PLANEJAMENTO Jeitos de explicar a origem do universo. O que diz a ciência sobre a criação. Campanha da Fraternidade 2016

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANEJAMENTO Jeitos de explicar a origem do universo. O que diz a ciência sobre a criação. Campanha da Fraternidade 2016"

Transcrição

1 Disciplina: Ensino Religioso Série: 6º ano Prof.: Cristiano Souza 1ªUNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES O homem e sua relação com Deus e com a Criação CRIAÇÃO O início do universo Tomar consciência de que a vida é um contínuo processo de vir a ser. Temos a perspectiva de conhecer o universo, através de explicações que possibilitarão o saber. A origem do mundo Concluir que aprendemos uns com os outros e crescemos interagindo com as pessoas e o meio. Jeitos de explicar a origem do universo. Reconhecer que conhecendo a origem do mundo viveremos poderemos entender a criação. O que diz a ciência sobre a criação Campanha da Fraternidade 2016 Celebração da Semana Santa Ressurreição: A vitória da vida sobre a morte. Concluir que é possível superar problemas individuais coletivos com esforços diários e constantes. Reconhecer que a esperança aliada ao esforço pessoal impulsiona o processo de aprendizagem e crescimento. Identificar na Campanha da Fraternidade um meio de intensificar a prática da solidariedade e do amor próximo.

2 A Convivência Fraterna HUMANIDADE O ser humano Conhecer o ser humano a partir de si mesmo, buscando entender que Deus o criou para o bem. A origem da humanidade Jeitos de ver o ser humano Reconhecer no ser humano uma fonte de alegria e crescimento, indispensável em qualquer fase da vida humana. O que diz a Biologia PROJETO TRADIÇÕES RELIGIOSAS Reconhecer que a verdadeira sabedoria consiste em tornar-se realizado, saudável e feliz e que não há limite de idade para desenvolvê-la. Constatar que com oauxilio da ciência podemos analisar com fé a criação da humanidade.

3 2ªUNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES Compromisso Cristão REBELDIA A rebelião humana A origem do mundo Jeitos de ver a natureza humana O que diz a filosofia Maria: expressão materna do amor de Deus. Compreender que o convívio com a Natureza expressa o Amor a Deus através do respeito e o cuidado com criação. Reconhecer o ser humano como privilegiado por usufruir da imensa variedade de belezas naturais e identificar nelas a expressão da bondade de Deus. Sensibilizar-se para a percepção de odores e sabores presentes na natureza e apreciá-los com alegria e gratidão. Santa Ângela Sensibilizar sobre a devastação da natureza e possíveis meios para sua preservação. MERCÊS: HISTÓRIA E PRESENÇA Concluir que a natureza é uma ponte que nos põe em contato com o transcendente. Oferecer oportunidade de contato com a Bíblia na perspectiva do manuseio, leitura e reflexão. SEMANA DA AMIZADE Vivenciar a história do colégio sentindo-se integrante e pertencente a esta. Perceber a ação de deus através de Maria

4 Reconhecer Santa Ângela como modelo a ser imitado. TRABALHO Cultivar o valor da amizade como meio para a construção de um mundo melhor. A transformação da natureza Jeitos de Construir Perceber e sensibilizar com o planeta terra, mostrando o valor da natureza. O que diz a Geografia PRESERVAÇÃO Em guerra com o planeta A constatação da maldade Jeitos de ver a natureza O que diz a Ecologia BÍBLIA: FAMILIARIZANDO-SE E CONHECENDO A PALAVRA DE DEUS.

5 3ªUNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES Valores humanos e Cristãos. Governo Deus conosco e a favor de nós O Nascimento de Jesus Cristo Jeitos de governar Perceber que a receptividade a proposta do reino é peça fundamental para o seguimento de Cristo. Constatar e admirar a originalidade de Jesus, que rompe com as tradições estabelecidas e aproxima as pessoas com gesto humilde da ajuda mútua. O que diz a Política Caracterizar o Reino de Deus como modo fraterno de viver, um reino do qual só pode fazer parte quem está disposto a amar, a ser justo, sincero, honesto e bom. REVELAÇÃO O ser divino Reconhecer que o convite de Jesus para que alguém pertença ao reino de Deus exige resposta pessoal, livre e consciente. Jesus revela que ele é o Messias Jeitos de ser fortes Reconhecer em Jesus alguém extraordinário, exemplo máximo de amor, que propõe um novo estilo de vida baseado no amor fraterno. O que diz a Teologia Constatar que os pequenos atos fraternos, feitos com desprendimento, amor e alegria, agradam a Deus, ajudam e alegram quem os recebe e gratificam quem os pratica.

6 FAMÍLIA Tudo começa em casa Ressaltar a importância do valor da família e infundir o desejo de amar cada vez mais os membros da família. A celebração do amor Mostrar que a família é o projeto tão sonhado por Deus, sendo seu rosto na terra. Jeitos de celebrar a família O que diz a Psicologia Vivenciar o advento como tempo de preparação, reflexão e conversão para a chegada do nascimento de Jesus. (GINCANA BÍBLICA) Advento Natal Aprofundar o verdadeiro sentido do Natal celebrando-o de forma consciente e sob o olhar da fé. Solidarizar-se com o outro numa perspectiva de irmandade, co-responsabilidade e serviço Projeto Restaura

PLANEJAMENTO Disciplina: Ensino Religioso Série: 7º ano Prof.:Cristiano Souza 1ª UNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES

PLANEJAMENTO Disciplina: Ensino Religioso Série: 7º ano Prof.:Cristiano Souza 1ª UNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES Disciplina: Ensino Religioso Série: 7º ano Prof.:Cristiano Souza 1ª UNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES O homem e sua relação com o Transcendente LIDERANÇA CHAMADOS PARA FORMAR UMA NAÇÃO Favorecer

Leia mais

PLANEJAMENTO Fé versus força física Todos saberão que há deus em Israel Jeitos de ser convicto O que diz a educação física

PLANEJAMENTO Fé versus força física Todos saberão que há deus em Israel Jeitos de ser convicto O que diz a educação física Disciplina: Ensino Religioso Série: 8º ano Prof.:Cristiano Souza 1ªUNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES Convicção Favorecer um caminho de auto descoberta. Auto-conhecimento: Caminho para conviver

Leia mais

PLANEJAMENTO Fé versus força física Todos saberão que há deus em Israel Jeitos de ser convicto O que diz a educação física

PLANEJAMENTO Fé versus força física Todos saberão que há deus em Israel Jeitos de ser convicto O que diz a educação física Disciplina: Ensino Religioso Série: 8º ano Prof.:Cristiano Souza 1ªUNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES CONVICÇÃO Favorecer um caminho de auto descoberta. Auto-conhecimento: Caminho para conviver

Leia mais

Catequese Paroquial e CNE Escutismo Católico Português

Catequese Paroquial e CNE Escutismo Católico Português 1º Ano Paroquial e CNE Escutismo Católico Português JESUS GOSTA DE MIM Proporcionar às crianças um bom acolhimento eclesial, pelos catequistas e por toda a comunidade cristã (cf CT 16 e 24). Ajudá-las

Leia mais

ENSINO RELIGIOSO - 9º ANO

ENSINO RELIGIOSO - 9º ANO CONTEÚDOS ENSINO RELIGIOSO - 9º ANO Coleção Interativa UNIDADE 1 Preparo para o céu 1 - Rota errada A seriedade do pecado Características do pecado Solução 2- Giro de 180 graus Sentimento de culpa Verdadeiro

Leia mais

Educação Moral e Religiosa Católica

Educação Moral e Religiosa Católica Agrupamento de Escolas de Mondim de Basto Ano letivo: 016/17 Educação Moral e Religiosa Católica Planos de Unidade do 1º ano de escolaridade Unidade letiva 1: Ter um coração bom Metas: B. Construir uma

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Piedade

Colégio Nossa Senhora da Piedade Colégio Nossa Senhora da Piedade Dados de identificação: Curso: Ensino Fundamental II Série: 9 Ano Professora: Denise dos Santos Silva Rocha Disciplina: Ensino Religioso Ano: 2016. Plano de curso 1-Objetivo

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Piedade

Colégio Nossa Senhora da Piedade Colégio Nossa Senhora da Piedade Dados de identificação: Curso: Ensino Fundamental II Série: 6 Ano Professora: Denise dos Santos Silva Rocha Disciplina: Ensino Religioso Ano: 2016. Plano de curso 1-Objetivo

Leia mais

Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o

Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o futuro com esperança. Como o testemunho de vida da

Leia mais

de Jesus, nos é dada a oportunidade de iluminar as nossas ações.

de Jesus, nos é dada a oportunidade de iluminar as nossas ações. Novena de Natal O tempo do Advento é constituído das quatro semanas que antecedem o Natal do Senhor. É, portanto, tempo de piedosa espera. Ora, esperar uma pessoa querida requer alegre e cuidadosa preparação.

Leia mais

5 º ANO Unidade Letiva 1 - Viver juntos METAS OBJETIVOS CONTEÚDOS B. Construir uma chave de leitura religiosa da pessoa, da vida e da história.

5 º ANO Unidade Letiva 1 - Viver juntos METAS OBJETIVOS CONTEÚDOS B. Construir uma chave de leitura religiosa da pessoa, da vida e da história. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ÁGUEDA Escola Básica Fernando Caldeira Departamento de Ciências Humanas e Sociais Educação Moral e Religiosa Católica - 5º ano Ano letivo 2016/2017 5 º ANO Unidade Letiva 1 -

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 3º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC)

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 3º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC) AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 3º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC) 2015-16 3 º ANO Unidade Letiva 1 A Dignidade das Crianças 1. Tomar consciência de que as crianças

Leia mais

Catequese Adolescência Paróquia S. Salvador de Carregosa 8º ano/ º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos Estratégias

Catequese Adolescência Paróquia S. Salvador de Carregosa 8º ano/ º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos Estratégias Finalidade: Descobrir-se Cristão Objectivos: Participar na eucaristia Concretizar projecto comunitário (partilha fraterna) Tema do Período Em Diálogo 1 1º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos

Leia mais

Informações da disciplina de EMRC 5.º ano. Aulas Previstas (45 minutos )

Informações da disciplina de EMRC 5.º ano. Aulas Previstas (45 minutos ) Departamento de Ciências Socias e Humanas 2016/ 2017 Educação Moral e Religiosa Católica 5.º ano RESUMO DA PLANIFICAÇÃO Informações da disciplina de EMRC 5.º ano Resumo da Planificação: Conteúdos 1.º Período

Leia mais

Depoimentos das Irmãs Jubilares e Junioristas das Irmãs Franciscanas da Penitência e Caridade Cristã

Depoimentos das Irmãs Jubilares e Junioristas das Irmãs Franciscanas da Penitência e Caridade Cristã Depoimentos das Irmãs Jubilares e Junioristas das Irmãs Franciscanas da Penitência e Caridade Cristã Celebrar o jubileu é fazer memória da caminhada de 50 anos de Vida Religiosa Consagrada Franciscana

Leia mais

Escola Básica e Secundária de Velas. Governo dos Açores. 2º Ciclo ENSINO BÁSICO. Planificação Anual de EMRC. 5 º Ano

Escola Básica e Secundária de Velas. Governo dos Açores. 2º Ciclo ENSINO BÁSICO. Planificação Anual de EMRC. 5 º Ano Governo dos Açores Escola Básica e Secundária de Velas º Ciclo ENSINO BÁSICO Planificação Anual de EMRC 5 º Ano º Periodo Unidade Letiva - Viver juntos Competências chave Metas Curriculares B. Construir

Leia mais

Coleção Chamados à Vida Chamados À Vida, Chamados À Vida Em Jesus Cristo,

Coleção Chamados à Vida Chamados À Vida, Chamados À Vida Em Jesus Cristo, Coleção Chamados à Vida Em preparação à Eucaristia 1ª Etapa: Chamados à vida 2ª Etapa: Chamados à vida em Jesus Cristo 3ª Etapa: Chamados à vida em Comunidade. 4ª Etapa: Chamados à vida para amar e servir.

Leia mais

Conversa de Formigas Uma formiga conversando com outra: -Qual é o seu nome? -Fu. -Fu o que? -Fu miga. E você? -Ota. -Ota o que?

Conversa de Formigas Uma formiga conversando com outra: -Qual é o seu nome? -Fu. -Fu o que? -Fu miga. E você? -Ota. -Ota o que? Conversa de Formigas Uma formiga conversando com outra: -Qual é o seu nome? -Fu. -Fu o que? -Fu miga. E você? -Ota. -Ota o que? -Ota fu miga Metodologia de uma Escola Bíblico-Catequética Método. [do gr.

Leia mais

CURRÍCULO DO ENSINO RELIGIOSO NA EDUCAÇÃO BÁSICA. Prof. Elcio Cecchetti

CURRÍCULO DO ENSINO RELIGIOSO NA EDUCAÇÃO BÁSICA. Prof. Elcio Cecchetti CURRÍCULO DO ENSINO RELIGIOSO NA EDUCAÇÃO BÁSICA Prof. Elcio Cecchetti elcio.educ@terra.com.br ENSINO RELIGIOSO? Como? Outra vez? O quê? Por quê? Para quê? O ENSINO RELIGIOSO NA ESCOLA PÚBLICA DO PASSADO

Leia mais

RELACIONAMENTO DISCIPULADOR

RELACIONAMENTO DISCIPULADOR RELACIONAMENTO DISCIPULADOR O QUE É DISCIPULO? Dicionário Aprendiz, aluno receptivo a ensinamentos, seguidor devotado e/ou disposto a dar prosseguimento ao trabalho (de seu mestre) DISCIPULOS DE QUEM?

Leia mais

Metas/Objetivos Descritores de Desempenho/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação

Metas/Objetivos Descritores de Desempenho/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação Domínio Religião e experiência religiosa Cultura cristã e visão cristã da vida Ética e moral cristã DEPARTAMENTO DE PASTORAL DISCIPLINA: EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA PLANIFICAÇÃO DE 5º ANO Calendarização:

Leia mais

Há muitas razões para lermos a Bíblia nos tempos de hoje

Há muitas razões para lermos a Bíblia nos tempos de hoje Há muitas razões para lermos a Bíblia nos tempos de hoje A Bíblia é como se fosse um manual de sobrevivência com dicas e relatos escritos por pessoas, assim como nós, normais. Exemplo:- como o advogado

Leia mais

C O L É G I O L A S A L L E

C O L É G I O L A S A L L E C O L É G I O L A S A L L E EducaçãoInfantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Guarani, 000- Fone (045) 35-336 - Fax (045) 3379-58 http://www.lasalle.edu.br/toledo/ DISCIPLINA: PROFESSOR(A): E-MAIL: PROGRAMA

Leia mais

1ºPeríodo Viver juntos 5. ano Unidade Lectiva 1 GESTÃO E PLANIFICAÇÃO

1ºPeríodo Viver juntos 5. ano Unidade Lectiva 1 GESTÃO E PLANIFICAÇÃO 1ºPeríodo Viver juntos 5. ano Unidade Lectiva 1 GESTÃO E PLANIFICAÇÃO METAS: - Construir uma chave de leitura religiosa da pessoa, da vida e da história (Objs 1, 2 e 3). - Conhecer a mensagem e a cultura

Leia mais

De acordo com o lema A variedade dá sabor à vida, elaboramos a seguinte planificação anual, tendo em conta a articulação horizontal.

De acordo com o lema A variedade dá sabor à vida, elaboramos a seguinte planificação anual, tendo em conta a articulação horizontal. PRIMEIRO PERÍODO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DO 1.º CICLO ANO LETIVO 2011-2012 De acordo com o lema A variedade dá sabor à vida, elaboramos a seguinte planificação anual, tendo em conta a articulação horizontal.

Leia mais

6 º ANO Unidade Letiva 1 - A Pessoa Humana METAS OBJETIVOS CONTEÚDOS B. Construir uma chave de leitura religiosa da pessoa, da vida e da história.

6 º ANO Unidade Letiva 1 - A Pessoa Humana METAS OBJETIVOS CONTEÚDOS B. Construir uma chave de leitura religiosa da pessoa, da vida e da história. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ÁGUEDA Escola Básica Fernando Caldeira Departamento de Ciências Humanas e Sociais Educação Moral e Religiosa Católica - 6º ano Ano letivo 2016/2017 Unidade Letiva 1 - A Pessoa

Leia mais

Curso de Teologia de Leigos

Curso de Teologia de Leigos Curso de Teologia de Leigos O MISTÉRIO DA CRIAÇÃO; DEUS MANTÉM E SUSTENTA A CRIAÇÃO; DEUS REALIZA O SEU PROJETO: A DIVINA PROVIDÊNCIA; A DIVINA PROVIDÊNCIA E AS CAUSAS SEGUNDAS; A DIVINA PROVIDÊNCIA E

Leia mais

ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. Acolhimento aos alunos. . Observação de mapas. Observação de imagens

ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. Acolhimento aos alunos. . Observação de mapas. Observação de imagens ENSINO BÁSICO Agrupamento de Escolas Nº 1 de Abrantes ESCOLA BÁSICA DOS 2.º E 3.º CICLOS D. MIGUEL DE ALMEIDA DISCIPLINA: Educação Moral e Religiosa Católica ANO: 5.º ANO LETIVO 2013/2014 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 3ª Etapa 2012 Disciplina: ENSINO RELIGIOSO Ano: 2012 Professor (a): PATRÍCIA Turma: 7º ANO Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de

Leia mais

LIÇÃO 3 - O DIA DO SENHOR. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 3 - O DIA DO SENHOR. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 3 - O DIA DO SENHOR Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO O DIA DO SENHOR EM TODAS AS ÉPOCAS O dia do Senhor representou para Judá e Israel um severo julgamento devido a altivez humana que

Leia mais

O MUNDO QUE DEUS SONHOU PARA MIM E MINHA FAMÍLIA

O MUNDO QUE DEUS SONHOU PARA MIM E MINHA FAMÍLIA Estudante: Ano: 6º Turma: Educador: Wagner Melo C. Curricular: Educação Religiosa O MUNDO QUE DEUS SONHOU PARA MIM E MINHA FAMÍLIA Deus nos criou para convivermos com outras pessoas e sermos felizes. A

Leia mais

POR QUE EVANGELIZAR? O amor de Deus A ordem de Jesus. O Dom do Espírito Santo. O clímax da história. A responsabilidade da Igreja.

POR QUE EVANGELIZAR? O amor de Deus A ordem de Jesus. O Dom do Espírito Santo. O clímax da história. A responsabilidade da Igreja. POR QUE EVANGELIZAR? Existem oito razões para incomodar as pessoas com a pregação do evangelho: 1. O amor de Deus. Evangelismo é um ato de amor (João 3:16, Mt. 5:45-44). 2. A ordem de Jesus. Evangelizar

Leia mais

1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35

1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35 1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35 Senhor Jesus, Tu tens palavras de vida eterna e Tu revelas-te a nós como Pão da vida

Leia mais

sobre tudo o INFORMA de Canoas Igreja Batista Nº a 16 de Julho de 2016 dias de amor

sobre tudo o INFORMA de Canoas Igreja Batista Nº a 16 de Julho de 2016 dias de amor INFORMA sobre tudo o Amor Igreja Batista de Canoas Nº 891 10 a 16 de Julho de 2016 dias de amor dias de amor sobre tudo o Amor 1 Coríntios 14:1, Marcos 12:30,31, 1 Cor. 16:14 (NTLH) OS FUNDAMENTOS DO AMOR

Leia mais

DATA: / / 2015 III ETAPA AVALIAÇÃO DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 9.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: ALUNO(A): N.º: TURMA: ALUNO(A): N.º: TURMA: O SER HUMANO

DATA: / / 2015 III ETAPA AVALIAÇÃO DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 9.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: ALUNO(A): N.º: TURMA: ALUNO(A): N.º: TURMA: O SER HUMANO SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: / / 205 III ETAPA AVALIAÇÃO DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 9.º ANO/EF PROFESSOR(A): VALOR: 0,0 MÉDIA: 6,0 RESULTADO:

Leia mais

EM RESUMO, QUE LUZES NOS TRAZ O DOCUMENTO DE APARECIDA?

EM RESUMO, QUE LUZES NOS TRAZ O DOCUMENTO DE APARECIDA? EM RESUMO, QUE LUZES NOS TRAZ O DOCUMENTO DE APARECIDA? O documento Conclusivo da V Conferência contém inúmeras e oportunas indicações pastorais, motivadas por ricas reflexões à luz da fé e do atual contexto

Leia mais

O ANO LITÚRGICO. Quando se inicia o Ano Litúrgico?

O ANO LITÚRGICO. Quando se inicia o Ano Litúrgico? O ANO LITÚRGICO Chama-se Ano Litúrgico o tempo em que a Igreja celebra todos os feitos salvíficos operados por Deus em Jesus Cristo. "Através do ciclo anual, a Igreja comemora o mistério de Cristo, desde

Leia mais

1.1 Recuperar a comunidade (Base do Antigo Israel); 1.2 A nova experiência de Deus: o Abbá (Oração e escuta comunitária da Palavra);

1.1 Recuperar a comunidade (Base do Antigo Israel); 1.2 A nova experiência de Deus: o Abbá (Oração e escuta comunitária da Palavra); Uma nova paróquia Introdução DA: Conversão Pastoral Escolha de outro caminho; Transformar a estrutura paroquial retorno a raiz evangélica; Jesus: modelo (vida e prática); Metodologia: Nele, com Ele e a

Leia mais

Crisma 2010/2011 Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma 10/02/2011. Crisma 2010/2011. Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma

Crisma 2010/2011 Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma 10/02/2011. Crisma 2010/2011. Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma Crisma 2010/2011 Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma O Ano litúrgico é o período de doze meses, divididos em tempos litúrgicos, onde se celebram como memorial, os mistérios de Cristo, assim como a memória

Leia mais

Externato de Santa Margarida. Rua Manuel Ribeiro de Almeida, 141 Quinta da Azenha S. Cosme- Gondomar Tel Fax.

Externato de Santa Margarida. Rua Manuel Ribeiro de Almeida, 141 Quinta da Azenha S. Cosme- Gondomar Tel Fax. Externato de Santa Margarida Rua Manuel Ribeiro de Almeida, 141 Quinta da Azenha 4420-195-S. Cosme- Gondomar Tel. 224830104 Fax. 224837223 Ano Letivo 2016/2017 Plano anual de atividades SETEMBRO Dia 2

Leia mais

Plano Anual de Actividades do ATL 2016/2017

Plano Anual de Actividades do ATL 2016/2017 Setembro Acolhimento das crianças Organização dos espaços Regras e rotinas Promover a adaptação e readaptação das crianças Criar laços de afecto e confiança entre os adultos, as crianças e as famílias

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A PASTORAL DO DÍZIMO

ORIENTAÇÕES PARA A PASTORAL DO DÍZIMO ORIENTAÇÕES PARA A PASTORAL DO DÍZIMO Sumário Introdução 1. A compreensão do dízimo 1.1 Os fundamentos do dízimo 1.2 O que é o dízimo? 1.3 As dimensões do dízimo 1.4 As finalidades do dízimo 2. Orientações

Leia mais

LIÇÃO 3 A SEGUNDA VINDA DE CRISTO O ARREBATAMENTO DA IGREJA. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 3 A SEGUNDA VINDA DE CRISTO O ARREBATAMENTO DA IGREJA. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 3 A SEGUNDA VINDA DE CRISTO O ARREBATAMENTO DA IGREJA Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO O ARREBATAMENTO DA IGREJA O arrebatamento da igreja do Senhor Jesus, será o mais extraordinário

Leia mais

Metas/Objetivos Descritores/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação

Metas/Objetivos Descritores/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação 1º Período Unidade Letiva 1 A Dignidade da Vida Humana Domínio ÉTICA E MORAL CULTURA CRISTÃ E VISÃO CRISTÃ DA VIDA Calendarização: 26 aulas Metas/Objetivos Descritores/Conteúdos Estratégias/Metodologias

Leia mais

Jesus Cristo revela três passos para a felicidade

Jesus Cristo revela três passos para a felicidade Jesus Cristo revela três passos para a felicidade Introdução O desejo de felicidade está enraizado profundamente em cada pessoa, infelizmente muitos não alcançam este objetivo. São diversos os motivos

Leia mais

CONTEÚDOS ENSINO RELIGIOSO - 1º ANO COLEÇÃO INTERAGIR E CRESCER

CONTEÚDOS ENSINO RELIGIOSO - 1º ANO COLEÇÃO INTERAGIR E CRESCER CONTEÚDOS ENSINO RELIGIOSO - 1º ANO COLEÇÃO INTERAGIR E CRESCER UNIDADE 1 JESUS ME AMA Compreender que Deus nos ama e deseja o melhor para cada um de Seus filhos. Reconhecer que Deus se revela por Sua

Leia mais

ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORA: uma nova mentalidade

ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORA: uma nova mentalidade ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORA: uma nova mentalidade Tanto o Documento de Aparecida (248) como a Exortação Apostólica Verbum Domini (73) se referem à uma nova linguagem e a um novo passo na questão bíblica:

Leia mais

Planificação Anual Departamento CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

Planificação Anual Departamento CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS Modelo Dep-01 Agrupamento de Escolas do Castêlo da Maia Planificação Anual Departamento CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS Ano 5º Ano letivo 2013 / 2014 Disciplina EMRC Turmas A, B, C, D, E, F, G, H, I, J Professores:

Leia mais

DISCIPLINA: Educação Moral e Religiosa Católica ANO: 6.º ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. Acolhimento

DISCIPLINA: Educação Moral e Religiosa Católica ANO: 6.º ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. Acolhimento ENSINO BÁSICO Agrupamento de Escolas Nº 1 de Abrantes ESCOLA BÁSICA DOS 2.º E 3.º CICLOS D. MIGUEL DE ALMEIDA DISCIPLINA: Educação Moral e Religiosa Católica ANO: 6.º ANO LETIVO 2013/2014 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

Leia mais

CELEBRAÇÃO DE NATAL COMUNIDADE EDUCATIVA

CELEBRAÇÃO DE NATAL COMUNIDADE EDUCATIVA CELEBRAÇÃO DE NATAL COMUNIDADE EDUCATIVA 11 de dezembro de 2014 Abertura: Irmã Regina. Animador: Deus se faz presente na vida de todo ser humano e de todas as formas deixa-nos sentir seu amor e desejo

Leia mais

Planificação de Religião do 1º Ciclo

Planificação de Religião do 1º Ciclo Planificação de Religião do 1º Ciclo CONSIDERAÇÕES GERAIS No Colégio dos Navegantes, a disciplina de Religião tem como grande objectivo ajudar cada aluno a descobrir o que é ser cristão e viver como cristão.

Leia mais

Educação Moral e Religiosa Católica

Educação Moral e Religiosa Católica 5865 - AGRUPAMENTO DE ESCOLAS GENERAL SERPA PINTO - CINFÃES Ano letivo: 205/6 Educação Moral e Religiosa Católica Planos de Unidade do 5º ano de escolaridade Unidade letiva : Viver juntos Metas: B. Construir

Leia mais

Orações Semanais para a Quaresma

Orações Semanais para a Quaresma Orações Semanais para a Quaresma Nesta Quaresma iremos realizar uma pequena oração no inicio ou no fim de cada reunião, pretendendo assim criar o hábito de oração em grupo, mas relembrando sempre que somos

Leia mais

ITINERÁRIO CATEQUÉTICO. Iniciação à vida cristã: Um processo de inspiração catecumenal

ITINERÁRIO CATEQUÉTICO. Iniciação à vida cristã: Um processo de inspiração catecumenal ITINERÁRIO CATEQUÉTICO Iniciação à vida cristã: Um processo de inspiração catecumenal COMO É PROPOSTO O PROCESSO CATEQUÉTICO NO ITINERÁRIO? O Itinerário orienta a construção do processo catequético conforme

Leia mais

A BOA NOTÍCIA. Natal A experiência da salvação de Cristo hoje. Informativo da Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes de Campinas do Sul

A BOA NOTÍCIA. Natal A experiência da salvação de Cristo hoje. Informativo da Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes de Campinas do Sul A BOA NOTÍCIA Informativo da Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes de Campinas do Sul 24 de dezembro de 2016. Natal A experiência da salvação de Cristo hoje Muitos séculos da criação do mundo... Treze

Leia mais

Capítulo 15 de "O Evangelho Segundo o Esiritismo, de Allan Kardec" - Fora da caridade não há salvação, itens 4 e 5, O MAIOR MANDAMENTO.

Capítulo 15 de O Evangelho Segundo o Esiritismo, de Allan Kardec - Fora da caridade não há salvação, itens 4 e 5, O MAIOR MANDAMENTO. Autor: André Martinez REFLEXÕES ESPÍRITAS: O Maior Mandamento Capítulo 15 de "O Evangelho Segundo o Esiritismo, de Allan Kardec" - Fora da caridade não há salvação, itens 4 e 5, O MAIOR MANDAMENTO. Este

Leia mais

Diocese de Criciúma. Plano. Diocesano. de Pastoral

Diocese de Criciúma. Plano. Diocesano. de Pastoral Diocese de Criciúma Plano Diocesano de Pastoral 2012-2016 OBJETIVO GERAL Nós, povo de Deus da Diocese de Criciúma, animados pela Santíssima Trindade, queremos: Evangelizar vivendo em comunidade, como Igreja

Leia mais

RELEMBRANDO : a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras

RELEMBRANDO : a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras RELEMBRANDO... 2.1-10: a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras O ARGUMENTO SEGUINTE... 2.11-22: A humanidade como um todo. Judeus e gentios unidos em

Leia mais

COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA LISBOA ANO LETIVO 2016/2017 DEPARTAMENTO DE PASTORAL DISCIPLINA: EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA PLANIFICAÇÃO DE 7º ANO

COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA LISBOA ANO LETIVO 2016/2017 DEPARTAMENTO DE PASTORAL DISCIPLINA: EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA PLANIFICAÇÃO DE 7º ANO 1º PERÍODO UL1 - As origens ÉTICA E MORAL Calendarização - 26 aulas A. Construir uma chave de leitura religiosa Os dados da ciência sobre a origem do Diálogo com os alunos, relacionado da pessoa, da vida

Leia mais

1º tema: Modos de viver o natal; 2º tema: Os símbolos e tradições de natal; 3º tema: O nascimento de Jesus; 4º tema: O Natal é tempo de amor;

1º tema: Modos de viver o natal; 2º tema: Os símbolos e tradições de natal; 3º tema: O nascimento de Jesus; 4º tema: O Natal é tempo de amor; Disciplina de: E.M.R.C. Ano escolaridade: Professor: Carlos Durães U.L. 1: Ter um coração bom tema: Significado da expressão «ser bondoso»; tema: Ser bom para todos; tema: Jesus fala de bondade; 4º tema:

Leia mais

DATA: / / 2012 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 7.º ANO/EF

DATA: / / 2012 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 7.º ANO/EF SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: / / 0 UNIDADE: III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 7.º ANO/EF PROFESSOR(A): VALOR: 0,0 MÉDIA: 6,0 RESULTADO:

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 1º Trimestre DAR VIDA no(s) encontro(s) com os amigos descobrindo o Amigo Jesus Manhã Início do ano letivo Portaria Sala Polivalente Todo o pessoal entra mais cedo para acolher cada criança e os pais Proporcionar

Leia mais

Ponto de Apoio. Edição nº 162

Ponto de Apoio. Edição nº 162 Ponto de Apoio Edição nº 162 1 Tema do Mês União Histórias Quanto mais amigos eu tenho... Mais feliz eu sou!; Desabrochar... Lindas flores e belos gestos; Boas sementes; Lili em Eu participo!; Boas ações

Leia mais

Planificação Anual 10º ano da catequese

Planificação Anual 10º ano da catequese Finalidade: Descobrir-se Cristão : Participar na eucaristia Concretizar projecto comunitário (partilha fraterna) Planificação Anual 10º ano da 1º Creio em Conhecer Confrontar com valores de caridade, amor,

Leia mais

Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula Jardim (3 a 5 anos)

Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula Jardim (3 a 5 anos) Centro Espírita Ismênia de Jesus Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula Jardim (3 a 5 anos) Plano de Aula 05 Educadora: Edma e Priscila Dia: 14/03/2016 Horário: 20h as 21h Título: Pai Nosso

Leia mais

BREVE INTRODUÇÃO À MISSÃO

BREVE INTRODUÇÃO À MISSÃO BREVE INTRODUÇÃO À MISSÃO O QUE É MISSÃO? Jesus chama a igreja a participar da missão divina de redenção do mundo e restauração de toda a criação. Este pequeno guia introduz a teologia da Tearfund sobre

Leia mais

Planejamento Anual 2014 Geografia 1º período 2º ano - Ensino Fundamental I

Planejamento Anual 2014 Geografia 1º período 2º ano - Ensino Fundamental I Geografia 1º período Unidade 1 A identidade e o jeito de cada um. Pessoas e coisas têm nome. Somos diferentes. Unidade 2 Representando o seu corpo. Lateralidade. Unidade 3 De casa até a escola. Casa e

Leia mais

Temas: Operações com decimais, expressões numéricas, simplificação de frações.

Temas: Operações com decimais, expressões numéricas, simplificação de frações. GUIA DE ESTUDOS 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL I /2014 Semana de 17/11 a 21/11 Língua Portuguesa Matemática Geografia Temas: Leitura, compreensão e interpretação textual. Para: 18/11 (terça-feira) Português

Leia mais

Sala: CATL. Educadora: Helena Salazar Professora: Elisabete Oliveira

Sala: CATL. Educadora: Helena Salazar Professora: Elisabete Oliveira Sala: CATL Educadora: Helena Salazar Professora: Elisabete Oliveira CALENDARIZAÇÃO TEMAS/CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES SETEMBRO Receção e integração das crianças Conhecer os diferentes espaços da instituição

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Calendarização Actividades Objectivos Intervenientes Recursos Dia 2 de setembro Dias 21, 22, 23, 24, 25 e 28 de setembro Recepção das crianças à escola Reunião de pais e Encarregados de Educação Dia 23

Leia mais

PRESENTE DE DEUS "UM VERDADEIRO AMOR"

PRESENTE DE DEUS UM VERDADEIRO AMOR PRESENTE DE DEUS "UM VERDADEIRO AMOR" RAILDA DOS SANTOS CHAGAS CARVALHO Imagens Imagem capa Livro retirada site: ultradownloads.com.br Digitação Railda dos Santos Chagas Carvalho Respeite o Direito Autoral

Leia mais

PLANO DE CURSO DISCIPLINA:História ÁREA DE ENSINO: Fundamental I SÉRIE/ANO: 5 ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

PLANO DE CURSO DISCIPLINA:História ÁREA DE ENSINO: Fundamental I SÉRIE/ANO: 5 ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS UNIDADE 1 COLÔNIA PLANO DE CURSO VIVER NO BRASIL *Identificar os agentes de ocupação das bandeiras *Conhecer e valorizar a história da capoeira *Analisar a exploração da Mata Atlântica *Compreender a administração

Leia mais

Plano Anual de Atividades 2016/ 2017

Plano Anual de Atividades 2016/ 2017 Plano Anual de Atividades 2016/ 2017 Setembro Dia 02 Para além de criar um Acolhimento em cada sala, Receção das crianças ambiente acolhedor, fazer de cada criança, dando-lhe a sentir às crianças o conhecer

Leia mais

Plano Anual de Atividades 2016/2017

Plano Anual de Atividades 2016/2017 Plano Anual de 2016/2017 Colégio de Santa Clara Plano Anual de 2016/2017 Deus criou o Homem e a Natureza em sintonia perfeita. Corpo, alimento e movimento coexistem desde sempre, destinados a criar felicidade.

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES PLANO DE ATIVIDADES 2016/2017

PLANO DE ATIVIDADES PLANO DE ATIVIDADES 2016/2017 PLANO DE ATIVIDADES 2016/2017 O Plano Anual de Atividades deve ser entendido como o instrumento da planificação das Atividades escolares, para um ano letivo, no qual estão plasmadas as decisões sobre os

Leia mais

Rito para a Coroa do Advento em família Dom, 28 de Dezembro de :56 - Última atualização Qui, 02 de Dezembro de :45

Rito para a Coroa do Advento em família Dom, 28 de Dezembro de :56 - Última atualização Qui, 02 de Dezembro de :45 Caro Internauta, ofereço-lhe este rito para a Coroa do Advento. Que você e sua família possam ter um santo tempo de preparação para o Natal, como é de se esperar de uma família cristã. A coroa do Advento

Leia mais

A Aliança do povo hebreu com o Senhor

A Aliança do povo hebreu com o Senhor A Aliança do povo hebreu com o Senhor Não é fácil orientar-se numa floresta quando não se têm caminhos, nem trilhas. A Bíblia é como uma floresta e, se não conhecermos o caminho, facilmente poderemos nos

Leia mais

MENSAGEM DO BISPO AUXILIAR DOM LAMPRA CÁ ALUSIVA AO ANO 2017

MENSAGEM DO BISPO AUXILIAR DOM LAMPRA CÁ ALUSIVA AO ANO 2017 MENSAGEM DO BISPO AUXILIAR DOM LAMPRA CÁ ALUSIVA AO ANO 2017 Caros irmãos em Cristo, Hoje celebramos a Solenidade da Maternidade Divina de Maria, o Dia Mundial da Paz e o Primeiro dia do Ano Civil 2017.

Leia mais

Quem é Marcos? Marcos, autor do primeiro Evangelho, vivia em Jerusalém. A mãe se chamava Maria. Em sua casa reuniam-se os cristãos da cidade.

Quem é Marcos? Marcos, autor do primeiro Evangelho, vivia em Jerusalém. A mãe se chamava Maria. Em sua casa reuniam-se os cristãos da cidade. Atenção O Catequista, coordenador, responsável pela reunião ou encontro, quando usar esse material, tem toda liberdade de organizar sua exposição e uso do mesmo. Poderá interromper e dialogar com o grupo;

Leia mais

Roteiros Mensais para Grupos

Roteiros Mensais para Grupos Roteiros Mensais para Grupos JANEIRO 2017 INTENÇÃO DE ORAÇÃO DO PAPA Ajudar a aprofundar e rezar com a INTENÇÃO DE ORAÇÃO DO PAPA de cada mês, para mobilizar os grupos e a vida pessoal diante dos grandes

Leia mais

Começamos um novo ano letivo. Sou a tua agenda Bem vindas! Bem vindos! Reparaste? 150 anos!

Começamos um novo ano letivo. Sou a tua agenda Bem vindas! Bem vindos! Reparaste? 150 anos! Começamos um novo ano letivo Sou a tua agenda 2013-2014 Bem vindas! Bem vindos! Reparaste? 150 anos! RECORDA Uma canção Um logotipo Um lema Grande é o amor de Deus! Somos uma grande família Tudo acontece

Leia mais

SOBRE ESPIRITUALIDADE Mateus Israel Mazzacorati ibaviva jan 2015

SOBRE ESPIRITUALIDADE Mateus Israel Mazzacorati ibaviva jan 2015 SOBRE ESPIRITUALIDADE Mateus 6.33-34 Israel Mazzacorati ibaviva jan 2015 Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas. Portanto, não se

Leia mais

CLIPAGEM. Páscoa» Espetáculo da Paixão de Cristo encenado por alunos do colégio Santa Emília

CLIPAGEM. Páscoa» Espetáculo da Paixão de Cristo encenado por alunos do colégio Santa Emília Páscoa» Espetáculo da Paixão de Cristo encenado por alunos do colégio Santa Emília Publicação: 18/03/2013 14:00 Atualização: Alunos do Colégio Santa Emília irão encenar nos dias 25, 26 e 27 de março, na

Leia mais

FESTA DO ESPIRITO 10º ANO DE CATEQUESE. 23 de Maio de 2010

FESTA DO ESPIRITO 10º ANO DE CATEQUESE. 23 de Maio de 2010 FESTA DO ESPIRITO "É este o fruto do Espírito Santo: amor, alegria, paz, paciência, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e auto-domínio." Gl, 5,22 Espírito Santo ajuda-nos a ter estes Teus frutos!

Leia mais

O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional. Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1

O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional. Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1 O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1 Sumário O que é vocação Matrimónio, sinal e missão Matrimónio, aliança e compromisso Missão em casal Missão

Leia mais

Sumário. Prefácio, 13. Primeira parte - Fundamentação, 15

Sumário. Prefácio, 13. Primeira parte - Fundamentação, 15 Sumário Prefácio, 13 Primeira parte - Fundamentação, 15 I. A teologia fundamental como ciência teológica básica, 17 1 Teologia como "fala de Deus", 17 1.1 Tipos básicos de teologia, 17 a) A teologia como

Leia mais

Lição 9 para 26 de novembro

Lição 9 para 26 de novembro Lição 9 para 26 de novembro Embora não tivesse a Palavra de Deus escrita tal como a conhecemos hoje, Jó tinha suficientes indícios do plano de salvação divina para apegar-se à esperança de um Salvador.

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE AS FORMAS GEOMÉTRICAS EM NOSSO COTIDIANO. Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Minas Gerais

UM ESTUDO SOBRE AS FORMAS GEOMÉTRICAS EM NOSSO COTIDIANO. Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Minas Gerais UM ESTUDO SOBRE AS FORMAS GEOMÉTRICAS EM NOSSO COTIDIANO Fernanda Lima Ferreira Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Minas Gerais Introdução O presente relato de experiência se refere

Leia mais

«Jesus, lembra-te de mim quando entrares no Teu reino». Ele respondeu-lhe : «Em verdade te digo : Hoje estarás comigo no Paraíso».(Lc.23,42-43).

«Jesus, lembra-te de mim quando entrares no Teu reino». Ele respondeu-lhe : «Em verdade te digo : Hoje estarás comigo no Paraíso».(Lc.23,42-43). «Jesus, lembra-te de mim quando entrares no Teu reino». Ele respondeu-lhe : «Em verdade te digo : Hoje estarás comigo no Paraíso».(Lc.23,42-43). ********************** Como definição simples, a Graça é

Leia mais

Guião da Lição 25 SOMOS A IGREJA QUE ELE FUNDOU

Guião da Lição 25 SOMOS A IGREJA QUE ELE FUNDOU Guião da Lição 25 SOMOS A IGREJA QUE ELE FUNDOU A família e os nossos amigos mais próximos, que são como uma família, são muito importantes para nós. Tratam-se todos, de uma comunidade de pessoas ligadas

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E PROGRAMAS

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E PROGRAMAS 4. a EDIÇÃO 1 O CICLO ENSINO BASICO ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E PROGRAMAS EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA EVANGÉLICA PROGRAMA DO 1.º CICLO DO ENSINO BÁSICO À DESCOBERTA DE UM MUNDO DIFERENTE OBJECTIVOS GERAIS:

Leia mais

O CONHECIMENTO E SEUS NÍVEIS

O CONHECIMENTO E SEUS NÍVEIS O CONHECIMENTO E SEUS NÍVEIS 1. O CONHECIMENTO é uma relação que se estabelece entre o sujeito que conhece e o objeto conhecido. O sujeito que conhece se apropria, de certo modo, do objeto conhecido. Através

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO 2013/2014 O NOSSO PROJETO A arte na palma da mão

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO 2013/2014 O NOSSO PROJETO A arte na palma da mão PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO 2013/2014 O NOSSO PROJETO A arte na palma da mão CALENDARIZAÇÃO ATIVIDADES OBJETIVOS RECURSOS 2 de setembro 14h -16h 2 de setembro 19h

Leia mais

Olhai os lírios do campo Olhai as aves do céu

Olhai os lírios do campo Olhai as aves do céu Olhai os lírios do campo Olhai as aves do céu No Evangelho de hoje, Jesus ensina-nos a não nos preocuparmos com as coisas que queremos ter, mas darmos atenção às coisas importantes da vida: - admirarmos

Leia mais

coração OS DIREITOS DAS CRIANÇAS NA COMUNIDADE DE FÉ Luiz Carlos Ramos CD Aventureiros em Missão, DNTC

coração OS DIREITOS DAS CRIANÇAS NA COMUNIDADE DE FÉ Luiz Carlos Ramos CD Aventureiros em Missão, DNTC OS DIREITOS DAS CRIANÇAS NA COMUNIDADE DE FÉ Luiz Carlos Ramos CD Aventureiros em Missão, DNTC Toda criança, sem exceção, tem direitos que devem ser valorizados por toda comunidade de fé. A criança, mesmo

Leia mais

Nestas palavras o profeta, Isaías indicou os Dons que devia possuir o Messias.

Nestas palavras o profeta, Isaías indicou os Dons que devia possuir o Messias. No Antigo Testamento podemos ler em Isaías: - Brotará uma vara do tronco de Jessé e um rebento das suas raízes: - Espírito de Sabedoria e de Entendimento. - Espírito de Conselho e de Fortaleza. - Espírito

Leia mais

Por que Deus nos Criou?

Por que Deus nos Criou? A ESSÊNCIA DE TUDO, Por que Deus nos Criou? Nº4: Você já se perguntou por que Deus criou os seres humanos, e qual é o nosso propósito? A Bíblia diz que Deus criou a humanidade para Sua glória. Todo o que

Leia mais

O CONCEITO DOS DONS ESPIRITUAIS

O CONCEITO DOS DONS ESPIRITUAIS ECLESIOLOGIA AULA V JESUS CRISTO COMO CABEÇA DA IGREJA DISTRIBUI AOS MEMBROS DO CORPO, DONS, RESPONSABILIDADES E MINISTÉRIOS, PARA EDIFICAÇÃO UNS DOS OUTROS E PARA CRESCIMENTO. Definição de Dons Os dons

Leia mais

O desafio de amar Desafios #7 1 Jo 4: 9-21

O desafio de amar Desafios #7 1 Jo 4: 9-21 1 Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons O desafio de amar Desafios #7 1 Jo 4: 9-21 9 Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco:

Leia mais

JUVENTUDES E VOCAÇÕES HOJE

JUVENTUDES E VOCAÇÕES HOJE JUVENTUDES E VOCAÇÕES HOJE SEBASTIÃO CORRÊA NETO JUVENTUDES E VOCAÇÕES HOJE CAMINHOS E PERSPECTIVAS PARA UMA PASTORAL VOCACIONAL Direção editorial: Claudiano Avelino dos Santos Assistente editorial: Jacqueline

Leia mais