ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Ciências Contábeis - Campus Mossoró) 3ª SÉRIE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Ciências Contábeis - Campus Mossoró) 3ª SÉRIE"

Transcrição

1 DISCIPLINAS DA SÉRIE ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Ciências Contábeis - Campus Mossoró) 3ª SÉRIE CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA II DIREITO TRIBUTARIO LEGISLAÇÃO SOCIAL E TRABALHISTA ORÇAMENTO PUBLICO TEORIA DA CONTABILIDADE Fundamentos da Ciência Contábil. Princípios que norteiam sua atuação como geradora de informações úteis e confiáveis para o processo de gestão e controle dos patrimônios das entidades, relevantes à formação técnica do profissional contábil. Conceitos e procedimentos básicos para elaboração dos registros e demonstrativos contábeis. Conceito e conteúdo do Direito Tributário. Posição, autonomia e fontes do Direito Tributário. Tributos. Legislação tributária. Vigência. Obrigação tributária. Fato gerador: conceito. Lançamento: conceito, modalidades e revisão. Crédito tributário. Impostos da União, Estados e Municípios. Distribuição da receita tributária. Processo administrativo e judicial tributário. Abrange a legislação social e trabalhista que regulam as relações individuais e coletivas de trabalho, seus princípios, normas e instituições. Analisa relação de emprego, estabilidade, contrato de trabalho e sua extinção, remuneração e salário, duração do trabalho, FGTS, 13º salário, repouso semanal remunerado, férias, entre outros. Discute ainda questões essenciais do direto previdenciário. Trabalha os conceitos contábeis aplicados ao registro e controle dos fatos e eventos ocorridos no setor público, desenvolvendo a aplicação das técnicas contábeis de forma a gerar informações úteis à tomada de decisões e à instrumentalização do controle social e econômico do patrimônio público. O Processo Evolutivo da Contabilidade. Objetivos e Papel da Teoria da Contabilidade; Enfoques de Estudo da Teoria da Contabilidade; As Várias Abordagens da Teoria da Contabilidade; Ativo, Passivo, Receitas, Despesas, Perdas, Ganhos; Princípios da Contabilidade; Temas Emergentes em Contabilidade.

2 ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Ciências Contábeis - Campus Mossoró) 4ª SÉRIE CONTABILIDADE DE CUSTOS Apresenta os fundamentos conceituais para fins de mensuração, avaliação e controle de estoques, assim como, os demais instrumentos dos sistemas de custos, possibilitando o entendimento estrutural necessário à utilização desses sistemas no processo de gestão e controle dos custos dos produtos e serviços. DISCIPLINAS DA SÉRIE CONTABILIDADE FISCAL CONTABILIDADE INTERMEDIARIA I Aspectos fiscais do IPI, ICMS e ISS. Contribuições sociais. Imposto de Renda na Fonte. Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ); Regimes de tributação: Contabilização dos Efeitos dos justes. Demonstração do Lucro Real. Apuração e Escrituração de Lucro Presumido e Simples Apuração do PIS e COFINS. Operações com mercadorias e os impostos incidentes sobre compras, vendas, devolução de compras e devolução de vendas: ICMS, ISS, IPI, PIS COFINS. Operações com Reservas do Patrimônio Líquido. Operações com fretes. ANC (Operações com Investimentos, Realizável a Longo Prazo, Imobilizado e Intangível), Contabilização da Depreciação, amortização e exaustão com valores residuais. Contabilização da Folha de Pagamento. Provisões Trabalhistas Reavaliação de ativo. Empréstimos de curto e de longo prazo. Demonstrações Contábeis: DLPA, DMPL. Notas Explicativas. CPC PME e Normas brasileiras de Contabilidade relativas ao conceito, conteúdo, estrutura e nomenclatura das demonstrações contábeis.

3 DISCIPLINAS DA SÉRIE DISCIPLINAS SÉRIES ANTERIORES CONTABILIDADE PUBLICA CONTABILIDADE SOCIETARIA CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA II DIREITO TRIBUTARIO Conceituação de Contabilidade Governamental. Estrutura do Plano de Contas. Classificação contábil e classificação orçamentária. Sistemas de contas: orçamentário, financeiro, patrimonial e de compensação. Estágios das receitas e das despesas. Prática de Escrituração contábil. Balanço Patrimonial, Balanço Orçamentário, Balanço Financeiro, Demonstração das Variações Patrimoniais e Demonstração dos Fluxos de Caixa. Patrimônio e Inventário na administração Pública. Controles e Avaliação. Prestação de Contas. Lei e Lei de Responsabilidade Fiscal: objetivos, transparência, controles e responsabilidade da área contábil. Estruturas de capital dos diversos tipos de sociedade e organizações de diferentes segmentos econômicos. Principais características das respectivas demonstrações contábeis. Formas de reorganização societária e aspectos técnicos específicos de ajustes de ativos e passivos, de forma a atender às normas contábeis e societárias vigentes. Benefícios a Empregados. Noções de cálculos atuariais. Métodos Baysianos em atuária. Cálculo das probabilidades de ocorrências, avaliando riscos, fixando prêmios, indenizações, benefícios e reservas técnicas. Fundamentos da Ciência Contábil. Princípios que norteiam sua atuação como geradora de informações úteis e confiáveis para o processo de gestão e controle dos patrimônios das entidades, relevantes à formação técnica do profissional contábil. Conceitos e procedimentos básicos para elaboração dos registros e demonstrativos contábeis. Conceito e conteúdo do Direito Tributário. Posição, autonomia e fontes do Direito Tributário. Tributos. Legislação tributária. Vigência. Obrigação tributária. Fato gerador: conceito. Lançamento: conceito, modalidades e revisão. Crédito tributário. Impostos da União, Estados e Municípios. Distribuição da receita tributária. Processo administrativo e judicial tributário.

4 DISCIPLINAS SÉRIES ANTERIORES LEGISLAÇÃO SOCIAL E TRABALHISTA ORÇAMENTO PUBLICO TEORIA DA CONTABILIDADE Abrange a legislação social e trabalhista que regulam as relações individuais e coletivas de trabalho, seus princípios, normas e instituições. Analisa relação de emprego, estabilidade, contrato de trabalho e sua extinção, remuneração e salário, duração do trabalho, FGTS, 13º salário, repouso semanal remunerado, férias, entre outros. Discute ainda questões essenciais do direto previdenciário. Trabalha os conceitos contábeis aplicados ao registro e controle dos fatos e eventos ocorridos no setor público, desenvolvendo a aplicação das técnicas contábeis de forma a gerar informações úteis à tomada de decisões e à instrumentalização do controle social e econômico do patrimônio público. O Processo Evolutivo da Contabilidade. Objetivos e Papel da Teoria da Contabilidade; Enfoques de Estudo da Teoria da Contabilidade; As Várias Abordagens da Teoria da Contabilidade; Ativo, Passivo, Receitas, Despesas, Perdas, Ganhos; Princípios da Contabilidade; Temas Emergentes em Contabilidade.

5 ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Ciências Contábeis - Campus Mossoró) 5ª SÉRIE CONTABILIDADE DE CUSTOS Apresenta os fundamentos conceituais para fins de mensuração, avaliação e controle de estoques, assim como, os demais instrumentos dos sistemas de custos, possibilitando o entendimento estrutural necessário à utilização desses sistemas no processo de gestão e controle dos custos dos produtos e serviços. DISCIPLINAS DA SÉRIE GESTÃO FINANCEIRA AVANÇADA DIREITO EMPRESARIAL CONTABILIDADE E PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO CONTABILIDADE AVANÇADA Técnicas, ferramentas e métodos utilizados em análise de investimentos, cálculos de riscos e retornos em carteiras de ativos, financiamentos de curto e longo prazo, caais próprios ou de terceiros, custos, criação de valor para os acionistas e mercado, derivativos, mercados de opções e mercado futuro, proteção de ativos e investimentos e riscos envolvidos. Direito Comercial e sua Evolução. Sociedade. Espécies de Sociedades. Direito do Consumidor. Práticas Comerciais no Código de Defesa do Consumidor. Proteção Contratual. Responsabilidade do Fornecedor. Trabalha a utilização das técnicas contábeis para registro e controle dos eventos tributários e desenvolvimento de raciocínio crítico integrado à interpretação das respectivas normas fiscais, permitindo a realização de planejamento tributário lícito e útil para gestão dos resultados das organizações. Métodos de avaliação de investimento. Consolidação das demonstrações contábeis. Conversão em moedas estrangeiras; ganhos e perdas de capital; juros sobre o capital próprio. Extinção de sociedades. Demonstração do valor adicionado; reavaliação de ativos.

6 DISCIPLINAS DA SÉRIE DISCIPLINAS SÉRIES ANTERIORES LEGISLAÇÃO SOCIAL E TRABALHISTA ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTABEIS CONTABILIDADE FISCAL TEORIA DA CONTABILIDADE CONTABILIDADE SOCIETARIA CONTABILIDADE INTRODUTORIA II Abrange a legislação social e trabalhista que regulam as relações individuais e coletivas de trabalho, seus princípios, normas e instituições. Analisa relação de emprego, estabilidade, contrato de trabalho e sua extinção, remuneração e salário, duração do trabalho, FGTS, 13º salário, repouso semanal remunerado, férias, entre outros. Discute ainda questões essenciais do direto previdenciário. Elaboração do conjunto das Demonstrações Contábeis, correlacionando-as com as respectivas notas explicativas explorando a visão geral desse conjunto no contexto da situação econômico financeira das organizações. Apuração e Escrituração contábil. Elisão (planejamento tributário). Apuração. Registro e Controle de Diferenças Temporárias. Contabilização dos Efeitos, dos Ajustes. Demonstração do Lucro Real. Apuração e Escrituração de Lucro Presumido e Simples. Evolução histórica do pensamento contábil. Base teórica e conceitual que estrutura a Contabilidade. Técnicas aplicadas à avaliação de ativos, passivos e patrimônio das organizações. Estruturas de capital dos diversos tipos de sociedade e organizações de diferentes segmentos econômicos. Principais características das respectivas demonstrações contábeis. Formas de reorganização societária e aspectos técnicos específicos de ajustes de ativos e passivos, de forma a atender às normas contábeis e societárias vigentes. Fundamentos da Ciência Contábil. Princípios que norteiam sua atuação como geradora de informações úteis e confiáveis para o processo de gestão e controle dos patrimônios das entidades, relevantes à formação técnica do profissional contábil. Conceitos e procedimentos básicos para elaboração dos registros e demonstrativos contábeis.

7 DISCIPLINAS DA SÉRIE ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Ciências Contábeis - Campus Mossoró) 6ª SÉRIE CONTABILIDADE DO SETOR PUBLICO CONTROLADORIA Trabalha os conceitos contábeis aplicados ao registro e controle dos fatos e eventos ocorridos no setor público, desenvolvendo a aplicação das técnicas contábeis de forma a gerar informações úteis à tomada de decisões e à instrumentalização do controle social e econômico do patrimônio público. O papel da controladoria. O sistema integrado de informações e o conceito de accountability. Conceito de sistema. A empresa como sistema, sua filosofia de negócio e objetivos. Modelos de gestão. Conceitos básicos de processo de gestão. Conceito de informação, sistema de informações e sistema contábil de informações. Controladoria: órgão, ramo do conhecimento, funções, perfil do controller. Avaliação de resultados e desempenhos. Gerenciamento da informação. DISCIPLINAS SÉRIES ANTERIORES ETICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL GESTÃO ESTRATEGICA DE CUSTOS CONTABILIDADE DE CUSTOS Aborda os aspectos éticos e legais da profissão contábil, abrangendo a legislação correspondente, no que concerne à habilitação e ao exercício da profissão, de acordo com as determinações do respectivo Código de Ética e destaca a importância do papel do profissional contábil para a sociedade. Uso de técnicas de Contabilidade Gerencial para controle e gestão dos custos das organizações. Diferentes sistemas de custeio. Influência da gestão dos custos na determinação dos preços de produtos e serviços. Apresenta os fundamentos conceituais para fins de mensuração, avaliação e controle de estoques, assim como, os demais instrumentos dos sistemas de custos, possibilitando o entendimento estrutural necessário à utilização desses sistemas no processo de gestão e controle dos custos dos produtos e serviços.

8 DISCIPLINAS SÉRIES ANTERIORES GESTÃO FINANCEIRA AVANÇADA CONTABILIDADE AVANÇADA CONTABILIDADE FISCAL CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA II CONTABILIDADE SOCIETARIA TEORIA DA CONTABILIDADE Técnicas, ferramentas e métodos utilizados em análise de investimentos, cálculos de riscos e retornos em carteiras de ativos, financiamentos de curto e longo prazo, caais próprios ou de terceiros, custos, criação de valor para os acionistas e mercado, derivativos, mercados de opções e mercado futuro, proteção de ativos e investimentos e riscos envolvidos. Métodos de avaliação de investimento. Consolidação das demonstrações contábeis. Conversão em moedas estrangeiras; ganhos e perdas de capital; juros sobre o capital próprio. Extinção de sociedades. Demonstração do valor adicionado; reavaliação de ativos. Apuração e Escrituração contábil. Elisão (planejamento tributário). Apuração. Registro e Controle de Diferenças Temporárias. Contabilização dos Efeitos, dos Ajustes. Demonstração do Lucro Real. Apuração e Escrituração de Lucro Presumido e Simples. Fundamentos da Ciência Contábil. Princípios que norteiam sua atuação como geradora de informações úteis e confiáveis para o processo de gestão e controle dos patrimônios das entidades, relevantes à formação técnica do profissional contábil. Conceitos e procedimentos básicos para elaboração dos registros e demonstrativos contábeis. Estruturas de capital dos diversos tipos de sociedade e organizações de diferentes segmentos econômicos. Principais características das respectivas demonstrações contábeis. Formas de reorganização societária e aspectos técnicos específicos de ajustes de ativos e passivos, de forma a atender às normas contábeis e societárias vigentes Evolução histórica do pensamento contábil. Base teórica e conceitual que estrutura a Contabilidade. Técnicas aplicadas à avaliação de ativos, passivos e patrimônio das organizações.

9 DISCIPLINAS DA SÉRIE DISCIPLINAS SÉRIES ANTERIORES ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Ciências Contábeis - Campus Mossoró) AUDITORIA CUSTOS LOGISTICOS 7ª SÉRIE CONTABILIDADE GERENCIAL E ORÇAMENTARIA CONTABILIDADE DO SETOR PUBLICO CONTROLADORIA Conceitos básicos de Auditoria. Normas Técnicas e profissionais de Auditoria (NBC-T e NBC-P). Planejamento de Auditoria. Seleção da Amostra e Avaliação do Risco. Controle Interno. Papeis de Trabalho. Pareceres de Auditoria. Auditoria das Contas Patrimoniais. Auditoria das Contas de Resultados. Relatórios de Auditoria. Revisão pelos Pares. Aborda conceitos básicos de logística, assim como seus objetivos e processos, e os conceitos complementares que norteiam a sua gestão como valor, vantagem competitiva e logística integrada, destacando a apuração dos respectivos custos, além dos principais aspectos envolvidos na sua gestão. Aplicação de técnicas de Contabilidade Gerencial. Análise de Balanços, seu papel e funções na elaboração do planejamento estratégico, operacional e orçamentário. Contribuição para a análise crítica sobre a situação econômica e financeira das organizações. Trabalha os conceitos contábeis aplicados ao registro e controle dos fatos e eventos ocorridos no setor público, desenvolvendo a aplicação das técnicas contábeis de forma a gerar informações úteis à tomada de decisões e à instrumentalização do controle social e econômico do patrimônio público. O papel da controladoria. O sistema integrado de informações e o conceito de accountability. Conceito de sistema. A empresa como sistema, sua filosofia de negócio e objetivos. Modelos de gestão. Conceitos básicos de processo de gestão. Conceito de informação, sistema de informações e sistema contábil de informações. Controladoria: órgão, ramo do conhecimento, funções, perfil do controller. Avaliação de resultados e desempenhos. Gerenciamento da informação.

10 DISCIPLINAS SÉRIES ANTERIORES ETICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL GESTÃO ESTRATEGICA DE CUSTOS CONTABILIDADE DE CUSTOS GESTÃO FINANCEIRA AVANÇADA CONTABILIDADE AVANÇADA CONTABILIDADE FISCAL Aborda os aspectos éticos e legais da profissão contábil, abrangendo a legislação correspondente, no que concerne à habilitação e ao exercício da profissão, de acordo com as determinações do respectivo Código de Ética e destaca a importância do papel do profissional contábil para a sociedade. Uso de técnicas de Contabilidade Gerencial para controle e gestão dos custos das organizações. Diferentes sistemas de custeio. Influência da gestão dos custos na determinação dos preços de produtos e serviços. Apresenta os fundamentos conceituais para fins de mensuração, avaliação e controle de estoques, assim como, os demais instrumentos dos sistemas de custos, possibilitando o entendimento estrutural necessário à utilização desses sistemas no processo de gestão e controle dos custos dos produtos e serviços. Técnicas, ferramentas e métodos utilizados em análise de investimentos, cálculos de riscos e retornos em carteiras de ativos, financiamentos de curto e longo prazo, caais próprios ou de terceiros, custos, criação de valor para os acionistas e mercado, derivativos, mercados de opções e mercado futuro, proteção de ativos e investimentos e riscos envolvidos. Métodos de avaliação de investimento. Consolidação das demonstrações contábeis. Conversão em moedas estrangeiras; ganhos e perdas de capital; juros sobre o capital próprio. Extinção de sociedades. Demonstração do valor adicionado; reavaliação de ativos. Apuração e Escrituração contábil. Elisão (planejamento tributário). Apuração. Registro e Controle de Diferenças Temporárias. Contabilização dos Efeitos, dos Ajustes. Demonstração do Lucro Real. Apuração e Escrituração de Lucro Presumido e Simples.

11 DISCIPLINAS DA SÉRIE ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Ciências Contábeis - Campus Mossoró) 8ª SÉRIE CONTABILIADE SOCIAL E GOVERNANÇA CORPORATIVA PERICIA E ARBITAGEM Abrange conceitos de governança corporativa e accountability, no contexto amplo de responsabilidade social e transparência na elaboração de demonstrativos e relatórios que apresentem o valor agregado à sociedade pelos atos desenvolvidos pelas organizações. Contempla os conhecimentos teóricos e práticos das atividades de Perito Contábil, Árbitro e Avaliador, apresentando os procedimentos e técnicas utilizados no desenvolvimento dos trabalhos e redação dos respectivos laudos periciais e de arbitragem, de forma a propiciar a formação necessária ao exercício dessas funções pelo profissional contábil. DISCIPLINAS SÉRIES ANTERIORES AUDITORIA CUSTOS LOGISTICOS CONTABILIDADE DO SETOR PUBLICO Conceitos básicos de Auditoria. Normas Técnicas e profissionais de Auditoria (NBC-T e NBC-P). Planejamento de Auditoria. Seleção da Amostra e Avaliação do Risco. Controle Interno. Papeis de Trabalho. Pareceres de Auditoria. Auditoria das Contas Patrimoniais. Auditoria das Contas de Resultados. Relatórios de Auditoria. Revisão pelos Pares. Aborda conceitos básicos de logística, assim como seus objetivos e processos, e os conceitos complementares que norteiam a sua gestão como valor, vantagem competitiva e logística integrada, destacando a apuração dos respectivos custos, além dos principais aspectos envolvidos na sua gestão. Trabalha os conceitos contábeis aplicados ao registro e controle dos fatos e eventos ocorridos no setor público, desenvolvendo a aplicação das técnicas contábeis de forma a gerar informações úteis à tomada de decisões e à instrumentalização do controle social e econômico do patrimônio público.

12 DISCIPLINAS SÉRIES ANTERIORES CONTROLADORIA GESTÃO ESTRATEGICA DE CUSTOS GESTÃO FINANCEIRA AVANÇADA CONTABILIDADE AVANÇADA TEORIA DA CONTABILIDADE CONTABILIDADE FISCAL O papel da controladoria. O sistema integrado de informações e o conceito de accountability. Conceito de sistema. A empresa como sistema, sua filosofia de negócio e objetivos. Modelos de gestão. Conceitos básicos de processo de gestão. Conceito de informação, sistema de informações e sistema contábil de informações. Controladoria: órgão, ramo do conhecimento, funções, perfil do controller. Avaliação de resultados e desempenhos. Gerenciamento da informação. Uso de técnicas de Contabilidade Gerencial para controle e gestão dos custos das organizações. Diferentes sistemas de custeio. Influência da gestão dos custos na determinação dos preços de produtos e serviços. Técnicas, ferramentas e métodos utilizados em análise de investimentos, cálculos de riscos e retornos em carteiras de ativos, financiamentos de curto e longo prazo, caais próprios ou de terceiros, custos, criação de valor para os acionistas e mercado, derivativos, mercados de opções e mercado futuro, proteção de ativos e investimentos e riscos envolvidos. Métodos de avaliação de investimento. Consolidação das demonstrações contábeis. Conversão em moedas estrangeiras; ganhos e perdas de capital; juros sobre o capital próprio. Extinção de sociedades. Demonstração do valor adicionado; reavaliação de ativos. Evolução histórica do pensamento contábil. Base teórica e conceitual que estrutura a Contabilidade. Técnicas aplicadas à avaliação de ativos, passivos e patrimônio das organizações. Apuração e Escrituração Contábil. Elisão (planejamento tributário). Apuração. Registro e Controle de Diferenças Temporárias. Contabilização dos Efeitos, dos Ajustes. Demonstração do Lucro Real. Apuração e Escrituração de Lucro Presumido e Simples.

13 DISCIPLINAS SÉRIES ANTERIORES CONTABILIDADE INTRODUTORIA II Fundamentos da Ciência Contábil. Princípios que norteiam sua atuação como geradora de informações úteis e confiáveis para o processo de gestão e controle dos patrimônios das entidades, relevantes à formação técnica do profissional contábil, e introduzindo conceitos e procedimentos básicos para elaboração dos registros e demonstrativos contábeis.

Ementário das Disciplinas do Currículo do Curso de Bacharelado em Ciências Contábeis do USJ

Ementário das Disciplinas do Currículo do Curso de Bacharelado em Ciências Contábeis do USJ CONTEÚDOS CURRICULARES: Conteúdos curriculares: ementas das disciplinas/componentes curriculares considerando a adequação dos conteúdos à carga horária (em horas/ créditos), a adequação da bibliografia

Leia mais

CONTABILIDADE PARA CONCURSOS PÚBLICOS QUESTÕES RESOLVIDAS E COMENTADAS

CONTABILIDADE PARA CONCURSOS PÚBLICOS QUESTÕES RESOLVIDAS E COMENTADAS DESCRICAO_AREA DESCRICAO_TITULO ANO_EDICAO QTDTOMBO MICROSOFT PRESS DICIONÁRIO DE INFORMÁTICA.998 2 ORÇAMEMTO PÚBLICO 2.003 5 LEGISLAÇÃO DA PROFISSÃO CONTÁBIL 2.003 3 MANUAL DE PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS

Leia mais

PRINCIPAIS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

PRINCIPAIS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PRINCIPAIS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Prof. Flávio Smania Ferreira 5 termo ADMINISTRAÇÃO GERAL e-mail: flavioferreira@live.estacio.br blog: http://flaviosferreira.wordpress.com Demonstrações Contábeis: Representa

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Fase Cód. Disciplinas I II III IV V Matriz Curricular do Curso de Graduação em Ciências

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 ATIVO NE 31/12/2013 31/12/2012 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO NE 31/12/2013 31/12/2012 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades 4 85.142.911 86.881.544

Leia mais

Sumário. Introdução. Patrimônio

Sumário. Introdução. Patrimônio Sumário Sumário Introdução 2 Objeto 3 Finalidade ou objetivo 4 Pessoas interessadas nas informações contábeis 5 Funções 6 Identificação dos aspectos patrimoniais 7 Campo de aplicação 8 Áreas ou ramos 9

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 ATIVO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades

Leia mais

5. Inscrição na Olimpíada Interna de Contabilidade da UnB:

5. Inscrição na Olimpíada Interna de Contabilidade da UnB: 1. Responsabilidade: Ação de Extensão 2ª Olimpíadas Internas de Contabilidade da UnB Departamento de Ciências Contábeis e Atuariais A Olimpíada Internas de Contabilidade da UnB é uma realização do Departamento

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 ATIVO NE 31/12/2015 31/12/2014 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO NE 31/12/2015 31/12/2014 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades 4 90.705.601 82.095.096

Leia mais

PEPC 2016 CAPACITADORA: 100 % AUDIT (PE-00028) CONTATO: EPC Auditores QTG BCB SUSEP. EPC Responsável Técnico.

PEPC 2016 CAPACITADORA: 100 % AUDIT (PE-00028) CONTATO: EPC Auditores QTG BCB SUSEP. EPC Responsável Técnico. CAPACITADORA: 100 % AUDIT (PE-00028) CONTATO: 3242-2406 COACH CONTÁBIL PE-01023 40h 40 40 40 0 CAPACITADORA: 4M TREINAMENTOS EMPRESARIAIS E ASESSORIA (PE-00022) CONTATO: 3465.7495 CREDITOS PIS/PASEP E

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : CIÊNCIAS CONTÁBEIS. CRÉDITOS Obrigatórios: 136 Optativos: 16. 1º Semestre

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : CIÊNCIAS CONTÁBEIS. CRÉDITOS Obrigatórios: 136 Optativos: 16. 1º Semestre Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:28:06 Curso : CIÊNCIAS

Leia mais

Sumário. Nota Preliminar, xvii. Introdução, 1

Sumário. Nota Preliminar, xvii. Introdução, 1 Nota Preliminar, xvii Introdução, 1 1 Comentários gerais, 3 1.1 Finalidade, 3 1.2 Do patrimônio, 4 1.3 Dos fatos, 5 1.3.1 Do fato administrativo permutativo, 5 1.3.2 Do fato administrativo modificativo,

Leia mais

Sumário. Capítulo 2. Conceitos Básicos...1. Patrimônio Contabilidade_Geral_Resumida_cap_00.indd 9 14/10/ :44:34

Sumário. Capítulo 2. Conceitos Básicos...1. Patrimônio Contabilidade_Geral_Resumida_cap_00.indd 9 14/10/ :44:34 Sumário Capítulo 1 Conceitos Básicos...1 1. Contabilidade: Conceitos, Objeto, Objetivo, Finalidade e Campo de Aplicação...1 2. Usuários da Informação Contábil...2 3. Principais Tipos de Sociedades Existentes

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DE UNAÍ - FACTU Associação de Ensino e Pesquisa de Unaí - AEPU Autorizada pela Portaria MEC 1.

FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DE UNAÍ - FACTU Associação de Ensino e Pesquisa de Unaí - AEPU Autorizada pela Portaria MEC 1. S 1º PERÍODO INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO 72 H/A A organização e o Processo Administrativo. As funções: Produção, financeira, Marketing, Recursos Humanos, Funções Administrativas: Planejamento, Organização,

Leia mais

ENCERRAMENTO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 17/01/2013 LUCIANO PERRONE

ENCERRAMENTO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 17/01/2013 LUCIANO PERRONE ENCERRAMENTO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 17/01/2013 LUCIANO PERRONE Introdução Enquadramento conforme as Novas Normas Contábeis IFRS. SOCIEDADES ANÔNIMAS DE CAPITAL ABERTO SOCIEDADES DE GRANDE PORTE

Leia mais

ANEXO I. Página 1 de 7

ANEXO I. Página 1 de 7 ANEXO I DETALHAMENTO DO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO APLICÁVEL À PROVA DE BACHAREL EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS (2ª EDIÇÃO II/2011 EDITAL EXAME DE SUFICIÊNCIA N.º 1/2011) 1. CONTABILIDADE GERAL a) A Escrituração Contábil:

Leia mais

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Administração - Campus Mossoró) 3ª SÉRIE

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Administração - Campus Mossoró) 3ª SÉRIE ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN 2016.2 Administração - Campus Mossoró) 3ª SÉRIE DISCIPLINAS DA SÉRIE GESTÃO DA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIA GESTÃO DE PESSOAS DIREITO EMPRESARIAL E TRABALHISTA CONTABILIDADE Os recursos

Leia mais

1ª Olimpíada Interna de Contabilidade da UFBA NAEX Núcleo de Apoio à Extensão, Tecnologia e Inovação

1ª Olimpíada Interna de Contabilidade da UFBA NAEX Núcleo de Apoio à Extensão, Tecnologia e Inovação 1ª Olimpíada Interna de Contabilidade da UFBA NAEX Núcleo de Apoio à Extensão, Tecnologia e Inovação 1. Responsabilidade: A Olimpíada Interna de Contabilidade da FCC/UFBA é uma realização do NAEX - Núcleo

Leia mais

Sumário Capítulo 1 Escrituração contábil

Sumário Capítulo 1 Escrituração contábil Sumário Capítulo 1 Escrituração contábil 01 1.1 Conceito 01 1.2 Métodos de escrituração 01 1.2.1 Método das partidas dobradas 02 1.2.1.1 Funcionamento das contas nas partidas dobradas 04 1.3 Normas legais

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Parte I Conceitos Básicos, Estrutura e Metodologia Operacional, 1 1 Patrimônio, 3

Parte I Conceitos Básicos, Estrutura e Metodologia Operacional, 1 1 Patrimônio, 3 Sumário Prefácio à Décima Edição, xxi Prefácio à Nona Edição, xxiii Prefácio à Oitava Edição, xxv Parte I Conceitos Básicos, Estrutura e Metodologia Operacional, 1 1 Patrimônio, 3 1.1 Objetivo e definição

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Administração Organizacional I As teorias administrativas. A evolução da administração e do pensamento administrativo. O ambiente organizacional:

Leia mais

Nivelamento de Conceitos Contábeis

Nivelamento de Conceitos Contábeis Nivelamento de Conceitos Contábeis Demonstrações Contábeis Balanço Patrimonial - BP Demonstração de Resultado do Exercício - DRE Demonstração dos Fluxos de Caixa DFC Substituiu a Demonstração das Origens

Leia mais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais Balanços patrimoniais em 31 de dezembro de 2014 e 2013 Ativo Nota 2014 2013 Passivo Nota 2014 2013 (Ajustado) (Ajustado) Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 5 48.650 835 Fornecedores 10

Leia mais

Modelo de Plano de Contas Detalhado

Modelo de Plano de Contas Detalhado Modelo de Plano de Contas Detalhado Código da Conta Descrição da Conta 1. A T I V O 1.1 ATIVO CIRCULANTE 1.1.01 DISPONÍVEL 1.1.01.01 Caixa 1.1.01.02 Bancos c/ Movimento 1.1 01.03 Aplicações Financeiras

Leia mais

ITG 1000 PME s Giovana Garcia

ITG 1000 PME s Giovana Garcia ITG 1000 PME s Giovana Garcia Você bem preparado para o futuro da profissão. 1 RESOLUÇÃO CFC N.º 1.418/12 Aprova a ITG 1000 Modelo Contábil para Microempresa e Empresa de Pequeno Porte. X RESOLUÇÃO CFC

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL E SOCIETÁRIO 2035 C/H 68

DIREITO EMPRESARIAL E SOCIETÁRIO 2035 C/H 68 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS (Currículo iniciado em 2012) ADMINISTRAÇÃO 1915 C/H 102 Breve histórico e fundamentos da administração. Perspectivas da administração: clássica,

Leia mais

RFB Auditor - ESAF Análise do Edital - CONTABILIDADE GERAL E AVANÇADA

RFB Auditor - ESAF Análise do Edital - CONTABILIDADE GERAL E AVANÇADA Sumário 1 Estrutura Conceitual... 2 2 Patrimônio... 2 3 Fatos Contábeis... 3 4 Contas... 3 5 Escrituração... 3 6 Provisões... 3 7 Políticas Contábeis, Estimativas e Retificação de Erro.... 4 8 Ativo...

Leia mais

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Administração Graduação Executiva- Campus Mossoró) 6ª SÉRIE

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Administração Graduação Executiva- Campus Mossoró) 6ª SÉRIE DISCIPLINAS DA SÉRIE DISCIPLINAS DAS SÉRIES ANTERIORES ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN 2016.2 Administração Graduação Executiva- Campus Mossoró) 6ª SÉRIE GESTÃO ESTRATEGICA GESTÃO FINANCEIRA AVANÇADA LOGISTICA

Leia mais

Capítulo Planejamento Orçamentário DESENVOLVIMENTO DE UM MODELO DE ORÇAMENTO. Aspectos preliminares importantes. Planejamento orçamentário

Capítulo Planejamento Orçamentário DESENVOLVIMENTO DE UM MODELO DE ORÇAMENTO. Aspectos preliminares importantes. Planejamento orçamentário Capítulo 16 DESENVOLVIMENTO DE UM MODELO DE ORÇAMENTO 16.1 Planejamento Orçamentário 16.1 Planejamento orçamentário 16.2 Elaboração de quadros orçamentários 16.3 Projeções de resultados Administração Financeira:

Leia mais

RESOLUÇÃO N 41/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE no uso de suas atribuições legais e;

RESOLUÇÃO N 41/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE no uso de suas atribuições legais e; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 41/2009/CONEPE Aprova alteração na Departamentalização do Núcleo

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS /IRATI (Currículo iniciado em 2009)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS /IRATI (Currículo iniciado em 2009) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS /IRATI (Currículo iniciado em 2009) ADMINISTRAÇÃO EMPRESARIAL 0922/I C/H 102 Aspectos introdutórios. Organizações. Pessoas e estilos de administração.

Leia mais

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO EMPRESARIAL TURMA 2016 53 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS MBA EM GESTÃO FINANCEIRA, CONTROLADORIA E AUDITORIA TURMA 27 Vitória-ES APRESENTAÇÃO O curso de MBA em Gestão Financeira, Controladoria

Leia mais

Índice. Introdução...7. Capítulo Introdução a Contabilidade A Importância da Contabilidade O Patrimônio...

Índice. Introdução...7. Capítulo Introdução a Contabilidade A Importância da Contabilidade O Patrimônio... Contábil - MÓDULO 1 Índice Introdução...7 Capítulo 1...9 1.1 Introdução a Contabilidade...10 1.1.1 A Importância da Contabilidade...11 1.1.2 O Patrimônio...12 1.1.3 Aspecto qualitativo e quantitativo do

Leia mais

Demonstrações Contábeis Obrigatórias

Demonstrações Contábeis Obrigatórias ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS NO BRASIL Demonstrações Contábeis Obrigatórias Balanço Patrimonial (BP) Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO - TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULO ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA: CONTABILIDADE (TRE-SP AJAC)

CONTROLE DE CONTEÚDO - TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULO ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA: CONTABILIDADE (TRE-SP AJAC) CONTROLE DE CONTEÚDO - TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULO ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA: CONTABILIDADE (TRE-SP AJAC) 1 Ortografia oficial. GRAMÁTICA E INTERPRETAÇÃO DE TEXTO DA LÍNGUA PORTUGUESA CONTEÚDO

Leia mais

PIS e COFINS. Aspectos conceituais. Universidade de São Paulo Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto

PIS e COFINS. Aspectos conceituais. Universidade de São Paulo Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto Universidade de São Paulo Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto PIS e COFINS Aspectos conceituais Núcleo de Estudos em Controladoria e Contabilidade Tributária Prof. Amaury

Leia mais

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 (Em R$ Mil)

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 (Em R$ Mil) CNPJ 47.902.648/0001-17 CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Bancos 46 Fornecedores 41.785 Aplicações Financeiras 5.541 Provisão

Leia mais

Conteúdo Programático Contabilidade Geral Básica - CGB [2ª Edição]

Conteúdo Programático Contabilidade Geral Básica - CGB [2ª Edição] Conteúdo Programático Contabilidade Geral Básica - CGB [2ª Edição] CAPÍTULO I. Introdução ao Curso de Contabilidade Introdução ao Curso de Contabilidade 1. Contabilidade. 2. Contabiliza.se o quê. 3. O

Leia mais

Maria da Conceição B.de Rezende Ladeira

Maria da Conceição B.de Rezende Ladeira Maria da Conceição B.de Rezende Ladeira Junho/2016 ADMINISTRAÇAO PÚBLICA Transparência; Governança; Indicadores de Resultados alinhados a estratégias dos governos; Qualidade do gasto público;... Novo cenário

Leia mais

Treinamentos do Programa de Educação Profissional Continuada do CRC

Treinamentos do Programa de Educação Profissional Continuada do CRC Treinamentos do Programa de Educação Profissional Continuada do CRC Temas Ativos 2017 Pontuação Geral Categoria(s) Pontuadas(s) ÁREA CONTÁBIL 1 Análise das Demonstrações Contábeis (Com Foco em Preparadores

Leia mais

CONSELHO CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE ANEXO I

CONSELHO CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE ANEXO I ANEXO I DETALHAMENTO DO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO PARA A PROVA DE QUALIFICAÇÃO TÉCNICA GERAL 7º EXAME DE QUALIFICAÇÃO TÉCNICA 1. LEGISLAÇÃO E ÉTICA PROFISSIONAL a) A LEGISLAÇÃO SOBRE A ÉTICA PROFISSIONAL RESOLUÇÃO

Leia mais

CONTABILIDADE GERAL PARA AUDITOR-FISCAL DA RFB. Prof. Marcondes Fortaleza

CONTABILIDADE GERAL PARA AUDITOR-FISCAL DA RFB. Prof. Marcondes Fortaleza CONTABILIDADE GERAL PARA AUDITOR-FISCAL DA RFB Prof. Marcondes Fortaleza Professor Marcondes Fortaleza Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil, tendo exercido anteriormente o cargo de Analista-Tributário

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL - ANEXO 14

BALANÇO PATRIMONIAL - ANEXO 14 ATIVO Exercício Atual PASSIVO Exercício Atual ATIVO CIRCULANTE 652.201,35 PASSIVO CIRCULANTE 236.288,68 Caixa e Equivalentes de Caixa 652.201,35 Obrigações Trabalhistas, Previdenciárias e Assistenciais

Leia mais

1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas

1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas 1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas 1. Questões: 1 - Comente os principais grupos de contas do Balanço, com exemplos. 2 - Explique o que são curto e longo prazo para a contabilidade. 3 - Quais

Leia mais

Tribunais - Exercícios AFO e Direito Financeiro Exercício - Contabilidade Alexandre Américo

Tribunais - Exercícios AFO e Direito Financeiro Exercício - Contabilidade Alexandre Américo Tribunais - Exercícios AFO e Direito Financeiro Exercício - Contabilidade Alexandre Américo 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. MÓDULO DE QUESTÕES DE CONTABILIDADE

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS (Currículo iniciado em 2015)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS (Currículo iniciado em 2015) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS (Currículo iniciado em 2015) ADMINISTRAÇÃO 102 h/a 1975 Breve histórico e fundamentos da administração. Perspectivas da administração: clássica,

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC Nº /07

RESOLUÇÃO CFC Nº /07 RESOLUÇÃO CFC Nº. 1.115/07 Aprova a NBC T 19.13 Escrituração Contábil Simplificada para Microempresa e Empresa de Pequeno Porte. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais

Leia mais

1 D: Compra de Mercadorias ,00 D: ICMS a recuperar 6.300,00 C: Banco S/A ,00. 2 D: Salários a pagar 9.000,00 C: Caixa 9.

1 D: Compra de Mercadorias ,00 D: ICMS a recuperar 6.300,00 C: Banco S/A ,00. 2 D: Salários a pagar 9.000,00 C: Caixa 9. Curso de Ciências Contábeis Disciplina: Contabilidade Comercial I 3ª Fase Professora: Lyss Paula de Oliveira ESTADO DE MATO GROSSO Resolução de Atividades Extra: Lançamentos no Diário: 1 D: Compra de Mercadorias

Leia mais

CAPACITAÇÃO EM CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO CEARÁ

CAPACITAÇÃO EM CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO CEARÁ Pacote I Área Nº Disciplinas Horas / Aula 03 Procedimentos Contábeis Orçamentários I PCO I Procedimentos Contábeis Orçamentários II PCO II 05 Procedimentos Contábeis Patrimoniais I PCP I Fundamentos 06

Leia mais

CÓDIGO DISCIPLINAS CARGA HORÁRIA

CÓDIGO DISCIPLINAS CARGA HORÁRIA CURSO BACHARELADO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS Turno: MATUTINO/NOTURNO Matutino Currículo nº 9 Noturno Currículo nº 9 A partir de 2016 Reconhecido pelo Decreto n 83.799, de 30.07.79, D.O.U. de 31.07.79 Renovação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão. COMPONENTES CURRICULARES OBRIGATÓRIA 1º PERÍODO Créditos Carga Horária Prérequisito Teórico Prático E Total Horas Aula Horas Relógio 1 Contabilidade Básica I DECCA 4 - - 4 60 50-2 Sociologia das Organizações

Leia mais

I SIMPÓSIO MINEIRO DE CONTABILIDADE APLICADA NO SETOR PÚBLICO

I SIMPÓSIO MINEIRO DE CONTABILIDADE APLICADA NO SETOR PÚBLICO I SIMPÓSIO MINEIRO DE CONTABILIDADE APLICADA NO SETOR PÚBLICO A CONVERGÊNCIA DAS NORMAS INTERNACIONAIS AO SETOR PÚBLICO MARIA DA CONCEIÇAO BARROS DE REZENDE SITUAÇAO DA CONTABILIDADE PÚBLICA NO BRASIL

Leia mais

https://www.rad.cvm.gov.br/enet/frmprotocolo.aspx?codigoinstituicao=1&numero...

https://www.rad.cvm.gov.br/enet/frmprotocolo.aspx?codigoinstituicao=1&numero... ENET Protocolo Página 1 de 1 https://www.rad.cvm.gov.br/enet/frmprotocolo.aspx?codigoinstituicao=1&numero... 15/08/2011 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 63-COU/UNICENTRO, DE 29 DE MAIO DE 2009. Altera o art. 2º e anexo da Resolução nº 037- COU/UNICENTRO, de 28 de dezembro de 2006, e dá outras providências. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL

Leia mais

Sumário. Capítulo Considerações Iniciais Exercícios Resolvidos para a Fixação de Conteúdo...19

Sumário. Capítulo Considerações Iniciais Exercícios Resolvidos para a Fixação de Conteúdo...19 Sumário Capítulo 1 A Elaboração das Demonstrações Contábeis...1 1.1. Considerações Iniciais...1 1.2. Exercícios Resolvidos para a Fixação de Conteúdo...19 Capítulo 2 As Demonstrações Contábeis e a Legislação

Leia mais

Contabilidade ESTRUTURA PATRIMONIAL SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) FLUXO DE RECURSOS. Fluxo dos recursos SÍNTESE DO FUNCIONAMENTO DAS CONTAS

Contabilidade ESTRUTURA PATRIMONIAL SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) FLUXO DE RECURSOS. Fluxo dos recursos SÍNTESE DO FUNCIONAMENTO DAS CONTAS ESTRUTURA PATRIMONIAL Patrimônio = Bens + Direitos ( ) Obrigações SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) Ativo ( ) Passivo = Situação Líquida (Patrimônio Líquido) FLUXO DE RECURSOS ATIVO Aplicação dos Recursos

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: CONTABILIDADE GERAL PLANO DE CURSO

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: CONTABILIDADE GERAL PLANO DE CURSO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: CONTABILIDADE GERAL Código: CTB 100 Pré-requisito: Não há Período Letivo: 2016.1 Professor:

Leia mais

ESTRUTURA E ANÁLISE DE CUSTOS. Princípios da Contabilidade de Custos Finalidade; Objetivos e enfoque (gerencial, formal e aspectos legais) 18/02/2016

ESTRUTURA E ANÁLISE DE CUSTOS. Princípios da Contabilidade de Custos Finalidade; Objetivos e enfoque (gerencial, formal e aspectos legais) 18/02/2016 ESTRUTURA E ANÁLISE DE CUSTOS Princípios da Contabilidade de Custos Finalidade; Objetivos e enfoque (gerencial, formal e aspectos legais) 18/02/2016 CONTABILIDADE X CUSTOS Contabilidade é a ciência que

Leia mais

Sumário. Capítulo Breves Noções Históricas A Contabilidade no Brasil O Símbolo da Contabilidade...4

Sumário. Capítulo Breves Noções Históricas A Contabilidade no Brasil O Símbolo da Contabilidade...4 Sumário Capítulo 1 Breves Noções Históricas...1 1.1. Breves Noções Históricas...1 1.2. A Contabilidade no Brasil...3 1.3. O Símbolo da Contabilidade...4 Capítulo 2 Conceitos Iniciais...5 2.1. A Definição

Leia mais

É com uma grande satisfação que apresentamos para vocês um Plano de Contas Atualizado para Provas de Contabilidade Geral (Contas de Resultado).

É com uma grande satisfação que apresentamos para vocês um Plano de Contas Atualizado para Provas de Contabilidade Geral (Contas de Resultado). Olá, meus amigos! Tudo bem? É com uma grande satisfação que apresentamos para vocês um Plano de Contas Atualizado para Provas de Contabilidade Geral (Contas de Resultado). O plano foi elaborado pelo nosso

Leia mais

4 NORMAS DE AUDITORIA

4 NORMAS DE AUDITORIA 4.10 Quadro de normas de contabilidade/auditoria/perícia e profissional A relação abaixo foi extraída do livro eletrônico publicado pelo CFC cujo título é: Princípios Fundamentais e Normas Brasileiras

Leia mais

Diário Oficial. Índice do diário Outros. Prefeitura Municipal de Ribeira do Amparo. Outros - BALANÇO ANUAL Páginas:

Diário Oficial. Índice do diário Outros. Prefeitura Municipal de Ribeira do Amparo. Outros - BALANÇO ANUAL Páginas: Páginas: 48 Índice do diário Outros Outros - BALANÇO ANUAL 2015 Página 1 Outros Outros BALANÇO ANUAL 2015 - BA (Poder Executivo) DCA-Anexo I-AB Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo Padrao Balanço Patrimonial

Leia mais

CURSO: ADMINISTRAÇÃO

CURSO: ADMINISTRAÇÃO CURSO: ADMINISTRAÇÃO EMENTAS - 2016.1 1º PERÍODO DISCIPLINA: MATEMÁTICA APLICADA A ADMINISTRAÇÃO Equações do primeiro e segundo graus com problemas. Problemas aplicando sistemas; sistemas com três incógnitas

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL

BALANÇO PATRIMONIAL 1 de 6 31/01/2015 14:44 BALANÇO PATRIMONIAL Balanço Patrimonial é a demonstração contábil destinada a evidenciar, qualitativa e quantitativamente, numa determinada data, a posição patrimonial e financeira

Leia mais

PLANEJAMENTO E GESTÃO TRIBUTÁRIA

PLANEJAMENTO E GESTÃO TRIBUTÁRIA EMENTA PLANEJAMENTO E GESTÃO TRIBUTÁRIA DISCIPLINA: Contabilidade Empresarial EMENTA: A disciplina enfoca a legislação e órgãos normatizadores, o balanço patrimonial, a demonstração do resultado do exercício,

Leia mais

Pessoa Jurídica - Tamanho

Pessoa Jurídica - Tamanho Pessoa Jurídica - Tamanho 0MEI Microempreendedor individual; 0Microempresa; 0Empresa de Pequeno Porte; MEI Microempreendedor individual 0Foi criado visando a legalização de atividades informais por partes

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE - DESO CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL - EM R$. 1,00

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE - DESO CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL - EM R$. 1,00 COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE DESO CNPJ. 13.018.171/000190 BALANÇO PATRIMONIAL EM R$. 1,00 A T I V O 31.12.2007 31.12.2006 ATIVO CIRCULANTE 138.417.550 134.143.301 Caixa e Bancos 1.286.238 3.838.555

Leia mais

Sumário EDITAL SISTEMATIZADO CONTABILIDADE APRESENTAÇÃO DO LIVRO... 23

Sumário EDITAL SISTEMATIZADO CONTABILIDADE APRESENTAÇÃO DO LIVRO... 23 EDITAL SISTEMATIZADO CONTABILIDADE... 19 APRESENTAÇÃO DO LIVRO... 23 PARTE I CONTABILIDADE GERAL CAPÍTULO I NOÇÕES DE CONTABILIDADE... 27 1. Noções de Contabilidade... 27 1.1. Conceitos, objetivos, campo

Leia mais

Trabalho de Conclusão de Curso Ciências Contábeis

Trabalho de Conclusão de Curso Ciências Contábeis Trabalho de Conclusão de Curso Ciências Contábeis A seguir são dispostos os regulamentos para os projetos de elaboração e desenvolvimento do TCC- Trabalho de Conclusão para o Curso de Ciências Contábeis

Leia mais

Sumário. Prefácio à 10ª Edição, xxi. Prefácio à 1ª Edição, xxiii. Parte I Introdução à Contabilidade Comercial, 1

Sumário. Prefácio à 10ª Edição, xxi. Prefácio à 1ª Edição, xxiii. Parte I Introdução à Contabilidade Comercial, 1 Sumário Prefácio à 10ª Edição, xxi Prefácio à 1ª Edição, xxiii Parte I Introdução à Contabilidade Comercial, 1 1 Noções de Comércio e de Instituições Comerciais, 3 1.1 Conceito de comércio, 3 1.2 Origens

Leia mais

DFC DEMONSTRAÇÃO DE FLUXO DE CAIXA

DFC DEMONSTRAÇÃO DE FLUXO DE CAIXA DFC DEMONSTRAÇÃO DE FLUXO DE CAIXA Base Legal CPC 03 e Seção 07 da NBC TG 1.000 O presente auto estudo embasará os conceitos e procedimentos técnicos contemplados no CPC 03 (IFRS Integral) e na Seção 07

Leia mais

Gas Brasiliano Distribuidora S.A.

Gas Brasiliano Distribuidora S.A. Balanço patrimonial em 31 de março (não auditado) Ativo 2016 2015 Passivo e patrimônio líquido 2016 2015 Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 78.050 132.536 Fornecedores 23.096 19.064 Contas

Leia mais

Contabilidade na crise: O impacto da política monetária na preparação dos balanços e seus reflexos para acionistas. Edison Carlos Fernandes

Contabilidade na crise: O impacto da política monetária na preparação dos balanços e seus reflexos para acionistas. Edison Carlos Fernandes Contabilidade na crise: O impacto da política monetária na preparação dos balanços e seus reflexos para acionistas Edison Carlos Fernandes Esta exposição não trata ou propõe teoria sobre política econômica;

Leia mais

Análise das Demonstrações Financeiras

Análise das Demonstrações Financeiras Análise das Demonstrações Financeiras Professora conteudista: Divane A. Silva Sumário Análise das Demonstrações Financeiras Unidade I 1 APRESENTAÇÃO DOS CONCEITOS BÁSICOS E IMPORTÂNCIA DA ANÁLISE FINANCEIRA...1

Leia mais

Estruturação de um Sistema de Informações Contábeis

Estruturação de um Sistema de Informações Contábeis Estruturação de um Sistema de Informações Contábeis Por José Luís Carneiro - www.jlcarneiro.com - Características gerais Objetivos Suporte à Contabilidade Gerencial (Controladoria) Suporte à tomada de

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AES TIETE ENERGIA S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AES TIETE ENERGIA S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Sumário. Capítulo 1. Estrutura Conceitual Básica da Contabilidade. Princípios de Contabilidade 1. Contábil-Financeiro Útil...11

Sumário. Capítulo 1. Estrutura Conceitual Básica da Contabilidade. Princípios de Contabilidade 1. Contábil-Financeiro Útil...11 Sumário Capítulo 1 Estrutura Conceitual Básica da Contabilidade. Princípios de Contabilidade 1 1.1. Estrutura Conceitual Básica da Contabilidade e Princípios de Contabilidade...1 1.1.1. Conceito e Objetivo...1

Leia mais

A) CONTEÚDOS DE FORMAÇÃO BÁSICA CARGA HORÁRIA

A) CONTEÚDOS DE FORMAÇÃO BÁSICA CARGA HORÁRIA MATRIZ DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS EM VIGOR 2016.1 2.8.1 ORGANIZAÇÃO DA MATRIZ A) CONTEÚDOS DE FORMAÇÃO BÁSICA CÓDIGOS DISCIPLINAS CRÉDITOS CARGA FCC 00001 Língua Portuguesa 03 60 X FCC 00056 Psicologia das

Leia mais

Acer Consultores em Imóveis S/A

Acer Consultores em Imóveis S/A Acer Consultores em Imóveis S/A Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Em 30 de Junho de 2007 e 31 de Dezembro de 2006 e 2005 Parecer dos auditores independentes Aos

Leia mais

CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Profª Dilci Oliveira

CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Profª Dilci Oliveira CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Profª Dilci Oliveira Contabilidade é a ciência que estuda, registra, controla e interpreta os fatos ocorridos no patrimônio das entidades com fins lucrativos ou não. Objetivos

Leia mais

ELETROBRÁS TERMONUCLEAR S.A. ELETRONUCLEAR CNPJ: / DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31/09/2005

ELETROBRÁS TERMONUCLEAR S.A. ELETRONUCLEAR CNPJ: / DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31/09/2005 ELETROBRÁS TERMONUCLEAR S.A. CNPJ: 42.540.2 11/000 1-6 7 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31/09/2005 BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE SETEMBRO A T I V O 2005 2004 CIRCULANTE Numerário disponível 805 12.378 Aplicações

Leia mais

Relação de disciplinas das respectivas áreas

Relação de disciplinas das respectivas áreas 06/26 - Contabilidade Internacional - Graduação em e. 1. Evolução histórica da contabilidade no âmbito internacional; 2. Importância de procedimentos e práticas internacionais de contabilidade; 3. Regulamentação

Leia mais

Sumário. cad_00.indd 13 05/01/ :29:31

Sumário. cad_00.indd 13 05/01/ :29:31 Sumário Capítulo 1 Estrutura Conceitual Básica da Contabilidade. Princípios de Contabilidade... 1 1.1. Estrutura Conceitual Básica da Contabilidade... 1 1.1.1. Conceito e Objetivo... 1 1.1.2. Objeto...

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 2-CEPE/UNICENTRO, DE 30 DE JANEIRO DE 2014. Aprova o Curso de Especialização em MBA em Gestão de Negócios, modalidade regular, a ser ministrado no Campus Avançado da UNICENTRO, no Município

Leia mais

CAPITULO XI MATRIZ CURRICULAR ORGANIZADA POR UNIDADES CURRICULARES (T.P.L.C.D)

CAPITULO XI MATRIZ CURRICULAR ORGANIZADA POR UNIDADES CURRICULARES (T.P.L.C.D) CAPITULO XI MATRIZ CURRICULAR ORGANIZADA POR UNIDADES CURRICULARES Matriz Curricular - Unidade I Disciplina de Formaçãoo Geral e Humanística Português Instrumental Psicologia do Trabalho Sociologia de

Leia mais

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte DRE DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte DRE DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO DRE DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO A DRE é a apresentação, em forma resumida, das operações realizadas pela empresa, durante o exercício social, demonstradas de forma a destacar o resultado líquido

Leia mais

1. CONTABILIDADE GERAL

1. CONTABILIDADE GERAL 1. CONTABILIDADE GERAL ANEXO I DETALHAMENTO DO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO APLICÁVEL À PROVA DE BACHAREL EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS (1ª EDIÇÃO/2012 EDITAL EXAME DE SUFICIÊNCIA N.º 01/2012) a) Patrimônio e Variações

Leia mais

ESTUDO DE CASO. Os Novos Ajustes da Lei

ESTUDO DE CASO. Os Novos Ajustes da Lei ESTUDO DE CASO Os Novos Ajustes da Lei 11.638 Os Novos Ajustes da Lei 11.638 As demonstrações financeiras foram elaboradas com base nas práticas contábeis adotadas no Brasil e normas da Comissão de Valores

Leia mais

Sumário. Apresentação, xiii Prefácio, xv Introdução, 1

Sumário. Apresentação, xiii Prefácio, xv Introdução, 1 Apresentação, xiii Prefácio, xv Introdução, 1 1 Conceitos básicos para desenvolvimento e implantação de custos, 3 1.1 Relação dos custos com o lucro, 4 1.2 Contabilidade de custos, 4 1.3 Sistema de informações

Leia mais

Faculdades Integradas de Taquara

Faculdades Integradas de Taquara IX DESAFIO CULTURAL DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS- 2016 Questões de Planejamento Tributário Prof. Oscar Scherer Questão nº 01 A constituição de Fundos de Investimentos Mobiliário é uma alternativa interessante

Leia mais

Treinamento para o Setor Público é na casp online!

Treinamento para o Setor Público é na casp online! S DE ATUAÇÃO: - Contabilidade Aplicada ao Setor Público - Administração Financeira e Orçamentária (Patrimônio, Almoxarifado e Custos) Legislativo Saúde Tributário Fiscal Comunicação O objetivo da Online

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ CIA DE PARTICIPAÇÕES ALIANÇA DA BAHIA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ CIA DE PARTICIPAÇÕES ALIANÇA DA BAHIA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ ALPARGATAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ ALPARGATAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

TCU - Aula 03 C. Geral III

TCU - Aula 03 C. Geral III Sumário 1 TC RO Contador CESPE 2013 - Questão 051 Critérios de avaliação de ativos... 2 2 TC RO Contador CESPE 2013 - Questão 052 Critérios de Avaliação de Ativos... 2 3 TC RO Contador CESPE 2013 - Questão

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA SEMANA DO CONTABILISTA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA SEMANA DO CONTABILISTA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA SEMANA DO CONTABILISTA PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO Alexandre Henrique Salema Ferreira Ana Maria da Paixão Duarte OBJETIVO Discorrer acerca do Planejamento Tributário no campo

Leia mais

IRPJ, CSLL, PIS, COFINS

IRPJ, CSLL, PIS, COFINS Alguns Clientes O objetivo da Studio Fiscal é oferecer serviços de consultoria tributária, buscando otimizar a carga tributária das empresas com base em trabalhos que envolvem gestão contábil, fiscal e

Leia mais

Contabilidade CRISE. Planejamento Financeiro 25/08/2016. Escreve, oficializa É a ciência que registra os

Contabilidade CRISE. Planejamento Financeiro 25/08/2016. Escreve, oficializa É a ciência que registra os CRISE Contabilidade Escreve, oficializa É a ciência que registra os Possuem denominador financeiro comum acontecimentos verificados no patrimônio de uma entidade Conjunto de bens direitos e obrigações

Leia mais

Capacitação em IFRS e CPCS. (Aspectos Práticos e Operacionais) Exercícios Módulo I

Capacitação em IFRS e CPCS. (Aspectos Práticos e Operacionais) Exercícios Módulo I Capacitação em IFRS e CPCS (Aspectos Práticos e Operacionais) Exercícios Módulo I 1. Publicação das Demonstrações Contábeis - A empresa Rio Preto Softwares S.A. é de capital fechado, está sediada no interior

Leia mais

1ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 02, DE 06 DE SETEMBRO DE 2013

1ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 02, DE 06 DE SETEMBRO DE 2013 1ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 02, DE 06 DE SETEMBRO DE 2013 O Tribunal de Contas do Estado da Bahia, no uso de suas atribuições legais, nos termos estabelecidos no subitem 13.36, torna pública a seguinte

Leia mais