Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição do Escolar Norte e Centro-Oeste / UnB. Assessoria aos Municípios Experiência do CECANE/UnB

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição do Escolar Norte e Centro-Oeste / UnB. Assessoria aos Municípios Experiência do CECANE/UnB"

Transcrição

1 Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição do Escolar Norte e Centro-Oeste / UnB Assessoria aos Municípios Experiência do CECANE/UnB

2 OBJETIVO GERAL Implementar um programa de assessoria técnica e operacional nos municípios e estados brasileiros, com os atores sociais envolvidos no PNAE, com vistas ao aprimoramento do Programa.

3 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Diagnosticar: gestão, execução e operacionalização do PNAE Por meio da implantação do SIM-PNAE; Assessorar: gestores e/ou nutricionistas na implantação do SIM-PNAE, membros do CAE e educadores Operacionalização do PNAE aspectos nutricionais, procedimentos licitatórios, aquisição de alimentos pela Agricultura Familiar, prestação de contas Identificar na realidade do município: aspectos facilitadores e os obstáculos da execução do PNAE, visando estabelecer desdobramentos subsequentes.

4 Critérios de seleção dos municípios Os critérios e a ordem de prioridade de assessoria aos municípios serão os seguintes: 1º) Acesso a internet; 2º) Municípios selecionados pelo monitoramento do PNAE/FNDE, ou seja, indicados pelo FNDE; 3º) Municípios alvo de denúncias; 4º) Municípios com CAE novo; 5º) Municípios capacitados pelo CECANE/UnB em 2007, 2008 e RIDE Rede Integrada de Desenvolvimento do Entorno

5 Municípios Selecionados 33 municípios 23 a 27/08 30/08 a 03/09 13 a 17/09 20 a 24/09 27/09 a 1/10 Novo gama Formosa Santo Antônio do Descoberto Abadiânia Água Fria de Goiás Valparaíso de Goiás Planaltina Mimoso de Goiás Pirenópolis Cidade Ocidental Alexânia Padre Bernardo Cabeceiras Bela Vista de Goiás Luziânia Águas Lindas Corumbá Cristalina Cocalzinho

6 Municípios Selecionados 33 municípios 04/10 a 08/10 18 a 22/10 25 a 29/10 08 a 12/11 Unaí/MG Lambari D Oeste/MT Chapada dos Guimarães/MT Doverlândia Cabeceira Grande/MG Nova Alvorada do Sul/MS Deodápolis /MS Macapá/AP Rio Branco/AC Babaçulândia/TO Gurupi/TO Vila Boa de Goiás Juruti/PA Alenquer/PA

7 Equipe Técnica Formada por: 1 sub-coordenador da atividade Prof a Natacha Total 1 Assessor Técnico - Carolina Chagas 1 Responsável Técnico - Luisete Bandeira 1 agente de logística - Thayse Tarouquela 1 Administrador e 4 duplas formadas por 2 monitores, sendo eles: 1 Nutricionista 1 Contador.

8 Objetivo da exposição METODOLOGIA RESULTADOS PARCIAIS (diagnóstico)

9 Execução da Assessoria aos Municípios METODOLOGIA

10 Primeiro dia de Visita Manhã - deslocamento; Formulário Diagnóstico Tarde Apresentação dos monitores, CECANE e objetivo e metodologia de trabalho a ser desenvolvida; Escolas a serem visitadas (urbana e rural);

11 Segundo dia de Visita Manhã visita a uma escola (monitor, nutricionista, responsável indicado pela EE, CAE) Plano de Ação Escola Contador: reúne-se com a pessoa responsável pelas compra com o os formulários do SIM-PNAE sobre aquisição gênero e por gênero) Tarde visita a outra escola

12 Terceiro dia de Visita Continuação da visita às escolas (se possível visitar 3 alcançando toda a clientela) Visita ao depósito central ou cozinha central Tarde inserção dos dados no SIM-PNAE - responsável pelo sistema indicado)

13

14 Quarto dia de Visita Manhã com o CAE: questionário de entrevista Tarde Formação do CAE, com foco na execução das principais dúvidas apontadas» (ex: elaboração de regimento interno, como realizar a prestação de contas e a análise do Relatório Anual de Gestão do PNAE para emissão do Parecer Conclusivo e como agir em determinadas situações).

15 Quinto dia de Visita Manhã: encontro para elaboração do Plano de Ação» Gestor, nutricionista, diretores, CAE, coordenador de merenda, pessoa responsável pelo processo de compra, agricultores familiares, atores envolvidos;» Aplica-se a avaliação da assessoria; Escolhe-se um responsável pelo Plano de Ação Que irá manter o contato com o CECANE/UnB

16 Pesquisa Pesquisa de desenvolvimento do processo de articulação das ações de educação permanente Duas semanas depois o responsável pelo Plano de Ação no Município é contatado pela equipe; São monitoradas as ações realizas; Presta-se o apoio para o desenvolvimento das ações pactuadas; Resultados irão apontar os efeitos da Assessoria

17 Resultados encontrados 22 municípios assessorados (DIAGNÓSTICO)

18 GESTÃO 20 municípios têm gestão centralizada e 2 escolarizada; Contrapartida em gêneros alimentícios a 20% 30 a 40% Acima de 20 a 30% 50 a 60% Não há 61% contrapartida

19 Dos 22 municípios visitados Apenas um município não realiza formalização do processo de compras: compra direta sem pesquisa de preço Modalidade de compra: 1 Cartaconvite 4 concorrência 1 0 tomada de preço concorrênc ia pregão 15 3 registro de preço Compra direta AF 2

20 AGRICULTURA FAMILIAR (AF) 10 municípios realizam compra da AF 7 realizaram chamada pública Motivos (12 não compram): 2 inviabilidade de fornecimento regular 10 por outros motivos Todos DAP (3 DAP Jurídica); 12 municípios recebem mais de R$ ,00/ano; Encontro: Agricultores x Gestores

21 Qualidade da Alimentação Possui nutricionista RT (20); Realizam avaliação nutricional (13); Possuem manual de boas práticas (4); Quem elabora o cardápio?» 18 nutricionista» 1 diretor de escola» 1 coordenação da alimentação escolar» 2 não há cardápio

22 Qualidade da Alimentação A aquisição de gêneros não respeita o cardápio (3); Não cumprem o Termo de Compromisso firmado - Prefeito x FNDE (10); Não identificam escolares com restrições alimentares (14);

23 Teste de aceitabilidade Não realizam (13); Quem aplica? Nutricionista (3) Professores (5) Coordenação da alimentação escolar (1) Outros (1) METODOLOGIA: Escala hedônica (9) QUANDO? Aceitação do cardápio (8) Introdução de alimento novo (4) Alteração do preparo (3)

24 Conselho de Alimentação Escolar (dados do questionário) Formados por indicação (10); Não se reúnem (9); Tem REGIMENTO INTERNO (14); 10 conhecem a legislação do PNAE; 10 conselhos participam da elaboração do cardápio;

25 Assuntos discutidos pelo conselho 1) Aquisição de alimentos (13) 2) Formas de aquisição (9) 3) Edital de compras (14) 4) Licitação pública (11) 5) Cardápio (13) 16 conhecem o PDDE 11 visitam as escolas 4 participaram da conferência de educação Nenhum conhece a LOA 6) Papel da merendeira (10) 7) Papel da nutricionista (9)

26 8 Municípios serão REVISITADOS Dois dias: 1º DIA Manhã encontro com o responsável pelo SIM-PNAE (Acompanhamento da implementação); Tarde visita a uma escola assessorada 2º DIA Manhã» Reunião para a sensibilização e manutenção do SIM-PNAE;» Monitoramento das ações pactuadas no Plano de Ação;

27 OBRIGADA! CECANE/UnB Norte e Centro-Oeste Coordenação Geral Profª. Dr. Raquel Braz Assunção Botelho Sub-coordenação de Educação Permanente Professora Maria de Lourdes Ferreirinha Sub-coordenação de Pesquisa e Ensino Professora Natacha Toral Assessor Técnico Administrativo Carolina Chagas Responsável Técnico Luisete Bandeira

CENTRO COLABORADOR EM ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO ESCOLAR: SISTEMA DE MONITORAMENTO DO PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR (SIM-PNAE)

CENTRO COLABORADOR EM ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO ESCOLAR: SISTEMA DE MONITORAMENTO DO PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR (SIM-PNAE) CENTRO COLABORADOR EM ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO ESCOLAR: SISTEMA DE MONITORAMENTO DO PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR (SIM-PNAE) Reinaldo Macedo Ferreira Agente do PNAE CECANE UNIFESP / UnB Campus

Leia mais

Alimentação, saúde e qualidade de vida de escolares quilombolas

Alimentação, saúde e qualidade de vida de escolares quilombolas Alimentação, saúde e qualidade de vida de escolares quilombolas Profª Dra Estelamaris T Monego Faculdade de Nutrição UFG CECANE UFG/Centro-Oeste emonego@fanut.ufg.br Programa Nacional de Alimentação Escolar

Leia mais

Funções e Ações do FNDE Frente ao PNAE. Gabriela T.C. Ribeiro

Funções e Ações do FNDE Frente ao PNAE. Gabriela T.C. Ribeiro Funções e Ações do FNDE Frente ao PNAE Gabriela T.C. Ribeiro Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) É uma autarquia do Ministério da Educação que tem como missão prover recursos e executar

Leia mais

Plano de Ação. Mandato: 11/ /2014. Ano de execução 2014

Plano de Ação. Mandato: 11/ /2014. Ano de execução 2014 MUNICIPIO DE VERA CRUZ - RS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CONSELHO DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR Plano de Ação Conselho de Alimentação Escolar de Vera Cruz Mandato: 11/2010 11/2014 Ano de execução 2014 Elaborado

Leia mais

Monitoramento e Avaliação do Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE

Monitoramento e Avaliação do Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE Monitoramento e Avaliação do Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE ABRANGÊNCIA Extensão territorial:8.514.876,59 9 km 2 Alcance: 5.570 municípios, 26 estados, DF e escolas técnicas federais.

Leia mais

Plano de Ação. Mandato: 11/ /2016. Ano de execução 2015

Plano de Ação. Mandato: 11/ /2016. Ano de execução 2015 MUNICIPIO DE VERA CRUZ - RS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CONSELHO DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR Plano de Ação Conselho de Alimentação Escolar de Vera Cruz Mandato: 11/2014 11/2016 Ano de execução 2015 Elaborado

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PNAE: IIII Encontro Catarinense de Alimentação Escolar

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PNAE: IIII Encontro Catarinense de Alimentação Escolar PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PNAE: IIII Encontro Catarinense de Alimentação Escolar Atualização sobre a compra da Agricultura Familiar Resolução do FNDE nº04/2015 Olavo Braga COSAN - CECANE/SC

Leia mais

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Prestação de Contas

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Prestação de Contas Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Prestação de Contas Sistema de Gestão de Conselhos - Sigecon Programa Nacional de Alimentação Escolar Pnae Sistema de Gestão de Conselhos - Sigecon Destinado

Leia mais

Conselho Municipal de Alimentação Escolar de Guarulhos

Conselho Municipal de Alimentação Escolar de Guarulhos Conselho Municipal de Alimentação Escolar de Guarulhos Na cidade de Guarulhos o Conselho de Alimentação Escolar (CAE), foi criado pela Lei Municipal n n 5.647 de 15 de Fevereiro de 2001 e Regulamentado

Leia mais

Alimentação Escolar nas Instituições de Ensino das Redes Públicas Estaduais. Novembro, 2011

Alimentação Escolar nas Instituições de Ensino das Redes Públicas Estaduais. Novembro, 2011 Alimentação Escolar nas Instituições de Ensino das Redes Públicas Estaduais Novembro, 2011 AMOSTRAGEM: 20 UFs 14,5 MILHÕES DE ESTUDANTES BENEFICIADOS EM 21.853 INSTITUIÇÕES DE ENSINO 3 BILHÕES DE REFEIÇÕES

Leia mais

OFICINA 6: Como elaborar projetos de vendas da agricultura familiar para o PNAE. IV Encontro Catarinense de Alimentação Escolar.

OFICINA 6: Como elaborar projetos de vendas da agricultura familiar para o PNAE. IV Encontro Catarinense de Alimentação Escolar. IV Encontro Catarinense de Alimentação Escolar OFICINA 6: Como elaborar projetos de vendas da agricultura familiar para o Monitores: Daniela (Eng. Agrônoma) Raphael (Nutricionista) PNAE Compras Públicas

Leia mais

Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição do Escolar CECANE Norte e Centro-Oeste

Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição do Escolar CECANE Norte e Centro-Oeste SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA PARA COLABORADORES EXTERNOS EDITAL N º 001/2011, de 09 de maio de 2011 O Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição do Escolar/CECANE UnB torna pública a abertura do processo

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR nº 840/11. Rodrigo Cardoso

LEI COMPLEMENTAR nº 840/11. Rodrigo Cardoso LEI COMPLEMENTAR nº 840/11 Rodrigo Cardoso LICENÇAS (art.130) 1)DA LICENÇA POR MOTIVO DE AFASTAMENTO DO CÔNJUGE OU COMPANHEIRO Art. 133. Pode ser concedida licença ao servidor estável para acompanhar cônjuge

Leia mais

Encontro do Programa Nacional de Alimentação Escolar ENCAE

Encontro do Programa Nacional de Alimentação Escolar ENCAE Encontro do Programa Nacional de Alimentação Escolar ENCAE - 2016 Plano Anual de Trabalho Olavo de Oliveira Braga Neto Agente PNAE CECANE/SC Coordenação de Segurança Alimentar e Nutricional do PNAE Atribuições

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PNAE

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PNAE PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PNAE Objetivo do Programa OFERTA DE REFEIÇÕES SAUDÁVEIS EDUCAÇÃO ALIMENTAR E NUTRICIONAL PNAE - Crescimento; - Aprendizagem; - Desenvolvimento biopsicossocial;

Leia mais

CENTRO COLABORADOR EM ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DO ESCOLAR - CECANE/SC

CENTRO COLABORADOR EM ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DO ESCOLAR - CECANE/SC CENTRO COLABORADOR EM ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DO ESCOLAR - CECANE/SC COORDENADOR Prof. Francisco de Assis Guedes de Vasconcelos SUB-COORDENAÇÃO PESQUISA Prof. Cristine Garcia Gabriel Prof. Janaina das Neves

Leia mais

Brasília, 19 de janeiro de Introdução

Brasília, 19 de janeiro de Introdução Chamada Pública nº 01 /2012 CET-UnB/FNDE Brasília, 19 de janeiro de 2012. Chamada Pública para seleção de municípios para participar do projeto Educando com a Horta Escolar e a Gastronomia - Formação de

Leia mais

ENTENDENDO O CARDÁPIO. Centro Colaborador de Alimentação e Nutrição do Escolar (CECANE)

ENTENDENDO O CARDÁPIO. Centro Colaborador de Alimentação e Nutrição do Escolar (CECANE) ENTENDENDO O CARDÁPIO Centro Colaborador de Alimentação e Nutrição do Escolar (CECANE) O que é um cardápio? CARDÁPIO DO PNAE É a relação das preparações de alimentos a serem oferecidas em uma refeição.

Leia mais

Unidade de Gestão Estratégica. Regional Entorno do DF

Unidade de Gestão Estratégica. Regional Entorno do DF Unidade de Gestão Estratégica Perfil Socioeconômico Regional Entorno do DF Sebrae em Goiás Conselho Deliberativo Marcelo Baiocchi Carneiro Presidente Diretoria Executiva Manoel Xavier Ferreira Filho Diretor

Leia mais

O que é o PDE. O PDE inclui metas de qualidade para a educação básica

O que é o PDE. O PDE inclui metas de qualidade para a educação básica O que é o PDE. O PDE inclui metas de qualidade para a educação básica O Compromisso Todos pela Educação deu o impulso ao PDE As escolas e Secretarias de Educação devem se organizar para o atendimento dos

Leia mais

Formação de Merendeiras: análise das formações pelos Cecanes. Lorena Chaves Nutricionista/RT COTAN/FNDE Cecane UnB Mestranda Unifesp

Formação de Merendeiras: análise das formações pelos Cecanes. Lorena Chaves Nutricionista/RT COTAN/FNDE Cecane UnB Mestranda Unifesp Formação de Merendeiras: análise das formações pelos Cecanes Lorena Chaves Nutricionista/RT COTAN/FNDE Cecane UnB Mestranda Unifesp Estrutura de apresentação Levantamento bibliográfico Projeto de pesquisa

Leia mais

Ministério da Educação

Ministério da Educação Ministério da Educação Alimentação Escolar É todo alimento oferecido no ambiente escolar, independentemente de sua origem, durante o período letivo. Ministério da Educação Você conhece o PNAE? Ministério

Leia mais

Sistema de Gestão de Conselhos - Sigecon

Sistema de Gestão de Conselhos - Sigecon Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Sistema de Gestão de Conselhos - Sigecon Programa Nacional de Alimentação Escolar Pnae Sistema de Gestão de Conselhos - Sigecon Destinado a todos os conselhos

Leia mais

PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar. As ações para a Agricultura Familiar e o Controle Social

PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar. As ações para a Agricultura Familiar e o Controle Social PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar As ações para a Agricultura Familiar e o Controle Social Missão: Contribuir para a melhoria da educação por meio de ações educativas de alimentação e nutrição

Leia mais

Atuações da CEAGESP e do CECANE nas ações de fortalecimento da Agricultura Familiar. Ana Laura Benevenuto de Amorim e Fabiane Mendes da Camara

Atuações da CEAGESP e do CECANE nas ações de fortalecimento da Agricultura Familiar. Ana Laura Benevenuto de Amorim e Fabiane Mendes da Camara Atuações da CEAGESP e do CECANE nas ações de fortalecimento da Agricultura Familiar Ana Laura Benevenuto de Amorim e Fabiane Mendes da Camara São Paulo, 2014 UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE SAÚDE

Leia mais

Implantação do Projeto Educando com a Horta Escolar e a Gastronomia (UnB-CET/ FNDE), no seu município/estado:

Implantação do Projeto Educando com a Horta Escolar e a Gastronomia (UnB-CET/ FNDE), no seu município/estado: Implantação do Projeto Educando com a Horta Escolar e a Gastronomia (UnB-CET/ FNDE), no seu município/estado: O presente documento se destina a orientar os multiplicadores do Projeto Educando com a Horta

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR-PNAE

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR-PNAE PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR-PNAE PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR - PNAE 10 ELEMENTOS CHAVE Objetivo Apresentar o componente nutricional inserido na alimentação escolar Metodologia

Leia mais

Resultados Consolidados 2013

Resultados Consolidados 2013 Resultados Consolidados 2013 27 de fevereiro de 2014 Relações com Investidores Relações com Investidores pág 1 Disclaimer Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas,

Leia mais

Os mercados institucionais: mecanismos e modalidades de compras públicas

Os mercados institucionais: mecanismos e modalidades de compras públicas Os mercados institucionais: mecanismos e modalidades de compras públicas Lecian Gilberto Conrad Especialista em cooperativismo e Consultor em Políticas Públicas para a Agricultura Familiar. leciangilberto@yahoo.com.br

Leia mais

Ministério da Educação

Ministério da Educação Ministério da Educação Ministério da Educação Participantes do PNAE FNDE Assistência financeira, normatização, coordenação, acompanhamento, monitoramento e fiscalização. Entidade executora. SEDUC estadual

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR - PNAE COORDENÇÃO-GERAL DO PNAE - CGPAE

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR - PNAE COORDENÇÃO-GERAL DO PNAE - CGPAE PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR - PNAE COORDENÇÃO-GERAL DO PNAE - CGPAE 1. PNAE Linha do Tempo 1955 a 1979 Alimentação escolar através de ações pontuais (campanhas) 1995 Recursos distribuídos

Leia mais

AGRICULTURA FAMILIAR ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

AGRICULTURA FAMILIAR ALIMENTAÇÃO ESCOLAR AGRICULTURA FAMILIAR ALIMENTAÇÃO ESCOLAR AGRICULTURA FAMILIAR ALIMENTAÇÃO ESCOLAR SUMÁRIO DA APRESENTAÇÃO O encontro da Agricultura Familiar com a Alimentação Escolar Eixos estratégicos / Princípios /

Leia mais

Nota Técnica nº 004 /2013 CGPAE/DIRAE/FNDE. Brasília, 11 de julho de Assunto: Inclusão de pescado na alimentação escolar

Nota Técnica nº 004 /2013 CGPAE/DIRAE/FNDE. Brasília, 11 de julho de Assunto: Inclusão de pescado na alimentação escolar Nota Técnica nº 004 /2013 CGPAE/DIRAE/FNDE Assunto: Inclusão de pescado na alimentação escolar Brasília, 11 de julho de 2013. A Coordenação de Segurança Alimentar e Nutricional COSAN, no cumprimento de

Leia mais

SANTA CATARINA. 1. Preâmbulo

SANTA CATARINA. 1. Preâmbulo UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO COLABORADOR EM ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DO ESCOLAR DE SANTA CATARINA EDITAL 001/2017 PROCESSO SELETIVO PARA COMPOSIÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA PARA O CENTRO COLABORADOR

Leia mais

O Controle da Qualidade da Alimentação Escolar e a Capacitação dos Conselheiros

O Controle da Qualidade da Alimentação Escolar e a Capacitação dos Conselheiros O Controle da Qualidade da Alimentação Escolar e a Capacitação dos Conselheiros I Encontro Estadual da Educação do Ministério Público/BA Maio/2012 O que é o CECANE? Centro Colaborador em Alimentação e

Leia mais

ENTENDENDO O CARDÁPIO. Carolina Chagas Nutricionista CECANE UnB

ENTENDENDO O CARDÁPIO. Carolina Chagas Nutricionista CECANE UnB ENTENDENDO O CARDÁPIO Carolina Chagas Nutricionista CECANE UnB Considerações Preliminares Trajetória da formação graduação em nutrição; Contexto profissional; Inquietações da vivência profissional; Objeto

Leia mais

O Regime de Fruta Escolar Desafios e Potencialidades para as Autarquias. Joana Russell Sampaio Município de Braga

O Regime de Fruta Escolar Desafios e Potencialidades para as Autarquias. Joana Russell Sampaio Município de Braga O Regime de Fruta Escolar Desafios e Potencialidades para as Autarquias. Joana Russell Sampaio Município de Braga Enquadramento do RFE Início no ano letivo de 2009/2010 Iniciativa de âmbito europeu que

Leia mais

TIC Educação 2015 Apresentação dos principais resultados

TIC Educação 2015 Apresentação dos principais resultados TIC Educação 2015 Apresentação dos principais resultados São Paulo 29 de Setembro de 2016 SOBRE O CETIC.br Produção de estatísticas TIC para políticas públicas Modelo Multissetorial de Governança da Internet

Leia mais

Serviços de Transporte Rodoviário Interestadual de Passageiros. Mobilidade Urbana

Serviços de Transporte Rodoviário Interestadual de Passageiros. Mobilidade Urbana Serviços de Transporte Rodoviário Interestadual de Passageiros Mobilidade Urbana Superintendência de Serviços de Transportes de Passageiros Gerência de Regulação e Outorga de Estrutura da Apresentação

Leia mais

EDITAL nº 04/2014 PS/FUPEF DO PARANÁ Processo Administrativo n 056/2014 FUPEF

EDITAL nº 04/2014 PS/FUPEF DO PARANÁ Processo Administrativo n 056/2014 FUPEF EDITAL nº 04/2014 PS/FUPEF DO PARANÁ Processo Administrativo n 056/2014 FUPEF PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFISSIONAL AUTÔNOMO TÉCNICO ESPECIALIZADO MODALIDADE SELEÇÃO DE CURRÍCULO,

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA N 001/2015, PARA AQUISIÇÃO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS DA AGRICULTURA FAMILIAR E EMPREENDEDOR FAMILIAR RURAL.

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA N 001/2015, PARA AQUISIÇÃO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS DA AGRICULTURA FAMILIAR E EMPREENDEDOR FAMILIAR RURAL. EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA N 001/2015, PARA AQUISIÇÃO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS DA AGRICULTURA FAMILIAR E EMPREENDEDOR FAMILIAR RURAL. A PREFEITURA MUNICIPAL DE PRESIDENTE FIGUEIREDO através da SECRETARIA

Leia mais

distrito federal DISTRITO FEDERAL 5º Balanço maio/setembro 2O12 O círculo virtuoso do desenvolvimento

distrito federal DISTRITO FEDERAL 5º Balanço maio/setembro 2O12 O círculo virtuoso do desenvolvimento DISTRITO FEDERAL distrito federal O círculo virtuoso do desenvolvimento 5º Balanço maio/setembro 2O12 Apresentação A segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) continua quebrando recordes.

Leia mais

O QUE É UM OBSERVATÓRIO SOCIAL

O QUE É UM OBSERVATÓRIO SOCIAL eeeee O QUE É UM OBSERVATÓRIO SOCIAL É um espaço democrático e apartidário; Reúne em sua estrutura o maior número possível de entidades representativas da sociedade civil; Tem como objetivo de contribuir

Leia mais

Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar

Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar Maio de 2014 AGRICULTURA FAMILIAR LEI Nº 11.326, DE 24 DE JULHO DE 2006 Art. 3º considera-se agricultor familiar e empreendedor familiar rural

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PNAE: Cardápios na Alimentação Escolar

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PNAE: Cardápios na Alimentação Escolar PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PNAE: Cardápios na Alimentação Escolar Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação FNDE Coordenação-Geral do Programa Nacional de Alimentação Escolar CGPAE Coordenação

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSU Nº. 41/2013 DE 16 DE DEZEMBRO DE 2013

RESOLUÇÃO CONSU Nº. 41/2013 DE 16 DE DEZEMBRO DE 2013 RESOLUÇÃO CONSU Nº. 41/2013 DE 16 DE DEZEMBRO DE 2013 A Presidente do Conselho Superior Universitário da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas, no uso de suas atribuições regimentais, considerando

Leia mais

PLANOS REGIONAIS DE SANEAMENTO BÁSICO

PLANOS REGIONAIS DE SANEAMENTO BÁSICO PLANOS REGIONAIS DE SANEAMENTO BÁSICO O MCIDADES deve coordenar a elaboração dos Planos de RIDE Lei 11.445/07: Art. 52. A União elaborará, sob a coordenação do Ministério das Cidades: I ( ); II - planos

Leia mais

Estratégias e Experiência de Santa Cruz do Sul

Estratégias e Experiência de Santa Cruz do Sul Estratégias e Experiência de Santa Cruz do Sul Alunos atendidos: 11.556 Sede: 18 EMEI s 15 EMEF s 1 CEMEJA Rural: 1 EMEI 11 EMEF s Filantrópicas/ Associações: 14 entidades FONTE: CENSO 2015 Projeto Repensando

Leia mais

AGENDA DE CAPACITAÇÃO SUVISA MARÇO/2012

AGENDA DE CAPACITAÇÃO SUVISA MARÇO/2012 AGENDA DE CAPACITAÇÃO SUVISA MARÇO/2012 Reuniões ordinárias do Comitê Estadual de Saúde em Desastres (CESD) DATA: 01/03/2012. Auditório da SUVISA Membros do Comitê Estadual de Saúde em Desastres Naturais.

Leia mais

ANEXO IV QUADRO DE ATRIBUIÇÕES, POR CARGO ATRIBUIÇÕES

ANEXO IV QUADRO DE ATRIBUIÇÕES, POR CARGO ATRIBUIÇÕES ANEXO IV QUADRO DE ATRIBUIÇÕES, POR CARGO CARGO Auxiliar de Serviços Gerais I Merendeira I Fiscal de Obras e Edificações I ATRIBUIÇÕES Manter limpos os móveis, arrumar e manter limpos os locais de trabalho;

Leia mais

Conselho de Alimentação Escolar

Conselho de Alimentação Escolar Conselho de Alimentação Escolar Controle Social no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) Ana Luiza Scarparo Nutricionista Agente do PNAE Porto Alegre, 30 de setembro de 2014 Centros Colaboradores

Leia mais

LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS COM ABORDAGEM PRÁTICA

LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS COM ABORDAGEM PRÁTICA CURSO COMPLETO LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS COM ABORDAGEM PRÁTICA 23 e 24 de Maio Manaus/AM Destaques deste Treinamento Grande ênfase prática na apresentação dos procedimentos da fase interna,

Leia mais

Monitoramento do Programa Nacional de Alimentação Escolar PNAE. Cássia Augusta Amaral Buani Técnica PNAE/FNDE

Monitoramento do Programa Nacional de Alimentação Escolar PNAE. Cássia Augusta Amaral Buani Técnica PNAE/FNDE Monitoramento do Programa Nacional de Alimentação Escolar PNAE Cássia Augusta Amaral Buani Técnica PNAE/FNDE POPULAÇÃO 180 Milhões de Habitantes Extensão Territorial 8.514.876,599 km2 MUNICÍPIOS 5.560

Leia mais

OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO Comissão de Educação da Câmara dos Deputados VII Seminário Regional - MA Coordenador: Dep. Pinto da Itamaraty

OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO Comissão de Educação da Câmara dos Deputados VII Seminário Regional - MA Coordenador: Dep. Pinto da Itamaraty OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO Comissão de Educação da Câmara dos Deputados VII Seminário Regional - MA Coordenador: Dep. Pinto da Itamaraty PARTE 1 IDENTIFICAÇÃO DA EXPERIÊNCIA NOME DA INSTITUIÇÃO/ESCOLA/REDE:

Leia mais

AMQ: A EXPERIÊNCIA NO MUNICÍPIO DO RIO GRANDE

AMQ: A EXPERIÊNCIA NO MUNICÍPIO DO RIO GRANDE PREFEITURA MUNICIPAL DO RIO GRANDE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA AMQ: A EXPERIÊNCIA NO MUNICÍPIO DO RIO GRANDE Enfª Mª de Fátima Godinho agosto 2008 Rio Grande - RS Equipe AMQ:

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 73 (Edital RH088/08)

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 73 (Edital RH088/08) INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 73 (Edital RH088/08) 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Prestação de serviço de consultoria pessoa física para fornecer suporte

Leia mais

Exposição fotográfica: cinco anos de cooperação por um mundo sem fome

Exposição fotográfica: cinco anos de cooperação por um mundo sem fome Exposição fotográfica: cinco anos de cooperação por um mundo sem fome - 06-23-2016 Exposição fotográfica: cinco anos de cooperação por um mundo sem fome por Por Dentro da África - quinta-feira, junho 23,

Leia mais

2. FONTE DE RECURSO Projeto/Atividade Fonte de Recurso Natureza da Despesa

2. FONTE DE RECURSO Projeto/Atividade Fonte de Recurso Natureza da Despesa EDITAL CHAMADA PÚBLICA 03-2016 CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2016 para aquisição de gêneros alimentícios da agricultura familiar para alimentação escolar com dispensa de licitação, Lei nº 11.947, de 16/07/2009,

Leia mais

Estado do Rio Grande do Norte PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES Gabinete do Prefeito

Estado do Rio Grande do Norte PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES Gabinete do Prefeito Lei nº 345, de 21 de agosto de 2013. Nesta data, 21 de agosto de 2013, SANCIONO a presente Lei. Francisco das Chagas de Oliveira Silva PREFEITO MUNICIPAL Institui o Conselho Municipal de Desenvolvimento

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO REITORIA. Avenida Vitória,1729 Jucutuquara Vitória ES. Tel:(27)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO REITORIA. Avenida Vitória,1729 Jucutuquara Vitória ES. Tel:(27) DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAS COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS PLANO DE TREINAMENTO Curso: Cursos de Desenvolvimento de Servidores : Contratações públicas prática Módulo IV (Novo SICAF Sistema

Leia mais

ANÁLISE DAS AQUISIÇÕES DA AGRICULTURA FAMILIAR COM OS RECURSOS DO PNAE

ANÁLISE DAS AQUISIÇÕES DA AGRICULTURA FAMILIAR COM OS RECURSOS DO PNAE ANÁLISE DAS AQUISIÇÕES DA AGRICULTURA FAMILIAR COM OS RECURSOS DO PNAE Osni Morinishi Rocha Resumo A CNM realiza o presente estudo para avaliar o cumprimento pelos gestores municipais da Lei 11.947/2009,

Leia mais

PNAE. Passos para executar o PROGRAMA NACIONAL DE

PNAE. Passos para executar o PROGRAMA NACIONAL DE PNAE Passos para executar o PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR EXPEDIENTE Presidência da República Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação FNDE Diretoria de Ações Educacionais

Leia mais

Rede Amamenta Brasil e Estratégia Nacional para Alimentação Complementar Saudável -ENPACS

Rede Amamenta Brasil e Estratégia Nacional para Alimentação Complementar Saudável -ENPACS Rede Amamenta Brasil e Estratégia Nacional para Alimentação Complementar Saudável -ENPACS Uma Proposta de Integração Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição e Área Técnica de Saúde da Criança e Aleitamento

Leia mais

ATUAÇÃO DOS NUTRICIONISTAS NO PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR EM MUNICÍPIOS SELECIONADOS DO ESTADO DE GOIÁS, NO ANO DE 2009

ATUAÇÃO DOS NUTRICIONISTAS NO PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR EM MUNICÍPIOS SELECIONADOS DO ESTADO DE GOIÁS, NO ANO DE 2009 ATUAÇÃO DOS NUTRICIONISTAS NO PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR EM MUNICÍPIOS SELECIONADOS DO ESTADO DE GOIÁS, NO ANO DE 2009 MARTINS, Karine Anusca 1 ; SILVA, Simoni Urbano da 2 ; SOUSA, Lucilene

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: TECNOLOGIA EM LOGISTICA Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: TECNOLOGIA EM LOGISTICA Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 001308 - TECNOLOGIA EM LOGISTICA Nivel: Superior Area Profissional: GESTAO DA ADMINISTRACAO Area de Atuacao: LOGISTICA/GESTAO Planejar,

Leia mais

Avaliação do repasse anual fundo a fundo para a estruturação e implementação das ações de Alimentação e Nutrição no SUS

Avaliação do repasse anual fundo a fundo para a estruturação e implementação das ações de Alimentação e Nutrição no SUS Avaliação do repasse anual fundo a fundo para a estruturação e implementação das ações de Alimentação e Nutrição no SUS BRASÍLIA DF 2015 Equipe Coordenação Maria Fabiana Damásio Passos, FIOCRUZ Leonor

Leia mais

DESAFIOS CONTEMPORANEOS DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR. Najla Veloso Assessora Técnica de Ações Internacionais do PNAE 2011

DESAFIOS CONTEMPORANEOS DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR. Najla Veloso Assessora Técnica de Ações Internacionais do PNAE 2011 DESAFIOS CONTEMPORANEOS DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR Najla Veloso Assessora Técnica de Ações Internacionais do PNAE 2011 Sabía que casi 1 000 millones de personas siguen pasando hambre en la actualidad, aún

Leia mais

RESOLUÇÃO CFN Nº 529 de 24 DE NOVEMBRO DE 2013

RESOLUÇÃO CFN Nº 529 de 24 DE NOVEMBRO DE 2013 Página 1 de 6 RESOLUÇÃO CFN Nº 529 de 24 DE NOVEMBRO DE 2013 Aprova o regulamento sobre a Política Nacional de Comunicação (PNC) no âmbito do Sistema CFN/CRN e dá outras providências. O Conselho Federal

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE REDE GOVERNO COLABORATIVO EM SAÚDE ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA REDE UNIDA EDITAL Nº 4 - VER-SUS, DE 19 DE JUNHO DE 2014

MINISTÉRIO DA SAÚDE REDE GOVERNO COLABORATIVO EM SAÚDE ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA REDE UNIDA EDITAL Nº 4 - VER-SUS, DE 19 DE JUNHO DE 2014 MINISTÉRIO DA SAÚDE REDE GOVERNO COLABORATIVO EM SAÚDE ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA REDE UNIDA EDITAL Nº 4 - VER-SUS, DE 19 DE JUNHO DE 2014 A Comissão Estadual do VER-SUS/RJ, o COSEMS RJ, a SMSDC-RJ e a SES-RJ

Leia mais

NORMATIZAÇÃO PARA FUNCIONAMENTO DO PRONATEC NO IF BAIANO

NORMATIZAÇÃO PARA FUNCIONAMENTO DO PRONATEC NO IF BAIANO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO COMITÊ GESTOR DO PRONATEC NORMATIZAÇÃO PARA FUNCIONAMENTO DO PRONATEC

Leia mais

A TEMÁTICA DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR NA FORMAÇÃO DO NUTRICIONISTA

A TEMÁTICA DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR NA FORMAÇÃO DO NUTRICIONISTA A TEMÁTICA DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR NA FORMAÇÃO DO NUTRICIONISTA RESUMO Aline Guimarães de Almeida. Orientador (a): Carolina Conceição Prado Introdução: O Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE)

Leia mais

O CENTRO COLABORADOR EM ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DO ESCOLAR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS (CECANE UFG)

O CENTRO COLABORADOR EM ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DO ESCOLAR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS (CECANE UFG) UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE NUTRIÇÃO CENTRO COLABORADOR EM ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DO ESCOLAR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS TERMO DE REFERÊNCIA N o 01/2017 PARA SELEÇÃO SIMPLIFICADA DA

Leia mais

PACTO PELA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE NO MUNICÍPIO DE ITABUNA.

PACTO PELA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE NO MUNICÍPIO DE ITABUNA. CARTA COMPROMISSO: PACTO PELA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE NO MUNICÍPIO DE ITABUNA. Ilustríssimo Senhor Candidato a Prefeito de Itabuna nas eleições municipais de 2016, Primando por uma Educação de qualidade

Leia mais

I PLANO ESTADUAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL DE SANTA CATARINA E A ALIMENTAÇÃO ESCOLAR. Patrícia Maria de Oliveira Machado

I PLANO ESTADUAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL DE SANTA CATARINA E A ALIMENTAÇÃO ESCOLAR. Patrícia Maria de Oliveira Machado I PLANO ESTADUAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL DE SANTA CATARINA E A ALIMENTAÇÃO ESCOLAR Patrícia Maria de Oliveira Machado Florianópolis, 2015 Histórico do processo e marcos legais ESTADUAL 2011

Leia mais

ANEXO I ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS FMIG 2016

ANEXO I ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS FMIG 2016 ANEXO I ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS FMIG 2016 Cada projeto deve conter no máximo 20 páginas 1. APRESENTAÇÃO Faça um resumo claro e objetivo do projeto, considerando a situação do idoso, os dados

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE NUTRIÇÃO CENTRO COLABORADOR EM ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DO ESCOLAR GOIÁS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE NUTRIÇÃO CENTRO COLABORADOR EM ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DO ESCOLAR GOIÁS FACULDADE DE NUTRIÇÃO O CENTRO COLABORADOR EM ALIMENTAÇÃO DO ESCOLAR DA UFG (CECANE-UFG) informa que estão abertas as inscrições para processo seletivo interno para consultores com as seguintes especificações.

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR - PNAE. Eduardo Manyari Coordenação Geral do PNAE

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR - PNAE. Eduardo Manyari Coordenação Geral do PNAE PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR - PNAE Eduardo Manyari Coordenação Geral do PNAE Definição da Alimentação Escolar Entende-se por alimentação escolar todo alimento oferecido no ambiente escolar,

Leia mais

LIZANE SOARES FERREIRA. MBA em Gestão Empresarial - Fundação Getúlio Vargas (FGV)

LIZANE SOARES FERREIRA. MBA em Gestão Empresarial - Fundação Getúlio Vargas (FGV) Brasileira, solteira, 39 anos E-mail: lizaneferreira@hotmail.com LIZANE SOARES FERREIRA Formação: MBA em Gestão Empresarial - Fundação Getúlio Vargas (FGV) Especialista em Comércio Exterior com Ênfase

Leia mais

O Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. Patrícia Maria de Oliveira Machado

O Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. Patrícia Maria de Oliveira Machado O Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional Patrícia Maria de Oliveira Machado Objetivos da webconferência - Apresentar os marcos históricos e legais da Política Nacional de Segurança Alimentar

Leia mais

COMISSÃO INTERSETORIAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO - CIAN

COMISSÃO INTERSETORIAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO - CIAN COMISSÃO INTERSETORIAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO - CIAN Prevista na Lei n.º 8.080/90 - Art. 13 item I Reinstalada pela Resolução CNS n.º 299, de maio de 1999. OBJETIVO DA CIAN Integrar a Política Nacional

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR 1. Título do Projeto: Aprimoramento da sistemática de

Leia mais

SINDNUT-PA Sindicato dos Nutricionistas no Estado do Pará

SINDNUT-PA Sindicato dos Nutricionistas no Estado do Pará ANEXO I APROVADO NA ATA DE ASSEMBLÉIA DE 28 DE OUTUBRO DE 2014 TABELA DE HORONÁRIOS PARA O ANO DE 2015/2016 DEFINIDA E APROVADA EM ASSEMBLÉIA GERAL DO DIA 28/10/2014. Unidade de Serviço em Nutrição (USN)

Leia mais

RESUMO DO DIÁRIO PUBLICAMOS NESTA EDIÇÃO OS SEGUINTES DOCUMENTOS:

RESUMO DO DIÁRIO PUBLICAMOS NESTA EDIÇÃO OS SEGUINTES DOCUMENTOS: Diário Oficial do Município de Matina - Bahia Poder Executivo Ano Nº VIII Nº 502 27 de Fevereiro de 2015 RESUMO DO DIÁRIO PUBLICAMOS NESTA EDIÇÃO OS SEGUINTES DOCUMENTOS: CONTRATOS TERMO DE ADJUDICAÇÃO

Leia mais

2.1. Subcoordenador Técnico Operacional (Código STO) 1 vaga Atribuições:

2.1. Subcoordenador Técnico Operacional (Código STO) 1 vaga Atribuições: PRORROGAÇÃO DO EDITAL PARA SELEÇÃO DE BOLSISTAS PROJETO CVDS Manaus, 24 de Novembro de 2014. 1. CONTEXTUALIZAÇÃO O Centro Vocacional para o Desenvolvimento Sustentável (CVDS), trata-se de um projeto piloto

Leia mais

INDEPAC MISSÃO VISÃO

INDEPAC MISSÃO VISÃO O INDEPAC é especializado em serviços de Consultoria e Assessoria Educacional, nas dimensões: administrativa, jurídica e pedagógica, além de oferecer cursos de formação em serviço, voltados para o aprimoramento

Leia mais

Nº 326- ANO VIII Quarta-feira, 01 de Julho de Compra por impulso é realidade para metade dos brasileiros, aponta SPC Brasil

Nº 326- ANO VIII Quarta-feira, 01 de Julho de Compra por impulso é realidade para metade dos brasileiros, aponta SPC Brasil Nº 326- ANO VIII Quarta-feira, 01 de Julho de 2015 Compra por impulso é realidade para metade dos brasileiros, aponta SPC Brasil Um levantamento encomendado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil)

Leia mais

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA ORGANIZACIONAL DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE CAARAPÓ MS, CONFORME LEI MUNICIPAL Nº /2011

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA ORGANIZACIONAL DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE CAARAPÓ MS, CONFORME LEI MUNICIPAL Nº /2011 ESTRUTURA ADMINISTRATIVA ORGANIZACIONAL DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE CAARAPÓ MS, CONFORME LEI MUNICIPAL Nº 10.067/2011 Seção I Dos Órgãos Colegiados Art. 8º - A Administração Municipal de Caarapó

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE NÚCLEO DE EMPREENDEDORISMO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE NÚCLEO DE EMPREENDEDORISMO EDITAL Nº 01, 10 DE MARÇO DE 2017 SELEÇÃO PARA BOLSISTAS O Núcleo de Empreendedorismo da Universidade Federal de Sergipe EMPREENDER UFS, torna público a chamada para a seleção de alunos que desejam participar

Leia mais

Atenção Integral à Desnutrição Infantil

Atenção Integral à Desnutrição Infantil Atenção Integral à Desnutrição Infantil PROTOCOLOS DE ATENÇÃO À CRIANÇA COM DESNUTRIÇÃO GRAVE Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica Coordenação Geral da Política

Leia mais

Sílvia B. C. Czermainski Secretaria de Estado da Saúde do Rio Grande do Sul

Sílvia B. C. Czermainski Secretaria de Estado da Saúde do Rio Grande do Sul Projeto APLPMFito/RS Implementação da Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos e Política Intersetorial de Plantas Medicinais e Medicamentos Fitoterápicos do R.G.do Sul Sílvia B. C. Czermainski

Leia mais

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Centro de Ciências da Saúde Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição Escolar FNDE/UFRB EDITAL 001/2017

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Centro de Ciências da Saúde Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição Escolar FNDE/UFRB EDITAL 001/2017 EDITAL 001/2017 Processo Seletivo - Agentes do PNAE A Coordenação do Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição do Escolar FNDE/UFRB (CECANE- UFRB) torna público o presente processo de seleção por tempo

Leia mais

O encontro da Agricultura Familiar com a Alimentação Escolar

O encontro da Agricultura Familiar com a Alimentação Escolar O encontro da Agricultura Familiar com a Alimentação Escolar www.mda.gov.br/alimentacaoescolar Ministério da Educação Ministério do Desenvolvimento Agrário A partir de agora a Agricultura Familiar passa

Leia mais

ESTRATÉGIA NACIONAL PARA PROMOÇÃO DO ALEITAMENTO MATERNO E ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE

ESTRATÉGIA NACIONAL PARA PROMOÇÃO DO ALEITAMENTO MATERNO E ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE ESTRATÉGIA NACIONAL PARA PROMOÇÃO DO ALEITAMENTO MATERNO E ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE COORDENAÇÃO GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO CGAN/DAB/SAS COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE DA CRIANÇA

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. OBJETO DE CONTRATAÇÃO A presente especificação tem por objeto a contratação de empresa Especializada de Consultoria para Planejamento da Estrutura Funcional e Organizacional

Leia mais

Abaixo tem-se a relação dos 91 municípios considerados e suas respectivas populações estimadas para o ano de 2014.

Abaixo tem-se a relação dos 91 municípios considerados e suas respectivas populações estimadas para o ano de 2014. de Acesso à informação pelo Poder Executivo nos Municípios Goianos. Introdução O presente trabalho é uma compilação dos relatórios diagnósticos disponibilizados pelo Tribunal de Contas dos Municípios do

Leia mais

Políticas brasileiras de segurança alimentar e nutricional: compras públicas da agricultura familiar

Políticas brasileiras de segurança alimentar e nutricional: compras públicas da agricultura familiar Políticas brasileiras de segurança alimentar e nutricional: compras públicas da agricultura familiar Tópicos de abordagem Políticas públicas para a agricultura familiar Contexto e criação dos instrumentos

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PIRIPIRIENSE DE ENSINO SUPERIOR APES CHRISTUS FACULDADE DO PIAUÍ - CHRISFAPI EDITAL Nº 001/2016

ASSOCIAÇÃO PIRIPIRIENSE DE ENSINO SUPERIOR APES CHRISTUS FACULDADE DO PIAUÍ - CHRISFAPI EDITAL Nº 001/2016 ASSOCIAÇÃO PIRIPIRIENSE DE ENSINO SUPERIOR APES CHRISTUS FACULDADE DO PIAUÍ - CHRISFAPI DIRETORIA DE ENSINO EDITAL Nº 001/2016 PROCESSO SELETIVO INTERNO PARA PROJETOS DE EXTENSÃO O Núcleo de Iniciação

Leia mais

CURSO FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS. Turma 2/2016

CURSO FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS. Turma 2/2016 CURSO FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS Turma 2/2016 TUTOR e CONTEUDISTA LÚCIO FLÁVIO FERRAZ Auditor Federal de Controle Externo do TCU PLANO DE CURSO Sumário 1. INFORMAÇÕES GERAIS...

Leia mais

Prestação de Contas do Programa Nacional de Alimentação Escolar

Prestação de Contas do Programa Nacional de Alimentação Escolar Prestação de Contas do Programa Nacional de Alimentação Escolar Orvalina Ornelas Nascimento Santos Coordenadora-Geral de Contabilidade e Acompanhamento de Prestação de Contas Prestação de Contas: Quem

Leia mais

Programa de Alimentação Escolar Programa Bolsa Família

Programa de Alimentação Escolar Programa Bolsa Família Programa de Alimentação Escolar Programa Bolsa Família Anderson Pinheiro e Silva Auditor Federal Tribunal de Contas da União Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE Programa Nacional de Alimentação

Leia mais