um guia com orientações práticas para pesquisa. O google é um buscador importante para sua pesquisa. Você poderá utilizar o google acadêmico trabalhos de pesquisa e o google imagens imagens de vários sites A revista Nova Escola fornece uma busca interessante e possui várias matérias sobre educadores. Veja, é importante não cometer alguns erros comuns em apresentações de slides, tais como: excesso de texto coloque apenas o essencial para sua apresentação; excesso de efeitos visuais; composição do texto com figuras adequadas; fonte própria para a visualização, importando sempre a cor e o tamanho; cor de fundo do slide é importante a cor escolhida com critério para que não haja um cansaço visual; O que você estiver apresentando deverá sempre estar relacionado ao texto e à imagem; É importante que a apresentação seja realizada de forma prazerosa e com bom senso. Bibliografia COLL, C. e VALLS E., Aprendizagem e Ensino de Procedimentos In: Os Conteúdos na Reforma, Artes Médicas, Porto Alegre, 1998 LA TAILLE I., Ensaio sobre o lugar do Computador na Escola, Iglu, São Paulo,1990. LÉVY, P. A Inteligência Coletiva: uma antropologia do ciberespaço, Cortez, São Paulo, LOLLINI, P., Didática e Computador: quando e como a informática na escola, Edições Loyola, São Paulo, OLIVEIRA, R., Informática Educativa: dos planos e discursos à sala de aula, Papirus, Campinas, ZABALA, A., A Prática Educativa; como ensinar, Artes Médicas, Porto Alegre, 1999.

Sites Educacionais. FUTURA - o canal do conhecimento http://www.futura.org.br. Tradutor http://babelfish.altavista.digital. com/cgi-bin/translate?

Sites Educacionais. FUTURA - o canal do conhecimento http://www.futura.org.br. Tradutor http://babelfish.altavista.digital. com/cgi-bin/translate? Sites Educacionais Instituição/URL FUTURA - o canal do conhecimento http://www.futura.org.br Tradutor http://babelfish.altavista.digital. com/cgi-bin/translate? Biblioteca Virtual do Estudante Brasileiro

Leia mais

Unidade II. É um recurso indispensável para o educador, na apresentação de aula, seminário, palestra, em toda a vida acadêmica.

Unidade II. É um recurso indispensável para o educador, na apresentação de aula, seminário, palestra, em toda a vida acadêmica. Unidade II Unidade II 2 INTRODUÇÃO AO POWERPOINT 2 2.1 Objetivo Apresentar o PowerPoint, o software para montar apresentações na forma de slides da Microsoft. Isso será feito obedecendo-se a uma sequência

Leia mais

A figura abaixo, à direita, mostra uma apresentação gerada no MS PowerPoint. Uma apresentação desse tipo é útil para:

A figura abaixo, à direita, mostra uma apresentação gerada no MS PowerPoint. Uma apresentação desse tipo é útil para: INTRODUÇÃO AO POWERPOINT 16.1 Objetivo Apresentar o PowerPoint, o software para montar apresentações na forma de slides da Microsoft. Isso será feito obedecendo-se a uma seqüência que demonstre como montar

Leia mais

PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 06 1. OBJETIVO 2. BASE TEÓRICA 3. SEQÜÊNCIA DA AULA. 3.1 Iniciando o PowerPoint

PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 06 1. OBJETIVO 2. BASE TEÓRICA 3. SEQÜÊNCIA DA AULA. 3.1 Iniciando o PowerPoint PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 06 1. OBJETIVO Apresentar o PowerPoint, que é o software para montar apresentações na forma de slides da Microsoft. Isso será feito seguindo-se uma seqüência mostrando

Leia mais

Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT. Power Point. Básico

Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT. Power Point. Básico Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT Power Point Básico Santa Maria, julho de 2006 O Power Point é um aplicativo do Microsoft Office direcionado à criação de apresentações.

Leia mais

Microsoft Office PowerPoint 2007

Microsoft Office PowerPoint 2007 INTRODUÇÃO AO MICROSOFT POWERPOINT 2007 O Microsoft Office PowerPoint 2007 é um programa destinado à criação de apresentação através de Slides. A apresentação é um conjunto de Sides que são exibidos em

Leia mais

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft.

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Introdução ao Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Visualmente o Windows 7 possui uma interface muito intuitiva, facilitando a experiência individual do

Leia mais

O computador. Sistema Operacional

O computador. Sistema Operacional O computador O computador é uma máquina desenvolvida para facilitar a vida do ser humano, principalmente nos trabalhos do dia-a-dia. É composto basicamente por duas partes o hardware e o software. Uma

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E Unidade III TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO EM EDUCAÇÃO Prof. Me. Eduardo Fernando Mendes Google: um mundo de oportunidades Os conteúdos abordados neste modulo são: Google: Um mundo de oportunidades;

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 2 Windows Vista Professora: Cintia Caetano AMBIENTE WINDOWS O Microsoft Windows é um sistema operacional que possui aparência e apresentação aperfeiçoadas para que o trabalho

Leia mais

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Iniciando o Windows XP...2 Desligar o computador...3 Área de trabalho...3

Leia mais

Barra de Títulos. Barra de Menu. Barra de Ferramentas. Barra de Formatação. Painel de Tarefas. Seleção de Modo. Área de Trabalho.

Barra de Títulos. Barra de Menu. Barra de Ferramentas. Barra de Formatação. Painel de Tarefas. Seleção de Modo. Área de Trabalho. Conceitos básicos e modos de utilização das ferramentas, aplicativos e procedimentos do Sistema Operacional Windows XP; Classificação de softwares; Principais operações no Windows Explorer: criação e organização

Leia mais

ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007

ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007 ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007 CURITIBA 2015 2 SUMÁRIO INTRODUÇÃO AO MICROSOFT POWERPOINT 2007... 3 JANELA PRINCIPAL... 3 1 - BOTÃO OFFICE... 4 2 - FERRAMENTAS DE ACESSO

Leia mais

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT O PowerPoint é uma poderosa ferramenta que faz parte do pacote Office da Microsoft. O principal uso desse programa é a criação de apresentação de slides, para mostrar

Leia mais

O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais.

O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais. MICROSOFT WINDOWS O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais. Apresentaremos a seguir o Windows 7 (uma das versões do Windows)

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

Informática Aplicada

Informática Aplicada Informática Aplicada SO Windows Aula 3 Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2014 APRESENTAÇÃO Todo computador precisa de um sistema operacional. O Windows

Leia mais

Serviço Técnico de Informática. Curso Básico de PowerPoint

Serviço Técnico de Informática. Curso Básico de PowerPoint Serviço Técnico de Informática Curso Básico de PowerPoint Instrutor: Tiago Souza e Silva de Moura Maio/2005 O Microsoft PowerPoint No Microsoft PowerPoint, você cria sua apresentação usando apenas um arquivo

Leia mais

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft.

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Introdução ao Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Visualmente o Windows 7 possui uma interface muito intuitiva, facilitando a experiência individual do

Leia mais

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas Microsoft Power Point 2003 No Microsoft PowerPoint 2003, você cria sua apresentação usando apenas um arquivo, ele contém tudo o que você precisa uma estrutura para sua apresentação, os slides, o material

Leia mais

Continuação. 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART

Continuação. 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART Continuação 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART a) Vá para o primeiro slide da apresentação salva no item 31. b) Na guia PÁGINA INICIAL, clique no botão LAYOUT e selecione (clique) na opção TÍTULO

Leia mais

FEMA Fundação Educacional Machado de Assis INFORMÁTICA Técnico em Segurança do Trabalho P OW ERPOI NT. Escola Técnica Machado de Assis Imprensa

FEMA Fundação Educacional Machado de Assis INFORMÁTICA Técnico em Segurança do Trabalho P OW ERPOI NT. Escola Técnica Machado de Assis Imprensa P OW ERPOI NT 1 INTRODUÇÃO... 3 1. Iniciando o PowerPoint... 3 2. Assistente de AutoConteúdo... 4 3. Modelo... 5 4. Iniciar uma apresentação em branco... 6 5. Modo de Exibição... 6 6. Slide Mestre... 7

Leia mais

PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 06 1. OBJETIVO 2. BASE TEÓRICA 3. SEQÜÊNCIA DA AULA. 3.1 Iniciando o PowerPoint

PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 06 1. OBJETIVO 2. BASE TEÓRICA 3. SEQÜÊNCIA DA AULA. 3.1 Iniciando o PowerPoint PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 06 1. OBJETIVO Apresentar o PowerPoint, que é o software para montar apresentações na forma de slides da Microsoft. Isso será feito seguindo-se uma seqüência mostrando

Leia mais

Aula Au 3 la 3 Windows-Internet

Aula Au 3 la 3 Windows-Internet Aula 33 Aula O QUE É INFORMÁTICA? O meio mais comum da utilização da informática são os computadores que tratam informações de maneira automática. Informática Informação Automática TIPOS DE SOFTWARES Parte

Leia mais

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Adriano Lima Belo Horizonte 2011 SUMÁRIO Apresentação... 3 Acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem AVA ESP-MG... 3 Programação do curso no AVA-ESPMG

Leia mais

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula :

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula : Como Criar uma Aula? Para criar uma sugestão de aula é necessário que você já tenha se cadastrado no Portal do Professor. Para se cadastrar clique em Inscreva-se, localizado na primeira página do Portal.

Leia mais

ÁREA DE TRABALHO. Área de Trabalho ou Desktop Na Área de trabalho encontramos os seguintes itens: Atalhos Barra de tarefas Botão iniciar

ÁREA DE TRABALHO. Área de Trabalho ou Desktop Na Área de trabalho encontramos os seguintes itens: Atalhos Barra de tarefas Botão iniciar WINDOWS XP Wagner de Oliveira ENTRANDO NO SISTEMA Quando um computador em que trabalham vários utilizadores é ligado, é necessário fazer login, mediante a escolha do nome de utilizador e a introdução da

Leia mais

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares SENAI São Lourenço do Oeste Introdução à Informática Adinan Southier Soares Informações Gerais Objetivos: Introduzir os conceitos básicos da Informática e instruir os alunos com ferramentas computacionais

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Word 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Barra de Ferramentas de Acesso Rápido

Leia mais

O computador organiza os programas, documentos, músicas, fotos, imagens em Pastas com nomes, tudo separado.

O computador organiza os programas, documentos, músicas, fotos, imagens em Pastas com nomes, tudo separado. 1 Área de trabalho O Windows XP é um software da Microsoft (programa principal que faz o Computador funcionar), classificado como Sistema Operacional. Abra o Bloco de Notas para digitar e participar da

Leia mais

PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA

PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA EE Odilon Leite Ferraz PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA AULA 1 APRESENTAÇÃO E INICIAÇÃO COM WINDOWS VISTA APRESENTAÇÃO E INICIAÇÃO COM WINDOWS VISTA Apresentação dos Estagiários Apresentação do Programa Acessa

Leia mais

QUEM SOU EU? Apresentação autobibliográfica multimídia

QUEM SOU EU? Apresentação autobibliográfica multimídia Projetos para a Sala de Aula QUEM SOU EU? Apresentação autobibliográfica multimídia Guia do Professor 5 a a 8 a SÉRIES Softwares necessários: Microsoft PowerPoint 97 Microsoft Word 97 Software opcional:

Leia mais

Projeto solidário para o ensino de Informática Básica

Projeto solidário para o ensino de Informática Básica Projeto solidário para o ensino de Informática Básica Parte 2 Sistema Operacional MS-Windows XP Créditos de desenvolvimento deste material: Revisão: Prof. MSc. Wagner Siqueira Cavalcante Um Sistema Operacional

Leia mais

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA. Microsoft Windows XP

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA. Microsoft Windows XP CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA Microsoft Windows XP William S. Rodrigues APRESENTAÇÃO WINDOWS XP PROFISSIONAL O Windows XP, desenvolvido pela Microsoft, é o Sistema Operacional mais conhecido e utilizado

Leia mais

INTRODUÇÃO AO WINDOWS

INTRODUÇÃO AO WINDOWS INTRODUÇÃO AO WINDOWS Paulo José De Fazzio Júnior 1 Noções de Windows INICIANDO O WINDOWS...3 ÍCONES...4 BARRA DE TAREFAS...5 BOTÃO...5 ÁREA DE NOTIFICAÇÃO...5 BOTÃO INICIAR...6 INICIANDO PROGRAMAS...7

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft PowerPoint 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Encontre o que você precisa Clique

Leia mais

Programa de Edição de Textos- Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 2

Programa de Edição de Textos- Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 2 Programa de Edição de Textos- Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 2 2. MANIPULAÇÃO DE DOCUMENTOS Os processadores de textos possibilitam a criação e a manipulação de diversos modelos de documentos. Com eles

Leia mais

PASSO A PASSO MOVIE MAKER

PASSO A PASSO MOVIE MAKER PASSO A PASSO MOVIE MAKER Nesta etapa, você deverá apresentar o programa e ajudá-los a montarem o filme. Veja como é fácil. Siga as instruções do passo-a-passo: DICA O que é o Movie Maker? Com o Microsoft

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft OneNote 2013 apresenta uma aparência diferente das versões anteriores; desse modo, criamos este guia para ajudá-lo a minimizar a curva de aprendizado. Alternar entre o

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA TREINAMENTO EM INFORMÁTICA MÓDULO V

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA TREINAMENTO EM INFORMÁTICA MÓDULO V UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA TREINAMENTO EM INFORMÁTICA MÓDULO V MACAPÁ-AP 2013 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE

Leia mais

Aula 8 POWER POINT. Patrícia Soares de Lima. META Aprender a utilizar o Power Point como ferramenta pedagógica nas aulas de Química.

Aula 8 POWER POINT. Patrícia Soares de Lima. META Aprender a utilizar o Power Point como ferramenta pedagógica nas aulas de Química. Aula 8 POWER POINT META Aprender a utilizar o Power Point como ferramenta pedagógica nas aulas de Química. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá: Discutir, de forma breve, a utilização deste software

Leia mais

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424 Digitalização Este capítulo inclui: Digitalização básica na página 4-2 Instalando o driver de digitalização na página 4-4 Ajustando as opções de digitalização na página 4-5 Recuperando imagens na página

Leia mais

O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar de qualquer local através da Internet.

O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar de qualquer local através da Internet. Olá! Você está recebendo as informações iniciais para utilizar o GEM (Software para Gestão Educacional) para gerenciar suas unidades escolares. O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar

Leia mais

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit Presskit Guia Rápido Release 2.0 Presskit 06/07/2009 Sumário 1 Login 2 Login e Senha...................................... 2 Esqueci minha senha.................................. 2 Fale Com o Suporte...................................

Leia mais

Mozart de Melo Alves Júnior

Mozart de Melo Alves Júnior Mozart de Melo Alves Júnior WORD 2000 INTRODUÇÃO: O Word é um processador de texto com recursos de acentuação, formatação de parágrafo, estilo de letras diferentes, criação de tabelas, corretor ortográfico,

Leia mais

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL Núcleo IFRS Manual do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 3 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 3 Procedimentos para Download

Leia mais

Tutorial USERADM. Inserindo conteúdos no site

Tutorial USERADM. Inserindo conteúdos no site Tutorial USERADM Inserindo conteúdos no site Como acessar o Administrador de Conteúdos do site? 1. Primeiramente acesse o site de sua instituição, como exemplo vamos utilizar o site da Prefeitura de Aliança-TO,

Leia mais

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 1 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 1 Procedimentos para Download e Instalação do NVDA... 2 Iniciando

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft OneNote 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Alterne entre a entrada por toque

Leia mais

Table of Contents. PowerPoint XP

Table of Contents. PowerPoint XP Table of Contents Finalizando a apresentação...1 Usando anotações...1 Desfazer e repetir...1 Localizar e substituir...2 Substituir...2 Efeitos de transição...3 Esquema de animação...6 Controlando os tempos

Leia mais

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno Guia Rápido de Utilização Ambiente Virtual de Aprendizagem Perfil Aluno 2015 APRESENTAÇÃO O Moodle é um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) open source¹. Esta Plataforma tornouse popular e hoje é utilizada

Leia mais

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel *

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * material do 2010* 1.0 Introdução O Excel nos ajuda a compreender melhor os dados graças à sua organização em células (organizadas em linhas e colunas) e ao uso

Leia mais

editor Writer, do BrOffice

editor Writer, do BrOffice editor Writer, do BrOffice Utilizar o editor Writer, do BrOffice, para editar textos e inserir tabelas; Conscientizar sobre o cuidado com os direitos autorais, citando sempre as fontes de onde foram retirados

Leia mais

Iniciação à Informática

Iniciação à Informática Meu computador e Windows Explorer Justificativa Toda informação ou dado trabalhado no computador, quando armazenado em uma unidade de disco, transforma-se em um arquivo. Saber manipular os arquivos através

Leia mais

15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB!

15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB! 7 a e 8 a SÉRIES / ENSINO MÉDIO 15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB! Sua home page para publicar na Internet SOFTWARES NECESSÁRIOS: MICROSOFT WORD 2000 MICROSOFT PUBLISHER 2000 SOFTWARE OPCIONAL: INTERNET EXPLORER

Leia mais

AULA: BrOffice Impress terceira parte. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de:

AULA: BrOffice Impress terceira parte. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: AULA: BrOffice Impress terceira parte Objetivo Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: Conhecer a integração dos softwares do BrOffice; Aprender a trabalhar no slide mestre; Utilizar interação entre

Leia mais

Área de Trabalho. Encontramos: Ìcones Botão Iniciar Barra de Tarefas

Área de Trabalho. Encontramos: Ìcones Botão Iniciar Barra de Tarefas Inicialização Tela de Logon Área de Trabalho Encontramos: Ìcones Botão Iniciar Barra de Tarefas Área de Trabalho Atalhos de Teclados Win + D = Mostrar Área de trabalho Win + M = Minimizar Tudo Win + R

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido Microsoft PowerPoint 2013 apresenta uma aparência diferente das versões anteriores; desse modo, criamos este guia para ajudá-lo a minimizar a curva de aprendizado. Encontre o que

Leia mais

Word 1 - Introdução 1.1 - Principais recursos do word 1.2 - A janela de documento 1.3 - Tela principal

Word 1 - Introdução 1.1 - Principais recursos do word 1.2 - A janela de documento 1.3 - Tela principal Word 1 - Introdução O Word para Windows ou NT, é um processador de textos cuja finalidade é a de nos ajudar a trabalhar de maneira mais eficiente tanto na elaboração de documentos simples, quanto naqueles

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

O que é o Microsoft Office?

O que é o Microsoft Office? Aula 1 O que é o Microsoft Office? O Microsoft Office é um pacote de programas para escritório que faz parte de um único DVD. Você aprenderá neste curso a trabalhar com os programas mais famosos do pacote

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Clique no menu Iniciar > Todos os Programas> Microsoft Office > Publisher 2010.

Clique no menu Iniciar > Todos os Programas> Microsoft Office > Publisher 2010. 1 Publisher 2010 O Publisher 2010 é uma versão atualizada para o desenvolvimento e manipulação de publicações. Juntamente com ele você irá criar desde cartões de convite, de mensagens, cartazes e calendários.

Leia mais

Turma. PowerPoint 2003

Turma. PowerPoint 2003 PowerPoint 2003 Apresentação O Power Point é um aplicativo do Microsoft Office direcionado à criação de apresentações. Com ele você poderá criar rapidamente slides com esquemas, textos animados, sons e

Leia mais

Microsoft Office 2007

Microsoft Office 2007 Produzido pela Microsoft e adaptado pelo Professor Leite Júnior Informática para Concursos Microsoft Office 2007 Conhecendo o Office 2007 Visão Geral Conteúdo do curso Visão geral: A nova aparência dos

Leia mais

Aula 03 PowerPoint 2007

Aula 03 PowerPoint 2007 Aula 03 PowerPoint 2007 Professor: Bruno Gomes Disciplina: Informática Básica Curso: Gestão de Turismo Sumário da aula: 1. Abrindo o PowerPoint; 2. Conhecendo a Tela do PowerPoint; 3. Criando uma Nova

Leia mais

Usar o Office 365 no iphone ou ipad

Usar o Office 365 no iphone ou ipad Usar o Office 365 no iphone ou ipad Guia de Início Rápido Verificar o email Configure o seu iphone ou ipad para enviar e receber emails de sua conta do Office 365. Verificar o seu calendário onde quer

Leia mais

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA LEIAME APRESENTAÇÃO Nenhuma informação do TUTORIAL DO MICRO- SOFT OFFICE WORD 2003 poderá ser copiada, movida ou modificada sem autorização prévia e escrita do Programador Roberto Oliveira Cunha. Programador:

Leia mais

POWERPOINT BÁSICO. Facilitador Alisson Cleiton dos Santos Analista Programador / Professor contato@alissoncleiton.com.br

POWERPOINT BÁSICO. Facilitador Alisson Cleiton dos Santos Analista Programador / Professor contato@alissoncleiton.com.br POWERPOINT BÁSICO Facilitador Alisson Cleiton dos Santos Analista Programador / Professor contato@alissoncleiton.com.br POWER POINT INICIANDO O POWERPOINT 2000 Para iniciar o PowerPoint 2000. A partir

Leia mais

Agente Administrativo do MTE

Agente Administrativo do MTE PowerPoint 2003 Apresentação O Power Point é um aplicativo do Microsoft Office direcionado à criação de apresentações. Com ele você poderá criar rapidamente slides com esquemas, textos animados, sons e

Leia mais

AULA 3: BrOffice Writer Numeração de páginas e outros comandos. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de:

AULA 3: BrOffice Writer Numeração de páginas e outros comandos. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: AULA 3: BrOffice Writer Numeração de páginas e outros comandos Objetivo Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: Conhecer o controle de exibição do documento; Fazer a correção ortográfica do documento

Leia mais

MANUAL DO PVP SUMÁRIO

MANUAL DO PVP SUMÁRIO Manual PVP - Professores SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 6 2 ACESSANDO O PVP... 8 3 TELA PRINCIPAL... 10 3.1 USUÁRIO... 10 3.2 INICIAL/PARAR... 10 3.3 RELATÓRIO... 10 3.4 INSTITUIÇÕES... 11 3.5 CONFIGURAR... 11

Leia mais

Utilizando a ferramenta de criação de aulas

Utilizando a ferramenta de criação de aulas http://portaldoprofessor.mec.gov.br/ 04 Roteiro Utilizando a ferramenta de criação de aulas Ministério da Educação Utilizando a ferramenta de criação de aulas Para criar uma sugestão de aula é necessário

Leia mais

OFICINA BLOG DAS ESCOLAS

OFICINA BLOG DAS ESCOLAS OFICINA BLOG DAS ESCOLAS Créditos: Márcio Corrente Gonçalves Mônica Norris Ribeiro Março 2010 1 ACESSANDO O BLOG Blog das Escolas MANUAL DO ADMINISTRADOR Para acessar o blog da sua escola, acesse o endereço

Leia mais

Prática de Windows. Prof. Marcelo Walter UFPE

Prática de Windows. Prof. Marcelo Walter UFPE Prática de Windows Prof. Marcelo Walter UFPE Revisão março 2008 1 Ícones Visão geral do Windows Área de Trabalho Relógio Botão Iniciar Barra de Tarefas 2 BARRA DE TAREFAS É considerada a âncora da interface

Leia mais

MICROSOFT WORD 2007. George Gomes Cabral

MICROSOFT WORD 2007. George Gomes Cabral MICROSOFT WORD 2007 George Gomes Cabral AMBIENTE DE TRABALHO 1. Barra de título 2. Aba (agrupa as antigas barras de menus e barra de ferramentas) 3. Botão do Office 4. Botão salvar 5. Botão de acesso à

Leia mais

Power Point. Autor: Paula Pedone

Power Point. Autor: Paula Pedone Power Point Autor: Paula Pedone INTRODUÇÃO O POWER POINT é um editor de apresentações, pertencente ao Pacote Office da Microsoft. Suas principais características são: criação de apresentações através da

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA Guia rápido A PLATAFORMA MOODLE Moodle (Modular Object Oriented Distance LEarning) é um Sistema para Gerenciamento de Cursos (SGC). Trata-se de um programa para computador

Leia mais

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição SSE 3.0 Guia Rápido Módulo Secretaria Nesta Edição 1 Acessando o Módulo Secretaria 2 Cadastros Auxiliares 3 Criação de Modelos Definindo o Layout do Modelo Alterando o Layout do Cabeçalho 4 Parametrização

Leia mais

Apostila de Windows Movie Maker

Apostila de Windows Movie Maker Apostila de Windows Movie Maker Autor: João Paulo da Silva Apostila de Windows Movie Maker Autor: João Paulo da Silva 2 Índice Introdução ao Windows Movie Maker...03 O que é o Windows Movie Maker?...03

Leia mais

EMANNUELLE GOUVEIA ROLIM

EMANNUELLE GOUVEIA ROLIM EMANNUELLE GOUVEIA ROLIM Bacharel em Ciência da Computação, especialista em Gerência de Projetos e em Criptografia e Segurança da Informação. Servidora Publica. Atua na área acadêmica em cursos de Graduação

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

Aula Au 3 la 7 Windows-Internet

Aula Au 3 la 7 Windows-Internet Aula 37 Aula Ferramenta de Captura 2 Você pode usar a Ferramenta de Captura para obter um recorte de qualquer objeto na tela e, em seguida, anotar, salvar ou compartilhar a imagem. 3 Vamos fazer o seguinte:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS ESPECIALIZAÇÃO EM ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS. Prof. M.Sc.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS ESPECIALIZAÇÃO EM ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS. Prof. M.Sc. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS ESPECIALIZAÇÃO EM ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS Microsoft Office PowerPoint 2007 Prof. M.Sc. Fábio Hipólito Julho / 2009 Visite o site:

Leia mais

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Informática - Básico Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Índice Apresentação...06 Quais são as características do Windows?...07 Instalando o Windows...08 Aspectos Básicos...09 O que há na tela do Windows...10

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

Manual de Utilização Moodle

Manual de Utilização Moodle Manual de Utilização Moodle Perfil Professor Apresentação Esse manual, baseado na documentação oficial do Moodle foi elaborado pela Coordenação de Tecnologia de Informação CTI do câmpus e tem como objetivo

Leia mais

Usar o Office 365 em seu telefone Android

Usar o Office 365 em seu telefone Android Usar o Office 365 em seu telefone Android Guia de Início Rápido Verificar o email Configure o seu telefone Android para enviar e receber emails de sua conta do Office 365. Verificar o seu calendário onde

Leia mais

Dicas para usar melhor o Word 2007

Dicas para usar melhor o Word 2007 Dicas para usar melhor o Word 2007 Quem está acostumado (ou não) a trabalhar com o Word, não costuma ter todo o tempo do mundo disponível para descobrir as funcionalidades de versões recentemente lançadas.

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA TREINAMENTO EM INFORMÁTICA MÓDULO V

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA TREINAMENTO EM INFORMÁTICA MÓDULO V UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA TREINAMENTO EM INFORMÁTICA MÓDULO V MACAPÁ-AP 2011 UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL PAULO LEMINSKI APOSTILA SOBRE O BROFFICE IMPRESS

COLÉGIO ESTADUAL PAULO LEMINSKI APOSTILA SOBRE O BROFFICE IMPRESS COLÉGIO ESTADUAL PAULO LEMINSKI APOSTILA SOBRE O BROFFICE IMPRESS CURITIBA 2014 2 Conteúdo Definição:... 2 Detalhando a tela:... 4 BARRA DE FERRAMENTAS DESENHO... 4 PREENCHIMENTOS... 5 RÉGUAS E GUIAS...

Leia mais

Guia de início rápido do Powersuite

Guia de início rápido do Powersuite 2013 Ajuste e cuide do desempenho de seu computador com um aplicativo poderoso e ágil. Baixando e instalando o Powersuite É fácil baixar e instalar o Powersuite geralmente, demora menos de um minuto. Para

Leia mais

Navegando no produto e utilizando esse material de apoio, você descobrirá os benefícios do IOB Online Regulatório, pois só ele é:

Navegando no produto e utilizando esse material de apoio, você descobrirá os benefícios do IOB Online Regulatório, pois só ele é: 1. CONCEITO Completo, prático e rápido. Diante do aumento da complexidade da tributação e do risco fiscal, pelos desafios de conhecimento e capacitação e pela velocidade para acompanhar mudanças na legislação,

Leia mais

Apostila de PowerPoint 2013

Apostila de PowerPoint 2013 Iniciando o Power Point 2013...01 Nova apresentação baseada no modelo...01 Escolhendo o esquema de cores do fundo do slide manualmente...02 Modificando o layout do slide... 03 Inserindo textos no slide...

Leia mais

O WINDOWS 98 é um sistema operacional gráfico, multitarefa, produzido pela Microsoft.

O WINDOWS 98 é um sistema operacional gráfico, multitarefa, produzido pela Microsoft. WINDOWS O WINDOWS 98 é um sistema operacional gráfico, multitarefa, produzido pela Microsoft. Área de Trabalho Ligada a máquina e concluída a etapa de inicialização, aparecerá uma tela, cujo plano de fundo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Índice

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Índice Índice Capítulo 10 Inserindo figuras e objetos... 2 Configurando AutoFormas... 2 Criando Caixas de Texto... 3 Inserindo Linhas e Setas... 3 Utilizando WordArt... 4 Inserindo Figuras... 5 Configurando figuras...

Leia mais

LIÇÃO 1 - USANDO O GRAVADOR DE MACROS

LIÇÃO 1 - USANDO O GRAVADOR DE MACROS 1_15 - ADS - PRO MICRO (ILM 001) - Estudo dirigido Macros Gravadas Word 1/35 LIÇÃO 1 - USANDO O GRAVADOR DE MACROS No Microsoft Office Word 2007 é possível automatizar tarefas usadas frequentemente criando

Leia mais

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Use o Google Drive para armazenar e acessar arquivos, pastas e documentos do Google Docs onde quer que você esteja. Quando você altera um arquivo na web, no

Leia mais