TempoLivre. Percursos. Da Régua ao Tua a todo o vapor. Entrevista Ricardo Ribeiro, fadista. N.º 206 Julho/Agosto 2009 Mensal 2,00

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TempoLivre. Percursos. Da Régua ao Tua a todo o vapor. Entrevista Ricardo Ribeiro, fadista. www.inatel.pt. N.º 206 Julho/Agosto 2009 Mensal 2,00"

Transcrição

1 N.º 206 Julho/Agosto 2009 Mensal 2,00 TempoLivre Percursos Da Régua ao Tua a todo o vapor Entrevista Ricardo Ribeiro, fadista

2

3 Sumário Na capa Fotografia: Humberto Lopes 18 Da Régua ao Tua a todo o vapor A CP reedita o comboio histórico do Douro, experiência ensaiada pela primeira vez em Uma velha locomotiva de 1923, arrastando atrás de si cinco carruagens, faz o percurso da Linha do Douro, entre o Pinhão e o Tua. A viagem tem prazo de validade - até Outubro -, e faz parte do programa de viagens da Fundação INATEL para o Verão. 5 EDITORIAL 6 CARTAS E COLUNA DO PROVEDOR 8 CONCURSO DE FOTOGRAFIA 10 NOTÍCIAS 44 MEMÓRIA A chegada de Gabriela há 32 anos 48 OLHO VIVO 50 LUSOFONIAS 52 A CASA NA ÁRVORE 79 CHEFE SUGERE INATEL Porto Santo Bolo de família 81 O TEMPO E AS PALAVRAS Maria Alice Vila Fabião 82 CRÓNICA Alice Vieira 55 BOA VIDA 72 CLUBE TEMPO LIVRE Passatempos, Novos Livros e Cartaz 24 ENTREVISTA Ricardo Ribeiro, fadista Nascido no bairro da Ajuda, há 27 anos, este jovem fadista de voz admirável e vibrantes interpretações, vencedor de duas Grandes Noites do Fado, é praticamente ignorado pela generalidade dos media. Não padeço dos males da ambição, confessa este singular fadista que gosta dos poetas populares, toca guitarra clássica e tem, nos seus rafeiros alentejanos, na sua casa Benavente, os amigos fiéis. 30 VIAGENS Creta, o palácio de Cnossos Mosaicos de culturas acumuladas ao longo de 7000 anos, Creta tem nas recuperadas ruínas do Palácio de Cnossos um forte motivo de atracção para os milhares de turistas que anualmente visitam a ilha. 36 PAIXÕES Luísa Lobão Moniz, Uma força da natureza 40 ARTE E DESIGN Joaquim Braz Gil e a fina porcelana Revista Mensal Propriedade da Fundação INATEL Presidente do Conselho de Administração: Vítor Ramalho Vice-Presidente: Carlos Mamede Vogais: Cristina Baptista, José Moreira Marques e Rogério Fernandes Sede da Fundação: Calçada de Sant Ana, 180, LISBOA, Tel Fax: Nº Pessoa Colectiva: Director: Vítor Ramalho Editor: Eugénio Alves Grafismo: José Souto Fotografia: José Frade Coordenação: Glória Lambelho Colaboradores: António Sérgio Azenha, Carlos Barbosa de Oliveira, Carlos Blanco, Gil Montalverne, Guiomar Belo Marques, Humberto Lopes, Joaquim Diabinho, Joaquim Magalhães de Castro, Joaquim Durão, José Jorge Letria, José Luís Jorge, Lurdes Féria, Maria Augusta Drago, Maria João Duarte, Maria Mesquita, Pedro Barrocas, Pedro Soares, Rodrigues Vaz, Sérgio Alves, Suzana Neves, José Lattas, Vítor Ribeiro. Cronistas: Alice Vieira, Álvaro Belo Marques, Artur Queirós, Baptista Bastos, Fernando Dacosta, João Aguiar, Maria Alice Vila Fabião, Mário Zambujal. Redacção: Calçada de Sant Ana, LISBOA, Telef Fax: Publicidade: Fundação INATEL, Calçada de Sant Ana, 180, LISBOA Telef ; Fax: Impressão: Lisgráfica - Impressão e Artes Gráficas, SA - Rua Consiglieri Pedroso, n.º 90, Casal de Sta. Leopoldina, Barcarena, Tel Dep. Legal: 41725/90. Registo de propriedade na D.G.C.S. nº Registo de Empresas Jornalísticas na D.G.C.S. nº Preço: 2,00 euros Tiragem deste número: exemplares

4

5 Editorial Vítor Ramalho Rigor e transparência AInatel é a mais importante Fundação da economia social. A sua Administração tem uma política de informação coerente. Ao aproximarem-se as férias, há uma muito maior procura dos serviços importando reconhecer o papel dos trabalhadores que asseguram aos beneficiários respostas de qualidade. Muitos deles não gozam as suas próprias férias neste período, aceitando naturalmente, as consequências dessa maior procura. Devemos-lhes uma palavra de apreço, tanto mais que as exigências da transformação da Inatel em Fundação obrigaram a mudanças que se reflectem nas relações de trabalho. Estamos conscientes da necessidade de revisão do estatuto dos trabalhadores, melhorando, nomeadamente, as condições dos que têm rendimentos mais baixos. Deparámo-nos porém, após a posse, com prioridades inadiáveis, respeitantes ao Orçamento e ao Plano de Actividades para 2009, ao Relatório e Contas de 2008 e à extinção do ex- -Instituto. As contas de 2008 evidenciaram um resultado negativo anormal e inesperado, agravado ainda com a insuficiência de provisões do fundo de pensões, estimada em 19 milhões de euros. E agravado porque, em resposta àquelas prioridades, tivemos de programar a adequação dos equipamentos e das actividades à legislação em vigor, afectando recursos, da ordem de muitas centenas de milhares de euros, para a requalificação dos equipamentos mais degradados, há anos carecidos de obras de beneficiação. Não hesitámos em avançar. Hesitar seria comprometer o futuro, enfraquecendo a capacidade concorrencial da fundação e fazendo perigar os postos de trabalho. É útil que todos tenham consciência de que é uma questão de sobrevivência da Fundação. Esta opção foi feita sem por em causa a palavra da anterior direcção para abertura das unidades de Linhares da Beira, Flores e Graciosa, apesar de as respectivas verbas serem muito elevadas e sem retorno a médio prazo. A palavra dada tem de ser respeitada. Sucede, porém, que as receitas originárias de instituições públicas não sofreram qualquer aumento e as receitas próprias foram afectadas pela crise. Daí a solicitação ao governo de um reforço excepcional de verbas para a tesouraria. Confiamos. Uma pretensão inteiramente justa porque estamos a trilhar caminhos que reforçarão a autosustentabilidade da Fundação. A nossa esperança no futuro é consistente e fundamentada. Temos uma estratégia. Sentimos que os trabalhadores e os beneficiários da Fundação a compreendem. Os trabalhadores são, aliás, o seu capital mais precioso. Por isso, não hesitámos em actualizar as remunerações no ano em curso, apesar dos constrangimentos orçamentais. Do mesmo passo, integrámos no quadro 88 trabalhadores que tinham uma situação precária e iremos admitir um conjunto de estagiários, aproveitando a legislação favorável recentemente publicada. Nesta linha, aprovaremos brevemente um regulamento de apoio social aos trabalhadores com situações conjunturais mais complexas. Vamos, agora, iniciar os trabalhos preparatórios para criar o novo modelo de gestão de recursos humanos da Fundação, por forma a que, este novo instrumento, entre em vigor já em Um modelo que estabelecerá novas condições e permitirá a ponderação de todas as situações que têm sido objecto de reclamações individuais. Não será correcto fazê-lo caso a caso nesta altura. No mais umas boas férias aos que as forem gozar e o desejo que os nossos beneficiários continuem a preferir os serviços da Fundação, prestados por trabalhadores dedicados. JUL/AGO 2009 TempoLivre 5

6 Cartas A correspondência para estas secções deve ser enviada para a Redacção de Tempo Livre, Calçada de Sant Ana, nº. 180, Lisboa, ou por Graça Morais Na revista Tempo Livre, de Março do corrente ano, vinha um artigo na pág.35 sobre o Centro de Arte Contemporânea Graça Morais, onde a determinada altura, se diz: consagrada à obra de Graça Morais, que é natural de Bragança Ora não é verdade que a pintora Graça Morais seja natural de Bragança, uma vez que nasceu numa aldeia do concelho de Vila Flor, chamada Vieiro. Pode-se aduzir que Vila Flor pertence ao distrito de Bragança, mas não é usual considerar-se como naturalidade o distrito. António Cruz, Porto Ambiente familiar Escrevo porque estou um bocadinho indignada tentei reservar um quarto para a minha família (um casal com dois filhos de 2 e 6 anos) e não consegui alojar-me no Inatel Foz do Arelho, não por existir falta de quartos, mas sim porque não existem quartos com a capacidade para alojar-nos todos. É a primeira vez que tal me acontece (desde que tenho dois filhos), já que tive em Albufeira, Vila Nova de Cerveira e Fornos de Algodres e nunca houve problema apesar de ficarmos um pouco apertados, mas nunca nos negaram alojamento. O que me espanta mais é que remodelaram ou até construíram novas suites na Foz do Arelho e não tiveram em atenção que normalmente os casais portugueses têm em média 2 filhos. As instalações do Inatel foram para mim sempre sinónimo de proporcionar um ambiente familiar para famílias trabalhadoras e entristeceme ver este conceito em decadência. Espero que esta carta seja publicada na Revista Tempo Livre e que realmente no futuro, o conceito/ideia central do Inatel seja novamente a Família. Maria José Abreu, S. Tirso 50 anos na INATEL Completaram, este mês, 50 anos de ligação à Fundação Inatel os membros associados: Jaime Alves Leitão, José Faria Santos, Leonel Duarte Silva, Lisboa; Artur José Santos, Costa de Caparica; Carlos Álvaro Soares, São Domingos de Rana; Hugo Santos Pronto, Setúbal. Coluna do Provedor Kalidás Barreto DIZIA-ME, HÁ DIAS, um beneficiário que a arte de criticar deve acompanhar a de saber ouvir. Ouço muitas vezes dizer que necessitamos, nas nossas terras, de massa crítica. Isto quer dizer que se torna necessário que as pessoas saibam encontrar formas de crítica racional, logo consciente, isto é, com critério. Dizem os dicionários que crítica é a arte de apreciar as obras, sejam literárias, científicas, artísticas, também as obras, as sociais e as políticas. Crítica porém também pode ser censura ou maledicência e aqui é que a porca torce o rabo, porque é neste campo que surgem os sabedores de aldeia que de tudo dão opinião sem saberem à vezes de que falam! É vê-los pelos cantos a cochichar sem bem saberem o que dizem; apenas pelo exercício de dizer mal, por inveja ou ódio pessoal. Não sei se aldeia tem um âmbito restrito ou abrange situações análogas, seja onde for e que possam ser comparadas a outro tipo da aldeia; é que a língua portuguesa é muito traiçoeira! 6 TempoLivre JUL/AGO 2009

7

8 Fotografia XIII Concurso Tempo Livre Fotos premiadas [ 1 ] [ 2 ] [ 3 ] 8 TempoLivre JUL/AGO 2009

9 Regulamento [ 1 ] José de Sousa, Odivelas Sócio n.º [ 2 ] Rui Alves, Lisboa Sócio n.º [ 3 ] Paula Vilela, Torres Vedras Sócio n.º Concurso Nacional de Fotografia da revista Tempo Livre. Periodicidade mensal. Podem participar todos os membros associados da Fundação Inatel, excluindo os seus funcionários e os elementos da redacção e colaboradores da revista Tempo Livre. 2. Enviar as fotos para: Revista Tempo Livre - Concurso de Fotografia, Calçada de Sant Ana, Lisboa. 3. A data limite para a recepção dos trabalhos é o dia 10 de cada mês. 4. O tema é livre e cada concorrente pode enviar, mensalmente, um máximo de 3 fotografias de formato mínimo de 10x15 cm e máximo de 18x24 cm., em papel, cor ou preto e branco, sem qualquer suporte. 5. Não são aceites diapositivos e as fotos concorrentes não serão devolvidas. 6. O concurso é limitado aos membros associados da Inatel. Todas as fotos devem ser assinaladas no verso com o nome do autor, direcção, telefone e número de associado da Inatel. 7. A Tempo Livre publicará, em cada mês, as seis melhores fotos (três premiadas e três menções honrosas), seleccionadas entre as enviadas no prazo previsto. 8. Não serão seleccionadas, no mesmo ano, as fotos de um concorrente premiado nesse ano 9. Prémios: cada uma das três fotos seleccionadas terá como prémio duas noites ou um fim de semana para duas pessoas num dos Centros de Férias do Inatel, durante a época baixa, em regime APA (alojamento e pequeno almoço). O prémio tem a validade de um ano. O premiado(a) deve contactar a redacção da «TL». 10. Grande Prémio Anual: uma viagem a escolher na Brochura Inatel Turismo Social até ao montante de 1750 Euros. A este prémio, a publicar na revista Tempo Livre de Setembro de 2009, concorrem todas as fotos premiadas e publicadas nos meses em que decorre o concurso. 11. O júri será composto por dois responsáveis da revista T. Livre e por um fotógrafo de reconhecido prestígio. Menções honrosas [ a ] Gracinda Belo, Buarcos Sócio n.º [ b ] Orlando Viegas, Amadora Sócio n.º [ c ] António da Cruz, Malveira Sócio n.º [ a ] [ b ] [ c ] JUL/AGO 2009 TempoLivre 9

10 Notícias 74º aniversário da FNAT/INATEL Cerca de duas centenas de trabalhadores da Fundação Inatel assinalaram, num almoço-convívio, em 14 de Junho último, na Costa da Caparica, o 74º aniversário da FNAT/INATEL. Vítor Ramalho, presidente da Fundação, lembrou, na sua intervenção, a importância e o prestígio da instituição na vida nacional, designadamente nas vertentes da cultura popular, desporto amador e turismo social, sublinhando o esforço de sucessivas gerações de trabalhadores no desenvolvimento e consolidação da marca Inatel. A crise que atravessa o país e os seus inevitáveis reflexos na vida da fundação foram tema ainda daquele responsável que, ciente das dificuldades sentidas pelos trabalhadores, anunciou medidas a implementar em breve, através de regulamento interno de apoio social aos trabalhadores com situações conjunturais mais complexas. O Presidente da Inatel adiantou, por outro lado, estar em preparação um novo modelo de gestão de recursos humanos adaptado às exigências estatutárias do modelo fundacional da instituição. Vítor Ramalho deu conta ainda do vasto conjunto de obras de recuperação do património Inatel em curso, visando satisfazer as expectativas dos utilizadores e beneficiário da fundação e anunciou a abertura durante a época estival da nova unidade de férias em Linhares da Beira e o arranque do programa de Turismo Júnior para jovens de todo o país entre os oito e os 17 anos. A tradicional homenagem aos trabalhadores mais antigos acontecerá num convívio a realizar em 11 de Setembro na Foz do Arelho, indicou Vítor Ramalho, que, para tal, endereçou já uma carta pessoal a todos eles. Novo Código do Trabalho Mendes Martins, especialista em Direito do Trabalho e responsável pelo Gabinete de Serviços Jurídicos da Fundação INATEL, orientou, em Oeiras, o seminário O Novo Código do Trabalho para trabalhadores e colaboradores da instituição. 10 TempoLivre JUL/AGO 2009

11 A Arte Mestra da Vida Foi recentemente editado sob a chancela da Quimera Editores o livro A Arte Mestra da Vida de Maria do Carmo Vieira. Uma obra que resulta do intenso desejo de partilhar as preocupações e reflexões sobre a Escola e a sua função milenar de preparar para a vida. A autora, professora do ensino secundário e mestre em Literatura de Viagens, entre muitas das suas acções destacou-se na defesa do património cultural, tendo fundado o movimento de defesa e preservação do Café Martinho da Arcada, da qual resultou a sua classificação como de interesse público, e impedido a destruição do prédio da Rua Coelho da Rocha, última morada e actual casa Fernando Pessoa. Errata do catálogo Destinos 2009 Na página 31, Especial Benidorm - do catálogo Destinos 2009 da Inatel - os quadros de preços informados são meramente indicativos, pelo que onde se lê Preço por pessoa em quarto duplo. Preços válidos para reservas efectuadas antes de e após , deverá ler-se PREÇOS REFERENCIAIS POR PESSOA EM QUARTO DUPLO. Pelo facto apresentamos as nossas desculpas. Turismo Júnior Centenas de jovens em mega acampamento na Caparica Cerca de sete centenas de jovens de todo o País, com idades entre os 8 e os 17 anos, vão participar num mega acampamento, que terá lugar na Costa de Caparica entre os dias 24 e 30 de Agosto próximos. Aventura e diversão serão a tónica destas férias de Turismo Júnior, uma iniciativa da Fundação Inatel que, há semelhança dos programas seniores, terá custos de inscrição diferenciados, consoante os rendimentos do agregado familiar de cada jovem participante. Assim, e a partir de 195 euros, os jovens portugueses vão poder desfrutar de uma semana de férias com um vasto programa de animação que inclui múltiplas actividades adequadas às suas idades, sob orientação de animadores e monitores especializados. Ateliers de língua inglesa e expressão cultural, sessões de prevenção à toxicodependência, construção de blogs, visitas a monumentos da capital, ao jardim zoológico, ao parque kidzania e aos estádios de Alvalade e Luz, convívios em discoteca e jogos e passatempos com prémios de acesso a férias gratuitas noutros campos de férias da Inatel, integram o extenso e diversificado programa do Turismo Junior. A iniciativa prevê, ainda, a participação na construção de um guião e na rodagem de um filme com a presença de Pedro Rodil e Laura Galvão, da série Morangos com Açúcar, um mega party na piscina, jogos olímpicos, construção de jangadas e prática de canoagem, surf, arborismo, tiro com arco, slide, orientação, BTT, râguebi, futebol, andebol, basquetebol, natação, ténis e atletismo. Em suma, uma semana de boas vibrações e saudável diversão de centenas de jovens, sob uma ética de solidariedade e amizade. Inscrições a partir do dia 6 de Julho. Para mais informações, contactar as agências da Fundação Inatel nas capitais de distrito. JUL/AGO 2009 TempoLivre 11

12 Notícias Conferências Inatel Maior protagonismo do Estado e Sociedade Civil defende Vasco Vieira de Almeida A fase de total incerteza e de transição em que mergulhou o nosso país, determinada, no essencial, pelo fracasso das concepções e políticas neoliberais, deverá evoluir para uma maior intervenção reguladora do Estado e uma nova dimensão do papel da sociedade civil considerou Vasco Vieira da Almeida na conferência Novas Respostas do Estado, proferida, em Julho passado, no Salão Nobre do Teatro da Trindade. Para o prestigiado economista e advogado, que falava no âmbito das conferências Novas Respostas a Novos Desafios uma iniciativa das Fundações Inatel e Mário Soares o falhanço do projecto político de hegemonia ocidental, desenvolvido a partir de meados dos anos 80 do século passado, aliado ao efeito das economias emergentes (Brasil, Índia, China e Rússia), à incapacidade da ONU de se adequar à nova relação de forças, a degradação do FMI e do Banco Mundial e aos riscos de desagregação de uma União Europeia, carecida de unidade e coerência nos planos cultural, económico, social e internacional, obrigarão a novas políticas e novos modelos de desenvolvimento pautados pela democratização dos aparelhos de Estado e por maior justiça social. Não estamos perante o crescimento do mercado global, mas sim perante um forte crescimento de economias nacionais, frisou Vieira de Almeida, alertando para a duplicação da população mundial nas últimas décadas e para os recursos limitados a distribuir por muito mais gente. Como exemplo da dimensão da actual crise, o orador acompanhado na mesa por Mário Soares e Vítor Ramalho - lembrou os 14 mil biliões de dólares aplicados em 10 meses pela administração norte-americana em contraste com os 152 biliões gastos na reconstrução da Europa depois da 2ª guerra mundial, ou seja, 2,6% apenas do montante assinado por Obama. Questionado, no período de debate, sobre a eventual contradição entre o desastre das políticas neoliberais e os recentes êxitos eleitorais da direita no Parlamento Europeu, Vieira de Almeida considerou normal que as pessoas, face à crise actual e às políticas desenvolvidas, tenham perdido a confiança nas forças de esquerda. Mal por mal ironizou - preferem o original. 12 TempoLivre JUL/AGO 2009

13 Loureiro dos Santos critica ausência de Gabinete de Segurança Na conferência Novas Estratégias de Segurança, realizada também em Julho no mesmo espaço do Trindade, o general Loureiro dos Santos criticou a ausência de coordenação/integração entre os sectores militar (Forças Armadas) e não militar (Ministério de Administração Interna). O antigo chefe do Estado-Maior do Exército admitiu haver, agora, no contexto da nova lei de Defesa Nacional, mais coordenação entre os três ramos militares, mas lamentou o facto de o Primeiro-Ministro não ter concretizado, uma efectiva integração das forças militares e não militares através de um Gabinete para a Segurança sob a sua dependência. De acordo com a nova lei de Defesa Nacional referiu Loureiro dos Santos a delegação, pelo chefe do Governo, da coordenação entre os diversos serviços de informação e a Protecção Civil no ministro da Defesa, abre caminho a essa integração, mas persiste a dúvida se tal possibilidade vai ou não materializar-se. Presente na assistência, Mário Soares considerou que Portugal deveria avançar com propostas no sentido de uma política externa e de defesa comuns na UE. O general Garcia Leandro lamentou, por sua vez, o não aproveitamento do Instituto de Defesa Nacional, salientando o facto de o Chefe de Estado já não comparecer à cerimónia de abertura daquele órgão. Cálice de Neblinas e Silêncios Do antigo Leitor de Português em Pequim e profundo conhecedor da cultura e civilização chinesas, António Graça de Abreu, foi editado recentemente a o livro de poemas Cálice de Neblinas e Silêncios. Trata-se do quarto livro de poemas do autor de China de Jade e China de Lótus e tradutor dos grandes poetas chineses Li Bai, Bai Juyi e Wang Wei. Licenciado em Filologia Românica pela Faculdade de Letras de Lisboa, Graça de Abreu, publicou ainda vários trabalhos de investigação histórica relacionados com a presença portuguesa na China. Mário Soares, Vítor Ramalho e Loureiro dos Dantos JUL/AGO 2009 TempoLivre 13

14 Notícias Futebol Inatel Tigres do Cartaxo campeões nacionais O CCD Tigres F. C, do Cartaxo, foi o grande vencedor do campeonato nacional de futebol da Inatel, batendo na final, no dia 14 de Junho, no Parque de Jogos 1º de Maio, a equipa do CCD Pigeirense, de Santa Maria da Feira. No final dos 90 minutos, e após Nacional de Tiro José Pimenta (CCD S.Vicente e Ventosa, de Portalegre) e João Francisco (CCD Bordinheira, de Lisboa) foram os vencedores na 1ª e 2ª categorias, respectivamente, do campeonato nacional de Tiro que teve lugar, em Junho, nos pavilhões do NERPOR (Núcleo Empresarial da Região de Portalegre), com a participação de três centenas de atiradores de vários distritos do país. prolongamento, manteve-se o empate sem golos, pelo que se recorreu às grandes penalidades, vencendo a equipa ribatejana. O terceiro e o quarto lugar foram disputados pelos CCD CP, de Câmara de Lobos (Madeira) e o CCD Salão, dos Açores, tendo a equipa madeirense conquistado o último lugar do pódio, igualmente no desempate por grandes penalidades, após o 1-1 no período regulamentar. Moreira Marques, administrador da Fundação Inatel, entrega a taça aos vencedores Na modalidade de Armas de Precisão venceu Sofia Santos (CCD Bordinheira) e em Pistola a vitória coube José Robalo (CCD Arneiro, Lisboa). Destaque, ainda, para as vitórias por equipas dos CCD s de Bordinheira e de Arneiro. O torneio teve o apoio da autarquia portalegrense, da Associação dos Municípios do Norte Alentejano e dos Bombeiros Voluntários locais. Água e Biodiversidade Água e Biodiversidade é o tema central do concurso de fotografia que a EDIA acaba de lançar e que assinalará as comemorações do Dia Mundial da Monitorização da Água, a celebrar no próximo dia 18 de Outubro, e os 10 anos dos Trabalhos de Biologia realizados pela EDIA antes da construção da barragem de Alqueva e que permitiram conhecer, de forma detalhada, a biodiversidade de diferentes grupos biológicos na área que envolve a actual albufeira do Alqueva. O tema principal deste concurso divide-se em dois sub-temas, os quais pretendem, de forma abrangente, retratar a realidade e preocupações associadas à água e à biodiversidade: O regulamento deste concurso está disponível em na área Ambiente no sub-tema Concurso de fotografia Água e Biodiversidade. 14 TempoLivre JUL/AGO 2009

15 Dança de Almada na Polónia No próximo mês de Agosto a Companhia de Dança de Almada realiza uma pequena digressão por terras do norte da Polónia. A estadia inicia-se em Poznan dias 18 e 19 de Agosto, onde fará duas apresentações do espectáculo Entre a necessidade e o medo na VI edição do International Dance Theatre Festival, partindo depois para Pila (dia 22), Grudziadz (dia 23) e Universidade Lusíada vai receber espólio literário de Joaquim Paço d Arcos O espólio literário de Joaquim Paço d Arcos ( ) está a ser alvo, por ocasião do 30º aniversário da sua morte, de um vasto processo de organização, classificação e digitalização das obras que o compõem, a cargo da Biblioteca da Universidade Lusíada de Lisboa. Traduzida e editada em numerosos países, a obra está a ser parcialmente reeditada em Portugal por iniciativa da editora Guimarães, designadamente os romances da Crónica da Vida Lisboeta, cuja importância literária e social foi destacada, em finais dos anos 50, pelo crítico literário Óscar Lopes. A D. Quixote, registe-se, editou em 2008, Joaquim Paço d Arcos, finalmente Gdansk, onde, além do espectáculo a Companhia leccionará um workshop de dança contemporânea no Festival local, dias 25 e 26 de Agosto. Entre a necessidade e o medo é um trabalho coreográfico criado a convite do Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural, no âmbito da temática Diálogo Intercultural, objecto do Ano Europeu celebrado em Integrada no projecto desenvolvido pela Companhia de apoio a novos talentos, esta criação resultou de um trabalho de pesquisa sobre os fluxos de migração nas grandes cidades, abordando as dificuldades de adaptação sentidas sobretudo pela diferenças culturais. Paço d Arcos e Óscar Lopes Correspondência e Textos Dispersos , quarto volume das suas memórias que revela a vasta correspondência trocada com familiares, amigos, escritores (Agustina, Jorge Amado, Jorge de Sena, entre outros) e figuras políticas como Salazar e Marcello Caetano. Do Kunene a Cabinda, História e estórias de Angola, relato colectivo, coordenado por Miguel Anacoreta Correia, do IV Raid TT do Kwanza- Sul, realizado de 16 a 25 de Maio no norte angolano, num total de km, teve lançamento público, em Junho passado, em Lisboa, com a presença do presidente da Fundação Inatel, Vítor Ramalho, que assinalou a importância quer do Raid quer da publicação do livro no reforço das relações entre portugueses e angolanos e num melhor conhecimento da realidade actual daquele país irmão de África. Miguel Anacoreta Correia, coordenador da obra (ed. Pangeia Editora, em Portugal, e Edições Chá de Caxinde, em Angola) recordou os seus 15 mil Kms TT nos últimos três anos em Angola, feitos sublinhou em paz e segurança, acrescentando ser este livro um precioso meio para se compreender melhor esta Angola do século XXI. JUL/AGO 2009 TempoLivre 15

16

17

18 Comboio hist Da Régua ao Tu Percursos A CP reedita o comboio histórico do Douro, experiência ensaiada pela primeira vez em Uma velha locomotiva de 1923, arrastando atrás de si cinco carruagens, faz o percurso da Linha do Douro, entre o Pinhão e o Tua. A viagem tem prazo de validade - até Outubro -, e faz parte do programa de viagens da Fundação INATEL para o Verão. 18 TempoLivre JUL/AGO 2009

19 órico do Douro a a todo o vapor JUL/AGO 2009 TempoLivre 19

20 Percursos A ÚLTIMA COISA que se pode dizer sobre o vale do Douro é que é natureza em estado puro. A frase é vistosa, do género que faz o estilo e a graça das revistas de viagens. O Douro escreve-se com mais do que cinco letras e tem mais páginas do que a história oficial. Antes de se embarcar num desses comboios que partem da Régua para o Pinhão, ou para o Pocinho, e seguem fielmente a margem direita do rio, porque não buscar decifração do que se oculta por detrás das aparências bucólicas? O caso é que o Douro há muito deixou de ser o curso de água voluptuoso que espumava de pressa nos torvelinhos do Cachão da Valeira. As barragens amansaram-no; o Douro original foi, como escreveu Jorge de Sena, domesticado pelos muros dos empreendimentos hidroeléctricos. E pouquíssimas, ou nenhumas, são as encostas que se mantêm selvagens, mais ou menos como vieram ao mundo, ou próximo disso. A paisagem à vista, bela como as mais belas que enchem os postais, única no género em terra portuguesa, é obra humana, puramente obra humana. Não é criação divina nem fruto do génio da mãe natureza. Os terraços de xisto, os vinhedos, os caminhos foram rasgados, cultivados e arrancados ao bruto declive duriense à força de braços e regados pelo suor de muita gente anónima, nem sempre oficialmente celebrada. A obra de arte que a UNESCO classificou como Património Mundial tem, enfim, assinatura colectiva e, bem se pode dizer, de quase anónimos autores. Talvez mais ninguém tenha escrito sobre o Douro, e sobre essa saga nunca suficientemente lembrada, com a intensidade de Miguel Torga: No Portugal telúrico e fluvial não conheço outro drama assim, feito de carne e de sangue... As coisas grandes têm uma arquitectura grande e uma significação maior ainda. Assim acontece com esta moralidade grega, onde os Sísifos e os tonéis das Danaides são ao natural, que, mercê da sua configuração íntima e fisionómica, de simples acidente orográfico ascende à transcendência dum purgatório, com almas condenadas às galés dos barcos rabelos e às penas dos saibramentos. Tire as lembranças do baú e volte atrás no tempo A proposta de viagem que traz o vale do Douro a estas linhas começa por ser singular, portanto, à conta dessas panorâmicas expectativas. Dificilmente haverá outra linha ferroviária em Portugal tão pródiga nos cenários, e pródigos eles nos seus significados, e como se não bastasse o caminho audaz, encurralado entre o curso do rio e as colinas socalcadas, a jornada em perspectiva não é para ser feita a bordo de um comboio vulgar. É certo que os que cumprem os horários quotidianos entre a Régua e o Pinhão (e as estações do Tua e do Pocinho) percorrem o mesmo trecho de linha e fazem vibrar as mesmas travessas - e oferecem, também, através das janelas, as mesmíssimas paisagens. Fazem-no, todavia, um tanto afoitos, deixando aos viajantes menos tempo para apreciar o cenário que desfila do outro lado da janela. A CP chamou-lhe «Comboio histórico» e este é o segundo ano consecutivo em que a experiência é posta em prática. O convite à viagem é aliciante e ao contrário do que se poderá inferir, não se destina apenas a septuagenários, octogenários, nonagenários e por aí adiante. Tire as lembranças do baú e volte atrás no tempo. Ou seja, vai à janela muita malta nova, com curiosidade repartida pela nave de antanho em que viaja e pelos montes pintados que inspiraram a pena de João de Araújo Correia. Voltemos à tecnologia. A maquinaria é vetusta e histórica - não tarda muito perfaz um século. A locomotiva alimenta-se de carvão, move-se a vapor. É da marca Henschel, modelo 0186, como se lê na placa vermelha, oval, cravada sobre a tinta negra da geringonça. A conservação é irre- 20 TempoLivre JUL/AGO 2009

1º de Maio todos os dias

1º de Maio todos os dias Pág: 22 Área: 15,95 x 21,58 cm² Corte: 1 de 5 1º de Maio todos os dias Numa zona verde da cidade de Lisboa, no bairro de Alvalade, o Parque de Jogos 1º de Maio tem um borbulhar de actividade constante.

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

R I T A FERRO RODRIGUES

R I T A FERRO RODRIGUES E N T R E V I S T A A R I T A FERRO RODRIGUES O talento e a vontade de surpreender em cada projecto deixou-me confiante no meu sexto sentido, que viu nela uma das pivôs mais simpáticas da SIC NOTÍCIAS.

Leia mais

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012 NOS@EUROPE O Desafio da Recuperação Económica e Financeira Prova de Texto Nome da Equipa GMR2012 Alexandre Sousa Diogo Vicente José Silva Diana Almeida Dezembro de 2011 1 A crise vista pelos nossos avós

Leia mais

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto.

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto. Boa tarde a todos, para quem não me conhece sou o Ricardo Aragão Pinto, e serei o Presidente do Concelho Fiscal desta nobre Fundação. Antes de mais, queria agradecer a todos por terem vindo. É uma honra

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da Escola Municipal Jornalista Jaime Câmara e alusiva à visita às unidades habitacionais do PAC - Pró-Moradia no Jardim do Cerrado e Jardim Mundo

Leia mais

Coaching para pessoas disponíveis, ambos

Coaching para pessoas disponíveis, ambos Nota da Autora 1001 maneiras de ser Feliz, é o meu terceiro livro. Escrevi Coaching para mães disponíveis e Coaching para pessoas disponíveis, ambos gratuitos e disponíveis no site do Emotional Coaching.

Leia mais

A PREENCHER PELO ALUNO

A PREENCHER PELO ALUNO Prova Final do 1.º e do 2.º Ciclos do Ensino Básico PLNM (A2) Prova 43 63/2.ª Fase/2015 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho A PREENCHER PELO ALUNO Nome completo Documento de identificação Assinatura

Leia mais

Prova Escrita de Português Língua Não Materna

Prova Escrita de Português Língua Não Materna EXAME NACIONAL DO ENSINO BÁSICO E DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova 28 739 /1.ª Chamada 1.ª Fase / 2008 Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro e Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março A PREENCHER PELO ESTUDANTE

Leia mais

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses?

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses? Transcrição da entrevista: Informante: nº15 Célula: 5 Data da gravação: Agosto de 2009 Geração: 2ª Idade: 35 Sexo: Masculino Tempo de gravação: 10.24 minutos INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por

Leia mais

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE.

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE. OS 4 PASSOS PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA HIGHSTAKESLIFESTYLE. Hey :) Gabriel Goffi aqui. Criei esse PDF para você que assistiu e gostou do vídeo ter sempre por perto

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

Exma. Sra. Presidente do Conselho Geral Transitório Exmos. Srs. Conselheiros Exmos. Srs. Professores Exmos. Srs. Funcionários Caros amigos e amigas

Exma. Sra. Presidente do Conselho Geral Transitório Exmos. Srs. Conselheiros Exmos. Srs. Professores Exmos. Srs. Funcionários Caros amigos e amigas Exma. Sra. Presidente do Conselho Geral Transitório Exmos. Srs. Conselheiros Exmos. Srs. Professores Exmos. Srs. Funcionários Caros amigos e amigas Em primeiro lugar gostaria de expressar o meu agradecimento

Leia mais

VAMOS CONSTRUIR UMA CIDADE

VAMOS CONSTRUIR UMA CIDADE VAMOS CONSTRUIR UMA CIDADE Versão adaptada de Eugénio Sena para Wir Bauen Eine Stadt de Paul Hindemith 1. MARCHA (Entrada) Uma cidade nossa amiga Não queremos a cidade antiga. Nós vamos pensar tudo de

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Conhece os teus Direitos A caminho da tua Casa de Acolhimento Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Dados Pessoais Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - Telefone: Telemóvel: E

Leia mais

Não é o outro que nos

Não é o outro que nos 16º Plano de aula 1-Citação as semana: Não é o outro que nos decepciona, nós que nos decepcionamos por esperar alguma coisa do outro. 2-Meditação da semana: Floresta 3-História da semana: O piquenique

Leia mais

O LIVRO SOLIDÁRIO. Texto: Letícia Soares Ilustração: Hildegardis Bunda Turma 9º A

O LIVRO SOLIDÁRIO. Texto: Letícia Soares Ilustração: Hildegardis Bunda Turma 9º A O LIVRO SOLIDÁRIO Texto: Letícia Soares Ilustração: Hildegardis Bunda Turma 9º A 1 Era uma vez um rapaz que se chamava Mau-Duar, que vivia com os pais numa aldeia isolada no Distrito de Viqueque, que fica

Leia mais

Entrevista 1.02 - Brenda

Entrevista 1.02 - Brenda Entrevista 1.02 - Brenda (Bloco A - Legitimação da entrevista onde se clarificam os objectivos do estudo, se contextualiza a realização do estudo e participação dos sujeitos e se obtém o seu consentimento)

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

É verdade que só começo um livro quando descubro uma pluma branca. Isso é um ritual que me impus apesar se só escrever uma vez cada dois anos.

É verdade que só começo um livro quando descubro uma pluma branca. Isso é um ritual que me impus apesar se só escrever uma vez cada dois anos. 1) Como está sendo a expectativa do escritor no lançamento do livro Ser como um rio que flui? Ele foi lançado em 2006 mas ainda não tinha sido publicado na língua portuguesa, a espera do livro pelos fãs

Leia mais

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ Entrevista com DJ Meu nome é Raul Aguilera, minha profissão é disc-jóquei, ou DJ, como é mais conhecida. Quando comecei a tocar, em festinhas da escola e em casa, essas festas eram chamadas de "brincadeiras

Leia mais

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ JOVEM APRENDIZ Eu não conhecia nada dessa parte administrativa de uma empresa. Descobri que é isso que eu quero fazer da minha vida! Douglas da Silva Serra, 19 anos - aprendiz Empresa: Sinal Quando Douglas

Leia mais

O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS

O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS QUE OPORTUNIDADES PÓS-LICENCIATURA ESPERAM? EXPECTATIVAS QUE INQUIETAÇÕES TÊM OS ALUNOS DE DC? MADALENA : M QUAL É A TUA PERSPECTIVA DO MERCADO

Leia mais

Transcrição de Entrevista n º 24

Transcrição de Entrevista n º 24 Transcrição de Entrevista n º 24 E Entrevistador E24 Entrevistado 24 Sexo Feminino Idade 47 anos Área de Formação Engenharia Sistemas Decisionais E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Senhor Presidente. Senhor Presidente,

Senhor Presidente. Senhor Presidente, Intervenção proferida pelo Deputado Clélio Meneses aquando da discussão do Plano e Orçamento para 2012. Senhor Presidente Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente, Senhora e Senhores Membros do

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 49 Discurso no encontro com grupo

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história.

Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história. Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história. Nem um sopro de vento. E já ali, imóvel frente à cidade de portas e janelas abertas, entre a noite vermelha do poente e a penumbra do jardim,

Leia mais

I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. (5 pontos)

I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. (5 pontos) I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. Hoje. domingo e o tempo. bom. Por isso nós. todos fora de casa.. a passear à beira-mar.. agradável passar um pouco de tempo

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

Contos. Tod@s Contamos. Projecto de Intervenção - de Mulher para Mulher2 -

Contos. Tod@s Contamos. Projecto de Intervenção - de Mulher para Mulher2 - Contos Tod@s Contamos Projecto de Intervenção - de Mulher para Mulher2 - Nota Introdutória O livro Contos - Tod@s Contamos é a compilação de quatro contos sobre a Igualdade de Género realizados por dezasseis

Leia mais

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe?

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Trecho do romance Caleidoscópio Capítulo cinco. 05 de novembro de 2012. - Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Caçulinha olha para mim e precisa fazer muita força para isso,

Leia mais

Ficha Técnica: Design e Impressão Mediana Global Communication

Ficha Técnica: Design e Impressão Mediana Global Communication Uma Cidade para Todos Ficha Técnica: Design e Impressão Mediana Global Communication Colaboração Nuno Oliveira, coordenador do Serviço de Psicologia do 1º ciclo do Ensino Básico da EMEC - Empresa Municipal

Leia mais

O ENOTURISMO. Conceito:

O ENOTURISMO. Conceito: Conceito: O conceito de enoturismo ainda está em formação e, a todo o momento, vão surgindo novos contributos; Tradicionalmente, o enoturismo consiste na visita a vinhas, estabelecimentos vinícolas, festivais

Leia mais

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento.

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. museudapessoa.net P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. R Eu nasci em Piúma, em primeiro lugar meu nome é Ivo, nasci

Leia mais

OS MEMBROS DA MINHA FAMÍLIA

OS MEMBROS DA MINHA FAMÍLIA NOME OS MEMBROS DA MINHA FAMÍLIA ESTABELEÇO RELAÇÕES DE PARENTESCO : avós, pais, irmãos, tios, sobrinhos Quem pertence à nossa família? Observa as seguintes imagens. Como podes observar, nas imagens estão

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 25 Discurso na cerimónia de entrega

Leia mais

Histórico Dados da Colectividade Descrição das Actividades Objectivos a atingir Meios Humanos

Histórico Dados da Colectividade Descrição das Actividades Objectivos a atingir Meios Humanos Histórico Dados da Colectividade Descrição das Actividades s a atingir Meios Humanos O Centro Popular de Trabalhadores do Bairro São João Atlético Clube com Estatutos aprovados em 28/02/1990 e publicados

Leia mais

Entrevistado por Maria Augusta Silva. Entrevista realizada na ocasião em que recebeu o Prémio Nacional de Ilustração.

Entrevistado por Maria Augusta Silva. Entrevista realizada na ocasião em que recebeu o Prémio Nacional de Ilustração. ANDRÉ LETRIA Entrevistado por Maria Augusta Silva Entrevista realizada na ocasião em que recebeu o Prémio Nacional de Ilustração. Um traço sinónimo de qualidade. Desenho e cor para a infância. Aos 26 anos

Leia mais

Agrupamento de Escolas Pioneiras da Aviação Portuguesa EB1/JI Vasco Martins Rebolo

Agrupamento de Escolas Pioneiras da Aviação Portuguesa EB1/JI Vasco Martins Rebolo Era uma vez a família Rebolo, muito simpática e feliz que vivia na Amadora. Essa família era constituída por quatro pessoas, os pais Miguel e Natália e os seus dois filhos Diana e Nuno. Estávamos nas férias

Leia mais

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Alexandre da Silva França. Eu nasci em 17 do sete de 1958, no Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu sou tecnólogo em processamento de dados. PRIMEIRO DIA

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês 3 Truques Para Obter Fluência no Inglês by: Fabiana Lara Atenção! O ministério da saúde adverte: Os hábitos aqui expostos correm o sério risco de te colocar a frente de todos seus colegas, atingindo a

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca VISITA A PORTUGAL Jantar no Palácio

Leia mais

Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal

Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal À margem do Fórum promovido pela Associação Mais Portugal Cabo Verde, que o trouxe

Leia mais

Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI)

Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI) Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI) II 1 Indicadores Desqualificação Não poder fazer nada do que preciso, quero fazer as coisas e não posso ; eu senti-me velho com 80 anos. Aí é que eu já

Leia mais

Narrador Era uma vez um livro de contos de fadas que vivia na biblioteca de uma escola. Chamava-se Sésamo e o e o seu maior desejo era conseguir contar todas as suas histórias até ao fim, porque já ninguém

Leia mais

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1 Entrevista G1.1 Entrevistado: E1.1 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 51 anos Masculino Cabo-verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias : São Tomé (aos 11 anos) Língua materna:

Leia mais

Análise spot publicitário

Análise spot publicitário Análise spot publicitário Trabalho Realizado por: Carlos Nunes carlosmmnunes@gmail.com Nº 20240 Para a disciplina: Multimédia Scriptwriting Leccionada por: Profª Joana Carvalho Porto, 13 de Abril de 2011

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 Preparado para mais um Serralves em Festa? É já nos dias 2 e 3 de Junho que se realiza mais uma edição do Serralves

Leia mais

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada.

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Cláudia Barral (A sala é bastante comum, apenas um detalhe a difere de outras salas de apartamentos que se costuma ver ordinariamente: a presença de uma câmera de vídeo

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

GRADUADO EM EDUCAÇÃO SECUNDÁRIA PROVA LIVRE. Exercício 3 ÂMBITO DE COMUNICAÇÃO: PORTUGUÊS

GRADUADO EM EDUCAÇÃO SECUNDÁRIA PROVA LIVRE. Exercício 3 ÂMBITO DE COMUNICAÇÃO: PORTUGUÊS GRADUADO EM EDUCAÇÃO SECUNDÁRIA PROVA LIVRE Exercício 3 ÂMBITO DE COMUNICAÇÃO: PORTUGUÊS MAIO 2011 Apelidos e nome. GRUPO I Leia o Texto A e consulte o vocabulário apresentado a seguir ao texto. TEXTO

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão Jorge Esteves Objectivos 1. Reconhecer que Jesus se identifica com os irmãos, sobretudo com os mais necessitados (interpretação e embora menos no

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto

Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto 1 Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto eram também os únicos que passavam horas a ler, nos tempos

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

ANEXOS 3º CICLO O OUTRO EM MIRA

ANEXOS 3º CICLO O OUTRO EM MIRA ANEXOS 3º CICLO O OUTRO O VALOR DE MAIS UM Anexo 01 Um pássaro perguntou a uma pomba quanto pesava um floco de neve. A pomba respondeu: Nada. Mesmo nada. Foi então que o pássaro contou esta história à

Leia mais

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS?

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? HOTEL TIVOLI LISBOA, 18 de Maio de 2005 1 Exmos Senhores ( ) Antes de mais nada gostaria

Leia mais

O PASTOR AMOROSO. Alberto Caeiro. Fernando Pessoa

O PASTOR AMOROSO. Alberto Caeiro. Fernando Pessoa O PASTOR AMOROSO Alberto Caeiro Fernando Pessoa Este texto foi digitado por Eduardo Lopes de Oliveira e Silva, no Rio de Janeiro, em maio de 2006. Manteve-se a ortografia vigente em Portugal. 2 SUMÁRIO

Leia mais

Ano VI N.º 22. Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente. Quinta-Feira 28 de Julho de 2011

Ano VI N.º 22. Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente. Quinta-Feira 28 de Julho de 2011 Ano VI N.º 22 Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente Quinta-Feira 28 de Julho de 2011 Bandeira Azul Hasteada na Ribeira Quente A Praia do Fogo da Ribeira Quente recebeu no dia 28 de

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Programa transmitido em 26 de fevereiro

Leia mais

12:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo

12:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo 2:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo Amados de Deus, a paz de Jesus... Orei e pensei muito para que Jesus me usasse para poder neste dia iniciar esta pregação com a

Leia mais

Cordel do Software Livre Cárlisson Galdino 1

Cordel do Software Livre Cárlisson Galdino 1 Cordel do Software Livre Cárlisson Galdino 1 Este cordel pode ser distribuído e modificado, desde que você respeite a licença Creative Commons Atribuição Compartilhamento pela Mesma Licença. Ou seja, você

Leia mais

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em conjunto com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, com perguntas respondidas pelo presidente Lula Manaus-AM,

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

Entrevista com Clínica Maló. Paulo Maló CEO. www.clinicamalo.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com Clínica Maló. Paulo Maló CEO. www.clinicamalo.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com Clínica Maló Paulo Maló CEO www.clinicamalo.pt Com quality media press para LA VANGUARDIA Esta transcrição reproduz fiel e integralmente a entrevista. As respostas que aqui figuram em linguagem

Leia mais

Entrevista A2. 2. Que idade tinhas quando começaste a pertencer a esta associação? R.: 13, 14 anos.

Entrevista A2. 2. Que idade tinhas quando começaste a pertencer a esta associação? R.: 13, 14 anos. Entrevista A2 1. Onde iniciaste o teu percurso na vida associativa? R.: Em Viana, convidaram-me para fazer parte do grupo de teatro, faltava uma pessoa para integrar o elenco. Mas em que associação? Na

Leia mais

Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente. Joaquim Pedro Valente de Almeida. Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente. Joaquim Pedro Valente de Almeida. Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente Joaquim Pedro Valente de Almeida Com quality media press para LA VANGUARDIA www.dva.pt (en construcción) Ver http://www.afia-afia.pt/assoc13.htm

Leia mais

Por muito tempo na história as pessoas acreditaram existir em nós uma capacidade transcendental que nos emanciparia da natureza e nos faria

Por muito tempo na história as pessoas acreditaram existir em nós uma capacidade transcendental que nos emanciparia da natureza e nos faria 1 Por muito tempo na história as pessoas acreditaram existir em nós uma capacidade transcendental que nos emanciparia da natureza e nos faria especiais. Fomos crescendo e aprendendo que, ao contrário dos

Leia mais

O legado de AGOSTINHO DA SILVA 15 anos após a sua morte i

O legado de AGOSTINHO DA SILVA 15 anos após a sua morte i O legado de AGOSTINHO DA SILVA 15 anos após a sua morte i LUÍS CARLOS SANTOS luis.santos@ese.ips.pt Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal 1- Agostinho da Silva, um adepto da Educação

Leia mais

Visite nossa biblioteca! Centenas de obras grátis a um clique! http://www.portaldetonando.com.br

Visite nossa biblioteca! Centenas de obras grátis a um clique! http://www.portaldetonando.com.br Sobre a digitalização desta obra: Esta obra foi digitalizada para proporcionar de maneira totalmente gratuita o benefício de sua leitura àqueles que não podem comprá-la ou àqueles que necessitam de meios

Leia mais

Ano 14 N.º 22 Sector de Educação Junho de 2010. Jornal da Pediatria. Centro Hospitalar Barreiro Montijo, E.P.E.

Ano 14 N.º 22 Sector de Educação Junho de 2010. Jornal da Pediatria. Centro Hospitalar Barreiro Montijo, E.P.E. Ano 14 N.º 22 Sector de Educação Junho de 2010 Jornal da Pediatria Centro Hospitalar Barreiro Montijo, E.P.E. Serviço de Pediatria do Hospital Nossa Senhora do Rosário Olá amiguinhos. 2010 tem sido um

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS 1 de 6 - mobilidade humana e OBJECTIVO: Identifica sistemas de administração territorial e respectivos funcionamentos integrados. O Turismo Guião de Exploração Indicadores sobre o turismo em Portugal 27

Leia mais

Áustria Viena. Foi uma grande surpresa o facto de todos os alunos andarem descalços ou de pantufas.

Áustria Viena. Foi uma grande surpresa o facto de todos os alunos andarem descalços ou de pantufas. Áustria Viena Foi uma grande surpresa o facto de todos os alunos andarem descalços ou de pantufas. Apenas fui assistir a uma aula, que acabou por não ser dada devido à presença dos alunos estrangeiros

Leia mais

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 1 JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 ENTREGADOR DE CARGAS 32 ANOS DE TRABALHO Transportadora Fácil Idade: 53 anos, nascido em Quixadá, Ceará Esposa: Raimunda Cruz de Castro Filhos: Marcílio, Liana e Luciana Durante

Leia mais

Livro de Nuno Afonso CENTRO CULTURAL MESTRE JOSÉ RODRIGUES. 8 de Agosto 15.00 horas 1 / 8

Livro de Nuno Afonso CENTRO CULTURAL MESTRE JOSÉ RODRIGUES. 8 de Agosto 15.00 horas 1 / 8 CENTRO CULTURAL MESTRE JOSÉ RODRIGUES 8 de Agosto 15.00 horas 1 / 8 Apresentação do livro de Nuno Baptista-Afonso Nuno Baptista-Afonso nasceu em Mirandela, em 1979, mas é um Alfandeguense, pois aqui foi

Leia mais

Transcrição de Entrevista nº 5

Transcrição de Entrevista nº 5 Transcrição de Entrevista nº 5 E Entrevistador E5 Entrevistado 5 Sexo Feminino Idade 31 anos Área de Formação Engenharia Electrotécnica e Telecomunicações E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

Gravidez na adolescência: narrativas da paternidade

Gravidez na adolescência: narrativas da paternidade Gravidez na adolescência: narrativas da paternidade ANTÓNIO MANUEL MARQUES IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE SAÚDE, CULTURA E SOCIEDADE Portalegre, Julho 2008 Tópicos Gravidez na adolescência e paternidade

Leia mais

Transcrição de Entrevista n º 22

Transcrição de Entrevista n º 22 Transcrição de Entrevista n º 22 E Entrevistador E22 Entrevistado 22 Sexo Masculino Idade 50 anos Área de Formação Engenharia Electrotécnica E - Acredita que a educação de uma criança é diferente perante

Leia mais

Tudo tem um tempo. Uma hora para nascer e uma hora para morrer.

Tudo tem um tempo. Uma hora para nascer e uma hora para morrer. CAPITULO 3 Ele não é o Homem que eu pensei que era. Ele é como é. Não se julga um Homem pela sua aparência.. Tudo tem um tempo. Uma hora para nascer e uma hora para morrer. Eu costumava saber como encontrar

Leia mais

Lição 9 Completar com Alegria

Lição 9 Completar com Alegria Lição 9 Completar com Alegria A igreja estava cheia. Era a época da colheita. Todos tinham trazido algo das suas hortas, para repartir com os outros. Havia muita alegria enquanto as pessoas cantavam louvores

Leia mais

Senhor Ministro da Defesa Nacional, Professor Azeredo Lopes, Senhora Vice-Presidente da Assembleia da República, Dra.

Senhor Ministro da Defesa Nacional, Professor Azeredo Lopes, Senhora Vice-Presidente da Assembleia da República, Dra. Senhor Representante de Sua Excelência o Presidente da República, General Rocha Viera, Senhor Ministro da Defesa Nacional, Professor Azeredo Lopes, Senhora Vice-Presidente da Assembleia da República, Dra.

Leia mais

Sumário. Introdução - O novo hábito... 1. Capítulo 1 - Pra que serve tudo isso?... 3. Sobre o vocabulário... 4. Benefícios... 7

Sumário. Introdução - O novo hábito... 1. Capítulo 1 - Pra que serve tudo isso?... 3. Sobre o vocabulário... 4. Benefícios... 7 Sumário Introdução - O novo hábito... 1 Capítulo 1 - Pra que serve tudo isso?... 3 Sobre o vocabulário... 4 Benefícios... 7 Perguntas Frequentes sobre o Orçamento Doméstico... 10 Capítulo 2 - Partindo

Leia mais

pensamentos para o seu dia a dia

pensamentos para o seu dia a dia pensamentos para o seu dia a dia Israel Belo de Azevedo 1Vida e espiritualidade 1 Adrenalina no tédio O interesse por filmes sobre o fim do mundo pode ser uma forma de dar conteúdo ao tédio. Se a vida

Leia mais

ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS (Centro de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências)

ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS (Centro de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências) ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS (Centro de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências) APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional Educação (PRODEP III) Objectivos: Reduzir

Leia mais

Cerimónia Oficial da XIII - Edição do Festival Músicas do Mundo 22 de Julho 2011. Caros Sineenses Visitantes e participantes do F.M.

Cerimónia Oficial da XIII - Edição do Festival Músicas do Mundo 22 de Julho 2011. Caros Sineenses Visitantes e participantes do F.M. Câmara Municipal Presidência Cerimónia Oficial da XIII - Edição do Festival Músicas do Mundo 22 de Julho 2011. Caros Sineenses Visitantes e participantes do F.M.M de Sines Bem vindos à nossa grande festa

Leia mais

LEITURA DA ENTREVISTA 2. E Boa tarde. Desde já quero agradecer-lhe a sua disponibilidade para colaborar neste

LEITURA DA ENTREVISTA 2. E Boa tarde. Desde já quero agradecer-lhe a sua disponibilidade para colaborar neste LEITURA DA ENTREVISTA 2 E Boa tarde. Desde já quero agradecer-lhe a sua disponibilidade para colaborar neste trabalho que estou a desenvolver. Como lhe foi explicado inicialmente, esta entrevista está

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 17 Discurso após a cerimónia de assinatura

Leia mais

Quando for grande... QUERO SER PAI!

Quando for grande... QUERO SER PAI! Quando for grande... QUERO SER PAI! Ficha Técnica Autora Susana Teles Margarido Título Quando for grande...quero SER PAI! Ilustrações Joana Dias Paginação/Design Ana do Rego Oliveira Revisão Brites Araújo

Leia mais

[Pequenas interrompem, imperceptível]

[Pequenas interrompem, imperceptível] E- A ideia é: vou-vos fazer algumas perguntas e vocês respondem consoante aquilo que quiserem dizer. E a ideia do grupo de discussão não é vocês desatarem todos à porrada mas é se vocês ah sei lá por exemplo

Leia mais