Curso de Teologia de Leigos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Curso de Teologia de Leigos"

Transcrição

1 Curso de Teologia de Leigos

2 O MISTÉRIO DA CRIAÇÃO; DEUS MANTÉM E SUSTENTA A CRIAÇÃO; DEUS REALIZA O SEU PROJETO: A DIVINA PROVIDÊNCIA; A DIVINA PROVIDÊNCIA E AS CAUSAS SEGUNDAS; A DIVINA PROVIDÊNCIA E O ESCÂNDALO DO MAL.

3 O MUNDO FOI CRIADO PARA A GLÓRIA DE DEUS! A glória de Deus consiste em que se realize a manifestação e a comunicação da sua bondade às criaturas.

4 A glória de Deus é o homem vivo, e a vida do homem é a visão de Deus! São Irineu

5 Sea revelação de Deus, através da criação, proporcionou a vida a todos os seres, quanto mais a manifestação do Pai pelo Verbo proporciona a vida àqueles que vêem a Deus. Santo Irineu

6 Somos filhos adotivos por Jesus Cristo, conforme o beneplácito de sua vontade para louvor à glória da sua graça ( Ef 1, 5-6)

7 1. O QUE SIGNIFICA: o mundo foi criado para a glória de Deus? 2. COMO COMPREENDER A AFIRMAÇÃO DE SANTO IRINEU: A glória de Deus é o homem vivo e a vida do homem é a visão de Deus?

8 QUAL A COMPREENSÃO DO VIVER COMO CRISTÃO?

9 Cremos que Deus criou o mundo segundo sua sabedoria. O mundo não é produto de uma necessidade qualquer, mas procede da vontade livre de Deus que quis fazer as criaturas participar do seu ser, da sua sabedoria e da sua bondade.

10

11 Deus não abandona a sua criatura a ele mesma. Ele lhe dá a existência, mas também a sustenta a todo instante no seu ser,dá-lhe o dom de agir e a conduz a seu termo. Reconhecer esta dependência completa em relação ao Criador é uma fonte de sabedoria, liberdade, alegria e confiança.

12

13

14 A criação tem sua bondade e sua perfeição próprias, mas não saiu completamente acabada das mãos do Criador. Ela é criada em estado de caminhada para uma perfeição última ainda a ser atingida, para a qual Deus a destinou.

15 ChamamosdeDIVINA PROVIDÊNCIA as disposições pelas quais Deus conduz a sua criação para a perfeição.

16 VI UM NOVO CÉU E UMA NOVA TERRA! E OUVI: ESSA É A TENDA DE DEUS COM OS HOMEMS. ELE VAI MORAR COM ELES. ELES SERÃO O SEU POVO E ELE, O DEUS C0M ELES, SERÁ O SEU DEUS. DEUS VAI ENXUGAR TODA A LÁGRIMA E NUNCA MAIS HAVERÁ MORTE, NEM LUTO, NEM GRITO E NEM DOR. SIM! AS COISAS ANTIGAS DESAPARECERAM! Ap. 21, 1.3-4

17 O QUE ENTENDEMOS POR DIVINA PROVIDÊNCIA? QUE CONSEQUÊNCIAS TRAZ NA NOSSA VIDA, O RECONHECIMENTO DE QUE DEUS NOS SUSTENTA, NOS DÁ O DOM DE AGIR E CONDUZ AO NOSSO TERMO?

18 A Sagrada Escritura testemunha que a solicitude da Divina Providência é concreta e direta, toma cuidado de tudo, desde as mínimas coisas até os grandes acontecimentos do mundo e da história.

19 Jesus pede uma entrega filial à Divina Providência do Pai que cuida das mínimas necessidades dos seus filhos: Por que andais preocupados, dizendo: Que iremos comer? Ou, que iremos beber? Vosso Pai celeste sabe que tendes necessidade de todas essas coisas. Buscai, em primeiro lugar, o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas ( Mt. 6, 31-33).

20 Deus serve-se das suas criaturas, dando a elas, pela sua bondade a dignidade de agirem e colaborarem no cumprimento do seu desígnio, participando da sua Providência.

21 As pessoas humanas tornam-se causas inteligentes e livres para completar a obra da criação, aperfeiçoá-la a harmonia para o seu próprio bem e dos demais.

22 As pessoas humanas tornamse colaboradores de Deus, entram no plano divino, pelas suas ações, orações e sofrimentos. Tornam-se plenamente cooperadores de Deus (1 Cor 3,9; 1 Ts 3, 2) e do seu Reino.

23 O QUE SIGNIFICA CAUSAS SEGUNDAS EM RELAÇÃO À DIVINA PROVIDÊNCIA?

24 Se Deus todo-poderoso, Criador do mundo ordenado e bom, cuida de todas as suas criaturas, por que existe o mal? Não há resposta rápida : é o conjunto da fé cristã que responde.

25 A criação está a caminho da perfeição: existe o mal físico, mas também a opção para o mal. Deus pode extrair um bem das consequências de um mal. Deus coopera em tudo para o bem daqueles que o ama ( Rm 8, 28). Os caminhos da Providência de Deus nos são desconhecidos, só vemos em parte.

26 O ABANDONA NAS MÃOS DA DIVINA PROVIDÊNCIA LIBERTA DA PREOCUPAÇÃO DO AMANHÃ. O ESPÍRITO SANTO É O NOSSO GUIA, NOS CAMINHOS DE DEUS.

27 COMO PERCEBER, NA NOSSA VIDA, A PRESENÇA DA DIVINA PROVIDÊNCIA? COMO NOS DEIXAR CONDUZIR POR ELA?

28 VIDA DE FÉ. VIVÊNCIA NA ESPERANÇA E NA CARIDADE. A ORAÇÃO: A oração é a relação amorosa com Deus vivo.

29 NA ORAÇÃO CRISTÃ É FUNDAMENTAL A PERCEPÇÃO DA MISERICÓRDIA DO PAI QUE SE MANIFESTA NA SUA MAIOR EXPRESSÃO EM JESUS CRISTO.

30 PARA SE CHEGAR A UMA PERCEPÇÃO DO AMOR MISERICORDIOSO DE DEUS É PRECISO UMA LIBERTAÇÃO INTERIOR E QUE SE DEVE PEDIR A FORÇA AO ESPIRITO SANTO.

31 Aparece alguma pessoa no texto? Quais os sentimentos? Aparece algum conflito? Como é resolvido? Qual o rosto de Deus no texto?

32 O QUE O TEXTO ME DIZ? Fazer uma atualização do texto comparando a situação da época com a situação atual e procure perceber o que tudo isso tem a ver com a nossa vida de cristão? Há outros textos bíblicos com relação a esse?

33 O QUE ESSE TEXTO ME FAZ DIZER A DEUS? Tudo o que foi lido e meditado é transformado em oração a Deus, através do louvor, do agradecimento, do pedido, da súplica, do oferecimento, do perdão... Dialogar diretamente a Deus.

34

35

36 ESTAMOS NAS MÃOSDE DEUS, ESTAMOS EM BOAS MÃOS!

O CÉU E A TERRA Catequese com adultos Chave de Bronze

O CÉU E A TERRA Catequese com adultos Chave de Bronze O CÉU E A TERRA 07-01-2011 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze O que significa que Deus é omnipotente? Deus revelou-se como «o Forte, o Potente», Aquele para quem «nada é impossível». A sua omnipotência

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM arta-feira da 3ª Semana da Páscoa Qu 1) Oração Permanecei,

Leia mais

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós. Coração Imaculado de Maria, sede a nossa salvação.

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós. Coração Imaculado de Maria, sede a nossa salvação. Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós. Coração Imaculado de Maria, sede a nossa salvação. 5 Introdução A devoção ao Imaculado Coração de Maria é uma das mais belas manifestações

Leia mais

Orações Semanais para a Quaresma

Orações Semanais para a Quaresma Orações Semanais para a Quaresma Nesta Quaresma iremos realizar uma pequena oração no inicio ou no fim de cada reunião, pretendendo assim criar o hábito de oração em grupo, mas relembrando sempre que somos

Leia mais

COMUM DOS SANTOS E DAS SANTAS

COMUM DOS SANTOS E DAS SANTAS 279 I rmãs e irmãos: Ao celebrar a solenidade de São N. (de Santa N.), nosso irmão (nossa irmã) na fé e no Baptismo, oremos a Deus Pai todo-poderoso, dizendo (ou: cantando): R. Deus, fonte de toda a santidade,

Leia mais

O Deus de Abraão e de Jesus Cristo - 1

O Deus de Abraão e de Jesus Cristo - 1 O Deus de Abraão e de Jesus Cristo - 1 Deus em questão CREIO EM UM SÓ DEUS A Fé dirige-se a Deus, tem Deus por objecto. Deus é actualmente posto em questão. Deus em questão A hipótese de Deus parece desnecessária

Leia mais

Catequese Paroquial e CNE Escutismo Católico Português

Catequese Paroquial e CNE Escutismo Católico Português 1º Ano Paroquial e CNE Escutismo Católico Português JESUS GOSTA DE MIM Proporcionar às crianças um bom acolhimento eclesial, pelos catequistas e por toda a comunidade cristã (cf CT 16 e 24). Ajudá-las

Leia mais

5 º ANO Unidade Letiva 1 - Viver juntos METAS OBJETIVOS CONTEÚDOS B. Construir uma chave de leitura religiosa da pessoa, da vida e da história.

5 º ANO Unidade Letiva 1 - Viver juntos METAS OBJETIVOS CONTEÚDOS B. Construir uma chave de leitura religiosa da pessoa, da vida e da história. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ÁGUEDA Escola Básica Fernando Caldeira Departamento de Ciências Humanas e Sociais Educação Moral e Religiosa Católica - 5º ano Ano letivo 2016/2017 5 º ANO Unidade Letiva 1 -

Leia mais

Comentário da Mensagem nº 43, de 04/06/1988

Comentário da Mensagem nº 43, de 04/06/1988 Comentário da Mensagem nº 43, de 04/06/1988 Vamos meditar a Mensagem nº 43, de 04/06/1988, que Nossa Senhora transmitiu em Anguera/BA, a Pedro Regis. Para ver a mensagem, clique aqui. Nossa Boa Mãe vem

Leia mais

Prefácio aos alunos...7 APRESENTAÇÃO À IGREJA...9. Lição 25 A identidade da Igreja Lição 28 As celebrações da Igreja Batismo nas Águas...

Prefácio aos alunos...7 APRESENTAÇÃO À IGREJA...9. Lição 25 A identidade da Igreja Lição 28 As celebrações da Igreja Batismo nas Águas... SUMÁRIO Prefácio aos alunos...7 APRESENTAÇÃO À IGREJA...9 Lição 25 A identidade da Igreja... 10 Lição 26 As marcas da Igreja... 15 Lição 27 Os ministérios da Igreja...19 Lição 28 As celebrações da Igreja

Leia mais

Escrito por Presb. Taciano Cassimiro Seg, 02 de Fevereiro de :25 - Última atualização Ter, 03 de Fevereiro de :07

Escrito por Presb. Taciano Cassimiro Seg, 02 de Fevereiro de :25 - Última atualização Ter, 03 de Fevereiro de :07 Falar sobre oração é fácil, difícil é pratica-la, é torna-la real em nosso dia a dia. Contudo somos ensinados nas Escrituras a orar sem cessar, 1 Ts 5.17. Cristo Jesus é nosso exemplo maior, é nosso modelo

Leia mais

A Oração. Egmon Pereira. 23 de Agosto de Igreja Presbiteriana do Brasil. A Oração. Egmon Pereira. Texto Bíblico. Introdução.

A Oração. Egmon Pereira. 23 de Agosto de Igreja Presbiteriana do Brasil. A Oração. Egmon Pereira. Texto Bíblico. Introdução. Igreja Presbiteriana do Brasil 23 de Agosto de 2016 Mateus 6.5-15 5 E, quando orardes, não sereis como os hipócritas; porque gostam de orar em pé nas sinagogas e nos cantos das praças, para serem vistos

Leia mais

Israel Mazzacorati Ibaviva 2016

Israel Mazzacorati Ibaviva 2016 Israel Mazzacorati Ibaviva 2016 A Igreja é o Corpo de Cristo; o plano eterno e cósmico de Deus, realizado em Cristo Jesus, no poder e no testemunho do Espírito Santo, que se concretiza na história através

Leia mais

Prefácio. Santo Tomás de Aquino. Suma Teológica, II-II, q. 28, a. 4.

Prefácio. Santo Tomás de Aquino. Suma Teológica, II-II, q. 28, a. 4. Prefácio A vida de São Francisco de Assis foi e continua sendo fonte de inspiração para tantos homens e mulheres de boa vontade que, percebendo a beleza que emana do amor, desejam experimentar também a

Leia mais

O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS

O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS Ef. 1: 1-14 Slide 1 O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS Ef.1 : 1-14 1. Paulo, apóstolo de Cristo Jesus por vontade de Deus, aos santos que vivem em Éfeso e fiéis em Cristo

Leia mais

DEUS É BOM E IMUTÁVEL

DEUS É BOM E IMUTÁVEL Eu,, servo de Deus e do Senhor Jesus Cristo, envio saudações a todo o povo de Deus espalhado pelo mundo inteiro. DEUS É BOM E IMUTÁVEL INTRODUÇÃO Não podemos perder de vista nunca que apesar de todas as

Leia mais

Confira o roteiro de pregações dos Retiros de Carnaval 2016: 1. INTRODUÇÃO

Confira o roteiro de pregações dos Retiros de Carnaval 2016: 1. INTRODUÇÃO Para os retiros de Carnaval, o Conselho Nacional da Renovação Carismática do Brasil preparou um roteiro a fim de orientar as pregações dos Encontros que acontecem na próxima semana em todo o país. As orientações

Leia mais

Mas o fruto do Espírito é amor (Gálatas 5:22)

Mas o fruto do Espírito é amor (Gálatas 5:22) Lição 7 para 18 de fevereiro de 2017 Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador. Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto. (João 15:1-2)

Leia mais

Os quatro "passos" da leitura orante

Os quatro passos da leitura orante A leitura orante nada mais é do que a maneira como gerações e gerações de judeus e cristãos leram as Sagradas Escrituras, procurando nelas uma palavra do Deus vivo para a sua vida, em cada momento de sua

Leia mais

Eu creio. E agora? A Caminhada Cristã em Sua Plenitude

Eu creio. E agora? A Caminhada Cristã em Sua Plenitude ? A Caminhada Cristã em Sua Plenitude 9. Por essa razão, desde o dia em que o ouvimos, não deixamos de orar por vocês e de pedir que sejam cheios do pleno conhecimento da vontade de Deus, com toda a sabedoria

Leia mais

A MISERICÓRDIA DE DEUS

A MISERICÓRDIA DE DEUS A MISERICÓRDIA DE DEUS Misericórdia é um sentimento de compaixão (despertado pela desgraça ou pela miséria alheia). A expressão misericórdia tem origem latina, é formada pela junção de miserere (ter compaixão),

Leia mais

«Jesus, lembra-te de mim quando entrares no Teu reino». Ele respondeu-lhe : «Em verdade te digo : Hoje estarás comigo no Paraíso».(Lc.23,42-43).

«Jesus, lembra-te de mim quando entrares no Teu reino». Ele respondeu-lhe : «Em verdade te digo : Hoje estarás comigo no Paraíso».(Lc.23,42-43). «Jesus, lembra-te de mim quando entrares no Teu reino». Ele respondeu-lhe : «Em verdade te digo : Hoje estarás comigo no Paraíso».(Lc.23,42-43). ********************** Como definição simples, a Graça é

Leia mais

(ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL

(ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL SACRAMENTOS - III (ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL - 1 COMO OS SACRAMENTOS ATUALIZAM A GRAÇA NAS DIVERSAS SITUAÇÕES DA VIDA 2 1. O QUE ACONTECE NO BATISMO? 3 NO BATISMO, A PESSOA

Leia mais

Uma abordagem teológica. 1. Deus e a criação

Uma abordagem teológica. 1. Deus e a criação Uma abordagem teológica Pe. Henrique Soares da Costa 1. Deus e a criação - O Deus que nos promete uma nova criação é o Deus que tudo criou e ama o que criou: Deus não fez a morte nem tem prazer em destruir

Leia mais

Catequese Adolescência Paróquia S. Salvador de Carregosa 8º ano/ º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos Estratégias

Catequese Adolescência Paróquia S. Salvador de Carregosa 8º ano/ º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos Estratégias Finalidade: Descobrir-se Cristão Objectivos: Participar na eucaristia Concretizar projecto comunitário (partilha fraterna) Tema do Período Em Diálogo 1 1º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos

Leia mais

Nova Estrutura do Curso: Avisos

Nova Estrutura do Curso: Avisos Nova Estrutura do Curso: Avisos Nova Estrutura do Curso Disciplinas de Teologia Sistemática: Introdução a Teologia Sistemática Doutrina de Deus Teontologia Doutrina do Ser Humano Antropologia Doutrina

Leia mais

CATEQUESE Sua Santidade o Papa Bento XVI Praça de São Pedro Vaticano Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2012

CATEQUESE Sua Santidade o Papa Bento XVI Praça de São Pedro Vaticano Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2012 CATEQUESE Sua Santidade o Papa Bento XVI Praça de São Pedro Vaticano Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2012 Queridos irmãos e irmãs, No início de sua Carta aos cristãos de Efésios (cfr 1, 3-14), o apóstolo

Leia mais

por Chuck Pierce - Sábado, 1 de Outubro, 2011

por Chuck Pierce - Sábado, 1 de Outubro, 2011 Dia 5 dos 100 Dias: Chaves para o Sucesso: Leia Mt 6:24-25, 32-34; Filip 4:12-13, Filip 1: 20-21, Filip 3 por Chuck Pierce - Sábado, 1 de Outubro, 2011 Alcançar o sucesso e prosperidade que Deus tem para

Leia mais

Planificação Anual 10º ano da catequese

Planificação Anual 10º ano da catequese Finalidade: Descobrir-se Cristão : Participar na eucaristia Concretizar projecto comunitário (partilha fraterna) Planificação Anual 10º ano da 1º Creio em Conhecer Confrontar com valores de caridade, amor,

Leia mais

* Apostila Nr. 01 O VERDADEIRO SENTIDO DO DIZIMO. DIOCESE DE JOINVILLE SC PASTORAL DO DIZIMO Pe. Ivanor Macieski

* Apostila Nr. 01 O VERDADEIRO SENTIDO DO DIZIMO. DIOCESE DE JOINVILLE SC PASTORAL DO DIZIMO Pe. Ivanor Macieski Apostila Nr. 01 O VERDADEIRO SENTIDO DO DIZIMO DIOCESE DE JOINVILLE SC PASTORAL DO DIZIMO Pe. Ivanor Macieski Introdução Neste primeiro volume da Apostila da Pastoral do dizimo, desejamos aprofundar o

Leia mais

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO Copyright 2005 - Libreria Editrice Vaticana «Motu Proprio» Introdução PRIMEIRA PARTE - A PROFISSÃO DA FÉ Primeira Secção: «Eu

Leia mais

CREIO EM DEUS PAI Catequese com adultos Chave de Bronze

CREIO EM DEUS PAI Catequese com adultos Chave de Bronze CREIO EM DEUS PAI 03-12-2011 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze O que são os símbolos da fé? São definições abreviadas da fé, que possibilitam uma confissão comum a todos os crentes. Como surgiram

Leia mais

Wagner Fonseca

Wagner Fonseca 16.06.13 Wagner Fonseca Elementos da Maturidade Introdução Medidor de Maturidade!?! Roupas Linguajar Face Tempo de Igreja Tempo na Igreja 9 E também faço esta oração: que o vosso amor aumente mais e mais

Leia mais

Escutar a Palavra do Senhor

Escutar a Palavra do Senhor EMBARGO ATÉ ÀS 18H30M DO DIA 20 DE MARÇO DE 2011 Escutar a Palavra do Senhor Catequese do 2º Domingo da Quaresma Sé Patriarcal, 20 de Março de 2011 Introdução 1. Na primeira Catequese vimos que Deus, ao

Leia mais

CREMOS NA NECESSIDADE DO NOVO NASCIMENTO CURSO DE FORMAÇÃO DE LÍDERANÇA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MOSSORÓ

CREMOS NA NECESSIDADE DO NOVO NASCIMENTO CURSO DE FORMAÇÃO DE LÍDERANÇA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MOSSORÓ IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MOSSORÓ CREMOS NA NECESSIDADE DO NOVO CURSO DE FORMAÇÃO DE LÍDERANÇA NASCIMENTO Pb. Márcio Tarcísio Mendonça Ferreira 5º) NA NECESSIDADE ABSOLUTA DO PELA GRAÇA DE

Leia mais

23º Domingo do Tempo Comum. 24º Domingo do Tempo Comum. 25º Domingo do Tempo Comum. 26º Domingo do Tempo Comum

23º Domingo do Tempo Comum. 24º Domingo do Tempo Comum. 25º Domingo do Tempo Comum. 26º Domingo do Tempo Comum CIFRAS DO FOLHETO 1 SANTUÁRIO DIOCESANO DE SÃO SEBASTIÃO 23º Domingo do Tempo Comum 04 DE SETEMBRO DE 2016 24º Domingo do Tempo Comum 11 DE SETEMBRO DE 2016 25º Domingo do Tempo Comum 18 DE SETEMBRO DE

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração 30 DE DEZEMBRO Deus eterno e todo-poderoso, que

Leia mais

Entrada: Deixa a Luz do céu entrar

Entrada: Deixa a Luz do céu entrar Entrada: Deixa a Luz do céu entrar TU ANSEIAS EU BEM SEI POR SALVAÇÃO, TENS DESEJO DE BANIR A ESCURIDÃO ABRE POIS DE PAR EM PAR TEU CORAÇÃO, E DEIXA A LUZ DO CÉU ENTRAR DEIXA A LUZ DO CÉU ENTRAR. (DEIXA

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS (EMRC) (5ºANO) Unidade letiva 1 (Viver Juntos) Mudar faz parte da vida Os grupos a que pertenço Deus estabelece uma relação com a humanidade A aliança condição facilitadora da relação entre as partes A

Leia mais

Vinde, Espírito Santo Seg, 05 de Junho de :52

Vinde, Espírito Santo Seg, 05 de Junho de :52 No alto da Cruz, quando Jesus morreu, entregou o Espírito. Não é apenas uma citação de um salmo, mas a realidade da entrega do Espírito à Igreja nascente do lado de Cristo, fonte de graça e vida para todos.

Leia mais

O povo que vivia nas trevas, viu uma grande luz (Is 9,1)

O povo que vivia nas trevas, viu uma grande luz (Is 9,1) O povo que vivia nas trevas, viu uma grande luz (Is 9,1) Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não andará nas trevas, mas, possuirá a luz da vida. (Jo 8,12). Jesus é a luz que ilumina nosso caminho no

Leia mais

Capítulo 15 de "O Evangelho Segundo o Esiritismo, de Allan Kardec" - Fora da caridade não há salvação, itens 4 e 5, O MAIOR MANDAMENTO.

Capítulo 15 de O Evangelho Segundo o Esiritismo, de Allan Kardec - Fora da caridade não há salvação, itens 4 e 5, O MAIOR MANDAMENTO. Autor: André Martinez REFLEXÕES ESPÍRITAS: O Maior Mandamento Capítulo 15 de "O Evangelho Segundo o Esiritismo, de Allan Kardec" - Fora da caridade não há salvação, itens 4 e 5, O MAIOR MANDAMENTO. Este

Leia mais

IMPELIDOS PELO ESPÍRITO PARA A MISSÃO

IMPELIDOS PELO ESPÍRITO PARA A MISSÃO IMPELIDOS PELO ESPÍRITO PARA A MISSÃO IGREJA EM SAÍDA CULTURA DO ENCONTRO comunidade eclesial a V O C A Ç Ã O NASCE, CRESCE na IGREJA; é SUSTENTADA pela IGREJA. Todos os cristãos são constituídos missionários

Leia mais

O ensino que transforma

O ensino que transforma O ensino que transforma Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente

Leia mais

Depoimentos das Irmãs Jubilares e Junioristas das Irmãs Franciscanas da Penitência e Caridade Cristã

Depoimentos das Irmãs Jubilares e Junioristas das Irmãs Franciscanas da Penitência e Caridade Cristã Depoimentos das Irmãs Jubilares e Junioristas das Irmãs Franciscanas da Penitência e Caridade Cristã Celebrar o jubileu é fazer memória da caminhada de 50 anos de Vida Religiosa Consagrada Franciscana

Leia mais

PRIMEIRO DIA LADAINHA. MEDITAÇÃO Nosso Compromisso: Rede de Comunidades. Animador das primeiras comunidades, Caridoso com os mais empobrecidos,

PRIMEIRO DIA LADAINHA. MEDITAÇÃO Nosso Compromisso: Rede de Comunidades. Animador das primeiras comunidades, Caridoso com os mais empobrecidos, PRIMEIRO DIA LADAINHA São Judas Tadeu, Apóstolo de Cristo, Eleito por Jesus, Seguidor do Evangelho, Testemunha do Ressuscitado, Animador das primeiras comunidades, Fiel pregador do Evangelho, Zeloso ministro

Leia mais

Teologia Sistemática. Fernando Catarino

Teologia Sistemática. Fernando Catarino Teologia Sistemática Patriarcado de Lisboa Instituto Diocesano de Formação Cristã Escola de Leigos 1º Semestre 2014/2015 Docente: Juan Ambrosio Fernando Catarino Tema da sessão 1.Cristologia e História.

Leia mais

Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20.

Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20. Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20. Objetivo do encontro: Despertar amor a Eucaristia e a participação da santa missa, onde o sacramento é oferecido. Texto: Ë o sacramento pelo qual participamos,

Leia mais

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI)

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) Teologia Bíblica da Missão de Deus Paulo Adolfo A Revelação e a Missão de Deus (Missio Dei) Objetivos da matéria: 1. Apresentar as bases bíblicas para o projeto

Leia mais

Fé e Ação ANSIEDADE! PREOCUPAÇÃO! FRUSTRAÇÃO. Sintomas da Ansiedade. Sintomas da Ansiedade

Fé e Ação ANSIEDADE! PREOCUPAÇÃO! FRUSTRAÇÃO. Sintomas da Ansiedade. Sintomas da Ansiedade A VITÓRIA PERTENCE AOS QUE OUSAM CRER E AGIR COM BASE NA PALAVRA DE DEUS! Fé e Ação ANSIEDADE! PREOCUPAÇÃO!!1!2 Sintomas da Ansiedade Sintomas da Ansiedade Físicos! Palpitações Vertigens Transpiração excessiva

Leia mais

Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o

Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o futuro com esperança. Como o testemunho de vida da

Leia mais

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial Catedral Diocesana de Campina Grande Paróquia nossa Senhora da Conceição II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia Por suas chagas fomos curados, felizes aqueles que crêem sem terem visto.

Leia mais

4.1 IDENTIFICAÇÃO DA ORIGEM DOS SACRAMENTOS Autoria de Luiz Tadeu Dias de Medeiros

4.1 IDENTIFICAÇÃO DA ORIGEM DOS SACRAMENTOS Autoria de Luiz Tadeu Dias de Medeiros 4.1 IDENTIFICAÇÃO DA ORIGEM DOS SACRAMENTOS Autoria de Luiz Tadeu Dias de Medeiros Ser CRISTÃO -> significa acreditar no Deus de Jesus Cristo; mas não é só acreditar -> é esforçar-se para vivenciar: a)

Leia mais

LIÇÃO 3 A SEGUNDA VINDA DE CRISTO O ARREBATAMENTO DA IGREJA. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 3 A SEGUNDA VINDA DE CRISTO O ARREBATAMENTO DA IGREJA. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 3 A SEGUNDA VINDA DE CRISTO O ARREBATAMENTO DA IGREJA Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO O ARREBATAMENTO DA IGREJA O arrebatamento da igreja do Senhor Jesus, será o mais extraordinário

Leia mais

O Deus de Abraão e de Jesus Cristo 2

O Deus de Abraão e de Jesus Cristo 2 O Deus de Abraão e de Jesus Cristo 2 Deus presente na história e na criação O Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo O conhecimento e a relação com Deus avançam em profundidade ao longo da história da Salvação.

Leia mais

A 2 3:18 PNEUMATOLOGIA

A 2 3:18 PNEUMATOLOGIA VASOS DE OURO Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém. 2 Pe. 3:18 PNEUMATOLOGIA OS DONS DO

Leia mais

2º encontro de pais. 2 de fevereiro de 2016

2º encontro de pais. 2 de fevereiro de 2016 2º encontro de pais 2 de fevereiro de 2016 Oração inicial Sinal da cruz OBJETIVOS Dar conhecimento da caminhada da catequese Levar a entender que o Sacramento da Reconciliação, nos faz vivenciar a misericórdia

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Piedade

Colégio Nossa Senhora da Piedade Colégio Nossa Senhora da Piedade Dados de identificação: Curso: Ensino Fundamental II Série: 6 Ano Professora: Denise dos Santos Silva Rocha Disciplina: Ensino Religioso Ano: 2016. Plano de curso 1-Objetivo

Leia mais

1.1 Recuperar a comunidade (Base do Antigo Israel); 1.2 A nova experiência de Deus: o Abbá (Oração e escuta comunitária da Palavra);

1.1 Recuperar a comunidade (Base do Antigo Israel); 1.2 A nova experiência de Deus: o Abbá (Oração e escuta comunitária da Palavra); Uma nova paróquia Introdução DA: Conversão Pastoral Escolha de outro caminho; Transformar a estrutura paroquial retorno a raiz evangélica; Jesus: modelo (vida e prática); Metodologia: Nele, com Ele e a

Leia mais

Escola Básica e Secundária de Velas. Governo dos Açores. 2º Ciclo ENSINO BÁSICO. Planificação Anual de EMRC. 5 º Ano

Escola Básica e Secundária de Velas. Governo dos Açores. 2º Ciclo ENSINO BÁSICO. Planificação Anual de EMRC. 5 º Ano Governo dos Açores Escola Básica e Secundária de Velas º Ciclo ENSINO BÁSICO Planificação Anual de EMRC 5 º Ano º Periodo Unidade Letiva - Viver juntos Competências chave Metas Curriculares B. Construir

Leia mais

Introdução Traduções e Referências Bíblicas Lição Conceitos Básicos. Lição Criação. Lição 3...

Introdução Traduções e Referências Bíblicas Lição Conceitos Básicos. Lição Criação. Lição 3... SUMÁRIO Introdução... 7 Traduções e Referências Bíblicas... 8 Lição 1... 10 Conceitos Básicos Lição 2... 12 Criação Lição 3... 14 Queda Lição 4... 16 A Promessa do Senhor Lição 5... 18 A Chegada do Salvador

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração SÁBADO DA 34ª SEMANA DO TEMPO COMUM Levantai, ó

Leia mais

Oração preparatória para todos os dias da Novena. Oh! Sagrados Corações Unidos de Jesus e de Maria!

Oração preparatória para todos os dias da Novena. Oh! Sagrados Corações Unidos de Jesus e de Maria! NOVENA AOS SAGRADOS CORAÇÕES UNIDOS DE JESUS E DE MARIA (Em 2017, se inicia na quarta-feira, 14 de junho) Oração preparatória para todos os dias da Novena Eu sinto alegria imensa e confiança sem limites,

Leia mais

#SEMANA_01 DEVOCIONAIS: 21 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃO. Campanha 21 dias de Jejum e Oração

#SEMANA_01 DEVOCIONAIS: 21 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃO. Campanha 21 dias de Jejum e Oração #SEMANA_01 DEVOCIONAIS: 21 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃO Campanha 21 dias de Jejum e Oração #DIA 01 TEXTO BÍBLICO: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus (Mateus 4:4). APLICAÇÃO:

Leia mais

Módulo III O que anuncia a Catequese?

Módulo III O que anuncia a Catequese? Módulo III O que anuncia a Catequese? Diocese de Aveiro Objectivos Tomar consciência da realidade complexa do ser humano a quem levamos, hoje, uma Boa Nova. Compreender a importância da Sagrada Escritura

Leia mais

PLANEJAMENTO Disciplina: Ensino Religioso Série: 7º ano Prof.:Cristiano Souza 1ª UNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES

PLANEJAMENTO Disciplina: Ensino Religioso Série: 7º ano Prof.:Cristiano Souza 1ª UNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES Disciplina: Ensino Religioso Série: 7º ano Prof.:Cristiano Souza 1ª UNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES O homem e sua relação com o Transcendente LIDERANÇA CHAMADOS PARA FORMAR UMA NAÇÃO Favorecer

Leia mais

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS Pe. Nilton César Boni, cmf NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS EDITORA AVE-MARIA Apresentação Aos membros da família cristã podem aplicar-se de modo particular as palavras com que Cristo promete a sua

Leia mais

Gloria in excelsis Deo - O Cântico dos Anjos

Gloria in excelsis Deo - O Cântico dos Anjos Gloria in excelsis Deo - O Cântico dos Anjos Lucas 2.14 Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens aos quais ele concede o seu favor. O coral dos anjos É pena que não nos impressiona, mas o que

Leia mais

O Filho do Homem veio para servir e dar a vida por muitos. (Mc 10,45) Roteiro de Oração. na Vida Diária

O Filho do Homem veio para servir e dar a vida por muitos. (Mc 10,45) Roteiro de Oração. na Vida Diária O Filho do Homem veio para servir e dar a vida por muitos. (Mc 10,45) Roteiro de Oração Edição 71 - Fevereiro 2015 Neste mês de Fevereiro, somos convidados a viver um tempo novo na liturgia da Igreja.

Leia mais

G C D G Assim que a tua glória revelar-se, Senhor, perante a história, D E Am D G Tua face contemplarei e satisfeito pra sempre eu ficarei.

G C D G Assim que a tua glória revelar-se, Senhor, perante a história, D E Am D G Tua face contemplarei e satisfeito pra sempre eu ficarei. BERTUR 15º OMINGO O TEMPO COMUM NO C G C G ssim que a tua glória revelar-se, Senhor, perante a história, E m G Tua face contemplarei e satisfeito pra sempre eu ficarei. G Em m 1. legrai-vos no Senhor!

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Sábado da 11ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Ó Deus, força

Leia mais

Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula Jardim (3 a 5 anos)

Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula Jardim (3 a 5 anos) Centro Espírita Ismênia de Jesus Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula Jardim (3 a 5 anos) Plano de Aula 05 Educadora: Edma e Priscila Dia: 14/03/2016 Horário: 20h as 21h Título: Pai Nosso

Leia mais

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA 04-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Porque é que o Filho de Deus se fez homem? para nossa salvação,

Leia mais

A esperança segundo a Bíblia. Devocional. Russell Shedd

A esperança segundo a Bíblia. Devocional. Russell Shedd Devocional A esperança segundo a Bíblia A Bíblia inspira esperança. De Gênesis a Apocalipse, há uma corrente animadora de antecipação. A catástrofe no Jardim do Éden provocou a ira de Deus contra os culpados

Leia mais

TRINDADE O DEUS TRIUNO DO CRISTIANISMO

TRINDADE O DEUS TRIUNO DO CRISTIANISMO TRINDADE O DEUS TRIUNO DO CRISTIANISMO Jörg Garbers Ms. De Teologia O QUE SIGNIFICA O TERMO? A palavra triuno pode ser facilmente subdividida em duas palavras: tri uno. Três elementos que formam uma unidade.

Leia mais

A TRANSMISSÃO DA REVELAÇÃO DIVINA Catequese com adultos Chave de Bronze

A TRANSMISSÃO DA REVELAÇÃO DIVINA Catequese com adultos Chave de Bronze A TRANSMISSÃO DA REVELAÇÃO DIVINA 12-11-2011 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Semana Passada Transmitir 1.enviar de um lugar a outro 2. fazer chegar a; conduzir; transportar 3. transferir para

Leia mais

O calvário da humanidade!

O calvário da humanidade! O calvário da humanidade! Queridos filhos, confiai no Senhor. Ele enxugará vossas lágrimas e vereis a transformação da terra. [ ] O calvário da humanidade começará em uma sexta-feira, mas a vitória de

Leia mais

1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35

1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35 1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35 Senhor Jesus, Tu tens palavras de vida eterna e Tu revelas-te a nós como Pão da vida

Leia mais

Prof. Davi Merkh. Buscai, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus, e Sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas Mt 6.

Prof. Davi Merkh. Buscai, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus, e Sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas Mt 6. O JOVEM E SEU FUTURO: Construindo uma Vida com Propósito O Jovem e Seu Futuro 1. O Jovem com Propósito (Gn 1) 2. O Jovem e Seu Futuro Lar (Gn 2) 3. O Jovem e a Vontade de Deus Prof. Davi Merkh Buscai,

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO [ORGANIZAÇÃO]

ADMINISTRAÇÃO [ORGANIZAÇÃO] OS DONS ESPIRITUAIS ADMINISTRAÇÃO [ORGANIZAÇÃO] Êx 18.13-27; At 27.11; 1Co 12.28, Entender os objetivos a curto e a longo prazo de uma determinada parte do trabalho da igreja e elaborar planos eficientes

Leia mais

Santa Missa. Mestre Raimundo Irineu Serra

Santa Missa. Mestre Raimundo Irineu Serra Santa Missa Mestre Raimundo Irineu Serra 1. SENHOR AMADO Para os tempos que estavas no mundo Mandaram te chamar Na casa da Mãe Santíssima Pra ti pra ti te apresentar Senhora Mãe Santíssima Eu vim me apresentar

Leia mais

HAMARTIOLOGIA: DOUTRINA DO PECADO

HAMARTIOLOGIA: DOUTRINA DO PECADO HAMARTIOLOGIA: DOUTRINA DO PECADO I - A ORIGEM DO PECADO 1. Em relação a Deus. Em Seu plano permitiu que suas criaturas (anjos e homens) tivessem a liberdade (livre arbítrio) de viver em amor e obediência

Leia mais

A Santa Sé HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II. Igreja do "Gesù" 31 de Dezembro de 1982

A Santa Sé HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II. Igreja do Gesù 31 de Dezembro de 1982 A Santa Sé TE DEUM DE AGRADECIMENTO NO ENCERRAMENTO DO ANO 1982 HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II Igreja do "Gesù" 31 de Dezembro de 1982 1. "Filhinhos, é a última hora" (1 Jo. 2, 18). Com estas palavras inicia

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Sexta-feira da 7ª Semana da Páscoa Ó Deus, pela

Leia mais

ITINERÁRIO CATEQUÉTICO. Iniciação à vida cristã: Um processo de inspiração catecumenal

ITINERÁRIO CATEQUÉTICO. Iniciação à vida cristã: Um processo de inspiração catecumenal ITINERÁRIO CATEQUÉTICO Iniciação à vida cristã: Um processo de inspiração catecumenal COMO É PROPOSTO O PROCESSO CATEQUÉTICO NO ITINERÁRIO? O Itinerário orienta a construção do processo catequético conforme

Leia mais

Tenham fé em Deus. Eu garanto a vocês: se alguém disser a esta montanha: Levante-se e jogue-se no mar, e não duvidar no seu coração, mas acreditar

Tenham fé em Deus. Eu garanto a vocês: se alguém disser a esta montanha: Levante-se e jogue-se no mar, e não duvidar no seu coração, mas acreditar Sempre maior fé Tenham fé em Deus. Eu garanto a vocês: se alguém disser a esta montanha: Levante-se e jogue-se no mar, e não duvidar no seu coração, mas acreditar que isso vai acontecer, assim acontecerá.

Leia mais

37. SABER O NOME DE DEUS DEUS É MISTÉRIO NOSSA PRECE QUE SOBE AOS CÉUS NÃO MAIS SENTIR A PRESENÇA DE DEUS

37. SABER O NOME DE DEUS DEUS É MISTÉRIO NOSSA PRECE QUE SOBE AOS CÉUS NÃO MAIS SENTIR A PRESENÇA DE DEUS Índice 1. UM ANJO JUNTO À FONTE... 5 2. DESCENDÊNCIA ABENÇOADA... 6 3. ESCUTA-NOS NA AFLIÇÃO... 7 4. ALERTA-NOS NO PECADO... 8 5. ESCUTA A VOZ DOS PEQUENINOS... 9 6. CHAMA-NOS CONSTANTEMENTE... 10 7. DEUS

Leia mais

Dinâmica e estrutura do discipulado. Ademir Ifanger

Dinâmica e estrutura do discipulado. Ademir Ifanger Dinâmica e estrutura do discipulado Ide, pregai o evangelho e fazei discípulos, constitui a essência do mandato de Jesus Cristo. Existem duas razões fundamentais no discipulado cristão: 1. Levar o discípulo

Leia mais

ASCENSÃO DO SENHOR. «Elevou-Se à vista deles»

ASCENSÃO DO SENHOR. «Elevou-Se à vista deles» ASCENSÃO DO SENHOR LEITURA I Actos 1, 1-11 Leitura dos Actos dos Apóstolos «Elevou-Se à vista deles» No meu primeiro livro, ó Teófilo, narrei todas as coisas que Jesus começou a fazer e a ensinar, desde

Leia mais

Teologia Sistemática

Teologia Sistemática Teologia Sistemática Patriarcado de Lisboa Instituto Diocesano de Formação Cristã Escola de Leigos 1º Semestre 2014/2015 Docente: Juan Ambrosio Fernando Catarino Tema da sessão Lumen Gentium 1. Aspetos

Leia mais

A NECESSIDADE DE ORAÇÃO DA IGREJA

A NECESSIDADE DE ORAÇÃO DA IGREJA A NECESSIDADE DE ORAÇÃO DA IGREJA I - O QUE É ORAÇÃO? Biblicamente falando, oração é a comunhão expressa do ser criado para com o seu Criador, como a manifestação de dependência carinhosa do filho ao seu

Leia mais

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI)

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) Teologia Bíblica da Missão de Deus RELEMBRAR A MISSÃO NOS EVANGELHOS 1. Jesus Cristo homem é o exemplo padrão para o exercício da Missão de Deus (intimidade

Leia mais

Escrito por Pe. Luís Maurício Seg, 10 de Novembro de :27 - Última atualização Dom, 23 de Novembro de :50

Escrito por Pe. Luís Maurício Seg, 10 de Novembro de :27 - Última atualização Dom, 23 de Novembro de :50 Meus irmãos e minhas irmãs, que alegria nos reunirmos neste dia de hoje, no Senhor nosso Deus, dia dedicado à reflexão dos irmãos e irmãs falecidos, para celebrarmos a Eucaristia! Algumas semanas atrás,

Leia mais

Terço da Comunidade Filhos do Céu

Terço da Comunidade Filhos do Céu Terço da Comunidade Filhos do Céu O TERÇO O terço foi criado pelo fundador da comunidade Afonso Silva ( Painho ) para ser utilizado pelos consagrados e filhos na própria Comunidade Filhos do Céu que ao

Leia mais

1º dia: Ó Consoladora dos Aflitos

1º dia: Ó Consoladora dos Aflitos NOVENA À NOSSA SENHORA DE CARAVAGGIO 1º dia: Ó Consoladora dos Aflitos Vós que consolastes a pobre Joaneta em meio à sua aflição familiar, concedei a graça que tanto necessito, intercedendo junto a Jesus

Leia mais

MENSAGEM Produzido e Realizado por Rev. Onofre Machado Ramos

MENSAGEM Produzido e Realizado por Rev. Onofre Machado Ramos MENSAGEM Produzido e Realizado por Rev. Onofre Machado Ramos Leitura 1 Timóteo 2.1-7 I Primeira a Timóteo dois De 1 a 7 se lê São Paulo exortando que Se pratique a oração A súplica, a intercessão Além

Leia mais

Olhai os lírios do campo Olhai as aves do céu

Olhai os lírios do campo Olhai as aves do céu Olhai os lírios do campo Olhai as aves do céu No Evangelho de hoje, Jesus ensina-nos a não nos preocuparmos com as coisas que queremos ter, mas darmos atenção às coisas importantes da vida: - admirarmos

Leia mais

ADMONIÇÃO INICIAL (ROSA)

ADMONIÇÃO INICIAL (ROSA) ADMONIÇÃO INICIAL (ROSA) Hoje encontramo-nos aqui reunidos para celebrar a Festa das Bem-Aventuranças. Bem Aventurado quer dizer FELIZ e buscar a vontade de Deus é ser Bem-Aventurado. Eis que Jesus, ao

Leia mais

Para a compreensão da providência divina, busca-se fundamentos para o agir de Deus na criação:

Para a compreensão da providência divina, busca-se fundamentos para o agir de Deus na criação: TEOLOGIA PARA LEIGOS CAXIAS DO SUL Módulo: antropologia Tema: Providência divina Por isso, eu vos digo: não vos preocupeis com a vossa vida quanto ao que haveis de comer, nem com o corpo quanto ao que

Leia mais

CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA

CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA 17-03-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze A Igreja no desígnio de Deus O que significa a palavra Igreja? Designa o povo que Deus convoca e reúne de todos os

Leia mais