PROCESSO N 2009.BRO.TCE.13713/10 OFÍCIO N 2450/2012/SEC

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROCESSO N 2009.BRO.TCE.13713/10 OFÍCIO N 2450/2012/SEC"

Transcrição

1 EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO CEARÁ TCM TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICIPIOS No.PROTOCOLO: 5064/12 PROCESSO:2009.BRO.TCE / 10 JUSTIFICATIVA 2009 ENTRADA: 01/03/2012 FLS: 1 PRWITURA MUNICIPAL - BARRO,..OUSE EVANDRO TAVARES PROCESSO N 2009.BRO.TCE.13713/10 OFÍCIO N 2450/2012/SEC JOSÉ EVANDRO TAVARES, brasileiro, casado, Secretário Municipal de Administração e Finanças da Prefeitura Municipal de Barro Estado do Ceará, atendendo ao disposto no Ofício n 2450/2012/SEC, referente ao Processo n 2009.BRO.TCE.13713/10, versando sobre Tomada de Contas Especial n 13713/10, exercício Financeiro de 2009, da Prefeitura Municipal de Barro, vem, à Presença de Vossa Excelência apresentar JUSTIFICATIVA E DOCUMENTOS, pertinentes ao assunto, manifestando sua insatisfação, tendo como amparo legal o inciso LV, da Constituição Federal, que lhe assegura o direito do contraditório e a ampla defesa, pelos motivos de fato e de direito que passa a expor: Trata-se de Denúncia feita pelos vereadores Francisco das Chagas Tavares Rodrigues e José Wenes dos Santos, alegando irregularidades nas obras de nivelamento, do terreno doado ao Instituto Nacional de Seguro Social INSS para construção da agência da Previdência no Município de Barro CE. L h. É por demais conveniente salientar que, mais uma vez os signatários da Denúncia ao arrepio de qualquer sustentação fática em nossa legislação, por motivos inconfessáveis e por que não dizer, no desejo sórdido, tão somente, de tentar prejudicar uma administração, mais uma vez, a qualquer custo tentam denegrir uma administração que só tem contribuído para o engrandecimento do Município. ss-3

2 O Requerente formaliza a presente JUSTIFICATIVA com a finalidade de elucidar as pseudo falhas alegadas por ocasião do presente processo em epigrafe, no intuito de aprovação de sua gestão como Secretário de Administração e Finanças do Município de Barro, Estado do Ceará, manifestando-se sobre os fatos que ora lhe são imputados e para tanto aduzindo o seguinte: Colenda Corte de Contas Com o fim de melhor compreensão do caso analisaremos ponto a ponto todas as alegações constantes da Informação da 8" Inspetoria da Diretoria de Fiscalização do Tribunal de Contas dos Municípios TCM sobre a Tomada de Contas Especial n 13713/10. Inicialmente, passamos a um breve relato: O Município do Barro foi contemplado com uma agência do INSS, como é de conhecimento de toda a sociedade do Barro, assim como também outros Municípios foram beneficiados, através de Ordem de Serviço, consoante revelam as fotos anexas, que mostram a assinatura da referida determinação pelo então Ministro da Previdência Social, José Pimentel. Para tanto, este Município deveria ter como contrapartida um terreno com as seguintes dimensões: 40,0m de frente com 30m de fundos e que fosse plano com toda infra-estrutura de pavimentação, elétrica, esgoto e que fosse próximo ao Banco do Brasil, sob pena de perder a agência. Considerando todos os problemas de acesso a uma agência do INSS para a população, pois a agência mais próxima responsável pelo atendimento da população do Município é a localizada no Município de Juazeiro do Norte, Estado do Ceará, que fica a 100km, foi localizado um terreno que enquadrava nos padrões exigidos pelo INSS. Assim é que, através do Decreto n 93/2009, de 03 de junho de 2009 foi efetuada a doação de um imóvel conforme Escritura que se junta, atendendo a exigência inicial do INSS (doc. 01). Entretanto, o referido imóvel foi vistoriado pelo INSS antes mesmo da doação, onde os técnicos vieram até o local para análise e verificaram a existência de declive,

3 solicitando algumas condições para dar continuidade à obra, as quais foram analisadas e, concomitantemente atendidas pela Executivo Municipal., ou seja, muro de arrimo e aterramento. A fim de dar continuidade a obra, a equipe de Engenharia do Município fez os projetos. Foi feito projeto básico, Projeto executivo, orçamentos, cronograma físico financeiro e em seguida encaminhado à Comissão de Licitação para ser licitado. Houve a Licitação para contratação da empresa, sendo vencedora do processo a Empresa Êxodo Engenharia LTDA, cujo processo se encontra nesse C. Corte de Contas. Durante a construção foram apresentadas algumas fissuras no muro, razão pela qual, a empresa Vencedora foi instada para que concluísse os serviços de acordo com os projetos de engenharia, fornecido pela Prefeitura Municipal de Barro, e tão o logo o problema foi solucionado, o imóvel foi entregue ao INSS para a construção da APS/BARRO, tão importante para o nosso Município. ITENS OBJETOS DE JUSTIFICATIVA 2.0. DAS OBRAS DE SERVIÇOS E ENGENHARIA OS QUANTITATIVOS LANÇADOS NO ORÇAMENTO SÃO SUPERDIMENSIONADOS ATÉ PORQUE OS METROS DE ESCAVAÇÃO PREVISTOS NO ORÇAMENTO SÃO BEM SUPERIORES AOS QUE EXISTEM NA REALIDADE No que pertine as obras no local informa de antemão que através de Regular processo licitatório a empresa Êxodo Engenharia Ltda foi vencedora do certame. Assim, a Prefeitura Municipal cumprindo as determinações do art. 7, incisos I, II e III, parágrafo 1 e 2, da Lei n 8.666/93, ao publicar o Edital de Licitação fez a juntada do Projeto Básico, do Projeto Executivo, como anexos o projeto básico, o projeto executivo, a planilha de custos e o cronograma físico-financeiro, os quais juntam nesta oportunidade, todos constantes do referido Processo Licitatório, bem ainda, junta-se o competente ART - Anotação de Responsabilidade Técnica, de toda a Terrraplenagem do Projeto, os quais deram todo o suporte para realização dos serviços propostos. (docs. 02 e 03).

4 2.3. O ITEM ATERRO C/ COMPAC MECÂNICA (CORTE) DA PLANILHA ORÇAMENTÁRIA NÃO FOI REALIZADO, UMA VEZ QUE, SEGUNDO OS DENUNCIANTES, NENHUMA MÁQUINA FOI UTILIZADA, MAS, TÃO SOMENTE, O SERVIÇO FOI EXECUTADO MANUALMENTE Conforme se verifica das páginas 04, 05 e 06 da Informação Inicial, a inspeção desta C. Corte de Contas só foi levada a efeito passados quase 02 (dois) anos após o Termo de Vistoria realizado pelo INSS, em data de 18 de setembro de 2009, dando plena e total regularidade dos serviços então realizados, afirmando está o imóvel em plena condição de receber a futura APS (Agência da Previdência Social) de Barro/CE.(doc. 04) Nesse mister, foi solicitado um relatório ao INSS sobre a entrega do imóvel pela Prefeitura do Barro, o qual prontamente atendeu afirmando que a área foi entregue com muro de arrimo e devidamente aterrada, exigências anteriormente solicitadas, como dito acima e perfeitamente cumpridas. (doc. 05) É cediço que, após a referida entrega algumas falhas construtivas apareceram, contudo, instada a construtora responsável pela Execução da obra contratada pelo Município, as suas expensas, prontamente corrigiu os problemas ocorridos o que levou o INSS a afirmar que o muro de arrimo, após as correções realizadas, suporta as cargas a ele solicitadas. (doc. 05) Por outro lado, as fotos de fls. 04 e 05 da Informação Inicial tiradas "in loco" por ocasião da Inspeção do TCM/CE nos dias 18, 19 e 20 de julho de 2011, demonstram a situação do imóvel especificamente naquela data, o que não se traduz razoável admitir que o serviço de aterramento não tenha sido realizado, uma vez que o próprio INSS atesta ter recebido o imóvel com muro de arrimo e aterrado o qual se comprova pelas fotos tiradas em 1 de dezembro de 2009, pelo próprio INSS, portanto, quase 02 (dois) anos antes da inspeção realizada pelo TCM/CE. (doc. 06) Convém esclarecer, que conforme informação do INSS (doc. 05), a GEXJZN/INSS contratou empresa para realizar a obra a qual (empresa contratada pela GEXJZN/INSS) ao iniciar a construção da agencia deste Município, cometeu falhas na fundação o que levou o próprio INSS a rescindir o contrato então firmado com àquela empresa. As falhas apresentadas na fundação, ocasionou, conforme Relatório (doc. 05), a escavação do aterro por empresa já contratada pelo INSS, e SOB TODA A RESPONSABILIDADE daquela Autarquia para a demolição da fundação acima relatada.

5 Assim, demonstra-se plenamente que a Prefeitura Municipal do Barro/CE, só realizou desembolso da despesa de acordo com as medições realizadas, sendo certo que, só concluiu o pagamento da obra em 04 de março de 2010, atendendo plenamente o disposto no art. 63, parágrafos 1 e 2 e respectivos incisos, da Lei n 4.320/64, não sendo correto afirmar que houve pagamento indevido ou antecipado, muito menos no valor o montante apontado na pág. 06 da referida Informação inicial n 497/2012. Logo, não procede a informação de que a Prefeitura tenha desembolsado recursos para pagamentos de despesas antes de sua liquidação, posto que, conforme Termo de Vistoria a obra foi realizada e entregue em 18 de setembro de 2009 e devidamente fotografada em 1 de dezembro de Conclui-se, portanto, que após o imóvel ser devidamente entregue, o INSS, sob sua responsabilidade, através de empresa contratada, procedeu a escavação da mesma, o que causou a falsa impressão de que a Prefeitura não tenha realizado a obra, o que revelam as fotos constantes da Informação sob justificativa, as quais, repetindo-se, foram tiradas a quase 02 (dois) anos da entrega e recebimento pelo INSS da área objeto de construção da APS/BARRO O ITEM ALV DE PEDRA ARGAMASSADA (T. 1:3) COM AGREGADO ADQUIRIDO DA PLANILHA ORÇAMENTÁRIA NÃO FOI REALIZADO, POSTO QUE, DE ACORDO COM OS DENUNCIANTES, A QUANTIDADE DE ALVENARIA DE PEDRA COM ARGAMASSA QUE ENCONTRA ORÇADA E PAGA PELO MUNICÍPIO DE BARRO DIVERGE DO QUE FOI REALMENTE EXECUTADO. ADEMAIS, EXISTEM FALHAS TÉCNICAS NA EXECUÇÃO DO MURO DE ARRIMO. Os quantitativos empregados na realização do muro de arrimo bem como, no aterramento realizado no imóvel pela Prefeitura corresponde a tudo que efetivamente foi realizado no referido imóvel, salientando que o projeto básico, o projeto executivo, o orçamento e projeto físico-financeiro e ART juntos conforme doc. 02.

6 3. DETALHAMENTO E AVALIAÇÃO DAS OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA VISTORIADOS Sobre a Informação Inicial da Inspetoria constante da pág. 08 de que a obra encontra-se inconclusa, paralisada, NADA, ABSOLUTAMENTE NADA, podemos acrescentar, entretanto, temos a informar que o referido imóvel desde 18 de setembro de 2009, já está sob INTEIRA RESPONSABILIDADE DO INSS (TERMO DE VISTORIA doc. 04), o qual EMITIU ORDEM DE SERVIÇO DE 30 DE JANEIRO DE 2010, para construção da APS/BARRO, devendo, salvo melhor juízo, serem solicitadas informações àquele Órgão sobre a atual situação da obra. (doc. 07). Vale salientar que esta Ordem de Serviço foi assinada pela GEXJZN/INSS tendo como testemunha o então Ministro da Previdência Social José Pimentel, o Prefeito Municipal do Barro, conforme se vê das fotos anexas. 3.1 DA ANÁLISE DO PROCEDIMENTO LICITATÓRIO a) Ausência dos projetos básico e executivo em afronta ao art. 40, parágrafo 2", da Lei tt" 8.666/93. Para sanarmos esta verificação, estamos remetendo cópia dos projetos básico e executivo que integram o processo licitatório em exame, comprovando assim a não incidência desta irregularidade (doc. 02). b) Ausência da Convocação para a assinatura do contrato (art. 64, caput, Lei n 8.666/93). Mesmo entendendo não existir qualquer irregularidade no que diz respeito a este ponto, pelo simples fato de que a maior comprovação da ocorrência da convocação para assinatura de um instrumento contratual se configura na assinatura deste, estamos remetendo cópia do Termo de Convocação que se encontra arquivado na sede desta Secretaria de Administração e Finanças (doc. 08) c) Os documentos de habilitação não foram rubricados pelos licitantes presentes afrontando o que preceitua o art. 43, parágrafo 2, da Lei n 8.666/93:

7 Informamos que as cópias dos documentos de habilitação enviadas inicialmente foram oriundas das segundas vias de habilitações que se encontravam digitalizadas. Portanto, como solução para esta pendência, estamos enviando as cópias obtidas do processo original (I via das habilitações) as quais se encontram devidamente rubricadas pela Comissão de Licitação e pelos licitantes que participaram do processo (doc. 09) 3.3. COMPARATIVO DE CUSTOS A despeito deste item toda a informação constante do mesmo foi objeto de Justificação do item 2.3, subitem , aduzindo nesta oportunidade que todo o aterramento do terreno foi plenamente executado conforme os documentos juntados anteriormente, não sendo, portanto, com o devido respeito a esta Inspetoria, correto afirmar que este item não tenha sido regularmente executado, posto que mais uma vez, aduz-se que a inspeção se deu há quase 02 (dois) anos de realização dos trabalhos cujo recebimento pelo INSS se deu de forma satisfatória DOS ACHADOS E RESPONSABILIDADE No que diz respeito a designação de representante da administração para fiscalização de obra, esta, foi perfeitamente designada por ato do Exmo. Sr. Prefeito Municipal de Barro em 1 de março de 2005, através da Portaria n 021/2005, a qual acreditamos não ter sido entregue por ocasião da inspeção por se encontrar em arquivo morto desta Prefeitura há mais de 05 (cinco) anos. (doc. 10) Junta-se nesta oportunidade, o Diário da Obra, com as respectivas anotações (DOC. 11), salientando que a ART encontra-se configurada no doc. 03. Em relação à matrícula da obra junto ao INSS, temos a informar que o pagamento da Previdência Social referente a esta obra foi realizado através do CNPJ da Construtora, o qual comprova plenamente a regularidade da obra junto ao INSS (doc. 12 a 17). Em razão de todo o exposto, requer seja recebida a presente JUSTIFICATIVA E DOCUMENTOS A ELA ANEXOS, para ao final julgar pela TOTAL IMPROCEDÊNCIA DA DENÚNCIA ORA em trâmite nesta E. Corte de Contas, por traduzir-se em grave afronta ao Estado Democrático de Direito, bem como, ao direito amplamente

8 consubstanciado do ora Justificante, considerando que este Gestor sempre agiu de forma escorreita e que todos os pontos da presente Denúncia estão plenamente esclarecidos. Termos em que Pede e espera. Deferimento. Barro/CE, 1 de março de 2012 JOSÉ EVANDRO TAVARES

Excelentíssimo Senhor Conselheiro Doutor Manoel Beserra Veras Presidente do Egrégio Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Ceará

Excelentíssimo Senhor Conselheiro Doutor Manoel Beserra Veras Presidente do Egrégio Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Ceará Excelentíssimo Senhor Conselheiro Doutor Manoel Beserra Veras Presidente do Egrégio Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Ceará RESOLUCÃO TCM/CE N 07/2011-16/07/2011 Art. 1 0. Serão interrompidos,

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO PRIMEIRA CÂMARA SESSÃO DE 17/03/2015 ITEM 85

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO PRIMEIRA CÂMARA SESSÃO DE 17/03/2015 ITEM 85 PRIMEIRA CÂMARA SESSÃO DE 17/03/2015 ITEM 85 TC-001670/006/13 Contratante: Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto. Contratada: CODERP Companhia de Desenvolvimento Econômico de Ribeirão Preto. Autoridade

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO

ESTADO DO CEARÁ TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO PROCESSO Nº 2006.ICA.PCS.12773/07 ENTIDADE: SECRETARIA DE TURISMO E ESPORTES DE ICAPUÍ INTERESSADO: JOSÉ EDILSON DA SILVA NATUREZA: CONTAS DE GESTÃO RELATOR: CONSELHEIRO MANOEL BESERRA VERAS INFORMAÇÃO

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR CONSELHEIRO RELATOR DO TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO CEARÁ

EXCELENTÍSSIMO SENHOR CONSELHEIRO RELATOR DO TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO CEARÁ EXCELENTÍSSIMO SENHOR CONSELHEIRO RELATOR DO TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO CEARÁ Processo N 2010.HRZ.PCG.5691/11 APRESENTAÇÃO DE JUSTIFICATIVAS - ADITIVAS PRESTAÇÃO DE CONTAS DE GOVERNO

Leia mais

RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES CONTROLE INTERNO

RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES CONTROLE INTERNO 01/06 1 DOS OBJETIVOS 1.1 Definir normas para elaboração dos contratos de aquisição de materiais, prestação de serviços gerais e prestação de serviços e obras de engenharia. 1.2 Normatizar os procedimentos

Leia mais

Quinta-feira, 26 de Abril de 2007 Ano XIII - Edição N.: 2834 Diário Oficial do Município Poder Executivo Secretaria Municipal de Governo

Quinta-feira, 26 de Abril de 2007 Ano XIII - Edição N.: 2834 Diário Oficial do Município Poder Executivo Secretaria Municipal de Governo Quinta-feira, 26 de Abril de 2007 Ano XIII - Edição N.: 2834 Diário Oficial do Município Poder Executivo Secretaria Municipal de Governo DECRETO Nº 12.693 DE 25 DE ABRIL DE 2007 Estabelece procedimentos

Leia mais

INSTRUMENTO CONTRATUAL N. 0103/2013.

INSTRUMENTO CONTRATUAL N. 0103/2013. INSTRUMENTO CONTRATUAL N. 0103/2013. CONTRATO DE ADMINISTRATIVO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS N. 0103/2013. O, Estado de Santa Catarina, com sede a Rua Rui Barbosa, 347, inscrito no CNPJ/MF Sob o N. 82.854.670/0001-30,

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 070/2015 PREGÃO Nº 022/2015

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 070/2015 PREGÃO Nº 022/2015 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 070/2015 PREGÃO Nº 022/2015 Aos dezesseis dias do mês de julho de 2015, na sede da Coordenadoria Executiva de Licitações, localizada à Avenida Brahim Antônio Seder, nº 34 /

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10/2008

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10/2008 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10/2008 ATA DO REGISTRO DE PREÇOS CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DO RAMO DE PRESTAÇÃO DE

Leia mais

SEGUNDA ATUALIZAÇÃO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº.006/2015 PREGÃO PRESENCIAL Nº.008/2015. VALIDADE: 01/04/2016

SEGUNDA ATUALIZAÇÃO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº.006/2015 PREGÃO PRESENCIAL Nº.008/2015. VALIDADE: 01/04/2016 SEGUNDA ATUALIZAÇÃO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº.006/2015 PREGÃO PRESENCIAL Nº.008/2015. VALIDADE: 01/04/2016 Aos três dias do mês de junho de 2015, o Município de Santo Antônio da Patrulha/RS, neste

Leia mais

Luiz Affonso Trevisan Prefeito Municipal

Luiz Affonso Trevisan Prefeito Municipal Projeto de Lei nº 124, de 24 de novembro de 2015. Autoriza o Executivo Municipal a realizar a concessão gratuita de direito real de uso, de 01 (um) lote no Distrito Industrial a Empresa ALDAIR GALLON,

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO COORDENADORIA-GERAL DE LICITAÇÕES ATENÇÃO

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO COORDENADORIA-GERAL DE LICITAÇÕES ATENÇÃO 1 ATENÇÃO As empresas interessadas em participar deste Convite, deverão passar um fax para a Coordenadoria Geral de Licitação (24) 3339-9038/3339-9071, confirmando a retirada deste edital pela internet.

Leia mais

CONTRA RAZÃO : À Comissão Permanente de Licitação do DNIT Superintendência Regional de São Paulo/SP.

CONTRA RAZÃO : À Comissão Permanente de Licitação do DNIT Superintendência Regional de São Paulo/SP. Pregão Eletrônico Visualização de Recursos, Contra-Razões e Decisões CONTRA RAZÃO : À Comissão Permanente de Licitação do DNIT Superintendência Regional de São Paulo/SP. O CONSÓRCIO IQS/ICOPLAN vem apresentar

Leia mais

Número: 00213.000058/2010-38 Unidade Examinada: Município de Portel/PA.

Número: 00213.000058/2010-38 Unidade Examinada: Município de Portel/PA. Número: 00213.000058/2010-38 Unidade Examinada: Município de Portel/PA. Relatório de Demandas Externas n 00213.000058/2010-38 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS (Contadoria Geral / 1841)

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS (Contadoria Geral / 1841) 1 MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS (Contadoria Geral / 1841) ORIENTAÇÃO TÉCNICO-NORMATIVA N º 01 - PLANEJAMENTO DAS CONTRATAÇÕES 1. Nesta orientação, por questão

Leia mais

PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO DECRETO Nº 612, DE 16 DE MARÇO DE 2007. Dispõe sobre a implantação do Sistema de Registro de Preços nas compras, obras e serviços contratados pelos órgãos da

Leia mais

EDITAL PARA PROJETOS CULTURAIS ANO 2014 LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA LEI RUBEM BRAGA

EDITAL PARA PROJETOS CULTURAIS ANO 2014 LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA LEI RUBEM BRAGA EDITAL PARA PROJETOS CULTURAIS ANO 2014 LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA LEI RUBEM BRAGA A Prefeitura Municipal de Cachoeiro de Itapemirim, através da Secretaria Municipal de Cultura, comunica aos

Leia mais

a.1.4) Em caso de Associação Civil, a aceitação de novos associados, na forma do estatuto;

a.1.4) Em caso de Associação Civil, a aceitação de novos associados, na forma do estatuto; CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 002/2014 QUALIFICAÇÃO DE ENTIDADES PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS COMO ORGANIZAÇÃO SOCIAL NA ÁREA DE SAÚDE O Município de Fontoura Xavier, Estado do Rio Grande do Sul, pessoa jurídica

Leia mais

ANEXO 10-A MINUTA DE TERMO DE DAÇÃO EM PAGAMENTO DO IMÓVEL

ANEXO 10-A MINUTA DE TERMO DE DAÇÃO EM PAGAMENTO DO IMÓVEL ANEXO 10-A MINUTA DE TERMO DE DAÇÃO EM PAGAMENTO DO IMÓVEL Pelo presente instrumento, o ESTADO DO CEARÁ, representado pela SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA DO ESTADO DO CEARÁ SEINFRA, pessoa jurídica de Direito

Leia mais

Guia para Comprovação de Investimentos

Guia para Comprovação de Investimentos Guia para Comprovação de Investimentos 1 2 4 5 Introdução Acompanhamento na Fase de Análise ETAPA 1 Comprovação Financeira ETAPA 2 Comprovação Física ETAPA Comprovação Jurídica ETAPA 4 Liberação Penalidades

Leia mais

Plano Especial de Auditoria de Obras 2002 Relatório Sintético

Plano Especial de Auditoria de Obras 2002 Relatório Sintético Plano Especial de Auditoria de Obras 2002 Relatório Sintético Caracterização da obra Ano orçamento: 2002 UF: RS Nome do programa de trabalho: Construção do Edifício-Sede do TRF da 4ª Região em Porto Alegre

Leia mais

INSTRUMENTO CONTRATUAL N. 0017/2013.

INSTRUMENTO CONTRATUAL N. 0017/2013. INSTRUMENTO CONTRATUAL N. 0017/2013. CONTRATO DE ADMINISTRATIVO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS N. 0017/2013. O, Estado de Santa Catarina, com sede a Rua Rui Barbosa, 347, inscrito no CNPJ/MF Sob o N. 82.854.670/0001-30,

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE BARBALHA SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA E OBRAS PROJETO BÁSICO MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESTADO DO CEARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE BARBALHA SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA E OBRAS PROJETO BÁSICO MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PROJETO BÁSICO MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS - OBRA: CONSTRUÇÃO DE MURO ARRIMO - LOCAL: TERRENO DO CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL - BARBALHA/CEARÁ. 1.0 - CONSIDERAÇÕES INICIAIS - Este Relatório

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo

Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAL COORDENADORIA DE LICITAÇÕES E CONTRATOS SEÇÃO DE ELABORAÇÃO DE EDITAIS E CONTRATOS ATA DA SESSÃO PÚBLICA DA LICITAÇÃO NA

Leia mais

Número: 00225.000218/2013-52 Unidade Examinada: Município de Turmalina/SP.

Número: 00225.000218/2013-52 Unidade Examinada: Município de Turmalina/SP. Número: 00225.000218/2013-52 Unidade Examinada: Município de Turmalina/SP. Relatório de Demandas Externas n 00225.000218/2013-52 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015.

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. EMENTA: Regulamenta o Sistema de Registro de Preços SRP previsto no art. 15 da Lei nº 8.666/93, no âmbito do Município de Central Bahia. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO 1/14 I-DOS CONCEITOS 1- Para os fins desta Instrução Normativa, considera-se: 1.1 - Fiscalização: a observação sistemática e periódica da execução do contrato; 1.2 - Contrato Administrativo: o ajuste que

Leia mais

Plano Especial de Auditoria de Obras 2003 Relatório Sintético

Plano Especial de Auditoria de Obras 2003 Relatório Sintético Plano Especial de Auditoria de Obras 2003 Relatório Sintético Caracterização da obra Ano orçamento: 2003 UF: CE Nome do programa de trabalho: Implantação, Aparelhamento e Adequação de Unidades de Saúde

Leia mais

Aquisição de 500 (quinhentos) cartuchos de fita LTO4 em mídia regravável, conforme especificação constante do Anexo I: Memorial Descritivo.

Aquisição de 500 (quinhentos) cartuchos de fita LTO4 em mídia regravável, conforme especificação constante do Anexo I: Memorial Descritivo. Processo: A 09/078 Interessado: Assunto: Gerência Administrativa Aquisição de 500 (quinhentos) cartuchos de fita LTO4 em mídia regravável, conforme especificação constante do Anexo I: Memorial Descritivo.

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS (Contadoria Geral-1841)

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS (Contadoria Geral-1841) MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS (Contadoria Geral-1841) DIEx nº 132-Asse2/SSEF/SEF - CIRCULAR EB: 64689.014082/2014-74 Brasília, DF, 30 de setembro de 2014. Do

Leia mais

RIO GRANDE DO SUL CONTROLE INTERNO

RIO GRANDE DO SUL CONTROLE INTERNO 1/9 1 - DOS OBJETIVOS 1.1 Regulamentar os procedimentos para a concessão de incentivos à empresas industriais, comerciais e de serviços no Município com base na Legislação Municipal e no artigo 174 da

Leia mais

Decisão de Pregoeiro n 0039/2009-SLC/ANEEL. Em 4 de setembro de 2009.

Decisão de Pregoeiro n 0039/2009-SLC/ANEEL. Em 4 de setembro de 2009. Decisão de Pregoeiro n 0039/2009-SLC/ANEEL Em 4 de setembro de 2009. Processo nº: 48500.000496/2009-53 Licitação: Pregão Eletrônico nº 49/2009 Assunto: Análise do recurso interposto pela Ductbusters Engenharia

Leia mais

EXECUTIVO. Prefeitura Municipal de Muniz Ferreira. Terça Feira 20 de Janeiro de 2015 Ano II N 1164. Publicações deste Diário

EXECUTIVO. Prefeitura Municipal de Muniz Ferreira. Terça Feira 20 de Janeiro de 2015 Ano II N 1164. Publicações deste Diário Prefeitura Municipal de Muniz Ferreira Terça Feira Ano II N 1164 Publicações deste Diário LICITAÇÕES E CONTRATOS EXTRATO DE CONTRATOS Nº 030, 031, 032, 033, 034/2015 PARECER JURÍDICO (TOMADA DE PREÇO Nº

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO GABINETE DO CONSELHEIRO ROBSON MARINHO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO GABINETE DO CONSELHEIRO ROBSON MARINHO Segunda Câmara Sessão: 1º/4/2014 95 TC-036226/026/10 Contratante: Prefeitura Municipal de Osasco. Contratada: Construtora Progredior Ltda. Autoridade(s) Responsável(is) pela Abertura do Certame Licitatório

Leia mais

RIO GRANDE DO SUL CONTROLE INTERNO

RIO GRANDE DO SUL CONTROLE INTERNO 1/15 A Coordenadoria do Sistema de Controle Interno do Município, considerando: - O volume de recursos recebidos pelo Município a título de repasse de outros entes da Federação via Convênio ou Contrato

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006 PROCESSO Nº : 01350.000002/2007-76 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

GESTORES/FISCAIS INSTITUCIONAIS. Módulo Monitoramento Obras 2.0 - FNDE

GESTORES/FISCAIS INSTITUCIONAIS. Módulo Monitoramento Obras 2.0 - FNDE GESTORES/FISCAIS INSTITUCIONAIS Módulo Monitoramento Obras 2.0 - FNDE CGIMP 06/09/2013 Como consultar e preencher o Modulo Monitoramento de Obras Simec 2.0 Sumário 2 Definições Apresentando o Sistema Integrado

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 O Município de Vale do Sol, RS, através do Prefeito Municipal. Sr. Clécio Halmenschlager, comunica aos interessados que está procedendo ao CREDENCIAMENTO de pessoas

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO N.º 07/2015 PLANTÃO MÉDICO DE ESPECIALIDADES

EDITAL DE CREDENCIAMENTO N.º 07/2015 PLANTÃO MÉDICO DE ESPECIALIDADES EDITAL DE CREDENCIAMENTO N.º 07/2015 PLANTÃO MÉDICO DE ESPECIALIDADES O Município de Não-Me-Toque comunica aos interessados que está procedendo ao CHAMAMENTO PÚBLICO no horário das 8:15 às 11:33h e das

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE CONTROLE DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES INSPETORIA 2 DIVISÃO 5

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE CONTROLE DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES INSPETORIA 2 DIVISÃO 5 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE CONTROLE DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES INSPETORIA 2 DIVISÃO 5 PROCESSO RPL 06/00331939 UNIDADE GESTORA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA - SEF INTERESSADO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA DE GESTÃO E PLANEJAMENTO DIRETORIA DE COMPRAS E LICITAÇÕES

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA DE GESTÃO E PLANEJAMENTO DIRETORIA DE COMPRAS E LICITAÇÕES ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 002/2013 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 193/2012 Órgão Processo SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA 2012007522 Modalidade Nº Data Tipo PREGAO ELETRONICO 193/2012 18/07/2012 MENOR PREÇO POR

Leia mais

MUNICÍPIO DE BOM PRINCÍPIO Estado do Rio Grande do Sul

MUNICÍPIO DE BOM PRINCÍPIO Estado do Rio Grande do Sul LEI Nº 1.738/2010, de 21 de dezembro de 2010. CONCEDE INCENTIVOS A EMPRESA FIBRAFORM INDUSTRIA DE COMPOSTOS PLASTICOS LTDA E DÁ OUTRAS PROVIDENCIAS. JACOB NESTOR SEIBEL, Prefeito Municipal de Bom Princípio,

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO

ESTADO DO CEARÁ TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO PROCESSO N 2004.QXD.TCE.03953/07 ENTIDADE: PREFEITURA MUNICIPAL DE QUIXADÁ INTERESSADO: ANA KARINE SERRA LEOPÉRCIO PROMOTORA DE JUSTIÇA DA COMARCA DE QUIXADÁ RESPONSÁVEIS: ANTÔNIO ALMEIDA VIANA PRESIDENTE

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União Referência: 00077.000030/2013-55 Assunto: Recursos interpostos por cidadão à CGU contra decisão denegatória de acesso à informação, com fundamento no art. 23 do Decreto n o 7.724, de 16 de maio de 2012.

Leia mais

ANEXO V MINUTA DO CONTRATO

ANEXO V MINUTA DO CONTRATO ANEXO V MINUTA DO CONTRATO Unidade Administrativa: Processo Administrativo: Contrato Nº CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICIPIO DE JARDIM E A EMPRESA... O MUNICÍPIO DE JARDIM, Estado do Ceará, Pessoa

Leia mais

MUNICÍPIO DE CACHOEIRA ALTA,

MUNICÍPIO DE CACHOEIRA ALTA, CONTRATO ADM. Nº 053/2013. Contrato de Prestação de Serviços de Recuperação de pavimentação com TSD e PMF na via de acesso a cidade que entre si celebram o Município de CACHOEIRA ALTA, Goiás e a Empresa

Leia mais

ILUSTRÍSSIMO SENHOR ELMO VAZ BASTOS DE MATOS, PRESIDENTE DA COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DOS VALES DO SÃO FRANCISCO E DO PARNAÍBA CODEVASF.

ILUSTRÍSSIMO SENHOR ELMO VAZ BASTOS DE MATOS, PRESIDENTE DA COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DOS VALES DO SÃO FRANCISCO E DO PARNAÍBA CODEVASF. ILUSTRÍSSIMO SENHOR ELMO VAZ BASTOS DE MATOS, PRESIDENTE DA COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DOS VALES DO SÃO FRANCISCO E DO PARNAÍBA CODEVASF. PROCESSO Nº 59500.000938/2014-45 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 27/2014

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ITAPEVI Estado de São Paulo Coordenadoria Geral de Licitações

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ITAPEVI Estado de São Paulo Coordenadoria Geral de Licitações ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 16/2013 PREGÃO Nº 20 / 13 Aos doze dias do mês de agosto do ano de dois mil e treze, nas dependências da Coordenadoria Geral de Licitações, situada na Avenida Presidente Vargas,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA CGM Nº 001/2010. A CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO, no uso de suas atribuições constitucionais, legais e regimentais;

INSTRUÇÃO NORMATIVA CGM Nº 001/2010. A CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO, no uso de suas atribuições constitucionais, legais e regimentais; INSTRUÇÃO NORMATIVA CGM Nº 001/2010 Estabelece normas, sistematiza e padroniza procedimentos operacionais dos órgãos municipais. A CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO, no uso de suas atribuições constitucionais,

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 32/14

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 32/14 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 32/14 Processo n o. 89/14. Pregão 48/14. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE SANTA ROSA DE VITERBO E A EMPRESA AIR LIQUIDE BRASIL LTDA. Aos 27 (vinte

Leia mais

JULGAMENTO DA REPRESENTAÇÃO ADMINISTRATIVA

JULGAMENTO DA REPRESENTAÇÃO ADMINISTRATIVA JULGAMENTO DA REPRESENTAÇÃO ADMINISTRATIVA FEITO: REPRESENTAÇÃO ADMINISTRATIVA REFERÊNCIA: EDITAL DA CONCORRÊNCIA Nº 001/2014 - COMPEL RAZÕES: JULGAMENTO DA PROPOSTA DE PREÇOS OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 13/2013 PROCESSO N 787-09.00/13-4

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 13/2013 PROCESSO N 787-09.00/13-4 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 13/2013 PROCESSO N 787-09.00/13-4 Contrato AJDG n.º 031/2013 O ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, por intermédio da PROCURADORIA- GERAL DE JUSTIÇA, órgão

Leia mais

SENADOR CLÉSIO ANDRADE

SENADOR CLÉSIO ANDRADE Manual para Prefeituras Celebrarem Convênios já Autorizados com a Caixa Econômica Federal SENADOR CLÉSIO ANDRADE Conteúdo INTRODUÇÃO... 3 CICLO DO ORÇAMENTO GERAL DA UNIÃO... 4 CONTRAPARTIDA OBRIGATÓRIA...

Leia mais

E S P E C I F I C A Ç Õ E S

E S P E C I F I C A Ç Õ E S E S P E C I F I C A Ç Õ E S 1) DO OBJETO: É objeto da presente licitação, a contratação de empresa para Prestação de Serviço de Auditoria externa (independente), compreendendo: 1.1 Auditoria dos registros

Leia mais

DECRETO nº. 11.698, de 16 de janeiro de 2009. O PREFEITO MUNICIPAL DE ANANINDEUA, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, e ainda:

DECRETO nº. 11.698, de 16 de janeiro de 2009. O PREFEITO MUNICIPAL DE ANANINDEUA, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, e ainda: 1 DECRETO nº. 11.698, de 16 de janeiro de 2009 Regulamenta, no âmbito da Administração pública municipal, o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº. 8.666, de 21 de junho de 1993, e

Leia mais

MODELO CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR

MODELO CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR MODELO CONTRATO N.º /20 CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR A (Órgão/Entidade Federal, Estadual ou Municipal), pessoa jurídica de direito público ou privado, com sede à Rua, n.º,

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO 01365 MUNICIPIO DE NOVA CANAA PAULISTA - SP E02º Sorteio do Projeto de Fiscalização

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 69/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014. DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

PROJETO DE LEI Nº 69/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014. DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. PROJETO DE LEI Nº 69/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014. AUTORIZA O MUNICÍPIO OUTORGAR PERMISSÃO DE USO À ASSOCIAÇÃO DOS REPARADORES AUTOMOTIVOS DE GUAPORÉ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE GUAPORÉ-RS

Leia mais

ANEXO II MODELOS DA LICITAÇÃO MODELO N.º 3 DECLARAÇÃO DE PLENO ATENDIMENTO AOS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO

ANEXO II MODELOS DA LICITAÇÃO MODELO N.º 3 DECLARAÇÃO DE PLENO ATENDIMENTO AOS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO ANEXO II MODELOS DA LICITAÇÃO MODELO N.º 1 CARTA CREDENCIAMENTO MODELO N.º 2 PROPOSTA COMERCIAL MODELO N.º 3 DECLARAÇÃO DE PLENO ATENDIMENTO AOS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO MODELO N.º 4 DECLARAÇÃO DE REGULARIDADE

Leia mais

CONTRATO Nº 116/2013 CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PIRAJUÍ E A EMPRESA BH FARMA COMÉRCIO LTDA. ME.

CONTRATO Nº 116/2013 CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PIRAJUÍ E A EMPRESA BH FARMA COMÉRCIO LTDA. ME. CONTRATO Nº 116/2013 CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PIRAJUÍ E A EMPRESA BH FARMA COMÉRCIO LTDA. ME. Aos 12 dias do mês de agosto de 2013, de um lado, o MUNICÍPIO DE PIRAJUÍ, pessoa jurídica

Leia mais

Perguntas e respostas frequentes

Perguntas e respostas frequentes Perguntas e respostas frequentes 0 Perguntas e respostas frequentes 1) O que fazer para me cadastrar no SIMEC? R: Acesse o site: simec.mec.gov.br. No canto superior direito onde existe a opção de acessar

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 003/15. PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/15.

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 003/15. PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/15. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 003/15. PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/15. Aos 13 dias do mês de maio de 2015, o Município de Roca Sales, entidade de direito público, situada na Rua Eliseu Orlandini, nº 51, nesta

Leia mais

ATORES DA LICITAÇÃO POR SRP E IMPLICAÇÕES DO NOVO REGULAMENTO Nº 7.892/2013

ATORES DA LICITAÇÃO POR SRP E IMPLICAÇÕES DO NOVO REGULAMENTO Nº 7.892/2013 1 ATORES DA LICITAÇÃO POR SRP E IMPLICAÇÕES DO NOVO REGULAMENTO Nº 7.892/2013 Por: Flavia Daniel Vianna Advogada especialista e instrutora na área das licitações e contratos administrativos. Pós-graduada

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO Procuradoria Regional do Trabalho da 2ª. Região

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO Procuradoria Regional do Trabalho da 2ª. Região CONTRATO DE FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE ARQUIVOS DESLIZANTES, que entre si fazem, de um lado, a UNIÃO FEDERAL, por intermédio do MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRA- BALHO / PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO DA

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº. 069/2015

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº. 069/2015 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº. 069/2015 Aos trinta dias do mês de julho do ano de 2015, autorizado pelo Processo Administrativo n.º 12.676/2015 - PREGÃO PRESENCIAL Nº. 036/2015- SRP, foi expedida a presente

Leia mais

Estado de Goiás PREFEITURA MUNICIPAL DE ANICUNS Adm. 2013 / 2016 EDITAL 009-2015 CHAMAMENTO PÚBLICO QUALIFICAÇÃO DE ORGANIZAÇÕES SOCIAIS

Estado de Goiás PREFEITURA MUNICIPAL DE ANICUNS Adm. 2013 / 2016 EDITAL 009-2015 CHAMAMENTO PÚBLICO QUALIFICAÇÃO DE ORGANIZAÇÕES SOCIAIS EDITAL 009-2015 CHAMAMENTO PÚBLICO QUALIFICAÇÃO DE ORGANIZAÇÕES SOCIAIS A Secretaria Municipal de Educação de Anicuns, pessoa jurídica de direito público, inscrita no CNPJ: 02.262.368/0001-53, por intermédio

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR

MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR OBRA...CONTRATAÇÃO DE EMPRESA HABILITADA PARA EXECUÇÃO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS NAS ESTRUTURAS DENOMINADAS COMETAS CONFORME

Leia mais

Ofício GP nº 362/2015 Brotas, 03 de março de 2015.

Ofício GP nº 362/2015 Brotas, 03 de março de 2015. Ofício GP nº 362/2015 Brotas, 03 de março de 2015. Assunto: Doação de imóvel ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo CREA/SP Senhor Presidente: Temos a honra de trazer, por

Leia mais

EXEMPLO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL

EXEMPLO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL ANEXO II EXEMPLO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL (PARA CONVÊNIO OU INSTRUMENTOS CONGÊNERES) RELATÓRIO DE TCE Nº XX/2013 DADOS DO CONVÊNIO PROCESSO ORIGINAL 90000.000050/2009-99 INSTRUMENTO ORIGINAL

Leia mais

CONTROLE E FISCALIZAÇÃO DO FUNDEB. Marcelo Augusto Sabbatini Passos Técnico Contábil MPGO Março/2009

CONTROLE E FISCALIZAÇÃO DO FUNDEB. Marcelo Augusto Sabbatini Passos Técnico Contábil MPGO Março/2009 CONTROLE E FISCALIZAÇÃO DO FUNDEB Marcelo Augusto Sabbatini Passos Técnico Contábil MPGO Março/2009 FISCALIZAÇÃO DO FUNDEB pelo órgão de Controle Interno no âmbito da União (Controladoria Geral da União

Leia mais

Relatório Sintético do Levantamento de Auditoria/ 2004

Relatório Sintético do Levantamento de Auditoria/ 2004 Relatório Sintético do Levantamento de Auditoria/ 2004 IDENTIFICAÇÃO DA OBRA Caracterização da obra Processo: 4101/2004-4 Ano Orçamento: 2002 UF: RJ Nome do PT: Manutenção de Serviços Administrativos -

Leia mais

MANUAL CONTRATAÇÃO DE EVENTOS PRÉ EVENTO A) ELABORAÇÃO DA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA E TRÂMITES PARA CONTRATAÇÃO DA EMPRESA

MANUAL CONTRATAÇÃO DE EVENTOS PRÉ EVENTO A) ELABORAÇÃO DA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA E TRÂMITES PARA CONTRATAÇÃO DA EMPRESA MANUAL CONTRATAÇÃO DE EVENTOS PRÉ EVENTO A) ELABORAÇÃO DA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA E TRÂMITES PARA CONTRATAÇÃO DA EMPRESA 1) Reunião Prévia (Responsável: Secretaria Demandante) Solicitação de Contratação,

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SANTA CATARINA

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SANTA CATARINA 1 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO 022/2012 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE MIDIA EXTERIOR OUTDOOR - QUE ENTRE SI CELEBRAM O CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SANTA CATARINA E O GRUPO CATARINENSE

Leia mais

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993.

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. DECRETO N.º 7.892, DE 23 DE JANEIRO DE 2013. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que

Leia mais

Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Paranapanema

Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Paranapanema Licitação: Processo administrativo 073/13 Edital - Convite 002/13 Assunto: Resposta ao recurso apresentado contra o julgamento da habilitação. Senhor Presidente do CISMEPAR, A empresa Carvalho Projetos

Leia mais

Prefeitura Municipal de Bom Jesus do Itabapoana Estado do Rio de Janeiro Coordenadoria de Compras e Licitações. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS n.

Prefeitura Municipal de Bom Jesus do Itabapoana Estado do Rio de Janeiro Coordenadoria de Compras e Licitações. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS n. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS n. 079/2013 PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS n. 079/2013 PROCESSO n. 6.214/2013 Aos vinte e cinco dias do mês de setembro do ano de 2013, a Prefeitura Municipal de Bom

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho ATENDIMENTO IT. 14 16 1 / 23 1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para o atendimento realizado pelo Crea GO ao profissional, empresa e público em geral. 2. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA Lei n 5.194 24 de dezembro

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RESENDE

PREFEITURA MUNICIPAL DE RESENDE C. A. N o : 279/2013. TERMO DE CONTRATO ADMINISTRATIVO TERMO DE CONTRATO ADMINISTRATIVO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO, que entre si fazem: O MUNICÍPIO DE RESENDE RJ, através da SECRETARIA MUNICIPAL DE ESPORTE

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Comissão Permanente de Licitação

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Comissão Permanente de Licitação ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Comissão Permanente de Licitação CONTRATO DE FORNECIMENTO E ASSISTÊNCIA TÉCNICA QUE ENTRE SI CELEBRAM O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO CEARÁ E A EMPRESA

Leia mais

ESTADO DE PERNAMBUCO PREFEITURA MUNICIPAL DE IPUBI CNPJ Nº 11.040.896/0001-59 COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

ESTADO DE PERNAMBUCO PREFEITURA MUNICIPAL DE IPUBI CNPJ Nº 11.040.896/0001-59 COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CONTRATO Nº 014/2015. ESTADO DE PERNAMBUCO Contrato do Processo Administrativo nº 009/2015, Concorrência nº 005/2015, com amparo no Artigo 40, 2º, inciso III da Lei 8.666/93, destinado a aquisição de Material

Leia mais

MUNICÍPIO DE POSSE GO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N. 001/2013

MUNICÍPIO DE POSSE GO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N. 001/2013 MUNICÍPIO DE POSSE GO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N. 001/2013 SELEÇÃO DE EMPRESA DO RAMO DA CONSTRUÇÃO CIVIL INTERESSADA NA PRODUÇÃO DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL NO ÂMBITO DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006 PROCESSO Nº : 23087.000109/2007-14 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

Manutenção Predial do TJAM (Comarca de Manaus)

Manutenção Predial do TJAM (Comarca de Manaus) PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de Gestão da Qualidade PROCEDIMENTO P.TJAM 16 Manutenção Predial do TJAM Elaborado por: Haryson Otacy Rombaldi

Leia mais

Sistema CONFERE Conselho Federal dos Representantes Comerciais. CORE-MT Conselho Regional dos Representantes Comerciais no Estado de Mato Grosso

Sistema CONFERE Conselho Federal dos Representantes Comerciais. CORE-MT Conselho Regional dos Representantes Comerciais no Estado de Mato Grosso Sistema CONFERE Conselho Federal dos Representantes Comerciais CORE-MT Conselho Regional dos Representantes Comerciais no Estado de Mato Grosso EDITAL DE LICITAÇÃO N 002/2011 MODALIDADE: CONCORRENCIA PÚBLICA

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO COORDENADORIA-GERAL DE LICITAÇÕES ATENÇÃO

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO COORDENADORIA-GERAL DE LICITAÇÕES ATENÇÃO 1 ATENÇÃO As empresas interessadas em participar deste Convite, deverão passar um fax para a Coordenadoria Geral de Licitação (24) 3339-9038/3339-9071 ou email cgl@vr.rj.gov.br, confirmando a retirada

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICIPIO DE XAXIM Rua Rui Barbosa n. 347 Fone: 3353-8200 CEP: 89825-000 XAXIM CNPJ: 82.854.670/0001-30

ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICIPIO DE XAXIM Rua Rui Barbosa n. 347 Fone: 3353-8200 CEP: 89825-000 XAXIM CNPJ: 82.854.670/0001-30 CONTRATO N. 033/2014 CELEBRADO ENTRE O MUNICÍPIO DE XAXIM/FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE E A EMPRESA DENTAL GORGES LTDA- EPP. O Município de XAXIM, Através do Fundo Municipal da Saúde, com inscrição no CNPM/MF

Leia mais

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Fazenda Departamento Geral de Administração e Finanças TERMO DE REFERÊNCIA

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Fazenda Departamento Geral de Administração e Finanças TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA Código de Classificação: 13.02.01.15 1 DO OBJETO: A presente licitação tem por objeto a contratação de empresa para prestação dos serviços de cobertura securitária (seguro) para assegurar

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO. Recorrente: SELL COMÉRCIO SERVIÇOS E CONSTRUÇÕES LTDA.

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO. Recorrente: SELL COMÉRCIO SERVIÇOS E CONSTRUÇÕES LTDA. Processo: CONVITE N.º 007/2008 Assunto: JULGAMENTO RECURSO ADMINISTRATIVO Recorrente: SELL COMÉRCIO SERVIÇOS E CONSTRUÇÕES LTDA. A Comissão Permanente de Licitação - CPL da Centrais Elétricas de Rondônia

Leia mais

EDITAL CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015. VISANDO O CREDENCIAMENTO FISIOTERAPEUTA E NUTRICIONISTA,.

EDITAL CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015. VISANDO O CREDENCIAMENTO FISIOTERAPEUTA E NUTRICIONISTA,. EDITAL CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015. VISANDO O CREDENCIAMENTO FISIOTERAPEUTA E NUTRICIONISTA,. Município de Nova Iguaçu de Goiás, por seu PREFEITO MUNICIPAL DE NOVA IGUAÇU DE GOIÁS, faz saber pelo presente

Leia mais

Número: 00213.000123/2010-25 Unidade Examinada: Município de Bujaru/PA

Número: 00213.000123/2010-25 Unidade Examinada: Município de Bujaru/PA Número: 00213.000123/2010-25 Unidade Examinada: Município de Bujaru/PA Relatório de Demandas Externas n 00213.000123/2010-25 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 006/2014 PREGÃO PRESENCIAL nº 002/2014 Processo nº 00030/2014 Validade 12 meses A, instituição de direito público, inscrita no Ministério da Fazenda

Leia mais

Assunto: Consulta sobre pagamento de despesas não empenhadas nem contratadas e sem crédito orçamentário.

Assunto: Consulta sobre pagamento de despesas não empenhadas nem contratadas e sem crédito orçamentário. Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 321/95 - Plenário - Ata 30/95 Processo nº TC 325.129/95-9. Interessada (consulente): Maria José Santos de Santana, Assessora de Auditoria e Controle

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO EXAME PRÉVIO DE EDITAL RELATOR CONSELHEIRO SIDNEY ESTANISLAU BERALDO TRIBUNAL PLENO - SESSÃO DE 26-03-2014 MUNICIPAL REFERENDO ============================================================ Processo: TC-001177.989.14-2

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria Municipal de Finanças Divisão de Licitações e Compras

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria Municipal de Finanças Divisão de Licitações e Compras MINUTA Fls. 1 PROCESSO - nº 41.506/10 Aos dias do mês de do ano de dois mil e dez, na sede da Prefeitura Municipal de Franca, localizada na Rua Frederico Moura nº 1517, neste município de Franca, compareceram

Leia mais

CONTRATO N. 0008/2013:

CONTRATO N. 0008/2013: CONTRATO N. 0008/2013: CONTRATO N.0008/2013 - LOCAÇÃO DE SISTEMAS. O MUNICÍPIO DE XAXIM, Estado de Santa Catarina, com sede na Rua Rui Barbosa, n. 347, Centro, inscrito no CNPJ/MF sob o n. 82.854.670/0001-30,

Leia mais

MUNICÍPIO DE CÓRREGO DO BOM JESUS ADMINISTRAÇÃO 2013 2016

MUNICÍPIO DE CÓRREGO DO BOM JESUS ADMINISTRAÇÃO 2013 2016 CONTRATO Nº 038/2014 MUNICÍPIO DE CÓRREGO DO BOM JESUS O MUNICÍPIO DE CÓRREGO DO BOM JESUS, Estado de Minas Gerais, pessoa jurídica de direito público, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 18.677.633/0001-02,

Leia mais

PARECER PRÉVIO Nº 449/10

PARECER PRÉVIO Nº 449/10 PARECER PRÉVIO Nº 449/10 Opina pela aprovação, porque regulares, porém com ressalvas, das contas da Mesa da Câmara Municipal de CONCEIÇÃO DO COITÉ, relativas ao exercício financeiro de 2009. O TRIBUNAL

Leia mais

CONVÊNIOS, TERMOS DE COOPERAÇÃO E SUAS PRESTAÇÕES DE CONTAS. Seminário Administrativo Itapema/SC

CONVÊNIOS, TERMOS DE COOPERAÇÃO E SUAS PRESTAÇÕES DE CONTAS. Seminário Administrativo Itapema/SC CONVÊNIOS, TERMOS DE COOPERAÇÃO E SUAS PRESTAÇÕES DE CONTAS. TERMOS DE COOPERAÇÃO. DO CONTROLE DA NECESSIDADE AO NECESSÁRIO CONTROLE. COFEN-COREN Lei nº. 5.905, de 12/07/1973. Art. 1º. São criados o Conselho

Leia mais

DECRETO Nº 11.319, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2004

DECRETO Nº 11.319, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2004 DECRETO Nº 11.319, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2004 PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL Nº 032, DE 17-02-2004 Regulamenta o Sistema de Registro de Preços SRP, previsto no art. 15, da Lei nº 8.666, de 21 de junho de

Leia mais

INSTRUÇÃO INTERNA DE PROCEDIMENTOS IIP Nº 005, de 24 de agosto de 2011 (*)

INSTRUÇÃO INTERNA DE PROCEDIMENTOS IIP Nº 005, de 24 de agosto de 2011 (*) INSTRUÇÃO INTERNA DE PROCEDIMENTOS IIP Nº 005, de 24 de agosto de 2011 (*) Disciplina no âmbito do IFPR as Orientações acerca da Execução Orçamentária e Financeira, relativas à Concessão de Suprimentos

Leia mais