CUIDADO: VI E GOSTEI DO FILME. ELE ASSISTIU E ELOGIOU O ESPETÁCULO.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CUIDADO: VI E GOSTEI DO FILME. ELE ASSISTIU E ELOGIOU O ESPETÁCULO."

Transcrição

1 REGÊNCIA VERBAL E NOMINAL REGÊNCIA VERBAL Parte da sintaxe que estuda as relações entre os verbos e seus complementos ou termos circunstanciais, bem como o uso ou não de preposição e suas variações semânticas. CUIDADO: VI E GOSTEI DO FILME. ELE ASSISTIU E ELOGIOU O ESPETÁCULO. AGRADAR TD. contentar, fazer carinhos, mimar. Ex.: Agrade os que o amam. A mãe agrada os filhos. TI. Satisfazer (prep. a) Ex.: A peça agradou ao público. O projeto lhe agradou? Obs.: Desagradar é sempre TI (prep. a). Ex.: Isto desagradou a José. ASPIRAR TD. sorver, haurir, inalar. Ex.: Aspire o ar do campo. Ela aspirou o gás tóxico. TI. almejar, ambicionar (prep. a) Ex.: Aspiramos a um mundo melhor. Ela aspira à vaga de chefe. Obs: Quando TI não aceita lhe(s). ; Ex.: Aspiro ao cargo (a ele)

2 ASSISTIR TD / TI (Prep. A). prestar assistência, socorrer, ajudar. Ex.: O médico assistiu o/ao doente. O bombeiro assistiu a/à vítima. TI. ser espectador (assistir a). Ex.: Assista ao jogo. Você assistiu à peça? OBS.: Não aceita lhe, lhes como complemento, mas apenas a ele, a ela, a eles, a elas: O programa é bom, mas crianças não podem assistir a ele. As cenas foram fortes, por isso quero voltar a assistir a elas. TI. caber (assistir a). Ex.: Assiste a Pedro esse direito. Não me assistia o trabalho. Essa função lhe assiste? INTR. morar, residir (prep. em) Ex.: Assistimos em Fortaleza. Você assiste onde? ATENDER TD ou TI, indiferentemente, quando o complemento é pessoa. Ex.: Ela atendeu o (ao) cliente. O médico atendeu (à) Maria?

3 Como complemento pronominal, só aceita o/a (ou variações). Ex.: Nós o atendemos; Atendeu-as? TI. quando o complemento é coisa (atender a); Ex.: Atenda ao telefone. Atendi à campainha. Obs.: Quando TI não aceita lhe(s). Ex.: Atendi à campainha = Atendi a ela. CHAMAR TD ou TI, indiferentemente, no sentido de considerar. Ex.: Chamei José (de) doido.chamei a José (de) doido. Chamei-o (de) doido. Chamei-lhe (de) doido. TDe I. no sentido de repreender. Ex.: Chamei-o à atenção. Chamei Helena ao dever. TD. no sentido de fazer vir; convocar. Ex.: Chamei a polícia. Ela chamou os bombeiros. CHEGAR. IR INTR. acompanha-se da prep. a. Ex.: Cheguei à praia. Fui ao banheiro. Quando chegaremos ao sítio?

4 CUSTAR TI. sendo sempre oracional seu sujeito e OI, a pessoa ou ser a quem custoso o fato da oração subjetiva. Ex.: Custa-me ir logo. Custou a nós fazer isso. Sair cedo custa a ele? Fazer isso custa muito a você? Na língua cotidiana se vê usado assim: Custei a chegar(errado).correto: Custou-me chegar. Isto é: usa-se como verbo pessoal, e não como unipessoal, o que configura desvio da norma culta. ESQUECER TD ou TI, mas, neste caso, é sempre pronominal (esquecer-se de): Ex.: Esqueci o livro. Esqueci-me do livro. Tu te esqueces de tudo! Tu esqueces tudo! TI - quando se dá ao ser esquecido a função de sujeito e à pessoa a função de OI. Ex.: Aquele tempo me esqueceu. Nunca nos esqueceu a festa. Essas férias nunca esquecerão ao nosso amigo. Esse poema jamais te esquecerá. LEMBRAR TD ou TI, mas neste caso é sempre pronominal (lembrar-se de).: Ex.: Lembrei o número. Lembrei-me do número./ Esquecemos o livro. Esquecemo-nos do livro. TD. fazer recordar. Ex.: Ela lembra a mãe. O filho lembrava o pai.

5 TD e I. advertir, recordar. Ex.: Lembrei-o do jogo. Lembre os funcionários da reunião. TI. quando se dá ao ser esquecido a função de sujeito e à pessoa a função de OI. Ex.: Não me lembra aquele dia. Esse fato lembrou a você? Aqueles bons tempos não te lembram? IMPLICAR TD. acarretar. Ex.: Amor implica renúncia. Dedicação implicou vitória. Uma coisa implica outra. TI. Mas sempre pronominal = envolver-se (implicar-se em). Ex.: Ele se implicou em tráfico. TI. Ter implicância (implicar com). Ex.: Não implique com ela. MORAR. RESIDIR Ambos se usam com a preposição EM. Ex.: Moro na rua Paraíso. Resido no bairro Felicidade. OBS: No uso coloquial vê-se: Ex.: Resido à rua X.(ERRADO) NAMORAR TD. Então, sem preposição: José namora Maria. Ele a namora? OBEDECER. DESOBEDECER TI. antes, com a prep. A. Ex.: Obedeça à lei. Não desobedeça aos pais. Obs: Quando o complemento não é pesssoa, não aceita lhe (s). Ex.: Obedeci ao código. Obedeci a ele. PAGAR. PERDOAR TDe I. com objeto direto para coisa e objeto indireto para pessoas. Ex.: Pague a seu credor. Perdoe aos inimigos. Nunca lhe perdoarei. Paguei o débito ao banco. Perdôo o erro a você.

6 Obs.: Os verbos TIs que aceitam voz passiva: PAGAR, PERDOAR, (DES)OBEDECER, REPSONDER: O pecador arrependido será perdoado. A lei deve ser obedecida. Minha carta não foi respondida. PRECISAR TD. indicar com exatidão, expor minuciosamente: Ex.: Precise a hora do vôo. TI. necessitar (precisar de): Ex.: Precisamos de ajuda. Você precisa dele? Antigamente se usava o verbo precisar (necessitar) como transitivo direto:todos precisamos ajuda. Aqui ninguém precisa dinheiro, só precisa reais... O português contemporâneo só aceita a omissão da preposição quando o objeto é oracional: Preciso que todos me ajudem. Necessitamos que vocês venham logo. PREFERIR TD e I. usado com a preposição A, e NÃO com que ou do que, ou antes ou mais. Ex.: Prefiro isto àquilo. Ela prefere mamão a maçã. Prefiro uma coisa a outra. INFORMAR, AVISAR, CIENTIFICAR, CERTIFICAR TD e I. usado com as preposições de/sobre/para. Ex.: Informei isto a ele. Informei-o disto. Informei-lhe o fato. Não lhe avisei a reunião? Certifiquei-lhe a hora do encontro.

7 PROCEDER TI. realizar, instaurar, dirigir (prep. a) Ex.: Proceda ao projeto. O delegado procedeu ao inquérito.proceda-se já à sessão da conselho. INTR. originar-se, provir de, ter procedência. Ex.: De onde ele procede? Ela procede do Rio. QUERER TD. desejar. Ex.: Ele quer muito Maria. Você quer este carro? TI. estimar, amor (prep. A) Ex.: A mãe quer aos filhos. O marido queria muito à mulher. Obs.: Aceita o Ihe(s). Ex.: Ela lhe quer demais. SIMPATIZAR. ANTlPATIZAR TIs. Sem serem pronominais (simpatizar com, antipatizar com): simpatizo com você. Antipatizas conosco? TORCER TI. desejar a vitória, fazer torcida (torcer por): Torcemos pelo Ceará. Torço por seu sucesso. TD. entortar, deslocar. Ex.: Ela torceu o pé. Torça a barra de ferro. VISAR TD. pôr o visto, apontar para, mirar.ex.: Ele visou o cheque. O caçador visa o alvo. TI. desejar muito, almejar (prep.a). Ex.: Visamos ao sucesso. Você visa àquela vaga? Obs.: Não aceita lhe(s) Ex.: Visamos a ele.

8 REGÊNCIA NOMINAL Há nomes cuja regência pode ser facilmente detectada, bastando compará-los aos verbos que com eles se relacionam. Exemplo disso nos fornecem o substantivo alusão (a algo) e o adjetivo alusivo (a algo), ligados ao verbo aludir (a algo). Outro fato digno de nota em relação à regência nominal é a menor divergência entre a prática cotidiana da linguagem e o padrão culto da língua. Os chamados.erros. de regência nominal ou solecismos de regência nominal são menos freqüentes que os erros de regência verbal. Apresentamos a seguir frases que exemplificam a regência de alguns substantivos, adjetivos e advérbios. Procure, sempre que possível, associar esses nomes entre si ou a algum verbo cuja regência você conhece. SUBSTANTIVOS Aversão (a, para, por) Sentia verdadeira aversão às (para as, pelas) imposições arbitrárias. Capacidade (de, para) Possuía grande capacidade de (para) encontrar soluções originais. Devoção (a, para com, por) Mostrava grande devoção ao (para com, pelo) trabalho de pesquisa. Dúvida (acerca de, em, sobre).todos temos dúvidas acerca de (em, sobre) alguns aspectos de nossa própria existência. Horror (a) É sempre bom ter horror à guerra.

9 Medo (a, de) Temos muito medo às (das) deliberações arbitrárias. Obediência (a) Devemos obediência aos princípios harmônicos da natureza. Ojeriza (a, por) Cresceu cultivando particular ojeriza aos (pelos) cultivadores da guerra. Respeito (a, com, para com) Quando vai surgir algum respeito ao (com o, para com o) trabalho do escritor? ADJETIVOS Acessível (a) Escrevia poemas acessíveis a todos. Acostumado (a, com) Dizia não estar acostumado a (com) decisões precipitadas. Afável (com, para com) Tinha um comportamento afável com (para com) todos. Agradável (a) A convivência com a natureza é agradável ao homem. Alheio (a, de) Não podemos permanecer alheios aos (dos) processos de reivindicação popular. Análogo (a) A resolução deste problema segue processo análogo àquele do anterior. Ansioso (de, para, por) Continuamos ansiosos de (para, por) mudar algumas coisas. Apto (a, para) Era profissional apto a (para) exercer o cargo. Ávido (de) Ávido de inovações, favorecia o desenvolvimento de jovens talentos. Benéfico (a) Restava saber se aqueles medicamentos eram realmente benéficos à saúde do doente. Capaz (de, para) Era capaz de (para) produzir obras originalíssimas. Compatível (com) Sua atitude não foi compatível com suas palavras.

10 Contemporâneo (a, de) Villa-Lobos foi contemporâneo a (de) muitos artistas famosos. Contíguo (a) Ocorrera um misterioso crime no quarto contíguo a este. Contrário (a) Sou contrario ao voto inconsciente. Curioso (de, por) O garoto estava curioso de (por) folhear os diversos livros. Descontente (com) A população estava descontente com as últimas medidas governamentais. Desejoso (de) Era sujeito desejoso de ascensão fácil. Diferente (de) Ser diferente de alguém não quer dizer ser inferior a alguém. Entendido (em) Era entendido em questões do coração. Equivalente (a) Seu abandono era equivalente a um veemente protesto. Escasso (de) O mercado andava escasso de oportunidades. Essencial (para) As decisões da assembléia eram essenciais para o início dos trabalhos. Fácil (de) Fácil de fazer, difícil de entender. Fanático (por) Era tão fanático por futebol que não percebia a degradação moral do esporte. Favorável (a) Somos favoráveis a mudanças substanciais na vida deste país. Generoso (com) Era generoso com os que mostravam alguma insegurança. Grato (a) Como ser grato a quem nos engana? Hábil (em) Era hábil no manejo das ferramentas. Habituado (a) Estou habituado a essas conversas enfadonhas. Idêntico (a) A caligrafia era idêntica à do irmão. Impróprio (para) Este filme é impróprio para maiores de cinqüenta anos.

11 Indeciso (em) Continuávamos indecisos em nossos planos matrimoniais. Insensível (a) Nunca acreditei que alguém pudesse ser tão insensível ao sofrimento humano. Liberal (com) Era liberal com os outros... só com os outros! Natural (de) Era natural de uma pequena cidade italiana. Necessário (a) Era realmente necessária a nossos propósitos aquela discriminação toda? Nocivo (a) A fome é nociva ao talento humano. Paralelo (a) Encontra-se na rua paralela a esta. Parco (em, de) Era sujeito parco em (de) sorrisos. Passível (de) Constituiu-se uma comissão passível de modificações. Preferível (a) Qualquer coisa é preferível a seu comportamento barulhento. Prejudicial (a) Praticou atos prejudiciais ao bem-estar público. Prestes (a) Estava prestes a ocorrer alguma coisa importante. Propício (a) O clima era propício aos debates públicos. Próximo (a, de) Fica próximo ao (do) Largo da Liberdade. Relacionado (com) Poderia estar ele relacionado com toda aquela história desonesta? Satisfeito (com, de, em, por) Estava satisfeito com (de, em, por) poder ajudar-nos. Semelhante (a) Nada semelhante àquilo fora visto antes. Sensível (a) Trata-se de pessoa sensível aos apelos públicos. Sito (em) Ordena-se a demolição da casa sita na rua das Cerejeiras n 432. Suspeito (de) O suspeito do crime foi conduzido a julgamento ontem à tarde.

12 Vazio (de) Certos pronunciamentos oficiais são vazios de qualquer significação prática. ADVÉRBIOS Além dos advérbios terminados em -mente, que seguem a regência dos adjetivos de que provêm (relativo a, relativamente a; semelhante a, semelhantemente a etc.), atente na regência de perto e longe, ambos seguidos da preposição de: Fique aqui, bem perto de mim. Longe dos olhos, longe do coração. ATIVIDADES PARA SALA 01. Marque V ou F quanto à regência verbal. 1. ( ) Ela já pagou ao credor? Não?! Então, pague-lhe. 2. ( ) Paulo mais futebol que basquete. 3. ( ) O delegado não procedeu ao inquérito policial. 4. ( ) Helena jamais lhe quis, nem lhe vai querer. 5. ( ) Qual é o cargo a que você visa? 6. ( ) Conheço a moça com que você simpatiza. 7. ( ) Não paguei à financeira, mas vou pagá-la. 8. ( ) Aquele era o oficio que eu visei. 9. ( ) Aquela é a praia de cuja beleza simpatizamos. 10. ( ) Quem queria os doces eram as crianças. 11. ( ) Amor implica em respeito. 12. ( ) Maria já o namorou. 13. ( ) No meio da confusão, chamaram à policia. 14. ( ) Você conhece o regulamento, então obedeça-o. 15. ( ) Residimos na Avenida da Alegria. 16. ( ) Você custará a entender isso. 17. ( ) É rigoroso o estatuto que devemos obedecer. 18. ( ) É dever de todos obedecer às leis. 19. ( ) Todos aspiram à vaga à qual você visa. 20. ( ) Este foi o artigo que você desobedeceu.

13 GABARITO 01. FALSAS: 2; 7; 9; 11; 13; 14; 17; Assinale a alternativa em que a regência verbal não esteja de acordo com a norma culta: a) Não informaram aos interessados o ocorrido. b) Não informaram os interessados sobre o ocorrido. c) Não informaram aos interessados sobre o ocorrido. d) Um telefonema urgente vinha informá-los de que as tropas já estavam nas ruas. e) Só me permitiram informar-lhe que haveria um certo atraso no pagamento daquele mês. GABARITO: C 03. A opção que traz a regência verbal de acordo com a norma culta é: a) Você pagou a conta ao banco? b) Avisei-lhe da reunião. c) É muito disputado o cargo a que aspiras. d) Diga a ele que já perdoamos os seus erros. e) Conheço a cidade aonde você quer ir. GABARITO: B 04. Assinale a alternativa em que a regência do verbo proceder contraria a norma culta: a) Suas reclamações não procedem. b) Procedíamos de uma humilde família de imigrantes. c) Tomaram-lhe a tutela do filho, pois ela não procedia corretamente. d) Daqui a três horas, o juiz procederá ao inquérito. e) O professor procedeu os exames com um risinho de ironia. GABARITO: E 05. (UFC) Assinale a opção em que os significados do verbo não acompanham as suas regências: a) querer o livro (= desejá-lo) / querer aos pais (=estimá-los). b) visar o documento (= pôr o visto) / visar ao lugar(= tê-lo em vista). c) aspirar o ar (= desejá-lo) / aspirar ao poder (=absorvê-lo). d) respeitar os superiores (= ter respeito) / no que respeita aos superiores (= dizer respeito). GABARITO: C 06. (Cesgranrio) Assinale o item em que a regência do verbo proceder contraria a norma culta da língua:

14 a) O juiz procedeu ao julgamento. b) Não procede este argumento. c) Procedo um inquérito. d) Procedia de uma boa família. e) Procede-se cautelosamente em tais situações. ASSISTIR, ASPIRAR, ATENDER, AGRADECER, ANTIPATIZAR, SIMPATIZAR, CHAMAR, CHEGAR, IR, CUSTAR, ESQUECER, LEMBRAR,.

Profª.: Elysângela Neves

Profª.: Elysângela Neves Profª.: Elysângela Neves Regência É a relação sintática que se estabelece entre um termo regente ou subordinante (que exige outro) e o termo regido ou subordinado (termo regido pelo primeiro) A regência

Leia mais

Telefone: (31) 3352 1272 apostila@apostilasdamasceno.com

Telefone: (31) 3352 1272 apostila@apostilasdamasceno.com REGÊNCIA Regência é o modo pelo qual um termo rege outro que o complementa. A regência pode ser verbal ou nominal, conforme trate do regime dos verbos ou dos nomes (substantivos e adjetivos). 1 REGÊNCIA

Leia mais

REGÊNCIA VERBAL VERBOS TRANSITIVOS DIRETOS (VTD).

REGÊNCIA VERBAL VERBOS TRANSITIVOS DIRETOS (VTD). REGÊNCIA VERBAL Regência verbal é a relação de dependência, de subordinação, que se estabelece entre os verbos e seus complementos. Regência é a matéria que mais dificuldades traz ao estudante pela variedade

Leia mais

FORTALECENDO SABERES LÍNGUA PORTUGUESA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Aula 38.1 Conteúdos: Regência verbal

FORTALECENDO SABERES LÍNGUA PORTUGUESA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Aula 38.1 Conteúdos: Regência verbal 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 38.1 Conteúdos: Regência verbal 3 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Habilidades: Distinguir a relação que se estabelece

Leia mais

Regência nominal. Regência Verbal. Verbos Transitivos Diretos

Regência nominal. Regência Verbal. Verbos Transitivos Diretos Regência nominal A regência nominal estuda os casos em que um nome (substantivo, adjetivo ou advérbio) exige um outro termo que lhe complete o sentido. Normalmente, o complemento de um nome vem iniciando

Leia mais

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 11. Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 11. Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE Comunicação Oral e Escrita Unidade 11 Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais Núcleo de Educação a Distância 2 Aviso importante! Este material foi produzido

Leia mais

MATÉRIA: Língua Portuguesa. PROFESSOR: Karla Gomes. SÉRIE: 3º ano. TIPO: Trabalho de Recuperação - 2ª etapa

MATÉRIA: Língua Portuguesa. PROFESSOR: Karla Gomes. SÉRIE: 3º ano. TIPO: Trabalho de Recuperação - 2ª etapa MATÉRIA: Língua Portuguesa PROFESSOR: Karla Gomes SÉRIE: 3º ano TIPO: Trabalho de Recuperação - 2ª etapa QUESTÃO 01- (ITA SP) Leia com atenção a seguinte frase de um texto publicitário: Esta é a escola

Leia mais

AULA DE LÍNGUA PORTUGUESA REGÊNCIA VERBAL CURSO ÁREA TRABALHISTA CALVET PROF. EDUARDO SABBAG 2011

AULA DE LÍNGUA PORTUGUESA REGÊNCIA VERBAL CURSO ÁREA TRABALHISTA CALVET PROF. EDUARDO SABBAG 2011 AULA DE LÍNGUA PORTUGUESA REGÊNCIA VERBAL CURSO ÁREA TRABALHISTA CALVET PROF. EDUARDO SABBAG 2011 CONCEITO. A Regência refere-se ao estudo da relação de dependência ou subordinação que se estabelece entre

Leia mais

REGÊNCIA. Pedro de Alcântara, residente na Rua da Memória. Namorar. Na linguagem formal culta, exige dois complementos:

REGÊNCIA. Pedro de Alcântara, residente na Rua da Memória. Namorar. Na linguagem formal culta, exige dois complementos: REGÊNCIA 1. DEFINIÇÃO Regência é a parte da gramática que trata das relações entre os termos da oração, verificando como se estabelece a dependência entre eles. Observe as seguintes orações: Jogamos futebol

Leia mais

CRASE. CONCEITO - É a fusão de duas vogais idênticas. Representa-se graficamente a crase pelo acento grave (`).

CRASE. CONCEITO - É a fusão de duas vogais idênticas. Representa-se graficamente a crase pelo acento grave (`). CRASE CONCEITO - É a fusão de duas vogais idênticas. Representa-se graficamente a crase pelo acento grave (`). A crase pode ocorrer entre: 1) Preposição A e os artigos A, AS Há limites a+a tolerância humana

Leia mais

Vejamos abaixo a regência de alguns verbos e suas particularidades:

Vejamos abaixo a regência de alguns verbos e suas particularidades: LÍNGUA PORTUGUESA Prof. Maria Augusta G. Almeida REGÊNCIA VERBAL Vejamos abaixo a regência de alguns verbos e suas particularidades: 1-ABRAÇAR: é transitivo direto quando usado no sentido de apertar com

Leia mais

EMPREGO DE PALAVRAS E EXPRESSÕES

EMPREGO DE PALAVRAS E EXPRESSÕES EMPREGO DE PALAVRAS E EXPRESSÕES ASPECTOS TEÓRICOS. POR QUE /POR QUÊ / PORQUE / PORQUÊ a) POR QUE: Equivale a POR QUAL MOTIVO ou a pelo qual e variações; vem também depois de EIS e DAÍ. b) POR QUÊ: Equivale

Leia mais

Quando o termo regente é um verbo, ocorre a regência verbal: O governo congelou os preços. termo termo regente regido

Quando o termo regente é um verbo, ocorre a regência verbal: O governo congelou os preços. termo termo regente regido Quando o termo regente é um verbo, ocorre a regência verbal: O governo congelou os preços. termo termo regente regido Confiamos em Deus. termo termo regente regido OBS.: Na regência verbal, o termo regido

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS

PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - PORTUGUÊS - 8º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================== BRINCADEIRA Começou

Leia mais

O objeto direto preposicionado pode ocorrer quando: Estiver representando nomes próprios. Ex.: Sempre quis viajar a Fernando de Noronha.

O objeto direto preposicionado pode ocorrer quando: Estiver representando nomes próprios. Ex.: Sempre quis viajar a Fernando de Noronha. Em alguns casos, o objeto direto pode ser introduzido por preposição: é o chamado objeto direto preposicionado. Nesses casos, o verbo é sempre transitivo direto, e seu complemento é, obviamente, um objeto

Leia mais

Bem vindo à loja Materiais de Português

Bem vindo à loja Materiais de Português Bem vindo à loja Materiais de Português Este material é um demonstrativo que contém algumas páginas da Apostila de Regência. Caso queira adquirir o material completo, você pode realizar uma compra na loja.

Leia mais

Problemas Notacionais da Língua

Problemas Notacionais da Língua Problemas Notacionais da Língua Problemas Notacionais da Língua Neste encontro, analisaremos algumas particularidades que nossa língua apresenta e, muitas vezes, devem ter deixado você com dúvidas. É muito

Leia mais

Músicos, Ministros de Cura e Libertação

Músicos, Ministros de Cura e Libertação Músicos, Ministros de Cura e Libertação João Paulo Rodrigues Ferreira Introdução Caros irmãos e irmãs; escrevo para vocês não somente para passar instruções, mas também partilhar um pouco da minha experiência

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

Período composto por subordinação

Período composto por subordinação Período composto por subordinação GRAMÁTICA MAIO 2015 Na aula anterior Período composto por coordenação: conjunto de orações independentes Período composto por subordinação: conjunto no qual um oração

Leia mais

EMTI JARDIM NOVO MUNDO Goiânia, 14 de junho de 2013 Tabulação do questionário Assembleia do Estudantes

EMTI JARDIM NOVO MUNDO Goiânia, 14 de junho de 2013 Tabulação do questionário Assembleia do Estudantes EMTI JARDIM NOVO MUNDO Goiânia, 14 de junho de 2013 Tabulação do questionário Assembleia do Estudantes Sim (32) Não (00) Sim (12) Nulo (20) 01 Está gostando das aulas? Estão atendendo suas expectativas?

Leia mais

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos Pessoais Do caso reto Oblíquo Possessivos Demonstrativos Relativos Indefinidos Interrogativos Os pronomes is indicam diretamente as s do discurso. Quem fala ou escreve, assume os pronomes eu ou nós, emprega

Leia mais

I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. (5 pontos)

I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. (5 pontos) I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. Hoje. domingo e o tempo. bom. Por isso nós. todos fora de casa.. a passear à beira-mar.. agradável passar um pouco de tempo

Leia mais

CONCURSO BB 2014 REVISÃO - PORTUGUÊS

CONCURSO BB 2014 REVISÃO - PORTUGUÊS CONCURSO BB 2014 REVISÃO - PORTUGUÊS Professora Renata Tosetto COMPREENSÃO TEXTUAL Atente-se sempre ao enunciado segundo o texto, conforme o texto, segundo o autor, de acordo com o autor (texto) nestes

Leia mais

A IDOLATRIA E O ESQUECIMENTO DE DEUS

A IDOLATRIA E O ESQUECIMENTO DE DEUS 1 A IDOLATRIA E O ESQUECIMENTO DE DEUS Êxodo 32.1-8 Tiago Abdalla T. Neto INTRODUÇÃO Você já parou para pensar o quanto somos idólatras? O quanto dependemos de outras coisas e colocamos nossa confiança

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 11 por

Leia mais

Nós, alunos do 2º A, queremos tratar as pessoas com respeito e amor, estudar com muita dedicação e sempre pensar antes de tomar decisões.

Nós, alunos do 2º A, queremos tratar as pessoas com respeito e amor, estudar com muita dedicação e sempre pensar antes de tomar decisões. Como tratar as pessoas: de uma maneira boa, ajudar todas as pessoas. Como não fazer com os outros: não cuspir, empurrar, chutar, brigar, não xingar, não colocar apelidos, não beliscar, não mentir, não

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO Questão : 08 19 25 A questão 08 do código 07, que corresponde à questão 19 do código 08 e à questão 25 do código 09 Assinale a alternativa incorreta em relação à regência nominal. a) São poucos os cargos

Leia mais

V. Tem que amar... de verdade!

V. Tem que amar... de verdade! CLASSE DE CASAIS CURSO: CONSTRUINDO UM CASAMENTO COM AMOR V. Tem que amar... de verdade! Esta lição tem por objetivo... Nós amamos porque Deus nos amou primeiro (I Jo 4.19) (a) Mostrar a diferença entre

Leia mais

PORTUGUÊS OBJETIVO. E o concurso é assim... Prof. Marcio Coelho. Epitáfio

PORTUGUÊS OBJETIVO. E o concurso é assim... Prof. Marcio Coelho. Epitáfio PORTUGUÊS OBJETIVO E o concurso é assim... Prof. Marcio Coelho Texto Epitáfio (Sérgio Brito) Devia ter amado mais, ter chorado mais, Ter visto o sol nascer. Devia ter arriscado mais e até errado mais,

Leia mais

Termos integrantes da oração Objeto direto e indireto

Termos integrantes da oração Objeto direto e indireto Termos integrantes da oração Objeto direto e indireto Termos integrantes da oração Certos verbos ou nomes presentes numa oração não possuem sentido completo em si mesmos. Sua significação só se completa

Leia mais

03. Resposta: E. Página 552 02.

03. Resposta: E. Página 552 02. Orações coordenadas Página 550 a) O aquecimento excessivo do planeta é um fato incontestável [1], por isso muitos países já implantaram programas de redução de poluentes [2], mas / porém / no entanto o

Leia mais

Lição 2 Por que Necessitamos de Perdão? Lição 1 Nosso Pai é um Deus Perdoador. A Bênção pelo Perdão. A Bênção pelo Perdão

Lição 2 Por que Necessitamos de Perdão? Lição 1 Nosso Pai é um Deus Perdoador. A Bênção pelo Perdão. A Bênção pelo Perdão Lição 1 Nosso Pai é um Deus Perdoador 1. Você já fugiu de casa? Para onde foi? O que aconteceu? 2. Qual foi a maior festa que sua família já celebrou? Explique. 3. Você é do tipo mais caseiro, ou gosta

Leia mais

Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA

Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA Aluno (a): Série: 3ª TUTORIAL 3B Ensino Médio Data: Turma: Equipe de Língua Portuguesa Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA TERMOS INTEGRANTES = completam o sentido de determinados verbos e nomes. São

Leia mais

1. (ITA-SP) O plural de terno azul-claro e terno verde-mar é:

1. (ITA-SP) O plural de terno azul-claro e terno verde-mar é: VERIFICAÇÃO TC DISCIPLINA GRAMÁTICA SÉRIE 1º REG. MANHÃ ENSINO EM ETAPA 2ª CHEFE DE DEPARTAMENTO: FRANCISCA BARROS PROFESSORES LUIZA MONTEIRO/BRUNO MAIA/SABRINA PROFESSOR ELABORADOR: LUIZA MONTEIRO ASSINATURA

Leia mais

CURSO DE LÍNGUA PORTUGUESA

CURSO DE LÍNGUA PORTUGUESA AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA CURSO DE LÍNGUA PORTUGUESA AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

Leia mais

CURSO EXTENSIVO MÓDULO 5 REGÊNCIA

CURSO EXTENSIVO MÓDULO 5 REGÊNCIA A) 1. A 2. O, LHE 3. O 4. O 5. LA, LHE 6. LHE, O 7. OS 8. O 9. LHE 10. O 11. O 12.O 13. LHE 14. LO, -LO, -LO 15. O, O B) Complete os espaços, se necessário, com a preposição adequada: 16.A 17. - 18.DE

Leia mais

Orações subordinadas adverbiais. 9º ano Prof. Ana Santa Felicidade

Orações subordinadas adverbiais. 9º ano Prof. Ana Santa Felicidade Orações subordinadas adverbiais 9º ano Prof. Ana Santa Felicidade CAUSAL: causa, motivo. ** porque, visto que, já que Ex.: Viajaram ontem porque tinham tempo. COMPARATIVA: ideia de comparação. ** como,

Leia mais

Felipe Luis do Nascimento Rodrigues. O sobrevivente

Felipe Luis do Nascimento Rodrigues. O sobrevivente O sobrevivente Felipe Luis do Nascimento Rodrigues O sobrevivente São Paulo, 2011 Editor responsável Zeca Martins Projeto gráfico e diagramação Claudio Braghini Junior Controle editorial Manuela Oliveira

Leia mais

Material: Uma copia do fundo para escrever a cartinha pra mamãe (quebragelo) Uma copia do cartão para cada criança.

Material: Uma copia do fundo para escrever a cartinha pra mamãe (quebragelo) Uma copia do cartão para cada criança. Radicais Kids Ministério Boa Semente Igreja em células Célula Especial : Dia Das mães Honrando a Mamãe! Principio da lição: Ensinar as crianças a honrar as suas mães. Base bíblica: Ef. 6:1-2 Texto chave:

Leia mais

Sobre esta obra, você tem a liberdade de:

Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Compartilhar copiar, distribuir e transmitir a obra. Sob as seguintes condições: Atribuição Você deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante

Leia mais

Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil

Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 7 por completo do livrotexto Muito Prazer Unidade 7 I Ser + adjetivo Estar + adjetivo Eu sou Eu estou Você/ ele/ ela é Você/ ele/

Leia mais

CRASE. Entregue o documento à advogada.

CRASE. Entregue o documento à advogada. CRASE A crase é a fusão de duas vogais da mesma natureza. Sua representação se dá por meio do chamado acento grave sobre a letra a, tornando acentual esta vogal. Assim, o acento grave é o sinal que indica

Leia mais

Poética & Filosofia Cultural - Chico Xavier & Dalai Lama

Poética & Filosofia Cultural - Chico Xavier & Dalai Lama Page 1 of 6 Tudo Bem! Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Filosofia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Poética

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa 7 o ano 2 o bimestre PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa Escola: Nome: Turma: n o : Sotaque mineiro: é ilegal, imoral ou engorda? Gente, simplificar é um pecado. Se a vida não fosse tão corrida, se não tivesse

Leia mais

Marlon (Espírito) Psicofonia compilada por Maria José Gontijo Revisão Filipe Alex da Silva

Marlon (Espírito) Psicofonia compilada por Maria José Gontijo Revisão Filipe Alex da Silva Comunicação Espiritual J. C. P. Novembro de 2009 Marlon (Espírito) Psicofonia compilada por Maria José Gontijo Revisão Filipe Alex da Silva Resumo: Trata-se de uma comunicação pessoal de um amigo do grupo

Leia mais

MEDITAÇÃO SALA LARANJA SEMANA 16 QUEDA E MALDIÇÃO Nome: Professor: Rebanho

MEDITAÇÃO SALA LARANJA SEMANA 16 QUEDA E MALDIÇÃO Nome: Professor: Rebanho MEDITAÇÃO SALA LARANJA SEMANA 16 QUEDA E MALDIÇÃO Nome: Professor: Rebanho VERSÍCULOS PARA DECORAR ESTA SEMANA Usamos VERSÍCULOS a Bíblia na PARA Nova DECORAR Versão Internacional ESTA SEMANA NVI Usamos

Leia mais

3. Meu parceiro poderia ficar chateado se soubesse sobre algumas coisas que tenho feito com outras pessoas.

3. Meu parceiro poderia ficar chateado se soubesse sobre algumas coisas que tenho feito com outras pessoas. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA NÚCLEO DE ANÁLISE DO COMPORTAMENTO Caro(a) participante: Esta é uma pesquisa do Departamento de Psicologia da Universidade Federal do Paraná e

Leia mais

ESCOLA SÃO DOMINGOS BATERIA DE EXERCÍCIOS 3º TRIMESTRE GRAMÁTICA 2º ANO

ESCOLA SÃO DOMINGOS BATERIA DE EXERCÍCIOS 3º TRIMESTRE GRAMÁTICA 2º ANO ESCOLA SÃO DOMINGOS BATERIA DE EXERCÍCIOS 3º TRIMESTRE GRAMÁTICA 2º ANO 1. No lugar das lacunas, empregue adequadamente as palavras entre parênteses. a) Já é -dia e. (meio) b) Pareciam preocupadas com

Leia mais

208. Assinale a única frase correta quanto ao uso dos pronomes pessoais: 209. Assinale o exemplo que contém mau emprego de pronome pessoal:

208. Assinale a única frase correta quanto ao uso dos pronomes pessoais: 209. Assinale o exemplo que contém mau emprego de pronome pessoal: 207. Complete com eu ou mim : CLASSES DE PALAVRAS PRONOME: - eles chegaram antes de. - há algum trabalho para fazer? - há algum trabalho para? - ele pediu para elaborar alguns exercícios; - para, viajar

Leia mais

Português Língua Estrangeira Teste (50 horas)

Português Língua Estrangeira Teste (50 horas) Português Língua Estrangeira Teste (50 horas) Nome: Data: A Importa-se de responder a umas perguntas? Está bem. Obrigado. 1 Como é que se chama? 2 O que é que faz? 3 Vive aqui agora? 4 Há quanto tempo

Leia mais

Curso Bíblico. Lição 5. Restituição & Perdão

Curso Bíblico. Lição 5. Restituição & Perdão Curso Bíblico Lição 5 Curso Bíblico Para Novos Discípulos de Jesus Cristo Devemos a ndar de tal forma que sejamos dignos de ser chamados discípulos de Jesus. Restituição & Perdão No Antigo Testamento,

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Língua Portuguesa RESOLUÇÃO

Língua Portuguesa RESOLUÇÃO PROCESSO SELETIVO/2009 CADERNO 2 Respostas da 2. a Fase Língua Portuguesa RESOLUÇÃO FGVS-2.ªFase/2.ºCad-Língua Portuguesa-Resolução-manhã 2 LÍNGUA PORTUGUESA Leia o texto para responder às questões de

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Usando Comandos Embutidos:

Usando Comandos Embutidos: Usando Comandos Embutidos: 1. Eu não lhe diria, porque De qualquer forma já estou dizendo, porém, minha negativa inicial quebra a resistência, e a palavra mágica porque atribui autoridade ao que digo ao

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

Na Internet Gramática: atividades

Na Internet Gramática: atividades Na Internet Gramática: atividades Dica: Antes de fazer as atividades abaixo, leia os documentos Modo subjuntivo geral e Presente do subjuntivo, no Banco de Gramática. 1. No trecho a seguir, extraído da

Leia mais

EXERCÍCIOS DE GRAMÁTICA (ORTOGRAFIA) Profº. Leisane M. Mortean

EXERCÍCIOS DE GRAMÁTICA (ORTOGRAFIA) Profº. Leisane M. Mortean EXERCÍCIOS DE GRAMÁTICA (ORTOGRAFIA) Profº. Leisane M. Mortean 01) Complete com mal ou mau a) Antônio sempre foi um elemento. b) Na luta contra o, devemos nos lembrar de nosso Criador. c) O rapaz sofria

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe

Leia mais

7 Tal pai, tal filho. Acabada a assembléia da comunidade de. Cenatexto

7 Tal pai, tal filho. Acabada a assembléia da comunidade de. Cenatexto JANELA A U L A 7 Tal pai, tal filho Cenatexto Acabada a assembléia da comunidade de Júpiter da Serra, em que se discutiu a expansão da mineradora, dona Ana volta para casa com o Samuel, seu garotinho.

Leia mais

MANUAL. Esperança. Casa de I G R E J A. Esperança I G R E J A. Esperança. Uma benção pra você! Uma benção pra você!

MANUAL. Esperança. Casa de I G R E J A. Esperança I G R E J A. Esperança. Uma benção pra você! Uma benção pra você! MANUAL Esperança Casa de I G R E J A Esperança Uma benção pra você! I G R E J A Esperança Uma benção pra você! 1O que é pecado Sem entender o que é pecado, será impossível compreender a salvação através

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 7º ano 2º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES

LÍNGUA PORTUGUESA 7º ano 2º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 1. Você aprendeu que o sujeito é o termo da oração que informa de que ou de quem se fala e que o predicado é o termo que contém uma informação sobre o sujeito. Nas orações abaixo, transcreva e classifique

Leia mais

PESQUISA DIAGNÓSTICA - SISTEMATIZAÇÃO. - Sim, estou gostando dessa organização sim, porque a gente aprende mais com organização das aulas.

PESQUISA DIAGNÓSTICA - SISTEMATIZAÇÃO. - Sim, estou gostando dessa organização sim, porque a gente aprende mais com organização das aulas. ESCOLA MUNICIPAL BUENA VISTA Goiânia, 19 de junho de 2013. - Turma: Mestre de Obras e Operador de computador - 62 alunos 33 responderam ao questionário Orientador-formador: Marilurdes Santos de Oliveira

Leia mais

CARTAS: REGISTRANDO A VIDA

CARTAS: REGISTRANDO A VIDA CARTAS: REGISTRANDO A VIDA A carta abaixo foi escrita na época da ditadura militar. Ela traduz a alegria de um pai por acreditar estar próxima sua liberdade e, assim, a possibilidade do reencontro com

Leia mais

Sete Motivos Importantes Para Usar Áudio Para Melhorar As Suas Habilidades Em Inglês

Sete Motivos Importantes Para Usar Áudio Para Melhorar As Suas Habilidades Em Inglês Sete Motivos Importantes Para Usar Áudio Para Melhorar As Suas Habilidades Em Inglês Oi! Meu nome é David. Atualmente estou em Imperatriz, Maranhão ajudando pessoas como você aprenderem inglês. Já faz

Leia mais

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos!

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! Documento final aprovado por adolescentes dos Estados do Amazonas, da Bahia, do Ceará, do Mato Grosso,

Leia mais

1. (FUVEST-SP) Em Queria que me ajudasses, o trecho destacado pode ser substituído por:

1. (FUVEST-SP) Em Queria que me ajudasses, o trecho destacado pode ser substituído por: COLÉGIO DE APLICAÇÃO DOM HÉLDER CÂMARA AVALIAÇÃO: EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES I DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR(A): ANA PAULA DA VEIGA CALDAS ALUNO(A) DATA: / / TURMA: M SÉRIE: 9º ANO DATA PARA ENTREGA:

Leia mais

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO 1 Q236899 Prova: CESGRANRIO - 2012 - Caixa - Técnico Bancário Disciplina: Português Assuntos: 6. Interpretação

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR Marcha Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe me disse Que é

Leia mais

Por muito tempo na história as pessoas acreditaram existir em nós uma capacidade transcendental que nos emanciparia da natureza e nos faria

Por muito tempo na história as pessoas acreditaram existir em nós uma capacidade transcendental que nos emanciparia da natureza e nos faria 1 Por muito tempo na história as pessoas acreditaram existir em nós uma capacidade transcendental que nos emanciparia da natureza e nos faria especiais. Fomos crescendo e aprendendo que, ao contrário dos

Leia mais

All You Zombies. Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959. Versão Portuguesa, Brasil. Wendel Coelho Mendes

All You Zombies. Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959. Versão Portuguesa, Brasil. Wendel Coelho Mendes All You Zombies Wendel Coelho Mendes Versão Portuguesa, Brasil Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959 Esse conto é minha versão sobre a verdadeira história de All You Zombies,

Leia mais

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem.

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem. Pais e filhos 1º cena: música ambiente (início da música pais e filhos legião urbana - duas pessoas entram com um mural e começam a confeccionar com frases para o aniversário do pai de uma delas (Fátima),

Leia mais

U m h o m e m q u e v i v e u c o m o e x e m p l o r e a l d e t u d o a q u i l o q u e t r a n s m i t i u e m s u a s m e n s a g e n s...

U m h o m e m q u e v i v e u c o m o e x e m p l o r e a l d e t u d o a q u i l o q u e t r a n s m i t i u e m s u a s m e n s a g e n s... U m h o m e m q u e v i v e u c o m o e x e m p l o r e a l d e t u d o a q u i l o q u e t r a n s m i t i u e m s u a s m e n s a g e n s... Aqui não estão as mensagens mediúnicas, mas algumas palavras

Leia mais

Roteiro de recuperação - Gramática

Roteiro de recuperação - Gramática Roteiro de recuperação - Gramática Professor da Disciplina: Cássio Data: / / 2º TRIMESTRE Aluno (a): Nº: Nota: Ano 2º Ensino Médio Período: Matutino Valor da avaliação: 10,0 Conteúdo 2º: ano: Regência

Leia mais

CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTOS: CONCORDÂNCIA NOMINAL / CONCORDÂNCIA VERBAL SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA

CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTOS: CONCORDÂNCIA NOMINAL / CONCORDÂNCIA VERBAL SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTOS: CONCORDÂNCIA NOMINAL / CONCORDÂNCIA VERBAL SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA PRIMEIRA PARTE: CONCORDÂNCIA NOMINAL I. Regra Geral II. Casos Particulares I) Regra Geral: Exemplo:

Leia mais

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO HISTÓRIA BÍBLICA: Mateus 18:23-34 Nesta lição, as crianças vão ouvir a Parábola do Servo Que Não Perdoou. Certo rei reuniu todas as pessoas que lhe deviam dinheiro.

Leia mais

101 desculpas para dar aos clientes

101 desculpas para dar aos clientes 101 desculpas para dar aos clientes Crystiano C. Alves Pequeno DEDICATÓRIA Agradeço primeiramente à DEUS; minha mãe; meus irmãos e familiares; meu amor; meus amigos, em especial à Gleice Flora que sempre

Leia mais

CRASE TEORIA. REGRA GERAL A crase ocorrerá sempre que o termo anterior exigir a preposição a e o termo posterior admitir o artigo a ou as.

CRASE TEORIA. REGRA GERAL A crase ocorrerá sempre que o termo anterior exigir a preposição a e o termo posterior admitir o artigo a ou as. CRASE TEORIA (Aluna do Curso de Secretariado Executivo Trilíngüe da Universidade Estácio de Sá) Crase é a fusão da preposição a com o artigo a ou com o a inicial dos pronomes demonstrativos aquele, aquela,

Leia mais

O Coração Sujo. Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse? Tuca Parece cheiro de gambá morto afogado no esgoto.

O Coração Sujo. Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse? Tuca Parece cheiro de gambá morto afogado no esgoto. O Coração Sujo Personagens - Tuca - Teco - Tatá - Tia Tuca e Tatá estão conversando. Teco chega. Teco Oi, meninas, sobre o que vocês estão falando? Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse?

Leia mais

NECESSIDADES BÁSICAS DA CRIANÇA

NECESSIDADES BÁSICAS DA CRIANÇA Criando Filhos Edificação da Família 45 Sétima Lição NECESSIDADES BÁSICAS DA CRIANÇA NECESSIDADES BÁSICAS DA CRIANÇA Todo ser humano tem necessidades que são básicas em sua vida. A primeira delas todos

Leia mais

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto. Mateus 4, 1-11 Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.». Este caminho de 40 dias de jejum, de oração, de solidariedade, vai colocar-te

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa 9 o ano 1 o bimestre PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa Escola: Nome: Turma: n o : Responda às questões 1, 2 e 3, após a leitura de um fragmento do texto Homem no mar, de Rubem Braga. De minha varanda vejo,

Leia mais

CONCORDÂNCIA NOMINAL

CONCORDÂNCIA NOMINAL CONCORDÂNCIA NOMINAL Concordância nominal é a concordância de nomes entre si. A que vai nos interessar particularmente é a concordância do adjetivo com o substantivo. Primeiro caso: Preste atenção a este

Leia mais

PORTUGUÊS CIDA BISPO

PORTUGUÊS CIDA BISPO TIPO 1 PORTUGUÊS CIDA BISPO 7º UNIDADE IV Orientações: Não será aceita a utilização de corretivo; não será permitido o empréstimo de material durante a avaliação; use somente caneta esferográfica azul

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

Gramática Eletrônica. Regência Verbal Regência é a propriedade de ter uma palavra, sob sua dependência, outra ou outras que lhe completem o sentido.

Gramática Eletrônica. Regência Verbal Regência é a propriedade de ter uma palavra, sob sua dependência, outra ou outras que lhe completem o sentido. Lição 11 Regência Regência Verbal Regência é a propriedade de ter uma palavra, sob sua dependência, outra ou outras que lhe completem o sentido. A Regência Verbal trata da relação de dependência entre

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

Prova bimestral 5 o ano 3 o Bimestre

Prova bimestral 5 o ano 3 o Bimestre Prova bimestral 5 o ano 3 o Bimestre língua portuguesa Escola: Nome: Data: / / Turma: 1. Leia o trecho da letra da música a seguir. migrante Tantos sonhos são desfeitos Uma mãe que afaga o peito Seu filho

Leia mais

Prova bimestral. Língua portuguesa. 4 o Bimestre 5 o ano

Prova bimestral. Língua portuguesa. 4 o Bimestre 5 o ano Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino fundamental Publicado em 2012 Prova bimestral 4 o Bimestre 5 o ano Língua portuguesa 1. Você já parou para pensar que saber usar a língua portuguesa

Leia mais

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL.

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. Como sabemos o crescimento espiritual não acontece automaticamente, depende das escolhas certas e na cooperação com Deus no desenvolvimento

Leia mais

CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTO: CRASE SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA. 1. O que é crase? 2. Casos de crase obrigatória. 3. Casos de crase facultativa

CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTO: CRASE SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA. 1. O que é crase? 2. Casos de crase obrigatória. 3. Casos de crase facultativa CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTO: CRASE SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA 1. O que é crase? 2. Casos de crase obrigatória 3. Casos de crase facultativa 4. Casos de crase proibida 5. Exercícios 1. O que é crase?

Leia mais

Assuntos abordados. A CONCENTRAÇÃO como desenvolvê-la. A tagarelice interior e a canção psicológica. O despertar da consciência.

Assuntos abordados. A CONCENTRAÇÃO como desenvolvê-la. A tagarelice interior e a canção psicológica. O despertar da consciência. Assuntos abordados A CONCENTRAÇÃO como desenvolvê-la A tagarelice interior e a canção psicológica O despertar da consciência Meus Sites http://www.universoholisticodoser.com http://www.bemestareconhecimento.com

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

Língua Portuguesa Apostila 1 Professor André Moraes

Língua Portuguesa Apostila 1 Professor André Moraes 1) (MPE/RJ_ANALISTA PROCESSUAL_FUJB) Na palavra ERRADICAR há um valor semântico de movimento para fora. A palavra abaixo em que se repete esse mesmo valor é: (A) elipse; (B) êxodo; (C) embarcar; (D) ilegal;

Leia mais

As 125 frases a seguir exemplificam erros frequentemente cometidos em redação. Procure corrigi-las e reflita sobre as incorreções encontradas.

As 125 frases a seguir exemplificam erros frequentemente cometidos em redação. Procure corrigi-las e reflita sobre as incorreções encontradas. REDAÇÃO UECE 2ª FASE Aluno(a): N.º As 125 frases a seguir exemplificam erros frequentemente cometidos em redação. Procure corrigi-las e reflita sobre as incorreções encontradas. 1. Tem muitos manifestantes

Leia mais

Quadro Geral dos Pronomes Pessoais

Quadro Geral dos Pronomes Pessoais Os pronomes Pessoais indicam quem fala, com quem se fala e de quem se fala. Desempenham na frase funções de sujeito (eu, tu, você, ele, ela, nós, vós, vocês, eles e elas), de complemento direto (me, te,

Leia mais

FRASES RITUALÍSTICAS REFLEXÃO DE NOITE ORDEM E PLENITUDE

FRASES RITUALÍSTICAS REFLEXÃO DE NOITE ORDEM E PLENITUDE FRASES RITUALÍSTICAS REFLEXÃO DE NOITE ORDEM E PLENITUDE A ordem é a maneira Em que o diferente funciona junto. Dali que a variedade e a plenitude são próprios. Intercambia, une os dispersos. E o reúne

Leia mais