Campeonato. Portugal. Pistola Sport 9mm

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Campeonato. Portugal. Pistola Sport 9mm"

Transcrição

1 Campeonato de Portugal de Pistola Sport 9mm Em vigor desde 01 de Janeiro de 2005 INTRODUÇÃO

2 O Campeonato de Portugal com Armas de Ordenança perdeu as suas características próprias, as de um campeonato militar para o qual eram convidados os Mestres-atiradores civis, e que era disputado com as armas da ordenança, ou seja, com as armas cujo uso era ordenado para o serviço de guarnição ou de campanha pelo Exército, atirando todos os participantes nas mesmas circunstâncias. Posteriormente, após um interregno provocado pela guerra colonial, o campeonato acabou por ser retomado sem que fosse produzida regulamentação adequada e sucessivamente alargado às armas utilizadas pela GNR, por algumas Unidades Militares e alguns Corpos Policiais, sendo que algumas destas armas não têm condições para aprovação pelos Juízes de Tiro. Assim, no caso da pistola, a solução preconizada, para que os atiradores possam utilizar as suas armas de grosso calibre, foi a criação da prova Pistola Sport 9mm, que se desenvolve de acordo com o regulamento que se segue. REGULAMENTO Artigo 1º Do Campeonato O Campeonato de Pistola Sport 9mm será organizado anualmente pela FPT em carreiras de tiro apropriadas para a utilização deste tipo de armas, numa única mão, e é disputado individualmente e por equipas. Artigo 2º Dos Concorrentes No Campeonato de Portugal Pistola Sport 9mm serão admitidos exclusivamente Atiradores detentores da Licença C, com a sua situação e a do Clube a que pertencem devidamente regularizadas junto da FPT, agrupados em Homens Seniores 1ª e 2ª Divisão, Homens Veteranos, Senhoras Seniores e Senhores Veteranas. A participação na fase Nacional fica condicionada à obtenção da pontuação mínima de 360 pontos na fase Regional. Artigo 3º

3 Quadro Competitivo 1. A competição comporta Provas de Clube, Campeonatos Distritais, Campeonatos Regionais e Campeonato Nacional. Os Campeonatos Regionais devem ter lugar no mínimo 15 dias antes da data indicada para o Campeonato Nacional, devendo os resultados ser enviados à FPT até 5 dias após a sua conclusão. Nas regiões onde não exista Associação Regional, o Campeonato Regional será organizado por um dos Clubes da região, por acordo interno. Nos Campeonatos Regionais será apurada a classificação individual, a classificação por Clubes e a Selecção da Região. As regiões podem organizar Campeonatos Distritais em moldes semelhantes. 2. As pontuações obtidas só serão validadas se as competições forem arbitradas por Juízes nomeados pelo Conselho de Arbitragem e as Carreiras de Tiro tiverem sido previamente homologadas pela mesma Entidade. 3. As inscrições para o Campeonato Nacional devem dar entrada na FPT até às da sexta-feira da semana anterior àquela em que a prova tiver lugar (8 dias de antecedência). Artigo 4º Classificação Para efeito da classificação por equipas, as Associações Regionais podem inscrever no Campeonato Nacional as suas selecções, compostas por 3 elementos dos seus Clubes, bem como outros atiradores dos Clubes que as integram, que disputarão a prova individualmente. As regiões onde não existam Associações Regionais, poderão inscrever as selecções dessas regiões ou apresentar os seus atiradores individualmente. Único Para efeitos de realização de Campeonatos Regionais, são consideradas as Regiões Norte, incluindo as Associações e Clubes sedeados a norte do rio Douro, a Região Centro, incluindo as Associações e Clubes sedeados entre os rios Douro e Tejo, a Região Sul, incluindo as Associações e Clubes sedeados a Sul do rio Tejo, a Região dos Açores, incluindo as Associações e Clubes sedeados no Arquipélago dos Açores, e a Região da Madeira, incluindo as Associações e Clubes sedeados no Arquipélago da Madeira. Artigo 5º

4 Das armas e Munições O Campeonato de Portugal com Pistola Sport 9mm, será disputado com pistolas do calibre 9mm com as seguintes características: Calibre 9 mm, com um factor de potência mínimo de 125, considerando o produto do peso do projéctil em grains pela velocidade em pés por segundo sobre 1000, avaliada por cronógrafo, e que deve ser igualado ou superado em 4 munições das utilizadas pelo atirador em competição. O peso da arma, incluindo o carregador vazio, não pode exceder 1500 g; O cano, medido entre a entrada da câmara e a boca, não poderá exceder 153 mm nem ser dotado de freios de boca; A distância entre miras, medida entre a face anterior da mira posterior e a parte mais alta da mira anterior, não poderá ser superior a 220 mm nem inferior a 130 mm; O punho não poderá ser anatómico nem dispor de apoios para a parte inferior de mão. A resistência do gatilho, medida pelo método oficial do peso suspenso de uma haste com uma curva a 90º para apoio na cauda do gatilho, não poderá ser inferior a 1360 g. Não serão admitidas armas cujo sistema de gatilho impeça a sua correcta verificação pelos juízes de tiro. Artigo 6º Da Competição a) A competição consta de uma sub-prova de precisão constituída por 6 séries de 5 tiros em 5 minutos, precedida por uma série de ensaio em 5 minutos, e uma sub-prova de velocidade constituída por de 6 séries de 5 tiros em 20 segundos, igualmente precedida por uma série de ensaio em 20 segundos. b) Os alvos utilizados são os ISSF de pistola precisão a 50 metros e de pistola velocidade a 25 metros. c) Antes de cada sub-prova é concedido o tempo de preparação de 3 minutos, em que é permitido fazer tiro em seco.

5 d) A sub-prova de precisão decorre como a sub-prova de Precisão de Pistola de Grosso Calibre (Regulamento da ISSF para Pistola de Grosso Calibre) no que respeita às vozes de comando, sendo concedido 1 minuto para a preparação depois da voz de CARREGAR, após o que os alvos se voltam para o atirador ou o Juiz dá a voz de COMEÇAR. e) A sub-prova de velocidade decorre como a sub-prova de 20 segundos de Pistola Standard (Regulamento da ISSF para Pistola Standard) no que respeita à posição de espera e às vozes de comando, sendo concedido 1 minuto para a preparação depois da voz de CARREGAR e até à voz de ATENÇÃO, rodando os alvos para a posição de tiro, ou acendendo-se a luz verde, 7 segundos depois desta última voz. f) As avarias e interrupções de tiro são regidas pelo Regulamento da ISSF na parte aplicável. Artigo 7º Segurança a) É proibido municiar o carregador antes da voz de CARREGAR, bem como municiar com mais de 5 cartuchos. b) Depois de cada série, e à voz de DESCARREGAR, os carregadores devem ser retirados e as armas colocadas na bancada ou mesa de apoio com a culatra aberta e fixa à retaguarda, após o que é interdito tocar-lhes até que seja dada de novo a voz de CARREGAR ou a informação OS ATIRADORES PODEM RECOLHER AS ARMAS E ABANDONAR OS POSTOS DE TIRO. c) Se o Juiz que comanda o tiro der a voz de comando ALTO ou ALTO AO FOGO, as armas devem ser descarregadas e colocadas como indicado na alínea anterior. Artigo 8º Penalizações Sem embargo das penalizações regulamentares preconizadas pela ISSF para as falhas técnicas, a não observância de qualquer dos preceitos anteriormente indicados, ou das regras elementares de segurança que devem ser do conhecimento dos atiradores, implica a sua imediata desclassificação.

6 Artigo 9º Prémios São atribuídos os seguintes prémios 1 - Individuais Medalha Dourada, Medalha Prateada ou Cobreada, em cada classe. 2 - Colectivos / Classificação Regional 1ª. Equipa Prémio Colectivo do modelo instituído pela FPT e Diploma para os membros da equipa. 2ª. Equipa Diploma para a Associação e para os membros da Equipa. 3ª. Equipa Diploma para a Associação e para os membros da Equipa. Único No caso de não se classificarem três equipas, os prémios para a equipa classificada em 1º lugar serão constituídos apenas por Diplomas. Artigo 10º Casos omissos Na resolução de todos os casos omissos, é aplicável subsidiariamente o Regulamento da ISSF. A DIRECÇÃO

7 ANEXO I AO REGULAMENTO DO CAMPEONATO DE PORTUGAL DE PISTOLA SPORT 9 MM Mestre Atirador e 1ª Divisão A categoria de Mestre Atirador será atribuída aos Atiradores que obtiverem uma pontuação igual ou superior a 520 pontos. A passagem à 1ª Divisão é obtida com um resultado de 500 pontos. As marcas acima mencionadas podem ser obtidas nos Campeonatos Nacionais, Regionais e Distritais, e em competições internacionais, em território nacional ou no estrangeiro onde Portugal se faça representar por atiradores nomeados pela FPT.

8 ANEXO II AO REGULAMENTO DO CAMPEONATO DE PORTUGAL DE PISTOLA SPORT 9 MM Taxas de Inscrição Por Atirador Euro 20,00 Por Faltas Euro 20,00 Por Equipa Euro 20,00

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO REGULAMENTO DE PROVAS DE PISTOLA SPORT.45 ACP 10 DE NOVEMBRO DE 2010 FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO REGULAMENTO DE PROVAS DE PISTOLA SPORT.45 ACP Artigo 1º Âmbito do Regulamento

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO. Regulamento de Provas de Pistola Sport 9mm

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO. Regulamento de Provas de Pistola Sport 9mm FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO Instituição de Utilidade Pública por Decreto de 14/10/1929 Instituição de Utilidade Pública Desportiva (D.R. 288 de 11/12/1993) Oficial da Ordem Militar de Cristo Medalha de

Leia mais

Regulamento do Campeonato de Portugal com Armas de Ordenança

Regulamento do Campeonato de Portugal com Armas de Ordenança FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO Instituição de Utilidade Pública por Decreto de 14/10/1929 Instituição de Utilidade Pública Desportiva (D.R. 288 de 11/12/1993) Oficial da Ordem Militar de Cristo Medalha de

Leia mais

Regulamento. Tiro. com. Armas de Pólvora Preta

Regulamento. Tiro. com. Armas de Pólvora Preta Regulamento de Tiro com Armas de Pólvora Preta Em vigor desde 01 de Janeiro de 2007 1 Regulamentos Aplicáveis Artigo 1º As competições de Tiro com Armas de Pólvora Preta desenvolvem-se, tecnicamente, de

Leia mais

REGULAMENTO DAS PROVAS DE TIRO COM CARABINA DE CANO ARTICULADO. Capitulo I Âmbito. Art.º 1º Âmbito

REGULAMENTO DAS PROVAS DE TIRO COM CARABINA DE CANO ARTICULADO. Capitulo I Âmbito. Art.º 1º Âmbito REGULAMENTO DAS PROVAS DE TIRO COM CARABINA DE CANO ARTICULADO Capitulo I Âmbito Art.º 1º Âmbito 1.O presente Regulamento estabelece as regras aplicáveis às provas de carabina de cano articulado do calendário

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO REGULAMENTO DE PROVAS ISSF

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO REGULAMENTO DE PROVAS ISSF FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO REGULAMENTO DE PROVAS ISSF 24 DE MAIO DE 2017 FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO Instituição de Utilidade Pública por Decreto de 14/10/1929 Instituição de Utilidade Pública Desportiva

Leia mais

Regulamento. Licenças Federativas. Em vigor desde 01 de Janeiro de 2007

Regulamento. Licenças Federativas. Em vigor desde 01 de Janeiro de 2007 Regulamento de Licenças Federativas Em vigor desde 01 de Janeiro de 2007 1 - Por cada Atirador regularmente inscrito na Federação Portuguesa de Tiro, será emitida e entregue uma Licença Federativa (LF),

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO REGULAMENTO DE LICENÇAS FEDERATIVAS

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO REGULAMENTO DE LICENÇAS FEDERATIVAS FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO REGULAMENTO DE LICENÇAS FEDERATIVAS Em Vigor desde 01 de Janeiro de 2009 1. Por cada Atirador regularmente inscrito na Federação Portuguesa de Tiro, será emitida e entregue

Leia mais

Regulamento Tiro IPSC

Regulamento Tiro IPSC Regulamento de Tiro IPSC REGIÃO IPSC - PORTUGAL INTERNATIONAL PRACTICAL SHOOTING CONFEDERATION Página 2 de 15 Capítulo I Disposições Gerais Artº 1º Modalidade IPSC O Tiro IPSC constitui uma modalidade

Leia mais

Carabina.22 à 25 metros

Carabina.22 à 25 metros Regulamento de Prova de Tiro Numero 3/2013 Carabina.22 à 25 metros FINALIDADE Regulamentar a Prova de Tiro Carabina.22 à 25 metros no âmbito do Estande de Tiro do 2º Batalhão de Policia do Exercito. MODALIDADE

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO REGULAMENTO DE AR 50 22 DE JANEIRO DE 2016 Instituição de Utilidade Pública por Decreto de 14/10/1929 Instituição de Utilidade Pública Desportiva (DR 288, de 11/12/93) Renovação

Leia mais

Regras. Tiro Rápido de Precisão (TRP)

Regras. Tiro Rápido de Precisão (TRP) Regras Tiro Rápido de Precisão (TRP) Atualização de Abril de 2015 Regulamento de Tiro Rápido de Precisão Atualização de Abril de 2015 1 - DA ARMA a. O comprimento do cano não deverá exceder a 6" (seis

Leia mais

Fuzil Militar de Combate

Fuzil Militar de Combate Regulamento de Prova de Tiro Numero 4/2013 Fuzil Militar de Combate FINALIDADE Regulamentar a Prova de Tiro Fuzil Militar de Combate no âmbito do Estande de Tiro do 2º Batalhão de Policia do Exercito.

Leia mais

V - Torneio Interno de Tiro de Precisão do Clube de Tiro Barra Bonita 2017

V - Torneio Interno de Tiro de Precisão do Clube de Tiro Barra Bonita 2017 V - Torneio Interno de Tiro de Precisão do Clube de Tiro Barra Bonita 2017 Finalidade - Implementar a realização de prova de carabina Mira Aberta (fogo central e circular), de Ar comprimido (4.5 e 5.5

Leia mais

ÉPOCA 2016/2017 PO02 - A PROVA DE APURAMENTO AO CAMPEONATO NACIONAL SENIORES MASCULINOS 2ª DIVISÃO REGULAMENTO DA PROVA. Artigo 2 Participantes

ÉPOCA 2016/2017 PO02 - A PROVA DE APURAMENTO AO CAMPEONATO NACIONAL SENIORES MASCULINOS 2ª DIVISÃO REGULAMENTO DA PROVA. Artigo 2 Participantes PO02 - A PROVA DE APURAMENTO AO CAMPEONATO NACIONAL SENIORES MASCULINOS 2ª DIVISÃO (Regulamento aprovado em Reunião de Direção de 21-06-2016) REGULAMENTO DA PROVA Artigo 1 Prémios 1. Os primeiros classificados

Leia mais

Carabina de Ar 25m. Local apropriado e com segurança que permita a colocação de alvos nas distancias de 10, 15, 20 e 25 metros.

Carabina de Ar 25m. Local apropriado e com segurança que permita a colocação de alvos nas distancias de 10, 15, 20 e 25 metros. Carabina de Ar 25m 1. Objetivo Regulamentar a prova de Carabina de Ar 25m do Tiro Virtual. 2. Desenvolvimento a. Estande e Distância Local apropriado e com segurança que permita a colocação de alvos nas

Leia mais

Regulamento de Prova de Tiro. Numero 2/2013. Duelo de Balão

Regulamento de Prova de Tiro. Numero 2/2013. Duelo de Balão Regulamento de Prova de Tiro Numero 2/2013 Duelo de Balão FINALIDADE Regulamentar a Prova de Tiro Duelo de Balão no âmbito do Estande de Tiro do 2º Batalhão de Policia do Exercito. MODALIDADE Tiro Policial.

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS GUARDAS MUNICIPAIS DE CURITIBA GESTÃO 2009/ LAZER E SOCIAL 8º TORNEIO DE TIRO DA AGMUC CARACTERÍSTICA EVENTO...

ASSOCIAÇÃO DOS GUARDAS MUNICIPAIS DE CURITIBA GESTÃO 2009/ LAZER E SOCIAL 8º TORNEIO DE TIRO DA AGMUC CARACTERÍSTICA EVENTO... 8º TORNEIO DE TIRO DA CARACTERÍSTICA EVENTO...TORNEIO DE TIRO DATA...28/08/2010 - SÁBADO HORÁRIO...09:00 HS AS 15:00 HS LOCAL...CLUBE DE TIRO PONTA GROSSA - PR Nº DE PARTICIPANTES... 70 OBJETIVO O objetivo

Leia mais

REGULAMENTO DE PROVAS MLAIC. Capítulo I Disposições Gerais

REGULAMENTO DE PROVAS MLAIC. Capítulo I Disposições Gerais REGULAMENTO DE PROVAS MLAIC Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1º As provas regidas pelo MLAIC são conduzidas por Juízes Árbitros nomeados pelo Conselho de Arbitragem e desenvolvem-se de acordo com o

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE XADREZ DO DISTRITO DE SETÚBAL REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES

ASSOCIAÇÃO DE XADREZ DO DISTRITO DE SETÚBAL REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES ASSOCIAÇÃO DE XADREZ DO DISTRITO DE SETÚBAL REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES Aprovado em Assembleia Geral de 13 de Outubro de 2014 PRIMEIRA PARTE Disposições Gerais Artigo 1 (Âmbito de Aplicação) 1. O presente

Leia mais

REGULAMENTO PARTICULAR DO CAMPEONATO REGIONAL DE XCO DA ARCVR DE 2016

REGULAMENTO PARTICULAR DO CAMPEONATO REGIONAL DE XCO DA ARCVR DE 2016 REGULAMENTOS DO CAMPEONATO DE XCO DA ARCVR 2016 1 REGULAMENTO CAMPEONATO XCO DA ARCVR 1. INTRODUÇÃO 1.1 O CAMPEONATO REGIONAL DE XCO DA ARCVR é um troféu oficial da Associação de Ciclismo de Vila Real

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO TIRO DE PISTOLA

REGULAMENTO ESPECÍFICO TIRO DE PISTOLA REGULAMENTO ESPECÍFICO TIRO DE PISTOLA I - DA FINALIDADE E DA PARTICIPAÇÃO Art. 1º - As regras aplicadas nodo I Jogos Nacionais de Integração dos PRF/2015, para as competição do Tiro Pistola será realizada

Leia mais

CAMPEONATO NACIONAL DE CLUBES (Fase de Apuramento)

CAMPEONATO NACIONAL DE CLUBES (Fase de Apuramento) CAMPEONATO NACIONAL DE CLUBES (Fase de Apuramento) 1. NORMAS REGULAMENTARES 1.1- Normas Gerais 1.1.1 A participação nas provas coletivas organizadas pela FPA é reservada aos clubes portugueses que tenham

Leia mais

COMPETIÇÃO ÁGUAS ABERTAS FAFE Sala de Visitas do Minho 6ª EDIÇÃO BARRAGEM DA QUEIMADELA

COMPETIÇÃO ÁGUAS ABERTAS FAFE Sala de Visitas do Minho 6ª EDIÇÃO BARRAGEM DA QUEIMADELA COMPETIÇÃO ÁGUAS ABERTAS FAFE Sala de Visitas do Minho 6ª EDIÇÃO BARRAGEM DA QUEIMADELA 1. Organização: Associação de do Norte de Portugal 2. Apoios: Câmara Municipal de Fafe Associação Desportiva de Fafe

Leia mais

CAMPEONATO NACIONAL DE CLUBES EM PISTA COBERTA (Fase Apuramento)

CAMPEONATO NACIONAL DE CLUBES EM PISTA COBERTA (Fase Apuramento) CAMPEONATO NACIONAL DE CLUBES EM PISTA COBERTA (Fase Apuramento) 1. NORMAS REGULAMENTARES 1.1. Normas Gerais 1.1.1. A participação nas provas colectivas organizadas pela FPA é reservada aos Clubes Portugueses

Leia mais

Regulamentos de Provas Oficiais Futebol 11 Seniores Masculinos

Regulamentos de Provas Oficiais Futebol 11 Seniores Masculinos Regulamentos de Provas Oficiais Futebol 11 Seniores Masculinos Associação de Futebol de Aveiro I REGULAMENTO DE PROVAS OFICIAIS CAMPEONATOS DISTRITAIS DE FUTEBOL 11 SENIORES 1 CAMPEONATO DISTRITAL DA I

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE NATAÇÃO DO ALENTEJO REGULAMENTO REGIONAL DE COMPETIÇÕES NATAÇÃO PURA

ASSOCIAÇÃO DE NATAÇÃO DO ALENTEJO REGULAMENTO REGIONAL DE COMPETIÇÕES NATAÇÃO PURA ASSOCIAÇÃO DE NATAÇÃO DO ALENTEJO REGULAMENTO REGIONAL DE COMPETIÇÕES NATAÇÃO PURA ÉPOCA 2015/2016 DISPOSIÇÕES GERAIS 1 Introdução: O documento que se apresenta regulamentará todas as provas de Atletas

Leia mais

Associação de Futebol do Porto

Associação de Futebol do Porto RUA ANTÓNIO PINTO MACHADO, 96/100 4100.068 PORTO COMUNICADO OFICIAL Circular n.º 77 = 2014/2015= Para o conhecimento e orientação dos Clubes Filiados, SAD s, SDUQ s, Árbitros, Órgãos de Comunicação Social

Leia mais

REGULAMENTO III DUATLO POLICIAL DA POLÍCIA JUDICIÁRIA

REGULAMENTO III DUATLO POLICIAL DA POLÍCIA JUDICIÁRIA REGULAMENTO III DUATLO POLICIAL DA POLÍCIA JUDICIÁRIA Artigo 1º Objeto A Associação Desportiva Cultural e Recreativa da Polícia Judiciária (ADCRPJ) em parceria com a Escola de Polícia Judiciária (EPJ)

Leia mais

ÉPOCA 2015/2016 REGULAMENTO DA PROVA. Artigo 1 Prémios. 2. Ao Campeão Nacional será atribuído uma Taça e vinte e cinco medalhas.

ÉPOCA 2015/2016 REGULAMENTO DA PROVA. Artigo 1 Prémios. 2. Ao Campeão Nacional será atribuído uma Taça e vinte e cinco medalhas. PO40 CAMPEONATO NACIONAL DE VETERANOS MASCULINOS (Regulamento aprovado em Reunião de Direção de 06-05-15) REGULAMENTO DA PROVA Artigo 1 Prémios 1. O vencedor é declarado CAMPEÃO NACIONAL 2. Ao Campeão

Leia mais

I Torneio Internacional Cidade de Lagos REGULAMENTO

I Torneio Internacional Cidade de Lagos REGULAMENTO I Torneio Internacional Cidade de Lagos I REALIZAÇÃO REGULAMENTO Artº. 1º. O Clube ténis de mesa de Lagos- CTM Lagos leva a efeito nos dias 17 e 18 de Janeiro de 2015 o seu 1.º Torneio Internacional de

Leia mais

VIII Jogos Nacionais da Magistratura Fortaleza, 25 a 29 de outubro de 2017 Regulamento do Tiro Esportivo Clube de Tiro Gun House 27 de outubro de 2017

VIII Jogos Nacionais da Magistratura Fortaleza, 25 a 29 de outubro de 2017 Regulamento do Tiro Esportivo Clube de Tiro Gun House 27 de outubro de 2017 SUMÁRIO 1) Regulamento das Competições de Tiro Esportivo...02 2) Regulamento da Prova de Carabina Mira Aberta...04 3) Regulamento da Prova de Duelo 20 Segundos...07 4) Regulamento da Prova de IPSC...09

Leia mais

3.3 As competições de GR regem se pelos seguintes regulamentos da FIG:

3.3 As competições de GR regem se pelos seguintes regulamentos da FIG: 1. INTRODUÇÃO 1.1. A Ginástica Rítmica é uma das disciplinas da ginástica que tem registado maior incremento de participação federada nos últimos anos. É objectivo da actividade deste ciclo olímpico manter

Leia mais

CAMPEONATO DISTRITAL DE LISBOA DE JOVENS PARTIDAS LENTAS AXL 2015/1016 REGULAMENTO

CAMPEONATO DISTRITAL DE LISBOA DE JOVENS PARTIDAS LENTAS AXL 2015/1016 REGULAMENTO CAMPEONATO DISTRITAL DE LISBOA DE JOVENS PARTIDAS LENTAS AXL 2015/1016 6 a 10 de Fevereiro de 2016 REGULAMENTO 1. Organização O Campeonato Distrital de Lisboa de Jovens de partidas lentas é organizado

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO REGULAMENTO DE LICENÇAS FEDERATIVAS

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO REGULAMENTO DE LICENÇAS FEDERATIVAS FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO REGULAMENTO DE LICENÇAS FEDERATIVAS 14 de Janeiro de 2016 INDICE Preâmbulo 4 Capítulo I Das Licenças em Geral 4 Artigo 1º Emissão de Licença Federativa 4 Artigo 2º Dos Direitos

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE AVEIRO REGULAMENTO DE PROVAS OFICIAIS FUTEBOL 11 / 7 CAMPEONATOS DISTRITAIS

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE AVEIRO REGULAMENTO DE PROVAS OFICIAIS FUTEBOL 11 / 7 CAMPEONATOS DISTRITAIS ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE AVEIRO REGULAMENTO DE PROVAS OFICIAIS FUTEBOL 11 / 7 CAMPEONATOS DISTRITAIS Aprovado nas Assembleias Gerais da AFA de 03.07.2000, 25.10.2002, 06.12.2004 e 28.01.2005 I REGULAMENTO

Leia mais

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B. Masculino Escalão C Corridas

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B. Masculino Escalão C Corridas 10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos. 10.2 Modalidades: N. Escalão A Escalão B Escalão C Corridas Escalão D Escalão E 1 50 m 2 60 m 3 100 m 100 m 100 m 4 200 m 200

Leia mais

Campeonato Nacional de Corrida em Montanha / Grande Prémio de Montanha Senhora da Graça

Campeonato Nacional de Corrida em Montanha / Grande Prémio de Montanha Senhora da Graça Campeonato Nacional de Corrida em Montanha / Grande Prémio de Montanha Senhora da Graça Mondim de Basto Dia 15 de Junho de 2013 16H00 Organização: Câmara Municipal de Mondim de Basto, AA Vila Real e FPA

Leia mais

CIRCUITO NACIONAL DE RUGBY de 7 Sub 16 e Sub / 2011

CIRCUITO NACIONAL DE RUGBY de 7 Sub 16 e Sub / 2011 CIRCUITO NACIONAL DE RUGBY de 7 Sub 16 e Sub 18 2010 / 2011 O Departamento de Competições da FPR vai organizar o Circuito Nacional de Rugby de 7, para os escalões Sub 16 e Sub 18. Este Circuito realiza-se

Leia mais

Regulamento da Taça de Portugal Sevens Feminino 2016/2017 2

Regulamento da Taça de Portugal Sevens Feminino 2016/2017 2 REGULAMENTO DA TAÇA DE PORTUGAL SEVENS FEMININO 2016/2017 Artigo 1.º (Regime Supletivo) À Taça de Portugal de Sevens Feminino aplicam-se as normas do Regulamento Geral de Competições em tudo o que não

Leia mais

REGULAMENTO DA TAÇA XCM DO CENTRO 2015

REGULAMENTO DA TAÇA XCM DO CENTRO 2015 1. INTRODUÇÃO REGULAMENTO DA TAÇA XCM DO CENTRO 2015 A TAÇA DE XCM DO CENTRO é um troféu oficial da Associação de Ciclismo do Aveiro e consta de um conjunto de provas a decorrer entre Março e Outubro com

Leia mais

VI CAMPEONATO DE PORTUGAL JUVENIS 2009

VI CAMPEONATO DE PORTUGAL JUVENIS 2009 VI CAMPEONATO DE PORTUGAL JUVENIS 2009 ANÚNCIO DE REGATA A Autoridade Organizadora, constituída pela Federação Portuguesa de Vela e pela Associação Regional de Vela dos Centro e as Associações de Classe

Leia mais

Associação de Futebol do Porto

Associação de Futebol do Porto RUA ANTÓNIO PINTO MACHADO, 96 4100. PORTO COMUNICADO OFICIAL Circular n.º 215 = 2016/2076= Para o conhecimento e orientação dos Clubes Filiados, SAD s, SDUQ s, Árbitros, Órgãos de Comunicação Social e

Leia mais

TAÇA DE PROMOÇÃO DA ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA GUARDA

TAÇA DE PROMOÇÃO DA ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA GUARDA ÉPOCA 2014-2015 TAÇA DE PROMOÇÃO DA ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA GUARDA REGULAMENTO Regulamento da Taça de Promoção da Associação de Futebol da Guarda Época 2014-2015 Artigo 1.º Objeto 1. O presente Regulamento

Leia mais

17h00 CAMINHEIROS 17H30 - ATLETAS

17h00 CAMINHEIROS 17H30 - ATLETAS 17h00 CAMINHEIROS 17H30 - ATLETAS Partida junto à Igreja Matriz da Aldeia Viçosa (altitude: 525m) Um aspecto da Calçada Romana do Tintinolho O ponto mais alto 1 056m Torre de Menagem do Castelo - Guarda

Leia mais

ÉPOCA 2016/2017 PO01 - A PROVA DE APURAMENTO AO CAMPEONATO NACIONAL SENIORES MASCULINOS 1ª DIVISÃO REGULAMENTO DA PROVA.

ÉPOCA 2016/2017 PO01 - A PROVA DE APURAMENTO AO CAMPEONATO NACIONAL SENIORES MASCULINOS 1ª DIVISÃO REGULAMENTO DA PROVA. PO01 - A PROVA DE APURAMENTO AO CAMPEONATO NACIONAL SENIORES MASCULINOS 1ª DIVISÃO (Regulamento aprovado em Reunião de Direção de 21-06-2016) REGULAMENTO DA PROVA Artigo 1 Prémios 1. Os dois primeiros

Leia mais

REGULAMENTO. 3. O MT será constituído por 8 (oito) provas, bem como pelo Campeonato Regional por Equipas de Sub10 (Interclubes).

REGULAMENTO. 3. O MT será constituído por 8 (oito) provas, bem como pelo Campeonato Regional por Equipas de Sub10 (Interclubes). REGULAMENTO 1. O ATL MINI TOUR 2014 (MT) é um circuito de provas para os escalões de Sub8 e Sub10, promovido pela Associação de Ténis de Lisboa (ATL), havendo uma calendarização das provas através de um

Leia mais

CAMPEONATO NACIONAL DE JUVENIS EM PISTA COBERTA

CAMPEONATO NACIONAL DE JUVENIS EM PISTA COBERTA CAMPEONATO NACIONAL DE JUVENIS EM PISTA COBERTA 1. NORMAS REGULAMENTARES 1.1- Poderão participar atletas masculinos e femininos, dos escalões de Juvenis, que tenham obtido os resultados de qualificação

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DE PROVA IV OPEN KARATE CIDADE DE AMORA 4 DE JUNHO 2017

REGULAMENTO GERAL DE PROVA IV OPEN KARATE CIDADE DE AMORA 4 DE JUNHO 2017 REGULAMENTO GERAL DE PROVA IV OPEN KARATE CIDADE DE AMORA 4 DE JUNHO 2017 CLUBE ORGANIZADOR CLUBE RECREATIVO DA CRUZ DE PAU LOCAL: PAVILHÃO DA ESCOLA EB 2/3 PEDRO EANES LOBATO CIDADE DE AMORA Artigo 1º

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE NATAÇÃO DO ALENTEJO REGULAMENTO REGIONAL DE COMPETIÇÕES NATAÇÃO PURA

ASSOCIAÇÃO DE NATAÇÃO DO ALENTEJO REGULAMENTO REGIONAL DE COMPETIÇÕES NATAÇÃO PURA ASSOCIAÇÃO DE NATAÇÃO DO ALENTEJO REGULAMENTO REGIONAL DE COMPETIÇÕES NATAÇÃO PURA ÉPOCA 2014/2015 DISPOSIÇÕES GERAIS 1 Introdução: O documento que se apresenta regulamentará todas as provas de Atletas

Leia mais

MUNICÍPIOS DA REGIÃO DE SETÚBAL, ASSOCIAÇÕES e ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 TÉNIS DE MESA REGULAMENTO

MUNICÍPIOS DA REGIÃO DE SETÚBAL, ASSOCIAÇÕES e ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 TÉNIS DE MESA REGULAMENTO JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 TÉNIS DE MESA REGULAMENTO 1. Organização A organização da modalidade de Ténis de Mesa nos Jogos do Futuro da Região de Setúbal 2016 é da responsabilidade da, da

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO REGULAMENTO DO CONSELHO DE ARBITRAGEM

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO REGULAMENTO DO CONSELHO DE ARBITRAGEM FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO REGULAMENTO DO CONSELHO DE ARBITRAGEM 18 DE JANEIRO DE 2011 FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO REGULAMENTO DO CONSELHO DE ARBITRAGEM Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1º Conselho

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO. Regulamento da Carreira de Juiz Árbitro de Tiro Desportivo. Capítulo I Disposições gerais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO. Regulamento da Carreira de Juiz Árbitro de Tiro Desportivo. Capítulo I Disposições gerais FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO Instituição de Utilidade Pública por Decreto de 14/10/1929 Instituição de Utilidade Pública Desportiva (D.R. 288 de 11/12/1993) Oficial da Ordem Militar de Cristo Medalha de

Leia mais

42.ª EXPOSIÇÃO DISTRITAL 05 de Dezembro de 2015 Salão dos Bombeiros Voluntários do Alandroal Alandroal REGULAMENTO

42.ª EXPOSIÇÃO DISTRITAL 05 de Dezembro de 2015 Salão dos Bombeiros Voluntários do Alandroal Alandroal REGULAMENTO REGULAMENTO 1 CALENDÁRIO A 42.ª Exposição Distrital realiza-se no dia. Os pombos das Classes STANDARD e SPORT serão recepcionados no local da Exposição, no dia 04/12/2015 (Sexta feira), das 20.30 às 23.00

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO ESGRIMA

REGULAMENTO ESPECÍFICO ESGRIMA REGULAMENTO ESPECÍFICO ESGRIMA Índice Introdução 3 Capítulo I Regulamentação Geral 4 1. Condições Gerais de Participação 4 2. Escalões Etários 4 Capítulo II Participação / Organização 4 3. Formas de Competição

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE VOLEIBOL Avª de França, PORTO Tel: Fax:

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE VOLEIBOL Avª de França, PORTO Tel: Fax: FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE VOLEIBOL Avª de França, 549 4050-279 PORTO Tel: 22 834 95 70 Fax: 22 832 54 94 CIRCULAR Nº 21 2010/2011 Para conhecimento das Associações, Clubes seus filiados, Rádio, Televisão,

Leia mais

REGULAMENTO. 3. O MT será constituído por 8 (oito) provas, bem como pelo Campeonato Regional por Equipas de Sub10 (Interclubes).

REGULAMENTO. 3. O MT será constituído por 8 (oito) provas, bem como pelo Campeonato Regional por Equipas de Sub10 (Interclubes). REGULAMENTO 1. O ATL MINI TOUR 2016 (MT) é um circuito de provas para os escalões de Sub8 e Sub10, promovido pela Associação de Ténis de Lisboa (ATL), havendo uma calendarização das provas através de um

Leia mais

REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO CAMPEONATO NACIONAL DOS MAGISTRADOS ABRIL/2015 REGULAMENTO 02/2015 DUELO DE BALÃO

REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO CAMPEONATO NACIONAL DOS MAGISTRADOS ABRIL/2015 REGULAMENTO 02/2015 DUELO DE BALÃO REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO CAMPEONATO NACIONAL DOS MAGISTRADOS ABRIL/2015 REGULAMENTO 02/2015 DUELO DE BALÃO 1- DA FINALIDADE: Regulamentar a Prova de Tiro Duelo de Balão no âmbito do Estande de Tiro do

Leia mais

Associação de Futebol do Porto RUA ANTÓNIO PINTO MACHADO, PORTO

Associação de Futebol do Porto RUA ANTÓNIO PINTO MACHADO, PORTO RUA ANTÓNIO PINTO MACHADO, 96 4100. PORTO COMUNICADO OFICIAL Circular n.º 87 = 2015/2016= Para o conhecimento e orientação dos Clubes Filiados, SAD s, SDUQ s, Árbitros, Órgãos de Comunicação Social e demais

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DA TAÇA DE PORTUGAL XCM 2009

REGULAMENTO GERAL DA TAÇA DE PORTUGAL XCM 2009 REGULAMENTO GERAL DA TAÇA DE PORTUGAL XCM 2009 1. INTRODUÇÃO 1.1- A Taça de Portugal XCM é um troféu oficial da UVP/ Federação Portuguesa de Ciclismo e consta de um conjunto provas promovidas por vários

Leia mais

REGULAMENTO DE ANDEBOL DE PRAIA DA FEDERAÇÃO DE ANDEBOL DE PORTUGAL E ASSOCIAÇÕES * CIRCUITO NACIONAL DE ANDEBOL DE PRAIA REGULAMENTO DA PROVA

REGULAMENTO DE ANDEBOL DE PRAIA DA FEDERAÇÃO DE ANDEBOL DE PORTUGAL E ASSOCIAÇÕES * CIRCUITO NACIONAL DE ANDEBOL DE PRAIA REGULAMENTO DA PROVA REGULAMENTO DE ANDEBOL DE PRAIA DA FEDERAÇÃO DE ANDEBOL DE PORTUGAL E ASSOCIAÇÕES * CIRCUITO NACIONAL DE ANDEBOL DE PRAIA REGULAMENTO DA PROVA Art.º 1 Objeto 1. O presente regulamento estabelece as regras

Leia mais

Regras da Classe e de Regata

Regras da Classe e de Regata ! Regras da Classe e de Regata 2014 Regras da Classe Descrição geral: Comprimento total = 800 mm Casco: Monocasco Velas: Vela grande e estai 1. Padrões: 1. Casco, patilhão e leme O casco será tipo monocasco,

Leia mais

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 escalões - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 escalões - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B 10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 escalões - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos. 10.2 Modalidades: N. Escalão A Escalão B Escalão C Corridas Escalão D Escalão E 1 50 m 2 60 m 3 100 m 100 m 100 m

Leia mais

Circuito de Atletismo do Barreiro. 2ª Prova de Estrada Futebol Clube Beira Mar

Circuito de Atletismo do Barreiro. 2ª Prova de Estrada Futebol Clube Beira Mar 2ª Prova de Estrada Futebol Clube Beira Mar REGULAMENTO DE PROVA 1. Esta prova de estrada é aberta a atletas de ambos os sexos em representação de clubes, escolas, comissões de moradores, bairros, atletas

Leia mais

FEDERAÇÃO DE REMO DO ESTADO DE SANTA CATARINA

FEDERAÇÃO DE REMO DO ESTADO DE SANTA CATARINA REGULAMENTO DOS CAMPEONATOS FERESC-2016/2017 ARTIGO 1º - Disposições Iniciais A Federação de Remo do Estado de Santa Catarina FERESC com a a finalidade de promover o remo no estado e a elevação do nível

Leia mais

REGULAMENTO DE PROVAS REGIONAIS DE ESGRIMA

REGULAMENTO DE PROVAS REGIONAIS DE ESGRIMA REGULAMENTO DE PROVAS REGIONAIS DE ESGRIMA 1. RESPONSABILIDADE Os atiradores armam-se, equipam-se, vestem-se e combatem sob a sua própria responsabilidade e por sua conta e risco, nos termos do art.º 10º.

Leia mais

FEDERAÇÃO MINEIRA DE TIRO PRÁTICO

FEDERAÇÃO MINEIRA DE TIRO PRÁTICO REGULAMENTO DA FEDERAÇÃO MINEIRA DE TIRO PRÁTICO (FMTP) PARA REALIZAÇÃO DAS PROVAS ON LINE IMPORTANTE LER AS REGRAS BEM COMO TIRAR AS DÚVIDAS ANTES DA REALIZAÇÃO DAS PROVA. OBSERVAÇÕES IMPORTANTES: O pagamento

Leia mais

15º CIRCUITO CONCELHIO CIDADE DE LAGOS, EM ATLETISMO 2015/16 REGULAMENTO GERAL A. ORGANIZAÇÃO:

15º CIRCUITO CONCELHIO CIDADE DE LAGOS, EM ATLETISMO 2015/16 REGULAMENTO GERAL A. ORGANIZAÇÃO: 15º CIRCUITO CONCELHIO CIDADE DE LAGOS, EM ATLETISMO 2015/16 REGULAMENTO GERAL A. ORGANIZAÇÃO: A Câmara Municipal de Lagos, com a colaboração da Associação de Atletismo do Algarve, das Juntas de Freguesia

Leia mais

FEDERAÇÃO DE ANDEBOL DE PORTUGAL

FEDERAÇÃO DE ANDEBOL DE PORTUGAL FEDERAÇÃO DE ANDEBOL DE PORTUGAL REGULAMENTO DESPORTIVO CIRCUITO NACIONAL DE ANDEBOL DE PRAIA 2012 Art.º 1 OBJETO 1. O presente regulamento estabelece as regras e normas aplicáveis ao Andebol de Praia

Leia mais

Associação de Futebol do Porto

Associação de Futebol do Porto RUA ANTÓNIO PINTO MACHADO, 96/100 4100.068 PORTO COMUNICADO OFICIAL Circular n.º 79 = 2014/2015= Para o conhecimento e orientação dos Clubes Filiados, SAD s, SDUQ s, Árbitros, Órgãos de Comunicação Social

Leia mais

II DUATLO DA AMADORA 26 DE MARÇO DE 2016 PROVA ABERTA CAMPEONATO NACIONAL DE GRUPOS DE IDADE

II DUATLO DA AMADORA 26 DE MARÇO DE 2016 PROVA ABERTA CAMPEONATO NACIONAL DE GRUPOS DE IDADE Regulamento 2º Duatlo da Amadora 2016 II DUATLO DA AMADORA 26 DE MARÇO DE 2016 PROVA ABERTA CAMPEONATO NACIONAL DE GRUPOS DE IDADE REGULAMENTO 1. ORGANIZAÇÃO / ENQUADRAMENTO O II Duatlo da Amadora é uma

Leia mais

REGULAMENTO do CICLISMO DE INICIAÇÃO

REGULAMENTO do CICLISMO DE INICIAÇÃO REGULAMENTO do CICLISMO DE INICIAÇÃO 2009 U.V.P./F.P.C. Regulamento do Ciclismo de Iniciação Escolas de Ciclismo 2009 Página 1 de 8 REGULAMENTO de CICLISMO DE INICIAÇÃO 2009 Com o objectivo de uniformizar

Leia mais

REGULAMENTO DA TAÇA XCM DO CENTRO 2014

REGULAMENTO DA TAÇA XCM DO CENTRO 2014 REGULAMENTO DA TAÇA XCM DO CENTRO 2014 1. INTRODUÇÃO A TAÇA DE XCM DO CENTRO é um troféu oficial da Associação de Ciclismo do Aveiro e consta de um conjunto de provas a decorrer entre Março e Outubro com

Leia mais

REGULAMENTO PARTICULAR DO CAMPEONATO REGIONAL DE ESTRADA DA ARCVR 2016

REGULAMENTO PARTICULAR DO CAMPEONATO REGIONAL DE ESTRADA DA ARCVR 2016 REGULAMENTO PARTICULAR DO CAMPEONATO REGIONAL DE ESTRADA DA ARCVR 2016 1. INTRODUÇAO 1.1. O Campeonato Regional de Estrada e um Trofeu Oficial da Associação de Ciclismo de Vila Real, organizado em conjunto

Leia mais

Ginásio Clube de Santo Tirso 2012/13 Circuito Interno GCST Santo Tirso

Ginásio Clube de Santo Tirso 2012/13 Circuito Interno GCST Santo Tirso Ginásio Clube de Santo Tirso 2012/13 Circuito Interno GCST Santo Tirso REGULAMENTO 1. Circuito Interno organizado pelo Ginásio Clube de Santo Tirso, realizar-se-ão as seguintes provas: Data Nível Nomes

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO COM ARMAS DE CAÇA (FPTAC) Fundação 8 de abril de 1948

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO COM ARMAS DE CAÇA (FPTAC) Fundação 8 de abril de 1948 FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO COM ARMAS DE CAÇA (FPTAC) Fundação 8 de abril de 1948 Ficha Atualização 31.08.2015 SEDE Alameda António Sérgio, n.º 22 8.º C 1495-132 Algés CONTATOS Telefone: (+351) Telefaxe:

Leia mais

14ª Taça de Portugal de Corrida de Montanha

14ª Taça de Portugal de Corrida de Montanha 14ª Taça de Portugal de Corrida de Montanha - 2017 Regulamento A Federação Portuguesa de Atletismo vai promover a realização da 14ª Taça de Portugal de Corrida de Montanha, em colaboração com a Associação

Leia mais

REGULAMENTO Campeonato Nacional de Futebol de Praia

REGULAMENTO Campeonato Nacional de Futebol de Praia REGULAMENTO Campeonato Nacional de Futebol de Praia 1 Artigo 1º Organização 1.1. A FPF organiza a competição designada: Campeonato Nacional de Futebol de Praia, para a categoria sénior. 1.2. O Campeonato

Leia mais

Regulamento Geral do Campeonato 2015

Regulamento Geral do Campeonato 2015 1) Data, Hora e Locais de Competição Regulamento Geral do Campeonato 2015 a) Data e Locais - Conforme publicado no site. Cada coordenador poderá definir se fará a competição em 1 ou 2 dias, devendo entrar

Leia mais

Corta Mato Morávia Moreira a Correr

Corta Mato Morávia Moreira a Correr Corta Mato Morávia Moreira a Correr Artigo 1.º Introdução 1. O Corta Mato Morávia Moreira a Correr é uma iniciativa organizada pela Morávia Associação Juvenil de Moreira de Cónegos, com a parceria da Run4Fun

Leia mais

Campeonato Baiano 2016 Car / Pst

Campeonato Baiano 2016 Car / Pst Campeonato Baiano 2016 Car / Pst Regulamento Geral 1 I - Finalidade Estabelecer as normas para a realização das etapas que comporão o Campeonato Baiano de Tiro Esportivo nas modalidades de Carabina Mira

Leia mais

REGULAMENTO DE TIRO PROVA DE PISTOLA DE COMBATE

REGULAMENTO DE TIRO PROVA DE PISTOLA DE COMBATE REGULAMENTO DE TIRO PROVA DE PISTOLA DE COMBATE EsEFEx Atualizado em 2015 1 PROVA DE PISTOLA DE COMBATE Art 1º - A prova de Pistola de Combate será realizada com armamento e munição de dotação do Exército

Leia mais

COMUNICADO OFICIAL Nº

COMUNICADO OFICIAL Nº COMUNICADO OFICIAL Nº 1 2015-2016 1. ABERTURA DE ÉPOCA 2015-2016 - TÍTULO 8 - ARTº 2º Para efeitos regulamentares considera-se "ÉPOCA DESPORTIVA OFICIAL" o período compreendido entre a data do 1º Jogo

Leia mais

PATINAGEM DE VELOCIDADE ÉPOCA 2015 PROTOCOLO. Alenquer Pavilhão Municipal de Alenquer. Balneários, casas de banho

PATINAGEM DE VELOCIDADE ÉPOCA 2015 PROTOCOLO. Alenquer Pavilhão Municipal de Alenquer. Balneários, casas de banho PATINAGEM DE VELOCIDADE ÉPOCA 2015 PROTOCOLO O Comité de Patinagem de Velocidade desta Associação vai levar a efeito a realização do 2º ENCONTRO REGIONAL INDOOR, pelo que informamos: Local: Alenquer Pavilhão

Leia mais

Regulamento de BR 25. Pág. 1

Regulamento de BR 25. Pág. 1 Regulamento de BR 25 2016 Pág. 1 Artigo 1º Âmbito do Regulamento O presente Regulamento estabelece as regras das competições da disciplina de Benchrest para carabina de ar comprimido, de calibre até 5,5

Leia mais

Confederação Brasileira de Tiro Prático

Confederação Brasileira de Tiro Prático Confederação Brasileira de Tiro Prático - Diretoria de Armas Longas Rifle e Mini Rifle Shotgun Confederação Brasileira de Tiro Prático Temas abordados: Rifle e Mini Rifle Shotgun Modelos de Pistas Compartilhadas

Leia mais

XVI Torneio de Futebol 11 Sénior 2011

XVI Torneio de Futebol 11 Sénior 2011 Regulamento Geral Introdução Para a realização da XVI edição deste Torneio, no qual participam todos os 6 Clubes do Concelho com Futebol de 11 Sénior não profissional devidamente inscritos na Associação

Leia mais

VI FESTIVAL DE XADREZ DE GAIA. Academia de Xadrez de Gaia - Organização de Actividades (em parceria) A decorrer em Vila Nova de Gaia

VI FESTIVAL DE XADREZ DE GAIA. Academia de Xadrez de Gaia - Organização de Actividades (em parceria) A decorrer em Vila Nova de Gaia VI FESTIVAL DE XADREZ DE GAIA Academia de Xadrez de Gaia - Organização de Actividades (em parceria) A decorrer em Vila Nova de Gaia IX PROFIGAIA OPEN de 18 a 26 de Julho (GaiaHotel ****) 3º TORNEIO INTERNACIONAL

Leia mais

Artigo 1.º (Regime Supletivo) Aos Campeonatos Nacionais especificamente previsto no presente Regulamento.

Artigo 1.º (Regime Supletivo) Aos Campeonatos Nacionais especificamente previsto no presente Regulamento. REGULAMENTO DOS CAMPEONATOS NACIONAIS SUB-16 e SUB-18 2015/2016 Artigo 1.º (Regime Supletivo) Aos Campeonatos Nacionais - - - especificamente previsto no presente Regulamento. Artigo 2.º (Idade Limite)

Leia mais

Associação de Futebol do Porto

Associação de Futebol do Porto RUA ANTÓNIO PINTO MACHADO, 96 4100. PORTO COMUNICADO OFICIAL Circular n.º 177 = = Para o conhecimento e orientação dos Clubes Filiados, SAD s, SDUQ s, Árbitros, Órgãos de Comunicação Social e demais interessados,

Leia mais

V GRANDE TORNEIO INTERNACIONAL DE CONDEIXA 28/29 MAIO PROVA CLASS. A FPTM - CADETES / JUNIORES / SENIORES PROVA EXTRA - INICIADOS / INFANTIS

V GRANDE TORNEIO INTERNACIONAL DE CONDEIXA 28/29 MAIO PROVA CLASS. A FPTM - CADETES / JUNIORES / SENIORES PROVA EXTRA - INICIADOS / INFANTIS REGULAMENTO 1 I REALIZAÇÃO Art.º 1º. A Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova e Os Ugas Associação Desportiva e Cultural da Ega levam a efeito nos dias 28 e 29 de Maio de 2016 o V Grande Torneio Internacional

Leia mais

CALENDÁRIO E REGULAMENTO REGIONAL NATAÇÃO PURA

CALENDÁRIO E REGULAMENTO REGIONAL NATAÇÃO PURA CALENDÁRIO E REGULAMENTO REGIONAL NATAÇÃO PURA 2013/2014 Calendário 2013/2014 OUTUBRO Fim de Semana Dias Descrição da Prova Local 1 2 3 4 5 6 12 13 19 20 26 27 Torneio Regional de Abertura - INF Torneio

Leia mais

CAMPEONATO ESTADUAL MINEIRO CAIXA DE ATLETISMO SUB 23

CAMPEONATO ESTADUAL MINEIRO CAIXA DE ATLETISMO SUB 23 CAMPEONATO ESTADUAL MINEIRO CAIXA DE ATLETISMO SUB 23 O Campeonato Estadual Mineiro Caixa de Atletismo Sub 23 tem como objetivos proporcionar aos nossos atletas aprimoramento físico e técnico, servindo

Leia mais

REGIMENTO ESPECÍFICO ANDEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 3ª edição

REGIMENTO ESPECÍFICO ANDEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 3ª edição REGIMENTO ESPECÍFICO ANDEBOL Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 3ª edição Índice Preâmbulo 5 Artigo 1.º Escalões Etários, Dimensões do Campo, Bola, Tempo de Jogo e Variantes

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO JOGOS NACIONAIS DOS CTT

REGULAMENTO ESPECÍFICO JOGOS NACIONAIS DOS CTT REGULAMENTO ESPECÍFICO JOGOS NACIONAIS DOS CTT MODALIDADES COLECTIVAS ANDEBOL Apuradas 4 equipas a saber: CDCR Almada, CDCR de Leiria, CDCR de Lisboa e CDCR do Porto. Jogam todos contra todos para determinar

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE PONTA DELGADA GABINETE TÉCNICO FUTEBOL - MASCULINOS SÉNIORES

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE PONTA DELGADA GABINETE TÉCNICO FUTEBOL - MASCULINOS SÉNIORES ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE PONTA DELGADA GABINETE TÉCNICO FUTEBOL - MASCULINOS SÉNIORES ORGANIZAÇÃO COMPETITIVA E FORMAS DE DISPUTA 2016 / 2017 CLUBES PARTICIPANTES ÁGUIA CLUBE DESPORTIVO CASA DO POVO DA

Leia mais

VI JOGOS NACIONAIS DA MAGISTRATURA

VI JOGOS NACIONAIS DA MAGISTRATURA VI JOGOS NACIONAIS DA MAGISTRATURA 19/04/2013 NORMAS DE SEGURANÇA E CONDUTA PARA UTILIZAÇÃO DO ESTANDE DE TIRO DO 2º BATALHÃO DE POLICIA DO EXERCITO 1. NÃO FAÇA BRINCADEIRA ou experiência com Arma de Fogo

Leia mais

Torneio de Tiro de Precisão

Torneio de Tiro de Precisão Torneio de Tiro de Precisão REGRAS GERAIS: Armas: Qualquer tipo de arma com mira aberta, desde que não seja dióptro de qualquer tipo, ou seja com ou sem lente. Não poderá ser usado nenhum tipo de mira

Leia mais

REGULAMENTO PARTICULAR DO CAMPEONATO NACIONAL DHU 2009

REGULAMENTO PARTICULAR DO CAMPEONATO NACIONAL DHU 2009 REGULAMENTO PARTICULAR DO CAMPEONATO NACIONAL DHU 2009 1- INTRODUÇÃO 1.1- O CAMPEONATO NACIONAL DHU é um troféu oficial da UVP/Federação Portuguesa de Ciclismo e consta de uma prova única. 1.2- O campeonato

Leia mais