Criação de emprego - Brasil. Acumulado outubro-12 a setembro-13

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Criação de emprego - Brasil. Acumulado outubro-12 a setembro-13"

Transcrição

1 BOLETIM Cenário regional termina o mês setembro com struição vagas em todos os setores De acordo com os dados do Cadastro Geral Empregados (queda 71,67%) e Indústria (queda 61,80%). e Desempregados (CAGED), durante o mês setembro No que diz respeito ao saldo acumulado em doze meses 2014, o Brasil apresentou um cenário caracterizado por ( outubro 2013 a setembro 2014), foram registradas saceleração do mercado trabalho. Apesar do saldo novas contratações, valor este que, assim como no fluxo final novas oportunidas emprego, o país exibiu mensal, representa menor crescimento em relação às uma redução 41,35% no crescimento das admissões em oportunidas emprego apresentadas nos doze meses relação a setembro 2013 (quando foram registradas imediatamente anteriores. Setorialmente, o pior resultado foi contratações). Na análise dos setores, praticamente todos exibido pela Construção Civil (variando novas vagas monstraram menor crescimento em relação a setembro do ano outubro 2012 a setembro 2013 para missões nos anterior, sendo o pior sempenho exibido pela Agropecuária, que doze meses subsequentes). registrou sligamentos, seguido pelo quadro reduções no número contratações apresentado pela Construção Civil Criação emprego - Brasil Indústria Comércio Serviços Construção civil Agropecuária Total O estado São Paulo, por sua vez, registrou um saldo contratações em setembro 2014, o que caracteriza uma expressiva redução 74,95% em relação às admissões registradas durante o mesmo mês do ano anterior. Na análise por setor, nenhum obteve volume tão expressivo quanto o observado no mesmo período 2013 e, seguindo a tendência nacional, alguns inclusive monstraram struição vagas, como a Indústria, a Agropecuária e a Construção Civil. O saldo acumulado em doze meses, no mesmo sentido do fluxo mensal, exibiu redução 72,76%, variando novas vagas registradas outubro 2012 a setembro 2013 para admissões outubro 2013 a setembro 2014). 1

2 BOLETIM Criação empregos São Paulo Ano II Nov/2014 Indústria Comércio Serviços Construção civil Agropecuária Total Comparativamente ao comportamento saquecimento na criação vagas emprego apresentado tanto em âmbito nacional quanto estadual, a Região Administrativa Ribeirão Preto (RARP) exibiu um quadro ainda mais preocupante. A RARP continua absorvendo os impactos da crise regional que atinge, acentuadamente, o setor sucroenergético. Dado que a produção açúcar e álcool é uma das principais atividas da região, os reflexos sobre a economia e os mais segmentos ligados ao setor sucroalcooleiro são inevitáveis. No mês setembro 2014, foram registrados sligamentos, um cenário bastante negativo quando comparadas ao já pequeno montante 961 contratações apresentadas em setembro do ano anterior. Em particular, note que todos os setores exibiram struição vagas, sendo a Indústria o pior sempenho durante o período, com 627 missões. O valor acumulado em doze meses, também apresentou saldo final marcado por missões com sligamentos outubro 2013 a setembro 2014 frente às contratações registradas outubro 2012 a setembro Entre os setores, apenas Comércio e Serviços apresentaram saldos positivos, porém com reduções significativas, respectivamente, 89,95% e 36,98% em relação aos doze meses imediatamente anteriores. 2

3 BOLETIM Criação emprego Região Ribeirão Preto Indústria Comércio Serviços Construção civil Agropecuária Total O município Ribeirão Preto, no mesmo sentido sua Região Administrativa, monstra resultados sfavoráveis com saldo mensal caracterizado por struição vagas (484 sligamentos) e saldo acumulado setembro 2013 a outubro 2014, marcado por forte saceleração no crescimento das contratações (3.197 admissões, o que representa redução 57,52% em relação aos doze meses anteriores). Na análise setorial do fluxo mensal, atingido pelos efeitos da crise no setor industrial que se esten sobre cenário nacional e pelos impactos do setor sucroalcooleiro que assombram o quadro regional, o município exibiu struição oportunidas trabalho, em particular, na Indústria, Comércio, Serviços e Construção Civil e monstrou saceleração na criação vagas no setor Agropecuário. Entre os segmentos mais atingidos que corroboram com os números apresentados tem-se Obras Engenharia Civil; Comércio Varejista Combustíveis para Veículos Automotores; Comércio Varejista Artigos do Vestuário e Acessórios; Restaurantes e Outros Estabelecimentos Serviços Alimentação e Bebidas; Atividas Jurídicas e, por último, Serviços Limpeza. Quanto aos resultados apresentados pelo fluxo acumulado em doze meses cada setor, observam-se sligamentos na Indústria e na Agropecuária e redução na criação novas vagas emprego para os setores Comércio e Serviços. A construção civil é o único setor do município que registrou aumento nas admissões. 3

4 BOLETIM Na análise outras localidas, o município Franca também exibe resultados pouco otimistas. O mês setembro 2014 registrou redução nas oportunidas trabalho em 80,11%, com apenas 113 admissões frente às 568 registradas no mesmo mês em Entre os setores, o Comércio, a Construção Civil e a Agropecuária exibiram struição vagas, a Indústria monstrou redução nas contratações e finalmente, o setor Serviços apresentou sinais recuperação com um aumento 11,65% em relação ao ano anterior. Os segmentos mais atingidos pelo saquecimento do mercado trabalho foram os Construção Edifícios, Comércio Varejista mercadorias com Predominância Produtos Alimentícios Criação empregos Ribeirão Preto Indústria Comércio Serviços Construção civil Agropecuária Total (Hipermercados e Supermercados), Comércio Varejista Artigos Vestuário e Acessórios e, por último, Cultivo Café. No que se refere à análise do saldo acumulado em 12 meses, foram registrados sligamentos outubro 2013 a setembro 2014, caracterizando uma forte reversão frente ao período outubro 2012 a setembro 2013, em que foram registradas admissões líquidas. No comparativo entre setores, particularmente, a Indústria, a Construção Civil e a Agropecuária exibiram um quadro marcado por missões durante o período, enquanto Comércio e Serviços exibiram reduções nas contratações, respectivamente, 58,53% e 63,48%. 4

5 BOLETIM O município Campinas apresentou resultados otimistas durante o mês setembro 2014 com saldo final 817 novas contratações, um aumento 120% em relação a setembro do ano anterior (371 admissões). Entre os setores, a Indústria, o Comércio e o setor Serviços monstraram sinais recuperação apresentando crescimento no número das oportunidas trabalho. No entanto, o quadro referente ao Criação empregos Franca Criação empregos Campinas Indústria Comércio Serviços Construção civil Agropecuária Total acumulado em doze meses ainda reflete a saceleração econômica, exibindo retração nas contratações outubro 2013 a setembro 2014, com apenas 738 novas vagas emprego em relação às registradas nos doze meses imediatamente anteriores, representando, portanto, uma retração 87,36% - note que a indústria inclusive aumentou o número sligamentos. Indústria Comércio Serviços Construção civil Agropecuária Total

6 BOLETIM Finalmente, o município São José do Rio Preto exibiu saldo negativo durante o mês setembro 2014 (2 sligamentos frente às 239 novas oportunidas trabalho registradas no mesmo mês do ano anterior). Entre as atividas que mais absorveram os impactos negativos do mercado trabalho durante o período estão a Fabricação Artefatos Concreto, Cimento, Fibrocimento, Gesso e Materiais Semelhantes; Montagem Instalações Industriais e Estruturas Metálicas; Comércio Peças e Acessórios para Veículos Automotores; Criação empregos São José do Rio Preto Comércio Varejista Hipermercados e Supermercados e Serviços Engenharia. Com relação ao acumulado em doze meses, entre outubro 2013 e setembro 2014, observa-se um cenário relativamente positivo, marcado por crescimento 7,12% no número vagas em comparação às admissões registradas outubro 2012 a setembro Apenas o setor industrial monstrou sinais sfavoráveis mais significativos durante o período, registrando 693 sligamentos frente às 653 admissões do período imediatamente anterior. Indústria Comércio Serviços Construção civil Agropecuária Total A análise dos dados permite chamar a atenção para o quadro retração apresentado pela Região Administrativa Ribeirão Preto (RARP). Não apenas em relação ao fluxo mensal, mas também consirando o saldo acumulado em doze meses, é possível observar os reflexos da conjuntura econômica sfavorável e que vem se intensificando nos últimos anos. Basicamente, a saceleração no crescimento do PIB brasileiro, a elevação das taxas juros pelo Banco Central na tentativa controlar a alta inflação e a consequente perda fôlego da indústria nacional, contribuem para o saquecimento do mercado trabalho como um todo. Somando-se a esses fatores, a atual conjuntura regional, marcada pela forte saceleração da produção sucroalcooleira, vinculada ao aumento dos custos produção sobre o setor e baixos preços relativos no que se refere aos preços internacionais, corroboram o quadro preocupante apresentado. 6

Trabalho. Mercado BOLETIM. Ribeirão Preto/SP. Prof. Dr. Sergio Naruhiko Sakurai Gabriel Tamancoldi Couto e Jenifer Barbosa

Trabalho. Mercado BOLETIM. Ribeirão Preto/SP. Prof. Dr. Sergio Naruhiko Sakurai Gabriel Tamancoldi Couto e Jenifer Barbosa Ano III Mai/ Criação líquida empregos é positiva em março, mas mercado trabalho segue frágil Os dados março do Cadastro Geral Empregados e Desempregados (CAGED) mostram um mercado trabalho ainda com sinais

Leia mais

Criação de emprego - Brasil

Criação de emprego - Brasil Ano III Mar/ Dados janeiro reforçam fraqueza do mercado trabalho De acordo com os dados do Cadastro Geral Empregados e Desempregados (CAGED), o Brasil apresentou um cenário marcado por struição vagas no

Leia mais

Mercado. Trabalho BOLETIM. Ribeirão Preto/SP. Prof. Dr. Sergio Naruhiko Sakurai Gabriel Tamancoldi Couto e Jenifer Barbosa

Mercado. Trabalho BOLETIM. Ribeirão Preto/SP. Prof. Dr. Sergio Naruhiko Sakurai Gabriel Tamancoldi Couto e Jenifer Barbosa Dados acumulados dos últimos doze meses reforçam retração do mercado trabalho Os dados maio do Cadastro Geral Empregados e Desempregados (CAGED) mostram o aprofundamento do cenário fraqueza no mercado

Leia mais

Ano IV Out./2016. Construção Civil tem o pior desempenho entre os setores em Agosto de 2016

Ano IV Out./2016. Construção Civil tem o pior desempenho entre os setores em Agosto de 2016 Construção Civil tem o pior desempenho entre os setores em Agosto de 2016 Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) indicam destruição de postos de trabalho em nível nacional e estadual

Leia mais

A Construção Civil destrói postos de trabalho em Setembro de 2016

A Construção Civil destrói postos de trabalho em Setembro de 2016 A Construção Civil destrói postos de trabalho em Setembro de 2016 Os dados de Setembro de 2016 do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) indicam destruição de vagas nas regiões analisadas,

Leia mais

Comércio cria postos de trabalho no estado de SP, RARP e município de RP

Comércio cria postos de trabalho no estado de SP, RARP e município de RP Serviços foi o setor com o pior desempenho em Julho de 2016 Os dados de Julho de 2016 do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) continuam indicando baixo desempenho do mercado de trabalho.

Leia mais

Brasil e SP fecharam postos de trabalho em todos os setores da economia

Brasil e SP fecharam postos de trabalho em todos os setores da economia Brasil e SP fecharam postos de trabalho em todos os setores da economia Os dados de março de 2016 do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) reafirmam a desaceleração do mercado de trabalho.

Leia mais

EMPREGO INDUSTRIAL Dezembro de 2013

EMPREGO INDUSTRIAL Dezembro de 2013 EMPREGO INDUSTRIAL Dezembro de 2013 Emprego industrial 28 de Janeiro de 2014 FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA SUMÁRIO EXECUTIVO INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO - no acumulado do ano, foi

Leia mais

Boletim Mensal de Emprego Formal do Estado de São Paulo Fevereiro de 2016

Boletim Mensal de Emprego Formal do Estado de São Paulo Fevereiro de 2016 2016 Boletim Mensal de Emprego Formal do Estado de São Paulo Fevereiro de 2016 Balanço do trabalho formal para o Mês de Fevereiro de 2016 Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Estado de São Paulo.

Leia mais

Mercado de trabalho enfrentou cenário difícil durante todo o ano de 2015

Mercado de trabalho enfrentou cenário difícil durante todo o ano de 2015 Mercado de trabalho enfrentou cenário difícil durante todo o ano de 2015 Neste edição especial do boletim Mercado de trabalho do CEPER-FUNDACE, serão comparados dados do Cadastro Geral de Empregados e

Leia mais

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul Comportamento do emprego formal na Indústria em Mato Grosso do Sul A indústria registrou mais um mês com saldo positivo na geração de empregos. Até o momento, em 2016, o saldo das contratações nas atividades

Leia mais

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul Comportamento do emprego formal na Indústria em Mato Grosso do Sul A indústria voltou a registrar saldo positivo na geração de empregos. Até o momento, em 2016, o saldo das contratações nas atividades

Leia mais

A Mulher e a Participação no Mercado de Trabalho de Mato Grosso do Sul

A Mulher e a Participação no Mercado de Trabalho de Mato Grosso do Sul A Mulher e a Participação no Mercado de Trabalho de Mato Grosso do Sul O Sebrae/MS realizou um estudo sobre a Mulher e o Mercado de trabalho no MS, utilizando as seguintes fontes: Ministério do Trabalho

Leia mais

Queda expressiva no saldo de vagas no mercado de trabalho da Mesorregião Oeste em julho de 2015

Queda expressiva no saldo de vagas no mercado de trabalho da Mesorregião Oeste em julho de 2015 Publicação Mensal do Observa pelo Curso de Ciências Econômicas Unochapecó. V.07, Ano: 03 Queda expressiva no saldo de vagas no mercado de trabalho da Mesorregião Oeste em julho de 2015 Dada a importância

Leia mais

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS no Estado do Rio de Janeiro Balanço de 2012

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS no Estado do Rio de Janeiro Balanço de 2012 NOTA CONJUNTURAL GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS no Estado do Rio de Janeiro Balanço de 2012 OBSERVATÓRIO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, JANEIRO DE 2013 19 2013 PANORAMA GERAL Os

Leia mais

Produto Interno Bruto Estado de São Paulo Fevereiro de 2016

Produto Interno Bruto Estado de São Paulo Fevereiro de 2016 Produto Interno Bruto Estado de São Paulo Fevereiro de 2016 Diretoria Adjunta de Análise e Disseminação de Informações Gerência de Indicadores Econômicos Em fevereiro de 2016, no acumulado de 12 meses,

Leia mais

ÍNDICE. 1. Desempenho Estadual Desempenho por Atividade Desempenho por Região Melhores e Piores Regiões...

ÍNDICE. 1. Desempenho Estadual Desempenho por Atividade Desempenho por Região Melhores e Piores Regiões... SETEMBRO DE 2016 ÍNDICE 1. Desempenho Estadual... 3 2. Desempenho por Atividade... 7 3. Desempenho por Região... 9 3.1. Melhores e Piores Regiões... 10 4. Conclusão... 13 5. Nota Metodológica... 14 1.

Leia mais

Desempenho das Vendas e o Impacto na geração de emprego na RMSP

Desempenho das Vendas e o Impacto na geração de emprego na RMSP Desempenho das Vendas e o Impacto na geração de emprego na RMSP Varejo Estado de SP- 1 Semestre Em junho, o comércio varejista do estado de São Paulo registrou expressiva queda de 7,2% em comparação ao

Leia mais

SÍNTESE DO COMPORTAMENTO DO MERCADO DE TRABALHO FORMAL EM ALAGOAS ABRIL DE 2015

SÍNTESE DO COMPORTAMENTO DO MERCADO DE TRABALHO FORMAL EM ALAGOAS ABRIL DE 2015 SÍNTESE DO COMPORTAMENTO DO MERCADO DE TRABALHO FORMAL EM ALAGOAS ABRIL DE 2015 Superintendência de Produção da Informação e do Conhecimento (SINC) Diretoria de Estatística e Indicadores Analisando os

Leia mais

BNB Conjuntura Econômica Nº40

BNB Conjuntura Econômica Nº40 BNB Conjuntura Econômica Nº40 Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste - ETENE 4. Mercado de Trabalho O cenário atual da economia brasileira, que experimentou queda sucessiva do PIB nos dois

Leia mais

Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados

Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Análise Setorial Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Dezembro de 2014 Sumário 1. Perspectivas do Cenário Econômico em 2015... 3 2. Balança Comercial no Ano de 2014... 4 3.

Leia mais

Emprego Industrial Dezembro de 2014

Emprego Industrial Dezembro de 2014 Emprego Industrial Dezembro de 2014 SUMÁRIO EXECUTIVO No mês de dezembro de 2014, o saldo de empregos em Santa Catarina recuou em relação ao estoque de novembro (-36.691 postos e variação de -1,8%). A

Leia mais

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS no Rio de Janeiro Balanço de 2011

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS no Rio de Janeiro Balanço de 2011 GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS no Rio de Janeiro Balanço de 2011 NOTA CONJUNTURAL DO OBSERVATÓRIO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, FEVEREIRO DE 2012 08 2012 O ano de 2011 foi marcado

Leia mais

Negociações salariais na região Oeste de Santa Catarina faz pressão salarial diminuir

Negociações salariais na região Oeste de Santa Catarina faz pressão salarial diminuir Publicação Mensal do Observa pelo Curso de Ciências Econômicas Unochapecó. V.02, Ano: 04 Negociações salariais na região Oeste de Santa Catarina faz pressão salarial diminuir O Observatório Socioeconômico

Leia mais

Emprego Industrial Janeiro de 2015

Emprego Industrial Janeiro de 2015 Emprego Industrial Janeiro de 2015 SUMÁRIO EXECUTIVO No mês de janeiro de 2015, o saldo de empregos em Santa Catarina cresceu em relação a dezembro (14.637 postos e variação de 0,7%). A indústria de transformação

Leia mais

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS no Estado do Rio de Janeiro JANEIRO DE 214 BRASIL O saldo líquido de empregos formais no primeiro mês de 214 foi de 29.595 empregos em todo o país, segundo o Cadastro Geral

Leia mais

Análise Mensal - PMC

Análise Mensal - PMC Análise Mensal - PMC Julho / 2016 Varejo tem pior julho da série histórica Segundo a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do IBGE, o volume das vendas do Varejo brasileiro voltou a ficar no negativo no mês

Leia mais

ANÁLISE DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA - JULHO/2015

ANÁLISE DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA - JULHO/2015 ANÁLISE DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA - JULHO/2015 O COMÉRCIO VAREJISTA NO BRASIL CONTINUA EM QUEDA A Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Leia mais

Emprego Industrial Setembro de 2014

Emprego Industrial Setembro de 2014 Emprego Industrial Setembro de 2014 SUMÁRIO EXECUTIVO No mês de setembro de 2014, o saldo do emprego voltou a crescer em Santa Catarina (7.033 postos e variação de 0,3% em relação ao estoque de agosto).

Leia mais

Emprego Industrial Agosto de 2014

Emprego Industrial Agosto de 2014 Emprego Industrial Agosto de 2014 SUMÁRIO EXECUTIVO No mês de agosto de 2014, o saldo de emprego em Santa Catarina voltou a crescer (6.599 postos e variação de 0,3% em relação ao estoque de julho). A indústria

Leia mais

Ano IV Nov/2016. Prof. Dr. Sergio Naruhiko Sakurai Matheus Anthony de Melo e Jaqueline Rossali

Ano IV Nov/2016. Prof. Dr. Sergio Naruhiko Sakurai Matheus Anthony de Melo e Jaqueline Rossali Esta é a décima primeira edição do ano de 2016 do boletim Termômetro Tributário do CEPER- FUNDACE. Na última edição, lançada em outubro, foram analisados os principais impostos federais no mês de agosto

Leia mais

BOLETIM DO EMPREGO DE SANTA ROSA

BOLETIM DO EMPREGO DE SANTA ROSA BOLETIM DO EMPREGO DE SANTA ROSA Ano 3 - N 9 Setembro 216 Curso de Ciências Econômicas Laboratório de Economia Aplicada Projeto de Extensão: Apoio ao Desenvolvimento de Arranjos Produtivos Locais Este

Leia mais

COMENTÁRIOS comércio varejista comércio varejista ampliado

COMENTÁRIOS comércio varejista comércio varejista ampliado COMENTÁRIOS Em junho de 2015, o comércio varejista nacional registrou variação de -0,4% no volume de vendas frente ao mês imediatamente anterior, na série livre de influências sazonais, quinta taxa negativa

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL Estado de São Paulo 1 o trimestre de 2015 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado

Leia mais

Resultado Agregado. ASSESSORIA ECONÔMICA DO SISTEMA FECOMÉRCIO-RS - Fone: (51) de Junho de 2015

Resultado Agregado. ASSESSORIA ECONÔMICA DO SISTEMA FECOMÉRCIO-RS - Fone: (51) de Junho de 2015 01 de Junho de 2015 Resultado Agregado Índice de Vendas do Comércio Abril 2015 IVC IVA IVV Real Nominal Real Nominal Real Nominal Mensal -7,2-3,0-7,4-5,0-7,0-0,8 Acumulado no Ano -5,8-0,8-5,3-1,7-6,3 0,1

Leia mais

FECHAMENTO DE ESTABELECIMENTOS DO VAREJO DE ALIMENTOS SE ACENTUA EM 2016

FECHAMENTO DE ESTABELECIMENTOS DO VAREJO DE ALIMENTOS SE ACENTUA EM 2016 FECHAMENTO DE ESTABELECIMENTOS DO VAREJO DE ALIMENTOS SE ACENTUA EM 2016 Redução no número de lojas no maior empregador do varejo ganhou força com a crise. De janeiro a abril, foram fechados 14,3 mil estabelecimentos

Leia mais

BOLETIM DE CONJUNTURA ECONÔMICA FLUMINENSE. Mês de referência: Abril de 2011

BOLETIM DE CONJUNTURA ECONÔMICA FLUMINENSE. Mês de referência: Abril de 2011 Ano III - número 04 BOLETIM DE CONJUNTURA ECONÔMICA FLUMINENSE Mês de referência: Abril de 2011 Tel.: 2334 7320. Junho de 2011 Apresentação Este Boletim de Conjuntura Econômica Fluminense, elaborado pelo

Leia mais

Setor de transporte e comunicações tem queda de 15,61% em junho comparado ao mês anterior na Mesorregião Oeste Catarinense

Setor de transporte e comunicações tem queda de 15,61% em junho comparado ao mês anterior na Mesorregião Oeste Catarinense Publicação Mensal do Observa pelo Curso de Ciências Econômicas Unochapecó. V.06, Ano: 02 Setor de transporte e tem queda de 15,61% em junho comparado ao anterior na Mesorregião Catarinense Dada a importância

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL RA Central 1 o trimestre de 2015 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado de São

Leia mais

Fonte: Elaboração Própria com base nos dados do Alice Web / MDIC.

Fonte: Elaboração Própria com base nos dados do Alice Web / MDIC. O Gráfico 1 nos mostra a evolução das exportações do Brasil, estado de São Paulo e estado de São Paulo sem região metropolitana. O número 1 (um) após o nome de cada região na legenda da Figura 1 indica

Leia mais

Criação de empregos Brasil. Acumulado maio / 2012 a abril / 2013

Criação de empregos Brasil. Acumulado maio / 2012 a abril / 2013 A criação emprego no país em abril 2014, acordo com os dados do CAGED, apresentou aumento 703% quando comparada a março 2014, totalizando 105.384 novas vagas. Esse aumento se ve à reação dos setores da

Leia mais

PRODUTO INTERNO BRUTO DE ALAGOAS (PIB) PARA O ANO DE 2014

PRODUTO INTERNO BRUTO DE ALAGOAS (PIB) PARA O ANO DE 2014 PRODUTO INTERNO BRUTO DE ALAGOAS (PIB) PARA O ANO DE 2014 Superintendência de Produção da Informação e do Conhecimento (SINC) Gerência de Estatística e Indicadores Em 2014, a economia mundial cresceu apenas

Leia mais

Alexsandre Lira Cavalcante *

Alexsandre Lira Cavalcante * 1. Volume de vendas do comércio varejista Alexsandre Lira Cavalcante * De acordo com dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), realizada pelo IBGE, o volume de vendas do comércio varejista comum cearense

Leia mais

Emprego Industrial Junho de 2015

Emprego Industrial Junho de 2015 Emprego Industrial Junho de 2015 SUMÁRIO EXECUTIVO No mês de junho de 2015, o saldo de empregos em Santa Catarina reduziu em relação ao estoque de maio (-7.922 postos e variação de -0,4%). A indústria

Leia mais

Na atividade de têxtil e confecção ocorreu o maior volume de contratações (1.069 postos).

Na atividade de têxtil e confecção ocorreu o maior volume de contratações (1.069 postos). JAN/2016 Sumário Executivo No mês de janeiro de 2016, o saldo de empregos em Santa Catarina aumentou em relação a dezembro (7.211 postos e variação de 0,4%). A indústria de transformação também teve desempenho

Leia mais

Emprego Industrial Outubro de 2015

Emprego Industrial Outubro de 2015 Emprego Industrial Outubro de 2015 SUMÁRIO EXECUTIVO No mês de ubro de 2015, o saldo de empregos em Santa Catarina reduziu em relação ao estoque de setembro (-4.475 postos e variação de -0,2%). A indústria

Leia mais

Cesta Básica. Boletim Dezembro

Cesta Básica. Boletim Dezembro Cesta Básica Boletim Dezembro - 2011 O custo da cesta básica na cidade de Ilhéus aumentou 1,19%, de R$206,00 em novembro passou para R$208,45 em dezembro (Tabela 1). A elevação de 18,85% no preço da banana

Leia mais

Pesquisa mensal de comércio Junho de 2012 IBGE

Pesquisa mensal de comércio Junho de 2012 IBGE Pesquisa mensal de comércio Junho de 212 IBGE PMC Varejo restrito e ampliado Sumário Varejo Restrito - Receita nominal - Volume de vendas (Deflação da receita bruta com o IPCA e SINAPI) Varejo Ampliado

Leia mais

PME registra menor taxa de desemprego da série histórica para o mês de fevereiro, mas indica acomodação no mercado de trabalho.

PME registra menor taxa de desemprego da série histórica para o mês de fevereiro, mas indica acomodação no mercado de trabalho. PME registra menor taxa de desemprego da série histórica para o mês de fevereiro, mas indica acomodação no mercado de trabalho. Segundo apuração da PME (Pesquisa Mensal do Emprego), realizada pelo IBGE,

Leia mais

Boletim do Mercado de Trabalho Formal de Guarulhos Edição Junho/2011. Expediente da Secretaria do Trabalho da Prefeitura de Guarulhos

Boletim do Mercado de Trabalho Formal de Guarulhos Edição Junho/2011. Expediente da Secretaria do Trabalho da Prefeitura de Guarulhos Expediente da Secretaria do Trabalho da Prefeitura de Guarulhos Prefeito: Sebastião Almeida Secretária do Trabalho: Maria Helena Gonçalves Gestor de Departamento: José João Macedo Gerente Técnico da Qualificação

Leia mais

TERMÔMETRO DE VENDAS Março/2016

TERMÔMETRO DE VENDAS Março/2016 TERMÔMETRO DE VENDAS Março/2016 Elaborado: Economia - Pesquisa & Mercado Equipe Técnica: Economista Ana Pala Bastos Estatística - Sarah Ribeiro Analista André Fernandes Técnico em Pesquisa - Amanda Santos

Leia mais

BOLETIM DO EMPREGO DE IJUÍ Ano 3 - N 1 Janeiro de 2016

BOLETIM DO EMPREGO DE IJUÍ Ano 3 - N 1 Janeiro de 2016 BOLETIM DO EMPREGO DE IJUÍ Ano 3 - N 1 Janeiro de 216 Curso de Ciências Econômicas Laboratório de Economia Aplicada Projeto de Extensão: Apoio ao Desenvolvimento de Arranjos Produtivos Locais Este boletim

Leia mais

AGETRAB Agencia de Trabalho, Educação Profissional e Renda Dezembro -2015

AGETRAB Agencia de Trabalho, Educação Profissional e Renda Dezembro -2015 Análise Emprego Formal Macaé AGETRAB Agencia de Trabalho, Educação Profissional e Renda Dezembro -2015 Movimentação de pessoal - Macaé De acordo com os dados do CAGED em dezembro de 2015, foram admitidos

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL São José do Rio Preto 1 o trimestre de 2016 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), os empregos formais celetistas

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL Ribeirão Preto 4 o trimestre de 2015 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado de

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL Registro 3 o trimestre de 2015 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado de São Paulo,

Leia mais

Junho Divulgado em 15 de julho de 2015.

Junho Divulgado em 15 de julho de 2015. Junho - 2015 Divulgado em 15 de julho de 2015. ICVA REGISTRA CRESCIMENTO DE 1,9% PARA O VAREJO EM JUNHO O indicador é calculado a partir da receita de vendas do comércio varejista deflacionada pelo IPCA

Leia mais

Conjuntura Nacional e Internacional Escola Florestan Fernandes, Guararema, 3 de julho de º. PLENAFUP

Conjuntura Nacional e Internacional Escola Florestan Fernandes, Guararema, 3 de julho de º. PLENAFUP Conjuntura Nacional e Internacional Escola Florestan Fernandes, Guararema, 3 de julho de 2015 5º. PLENAFUP Economia Brasileira I.54 - Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) Período Índice

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL São José do Rio Preto 4 o trimestre de 2014 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL RA Central 2 o trimestre de 2014 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado de São

Leia mais

Acompanhamento do Mercado Formal de Trabalho Fluminense 1 Trimestre de 2012

Acompanhamento do Mercado Formal de Trabalho Fluminense 1 Trimestre de 2012 Gerência de Estudos Econômicos nº 05 Maio. 2012 Acompanhamento do Mercado Formal de Trabalho Fluminense 1 Trimestre de 2012 No primeiro trimestre de 2012 foram gerados 381.241 novos postos de trabalho

Leia mais

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados EMPREGO FORMAL RA Central 4 o trimestre de 2015 Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), os empregos formais celetistas no Estado de São

Leia mais

ALIMENTOS ESSENCIAIS SOBEM EM TODAS AS CAPITAIS

ALIMENTOS ESSENCIAIS SOBEM EM TODAS AS CAPITAIS São Paulo, 01 de junho de 2005. ALIMENTOS ESSENCIAIS SOBEM EM TODAS AS CAPITAIS Todas as 16 capitais nas quais o DIEESE Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos realiza mensalmente

Leia mais

ECONOMIA. Vendas do setor acumulam crescimento de 2,05% Nº40. Associação Brasileira de Supermercados. Renda e emprego mantêm crescimento do setor

ECONOMIA. Vendas do setor acumulam crescimento de 2,05% Nº40. Associação Brasileira de Supermercados. Renda e emprego mantêm crescimento do setor Associação Brasileira de Supermercados Nº40 ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 27 de Maio de 2014 Vendas do setor acumulam crescimento de 2,05% Em abril, as vendas reais

Leia mais

Destaque para aumento salarial das admissões em janeiro de 2015 no município de Chapecó

Destaque para aumento salarial das admissões em janeiro de 2015 no município de Chapecó Publicação Mensal do Observa pelo Curso de Ciências Econômicas Unochapecó. V.01, Ano: 03 Destaque para aumento salarial das admissões em janeiro de 2015 no município de Chapecó Dada a importância de avaliar

Leia mais

ÍNDICE ASCENSÃO DAS MULHERES NO SETOR EMPREGO FORMAL... 03

ÍNDICE ASCENSÃO DAS MULHERES NO SETOR EMPREGO FORMAL... 03 CONSTRUÇÃO CIVIL EM ANÁLISE Nº 04 ABRIL 2016 1 ÍNDICE ASCENSÃO DAS MULHERES NO SETOR... 02 1 EMPREGO FORMAL... 03 1.1 SALDO MENSAL DE EMPREGO NA CONSTRUÇÃO CIVIL DO ESTADO DO PARÁ... 04 1.2 SALDO ANUAL

Leia mais

Geração de Empregos Celetistas no Ceará - 1º Semestre de 2014

Geração de Empregos Celetistas no Ceará - 1º Semestre de 2014 Enfoque Econômico é uma publicação do IPECE que tem por objetivo fornecer informações de forma imediata sobre políticas econômicas, estudos e pesquisas de interesse da população cearense. Por esse instrumento

Leia mais

Produtividade Física do Trabalho na Indústria de Transformação em Abril de 2016

Produtividade Física do Trabalho na Indústria de Transformação em Abril de 2016 Produtividade Física do Trabalho na Indústria de Transformação em Abril de 2016 Junho/2016 BRASIL A produtividade física do trabalho da Indústria de Transformação apresentou queda de 0,1% em abril de 2016,

Leia mais

Disseminação da Crise Econômica: uma análise regional

Disseminação da Crise Econômica: uma análise regional Disseminação da Crise Econômica: uma análise regional Este boxe avalia a disseminação da crise econômica atual pelas regiões do país, com ênfase em indicadores relacionados a investimentos, ao consumo,

Leia mais

CESTA BÁSICA do Município de Catalão-GO

CESTA BÁSICA do Município de Catalão-GO BOLETIM Janeiro 2016 CESTA BÁSICA do Município de Catalão-GO Mês de Referência: 01/2016 Mês de Divulgação: 02/2016 Profa. Dra. Michelle da Silva Borges; Karen Brina Borges de Deus; Luciene Maria Borges

Leia mais

PRODUÇÃO INDUSTRIAL EM NOVEMBRO DE 2003:

PRODUÇÃO INDUSTRIAL EM NOVEMBRO DE 2003: PRODUÇÃO INDUSTRIAL EM NOVEMBRO DE 2003: CONDIÇÕES ADVERSAS DO MERCADO INTERNO LIMITAM A RECUPERAÇÃO INDUSTRIAL Segundo o IBGE, em novembro, a produção industrial cresceu 0,8% na comparação com o mês outubro,

Leia mais

PESQUISA MENSAL DE EMPREGO

PESQUISA MENSAL DE EMPREGO ESTIMATIVAS PARA O MÊS DE AGOSTO DE REGIÃO METROPOLITANA DE RECIFE Taxas de atividade e desocupação estáveis Em agosto de havia 3.081 mil pessoas em idade ativa na Região Metropolitana de Recife. Deste

Leia mais

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul Comportamento do emprego formal na Indústria em Mato Grosso do Sul Julho registrou o quinto mês consecutivo com redução de postos de trabalho na Indústria sul-matogrossense. No mês, o saldo negativo para

Leia mais

GOVERNADOR DO ESTADO DO MARANHÃO

GOVERNADOR DO ESTADO DO MARANHÃO Not a Mer cado detr abal ho Janei r o-201 6 GOVERNADOR DO ESTADO DO MARANHÃO Flávio Dino de Castro e Costa SECRETÁRIA DE ESTADO DO PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO Cynthia Celina de Carvalho Mota Lima PRESIDENTE

Leia mais

Expectativa de Vendas 2 Sem/2016

Expectativa de Vendas 2 Sem/2016 Observar e entender como foram as vendas no início do ano são fundamentais para auxiliar no planejamento para o 2 semestre, que terá três datas comemorativas importantes, o Dia dos Pais, o Dia das Crianças

Leia mais

Disponível em: Acesso em Março de 2016.

Disponível em:  Acesso em Março de 2016. Emprego formal do município está em ritmo de queda Número de trabalhadores demitidos voltou a ser superior ao número de pessoas admitidas, depois das contratações do final de ano. Em razão arrefecimento

Leia mais

Informativo Mensal de Emprego nº 02 de Elaboração: Jerônimo Luiz Duarte Maia, Economista. Estevão Becker, Sociológo.

Informativo Mensal de Emprego nº 02 de Elaboração: Jerônimo Luiz Duarte Maia, Economista. Estevão Becker, Sociológo. SECRETARIA DE ESTADO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL, TRABALHO E HABITAÇÃO SST DIRETORIA DE TRABALHO E EMPREGO DITE SETOR DE INFORMAÇÃO E ANÁLISE DO MERCADO DE TRABALHO Informativo Mensal de Emprego nº 02 de 2016

Leia mais

Carta de Conjuntura do Setor de Seguros

Carta de Conjuntura do Setor de Seguros Carta de Conjuntura do Setor de Seguros Número 11, Fevereiro/2015 www.ratingdeseguros.com.br 1 Objetivo: O objetivo desta é ser uma avaliação mensal desse segmento e seus setores relacionados (resseguro,

Leia mais

Informativo Mensal de Emprego CAGED

Informativo Mensal de Emprego CAGED Informação e Análise do Mercado de Trabalho SECRETARIA DE ESTADO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL, TRABALHO E HABITAÇÃO SST DIRETORIA DE TRABALHO E EMPREGO SETOR DE INFORMAÇÃO E ANÁLISE DO MERCADO DE TRABALHO Informativo

Leia mais

GRÁFICOS DE CONJUNTURA Volume I. Por João Sicsú e Ernesto Salles

GRÁFICOS DE CONJUNTURA Volume I. Por João Sicsú e Ernesto Salles GRÁFICOS DE CONJUNTURA Volume I Por João Sicsú e Ernesto Salles 1. O trabalhador perdeu rendimento porque houve inflação? É possível aferir o valor do ganho médio (ou habitual) de um trabalhador. A Pesquisa

Leia mais

MOVIMENTAÇÃO DO EMPREGO NO SETOR DA ARQUITETURA E ENGENHARIA CONSULTIVA

MOVIMENTAÇÃO DO EMPREGO NO SETOR DA ARQUITETURA E ENGENHARIA CONSULTIVA 2013 MOVIMENTAÇÃO DO EMPREGO NO SETOR DA ARQUITETURA E ENGENHARIA CONSULTIVA Sumário 1. EVOLUÇÃO GERAL... 2 1.1. Movimentação do emprego - comparação com o setor de Serviços e Construção Civil 5 1.1.1.

Leia mais

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,1% PARA O VAREJO EM JUNHO

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,1% PARA O VAREJO EM JUNHO CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,1% PARA O VAREJO EM JUNHO Indicador considera a receita deflacionada de vendas do varejo em relação a junho de 2015

Leia mais

BOLETIM DO EMPREGO EM UBERLÂNDIA. Ano 4 Nº 12 Janeiro/2016

BOLETIM DO EMPREGO EM UBERLÂNDIA. Ano 4 Nº 12 Janeiro/2016 BOLETIM DO EMPREGO EM UBERLÂNDIA Ano 4 Nº 12 Janeiro/2016 Apresentação O Boletim do Emprego em Uberlândia, elaborado pelo Centro de Estudos, Pesquisas e Projetos Econômico-sociais (CEPES) do Instituto

Leia mais

Cesta Básica. Boletim Abril

Cesta Básica. Boletim Abril Cesta Básica Boletim Abril - 2012 O custo da cesta básica na cidade de Ilhéus diminuiu 1,46%, de R$204,03 em março passou para R$201,06 em abril (Tabela 1). A redução de 10,61% no preço da banana foi o

Leia mais

CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 2 SUMÁRIO Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita de

Leia mais

Observatório das Micro e Pequenas Empresas Maranhenses - Emprego

Observatório das Micro e Pequenas Empresas Maranhenses - Emprego Monitoramento do Emprego Formal nas MPE Maranhenses Agosto de 215 Emprego Formal 1 Guinada negativa do mercado de trabalho formal se aprofundou em junho Em junho de 215, o saldo entre admissões e demissões

Leia mais

Os desafios da economia. Economista Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Outubro/2014

Os desafios da economia. Economista Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Outubro/2014 Os desafios da economia Economista Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Outubro/2014 Os desafios da economia Correção dos rumos da política econômica. Muito mais do que necessidade: É inevitável. Sem ajustes:

Leia mais

Preço da cesta sobe em 14 capitais

Preço da cesta sobe em 14 capitais 1 São Paulo, 01 de novembro de 2006 NOTA À IMPRENSA Preço da cesta sobe em 14 capitais Quatorze capitais registraram aumento no preço da cesta básica, em outubro, de acordo com a Pesquisa Nacional da Cesta

Leia mais

NÍVEL DE ATIVIDADE, INFLAÇÃO E POLÍTICA MONETÁRIA Uma avaliação dos indicadores da economia brasileira em 2007

NÍVEL DE ATIVIDADE, INFLAÇÃO E POLÍTICA MONETÁRIA Uma avaliação dos indicadores da economia brasileira em 2007 NÍVEL DE ATIVIDADE, INFLAÇÃO E POLÍTICA MONETÁRIA Uma avaliação dos indicadores da economia brasileira em 2007 Lucas Lautert Dezordi * Guilherme R. S. Souza e Silva ** Introdução O presente artigo tem

Leia mais

PIB. PIB Trimestral 3,9% 2,6% 2,3% 2,3%

PIB. PIB Trimestral 3,9% 2,6% 2,3% 2,3% PIB O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) divulgou nesta última sextafeira, 29 de Maio, os dados do Produto Interno Bruto (PIB) referentes ao primeiro trimestre de 2015. Análise preliminar

Leia mais

Chapecó tem aumento de 2,50% em fevereiro no valor do Cesto de produtos básicos

Chapecó tem aumento de 2,50% em fevereiro no valor do Cesto de produtos básicos Publicação mensal do curso de Ciências Econômicas da Universidade Comunitária da Região de Chapecó Ano 20, Nº 2 Fevereiro/2015 Chapecó tem aumento de 2,50% em fevereiro no valor do Cesto de produtos básicos

Leia mais

Custo da Cesta Básica tem comportamento diferenciado nas capitais pesquisadas

Custo da Cesta Básica tem comportamento diferenciado nas capitais pesquisadas 1 São Paulo, 06 de outubro de 2016 NOTA À IMPRENSA Custo da Cesta Básica tem comportamento diferenciado nas capitais pesquisadas Em setembro, o custo do conjunto de alimentos básicos apresentou comportamento

Leia mais

INDX apresenta alta de 2,67% em março

INDX apresenta alta de 2,67% em março INDX apresenta alta de 2,67% em março Dados de Março/11 Número 51 São Paulo O Índice do Setor Industrial (INDX), composto pelas ações mais representativas do segmento, encerrou o mês de março de 2010,

Leia mais

Cesta básica de Porto Alegre registra variação de 1,43% em abril de 2016

Cesta básica de Porto Alegre registra variação de 1,43% em abril de 2016 1 Cesta básica de Porto Alegre registra variação de 1,43% em abril de 2016 Porto Alegre, 11 de maio de 2016. NOTA À IMPRENSA Em abril de 2016, a Cesta Básica de Porto Alegre calculada pelo DIEESE registrou

Leia mais

ICMS: um retrato da economia brasileira em 2015

ICMS: um retrato da economia brasileira em 2015 ICMS: um retrato da economia brasileira em 2015 Pedro Jucá Maciel 1 INTRODUÇÃO O ICMS, imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual,

Leia mais

Nível de Emprego Regional da Indústria Diretorias do CIESP

Nível de Emprego Regional da Indústria Diretorias do CIESP P E S Q U I S A Centro das Indústrias do Estado de São Paulo CIESP Nível de Emprego Regional da Indústria Diretorias do CIESP Resultados do mês de Agosto de 2014 FIESP/CIESP - Pesquisa NIVEL DE EMPREGO

Leia mais

ano V, n 46, Fevereiro de 2015

ano V, n 46, Fevereiro de 2015 ,, Fevereiro de 2015 EM FOCO O Índice de rentabilidade das exportações registrou queda de 10,1% em janeiro de 2015 na comparação com janeiro de 2014 (Tabela 1). A queda do Índice resultou da forte diminuição

Leia mais

Características do Emprego Formal RAIS 2014 Principais Resultados: SANTA CATARINA

Características do Emprego Formal RAIS 2014 Principais Resultados: SANTA CATARINA MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO Características do Emprego Formal RAIS 2014 Principais Resultados: SANTA CATARINA O número de empregos formais no estado alcançou 2,274 milhões em dezembro de 2014, representando

Leia mais

Alexsandre Lira Cavalcante *

Alexsandre Lira Cavalcante * 1. Volume de vendas do comércio varejista Alexsandre Lira Cavalcante * Segundo dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Comércio

Leia mais

MAIORIA DAS CAPITAIS TEM REDUÇÃO NO CUSTO DA CESTA BÁSICA

MAIORIA DAS CAPITAIS TEM REDUÇÃO NO CUSTO DA CESTA BÁSICA NOTA À IMPRENSA São Paulo, 04 de julho de 2005. MAIORIA DAS CAPITAIS TEM REDUÇÃO NO CUSTO DA CESTA BÁSICA Diferentemente de maio, quando todas as 16 capitais onde o DIEESE Departamento Intersindical de

Leia mais