CONCURSO VESTIBULAR 2015 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA CURSO DE MÚSICA. Assinatura: PROVA COLETIVA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONCURSO VESTIBULAR 2015 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA CURSO DE MÚSICA. Assinatura: PROVA COLETIVA"

Transcrição

1 CONCURSO VESTIBULAR 2015 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA CURSO DE MÚSICA Nome do Candidato: Inscrição: Assinatura: PROVA COLETIVA 1- A prova está dividida em 4 questões com as seguintes pontuações: Questão 1: 2,4 Questão 2: 3,6 Questão 3: 2,0 Questão 4: 2,0 2- Respostas não legíveis serão desconsideradas. 3- Por favor, vire as páginas somente quando solicitado. Espaço reservado para a banca examinadora TOTAL 1/9

2 Questão 1 Percepção Musical Esta questão consiste na audição, identificação e classificação de intervalos musicais, escalas maiores e menores, modos gregorianos e acordes. Atenção! As audições de cada parte ( ) não serão interrompidas. Cada exemplo será repetido 3 vezes com espaço de tempo de 5 segundos entre cada um, exceto o terceiro, que terá 10 segundos (nesse tempo o candidato deverá responder a questão); logo em seguida inicia o próximo exemplo, seguindo o mesmo esquema Intervalos Musicais Você vai ouvir 3 (três) vezes cada intervalo musical (melódico ou harmônico). Identifique-os e escreva a seguir sua classificação de acordo com o exemplo. Exemplo: terça maior a) b) c) 1.2. Escalas Maiores e Menores Você vai ouvir 3 (três) vezes cada escala musical. Identifique-as e escreva abaixo o nome da escala de acordo com o exemplo. Exemplo: menor melódica a) b) c) 2/9

3 1.3. Modos Gregorianos Você vai ouvir 3 (três) vezes cada modo (gregoriano, eclesiástico ou litúrgico). Identifique-os e escreva abaixo o nome do modo de acordo com o exemplo. Exemplo: dórico a) b) c) 1.4. Acordes (tríades) Você vai ouvir 3 (três) vezes cada acorde. Identifique-os e escreva abaixo o nome do acorde de acordo com o exemplo. Exemplo: maior a) b) c) 3/9

4 Questão Ditado de padrões melódico-tonais Você vai ouvir 4 (quatro) vezes (2+2) cada fragmento melódico de quatro notas. Antes da 1ª vez, você irá ouvir uma progressão de 4 acordes confirmando o centro tonal de referência. Escreva, abaixo, somente as notas (alturas) no pentagrama (1 nota por compasso), de acordo com a escala de Sol Maior. a) b) 2.2. Ditado de configurações rítmicas Você vai ouvir 4 (quatro) vezes (2+2) cada fragmento rítmico, sendo os 2 primeiros compassos com um pulso de referência. Complete os 2 compassos a seguir. a) b) 4/9

5 2.3. Ditado Melódico Você vai ouvir 6 (seis) vezes (2+2+2) uma melodia de 4 compassos em Dó maior. Escreva, na pauta abaixo, as notas e os ritmos completando os 4 compassos em branco. As primeiras duas notas da melodia já estão escritas. Utilize as pautas abaixo como rascunho: 5/9

6 Questão 3 Análise Musical Observe a partitura, a seguir, do compositor brasileiro Cláudio Santoro ( ). Trata-se de uma canção para voz e piano composta em 1958, sobre os versos de Vinícius de Moraes. Responda às questões a seguir, de acordo com a observação e a análise desta partitura. 6/9

7 3.1. Há duas fórmulas de compasso distintas na partitura. Quais são elas? Comente sobre uma diferença e uma semelhança entre as duas. Resposta: 3.2. Reescreva no pentagrama a seguir a linha melódica da voz do primeiro compasso da peça, classificando todos os intervalos melódicos que aparecem entre as notas. (Exemplo: quarta justa, sexta menor etc.) 3.3. Observe os acordes tétrades que ocorrem na parte do piano somente nos primeiros tempos dos compassos 2, 5 e 7. Transcreva os acordes para clave de Sol. Utilize apenas semibreves. Identifique-os e escreva abaixo o nome do acorde de acordo com o exemplo e coloque a cifra correspondente. (Exemplo: acorde de Sol Maior com sétima menor G7) Transcreva e faça a transposição, no pentagrama a seguir, de todas as notas e figuras rítmicas contidas nos compassos 4 e 5, somente da parte da voz, para uma Terça Menor ascendente e para o compasso 3/8. 7/9

8 Questão 4 Criação Musical Leia atentamente os critérios a seguir e, em seguida, escreva uma melodia de 4 compassos de acordo com as orientações dadas. a) Registro: Escreva a melodia em clave de Sol. Mantenha a melodia no âmbito de uma oitava. b) Controle rítmico: O compasso deve ser binário composto (semínima pontuada como unidade de tempo). Utilize apenas semínimas, semínimas pontuadas, colcheias e semicolcheias (e suas pausas correspondentes). c) Controle harmônico: Siga o plano harmônico indicado pelos respectivos graus da escala de Dó maior e coloque a armadura de clave correspondente. d) Controle intervalar: Evite a repetição demasiada de notas e intervalos. Utilize tanto graus conjuntos como saltos e arpejos. 8/9

9 RASCUNHO: 9/9

10

CONCURSO VESTIBULAR 2013 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA CURSO DE MÚSICA. Assinatura: PROVA COLETIVA

CONCURSO VESTIBULAR 2013 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA CURSO DE MÚSICA. Assinatura: PROVA COLETIVA CONCURSO VESTIBULAR 2013 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA CURSO DE MÚSICA LOCAL-SALA-SEQ INSCRIÇÃO NOME Assinatura: PROVA COLETIVA 1- A prova está dividida em 4 questões com as seguintes pontuações: Questão

Leia mais

APRENDA MÚSICA Vol I 1. As notas musicais no endecagrama

APRENDA MÚSICA Vol I 1. As notas musicais no endecagrama APRENDA MÚSICA Vol I 1. As notas musicais no endecagrama Devido à grande extensão do teclado e conseqüentemente um grande número de notas, localizadas em diferentes oitavas, precisamos de dois pentagramas.

Leia mais

TEORIA ELEMENTAR DA MÚSICA

TEORIA ELEMENTAR DA MÚSICA Universidade Federal de Santa Maria Centro de Artes e Letras Departamento de Música TEORIA ELEMENTAR DA MÚSICA 2012 Teoria e Percepção Musical Prof. Pablo Gusmão Tópico Página 1 Notas musicais, pauta,

Leia mais

Provas de Habilidades Específicas em Música Composição e Licenciatura

Provas de Habilidades Específicas em Música Composição e Licenciatura Provas de Habilidades Específicas em Música Composição e Licenciatura Percepção Ditado Melódico 1: Reconhecimento de notas erradas na partitura (duração da questão 01min 30s). 1. Ouviremos a seguir um

Leia mais

A Notação Musical no Ocidente: uma História

A Notação Musical no Ocidente: uma História A Notação Musical no Ocidente: uma História O sistema de notação musical moderno teve suas origens nos NEUMAS (do latim: sinal), pequenos símbolos que representavam as notas musicais em peças vocais do

Leia mais

COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD VESTIBULAR 2011 E PISM III PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA - MÚSICA

COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD VESTIBULAR 2011 E PISM III PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA - MÚSICA PARTE I: PERCEPÇÃO Instruções: Cada uma das questões de 1 a 5 é acompanhada de um exemplo musical gravado; cada exemplo musical será repetido 5 vezes com um silêncio de aproximadamente 30 segundos entre

Leia mais

Início em Arranjos Musicais

Início em Arranjos Musicais Marcelo Morales Torcato Início em Arranjos Musicais 1ª. Edição Pauliceia Marcelo Morales Torcato 2009 PRIMEIRA AULA. As notas musicais são sete: dó; ré; mi; fá; sol; lá; si. Também podem ser representadas

Leia mais

46 Dona Nobis Pacem: alturas Conteúdo

46 Dona Nobis Pacem: alturas Conteúdo Introdução Formação de tríades maiores menores Arpejos maiores e menores Cânone Sobreposição de vozes formando acordes Inversão de acordes Versões do cânone Dona Nobis Tonalidades homônimas Armaduras Influência

Leia mais

Conteúdos Específicos Professor Ensino Superior - Licenciatura Plena ou Bacharelado - Habilidades Artístico Culturais - Música

Conteúdos Específicos Professor Ensino Superior - Licenciatura Plena ou Bacharelado - Habilidades Artístico Culturais - Música Conteúdos Específicos Professor Ensino Superior - Licenciatura Plena ou Bacharelado - Habilidades Artístico Culturais - Música 31) Em sua primeira fase, a música religiosa era essencialmente vocal, não

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVAS GLOBAIS DE FORMAÇÃO MUSICAL 2014/2015 12.º ANO / 8.º GRAU

INFORMAÇÃO PROVAS GLOBAIS DE FORMAÇÃO MUSICAL 2014/2015 12.º ANO / 8.º GRAU INFORMAÇÃO PROVAS GLOBAIS DE FORMAÇÃO MUSICAL 2014/2015 12.º ANO / 8.º GRAU 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova global do ensino secundário da disciplina de Formação

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EDITAL 12/2013

PROCESSO SELETIVO EDITAL 12/2013 PROCESSO SELETIVO EDITAL 12/2013 CARGO E UNIDADES: Instrutor de Música (Caicó) Atenção: NÃO ABRA este caderno antes do início da prova. Tempo total para resolução desta prova: 3 (três) horas. Assine no

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE CONCURSO VESTIBULAR VESTIBULAR 2013 MÚSICA INSTRUÇÕES - Ao receber este caderno de prova verifique se contém 30 questões. Caso contrário,

Leia mais

música. Exemplo de instrumentos de ritmo: Instrumentos de Percussão (bateria, pandeiro, tamborim, etc.)

música. Exemplo de instrumentos de ritmo: Instrumentos de Percussão (bateria, pandeiro, tamborim, etc.) Introdução A Teoria Musical é tida por muitos como uma coisa chata e difícil, mas quando compreendida torna-se fácil e muito interessante, pois nos fará entender, questionar, definir e escrever o que tocamos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES ENSINO BÁSICO 2º CICLO PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES ENSINO BÁSICO 2º CICLO PLANIFICAÇÃO ANUAL Domínios e Subdomínios Desenvolvimento da Capacidade de Expressão e Comunicação: Interpretação e Comunicação INDICADORES O aluno canta controlando a emissão vocal em termos de afinação e respiração. O

Leia mais

FUVEST - VESTIBULAR 2011 PROVA DE APTIDÃO EM MÚSICA

FUVEST - VESTIBULAR 2011 PROVA DE APTIDÃO EM MÚSICA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE COMUNICAÇÕES E ARTES DEPARTAMENTO DE MÚSICA FUVEST - VESTIBULAR 2011 PROVA DE APTIDÃO EM MÚSICA Curso: ( ) Licenciatura ( ) Canto ( ) Instrumento ( ) Regência ( ) Composição

Leia mais

FORMAÇÃO E ESTRUTURAS DOS ACORDES; ESCALAS:

FORMAÇÃO E ESTRUTURAS DOS ACORDES; ESCALAS: FORMAÇÃO E ESTRUTURAS DOS ACORDES; ESCALAS: CROMÁTICA, DIATÔNICA, NATURAL, GREGAS, MELÓDICAS, HARMÔNICAS, DIMINUTAS, PENTATÔNICAS. SINAIS COMUNS E SÍMBOLOS MUSICAIS NOÇÕES DE IMPROVISAÇÃO: RITÍMICA, BASE

Leia mais

O Manual da Harmonia no Violino

O Manual da Harmonia no Violino Tradução Música O Manual da Harmonia no Violino The Violin Harmony Handbook por Christian Howes tradução Mario Marçal Jr. Introdução do Tradutor Ao participar de uma Master Class e vir a conhecer pessoalmente

Leia mais

18. TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA, CAMPUS II CURITIBA

18. TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA, CAMPUS II CURITIBA - Entrevista OBS: A prova poderá ser interrompida a qualquer momento a critério da banca examinadora. Violino Mecanismo em Sol Maior, em três oitavas (escala, os 7 arpejos, terças e cromática) de cor;

Leia mais

EDITAL DE RETIFICAÇÃO N 01 DO EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 02/2014

EDITAL DE RETIFICAÇÃO N 01 DO EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 02/2014 EDITAL DE RETIFICAÇÃO N 01 DO EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 02/2014 O Prefeito em Exercício do Município de Lucas do Rio Verde e a Presidente da Comissão Examinadora do Processo

Leia mais

NOTAÇÃO MUSICAL TRADICIONAL: Como se escrever música?

NOTAÇÃO MUSICAL TRADICIONAL: Como se escrever música? NOTAÇÃO MUSICAL TRADICIONAL: Como se escrever música? A música é uma linguagem sonora como a fala. Assim como representamos a fala por meio de símbolos do alfabeto, podemos representar graficamente a música

Leia mais

EDITAL 04/2015 ADMISSÃO AO CURSO PREPARATÓRIO PARA O MÓDULO 3 DO CURSO FORMAÇÃO MUSICAL

EDITAL 04/2015 ADMISSÃO AO CURSO PREPARATÓRIO PARA O MÓDULO 3 DO CURSO FORMAÇÃO MUSICAL GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA FUNDAÇÃO ANITA MANTUANO DE ARTES DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE MÚSICA VILLA-LOBOS EDITAL 04/2015 ADMISSÃO AO CURSO PREPARATÓRIO

Leia mais

Escalas III Escalas - III Escala Menor Natural Assista a aula completa em: http://cifraclub.tv/v1393

Escalas III Escalas - III Escala Menor Natural Assista a aula completa em: http://cifraclub.tv/v1393 Escalas - III Escala Menor Natural Assista a aula completa em: http://cifraclub.tv/v9 Philippe Lobo Sumário Introdução Escalas Menores... 0 Entendendo a escala Contextualização teórica... 0 Transpondo

Leia mais

Considerações finais...45

Considerações finais...45 1 INDICE Comentário Importante...03 Sua Participação...03 O Contra Baixo...04 A origem do nome contrabaixo...04 Partes do contra baixo...05 Afinação do Contra Baixo...06 Escalas e arpejos Arpejo Maior

Leia mais

Prova Específica de Música do Concurso Vestibular 2016

Prova Específica de Música do Concurso Vestibular 2016 1 Prova Específica de Música do Concurso Vestibular 2016 I. INFORMAÇÕES COMUNS A TODAS AS PROVAS A Prova de Habilitação Específica para o Curso de Graduação em Música da Universidade Federal do Rio Grande

Leia mais

Apostila - Estruturação e Linguagem Musical I (2011) PARTE II TEORIA MUSICAL

Apostila - Estruturação e Linguagem Musical I (2011) PARTE II TEORIA MUSICAL PARTE II TEORIA MUSICAL 75 HARMONIA: produção e estudo das relações de tensão e relaxamento entre as notas. "Tensão" e "relaxamento" são termos abstratos que sempre acabam surgindo na literatura sobre

Leia mais

04 Armadura de Clave Como identificar o Tom a partir dos acidentes da Armadura de Clave. 06 Relação Tom x Acidentes. 12 Círculo das Quintas

04 Armadura de Clave Como identificar o Tom a partir dos acidentes da Armadura de Clave. 06 Relação Tom x Acidentes. 12 Círculo das Quintas 03 Introdução onalidade 04 Armadura de Clave Como identificar o om a partir dos acidentes da Armadura de Clave 06 Relação om x Acidentes ons com sustenidos ons com bemóis 12 Círculo das Quintas ons Vizinhos

Leia mais

PRÁTICA DE MÚSICA COMPOSIÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS. 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO.

PRÁTICA DE MÚSICA COMPOSIÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS. 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. 2 a Etapa PRÁTICA DE MÚSICA COMPOSIÇÃO SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS 1 - Este Caderno de Prova contém três questões e folhas para rascunho, abrangendo um total de dez

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS UNIDADE ACADÊMICA DE ARTE E MÍDIA TESTE DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS UNIDADE ACADÊMICA DE ARTE E MÍDIA TESTE DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS UNIDADE ACADÊMICA DE ARTE E MÍDIA TESTE DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS O Teste de Conhecimentos Específicos em Música (TCE) tem por objetivo

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho Departamento de Expressões e Tecnologias Planificação Anual de Educação Musical 5º ano Ano Letivo 2013/2014

Leia mais

VESTIBULAR DE VERÃO 2015/1 PROGRAMA DAS DISCIPLINAS

VESTIBULAR DE VERÃO 2015/1 PROGRAMA DAS DISCIPLINAS COORDENADORIA DE VESTIBULARES E CONCURSOS/COVEST VESTIBULAR DE VERÃO 2015/1 PROGRAMA DAS DISCIPLINAS PROVA OBJETIVA LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA Compreensão e uso adequado da língua Construção

Leia mais

TECLADO PARA INICIANTES

TECLADO PARA INICIANTES TECLADO PARA INICIANTES Esqueça tocar com ritmo, só a sua tia e a sua avó vão achar bonito. Talvez a turma do buteco. Se você quer tocar na sua igreja ou na sua banda aprenda desta maneira: FASE 1 - HARMONIA

Leia mais

IGREJA CRISTÃ MARANATA. Apostila De Teclado. Comissão de ensino Vale do Aço

IGREJA CRISTÃ MARANATA. Apostila De Teclado. Comissão de ensino Vale do Aço IGREJA CRISTÃ MARANATA Apostila De Teclado Comissão de ensino Vale do Aço Introdução O Teclado é um dos instrumentos mais utilizados hoje em dia, por sua grande flexibilidade e diversificação. Com um simples

Leia mais

Acordes para Teclado e Piano by Ernandes

Acordes para Teclado e Piano by Ernandes Acordes para Teclado e Piano by Ernandes As notas abaixo formam a escala de C, com sua representação na pauta do piano: Os acordes cifrados são formados por três ou mais notas tocadas ao mesmo tempo ou

Leia mais

APONTAMENTOS SOBRE A DISCIPLINA DE PERCEPÇÃO MUSICAL NO ENSINO SUPERIOR DE MÚSICA

APONTAMENTOS SOBRE A DISCIPLINA DE PERCEPÇÃO MUSICAL NO ENSINO SUPERIOR DE MÚSICA APONTAMENTOS SOBRE A DISCIPLINA DE PERCEPÇÃO MUSICAL NO ENSINO SUPERIOR DE MÚSICA Luiz Rafael Moretto Giorgetti Universidade do Sagrado Coração, Bauru/SP (Ex-aluno) e-mail: rafael_giorgetti@hotmail.com

Leia mais

PRÁTICA INSTRUMENTAL AO PIANO

PRÁTICA INSTRUMENTAL AO PIANO PRÁTICA INSTRUMENTAL AO PIANO OBJECTIVOS GERAIS Desenvolver competências técnicas e artísticas através do estudo de um repertório diversificado. Trabalhar a compreensão do texto musical de modo a favorecer

Leia mais

CENTRO DE FORMAÇÃO MUSICAL EDITAL 01/2015 PROCESSO SELETIVO. Pré-Vestibular para os CURSOS DE GRADUAÇÃO

CENTRO DE FORMAÇÃO MUSICAL EDITAL 01/2015 PROCESSO SELETIVO. Pré-Vestibular para os CURSOS DE GRADUAÇÃO CENTRO DE FORMAÇÃO MUSICAL EDITAL 01/2015 PROCESSO SELETIVO Pré-Vestibular para os CURSOS DE GRADUAÇÃO 1 PROCESSO SELETIVO CURSO PRÉ-VESTIBULAR AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FAMES 1 DA ABERTURA 1.1 O Diretor

Leia mais

Apostila de Teoria Musical Elaboração: Maestro Jorge Nobre

Apostila de Teoria Musical Elaboração: Maestro Jorge Nobre Apostila de Teoria Musical Elaboração: Maestro Jorge Nobre MÚSICA: É a arte de combinar os sons simultânea e sucessivamente, com ordem, equilíbrio e proporção, dentro do tempo. É a arte de manifestar os

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DO PROJETO EDUCATIVO. Concerto encenado em classe de conjunto: estudo sobre perceções e aprendizagens

PROGRAMAÇÃO DO PROJETO EDUCATIVO. Concerto encenado em classe de conjunto: estudo sobre perceções e aprendizagens PROGRAMAÇÃO DO PROJETO EDUCATIVO Concerto encenado em classe de conjunto: estudo sobre perceções e aprendizagens Ana Estevens, nº 120138001 Trabalho realizado na Unidade Curricular de Processos de Experimentação

Leia mais

PROGRAMA DAS PROVAS DE HABILIDADES ESPECÍFICAS ESCOLA DE MÚSICA CURSO: MÚSICA / BACHARELADO

PROGRAMA DAS PROVAS DE HABILIDADES ESPECÍFICAS ESCOLA DE MÚSICA CURSO: MÚSICA / BACHARELADO PROGRAMA DAS PROVAS DE HABILIDADES ESPECÍFICAS ESCOLA DE MÚSICA CURSO: MÚSICA / BACHARELADO - HABILITAÇÃO EM INSTRUMENTO - HABILITAÇÃO EM CANTO PROVA PRÁTICA DE INSTRUMENTO OU CANTO INFORMAÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

VIOLÃO POPULAR EXPLICANDO TUDO PELAS CIFRAS. Autor: MR. DIRSOM

VIOLÃO POPULAR EXPLICANDO TUDO PELAS CIFRAS. Autor: MR. DIRSOM VIOLÃO POPULAR EXPLICANDO TUDO PELAS CIFRAS Autor: MR. DIRSOM 1. O QUE SÃO CIFRAS 1.1. CIFRA DE ACORDES CONCEITO A Cifra é um símbolo usado para representar um acorde de uma forma prática. A Cifra é composta

Leia mais

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Apostila de Iniciação ao Violão e Guitarra Miigueell do Prrado Urrttado São Carlos SP, 23 de fevereiro de 2006. Contatos: miguelurtado@yahoo.com.br miguelurtado@polvo.ufscar.br Proibido reprodução do material

Leia mais

CONVOCAÇÃO PARA PROCESSO SELETIVO DE PROFESSORES DE MÚSICA

CONVOCAÇÃO PARA PROCESSO SELETIVO DE PROFESSORES DE MÚSICA CONVOCAÇÃO PARA PROCESSO SELETIVO DE PROFESSORES DE MÚSICA Encontram-se abertas, até as 18h do dia 18 de janeiro de 2012, as inscrições para o Processo Seletivo de professores de música para atuar no GURI

Leia mais

FUVEST - Vestibular 2014 Prova de Aptidão em Música GABARITO da PROVA TEÓRICA

FUVEST - Vestibular 2014 Prova de Aptidão em Música GABARITO da PROVA TEÓRICA FUVEST - Vestibular 2014 Prova de Aptidão em Música GABARITO da PROVA TEÓRICA Provas: A B C 1 a 2. Percepção musical 1. Ditado melódico modal a uma voz. O ditado será repetido sete vezes, sempre precedido

Leia mais

DISCIPLINAS Português Inglês Francês Artes Visuais Ed. Musical Vocabulário: Family

DISCIPLINAS Português Inglês Francês Artes Visuais Ed. Musical Vocabulário: Family 6º Ano DISCIPLINAS Português Inglês Francês Artes Visuais Ed. Musical Vocabulário: Family Elementos Visuais - members, pets textura (animals and Arte na pré-história - related adjectives); pintura e escultura

Leia mais

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a):

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a): Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO 2014 PROVA TIPO 1 Cargo de Nível Médio: Código: 03 REVISOR DE TEXTO EM BRAILLE 2014 Universidade Federal de Alagoas (Edital nº 025/2014)

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SERGIPE SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SEED DIRETORIA DE EDUCAÇÃO DE ARACAJU DEA CONSERVATÓRIO DE MÚSICA DE SERGIPE

GOVERNO DO ESTADO DE SERGIPE SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SEED DIRETORIA DE EDUCAÇÃO DE ARACAJU DEA CONSERVATÓRIO DE MÚSICA DE SERGIPE B GOVERNO DO ESTADO DE SERGIPE SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SEED DIRETORIA DE EDUCAÇÃO DE ARACAJU DEA CONSERVATÓRIO DE MÚSICA DE SERGIPE PROCESSO DE SELEÇÃO 2011 INFORMATIVO EXAME DE SELEÇÃO PARA O

Leia mais

GABARITO DO CANDIDATO - RASCUNHO

GABARITO DO CANDIDATO - RASCUNHO GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS CONSERVATÓRIO MUSICAL - EDITAL Nº 02/2014 NÍVEL SUPERIOR PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA - PEB - NÍVEL I - GRAU A MÚSICA, REGÊNCIA / MÚSICA E TODOS OS INSTRUMENTOS NOME DO

Leia mais

COMO TOCAR TECLADO - Rafael Harduim 1

COMO TOCAR TECLADO - Rafael Harduim 1 COMO TOCAR TECLADO - Rafael Harduim 1 Índice ÍNDICE...2 HISTÓRIA DO TECLADO E SINTETIZADOR...3 INICIAÇÃO AO TECLADO...7 ACORDES E SUA SIMBOLOGIA...15 INTERVALOS...16 PARTITURA, FIGURAS OU VALORES...18

Leia mais

Teoria Musical. (Parte I)

Teoria Musical. (Parte I) Teoria Musical (Parte I) Professor Éverton Backes 01/2013 LISTA DE FIGURAS 1. Notas no teclado, pentagrama e claves... 13 2. Claves... 14 3. Acidentes e alterações musicais... 15 4. Corda do violão e escala

Leia mais

FACULDADE ANCHIETA DE ENSINO SUPERIOR DO PARANÁ FAESP BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO INFOMASTER MUSIC

FACULDADE ANCHIETA DE ENSINO SUPERIOR DO PARANÁ FAESP BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO INFOMASTER MUSIC FACULDADE ANCHIETA DE ENSINO SUPERIOR DO PARANÁ FAESP BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO INFOMASTER MUSIC Curitiba, 2005 FACULDADE ANCHIETA DE ENSINO SUPERIOR DO PARANÁ FAESP BACHARELADO EM SISTEMAS

Leia mais

A disciplina Piano na Faculdade de Artes do Paraná.

A disciplina Piano na Faculdade de Artes do Paraná. O ensino do piano popular no curso de bacharelado em música popular da Faculdade de Artes do Paraná Jussara Dalle Lucca * Faculdade de Artes do Paraná Fap jussaradallelucca@yahoo.com.br Resumo. Este texto

Leia mais

Assim, tendo a recomendar a repetição constante dos exercícios propostos - sem exageros, com

Assim, tendo a recomendar a repetição constante dos exercícios propostos - sem exageros, com PREFÁCIO O método que você tem agora em mãos, é um instrumento de aprendizagem precioso. Creio que esteja na sua síntese-simplicidade o seu maior trunfo. Aqui estão expostos, de maneira clara e precisa,

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES. Portaria n.º 70/2006 de 24 de Agosto de 2006

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES. Portaria n.º 70/2006 de 24 de Agosto de 2006 PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES Portaria n.º 70/2006 de 24 de Agosto de 2006 Ao abrigo do regime jurídico da educação extra-escolar, criado pelo Decreto Legislativo Regional 13/2002/A, de 12

Leia mais

2. DO INGRESSO O ingresso nos cursos de graduação será realizado em duas etapas:

2. DO INGRESSO O ingresso nos cursos de graduação será realizado em duas etapas: EDITAL DE CONVOCAÇÃO PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO (BACHAREL EM TEOLOGIA E LICENCIATURA EM MÚSICA) DA FACULDADE BATISTA DO RIO DE JANEIRO - 2016 A Faculdade Batista do Rio de Janeiro (FABAT)

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA SOLDADO MÚSICO PM 2ª CLASSE DO QUADRO DE PRAÇAS MÚSICOS POLICIAL MILITAR. EDITAL N 003/2013 do Edital nº.

CONCURSO PÚBLICO PARA SOLDADO MÚSICO PM 2ª CLASSE DO QUADRO DE PRAÇAS MÚSICOS POLICIAL MILITAR. EDITAL N 003/2013 do Edital nº. CONCURSO PÚBLICO PARA SOLDADO MÚSICO PM 2ª CLASSE DO QUADRO DE PRAÇAS MÚSICOS POLICIAL MILITAR EDITAL N 003/2013 do Edital nº. 002/2012 SEGAD Publicado no DOE nº 2016, de 22/04/13 O GOVERNADOR DO ESTADO

Leia mais

ÍNDICE... 1 APRESENTAÇÃO... 3 CONHECENDO O SEU INSTRUMENTO...

ÍNDICE... 1 APRESENTAÇÃO... 3 CONHECENDO O SEU INSTRUMENTO... Índice ÍNDICE... 1 APRESENTAÇÃO... 3 CONHECENDO O SEU INSTRUMENTO... 4 O TECLADO... 4 TIPOS DE TECLADOS... 4 Sintetizadores... 4 Teclados com acompanhamento automático... 4 Workstations... 4 Pianos digitais...

Leia mais

2. PROGRAMA As provas do exame de aptidão em Música são elaboradas a partir do conteúdo que segue.

2. PROGRAMA As provas do exame de aptidão em Música são elaboradas a partir do conteúdo que segue. 2ªFase Música APTIDÃO EM MÚSICA 1. INTRODUÇÃO O exame de aptidão em Música tem por objetivo avaliar a formação musical do candidato, bem como o seu potencial artístico. Em seu aspecto técnico, o exame

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho Departamento de Expressões e Tecnologias Planificação Anual de Educação Musical 6º ano Ano Letivo 2015/2016

Leia mais

VIOLÃO 1. escalas, formação de acordes, tonalidade e um sistema inédito de visualização de trechos para improvisar.

VIOLÃO 1. escalas, formação de acordes, tonalidade e um sistema inédito de visualização de trechos para improvisar. VIOLÃO 1 escalas, formação de acordes, tonalidade e um sistema inédito de visualização de trechos para improvisar CD com solos e acompanhamento Saulo van der Ley Guitarrista e violonista Composição & Regência

Leia mais

CURSO DE EXTENSÃO EM PIANO 2011

CURSO DE EXTENSÃO EM PIANO 2011 ESCOLA DE MÚSICA DO MARANHÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CURSO DE MÚSICA CURSO DE EXTENSÃO EM PIANO 2011 Relatório Final O Projeto de Extensão intitulado Curso de Extensão em Piano teve seu início

Leia mais

MUSICOGRAFIA BRAILLE. A partitura musical em braille como recurso na educação musical de cegos

MUSICOGRAFIA BRAILLE. A partitura musical em braille como recurso na educação musical de cegos MUSICOGRAFIA BRAILLE A partitura musical em braille como recurso na educação musical de cegos Isabel Cristina Dias Bertevelli isabertevelli@uol.com.br http://isabelbertevelli.blogspot.com Resumo: O artigo

Leia mais

CURSO BÁSICO DE MÚSICA PROGRAMA DE CRAVO 1º GRAU

CURSO BÁSICO DE MÚSICA PROGRAMA DE CRAVO 1º GRAU 1º GRAU Desenvolver o tato, o sentido rítmico e melódico e a audição interior. Desenvolver a capacidade de coordenação motora para a aprendizagem da técnica do instrumento. Desenvolver a execução correta

Leia mais

Planificação das aulas de Expressão Musical na Escolinha da Tia Ló. 1º e 2º anos (14.15 14.45; 14.15-15.15)

Planificação das aulas de Expressão Musical na Escolinha da Tia Ló. 1º e 2º anos (14.15 14.45; 14.15-15.15) Planificação das aulas de Expressão Musical na Escolinha da Tia Ló 1º e 2º anos (14.15 14.45; 14.15-15.15) 1.ª FASE Motivação e Organização geral 15/09 (sala de aula) Musicais Reconhecer a musica como

Leia mais

CANCIONEIRO DA MATA ATLÂNTICA

CANCIONEIRO DA MATA ATLÂNTICA CANCIONEIRO DA MATA ATLÂNTICA Tom e a Natureza Meu pai cresceu numa Ipanema tranqüila, com poucas casas e muitos terrenos baldios, onde a vegetação de restinga ainda predominava. Nos fundos da casa havia

Leia mais

EDITAL Nº 03, DE 13 DE JANEIRO DE 2012

EDITAL Nº 03, DE 13 DE JANEIRO DE 2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA EDITAL Nº 03, DE 13 DE JANEIRO DE 2012 A Universidade Federal da lntegração Latino-Americana - Unila dispõe sobre as provas de

Leia mais

Retrieved from http://musescore.org on qua, 09/22/2010

Retrieved from http://musescore.org on qua, 09/22/2010 Software livre de composição e partitura musical Retrieved from http://musescore.org on qua, 09/22/2010 Manual Este manual é para o MuseScore versão 0.9.2 ou superior. Para ajudar a melhorar ou traduzir

Leia mais

Manual de Guitarra. Nível 2 Grau Básico

Manual de Guitarra. Nível 2 Grau Básico Manual de Guitarra Nível Grau Básico Copyright Artur Silva 008 Prefácio Este Manual de Guitarra é o º de uma colecção de Volumes com diferentes níveis de dificuldade desde o Básico ao Avançado. Objectivo

Leia mais

ROTINA DE AULA 2º ANO A SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA. Acolhida Desafios e enigmas. Ciências Projeto Eu tenho Atitude Sustentável.

ROTINA DE AULA 2º ANO A SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA. Acolhida Desafios e enigmas. Ciências Projeto Eu tenho Atitude Sustentável. ROTINA DE AULA 2º ANO A (07:50h às 08:40h) Geografia (07:50h às 08:40h) L. e interpretação) Geografia (Produção textual) (Experimento) (Gramática) (Ortografia) (11:20h às 12:00h) - Sonia - Luciana ROTINA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE ARTES DEPARTAMENTO DE MÚSICA ARRANJOS VOCAIS E INSTRUMENTAIS I PROSÓDIA MUSICAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE ARTES DEPARTAMENTO DE MÚSICA ARRANJOS VOCAIS E INSTRUMENTAIS I PROSÓDIA MUSICAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE ARTES DEPARTAMENTO DE MÚSICA ARRANJOS VOCAIS E INSTRUMENTAIS I PROSÓDIA MUSICAL PROF. FERNANDO LEWIS DE MATTOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE

Leia mais

Musicando o poema: o ritmo além da teoria literária

Musicando o poema: o ritmo além da teoria literária Musicando o poema: o ritmo além da teoria literária Cíntia Pires de Lemos Ramires 1 Luciana Brito 2 RESUMO Quando há a recitação de um poema ou mesmo uma análise minuciosa, sempre é ressaltada a musicalidade

Leia mais

ESTADO DO DA BAHIA PREFEITURA MUNICIPAL DE REMANSO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS

ESTADO DO DA BAHIA PREFEITURA MUNICIPAL DE REMANSO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS ESTADO DO DA BAHIA PREFEITURA MUNICIPAL DE REMANSO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS CARGO: INSTRUTOR DE MÚSICA TURNO: MANHÃ CADERNO DE PROVA OBJETIVA LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO: 1.

Leia mais

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a):

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a): Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO 2014 PROVA TIPO 1 Cargo de Nível Médio: Código: 17 TÉCNICO EM AUDIOVISUAL 2014 Universidade Federal de Alagoas (Edital nº 025/2014)

Leia mais

Prêmio Rubens Murillo Marques 2011

Prêmio Rubens Murillo Marques 2011 Prêmio Rubens Murillo Marques 2011 Professores Inovadores nas Licenciaturas PREMIADA Profa. Dra. Marli Batista Ávila Universidade Anhembi Morumbi Justificativa UMA OPÇÃO METODOLÓGICA PARA O ENSINO DA MÚSICA

Leia mais

Johann Joseph Fux. O estudo do contraponto. (do Gradus ad Parnassum)

Johann Joseph Fux. O estudo do contraponto. (do Gradus ad Parnassum) Johann Joseph Fux O estudo do contraponto (do Gradus ad Parnassum) Traduzido por Jamary Oliveira a partir da versão em inglês: THE STUDY OF COUNTERPOINT from Johann Joseph Fux s Gradus ad Parnassum. 1971.

Leia mais

Capítulo 2 Revisão da literatura e caracterização do Finale

Capítulo 2 Revisão da literatura e caracterização do Finale Neste capítulo é feita uma abordagem teórica relativa a determinadas questões pertinentes para o presente estudo. Desta forma, após uma breve reflexão em torno da linguagem musical, focaremos a temática

Leia mais

C U R S O B Á S I C O D E M Ú S I C A CURSO DE TECLADO

C U R S O B Á S I C O D E M Ú S I C A CURSO DE TECLADO C U R S O B Á S I C O D E M Ú S I C A CURSO DE TECLADO C U R S O B Á S I C O D E M Ú S I C A CURSO DE TECLADO Publicado por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias São Paulo, Brasil Copyright

Leia mais

Sonatas latino-americanas para piano no século XX

Sonatas latino-americanas para piano no século XX Sonatas latino-americanas para piano no século XX Cristina Capparelli Gerling Universidade Federal do Rio Grande do Sul UFRGS cgerling@ufrg.br Carolina Avellar de Muniagurria Universidade Federal do Rio

Leia mais

TEMAS PARA BANCAS DE PSS ÁREA DE MÚSICA TODOS OS PROFESSORES DEVERÃO APRESENTAR O PLANO DE AULA PROCESSO SELETIVO

TEMAS PARA BANCAS DE PSS ÁREA DE MÚSICA TODOS OS PROFESSORES DEVERÃO APRESENTAR O PLANO DE AULA PROCESSO SELETIVO TEMAS PARA BANCAS DE PSS ÁREA DE MÚSICA TODOS OS PROFESSORES DEVERÃO APRESENTAR O PLANO DE AULA PROCESSO SELETIVO Componente Curricular OBOÉ FAGOTE FLAUTA TRANSVERSAL Temas respiração, aplicados ao ensino

Leia mais

Harmonia 1. Por: Alan Gomes

Harmonia 1. Por: Alan Gomes Harmonia 1 Por: Alan Gomes NOTA Este método foi planejado e desenvolvido para ser um diferencial no mercado, com conteúdos bastante explicativos e completos, visando tanto o iniciante quanto o profissional

Leia mais

DANÇA. Na avaliação, serão observados os seguintes aspectos, como princípios gerais: a) postura; b) domínio corporal; c) ritmo;

DANÇA. Na avaliação, serão observados os seguintes aspectos, como princípios gerais: a) postura; b) domínio corporal; c) ritmo; Aptidão Dança 1. INTRODUÇÃO O curso de graduação em dança da UNICAMP mantém seu foco direcionado ao profissional intérprete, que vive a dança em seu corpo, capaz de dimensioná-la no corpo do outro e que

Leia mais

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a):

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a): Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO 204 PROVA TIPO Cargo de Nível Médio: Código: 5 TÉCNICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 204 Universidade Federal de Alagoas (Edital nº

Leia mais

História da Música Ocidental

História da Música Ocidental História da Música Ocidental A Música na Idade Média e no Renascimento Música medieval é o nome dado à música típica do período da Idade Média. Essas práticas musicais aconteceram há quase 1500 anos atrás.

Leia mais

A evolução acelerada

A evolução acelerada Leia o texto atentamente: LÍNGUA PORTUGUESA A evolução acelerada Adriana Dias Lopes, Alexandre Salvador e Natalia Cuminale Somos mais altos, mais fortes - e cada vez mais gordos - do que nossos antepassados

Leia mais

Manual 2014/2015. www.tone.pt geral@tone.pt

Manual 2014/2015. www.tone.pt geral@tone.pt Manual 2014/2015 www.tone.pt O presente manual é um documento orientador e um compêndio de informação relativa à SUA escola. Será actualizado ao longo do ano pelo que poderá confirmar a sua versão pela

Leia mais

Ana Paula Peters. Música - Professor - 4 ano.indd 1 22/08/2013 11:15:37

Ana Paula Peters. Música - Professor - 4 ano.indd 1 22/08/2013 11:15:37 Ana Paula Peters Música - Professor - 4 ano.indd 1 22/08/2013 11:15:37 Projeto Integrado Ensino Fundamental 4 ọ Ano Autoria Ana Paula Peters Editora Opet Direção Geral Maria Cristina Swiatovski Gerência

Leia mais

1 Noções de software musical Conteúdo

1 Noções de software musical Conteúdo Introdução Conceitos básicos de software educacional e informática na educação O software musical como auxílio aos professores de música Software para acompanhamento Software para edição de partituras

Leia mais

Turorial: Editoração Musical com MuseScore. Em cores - Com ícone

Turorial: Editoração Musical com MuseScore. Em cores - Com ícone Turorial: Editoração Musical com MuseScore Em cores - Com ícone 2013 MuseScore é um software livre, que opera em todos os sistemas operacionais (Windows, Linux e Mac) que serve para editorar partituras

Leia mais

As informações sobre a prova apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida, e do Programa da disciplina.

As informações sobre a prova apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida, e do Programa da disciplina. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO MUSICAL Abril de 2015 Prova 12 2015 2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Tipo de Prova: Escrita e Prática Duração:

Leia mais

EDITAL nº. 01, DE 07 DE JANEIRO DE 2015

EDITAL nº. 01, DE 07 DE JANEIRO DE 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETÁRIA DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SERTÃO PERNAMBUCANO COMISSÃO PERMANENTE DE PROCESSOS SELETIVOS TESTE DE CERTIFICAÇÃO

Leia mais

ACORDES CIFRADOS. Zé Galía

ACORDES CIFRADOS. Zé Galía ACORDES CIFRADOS No curso da historia, a musica, assim como outras artes,teve um significado muito importante na representaçao de grupos sociais. Nao se sabe exatamente desde quando ela faz parte da nossa

Leia mais

Edital de chamamento para seleção de cantores 2015 Grupo Divano

Edital de chamamento para seleção de cantores 2015 Grupo Divano D GRUP O I VA N O Rua: Francisco Machado de Campos, n.º 219 - Vila Nova Cep: 19010-300 Presidente Prudente/SP - fone: (18) 391 7-2674 / 3222-3752 Site: www.grupodivano.com.br e-mail: contato@grupodivano.com.br

Leia mais

A percepção do ritmo entre possibilidades sonoras e visuais

A percepção do ritmo entre possibilidades sonoras e visuais A percepção do ritmo entre possibilidades sonoras e visuais Samira Machado de Oliveira 1 Resumo Com base em conceitos sobre os elementos fundamentais das linguagens visual e sonora, é possível perceber

Leia mais

Retrieved from http://musescore.org on seg, 02/18/2013

Retrieved from http://musescore.org on seg, 02/18/2013 Software livre de composição e partitura musical Retrieved from http://musescore.org on seg, 02/18/2013 Manual Este é o manual do MuseScore versões 0.9.4 ou superior. Para ajudar a melhorar ou traduzir

Leia mais

FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2015

FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2015 FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA 2015 O MELHOR DA MUSICA FRANCESA (INCLUINDO O REPERTÓRIO FRANCÓFONO) CALENDÁRIO DO FESTIVAL DA CANÇÃO FRANCESA DA ALIANÇA FRANCESA 2015 08 de junho 2015 Lançamento e publicação

Leia mais

O ensino de teclado em grupo na universidade e o uso do repertório popular: aprendizagem através de práticas híbridas

O ensino de teclado em grupo na universidade e o uso do repertório popular: aprendizagem através de práticas híbridas O ensino de teclado em grupo na universidade e o uso do repertório popular: aprendizagem através de práticas híbridas Ana Carolina Nunes do Couto (UFPE, Recife, PE) ana.carol.couto@gmail.com Resumo: Este

Leia mais

Curso de Harmonia Caio Senna

Curso de Harmonia Caio Senna Curso de Harmonia Caio Senna Universidade do Rio de Janeiro RIO DE JANEIRO, BRASIL - 2002 Índice Introdução Tríades sobre as funções principais na posição fundamental Mudança de posição Harmonização de

Leia mais

Leia estas instruções:

Leia estas instruções: Leia estas instruções: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Caso se identifique em qualquer

Leia mais

CONCURSO DE MÚSICAS DE CARNAVAL 2014 14ª edição

CONCURSO DE MÚSICAS DE CARNAVAL 2014 14ª edição CONCURSO DE MÚSICAS DE CARNAVAL 2014 14ª edição Data: 18, 19 e 20 de fevereiro de 2014 Local: Rua Victor Meirelles - Centro Horário: 20h I INTRODUÇÃO: O Concurso Carnavalesco de Marchinhas e Marchas-Rancho

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA: Sequência Didática Poesia: O Pato.

RELATO DE EXPERIÊNCIA: Sequência Didática Poesia: O Pato. PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA RELATO DE EXPERIÊNCIA: Sequência Didática Poesia: O Pato. Professoras: Maria Cristina Santos de Campos e Silvana Bento de Melo Couto. Escola: E. M. José

Leia mais

Título da peça: 2. FAURÉ. G. Uma canção, à escolha do candidato, entre as relacionadas no Edital de Programa de 2009. Título da peça: Título da peça:

Título da peça: 2. FAURÉ. G. Uma canção, à escolha do candidato, entre as relacionadas no Edital de Programa de 2009. Título da peça: Título da peça: CANTO 1. BACH, J.S. Uma ária ou canção, à escolha do candidato, entre as relacionadas no Edital de Programa de 2009. Título da peça: 2. FAURÉ. G. Uma canção, à escolha do candidato, entre as relacionadas

Leia mais