Projeto e Desenvolvimento de SAD (2)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Projeto e Desenvolvimento de SAD (2)"

Transcrição

1 Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Sistemas de Informação Prof.: Maico Petry Projeto e Desenvolvimento de SAD (2) DISCIPLINA: Sistemas de Apoio a Decisão

2 Metodologias de projeto e desenvolvimento: Um overview System development life cycle (SDLC) muito usada para projeto de SADs Protótipos são obtidos cedo Gerentes customizam o SAD

3 CICLO DE VIDA DO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS System development life cycle (SDLC)

4 Riscos deste tipo de projeto É caro Pode não ser colocado em uso É um projeto complexo as pessoas mudam muito de interesse (personalidades diversas, posição que ocupam, competência adquirida, natureza das decisões que necessitam)

5 Uma metodologia orientada à decisão Descrição de um pré-projeto e diagnóstico da tomada de decisão Diagnóstico do processo em uso de tomada de decisão Identificação de problemas ou oportunidades para melhoria do comportamento atual Identificação de como o processo decisório se dá atualmente

6 Importante: Orientação à decisão Especificar as alterações no processo de tomada de decisão Determinar que melhorias são pretendidas Fazer um fluxograma do processo

7 3 passos para o diagnóstico Reunir dados sobre o atual processo de tomada de decisão Entrevistas, observações e históricos armazenados Descrever de forma coerente o processo atual de decisão Especificar um procedimento de como a tomada de decisão deve ser realizada

8 Plano de auditagem do processo de tomada de decisão Passo 1: O que será auditado e quem fará? Passo 2: Examinar o diagrama do processo Passo 3: Observar e juntar dados Passo 4: Avaliar o desempenho Passo 5: Fazer relatório e apresentar recomendações

9 Chegando a um diagnóstico Foco na identificação do que é respondido pelo tomador de decisão nas situações de tomada de decisão Foco no que é identificado pelos tomadores de decisão como sendo a faixa de alternativas viáveis Como uma tomada de decisão pode ser melhorada?

10 Conduza um estudo de viabilidade Defina Objetivos Escopo do SAD e usuários alvos Impactos do SAD Principais alternativas Conclusões Comprar ou desenvolver?

11 Se vai desenvolver, então escolha a metodologia de projeto e desenvolvimento SDLC (tipo cascata ) RAD (Rapid Application Development) XP (extreming Programming) ou similar (Método Leve)

12 SDLC: 7 passos Confirme os requisitos dos usuários Análise Projeto Codificação Teste Instalação Avaliação do usuário

13 RAD: 5 passos 1. Identifique requisitos dos usuários 2. Primeira iteração com protótipo 3. Evolução do protótipo 4. Teste e retorno ao passo 3, se necessário 5. Instalação

14 Método leve (XP ou similar) Coloca parte da responsabilidade sobre os usuários finais que são parte integrante do time de desenvolvimento O constante feedback é fundamental para se alcançar um SAD com reais chances de uso Os testes mais rigorosos minimizam o esforço de usuários finais na detecção de falhas

15 XP

16 Gestão do projeto do SAD É necessário um gerente para o projeto Incluir uma diagnóstico e um estudo de viabilidade facilitará definir objetivos e escopo do SAD Quando o escopo é amplo é indicado se obter um acordo de responsabilidades entre os envolvidos

17 Gestão do projeto do SAD O gerente de projeto deve identificar tarefas incompletas, recursos necessários, e resultados parciais a serem gerados Resultados parciais são muito importantes para o controle do progresso contínuo do projeto

18 Papéis em projetos de SAD Gerente de projeto ou Analista Especialista que toma as decisões sobre que software e hardware fazer uso Gerente executivo Gerente sênior que tem influência para auxiliar a resolver problemas com recursos necessários Usuários alvos do SAD Equipe técnica Arquiteto DW, Analista de dados Especialistas em tecnologias Redes, Banco de dados, etc

19 Recomendações de metodologias vs. tipo de SAD SAD orientado a modelo ou conhecimento RAD ou XP SAD orientado a dados ou documento SDLC SAD orientado a grupo pode ser comprado de terceiros

20 Interfaces para SAD

21 Interfaces com o usuário: Overview Um conjunto de menus, ícones, comandos e gráficos Envolve hardware e software Provê indicações aos usuários

22 Estilos de interfaces Linhas de comando Menus Gráficos Questões e respostas Uma combinação de tudo

23 Construindo a interface Início identifique os usuários e faça um brainstorm sobre suas habilidades Projete telas e obtenha um feedback inicial do usuário Atenção para as interações do tipo: tente isto, analise isto, simplifique isto, altere isto,...

24 Elementos da interface Gráficos são úteis comunicam melhor a idéia Cores melhoram a interface Simetria proporções balanceadas e estética Guias para os usuários

25 Recomendações úteis Buscar consistência Prover feedback Prover caixas de diálogos Permitir o cancelamento de ações Reduzir a carga de informação em processamento

26 Fatores que influenciam o sucesso de um projeto de interface Velocidade do SAD Versatilidade do SAD múltiplas tarefas Qualidade do help on-line Adaptabilidade do SAD Uniformidade da interface Curva de aprendizagem Fácil de memorizar Atrativo

27 Arquitetura e aspectos de rede e segurança

28 Projeto da arquitetura e aspectos de rede e segurança Minimiza custos e maximiza a produtividade Evita colapsos e problemas de desempenho

29 Componentes de um SAD Interface Banco de dados, documentos e regras Modelos e ferramentas analíticas Infra-estrutura de rede e de comunicação

30 Necessidades de rede para diferentes tipos de SAD Rede Orientado a dados Orientado a documento Orientado a modelo Usualmente Usualmente Algumas vezes Orientado a conhecimento Orientado a grupo Algumas vezes Sempre Inter-organizacional Sempre

31 Arquitetura de SAD e rede Como o hardware é organizado? Como o software e os dados serão distribuídos no sistema? Como os componentes do sistemas serão integrados e conectados?

32 Qual a importância da arquitetura em um SAD? Formalizam o ambiente necessário ao trabalho colaborativo entre os desenvolvedores Melhora o planejamento; mais eficiente e mais coordenado Melhora a capacidade do time para implementar o SAD Auxilia no planejamento de outros sistemas que devem interagir com o SAD Melhora a capacidade de avaliar tecnologias num dado contexto

33 SAD em rede A arquitetura deve estar diagramada e entendida antes do projeto ser aprovado

34 Componentes de uma arquitetura Banco de dados Interno/Externo segundo Mallach Responsáveis por segurança, integridade dos dados, formatos Modelos Fontes de dados Manutenção (responsável por) Limitações no acesso

35 Componentes de uma arquitetura segundo Mallach Ferramentas de software Ferramentas usadas pelos adm. para controle de modelos e banco de dados Plataformas de hardware e SO Banco de dados e modelos Programas Acesso ao SAD Redes Conexão com servidores Comunicação entre grupos Compartilhamento de dados

36 Segurança em SAD Qual a importância do SAD? Quanto deve ser gasto para tornar o SAD seguro? Como os aspectos de segurança irão afetar o acesso ao SAD pelos usuários?

37 Implementando a segurança de SI Identificar possíveis falhas Físicas Roubo de equipamentos Vandalismo Política de segurança Documento que estabelece uma política que orienta como a empresa lida com problemas de segurança

38 Recomendações Uma política de password Educação do usuário! Geradores de password Validade limitada Passwords para uso único

39 Fonte Material extraído/adaptado de: James F. O'Brien Sistemas de Informação e as decisões gerenciais na era da Internet. Prof. Francilene Garcia UFCG Departamento de Sistemas e Computação

CAPÍTULO 1 O AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. Tereza Gonçalves Kirner

CAPÍTULO 1 O AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. Tereza Gonçalves Kirner CAPÍTULO 1 O AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Tereza Gonçalves Kirner Apresentação elaborada com base em: Hoffer, Jeffrey A., George, Joey F. Modern Systems Analysis and Design (Capítulo 1), Pearson,

Leia mais

Documentação de Software. Simone Vasconcelos

Documentação de Software. Simone Vasconcelos Documentação de Software Simone Vasconcelos 1 Contexto Qualquer software deve ter uma quantidade razoável de documentação.! Documentos de trabalho.! Manuais de usuário produzidos profissionalmente. Em

Leia mais

Modelagem e Análise de Processos na área de TI. Josué Vitor Professor e Pesquisador DEPAD/UFRN

Modelagem e Análise de Processos na área de TI. Josué Vitor Professor e Pesquisador DEPAD/UFRN Modelagem e Análise de Processos na área de TI Josué Vitor josuevitor16@gmail.com Professor e Pesquisador DEPAD/UFRN CONCEITOS INTRODUTÓRIOS Um processo de negócio descreve o trabalho executado pelos recursos

Leia mais

Componentes de SIs. Pessoas Organiz. Tecnologia

Componentes de SIs. Pessoas Organiz. Tecnologia Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 03 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

Cadeira: Engenharia de Software

Cadeira: Engenharia de Software Cadeira: Engenharia de Software Aulas 9, 10 15/08/15 Docente: Cláudia Ivete F. Jovo cifjovo@gmail.com or cjovo@up.ac.mz M.Sc. Cláudia Jovo 2017/DI 0 Definição de Eng. Software; Eng. Software Tecnologia

Leia mais

Engenharia de Software. Gerenciamento de Pessoal. Professor Joerllys Sérgio

Engenharia de Software. Gerenciamento de Pessoal. Professor Joerllys Sérgio Engenharia de Software Gerenciamento de Pessoal Professor Joerllys Sérgio Pessoas no Processo Pessoas constituem o bem mais valioso de uma organização. Atividades de um gerente são fortemente orientadas

Leia mais

Os componentes e o ambiente para O desenvolvimento de um SAD. Prof. Walteno Martins Parreira Jr

Os componentes e o ambiente para O desenvolvimento de um SAD. Prof. Walteno Martins Parreira Jr Os componentes e o ambiente para O desenvolvimento de um SAD Prof. Walteno Martins Parreira Jr waltenomartins@yahoo.com Introdução Um sistema de apoio à decisão (SAD) auxilia o processo de decisão gerencial,

Leia mais

Processos de software

Processos de software Processos de software 1 Processos de software Conjunto coerente de atividades para especificação, projeto, implementação e teste de sistemas de software. 2 Objetivos Introduzir modelos de processos de

Leia mais

Universidade Regional de Blumenau

Universidade Regional de Blumenau Universidade Regional de Blumenau Curso de Bacharel em Ciências da Computação Protótipo de um Sistema de Informações Estratégicas para Consultórios Médicos utilizando Genexus Protótipo desenvolvido como

Leia mais

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA º PERÍODO - 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A1 DATA 10/09/2009 ENGENHARIA DE USABILIDADE

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA º PERÍODO - 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A1 DATA 10/09/2009 ENGENHARIA DE USABILIDADE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 4º PERÍODO - 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A1 DATA 10/09/2009 ENGENHARIA DE USABILIDADE 2009/2 GABARITO COMENTADO QUESTÃO 1: 1. Considere as afirmações a seguir:

Leia mais

Sistemas Multi-agentes

Sistemas Multi-agentes Sistemas Multi-agentes! Projeto dos agentes «O problema é resolvido por um conjunto de agentes, fisicamente distribuídos em diversas máquinas conectadas. «Os agentes são concebidos para solucionar um problema

Leia mais

Escopo: PROCESSOS FUNDAMENTAIS

Escopo: PROCESSOS FUNDAMENTAIS Escopo: PROCESSOS FUNDAMENTAIS Etapa:Desenvolvimento de software Disciplina: Auditoria & Qualidade em Sistemas de Informação Professor: Lucas Topofalo Integrantes: Joel Soares de Jesus Luiz R. Bandeira

Leia mais

2

2 ANÁLISE DE SISTEMAS (processo de desenvolvimento de sistemas) por Antônio Maurício Pitangueira 1 2 Levantamento de requisitos Análise de requisitos Projeto Implementação Testes Implantação Foco da disciplina

Leia mais

PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 1 Para Sommerville a arquitetura de sistemas descreve o sistema em termos de um conjunto de unidades

Leia mais

Guia do Processo de Teste Metodologia Celepar

Guia do Processo de Teste Metodologia Celepar Guia do Processo de Teste Metodologia Celepar Agosto de 2009 Sumário de Informações do Documento Documento: guiaprocessoteste.odt Número de páginas: 11 Versão Data Mudanças Autor 1.0 26/12/07 Criação.

Leia mais

Teste de Software. Competência: Entender as técnicas e estratégias de testes de Software

Teste de Software. Competência: Entender as técnicas e estratégias de testes de Software Teste de Software Competência: Entender as técnicas e estratégias de testes de Software Conteúdo Programático Introdução O que é teste de software? Por que é necessário testar um software? Qual a causa

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO NA ÁREA DE INFORMÁTICA: HABILITAÇÃO TÉCNICO EM INFORMÁTICA NA MODALIDADE A DISTÂNCIA /1

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO NA ÁREA DE INFORMÁTICA: HABILITAÇÃO TÉCNICO EM INFORMÁTICA NA MODALIDADE A DISTÂNCIA /1 ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO NA ÁREA DE INFORMÁTICA: HABILITAÇÃO TÉCNICO EM INFORMÁTICA NA MODALIDADE A DISTÂNCIA - 2008/1 DC 9481 03/10/07 Rev. 00 1. Dados Legais Autorizado pelo Parecer 278 do Conselho

Leia mais

CICLO DE VIDA DO SOFTWARE. Nas empresas também é difícil adotar apenas um ciclo de vida, na maioria das vezes possui mais de um.

CICLO DE VIDA DO SOFTWARE. Nas empresas também é difícil adotar apenas um ciclo de vida, na maioria das vezes possui mais de um. Aula 02 CICLO DE VIDA DO SOFTWARE O ciclo de vida de um software é uma estrutura contendo todos os processos e tarefas envolvendo o desenvolvimento e finalização, ou seja, as etapas de operação e manutenção

Leia mais

Halison Miguel Edvan Pontes

Halison Miguel Edvan Pontes Halison Miguel Edvan Pontes Apresentação Surgimento; Conceitos; Características; Elementos Básicos; Estrutura; Disciplina. Surgimento O Processo Unificado Aberto, do inglês Open Unified Process (OpenUP)

Leia mais

QUESTÕES TESTES. Questão 1. O modelo de ciclo de vida em cascata:

QUESTÕES TESTES. Questão 1. O modelo de ciclo de vida em cascata: QUESTÕES 1. 0 que é domínio da aplicação (ou do problema)? 2. Qual a importância da engenharia de software e como se justificam os custos a ela associados? 3. O que é processo de desenvolvimento de software

Leia mais

TESTES DE SOFTWARE 1. Fundamentos sobre testes de software

TESTES DE SOFTWARE 1. Fundamentos sobre testes de software ENG SOFT - TESTES TESTES DE SOFTWARE 1. Fundamentos sobre testes de software A atividade de teste de software sempre foi considerada como um gasto de tempo desnecessário, uma atividade de segunda classe,

Leia mais

ISO/IEC Processo de ciclo de vida

ISO/IEC Processo de ciclo de vida ISO/IEC 12207 Processo de ciclo de vida O que é...? ISO/IEC 12207 (introdução) - O que é ISO/IEC 12207? - Qual a finalidade da ISO/IEC 12207? Diferença entre ISO/IEC 12207 e CMMI 2 Emendas ISO/IEC 12207

Leia mais

Projeto de Desenvolvimento de Software

Projeto de Desenvolvimento de Software Projeto de Desenvolvimento de Software Modelos de Processo Prescritivos Msc. Eliezio Soares eliezio.soares@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/elieziosoares Avisos Atividade Avaliativa: 30/06/2015 Composição

Leia mais

PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 1 O desenvolvimento de software envolve usuários, clientes e desenvolvedores. Avalie as seguintes afirmações

Leia mais

Introdução a Teste de Software

Introdução a Teste de Software Universidade Católica de Pelotas Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina de Qualidade de Software Introdução a Teste de Software Prof. Luthiano Venecian 1 Conceitos Teste de software

Leia mais

Processos Ágeis de Desenvolvimento de Software

Processos Ágeis de Desenvolvimento de Software Processos Ágeis de Desenvolvimento de Software -Focono XP - Rodrigo Rebouças de Almeida rodrigor@rodrigor.com Processo Conjunto de atividades ordenadas, restrições e recursos que produzem um resultado

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Prof. Luiz Antonio do Nascimento Espec. sistema / Eng. sistemas Modelagem do processo de negócios Análise de requisitos O que tem que ser feito Projeto Como deve ser feito Construção

Leia mais

Prof. Esp. Fabiano Taguchi

Prof. Esp. Fabiano Taguchi UML Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@hotmail.com UML COMPETÊNCIA: Conhecer e desenvolver estudos de caso usando modelagem orientada a objeto. HABILIDADE: Conhecer

Leia mais

Engenharia de Software Aula 2.3 Processos da Engenharia de Requisitos. Prof. Bruno Moreno

Engenharia de Software Aula 2.3 Processos da Engenharia de Requisitos. Prof. Bruno Moreno Engenharia de Software Aula 2.3 Processos da Engenharia de Requisitos Prof. Bruno Moreno bruno.moreno@ifrn.edu.br Engenharia de Requisitos O objetivo do processo de Engenharia de Requisitos é criar e manter

Leia mais

Rational Unified Process (RUP)

Rational Unified Process (RUP) Rational Unified Process (RUP) A Rational é bem conhecida pelo seu investimento em orientação em objetos. A empresa foi à criadora da Unified Modeling Language (UML), assim como de várias ferramentas que

Leia mais

Manutenção de Software

Manutenção de Software Manutenção de Software Engenharia de Software Rosana Braga (material produzidos por docentes do Labes-ICMC/USP) Manutenção do software O propósito do processo manutenção do sistema e software é modificar

Leia mais

Processo de Desenvolvimento de Software

Processo de Desenvolvimento de Software Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático desta aula Fases do Processo. Ciclo de vida do processo. Processo Unificado Orientado por Casos de Uso, surgiu para realizar o

Leia mais

As técnicas de concepção

As técnicas de concepção As técnicas de concepção Acadêmicos: Bruno Amaral de Sousa Claudivan Gottardi Guilherme Assufi Dallanol Marlon Victor de Paula Objetivo Demonstrar técnicas destinadas a implementar as especificações para

Leia mais

Aula 01. Administração de Sistemas de Informação. Sistemas de Informação

Aula 01. Administração de Sistemas de Informação. Sistemas de Informação Administração de Aula 01 Decisões eficazes são baseadas na análise de dados e informações. (NBR ISO 9000 29/01/2001). Sistema de Informações pode ser considerado como centro de inteligência ou o cérebro

Leia mais

Engenharia de Software Processo de Desenvolvimento. Ciclo de Vida - Modelo Cascata

Engenharia de Software Processo de Desenvolvimento. Ciclo de Vida - Modelo Cascata Processo de Desenvolvimento Também chamado de ciclo de vida do software Reflete os passos necessários para se construir um produto de software Existem vários modelos de ciclo de vida Cascata (1956) Iterativo

Leia mais

Sistema de Avaliação do Docente pelo Discente e Auto-Avaliação do Docente (SIAV)

Sistema de Avaliação do Docente pelo Discente e Auto-Avaliação do Docente (SIAV) Sistema de Avaliação do Docente pelo Discente e Auto-Avaliação do Docente (SIAV) Riane de Oliveira Torres Santos Analista de Tecnologia da Informação Universidade Federal da Bahia riane@ufba.br RESUMO:

Leia mais

Manutenção de Software. Engenharia de Software Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 1º semestre de 2016

Manutenção de Software. Engenharia de Software Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 1º semestre de 2016 Manutenção de Software Engenharia de Software Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 1º semestre de 2016 Processos de Ciclo de Vida de Software Processos Fundamentais Aquisição Processos de Apoio Documentação

Leia mais

Documento de Requisitos*

Documento de Requisitos* * Rosana T. Vaccare Braga *slides adaptados a partir do material da Profa Ellen Francine Barbosa Processo de Engenharia de Requisitos Documento de requisitos Processo de Engenharia de Requisitos Estudo

Leia mais

PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 1 Sobre a Metodologia de Desenvolvimento de Software Extreme Programming (XP), explique e cite os benefícios

Leia mais

APLICAÇÃO DA ENGENHARIA DE REQUISITOS E ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS NA IDENTIFICAÇÃO DE ESCOPO DE SISTEMA

APLICAÇÃO DA ENGENHARIA DE REQUISITOS E ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS NA IDENTIFICAÇÃO DE ESCOPO DE SISTEMA APLICAÇÃO DA ENGENHARIA DE REQUISITOS E ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS NA IDENTIFICAÇÃO DE ESCOPO DE SISTEMA Guilherme de Souza Ferreira Discente do curso Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi fabianotaguchi@gmail.com http://fabianotaguchi.wordpress.com ANTIGAMENTE... Administradores não precisam saber muito como a informação era coletada, processada

Leia mais

Escolhendo um Modelo de Ciclo de Vida

Escolhendo um Modelo de Ciclo de Vida Escolhendo um Modelo de Ciclo de Vida Ciclos de Vida 1 Ciclo de Vida de um Produto Qualquer desenvolvimento de produto inicia com uma idéia e termina com o produto pretendido. O ciclo de vida de um produto

Leia mais

FUNDAMENTOS DA ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS. Projeto de Programas PPR0001

FUNDAMENTOS DA ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS. Projeto de Programas PPR0001 FUNDAMENTOS DA ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS Projeto de Programas PPR0001 2 Introdução Antes de desenvolver ou construir qualquer produto ou sistema em engenharia é necessário um... o PROJETO O que é um

Leia mais

Unidade IV PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo

Unidade IV PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo Unidade IV PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Luís Rodolfo Outros tipos de sistemas de informação Inteligência artificial: A inteligência artificial é um campo da ciência e da tecnologia baseado

Leia mais

Normas ISO:

Normas ISO: Universidade Católica de Pelotas Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina de Qualidade de Software Normas ISO: 12207 15504 Prof. Luthiano Venecian 1 ISO 12207 Conceito Processos Fundamentais

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Agosto de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Continuação do Domínio de Processos PO (PO4, PO5

Leia mais

Disciplina - Requisitos. Grupo Yuni Luiz Eduardo Káthia

Disciplina - Requisitos. Grupo Yuni Luiz Eduardo Káthia Disciplina - Requisitos Grupo Yuni Luiz Eduardo Káthia RUP(Rational Unified Process) 1. Introdução. 2. Introdução a disciplinas no RUP. 3. Requisitos. 4. Gerenciamento de Requisitos. 5. Relação com outras

Leia mais

As 10 Áreas da Engenharia de Software, Conforme o SWEBOK Prof. Elias Ferreira

As 10 Áreas da Engenharia de Software, Conforme o SWEBOK Prof. Elias Ferreira As 10 Áreas da Engenharia de Software, Conforme o SWEBOK Prof. Elias Ferreira Educação de iniciação profissional validada e legitimada pela sociedade Registro da adequação à prática através de certificação

Leia mais

MODELAGEM DE SISTEMAS Unidade 5 Ciclo de Vida Iterativo e Incremental. Luiz Leão

MODELAGEM DE SISTEMAS Unidade 5 Ciclo de Vida Iterativo e Incremental. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático Apresentação Etapas e Disciplina Técnicas e modelos aplicados Definição de iterações Introdução Foi proposto como uma resposta

Leia mais

Unidade I ELABORAÇÃO E ANÁLISE. Prof. André Medeiros

Unidade I ELABORAÇÃO E ANÁLISE. Prof. André Medeiros Unidade I ELABORAÇÃO E ANÁLISE DE PROJETOS Prof. André Medeiros O que é um projeto? É um empreendimento singular e temporário, com o objetivo de desenvolver um produto ou serviço. Segundo o PMI - Project

Leia mais

Design da comunicação de IHC

Design da comunicação de IHC Design da comunicação de IHC ERBASE EPOCA 2009 2010 Design da comunicação sobre IHC Preciso comunicar ao usuário o que ele pode fazer e como ele pode interagir Contexto social e organizacional Estratégias

Leia mais

ENGENHARIA DE REQUISITOS

ENGENHARIA DE REQUISITOS ENGENHARIA DE REQUISITOS Introdução a Computação e Engenharia de Software Profa. Cynthia Pinheiro Contextualização Estudo realizado pelo Standish Group em 1995, envolvendo 350 companhias e 8.000 projetos

Leia mais

PDS. Aula 1.6 Modelos de Processo. Prof. Dr. Bruno Moreno

PDS. Aula 1.6 Modelos de Processo. Prof. Dr. Bruno Moreno PDS Aula 1.6 Modelos de Processo Prof. Dr. Bruno Moreno bruno.moreno@ifrn.edu.br Tipos de Modelos Modelo em Cascata; Prototipação; RAD; Modelo Incremental; Desenvolvimento Evolucionário; Desenvolvimento

Leia mais

Manutenção de Software. Engenharia de Software Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 1º semestre de 2015

Manutenção de Software. Engenharia de Software Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 1º semestre de 2015 Manutenção de Software Engenharia de Software Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 1º semestre de 2015 Processos de Ciclo de Vida de Software Processos Fundamentais Aquisição Processos de Apoio Documentação

Leia mais

Aula 01 Conceito de Banco de Dados e SGBD

Aula 01 Conceito de Banco de Dados e SGBD Aula 01 Conceito de Banco de Dados e SGBD Dado: conjunto de símbolos arranjados a fim de representar a informação fora da mente humana. Elemento de Dado: subconjunto de símbolos que compõem um dado com

Leia mais

EMPRESA DE AGRONEGÓCIOS TEM AUMENTO EM SEUS RESULTADOS E NA COLABORAÇÃO DOS TIMES 2016

EMPRESA DE AGRONEGÓCIOS TEM AUMENTO EM SEUS RESULTADOS E NA COLABORAÇÃO DOS TIMES 2016 EMPRESA DE AGRONEGÓCIOS TEM AUMENTO EM SEUS RESULTADOS E NA COLABORAÇÃO DOS TIMES 2016 1 Como uma das principais líderes globais do setor de agronegócios, nossa parceira procura conectar produtores rurais

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES DIAGRAMA DE FLUXO DE DADOS

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES DIAGRAMA DE FLUXO DE DADOS SISTEMAS DE INFORMAÇÕES DIAGRAMA DE FLUXO DE DADOS Apresenta-se assim um diagrama que identifica a seqüência ideal do fluxo das operações nos processos, designado, Diagrama de Fluxo de Dados (DFD). Banco

Leia mais

Engenharia de Software Simulado para a 1ª Avaliação Bimestral Professor: Danilo Giacobo - RESPOSTAS. Nome:

Engenharia de Software Simulado para a 1ª Avaliação Bimestral Professor: Danilo Giacobo - RESPOSTAS. Nome: Engenharia de Software Simulado para a 1ª Avaliação Bimestral Professor: Danilo Giacobo - RESPOSTAS Nome: 1. No ciclo de vida de software, a estrutura de dados, a arquitetura, os detalhes procedimentais

Leia mais

DESENHO DE CARGOS E TAREFAS

DESENHO DE CARGOS E TAREFAS Faculdade de Tecnologia SENAC GO Gestão de Pessoas Professor: Itair Pereira da Silva Grupo: Luís Miguel Nogueira de Resende, Valdivino de Carvalho, Rodrigo Neres Magalhães e Venicyus Venceslencio da Paz.

Leia mais

Qualidade de Software II Testes e Documentação

Qualidade de Software II Testes e Documentação Qualidade de Software II Testes e Documentação Garantir a qualidade de uma aplicação é sempre um desafio, pois há muitas etapas envolvidas na sua construção, desde o levantamento dos requisitos, passando

Leia mais

Analista de Negócio 3.0

Analista de Negócio 3.0 Avaliação e Validação da Avaliação e Validação da Esta área de conhecimento descreve as atividades que são executadas para garantir que a solução encontradas atendam à necessidade do negócio e para facilitar

Leia mais

Análise de sistemas. Engenharia de Requisitos

Análise de sistemas. Engenharia de Requisitos Análise de sistemas Engenharia de Requisitos Análise de Requisitos Processo de descobrir, analisar, documentar e verificar serviços requeridos para um sistema e suas restrições operacionais. 2 O que é

Leia mais

MANUAL PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE TRABALHO DE CONCLUSAO DE CURSO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

MANUAL PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE TRABALHO DE CONCLUSAO DE CURSO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE TRABALHO DE CONCLUSAO DE CURSO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Sumário PREFÁCIO...3 MODELO DA DOCUMENTAÇÃO...3 1. INTRODUÇÃO AO DOCUMENTO...3 1.1. Tema...3 2. DESCRIÇÃO

Leia mais

PDS. Aula 1.4 Modelos de Processo. Prof. Dr. Bruno Moreno

PDS. Aula 1.4 Modelos de Processo. Prof. Dr. Bruno Moreno PDS Aula 1.4 Modelos de Processo Prof. Dr. Bruno Moreno bruno.moreno@ifrn.edu.br 2 Introdução Há alguns anos, o desenvolvimento de softwares era muito obsoleto; Existiam diversos problemas relacionados

Leia mais

Formação Técnica em Administração. Modulo de Padronização e Qualidade

Formação Técnica em Administração. Modulo de Padronização e Qualidade Formação Técnica em Administração Modulo de Padronização e Qualidade Competências a serem trabalhadas ENTENDER OS REQUISITOS DA NORMA ISO 9001:2008 E OS SEUS PROCEDIMENTOS OBRIGATÓRIOS SISTEMA DE GESTÃO

Leia mais

Gerência e Planejamento de Projeto. Engenharia de Software I Profa. Elisa Yumi Nakagawa 1 o semestre de 2015

Gerência e Planejamento de Projeto. Engenharia de Software I Profa. Elisa Yumi Nakagawa 1 o semestre de 2015 Gerência e Planejamento de Projeto Engenharia de Software I Profa. Elisa Yumi Nakagawa 1 o semestre de 2015 Conteúdo: Parte 1: Gerenciamento & Qualidade Plano de Projeto - aspectos gerais Parte 2: Plano

Leia mais

Princípios da Engenharia de Software aula 03

Princípios da Engenharia de Software aula 03 Princípios da Engenharia de Software aula 03 Prof.: José Honorato Ferreira Nunes Material cedido por: Prof.: Franklin M. Correia Na aula anterior... Modelos de processos de software: Evolucionário Tipos

Leia mais

Ferramentas CASE. CASE fornece ao engenheiro de software a habilidade de automatizar atividades manuais e de aperfeiçoar o conhecimento de engenharia.

Ferramentas CASE. CASE fornece ao engenheiro de software a habilidade de automatizar atividades manuais e de aperfeiçoar o conhecimento de engenharia. Para qualquer artesão seja mecânico, carpinteiro, engenheiro de software uma boa oficina deve ter 3 características: - uma coleção de ferramentas úteis que ajudam em cada passo da construção do produto

Leia mais

Conteúdo. Disciplina: INF Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos

Conteúdo. Disciplina: INF Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Informática Disciplina: INF 09289 Prof.: (monalessa@inf.ufes.br) Conteúdo 1. Introdução 3. Especificação e Análise de Requisitos

Leia mais

Metodologias de PETI. Prof. Marlon Marcon

Metodologias de PETI. Prof. Marlon Marcon Metodologias de PETI Prof. Marlon Marcon PETI O PETI é composto de: Planejamento Estratégico da organização, que combina os objetivos e recursos da organização com seus mercados em processo de transformação

Leia mais

Requisitos para Ferramentas de Gestão de Projetos de Software

Requisitos para Ferramentas de Gestão de Projetos de Software Requisitos para Ferramentas de Gestão de Projetos de Software Thiago S. F. Silva 1, Rodolfo F. Resende 1 1 Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Av. Antônio

Leia mais

AULA 02 Qualidade em TI

AULA 02 Qualidade em TI Bacharelado em Sistema de Informação Qualidade em TI Prof. Aderson Castro, Me. AULA 02 Qualidade em TI Prof. Adm. Aderson Castro, Me. Contatos: adersoneto@yahoo.com.br 1 Qualidade de Processo A Série ISO

Leia mais

Prova Discursiva Engenharia de Software

Prova Discursiva Engenharia de Software Prova Discursiva Engenharia de Software Quais são os principais fatores de qualidade de software definidos pela ISO 9126? 1-Funcionalidade 2-Confiabilidade 3-Usabilidade 4-Eficiencia 5-Facilidade de Manutenção

Leia mais

Processos de Engenharia de Requisitos

Processos de Engenharia de Requisitos Processos de Engenharia de Requisitos Engenharia de Software (SCE-5764) 1º Sem. 2012- Prof. Paulo C. Masiero Introdução Objetivo: criar e manter um documento de requisitos. Quatro subprocessos: Avaliação

Leia mais

ENGENHARIA DE USABILIDADE E INTERFACES

ENGENHARIA DE USABILIDADE E INTERFACES Unidade III Desenvolvimento de Projetos de IHC Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático desta Unidade Técnicas de Concepção Técnicas de Modelagem Objetivo Demonstrar técnicas

Leia mais

AVALIAÇÃO DE INTERFACES

AVALIAÇÃO DE INTERFACES Conceitos do Livro: Interação Humano - Computador Simone D. J. Barbosa/Bruno Santana da Silva Orienta o avaliador: Introdução Fazer julgamento sobre a qualidade de uso Identificar problemas do usuário

Leia mais

Introdução INTRODUÇÃO AO SWEBOK. Origens do corpo de conhecimentos da Engenharia de Software: Introdução a Computação e Engenharia de Software

Introdução INTRODUÇÃO AO SWEBOK. Origens do corpo de conhecimentos da Engenharia de Software: Introdução a Computação e Engenharia de Software INTRODUÇÃO AO SWEBOK Introdução a Computação e Engenharia de Software Profa. Cynthia Pinheiro Introdução Origens do corpo de conhecimentos da Engenharia de Software: Engenharia da Computação Ciência da

Leia mais

Luiz Fernando Maurício de Souza Sidemar Fidelis Cezario. FDD Desenvolvimento dirigido a funcionalidades

Luiz Fernando Maurício de Souza Sidemar Fidelis Cezario. FDD Desenvolvimento dirigido a funcionalidades Luiz Fernando Maurício de Souza Sidemar Fidelis Cezario FDD Desenvolvimento dirigido a funcionalidades 2 Agenda FDD; Melhores práticas do FDD; Principais papéis; Processos. FDD Metodologia interativa e

Leia mais

CICLO DE VIDA DE SOFTWARE

CICLO DE VIDA DE SOFTWARE WESLLEYMOURA@GMAIL.COM CICLO DE VIDA DE SOFTWARE ANÁLISE DE SISTEMAS Introdução ao ciclo de vida de software Qualificar um produto é muito bom para que tenhamos certeza de que há seriedade e preocupação

Leia mais

Gerência de Projetos e Qualidade de Software. Prof. Walter Gima

Gerência de Projetos e Qualidade de Software. Prof. Walter Gima Gerência de Projetos e Qualidade de Software Prof. Walter Gima 1 OBJETIVOS O que é Qualidade Entender o ciclo PDCA Apresentar técnicas para garantir a qualidade de software Apresentar ferramentas para

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE SOFTWARE. Rosana Braga ICMC/USP

GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE SOFTWARE. Rosana Braga ICMC/USP GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE SOFTWARE Rosana Braga ICMC/USP Processo de Software DEFINIÇÃO CONSTRUÇÃO PRODUTO DE SOFTWARE MANUTENÇÃO Análise Planejamento Eng. Requisitos Projeto Codificação Teste Entendimento

Leia mais

Engenharia de Software Simulado para a 1ª Avaliação Bimestral Professor: Danilo Giacobo - RESPOSTAS. Nome:

Engenharia de Software Simulado para a 1ª Avaliação Bimestral Professor: Danilo Giacobo - RESPOSTAS. Nome: Engenharia de Software Simulado para a 1ª Avaliação Bimestral Professor: Danilo Giacobo - RESPOSTAS Nome: 1. A figura abaixo representa, simplificadamente, as fases do Modelo de Ciclo de Vida Cascata.

Leia mais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Currículo 07/02/2012 19:25. Centro de Ciências Exatas e Naturais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Currículo 07/02/2012 19:25. Centro de Ciências Exatas e Naturais 7// 9:5 Centro de Ciências Exatas e Naturais Curso: 6 Sistemas de Informação (Noturno) Currículo: / ADM.96.-7 Funções Empresariais I Ementa: Introdução à administração. Conceitos de Organização e Administração.

Leia mais

Data Warehouse ETL. Rodrigo Leite Durães.

Data Warehouse ETL. Rodrigo Leite Durães. Data Warehouse ETL Rodrigo Leite Durães rodrigo_l_d@yahoo.com.br Introdução Um dos desafios da implantação de um DW é a integração dos dados de fontes heterogêneas e complexas, padronizando informações,

Leia mais

TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS. Aula 5. Agenda

TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS. Aula 5. Agenda TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS Aula 5 14/08/2012 Professor Leomir J. Borba- professor.leomir@gmail.com http://professorleomir.wordpress.com 1 Agenda Planejamento

Leia mais

Versão: 1.0 Doc Manager

Versão: 1.0 Doc Manager Plano de Gerenciamento de Configuração versão 1.0 Desenvolvimento do Sistema de Gestão de Documentos Doc Manager Cliente: São José Agroindustrial Representante do cliente: Paulo José de Souza 1 Data: 10/04/2016

Leia mais

Simulado para CFPS. Questões de Propósito, Tipo e Fronteira. 1. Um dos objetivos da Análise de Pontos de Função é:

Simulado para CFPS. Questões de Propósito, Tipo e Fronteira. 1. Um dos objetivos da Análise de Pontos de Função é: Questões de Propósito, Tipo e Fronteira 1. Um dos objetivos da Análise de Pontos de Função é: Simulado para CFPS a) Ajudar no processo de depuração de um software. b) Estimar o tamanho de uma equipe de

Leia mais

Processo de Desenvolvimento de Software. ETE Timbaúba

Processo de Desenvolvimento de Software. ETE Timbaúba Processo de Desenvolvimento de Software ETE Timbaúba Saindo do caos Não é raro em ambientes de desenvolvimento que muitos desenvolvedores sejam envolvidos em multiplos projetos simultaneamente. Assim sendo

Leia mais

Análise e projeto de sistemas

Análise e projeto de sistemas Análise e projeto de sistemas Conteúdo: UML O processo de desenvolvimento de software Prof. Patrícia Lucas A linguagem de modelagem unificada (UML) A UML teve origem em uma tentativa de se unificar os

Leia mais

Padrão para Especificação de Requisitos de Produto de Multimídia

Padrão para Especificação de Requisitos de Produto de Multimídia Padrão para Especificação de Requisitos de Produto de Multimídia 1 Introdução 1.1 Escopo do documento Sugere-se aqui uma estrutura para a Especificação de Requisitos de Produto de Multimídia (ERPM). Esta

Leia mais

5: DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

5: DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS 5: DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS A finalidade deste módulo é apresentar as abordagens tradicionais de prototipagem para o desenvolvimento de sistemas e examinar os processos e problemas administrativos envolvidos

Leia mais

DISCIPLINA: Administração de Sistemas de Informação

DISCIPLINA: Administração de Sistemas de Informação DISCIPLINA: Administração de Sistemas de Informação Profa. Msc. Cláudia Brazil Marques PLANO DE AULA 5 01.01. PROBLEMA Identificar as tendências em SI 01.02. CONHECIMENTOS (DCN, artigo 5º) Os papéis atribuídos

Leia mais

USABILIDADE. Prof.: Michele Nasu Tomiyama Bucci

USABILIDADE. Prof.: Michele Nasu Tomiyama Bucci USABILIDADE Prof.: Michele Nasu Tomiyama Bucci Análise heurística Definição Análise Heurística (Nielsen and Molich, 1990; Nielsen 1994) é um método de engenharia de usabilidade para encontrar os erros

Leia mais

Modelos de Ciclo de Vida

Modelos de Ciclo de Vida Modelos de Ciclo de Vida Modelos de ciclo de vida descrevem as etapas do processo de desenvolvimento de sistemas e as atividades a serem realizadas em cada etapa. A definição dessas etapas e atividades

Leia mais

FAQ. Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) 70% PDI 20% 10%

FAQ. Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) 70% PDI 20% 10% FAQ Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) 70% 10% PDI 20% 1 1 Qual o conceito de PDI (Plano de Desenvolvimento Individual)? O PDI é um plano de desenvolvimento individual que sistematiza ações a serem

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas 5ª. Série Programação Distribuída A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensinoaprendizagem desenvolvido

Leia mais

Especificação dos Requisitos do Software UFPI Maps 1.0. Autores:4A Team Alceu Medeiros Antonio Lima AntonioHelves Fernando Assunção

Especificação dos Requisitos do Software UFPI Maps 1.0. Autores:4A Team Alceu Medeiros Antonio Lima AntonioHelves Fernando Assunção UFPI Maps 1.0 Autores:4A Team Alceu Medeiros Antonio Lima AntonioHelves Fernando Assunção Teresina PI Julho de 2013 1 UFPI Maps 1.0 Sumário 1. Introdução... 3 1.1. Objetivo deste documento... 3 1.2. Escopo

Leia mais

Edital SENAI SESI de Inovação 2012 GLOSSÁRIO

Edital SENAI SESI de Inovação 2012 GLOSSÁRIO Edital SENAI SESI de Inovação 2012 GLOSSÁRIO Brasília 2012 Edital SENai SESi de inovação 2012 GLOSSÁRIO 3 Análise Preliminar de Riscos (APR) consiste no estudo feito durante a fase de concepção ou desenvolvimento

Leia mais

PROVAS DISCURSIVAS P 3 (questões) e P 4 (parecer) RASCUNHO QUESTÃO 1

PROVAS DISCURSIVAS P 3 (questões) e P 4 (parecer) RASCUNHO QUESTÃO 1 PROVAS DISCURSIVAS P (questões) e P (parecer) Nestas provas, faça o que se pede, usando, caso deseje, os espaços para rascunho indicados no presente caderno. Em seguida, transcreva os textos para o CADERNO

Leia mais

- Prototipação Iterativa - Observação Direta

- Prototipação Iterativa - Observação Direta - Prototipação Iterativa - Observação Direta Júnia Coutinho Anacleto Silva Maio/2004 Prototipação Iterativa A interface com o usuário é a porta de entrada da aplicação, e desempenha um papel fundamental

Leia mais