NR 5 Comissão Interna de Prevenção de Acidentes LISTA DE ANEXOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NR 5 Comissão Interna de Prevenção de Acidentes LISTA DE ANEXOS"

Transcrição

1 NR 5 Comissão Interna de Prevenção de Acidentes LISTA DE ANEXOS Ata de Eleição dos Membros da CIPA Cópia da Ata de Instalação e Posse dos membros da CIPA Ata de Formação da Comissão Eleitoral para eleição Calendário Anual de Reuniões da CIPA Cédula de Votação Edital de Convocação para Eleições da CIPA Formulário de Inscrição de Candidatos Informações ao Sindicado Registro de Treinamento Relação de Controle de Votantes Requerimento para Instalação da CIPA Treinamento Registro de Cursos

2 ATA DE ELEIÇÃO DOS MEMBROS DA COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES Aos vinte e sete dias do mês de outubro de dois mil e dez, nas dependências da empresa: Nome da empresa, realizou-se a Eleição dos representantes dos funcionários para a Comissão Interna de Prevenção Acidentes - CIPA, apresentando o seguinte resultado: NOME DO CANDIDATO VOTAÇÃO Xxxxx Xxxxx Xxxxxx Xxxxxx Votos Nulos: Votos Brancos: Total de Votantes Em função dos resultados acima, foram eleitos como representantes dos funcionários os candidatos: Titulare: xxxxxxxxxxxxxxx xx Suplente: xxxxxxxxxxxxxxx xx Demais Votados por Ordem de Votação: Xxxxx xxxxx Eu (nome do secretário) transcrevi a presente ata que, após lida e aprovada, é assinada pelos candidatos. (assinaturas dos candidatos) * Completar os nomes evitar abreviações (F.L.,etc) 2

3 CÓPIA DA ATA DE INSTALAÇÃO E POSSE DOS MEMBROS DA CIPA - COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES Empresa: xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. Aos vinte e nove dias do mês de outubro de dois mil e dez, às 14:30 horas, com a presença do Senhor Gerente da empresa Sr. xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx, bem como dos demais presentes, reuniram-se para a Instalação e Posse dos membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA dessa Empresa, conforme o estabelecido Pela Portaria nº 08 de , modificada em O Senhor Presidente da Sessão convidou a mim para secretário (a) da reunião. Declarou abertos os trabalhos, lembrando a todos os objetivos da reunião, quais sejam: Instalação e Posse da CIPA - COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES. Continuando, declarou empossados os membros representantes da empresa: TITULAR Xxxxxxxxxxxx SUPLENTE Xxxxxxxxxxxxxx Da mesma forma, declarou empossados os representantes eleitos pelos empregados: TITULAR Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx SUPLENTE Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx A seguir foi designado para Presidente da CIPA, o Senhor xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx, tendo sido escolhido entre os representantes dos empregados o Senhor xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx para Vice-Presidente. Os representantes do empregador e dos empregados, em comum acordo, escolheram também XXXXXXX para Secretário (a) da CIPA, sendo sua substituta XXXXX. Nada mais havendo para tratar, o Senhor Presidente da Sessão deu por encerrada a reunião lembrando a todos que o período da gestão será de 01 (um) ano a contar da presente data. Para constar, lavrou-se a presente ATA, que lida e aprovada, vai assinada por mim, Secretária, pelo Presidente da Sessão, por todos os Representantes eleitos e/ou designados inclusive os suplentes. xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Presidente da Sessão xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Secretário da Sessão 3

4 ATA DE FORMAÇÃO DA COMISSÃO ELEITORAL PARA ELEIÇÃO DOS MEMBROS E INSTALAÇÃO DA CIPA - COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES DA EMPRESA xxxxxxxx... Aos quatro dias do mês de outubro de dois mil e dez, às 14:30 horas, com a presença do Senhor Gerente da empresa Sr. Nome, bem como dos demais presentes, reuniram-se os senhores: Nomes dos coordenadores das eleições, para a formação da Comissão eleitoral que coordenará os trabalhos de Eleição, da Instalação da Comissão, e posse dos membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA dessa Empresa. O Senhor Presidente da Sessão Nome, convidou a mim Nome, para secretária da reunião e da Comissão Eleitoral. Continuando, foram debatidas as datas, e chegando-se a conclusão que a formação da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes CIPA obedecerá ao seguinte calendário: Publicação do Edital de Convocação para Eleições: 07 de outubro 2010; Período para inscrição dos candidatos: a ; Data da eleição da CIPA: ; Data da Instalação e Posse dos Membros: ; Data da entrega dos documentos no posto do Ministério do Trabalho: ; Período para o Curso de Formação 10,11 e 12 de novembro Nada mais havendo para tratar, o Senhor Presidente da Sessão deu por encerrada a reunião. Para constar, lavrou-se a presente ATA, que lida e aprovada, vai assinada por mim, Secretária, pelo Presidente da Sessão e por todos os membros da Comissão eleitoral. Nome completo Presidente da Sessão Nome completo Secretária da Sessão 4

5 CALENDÁRIO ANUAL DE REUNIÕES DA CIPA CIPA - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes Empresa: Nome da empresa DATA REUNIÃO LOCAL HORÁRIO XX.XX.XX 1º Reunião Sala de reuniões 16:30 Horas XX.XX.XX 2º Reunião Sala de reuniões 16:30 Horas XX.XX.XX 3º Reunião Sala de reuniões 16:30 Horas XX.XX.XX 4º Reunião Sala de reuniões 16:30 Horas XX.XX.XX 5º Reunião Sala de reuniões 16:30 Horas XX.XX.XX 6º Reunião Sala de reuniões 16:30 Horas XX.XX.XX 7º Reunião Sala de reuniões 16:30 Horas XX.XX.XX 8º Reunião Sala de reuniões 16:30 Horas XX.XX.XX 9º Reunião Sala de reuniões 16:30 Horas XX.XX.XX 10º Reunião Sala de reuniões 16:30 Horas XX.XX.XX 11º Reunião Sala de reuniões 16:30 Horas XX.XX.XX 12º Reunião Sala de reuniões 16:30 Horas A CIPA se reunirá com seus membros nas datas acima mencionada, locais e horas determinadas em reunião ordinárias e, extraordinariamente, a qualquer tempo, quando de ocorrência de acidentes graves ou grandes prejuízos vier a acontecer. Toledo, xx de xxxxxxxx de ( nome) PRESIDENTE DA CIPA. 5

6 No. do candidato EMPRESA Comissão Interna de Prevenção de Acidentes CIPA ELEIÇÃO DOS REPRESENTANTES DOS EMPREGADOS CÉDULA DE VOTAÇÃO ANO 2010 Nome do candidato Opção 1 ( ) 2 ( ) 3 ( ) 4 ( ) ( ) ( ) Instruções para votação: Assinale com um X no campo Opção o candidato de sua preferência Seu voto será anulado se for assinalado mais de 1 candidato Se desejar votar em branco, não assinale nenhum candidato Dobre a cédula conforme indicado na figura e deposite na urna BOA VOTAÇÃO!EMPRESA No. do candidato Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA ELEIÇÃO DOS REPRESENTANTES DOS FUNCIONÁRIOS CÉDULA DE VOTAÇÃO ANO 2010 Nome do candidato Opção 1 ( ) 2 ( ) 3 ( ) 4 ( ) Instruções para votação: Assinale com um X no campo Opção o candidato de sua preferência Seu voto será anulado se for assinalado mais de 1 candidato Se desejar votar em branco, não assinale nenhum candidato Dobre a cédula conforme indicado na figura e deposite na urna BOA VOTAÇÃO! 6

7 Nome da Empresa EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÕES DA CIPA O presente Edital visa convocar os empregados da Nome da Empresa, para a inscrição de candidatos para concorrer à eleição dos Representantes dos empregados na Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA, bem como convidar a todos os empregados (independente de cargo ou função) a participarem da votação, conforme descrito abaixo: Data de inscrição de candidatos: a Data de eleição: Critérios para Inscrição / Eleição: 1. Para ser candidato a representante dos empregados na CIPA Nome da Empresa o empregado: Deve ter interesse em participar das atividades da CIPA; Gostar e participar da Prevenção de Acidentes. 2. Número de representantes a serem eleitos para compor a Representação dos empregados na CIPA da Nome da Empresa; 1 Titular; 1 Suplente. 3. As inscrições deverão ser feitas em formulário próprio na sala da Administração; 4. Caso o número de votantes não atinja a maioria simples (50% mais um voto do Total de empregados) haverá nova Eleição; 5. Caso ocorra empate entre candidatos, na eleição, será eleito o empregado com maior tempo de serviço na Nome da Empresa. Mandato dos Eleitos: O mandato do empregado eleito para compor a CIPA será de Um (01) ano, podendo haver uma reeleição, não podendo ser eleito para mais de dois mandatos consecutivos. No caso, de vacância na CIPA de um dos representantes eleitos, assumirá o empregado imediatamente mais votado para cumprir o período restante do mandato. O membro da CIPA que faltar a mais de Quatro (04) reuniões ordinárias sem justificativa, perderá o mandato Divulgue-se o presente Edital para conhecimento de todos os empregados. Toledo, 07 de outubro xxxxxxxxxxxxxx Administrador 7

8 Nome da empresa. ELEIÇÃO DE REPRESENTANTES DOS EMPREGADOS NA CIPA 2010 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO DE CANDIDATOS Nº. De Ordem DATA CRACHÁ NOME DO FUNCIONÁRIO DEPARTAMENTO ASSINATURA 8

9 Nome da empresa Administração de Recursos Humanos Ao SINDICATO DOS EMPREGADOS NAS INDÚSTRIAS xxxxxxxxxxxxxx DE Toledo - PR MD. PRESIDENTE Ref. Documentos Formação da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA Senhor Presidente, anexo a esta enviamos cópia do documento Edital de Convocação para as eleições da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes CIPA desta empresa, dando inicio ao processo de instalação desta comissão para registro no Ministério e sua apreciação. Atenciosamente Toledo (PR), 07 de outubro de Recebi cópia dos documentos: Nome: Data: 9

10 Programa de Treinamento: PREVENÇÃO DE ACIDENTES E USO DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL Entidade Ministrante: Carga Horária: 80 MINUTOS Período/Data: 07/10/2010 Local: Docente: xxxxxxxxxxxxxxxxxxx Técnico em Segurança ORDEM FUNCIONÁRIO ASSINATURA Observações: 10

11 Nome da Empresa. COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES - CIPA ELEIÇÃO DE REPRESENTANTES DOS FUNCIONÁRIOS GESTÃO: ANO 2010 LISTA DE CONTROLE DOS VOTANTES Data: CRACHÁ NOME ASSINATURA 11

12 A SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO TRABALHO E EMPREGO NO ESTADO DO PARANÁ Seção de Inspeção do Trabalho Setor de Segurança e Saúde do Trabalhador CURITIBA PARANÁ EXMO. SENHOR DR. xxxxxxxxxxx Nome da empresa, vem, mui respeitosamente requerer a V. Excia., o Registro da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA, desta empresa, CEP ( ), Tel. ( ), CGC/MF ( ), de conformidade com o Art. 163, da CLT e a NR 5, da Portaria nº 33, de , nova redação pela Portaria nº 08 de , modificada em Para tanto, anexamos os seguintes documentos: Cópias das atas de Eleição e Posse e Calendário Anual das Reuniões Ordinárias da CIPA. Nestes Termos Pede Deferimento xxxxxxxxxxx, xx de xxxxxxxx de (presidente da CIPA) 12

13 PPRA Programa de Prevenção de Riscos Ambientais Plano de Treinamento Data: Ano TREINAMENTO A QUEM SE DESTINA MINISTRANTE PERÍODO OBSERVAÇÕES Prevenção de Acidentes Eletricistas Amadeu Bordignon 23 de Maio LOCAL/DATA: Toledo PR ASSINATURA: 13

Constituição da CIPA: 5.2. Devem constituir CIPA, por estabelecimento...

Constituição da CIPA: 5.2. Devem constituir CIPA, por estabelecimento... 1 Modelos de Documentos para a constituição da CIPA Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - Data: 02/01/2006. Realização: Gerência de Políticas de Prevenção e Saúde Ocupacional Objetivos da CIPA:

Leia mais

Caro XXXXX, O que é CIPA?

Caro XXXXX, O que é CIPA? Caro XXXXX, Para eleição da CIPA e empresa deve seguir rigorosamente o determinado na Nr 5 da Portaria 3214 do MTB, após a eleição ele deve comunicar a DRT da região bem como o respectivo sindicato da

Leia mais

Modelo de Implantação da CIPA

Modelo de Implantação da CIPA PROCEDIMENTOS PARA ELEIÇÃO É de responsabilidade do empregador convocar eleições para escolha dos representantes dos empregados na CIPA, no prazo mínimo de 60 dias antes do término do mandato em curso.

Leia mais

Área Emitente: Gestão com Pessoas/SESMT ASSUNTO: ELEIÇÃO DA CIPA COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES NR-5

Área Emitente: Gestão com Pessoas/SESMT ASSUNTO: ELEIÇÃO DA CIPA COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES NR-5 Código: Data emissão: Data de Vigência: Página 1 de 7 1- Objetivo: Prevenir acidentes e doenças decorrentes do trabalho aplicando as determinações da legislação NR-5. 2- Aplicação: Este procedimento aplica-se

Leia mais

Alexandre Enzweiler, Gabriel de Almeida e Yvo Pitol 22/04/2013

Alexandre Enzweiler, Gabriel de Almeida e Yvo Pitol 22/04/2013 CIPA Comissão Interna de Prevenção de Acidentes NR-5 Alexandre Enzweiler, Gabriel de Almeida e Yvo Pitol 22/04/2013 Atribuições iniciais Criada em 1934 e regulamentada somente em 1978 juntamente com outras

Leia mais

5.5.4 Para cada eleição deverá haver uma folha de votação que ficará arquivada na empresa por um período mínimo de 3 (três) anos.

5.5.4 Para cada eleição deverá haver uma folha de votação que ficará arquivada na empresa por um período mínimo de 3 (três) anos. NR 5 5.1 As empresas privadas e públicas e os órgãos governamentais que possuam empregados regidos pela ConsoIidação das Leis do Trabalho - CLT ficam obrigados a organizar e manter em funcionamento, por

Leia mais

NR5 - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (205.000-5) DO OBJETIVO 5.1 A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA - tem como objetivo a prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho,

Leia mais

Passo à Passo. PESQUISA/ ANÁLISE/ SISTEMATIZAÇÃO/ COMPILAÇÃO/ ELABORAÇÃO Nelson Brazilio de Lima IEPD (25/ 03/ 2014)

Passo à Passo. PESQUISA/ ANÁLISE/ SISTEMATIZAÇÃO/ COMPILAÇÃO/ ELABORAÇÃO Nelson Brazilio de Lima IEPD (25/ 03/ 2014) Passo à Passo PESQUISA/ ANÁLISE/ SISTEMATIZAÇÃO/ COMPILAÇÃO/ ELABORAÇÃO Nelson Brazilio de Lima IEPD (25/ 03/ 2014) CIPA - (comissão interna de prevenção de acidentes) ORIENTAÇÕES BÁSICAS Passo à Passo

Leia mais

GUIA CIPA/SC PARA CONSTITUIÇÃO DA COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES SAÚDE OCUPACIONAL

GUIA CIPA/SC PARA CONSTITUIÇÃO DA COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES SAÚDE OCUPACIONAL GUIA PARA CONSTITUIÇÃO DA COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES CIPA/SC SAÚDE OCUPACIONAL 2010 Leonel Arcângelo Pavan Governador do Estado Paulo Eli Secretário de Estado da Administração Valdir Sovernigo

Leia mais

EDITAL Nº 003/2013 ELEIÇÃO PARA CARGO DE DIRETOR ESCOLAR DAS UNIDADES EDUCATIVAS DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO PARA O BIÊNIO 2014/2015.

EDITAL Nº 003/2013 ELEIÇÃO PARA CARGO DE DIRETOR ESCOLAR DAS UNIDADES EDUCATIVAS DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO PARA O BIÊNIO 2014/2015. 1 EDITAL Nº 003/2013 ELEIÇÃO PARA CARGO DE DIRETOR ESCOLAR DAS UNIDADES EDUCATIVAS DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO PARA O BIÊNIO 2014/2015. A Secretaria, através da Comissão Eleitoral Central, designada pela

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES CIPA DO SERVIÇO AUTÔNOMO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO SAMAE TÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES CIPA DO SERVIÇO AUTÔNOMO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO SAMAE TÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES CIPA DO SERVIÇO AUTÔNOMO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO SAMAE TÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO CAPÍTULO I DO OBJETIVO Art. 1º O presente Regimento Interno

Leia mais

CIPA - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes

CIPA - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes CIPA - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes DO OBJETIVO A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA - tem como objetivo a prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho, de modo

Leia mais

Regulamento das comissões internas de prevenção de acidentes - CIPAs

Regulamento das comissões internas de prevenção de acidentes - CIPAs Pág.: 1/5 1 Objetivo 1.1 Esta Norma estabelece os procedimentos relativos ao funcionamento das Comissões Internas de Prevenção de Acidentes - CIPAs na COPASA MG. 1.2 Aplica-se a todos os empregados e Unidades

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LEOPOLDO Estado do Rio Grande do Sul DECRETO Nº 5.541, DE 10 DE MARÇO DE 2008.

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LEOPOLDO Estado do Rio Grande do Sul DECRETO Nº 5.541, DE 10 DE MARÇO DE 2008. DECRETO Nº 5.541, DE 10 DE MARÇO DE 2008. Regulamenta o artigo 66, do Estatuto dos Servidores Públicos de São Leopoldo, Lei nº 6.055 de 14 de Setembro de 2006, Da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes-

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável do Brasil INDICAR NESTE QUADRO EM QUE REVISÃO ESTÁ CADA FOLHA. APROVAÇÃO T.E Nome Rubrica Nome Rubrica E DIREX

Desenvolvimento Sustentável do Brasil INDICAR NESTE QUADRO EM QUE REVISÃO ESTÁ CADA FOLHA. APROVAÇÃO T.E Nome Rubrica Nome Rubrica E DIREX Desenvolvimento Sustentável do Brasil Nº Fls.: 01/18 INDICAR NESTE QUADRO EM QUE REVISÃO ESTÁ CADA FOLHA Rev/ Rev/ Fls. 01 02 03 04 05 06 07 08 09 Fls. 01 02 03 04 05 06 07 08 09 01 16 02 17 03 18 04 19

Leia mais

Prefeitura Municipal de São Pedra dos Ferros

Prefeitura Municipal de São Pedra dos Ferros CNPJ/MF. nº 19.243.500/0001-82 Código do Município: 847-8 Praça Prefeito Armando Rios, 186-Centro - 35360-000 São Pedra dos Ferros-MG lei no 101, de 08 de maio de 2014. DISPÕE SOBRE A CONSTITUiÇÃO DA COMISSÃO

Leia mais

Altera e consolida o Regimento Interno da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes CIPA e dá outras providências.

Altera e consolida o Regimento Interno da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes CIPA e dá outras providências. ATO Nº 1104/09 Altera e consolida o Regimento Interno da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes CIPA e dá outras providências. CONSIDERANDO as sugestões de aperfeiçoamento do Regimento Interno da Comissão

Leia mais

Maternidade Escola Januário Cicco

Maternidade Escola Januário Cicco Maternidade Escola Januário Cicco Nº13, 22 de dezembro de 2014 EMPRESA BRASILEIRA DE SERVIÇOS HOSPITALARES EBSERH MATERNIDADE ESCOLA JANUÁRIO CICCO-MEJC Av. Nilo Peçanha, 259-Petrópolis CEP: 59.012-300

Leia mais

Manual de Convenção. Um ano antes da Convenção Data limite de filiação para ser eleito delegado.

Manual de Convenção. Um ano antes da Convenção Data limite de filiação para ser eleito delegado. Manual de Convenção Um ano antes da Convenção Data limite de filiação para ser eleito delegado. Seis meses antes da Convenção Data limite de filiação para votar e ser votado nas Convenções Municipais.

Leia mais

NR 4 - Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT)

NR 4 - Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) Zelãene dos Santos SEGURANÇA DO TRABALHO E MEIO AMBIENTE NR 4 - Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) 4.1. As empresas privadas e públicas, os órgãos públicos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO EDITAL PARA ELEIÇÃO DE COORDENADOR DE CURSO Nº 05/2015 DE 03 DE SETEMBRO DE 2015

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO EDITAL PARA ELEIÇÃO DE COORDENADOR DE CURSO Nº 05/2015 DE 03 DE SETEMBRO DE 2015 EDITAL PARA ELEIÇÃO DE COORDENADOR DE CURSO Nº 05/2015 DE 03 DE SETEMBRO DE 2015 A COMISSÃO ELEITORAL, designada pela Portaria nº 302/DG de 27 de agosto de 2015, torna público as normas que regerão o processo

Leia mais

Associação dos Participantes da CBS Nossa união é nossa força. Regimento Interno. apcbs@oi.com.br www.apcbs.com.br

Associação dos Participantes da CBS Nossa união é nossa força. Regimento Interno. apcbs@oi.com.br www.apcbs.com.br Associação dos Participantes da CBS Nossa união é nossa força. Regimento Interno apcbs@oi.com.br www.apcbs.com.br ÍNDICE SEÇÃO I - DOS SÓCIOS 1 SEÇÃO II - DA ASSEMBLÉIA GERAL 1 SEÇÃO III - DO CONSELHO

Leia mais

EDITAL DE ELEIÇÃO Nº 001/2015-CACS/FUNDEB/PMJP/RO

EDITAL DE ELEIÇÃO Nº 001/2015-CACS/FUNDEB/PMJP/RO EDITAL DE ELEIÇÃO Nº 001/2015-CACS/FUNDEB/PMJP/RO Ji-Paraná, 07 de outubro de 2015. A Comissão Eleitoral para eleição de membros para o Conselho Municipal de Acompanhamento e Controle Social do Fundo de

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL

REGULAMENTO ELEITORAL REGULAMENTO ELEITORAL I - PROCESSO ELEITORAL 1º 1. O processo eleitoral terá a duração máxima de 90 dias. 2. Em eleições regulares, realizadas trienalmente, iniciar- se- á no dia 1 de Outubro desse ano.

Leia mais

Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA. Sindilojas, 24 de julho de 2014

Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA. Sindilojas, 24 de julho de 2014 Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA Sindilojas, 24 de julho de 2014 Legislação da CIPA Decreto-lei nº 7.036 de 10/11/1944 (Lei de Acidentes do Trabalho): Art. 82. Os empregadores, cujo número

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL 2015 COMITÊ GESTOR DO PSAP DA DUKE ENERGY PARTICIPANTES ASSISTIDOS

REGULAMENTO ELEITORAL 2015 COMITÊ GESTOR DO PSAP DA DUKE ENERGY PARTICIPANTES ASSISTIDOS 1. FINALIDADE 1.1. O presente Regulamento tem por finalidade estabelecer normas e procedimentos para a eleição do Representante Suplente dos participantes Assistidos, do Plano de Suplementação e Aposentadorias,

Leia mais

Conselho Municipal do Direito da Criança e do Adolescente

Conselho Municipal do Direito da Criança e do Adolescente Conselho Municipal do Direito da Criança e do Adolescente EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 001/2014 SELEÇÃO DE ENTIDADE DA SOCIEDADE CIVIL PARA INTEGRAR O CONSELHO MUNICIPAL DO DIREITO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 01, DE 02 DE OUTUBRO DE 2014

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 01, DE 02 DE OUTUBRO DE 2014 EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 01, DE 02 DE OUTUBRO DE 2014 O CONSELHO NACIONAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE CONANDA, faz publicar o Edital de Convocação para a eleição das entidades da sociedade

Leia mais

Processo Administrativo Disciplinar

Processo Administrativo Disciplinar Processo Administrativo Disciplinar O Processo Administrativo Disciplinar é o meio de que dispõe a Administração Pública para apuração de responsabilidade de servidor público. No âmbito do Estado da Bahia,

Leia mais

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DO MARANHÃO Rua Barão de Itapary, 227 - Centro CEP: 65.070-020 São Luís-MA. NATALINO SALGADO FILHO Reitor

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DO MARANHÃO Rua Barão de Itapary, 227 - Centro CEP: 65.070-020 São Luís-MA. NATALINO SALGADO FILHO Reitor 30 HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DO MARANHÃO Rua Barão de Itapary, 227 - Centro CEP: 65.070-020 São Luís-MA NATALINO SALGADO FILHO Reitor JOYCE SANTOS LAGES Superintendente EURICO SANTOS NETO Gerente Administrativo

Leia mais

LEI N 501, DE 02 DE JULHO DE 2009.

LEI N 501, DE 02 DE JULHO DE 2009. Pág. 1 de 6 LEI N 501, DE 02 DE JULHO DE 2009. CRIA COMISSÃO DE HIGIENE, SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO CIPA E A COMISSÃO GERAL DE HIGIENE, SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO CIPAG, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

O Prefeito da Cidade do Recife, no uso das atribuições conferidas pelo Art. 54, item IV, da Lei Orgânica do Município.

O Prefeito da Cidade do Recife, no uso das atribuições conferidas pelo Art. 54, item IV, da Lei Orgânica do Município. DECRETO Nº 17.596/97 Ementa: Regulamenta o funcionamento das Comissões de Urbanização e Legalização das Zonas Especiais de Interesse Social, nos termos prescritos pela Lei Municipal nº 16.113/95. O Prefeito

Leia mais

REGRAS Processo Eleitoral ANPEI

REGRAS Processo Eleitoral ANPEI REGRAS Processo Eleitoral ANPEI 1. DA CONSTITUIÇÃO DA COMISSÃO ELEITORAL: Conforme definido no Art. 40, as eleições serão realizadas em conformidade com o disposto neste Estatuto Social e de acordo com

Leia mais

SUMÁRIO CONVENÇÕES MUNICIPAIS DE 2015 INSTRUÇÕES

SUMÁRIO CONVENÇÕES MUNICIPAIS DE 2015 INSTRUÇÕES SUMÁRIO CONVENÇÕES MUNICIPAIS DE 2015 INSTRUÇÕES Calendário da Convenção... 07 Diretórios que poderão realizar Convenção... 09 Filiados que participarão da Convenção... 09 Podem compor a chapa para o Diretório...

Leia mais

MODELOS DE DOCUMENTOS CONDOMINIAIS

MODELOS DE DOCUMENTOS CONDOMINIAIS MODELOS DE DOCUMENTOS CONDOMINIAIS ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DO CONDOMÍNIO EDIFÍCIO. Aos dias do mês de de, reuniram-se em Assembléia Geral (Ordinária ou Extraordinária) os Senhores Condôminos

Leia mais

REGULAMENTO PARA ELEIÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA E DO CONSELHO FISCAL DA ASUNIRIO PARA BIÊNIO 2014 A 2016.

REGULAMENTO PARA ELEIÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA E DO CONSELHO FISCAL DA ASUNIRIO PARA BIÊNIO 2014 A 2016. Associação dos Trabalhadores em Educação da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro ASUNIRIO Rua Voluntários da Pátria, 107 - Botafogo - RJ CEP 22270-000 CNPJ - 29.260.486/0001-89 Telefax 2541-0924

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação Regulamento da Eleição do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da UTF CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art.1 - O presente regulamento destina-se a normatizar as eleições dos componentes do Comitê de Ética em Pesquisa

Leia mais

EDITAL Nº 023/2014, de 03/06/2014

EDITAL Nº 023/2014, de 03/06/2014 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS CAMPUS JUIZ DE FORA RECONHECIDO PELA LEI Nº 11.892, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2008 SUCESSOR DO COLÉGIO TÉCNICO UNIVERSITÁRIO DA

Leia mais

EDITAL PARA ELEIÇÃO INTERNA DOS MEMBROS DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA FEPPS- (CEP/FEPPS)

EDITAL PARA ELEIÇÃO INTERNA DOS MEMBROS DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA FEPPS- (CEP/FEPPS) Edital 01/2015 A Diretora Presidente desta Fundação, no uso de suas atribuições, faz saber que será realizada no dia 15/12/2015, das 9 às 15h eleições para escolha dos membros do Comitê de Ética em Pesquisa

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DO COLEGIADO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DA FACULDADE DE APUCARANA - FAP

REGULAMENTO INTERNO DO COLEGIADO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DA FACULDADE DE APUCARANA - FAP 205 ANEXO B Regulamento Interno do Colegiado do Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação REGULAMENTO INTERNO DO COLEGIADO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DA FACULDADE DE APUCARANA - FAP 206 CAPÍTULO

Leia mais

REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MANUTENÇÃO

REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MANUTENÇÃO REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MANUTENÇÃO Capítulo I da Finalidade Art. 1o. - Este Regimento Interno complementa e disciplina disposições do Estatuto da Associação Brasileira de Manutenção

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CAPITULO I

REGIMENTO INTERNO CAPITULO I 1 Conselho Municipal do Idoso de São Caetano do Sul Lei n 4.179 de 23/10/2003. R. Heloísa Pamplona, 304 B. Fundação CEP 09520-310 São Caetano do Sul/SP. cmi@saocaetanodosul.sp.gov.br REGIMENTO INTERNO

Leia mais

FACULDADE VALE DO SALGADO ICÓ CEARÁ

FACULDADE VALE DO SALGADO ICÓ CEARÁ EDITAL Nº01/PROUNI, DE 20 DE SETEMBRO DE 2014 EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA ELEIÇÕES DAS COMISSÕES LOCAIS DE ACOMPANHAMENTO E CONTROLE SOCIAL DO PROGRAMA UNIVERSIDADE PARA TODOS - PROUNI DA FACULDADE VALE DO

Leia mais

FAP Faculdade de Apucarana CESUAP Centro de Ensino Superior de Apucarana CNPJ 73243164/0001-13. NR5 - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes

FAP Faculdade de Apucarana CESUAP Centro de Ensino Superior de Apucarana CNPJ 73243164/0001-13. NR5 - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes NR5 - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes DO OBJETIVO 5.1 a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA - tem como objetivo a prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho, de modo

Leia mais

(Reconhecida como de Utilidade Pública para o Município de Belém. Lei nº 8.279, de 10.12.2003) REGIMENTO ELEITORAL (COOPANEST-PA)

(Reconhecida como de Utilidade Pública para o Município de Belém. Lei nº 8.279, de 10.12.2003) REGIMENTO ELEITORAL (COOPANEST-PA) 1 REGIMENTO ELEITORAL (COOPANEST-PA) Aprovado em Assembléia Geral do dia 18 de maio de 1994, reformado em Assembléia Geral Extraordinária do dia 13 de fevereiro de 2003, 29 de fevereiro de 2008 e 14 de

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE OBSTETRIZES E ENFERMEIROS OBSTETRAS - A B E N F O - Nacional

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE OBSTETRIZES E ENFERMEIROS OBSTETRAS - A B E N F O - Nacional ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE OBSTETRIZES E ENFERMEIROS OBSTETRAS - A B E N F O - Nacional Regimento Especial da Eleição para Diretoria da Associação Brasileira de Obstetrizes e Enfermeiros Obstetras ABENFO

Leia mais

MODELO 1 ELEIÇÕES SINDICAIS EDITAL DE CONVOCAÇÃO

MODELO 1 ELEIÇÕES SINDICAIS EDITAL DE CONVOCAÇÃO MODELO 1 ELEIÇÕES SINDICAIS EDITAL DE CONVOCAÇÃO Pelo presente Edital, faço saber que no dia...de...de..., no período de... às... horas, na Sede desta Entidade (endereço ou outros locais, se for o caso),

Leia mais

CRIA COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES - CIPA, NO ÂMBITO DO SERVIÇO AUTÔNOMO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO - SAMAE E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

CRIA COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES - CIPA, NO ÂMBITO DO SERVIÇO AUTÔNOMO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO - SAMAE E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LEI Nº 3155, DE 04 DE NOVEMBRO DE 2009. CRIA COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES - CIPA, NO ÂMBITO DO SERVIÇO AUTÔNOMO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO - SAMAE E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Prefeito do

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO ELEITORAL PARA DIRETORIA DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FISIOTERAPIA TRAUMATO- ORTOPÉDICA ELEIÇÃO 2015 GESTÃO 2016/2017

EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO ELEITORAL PARA DIRETORIA DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FISIOTERAPIA TRAUMATO- ORTOPÉDICA ELEIÇÃO 2015 GESTÃO 2016/2017 EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO ELEITORAL PARA DIRETORIA DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FISIOTERAPIA TRAUMATO- ORTOPÉDICA ELEIÇÃO 2015 GESTÃO 2016/2017 A Associação Brasileira de Fisioterapia Traumato-Ortopédica

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS EDITAL N o 01/2014, DO CONSELHO DA FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS Regulamenta a eleição

Leia mais

NR 5. C I P A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes. Portaria 3.214 de 08 de junho de 1978

NR 5. C I P A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes. Portaria 3.214 de 08 de junho de 1978 NR 5 C I P A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes Portaria 3.214 de 08 de junho de 1978 A Norma Regulamentadora 5, cujo título é Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) estabelece a obrigatoriedade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO ESCOLA DE FILOSOFIA, LETRAS E CIÊNCIAS HUMANAS CAMPUS GUARULHOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO ESCOLA DE FILOSOFIA, LETRAS E CIÊNCIAS HUMANAS CAMPUS GUARULHOS DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ELEIÇÕES PARA O DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA 2015 A Comissão eleitoral do Departamento de História expede a presente instrução para disciplinar as eleições

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO ACADÊMICO DE ENSINO TÉCNICO

Leia mais

REGIMENTO INTERNO ELEITORAL (Aprovado na AGE de 10.08.2011)

REGIMENTO INTERNO ELEITORAL (Aprovado na AGE de 10.08.2011) REGIMENTO INTERNO ELEITORAL (Aprovado na AGE de 10.08.2011) I - Das disposições gerais II - Do processo eleitoral A) Da eleição para a Diretoria e o Conselho Fiscal B) Da eleição para o Conselho de Ética

Leia mais

EDITAL DE ELEIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DOS CONSELHOS DE USUÁRIOS DA SKY

EDITAL DE ELEIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DOS CONSELHOS DE USUÁRIOS DA SKY EDITAL DE ELEIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DOS CONSELHOS DE USUÁRIOS DA SKY São convocados os senhores Usuários dos serviços de Telecomunicações e as associações ou entidades que possuam em seu objeto social características

Leia mais

GOVERNO DE SERGIPE SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO NOME DA UNIDADE DE ENSINO COMISSÃO ELEITORAL ESCOLAR MINUTA

GOVERNO DE SERGIPE SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO NOME DA UNIDADE DE ENSINO COMISSÃO ELEITORAL ESCOLAR MINUTA 1 GOVERNO DE SERGIPE SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO NOME DA UNIDADE DE ENSINO COMISSÃO ELEITORAL ESCOLAR MINUTA REGIMENTO DO PROCESSO ELEITORAL PARA COMPOSIÇÃO DO CONSELHO ESCOLAR

Leia mais

FACULDADE DA SERRA GAÚCHA CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO

FACULDADE DA SERRA GAÚCHA CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO FACULDADE DA SERRA GAÚCHA CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO PROCESSO ELEITORAL PARA NOVA DIRETÓRIA EXECUTIVA DO DIRETÓRIO ACADÊMICO GESTÃO 2015/2016 Edital 02/2015 A Comissão Eleitoral do curso de Arquitetura

Leia mais

NORMA REGULAMENTADORA 5 - NR 5 COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES DO OBJETIVO

NORMA REGULAMENTADORA 5 - NR 5 COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES DO OBJETIVO Page 1 of 7 NORMA REGULAMENTADORA 5 - NR 5 COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES DO OBJETIVO 5.1 a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA - tem como objetivo a prevenção de acidentes e

Leia mais

Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO

Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO Resolução n o 623, de 18 de Outubro de 2013 1. Qual a Resolução que trata sobre Conselho de Usuários e onde ela está disponível? Trata-se da Resolução n

Leia mais

Normas para o Processo Eleitoral da ABHB Eleições Triênio 2015 2018

Normas para o Processo Eleitoral da ABHB Eleições Triênio 2015 2018 Normas para o Processo Eleitoral da ABHB Eleições Triênio 2015 2018 A Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), de acordo com o Estatuto Social aprovado em 29 de abril de 2010 (conforme o art.

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL PARA O CONSELHO CONSULTIVO DA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE DO PORTO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO.

REGULAMENTO ELEITORAL PARA O CONSELHO CONSULTIVO DA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE DO PORTO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO. REGULAMENTO ELEITORAL PARA O CONSELHO CONSULTIVO DA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE DO PORTO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO Página 1 de 8 REGULAMENTO ELEITORAL PARA O CONSELHO CONSULTIVO DA ESCOLA

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO GERAL. fevereiro 2014

REGIMENTO DO CONSELHO GERAL. fevereiro 2014 REGIMENTO DO CONSELHO GERAL fevereiro 2014 Agrupamento de Escolas Monte da Lua Regimento do Conselho Geral Capítulo I Enquadramento Legal Índice Artigo 1º Fundamento legal do Conselho Geral...... 2 Capítulo

Leia mais

Professor Rodrigo Marques de Oliveira Presidente do Conselho Acadêmico do IFMG - Campus Governador Valadares

Professor Rodrigo Marques de Oliveira Presidente do Conselho Acadêmico do IFMG - Campus Governador Valadares SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS GOVERNADOR VALADARES - CONSELHO ACADÊMICO Av. Minas Gerais, 5.189 - Bairro Ouro

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO REGIMENTO INTERNO

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO REGIMENTO INTERNO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DO CONSELHO, ATRIBUIÇÕES E SUA COMPOSIÇÃO Art. 1.º- O Conselho Municipal de Educação de Carlos Barbosa, criado pela Lei Municipal nº1.176 de

Leia mais

REGIMENTO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA DIRETORIA RIO GRANDE DO NORTE CAPITULO I. Da Caracterização, Sede, Foro e Objetivos

REGIMENTO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA DIRETORIA RIO GRANDE DO NORTE CAPITULO I. Da Caracterização, Sede, Foro e Objetivos REGIMENTO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA DIRETORIA RIO GRANDE DO NORTE CAPITULO I Da Caracterização, Sede, Foro e Objetivos Art.1º A Diretoria Regional (DR) da SBEM-RN é órgão executivo

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DAS ELEIÇÕES PARA DIRETORIA EXECUTIVA GESTÃO 2015-2018 TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGIMENTO INTERNO DAS ELEIÇÕES PARA DIRETORIA EXECUTIVA GESTÃO 2015-2018 TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGIMENTO INTERNO DAS ELEIÇÕES PARA DIRETORIA EXECUTIVA GESTÃO 2015-2018 TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - A Associação Nacional dos Técnicos de Fiscalização Federal Agropecuária - ANTEFFA

Leia mais

Do Colegiado de Curso. Da Constituição do Colegiado

Do Colegiado de Curso. Da Constituição do Colegiado REGULAMENTO INTERNO DO COLEGIADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS - UNITINS Do Colegiado de Curso Art. 1º. O Colegiado de Curso é a instância básica dos cursos de graduação, responsável

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE BORBA. Artigo 1º (Promoção das Eleições)

REGULAMENTO ELEITORAL DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE BORBA. Artigo 1º (Promoção das Eleições) REGULAMENTO ELEITORAL DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE BORBA Artigo 1º (Promoção das Eleições) 1 A promoção das eleições é da responsabilidade da Mesa da Assembleia Geral da Santa Casa da Misericórdia

Leia mais

Portaria Interministerial N 416, de 23 de Abril de 2004

Portaria Interministerial N 416, de 23 de Abril de 2004 Portaria Interministerial N 416, de 23 de Abril de 2004 Portaria Interministerial N 416, de 23 de abril de 2004 Presidência da República Casa Civil OS MINISTROS DE ESTADO CHEFE DA CASA CIVIL DA PRESIDÊNCIA

Leia mais

REGRAS A SEREM SEGUIDAS DURANTE O PROCESSO ELEITORAL

REGRAS A SEREM SEGUIDAS DURANTE O PROCESSO ELEITORAL COMISSÃO ELEITORAL DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL CEUERGS ELEIÇÃO DOS CARGOS DE REITOR E VICE-REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL QUADRIÊNIO 2010/2014 REGRAS A SEREM SEGUIDAS

Leia mais

ACORDO TRIPARTITE SAÚDE DOS TRABALHADORES DA SUPERINTENDÊNCIA DE CONTROLE DE ENDEMIAS - SUCEN/SP CONSIDERANDO:

ACORDO TRIPARTITE SAÚDE DOS TRABALHADORES DA SUPERINTENDÊNCIA DE CONTROLE DE ENDEMIAS - SUCEN/SP CONSIDERANDO: ACORDO TRIPARTITE SAÚDE DOS TRABALHADORES DA SUPERINTENDÊNCIA DE CONTROLE DE ENDEMIAS - SUCEN/SP CONSIDERANDO: Que a SUCEN implantou a partir do ano de 1998 uma experiência de atuação da Comissão de Saúde

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITIQUIRA-MT SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CNPJ- 03.370.251/0001-56

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITIQUIRA-MT SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CNPJ- 03.370.251/0001-56 EDITAL N 001/2013 DE ELEIÇÃO PARA O CARGO DE DIRETOR ESCOLAR DAS UNIDADES ESCOLARES MUNICIPAIS ANFILOFIO DE SOUZA CAMPOS E JORGE EDUARDO RAPOSO DE MEDEIROS, PARA BIÊNIO DE 2014-2015. A Secretaria Municipal

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Eleição dos representantes dos docentes da educação pré-escolar, dos ensinos básico e secundário das escolas não agrupadas e dos agrupamentos de escolas públicas, para integrarem

Leia mais

Estado do Rio de Janeiro MUNICÍPIO DE ANGRA DOS REIS Fundação de Turismo de Angra dos Reis Conselho Municipal de Turismo

Estado do Rio de Janeiro MUNICÍPIO DE ANGRA DOS REIS Fundação de Turismo de Angra dos Reis Conselho Municipal de Turismo REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DE TURISMO Capítulo 1 Da Natureza e das Competências Art. 1. O CMT, órgão consultivo e deliberativo, instituído pela Lei nº 433/L.O., de 14 de junho de 1995, alterada

Leia mais

Regulamento do Colegiado dos Cursos da Faculdade Católica Santa Teresinha (Aprovado pela Resolução 005/2010-DG/FCST, datado de 20/12/2010)

Regulamento do Colegiado dos Cursos da Faculdade Católica Santa Teresinha (Aprovado pela Resolução 005/2010-DG/FCST, datado de 20/12/2010) 0 Regulamento do Colegiado dos Cursos da Faculdade Católica Santa Teresinha (Aprovado pela Resolução 005/2010-DG/FCST, datado de 20/12/2010) CAICÓ-RN 2010 1 SUMÁRIO CAPÍTULO I: DA NATUREZA, COMPOSIÇÃO

Leia mais

ASEC ASSOCIAÇÃO DOS EMPRESÁRIOS DE CUMBICA CNPJ Nº

ASEC ASSOCIAÇÃO DOS EMPRESÁRIOS DE CUMBICA CNPJ Nº ASEC ASSOCIAÇÃO DOS EMPRESÁRIOS DE CUMBICA CNPJ Nº 54.796.016/0001-81 ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA ASSOCIAÇÃO DOS EMPRESÁRIOS DE CUMBICA REALIZADA EM 06 DE OUTUBRO DE 2004. Aos (6) seis dias

Leia mais

SINDICÂNCIA. Definição

SINDICÂNCIA. Definição SINDICÂNCIA Definição A sindicância, nos termos dos artigos 204 a 207 da Lei n 6.677/94, é um procedimento administrativo sumário de natureza inquisitorial (não possui contraditório) que tem como objetivo

Leia mais

Edital nº 068/2013 IF Catarinense Câmpus Araquari

Edital nº 068/2013 IF Catarinense Câmpus Araquari Edital nº 068/2013 IF Catarinense Câmpus Araquari EDITAL DO PROCESSO ELEITORAL PARA ESCOLHA DOS MEMBROS DO CONSELHO DO CAMPUS (CONCAMPUS) DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CAMPUS ARAQUARI. O Presidente

Leia mais

REGULAMENTO Título I DA COSAT Art. 1º - Os servidores (técnico-administrativos e docentes) da Universidade organizarão na sua unidade, acadêmica e

REGULAMENTO Título I DA COSAT Art. 1º - Os servidores (técnico-administrativos e docentes) da Universidade organizarão na sua unidade, acadêmica e REGULAMENTO Título I DA COSAT Art. 1º - Os servidores (técnico-administrativos e docentes) da Universidade organizarão na sua unidade, acadêmica e administrativa, e nos órgãos suplementares da administração

Leia mais

REGULAMENTO DO PROCESSO ELEITORAL PARA O CONSELHO DELIBERATIVO AUTÁRQUICO DA AUTARQUIA EDUCACIONAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO - AEVSF

REGULAMENTO DO PROCESSO ELEITORAL PARA O CONSELHO DELIBERATIVO AUTÁRQUICO DA AUTARQUIA EDUCACIONAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO - AEVSF REGULAMENTO DO PROCESSO ELEITORAL PARA O CONSELHO DELIBERATIVO AUTÁRQUICO DA AUTARQUIA EDUCACIONAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO - AEVSF CAPÍTULO I - OBJETO Artigo 1º. Este Regulamento disciplina o Processo

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DELIBERATIVO

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DELIBERATIVO REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DELIBERATIVO Art. 1º - O presente Regimento tem por finalidade estabelecer normas para o funcionamento do Conselho Deliberativo da Associação Atlética Banco do Brasil São

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL DO CLUBE GALP ENERGIA

REGULAMENTO ELEITORAL DO CLUBE GALP ENERGIA REGULAMENTO ELEITORAL DO CLUBE GALP ENERGIA Artigo 1º (Das Eleições) 1. Os Corpos Sociais Regionais do Clube Galp Energia são eleitos em cada Núcleo Regional para um mandato de três anos, conforme disposto

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS PRODUTORES DE SOJA E MILHO DO ESTADO DE MATO GROSSO

ASSOCIAÇÃO DOS PRODUTORES DE SOJA E MILHO DO ESTADO DE MATO GROSSO REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO DOS PRODUTORES DE SOJA E MILHO DO ESTADO DE MATO GROSSO CAPÍTULO VI Do Procedimento Eleitoral Da Eleição da Diretoria Art. 21 O processo eleitoral inicia-se no mês de julho

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE CASTANHAL FACULDADE DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE CASTANHAL FACULDADE DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CHAMADA PARA ESCOLHA DA REPRESENTA DISCENTE DA FACULDADE DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (FACSI) A coordenação da Faculdade de Sistemas de Informação Campus Castanhal da Universidade Federal do Pará no uso de

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO DEPARTAMENTAL

REGULAMENTO DO CONSELHO DEPARTAMENTAL Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional REGULAMENTO DO CONSELHO DEPARTAMENTAL RESOLUÇÃO Nº. 073/12-COGEP de 07/12/12 Curitiba

Leia mais

FUNCASAL REGIMENTO INTERNO CONSELHO FISCAL

FUNCASAL REGIMENTO INTERNO CONSELHO FISCAL FUNCASAL REGIMENTO INTERNO CONSELHO FISCAL dezembro/2008 Capítulo I Da competência do Conselho Fiscal Art. 1º Como órgão de controle interno da EFPC, compete ao Conselho Fiscal, na forma estabelecida no

Leia mais

REGULAMENTO NORMATIVO DA ELEIÇÃO DO DIRETOR DE SAUDE DO TRABALHADORDO SINDSEMP. Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina

REGULAMENTO NORMATIVO DA ELEIÇÃO DO DIRETOR DE SAUDE DO TRABALHADORDO SINDSEMP. Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina REGULAMENTO NORMATIVO DA ELEIÇÃO DO DIRETOR DE SAUDE DO TRABALHADORDO SINDSEMP Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina Eleição triênio 2012/2015 A comissão eleitoral reunida no dia 14.08.2013

Leia mais

ETEC Prof. Horácio Augusto da ESTATUTO DO GRÊMIO ESTUDANTIL DA ETEC HORÁCIO

ETEC Prof. Horácio Augusto da ESTATUTO DO GRÊMIO ESTUDANTIL DA ETEC HORÁCIO Page 1 of 10 ETEC Prof. Horácio Augusto da Silveira ESTATUTO DO GRÊMIO ESTUDANTIL DA ETEC HORÁCIO CÁPITULO I Da Denominação, Sede, Fins e Duração Art. 1º - O Grêmio Estudantil da Escola Técnica Estadual

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS FENILCETONÚRICOS E HOMOCISTINÚRICOS DO PARANÁ E ASSOCIAÇÃO DOS PAIS E PROFISSIONAIS DA ESCOLA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL ECUMÊNICA

ASSOCIAÇÃO DOS FENILCETONÚRICOS E HOMOCISTINÚRICOS DO PARANÁ E ASSOCIAÇÃO DOS PAIS E PROFISSIONAIS DA ESCOLA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL ECUMÊNICA ASSOCIAÇÃO DOS FENILCETONÚRICOS E HOMOCISTINÚRICOS DO PARANÁ E ASSOCIAÇÃO DOS PAIS E PROFISSIONAIS DA ESCOLA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL ECUMÊNICA REGIMENTO INTERNO DAS ELEIÇÕES PARA INDICAÇÃO DE MEMBROS PARA

Leia mais

NORMAS ELEITORAIS PARA OS MEMBROS DA CIPA

NORMAS ELEITORAIS PARA OS MEMBROS DA CIPA NORMAS ELEITORAIS PARA OS MEMBROS DA CIPA A Comissão Eleitoral estabelece normas para eleição dos membros da CIPA da Fundação de Ensino e Pesquisa de Itajubá FEPI. Art. 1º - Até 45 (quarenta e cinco) dias

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL

REGULAMENTO ELEITORAL REGULAMENTO ELEITORAL TÍTULO I DO OBJETIVO Art. 1º Este Regulamento Eleitoral tem como objetivo disciplinar a organização e a condução do processo eleitoral para preenchimento dos cargos do Conselho de

Leia mais

Edital para eleições do Centro Acadêmico de Psicologia do INESP/FUNEDI/UEMG

Edital para eleições do Centro Acadêmico de Psicologia do INESP/FUNEDI/UEMG EDITAL N 01/2012 Edital para eleições do Centro Acadêmico de Psicologia do INESP/FUNEDI/UEMG Os representantes da Comissão Eleitoral do Curso de Psicologia do Instituto de Ensino Superior e Pesquisa INESP

Leia mais

CONVOCAÇÂO. Votação da criação e texto normativo para: CLOSED MEETING

CONVOCAÇÂO. Votação da criação e texto normativo para: CLOSED MEETING CONVOCAÇÂO Prezado Sócio, Conforme determina o estatuto social da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Ombro e Cotovelo, convocamos V.Sa. para participar da Assembléia Geral Ordinária e em seguida a Assembléia

Leia mais

CIPA COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTE

CIPA COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTE CIPA COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTE OBJETIVO Prevenir acidentes e doenças decorrentes do trabalho, de modo a tornar compatível permanentemente o trabalho com a preservação da vida e a promoção

Leia mais

EDITAL Nº001, DE 13 DE JANEIRO DE 2015.

EDITAL Nº001, DE 13 DE JANEIRO DE 2015. EDITAL Nº001, DE 13 DE JANEIRO DE 2015. A Presidente do no uso de suas atribuições legais e regulamentadas pela Lei Nº 2.750 de 31 de Dezembro publica as normas para o processo eleitoral das entidades

Leia mais

Associação de Estudantes

Associação de Estudantes DIREÇÃO GERAL DOS ESTABELECIMENTOS ESCOLARES DIREÇÃO DE SERVIÇOS DA REGIÃO CENTRO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ESCALADA, PAMPILHOSA DA SERRA Ano Letivo 2014/2015 Associação de Estudantes Objetivos A. Representar

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO GERAL

REGIMENTO DO CONSELHO GERAL REGIMENTO DO CONSELHO GERAL Janeiro de 2015 PREÂMBULO O presente regimento tem por finalidade regular os procedimentos administrativos e modo de funcionamento do Conselho Geral, garantindo a eficiente

Leia mais

Edital de Convocação n.º 02, de 25 de julho de 2014

Edital de Convocação n.º 02, de 25 de julho de 2014 Edital de Convocação n.º 02, de 25 de julho de 2014 A MINISTRA DE ESTADO CHEFE DA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA no uso das atribuições que lhe confere o 3º do art. 3º da Lei

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL COMITÊ GESTOR DE INVESTIMENTO E PREVIDÊNCIA 2015

REGULAMENTO ELEITORAL COMITÊ GESTOR DE INVESTIMENTO E PREVIDÊNCIA 2015 O Comitê Gestor de Investimento e Previdência é um órgão de deliberação colegiada e de atuação no âmbito exclusivo da ELEKTRO Eletricidade e Serviços S.A. O Comitê Gestor de Investimento e Previdência

Leia mais

Mais do que faculdade, uma escola de empreendedores. Regulamento do Colegiado de curso da Faculdade Montes Belos

Mais do que faculdade, uma escola de empreendedores. Regulamento do Colegiado de curso da Faculdade Montes Belos Mais do que faculdade, uma escola de empreendedores Regulamento do Colegiado de curso da Faculdade Montes Belos São Luís de Montes Belos, novembro de 2011 REGULAMENTO COLEGIADO DE CURSOS REGULAMENTO INTERNO

Leia mais