O Fluxo de Requisitos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O Fluxo de Requisitos"

Transcrição

1 O Fluxo de 1

2 Finalidade do fluxo de requisitos A finalidade deste fluxo é: Chegar a um acordo com o cliente e o usuário sobre o que o sistema deve fazer. Oferecer ao desenvolvedor um melhor entendimento dos requisitos do sistema. Delimitar o escopo sistema. Prover uma base para o planejamento do conteúdo das iterações. Definir uma interface do sistema com o usuário. 2

3 Principais Artefatos do fluxo de requisitos Glossário Documento de requisitos (funcionais e nãofuncionais) Modelo de casos de uso (Diagrama de Casos de Uso + Especificação dos Casos de Uso) Matriz de rastreabilidade Termo de Homologação de Protótipo da interface com o usuário (opcional) 3

4 Glossário Define termos importantes usados no projeto É importante para garantir que os conceitos envolvidos são interpretados da mesma forma por todos os membros da equipe 4

5 Glossário: estrutura Introdução Objetivos do documento Público ao qual se destina Definições Termos, definições e sinônimos Referências 5

6 Documento de requisitos Mostra a descrição geral do problema a ser resolvido com o sistema. Apresenta os requisitos funcionais e não-funcionais. 6

7 Documento de requisitos: estrutura Introdução Objetivos do documento Público ao qual se destina Problema Identificado Visão geral do sistema Abrangência e sistemas relacionados Descrição dos usuários Referências Funcionais Atores Diagramas de caso de uso + especificação Não-Funcionais Descrição do Protótipo de Interface com o Usuário 7

8 Modelo de casos de uso Diagrama de casos de uso Atores Casos de Uso Especificações de Casos de Uso 8

9 Modelo de casos de uso Use Cases direcionam o trabalho desde os requisitos até os testes Realizado por Implementado por Verificado por 9

10 Exemplo de Diagrama de casos de uso Solicitar extrato Consultar saldo Cliente Sacar dinheiro Realizar depósito Transferir entre contas Alterar senha 10

11 Especificação de caso de uso Breve descrição Ator Prioridade Interfaces Gráficas Associadas (opcional) Entradas e Pré-condições Saídas e Pós-condições Fluxo de eventos principal Fluxos secundários: alternativos e de exceção (opcional) Modelo de caso de uso Atores Casos de Uso... Especificações de Use Case 11

12 não-funcionais Descrevem requisitos de: Confiabilidade Desempenho (performance) Segurança Distribuição Adequação a Padrões Restrições de Hardware e Software etc. 12

13 não-funcionais Devem ser testáveis, para isso devem ser mensuráveis! Precisam estar definidos em números e nomes O sistema precisa ser rápido. Quão rápido? O sistema deve ser implementado numa plataforma robusta. Que plataforma? 13

14 não funcionais x casos de uso Associados a um caso de uso específico Associados a todo o sistema Para serem atendidos podem gerar novos casos de uso 14

15 Matriz de rastreabilidade Apresenta o relacionamento entre requisitos. É usada para a análise de impacto das mudanças nos requisitos. 15

16 Uma Matriz de rastreabilidade Requisito R1 R2 R3 R4 R5 R6 R1 0 0 x 0 x x R R3 x 0 0 x 0 x R4 0 0 x 0 x x R5 x 0 0 x 0 0 R6 x 0 x x

17 Termo de Homologação de requisitos: estrutura Introdução Objetivos do documento Organização do documento Casos de uso homologados Para cada caso de uso Identificador Resultado da homologação Homologado, não homologado, homologado com restrições Comentários 17

18 Responsáveis e artefatos Analista de sistemas Usuário Projetista de interface Documento de requisitos Glossário Matriz de rastreabilidade Diagrama de casos de uso Termo de homologação de requisitos Protótipo da GUI Revisor 18

19 O Fluxo de Atividades Projetista da Interface Prototipar Interface Revisor de Usuário Analista de Sistema Levantar do Sistema Detalhar Especificação De Caso de Uso Estruturar Modelo de Casos de Uso Revisar Homologar Gerenciar Dependências 19

20 Atividade: Levantar do Sistema Projetista da Interface Prototipar Interface Revisor de Usuário Analista de Sistema Levantar do Sistema Detalhar Especificação De Caso de Uso Estruturar Modelo de Casos de Uso Revisar Homologar Levantar Atores Levantar Casos de Uso Gerenciar Dependências 20

21 Atividade: Levantar do Sistema Nesta atividade, o Analista de Sistemas deve entender o que os stakeholders esperam do sistema, através da coleta de informações e necessidades que o sistema deve cumprir. A execução da atividade tem como artefatos resultantes o documento de requisitos, o glossário de termos e o modelo de casos de uso (diagrama e especificação), brevemente esboçados. 21

22 Agrupamento de casos de uso Dividir os casos de uso em pacotes Ator Funcionalidades correlatas Processos 22

23 Prioridades de Casos de Uso Essencial para gerenciar os requisitos e para montar as iterações Deve-se definir as prioridades de todos os casos de uso, as quais podem ser: Essencial Importante Desejável 23

24 Atividade: Detalhar Especificação de Casos de Uso Projetista da Interface Prototipar Interface Revisor de Usuário Analista de Sistema Levantar do Sistema Detalhar Especificação De Caso de Uso Estruturar Modelo de Casos de Uso Revisar Homologar Levantar Atores Levantar Casos de Uso Desc: Pré: Pós: Fluxo: Fl. Sec: RNF Usab. Conf. Perfor. Seg. Gerenciar Dependências 24

25 Atividade: Detalhar Especificação de Casos de Uso Nesta atividade, o Analista de Sistemas descreve os fluxos de eventos dos casos de uso em detalhes de forma que o cliente e os usuários possam entender. 25

26 Quando e por que detalhar os casos de uso? Quando? após fazer levantamento dos principais casos de uso do sistema Por que? descrever detalhes do caso de uso descrever fluxo de eventos e outras propriedades uniformizar entendimento entre clientes, usuários e equipe de desenvolvimento 26

27 Fluxo de eventos básico Série de passos que compõem um caso de uso Sugestões: Concentre-se inicialmente na funcionalidade básica/central do caso de uso Pense nos fluxos secundários depois! 27

28 Fluxos secundários Só devem ser analisados e descritos após a descrição dos fluxos básicos. Fluxos alternativos situações especiais (saque além do limite para um cliente especial) Fluxos de erro situações de erro 28

29 Atividade: Estruturar o Modelo de Casos de Uso Projetista da Interface Prototipar Interface Revisor de Usuário Analista de Sistema Levantar do Sistema Detalhar Especificação De Caso de Uso Estruturar Modelo de Casos de Uso Revisar Homologar Levantar Atores Levantar Casos de Uso Desc: Pré: Pós: Fluxo: Fl. Sec: RNF Usab. Conf. Perfor. Seg. Gerenciar Dependências 29

30 Atividade: Estruturar o Modelo de Casos de Uso Nesta Atividade, o Analista de Sistemas extrai o comportamento dos casos de uso que necessitam ser considerados como abstratos e encontra novos atores abstratos que definem papéis que são compartilhados por vários outros atores. A execução desta atividade produz um refinamento do Modelo de Casos de Uso. 30

31 Por que estruturar o modelo? Extrair descrições de funcionalidades genéricas e compartilhadas que podem ser usadas por mais de um caso de uso. Extrair descrições de funcionalidades adicionais que possam estender descrições específicas Facilitar o entendimento do modelo 31

32 Relacionamentos entre casos de uso Inclusão Extensão Generalização 32

33 Relacionamento entre atores: generalização Quando um ator A realiza todos os casos de uso que o ator B, dizemos que A estende B. Vendedor Realizar venda Supervisor Estabelecer crédito 33

34 Atividade: Gerenciar Dependências Projetista da Interface Prototipar Interface Revisor de Usuário Analista de Sistema Levantar do Sistema Detalhar Especificação De Caso de Uso Estruturar Modelo de Casos de Uso Revisar Homologar Levantar Atores Levantar Casos de Uso Desc: Pré: Pós: Fluxo: Fl. Sec: RNF Usab. Conf. Perfor. Seg. Gerenciar Dependências 34

35 Atividade: Gerenciar Dependências Nesta atividade, o Analista de Sistemas executa as seguintes tarefas: Gerencia mudanças nos requisitos que foram concordados Gerencia o relacionamento entre requisitos Gerencia as dependências entre os documentos de requisitos e outros documentos produzidos no processo de engenharia de sistemas Analisa impactos e custos relacionados aos requisitos que mudaram 35

36 Atividade: Prototipar Interface Projetista da Interface Prototipar Interface Revisor de Usuário Analista de Sistema Levantar do Sistema Detalhar Especificação De Caso de Uso Estruturar Modelo de Casos de Uso Revisar Homologar Levantar Atores Levantar Casos de Uso Desc: Pré: Pós: Fluxo: Fl. Sec: RNF Usab. Conf. Perfor. Seg. Gerenciar Dependências 36

37 Atividade: Prototipar Interface Nesta atividade, o Projetista da Interface projeta e constrói um modelo de interface com o usuário que suporta o melhoramento da usabilidade. 37

38 Protótipo de interface com o usuário Ferramenta para compreensão do caso de uso o nível de detalhes deve ser adequado ao usuário Facilidade para a descrição de críticas básicas tamanho e tipo dos campos máscaras de edição 38

39 Atividade: Revisar os Projetista da Interface Prototipar Interface Revisor de Usuário Analista de Sistema Levantar do Sistema Detalhar Especificação De Caso de Uso Estruturar Modelo de Casos de Uso Revisar Homologar Levantar Atores Levantar Casos de Uso Desc: Pré: Pós: Fluxo: Fl. Sec: RNF Usab. Conf. Perfor. Seg. Gerenciar Dependências 39

40 Atividade: Revisar os Nesta atividade, o Revisor de formalmente verifica os resultados do fluxo de requisitos conforme a visão do cliente do sistema. A execução da atividade deve apresentar como resultado uma versão aprovada ou rejeitada com as respectivas alterações dos artefatos de requisitos. 40

41 Checklists: Modelo de Casos de Uso O modelo de caso de usos está fácil de se entender? Estudando o modelo de caso de usos, você pode ter uma idéia clara das funções do sistema e como elas estão relacionadas? Todos os requisitos foram levantados? O modelo de caso de usos contém algum comportamento supérfluo? A divisão em pacotes do modelo de caso de usos está apropriada? 41

42 Checklists: Atores Todos os atores foram identificados? Cada ator está envolvido com pelo menos um caso de uso? Cada ator desempenha um papél? Algum deveria ser fundido com outro ou ser dividido em dois? Existem dois ou mais atores desempenhando o mesmo papél em relação a um caso de uso? Os atores têm nomes intuitivos e descritivos? Tanto os usuários como os patrocinadores do software têm um entendimento comum? 42

43 Checklists: Casos de Uso Cada caso de uso está envolvido com pelo menos um ator? Os caso de usos são independentes uns dos outros? Algum dos caso de usos tem comportamento ou fluxo de eventos muito similares? Os caso de usos têm nomes únicos, intuitivos e explicativos de modo que não podem ser confundidos em um estágio posterior? Os patrocinadores e usuários entendem os nomes e descrições dos caso de uso? 43

44 Checklists: Especificação de Caso de Uso Está claro quem deseja executar um caso de uso? A finalidade de cada caso de uso está clara? A descrição breve dá uma idéia clara do significado do caso de uso? Está claro como e quando os fluxos de eventos de cada caso de uso começam e terminam? A seqüência de comunicação entre um ator e um caso de uso está de acordo com as expectativas do usuário? As interações e trocas de informação entre os atores e o sistema estão claras? Existe algum caso de uso demasiadamente complexo? Os fluxos de eventos (básicos e alternativos) estão 44 modelados de forma clara?

45 Checklists: Glossário Os termos têm uma definição clara e concisa? Cada termo do glossário foi incluído em algum lugar nas descrições dos caso de usos? Os termos são usados consistentemente nas descrições dos atores e dos caso de usos? 45

46 Atividade: Homologar Projetista da Interface Prototipar Interface Revisor de Usuário Analista de Sistema Levantar do Sistema Detalhar Especificação De Caso de Uso Estruturar Modelo de Casos de Uso Revisar Homologar Levantar Atores Levantar Casos de Uso Desc: Pré: Pós: Fluxo: Fl. Sec: RNF Usab. Conf. Perfor. Seg. Gerenciar Dependências 46

47 Atividade: Homologar Nesta atividade, o usuário faz a homologação dos requisitos a serem tratados na iteração. O termo de homologação é preenchido nesta atividade. 47

48 Projeto em Equipe Elaborar os seguintes artefatos : Descrição Geral Glossário Levantar os atores e casos de uso Construir o diagrama de casos de uso Levantar os requisitos não-funcionais 48

49 Referências Applying Use Cases: A Practical Guide, Geri Schneider e Jason P. Winters, Addison-Wesley, UML Distilled, Martin Fowler, Addison-Wesley, The Unified Software Development Process, Ivar Jacobson, Grady Booch e James Rumbaugh, Addison- Wesley, The Unified Modeling Language: The User Guide, Ivar Jacobson, Grady Booch e James Rumbaugh, Addison- Wesley,

Diagrama de Casos de Uso

Diagrama de Casos de Uso Diagrama de Casos de Uso Régis Patrick Silva Simão Régis Simão Diagrama de Casos de Uso 1/29 Agenda Introdução Casos de Uso Atores Relacionamento entre Atores e Casos de Uso Relacionamento entre Casos

Leia mais

Tópicos da Aula. A Linguagem UML. A Linguagem UML. De onde surgiu? Fundadores da UML. Introdução à UML e Diagrama de Casos de Uso.

Tópicos da Aula. A Linguagem UML. A Linguagem UML. De onde surgiu? Fundadores da UML. Introdução à UML e Diagrama de Casos de Uso. Engenharia de Software Aula 07 Tópicos da Aula Introdução à UML e Introdução a UML Visão geral de alguns diagramas Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo dcc603@gmail.com 28 Março 2012 A

Leia mais

Diagrama de Casos de Uso

Diagrama de Casos de Uso DCC / ICEx / UFMG Diagrama de Casos de Uso Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo Diagrama de Casos de Uso Adota uma linguagem simples Acessível ao cliente Objetivo é a compreensão do comportamento

Leia mais

Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Componentes do Diagrama

Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Componentes do Diagrama DCC / ICEx / UFMG Diagrama de Diagrama de Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo Adota uma linguagem simples Acessível ao cliente Objetivo é a compreensão do comportamento externo do sistema

Leia mais

APLICAÇÃO DA ENGENHARIA DE REQUISITOS E ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS NA IDENTIFICAÇÃO DE ESCOPO DE SISTEMA

APLICAÇÃO DA ENGENHARIA DE REQUISITOS E ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS NA IDENTIFICAÇÃO DE ESCOPO DE SISTEMA APLICAÇÃO DA ENGENHARIA DE REQUISITOS E ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS NA IDENTIFICAÇÃO DE ESCOPO DE SISTEMA Guilherme de Souza Ferreira Discente do curso Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Leia mais

Análise e projeto de sistemas

Análise e projeto de sistemas Análise e projeto de sistemas Conteúdo: UML O processo de desenvolvimento de software Prof. Patrícia Lucas A linguagem de modelagem unificada (UML) A UML teve origem em uma tentativa de se unificar os

Leia mais

Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Componentes do Diagrama.

Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Diagrama de Casos de Uso. Componentes do Diagrama. DCC / ICEx / UFMG Diagrama de Diagrama de Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo Adota uma linguagem simples Acessível ao cliente Objetivo é a compreensão do comportamento externo do sistema

Leia mais

INF1404 MODELAGEM DE SISTEMAS

INF1404 MODELAGEM DE SISTEMAS INF1404 MODELAGEM DE SISTEMAS Bacharelado em Sistemas de Informação Ivan Mathias Filho ivan@inf.puc-rio.br Programa Capítulo 2 Modelagem de Casos de Uso 1ª Parte Programa Capítulo 2 Modelagem de Casos

Leia mais

Especificações de Casos de Uso e Regras de Negócio

Especificações de Casos de Uso e Regras de Negócio Especificações de Casos de Uso e Regras de Negócio Régis Patrick Silva Simão Régis Simão Especificações de Casos de Uso e Regras de Negócio 1/41 Introdução Agenda Objetivos das Especificações de Casos

Leia mais

UML. Diagrama de Caso de Uso. Profº. Reginaldo Cândido

UML. Diagrama de Caso de Uso. Profº. Reginaldo Cândido UML Diagrama de Caso de Uso Profº. Reginaldo Cândido reginaldo.candido@etec.sp.gov.br Introdução Casos de uso (use cases) são utilizados para capturar os requisitos do sistema. De forma breve, um caso

Leia mais

Diagrama de Caso de Uso

Diagrama de Caso de Uso "Antes de imprimir pense em sua responsabilidade e compromisso com o MEIO AMBIENTE." Engenharia de Software Givanaldo Rocha de Souza givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha

Leia mais

Processos de. Desenvolvimento de Software

Processos de. Desenvolvimento de Software Processos de Desenvolvimento de Software O processo de software Um conjunto estruturado de atividades, procedimentos, artefatos e ferramentas necessários para o desenvolvimento de um sistema de software

Leia mais

Processo. Processo unificado. Principais Características do UP. Principais Características do UP RUP. Unified Process (Processo Unificado)

Processo. Processo unificado. Principais Características do UP. Principais Características do UP RUP. Unified Process (Processo Unificado) Processo UP Unified Process (Processo Unificado) Conjunto de passos que tem como objetivo atingir uma meta Processo de software na ES, processo que visa a produzir o software - de modo eficiente e previsível

Leia mais

Rational Unified Process (RUP)

Rational Unified Process (RUP) Rational Unified Process (RUP) A Rational é bem conhecida pelo seu investimento em orientação em objetos. A empresa foi à criadora da Unified Modeling Language (UML), assim como de várias ferramentas que

Leia mais

Engenharia de Software Orientada a Objetos - OOSE. Método de Jacobson

Engenharia de Software Orientada a Objetos - OOSE. Método de Jacobson Engenharia de Software Orientada a Objetos - OOSE Método de Jacobson Alunos: Amanda Lira Gomes Lucas Balbino de Melo Ferreira Mycke Richard Guntijo Renato Gomes Borges Júnior Sumário Introdução Visão Geral

Leia mais

Notas de Aula 03: Introdução a Orientação a Objetos e a UML

Notas de Aula 03: Introdução a Orientação a Objetos e a UML Notas de Aula 03: Introdução a Orientação a Objetos e a UML Objetivos da aula: Introduzir os conceitos da Orientação à Objetos (O.O) Introduzir os conceitos da UML Relacionar os processos às ferramentas

Leia mais

Processo de Desenvolvimento

Processo de Desenvolvimento Processo de Desenvolvimento RUP Rational Unified Process A Rational e o RUP 4 Rational é conhecida pelo seu investimento em orientação em objetos. 4 A empresa foi a criadora da Unified Modeling Language

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Prof. M.Sc. Ronaldo C. de Oliveira ronaldooliveira@facom.ufu.br FACOM - 2011 Processo Unificado de Desenvolvimento de Software Processo Unificado O que é: Um processo (de engenharia) de software é a definição

Leia mais

Processo de Desenvolvimento de Software

Processo de Desenvolvimento de Software Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático desta aula Fases do Processo. Ciclo de vida do processo. Processo Unificado Orientado por Casos de Uso, surgiu para realizar o

Leia mais

RUP RATIONAL UNIFIED PROCESS

RUP RATIONAL UNIFIED PROCESS O que é RUP? É um metodologia para gerenciar projetos de desenvolvimento de software que usa a UML como ferramenta para especificação de sistemas. Ele é um modelo de processo híbrido Mistura elementos

Leia mais

Introdução ao RUP Rational Unified Process

Introdução ao RUP Rational Unified Process Introdução ao RUP Rational Unified Process UML Diagramas de Classes v.1.1, João Pascoal Faria, 2001 1 O que é Um processo (de engenharia) de software é a definição de um conjunto completo de actividades

Leia mais

IntroduçãoaoProcesso. Prof. Anderson Cavalcanti UFRN-CT-DCA

IntroduçãoaoProcesso. Prof. Anderson Cavalcanti UFRN-CT-DCA IntroduçãoaoProcesso Unificado(PU) Prof. Anderson Cavalcanti UFRN-CT-DCA Processo de Desenvolvimento O conjunto de atividades de desenvolvimento, sua ordem temporal e a atribuição de responsabilidades

Leia mais

MANUAL PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE TRABALHO DE CONCLUSAO DE CURSO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

MANUAL PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE TRABALHO DE CONCLUSAO DE CURSO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE TRABALHO DE CONCLUSAO DE CURSO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Sumário PREFÁCIO...3 MODELO DA DOCUMENTAÇÃO...3 1. INTRODUÇÃO AO DOCUMENTO...3 1.1. Tema...3 2. DESCRIÇÃO

Leia mais

Introdução. à UML. Histórico (cont.) Histórico Definição Benefícios Notação Diagrama de Classes Diagramas de Interação Conclusões Revisão

Introdução. à UML. Histórico (cont.) Histórico Definição Benefícios Notação Diagrama de Classes Diagramas de Interação Conclusões Revisão Sumário Introdução à UML BSI Bacharelado em Sistemas de Informação LOO Linguagens Orientadas a Objetos Humberto Mossri de Almeida hmossri_cursos@yahoo.com.br Marcelo Nassau Malta nassau_cursos@yahoo.com.br

Leia mais

UML Unified Modeling Language Linguagem de Modelagem Unificada Requisitos, Casos de Uso no ArgoUML

UML Unified Modeling Language Linguagem de Modelagem Unificada Requisitos, Casos de Uso no ArgoUML UML Unified Modeling Language Linguagem de Modelagem Unificada Requisitos, Casos de Uso no ArgoUML Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Roteiro Requisitos Funcionais

Leia mais

Ciência da Computação. Análise e Projeto Orientado a Objetos UML. Anderson Belgamo

Ciência da Computação. Análise e Projeto Orientado a Objetos UML. Anderson Belgamo Ciência da Computação Análise e Projeto Orientado a Objetos UML Anderson Belgamo 1 Evolução do Software O rápido crescimento da capacidade computacional das máquinas resultou na demanda por sistemas de

Leia mais

Engenharia de Software. Aula 2.4 Modelos de Casos de Uso. Prof. Bruno Moreno

Engenharia de Software. Aula 2.4 Modelos de Casos de Uso. Prof. Bruno Moreno Engenharia de Software Aula 2.4 Modelos de Casos de Uso Prof. Bruno Moreno bruno.moreno@ifrn.edu.br Comportamento do Sistema Refere-se às funcionalidades do sistema Requisitos funcionais; O comportamento

Leia mais

O conceito de casos de uso foi criado em 1986 por Ivar Jacobson, metodologista e um dos pais do Processo Unificado.

O conceito de casos de uso foi criado em 1986 por Ivar Jacobson, metodologista e um dos pais do Processo Unificado. Modelagem de casos de uso Casos de uso O conceito de casos de uso foi criado em 1986 por Ivar Jacobson, metodologista e um dos pais do Processo Unificado. O que é Segundo Ivar Jacobson, um caso de uso

Leia mais

Requisitos de Sistemas

Requisitos de Sistemas Requisitos de Sistemas Unidade II - Processos de Negócio Identificação Conceitos Modelagem - BPM - UML Processos x Requisitos 1 Processo de negócio CONCEITO Um processo de negócio, processo organizacional

Leia mais

ELABORADORES DANIEL BRUNO FERNANDES CONRADO GIORJETY LICORINI DIAS

ELABORADORES DANIEL BRUNO FERNANDES CONRADO GIORJETY LICORINI DIAS ELABORADORES DANIEL BRUNO FERNANDES CONRADO GIORJETY LICORINI DIAS MATERIAL DIDÁDICO INSTITUCIONAL PARA AS DISCIPLINAS PROJETO INTEGRADO I E PROJETO INTEGRADO II DO CURSO DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO

Leia mais

! Introdução. " Motivação para Processos de Software. ! Processo Unificado (USDP) " Definições " RUP x USDP " Características do Processo Unificado

! Introdução.  Motivação para Processos de Software. ! Processo Unificado (USDP)  Definições  RUP x USDP  Características do Processo Unificado Agenda Rodrigo Reis Cleidson de Souza! Introdução " Motivação para Processos de Software! (USDP) " Definições " RUP x USDP " Características do! Descrição detalhada do! Processos Derivados! Templates simplificados!

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE. Aula 07 UML - Diagrama de Casos de Uso

ENGENHARIA DE SOFTWARE. Aula 07 UML - Diagrama de Casos de Uso ENGENHARIA DE SOFTWARE Aula 07 UML - Diagrama de Casos de Uso OBJETIVOS DA AULA Apresentar uma introdução ao conceitos da UML; Explicar o que é um caso de uso; Explanar sobre o diagrama de casos de uso;

Leia mais

Modelagem de Processos

Modelagem de Processos Modelagem de Processos Prof.: Fernando Ascani 2 Diagramas de casos de uso Análise de requisitos A análise de requisitos consiste em determinar os serviços que o usuário espera do sistema e as condições

Leia mais

09/09/2012. Diagramas de Casos De Uso Alto Nível. Agenda Diagramas de Caso de Uso Alto Nível e Expandido Exercicios

09/09/2012. Diagramas de Casos De Uso Alto Nível. Agenda Diagramas de Caso de Uso Alto Nível e Expandido Exercicios CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Aula 6 Agenda Diagramas de Caso de Uso Alto Nível e Expandido Exercicios 09/09/2012 Professor Leomir J. Borba- professor.leomir@gmail.com http://professorleomir.wordpress.com

Leia mais

Modelagem De Sistemas

Modelagem De Sistemas Modelagem De Sistemas UNIP Tatuapé - SP Aplicações em Linguagem de Programação Prof.Marcelo Nogueira Uma empresa de software de sucesso é aquela que consistentemente produz software de qualidade que vai

Leia mais

UML. Adriano J. Holanda 21/3/

UML. Adriano J. Holanda 21/3/ UML Adriano J. Holanda 21/3/2016 UML Introdução UML - Unified Modeling Language Linguagem Unificada de Modelagem. Adquiriu maturidade na segunda década de 1990 pela fusão dos métodos e diagramas de Grady

Leia mais

Engenharia de Software. UML Unified Modeling Language

Engenharia de Software. UML Unified Modeling Language Engenharia de Software UML Unified Modeling Language UML - INTRODUÇÃO UML é um acrônimo para a expressão Linguagem de Modelagem Unificada. Pela definição de seu nome, vemos que a UML é uma linguagem que

Leia mais

Engenharia de Software I: Introdução. Graduação em Informática 2009 Profa. Itana Gimenes

Engenharia de Software I: Introdução. Graduação em Informática 2009 Profa. Itana Gimenes Engenharia de Software I: Introdução Graduação em Informática 2009 Profa. Itana Gimenes Programa 1. O processo de engenharia de software 2. Engenharia de requisitos 3. Modelagem de sistemas 4. Conceitos

Leia mais

2

2 ANÁLISE DE SISTEMAS (processo de desenvolvimento de sistemas) por Antônio Maurício Pitangueira 1 2 Levantamento de requisitos Análise de requisitos Projeto Implementação Testes Implantação Foco da disciplina

Leia mais

Análise e Projeto de Sistema. Daniel José Ventorim Nunes (IFES Campus Cahoeiro)

Análise e Projeto de Sistema. Daniel José Ventorim Nunes (IFES Campus Cahoeiro) Análise e Projeto de Sistema Daniel José Ventorim Nunes (IFES Campus Cahoeiro) Objetivos Conhecer as etapas do projeto de desenvolvimento de software Desenvolvimento de software é uma atividade complexa

Leia mais

Modelos de Sistemas Casos de Uso

Modelos de Sistemas Casos de Uso Modelos de Sistemas Casos de Uso Auxiliadora Freire Fonte: Engenharia de Software 8º Edição / Ian Sommerville 2007 Slide 1 Casos de Uso Objetivos Principais dos Casos de Uso: Delimitação do contexto de

Leia mais

O Processo Unificado (PU) SSC 121 Engenharia de Software I Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 2 o semestre de 2012

O Processo Unificado (PU) SSC 121 Engenharia de Software I Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 2 o semestre de 2012 O Processo Unificado (PU) SSC 121 Engenharia de Software I Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 2 o semestre de 2012 Modelos de Processo de Software Desenvolver software é geralmente uma tarefa complexa e sujeita

Leia mais

Fatec Ipiranga - Engenharia de Software I 18/02/2013. Agenda. 0. Relembrando os Relacionamentos do Diagrama de Classes

Fatec Ipiranga - Engenharia de Software I 18/02/2013. Agenda. 0. Relembrando os Relacionamentos do Diagrama de Classes Engenharia de Software I 3º. Semestre ADS Diagramas de Interação Enfoque Diagrama de Sequência Profa. Dra. Ana Paula Gonçalves Serra Agenda 0. Relembrando os Relacionamentos do Diagrama de Classes 2. Diagrama

Leia mais

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR Curso Engenharia Informática Ano letivo 2015/2016 Unidade Curricular Engenharia de Software II ECTS 6 Regime Obrigatório Ano 3º Semestre 1º sem Horas de trabalho globais Docente Maria Clara Silveira Total

Leia mais

UML. Trabalho Análise e Projeto de Sistemas. Aluna: Luana Alves Businaro

UML. Trabalho Análise e Projeto de Sistemas. Aluna: Luana Alves Businaro Curso Técnico Integrado de Informática 2 Ano Projeto Integrador Formação Profissional Trabalho Análise e Projeto de Sistemas UML Aluna: Luana Alves Businaro-1614193 Maio de 2017 Sumário 1 Introdução...

Leia mais

UML. Rodrigo Leite Durães.

UML. Rodrigo Leite Durães. UML Rodrigo Leite Durães. rodrigo_l_d@yahoo.com.br O que é Análise de Software? UML: É o estágio de um sistema que captura os requisitos e o domínio do problema, focalizando no que deve ser feito, não

Leia mais

Visão Geral da UML. SSC Engenharia de Software I Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 2 o semestre de 2012

Visão Geral da UML. SSC Engenharia de Software I Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 2 o semestre de 2012 Visão Geral da UML SSC 121 - Engenharia de Software I Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 2 o semestre de 2012 Conteúdo Introdução Ferramentas de Apoio Diagramas da UML Elementos Genéricos Material sobre UML

Leia mais

Prof. Dr. Thiago Jabur Bittar

Prof. Dr. Thiago Jabur Bittar Prof. Dr. Thiago Jabur Bittar Uma representação abstrata e simplificada do processo de desenvolvimento software, tipicamente mostrando as principais atividades e dados usados na produção e manutenção de

Leia mais

MODELAGEM DE PROCESSOS MÓDULO 9

MODELAGEM DE PROCESSOS MÓDULO 9 MODELAGEM DE PROCESSOS MÓDULO 9 Índice 1. Processo de Desenvolvimento de Sistemas - Continuação..3 1.1. Diagramas de Casos de Uso... 3 2 1. PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - CONTINUAÇÃO 1.1. DIAGRAMAS

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO ESCOPO DE SOFTWARE A PARTIR DA ANÁLISE DE REQUISITOS UTILIZANDO A UML

IDENTIFICAÇÃO DO ESCOPO DE SOFTWARE A PARTIR DA ANÁLISE DE REQUISITOS UTILIZANDO A UML IDENTIFICAÇÃO DO ESCOPO DE SOFTWARE A PARTIR DA ANÁLISE DE REQUISITOS UTILIZANDO A UML Anderson Fernando dos Santos Graduando em Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Faculdades Integradas

Leia mais

LIVRO ENGENHARIA DE SOFTWARE FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES

LIVRO ENGENHARIA DE SOFTWARE FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES LIVRO ENGENHARIA FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES WILSON PADUA PAULA FILHO CAPÍTULO REQUISITOS 1 REQUISITOS TECNICO E GERENCIAL ESCOPO (RASCUNHO) CARACTERISTICAS 2 O que são Requisitos? São objetivos ou

Leia mais

3. Engenharia dos requisitos de software

3. Engenharia dos requisitos de software Renato Cardoso Mesquita Departamento de Eng. Elétrica da UFMG renato@cpdee.ufmg.br Engenharia de Software 3. Engenharia dos requisitos de software.......... 3.1. Visão Geral O fluxo de Requisitos reúne

Leia mais

Introdução Diagrama de Classes Diagrama de Seqüência Diagrama de Atividades. Diagramas UML. Classe, Seqüência e Atividades. Marcio E. F.

Introdução Diagrama de Classes Diagrama de Seqüência Diagrama de Atividades. Diagramas UML. Classe, Seqüência e Atividades. Marcio E. F. Diagramas UML Classe, Seqüência e Atividades Marcio E. F. Maia Disciplina: Engenharia de Software Professora: Rossana M. C. Andrade Curso: Ciências da Computação Universidade Federal do Ceará 15 de maio

Leia mais

UML Diagramas Estruturais Diagrama de Componentes

UML Diagramas Estruturais Diagrama de Componentes UML Diagramas Estruturais Diagrama de Componentes Representa um modelamento físico dos componentes de software de um determinado Sistema Um componente realiza um conjunto de interfaces e contém em seu

Leia mais

Diagrama de Sequência

Diagrama de Sequência Diagrama de Sequência Régis Patrick Silva Simão Régis Simão Diagrama de Seqüência 1/26 Agenda Introdução Objetos e Classes Linha de Vida Mensagens e Métodos Tempo de Ativação de um Método Indicação de

Leia mais

Diagrama de Sequência Notação Objetos. Diagrama de Sequência Notação Mensagens. Diagrama de Sequência Notação Mensagens. Tipos de Mensagens

Diagrama de Sequência Notação Objetos. Diagrama de Sequência Notação Mensagens. Diagrama de Sequência Notação Mensagens. Tipos de Mensagens Diagrama de Sequência Diagrama de Sequência Os diagramas de sequências enfatizam a perspectiva temporal Há dois tipos de utilização desse diagrama, dependendo da fase em que estamos Documentação dos casos

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS JOÃO CÂMARA UML UNIFIED MODELING LANGUAGE

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS JOÃO CÂMARA UML UNIFIED MODELING LANGUAGE 1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS JOÃO CÂMARA UML UNIFIED MODELING LANGUAGE Nickerson Fonseca Ferreira nickerson.ferreira@ifrn.edu.br O que é?? 2 A UML

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ - UFPR BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ - UFPR BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CI 221 DISCIPLINA: Engenharia de Software AULA NÚMERO: 3 DATA: / / PROFESSOR: Andrey APRESENTAÇÃO O objetivo desta aula é apresentar e discutir conceitos básicos como processo, projeto, produto, por que

Leia mais

Desenvolvimento de Software

Desenvolvimento de Software PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 15ª REGIÃO Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações Total de Páginas:16 Versão: 1.0 Última Atualização: 26/07/2013 Índice

Leia mais

Introdução a UML (Unified Modeling Language)

Introdução a UML (Unified Modeling Language) Introdução a UML (Unified Modeling Language) O que é a UML? Linguagem Gráfica de Modelagem para: Visualizar Especificar Construir Documentar Comunicar Artefatos de sistemas complexos Linguagem: vocabulário

Leia mais

Padrão para Especificação de Requisitos de Produto de Multimídia

Padrão para Especificação de Requisitos de Produto de Multimídia Padrão para Especificação de Requisitos de Produto de Multimídia 1 Introdução 1.1 Escopo do documento Sugere-se aqui uma estrutura para a Especificação de Requisitos de Produto de Multimídia (ERPM). Esta

Leia mais

Requisitos. Silvério Sirotheau

Requisitos. Silvério Sirotheau Requisitos Silvério Sirotheau Requisitos O levantamento e análise de requisitos compõem uma parte decisiva da fase de concepção dentro UP. O analista pode e deve utilizar todas as informações disponíveis

Leia mais

Requisitos de Software e UML Básico. Janaína Horácio

Requisitos de Software e UML Básico. Janaína Horácio Requisitos de Software e UML Básico Janaína Horácio janaina@les.inf.puc-rio.br Agenda Requisitos O que é? Objetivos? Atividades?... UML O que é? Modelos... Casos de Uso O que é? Componentes 2 Requisitos

Leia mais

MDS II Aula 04. Concepção Requisitos Diagrama de Casos de Uso (Use Cases)

MDS II Aula 04. Concepção Requisitos Diagrama de Casos de Uso (Use Cases) MDS II Aula 04 Concepção Requisitos Diagrama de Casos de Uso (Use Cases) 55 DIAGRAMA DE CASOS DE USO BENEFÍCIOS DOS CASOS DE USO ILUSTRAR POR QUE O SISTEMA É NECESSÁRIO OS REQUISITOS DO SISTEMA SÃO COLOCADOS

Leia mais

PARTICIPANTES, FERRAMENTAS E O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE. Projeto de Programas PPR0001

PARTICIPANTES, FERRAMENTAS E O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE. Projeto de Programas PPR0001 PARTICIPANTES, FERRAMENTAS E O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Projeto de Programas PPR0001 2 Componente Humano / Participantes Analista o Deve ter conhecimento do domínio do negócio o Não precisa

Leia mais

Disciplina - Requisitos. Grupo Yuni Luiz Eduardo Káthia

Disciplina - Requisitos. Grupo Yuni Luiz Eduardo Káthia Disciplina - Requisitos Grupo Yuni Luiz Eduardo Káthia RUP(Rational Unified Process) 1. Introdução. 2. Introdução a disciplinas no RUP. 3. Requisitos. 4. Gerenciamento de Requisitos. 5. Relação com outras

Leia mais

Introdução. Diagramas de Interação. Introdução. Introdução. Introdução. Introdução. Os modelos de análise não respondem a algumas perguntas:

Introdução. Diagramas de Interação. Introdução. Introdução. Introdução. Introdução. Os modelos de análise não respondem a algumas perguntas: Diagramas de Interação Os modelos de análise não respondem a algumas perguntas: Como as operações do sistema são executadas internamente? A que classes estas operações internas pertencem? Quais objetos

Leia mais

Modelos em Sistemas de Informação. Aula 2

Modelos em Sistemas de Informação. Aula 2 Modelos em Sistemas de Informação Aula 2 Referências básicas da aula Paulo Cougo - Modelagem conceitual e Projeto de Banco de Dados. Craig Larman - Utilizando UML e padrões. Roger Pressman - Engenharia

Leia mais

Requisitos de Software

Requisitos de Software Requisitos de Software Engenharia de requisitos Estabelece os serviços que o cliente requer de um sistema e as restrições sob as quais tal sistema operará e será desenvolvido. Tais serviços e restrições

Leia mais

Princípios de Análise e Projeto de Sistemas com UML

Princípios de Análise e Projeto de Sistemas com UML Princípios de Análise e Projeto de Sistemas com UML 2ª edição Eduardo Bezerra Editora Campus/Elsevier Tópicos Introdução Diagrama de casos de uso Identificação dos elementos do MCU Construção do MCU Documentação

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPI JOÃO CÂMARA RATIONAL UNIFIED PROCESS - RUP

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPI JOÃO CÂMARA RATIONAL UNIFIED PROCESS - RUP 1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPI JOÃO CÂMARA RATIONAL UNIFIED PROCESS - RUP Nickerson Fonseca Ferreira nickerson.ferreira@ifrn.edu.br Introdução 2 Modelo

Leia mais

Documento de Especificação de Sistema IngreSys

Documento de Especificação de Sistema IngreSys Documento de Especificação de Sistema IngreSys Projeto Autor(es) Projeto Integrador II Roberto Socanti Santos Tariana de Jesus Gomes Leite Versão / Data 0.3 / 10 de agosto de 2016 Histórico de Versões

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Prof. Luiz Antonio do Nascimento Espec. sistema / Eng. sistemas Modelagem do processo de negócios Análise de requisitos O que tem que ser feito Projeto Como deve ser feito Construção

Leia mais

Engenharia de Software.

Engenharia de Software. Engenharia de Software Prof. Raquel Silveira O que é (Rational Unified Process)? É um modelo de processo moderno derivado do trabalho sobre a UML e do Processo Unificado de Desenvolvimento de Software

Leia mais

UML 04. Curso Superior de Tecnologia em Banco de Dados Disciplina: Projeto de Banco de Dados Relacional 1 Prof.: Fernando Hadad Zaidan.

UML 04. Curso Superior de Tecnologia em Banco de Dados Disciplina: Projeto de Banco de Dados Relacional 1 Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Faculdade INED UML 04 Curso Superior de Tecnologia em Banco de Dados Disciplina: Projeto de Banco de Dados Relacional 1 Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Referências BARBIERI, Carlos. Análise e Programação

Leia mais

SISCOP. Documento de Requisitos SISTEMA DE CONTROLE DE PEDIDOS. Versão 1.3

SISCOP. Documento de Requisitos SISTEMA DE CONTROLE DE PEDIDOS. Versão 1.3 SISTEMA DE CONTROLE DE PEDIDOS Versão 1.3 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 29/8/21 1. Desenvolvimento do Adriano Marra 7/9/21 1.2 Correção dos problemas citados pelo Prof. Wilson Adriano

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Nesta PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS, nas questões objetivas de a, que valem dez pontos dois pontos para cada questão, marque, em cada uma, a única opção correta, de acordo com o respectivo comando.

Leia mais

Lógica e Programação Java

Lógica e Programação Java Lógica e Programação Java Agenda Orientação a Objetos Parte 2 UML (software astah) Diagramas Estruturais Diagramas Comportamentais Diagramas de Interação astah Diagrama de Classes Antigo Jude Versão Community

Leia mais

30% a 50% dos custos desenvolvimento A complexidade torna impossível teste completo (cobertura total) Mas...

30% a 50% dos custos desenvolvimento A complexidade torna impossível teste completo (cobertura total) Mas... TESTES TESTES DE SOFTWARE 30% a 50% dos custos desenvolvimento A complexidade torna impossível teste completo (cobertura total) Mas... Metodologia para testes bem definida Uso de ferramentas podem aumentar

Leia mais

SCM Sistema de Controle de Motel I - DOCUMENTO DE REQUISITOS Versão 1

SCM Sistema de Controle de Motel I - DOCUMENTO DE REQUISITOS Versão 1 SCM Sistema de Controle de Motel I - DOCUMENTO DE REQUISITOS Versão 1 Conteúdo 1. INTRODUÇÃO...3 1.1 CONVENÇÕES, TERMOS E ABREVIAÇÕES... 3 1.1.1 Identificação dos Requisitos... 3 1.1.2 Prioridades dos

Leia mais

UML (Linguagem Modelagem Unificada) João Paulo Q. dos Santos

UML (Linguagem Modelagem Unificada) João Paulo Q. dos Santos UML (Linguagem Modelagem Unificada) João Paulo Q. dos Santos joao.queiroz@ifrn.edu.br Roteiro A importância da UML para projetar sistemas. Principais características do diagrama de classes e de sequência.

Leia mais

Modelos Prescritivos de Processo

Modelos Prescritivos de Processo "Antes de imprimir pense em sua responsabilidade e compromisso com o MEIO AMBIENTE." Engenharia de Software Modelos Prescritivos de Processo Givanaldo Rocha de Souza givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha

Leia mais

Engenharia de Software e Gerência de Projetos Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Engenharia de Software e Gerência de Projetos Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Engenharia de Software e Gerência de Projetos Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Cronograma das Aulas. Hoje você está na aula Semana

Leia mais

Uma compreensão completa dos Requisitos do Software é fundamental para obter um software e um processo de desenvolvimento com alta qualidade

Uma compreensão completa dos Requisitos do Software é fundamental para obter um software e um processo de desenvolvimento com alta qualidade Introdução a Requisitos Análise e Levantamento de Requisitos Prof. Esp. MBA Heuber G. F. Lima Uma compreensão completa dos Requisitos do Software é fundamental para obter um software e um processo de desenvolvimento

Leia mais

RUP Rational Unified Proccess (Processo Unificado da Rational) Equipe WEB Cercomp

RUP Rational Unified Proccess (Processo Unificado da Rational) Equipe WEB Cercomp RUP Rational Unified Proccess (Processo Unificado da Rational) Equipe WEB Cercomp web@cercomp.ufg.br 1. Introdução É um processo proprietário de Engenharia de software criado pela Rational Software Corporation,

Leia mais

Levantamento, Análise e Gestão Requisitos. Aula 02

Levantamento, Análise e Gestão Requisitos. Aula 02 Levantamento, Análise e Gestão Requisitos Aula 02 Agenda RUP Visão Geral Qualidade de software Estrutura Fases Disciplinas Principais papéis Atualização dos Requisitos Visão Geral Conjunto Subjacente de

Leia mais

Casos de Uso O que é. Casos de Uso. Objetivos de um Caso de Uso. Atores. Atores e Casos de Uso. Diagramas de Caso de Uso

Casos de Uso O que é. Casos de Uso. Objetivos de um Caso de Uso. Atores. Atores e Casos de Uso. Diagramas de Caso de Uso Casos de Uso O que é Casos de Uso Descrições narrativas de processos do domínio da aplicação Documentam a seqüência de eventos de um ator (um agente externo) usando o sistema para completar, do início

Leia mais

Eng. de Requisitos: Atividades. Engenharia de Requisitos. Eng. de Requisitos: Processo. O Documento de Requisitos. Stakeholders. Estudo de Viabilidade

Eng. de Requisitos: Atividades. Engenharia de Requisitos. Eng. de Requisitos: Processo. O Documento de Requisitos. Stakeholders. Estudo de Viabilidade DCC / ICEx / UFMG Eng. de Requisitos: Atividades Engenharia de Requisitos Eduardo Figueiredo Inclui quatro fases principais Estudo de viabilidade Elicitação (ou análise) de Especificação de Validação dos

Leia mais

Fase de Concepção. Levantamento e Organização de Requisitos

Fase de Concepção. Levantamento e Organização de Requisitos Fase de Concepção Levantamento e Organização de Requisitos Objetivos buscar as primeiras informações sobre o sistema a ser desenvolvido descobrir se vale a pena fazer a descobrir se vale a pena fazer a

Leia mais

DMS - DOCUMENTO DE MODELAGEM DE SISTEMA VERSÃO: [NOME DO SISTEMA] [SIGLA] [AUTORES]

DMS - DOCUMENTO DE MODELAGEM DE SISTEMA VERSÃO: [NOME DO SISTEMA] [SIGLA] [AUTORES] DMS - DOCUMENTO DE MODELAGEM DE SISTEMA Este documento foi criado seguindo as recomendações e orientações do livro UML na Prática Do Problema ao Sistema e do modelo PRISM do MPDS (Modelo Prático para Desenvolvimento

Leia mais

ENGENHARIA DOS REQUISITOS

ENGENHARIA DOS REQUISITOS Apostila Estácio: Engenharia de Software de Roger S. Pressman. 6º Edição/2006 1 2 A engenharia de requisitos é um processo que engloba todas as atividades que contribuem para a produção de um documento

Leia mais

Análise e Projeto de Sistemas

Análise e Projeto de Sistemas Análise e Projeto de Sistemas Prof. Dr. Ronaldo C. de Oliveira ronaldo.co@ufu.br www.facom.ufu.br/~ronaldooliveira FACOM - 2017 Requisitos do Sistema Introdução O que são requisitos de um software? Serviços

Leia mais

Ferramenta para cálculo de métricas em softwares orientados a objetos codificados em Object Pascal

Ferramenta para cálculo de métricas em softwares orientados a objetos codificados em Object Pascal Ferramenta para cálculo de métricas em softwares orientados a objetos codificados em Object Pascal Patrícia Regina Ramos da Silva Seibt (FURB) patrícia@benner.com.br Marcel Hugo (FURB) marcel@furb.br Everaldo

Leia mais

UML: Casos de Uso. Projeto de Sistemas de Software

UML: Casos de Uso. Projeto de Sistemas de Software UML: Casos de Uso Projeto de Sistemas de Software UML Casos de Uso Introdução Casos de uso Elementos do diagrama de casos de uso Descrição de casos de uso Exemplo: Blog Ferramentas de modelagem Bibliografia

Leia mais

Diagrama de Atividades

Diagrama de Atividades Diagrama de Atividades Régis Patrick Silva Simão Régis Simão Diagrama de Atividades 1/40 Agenda Introdução Nó Inicial e Nó Final Ações ou Atividades Fluxos ou Arestas Conectores Objetos Pinos Decisões

Leia mais

Documento de Visão versão 1.0 Desenvolvimento do Sistema de Gestão de Documentos Doc Manager Cliente: São José Agroindustrial Representante do

Documento de Visão versão 1.0 Desenvolvimento do Sistema de Gestão de Documentos Doc Manager Cliente: São José Agroindustrial Representante do Documento de Visão versão 1.0 Desenvolvimento do Sistema de Gestão de Documentos Doc Manager Cliente: São José Agroindustrial Representante do cliente: Paulo José de Souza 1 Histórico de Revisão Data Versão

Leia mais

Modelagem de Casos de Uso

Modelagem de Casos de Uso Modelagem de Casos de Uso Introdução O modelo de casos de uso é uma representação das funcionalidades externamente observáveis do sistema e dos elementos externos ao sistema que interagem com o mesmo.

Leia mais

PLANO DO PROJETO. WebZine Manager. Versão 1.0

PLANO DO PROJETO. WebZine Manager. Versão 1.0 PLANO DO PROJETO Versão 1.0 Histórico de Versões Data Versão Descrição Autor Revisor Aprovado por Versão Inicial Rodrigo 18/11/2012 1.0 do documento Montes Responsáveis Rodrigo da Silva Montes João Carlos

Leia mais

Conteúdo. Disciplina: INF Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos

Conteúdo. Disciplina: INF Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Informática Disciplina: INF 09289 Prof.: (monalessa@inf.ufes.br) Conteúdo 1. Introdução 3. Especificação e Análise de Requisitos

Leia mais

Levantamento, Análise e Gestão Requisitos. Aula 05

Levantamento, Análise e Gestão Requisitos. Aula 05 Levantamento, Análise e Gestão Requisitos Aula 05 Agenda Requisitos de Software Tipos de Requisitos: funcionais e não-funcionais Definição do escopo do problema Análise do problema Compreensão da necessidade

Leia mais