TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR NA MODALIDADE PRODUTO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR NA MODALIDADE PRODUTO"

Transcrição

1 TÍTULO DO PROJETO: Consolidação da capacidade institucional com vistas a melhoria dos processos de monitoramento e avaliação dos programas de fomento voltados para a Educação Básica e para o Ensino Superior. CÓDIGO DO PROJETO: 914BRZ CAPES TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR NA MODALIDADE PRODUTO EDITAL CAPES/UNESCO Nº. 13/2013

2 1. UNIDADE DEMANDANTE: Diretoria de Formação de Professores da Educação Básica/CAPES 2. VINCULAÇÃO COM O DOCUMENTO DE PROJETO Resultado 2: Projetos e programas de fomento apoiados pela CAPES avaliados quanto aos resultados alcançados e impactos produzidos. Meta 2.1: Metodologias, sistemas e instrumentos de gestão da informação avaliados. Atividade 2.1.1: elaborar metodologias e instrumentos de avaliação qualitativa destinados a mensurar os resultados obtidos pelos programas de fomento; Atividade 2.1.2: realizar o levantamento dos materiais e documentos produzidos no âmbito dos projetos institucionais decorrentes dos programas apoiados pela CAPES, analisá-los criticamente a fim de catalogá-los por nível, modalidade e área do conhecimento (entre outros), assim como elaborar resenhas desses materiais e documentos para divulgação em mídias digitais e/ou impressas; Atividade 2.1.4: elaborar estudos que visem a analisar os resultados das ações de fomento da CAPES materializados nos seus diversos programas. 3. OBJETIVO DA CONTRATAÇÃO Consultoria especializada para avaliar o impacto e o desenho metodológico do Programa Residência Docente com o objetivo de propor ajustes no programa, preparando-o para a expansão. 4. JUSTIFICATIVA DA CONTRATAÇÃO O Programa Residência Docente visa aprimorar a formação do professor da Educação Básica recém-formado, oferecendo formação continuada, por meio do desenvolvimento de competências docentes in loco, ampliando a formação recebida nas Instituições de Ensino Superior de origem pela imersão em contexto escolar de reconhecida excelência e, desta forma, contribuir para elevar o padrão de qualidade da Educação Básica. O programa tem como foco a ampliação dos espaços de formação, aproximando a profissionalização docente do contexto escolar e de seus atores. Desse modo, a responsabilidade da formação é, igualmente, partilhada em momentos distintos entre a instituição formadora e as escolas de educação básica que passam a exercer função relevante no aperfeiçoamento da formação dos professores que atuarão em seus quadros. Uma forte característica do programa é seu desenho estratégico e modelo pedagógico. Nesse sentido, o programa pauta-se em uma formação com forte vínculo em questões teóricopráticas que possam problematizar o aperfeiçoamento contínuo dos saberes necessários ao exercício da docência. Com essa intenção, o Residência Docente foi desenhado para professores em início de carreira, buscando reduzir dificuldades no estabelecimento de práticas didático-pedagógicas inovadoras, de gestão do tempo-espaço escolar e da administração das diferentes fontes de tensão que possam desestabilizar o trabalho docente.

3 Nesse sentido, o programa colabora para que os professores iniciantes possam, em conjunto de docentes da educação básica mais experientes, gerenciar crises, tensões e conflitos. O modelo do Residência Docente implica a participação ativa de professores recém-formados em diversas atividades das escolas de educação básica cujo projeto pedagógico esteja aliado a um projeto formador dos docentes de seu quadro e dos atores que atuarão nas escolas de educação básica. Assim, professores de escolas pedagogicamente bem estruturadas recebem docentes em início de carreira para, com ele, socializarem experiências e práticas, bem como partilharem mecanismos teórico-práticos que alcançaram êxito no fazer cotidiano das práticas escolares. Nesta direção, é importante que haja coerência entre o projeto pedagógico da instituição de educação básica com o projeto de formação que se pretende estabelecer. Assim, um diz sobre o outro, revela o outro e o potencializa em via de mão dupla cuja matriz compõe um Projeto Pedagógico-Formador desejável a todas as instituições de ensino da educação básica. Em 2012, em caráter experimental, o Programa de Residência Docente teve início no Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro. O Colégio Pedro II é uma autarquia federal do MEC, vinculada à Secretaria-Geral, com sede e foro na cidade do Rio de Janeiro, dotado de autonomia patrimonial, financeira, administrativa, didático-científica e disciplinar. Possui tradição no ensino dos diversos conteúdos escolares de nível básico, bem como uma equipe de professores altamente qualificada, composta de especialistas, mestres e doutores que atuam na educação básica. A primeira experiência do Programa Residência Docente foi intencionalmente no Colégio Pedro II, considerando que atende a critérios de excelência e equidade no oferecimento de um ensino marcado pela qualidade educacional. O Colégio Pedro II submeteu proposta à Capes, disponibilizando o espaço e o conhecimento de seus docentes para atuarem como formadores dos residentes que desenvolveram atividades formativas no colégio. O Programa de Residência Docente é composto de 500 horas de atividades do residente, realizadas no período de um ano letivo e distribuídas em diferentes categorias que englobam atividades presenciais e a distância, bem como a apresentação, ao final do programa, de um produto acadêmico relacionado à prática docente a ser avaliado por uma comissão. Áreas das Atividades desenvolvidas no PRD O Residente Docente desenvolve atividades divididas em: I Atividades na área de docência atividades didáticas desenvolvidas no CPII e na unidade escolar do residente (65% da carga horária do programa). II Atividades em setores administrativo-pedagógicos do CPII laboratório, biblioteca, secretaria, SESOP, entre outros (10% da carga horária do programa). III Atividades em formação continuada oficinas, congressos, entre outros (25% da carga horária do programa). As áreas contempladas no projeto piloto são: Área I Matemática; Área II Física, Química, Biologia; Área III Português: Área IV Inglês, Espanhol;

4 Área V História, Geografia; Área VI Sociologia, Filosofia; Área VII Educação Física, Artes A intenção da Diretoria de Formação de Professores da Educação Básica (DEB) é expandir este Projeto Pedagógico-Formador para os colégios de aplicação e demais instituições de educação básica, que possuam em seus quadros docentes profissionais qualificados para desenvolvê-lo. Porém, antes da expansão, o Projeto Piloto desenvolvido no Colégio Pedro II precisa ser avaliado por consultor externo com trajetória e experiência em avaliação educacional. 5. ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS E PRODUTOS ESPERADOS: Produto 1: Documento Técnico contendo a avaliação pedagógica, dos resultados e de impacto do Programa Residência Docente, desenvolvido por meio do projeto piloto implementado no Colégio Pedro II. Atividades Relacionadas: a) Criar e aplicar instrumentos de coleta de dados visando definir a formação acadêmica dos residentes, os resultados e impacto causados pelo Programa Residência Docente na visão dos professores formados; b) Criar e aplicar instrumentos de coleta de dados visando definir a formação do docente formador, os resultados e impacto causados pelo Programa Residência Docente na instituição formadora na visão do docente formador; c) Analisar com enfoque pedagógico os trabalhos desenvolvidos pelos residentes docentes (relatórios, memorial circunstanciado e produto final), que foram propostos pelo programa. Produto 2: Documento técnico contendo estudo avaliativo da estrutura do programa, contemplando a proposição de melhorias no desenho metodológico do Residência Docente com a finalidade de ajustes e realinhamentos na política pública, assim como, a proposição de indicadores qualitativos e quantitativos de acompanhamento do programa. Atividades Relacionadas: a) Desenvolver análise crítica, a partir dos referenciais contemporâneos educacionais, das normas do programa e seu desenho metodológico; b) Apresentar proposta de atualização metodológica do Programa Residência Docente, visando o melhoramento do programa, seu desenho estratégico e sua estrutura interna, preparando-o para expansão; e

5 c) Propor indicadores qualitativos e quantitativos para que a Coordenação-Geral de Programas de Valorização do Magistério(CGV) possa fazer o monitoramento e avaliação do Programa Residência Docente. 6. PERFIL PROFISSIONAL QUALIFICAÇÕES MÍNIMAS REQUERIDAS (OBRIGATÓRIAS) A Formação Acadêmica: Graduação na área de Educação. Mestrado na área de Educação. B Experiência Profissional: Requisitos obrigatórios: Mínimo de 3 anos em atividades de coordenação de estudos educacionais. Requisitos desejável: Experiência em docência no Ensino Superior. Experiência na publicação de artigos na área educacional; e Experiência em avaliação educacional. 7. PRAZO DE DURAÇÃO DO CONTRATO Vigência do contrato: 05 meses 8. VALOR TOTAL DO CONTRATO Valor total do contrato - R$ , CRONOGRAMA DE ENTREGA DOS PRODUTOS Descrição Valor Percentual Data prevista Produto 1 R$ ,00 60% 90 dias a partir da assinatura do contrato

6 Produto 2 R$ ,00 40% TOTAL R$ ,00 100% 150 dias a partir da assinatura do contrato O valor de R$ ,00 (cinquenta mil reais) será pago para o consultor para o período de atividades acima estipulado. O pagamento será efetuado após a entrega dos produtos e está condicionado à aprovação pela unidade demandante da consultoria. 10. PROCESSO SELETIVO Os interessados deverão encaminhar os currículos, conforme modelo padrão, disponível na página da CAPES e para o endereço eletrônico: No campo assunto deverá constar o código do Projeto, o número do Edital e o perfil para o qual está concorrendo. Serão desconsiderados os currículos remetidos em desacordo com estas exigências e fora do prazo estipulado. O Processo Seletivo Simplificado - PSS de que trata este termo de referência consistirá de duas fases, a saber: 1ª fase - análise curricular, de caráter eliminatório e classificatório; 2ª fase entrevista, de caráter classificatório. O resultado será estabelecido conforme os itens relacionados a seguir totalizando a pontuação máxima de 70 pontos. Formação Acadêmica CARACTERIZAÇÃO (pontuação não cumulativa máximo 10 pontos) Curso superior na área solicitada no perfil profissional Mestrado na área solicitada no perfil profissional Doutorado na área solicitada no perfil profissional * Será considerado para registro apenas o curso de maior pontuação. PONTUAÇÃO Verificação 3 pontos 7 pontos Experiência Profissional CARACTERIZAÇÃO (pontuação escalar máximo 40 pontos) Experiência em coordenação de estudos educacionais - 1 ponto/ano. Experiência em Docência no Ensino Superior - 1 ponto/ano. PONTUAÇÃO Até 10 pontos Até 15 pontos

7 Artigos publicados na área educacional - 1 ponto/artigo Experiência avaliação educacional - 1 ponto/ano, Até 10 pontos Até 05 pontos Entrevista CARACTERIZAÇÃO (pontuação cumulativa máximo 20 pontos) Apresenta cordialidade, polidez, atenção e objetividade. Expressa-se bem, possuindo boa fluência verbal, clareza na exposição de assuntos/argumentos e capacidade de raciocínio. Domínio de temas relacionados a questões educacionais. PONTUAÇÃO Até 05 pontos Até 05 pontos Até 10 pontos Serão selecionados para a 2ª fase do PSS (entrevista), os 3 (três) candidatos que atingirem a maior pontuação na 1ª fase (análise curricular). Havendo mais interessados na vaga ofertada, outros candidatos poderão ser convocados para entrevista, sempre seguindo a classificação definida na análise curricular, caso os candidatos entrevistados não tenham se saído bem na entrevista. Os candidatos selecionados para a 2ª fase do PSS deverão apresentar a comprovação da documentação comprobatória da experiência profissional e formação acadêmica. 11. NÚMERO DE VAGAS DA SELEÇÃO [01] consultor Brasília. 12. LOCALIDADE DO TRABALHO O contratado deverá, preferencialmente, residir em Brasília sede da CAPES. Caso tenha domicílio em outro Estado deverá, periodicamente, vir a CAPES, e, neste caso, os custos da viagem deverão correr às expensas do contratado. 13. BASE DE DADOS Os processos físicos, que constituem a base de dados da análise que será desenvolvida, encontram-se no Edifício Sede da Capes em Brasília e deverão ser analisados no local.

8 Paulo Sérgio Parro Assessor da Diretoria de Formação de Professores da Educação Básica Manoel Santana Cardoso Máster do Projeto

Termo de Referência para contratação de consultor na modalidade Produto

Termo de Referência para contratação de consultor na modalidade Produto TÍTULO DO PROJETO: Consolidação da capacidade institucional com vistas a melhoria dos processos de monitoramento e avaliação dos programas de fomento voltados para a Educação Básica e para o Ensino Superior.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR NA MODALIDADE PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR NA MODALIDADE PRODUTO Ministério da Educação - MEC Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES TÍTULO DO PROJETO: Aperfeiçoamento institucional com vistas à melhoria dos programas, processos, projetos

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TOR)

TERMO DE REFERÊNCIA (TOR) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO, DIVERSIDADE E INCLUSÃO DIRETORIA DE POLÍTICAS PARA EDUCAÇÃO DO CAMPO E DIVERSIDADE COORDENAÇÃO GERAL DE EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR NA MODALIDADE PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR NA MODALIDADE PRODUTO Ministério da Educação MEC Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES TÍTULO DO PROJETO: Aperfeiçoamento institucional com vistas à melhoria dos programas, processos, projetos e

Leia mais

Termo de Referência para contratação de consultor na modalidade Produto

Termo de Referência para contratação de consultor na modalidade Produto TÍTULO DO PROJETO: Fortalecimento da capacidade institucional com vistas a melhoria dos processos de monitoramento e avaliação dos programas de fomento voltados para a Educação Básica e para o Ensino Superior

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE GESTÃO, ARTICULAÇAO E PROJETOS EDUCACIONAIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE GESTÃO, ARTICULAÇAO E PROJETOS EDUCACIONAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE GESTÃO, ARTICULAÇAO E PROJETOS EDUCACIONAIS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA - CONSULTOR POR PRODUTO

Leia mais

Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência-PIBID/UEPB Edital 002/2014

Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência-PIBID/UEPB Edital 002/2014 Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência-PIBID/UEPB Edital 002/2014 Seleção de Bolsistas de Iniciação à Docência A Universidade Estadual da Paraíba UEPB,

Leia mais

EDITAL PIBID-FUNEC SELEÇÃO DE PROFESSORES SUPERVISORES PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID

EDITAL PIBID-FUNEC SELEÇÃO DE PROFESSORES SUPERVISORES PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID EDITAL PIBID-FUNEC SELEÇÃO DE PROFESSORES SUPERVISORES PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID A FUNEC Fundação Municipal de Educação e Cultura de Santa Fé do Sul, através

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO, DIVERSIDADE E INCLUSÃO DIRETORIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO ESPECIAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO, DIVERSIDADE E INCLUSÃO DIRETORIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO ESPECIAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO, DIVERSIDADE E INCLUSÃO DIRETORIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO ESPECIAL TERMO DE REFERÊNCIA N.º e Título do Projeto Projeto OEI BRA/08/003

Leia mais

Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 2013. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD.

Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 2013. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 203. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. GESTÃO EAD Os currículos deverão ser encaminhados para o endereço eletrônico

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA N.º

TERMO DE REFERÊNCIA N.º MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO E DIVERSIDADE DIRETORIA DE EDUCAÇÃO INTEGRAL, DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA COORDENAÇÃO GERAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL TERMO DE REFERÊNCIA

Leia mais

1 Centro Educacional Municipal São José 1 Colégio Estadual de Valença 1

1 Centro Educacional Municipal São José 1 Colégio Estadual de Valença 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MEC COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR-CAPES INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 19/1041/2013 PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA NA MODALIDADE PRODUTO 1. NÚMERO E TÍTULO DO PROJETO PROJETO UNESCO

Leia mais

EDITAL PRPG 004-2015

EDITAL PRPG 004-2015 Ministério da Educação Universidade Federal de Campina Grande Pró-Reitoria de Pós-Graduação EDITAL PRPG 004-2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE HUMANIDADES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM

Leia mais

1 DA FINALIDADE E DO PÚBLICO ALVO

1 DA FINALIDADE E DO PÚBLICO ALVO A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências torna público as Normas Complementares do Processo Seletivo Ano Letivo 2015, aos candidatos a discente do Programa de Pós-Graduação em Ensino

Leia mais

EDITAL Nº 02/2014 PIBID/COPEFOR/ PROGRAD/UFPR SELEÇÃO DE SUPERVISORES DO PIBID

EDITAL Nº 02/2014 PIBID/COPEFOR/ PROGRAD/UFPR SELEÇÃO DE SUPERVISORES DO PIBID MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PRO-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência PIBID/UFPR EDITAL Nº 02/2014 PIBID/COPEFOR/

Leia mais

UNIARA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ARARAQUARA MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO: PROCESSOS DE ENSINO, GESTÃO E INOVAÇÃO REGULAMENTO SUMÁRIO

UNIARA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ARARAQUARA MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO: PROCESSOS DE ENSINO, GESTÃO E INOVAÇÃO REGULAMENTO SUMÁRIO UNIARA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ARARAQUARA MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO: PROCESSOS DE ENSINO, GESTÃO E INOVAÇÃO REGULAMENTO SUMÁRIO TÍTULO I - APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA... 1 TÍTULO II - DOS OBJETIVOS...

Leia mais

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga 1. IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Consultoria para promover estudos, formular proposições e apoiar as Unidades

Leia mais

CHAMADA INTERNA PARA PROFESSOR FORMADOR UAB/CAPES

CHAMADA INTERNA PARA PROFESSOR FORMADOR UAB/CAPES UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO E GRADUAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA COORDENAÇÃO DO PROGRAMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL COORDENAÇÃO DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA A DISTÂNCIA

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTA PÓS-DOUTORADO PNPD/CAPES 2015

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTA PÓS-DOUTORADO PNPD/CAPES 2015 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTA PÓS-DOUTORADO PNPD/CAPES 2015 De ordem da Senhora Diretora do Centro de Pesquisas René Rachou (CPqRR), da Fundação Oswaldo Cruz

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE MONITORES

PROCESSO SELETIVO DE MONITORES PROCESSO SELETIVO DE MONITORES A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), por meio da Pró-Reitoria de Ensino (PRE), torna pública a abertura das inscrições para seleção de Monitores do Programa Institucional

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA Consultor por Produto

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA Consultor por Produto MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE GESTÃO, ARTICULAÇÃO E PROJETOS EDUCACIONAIS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA Consultor por Produto

Leia mais

PROGRAMA DE INCENTIVO À PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NO CAMPUS ARARANGUÁ DO IF-SC EDITAL INTERNO- N0 XX/2010

PROGRAMA DE INCENTIVO À PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NO CAMPUS ARARANGUÁ DO IF-SC EDITAL INTERNO- N0 XX/2010 PROGRAMA DE INCENTIVO À PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NO DO IF-SC EDITAL INTERNO- N0 XX/2010 CHAMADA DE PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA EXECUÇÃO: 19 DE ABRIL DE 2010 A 10 DE MAIO DE 2010

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRIPIRI SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MUNICIPAL DE PIRPIRI EDITAL Nº 002/2014

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRIPIRI SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MUNICIPAL DE PIRPIRI EDITAL Nº 002/2014 PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRIPIRI EDITAL Nº 002/2014 A Prefeitura Municipal de Piripiri, por meio da Secretaria de Educação Municipal, faz saber aos interessados que fará realizar as inscrições para o processo

Leia mais

FACULDADE CASTANHAL-FCAT COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FCAT

FACULDADE CASTANHAL-FCAT COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FCAT 1 FACULDADE CASTANHAL-FCAT COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FCAT Dispõe sobre a estruturação e operacionalização do Programa de Iniciação Científica

Leia mais

Comitê Gestor Institucional de Formação Inicial e Continuada de Profissionais do Magistério da Educação Básica

Comitê Gestor Institucional de Formação Inicial e Continuada de Profissionais do Magistério da Educação Básica Comitê Gestor Institucional de Formação Inicial e Continuada de Profissionais do Magistério da Educação Básica CHAMADA PÚBLICA PARA SELEÇÃO DE COORDENADOR PEDAGÓGICO PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO

Leia mais

Chamada Pública para PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE PÓS-DOUTORADO PNPD/CAPES

Chamada Pública para PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE PÓS-DOUTORADO PNPD/CAPES Chamada Pública para PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE PÓS-DOUTORADO PNPD/CAPES 1. A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Psicologia, da Universidade de Fortaleza PPG-PSI / UNIFOR, informa a abertura

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS EDITAL PROPEG Nº 003/2015 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NO CURSO DE

Leia mais

SELEÇÃO DE ALUNOS INTERESSADOS NO PIBID/UFU

SELEÇÃO DE ALUNOS INTERESSADOS NO PIBID/UFU SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PróReitoria de Graduação Diretoria de Ensino Divisão de Licenciaturas Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DELIBERAÇÃO Nº 010 /03 Dispõe sobre as condições para oferta de disciplinas à distância nos cursos presenciais da UERJ. O CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, no uso da competência que lhe

Leia mais

1 Os candidatos à bolsa do PNPD devem atender ao seguinte perfil:

1 Os candidatos à bolsa do PNPD devem atender ao seguinte perfil: MINISTERIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO Rua: Aprígio Veloso, 882 - Bloco BQ Bodocongó 58.429-140 Campina Grande PB EDITAL PRPG 031/2013 Centro de Humanidades

Leia mais

1. Objeto: 2. Objetivo:

1. Objeto: 2. Objetivo: 1 EDITAL PARA SELEÇÃO DE TUTORES LOCAIS PARA OS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS EM SAÚDE E GESTÃO DE RECURSOS FÍSICOS E TECNOLÓGICOS EM SAÚDE DA EAD/ENSP/FIOCRUZ EM PARCERIA

Leia mais

EDITAL SAL/MJ Nº 9, DE 03 DE JULHO DE 2015. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Contrato de Pessoa Física Modalidade Produto Nacional

EDITAL SAL/MJ Nº 9, DE 03 DE JULHO DE 2015. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Contrato de Pessoa Física Modalidade Produto Nacional MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Secretaria de Assuntos Legislativos Esplanada dos Ministérios, Ed. Sede, bloco T, 4º andar, sala 44 (61) 2025 76 / 114 E-mail: sal@mj.gov.br EDITAL SAL/MJ Nº 9, DE 0 DE JULHO DE 2015

Leia mais

EDITAL Nº 01, DE 22 DE JUNHO DE 2015. PROGRAMA VOLUNTÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - PROVIC

EDITAL Nº 01, DE 22 DE JUNHO DE 2015. PROGRAMA VOLUNTÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - PROVIC CENTRO EDUCACIONAL NOSSA SENHORA AUXILIADORA INSTITUTOS SUPERIORES DE ENSINO DO CENSA CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EDITAL Nº 01, DE 22 DE JUNHO DE 2015. PROGRAMA VOLUNTÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

Leia mais

EDITAL SAL/MJ Nº 10, DE 03 DE JULHO DE 2015. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Contrato de Pessoa Física Modalidade Produto Nacional

EDITAL SAL/MJ Nº 10, DE 03 DE JULHO DE 2015. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Contrato de Pessoa Física Modalidade Produto Nacional MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Secretaria de Assuntos Legislativos Esplanada dos Ministérios, Ed. Sede, bloco T, 4º andar, sala 434 (61) 2025 3376 / 3114 E-mail: sal@mj.gov.br EDITAL SAL/MJ Nº 10, DE 03 DE JULHO

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DE TUTORES PARA OS CURSOS DA EAD/ENSP/FIOCRUZ OFERTADOS NO SISTEMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL (UAB/SEED/MEC)

EDITAL PARA SELEÇÃO DE TUTORES PARA OS CURSOS DA EAD/ENSP/FIOCRUZ OFERTADOS NO SISTEMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL (UAB/SEED/MEC) 1 EDITAL PARA SELEÇÃO DE TUTORES PARA OS CURSOS DA EAD/ENSP/FIOCRUZ OFERTADOS NO SISTEMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL (UAB/SEED/MEC) A Educação a Distância da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE MATEMÁTICA

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE MATEMÁTICA UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE MATEMÁTICA Coordenação do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, Especialização à Distância, em Planejamento, Implementação e Gestão da Educação a Distância. Edital

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID EDITAL PIBID 61/2013

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID EDITAL PIBID 61/2013 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID EDITAL PIBID 61/2013 PROCESSO SELETIVO DE BOLSAS/INICIAÇÃO À DOCÊNCIA A Universidade

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE NÚCLEOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

IMPLANTAÇÃO DE NÚCLEOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Ministério da Saúde Fundação Oswaldo Cruz Escola Nacional de Saúde Pública Escola de Governo em Saúde Programa de Educação à Distância IMPLANTAÇÃO DE NÚCLEOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Equipe da Coordenação

Leia mais

UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL EDITAL N.º 5/2011

UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL EDITAL N.º 5/2011 EDITAL N.º 5/2011 Edital de abertura de inscrições para seleção de docentes na área de Ciências Sociais Aplicadas, para atuação no Programa de Pós- Graduação Stricto Sensu em Turismo e em ensino, pesquisa

Leia mais

CRONOGRAMA DATA ATIVIDADE LOCAL. Período de inscrições e protocolo dos documentos

CRONOGRAMA DATA ATIVIDADE LOCAL. Período de inscrições e protocolo dos documentos PROGRAMA ANUAL DE CAPACITAÇÃO CONTINUADA DE PROFISSIONAIS EM EAD PACC CURSO DE TUTORIA EM EAD Processo Seletivo Simplificado para contratação de tutores a distância Edital n. 13/2014 CRONOGRAMA DATA ATIVIDADE

Leia mais

Universidade Federal de Pelotas Faculdade de Medicina Departamento de Medicina Social

Universidade Federal de Pelotas Faculdade de Medicina Departamento de Medicina Social Universidade Federal de Pelotas Faculdade de Medicina Departamento de Medicina Social CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA MODALIDADE A DISTÂNCIA - EDITAL Nº 01/2014 A Coordenação do Curso de Especialização

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA nº 12/2009

TERMO DE REFERENCIA nº 12/2009 TERMO DE REFERENCIA nº 12/2009 PROJETO: OEI/BRA 08/003 Fortalecimento da Capacidade Institucional da Secretaria de Educação Especial SEESP/MEC em Gestão e Avaliação do Programa de Acompanhamento e Monitoramento

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA nº 11/2009

TERMO DE REFERENCIA nº 11/2009 TERMO DE REFERENCIA nº 11/2009 PROJETO: OEI/BRA 08/003 Fortalecimento da Capacidade Institucional da Secretaria de Educação Especial SEESP/MEC em Gestão e Avaliação do Programa de Acompanhamento e Monitoramento

Leia mais

EDITAL DE INCENTIVO AO ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA

EDITAL DE INCENTIVO AO ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA Coordenação de Educação a Distância CEAD, Pró-Reitoria de Graduação PROGRAD, Pró-Reitoria de Extensão e Cultura PROExC, Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa PROPG e Diretoria de Assuntos Comunitários

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ UNIOESTE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ UNIOESTE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ UNIOESTE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID EDITAL 65/2012 PROGRAD/PIBID ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA A SELEÇÃO

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL TERMO DE REFERÊNCIA

Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL TERMO DE REFERÊNCIA Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL TERMO DE REFERÊNCIA 1. REFERÊNCIA Projeto OEI/BRA/09/001 Fortalecimento institucional das secretarias municipais de educação

Leia mais

CONCURSO PARA INGRESSO DE MONITOR

CONCURSO PARA INGRESSO DE MONITOR 1 A Coordenação do Curso de Engenharia de Produção e do Curso de Engenharia Civil, da Unidade de Ensino Superior Dom Bosco, no uso de suas atribuições e em cumprimento ao Art. 5 o do Regulamento de Monitoria,

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA N O 02/2014

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA N O 02/2014 1 CURSO DE ENGENHARIA CIVIL CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA N O 02/2014 A Coordenação do Curso de Engenharia de Produção e do Curso de Engenharia Civil, da

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA O CURSO DESCENTRALIZADO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DO TRABALHO E EDUCAÇÃO NA SAÚDE

EDITAL DE SELEÇÃO PARA O CURSO DESCENTRALIZADO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DO TRABALHO E EDUCAÇÃO NA SAÚDE EDITAL DE SELEÇÃO PARA O CURSO DESCENTRALIZADO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DO TRABALHO E EDUCAÇÃO NA SAÚDE A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca - ENSP/FIOCRUZ, a Universidade Federal do Espírito

Leia mais

UVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão.

UVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão. UVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão. Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GÊNERO E DIVERSIDADE

Leia mais

Cargahorária. Autores, por grupo. Disciplinas (*) (horas) Total 19 03 02 02 Observação: (*) De acordo com as diretrizes do PPP em construção

Cargahorária. Autores, por grupo. Disciplinas (*) (horas) Total 19 03 02 02 Observação: (*) De acordo com as diretrizes do PPP em construção MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE PRO-REITORIA DE ENSINO EDITAL Nº. 30/2010-PROEN/IFRN

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PROFESSOR NA FUNÇÃO DE ORIENTADOR

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PROFESSOR NA FUNÇÃO DE ORIENTADOR GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E DA CULTURA COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO ESCOLAR CODESE PROJETO INTEGRADO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL UNIDADE EXECUTORA

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS. EDITAL 93/2010 de 31 de agosto de 2010

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS. EDITAL 93/2010 de 31 de agosto de 2010 1. OBJETIVOS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS EDITAL 93/2010 de 31 de agosto de 2010 A Diretora de Graduação do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas

Leia mais

Projetos de apoio ao SUS

Projetos de apoio ao SUS Carta Convite: Facilitação dos Cursos de Especialização em Gestão da Vigilância em Saúde, Gestão da Clínica nas Redes de Atenção à Saúde, Regulação em Saúde no SUS e Gestão do Risco e Segurança do Paciente

Leia mais

EDITAL SAL/MJ Nº 11, DE 03 DE JULHO DE 2015. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Contrato de Pessoa Física Modalidade Produto Nacional

EDITAL SAL/MJ Nº 11, DE 03 DE JULHO DE 2015. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Contrato de Pessoa Física Modalidade Produto Nacional MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Secretaria de Assuntos Legislativos Esplanada dos Ministérios, Ed. Sede, bloco T, 4º andar, sala 44 (61) 2025 76 / 114 E-mail: sal@mj.gov.br EDITAL SAL/MJ Nº 11, DE 0 DE JULHO DE

Leia mais

Preâmbulo. 1 - Público Alvo:

Preâmbulo. 1 - Público Alvo: SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO TOCANTINS - CAMETÁ CENTRO PEDAGÓGICO DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO EDITAL Nº 01/2012 CUNTINS/UFPA Seleção de alunos

Leia mais

3.1 Experiência em trabalhos com comunidades de agricultores familiares;

3.1 Experiência em trabalhos com comunidades de agricultores familiares; EDITAL PARA SELEÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL PROJETO DE REDUÇÃO DO DESMATAMENTO E DAS QUEIMADAS NO CERRADO DO PIAUÍ PROCERPI ACORDO DE DOAÇÃO Nº TF016192 A Fundação Agente para o Desenvolvimento do Agronegócio,

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Executiva Diretoria de Projetos Internacionais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Executiva Diretoria de Projetos Internacionais MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Executiva Diretoria de Projetos Internacionais CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR MODALIDADE: Produto TERMO DE REFERÊNCIA Nº. /2011 CAPA Projeto Agência:

Leia mais

RESOLUÇÃO N 003/2010

RESOLUÇÃO N 003/2010 RESOLUÇÃO N 003/2010 Institui regulamento para o cumprimento das atividades de Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Pedagogia da FCH/ FUMEC. O PRESIDENTE DO COLEGIADO DE CURSOS NO USO DE SUAS

Leia mais

X Encontro Nacional de Escolas de Governo

X Encontro Nacional de Escolas de Governo X Encontro Nacional de Escolas de Governo Painel Cursos de pós-graduação nas escolas de governo A experiência da Enap na oferta de cursos de pós-graduação lato sensu Carmen Izabel Gatto e Maria Stela Reis

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA DA SAÚDE

PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA DA SAÚDE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA DA SAÚDE Edital PPGPS Nº 01/2015 para Seleção de Candidatos ao PNPD 2015 PROCESSO

Leia mais

SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS - GRADUAÇÃO SANDUÍCHE EDITAL INTERNO NAE-FIPA Nº. 01/2014

SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS - GRADUAÇÃO SANDUÍCHE EDITAL INTERNO NAE-FIPA Nº. 01/2014 SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS - GRADUAÇÃO SANDUÍCHE EDITAL INTERNO NAE-FIPA Nº. 01/2014 A Coordenadora Institucional das FIPA para o Programa Ciências sem Fronteiras CsF), no

Leia mais

Decreto nº 4.134, de 09 de janeiro de 2014.

Decreto nº 4.134, de 09 de janeiro de 2014. Decreto nº 4.134, de 09 de janeiro de 2014. Dispõe sobre o processo de escolha para a designação de Professor para exercer a função gratificada de Vice-Diretor de Escola e Coordenador Pedagógico, nas Unidades

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica PPEE/UFJF EDITAL 001/2015

Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica PPEE/UFJF EDITAL 001/2015 EDITAL 001/2015 PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTA DE PÓS-DOUTORADO (PNPD) DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA (PPEE-UFJF) EDITAL Nº 001/2015 O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica

Leia mais

EDITAL FEV Nº 01, DE 13 DE MARÇO DE 2014, PARA PROCESSO SELETIVO INTERNO

EDITAL FEV Nº 01, DE 13 DE MARÇO DE 2014, PARA PROCESSO SELETIVO INTERNO 1 EDITAL FEV Nº 01, DE 13 DE MARÇO DE 2014, PARA PROCESSO SELETIVO INTERNO A FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE VOTUPORANGA, entidade mantenedora do CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOTUPORANGA UNIFEV, torna pública, para

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR PESSOA FÍSICA MODALIDADE PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR PESSOA FÍSICA MODALIDADE PRODUTO TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR PESSOA FÍSICA MODALIDADE PRODUTO Número e Título do Projeto Função no Projeto: Resultado: Atividades: Antecedentes: (breve histórico justificando a contratação)

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ COORDENAÇÃO DO PACTO NACIONAL DE ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA/UFPI EDITAL Nº 15 /2014

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ COORDENAÇÃO DO PACTO NACIONAL DE ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA/UFPI EDITAL Nº 15 /2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ COORDENAÇÃO DO PACTO NACIONAL DE ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA/UFPI EDITAL Nº 15 /2014 SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE FORMADORES DO PACTO NACIONAL DE ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE ASSUNTOS LEGISLATIVOS EDITAL SAL/MJ Nº 03, DE 14 DE JANEIRO DE 2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE ASSUNTOS LEGISLATIVOS EDITAL SAL/MJ Nº 03, DE 14 DE JANEIRO DE 2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE ASSUNTOS LEGISLATIVOS EDITAL SAL/MJ Nº 03, DE 4 DE JANEIRO DE 205 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Projeto BRA/07/004 Seleciona: Consultor para identificação das melhores

Leia mais

GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP

GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP PROGRAMA GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP 2014 PROGRAMA GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP INTRODUÇÃO A Pró-reitoria de graduação (PROGRAD), a Câmara Central de Graduação (CCG), o Núcleo de Educação à Distância

Leia mais

UNIVERSIDADE BANDEIRANTE DE SÃO PAULO DIRETORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU E PESQUISA

UNIVERSIDADE BANDEIRANTE DE SÃO PAULO DIRETORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU E PESQUISA EDITAL 59-1/2012 ABRE PERÍODO DE INSCRIÇÃO PARA VAGAS REMANESCENTES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU - MESTRADO PROFISSIONAL ADOLESCENTE EM CONFLITO COM A LEI DA UNIVERSIDADE BANDEIRANTE DE SÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS REGULAMENTO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Para os propósitos deste documento são aplicáveis as seguintes definições:

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS REGULAMENTO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Para os propósitos deste documento são aplicáveis as seguintes definições: 1 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS REGULAMENTO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Para os propósitos deste documento são aplicáveis as seguintes definições: Professor-autor é aquele que possui pleno domínio da área

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA N O 02/2015

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA N O 02/2015 1 A Coordenação do Curso de Administração, da Unidade de Ensino Superior Dom Bosco, no uso de suas atribuições e em cumprimento ao Art. 5 o do Regulamento de Monitoria, Anexo da Resolução de 21 de dezembro

Leia mais

EDITAL PPGEP/UFRGS 003/2014

EDITAL PPGEP/UFRGS 003/2014 EDITAL PPGEP/UFRGS 003/2014 O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO torna público que receberá inscrições de candidatos ao processo seletivo para o nível de Mestrado Acadêmico, Mestrado Profissional

Leia mais

EDITAL nº 001/2015 SELEÇÃO SIMPLIFICADA PARA MONITORIA EM PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

EDITAL nº 001/2015 SELEÇÃO SIMPLIFICADA PARA MONITORIA EM PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA AGES FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS DIRETORIA DE ENISNO COORDENAÇÃO DO PROJETO INTEGRADOR EDITAL nº 001/2015 SELEÇÃO SIMPLIFICADA PARA MONITORIA EM PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA A Diretoria

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 07/2010, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010

RESOLUÇÃO Nº 07/2010, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010 RESOLUÇÃO Nº 07/2010, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010 Normatiza a oferta de cursos a distância, em nível de graduação, sequenciais, tecnólogos, pós-graduação e extensão universitária ofertados pela Universidade

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA EDITAL 2014-011. Perfil: Consultor em políticas públicas em educação e gestão educacional

TERMO DE REFERÊNCIA EDITAL 2014-011. Perfil: Consultor em políticas públicas em educação e gestão educacional TERMO DE REFERÊNCIA EDITAL 2014-011 CÓDIGO Nº 2014-011-01 (10 vagas) Perfil: Consultor em políticas públicas em educação e gestão educacional Objeto: Realizar estudos avaliativos de 20 experiências inovadoras

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL TERMO DE REFERÊNCIA

Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL TERMO DE REFERÊNCIA Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL TERMO DE REFERÊNCIA 1. REFERÊNCIA Acordo Brasil/Unesco 914 BRZ 1127, Apoio à implementação do Plano de Metas Compromisso Todos

Leia mais

crítica na resolução de questões, a rejeitar simplificações e buscar efetivamente informações novas por meio da pesquisa, desde o primeiro período do

crítica na resolução de questões, a rejeitar simplificações e buscar efetivamente informações novas por meio da pesquisa, desde o primeiro período do Dimensão 2 As políticas para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação, a extensão e as respectivas normas de operacionalização, incluídos os procedimentos para estímulo à produção acadêmica, as bolsas de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - CAPES CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - CAPES CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - CAPES CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA EDITAL Nº 08/2014 - Processo Seletivo de Bolsistas de Supervisão

Leia mais

EDITAL Nº 019/2015 REABERTURA DA SELEÇÃO DE MONITORES DO CURSO PREPARATÓRIO PARA ACESSO À EDUCAÇÃO SUPERIOR - PROJETO UNIVERSIDADE PARA TODOS 2015

EDITAL Nº 019/2015 REABERTURA DA SELEÇÃO DE MONITORES DO CURSO PREPARATÓRIO PARA ACESSO À EDUCAÇÃO SUPERIOR - PROJETO UNIVERSIDADE PARA TODOS 2015 EDITAL Nº 019/2015 REABERTURA DA SELEÇÃO DE MONITORES DO CURSO PREPARATÓRIO PARA ACESSO À EDUCAÇÃO SUPERIOR - PROJETO UNIVERSIDADE PARA TODOS 2015 A UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA por meio

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) Contrato por Produto - Nacional Número e Título do Projeto: BRA/ 09/004 Fortalecimento da CAIXA no seu processo de internacionalização

Leia mais

Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Tecnologia

Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Tecnologia Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Tecnologia EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE DOUTORADO EM TECNOLOGIA 1 o SEMESTRE/2016 Implementado em 2009, o Programa de Pós-graduação

Leia mais

PLANO DE TRABALHO Período: 2014/2015 1 CONTEXTO INSTITUCIONAL

PLANO DE TRABALHO Período: 2014/2015 1 CONTEXTO INSTITUCIONAL PLANO DE TRABALHO Período: 2014/2015 1 CONTEXTO INSTITUCIONAL De 1999 até o ano de 2011 o Instituto Adventista de Ensino do Nordeste (IAENE) congregava em seu espaço geográfico cinco instituições de ensino

Leia mais

EDITAL N. 010/2014 - ECI/ZICOSUR

EDITAL N. 010/2014 - ECI/ZICOSUR 1 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ - UEM ESCRITÓRIO DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL - ECI COMISSÃO PERMANENTE DE INTERNACIONALIZAÇÃO - CPInter PROGRAMA DE MOBILIDADE INTERNACIONAL EDITAL N. 010/2014 - ECI/ZICOSUR

Leia mais

Av. Itália, Km8 Campus Carreiros Rio Grande, RS Brasil 96201-900 fone: 53.32336772 e- mail:propesp@furg.br

Av. Itália, Km8 Campus Carreiros Rio Grande, RS Brasil 96201-900 fone: 53.32336772 e- mail:propesp@furg.br As Pró-reitorias de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPESP) e de Graduação (PROGRAD), no uso de suas atribuições, tornam público o edital de seleção interna para o Programa Ciência sem Fronteiras - Graduação

Leia mais

COMUNICADO n o 001/2012 ÁREA DE ENSINO ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 22 de maio de 2012

COMUNICADO n o 001/2012 ÁREA DE ENSINO ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 22 de maio de 2012 COMUNICADO n o 001/2012 ÁREA DE ENSINO ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 22 de maio de 2012 IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: Ensino PERÍODO DE AVALIAÇÃO: 2012 ANO DE PUBLICAÇÃO DESTE DOCUMENTO:

Leia mais

CONSELHO UNIVERSITÁRIO

CONSELHO UNIVERSITÁRIO P R O P O S T A D E P A R E C E R CONSELHO UNIVERSITÁRIO PROCESS0 Nº: 007/2014 ASSUNTO: Proposta de texto Construção de Políticas e Práticas de Educação a Distância a ser incluído no Plano de Desenvolvimento

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA

REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA BARRETOS 2010 REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA Art. 1 - O Programa de Monitoria da Faculdade Barretos, destinado a alunos regularmente matriculados, obedecerá às normas

Leia mais

Cabe destacar que cada candidato interessado deverá escolher apenas 1 (hum) Centro de Referência ou Colaborador para realizar sua inscrição.

Cabe destacar que cada candidato interessado deverá escolher apenas 1 (hum) Centro de Referência ou Colaborador para realizar sua inscrição. GT ITAIPU SAÚDE Edital para Seleção de Preceptores Centro Colaborador: Universidade Federal da Integração Latino- Americana- UNILA Processo Seletivo para o Curso de Aperfeiçoamento Desenvolvimento de Competência

Leia mais

REQUISITOS PARA APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS

REQUISITOS PARA APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS ADESÃO À OFERTA DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENSINO DE FILOSOFIA NO ENSINO MÉDIO, ENSINO DE MATEMÁTICA NO ENSINO MÉDIO, ENSINO DE SOCIOLOGIA NO ENSINO MÉDIO E ENSINO DE CIÊNCIAS NOS ANOS FINAIS DO ENSINO

Leia mais

Critérios para seleção de alunos do Curso de Apoiadores da Política Nacional de Humanização (PNH) de Alagoas.

Critérios para seleção de alunos do Curso de Apoiadores da Política Nacional de Humanização (PNH) de Alagoas. Critérios para seleção de alunos do Curso de Apoiadores da Política Nacional de Humanização (PNH) de Alagoas. A Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas em parceria com a Universidade Estadual de Ciência

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Seleção de Bolsista Tutor para os Cursos de Especialização em Educação Especial

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Seleção de Bolsista Tutor para os Cursos de Especialização em Educação Especial UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Seleção de Bolsista Tutor para os Cursos de Especialização em Educação Especial A Reitora da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO,

Leia mais

2.2 Valorizar o magistério, incentivando os estudantes que optam pela carreira docente; 2.3 Promover a melhoria da qualidade da educação básica;

2.2 Valorizar o magistério, incentivando os estudantes que optam pela carreira docente; 2.3 Promover a melhoria da qualidade da educação básica; MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS BAMBUÍ GABINETE DO DIRETOR GERAL Fazenda Varginha Rodovia

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Descrição das atividades: Qualificações profissionais:

TERMO DE REFERÊNCIA. Descrição das atividades: Qualificações profissionais: TERMO DE REFERÊNCIA DADOS DA CONSULTORIA Função no projeto: Contratação de consultoria especializada para a concepção, planejamento e aplicação de curso de formação em tráfico de pessoas para operadores

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA Autorizada pelo Decreto Federal nº 77.496 de 27/04/76 Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 874/86 de 19/12/86 Recredenciada pelo Decreto Estadual 9.271 de

Leia mais

Cabe destacar que cada candidato interessado deverá escolher apenas 1 (hum) Centro de Referência ou Colaborador para realizar sua inscrição.

Cabe destacar que cada candidato interessado deverá escolher apenas 1 (hum) Centro de Referência ou Colaborador para realizar sua inscrição. Edital para Seleção de Preceptores Universidade Estadual de Maringá Processo Seletivo para o Curso de Aperfeiçoamento Desenvolvimento de Competência Pedagógica para a prática da Preceptoria - ABEM A Associação

Leia mais

CHAMADA PARA SELEÇÃO DE BOLSA NA MODALIDADE APOIO CIENTÍFICO - RES

CHAMADA PARA SELEÇÃO DE BOLSA NA MODALIDADE APOIO CIENTÍFICO - RES CHAMADA PARA SELEÇÃO DE BOLSA NA MODALIDADE APOIO CIENTÍFICO - RES A Fundação Flora de Apoio à Botânica, com a anuência do Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, em consonância com a

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE ASSUNTOS LEGISLATIVOS EDITAL SAL/MJ Nº 04, DE 14 DE JANEIRO DE 2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE ASSUNTOS LEGISLATIVOS EDITAL SAL/MJ Nº 04, DE 14 DE JANEIRO DE 2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE ASSUNTOS LEGISLATIVOS EDITAL SAL/MJ Nº 04, DE 4 DE JANEIRO DE 205 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Projeto BRA/07/004 Seleciona: Consultor para identificação das melhores

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE EDITAL PROPEG Nº 010/2011 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA, INOVAÇÃO E TECNOLOGIA PARA A A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal do Acre em associação

Leia mais