Química A MESTRADO INTEGRADO EM ENGENHARIA DO AMBIENTE. 1º Semestre /2013. Doutor João Paulo Noronha.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Química A MESTRADO INTEGRADO EM ENGENHARIA DO AMBIENTE. 1º Semestre /2013. Doutor João Paulo Noronha."

Transcrição

1 Química A MESTRADO INTEGRADO EM ENGENHARIA DO AMBIENTE 1º Semestre /2013 Doutor João Paulo Noronha UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências e Tecnologia

2 Solubilidade de sais em água A solubilidade (M) é a quantidade máxima de uma substância que se pode dissolver num solvente Podem disolver-se quantidades inferiores à solubilidade, mas quando se excede este valor, a quantidade em excesso permanece no estado sólido.

3 Equilíbrios de Solubilidade AgCl (s) Ag + (aq) + Cl (aq) Como o reagente é um sólido (concentração não varia), a constante deste equilibrio é um produto de concentrações dos iões dissolvidos em água. K sp = [Ag + ][Cl ] K sp = constante de produto de solubilidade MgF 2 (s) Mg 2+ (aq) + 2F (aq) K sp = [Mg 2+ ][F ] 2 Ag 2 CO 3 (s) 2Ag + (aq) + CO 2 3 (aq) K sp = [Ag + ] 2 [CO 2 3 ] Ca 3 (PO 4 ) 2 (s) 3Ca 2+ (aq) + 2PO 3 4 (aq) K sp = [Ca 2+ ] 3 [PO 3 3 ] 2 Dissolução de um sólido iónico em água: Q < K sp Solução insaturada Não há precipitação Q = K sp Solução saturada Q > K sp Solução sobressaturada Formar-se-á precipitação 16.6

4 16.6

5 Solubilidade molar (mol/l) número de moles de soluto em 1 L de solução saturada. Solubilidade (g/l) o número de gramas de soluto em 1 L de solução saturada (g/l). 16.6

6 Qual é a solubilidade do cloreto de prata em g/l? AgCl (s) Ag + (aq) + Cl (aq) K sp = 1, Início (M): 0,00 0,00 K sp = [Ag + ][Cl ] Alteração (M): +s +s K sp = s 2 Equilíbrio (M): s s s = K sp = 1, [Ag + ] = 1, M [Cl ] = 1, M Solubilidade de AgCl = 1, mol AgCl 1 L sol 143,35 g AgCl = 1, mol AgCl 3 g/l 16.6

7 16.6

8 Adicionaram-se 2,00 ml de NaOH 0,200 M a 1,00 L de CaCl 2 0,100 M. Formar-se-á um precipitado? Os iões presentes na solução são Na +, OH, Ca 2+, Cl. O único precipitado possível é Ca(OH) 2 (regras da solubilidade). Q > K sp para Ca(OH) 2? [Ca 2+ ] 0 = 0,100 M [OH ] 0 = 4, M Q = [Ca 2+ ] 0 [OH ] 0 2 = 0,10 (4, ) 2 = 1, K sp = [Ca 2+ ][OH ] 2 = 8, Q < K sp Não há formação de precipitado 16.6

9 Que concentração de Ag + é necessária para precipitar APENAS AgBr numa solução que contém Br e Cl 0,02 M? AgBr (s) Ag + (aq) + Br (aq) K sp = 7, K sp = [Ag + ][Br - ] [Ag + ] = K sp [Br ] 7, = = 3,9 10 0, M AgCl (s) Ag + (aq) + Cl - (aq) K sp = 1, K sp = [Ag + ][Cl ] [Ag + ] = K sp [Cl ] 1, = = 8,0 10 0,020 9 M 3, M < [Ag + ] < 8, M 16.7

10 Efeito do Ião Comum e Solubilidade A presença de um ião comum diminui a solubilidade de um sal. Qual é a solubilidade molar de AgBr em (a) água pura e (b) 0,0010 M de NaBr? NaBr (s) Na + (aq) + Br (aq) AgBr (s) Ag + (aq) + Br (aq) [Br ] = 0,0010 M K sp = 7, AgBr (s) Ag + (aq) + Br - (aq) s 2 = K sp [Ag + ] = s s = 8, [Br ] = 0, s 0,0010 K sp = 0,0010 s s = 7,

11 ph e Solubilidade A presença de um ião comum diminui a solubilidade. Bases insolúveis dissolvem-se em soluções acídicas. Ácidos insolúveis dissolvem-se em soluções básicas Mg(OH) 2 (s) remover somar Mg 2+ (aq) + 2OH (aq) K sp = [Mg 2+ ][OH ] 2 = 1, K sp = (s)(2s) 2 = 4s 3 4s 3 = 1, s = 1, M [OH ] = 2s = 2, M poh = 3,55 ph = 10,45 A um ph menor do que 10,45 Baixa [OH ] OH (aq) + H + (aq) H 2 O (l) Aumenta a solubilidade de Mg(OH) 2 A um ph maior do que 10,45 Aumenta [OH ] 16.9 Diminui solubilidade de Mg(OH) 2

12 Equilíbrios de Iões Complexos e Solubilidade Ião complexo ião contendo um catião metálico central ligado a uma ou mais moléculas ou iões. Co 2+ (aq) + 4Cl (aq) 2- CoCl 4 (aq) Constante de formação (K f ) (também chamada constante de estabilidade) constante de equilíbrio de formação do ião complexo. Co(H 2 O) CoCl 4 K f = 2 [CoCl 4 ] [Co 2+ ][Cl ] 4 K f estabilidade do complexo 16.10

13 16.10

14 Química em Ação: A Formação da Casca de Ovo Ca 2+ (aq) + CO 3 2 (aq) CaCO 3 (s) CO 2 (g) + H 2 O (l) anidrase carbónica H 2 CO 3 (aq) H 2 CO 3 (aq) HCO 3 (aq) H + (aq) + HCO 3 (aq) H + (aq) + CO 3 2 (aq)

15 Capítulo 19 Eletroquímica Reações Redox Células Galvânicas Potenciais de Redução Padrão Espontaneidade das Reações Redox Efeito da Concentração na fem de uma Célula Bateriais Corrosão Eletrólise Copyright McGraw-Interamericana de España. Autorização necessária para reprodução ou utilização

16 Reações de Oxidação-Redução Reações em que há passagem de eletrões dum reagente redutor para um reagente oxidante. O redutor é oxidado (fica eletricamente mais positivo), o oxidante é reduzido (fica mais negativo) Ex. combustão do carbono C + O 2 CO 2 O carbono cede 4 eletrões, cada átomo de oxigénio recebe 2 eletrões.

17 Reações de Oxidação-Redução As reações de combustão são reações redox que libertam grandes quantidades de energia Esta energia pode ser aproveitada para efetuar a transferência de eletrões do redutor para o oxidante através dum condutor, gerando uma corrente elétrica. ELETROQUÍMICA As semi-reações de oxidação e de redução realizam-se em locais espacialmente separados.

18 Corrosão 19.7

19 Os processos eletroquímicos são reações redox (oxidaçãoredução) nas quais: a energia libertada por uma reação espontânea é convertida em eletricidade, ou nas quais a eletricidade é usada para forçar a ocorrência de uma reacção química não espontânea Mg (s) + O 2 (g) 2MgO (s) 2Mg 2Mg e O 2 + 4e 2O 2 Semi-reação de oxidação (perca de e ) Semi-reação de redução (ganho de e ) 19.1

20 Número de oxidação A carga que o átomo teria numa molécula (ou num composto iónico) se os eletrões fossem transferidos completamente. 1.Elementos livres (estado não-combinado) têm o número de oxidação zero. Na, Be, K, Pb, H 2, O 2, P 4 = 0 2.Em iões monoatómicos, o número de oxidação é igual à carga no ião. Li +, Li = +1; Fe 3+, Fe = +3; O 2, O = 2 3.O número de oxidação do oxigénio é normalmente 2. Na H 2 O 2 e no O 2 2 é

21 4.O número de oxidação do hidrogénio é +1 exceto quando está ligado a metais en compostos binários. Nestes casos, o seu número de oxidação é 1. 5.Os metais do Grupo IA são +1, os metais do IIA são +2 e a fluorina é sempre A soma dos números de oxidação de todos os átomos numa molécula ou num ião é igual à carga na molécula ou no ião. Números de oxidação de todos os átomos no HCO 3? O = 2 H = +1 3 ( 2) + 1 +? = 1 C =

22 Acerto de Equações Redox A oxidação de Fe 2+ a Fe 3+ por Cr 2 O 2 7 numa solução ácida? 1. Escreva a equação não acertada da reação na forma iónica. Fe 2+ + Cr 2 O 7 2 Fe 3+ + Cr Separe a equação em duas semi-reações. Oxidação: Redução: Fe 2+ Fe Cr 2 O 7 2 Cr Acerte todos os átomos, à exceção de O e H, separadamente em cada semi-reação. Cr 2 O 7 2 2Cr

23 Acerto de Equações Redox 4. Para reações em ácido, adicione H 2 O para acertar os átomos de O, e H + para acertar os átomos de H. Cr 2 O H + + Cr 2 O 7 2 2Cr H 2 O 2Cr H 2 O 5. Adicione eletrões a um dos lados de cada semi-reação para acertar as cargas na semi-reação. 6e + 14H + + Cr 2 O 7 2 Fe 2+ Fe e 2Cr H 2 O 6. Se for necessário, multiplique as semi-reações por coeficientes apropriados de forma a que o número de eletrões nas duas semireações seja igual. 6Fe 2+ 6Fe e 6e + 14H + + Cr 2 O 7 2 2Cr H 2 O 19.1

24 Acerto de Equações Redox 7. Adicionar as duas semi-reações e verificar se a equação final está acertada. Os eletrões em ambos os lados devem anular-se mutuamente. Oxidação: Redução: 6e + 14H + + Cr 2 O 7 2 6Fe 2+ 6Fe e 2Cr H 2 O 14H + + Cr 2 O Fe 2+ 6Fe Cr H 2 O 8. Verique se o número de átomos e as cargas estão acertadas = 24 = Para reações em soluções básicas, adicione OH a ambos os membros da equação por cada H + que apareça na equação final. 19.1

25 Reações Eletroquímicas Eletricidade grandezas fundamentais Diferença de potencial elétrico E (Volt) Intensidade de corrente I (Ampere) Resistência elétrica R (Ohm) Carga elétrica Q (Coulomb)

26 Células Galvânicas ânodo oxidação cátodo redução reação redox espontânea 19.2

27 Células Galvânicas A diferença de potencial elétrico entre o ânodo e o cátodo chama-se: potencial de célula força eletromotriz ou fem (E) voltagem de célula Diagrama da célula Zn (s) + Cu 2+ (aq) Cu (s) + Zn 2+ (aq) [Cu 2+ ] = 1 M e [Zn 2+ ] = 1 M Zn (s) Zn 2+ (1 M) Cu 2+ (1 M) Cu (s) ânodo cátodo 19.2

28 Potenciais Padrão do Elétrodo Zn (s) Zn 2+ (1 M) H + (1 M) H 2 (1 atm) Pt (s) Ânodo (oxidação): Cátodo (redução): 2e + 2H + (1 M) Zn (s) Zn 2+ (1 M) + 2e H 2 (1 atm) Zn (s) + 2H + (1 M) Zn 2+ + H 2 (1 atm) 19.3

29 Potenciais Padrão do Elétrodo Potencial de redução padrão (E 0 ) potencial associado à reação de redução que ocorre num elétrodo quando todos os solutos são 1 M e todos os gases estão a 1 atm. Reação de redução 2e + 2H + (1 M) H 2 (1 atm) E 0 = 0 V Elétrodo de hidrogénio padrão (EHP) 19.3

30 Potenciais Padrão do Elétrodo E 0 = 0,76 V célula fem padrão (E 0 ) célula E 0 = E cátodo 0 E célula ânodo 0 Zn (s) Zn 2+ (1 M) H + (1 M) H 2 (1 atm) Pt (s) E 0 = E H + / H E célula 0 Zn / Zn ,76 V = 0 E Zn 0 2+ /Zn E Zn 0 2+ /Zn = 0,76 V Zn 2+ (1 M) + 2e Zn E 0 = 0,76 V 19.3

31 Potenciais Padrão do Elétrodo Pt (s) H 2 (1 atm) H + (1 M) Cu 2+ (1 M) Cu (s) E 0 E 0 = 0,34 V célula = E cátodo 0 E célula ânodo 0 E célula 0 = E Cu 0 2+ /Cu E H 0 / H 2 + 0,34 = E Cu 0 2+ /Cu /Cu = 0,34 V E Cu Ânodo (oxidação): H 2 (1 atm) 2H + (1 M) + 2e Cátodo (redução): 2e + Cu 2+ (1 M) Cu (s) H 2 (1 atm) + Cu 2+ (1 M) Cu (s) + 2H + (1 M) 19.3

32 Os valores de Eº referem-se às reações de semi-célula lidas no sentido direto (da esquerda para a direita). Quanto mais positivo for Eº, maior a tendência da substância para ser reduzida. As reações de semi-célula são reversíveis. O sinal de Eº muda quando a reação é revertida. A modificação dos coeficientes estequiométricos de uma reação de semi-célula não afeta o valor de Eº. 19.3

33 Qual é a fem padrão de uma célula eletroquímica constituída por um elétrodo de Cd numa solução 1,0 M de Cd(NO 3 ) 2 e por um elétrodo de Cr numa solução 1,0 M de Cr(NO 3 ) 3? Cd 2+ (aq) + 2e Cd (s) E 0 = 0,40 V Cr 3+ (aq) + 3e Cr (s) E 0 = 0,74 V Cd é o oxidante mais forte Cd oxidará o Cr Ânodo (oxidação): Cr (s) Cr 3+ (1 M) + 3e 2 Cátodo (redução): 2e + Cd 2+ (1 M) Cd (s) 3 2Cr (s) + 3Cd 2+ (1 M) 3Cd (s) + 2Cr 3+ (1 M) E 0 célula = E 0 cátodo E 0 ânodo E 0 = 0,40 ( 0,74) célula E 0 célula = 0,34 V 19.3

34 Espontaneidade das Reações Redox DG = nfe célula n = n.º de moles de eletrões na reação DG 0 = nfe 0 célula F = J V mol = C/mol DG 0 0 = RT ln K = nfe célula 0 E cell = RT nf ln K = (8,314 J/K mol)(298 K) n ( J/V mol) ln K 0 E cell 0 E cell = 0,0257 V n = 0,0592 V n ln K log K

35 Espontaneidade das Reações Redox 19.4

36 Qual é a constante de equilíbrio da seguinte reação a 25 0 C? Fe 2+ (aq) + 2Ag (s) Fe (s) + 2Ag + (aq) 0 E célula = 0,0257 V n ln K Oxidação: Redução: 2e + Fe 2+ 2Ag 2Ag + + 2e Fe n = 2 E 0 = E Fe /Fe E Ag /Ag = 0,44 (0,80) = 1,24 V K = exp E 0 célula n 0,0257 V 1,24 V 2 = exp = 1, ,0257 V 19.4

37 Influência da Concentração na fem da Célula DG = DG 0 + RT ln Q DG = nfe DG 0 = nfe 0 nfe = nfe 0 + RT ln Q Equação de Nernst E = E 0 RT nf ln Q A t = 298 K E = E 0 0,0257 V n ln Q E = E 0 0,0592 V n log Q 19.5

38 Será que a seguinte reação ocorre espontaneamente a 25 0 C, se [Fe 2+ ] = 0,60 M e [Cd 2+ ] = 0,010 M? Fe 2+ (aq) + Cd (s) Fe (s) + Cd 2+ (aq) Oxidação: Redução: 2e + Fe 2+ Cd Cd e 2Fe n = 2 E 0 = E 0 2+ Fe /Fe E 0 2+ Cd /Cd = 0,44 ( 0,40) = 0,04 V E = E 0 0,0257 V n ln Q = 0,04 V 0,0257 V 2 ln 0,010 0,60 = 0,013 E > 0 Espontâneo 19.5

39 Baterias Bateria seca Célula de Leclanché Ânodo: Zn (s) Zn 2+ (aq) + 2e + Cátodo: 2NH 4 (aq) + 2MnO 2 (s) + 2e Mn 2 O 3 (s) + 2NH 3 (aq) + H 2 O (l) Zn(s) + 2NH 4 (aq) + 2MnO 2 (s) Zn 2+ (aq) + 2NH 3 (aq) + H 2 O(l) + Mn 2 O 3 (s) 19.6

40 Baterias Bateria de mercúrio Ânodo: Zn(Hg) + 2OH (aq) ZnO (s) + H 2 O (l) + 2e Cátodo: HgO (s) + H 2 O (l) + 2e Hg (l) + 2OH (aq) Zn(Hg) + HgO (s) ZnO (s) + Hg (l) 19.6

41 Baterias Acumulador de chumbo Ânodo: Pb (s) + SO 2 (aq) PbSO 4 (s) + 2e 4 Cátodo: PbO 2 (s) + 4H + (aq) + SO 2 (aq) + 2e 4 PbSO 4 (s) + 2H 2 O (l) Pb (s) + PbO 2 (s) + 4H + (aq) + 2SO 2 (aq) 4 2PbSO 4 (s) + 2H 2 O (l) 19.6

42 Baterias Bateria de estado sólido de lítio 19.6

43 Baterias Uma célula de combustível é uma célula galvânica que necessita de um fornecimento contínuo de reagentes para funcionar. Ânodo: 2H 2 (g) + 4OH (aq) 4H 2 O (l) + 4e Cátodo: O 2 (g) + 2H 2 O (l) + 4e 4OH (aq) 2H 2 (g) + O 2 (g) 2H 2 O (l) 19.6

44 Proteção catódica de um depósito de ferro 19.7

45 Eletrólise processo no qual a energia elétrica é usada para forçar a ocorrência de uma reação química não espontânea. 19.8

46 Eletrólise da Água 19.8

47 Eletrólise e Alterações de Massa carga (C) = corrente (A) tempo (s) 1 mole e = C 19.8

48 Quanto Ca será produzido numa célula eletrolítica de CaCl 2 fundido se uma corrente de 0,452 A passar através da célula durante 1,5 horas? Ânodo: 2Cl (l) Cl 2 (g) + 2e Cátodo: Ca 2+ (l) + 2e Ca (s) Ca 2+ (l) + 2Cl (l) Ca (s) + Cl 2 (g) 2 mole e = 1 mole Ca mol Ca = 0,452 C s 1,5 h 3600 s h 1 mol e - 96,500 C 1 mol Ca 2 mol e = 0,0126 mol Ca = 0,50 g Ca 19.8

49 Química em Ação: O Mal-Estar Causado pelas Obturações Dentárias Corrosão de uma obturação dentária 2+ Hg 2 /Ag 2 Hg 3 0,85 V 2+ Sn /Ag 3 Sn 2+ Sn /Ag 3 Sn 0,05 V 0,05 V

Reacções de Redução/Oxidação. Redox

Reacções de Redução/Oxidação. Redox Reacções de Redução/Oxidação Redox Troca de iões Troca de protões Reacção Química Equilíbrio Químico Equilíbrio Ácido-Base Troca de neutrões Radioactividade Troca de electrões Reacções Redox 2.Fe 3+ +

Leia mais

Redox: objectivos principais

Redox: objectivos principais Redox: objectivos principais Definir reacções redox e acertar equações de reacções redox usando o método das semireacções. Escrever o diagrama de uma, dada a equação da reacção redox e viceversa. Calcular

Leia mais

Reações de oxirredução

Reações de oxirredução LCE-108 Química Inorgânica e Analítica Reações de oxirredução Wanessa Melchert Mattos 2 Ag + + Cu (s) 2 Ag (s) + Cu 2+ Baseada na transferência de elétrons de uma substância para outra Perde oxigênio e

Leia mais

Eletroquímica. Eletroquímica: Pilhas Galvânicas. Potencial de redução. Força eletromotriz. Equação de Nernst. Electrólise.

Eletroquímica. Eletroquímica: Pilhas Galvânicas. Potencial de redução. Força eletromotriz. Equação de Nernst. Electrólise. Eletroquímica IX Eletroquímica: Pilhas Galvânicas. Potencial de redução. Força eletromotriz. Equação de Nernst. Electrólise. Eletroquímica A Eletroquímica estuda a relação entre a eletricidade e as reações

Leia mais

Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio

Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio Referência: BROWN, THEODORE L.; LEMAY JR., H. EUGENE; BURSTEN, BRUCE E.; BURDGE, JULIA R.. Química, a ciência central. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005.

Leia mais

Números de oxidação e Reações Redox

Números de oxidação e Reações Redox Ciências da Arte e do Património Química e Física dos Materiais II (Materiais Inorgânicos) Números de oxidação e Reações Redox Olinda Monteiro(ocmonteiro@fc.ul.pt) Olinda Monteiro (ocmonteiro@fc.ul.pt)

Leia mais

Química Geral e Inorgânica. QGI0001 Eng a. de Produção e Sistemas Prof a. Dr a. Carla Dalmolin. Eletroquímica

Química Geral e Inorgânica. QGI0001 Eng a. de Produção e Sistemas Prof a. Dr a. Carla Dalmolin. Eletroquímica Química Geral e Inorgânica QGI0001 Eng a. de Produção e Sistemas Prof a. Dr a. Carla Dalmolin Eletroquímica Reações Redox Reações onde ocorre a transferência de elétrons entre átomos Fluxo de elétrons

Leia mais

QUI201 (QUI145) QUÍMICA ANALÍTICA B (Química Industrial) Prof. Mauricio X. Coutrim

QUI201 (QUI145) QUÍMICA ANALÍTICA B (Química Industrial) Prof. Mauricio X. Coutrim QUI201 (QUI145) QUÍMICA ANALÍTICA B (Química Industrial) Prof. Mauricio X. Coutrim (mcoutrim@iceb.ufop.br) Exemplo: EQUILÍBRIOS DE OXI-REDUÇÃO Reações de oxidação/redução são reações que ocorrem com transferência

Leia mais

REACÇÕES DE OXIDAÇÃO-REDUÇÃO (REDOX)

REACÇÕES DE OXIDAÇÃO-REDUÇÃO (REDOX) REACÇÕES DE OXIDAÇÃO-REDUÇÃO (REDOX) Reacções que envolvem variação do número de oxidação das espécies intervenientes Número de oxidação (de um átomo, isolado ou integrado numa espécie química): Nº de

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS Eletroquímica

LISTA DE EXERCÍCIOS Eletroquímica DISCIPLINA: Química Geral e Inorgânica PERÍODO: LISTA DE EXERCÍCIOS Eletroquímica CURSO: Engenharia de Produção e sistemas 1. Indique o número de oxidação de cada átomo nos compostos abaixo: a) CO; C:

Leia mais

QUI219 QUÍMICA ANALÍTICA (Farmácia) Prof. Mauricio X. Coutrim

QUI219 QUÍMICA ANALÍTICA (Farmácia) Prof. Mauricio X. Coutrim QUI219 QUÍMICA ANALÍTICA (Farmácia) Prof. Mauricio X. Coutrim (mcoutrim@iceb.ufop.br) Reações de oxidação/redução são reações que ocorrem com transferência de elétrons BALANCEAMENTO DE REAÇÕES DE OXI REDUÇÃO

Leia mais

ELETROQUÍMICA OU. Profa. Marcia M. Meier QUÍMICA GERAL II

ELETROQUÍMICA OU. Profa. Marcia M. Meier QUÍMICA GERAL II ELETROQUÍMICA OU REAÇÕES DE TRANSFERÊNCIA DE ELÉTRONS Profa. Marcia M. Meier QUÍMICA GERAL II 1 Objetivo Compreender: Balanceamento de equações redox em solução ácida e básica. Células galvânicas e potencial

Leia mais

ELETROQUÍMICA. paginapessoal.utfpr.edu.br/lorainejacobs. Profª Loraine Jacobs DAQBI

ELETROQUÍMICA. paginapessoal.utfpr.edu.br/lorainejacobs. Profª Loraine Jacobs DAQBI lorainejacobs@utfpr.edu.br paginapessoal.utfpr.edu.br/lorainejacobs Profª Loraine Jacobs DAQBI Semi-Reações Utilizadas para facilitar o balanceamento de reações de oxi-redução: Maneira conceitual de representação

Leia mais

Reacções de Oxidação-Redução

Reacções de Oxidação-Redução Reacções de Oxidação-Redução Há transferência de electrões entre espécies reagentes, com variação do número de oxidação de elementos dessas espécies. Regras simples para determinar o número de oxidação

Leia mais

Reações em Soluções Aquosas

Reações em Soluções Aquosas Reações em Soluções Aquosas Classificação Reações sem transferência de elétrons: Reações de precipitação; Reações de neutralização. Reações com transferência de elétrons: Reações de oxirredução. Reações

Leia mais

1- Números de oxidação (Nox) Indicam a espécie que perde elétrons e a que ganha elétrons, ou seja, é a carga elétrica da espécie química.

1- Números de oxidação (Nox) Indicam a espécie que perde elétrons e a que ganha elétrons, ou seja, é a carga elétrica da espécie química. Eletroquímica É um ramo da Química que estuda as reações químicas que ocorrem, em um meio envolvendo um condutor (um metal ou um semicondutor) e um condutor iônico (o eletrólito), envolvendo trocas de

Leia mais

QUIMICA I. Eletroquímica. Profa. Eliana Midori Sussuchi

QUIMICA I. Eletroquímica. Profa. Eliana Midori Sussuchi QUIMICA I Eletroquímica Profa. Eliana Midori Sussuchi Reações de oxiredução O Zn adicionado ao HCl produz a reação espontânea Zn(s) + 2H + (aq) Zn 2+ (aq) + H 2 (g). O número de oxidação do Zn aumentou

Leia mais

ELETROQUÍMICA. paginapessoal.utfpr.edu.br/lorainejacobs. Profª Loraine Jacobs DAQBI

ELETROQUÍMICA. paginapessoal.utfpr.edu.br/lorainejacobs. Profª Loraine Jacobs DAQBI lorainejacobs@utfpr.edu.br paginapessoal.utfpr.edu.br/lorainejacobs Profª Loraine Jacobs DAQBI BALANCEAMENTO DE EQUAÇÕES Equações de Oxi-Redução contendo íons: Balancear a equação: Semi-Reações Utilizadas

Leia mais

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Conteúdo: Pilhas e baterias Eletrólise Recuperação do 4 Bimestre disciplina Química 2ºano Lista de exercícios 1- Na pilha Al/ Al 3+ // Cu 2+ / Cu é correto afirmar

Leia mais

PILHAS ELETROQUÍMICAS

PILHAS ELETROQUÍMICAS PILHAS ELETROQUÍMICAS As pilhas eletroquímicas são dispositivos capazes de produzir energia elétrica à custa de uma reação redox espontânea. Como as primeiras pilhas foram construídas por Galvani e Volta,

Leia mais

ELETROQUÍMICA. 1. Introdução

ELETROQUÍMICA. 1. Introdução ELETROQUÍMICA 1. Introdução Em geral, uma célula eletroquímica é um dispositivo em que uma corrente elétrica o fluxo de elétrons através de um circuito é produzida por uma reação química espontânea ou

Leia mais

14ª LISTA - EXERCÍCIOS DE PROVAS - Eletroquímica

14ª LISTA - EXERCÍCIOS DE PROVAS - Eletroquímica Pg. 1/7 1 a Questão Considere a seguinte pilha, a 25 C. Sn(s) Sn 2+ (0,150 mol L -1 ) Pb 2+ (0,550 mol L -1 ) Pb(s) a) Calcule a variação de potencial, E, inicial da pilha. b) O que deve acontecer com

Leia mais

Eletroquímica. Profa. Marcia Margarete Meier. Disciplina de Química Geral Profa. Marcia Margarete Meier

Eletroquímica. Profa. Marcia Margarete Meier. Disciplina de Química Geral Profa. Marcia Margarete Meier Eletroquímica 1 Células voltaicas ou galvânica A energia liberada em uma reação de oxi-redução espontânea é usada para executar trabalho elétrico. Células voltaicas ou galvânicas são aparelhos nos quais

Leia mais

(a) Indique os nomes dos reagentes e dos produtos da reacção; (b) Descreva o significado da equação dada.

(a) Indique os nomes dos reagentes e dos produtos da reacção; (b) Descreva o significado da equação dada. EB: QUÍMICA GERAL/ EQB: QUÍMICA GERAL I Capítulo 3. Reacções químicas I Ficha de exercícios 1. Considere a seguinte equação química: 2NaOH (aq.) + H 2 SO 4 (aq.) Na 2 SO 4 (aq.) + 2H 2 O (l) (a) Indique

Leia mais

CÉLULAS GALVÂNICAS OU CÉLULAS ELECTROQUÍMICAS

CÉLULAS GALVÂNICAS OU CÉLULAS ELECTROQUÍMICAS CÉLULAS GALVÂNICAS OU CÉLULAS ELECTROQUÍMICAS Uma CÉLULA ELECTROQUÍMICA é um dispositivo que permite a conversão de energia química em energia eléctrica através de reacções de oxidação-redução que ocorrem

Leia mais

Capítulo by Pearson Education

Capítulo by Pearson Education QUÍMICA A Ciência Central 9ª Edição Eletroquímica David P. White Reações de oxiredução O Zn adicionado ao HCl produz a reação espontânea Zn(s) + 2H + (aq) Zn 2+ (aq) + H 2 (g). O número de oxidação do

Leia mais

Relações Mássicas em Reacções Químicas

Relações Mássicas em Reacções Químicas Capítulo 3 Relações Mássicas em Reacções Químicas Massa Atómica N.º de Avogadro e Massa Molar Massa Molecular Espectrómetro de Massa Composição Percentual dos Compostos Determinação Experimental de Fórmulas

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE TOMAR ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Departamento de Engenharia Química e do Ambiente. QUÍMICA II (1º Ano/2º Semestre)

INSTITUTO POLITÉCNICO DE TOMAR ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Departamento de Engenharia Química e do Ambiente. QUÍMICA II (1º Ano/2º Semestre) INSTITUTO POLITÉCNICO DE TOMAR ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA Departamento de Engenharia Química e do Ambiente QUÍMICA II (1º Ano/2º Semestre) 2ª Série de Exercícios ELECTROQUÍMICA Tomar (2004) 1 Revisão

Leia mais

Ocorrência das Reações

Ocorrência das Reações Ocorrência das Reações Efervescência Mudança de Cor Ocorrência das Reações Formação de Precipitado Reação x Equações Químicas Classificação 1. De acordo com a complexibilidade Adição ou síntese ou composição:

Leia mais

Reacções de oxidação-redução em solução aquosa. Livro Química Inorgânica Básica na página da cadeira no Moodle Capítulo 4, p.

Reacções de oxidação-redução em solução aquosa. Livro Química Inorgânica Básica na página da cadeira no Moodle Capítulo 4, p. Reacções de oxidação-redução em solução aquosa Livro Química Inorgânica Básica na página da cadeira no Moodle Capítulo 4, p. 116 até ao final REACÇÕES de OXIDAÇÃO-REDUÇÃO reacções que envolvem troca de

Leia mais

3º Trimestre Sala de Estudo - Química Data: 28/09/17 Ensino Médio 2º ano classe: A_B_C Profª Danusa Nome: nº

3º Trimestre Sala de Estudo - Química Data: 28/09/17 Ensino Médio 2º ano classe: A_B_C Profª Danusa Nome: nº 3º Trimestre Sala de Estudo - Química Data: 28/09/17 Ensino Médio 2º ano classe: A_B_C Profª Danusa Nome: nº Conteúdo: Eletroquímica (pilhas) Questão 01 - (Mackenzie SP/2017) Um estudante de química colocou,

Leia mais

REAÇÕES QUÍMICAS. É o fenômeno pelo qual uma ou mais substâncias são transformadas em outra(s).

REAÇÕES QUÍMICAS. É o fenômeno pelo qual uma ou mais substâncias são transformadas em outra(s). REAÇÕES QUÍMICAS É o fenômeno pelo qual uma ou mais substâncias são transformadas em outra(s). Nessas reações chamamos de produtos as substâncias que são produzidas a partir de uma ou mais substâncias

Leia mais

ELETROQUÍMICA Profº Jaison Mattei

ELETROQUÍMICA Profº Jaison Mattei ELETROQUÍMICA Profº Jaison Mattei ELETROQUÍMICA 1) Eletrólise: reações provocadas pela corrente elétrica. 2) Pilhas: reações que produzem corrente elétrica. Eletrólise é a reação não espontânea provocada

Leia mais

E-books PCNA. Vol. 1 QUÍMICA ELEMENTAR CAPÍTULO 10 ELETROQUÍMICA

E-books PCNA. Vol. 1 QUÍMICA ELEMENTAR CAPÍTULO 10 ELETROQUÍMICA E-books PCNA Vol. 1 QUÍMICA ELEMENTAR CAPÍTULO 10 ELETROQUÍMICA 2 QUÍMICA ELEMENTAR CAPÍTULO 10 APRESENTAÇÃO... 3 CAPÍTULO 10... 4 1. ELETROQUÍMICA... 4 1.1. Célula Galvânica ou Pilha... 4 1.1.1. Estrutura

Leia mais

Reações Químicas GERAL

Reações Químicas GERAL Reações Químicas GERAL É o processo no qual 1 ou mais substâncias (reagentes) se transformam em 1 ou mais substâncias novas (produtos). Formação de ferrugem Combustão de um palito de fósforo Efervescência

Leia mais

(b) É uma reacção de neutralização: base + ácido sal + água 2 mol de NaOH reagem com 1 mol de H 2 SO 4 originando 1 mol de Na 2 SO 4 e 2 mol de H 2 O.

(b) É uma reacção de neutralização: base + ácido sal + água 2 mol de NaOH reagem com 1 mol de H 2 SO 4 originando 1 mol de Na 2 SO 4 e 2 mol de H 2 O. EB: QUÍMICA GERAL/ EQB: QUÍMICA GERAL I Capítulo 3. Reacções químicas I Soluções da ficha de exercícios 1. (a) NaOH = hidróxido de sódio. H 2 SO 4 = ácido súlfurico. Na 2 SO 4 = sulfato de sódio. H 2 O

Leia mais

Reações Redox Número de Oxidação Semi-Reações

Reações Redox Número de Oxidação Semi-Reações Química Geral e Inorgânica QGI0001 Eng a. de Produção e Sistemas Prof a. Dr a. Carla Dalmolin Reações Redox Número de Oxidação Semi-Reações Reações Redox Reações onde ocorre a transferência de elétrons

Leia mais

QUI109 QUÍMICA GERAL (Ciências Biológicas) 4ª aula /

QUI109 QUÍMICA GERAL (Ciências Biológicas) 4ª aula / QUI109 QUÍMICA GERAL (Ciências Biológicas) 4ª aula / 2016-2 Prof. Mauricio X. Coutrim (disponível em: http://professor.ufop.br/mcoutrim) REAÇÃO EM SOLUÇÃO AQUOSA São reações envolvendo compostos iônicos

Leia mais

É a perda de elétrons. É o ganho de elétrons

É a perda de elétrons. É o ganho de elétrons 1 É a perda de elétrons 2 É o ganho de elétrons 3 Na + Cl É o número que mede a carga real ou aparente de uma espécie química Nox = + 1 Nox = 1 4 Na + Cl É a perda de elétrons ou aumento do Nox 5 É o ganho

Leia mais

Eletroquímica. Profa. Marcia Margarete Meier. Disciplina de Química Geral Profa. Marcia Margarete Meier

Eletroquímica. Profa. Marcia Margarete Meier. Disciplina de Química Geral Profa. Marcia Margarete Meier Eletroquímica 1 Células voltaicas ou galvânica A energia liberada em uma reação de oxi-redução espontânea é usada para executar trabalho elétrico. Células voltaicas ou galvânicas são aparelhos nos quais

Leia mais

Reações com transferência de elétrons: oxirredução

Reações com transferência de elétrons: oxirredução Reações com transferência de elétrons: oxirredução Química Geral Prof. Edson Nossol Uberlândia, 09/09/2016 Número de oxidação: número de cargas que um átomo teria em uma molécula (em um composto iônico)

Leia mais

Eletrólitos e Não Eletrólitos

Eletrólitos e Não Eletrólitos Introdução Introdução Introdução Eletrólitos e Não Eletrólitos Tipos de Eletrólitos Tipos de Eletrólitos Tipos de Eletrólitos Reações Inorgânicas Reações O QUE É UMA REAÇÃO QUÍMICA? É processo de mudanças

Leia mais

Reações com transferência de elétrons: oxirredução

Reações com transferência de elétrons: oxirredução Reações com transferência de elétrons: oxirredução Química Geral Prof. Edson Nossol Uberlândia, 19/05/2016 Número de oxidação: número de cargas que um átomo teria em uma molécula (em um composto iônico)

Leia mais

Oxirredução IDENTIFICAÇÃO O QUE SOFRE ENTIDADE O QUE FAZ. Oxidante ganha e - ( NOX) oxida o redutor redução

Oxirredução IDENTIFICAÇÃO O QUE SOFRE ENTIDADE O QUE FAZ. Oxidante ganha e - ( NOX) oxida o redutor redução Eletroquímica Oxirredução ENTIDADE IDENTIFICAÇÃO O QUE FAZ O QUE SOFRE Oxidante ganha e - ( NOX) oxida o redutor redução Redutor perde e - ( NOX) reduz o oxidante oxidação Todas as reações que têm substâncias

Leia mais

Resposta Capítulo 17: Eletroquímica: Pilhas

Resposta Capítulo 17: Eletroquímica: Pilhas Resposta Capítulo 7: Eletroquímica: Pilhas. B Correta. O óxido de LiCoO é oxidado a CoO, na recarga da pilha. Li e Li. Reação global da pilha eletroquímica formada por cobre e ferro:,34 V >,44 V Cu e Cu

Leia mais

Reações com transferência de elétrons: oxirredução

Reações com transferência de elétrons: oxirredução Reações com transferência de elétrons: oxirredução Introdução à Química II Prof. Edson Nossol Uberlândia, 06/10/2017 Número de oxidação: número de cargas que um átomo teria em uma molécula (em um composto

Leia mais

Nome: Nº BI: Data - Local Emissão: / / -

Nome: Nº BI: Data - Local Emissão: / / - PROVA DE QUÍMICA Nome: Nº BI: Data - Local Emissão: / / - Pergunta / Opção 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 a) b) c) d) PROVA DE QUÍMICA Duração da prova: 60 minutos +

Leia mais

Corrosão de peças metálicas à atmosfera Condições para que ocorra:

Corrosão de peças metálicas à atmosfera Condições para que ocorra: Corrosão de peças metálicas à atmosfera Condições para que ocorra: existência de zonas catódicas e anódicas; possibilidade de circulação de electrões entre elas; presença do electrólito para transporte

Leia mais

INTRODUÇÃO. Podem ocorrer também modificações só perceptíveis a sensores colocados no meio reacional:

INTRODUÇÃO. Podem ocorrer também modificações só perceptíveis a sensores colocados no meio reacional: REAÇÕES INORGÂNICAS INTRODUÇÃO Uma reação química ocorre quando uma ou mais substâncias interagem de modo a formar novas substâncias. A ocorrência de uma reação pode ser detectada através de evidências

Leia mais

QUÍMICA ELETROANALÍTICA

QUÍMICA ELETROANALÍTICA QUÍMICA ELETROANALÍTICA A química Eletroanalítica compreende um conjunto de métodos analíticos qualitativos e quantitativos baseados nas propriedades elétricas de uma solução contendo o analito quando

Leia mais

REVISÃO DE QUÍMICA CEIS Prof. Neif Nagib

REVISÃO DE QUÍMICA CEIS Prof. Neif Nagib REVISÃO DE QUÍMICA CEIS 2017 Prof. Neif Nagib CÁLCULO DO ph e do poh EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO 01. O estômago produz suco gástrico constituído de ácido clorídrico, muco, enzimas e sais. O valor de ph no

Leia mais

REAÇÕES DE OXIDAÇÃO-REDUÇÃO. O oxigénio diminui a sua carga de zero para -2, através do ganho de 2 eletrões.

REAÇÕES DE OXIDAÇÃO-REDUÇÃO. O oxigénio diminui a sua carga de zero para -2, através do ganho de 2 eletrões. REAÇÕES DE OXIDAÇÃO-REDUÇÃO REAÇÃO DE REDUÇÃO Nesta reação há uma diminuição da carga (número de oxidação) do elemento. 1 2 O - 2-2 2 e O O oxigénio diminui a sua carga de zero para -2, através do ganho

Leia mais

CQ049 FQ Eletroquímica.

CQ049 FQ Eletroquímica. CQ049 FQ Eletroquímica prof. Dr. Marcio Vidotti LEAP Laboratório de Eletroquímica e Polímeros mvidotti@ufpr.br www.quimica.ufpr.br/mvidotti A Eletroquímica pode ser dividida em duas áreas: Iônica: Está

Leia mais

Química Analítica Avançada

Química Analítica Avançada Química Analítica Avançada Volumetria de Óxido-redução Profa. Lilian Silva LMBRANDO Reações de Oxi-redução Oxidação e redução 0 0 +1-1 0 0 +1-1 Reações redox e semi-células Zn 0 + Cu 2+ Zn 2+ + Cu 0 semi-célula

Leia mais

PAGQuímica Eletroquímica

PAGQuímica Eletroquímica Atenção: detectamos que em diversos exercícios a resolução escaneada e colada após o enunciado não corresponde à resolução correta. Agradecemos que tais exercícios nos sejam comunicados via fórum e, se

Leia mais

REAÇÕES QUÍMICAS PRODUZINDO CORRENTE ELÉTRICA CORRENTE ELÉTRICA PRODUZINDO REAÇÃO QUÍMICA PROF. RODRIGO BANDEIRA

REAÇÕES QUÍMICAS PRODUZINDO CORRENTE ELÉTRICA CORRENTE ELÉTRICA PRODUZINDO REAÇÃO QUÍMICA PROF. RODRIGO BANDEIRA REAÇÕES QUÍMICAS PRODUZINDO CORRENTE ELÉTRICA CORRENTE ELÉTRICA PRODUZINDO REAÇÃO QUÍMICA A relação entre as reações químicas e a corrente elétrica é estudada por um ramo da química chamado ELETROQUÍMICA

Leia mais

Eletroquímica: Pilha e Eletrólise

Eletroquímica: Pilha e Eletrólise Eletroquímica: Pilha e Eletrólise Enem 15 semanas 1. O trabalho produzido por uma pilha é proporcional à diferença de potencial (ddp) nela desenvolvida quando se une uma meia-pilha onde a reação eletrolítica

Leia mais

2005 by Pearson Education. Capítulo 04

2005 by Pearson Education. Capítulo 04 QUÍMICA A Ciência Central 9ª Edição Capítulo 4 Reações em soluções aquosas e estequiometria de soluções David P. White Propriedades gerais das soluções aquosas Propriedades eletrolíticas As soluções aquosas

Leia mais

AULA 10 EQUILÍBRIO DE SOLUBILIDADE

AULA 10 EQUILÍBRIO DE SOLUBILIDADE Fundamentos de Química Analítica (009) AULA 10 EQUILÍBRIO DE SOLUBILIDADE OBJETIVOS Definir solubilidade do soluto. Definir solução saturada, não saturada e supersaturada. Conhecer as regras de solubilidade.

Leia mais

APLICAÇÕES DOS POTENCIAIS PADRÃO DE ELETRODO

APLICAÇÕES DOS POTENCIAIS PADRÃO DE ELETRODO APLICAÇÕES DOS POTENCIAIS PADRÃO DE ELETRODO POTENCIAL TERMODINÂMICO! definido como o potencial do catodo menos o potencial do anodo (semi-reações escritas como redução; despreza queda ôhmica e potencial

Leia mais

ELETROQUÍMICA OU. Profa. Marcia M. Meier QUÍMICA GERAL II

ELETROQUÍMICA OU. Profa. Marcia M. Meier QUÍMICA GERAL II ELETROQUÍMICA OU REAÇÕES DE TRANSFERÊNCIA DE ELÉTRONS Profa. Marcia M. Meier QUÍMICA GERAL II 1 Objetivo Compreender: Balanceamento de equações redox em solução ácida e básica. Células galvânicas e potencial

Leia mais

ELETROQUÍMICA. paginapessoal.utfpr.edu.br/lorainejacobs. Profª Loraine Jacobs DAQBI

ELETROQUÍMICA. paginapessoal.utfpr.edu.br/lorainejacobs. Profª Loraine Jacobs DAQBI ELETROQUÍMICA lorainejacobs@utfpr.edu.br paginapessoal.utfpr.edu.br/lorainejacobs Profª Loraine Jacobs DAQBI CORRENTE ELÉTRICA Pode ser produzida por: Geradores elétricos : Transformam energia mecânica

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Curitiba

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Curitiba Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Curitiba Lista de Exercícios Eletroquímica Nome: Turma: S5/6 Data de Entrega: 1/9/14 Disciplina: Química (QB7D) Prof. Reinaldo Morita

Leia mais

(MACK-SP) Na eletrólise ígnea de NaCl, verificase

(MACK-SP) Na eletrólise ígnea de NaCl, verificase (MACK-SP) Na eletrólise ígnea de NaCl, verificase que: a) no cátodo, deposita-se sódio metálico. b) no ânodo, ocorre redução. c) no cátodo, ocorre oxidação. d) no ânodo, há deposição de NaCl. e) no cátodo,

Leia mais

Na obtenção de prata por eletrólise de solução aquosa de nitrato de prata, o metal se forma no: a) cátodo, por redução de íons Ag(+) b) cátodo, por

Na obtenção de prata por eletrólise de solução aquosa de nitrato de prata, o metal se forma no: a) cátodo, por redução de íons Ag(+) b) cátodo, por Na obtenção de prata por eletrólise de solução aquosa de nitrato de prata, o metal se forma no: a) cátodo, por redução de íons Ag(+) b) cátodo, por oxidação de íons ag(+) c) cátodo, por redução de átomos

Leia mais

EleELETROQUÍMICA (Parte I)

EleELETROQUÍMICA (Parte I) EleELETROQUÍMICA (Parte I) I INTRODUÇÃO A Eletroquímica é responsável pela explicação dos fenômenos que envolvem a transferência de elétrons. Esses fenômenos são de grande importância cotidiana, pois através

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 8º Teste sumativo de FQA 20. maio Versão 1 11º Ano Turma A Professor: Maria do Anjo Albuquerque

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 8º Teste sumativo de FQA 20. maio Versão 1 11º Ano Turma A Professor: Maria do Anjo Albuquerque ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 8º Teste sumativo de FQA 20. maio. 2015 Versão 1 11º Ano Turma A Professor: Maria do Anjo Albuquerque Duração da prova: 90 minutos. Este teste é constituído por 9 páginas

Leia mais

pilha de Volta pilha Galvânica pilha voltaica rosário

pilha de Volta pilha Galvânica pilha voltaica rosário Em 1786, o anatomista italiano Luigi Galvani (1737-1798) dissecou uma rã e observou contrações nos músculos do animal. As contrações ocorreram no momento em que seu assistente por acaso tocou com a ponta

Leia mais

RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS AULA 28 TURMA ANUAL

RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS AULA 28 TURMA ANUAL RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS AULA 28 TURMA ANUAL 01. Item [C] Análise das alternativas; a) Incorreta. Durante a descarga, o número de oxidação do cobalto passa de +4 para +3. ( + 4)( 4) + + + ( 1)(

Leia mais

ELETROQUÍMICA. Prof a. Dr a. Carla Dalmolin

ELETROQUÍMICA. Prof a. Dr a. Carla Dalmolin ELETROQUÍMICA Prof a. Dr a. Carla Dalmolin CONCEITOS BÁSICOS Eletroquímica Fenômenos químicos associados à transferência de cargas elétricas Duas semi-reações de transferência de carga em direções opostas

Leia mais

EB: QUÍMICA GERAL/ EQB: QUÍMICA GERAL I

EB: QUÍMICA GERAL/ EQB: QUÍMICA GERAL I EB: QUÍMICA GERAL/ EQB: QUÍMICA GERAL I Capítulo 6. Termoquímica Ficha de exercícios 1. Uma amostra de azoto gasoso expande-se do seu volume inicial de 1.6 L para 5.4 L, a temperatura constante. Calcule

Leia mais

CÉLULAS ELETROLÍTICAS

CÉLULAS ELETROLÍTICAS QUÍMICAELETROANALÍTICA CÉLULAS ELETROLÍTICAS REPRESENTAÇÃOESQUEMÁTICA dois limites, um em cada extremidade da ponte salina Cu Cu 2+ (0,0200 mol L -1 ) Ag + (0,0200 mol L -1 ) Ag limite entres fases, ou

Leia mais

REVISÃO QUÍMICA 4 ELETROQUÍMICA - Prof Emanuele. d) KMnO 4 + H 2 C 2 O 4 + H 2 SO 4 K 2 SO 4 + MnSO 4 + CO 2 + H 2 O

REVISÃO QUÍMICA 4 ELETROQUÍMICA - Prof Emanuele. d) KMnO 4 + H 2 C 2 O 4 + H 2 SO 4 K 2 SO 4 + MnSO 4 + CO 2 + H 2 O REVISÃO QUÍMICA 4 ELETROQUÍMICA - Prof Emanuele 1) Os números de oxidação dos halogênios nos compostos NaCl, NaClO 3, KI, I 2, NH 4 IO 3 são, respectivamente: a) +1, +3, 0, -2, +4 b) +1, -5, -1, 0, +5

Leia mais

2 NH 3 (g) + CO 2 (g)

2 NH 3 (g) + CO 2 (g) PROCESSO SELETIVO 2007 1 O DIA GABARITO 4 7 QUÍMICA QUESTÕES DE 16 A 30 16. O equilíbrio de ionização da água pura é dado pela equação abaixo, cuja constante do produto iônico é 2,5x10-14, a 37 o C. H

Leia mais

2 KClO 3 2 KCl + 3 O 2

2 KClO 3 2 KCl + 3 O 2 PROCESSO SELETIVO 2007 1 O DIA GABARITO 1 7 QUÍMICA QUESTÕES DE 16 A 30 16. O ânion cloreto (Cl - ), o argônio (Ar) e o cátion potássio (K + ) têm em comum o mesmo número: a) de prótons. b) de elétrons.

Leia mais

TEMA: EQUILÍBRIO REDOX

TEMA: EQUILÍBRIO REDOX Universidade Federal do Paraná (UFPR) Programa de Pós-Graduação em Química Departamento de Química Química Analítica Avançada CQ 827 TEMA: EQUILÍBRIO REDOX Prof. Luiz Humberto Marcolino Júnior Equilíbrio

Leia mais

Número de oxidação e balanceamento

Número de oxidação e balanceamento Número de oxidação e balanceamento Conceito de número de oxidação (N OX ) Carga do íon em compostos iônicos e carga do átomo em compostos moleculares Oxidação é a perda de elétrons. Redução é o ganho de

Leia mais

EXERCÍCIOS DE ELETROQUÍMICA

EXERCÍCIOS DE ELETROQUÍMICA Aula EXERCÍCIOS DE ELETROQUÍMICA META Apresentar os conceitos relacionados a misturas de substâncias simples através da resolução de exercícios comentados. OBJETIVOS Ao nal desta aula, o aluno deverá:

Leia mais

BC Transformações Químicas

BC Transformações Químicas Transformações Químicas BC0307 Prof. Anderson O. Ribeiro http://www.andersonorzari.com BC 0307 Transformações Químicas ANDERSON ORZARI RIBEIRO Bloco B, 10º andar - Sala 1043 www.andersonorzari.com Transformações

Leia mais

Capítulo by Pearson Education

Capítulo by Pearson Education QUÍMICA A Ciência Central 9ª Edição Aspectos adicionais dos equilíbrios aquosos David P. White O efeito do íon comum A solubilidade de um sal parcialmente solúvel diminui quando um íon comum é adicionado.

Leia mais

01) (CESGRANRIO-RJ) Considere a pilha representada abaixo. Cu(s) Cu 2+ Fe 3+, Fe 2+ Pt(s) Assinale a afirmativa falsa.

01) (CESGRANRIO-RJ) Considere a pilha representada abaixo. Cu(s) Cu 2+ Fe 3+, Fe 2+ Pt(s) Assinale a afirmativa falsa. 01) (CESGRANRIO-RJ) Considere a pilha representada abaixo. Cu(s) Cu 2+ Fe 3+, Fe 2+ Pt(s) Assinale a afirmativa falsa. a) A reação de redução que ocorre na pilha é: Cu2+ + 2 e Cu(s) b) O eletrodo de cobre

Leia mais

CaO + H2O Ca(OH)2 3 H2 + 1 N2 2 NH3 3 H2 + 1 N2 2 NH3 + 01) A equação refere-se à transformação de ozônio em oxigênio comum, representada pela equação: 2 O3 3 O2 Os números 2 e 3 que aparecem no lado esquerdo

Leia mais

Fundamentos de Química Profa. Janete Yariwake

Fundamentos de Química Profa. Janete Yariwake Bloco 2. Soluções. Equilíbrio químico em solução aquosa 2.1 Ácidos e bases 1 Bibliografia - Exercícios selecionados Exercícios retirados dos seguintes livros-texto: J.E. Brady, G.E. Humiston. Química Geral,

Leia mais

REVISÃO QUÍMICA 4 ELETROQUÍMICA - Prof Emanuele. d) KMnO 4 + H 2 C 2 O 4 + H 2 SO 4 K 2 SO 4 + MnSO 4 + CO 2 + H 2 O. Ag. Redutor: H 2 C 2 O 4

REVISÃO QUÍMICA 4 ELETROQUÍMICA - Prof Emanuele. d) KMnO 4 + H 2 C 2 O 4 + H 2 SO 4 K 2 SO 4 + MnSO 4 + CO 2 + H 2 O. Ag. Redutor: H 2 C 2 O 4 REVISÃO QUÍMICA 4 ELETROQUÍMICA - Prof Emanuele 1) Os números de oxidação dos halogênios nos compostos NaCl, NaClO 3, KI, I 2, NH 4 IO 3 são, respectivamente: a) +1, +3, 0, -2, +4 b) +1, -5, -1, 0, +5

Leia mais

NOX EXERCÍCIOS QUÍMICA PROF- LEONARDO. 01)Quais são os números de oxidação do iodo nas substâncias l 2, Nal, NalO 4 e Al I 3?

NOX EXERCÍCIOS QUÍMICA PROF- LEONARDO. 01)Quais são os números de oxidação do iodo nas substâncias l 2, Nal, NalO 4 e Al I 3? NOX EXERCÍCIOS QUÍMICA PROF- LEONARDO 01)Quais são os números de oxidação do iodo nas substâncias l 2, Nal, NalO 4 e Al I 3? 02. O número de oxidação do manganês no permanganato de potássio (KMnO4) é:

Leia mais

FACULDADES OSWALDO CRUZ QUÍMICA GERAL E INORGÂNICA CURSO BÁSICO 1ºS ANOS

FACULDADES OSWALDO CRUZ QUÍMICA GERAL E INORGÂNICA CURSO BÁSICO 1ºS ANOS FACULDADES OSWALDO CRUZ QUÍMICA GERAL E INORGÂNICA CURSO BÁSICO 1ºS ANOS Prezados Alunos Conforme orientação da Diretoria Geral, o reinício das aulas, teoria e laboratório, ocorrerá no dia 17 de agosto.

Leia mais

QUÍMICA. 16. Os elementos químicos A, B e C apresentam para seu átomo, no estado fundamental, a seguinte configuração eletrônica:

QUÍMICA. 16. Os elementos químicos A, B e C apresentam para seu átomo, no estado fundamental, a seguinte configuração eletrônica: QUÍMICA 16. Os elementos químicos A, B e C apresentam para seu átomo, no estado fundamental, a seguinte configuração eletrônica: A 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 5 B 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 3d 5 C 1s 2 2s

Leia mais

08/04/2016. Aulas 8 12 Setor B

08/04/2016. Aulas 8 12 Setor B Aulas 8 12 Setor B 1 Eletroquímica estuda os fenômenos envolvidos na transferência de elétrons ocorrida nas reações de oxirredução. ELETROQUÍMICA PILHAS E BATERIAS ELETRÓLISE REAÇÃO ESPONTÂNEA CORRENTE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA DEPARTAMENTO DE QUIMICA DISCIPLINA: FÍSICO-QUÍMICAII

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA DEPARTAMENTO DE QUIMICA DISCIPLINA: FÍSICO-QUÍMICAII UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA DEPARTAMENTO DE QUIMICA DISCIPLINA: FÍSICO-QUÍMICAII ALUNA: VALDICLÉA MOTA DOS SANTOS PROFESSORA: CLAUDIA BRAGA SEMINÁRIO DE FISICO

Leia mais

Química 12º Ano. Uma reacção de oxidação-redução, ou reacção redox, é uma reacção em. variação dos números de oxidação de alguns elementos.

Química 12º Ano. Uma reacção de oxidação-redução, ou reacção redox, é uma reacção em. variação dos números de oxidação de alguns elementos. Química 12º Ano Uma reacção de oxidação-redução, ou reacção redox, é uma reacção em que há transferência total ou parcial de electrões, como se verifica pela variação dos números de oxidação de alguns

Leia mais

S Nox total = zero. Nº de oxidação (Nox) Regras para determinar o Nox. AULA 11 Oxidação e Redução

S Nox total = zero. Nº de oxidação (Nox) Regras para determinar o Nox. AULA 11 Oxidação e Redução AULA 11 Oxidação e Redução Nº de oxidação (Nox) é a carga que surge quando os elementos estão combinados NaCl Æ Na + Cl - (sódio doou 1 e - e o cloro recebeu 1e - ) H 2 Æ H H zero Quando a ligação for

Leia mais

OSASCO-COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR

OSASCO-COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR OSASCO-COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR ASSESSORIA TÉCNICA Processo Avaliativo 1º Bimestre/2015 Disciplinas: Química 2ª série EM Nome do aluno Nº Turma A lista de exercícios abaixo, consta de 33 questões diversas,

Leia mais

2ª Ficha de Avaliação de Química. Critérios de Correção

2ª Ficha de Avaliação de Química. Critérios de Correção 2ª Ficha de Avaliação de Química Professora Paula Melo Silva Critérios de Correção 1. 1.1.. 12 pontos O texto refere-se à corrosão dos metais que consiste num processo natural que normalmente é usada para

Leia mais

Aula EQUILÍBRIO DE OXIDAÇÃO E REDUÇÃO METAS

Aula EQUILÍBRIO DE OXIDAÇÃO E REDUÇÃO METAS EQUILÍBRIO DE OXIDAÇÃO E REDUÇÃO METAS Apresentar a definição de oxidação e redução; apresentar a definição e classificação de celula eletroquímica; apresentar a equação de nernst; apresentar outros equilíbrios

Leia mais

01) O elemento X reage com o elemento Z, conforme o processo: Nesse processo: Z 3 + X Z 1 + X 2. b) X ganha elétrons de Z. d) X e Z perdem elétrons.

01) O elemento X reage com o elemento Z, conforme o processo: Nesse processo: Z 3 + X Z 1 + X 2. b) X ganha elétrons de Z. d) X e Z perdem elétrons. SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR NADER ALVES DOS SANTOS SÉRIE/ANO: TURMA(S): 2º anos

Leia mais

ANÁLISE DE MANGANÊS NA PIROLUSITA

ANÁLISE DE MANGANÊS NA PIROLUSITA Fase Condensada: matéria em estado líquido ou sólido ANÁLISE DE MANGANÊS NA PIROLUSITA OBJETIVO: Determinar o teor de dióxido de manganês (MnO 2 ) em uma amostra de pirolusita, minério de manganês Impurezas:

Leia mais

O equilíbrio de solubilidade do HgS é representado pela equação abaixo.

O equilíbrio de solubilidade do HgS é representado pela equação abaixo. 01. O equilíbrio de solubilidade do HgS é representado pela equação abaixo. HgS (s) Hg 2+ (aq) + S 2 (aq) No equilíbrio têm-se [Hg 2+ ] = [S 2 ] = 1 x 10 26 mol/l. A constante de solubilidade (Kps) deste

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL REPÚBLICA

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL REPÚBLICA GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL REPÚBLICA Aulas de Apoio Química 3ª Série Eletroquímica II 1.

Leia mais

SISTEMAS REDOX. OXIDAÇÃO: perda de elétrons por parte de uma espécie REDUÇÃO : fixação (ganho) de elétrons por parte de uma espécie

SISTEMAS REDOX. OXIDAÇÃO: perda de elétrons por parte de uma espécie REDUÇÃO : fixação (ganho) de elétrons por parte de uma espécie SISTEMAS REDOX REAÇÃO REDOX: são aqueles processos químicos que envolvem TRANSFERÊNCIA (troca) DE ELÉTRONS de uma molécula, átomo ou íon para outro reagente. OXIDAÇÃO: perda de elétrons por parte de uma

Leia mais