Escola de Artes SAMP. Matriz para a Prova de Passagem Formação Musical

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Escola de Artes SAMP. Matriz para a Prova de Passagem Formação Musical"

Transcrição

1 Matriz para a Prova de Passagem Formação Musical Preparatório PROVA MELÓDICA Reprodução de intervalos Capacidade de reproduzir sons e respetivas distâncias sonoras Canto de uma melodia Conhecimento de repertório de canções Canto de melodias usando diferentes modos Capacidade de entoar os sons de diferentes escalas Entoação de sons Capacidade de entoar sons com auxílio do piano Improvisações melódicas Capacidade de fazer pergunta/resposta de temas PROVA RÍTMICA Reprodução de frases rítmicas Imitação de células rítmicas da divisão binária e ternária Exercícios de lateralidade e Coordenação motora Capacidade de distinguir e coordenar diferentes movimentos

2 Matriz de Prova Final de Avaliação de Formação Musical 1º Grau Prova Escrita Classificação e identificação auditiva de 7 intervalos, usando as claves de Sol e Fá, sendo eles: (2ªm/M; 3ªm/M; 4ªP; 5ªP e 8ªP) Conhecimentos teóricos de intervalos e a sua identificação auditiva 5% Escrita de duas escalas: Maior e menor natural Conhecimentos teóricos a nível da construção de escalas Identificação de modos de melodias (Maiores/menores) Capacidade de reconhecer numa obra ou trecho musical o modo Escrita de pequenas sequências sonoras, por graus conjuntos e alguns pequenos saltos Capacidade de relacionar os sons de uma escala conforme o seu movimento Ditado melódico de espaços Ordenação de frases rítmicas (binárias e ternárias) Capacidade de relacionar a audição com os elementos fornecidos Capacidade de descodificar e ordenar consoante a audição frases rítmicas dadas Identificação escrita de células rítmicas na divisão binária e ternária Conhecimento e reconhecimento de células rítmicas da divisão binária e ternária Ditado rítmico Capacidade compreender e escrever uma frase rítmica

3 Prova Oral Itens da prova Objectivos de avaliação Cotação Leitura solfejada nas claves de Sol e Fá Capacidade de ler nas duas claves, associando o nome da nota com as células aprendidas ao nível da leitura Cantar pequenas sequências sonoras em graus conjuntos e com pequenos saltos Capacidade de ler e cantar sons Leitura melódica Capacidade de ler e cantar sons e ritmos, tendo em conta o rigor da interpretação, afinação e musicalidade 30% Leitura rítmica a uma voz (binária e ternária) Capacidade de leitura de uma pequena frase rítmica com rigor 30% Nota: A prova oral do 1º grau não contém nenhum conteúdo para realizar à 1ª vista, ou seja, todos os exercícios são estudados previamente em casa e sorteados no dia da prova.

4 Matriz de Prova Global de Formação Musical 2º Grau Prova Escrita Classificação de todos os intervalos, 6ªs e 7ªs apenas de forma quantitativa (nas claves de Sol/ Fá) e identificação auditiva dos intervalos do ano anterior Escrita de três escalas: Maiores e menores (natural, harmónica) Conhecimentos teóricos de intervalos e a sua identificação auditiva Conhecimentos teóricos a nível da construção de escalas Identificação de acordes M/m e outros Conhecimento das organizações sonoras a nível harmónico Ditado melódico de espaços Capacidade de relacionar a audição com os elementos fornecidos Identificação de modos de melodias Capacidade de reconhecer numa obra ou trecho musical o (Maiores/menores) modo Identificação escrita de células rítmicas na Conhecimento e reconhecimento de células rítmicas da divisão divisão binária e ternária binária e ternária Ditado rítmico Capacidade compreender e escrever uma frase rítmica

5 Prova Oral Leitura solfejada nas claves de Sol e Fá Leitura rítmica a uma voz (binária e ternária) Leitura rítmica em alternância Leitura melódica Capacidade de ler nas duas claves, associando o nome da nota com as células aprendidas ao nível da leitura Capacidade de leitura de uma pequena frase rítmica com rigor 30% Capacidade de leitura vertical do ritmo; coordenação motora e rigor rítmico Capacidade de ler e cantar sons e ritmos, tendo em conta o rigor da interpretação, afinação e musicalidade 30% Nota: A prova oral do 2º grau não contém nenhum conteúdo para realizar à 1ª vista, ou seja, todos os exercícios são estudados previamente em casa e sorteados no dia da prova.

6 Matriz de Prova Final de Avaliação de Formação Musical 3º Grau Prova Escrita Classificação de todos os intervalos (nas claves de Sol/ Fá) e identificação dos mesmos com exceção da 4ªA Conhecimentos teóricos de intervalos e a sua identificação auditiva Escrita de escalas maior/menor/cromática Conhecimentos teóricos a nível da construção de escalas Escrita de acordes perfeitos M/m nas várias inversões. Identificação de acordes M/m/A/D no E.F. Conhecimento das organizações sonoras a nível harmónico Escrita integral de uma melodia simples Capacidade de escrever uma melodia partindo do nada Ditado melódico de espaços a duas vozes Capacidade de ouvir duas vozes em simultâneo e ser capaz de (uma voz escrita e outra por completar) completar uma melodia Ditado rítmico Capacidade de isolar e associar o ritmo de uma melodia às notas correspondentes Progressão harmónica com I/V Capacidade de ouvir e identificar funções tonais de I/V graus

7 Prova Oral Leitura solfejada nas claves de Sol Fá e Dó na Capacidade de ler nas duas claves, associando o nome da nota 3ª linha com as células aprendidas ao nível da leitura Leitura rítmica a duas partes Capacidade de leitura vertical do ritmo; coordenação motora e rigor rítmico Leitura rítmica a uma voz B/T Capacidade de leitura de uma frase rítmica com rigor Canto de uma melodia memorizada Capacidade de memória melódica Leitura melódica Capacidade de ler e cantar sons e ritmos, tendo em conta o rigor da interpretação, afinação e musicalidade Nota: A prova oral do 3º grau contém conteúdos para realizar à 1ª vista (leitura solfejada e a leitura rítmica a uma voz), todos os outros conteúdos são estudados previamente em casa.

8 Matriz de Prova Final de Avaliação de Formação Musical 4º Grau Prova Escrita Classificação em claves alternadas e identificação de intervalos (todos os anteriores mais a 4ªA) Escrita e identificação auditiva de escalas (maior/menor/tons inteiros/cromática/mistas) Escrita e identificação de acordes perfeitos M/m (estes dois nas suas respetivas inversões) /A e dim. E de sétima da dominante no E.F. Conhecimentos teóricos de intervalos e a sua identificação auditiva Conhecimentos teóricos a nível da construção de escalas e reconhecimento numa obra, ou, trecho musical o modo Conhecimento das organizações sonoras a nível harmónico Escrita integral de uma melodia simples a partir da memorização Ditado melódico a duas vozes (melodia + baixo) Ditado rítmico a duas partes Progressão harmónica com I/IV/V/VI Capacidade de escrever uma melodia através da audição interior Capacidade de ouvir duas vozes em simultâneo e ser capaz de completar uma melodia + baixa Capacidade de destacar e escrever o ritmo de uma melodia Capacidade de ouvir através da audição interior as referidas funções

9 Prova Oral Leitura rítmica a uma voz B ou T Capacidade de leitura de uma frase rítmica com rigor Leitura rítmica a duas partes Capacidade de leitura vertical do ritmo; coordenação motora e rigor rítmico Canto de uma melodia memorizada Capacidade de memória melódica e entoação noutro tom Leitura solfejada em claves alternadas (Sol, Fá e Dó nas 3ª e 4ª linhas) Leitura melódica Capacidade de ler associando o nome da nota com as células aprendidas ao nível da leitura Capacidade de ler e cantar sons e ritmos, tendo em conta o rigor da interpretação, afinação e musicalidade Nota: A prova oral do 4º grau contém conteúdos para realizar à 1ª vista (leitura solfejada, a leitura rítmica a uma voz e a leitura melódica), todos os outros conteúdos são estudados previamente em casa.

10 Matriz de Prova Global de Formação Musical 5º Grau Prova Escrita Itens do exame Objetivos de avaliação Cotação Classificação e identificação de intervalos Conhecimentos teóricos de intervalos e a sua identificação auditiva Classificação e identificação de acordes Conhecimentos teóricos e capacidade de reconhecer acordes quanto ao tipo e inversão Escrita de três escalas (todas as anteriores Conhecimentos teóricos a nível da construção de escalas e acrescidas dos modos) modos 12% Progressão harmónica com I/II/III/IV/V/VI Compreensão de uma sequência harmónica lógica e utilização do ouvido harmónico Escrita melódica integral a duas vozes Capacidade de relacionar a audição com os elementos fornecidos Ditado rítmico a duas partes Capacidade de ouvir e identificar dois ritmos em simultâneo Memorização de uma melodia Capacidade de memória; audição interior e conhecimento da estrutura de uma tonalidade 18%

11 Prova Oral Itens do exame Objetivos de avaliação Cotação Rigor na leitura de ritmos e capacidade de distinguir duas vozes em Leitura solfejada + ritmo simultâneo Capacidade de ler a clave do instrumento, associando o nome da nota com Leitura solfejada em diferentes claves as células aprendidas ao nível da leitura Leitura melódica à 1ª vista Afinação; musicalidade; rigor rítmico e rigor na interpretação Memorização melódica Capacidade de memória; audição interior; conhecimento da tonalidade, percepção harmónica e rigor rítmico Entoação de uma melodia atonal simples Capacidade de ouvir interiormente determinados intervalos Nota: Na prova oral do 5º grau, à exceção da leitura de memorização, todos os conteúdos e estratégias deverão ser à 1ª vista.

12 Matriz de Prova Final de Avaliação de Formação Musical 6º Grau Prova Escrita Itens do exame Objetivos de avaliação Cotação Classificação e identificação de intervalos Conhecimentos teóricos de intervalos e a sua identificação auditiva Classificação e identificação de acordes Conhecimentos teóricos e capacidade de reconhecer acordes quanto ao tipo e inversão Escrita de três escalas (todas as anteriores Conhecimentos teóricos a nível da construção de escalas e acrescidas dos modos) modos 12% Progressão harmónica com I/II/III/IV/V/VI Compreensão de uma sequência harmónica lógica e utilização do ouvido harmónico Escrita melódica integral a duas vozes Capacidade de relacionar a audição com os elementos fornecidos Ditado rítmico a duas partes Capacidade de ouvir e identificar dois ritmos em simultâneo Memorização de uma melodia Capacidade de memória; audição interior e conhecimento da estrutura de uma tonalidade 18%

13 Prova Oral Itens do exame Objetivos de avaliação Cotação Rigor na leitura de ritmos e capacidade de distinguir duas vozes Leitura solfejada + ritmo em simultâneo Capacidade de ler a clave do instrumento, associando o nome Leitura solfejada em diferentes claves da nota com as células aprendidas ao nível da leitura Leitura melódica à 1ª vista Afinação; musicalidade; rigor rítmico e rigor na interpretação Memorização melódica Capacidade de memória; audição interior; conhecimento da tonalidade, perceção harmónica e rigor rítmico Entoação de uma melodia atonal simples Capacidade de ouvir interiormente determinados intervalos Nota: Na prova oral da prova de acesso ao 6º grau, à exceção da leitura de memorização, todos os conteúdos e estratégias deverão ser à 1ª vista.

14 Matriz de Prova Final de Avaliação de Formação Musical 6º Grau Prova Escrita Ditado de um exercício atonal Identificação e classificação de 6 acordes em posição não cerrada e em qualquer inversão: PM, Pm, A, d, 7º Dominante, 7ªM e 7ªm Capacidade de ouvir interiormente e escrever uma série de intervalos num contexto atonal Conhecimentos teóricos a nível da construção e identificação auditiva de acordes Funções tonais no Modo Maior e menor Capacidade de compreensão harmónica e tonal de uma frase musical Ditado rítmico a duas partes Coerência na organização das células rítmicas e na sua escrita tanto horizontal como verticalmente Ditado de uma frase de coral (dando o contralto e tenor) com a identificação da cadência Capacidade de audição harmónica e polifónica 25% Memorização auditiva de uma melodia Capacidade de memória, bem como a sua audição interior e conhecimento da estrutura da tonalidade Cadências Capacidade de compreensão de frases cadencia

15 Prova Oral Leitura solfejada nas seguintes claves: Sol, fá, dó (3ª e 4ª linha) Capacidade de ler nas diferentes claves e de mudar de clave mantendo a fluência e o rigor rítmico Leitura melódica Afinação; musicalidade; rigor rítmico e rigor na interpretação Memorização de uma melodia e sua transposição com nome de notas Capacidade de memória auditiva do aluno; conhecimento da estrutura da tonalidade e transposição com o nome das notas Leitura melódica + percussão rítmica Leitura rítmica com mudança de compassos Entoação de uma melodia atonal Capacidade de leitura vertical da melodia + ritmo; coordenação motora e rigor rítmico Capacidade de compreensão e rigor na leitura de ritmos mais complexos e mudanças de compasso Capacidade de ouvir interiormente e reproduzir uma série de intervalos num contexto atonal Nota: Na prova oral do 6º grau, todos os conteúdos e estratégias deverão ser à 1ª vista. Expecto a leitura melódica + percussão rítmica que será trabalhada previamente em casa e sorteada no dia da prova.

16 Matriz de Prova Final de Avaliação de Formação Musical 7º Grau Prova Escrita Ditado de um exercício atonal Capacidade de ouvir interiormente e escrever uma série de intervalos num contexto atonal Identificação auditiva e classificação de 6 acordes de 4 sons em posição não cerrada e em qualquer inversão: PM, Pm, A, d, 7º Dominante, 7ºdiminuta, 7ª de sensível, 7ªM e 7ªm Funções tonais no Modo Maior e menor Conhecimentos teóricos a nível da construção e identificação auditiva de acordes Capacidade de compreensão harmónica e tonal de uma frase musical Ditado rítmico com mudança de compassos Coerência na organização das células rítmicas e compreensão da mudança de compassos Ditado de uma frase de coral (dando o contralto) com a identificação da cadência e análise harmónica Capacidade de audição harmónica e polifónica e conhecimentos teóricos de harmonia Memorização auditiva de uma melodia Capacidade de memória, bem como a sua audição interior e conhecimento da estrutura da tonalidade Cadências Capacidade de compreensão de frases cadencia

17 Prova Oral Leitura solfejada horizontal e/ou vertical nas seguintes claves: Sol, fá, dó (1ª, 3ª e 4ª linha) e instrumentos transpositores Capacidade de ler nas diferentes claves e de mudar de clave mantendo a fluência e o rigor rítmico Leitura melódica Afinação; musicalidade; rigor rítmico e rigor na interpretação Leitura melódica + percussão rítmica Leitura atonal Leitura polirrítmica Memorização de uma melodia e sua transposição com nome de notas Capacidade de dissociar uma melodia cantada de um ritmo percutido Capacidade de ouvir interiormente e reproduzir uma série de intervalos num contexto atonal Capacidade de compreensão e rigor na leitura de ritmos mais complexos Capacidade de memória auditiva do aluno; conhecimento da estrutura da tonalidade e transposição com o nome das notas Nota: Na prova oral do 7º grau, todos os conteúdos e estratégias deverão ser à 1ª vista, expecto a leitura melódica + percussão rítmica e a leitura atonal que será trabalhada previamente em casa.

18 Matriz de Exame de Formação Musical 8º Grau Prova Escrita Itens do exame Objetivos de avaliação Cotação Ditado de um exercício atonal Capacidade de ouvir interiormente e escrever uma série de intervalos num contexto atonal Identificação e classificação de 6 acordes de 4 sons em posição não cerrada e em qualquer inversão: PM, Pm, A, d, todos os tipos de 7ª Conhecimentos teóricos a nível da construção e identificação auditiva de acordes Escrita e análise integral de um Choral de Bach Intervalos Capacidade de audição harmónica e polifónica e conhecimentos teóricos de harmonia Identificação auditiva de intervalos isolados 25% Ditado modal com percussão Memorização de uma melodia Funções tonais nos modos Maior e menor Capacidade de isolar e associar o ritmo de uma melodia às notas correspondentes Capacidade de memória; audição interior e conhecimento da estrutura de uma tonalidade Capacidade de compreensão harmónica e tonal de uma frase musical

19 Prova Oral Itens do exame Objetivos de avaliação Cotação Leitura solfejada horizontal e/ou vertical nas seguintes claves: Sol, fá, dó (1ª, 3ª e 4ª linha)) e instrumentos transpositores Capacidade de ler nas diferentes claves e de mudar de clave mantendo a fluência e o rigor rítmico Leitura rítmica com mudança de compassos Leitura melódica preparada pelo aluno Rigor na leitura de ritmos mais difíceis, bem como o conhecimento da ornamentação, indicações de agógica, compassos, etc. Afinação; musicalidade; rigor rítmico, rigor na interpretação e avaliação do trabalho preparado Entoação de uma melodia atonal Capacidade de ouvir interiormente e reproduzir uma série de intervalos num contexto atonal Leitura melódica Afinação; musicalidade; rigor rítmico e rigor na interpretação Improvisação cantada ou tocada sobre um encadeamento harmónico Noção harmónica; criatividade, interpretação e musicalidade Nota: Na prova oral do 8º grau todos os conteúdos e estratégias deverão ser à 1ª vista, expecto a leitura melódica preparada que será sorteada.

Informação para a Prova de Ingresso - 5º Ano

Informação para a Prova de Ingresso - 5º Ano Informação para a Prova de Ingresso - 5º Ano Tipo de Prova: Escrita Duração da prova: 60 minutos Material permitido: Lápis, borracha e esferográfica azul ou preta Identificar e escrever frases musicais

Leia mais

Música faz bem! BOA PROVA

Música faz bem! BOA PROVA Prova de Habilidade Específica em Música PROVA DE APTIDÃO CURSO MÚSICA LICENCIATURA 1. Todos os candidatos deverão se submeter à entrevista, ao teste escrito e oral, bem como escrever seu histórico musical.

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular FORMAÇÃO AUDITIVA II Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular FORMAÇÃO AUDITIVA II Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular FORMAÇÃO AUDITIVA II Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Jazz e Música Moderna 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho Departamento de Expressões e Tecnologias Planificação Anual de Educação Musical 5º ano Ano Letivo 2016/2017

Leia mais

Ano Letivo 2012/2013 2º Ciclo 5º Ano

Ano Letivo 2012/2013 2º Ciclo 5º Ano AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Planificação Anual EDUCAÇÃO MUSICAL Ano Letivo 2012/2013 2º Ciclo 5º Ano Unidade Didática/Tema* Conceitos/Conteúdos Organizadores/Competências Específicas

Leia mais

Conservatório Regional de Palmela Sociedade Filarmónica Humanitária

Conservatório Regional de Palmela Sociedade Filarmónica Humanitária Conservatório Regional de Palmela Sociedade Filarmónica Humanitária Formação Musical - 2º Ciclo 1. Domínio Cognitivo (80%) Critérios de Avaliação 2015/2016 Capacidades Essenciais* Instrumentos de Avaliação

Leia mais

Sugestões Metodológicas: Estratégias/Atividades. Metas de Aprendizagem

Sugestões Metodológicas: Estratégias/Atividades. Metas de Aprendizagem Ano Letivo - 2012/201 Conteúdos Objetivos Curriculares Metas de Aprendizagem Sugestões Metodológicas: Estratégias/Atividades Avaliação Calendarização Dinâmica Forma Ficheiro 1 Reconhece diferentes timbres,

Leia mais

GRADE CURRICULAR CAVALLIERI GUITARRA

GRADE CURRICULAR CAVALLIERI GUITARRA MÓDULO I 1º Semestre 1.1 Apresentação do instrumento. Conhecer o instrumento fisicamente bem como suas características. Nomes das partes e funções. 1.2 Afinação e postura. Postura corporal correta e a

Leia mais

Programa Curricular do módulo de INSTRUMENTO, variante BAIXO EL./CONTRABAIXO. Fornecer um sólido conhecimento técnico do instrumento.

Programa Curricular do módulo de INSTRUMENTO, variante BAIXO EL./CONTRABAIXO. Fornecer um sólido conhecimento técnico do instrumento. Programa Curricular do módulo de INSTRUMENTO, variante BAIXO EL./CONTRABAIXO Objectivos Gerais Fornecer um sólido conhecimento técnico do instrumento. Desenvolver a coordenação entre raciocínio musical

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÃO MUSICAL - 6.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÃO MUSICAL - 6.º ANO DE EDUCAÇÃO MUSICAL - 6.º ANO Ano Letivo 2014 2015 PERFIL DO ALUNO PERFIL DO ALUNO ATINGIR NO FINAL DE CICLO O aluno canta a solo e em grupo, com intencionalidade expressiva, canções em diferentes tonalidades

Leia mais

PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2016 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA CURSO DE MÚSICA. Assinatura: PROVA COLETIVA

PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2016 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA CURSO DE MÚSICA. Assinatura: PROVA COLETIVA PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2016 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA CURSO DE MÚSICA Nome do Candidato: Inscrição: Assinatura: PROVA COLETIVA 1- A prova está dividida em 4 questões com as seguintes pontuações:

Leia mais

Informação-Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de. Educação Musical. Prova Escrita º Ciclo do Ensino Básico 6.

Informação-Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de. Educação Musical. Prova Escrita º Ciclo do Ensino Básico 6. Informação-Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de Educação Musical Prova Escrita 2014 º Ciclo do Ensino Básico 6.º ano Decreto-Lei n.º 139/2012, de 05 de julho Introdução O presente documento

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÃO MUSICAL 6.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÃO MUSICAL 6.º ANO DE EDUCAÇÃO MUSICAL 6.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO PERFIL DO ALUNO ATINGIR NO FINAL DE CICLO O aluno canta a solo e em grupo, com intencionalidade expressiva, canções em diferentes tonalidades

Leia mais

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina.

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. EDUCAÇÃO MUSICAL Prova 12 2016 2.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do 2.º ciclo do ensino básico da disciplina

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVAS GLOBAIS DE FORMAÇÃO MUSICAL 2014/2015 12.º ANO / 8.º GRAU

INFORMAÇÃO PROVAS GLOBAIS DE FORMAÇÃO MUSICAL 2014/2015 12.º ANO / 8.º GRAU INFORMAÇÃO PROVAS GLOBAIS DE FORMAÇÃO MUSICAL 2014/2015 12.º ANO / 8.º GRAU 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova global do ensino secundário da disciplina de Formação

Leia mais

Critérios de Avaliação PERFIL DE APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS. (Aprovado em Conselho Pedagógico de 18 de julho de 2016)

Critérios de Avaliação PERFIL DE APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS. (Aprovado em Conselho Pedagógico de 18 de julho de 2016) Escola EB1 João de Deus COD. 242 937 Escola Secundária 2-3 de Clara de Resende COD. 346 779 Critérios de Avaliação PERFIL DE APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS (Aprovado em Conselho Pedagógico de 18 de julho de

Leia mais

Janeiro. Março/Abril

Janeiro. Março/Abril Outubro Jogos de exploração da voz Planificação Anual Expressão e Educação Musical 1.º ano 1º Período 2º Período 3º Período Dizer e entoar rimas e lengalengas Experimentar sons vocais (todos os que a criança

Leia mais

VESTIBULAR MÚSICA

VESTIBULAR MÚSICA 0 UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE PRÓ - REITORIA DE ENSINO COMISSÃO DE PROCESSOS VESTIBULARES UNIDADE ACADEMICA DE ARTE E MÍDIA VESTIBULAR 2013.2 TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA MÚSICA CONQUISTE

Leia mais

Formação Musical. Escola de Música Paroquial de Avintes. Planificação de conteúdos e actividades

Formação Musical. Escola de Música Paroquial de Avintes. Planificação de conteúdos e actividades Formação Musical Escola de Música Paroquial de Avintes Planificação de conteúdos e actividades António José Ferreira 01 de Setembro de 2007 1º ANO MÓDULO 1 DESENVOLVIMENTO SENSORIAL E AUDITIVO Pág. 2 À

Leia mais

VESTIBULAR MÚSICA

VESTIBULAR MÚSICA 0 UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE PRÓ - REITORIA DE ENSINO COMISSÃO DE PROCESSOS VESTIBULARES UNIDADE ACADEMICA DE ARTE E MÍDIA VESTIBULAR 2014.2 TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA MÚSICA CONQUISTE

Leia mais

GRADE CURRICULAR CAVALLIERI VIOLÃO POPULAR

GRADE CURRICULAR CAVALLIERI VIOLÃO POPULAR MÓDULO I 1º Semestre 1.1 Apresentação do instrumento. No primeiro módulo o aluno conhecerá seu instrumento fisicamente bem como suas características. 1.2 Afinação do instrumento e postura. Postura corporal

Leia mais

Metas de Aprendizagem: Educação Musical (2º Ciclo)

Metas de Aprendizagem: Educação Musical (2º Ciclo) Metas de Aprendizagem: Educação Musical (2º Ciclo) Domínio: Desenvolvimento da Capacidade de Expressão e Comunicação Subdomínio: Interpretação e Comunicação Meta Final 1) O aluno canta a solo e em grupo,

Leia mais

A G R U P A M E N T O D E E S C O L A S D E O L I V E I R I N H A ( ) E S C O L A B Á S I C A D E O L I V E I R I N H A ( )

A G R U P A M E N T O D E E S C O L A S D E O L I V E I R I N H A ( ) E S C O L A B Á S I C A D E O L I V E I R I N H A ( ) P R O G R A M A Ç Ã O C U R R I C U L A R DO 6 0 A N O COMPETÊNCIAS GERAIS ORG. APRENDIZAGEM COMP. ESPECÍFICAS DE EDUCAÇÃO MUSICAL SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM -Mobilizar saberes culturais, científicos e

Leia mais

Desenvolvimento da capacidade de expressão e comunicação - Interpretação e comunicação

Desenvolvimento da capacidade de expressão e comunicação - Interpretação e comunicação DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E Educação Musical 6º ANO B Ano Letivo: 06/07. Introdução / Finalidades A música enquanto disciplina tem como um dos objetivos fundamentais o desenvolvimento do pensamento

Leia mais

Nome: (ATENÇÃO: coloque seu nome em todas as páginas deste teste) I. TESTE PERCEPTIVO

Nome: (ATENÇÃO: coloque seu nome em todas as páginas deste teste) I. TESTE PERCEPTIVO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE ARTES DEPARTAMENTO DE MÚSICA CONCURSO VESTIBULAR 2016 PROVA ESPECÍFICA TESTE TEÓRICO-PERCEPTIVO Nome: (ATENÇÃO: coloque seu nome em todas as páginas

Leia mais

DISCIPLINA EDUCAÇÃO MUSICAL

DISCIPLINA EDUCAÇÃO MUSICAL INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DISCIPLINA EDUCAÇÃO MUSICAL PROVA 12/16 6º Ano de Escolaridade (Decreto-Lei nº 19/12, de 5 de julho, republicado pelo Decreto-Lei nº 91/1, de 10 de julho)

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD CENTRO DE SELEÇÃO PROCESSO SELETIVO 2017 Edital N.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD CENTRO DE SELEÇÃO PROCESSO SELETIVO 2017 Edital N. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD CENTRO DE SELEÇÃO PROCESSO SELETIVO 2017 Edital N. 69/2016 ANEXO V PROGRAMAS DAS PROVAS PARA OS CURSOS QUE EXIGEM

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE CONCURSO VESTIBULAR VESTIBULAR 2014 MÚSICA INSTRUÇÕES - Ao receber este caderno de prova verifique se contém 30 questões. Caso contrário,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE CONCURSO VESTIBULAR VESTIBULAR 2016 MÚSICA INSTRUÇÕES - Ao receber este caderno de prova verifique se contém 30 questões. Caso contrário,

Leia mais

Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS, COMUNICAÇÃO E ARTES ICHCA

Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS, COMUNICAÇÃO E ARTES ICHCA CADERNO DE QUESTÕES Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS, COMUNICAÇÃO E ARTES ICHCA TESTE ESPECÍFICO PROVA ESCRITA Processo

Leia mais

Desenvolvimento da capacidade de expressão e comunicação - Interpretação e comunicação

Desenvolvimento da capacidade de expressão e comunicação - Interpretação e comunicação Educação Musical º ANO C Ano Letivo: 0/0. Introdução / Finalidades A música enquanto disciplina tem como um dos objetivos fundamentais o desenvolvimento do pensamento musical dos alunos, através da compreensão

Leia mais

Prova de Teoria Musical e Percepção melódica e rítmica

Prova de Teoria Musical e Percepção melódica e rítmica UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Pró-Reitoria de Graduação PROGRAD Escola Técnica de Artes - ETA Prova de Teoria Musical e Percepção Melódica e Rítmica Curso Técnico em Música (Canto Erudito, Canto Popular,

Leia mais

DIREÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALENTEJO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FRONTEIRA PLANIFICAÇÃO ANUAL

DIREÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALENTEJO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FRONTEIRA PLANIFICAÇÃO ANUAL DIREÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALENTEJO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FRONTEIRA PLANIFICAÇÃO ANUAL Professor: João Polido Disciplina: Educação Musical Ano: 5º Turma: B Ano lectivo: 2011/2012 Interpretação

Leia mais

Programa Curricular do módulo de INSTRUMENTO, variante BATERIA. Fornecer um sólido conhecimento técnico do instrumento.

Programa Curricular do módulo de INSTRUMENTO, variante BATERIA. Fornecer um sólido conhecimento técnico do instrumento. Programa Curricular do módulo de INSTRUMENTO, variante BATERIA Objectivos Gerais Fornecer um sólido conhecimento técnico do instrumento. Desenvolver a coordenação entre raciocíniomusical e execução no

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO MUSICAL / Ano Letivo 2013/2014 EDUCAÇÃO MUSICAL Ano Letivo 2013-2014 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Página 1 de 12 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE EDUCAÇÃO MUSICAL Competências Gerais do Ensino Básico 1 Mobilizar

Leia mais

Prova de Aptidão em Música. composição MusicaL

Prova de Aptidão em Música. composição MusicaL Prova de Aptidão em Música composição MusicaL 1. Análise Comparativa Ouça atentamente os dois trechos musicais a serem reproduzidos durante o exame e faça uma análise comparativa entre os dois, dando ênfase

Leia mais

Ano letivo de Currículo da Disciplina de Educação Musical 5º Ano I UNIDADE

Ano letivo de Currículo da Disciplina de Educação Musical 5º Ano I UNIDADE Ano letivo de 2012-2013 Currículo da Disciplina de Educação Musical 5º Ano I UNIDADE - Ensaiar e apresentar publicamente interpretações individuais e em grupo de peças musicais em géneros e formas contrastantes

Leia mais

42. Construa a escala maior e indique os tetracordes de cada uma das tonalidades indicadas abaixo:

42. Construa a escala maior e indique os tetracordes de cada uma das tonalidades indicadas abaixo: Escalas Exercícios 42. Construa a escala maior e indique os tetracordes de cada uma das tonalidades indicadas abaixo: A. SOL maior B. LA maior C. SI maior D. FA maior E. MI maior F. RE maior 89 43. Construa

Leia mais

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2013 E MÓDULO III DO PISM TRIÊNIO PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA BACHARELADO EM MÚSICA

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2013 E MÓDULO III DO PISM TRIÊNIO PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA BACHARELADO EM MÚSICA A questão 01 é acompanhada de um exemplo musical gravado, que será repetido 4 vezes, com um silêncio de 30 segundos entre cada repetição; um som de aviso (quatro toques ) aparecerá antes do extrato musical

Leia mais

GRADE CURRICULAR CAVALLIERI CANTO POPULAR

GRADE CURRICULAR CAVALLIERI CANTO POPULAR MÓDULO I 1º Semestre 1.1 Apresentação do instrumento vocal. No primeiro módulo o aluno conhecerá seu aparelho fonador fisicamente bem como suas características. 1.2 Postura. Postura corporal correta, e

Leia mais

ESCOLA E.B. FERNANDO CALDEIRA. Ano letivo de Currículo da Disciplina de Educação Musical 6º Ano I UNIDADE

ESCOLA E.B. FERNANDO CALDEIRA. Ano letivo de Currículo da Disciplina de Educação Musical 6º Ano I UNIDADE Ano letivo de 2012-2013 Objetivos Currículo da Disciplina de Educação Musical 6º Ano I UNIDADE Interpretação e comunicação: - Preparar, apresentar e avaliar peças musicais diferenciadas, atendendo à diversidade

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Pedrógão Grande Ano letivo 2015/2016

Agrupamento de Escolas de Pedrógão Grande Ano letivo 2015/2016 Agrupamento de Escolas de Pedrógão Grande Ano letivo 2015/2016 Atividades de Enriquecimento Curricular Ensino da Música no 1.º CEB Planificação Anual Introdução Considerando a importância do desenvolvimento

Leia mais

CURSO BÁSICO DE CANTO GREGORIANO PROGRAMA DE PRÁTICA INSTRUMENTAL - CRAVO 1º GRAU

CURSO BÁSICO DE CANTO GREGORIANO PROGRAMA DE PRÁTICA INSTRUMENTAL - CRAVO 1º GRAU 1º GRAU Desenvolver o tato, o sentido rítmico e melódico e a audição interior; Desenvolver a capacidade de coordenação motora para a aprendizagem da técnica do instrumento; Desenvolver o sentido e a prática

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Prova º Ciclo do Ensino Básico (Decreto Lei nº 139/2012, de 5 de julho)

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Prova º Ciclo do Ensino Básico (Decreto Lei nº 139/2012, de 5 de julho) INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO MUSICAL Prova Escrita 1ª e 2ª Fases Prova 12 2015 2º Ciclo do Ensino Básico (Decreto Lei nº 139/2012, de 5 de julho) O presente documento divulga

Leia mais

Portaria nº 36/2003. Anexo I - Regulamento do curso de formação musical em instrumentos de sopro e percussão. Artigo 1.

Portaria nº 36/2003. Anexo I - Regulamento do curso de formação musical em instrumentos de sopro e percussão. Artigo 1. Portaria nº 36/2003 Jornal Oficial Nº 21 I 22-05-2003 PAG. 739 O Decreto Legislativo Regional nº 13/2002/A, de 12 de Abril, cria o novo regime jurídico para a educação extra-escolar e ensino recorrente.

Leia mais

EDITAL (Maio de 2014) A NOSSA MISSÃO

EDITAL (Maio de 2014) A NOSSA MISSÃO 2ª FASE EDITAL (Maio de 2014) A Presidente e Diretora Pedagógica do Conservatório Escola Profissional das Artes da Madeira Eng. Luiz Peter Clode (CEPAM), Dra. Maria Tomásia Alves, no uso de suas atribuições

Leia mais

trecho musical ì í î ï ð

trecho musical ì í î ï ð Nas questões de 1 a 10, responda de acordo com o comando de cada uma delas. As questões 1, 4, 6, 7 e 9 exigem respostas a serem construídas; as questões 2 e 8 são de associação. As respostas a essas questões

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS GONÇALO SAMPAIO ESCOLA E.B. 2, 3 PROFESSOR GONÇALO SAMPAIO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS GONÇALO SAMPAIO ESCOLA E.B. 2, 3 PROFESSOR GONÇALO SAMPAIO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS GONÇALO SAMPAIO ESCOLA E.B. 2, 3 PROFESSOR GONÇALO SAMPAIO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES EDUCAÇÃO MUSICAL PLANIFICAÇÃO PERIÓDICA 6º ANO 2016/2017 1º Período Conceitos Conteúdos Objetivos

Leia mais

EDUCAÇÃO MUSICAL (CORAL, INSTRUMENTOS) 1º ao 8º ANO

EDUCAÇÃO MUSICAL (CORAL, INSTRUMENTOS) 1º ao 8º ANO Objetivo Pedagógico e Metas de Ensino de uma Escola Waldorf - Tobias Richter EDUCAÇÃO MUSICAL (CORAL, INSTRUMENTOS) 1º ao 8º ANO ASPECTOS PRINCIPAIS E METAS PEDAGÓGICAS GERAIS A MÚSICA FALA AO HOMEM, E

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE CONCURSO VESTIBULAR VESTIBULAR 2015 MÚSICA INSTRUÇÕES - Ao receber este caderno de prova verifique se contém 30 questões. Caso contrário,

Leia mais

Improvisação. Prof. Juarez Barcellos. Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos!

Improvisação. Prof. Juarez Barcellos. Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos! Improvisação Prof. Juarez Barcellos Licença Creative Commons Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos! Em 2002, comecei a dar aulas particulares nas Em 2002, comecei a dar aulas particulares

Leia mais

Conservatório de Música D. Diniz

Conservatório de Música D. Diniz Conservatório de Música D. Diniz 1ª Sessão Timbre: Vozes/ instrumentos. Identifica e reconhece as notas musicais na pauta; Reconhece diferentes estruturas formais; Execução de melodias e ostinatos; Padrões

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DOS INTERVALOS MUSICAIS. Ex.

CLASSIFICAÇÃO DOS INTERVALOS MUSICAIS. Ex. LIÇÃO - 01 INTERVALO MUSICAL As notas musicais indicam as diferentes alturas do som. Assim sendo, entre estas diferentes alturas sonoras, obviamente, cria-se uma distância entre elas, a qual chamamos de

Leia mais

01. Assinale CORRETAMENTE a alternativa que corresponde às possibilidades de tonalidades apresentadas na sequência a seguir.

01. Assinale CORRETAMENTE a alternativa que corresponde às possibilidades de tonalidades apresentadas na sequência a seguir. 01. Assinale CORRETAMENTE a alternativa que corresponde às possibilidades de tonalidades apresentadas na sequência a seguir. Mi menor, Ré b maior, Sol maior Mi Maior, Ré bemol Maior, Lá Maior Sol# Maior,

Leia mais

Habilidade Específica

Habilidade Específica PROCESSO SELETIVO 2012 Anos Edital 08/2012-16/10/2011 INSTRUÇÕES 1. Confira, abaixo, o seu número de inscrição, turma e nome. Assine no local indicado. 2. Aguarde autorização para abrir o caderno de prova.

Leia mais

Reconhecendo e vivenciando os elementos constitutivos da música

Reconhecendo e vivenciando os elementos constitutivos da música Como foi dito anteriormente, o pleno domínio dos conteúdos inerentes a ritmo, melodia e harmonia, depende de um conhecimento mais específico da linguagem musical; por isso, o que se busca aqui é um aumento

Leia mais

CONCURSO VESTIBULAR 2013 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA CURSO DE MÚSICA. Assinatura: PROVA COLETIVA

CONCURSO VESTIBULAR 2013 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA CURSO DE MÚSICA. Assinatura: PROVA COLETIVA CONCURSO VESTIBULAR 2013 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA CURSO DE MÚSICA LOCAL-SALA-SEQ INSCRIÇÃO NOME Assinatura: PROVA COLETIVA 1- A prova está dividida em 4 questões com as seguintes pontuações: Questão

Leia mais

MATERIAL DE REFORÇO PARA USO DO PROFESSOR

MATERIAL DE REFORÇO PARA USO DO PROFESSOR MATERIAL DE REFORÇO PARA USO DO PROFESSOR 1. PROPRIEDADES DO SOM 1.1. Preencher os espaços com a propriedade correta: a)... : é a propriedade de o som ser agudo ou grave. b)... : é o tempo que o som permanece

Leia mais

Para responder à questão 1, ouça atentamente o trecho musical I.

Para responder à questão 1, ouça atentamente o trecho musical I. Nas questões de 1 a 9, responda de acordo com o comando de cada uma delas. As questões 1, 3 e 8 exigem respostas a serem construídas pelo próprio candidato; as questões 2, 7 e 9 são de associação ou complementação.

Leia mais

A ANÁLISE MUSICAL. No âmbito da música popular, ao falarmos de análise musical, estamos nos referindo:

A ANÁLISE MUSICAL. No âmbito da música popular, ao falarmos de análise musical, estamos nos referindo: A ANÁLISE MUSICAL Por Turi Collura No âmbito da música popular, ao falarmos de análise musical, estamos nos referindo: 1) À análise harmônica 2) À análise da forma musical 1 A análise harmônica busca as

Leia mais

Conteúdo Básico Comum (CBC) de Artes do Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano Exames Supletivos / 2013

Conteúdo Básico Comum (CBC) de Artes do Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano Exames Supletivos / 2013 SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO MÉDIO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Conteúdo

Leia mais

Ensino de Música. Atividades de Enriquecimento Curricular. Documentos orientadores: Orientações programáticas da DGIDC. Metas de aprendizagem

Ensino de Música. Atividades de Enriquecimento Curricular. Documentos orientadores: Orientações programáticas da DGIDC. Metas de aprendizagem Atividades de Enriquecimento Curricular Ensino de Música Documentos orientadores: Orientações programáticas da DGIDC Metas de aprendizagem Competências essenciais do Ensino Básico Introdução A música é

Leia mais

TESTE ESPECÍFICO - PROVA ESCRITA Processo Seletivo UFAL 2016 Edital nº 02/2016/PROGRAD-UFAL. Curso INSTRUÇÕES GERAIS

TESTE ESPECÍFICO - PROVA ESCRITA Processo Seletivo UFAL 2016 Edital nº 02/2016/PROGRAD-UFAL. Curso INSTRUÇÕES GERAIS Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD Instituto de Ciências Humanas, Comunicação e Artes - ICHCA TESTE ESPECÍFICO - PROVA ESCRITA Processo Seletivo

Leia mais

Síntese da Planificação da Área de Língua Portuguesa 1º Ano

Síntese da Planificação da Área de Língua Portuguesa 1º Ano Síntese da Planificação da Área de Língua Portuguesa 1º Ano Período Dias de aulas previstos 2.ª 3.ª 4.ª 5.ª 6.ª 1.º período 13 12 12 12 14 2.º período 10 11 11 12 12 3.º período 9 9 9 9 10 (Carga horária:

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO RESTELO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO RESTELO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO RESTELO CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÂO DA DISCIPLINA DE PORTUGUÊS 2º CICLO ANO LETIVO 2015 / 2016 DOMÍNIOS DE APRENDIZAGEM DOMÍNIOS DE REFERÊNCIA PONDERAÇÃO INSTRUMENTOS DE

Leia mais

- MATRIZES DAS DISCIPLINAS -

- MATRIZES DAS DISCIPLINAS - - MATRIZES DAS DISCIPLINAS - TECLAS Anexo II Matrizes das Disciplinas Admissões 2016/2017 Página 57 de 81 ACORDEÃO Admissão/aferição ao 2.º grau/6.º ano de escolaridade 1. Duas escalas maiores à distância

Leia mais

REGULAMENTO DA ADMISSÃO AO ENSINO ARTÍSTICO ESPECIALIZADO

REGULAMENTO DA ADMISSÃO AO ENSINO ARTÍSTICO ESPECIALIZADO REGULAMENTO DA ADMISSÃO AO ENSINO ARTÍSTICO ESPECIALIZADO A Academia de Música da Sociedade Filarmónica Vizelense estabeleceu um protocolo para o ensino especializado da música em regime articulado com

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular INSTRUMENTO PRINCIPAL III Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular INSTRUMENTO PRINCIPAL III Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular INSTRUMENTO PRINCIPAL III Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Jazz e Música Moderna 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco IFPE Campus Barreiros

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco IFPE Campus Barreiros Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco IFPE Campus Barreiros Exame de Seleção / VESTIBULAR IFPE 2016 Curso Técnico Subsequente em Instrumento Musical Avaliação Específica em

Leia mais

Intervalos. Classificação numérica. Classificação de dimensão

Intervalos. Classificação numérica. Classificação de dimensão Intervalos Um intervalo é a distância entre duas notas ou sons diferentes, sendo ascendente ou descendente em função da direção melódica que adotar. Estão sujeitos às seguintes classificações: Classificação

Leia mais

Mestrado de Ensino em Educação Musical no Ensino Básico. Sessão nº1 1/10/2014

Mestrado de Ensino em Educação Musical no Ensino Básico. Sessão nº1 1/10/2014 Mestrado Ensino em Educação Musical no Ensino Básico Projeto: Cordofones e Reportório Tradicional Mairense em estilo Pop/Rock: Aprendizagens e Perceções Discente: Nuno Mendonça nº 130138009 Sessão nº1

Leia mais

MATRIZ PROVA EXTRAORDINÁRIA DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO MUSICAL Maio de º Ano 2.º Ciclo do Ensino Básico

MATRIZ PROVA EXTRAORDINÁRIA DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO MUSICAL Maio de º Ano 2.º Ciclo do Ensino Básico MATRIZ PROVA EXTRAORDINÁRIA DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO MUSICAL Maio de 2016 Prova de 2016 6.º Ano 2.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as caraterísticas da prova extraordinária

Leia mais

Apostila de Teoria Musical I

Apostila de Teoria Musical I Apostila de Teoria Musical I 2009 Índice I Propriedades Físicas do Som...03 II O que é Música?...04 III Representação gráfica do pentagrama...05 IV Notação Musical...06 V Figuras e Valores das e pausas...07

Leia mais

Processo Seletivo ª Etapa Teoria Musical

Processo Seletivo ª Etapa Teoria Musical UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Processo Seletivo 2012.1 2ª Etapa Teoria Musical Candidato (a): Feira de Santana, 27 de fevereiro de 2012. UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA

Leia mais

Sistemas de Notação para Violão - Conteúdo

Sistemas de Notação para Violão - Conteúdo Introdução Representação gráfica do braço do violão Cifragem cordal Tablatura moderna Partitura para violão Notação numérica Introdução Ao longo do tempo, a Música tem sido transmitida de geração em geração

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROCESSO SELETIVO EDITAL N. 35/2015

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROCESSO SELETIVO EDITAL N. 35/2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROCESSO SELETIVO 2015-2 EDITAL N. 35/2015 ANEXO IV OBJETIVOS, PROCEDIMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA AS PROVAS DO PROCESSO

Leia mais

C-FSG-MU/2013 CÓDIGO 11

C-FSG-MU/2013 CÓDIGO 11 l) O Acorde de 7ª da Dominante dizse estar na 2ª inversão quando o Baixo é a do acorde. (A) 2ª (B) 3ª (C) 4ª (D) 5ª (E) 6ª 2) O baixo recebe o nome de fundamental quando o acorde está na (A) segunda inversão

Leia mais

Prova de Equivalência à Frequência

Prova de Equivalência à Frequência Rubricas dos Professores Vigilantes Prova de Equivalência à Frequência Educação Musical /Prova 12/2ª Fase/2014 Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho A PREENCHER PELO ESTUDANTE Nome completo Documento

Leia mais

Apostila de Educação Musical 1ª Série Ensino Médio www.portaledumusicalcp2.mus.br Estrutura e Forma em Música Leia com atenção o texto abaixo: Maneiras de Ouvir Há muitas, quase infinitas maneiras de ouvir

Leia mais

C-FSG-MU/2015 CÓDIGO - 11

C-FSG-MU/2015 CÓDIGO - 11 1) Em relação à escala cromática, ao analisarmos a origem das notas cromáticas podese dizer que estas devem pertencer aos tons afastados da escala diatônica que lhe corresponde. não devem pertencer aos

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA História e Geografia de Portugal

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA História e Geografia de Portugal Direção de Serviços da Região Norte AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARES ANO LETIVO 2015 / 2016 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA História e Geografia de Portugal Prova (05) 2016 2º Ciclo do Ensino

Leia mais

PLANEJAMENTO ( MÚSICAS)

PLANEJAMENTO ( MÚSICAS) PLANEJAMENTO ( MÚSICAS) Professor (a): Véra Lúcia Ziero MÚSICAS Competências Oralidade; leitura; escrita. Objetivo Geral Incentivar a leitura, compreensão, interpretação e canto através de sensibilização

Leia mais

Valores: R$ 21,00 (comerciário/dependente), R$ 37,00 (conveniado) e R$ 48,00 (usuário).

Valores: R$ 21,00 (comerciário/dependente), R$ 37,00 (conveniado) e R$ 48,00 (usuário). CURSOS DE MÚSICA DO SESC (2º Semestre) MODALIDADE INICIANTE 1) VIOLÃO POPULAR Este curso está direcionado ao estudo da música popular com acompanhamento harmônico. Serão praticadas canções do repertório

Leia mais

MATEMÁTICA - 2º ANO. Novo programa de matemática Objetivos específicos

MATEMÁTICA - 2º ANO. Novo programa de matemática Objetivos específicos MATEMÁTICA - 2º ANO NÚMEROS E OPERAÇÕES Números naturais Noção de número natural Relações numéricas Sistema de numeração decimal Classificar e ordenar de acordo com um dado critério. Realizar contagens

Leia mais

ATUALIZADO 24/10/2016

ATUALIZADO 24/10/2016 Aqui é o lugar certo para aprender violão ATUALIZADO 24/10/2016 Daniel Darezzo MÓDULO ZERO 7 passos para 100% de aproveitamento 3 dicas de sucesso para quem é canhoto(a) 5 passos para eliminar suas manias

Leia mais

Conservatório de Música Dom Dinis CURSO LIVRE DE CANTO PLANO DE ESTUDOS

Conservatório de Música Dom Dinis CURSO LIVRE DE CANTO PLANO DE ESTUDOS Conservatório de Música Dom Dinis CURSO LIVRE DE CANTO PLANO DE ESTUDOS Junho de 2015 ÍNDICE INTRODUÇÃO 3 A VOZ E O CANTO 4 CONTEÚDOS GERAIS 5 ESPECÍFICOS 7 COMPETÊNCIAS 8 PLANO ANUAL 10 TRIMESTRAL 12

Leia mais

Planificação Anual/Trimestral - Educação Musical - 6.º Ano

Planificação Anual/Trimestral - Educação Musical - 6.º Ano Timbre: Harmonia tímbrica e realce tímbrico. Instrumentos tradicionais do Mundo. Dinâmica: Legato e staccato. Músicas do Mundo. Altura: Simultaneidade de melodias. Polifonia. Ritmo: Monorritmia e Polirritmia.

Leia mais

Para responder à questão 1, ouça atentamente o trecho musical I.

Para responder à questão 1, ouça atentamente o trecho musical I. Nas questões de 1 a 10, responda de acordo com o comando de cada uma delas. As questões 1, 3 e 8 exigem respostas a serem construídas; as questões 2, 7, 9 e 10 são de associação. As respostas a essas questões

Leia mais

Prova (1º Módulo) Nome do Aluno: data / /

Prova (1º Módulo) Nome do Aluno: data / / Prova (1º Módulo) Nome do Aluno: data / / 1. O que é música? 2. Qual elemento (a matéria) mais importante da música que sem ele, a mesma não existiria? 3. O que é som? 4. Existem duas espécies de sons.

Leia mais

Intervalo é a diferença de altura entre sons. Na pauta musical é a diferença de altura entre notas musicais.

Intervalo é a diferença de altura entre sons. Na pauta musical é a diferença de altura entre notas musicais. INTERVALO S INTERVALOS Intervalo é a diferença de altura entre sons. Na pauta musical é a diferença de altura entre notas musicais. INTERVALO UNÍSSONO Quando duas notas têm a mesma altura e são simultâneas,

Leia mais

Habilidades Específicas

Habilidades Específicas Habilidades Específicas MÚSICA 10 de Junho de 2007 Início: 8h DURAÇÃO DA PROVA: 4H Conteúdo: 20 questões objetivas Este caderno não será liberado NOME: CARTEIRA Nº PROVA DE HABILIDADES ESPECÍFICAS MÚSICA

Leia mais

INICIAÇÃO À MÚSICA E AO VIOLÃO

INICIAÇÃO À MÚSICA E AO VIOLÃO INICIAÇÃO À MÚSICA E AO VIOLÃO MARIO SALES SANTOS APLICAÇÃO DE ESCALAS PARA IMPROVISO São Paulo 2013 SUMARIO O QUE É IMPROVISO... 02 MODELOS DE ESCALAS... 02 ENCERRAMENTO... 05 O QUE É IMPROVISO? Improvisar

Leia mais

Vejamos abaixo, por exemplo, o campo harmônico de C Maior com suas dominantes secundárias: C7M Dm7 Em7 F7M

Vejamos abaixo, por exemplo, o campo harmônico de C Maior com suas dominantes secundárias: C7M Dm7 Em7 F7M Dominantes Secundárias Cada um dos acordes diatônicos do campo harmônico, pode ser preparado por um acorde de dominante. Esse acorde se chama dominante secundário. A dominante primária de uma tonalidade

Leia mais

Planificação das aulas de Expressão Musical na Escolinha da Tia Ló. 4º ano ( )

Planificação das aulas de Expressão Musical na Escolinha da Tia Ló. 4º ano ( ) Planificação das aulas de Expressão Musical na Escolinha da Tia Ló 4º ano (13.45 14.15) 1.ª FASE Motivação e Organização geral 15/09 (sala de aula) Musicais Reconhecer a musica como forma de comunicação

Leia mais

TAP - 13 / 11 / 2009 UFJF - IAD. Prof. Luiz E. Castelões

TAP - 13 / 11 / 2009 UFJF - IAD. Prof. Luiz E. Castelões TAP - 13 / 11 / 2009 UFJF - IAD Prof. Luiz E. Castelões lecasteloes@gmail.com Plano Geral da Aula: (1) Princípios básicos de Teoria Musical; (2) Aplicação da Teoria do item (1) na análise de pequenos trechos

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de PEDRÓGÃO GRANDE CONSELHO de DOCENTES Planificação Trimestral - 1.º Ano /2016 Matemática 1.º Período 65 dias letivos

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de PEDRÓGÃO GRANDE CONSELHO de DOCENTES Planificação Trimestral - 1.º Ano /2016 Matemática 1.º Período 65 dias letivos Números naturais Correspondências um a um e comparação do número de elementos de dois conjuntos; Contagens de até vinte objetos; O conjunto vazio e o número zero; Números naturais até 9; contagens progressivas

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL. Documento(s) Orientador(es): Programa

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL. Documento(s) Orientador(es): Programa AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa 1º CICLO MATEMÁTICA 2º ANO TEMAS/DOMÍNIOS CONTEÚDOS OBJETIVOS TEMPO AVALIAÇÃO

Leia mais

ANEXO I - MATRIZES GERAIS - Anexo I Matrizes Gerais Admissão de Novos Alunos 2015/2016 Página 1 de 7

ANEXO I - MATRIZES GERAIS - Anexo I Matrizes Gerais Admissão de Novos Alunos 2015/2016 Página 1 de 7 ANEXO I - MATRIZES GERAIS - Anexo I Matrizes Gerais Admissão de Novos Alunos 2015/2016 Página 1 de 7 1. ADMISSÕES/AFERIÇÕES I. CURSO BÁSICO DE MÚSICA A. 1.º ANO DE ESCOLARIDADE / PREPARATÓRIO I Alunos

Leia mais

Princípios do programa de Expressão Musical

Princípios do programa de Expressão Musical Princípios do programa de Expressão Musical Voz: Dizer, entoar e cantar rimas e lengalengas; cantar canções; experimentar sons vocais. Corpo: Experimentar percussão corporal; acompanhar canções e gravações

Leia mais

ANEXO III CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DAS PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA SIS/UEA - TRIÊNIO 2014/2016

ANEXO III CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DAS PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA SIS/UEA - TRIÊNIO 2014/2016 ANEXO III CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DAS PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA SIS/UEA - TRIÊNIO 2014/2016 1. PROVAS DE HABILIDADES ESPECÍFICAS 1.1 Curso de Música A prova do curso de música está organizada em duas

Leia mais