RECURSO ESPECIAL E EXTRAORDINÁRIO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RECURSO ESPECIAL E EXTRAORDINÁRIO"

Transcrição

1 RECURSO ESPECIAL E EXTRAORDINÁRIO Os recursos Especiais e Extraordinários são aqueles denominados de estrito direito, excepcionais, através dos quais se busca o prevalecimento da ordem constitucional (no extraordinário) e a unidade e integridade do direito federal infraconstitucional, em todo o território nacional (no caso do especial). Significa que, através do Recurso Especial, se colima que não sobreviva decisão que tenha violado lei federal (105, alínea a ), nem que sobrevivam simultaneamente interpretações diferentes das mesmas leis federais (alínea c ). A alínea b é de rara aplicação, pois aborda a hipótese de que a decisão recorrida tenha julgado válido ato de governo local contestado em face de lei federal. Na verdade são REsp e RExtr similares, inclusive no formato, sendo, contudo diferentes no tocante ao objeto do julgamento de um e de outro. Apesar da proximidade destes recursos, o cabimento deles está nitidamente diferenciado na CF, sendo inviável interpor um pelo outro e invocar o princípio da fungibilidade. Essa troca caracteriza erro grosseiro, impedindo o conhecimento do recurso. A tutela da constituição a cargo do STF e do direito federal atribuída ao STJ via Resp. A sucumbência pura e simples não é suficiente para ensejar o REsp. ou Rextr.. No dizer de Frederico Marques exige-se, a sucumbência e um plus que a lei processual determina e especifica. Características comuns ao RESp. e REXTR. prévio esgotamento das instâncias ordinárias; É corolário das expressões: causas decididas (art. 102, III e 105, III-CF). Significa dizer: o exercício dos recursos excepcionais pressupõe a preclusão consumativa quanto aos recursos cabíveis nas instâncias inferiores. Súmula É inadmissível o recurso extraordinário, quando couber, na Justiça de origem, recurso ordinário da decisão impugnada. (D.C.; D. Proc. Civ.; STF.)

2 Súmula É inadmissível o recurso extraordinário, quando não ventilada, na decisão recorrida, a questão federal suscitada. (D.C.; D. Proc. Civ.; STF.) não visam à correção de injustiça do julgado; Apesar do choque da expressão à primeira vista, é compreensível dentro do sistema. Os Tribunais aos quais são dirigidos são as Cortes Supremas do país, encarregadas de manter a unidade de interpretação da lei federal e do direito constitucional, não se afigurando os RE e o Resp. em meras possibilidades de impugnação da decisão. não servem a mera revisão de matéria de fato; Significa que a mera sucumbência, como já dito anteriormente, não dá azo à interposição dos recursos excepcionais. Tal afirmativa encontra respaldo nas Súmulas: STJ Simples interpretação de cláusula contratual não enseja recurso especial. STJ 07 -Pretensão de simples reexame de prova não enseja recurso especial. STF Para simples reexame de prova não cabe recurso extraordinário. STF Simples interpretação de cláusulas contratuais não dá lugar a recurso extraordinário. sistema desdobrado ou bipartido de admissibilidade; Conseqüência do disposto no CPC. Art Recebida a petição pela secretaria do tribunal, será intimado o recorrido, abrindose-lhe vista, para apresentar contra-razões. 1º. Findo esse prazo, serão os autos conclusos para admissão ou não do recurso, no prazo de quinze dias, em decisão fundamentada. 2º. Os recursos extraordinário e especial serão recebidos no efeito devolutivo.

3 3º. O recurso extraordinário, ou o recurso especial, quando interpostos contra decisão interlocutória em processo de conhecimento, cautelar, ou embargos à execução ficará retido nos autos e somente será processado se o reiterar a parte, no prazo para a interposição do recurso contra a decisão final, ou para as contra-razões. O juízo de admissibilidade dúplice não tem caráter vinculante. Num primeiro momento é exercido pelo Presidente ou Vice-presidente do Tribunal recorrido; num segundo momento pelo Ministro relator e, finalmente, pelo órgão colegiado, antes do julgamento da Turma. - fundamentos específicos de admissibilidade estão na CF e não no CPC; Circunstância reveladora de que os recursos extraordinário e especial pertencem à classe dos excepcionais, igualmente reside em que seus pressupostos são dados pela CF e não no CPC. Não basta a simples sucumbência, mas se exige um plus consistente na questão constitucional ou federal. São meios de controle da constitucionalidade e da validade e inteireza positiva e uniformidade do direito federal. O CPC aborda apenas questões procedimentais. (prazo, modo de interposição, contraditório, juízo de admissibilidade, agravo) Recurso Especial e Extraordinário- permissivos constitucionais: (arts. 102, III e 105, III) As hipóteses de cabimento do RECURSO EXTRAORDINÁRIO, ou, alternativamente, seus requisitos específicos de admissibilidade, estão previstos no art. 102, III, da CF, cuja dicção é a seguinte: "Art Compete ao Supremo Tribunal Federal, precipuamente, a guarda da Constituição, cabendo-lhe (...) III - julgar, mediante recurso extraordinário, as causas decididas em única ou última instância, quando a decisão recorrida: a) contrariar dispositivo desta Constituição; b) declarar a inconstitucionalidade de tratado ou lei federal;

4 c) julgar válida lei ou ato de governo local contestado em face desta Constituição. d) julgar válida lei local contestada em face de lei federal. (Incluída pela Emenda Constitucional nº 45, de 2004) REPERCUSSÃO GERAL - APRESENTAÇÃO A Emenda Constitucional 45/2004 incluiu entre os pressupostos de admissibilidade dos recursos extraordinários a exigência de repercussão geral da questão constitucional suscitada, regulada mediante alterações no Código de Processo Civil e no Regimento Interno do Supremo Tribunal Federal. As características do novo instituto demandam comunicação mais direta entre os órgãos do Poder Judiciário, principalmente no compartilhamento de informações sobre os temas em julgamento e feitos sobrestados e na sistematização das decisões e das ações necessárias à plena efetividade e à uniformização de procedimentos. Neste sentido, esta sistematização de informações destina-se a auxiliar na padronização de procedimentos no âmbito do Supremo Tribunal Federal e dos demais órgãos do Poder Judiciário, de forma a atender os objetivos da reforma constitucional e a garantir a racionalidade dos trabalhos e a segurança dos jurisdicionados, destinatários maiores da mudança que ora se opera. FUNDAMENTOS * CF/88, artigo 102, 3º, acrescido pela Emenda Constitucional nº 45/04. * CPC, artigos 543-A e 543-B, acrescidos pela Lei nº /06. * RISTF, Artigos nºs 322-A e 328, com a redação da Emenda Regimental nº 21/2007. Artigo nº 328-A, com a redação da Emenda Regimental nº 23/08 e da Emenda Regimental nº 27/2008. Artigo nº 13, com a redação da Emenda Regimental nº 24/2008 e da Emenda Regimental nº 29/2009. Artigo nº 324, com a redação da Emenda Regimental nº 31/2009. * Portaria 138/2009 da Presidência do STF. FINALIDADES Delimitar a competência do STF, no julgamento de recursos extraordinários, às questões constitucionais com relevância social, política, econômica ou jurídica, que transcendam os interesses subjetivos da causa.

5 Uniformizar a interpretação constitucional sem exigir que o STF decida múltiplos casos idênticos sobre a mesma questão constitucional. NATUREZA E COMPETÊNCIA PARA O EXAME A existência da repercussão geral da questão constitucional suscitada é pressuposto de admissibilidade de todos os recursos extraordinários, inclusive em matéria penal. Exige-se preliminar formal de repercussão geral, sob pena de não ser admitido o recurso extraordinário. A verificação da existência da preliminar formal é de competência concorrente do Tribunal, Turma Recursal ou Turma de Uniformização de origem e do STF. A análise sobre a existência ou não da repercussão geral, inclusive o reconhecimento de presunção legal de repercussão geral, é de competência exclusiva do STF. Importante: Haverá a necessidade de se demonstrar a repercussão geral das questões discutidas no caso nos termos do parágrafo terceiro do inciso III, do artigo 102, da CF. Exercício de argumentação e retórica. (Incluída pela Emenda Constitucional nº 45, de 2004 e regulada pela Lei /2006, cuja íntegra segue atachada) Hipóteses de Cabimento do Recurso Especial. Igualmente, no que tange ao Recurso Especial, é na CF, em seu art. 105, III, que se encontram preconizados os respectivos requisitos de cabimento: Art Compete ao Superior Tribunal de Justiça: III - julgar, em recurso especial, as causas decididas, em única ou última instância, pelos Tribunais Regionais Federais ou pelos tribunais dos Estados, do Distrito Federal e Territórios, quando a decisão recorrida: a) contrariar tratado ou lei federal, ou negar-lhes vigência; b) julgar válido ato de governo local contestado em face de lei federal;(redação dada pela Emenda Constitucional nº 45, de 2004) c) der a lei federal interpretação divergente da que lhe haja atribuído outro tribunal. Lei /2008, de , regula o processamento de Resp com multiplicidade e identidade de causas. (texto anexo, incluiu 543-C, CPC) Súmulas importantes:

6 05 - Simples interpretação de cláusula contratual não enseja recurso especial. 7 - Pretensão de simples reexame de prova não enseja recurso especial Cabe Recurso Especial contra acórdão proferido no julgamento de Agravo de Instrumento A decisão que admite, ou não, o recurso especial, deve ser fundamentada, com exame dos seus pressupostos gerais e constitucionais. Requisitos da peça recursal estão previstos no art. 541 do CPC, que conterão : Petição (ou petições, quando for cabível o RExtr. também) dirigida ao Presidente ou Vice-presidente do tribunal recorrido. (No TJPR o direcionamento e competência para análise da admissibilidade são do 1º Vice-Presidente) I - exposição do fato e do direito; II - demonstração do cabimento do recurso interposto; mais importante - observar o contido no art. 255 do RISTJ - transcrever o acórdão paradigma e as circunstâncias que identifiquem ou assemelhem os casos confrontados. III - as razões do pedido de reforma da decisão recorrida. Parágrafo único. Quando o recurso fundar-se em dissídio jurisprudencial, o recorrente fará a prova da divergência mediante certidão, cópia autenticada ou pela citação do repositório de jurisprudência, oficial ou credenciado, inclusive em mídia eletrônica, em que tiver sido publicada a decisão divergente, ou ainda pela reprodução de julgado disponível na Internet, com indicação da respectiva fonte, mencionando, em qualquer caso, as circunstâncias que identifiquem ou assemelhem os casos confrontados. (NR) (Lei nº de 07/08/06) Recomenda-se que a petição siga os incisos do artigo 541, a fim de demonstrar o cabimento do recurso. Em se tratando de Recurso Extraordinário, segundo os termos da Resolução 309, de 31 de agosto de 2005, bem como as demais petições dirigidas ao STF, deverá obedecer a uma margem esquerda de no mínimo três centímetros, utilizar papel A 4 e indicar o CPF ou CNPJ do peticionante. (publicada no DJU de 19/09/2005) A REPERCUSSÃO GERAL No caso do Recurso Extraordinário, é imprescindível a demonstração em destaque na petição de interposição, de forma preliminar ao mérito do recurso, da

7 repercussão geral das questões discutidas no caso, nos termos do parágrafo terceiro do inciso III, do artigo 102 da CF. Tal dispositivo foi regulamentado pela Lei , de , que incluiu o artigo 543-A no CPC, de leitura indispensável para a compreensão da questão. Trata-se da demonstração da relevância econômica, política, social ou jurídica, que ultrapassem os interesses subjetivos da causa. (ver artigos encaminhados em anexo) O reconhecimento da admissibilidade pelo Tribunal a quo não vincula o ad quem, que poderá inadmiti-lo. (juízo de admissibilidade desdobrado ou bipartido) Imprescindível a expressa indicação, em tópico apartado, da repercussão geral. PRAZO e PREPARO 15 dias para a interposição e também para apresentação das contra-razões. O preparo, além do pagamento do porte de remessa e retorno dos autos, é necessário em ambos os recursos. No caso do Extraordinário, segundo a Resolução 352 de do STF, a importância do preparo é de R$ 110,28 e no caso do Recurso Especial o preparo foi instituído pela Lei /2007 e de acordo com a Resolução 01/2008 do STJ, a partir de o preparo é de R$ 100,00. EFEITO Meramente devolutivo (542, 2º) Eventualmente poderá ser pretendido, através de MC preparatória ou incidental, o efeito suspensivo. Neste caso o relator do REsp aprecia o pedido liminar (presença dos pressupostos) e, após, nos termos do art. 34, V e VI do RISTJ à reapreciação da Turma. EMBARGOS INFRINGENTES E RECURSO ESPECIAL

8 Anteriormente a alteração legislativa implantada pela Lei nº , na parte onde não existira divergência a parte, desde logo e em sendo cabível, deveria interpor Recurso Especial, sob pena de preclusão. Súmula 355 STF Em caso de Embargos Infringentes parciais, é tardio o recurso extraordinário interposto após o julgamento dos embargos, quanto à parte da decisão embargada que não fora por eles abrangida. Súmula 354 STF Em caso de embargos infringentes parciais, é definitiva a parte da decisão embargada em que não houve divergência na votação. Considerando-se a Súmula 169 STJ São inadmissíveis embargos infringentes no processo de mandado de segurança. É imprescindível, pois que, desde logo, se lance mão do Recurso Especial. Atualmente não mais é necessário este cuidado, porquanto a alteração do artigo 498 do CPC, expressamente indica que o prazo para Resp e Rextr fica sobrestado até o julgamento da parte não unânime. Decisão proferida por Tribunal. pelos Tribunais Regionais Federais ou pelos tribunais dos Estados, do Distrito Federal e Territórios, quando a decisão recorrida (Resp art. 105, III) OU Única ou última instância (Rextr art. 102, III). Não cabe Recurso Especial, portanto, de decisões proferidas por turmas de recursos dos Juizados Especiais. (caberá eventualmente Recurso Extraordinário, porquanto não aborda a restrição do inciso III do ainda que decisão de tribunal não se trate) Caberá eventualmente Recurso Extraordinário, porquanto não aborda a restrição do inciso III do ainda que decisão de tribunal não se trate)

9 Tramita pelo Congresso, proposta de emenda constitucional, visando estender a exigência contida no artigo 105 para o art. 102 da CF. (PEC 96-A, apensa as PECs 112-A-95, 368-A-96 e 500-A/97). Aprovada, não mais haverá hipótese de cabimento de Rextr. Das decisões das Turmas recursais dos Juizados Especiais. Prequestionamento É imprescindível ao conhecimento do Resp pelo STJ que a questão federal tenha sido decidida (argüida, debatida e tratada) pelo acórdão recorrido, assim como, no caso do REXTR. a questão constitucional. Súmula 282 STF: É inadmissível o recurso extraordinário quando não ventilada, na decisão recorrida, a questão federal. anterior a criação do STJ. Se a questão federal, a despeito de ser suscitada, não tiver sido apreciada, há omissão, suprível pela oposição de embargos declaratórios (art. 535, II), para forçar a decisão do Tribunal local a seu respeito, pois, se houve omissão ou contradição, é dever do tribunal saná-las. Súmula 98 STJ: Embargos declaratórios manifestados com notório propósito de prequestionamento não tem caráter protelatório. Súmula 211 STJ: Inadmissível recurso especial quanto à questão que, a despeito da oposição de embargos declaratórios, não foi apreciada pelo tribunal a quo. Poderá ainda a parte prejudicada interpor Recurso Especial com base na infringência ao art. 535, II CPC, pleiteando a anulação do julgado e postulando que outro seja proferido. Decisão comporta ambos os recursos Ambos devem ser interpostos, sob pena, inclusive, de ter prejudicado o conhecimento do Recurso Especial. Súmula STJ 126: É inadmissível recurso especial, quando o acórdão recorrido assenta em fundamentos constitucional e infraconstitucional, qualquer deles

10 suficiente, por si só, para mantê-lo, e a parte vencida não manifesta recurso extraordinário. Resp e Rextr retidos O art º do CPC, expressamente indica que, nas hipóteses de Resp ou Rextr. De decisão interlocutória em processo de conhecimento, cautelar ou embargos a execução, estes ficarão retidos nos autos, somente se processando havendo reiteração da parte no prazo para a interposição do recurso contra a decisão final, ou ainda nas contra-razões, evitando assim a preclusão da matéria (muitas vezes de relevância). Processamento. Caberá ao órgão julgador do STF (qualquer de suas duas turmas), antes de apreciar o mérito da questão, apreciar primeiro se o recurso é cabível (art. 560 CPC e 324 do RISTF) Procedendo ao STF o julgamento do recurso (mérito) esta decisão substitui a decisão recorrida, salvo na hipótese de anulação do julgado por erro de procedimento, quando ocorre a devolução ao tribunal de origem para nova decisão. RISTJ - CAPÍTULO II DO RECURSO ESPECIAL Art O recurso especial será interposto na forma e no prazo estabelecido na legislação processual vigente, e recebido no efeito devolutivo. 1º. A comprovação de divergência, nos casos de recursos fundados na alínea "c" do inciso III do artigo 105 da Constituição, será feita: a) por certidões ou cópias autenticadas dos acórdãos apontados, discordantes da interpretação de lei federal adotada pelo recorrido; b) pela citação de repositório oficial, autorizado ou credenciado, em que os mesmos se achem publicados. 2º. Em qualquer caso, o recorrente deverá transcrever os trechos dos acórdãos que configurem o dissídio, mencionando as circunstâncias que identifiquem ou assemelhem os casos confrontados. 3º. São repositórios oficiais de jurisprudência, para o fim do 1º, "b", deste artigo, a Revista Trimestral de Jurisprudência do Supremo Tribunal Federal, a Revista do Superior Tribunal de Justiça e a Revista do Tribunal Federal de Recursos, e, autorizados ou credenciados, os habilitados na forma do artigo 134 e seu parágrafo único deste Regimento.

11 Art Distribuído o recurso, o relator, após vista ao Ministério Público, se necessário, pelo prazo de vinte dias, pedirá dia para julgamento, sem prejuízo da atribuição que lhe confere o artigo 34, parágrafo único. Art No julgamento do recurso especial, verificar-se-á, preliminarmente, se o recurso é cabível. Decidida a preliminar pela negativa, a Turma não conhecerá do recurso; se pela afirmativa, julgará a causa, aplicando o direito à espécie

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA RECURSOS ESPECIAL E EXTRAORDINÁRIO

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA RECURSOS ESPECIAL E EXTRAORDINÁRIO RECURSOS ESPECIAL E EXTRAORDINÁRIO O Recurso Especial é interposto contra acórdão que desrespeita matéria infraconstitucional. O Recurso Extraordinário, contra acórdão que violar a Constituição Federal.

Leia mais

Recurso Especial. Superior Tribunal de Justiça - STJ

Recurso Especial. Superior Tribunal de Justiça - STJ Recurso Especial Superior Tribunal de Justiça - STJ Recurso especial Fonte: Portal do Supremo Tribunal Federal www.stf.jus.br. Descrição do Verbete: Recurso ao Superior Tribunal de Justiça, de caráter

Leia mais

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA OFICINA DO NOVO CPC EMBARGOS DE DECLARAÇÃO

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA OFICINA DO NOVO CPC EMBARGOS DE DECLARAÇÃO OFICINA DO NOVO CPC EMBARGOS DE DECLARAÇÃO Artigos 1.022 a 1.026 do Código de Processo Civil 1. Conceito Os embargos declaratórios são opostos contra qualquer decisão que contenha obscuridade, omissão,

Leia mais

RECURSO ORDINÁRIO. Recurso Ordinário

RECURSO ORDINÁRIO. Recurso Ordinário RECURSO ORDINÁRIO Conceito: Os recursos ordinários são os recursos cabíveis para impugnar decisões havidas nos casos previstos no art. 1.027 do CPC. Apesar de serem julgados pelo Supremo Tribunal Federal

Leia mais

A lei alterou de certa forma a aplicação dos embargos infringentes, passando o CPC a dispor:

A lei alterou de certa forma a aplicação dos embargos infringentes, passando o CPC a dispor: A essência dos embargos infringentes Valter Nilton Felix Se há votos vencidos, talvez o mérito pudesse ser outro, a sentença merece revisão, quem sabe a decisão tenha sido equivocada, a parte vencida pode

Leia mais

TEORIA GERAL DOS RECURSOS

TEORIA GERAL DOS RECURSOS TEORIA GERAL DOS RECURSOS FUNDAMENTO, CONCEITO E NATUREZA JURIDICA Fundamentos: A necessidade psicológica do vencido irresignação natural da parte A falibidade humana do julgador Razões históricas do próprio

Leia mais

Temos ainda um Juízo de admissibilidade (a quo) e um Juízo de julgamento (ad quem).

Temos ainda um Juízo de admissibilidade (a quo) e um Juízo de julgamento (ad quem). PARTE II TEORIA GERAL DOS RECURSOS Conceito: Recurso é o direito que a parte vencida ou o terceiro prejudicado possui de, uma vez atendidos os pressupostos de admissibilidade, submeter a matéria contida

Leia mais

LEGALE FORMAÇÃO DO ADVOGADO ATÉ 2 ANOS DE OAB

LEGALE FORMAÇÃO DO ADVOGADO ATÉ 2 ANOS DE OAB LEGALE FORMAÇÃO DO ADVOGADO ATÉ 2 ANOS DE OAB Recurso de Revista / Embargos no TST / Professor: Rogério Martir Recurso Extraordinário Doutorando em Ciências Jurídicas e Sociais, Advogado militante e especializado

Leia mais

O CONGRESSO NACIONAL decreta:

O CONGRESSO NACIONAL decreta: TEXTO FINAL PROJETO DE LEI DA CÂMARA Nº 63, DE 2013 (Nº 2.214, DE 2011, NA CASA DE ORIGEM) Altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, para

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE PERNAMBUCO GABINETE DA VICE-PRESIDÊNCIA PORTARIA Nº 02/2009-GVP

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE PERNAMBUCO GABINETE DA VICE-PRESIDÊNCIA PORTARIA Nº 02/2009-GVP PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE PERNAMBUCO GABINETE DA VICE-PRESIDÊNCIA PORTARIA Nº 02/2009-GVP EMENTA: Edita Enunciados, com as respectivas justificativas, a fim de orientar e uniformizar

Leia mais

TÍTULO I DO RECURSO ESPECIAL

TÍTULO I DO RECURSO ESPECIAL ÍNDICE SISTEMÁTICO Obras do Autor... XIII Abreviaturas e Siglas Usadas... XV Apresentação da 7ª edição... XVII Exposição Preliminar... 1 TÍTULO I DO RECURSO ESPECIAL Capítulo I Dos Recursos e seu Desdobramento

Leia mais

RECURSOS TRABALHISTAS MONITOR JEAN LUIZ

RECURSOS TRABALHISTAS MONITOR JEAN LUIZ TRABALHISTAS MONITOR JEAN LUIZ Efeitos dos recursos Conceito- é a forma pela qual a parte pode obter o reexame de uma decisão. Efeitos: Devolutivo- é inerente a todos recurso. Suspensivo- suspende os efeitos

Leia mais

Presidência da República

Presidência da República Presidência da República Casa Civil - Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 13.015, DE 21 JULHO DE 2014. Vigência Altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto- Lei n o 5.452,

Leia mais

NOVO CODIGO DE PROCESSO CIVIL

NOVO CODIGO DE PROCESSO CIVIL NOVO CODIGO DE PROCESSO CIVIL INSTITUTOS IMPORTANTES PARA O MERCADO DE SEGUROS MARCIO MALFATTI NOVEMBRO 2016 DO INCIDENTE DE RESOLUÇÃO DE DEMANDAS REPETITIVAS IRDR DO CABIMENTO Art. 976. É cabível a instauração

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Page 1 of 5 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº13.015, DE 21 JULHO DE 2014. Vigência Altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto-Lei

Leia mais

Ofício n. 855/2016-GPR. Brasília, 1º de junho de 2016.

Ofício n. 855/2016-GPR. Brasília, 1º de junho de 2016. Ofício n. 855/2016-GPR. Brasília, 1º de junho de 2016. Ao Exmo. Sr. Ministro Francisco Falcão Presidente do Superior Tribunal de Justiça Brasília - DF Assunto: Pedido de cancelamento dos enunciados das

Leia mais

SUMÁRIO. Parte I: TEORIA GERAL DOS RECURSOS. Capítulo I Teoria geral dos recursos Modalidades recursais e competência legislativa...

SUMÁRIO. Parte I: TEORIA GERAL DOS RECURSOS. Capítulo I Teoria geral dos recursos Modalidades recursais e competência legislativa... SIGLAS... 25 INTRODUÇÃO... 27 Parte I: TEORIA GERAL DOS RECURSOS Capítulo I Teoria geral dos recursos... 31 1. Introdução e conceito... 31 2. Modalidades recursais e competência legislativa... 32 3. Características...

Leia mais

Teoria Geral dos Recursos 2ª Parte

Teoria Geral dos Recursos 2ª Parte Teoria Geral dos Recursos 2ª Parte Olá pessoal! A prova do TRT/ES está próxima então vamos dar continuidade a nossa aula de recursos no processo do trabalho. Hoje a nossa aula será sobre recursos em espécie

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) DESEMBARGADOR(A) FEDERAL PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA REGIÃO

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) DESEMBARGADOR(A) FEDERAL PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA REGIÃO EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) DESEMBARGADOR(A) FEDERAL PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA REGIÃO Autos nº: Recorrente: Joaquim José da Silva Xavier Recorrido: União Federal Joaquim

Leia mais

AULA 12 RECURSOS TRABALHISTAS DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO PROFª KILMA GALINDO DO NASCIMENTO

AULA 12 RECURSOS TRABALHISTAS DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO PROFª KILMA GALINDO DO NASCIMENTO AULA 12 RECURSOS TRABALHISTAS DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO PROFª KILMA GALINDO DO NASCIMENTO RECURSO ORDINÁRIO Art. 895, CLT - Cabe recurso ordinário para a instância superior: I - das decisões

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Sobre o recurso extraordinário contra decisões proferidas pelo Superior Tribunal de Justiça. Hipóteses de cabimento Marcelo Moura da Conceição * De uma interpretação conjunta dos

Leia mais

Cabimento: 1) alínea do artigo 896 da CLT ou súmula vinculante do Supremo Tribunal Federal;

Cabimento: 1) alínea do artigo 896 da CLT ou súmula vinculante do Supremo Tribunal Federal; Cabimento: 1) alínea a do artigo 896 da CLT derem ao mesmo dispositivo de lei federal interpretação diversa da que lhe houver dado outro Tribunal Regional do Trabalho, no seu Pleno ou Turma, ou a Seção

Leia mais

DISPOSIÇÕES APLICÁVEIS EM CURSO NO JEF. Dra. Fiorella Ignacio Bartalo.

DISPOSIÇÕES APLICÁVEIS EM CURSO NO JEF. Dra. Fiorella Ignacio Bartalo. DISPOSIÇÕES APLICÁVEIS DO NCPC NOS PROCESSOS EM CURSO NO JEF Dra. Fiorella Ignacio Bartalo fiorella@aasp.org.br Artigo 985: Incidente de Resolução de Demandas Repetitivas Julgado o incidente, a tese jurídica

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.215.895 - MT (2010/0183418-1) RELATOR : MINISTRO HUMBERTO MARTINS RECORRENTE : ESTADO DE MATO GROSSO PROCURADOR : ANA CRISTINA COSTA DE ALMEIDA B TEIXEIRA E OUTRO(S) RECORRIDO : TRANSPORTES

Leia mais

PROVA UNIFICADA II UNIDADE. 01) Em relação ao tema Recursos da competência dos tribunais superiores, escolha a alternativa VERDADEIRA:

PROVA UNIFICADA II UNIDADE. 01) Em relação ao tema Recursos da competência dos tribunais superiores, escolha a alternativa VERDADEIRA: CURSO: BACHARELADO EM DIREITO DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL II CÓD. DISCIPLINA: 305613 PROFESSOR (A): CLÍSTENES BEZERRA DE HOLANDA PERÍODO DA DISCIPLINA: 6º PERÍODO TURNO: MANHÃ SEMESTRE: 2016.2

Leia mais

Estudo Dirigido II 1) Conceitue prova no direito processo civil? 2) Quais os recursos existentes contra sentenças? Explique.

Estudo Dirigido II 1) Conceitue prova no direito processo civil? 2) Quais os recursos existentes contra sentenças? Explique. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS CCHL DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DCJ CURSO: BACHARELADO EM DIREITO (NOTURNO) DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL I PROFESSOR: CARLOS

Leia mais

RECURSO DE APELAÇÃO. Pode ser interposto contra qualquer sentença, seja ou não de mérito;

RECURSO DE APELAÇÃO. Pode ser interposto contra qualquer sentença, seja ou não de mérito; RECURSO DE APELAÇÃO O recurso de apelação é a modalidade recursal mais importante no sistema jurídico brasileiro. Através dele se atua o princípio do duplo grau de jurisdição. O Código de Processo Civil

Leia mais

RECURSO EXTRAORDINÁRIO E RECURSO ESPECIAL

RECURSO EXTRAORDINÁRIO E RECURSO ESPECIAL RECURSO EXTRAORDINÁRIO E RECURSO ESPECIAL Recurso Extraordinário e Recurso Especial Recursos extraordinários, excepcionais ou de superposição. Espécies: RecursoextraordinárioparaoSTF(art.102,III,da CF);

Leia mais

O RECURSO EXTRAORDINÁRIO NA NOVA CONSTITUIÇÃO

O RECURSO EXTRAORDINÁRIO NA NOVA CONSTITUIÇÃO O RECURSO EXTRAORDINÁRIO NA NOVA CONSTITUIÇÃO C. A. SILVEIRA LENZI Advogado, Prof. de Direito Processual Civil da UFSC Reduzido às limitações das mudanças do Regimento Interno do Supremo Tribunal Federal,

Leia mais

informando o código 0F1A F06A.D126FB35.

informando o código 0F1A F06A.D126FB35. Nº 193322/2015 PGR - RJMB - Eletrônico Relator: Ministro Celso de Mello Agravante: J. F. Motéis Ltda. Agravado: Caixa Econômica Federal CEF RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO. AUSÊNCIA DE IMPUGNAÇÃO DOS

Leia mais

Quesito avaliado. 5. Fundamentos: Cabimento do recurso: art. 102, III, a e foi interposto tempestivamente (art. 508 do CPC) (0,30);

Quesito avaliado. 5. Fundamentos: Cabimento do recurso: art. 102, III, a e foi interposto tempestivamente (art. 508 do CPC) (0,30); Peça prática Foi proposta uma ação direta de inconstitucionalidade pelo prefeito de um município do Estado X. O Tribunal de Justiça do Estado X julgou tal ação improcedente, tendo o acórdão declarado constitucional

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal RECURSO EXTRAORDINÁRIO 913.836 SÃO PAULO RELATORA RECTE.(S) PROC.(A/S)(ES) RECDO.(A/S) PROC.(A/S)(ES) RECDO.(A/S) ADV.(A/S) : MIN. ROSA WEBER :PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO :PROCURADOR-GERAL

Leia mais

Aula 12. Art Compete ao Supremo Tribunal Federal, precipuamente, a guarda da Constituição, cabendo-lhe:

Aula 12. Art Compete ao Supremo Tribunal Federal, precipuamente, a guarda da Constituição, cabendo-lhe: Turma e Ano: Curso de Direito Processual Civil 2015 módulo B Matéria / Aula: ROC/RESP Aula 12 Professor: Edward Carlyle (Juiz Federal) Monitor: Lino Ribeiro Aula 12 RECURSO ORDINÁRIO CONSTITUCIONAL A palavra

Leia mais

: MIN. DIAS TOFFOLI SÃO PAULO

: MIN. DIAS TOFFOLI SÃO PAULO RECURSO EXTRAORDINÁRIO 731.194 SÃO PAULO RELATOR RECTE.(S) PROC.(A/S)(ES) RECDO.(A/S) PROC.(A/S)(ES) INTDO.(A/S) ADV.(A/S) : MIN. DIAS TOFFOLI :MUNICÍPIO DE SÃO CARLOS :PROCURADOR-GERAL DO MUNICÍPIO DE

Leia mais

Cumprimento provisório da sentença e competência do Juizado Especial Fazendário

Cumprimento provisório da sentença e competência do Juizado Especial Fazendário Cumprimento provisório da sentença e competência do Juizado Especial Fazendário A Lei n 12.153/09, ao disciplinar os Juizados Especiais Fazendários, omitiu-se quanto ao cumprimento da sentença, porém,

Leia mais

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA OFICINA DO NOVO CPC RECURSOS

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA OFICINA DO NOVO CPC RECURSOS OFICINA DO NOVO CPC RECURSOS RECURSO DE APELAÇÃO Artigos 1.009 a 1.014 do Código de Processo Civil 1. Recurso de Apelação Conceito Cabe recurso de apelação contra a sentença do juiz que põe fim à fase

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Recursos III agravo de instrumento e embargos de declaração. Prof. Andre Roque

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Recursos III agravo de instrumento e embargos de declaração. Prof. Andre Roque DIREITO PROCESSUAL CIVIL Recursos III agravo de instrumento e embargos de declaração Prof. Andre Roque 1. Agravo de instrumento: cabimento Somente cabe AI das decisões interlocutórias do CPC, 1015 I -

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DO BRASIL ESCOLA DE DIREITO E RELAÇÕES INTERNACIONAIS CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO 10º PERÍODO NIVELAMENTO RECURSO DE REVISTA

FACULDADES INTEGRADAS DO BRASIL ESCOLA DE DIREITO E RELAÇÕES INTERNACIONAIS CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO 10º PERÍODO NIVELAMENTO RECURSO DE REVISTA FACULDADES INTEGRADAS DO BRASIL ESCOLA DE DIREITO E RELAÇÕES INTERNACIONAIS CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO 10º PERÍODO NIVELAMENTO RECURSO DE REVISTA ESTUDO PROVA OAB FGV QUESTIONAMENTOS E REFLEXÕES PARA

Leia mais

RECURSO EXTRAORDINÁRIO Nº / DF

RECURSO EXTRAORDINÁRIO Nº / DF Procuradoria Geral da República Nº 6584 RJMB / pc RECURSO EXTRAORDINÁRIO Nº 639.566 / DF RELATOR : Ministro LUIZ FUX RECORRENTE: Companhia Vale do Rio Santo Antônio de Minérios VALERISA RECORRIDA : União

Leia mais

NOTAS DOS AUTORES À DÉCIMA SEGUNDA EDIÇÃO... 15

NOTAS DOS AUTORES À DÉCIMA SEGUNDA EDIÇÃO... 15 S NOTAS DOS AUTORES À DÉCIMA SEGUNDA EDIÇÃO... 15 Capítulo I TEORIA DOS RECURSOS... 17 1. Conceito de recurso... 17 2. O princípio do duplo grau de jurisdição... 18 3. O recurso no sistema dos meios de

Leia mais

Teoria Geral do Processo

Teoria Geral do Processo Arno Melo Schlichting Teoria Geral do Processo Concreta - Objetiva - Atual Livro 2 3 a Edição SUMÁRIO Apresentação 9 Identificação 11 Natureza... 13 Objetivo... 13 1 Teoria Geral das Ações 15 1.1 Ação,

Leia mais

AULA 1 10/02/11 A FASE RECURSAL

AULA 1 10/02/11 A FASE RECURSAL AULA 1 10/02/11 A FASE RECURSAL 1 AS FASES DO PROCESSO O processo é composto por uma sucessão de atos reunidos em diversas fases que se sucedem: fase postulatória, fase saneadora, fase instrutória ou probatória,

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO TEORI ALBINO ZAVASCKI EMENTA PROCESSUAL CIVIL E TRIBUTÁRIO. MANDADO DE SEGURANÇA. LEGITIMIDADE ATIVA. ACÓRDÃO BASEADO EM FUNDAMENTO CONSTITUCIONAL. INVIABILIDADE DE EXAME. USURPAÇÃO

Leia mais

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA A NOVA PETIÇÃO INICIAL DO NOVO CPC

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA A NOVA PETIÇÃO INICIAL DO NOVO CPC A NOVA PETIÇÃO INICIAL DO NOVO CPC 1. Conceito Art. 319 do CPC A petição inicial é o ato formal do autor que dá início à causa. É um requerimento que contém a exposição do fato e dos fundamentos jurídicos

Leia mais

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO PARTE I TEORIA GERAL DOS RECURSOS

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO PARTE I TEORIA GERAL DOS RECURSOS SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 19 PARTE I TEORIA GERAL DOS RECURSOS CAPÍTULO I MEIOS DE IMPUGNAÇÃO, CONCEITO, CLASSIFICAÇÃO E DIREITO INTERTEMPORAL... 25 1. Meios de impugnação... 25 2. Conceito de recurso...

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal Ementa e Acórdão Inteiro Teor do Acórdão - Página 1 de 6 19/08/2016 PLENÁRIO EMB.DECL. NO AG.REG. NO RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO 936.384 SÃO PAULO RELATOR EMBTE.(S) EMBDO.(A/S) : MINISTRO PRESIDENTE

Leia mais

1 Elaborado em: 06/04/2016

1 Elaborado em: 06/04/2016 SIMPLIFICANDO O NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL 1º Resumo Elaborado por Beatriz Galindo Conteúdo: explicações informais e descontraídas sobre o CPC/15, extraídas da página: www.facebook.com/beatrizgalindocpc

Leia mais

NIVELAMENTO PARA PÓS GRADUAÇÃO. - Direito Individual do Trabalho - (aula 11/11)

NIVELAMENTO PARA PÓS GRADUAÇÃO. - Direito Individual do Trabalho - (aula 11/11) NIVELAMENTO PARA PÓS GRADUAÇÃO - Direito Individual do Trabalho - (aula 11/11) CUSTÓDIO NOGUEIRA Advogado militante especializado em Direito Civil e Processo Civil; Sócio da Tardem e Nogueira Assessoria

Leia mais

Processo Civil OAB - FGV. O Agravo, conforme a atualização legislativa, pode ser interposto de duas formas:

Processo Civil OAB - FGV. O Agravo, conforme a atualização legislativa, pode ser interposto de duas formas: AGRAVO Aspectos Introdutórios O Agravo, conforme a atualização legislativa, pode ser interposto de duas formas: - AGRAVO DE INSTRUMENTO, interposto por instrumento, na forma do art. 522 do CPC; - AGRAVO

Leia mais

O EFEITO TRANSLATIVO NOS RECURSOS

O EFEITO TRANSLATIVO NOS RECURSOS O EFEITO TRANSLATIVO NOS RECURSOS 1 CONCEITO DE EFEITO TRANSLATIVO O efeito translativo tem origem no Princípio Inquisitório 1 diferentemente do efeito devolutivo que tivera origem no Princípio Dispositivo

Leia mais

RECURSOS NOÇÕES GERAIS

RECURSOS NOÇÕES GERAIS RECURSOS NOÇÕES GERAIS Rosinete Cavalcante da costa Mestre em Direito: Relações Privadas e Constituição Profa. da Faculdade de Direito de Linhares (FACELI) Profa. da Faculdade Batista de Vitória (FABAVI)

Leia mais

Impactos do novo Código de Processo Civil na Advocacia Criminal

Impactos do novo Código de Processo Civil na Advocacia Criminal AACRIMESC - Ordem dos Advogados do Brasil e IBCCRIM Impactos do novo Código de Processo Civil na Advocacia Criminal Gustavo Badaró Florianópolis 11.04.2016 PLANO DA EXPOSIÇÃO 1. Simples mudanças de remissão

Leia mais

APOSTILA DE RECURSOS EM ESPÉCIE. Recurso de Apelação Agravo de instrumento Embargos Infringentes do art. 34 da Lei 6830/80. falsidade documental;

APOSTILA DE RECURSOS EM ESPÉCIE. Recurso de Apelação Agravo de instrumento Embargos Infringentes do art. 34 da Lei 6830/80. falsidade documental; 1 APOSTILA DE RECURSOS EM ESPÉCIE a) Apelação: Cabível tanto contra sentença de mérito como contra sentença terminativa (que acolhe questões processuais). Nos Juizados, embora seja usual utilizar o termo

Leia mais

Ambos os recursos de estrito direito têm a sua causa de pedir prevista na Constituição Federal

Ambos os recursos de estrito direito têm a sua causa de pedir prevista na Constituição Federal Interposição: perante o órgão prolator da decisão Recurso Especial Nomenclatura: REsp Competência: Superior Tribunal de Justiça STJ Prazo para interposição 15 dias; Recurso Extraordinário Nomenclatura:

Leia mais

Visite o Blog do Prof. Rogerio Neiva para acessar outros conteúdos!

Visite o Blog do Prof. Rogerio Neiva para acessar outros conteúdos! O Que Mudou no Direito do Trabalho em 2012! O presente documento reúne de forma temática todas as mudanças que ocorreram no Direito Processual do Trabalho em 2012. Estas alterações decorreram basicamente

Leia mais

: MIN. DIAS TOFFOLI :MUNICÍPIO DE VENÂNCIO AIRES : FLÁVIO CÉSAR INNOCENTI E OUTRO(A/S)

: MIN. DIAS TOFFOLI :MUNICÍPIO DE VENÂNCIO AIRES : FLÁVIO CÉSAR INNOCENTI E OUTRO(A/S) RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO 896.087 RIO GRANDE DO SUL RELATOR RECTE.(S) : MIN. DIAS TOFFOLI :MUNICÍPIO DE VENÂNCIO AIRES ADV.(A/S) :CLÁUDIO ROBERTO NUNES GOLGO E OUTRO(A/S) RECDO.(A/S) :BRADESCO

Leia mais

PONTO 1: Recursos em Espécie 1. RECURSOS EM ESPÉCIE PARTE I - RECURSOS ORDINÁRIOS PARTE II RECURSOS EXTRAORDINÁRIOS

PONTO 1: Recursos em Espécie 1. RECURSOS EM ESPÉCIE PARTE I - RECURSOS ORDINÁRIOS PARTE II RECURSOS EXTRAORDINÁRIOS 1 PROCESSO CIVIL PONTO 1: Recursos em Espécie a) Apelação (também RO) b) Agravos c) Embargos Infringentes d) Embargos de Declaração a) RE b) Resp c) Embargos de Divergência 1. RECURSOS EM ESPÉCIE PARTE

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO CASTRO MEIRA EMENTA PROCESSO CIVIL. IMPOSTO DE IMPORTAÇÃO. PREQUESTIONAMENTO. SÚMULAS 282 E 356/STF. 1. Ausência de prequestionamento suposta dos arts. 111 e 178 do CTN. Incidência das

Leia mais

Questão 1 (FCC TJ-PE - Técnico Judiciário - Área Judiciária - e Administrativa)

Questão 1 (FCC TJ-PE - Técnico Judiciário - Área Judiciária - e Administrativa) CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROCESSO CIVIL PONTO A PONTO PARA TRIBUNAIS MÓDULO 10 RECURSOS. Professora: Janaína Noleto Curso Agora Eu Passo () Olá, pessoal! Chegamos ao nosso décimo módulo. No módulo

Leia mais

: MIN. GILMAR MENDES

: MIN. GILMAR MENDES RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO 949.410 RIO DE JANEIRO RELATOR RECTE.(S) : MIN. GILMAR MENDES :JANDIRA COSTA VIEIRA :DEFENSOR PÚBLICO-GERAL FEDERAL :UNIÃO :ADVOGADO-GERAL DA UNIÃO :ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO CASTRO MEIRA EMENTA RECURSO ESPECIAL. BACALHAU IMPORTADO DA NORUEGA. DESEMBARAÇO ADUANEIRO. ICMS. COMPROVAÇÃO DE PAGAMENTO. AUSÊNCIA DE PREQUESTIONAMENTO. APELO NÃO CONHECIDO. SÚMULA

Leia mais

TJ - SP Processo Penal NILMAR DE AQUINO

TJ - SP Processo Penal NILMAR DE AQUINO TJ - SP Processo Penal NILMAR DE AQUINO 1)Cabe recurso de apelação das decisões em que a) julgarem procedentes as exceções, salvo a de suspeição b) decretar a prescrição ou julgar, por outro modo, extinta

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal Ementa e Acórdão Inteiro Teor do Acórdão - Página 1 de 6 03/03/2015 SEGUNDA TURMA DISTRITO FEDERAL RELATORA EMBTE.(S) : MIN. CÁRMEN LÚCIA :MUNICÍPIO DE GARIBALDI ADV.(A/S) :CLÁUDIO ROBERTO NUNES GOLGO

Leia mais

RECURSO EXTRAORDINÁRIO E RECURSO ESPECIAL I e II Nº

RECURSO EXTRAORDINÁRIO E RECURSO ESPECIAL I e II Nº RECURSO EXTRAORDINÁRIO N 0029634-19.2012.8.19.0001 Recorrente: ESTADO DO RIO DE JANEIRO Recorridos: FARID HABIB E OUTRO RECURSO ESPECIAL Nº 0029634-19.2012.8.19.0001 Recorrente: ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Leia mais

Manual de Prática Trabalhista - 6ª Edição - Cinthia Machado de Oliveira. Título I PETIÇÃO INICIAL Capítulo I PETIÇÃO INICIAL EM DISSÍDIO INDIVIDUAL

Manual de Prática Trabalhista - 6ª Edição - Cinthia Machado de Oliveira. Título I PETIÇÃO INICIAL Capítulo I PETIÇÃO INICIAL EM DISSÍDIO INDIVIDUAL SUMÁRIO Título I PETIÇÃO INICIAL PETIÇÃO INICIAL EM DISSÍDIO INDIVIDUAL Fundamento legal... 15 Cabimento... 15 Espécies de ritos do processo do trabalho... 16 Rito sumário... 16 Rito sumaríssimo... 16

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO MASSAMI UYEDA AGRAVANTE : ESCRITÓRIO CENTRAL DE ARRECADAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO ECAD EMENTA PROCESSUAL CIVIL AGRAVO REGIMENTAL AGRAVO DE INSTRUMENTO RECURSO ESPECIAL DIREITOS AUTORAIS COBRANÇA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 130.215 - RS (1997/0030416-7) RELATOR RECORRENTE RECORRIDO ADVOGADO : MINISTRO PAULO MEDINA : UNIÃO : ELISA SALENAVE SILVA : ALFREDO GOLTZ E OUTRO EMENTA RECURSO ESPECIAL. SERVIDOR

Leia mais

NOÇÕES PRELIMINARES SOBRE O PROCESSO ADMINISTRATIVO TRIBUTÁRIO DECORRENTE DE LANÇAMENTO DE OFÍCIO NO ESTADO DE SÃO PAULO 7ª PARTE

NOÇÕES PRELIMINARES SOBRE O PROCESSO ADMINISTRATIVO TRIBUTÁRIO DECORRENTE DE LANÇAMENTO DE OFÍCIO NO ESTADO DE SÃO PAULO 7ª PARTE NOÇÕES PRELIMINARES SOBRE O PROCESSO ADMINISTRATIVO TRIBUTÁRIO DECORRENTE DE LANÇAMENTO DE OFÍCIO NO ESTADO DE SÃO PAULO 7ª PARTE Alencar Frederico Mestre em Direito pela Universidade Metodista de Piracicaba;

Leia mais

ASPECTOS RELEVANTES DO RECURSO DE REVISTA

ASPECTOS RELEVANTES DO RECURSO DE REVISTA PALESTRA ASPECTOS RELEVANTES DO RECURSO DE REVISTA (ENFOQUE NA LEI 13.015/14). Professor: Dr. Francisco Ferreira Jorge Neto Desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região. Professor Universitário

Leia mais

PROCESSO Nº TST-AIRR A C Ó R D Ã O 7ª Turma CMB/brq

PROCESSO Nº TST-AIRR A C Ó R D Ã O 7ª Turma CMB/brq A C Ó R D Ã O 7ª Turma CMB/brq AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA EM FACE DE DECISÃO PUBLICADA A PARTIR DA VIGÊNCIA DA LEI Nº 13.015/2014. SUMARÍSSIMO. HORAS EXTRAS. MINUTOS QUE ANTECEDEM E SUCEDEM

Leia mais

OS RECURSOS DE INCONSTITUCIONALIDADE PARA O TRIBUNAL CONSTITUCIONAL. Tribunal Constitucional, seminário 2013

OS RECURSOS DE INCONSTITUCIONALIDADE PARA O TRIBUNAL CONSTITUCIONAL. Tribunal Constitucional, seminário 2013 OS RECURSOS DE INCONSTITUCIONALIDADE PARA O TRIBUNAL CONSTITUCIONAL S Plano de apresentação S I. INTRODUÇÃO S II. RECURSO ORDINÁRIO DE INCONSTITUCIONALIDADE S III. RECURSO EXTRAORDINÁRIO S IV. REGIME COMPARADO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg nos EDcl no RECURSO ESPECIAL Nº 1.346.852 - PR (2012/0205691-9) RELATOR : MINISTRO HUMBERTO MARTINS AGRAVANTE : LUZIA APARECIDA DE OLIVEIRA ADVOGADOS : ARIELTON TADEU ABIA DE OLIVEIRA E OUTRO(S) THAIS

Leia mais

Título I PETIÇÃO INICIAL Capítulo I PETIÇÃO INICIAL EM DISSÍDIO INDIVIDUAL Fundamento legal Cabimento Espécies de ritos do processo do

Título I PETIÇÃO INICIAL Capítulo I PETIÇÃO INICIAL EM DISSÍDIO INDIVIDUAL Fundamento legal Cabimento Espécies de ritos do processo do Sumário Manual de Prática Trabalhista Título I PETIÇÃO INICIAL PETIÇÃO INICIAL EM DISSÍDIO INDIVIDUAL Fundamento legal... 19 Cabimento... 19 Espécies de ritos do processo do trabalho... 19 Rito sumário...

Leia mais

: MIN. DIAS TOFFOLI PETRÓLEO LTDA CATARINA SANTA CATARINA

: MIN. DIAS TOFFOLI PETRÓLEO LTDA CATARINA SANTA CATARINA RECURSO EXTRAORDINÁRIO 696.458 SANTA CATARINA RELATOR RECTE.(S) ADV.(A/S) RECDO.(A/S) PROC.(A/S)(ES) : MIN. DIAS TOFFOLI :ROYAL FIC DISTRIBUIDORA DE DERIVADOS DE PETRÓLEO LTDA : BEATRIZ SOARES DE JESUS

Leia mais

RECURSOS EM ESPÉCIE EMBARGOS DE DECLARAÇÃO

RECURSOS EM ESPÉCIE EMBARGOS DE DECLARAÇÃO RECURSOS EM ESPÉCIE EMBARGOS DE DECLARAÇÃO Pode ser interposto para o próprio juízo recorrido, no prazo de cinco dias, quando houver na sentença ou no acórdão omissão, obscuridade ou contradição (artigo

Leia mais

PONTO 1: Teoria Geral dos Recursos PONTO 2: PONTO 3: PONTO 4: PONTO 5: PONTO 6: 1. TEORIA GERAL DOS RECURSOS

PONTO 1: Teoria Geral dos Recursos PONTO 2: PONTO 3: PONTO 4: PONTO 5: PONTO 6: 1. TEORIA GERAL DOS RECURSOS 1 PROCESSO CIVIL PROCESSO CIVIL PONTO 1: Teoria Geral dos Recursos PONTO 2: PONTO 3: PONTO 4: PONTO 5: PONTO 6: CONCEITO 1. TEORIA GERAL DOS RECURSOS Barbosa Moreira: Recurso é uma impugnação voluntária

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Anotações sobre o recurso especial pela divergência jurisprudencial Roberto da Silva Freitas* Sumário: 1. Introdução. 2. Fins do recurso especial pela divergência. 3. Acórdão recorrido

Leia mais

ENUNCIADOS ASSESSORIA CÍVEL

ENUNCIADOS ASSESSORIA CÍVEL ENUNCIADOS ASSESSORIA CÍVEL O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA, no uso de suas atribuições legais, tendo em vista o que consta nos autos do procedimento MPRJ nº 201100985004, FAZ SABER aos Membros do Ministério

Leia mais

09/09/2016 SEGUNDA TURMA : MIN. TEORI ZAVASCKI

09/09/2016 SEGUNDA TURMA : MIN. TEORI ZAVASCKI Ementa e Acórdão Inteiro Teor do Acórdão - Página 1 de 6 09/09/2016 SEGUNDA TURMA AG.REG. NO RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO 961.319 MATO GROSSO RELATOR AGTE.(S) ADV.(A/S) AGDO.(A/S) PROC.(A/S)(ES) :

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL

DIREITO PROCESSUAL CIVIL DIREITO PROCESSUAL CIVIL ESTÁCIO-CERS DIREITO PROCESSUAL CIVIL Prof. André Mota deomotaadv@yahoo.com.br (F) Professor André Mota (IG) @profandremota.am (TW) profandremota TEORIA GERAL DOS RECURSOS 1. DEFINIÇÃO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.435.489 - DF (2014/0032955-0) RELATORA : MINISTRA REGINA HELENA COSTA RECORRENTE : ANVISA AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA REPR. POR : PROCURADORIA-GERAL FEDERAL RECORRIDO

Leia mais

17/12/2013 PRIMEIRA TURMA : MIN. DIAS TOFFOLI EMENTA

17/12/2013 PRIMEIRA TURMA : MIN. DIAS TOFFOLI EMENTA Ementa e Acórdão Inteiro Teor do Acórdão - Página 1 de 8 17/12/2013 PRIMEIRA TURMA AG.REG. NO RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO 777.805 SÃO PAULO RELATOR AGTE.(S) : MIN. DIAS TOFFOLI :TOURLINES VIAGENS

Leia mais

ARTIGO: O controle incidental e o controle abstrato de normas

ARTIGO: O controle incidental e o controle abstrato de normas ARTIGO: O controle incidental e o controle abstrato de normas Luís Fernando de Souza Pastana 1 RESUMO: Nosso ordenamento jurídico estabelece a supremacia da Constituição Federal e, para que esta supremacia

Leia mais

: MIN. LUIZ FUX :GILMAR ROBERTO BERTOLDO :CARLOS ALBERTO NASCIMENTO :LUÍS ALFREDO COSTA :MICHELANGELO DE AGUIAR COIRO :ANDRÉ ANDRADE DE ARAÚJO

: MIN. LUIZ FUX :GILMAR ROBERTO BERTOLDO :CARLOS ALBERTO NASCIMENTO :LUÍS ALFREDO COSTA :MICHELANGELO DE AGUIAR COIRO :ANDRÉ ANDRADE DE ARAÚJO RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO 708.808 RIO GRANDE DO SUL RELATOR : MIN. LUIZ FUX RECTE.(S) :GILMAR ROBERTO BERTOLDO :CARLOS ALBERTO NASCIMENTO :LUÍS ALFREDO COSTA :MICHELANGELO DE AGUIAR COIRO :ANDRÉ

Leia mais

Processo Civil II 3º Bimestre

Processo Civil II 3º Bimestre Processo Civil II 3º Bimestre AGRAVO INTERNO ( U DO ART. 120, ART. 532, ART. 545 E 1º DO ART. 557) Art. 120. Parágrafo único. Havendo jurisprudência dominante do tribunal sobre a questão suscitada, o relator

Leia mais

PROCESSO CIVIL 3 Bimestre Professora Elisabeth de Gennari

PROCESSO CIVIL 3 Bimestre Professora Elisabeth de Gennari PROCESSO CIVIL 3 Bimestre Professora Elisabeth de Gennari Embargos de declaração art. 535 a 538 Este remédio é o único que não ter por objetivo a reforma, modificação, invalidação, mas sim o aperfeiçoamento

Leia mais

Prof. Anselmo Prieto Alvarez

Prof. Anselmo Prieto Alvarez Prof. Anselmo Prieto Alvarez apalvarez@pucsp.br Histórico 1-65 leis foram editadas reformando o CPC- Lei Federal de 11 de janeiro de 1973 2- Até 1994 foram 24 alterações. Histórico 3- A partir de 1994

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO ACÓRDÃO 7a TURMA REEXAME NECESSÁRIO EM DUPLO GRAU DE JURISDIÇÃO. ECT. NÃO CONHECIMENTO. A sentença proferida contra a ECT não está sujeita ao duplo grau de jurisdição, porquanto referida empresa não integra

Leia mais

AULA ) Competência de 1 Grau para exame da Tutela Provisória. 12.8) Natureza Jurídica da Decisão da Tutela Provisória

AULA ) Competência de 1 Grau para exame da Tutela Provisória. 12.8) Natureza Jurídica da Decisão da Tutela Provisória Turma e Ano: Master A (2015) 06/07/2015 Matéria / Aula: Direito Processual Civil / Aula 23 Professor: Edward Carlyle Silva Monitor: Alexandre Paiol CONTEÚDO DA AULA: Tutela provisória : AULA 23 12.7) Competência

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 195.994 - GO (2012/0133719-3) RELATOR : MINISTRO NAPOLEÃO NUNES MAIA FILHO AGRAVANTE : SINDICATO DAS EMPRESAS DE ASSEIO CONSERVAÇÃO E DE OUTROS SERVIÇOS SIMILARES TERCEIRIZÁVEIS

Leia mais

DOS RECURSOS NO PROCESSO DO TRABALHO

DOS RECURSOS NO PROCESSO DO TRABALHO DOS S NO PROCESSO DO TRABALHO INTRODUÇÃO DOS S NO PROCESSO DO TRABALHO Recurso é a provocação do reexame de determinada decisão pela autoridade prolatora da decisão, objetivando a reforma ou modificação

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.511.655 - MG (2014/0298242-0) RELATOR : MINISTRO HUMBERTO MARTINS RECORRENTE : MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL RECORRIDO : BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO ADVOGADO : SEM REPRESENTAÇÃO

Leia mais

CURSO DE ATUALIZAÇÃO NOVO CPC

CURSO DE ATUALIZAÇÃO NOVO CPC CURSO DE ATUALIZAÇÃO NOVO CPC Embargos de Declaração Recurso Especial, Recurso Extraordinário Técnica de julgamento de repetitivos Embargos de Divergência Professora Ms. Luciana Monduzzi Figueiredo 1.

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal RECURSO EXTRAORDINÁRIO 858.952 RIO GRANDE DO SUL RELATORA : MIN. CÁRMEN LÚCIA RECTE.(S) :ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROC.(A/S)(ES) :PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL RECDO.(A/S) :MARIA JUCIELI

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça EDcl nos EDcl no AgRg no RECURSO ESPECIAL Nº 485.771 - PR (2002/0165825-6) RELATOR : MINISTRO FRANCISCO FALCÃO EMBARGANTE : CARFEPE S/A ADMINISTRADORA E PARTICIPADORA ADVOGADO : LEONARDO GUEDES DE CARVALHO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 1a Turma PRINCÍPIO DA UNIRRECORRIBILIDADE PRECLUSÃO CONSUMATIVA. O princípio da unirrecorribilidade, preconiza que o direito da parte de se insurgir contra o julgado que lhe foi desfavorável, se

Leia mais

Sumário Capítulo 1 Prazos Capítulo 2 Incompetência: principais mudanças

Sumário Capítulo 1 Prazos Capítulo 2 Incompetência: principais mudanças Sumário Capítulo 1 Prazos 1.1. Forma de contagem: somente em dias úteis 1.2. Prática do ato processual antes da publicação 1.3. Uniformização dos prazos para recursos 1.4. Prazos para os pronunciamentos

Leia mais

PROCESSO CIVIL DRA. JAQUELINE MIELKE SILVA

PROCESSO CIVIL DRA. JAQUELINE MIELKE SILVA 1 PROC. CIVIL PONTO 1: RECURSOS PONTO 2: a) APELAÇÃO, EMBARGOS INFRINGENTES PONTO 2: b) REXT E RESP JUÍZO DE RETRATAÇÃO EM SEDE DE APELAÇÃO: via de regra, o magistrado não pode se retrata em sede de apelação

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº RS (2016/ ) RELATÓRIO O SENHOR MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE: Trata-se

Superior Tribunal de Justiça AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº RS (2016/ ) RELATÓRIO O SENHOR MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE: Trata-se Superior Tribunal de Justiça AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 959.991 - RS (2016/0200803-9) RELATÓRIO O SENHOR MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE: Trata-se de agravo interposto por Banco Santander do Brasil

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO A C Ó R D Ã O CSJT VMF/mahe/cp PEDIDO DE PROVIDÊNCIA PEDIDO DE IMPLANTAÇÃO DE JORNADA DE SEIS HORAS EM TURNO ÚNICO PARA OS SERVIDORES DA. Ao Conselho Superior da Justiça do Trabalho compete, por força

Leia mais