Modelagem de Processos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Modelagem de Processos"

Transcrição

1 Modelagem de Processos Prof.: Fernando Ascani

2 2 Diagramas de casos de uso Análise de requisitos A análise de requisitos consiste em determinar os serviços que o usuário espera do sistema e as condições (restrições) sob as quais o sistema será desenvolvido e operar. As necessidades do usuário podem ser muito variadas, o analista deve ser capaz de retirar os requisitos funcionais e não-funcionais destas necessidades: Funcionais: lista de serviços que o sistema deve oferecer ao usuário Não funcionais: propriedades e características desejadas do sistema relativas à capacidade de armazenamento, tempo de resposta, configuração, uso (ex. uso intuitivo), confiabilidade, etc.

3 Papel dos casos de uso na Análise de Requisitos Casos de uso representam funcionalidades completas para o usuário e não, funcionalidades internas do sistema. Outro ponto importante é que o diagrama de casos de uso é um artefato de comunicação entre cliente, usuários e desenvolvedores. Por ser extremamente simples e, consequentemente, de fácil compreensão, incentiva a participação do cliente e usuários no processo de desenvolvimento. Também serve como um contrato entre a equipe/empresa desenvolvedora e o cliente.

4 Casos de uso A coleção de casos de uso representa todos os modos pelos quais o sistema pode ser utilizado pelos atores envolvidos. Um caso de uso é uma seqüência de ações realizadas colaborativamente pelos atores envolvidos e pelo sistema que produz um resultado significativo (com valor) para os atores. Os atores representam o papel de uma entidade externa ao sistema como um usuário, um hardware, ou outro sistema que interage com o sistema modelado. O diagrama de casos de uso é apenas um panorama visual das funcionalidades do sistema, é necessária uma descrição textual para detalhar os casos de uso. Para uma calculadora de linha de comando cujo objetivo é executar expressões aritméticas (ex ), a figura abaixo já demonstra um diagrama de casos adequado.

5 3 - Diagramas de casos de uso

6 Exercício Fazer o levantamento (Análise de requisitos), localizar e diagramar as classes, atributos e operações para um sistema de manutenção e controle de contas correntes e aplicações financeiras de um banco fictício. O sistema suportará um cadastro de clientes, onde cada cliente cadastrado poderá ter várias contas correntes, vários dependentes ligados a ele, e várias contas de poupança. Cada dependente poderá possuir várias contas de poupança, mas não poderão ter uma conta corrente própria. Entendemos poupança como uma conta que possui um valor, um prazo de aplicação a uma taxa de juros (definida no vencimento da poupança). Entendemos Aplicações Pré-fixadas como uma aplicação de um valor, em um prazo pré-determinado a uma taxa de juros previamente definida. Tanto a conta corrente quanto a poupança deverão manter um histórico de todas as movimentações de crédito, débito, transferências e aplicações de pré-fixados (préfixados apenas para conta corrente). Uma conta corrente poderá ter várias aplicações préfixadas ligadas a ela.

7 Incluir Cliente Alterar Cliente Bloquear/Inativar Cliente Manutenção de Histórico Gerencia Banco Vincular C/C Vincular Conta Poupança Cadastrar Dependentes Movimentação c/c Registrar Historico Investir Aplicações PréFixadas Historico

8 Conta Corrente Histórico Data : date Valor : float Descrição : string Manutenção Armazenar No. Conta : float CPF Cliente : int Saldo : float Sacar Depositar Aplicações Prefixadas Data : date Prazo : int CPF cliente : int Investir Resgatar Clientes Dependente Nome : string CPF Cliente : int Grau de par : string Possui Nome : string CPF : int Endereço : string Incluir Alterar Bloquear Possui Conta Poupança Data : date CPF Cliente : int Saldo : float Incluir Alterar Bloquear Sacar Depositar

Modelagem de Processos

Modelagem de Processos Modelagem de Processos Prof.: Fernando Ascani Itens Estruturais Classes Uma Classe é um conjunto de objetos que compartilham os mesmos atributos, operações e relacionamentos. É representada graficamente

Leia mais

UML. Diagrama de Caso de Uso. Profº. Reginaldo Cândido

UML. Diagrama de Caso de Uso. Profº. Reginaldo Cândido UML Diagrama de Caso de Uso Profº. Reginaldo Cândido reginaldo.candido@etec.sp.gov.br Introdução Casos de uso (use cases) são utilizados para capturar os requisitos do sistema. De forma breve, um caso

Leia mais

Análise e projeto de sistemas

Análise e projeto de sistemas Análise e projeto de sistemas Conteúdo: UML O processo de desenvolvimento de software Prof. Patrícia Lucas A linguagem de modelagem unificada (UML) A UML teve origem em uma tentativa de se unificar os

Leia mais

O Fluxo de Requisitos

O Fluxo de Requisitos O Fluxo de 1 Finalidade do fluxo de requisitos A finalidade deste fluxo é: Chegar a um acordo com o cliente e o usuário sobre o que o sistema deve fazer. Oferecer ao desenvolvedor um melhor entendimento

Leia mais

Diagrama de Casos de Uso

Diagrama de Casos de Uso DCC / ICEx / UFMG Diagrama de Casos de Uso Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo Diagrama de Casos de Uso Adota uma linguagem simples Acessível ao cliente Objetivo é a compreensão do comportamento

Leia mais

Conceito de Caso de Uso, Diagramas e Documentação.

Conceito de Caso de Uso, Diagramas e Documentação. Disciplina: Projeto de Desenvolvimento de Software AULA 06 Conceito de Caso de Uso, Diagramas e Documentação. Edmilson Campos, Prof. MsC. http://edmilsoncampos.net edmilson.campos@ifrn.edu.br A. B. C.

Leia mais

Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Componentes do Diagrama.

Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Componentes do Diagrama. DCC / ICEx / UFMG Diagrama de Diagrama de Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo Adota uma linguagem simples Acessível ao cliente Objetivo é a compreensão do comportamento externo do sistema

Leia mais

Engenharia de Software. Aula 2.4 Modelos de Casos de Uso. Prof. Bruno Moreno

Engenharia de Software. Aula 2.4 Modelos de Casos de Uso. Prof. Bruno Moreno Engenharia de Software Aula 2.4 Modelos de Casos de Uso Prof. Bruno Moreno bruno.moreno@ifrn.edu.br Comportamento do Sistema Refere-se às funcionalidades do sistema Requisitos funcionais; O comportamento

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS JOÃO CÂMARA UML UNIFIED MODELING LANGUAGE

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS JOÃO CÂMARA UML UNIFIED MODELING LANGUAGE 1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS JOÃO CÂMARA UML UNIFIED MODELING LANGUAGE Nickerson Fonseca Ferreira nickerson.ferreira@ifrn.edu.br O que é?? 2 A UML

Leia mais

CADASTRO DE CLIENTES

CADASTRO DE CLIENTES CADASTRO DE CLIENTES 1. INTRODUÇÃO No Softpharma há o Cadastro de Convênio, nele estão vinculados os clientes que fazem parte do convênio e podem usufruir dos descontos e demais benefícios negociados entre

Leia mais

Conceito de Caso de Uso, Diagramas e Documentação.

Conceito de Caso de Uso, Diagramas e Documentação. Disciplina: Projeto de Desenvolvimento de Software AULA 06 Conceito de Caso de Uso, Diagramas e Documentação. Baseado nos slides da professora Rosemary Borges, do IFRN. Edmilson Campos, Prof. MsC. http://edmilsoncampos.net

Leia mais

Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Componentes do Diagrama

Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Componentes do Diagrama DCC / ICEx / UFMG Diagrama de Diagrama de Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo Adota uma linguagem simples Acessível ao cliente Objetivo é a compreensão do comportamento externo do sistema

Leia mais

DMS - DOCUMENTO DE MODELAGEM DE SISTEMA VERSÃO: [NOME DO SISTEMA] [SIGLA] [AUTORES]

DMS - DOCUMENTO DE MODELAGEM DE SISTEMA VERSÃO: [NOME DO SISTEMA] [SIGLA] [AUTORES] DMS - DOCUMENTO DE MODELAGEM DE SISTEMA Este documento foi criado seguindo as recomendações e orientações do livro UML na Prática Do Problema ao Sistema e do modelo PRISM do MPDS (Modelo Prático para Desenvolvimento

Leia mais

Introdução à Orientação a Objetos em Java

Introdução à Orientação a Objetos em Java Introdução à Orientação a Objetos em Java Prof. Gustavo Wagner (Alterações) Slides originais: Prof. Tiago Massoni Desenvolvimento de Sistemas FATEC-PB Centro de Informática, UFPE Programação estruturada

Leia mais

Conceito de Caso de Uso, Diagramas e Documentação.

Conceito de Caso de Uso, Diagramas e Documentação. Disciplina: Engenharia de Software AULA 06 Conceito de Caso de Uso, Diagramas e Documentação. Corpo docente: MsC. Alexandro Vladno Edmilson Campos MsC. Fábio Procópio Esp. Felipe Dantas MsC. João Maria

Leia mais

DIAGRAMAS DE FLUXO DE DADOS. Rosana C. M. Grillo Gonçalves

DIAGRAMAS DE FLUXO DE DADOS. Rosana C. M. Grillo Gonçalves DIAGRAMAS DE FLUXO DE DADOS Rosana C. M. Grillo Gonçalves 1 Camadas de Softwares Aplicativos processadores de transações: camada de gerenciamento de dados camada de aplicação camada de apresentação 2 Camada

Leia mais

Manual Gestão Garantias

Manual Gestão Garantias Manual Gestão Garantias OUTUBRO/2013 Sumário Sumário... 2 1. Introdução... 3 2. Funcionalidade... 3 3. Navegação no Sistema... 3 4. Configuração... 6 4.1. Garantias... 6 4.1.1. Cadastrar... 7 4.1.2. Validar...

Leia mais

Diagrama de Classes (Notação) - Aula 11 (parte 2)

Diagrama de Classes (Notação) - Aula 11 (parte 2) Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Sistemas de Informação - CPCX Diagrama de Classes (Notação) - Aula 11 (parte 2) Prof. Fernando Maia da Mota Slides gentilmente cedidos por Profa. Dra. Maria Istela

Leia mais

Prática de Programação. Prof. Tiago A. E. Ferreira Aula 9 Estruturas, Uniões, Enumerações e Tipos Definidos pelo Usuário

Prática de Programação. Prof. Tiago A. E. Ferreira Aula 9 Estruturas, Uniões, Enumerações e Tipos Definidos pelo Usuário Prática de Programação Prof. Tiago A. E. Ferreira Aula 9 Estruturas, Uniões, Enumerações e Tipos Definidos pelo Usuário Introdução A linguagem C/C++ permite criar tipos de dados definidos pelo usuário

Leia mais

ANÁLISE DE SISTEMAS UML. por. Antônio Maurício Pitangueira

ANÁLISE DE SISTEMAS UML. por. Antônio Maurício Pitangueira ANÁLISE DE SISTEMAS UML por Antônio Maurício Pitangueira 1 Diagrama de caso de uso Representa um conjunto de cenários identificados Possibilita a compreensão do comportamento externo do sistema por qualquer

Leia mais

PROJETO DE BANCO DE DADOS

PROJETO DE BANCO DE DADOS 1 UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO ESCOLA POLITÉCNICA DE PERNAMBUCO PROJETO DE BANCO DE DADOS RESORT SYSTEM Recife 2012 2 UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO ESCOLA POLITÉCNICA DE PERNAMBUCO PROJETO DE BANCO DE DADOS

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias Departamento de Engenharia Rural

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias Departamento de Engenharia Rural Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias Departamento de Engenharia Rural Professor: Gustavo Willam Pereira Disciplina: ENG10082 Programação II Data: 25/10/2011 Trabalho Final

Leia mais

Sistema de Controle de Pedidos SISCOP. SISCOP Sistema de Controle Pedidos RT002 Incluir Ponto Remoto Estratégia de Testes. Versão 2.

Sistema de Controle de Pedidos SISCOP. SISCOP Sistema de Controle Pedidos RT002 Incluir Ponto Remoto Estratégia de Testes. Versão 2. Sistema de Controle de Pedidos SISCOP SISCOP Sistema de Controle Pedidos RT002 Incluir Ponto Remoto Estratégia de s Versão 2.0 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 10/10/2010 1.0-R01 Versão

Leia mais

Introdução à UML. Prof. Jesus José de Oliveira Neto

Introdução à UML. Prof. Jesus José de Oliveira Neto Introdução à UML Prof. Jesus José de Oliveira Neto UML Linguagem de Modelagem Unificada Linguagem visual utilizada para modelar softwares baseados no paradigma de orientação a objetos UML não é uma linguagem

Leia mais

Declaração de Trabalho Banco Omega Sistema de Automação Bancária

Declaração de Trabalho Banco Omega Sistema de Automação Bancária Banco Sistema de Automação Bancária Cybertech CSE Informática HISTÓRICO DE REVISÕES Data Versão Descrição Autor 07/03/2008 1.0 Criação da primeira versão da Declaração de Hélio Engholm Jr Trabalho do Projeto

Leia mais

UML. Modelando um sistema

UML. Modelando um sistema UML Modelando um sistema Fases do desenvolvimento de Software Análise de requisitos Análise Projeto Programação Análise de Requisitos Esta fase captura as intenções e necessidades dos usuários do sistema

Leia mais

MODERIZAÇÃO PÚBLICA S I S T E M A D E A L M O X A R I F A D O M A N U A L D E I N S T R U Ç Õ E S

MODERIZAÇÃO PÚBLICA S I S T E M A D E A L M O X A R I F A D O M A N U A L D E I N S T R U Ç Õ E S MODERIZAÇÃO PÚBLICA S I S T E M A D E A L M O X A R I F A D O M A N U A L D E I N S T R U Ç Õ E S SISTEMA DE ALMOXARIFADO Guia do usuário Obs.: Informamos que por conta de ajustes e aperfeiçoamentos realizados

Leia mais

Modelagem Estática e Dinâmica: Estudo de Caso - Sistema de Caixa Automático

Modelagem Estática e Dinâmica: Estudo de Caso - Sistema de Caixa Automático Modelagem Estática e Dinâmica: Estudo de Caso - Sistema de Caixa Automático Enunciado do Problema (I) O sistema de caixa automático permite que clientes realizem saques e verifiquem seus saldos, de acordo

Leia mais

Metodologia de Gestão de Desenvolvimento de Sistemas da UFVJM

Metodologia de Gestão de Desenvolvimento de Sistemas da UFVJM ANEXO E METODOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO E GERENCIAMENTO DE SISTEMAS E PROPOSTAS DE PADRONIZAÇÃO DA DTI Metodologia de Gestão de Desenvolvimento de Sistemas da UFVJM Objetivo Estabelecer uma Metodologia

Leia mais

POO Paradigma Orientado a Objetos. POO Paradigma Orientado a Objetos. POO Paradigma Orientado a Objetos. POO Paradigma Orientado a Objetos

POO Paradigma Orientado a Objetos. POO Paradigma Orientado a Objetos. POO Paradigma Orientado a Objetos. POO Paradigma Orientado a Objetos UEG - Universidade Estadual de Goiás (Câmpus Posse) Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas II Turma: 4 Semestre Ano: 2016 Professor: José Ronaldo Leles Júnior O que é? É uma forma de abordar um problema.

Leia mais

21/09/2012. Elicitação de Requisitos. Projeto de Interface Homem- Máquina. Prof. Esp. MBA Heuber G. F. Lima. Técnicas etipos de Requisitos

21/09/2012. Elicitação de Requisitos. Projeto de Interface Homem- Máquina. Prof. Esp. MBA Heuber G. F. Lima. Técnicas etipos de Requisitos Elicitação de Requisitos Projeto de Interface Homem- Máquina Prof. Esp. MBA Heuber G. F. Lima Técnicas etipos de Requisitos 1 Processo de levantamento de requisitos Dificuldades 1) Cliente/usuário não

Leia mais

Diagrama de Casos de Uso

Diagrama de Casos de Uso Diagrama de Casos de Uso Objetivo Um diagrama de casos de uso de um sistema mostra atores (tipos de usuários), casos de uso e relações entre eles Fundamental acompanhar de descrições textuais de casos

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO ESCOPO DE SOFTWARE A PARTIR DA ANÁLISE DE REQUISITOS UTILIZANDO A UML

IDENTIFICAÇÃO DO ESCOPO DE SOFTWARE A PARTIR DA ANÁLISE DE REQUISITOS UTILIZANDO A UML IDENTIFICAÇÃO DO ESCOPO DE SOFTWARE A PARTIR DA ANÁLISE DE REQUISITOS UTILIZANDO A UML Anderson Fernando dos Santos Graduando em Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Faculdades Integradas

Leia mais

Título: DF - Como informar dados do cálculo do ICMS ST sobre os estoques dentro da vigência no cadastro dos produtos?

Título: DF - Como informar dados do cálculo do ICMS ST sobre os estoques dentro da vigência no cadastro dos produtos? Título: DF - Como informar dados do cálculo do ICMS ST sobre os estoques dentro da vigência no cadastro dos produtos? Esta solução é exclusiva para empresas situadas no Distrito Federal. 1 PARÂMETROS EMPRESA

Leia mais

Modelagem de dados usando o modelo Entidade- Relacionamento (ER)

Modelagem de dados usando o modelo Entidade- Relacionamento (ER) Modelagem de dados usando o modelo Entidade- Relacionamento (ER) slide 1 Copyright 2011 Pearson Education, Inc. Publishing as Pearson Addison-Wesley Tópicos Usando modelo de dados conceituais de alto nível

Leia mais

UML Aula I Diagramas de Caso de Uso. Ricardo Argenton Ramos

UML Aula I Diagramas de Caso de Uso. Ricardo Argenton Ramos UML Aula I Diagramas de Caso de Uso Ricardo Argenton Ramos Engenharia de Software II 2016.1 25/04/2016 Um Exercício Como você pode representar? Uma casa de 2 andares, 4 quartos, 2 banheiros, 1 sala, 1

Leia mais

Modelagem de um sistema informatizado de calculo de rotas logísticas com algoritmo de busca heurística Elias Vidal Bezerra Junior 1

Modelagem de um sistema informatizado de calculo de rotas logísticas com algoritmo de busca heurística Elias Vidal Bezerra Junior 1 Modelagem de um sistema informatizado de calculo de rotas logísticas com algoritmo de busca heurística Elias Vidal Bezerra Junior 1 1 Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação CIN/UFPE.

Leia mais

Modelos de Sistemas Casos de Uso

Modelos de Sistemas Casos de Uso Modelos de Sistemas Casos de Uso Auxiliadora Freire Fonte: Engenharia de Software 8º Edição / Ian Sommerville 2007 Slide 1 Casos de Uso Objetivos Principais dos Casos de Uso: Delimitação do contexto de

Leia mais

Curso: Banco de Dados I. Conceitos Iniciais

Curso: Banco de Dados I. Conceitos Iniciais Curso: Conceitos Iniciais Discussão inicial O que são Bancos de Dados? Quais os programas de Bancos de Dados mais conhecidos no mercado? Quais as vantagens do uso de Bancos de Dados nas empresas? Como

Leia mais

Modelagem de Dados Usando o Modelo Entidade-Relacionamento (ME-R)

Modelagem de Dados Usando o Modelo Entidade-Relacionamento (ME-R) MER Modelagem de Dados Usando o Modelo Entidade-Relacionamento (ME-R) Conceitos O ME-R (Modelo Entidade Relacionamento) foi concebido para representar numa estrutura sintática a semântica que os dados

Leia mais

Tópicos da Aula. A Linguagem UML. A Linguagem UML. De onde surgiu? Fundadores da UML. Introdução à UML e Diagrama de Casos de Uso.

Tópicos da Aula. A Linguagem UML. A Linguagem UML. De onde surgiu? Fundadores da UML. Introdução à UML e Diagrama de Casos de Uso. Engenharia de Software Aula 07 Tópicos da Aula Introdução à UML e Introdução a UML Visão geral de alguns diagramas Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo dcc603@gmail.com 28 Março 2012 A

Leia mais

Especificações de Casos de Uso e Regras de Negócio

Especificações de Casos de Uso e Regras de Negócio Especificações de Casos de Uso e Regras de Negócio Régis Patrick Silva Simão Régis Simão Especificações de Casos de Uso e Regras de Negócio 1/41 Introdução Agenda Objetivos das Especificações de Casos

Leia mais

Tópicos da Aula. Alguns Diagramas UML. Diagramas Principais. Diagramas de Interação: Sequência e Colaboração. Tipos de Diagramas de Interação

Tópicos da Aula. Alguns Diagramas UML. Diagramas Principais. Diagramas de Interação: Sequência e Colaboração. Tipos de Diagramas de Interação Engenharia de Software Aula 10 Tópicos da Aula Diagramas de Interação: Sequência e Colaboração Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo dcc603@gmail.com 09 Abril 2012 Alguns Diagramas UML

Leia mais

Especificação de Caso de Uso

Especificação de Caso de Uso Especificação de Caso de Uso UCCITES014 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 14/10/2008 0.1 Criação do documento. Helane Nunes 27/10/2008 0.2 Revisão do documento e versionamento do documento

Leia mais

Princípios de Análise e Projeto de Sistemas com UML

Princípios de Análise e Projeto de Sistemas com UML Princípios de Análise e Projeto de Sistemas com UML 2ª edição Eduardo Bezerra Editora Campus/Elsevier Tópicos Introdução Diagrama de casos de uso Identificação dos elementos do MCU Construção do MCU Documentação

Leia mais

MANUAL INTEGRAÇÃO SAT X PagBem Criado em: 08/09/2016 Atualizado em: 08/09/2016

MANUAL INTEGRAÇÃO SAT X PagBem Criado em: 08/09/2016 Atualizado em: 08/09/2016 O Objetivo deste manual é auxiliar o usuário a fazer uso da ferramenta de integração com o sistema PagBem para programar pagamentos como Adiantamentos, Pedágio e Saldo. 1 - Cadastrando a Operadora de Cartão

Leia mais

Modelagem de Casos de Uso (Parte 1)

Modelagem de Casos de Uso (Parte 1) Modelagem de Casos de Uso (Parte 1) Introdução (1) Objetivos Principais dos Casos de Uso: Delimitação do contexto de um sistema Documentação e o entendimento dos requisitos Descrição dos requisitos funcionais

Leia mais

Como Cadastrar um Cliente no PDV? - FPV03

Como Cadastrar um Cliente no PDV? - FPV03 Como Cadastrar um Cliente no PDV? - FPV03 Sistema: PDV Referencia: FPV03 Versão: 2015.2.20 Como funciona: Assim como o Futura Server é possível cadastrar clientes através do PDV pelo atalho ALT+N. Nesta

Leia mais

Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado do Mato Grosso do Sul.

Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado do Mato Grosso do Sul. Título: MS - Como realizar o cálculo do ICMS sobre o estoque das mercadorias incluídas do regime de Substituição Tributária conforme Art. 2º do Decreto nº 14.359/2015? Esta solução é exclusiva para empresas

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Centro de Custos Sumário 1 CONCEITO... 3 2 REQUISITOS... 3 3 CONFIGURAÇÕES... 3 3.1 Permissões de Usuário... 3 3.2... 4 3.3 Empresas... 5 3.4 Motivos de Movimentação... 6

Leia mais

MANUAL INTEGRAÇÃO SAT X PagBem Criado em: 11/05/2016 Atualizado em: 20/02/2017

MANUAL INTEGRAÇÃO SAT X PagBem Criado em: 11/05/2016 Atualizado em: 20/02/2017 O Objetivo deste manual é auxiliar o usuário a fazer uso da ferramenta de integração com o sistema PagBem para programar pagamentos como Adiantamentos, Pedágio e Saldo. 1 - Cadastrando a Operadora de Cartão

Leia mais

Engenharia de Software. UML Unified Modeling Language

Engenharia de Software. UML Unified Modeling Language Engenharia de Software UML Unified Modeling Language UML - INTRODUÇÃO UML é um acrônimo para a expressão Linguagem de Modelagem Unificada. Pela definição de seu nome, vemos que a UML é uma linguagem que

Leia mais

Requisitos. Silvério Sirotheau

Requisitos. Silvério Sirotheau Requisitos Silvério Sirotheau Requisitos O levantamento e análise de requisitos compõem uma parte decisiva da fase de concepção dentro UP. O analista pode e deve utilizar todas as informações disponíveis

Leia mais

Análise e projeto de sistemas

Análise e projeto de sistemas Conteúdo: Análise e projeto de sistemas Modelagem de classes Prof. Patrícia Lucas Modelagem de classes 01 O modelo de casos de uso fornecem uma perspectiva do sistema a partir de um ponto de vista externo.

Leia mais

Documento de Requisitos do Sistema versão 1.0

Documento de Requisitos do Sistema versão 1.0 Documento de Requisitos do Sistema versão 1.0 Desenvolvimento do Sistema de Gestão de Documentos Doc Manager Cliente: São José Agroindustrial Representante do cliente: Paulo José de Souza Ficha Técnica

Leia mais

SGATF Sistema para Gerenciamento de Alugueis de Trajes para Festa

SGATF Sistema para Gerenciamento de Alugueis de Trajes para Festa Curso Técnico Integrado de Informática 3 Ano Projeto Integrador Formação Profissional SGATF Sistema para Gerenciamento de Alugueis de Trajes para Festa Rafaela Gonçalves Ferreira-1460056 Dezembro de 2016

Leia mais

SISTEMA DE DESEMPENHO DA NAVEGAÇÃO - SDN

SISTEMA DE DESEMPENHO DA NAVEGAÇÃO - SDN AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS SUPERINTENDÊNCIA DE NAVEGAÇÃO INTERIOR Gerência de Desenvolvimento e Regulação da Navegação Interior SISTEMA DE DESEMPENHO DA NAVEGAÇÃO - SDN MANUAL DO USUÁRIO

Leia mais

O material a seguir foi preparado de forma a orientar os usuários quanto aos procedimentos para cadastro e utilização do Caixa.

O material a seguir foi preparado de forma a orientar os usuários quanto aos procedimentos para cadastro e utilização do Caixa. Apostila Caixa Índice Introdução... 3 Conceito... 3 Cadastro de Caixa... 3 Liberação de Caixa... 3 Abertura de Caixa... 4 Movimentação do Caixa... 4 1. Receber... 4 2. Estornar... 6 Emissão de 2ª Via...

Leia mais

Guia Rápido E-PONTO. Guia Rápido e-ponto Versão 1.0. ClearTech LTDA. São Paulo SP Brasil 28/02/2011 Especificação. Sistema e-ponto - Página:1 de 69

Guia Rápido E-PONTO. Guia Rápido e-ponto Versão 1.0. ClearTech LTDA. São Paulo SP Brasil 28/02/2011 Especificação. Sistema e-ponto - Página:1 de 69 São Paulo SP Brasil 28/02/2011 Especificação Não é permitida a reprodução total ou parcial desta publicação por qualquer meio, seja mecânico ou eletrônico, incluindo esta proibição a tradução, uso de ilustrações

Leia mais

Módulo(s): Compras e Estoque e Financeiro

Módulo(s): Compras e Estoque e Financeiro REF. Procedimento para Lançamentos de Compras Vendor Sistema: Siagri Agribusiness Módulo(s): Compras e Estoque e Financeiro Data: 22/11/2006 Descrição: O vendor é uma modalidade de crédito destinada ao

Leia mais

Rational Unified Process (RUP)

Rational Unified Process (RUP) Rational Unified Process (RUP) A Rational é bem conhecida pelo seu investimento em orientação em objetos. A empresa foi à criadora da Unified Modeling Language (UML), assim como de várias ferramentas que

Leia mais

MODELAGEM VISUAL DE OBJETOS COM UML DIAGRAMA DE CLASSES.

MODELAGEM VISUAL DE OBJETOS COM UML DIAGRAMA DE CLASSES. MODELAGEM VISUAL DE OBJETOS COM UML DIAGRAMA DE CLASSES lucelia.com@gmail.com Externamente ao sistema, os atores visualizam resultados de cálculos, relatórios produzidos, confirmações de requisições solicitadas,

Leia mais

Texto: Cadastro do Oficial de Justiça. 1 de 30

Texto: Cadastro do Oficial de Justiça. 1 de 30 Cadastro do Oficial de Justiça 1 de 30 Atividades Propostas a) Cadastrar um Oficial de Justiça; b) Pesquisar Oficiais de Justiça cadastrados; c) Alterar e inativar/ativar um Oficial de Justiça. 2 de 30

Leia mais

Conta Um Manual do Portador

Conta Um Manual do Portador Conta Um Manual do Portador Seja Bem-Vindo a Conta Um Agora você possui o Cartão Conta UM com o todos os benefícios de uma conta corrente digital. Neste manual você encontrará o passo a passo para utilização

Leia mais

Controle de Financiamentos. Sumário

Controle de Financiamentos. Sumário Fernanda Klein Both 02/04/2013 008.011.0035 B13 1/8 Controle de Financiamentos Sumário 1. Objetivo... 2 2. Cadastros... 2 2.1. Instituições Financeiras... 2 2.2. Conta Corrente... 2 2.3. Linhas de Crédito...

Leia mais

Criar Usuário no sistema e-cidade

Criar Usuário no sistema e-cidade PROCEDIMENTO Código do Projeto Criar Usuário no Sistema e-cidade Cliente DTSMUNI-0001 Projeto: e-cidade Municípios Baianos Criar Usuário no sistema e-cidade Gestor do documento: Célula e-cidade 1/23 Sumário:

Leia mais

BANCO DE DADOS. Araújo Lima. Jan / Araújo

BANCO DE DADOS. Araújo Lima. Jan / Araújo BANCO DE DADOS Lima Jan / 2017 1 Índice 1.Introdução a Sistemas de Banco de Dados Evolução dos Sistemas de Informação Conceitos de Bancos de Dados Usuários de Banco de Dados Banco de Dados X Linguagens

Leia mais

Diagrama de Casos de Uso

Diagrama de Casos de Uso Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas Profª Andrea e Prof. Vilson Diagrama de Casos de Uso O Diagrama de Casos de Uso procura por meio de uma linguagem simples, possibilitar a compreensão do comportamento

Leia mais

Modelos. Banco de dados. Professor: Jarbas Araújo CENTRO EDUCACIONAL RADIER.

Modelos. Banco de dados. Professor: Jarbas Araújo CENTRO EDUCACIONAL RADIER. Modelos Banco de dados Professor: Jarbas Araújo professorjarbasaraujo@gmail.com CENTRO EDUCACIONAL RADIER Projeto de banco de dados Todo bom sistema de banco de dados deve apresentar um projeto, que visa

Leia mais

BEM-VINDO À REVOLUÇÃO!

BEM-VINDO À REVOLUÇÃO! PAGUE COM O SEU CELULAR! SEM CONTA BANCÁRIA! SEM CARTÃO DE CRÉDITO! SEM BUROCRACIA! BEM-VINDO À REVOLUÇÃO! Aqui você encontrará referências para uso do e-dinheiro no seu celular, mostrando como utilizar

Leia mais

BANCO DE DADOS. Bacharelado em Sistemas de Informação MODELAGEM DE DADOS. Profº Luciano Roberto Rocha. Itararé, 2º período

BANCO DE DADOS. Bacharelado em Sistemas de Informação MODELAGEM DE DADOS. Profº Luciano Roberto Rocha. Itararé, 2º período BANCO DE DADOS Bacharelado em Sistemas de Informação MODELAGEM DE DADOS Profº Luciano Roberto Rocha Itararé, 2º período CONCEITOS MODELO ENTIDADE RELACIONAMENTO Entidade Relacionamento Atributos Cardinalidade

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÕES MÓDULO CONTABIL I

MANUAL DE CONFIGURAÇÕES MÓDULO CONTABIL I MANUAL DE CONFIGURAÇÕES MÓDULO CONTABIL I SUMÁRIO COMO CADASTRAR UM PLANO DE CONTAS... 3 COMO CADASTRAR CENTROS DE CUSTO... 7 CADASTRO DE HISTÓRICOS PADRÕES... 9 COMO CADASTRAR LANÇAMENTOS PADRÕES... 12

Leia mais

MANUAL BRADESCO PROMOTORA CONSIGNADO SIAPE

MANUAL BRADESCO PROMOTORA CONSIGNADO SIAPE MANUAL BRADESCO PROMOTORA CONSIGNADO SIAPE Índice 1 LOGIN... Pág. 3 2 DIGITAÇÃO DE PROPOSTRA... Pág. 3 Servidor ou Pensionista?... Pág. 3 Dados Cadastrais... Pág. 4 Tela de Simulação... Pág. 6 Endereço...

Leia mais

MPE-Manual ADF_Conciliação Bancária de Cartão de Crédito

MPE-Manual ADF_Conciliação Bancária de Cartão de Crédito ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA CONCILIAÇÃO BANCÁRIA DE CARTÃO DE CRÉDITO Página 1 de 8 1.0 CONCILIAÇÃO BANCÁRIA DE OPERAÇÕES DE CARTÃO DE CRÉDITO Esse processo será utilizado para conciliar os lançamentos, referentes

Leia mais

Ferramenta WEB de Apoio ao planejamento e controle de teste de software. Bruna Tatiane Bonecher Orientadora: Fabiane Barreto Vavassori Benitti

Ferramenta WEB de Apoio ao planejamento e controle de teste de software. Bruna Tatiane Bonecher Orientadora: Fabiane Barreto Vavassori Benitti Ferramenta WEB de Apoio ao planejamento e controle de teste de software Bruna Tatiane Bonecher Orientadora: Fabiane Barreto Vavassori Benitti Roteiro de Apresentação Introdução Objetivo do trabalho Fundamentação

Leia mais

1 Introdução. 1.1 Teoria dos Sistemas 23/4/2010

1 Introdução. 1.1 Teoria dos Sistemas 23/4/2010 1 1 Introdução 1.1 Teoria dos Sistemas 1.2 Constituição dos sistemas 1.3 Natureza dos sistemas 1.4 Parâmetros do sistema 1.5 Descrição de sistemas 1.6 Desafios enfrentados no desenvolvimento 1.7 Perfil

Leia mais

Diagrama de Sequência. Diagrama de Sequência. Atores. O que representam? Linha de Vida. Objetos

Diagrama de Sequência. Diagrama de Sequência. Atores. O que representam? Linha de Vida. Objetos DCC / ICEx / UFMG Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo Preocupa-se com a ordem temporal em que as mensagens são trocadas Pode ser usado para detalhar um Caso de Uso Identifica O evento

Leia mais

BD e Aplicações em Negócios

BD e Aplicações em Negócios BD e Aplicações em Negócios Sistemas de Banco de Dados: conceitos e arquitetura evandro@usp.br Modelo de dados Temos um conceito inicial (primitivo) do que pode ser um BD BD é um conjunto de dados Para

Leia mais

Análise de Sistemas Professor: Claudio Maximiliano Alunos: Marcos Noronha Nathison Gomes Elaboração de entrevista Levantamento de Requisitos

Análise de Sistemas Professor: Claudio Maximiliano Alunos: Marcos Noronha Nathison Gomes Elaboração de entrevista Levantamento de Requisitos 1 Análise de Sistemas Professor: Claudio Maximiliano Alunos: Marcos Noronha Nathison Gomes Elaboração de entrevista Levantamento de Requisitos 2 Entrevista: Data 13/10/2014 Tempo: 30 Minutos Entrevistador:

Leia mais

Diagrama de Máquina de Estados

Diagrama de Máquina de Estados Análise e Projeto de Sistemas OO Diagrama de Máquina de Estados Demonstra o comportamento de um elemento através de um conjunto de transições de estado. Um Estado representa a situação em que um objeto

Leia mais

2

2 ANÁLISE DE SISTEMAS (processo de desenvolvimento de sistemas) por Antônio Maurício Pitangueira 1 2 Levantamento de requisitos Análise de requisitos Projeto Implementação Testes Implantação Foco da disciplina

Leia mais

2015 GVDASA Sistemas Cheques 1

2015 GVDASA Sistemas Cheques 1 2015 GVDASA Sistemas Cheques 1 2015 GVDASA Sistemas Cheques 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE I AULA 3. Análise e diagramação. professor Luciano Roberto Rocha.

ENGENHARIA DE SOFTWARE I AULA 3. Análise e diagramação. professor Luciano Roberto Rocha. ENGENHARIA DE SOFTWARE I AULA 3 Análise e diagramação professor Luciano Roberto Rocha www.lrocha.com.br POR QUE DIAGRAMAR A maioria dos problemas encontrados em sistemas tem sua origem na construção do

Leia mais

Processo de Desenvolvimento

Processo de Desenvolvimento Processo de Desenvolvimento RUP Rational Unified Process A Rational e o RUP 4 Rational é conhecida pelo seu investimento em orientação em objetos. 4 A empresa foi a criadora da Unified Modeling Language

Leia mais

Orientação a Objetos e Java

Orientação a Objetos e Java Orientação a Objetos e Java Daves Martins davesmartins@yahoo.com.br Mestre em Computação de Alto Desempenho pela UFRJ Especialista em Banco de Dados Analista Web Orientação a Objetos e Java Características

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS

SISTEMAS OPERACIONAIS SISTEMAS OPERACIONAIS Conceitos Básicos Sistema Operacional: Um Sistema Operacional é um programa que atua como intermediário entre o usuário e o hardware de um computador. O Propósito do SO é fornecer

Leia mais

Metodologias de Desenvolvimento (I)

Metodologias de Desenvolvimento (I) Modelagem Estática Metodologias de Desenvolvimento (I) Método é definido como sendo um conjunto de atividades sistemáticas para realizar uma tarefa. Técnica é um modo de executar as atividades recomendadas

Leia mais

Documento de Especificação de Sistema IngreSys

Documento de Especificação de Sistema IngreSys Documento de Especificação de Sistema IngreSys Projeto Autor(es) Projeto Integrador II Roberto Socanti Santos Tariana de Jesus Gomes Leite Versão / Data 0.6 / 8 de setembro de 2016 Histórico de Versões

Leia mais

04/07/2015 UML. Prof. Esp. Fabiano Taguchi DIAGRAMAS DE CLASSE

04/07/2015 UML. Prof. Esp. Fabiano Taguchi  DIAGRAMAS DE CLASSE UML Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@hotmail.com DIAGRAMAS DE CLASSE 1 REPRESENTAÇÃO DE CLASSES DIAGRAMA DE CLASSES O diagrama de classes serve de apoio para

Leia mais

04/11/2016 UML. Prof. Esp. Fabiano Taguchi DIAGRAMAS DE CLASSE

04/11/2016 UML. Prof. Esp. Fabiano Taguchi  DIAGRAMAS DE CLASSE UML Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@hotmail.com DIAGRAMAS DE CLASSE 1 REPRESENTAÇÃO DE CLASSES DIAGRAMA DE CLASSES O diagrama de classes serve de apoio para

Leia mais

Construção de. Software Orientado ao Negócio A solução proposta pelo método iron integração de Requisitos Orientados a Negócio

Construção de. Software Orientado ao Negócio A solução proposta pelo método iron integração de Requisitos Orientados a Negócio Construção de Software Orientado ao Negócio A solução proposta pelo método iron integração de Requisitos Orientados a Negócio O que é um REQUISITO? Podemos conceituar requisitos como sendo uma ação a ser

Leia mais

LIVRO ENGENHARIA DE SOFTWARE FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES

LIVRO ENGENHARIA DE SOFTWARE FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES LIVRO ENGENHARIA FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES WILSON PADUA PAULA FILHO CAPÍTULO REQUISITOS 1 REQUISITOS TECNICO E GERENCIAL ESCOPO (RASCUNHO) CARACTERISTICAS 2 O que são Requisitos? São objetivos ou

Leia mais

CARTÃO SERVIÇO EMPRESA ITAÚ

CARTÃO SERVIÇO EMPRESA ITAÚ CARTÃO SERVIÇO EMPRESA ITAÚ Intercâmbio Eletrônico de Arquivos Layout de Arquivos CNAB200 Índice 1. Noções Básicas... 3 1.1 Apresentação... 3 2. Informações Técnicas... 4 2.1 Meios de intercâmbio... 4

Leia mais

UML Unified Modeling Language Linguagem de Modelagem Unificada Requisitos, Casos de Uso no ArgoUML

UML Unified Modeling Language Linguagem de Modelagem Unificada Requisitos, Casos de Uso no ArgoUML UML Unified Modeling Language Linguagem de Modelagem Unificada Requisitos, Casos de Uso no ArgoUML Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Roteiro Requisitos Funcionais

Leia mais

POO - Programação Orientada a Objetos

POO - Programação Orientada a Objetos POO - Programação Orientada a Objetos Aula #10.1. EBS 211 POO e UML Prof. Luiz Fernando S. Coletta luizfsc@tupa.unesp.br Campus de Tupã Orientação a Objetos Construtores // Método construtor public Produto()

Leia mais

Exercicio EAD : Tema: Cadastro de Produtor/Propriedade/Talhões

Exercicio EAD : Tema: Cadastro de Produtor/Propriedade/Talhões Exercicio EAD : 1-2014 Tema: Cadastro de Produtor/Propriedade/Talhões a) Cadastrar um produtor rural: b) Cadastrar uma propriedade rural vinculada ao produtor rural c) Cadastrar tres talhões vinculados

Leia mais

AGF Auxilio Gerenciamento de Fazenda

AGF Auxilio Gerenciamento de Fazenda Curso Técnico Integrado de Informática 3 Ano Projeto Integrador Formação Profissional AGF Auxilio Gerenciamento de Fazenda Wilgner Fábio da Silva - 1560042 Dezembro de 2017 1. Introdução 1.1 Escopo do

Leia mais

UML - Diagrama de Classes

UML - Diagrama de Classes UML - Diagrama de Classes Este é um dos mais importantes e utilizados diagramas da UML, cujo objetivo principal é apresentar as classes que compõem o sistema com seus respectivos atributos e métodos, assim

Leia mais

PROJETO DE PROGRAMAS. Projeto de Programas PPR0001

PROJETO DE PROGRAMAS. Projeto de Programas PPR0001 PROJETO DE PROGRAMAS Projeto de Programas PPR0001 Desenvolvimento de Software 2 3 Desenvolvimento de Software Análise de Requisitos Distinguir e dividir o sistema em componentes: Analisar os componentes

Leia mais

Análise e Projeto de Sistemas I

Análise e Projeto de Sistemas I Análise e Projeto de Sistemas I Curso de Sistemas de Informação Karla Donato Fook karladf@ifma.edu.br DESU / DComp 2017 Análise Estruturada Diagrama de Entidade e Relacionamento 2 1 Representação gráfica

Leia mais