Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA) - Resultados de 2009

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA) - Resultados de 2009"

Transcrição

1 Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA) - Resultados de 2009 Brasília - DF, 24 de junho de 2010

2 Até e IAs 167 IAs 234 IAs ALIMENTOS ANALISADOS: 9 Alface Banana Batata Cenoura Laranja Maçã Mamão Morango Tomate ALIMENTOS ANALISADOS: 17 Abacaxi Alface Arroz Banana Batata Cebola Cenoura Feijão Laranja Maça Mamão Manga Morango Pimentão Repolho Tomate Uva ALIMENTOS ANALISADOS: 20 Abacaxi Alface Arroz Banana Batata Beterraba Cebola Cenoura Couve Feijão Laranja Maça Mamão Manga Morango Pepino Pimentão Repolho Tomate Uva

3 RR AP ACRE AMAZONAS RO MT PARÁ TO MA PI BAHIA CE RN PB PE SE DF ESTADOS ANTIGOS ESTADOS INCORPORADOS EM 2009 ESTADO INCORPORADO EM 2010 MATO GROSSO DO SUL PARANÁ RIO GRANDE DO SUL GOIÁS SÃO PAULO MINAS GERAIS SANTA CATARINA ESPÍRITO SANTO RIO DE JANEIRO

4 Amostras Analisadas por cultura em 2009 Produto Total de TCAs Produto Total de TCAs Abacaxi 145 Laranja 146 Alface 138 Maça 170 Arroz 162 Mamão 170 Banana 170 Manga 160 Batata 165 Morango 128 Beterraba 172 Pepino 146 Cebola 160 Pimentão 165 Cenoura 165 Repolho 166 Couve 129 Tomate 144 Feijao 164 Uva 165 Total planejado por cultura: 175 Média analisada por cultura: 156,5 Total planejado para 2009: 3500 Total analisado em 2009: ,4%

5 Amostras Insatisfatórias por UF UF Coleta Analisadas Insatisfatório % Insatisfatórios AC % AM % AP % BA % CE % DF % ES % GO % MA % MG % MS % MT % PA % PB % PE % PI % PR % RJ % RN % RO % RR % RS % SC % SE % TO % Agência Geral Nacional %

6 Perfil de Resultados Insatisfatórios 2009 Cultura NA >LMR NA + LMR Total de insatisfatórios Abacaxi 28,3% 10,3% 5,5% 44,1% Alface 37,7% 0,0% 0,7% 38,4% Arroz 26,5% 0,0% 0,6% 27,2% Banana 1,8% 1,8% 0,0% 3,5% Batata 1,2% 0,0% 0,0% 1,2% Beterraba 32,0% 0,0% 0,0% 32,0% Cebola 16,3% 0,0% 0,0% 16,3% Cenoura 24,8% 0,0% 0,0% 24,8% Couve 32,6% 6,2% 5,4% 44,2% Feijão 1,8% 1,2% 0,0% 3,0% Laranja 9,6% 0,7% 0,0% 10,3% Maçã 3,5% 1,8% 0,0% 5,3% Mamão 21,2% 12,9% 4,7% 38,8% Manga 7,5% 0,6% 0,0% 8,1% Morango 38,3% 8,6% 3,9% 50,8% Pepino 51,4% 2,1% 1,4% 54,8% Pimentão 64,8% 3,0% 12,1% 80,0% Repolho 20,5% 0,0% 0,0% 20,5% Tomate 31,3% 0,0% 1,4% 32,6% Uva 35,2% 8,5% 12,7% 56,4% TOTAL: 23,8% 2,8% 2,4% 29,0%

7 Abacaxi Alface Arroz Banana Batata Beterraba Cebola Cenoura Couve Feijão Laranja Maça Mamão Manga Morango Pepino Pimentão Repolho Tomate Uva Percentual das amostras analisadas Perfil de Resultados Insatisfatórios % 60% NA > LMR >LMR e NA 50% 40% 30% 20% 10% 0%

8 Detalhamento das amostras insatisfatórias IAs insatisfatórios > LMR; 89 IAs não autorizados em reavaliação; 206 IAs não autorizados; 613 Total de amostras insatisfatórias ; 908 Total de amostras satisfatórias; 2.222

9 Amostras com resultados insatisfatórios com IAs em reavaliação Abamectina Acefato Endossulfam Fosmete Metamidofos Parationa-metilica Uva Tomate Pimentão Pepino Morango Manga Mamão Laranja Feijão Couve Cenoura Cebola Beterraba Arroz Alface Número de amostras

10 Principais substâncias em reavaliação encontradas nas análises do PARA 2009 Ingrediente ativo Problemas relacionados Indicação da Reavaliação Exemplos de países em que é proibido Principais culturas encontradas Endossulfan suspeita de desregulação endócrina e toxicidade reprodutiva banimento doe uso no Brasil 45 países, destacando-se União Européia; Estados Unidos pepino, pimentão e beterraba Acefato neurotoxicidade, suspeita de carcinogenicidade e de toxicidade reprodutiva banimento doe uso no Brasil União Européia; entre outros cebola e cenoura Metamidofós neurotoxicidade banimento de uso no Brasil 37 países, destacando-se União Européia; Estados Unidos pimentão, tomate, alface e cebola

11 Resultados com IAs banidos eu com registro excluídos Produto Amostras analisadas Ingrediente ativo Resultados insatisfatórios Abacaxi 145 Heptenofos 1 Clortiofos 1 Arroz 162 PBO (piperonyl butoxide) 10 Feijão 164 Dieldrina 1 Maça 170 Azinfos-metilico 3 Mamão 170 Mirex 11 Morango 128 Parationa-etilica 4 Uva 165 Monocrotofos 1 Total

12 Rastreabilidade das amostras analisadas Fabricantes + Embaladores 5% não identificados 3% Produtores + Associações 27% Distribuidores + CEASA 65%

13 160 Rastreabilidade das amostras analisadas por Unidade Federativa Produtores + Associações Distribuidores + CEASA Fabricantes + Embaladores não identificados AC AM AP BA CE DF ES GO MA MG MS MT PA PB PE PI PR RJ RN RO RR RS SC SE TO

14 Abacaxi Alface Arroz Banana Batata Beterraba Cebola Cenoura Couve Feijao Laranja Maca Mamao Manga Morango Pepino Pimentao Repolho Tomate Uva Rastreabilidade das amostras analisadas por produto Produtores + Associações Distribuidores + CEASA Fabricantes + Embaladores não identificados

15 Carbendazim Etefom Deltametrina Ametrina Tebuconazol Lambda-cialotrina Cipermetrina Ditiocarbamato(cs2) Clorpirifos Procimidona Tetraconazol Bifentrina Cianazina Diclorvos Etofenproxi Permetrina Heptenofos Quantidae de amostras Ingredientes Ativos Insatisfatórios constatados para a cultura do Abacaxi > LMR NA Sem Registro

16 Difenoconazol Ditiocarbamato(cs2) Carbendazim Deltametrina Metamidofos Clorotalonil Lambda-cialotrina Clorpirifos Acefato Metomil Carbaril Endossulfam Cipermetrina Clorfenapir Fipronil Procloraz Tebuconazol Quantidae de amostras Ingredientes Ativos Insatisfatórios constatados para a cultura da Alface 27 Total de 138 amostras analisadas > LMR NA Sem Registro

17 Propiconazol Pirimicarbe Endossulfam Etofenproxi Fenitrotiona Metamidofos Vinclozolina Aldicarbe Captana Ciproconazol Clorpirifos Epoxiconazol Flufenoxurom Imidacloprido Metomil Paclobutrazol Procimidona Procloraz PBO (piperonyl Clortiofos Quantidae de amostras Ingredientes Ativos Insatisfatórios constatados para a cultura do Arroz 14 Total de 162 amostras analisadas > LMR NA Sem Registro

18 Quantidae de amostras 3 Ingredientes Ativos Insatisfatórios constatados para as culturas da Banana e da Batata 3 Total de 170 amostras de banana analisadas Total de 165 amostras de batata analisadas > LMR NA Sem Registro Clorpirifos Beta-ciflutrina Dimetoato Bromopropilato Banana Banana Banana Batata >LMR NA NA NA

19 Carbendazim Clorpirifos Permetrina Piraclostrobina Endossulfam Lambda-cialotrina Procimidona Clorfenapir Deltametrina Fempropatrina Tetraconazol Captana Epoxiconazol Famoxadona Fluquinconazol Metamidofos Metconazol Quantidae de amostras 25 Ingredientes Ativos Insatisfatórios constatados para a cultura da Beterraba Total de 172 amostras analisadas > LMR NA Sem Registro

20 Acefato Metamidofos Metomil Aldicarbe Quantidae de amostras Ingredientes Ativos Insatisfatórios constatados para a cultura da Cebola 25 Total de 163 amostras analisadas > LMR NA Sem Registro

21 Clorpirifos Acefato Flutriafol Carbendazim Metamidofos Metidationa Miclobutanil Pirimifosmetilico Quantidae de amostras Ingredientes Ativos Insatisfatórios constatados para a cultura da Cenoura Total de 165 amostras analisadas > LMR NA Sem Registro

22 Deltametrina Ditiocarbamato(cs2) Lambda-cialotrina Bifentrina Permetrina Azoxistrobina Metamidofos Indoxacarbe Piriproxifem Carbendazim Tebuconazol Cipermetrina Procloraz Clorpirifos Profenofos Diazinona Difenoconazol Diflubenzurom Espinosade Fipronil Parationa-metilica Piraclostrobina Procimidona Abamectina Aletrina Clorfenvinfos Diafentiurom Endossulfam Espiromesifeno Fenarimol Iprodiona Iprovalicarbe Linurom Metalaxil Tiobencarbe Triazofos Quantidae de amostras Ingredientes Ativos Insatisfatórios constatados para a cultura da Couve Total de 129 amostras analisadas > LMR NA Sem Registro

23 Clorpirifos Tebuconazol Clorfenvinfos Endossulfam Fenotrina Flufenoxurom Paclobutrazol Dieldrina Quantidae de amostras 1,2 Ingredientes Ativos Insatisfatórios constatados para a cultura do Feijão Total de 164 amostras analisadas > LMR NA Sem Registro ,8 0,6 0,4 0,2 0

24 Triazofos Cipermetrina Procloraz Carbaril Endossulfam Permetrina Quantidae de amostras 8 Ingredientes Ativos Insatisfatórios constatados para a cultura da Laranja Total de 146 amostras analisadas > LMR NA Sem Registro

25 Metidationa Ditiocarbamato(cs2) Cipermetrina Lambda-cialotrina Fenitrotiona Azinfos-metilico Quantidae de amostras 3,5 3 Ingredientes Ativos Insatisfatórios constatados para a cultura da Maça Total de 170 amostras analisadas > LMR NA Sem Registro 3 2, , ,5 0

26 Carbendazim Procloraz Clorotalonil Famoxadona Ditiocarbamato(cs2) Piraclostrobina Trifloxistrobina Lambda-cialotrina Epoxiconazol Boscalida Piridabem Endossulfam Procimidona Metidationa Acetamiprido Ciproconazol Dimetoato Mirex Quantidae de amostras Ingredientes Ativos Insatisfatórios constatados para a cultura do Mamão Total de 170 amostras analisadas > LMR NA Sem Registro

27 Procloraz Etofenproxi Lambdacialotrina Cipermetrina Endossulfam Famoxadona Metidationa Quintozeno Quantidae de amostras 6 Ingredientes Ativos Insatisfatórios constatados para a cultura da Manga Total de 160 amostras analisadas > LMR NA Sem Registro

28 Carbendazim Ditiocarbamato(c Tebuconazol Procloraz Captana Metamidofos Clorotalonil Dimetoato Fenarimol Folpete Acefato Carbaril Clorpirifos Endossulfam Metomil Miclobutanil Paraoxon-metil Propiconazol Tiabendazol Parationa-etilica Quantidae de amostras Ingredientes Ativos Insatisfatórios constatados para a cultura do Morango Total de 128 amostras analisadas > LMR NA Sem Registro

29 Lambda-cialotrina Ditiocarbamato(cs2) Endossulfam Metalaxil Clorpirifos Clorfenapir Metomil Permetrina Acetamiprido Benalaxil Metamidofos Fempropatrina Metoxifenozida Etofenproxi Procloraz Quantidae de amostras 60 Ingredientes Ativos Insatisfatórios constatados para a cultura do Pepino Total de 146 amostras analisadas > LMR NA Sem Registro

30 Acefato Deltametrina Clorotalonil Cipermetrina Lambda- Profenofos Clorpirifos Endossulfam Permetrina Fempropatrina Metamidofos Metomil Procimidona Triazofos Beta-ciflutrina Fenarimol Carbaril Carbendazim Beta- Dimetoato Fentoato Esfenvalerato Tebuconazol Dicofol Miclobutanil Quantidae de amostras Ingredientes Ativos Insatisfatórios constatados para a cultura da Pimentão 35 Total de 165 amostras analisadas > LMR NA Sem Registro

31 Procimidona Tebuconazol Carbendazim Trifloxistrobina Azoxistrobina Captana Fentoato Metamidofos Quantidae de amostras Ingredientes Ativos Insatisfatórios constatados para a cultura do Repolho 30 Total de 166 amostras analisadas > LMR NA Sem Registro

32 Permetrina Clorpirifos Metamidofos Ciproconazol Aldicarbe Aletrina Endossulfam Fempropatrina Fenarimol Metidationa Tiabendazol Quantidae de amostras Ingredientes Ativos Insatisfatórios constatados para a cultura do Tomate Total de 144 amostras analisadas > LMR NA Sem Registro

33 Etefom Iprodiona Carbendazim Ciproconazol Dimetomorfe Deltametrina Clorpirifos Ciazofamida Clotianidina Fempiroximato Flufenoxurom Dimetoato Etofenproxi Ciprodinil Diclorvos Fosmete Propargito Acefato Buprofenzina Cipermetrina Clorfenapir Endossulfam Espirodiclofeno Espiromesifeno Metamidofos Metomil Procloraz Tiabendazol Trifloxistrobina Monocrotofos Quantidae de amostras Ingredientes Ativos Insatisfatórios constatados para a cultura da Uva 32 Total de 165 amostras analisadas > LMR NA Sem Registro

34 Percentual de resultados insatisfatórios com IAs em reavaliação em relação ao número total de amostras coletadas Uva Tomate Pimentão Pepino Morango Manga Mamão Laranja Feijão Couve Cenoura Cebola Beterraba Arroz Alface Abamectina Acefato Endossulfam Fosmete Metamidofos Parationa-metilica 0,0% 5,0% 10,0% 15,0% 20,0% 25,0% 30,0% 35,0% 40,0%

35 Resultados com IAs banidos eu com registro excluídos Produto Amostras analisadas Ingrediente ativo Resultados insatisfatórios Abacaxi 145 Heptenofos 1 Clortiofos 1 Arroz 162 PBO (piperonyl butoxide) 10 Feijão 164 Dieldrina 1 Maça 170 Azinfos-metilico 3 Mamão 170 Mirex 11 Morango 128 Parationa-etilica 4 Uva 165 Monocrotofos 1 Total

36 Ações decorrentes do PARA Criação de uma rede pública de laboratórios para agrotóxicos Desenvolvimento de Programas estaduais em parcerias com outras instituições (Secretaria de Agricultura, Meio Ambiente, Ministério Público, CEASA, Associação de (. etc Supermercados, MAPA, produtores rurais, Criação de Fóruns ou Grupos de Trabalhos nos Estados para implantar ações de controle do agrotóxicos, na maioria dos estados integrantes do PARA

37 Ações decorrentes do PARA Fortalecimento dos programas de governo já existentes: As ações da Produção Integrada-PI Incentivo e aumento da abrangência de atuação dos projetos SAPI e Orgânicos como parte de políticas públicas, como por exemplo: alimentos de Produção Integrada e Orgânicas na merenda escolar

38 Ações decorrentes do PARA Subsídios para Reavaliação de ingredientes ativos e elaboração de normas voltadas para qualidade da água Informação ao Ministério da Agricultura e a Polícia Federal quanto à presença de agrotóxicos proibidos no país, encontrados nas culturas analisadas pelo PARA Elaboração de normas técnicas para as culturas com suporte fitossanitário insuficiente Elaboração de normas técnicas para os produtos fitossanitários destinados à produção orgânica de alimentos

39 Ações decorrentes do PARA GT formado por diferentes instituições para elaboração de materiais educativos (ANVISA, CGPAN/MS, CGVAM/MS, MAPA, CONSEA, Embrapa/CTAA e ABRAS) Cooperação com a Associação Brasileira de Redes de Supermercados ABRAS, no monitoramento de resíduos de agrotóxicos dos seus fornecedores

40 DESAFIOS 100% de rastreabilidade dos produtos in natura Novos laboratórios de análise de resíduos para atender ao PARA Diversificação e ampliação da amostragem de alimentos Capacitação dos produtores em relação à Toxicologia dos agrotóxicos e manejo integrado de pragas Ampliação do monitoramento de resíduos em água de consumo humano Monitoramento de alimentos processados

41 Obrigado! Gerência Geral de Toxicologia

PROGRAMA DE ANÁLISE DE RESÍDUOS DE AGROTÓXICOS EM ALIMENTOS (PARA)

PROGRAMA DE ANÁLISE DE RESÍDUOS DE AGROTÓXICOS EM ALIMENTOS (PARA) PROGRAMA DE ANÁLISE DE RESÍDUOS DE AGROTÓXICOS EM ALIMENTOS (PARA) MONITORAMENTO DE RESÍDUOS DE AGROTÓXICOS NOS ALIMENTOS: TRABALHO DESENVOLVIDO PELA ANVISA, COM AS VIGILÂNCIAS SANITÁRIAS DOS ESTADOS DO

Leia mais

LABORATÓRIO NACIONAL AGROPECUÁRIO EM GOIÁS

LABORATÓRIO NACIONAL AGROPECUÁRIO EM GOIÁS Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Data de atualização: 23.10.2014 Secretaria de Defesa Agropecuária SDA CoordenaçãoGeral de Apoio Laboratorial CGAL/SDA LABORATÓRIO NACIONAL AGROPECUÁRIO

Leia mais

Art. 4º Esta Instrução Normativa entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 4º Esta Instrução Normativa entra em vigor na data de sua publicação. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 22, DE 8 DE SETEMBRO DE 2010 O SECRETÁRIO SUBSTITUTO DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO MINISTÉRIO DA

Leia mais

Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos. Relatório PARA

Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos. Relatório PARA Agência Nacional de Vigilância Sanitária Gerência Geral de Toxicologia Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos Relatório PARA 2011 2012 Brasília, 22 de Outubro de 2013 GGTOX/ANVISA

Leia mais

Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA)

Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA) Agência Nacional de Vigilância Sanitária Gerência Geral de Toxicologia Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA) Carlos Alexandre Oliveira Gomes MSc. Ciências e Tecnologia de Alimentos

Leia mais

(Texto relevante para efeitos do EEE)

(Texto relevante para efeitos do EEE) 16.4.2015 L 99/7 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2015/595 DA COMISSÃO de 15 de abril de 2015 relativo a um programa de controlo coordenado plurianual da União para 2016, 2017 e 2018, destinado a garantir

Leia mais

Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos PARA

Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos PARA Gerência Geral de Toxicologia Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos PARA Rejeane Gonçalves Silva Especialista em Regulação e Vigilância Sanitária Gerência Geral de Toxicologia Goiânia,

Leia mais

Avanços e Desafios. Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos PARA. Gerência Geral de Toxicologia

Avanços e Desafios. Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos PARA. Gerência Geral de Toxicologia Gerência Geral de Toxicologia Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos PARA Avanços e Desafios Carlos Alexandre Oliveira Gomes Especialista em Regulação e Vigilância Sanitária Gerência

Leia mais

Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos PARA. Nota Técnica para divulgação dos resultados do PARA de 2008

Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos PARA. Nota Técnica para divulgação dos resultados do PARA de 2008 Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos PARA Nota Técnica para divulgação dos resultados do PARA de 2008 Brasília, 15 de abril de 2009 1 Introdução O Programa de Análise de Resíduos

Leia mais

Programa de Análises de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos RELATÓRIO DE DADOS 2014

Programa de Análises de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos RELATÓRIO DE DADOS 2014 1 GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA Secretaria da Saúde do Estado da Bahia Diretoria de Vigilância Sanitária e Ambiental Programa de Análises de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos RELATÓRIO DE DADOS 2014 O

Leia mais

Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos PARA. Minuta de Nota Técnica para divulgação dos resultados do PARA

Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos PARA. Minuta de Nota Técnica para divulgação dos resultados do PARA Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos PARA Brasília 10 de abril de 2008 Minuta de Nota Técnica para divulgação dos resultados do PARA 1- O Sistema Nacional de Vigilância Sanitária

Leia mais

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1)

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) ANEXO I BICICLETA ESCOLAR Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) Assunto: Adesão à ata de registro de preços nº 70/2010 do pregão eletrônico nº 40/2010. 1 2 BICICLETA 20 - AC,

Leia mais

Agrotóxicos na perspectiva da Segurança Alimentar: sete minutos de reflexões

Agrotóxicos na perspectiva da Segurança Alimentar: sete minutos de reflexões AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA GERÊNCIA GERAL DE TOXICOLOGIA Agrotóxicos na perspectiva da Segurança Alimentar: sete minutos de reflexões Seminário de Segurança Alimentar - para onde vai a sustentabilidade

Leia mais

Agência Nacional de Vigilância Sanitária Diretoria José agenor Álvares-DIAGE Gerência Geral de Toxicologia. ll Seminário DENGUE

Agência Nacional de Vigilância Sanitária Diretoria José agenor Álvares-DIAGE Gerência Geral de Toxicologia. ll Seminário DENGUE Diretoria José agenor Álvares-DIAGE Gerência Geral de Toxicologia ll Seminário DENGUE Desafios para políticas integradas de ambiente, atenção e promoção da saúde O papel da ANVISA na regulação, avaliação

Leia mais

L 263/26 Jornal Oficial da União Europeia 28.9.2012

L 263/26 Jornal Oficial da União Europeia 28.9.2012 L 263/26 Jornal Oficial da União Europeia 28.9.2012 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) N. o 889/2012 DA COMISSÃO de 27 de setembro de 2012 que altera o anexo I do Regulamento (CE) n. o 669/2009 que dá execução

Leia mais

Portaria N /2014 RESOLVE:

Portaria N /2014 RESOLVE: Portaria N /2014 Estabelece parâmetros adicionais de agrotóxicos ao padrão de potabilidade para substâncias químicas, no controle e vigilância da qualidade da água para consumo humano no RS. O SECRETÁRIO

Leia mais

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde INFORME SARGSUS Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde 1 ESFERA MUNICIPAL 1.1 Relatório de Gestão Ano 2013 Até a presente data,

Leia mais

8ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos (2014)

8ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos (2014) 8ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos (2014) Elaboração: Contraf-CUT, CNTV e Federação dos Vigilantes do Paraná Fonte: Notícias da imprensa, SSP e sindicatos Apoio: Sindicato dos Vigilantes de Curitiba

Leia mais

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MEC

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MEC SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MEC A EVOLUÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA O movimento Constitucional; O processo de discussão que antecedeu a LDB nº9394/96; A concepção de Educação Básica e a universalização do

Leia mais

Área de Atividade/Produto Classe de Ensaio/Descrição do Ensaio Norma e/ou Procedimento

Área de Atividade/Produto Classe de Ensaio/Descrição do Ensaio Norma e/ou Procedimento Folha: 1 de 20 ALIMENTOS E BEBIDAS ENSAIOS QUÍMICOS MATRIZES VEGETAIS IN NATURA E PROCESSADAS Determinação de Multiresíduos por Cromatografia Gasosa com acefato; acrinatrina; alacloro; aldrin; HCH- Alfa;

Leia mais

PROGRAMA DE FISCALIZAÇÃO EM ENTES FEDERATIVOS 2º CICLO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO

PROGRAMA DE FISCALIZAÇÃO EM ENTES FEDERATIVOS 2º CICLO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO PROGRAMA DE FISCALIZAÇÃO EM ENTES FEDERATIVOS 2º CICLO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO UF / Ação de Governo Valor a ser Fiscalizado AC R$ 99.891.435,79 Apoio à Alimentação Escolar na Educação Básica (PNAE) R$

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Acessos Quantidade de Acessos no Brasil Dividido por Tecnologia/Velocidade/UF

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Acessos Quantidade de Acessos no Brasil Dividido por Tecnologia/Velocidade/UF AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Acessos Quantidade de Acessos no Brasil Dividido por Tecnologia/Velocidade/UF UF Tecnologia Velocidade Quantidade de Acessos AC ATM 12 Mbps a 34Mbps 3 AC ATM 34 Mbps

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA Nível superior Cargo 1: Contador DF Brasília/Sede da Administração Central 35 1820 52,00 Nível médio Cargo 2: Agente Administrativo AC Rio Branco/Sede da SRTE 2 1496 748,00 Nível médio Cargo 2: Agente

Leia mais

O VENENO ESTA NA MESA: MODELO DE ALIMENTAÇÃO, AGRICULTURA E SAÚDE NO BRASIL

O VENENO ESTA NA MESA: MODELO DE ALIMENTAÇÃO, AGRICULTURA E SAÚDE NO BRASIL O VENENO ESTA NA MESA: MODELO DE ALIMENTAÇÃO, AGRICULTURA E SAÚDE NO BRASIL Marilia Carla de Mello Gaia 1 Qual a primeira coisa que nos vem à cabeça quando nos deparamos com as lindas frutas e legumes

Leia mais

AGRICULTURA FAMILIAR NA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

AGRICULTURA FAMILIAR NA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR AGRICULTURA FAMILIAR NA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR P N A E 250 mil famílias poderão ser beneficiadas (estimativa) Cerca de R$1 bilhão 47 milhões de alunos da educação básica da rede pública GRANDE DESAFIO: AS

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento C o m p an h i a N ac io n a l d e Abastecimento D i r e t o r i a d e Opercações e A b a stecimento S u p erintedência de O p erações Comerciais G e r ên c i a d e Formação e Controle de Estoques P o

Leia mais

PROGRAMA DE ANÁLISE DE RESÍDUOS DE AGROTÓXICOS EM ALIMENTOS (PARA)

PROGRAMA DE ANÁLISE DE RESÍDUOS DE AGROTÓXICOS EM ALIMENTOS (PARA) PROGRAMA DE ANÁLISE DE RESÍDUOS DE AGROTÓXICOS EM ALIMENTOS (PARA) RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE 2011 E 2012 Gerência-Geral de Toxicologia Brasília, 29 de outubro de 2013. PROGRAMA DE ANÁLISE DE RESÍDUOS

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO (VBP) AGROPECUÁRIO Julho/2015 R$ milhões VBP PRINCIPAIS PRODUTOS AGRÍCOLAS LAVOURAS

Leia mais

Pendências de Envio do Relatório de Gestão Municipal-2013 aos CMS

Pendências de Envio do Relatório de Gestão Municipal-2013 aos CMS INFORME SARGSUS Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde 1 ESFERA MUNICIPAL 1.1 Relatório de Gestão Ano 2013 Até a presente data,

Leia mais

RESULTADO DO LIRAa JANEIRO FEVEREIRO/15

RESULTADO DO LIRAa JANEIRO FEVEREIRO/15 RESULTADO DO LIRAa JANEIRO FEVEREIRO/15 1º LIRAa 2015 - Situação dos municípios brasileiros Participação voluntária de 1.844 municípios Pesquisa realizada entre janeiro/fevereiro de 2015; Identifica focos

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (Março/15) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (Maio/15) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

Gestão da Qualidade da Banda Larga

Gestão da Qualidade da Banda Larga Gestão da Qualidade da Banda Larga Agência Nacional de Telecomunicações Brasília, 17 de maio de 2013 METODOLOGIA DE MEDIÇÃO INDICADORES DE BANDA LARGA FIXA Avaliações realizadas através de medidores instalados

Leia mais

PROGRAMA DE COMPRAS GOVERNAMENTAIS PARCERIAS E PERSPECTIVAS CONVÊNIO SEBRAE / CONSAD

PROGRAMA DE COMPRAS GOVERNAMENTAIS PARCERIAS E PERSPECTIVAS CONVÊNIO SEBRAE / CONSAD PROGRAMA DE COMPRAS GOVERNAMENTAIS PARCERIAS E PERSPECTIVAS CONVÊNIO SEBRAE / CONSAD 92º Fórum Nacional de Secretários de Estado da Administração Canela/RS Nov/2013 Convênio com Ministério do Planejamento

Leia mais

TRIBUTAÇÃO SOBRE AS MPEs RANKING DOS ESTADOS 2012

TRIBUTAÇÃO SOBRE AS MPEs RANKING DOS ESTADOS 2012 TRIBUTAÇÃO SOBRE AS MPEs RANKING DOS ESTADOS 2012 ROTEIRO 1 2 3 4 O PROJETO RESULTADOS DIFERENÇA NAS ALÍQUOTAS LIÇÕES: BONS E MAUS EXEMPLOS 1 O PROJETO 1 2 3 4 O PROJETO RESULTADOS DIFERENÇA NAS ALÍQUOTAS

Leia mais

Formação dos Grupos e forma de disputa

Formação dos Grupos e forma de disputa Formação dos Grupos e forma de disputa Sorteio realizado no dia 01 de Novembro de 2010 na sede social da APMP. Categoria Força Livre 1. Amazonas 2. Acre 3. Amapá 4. Ceara 5. Espirito Santo 6. Goiás 7.

Leia mais

Cargas Aéreas e Rodoviárias Ltda.

Cargas Aéreas e Rodoviárias Ltda. Cargas Aéreas e Rodoviárias Ltda. EMPRESA A Trans Ápia é uma empresa especializada em cargas urgentes, porta a porta para todo território nacional, que atua no mercado de transportes aéreo e rodoviário

Leia mais

DEMANDA DE CANDIDATOS POR CARGO / UF NÍVEL SUPERIOR

DEMANDA DE CANDIDATOS POR CARGO / UF NÍVEL SUPERIOR EM CARGOS DE E DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO Administrador AC 1 14 14.00 Administrador AL 1 53 53.00 Administrador AP 1 18 18.00 Administrador BA 1 75 75.00 Administrador DF 17 990 58.24 Administrador MT 1 55

Leia mais

EDITAL SG/MPU N.º 27, DE 2 DE OUTUBRO DE 2007.

EDITAL SG/MPU N.º 27, DE 2 DE OUTUBRO DE 2007. VA PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO DE 4/10/2007, SEÇÃO 3, PÁG.. EDITAL SG/MPU N.º 27, DE 2 DE OUTUBRO DE 2007. Divulgar a distribuição de vagas do Concurso Público para provimento de cargos e formação

Leia mais

Recolhimento e Destinação de Embalagens de Sementes Tratadas. Edivandro Seron

Recolhimento e Destinação de Embalagens de Sementes Tratadas. Edivandro Seron Recolhimento e Destinação de Embalagens de Sementes Tratadas Edivandro Seron Foz do Iguaçu, 25 de agosto de 2016 Aplicação da Legislação Lei nº 7.802 de 11 de julho de 1989 Decreto nº 4.074 de 4 de janeiro

Leia mais

POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO DE MOTOS

POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO DE MOTOS Seminário POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO DE MOTOS LEGISLAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E POLÍTICA DE SEGURANÇA Brasília DF 13 de setembro de 2012 Regulamentação da atividade de mototaxista Mesmo diante da ausência

Leia mais

O QUE É A LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE?

O QUE É A LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE? O QUE É A LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE? Instrumento que permite o financiamento, por meio de incentivos fiscais, de projetos esportivos aprovados pelo Ministério do Esporte. BASE LEGAL: Lei 11.438/06 -

Leia mais

SEGURO RISCOS RURAIS 2002 / JAN A SET - 2012

SEGURO RISCOS RURAIS 2002 / JAN A SET - 2012 SEGURO RISCOS RURAIS 2002 / JAN A SET - 2012 1 SEGURO RISCOS RURAIS Esse estudo tomou por base dados oficiais gerados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, IBGE e pela SUSEP (Superintendência

Leia mais

Monitoramento de agrotóxicos em água para consumo humano

Monitoramento de agrotóxicos em água para consumo humano Seminário de Vigilância em Saúde de Populações Expostas a Agrotóxicos Mesa Redonda I Exposição humana a agrotóxicos: ações em desenvolvimento Monitoramento de agrotóxicos em água para consumo humano Coordenação

Leia mais

4» Quadra escolar Maria Nascimento Paiva. 1» Centro de Artes e Esportes Unificados. 2» Unidade Básica de Saúde, Clínica da Família Quadra 308

4» Quadra escolar Maria Nascimento Paiva. 1» Centro de Artes e Esportes Unificados. 2» Unidade Básica de Saúde, Clínica da Família Quadra 308 1 2 8 1» Centro de Artes e Esportes Unificados Rio Branco AC 2» Unidade Básica de Saúde, Clínica da Família Quadra 308 Recanto das Emas DF 3» Creche Ipê Rosa Samambaia DF 4» Quadra escolar Maria Nascimento

Leia mais

Indenizações Pagas Quantidades

Indenizações Pagas Quantidades Natureza da Indenização Jan a Dez 2011 % Jan a Dez 2012 % Jan a Dez 2012 x Jan a Dez 2011 Morte 58.134 16% 60.752 12% 5% Invalidez Permanente 239.738 65% 352.495 69% 47% Despesas Médicas (DAMS) 68.484

Leia mais

Vigilância em Saúde do Trabalhador Agenda Estratégica e a Renast

Vigilância em Saúde do Trabalhador Agenda Estratégica e a Renast Vigilância em Saúde do Trabalhador Agenda Estratégica e a Renast Coordenação Geral de Saúde do Trabalhador Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador Secretaria de Vigilância

Leia mais

De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012.

De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012. De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012. Os casos de Invalidez Permanente representaram a maioria das indenizações pagas

Leia mais

Transporte Escolar nos Estados e no DF. Novembro/2011

Transporte Escolar nos Estados e no DF. Novembro/2011 Transporte Escolar nos Estados e no DF Novembro/2011 UFs onde existe terceirização total ou parcial (amostra de 16 UFs) AC AL AP AM DF GO MT MS PB PI RJ RN RO RR SE TO TERCEIRIZAÇÃO TERCEIRIZAÇÃO TERCEIRIZAÇÃO

Leia mais

Produção Brasileira de Melão por Estado 2007 Estados Área (ha) Volume (Ton) Valor (Mil R$) Rio Grande do Norte Ceará 6.

Produção Brasileira de Melão por Estado 2007 Estados Área (ha) Volume (Ton) Valor (Mil R$) Rio Grande do Norte Ceará 6. Produção Brasileira de Abacaxi por Estado 2007 Pará 15.462 701.948 125.596 Paraíba 11.600 625.527 150.054 Minas Gerais 7.593 596.668 127.597 Bahia 6.430 282.634 63.185 São Paulo 3.620 271.380 76.161 Rio

Leia mais

SiSUTEC. 2014/2 (3ª edição) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica

SiSUTEC. 2014/2 (3ª edição) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica SiSUTEC 2014/2 (3ª edição) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Brasília, julho de 2014 Pronatec Mais de 7,59 milhões de matrículas realizadas até julho de 2014: 2,16

Leia mais

Art. 3º O PNCRC/Vegetal 2010/2011 inicia-se em julho de 2010 e tem vigência até junho de 2011.

Art. 3º O PNCRC/Vegetal 2010/2011 inicia-se em julho de 2010 e tem vigência até junho de 2011. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 21, DE 2 DE SETEMBRO DE 2010 O SECRETÁRIO SUBSTITUTO DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO MINISTÉRIO DA

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO 8º CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NOS CARGOS DE ANALISTA E DE TÉCNICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO 8º CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NOS CARGOS DE ANALISTA E DE TÉCNICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO Cargo 1: Analista do MPU Área de Atividade: Apoio Técnico-Administrativo Especialidade: Arquivologia Distrito Federal / DF 596 4 149,00 Especialidade: Biblioteconomia Acre / AC 147 1 147,00 Especialidade:

Leia mais

Programa RAMA RASTREAMENTO E MONITORAMENTO DE AGROTÓXICOS

Programa RAMA RASTREAMENTO E MONITORAMENTO DE AGROTÓXICOS RAMA 1 O QUE É O RAMA? Página 3 Sumário 2 PARA QUE SERVE O RAMA? 3 Página 4 COMO FUNCIONA O RAMA? Página 5 4 POR QUE PARTICIPAR Página 9 DO RAMA? 5 COMO PARTICIPAR DO RAMA? Página 9 6 QUAIS OS BENEFÍCIOS

Leia mais

Apresentação do IDConselho Municipal. Apresentação elaborada pela Coordenação Geral de Vigilância Socioassistencial CGVIS Brasília

Apresentação do IDConselho Municipal. Apresentação elaborada pela Coordenação Geral de Vigilância Socioassistencial CGVIS Brasília Apresentação do IDConselho Municipal Apresentação elaborada pela Coordenação Geral de Vigilância Socioassistencial CGVIS Brasília 5.366 Conselhos Municipais que preencheram o Censo SUAS 2014 Dinâmica de

Leia mais

Os Mecanismos de Rastreabilidade na Cadeia Produtiva Brasileira Ações do MAPA

Os Mecanismos de Rastreabilidade na Cadeia Produtiva Brasileira Ações do MAPA Os Mecanismos de Rastreabilidade na Cadeia Produtiva Brasileira Ações do MAPA Caio Tibério Dornelles da Rocha Secretário de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo Ministério da Agricultura, Pecuária

Leia mais

Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil

Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil Audiência pública Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa

Leia mais

A Contratualização no SUS

A Contratualização no SUS 2º Seminário sobre Certificação de Entidades Beneficentes de Assistência Social no âmbito do SUS A Contratualização no SUS Brasília, 15 de maio de 2013 2003 Amplo debate com vistas ao desenvolvimento de

Leia mais

Vagas autorizadas. 4.146 vagas* autorizadas em 1.294 municípios e 12 DSEIs *35 vagas nos Distritos Indígenas e 361 vagas de reposição

Vagas autorizadas. 4.146 vagas* autorizadas em 1.294 municípios e 12 DSEIs *35 vagas nos Distritos Indígenas e 361 vagas de reposição Vagas autorizadas 4.146 vagas* autorizadas em 1.294 municípios e 12 DSEIs *35 vagas nos Distritos Indígenas e 361 vagas de reposição Fonte: IBGE e MS. Datum: SIRGAS2000 Elaboração: MS/SGTES/DEPREPS Data:

Leia mais

VIGILÂNCIA EM SAÚDE DE POPULAÇÕES EXPOSTAS A AGROTÓXICOS

VIGILÂNCIA EM SAÚDE DE POPULAÇÕES EXPOSTAS A AGROTÓXICOS Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador Coordenação Geral de Saúde do Trabalhador - CGST VIGILÂNCIA EM SAÚDE DE POPULAÇÕES

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (julho/2015) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

14-17 anos 5-13 anos. Faixa etária (anos) Ocupação Outras Ignorada

14-17 anos 5-13 anos. Faixa etária (anos) Ocupação Outras Ignorada Ocupação (N) Acidente de trabalho em crianças e adolescentes com diagnóstico de lesão de traumatismo do punho e da mão (CID, S6-S69), segundo ocupação. Brasil, 27 a 26* 4-7 anos - anos Trabalhador polivalente

Leia mais

PLANO DE SEGURANÇA DA ÁGUA NO BRASIL

PLANO DE SEGURANÇA DA ÁGUA NO BRASIL PLANO DE SEGURANÇA DA ÁGUA NO BRASIL Reunião do Comitê das Bacias do Alto Iguaçu e Afluentes do Alto Ribeira Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental

Leia mais

CENTRO COLABORADOR EM ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DO ESCOLAR - CECANE/SC

CENTRO COLABORADOR EM ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DO ESCOLAR - CECANE/SC CENTRO COLABORADOR EM ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DO ESCOLAR - CECANE/SC COORDENADOR Prof. Francisco de Assis Guedes de Vasconcelos SUB-COORDENAÇÃO PESQUISA Prof. Cristine Garcia Gabriel Prof. Janaina das Neves

Leia mais

Rastreabilidade e recall no mundo das frutas e hortaliças frescas

Rastreabilidade e recall no mundo das frutas e hortaliças frescas Rastreabilidade e recall no mundo das frutas e hortaliças frescas Anita de Souza Dias Gutierrez Centro de Qualidade, Pesquisa e Desenvolvimento da CEAGESP 24 de novembro de 2015 Frutas e hortaliças frescas

Leia mais

MICROCEFALIA DENGUE CHIKUNGUNYA ZIKA NOVEMBRO DE 2015

MICROCEFALIA DENGUE CHIKUNGUNYA ZIKA NOVEMBRO DE 2015 MICROCEFALIA DENGUE CHIKUNGUNYA ZIKA NOVEMBRO DE 2015 Situação da microcefalia no Brasil Até 21 de novembro, foram notificados 739 casos suspeitos de microcefalia, identificados em 160 municípios de nove

Leia mais

Produção Agrícola Municipal 2015. Assunto: Lavouras Temporárias

Produção Agrícola Municipal 2015. Assunto: Lavouras Temporárias Produção Agrícola Municipal 2015 Assunto: Lavouras Temporárias Tabela 1 - Áreas plantada e colhida, quantidade produzida, rendimento médio e valor da produção, segundo os principais produtos das lavouras

Leia mais

Atenção Integral à Desnutrição Infantil

Atenção Integral à Desnutrição Infantil Atenção Integral à Desnutrição Infantil PROTOCOLOS DE ATENÇÃO À CRIANÇA COM DESNUTRIÇÃO GRAVE Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica Coordenação Geral da Política

Leia mais

Fresh Connections:Brazil Carlos Alexandre Oliveira Gomes

Fresh Connections:Brazil Carlos Alexandre Oliveira Gomes Fresh Connections:Brazil Carlos Alexandre Oliveira Gomes #freshconnections BR 21 de Agosto de 2014 PRODUCE MARKETING ASSOCIATION Agência Nacional de Vigilância Sanitária Gerência-Geral de Toxicologia Segurança

Leia mais

Artigo Original/Original Article. Rev Inst Adolfo Lutz. 2014; 73(1):40-58

Artigo Original/Original Article. Rev Inst Adolfo Lutz. 2014; 73(1):40-58 Rev Inst Adolfo Lutz DOI: 10.18241/0073-98552014731588 Artigo Original/Original Article Validação de metodologia QuEChERS-acetato para a análise de multirresíduo de agrotóxicos em amostras de soja e de

Leia mais

Estado de São Paulo tem a maior quantidade de POS a cada mil habitantes; Maranhão, a menor

Estado de São Paulo tem a maior quantidade de POS a cada mil habitantes; Maranhão, a menor INFORMATIVO PARA A IMPRENSA ML&A Comunicações Fernanda Elen fernanda@mla.com.br (11) 3811-2820 ramal 833 Cresce a aceitação de cartões em 2015, aponta a Boanerges & Cia. Estado de São Paulo tem a maior

Leia mais

SUMÁRIO. 1 - Lavouras... 5. 1 - Área, produção e rendimento médio - confronto das estimativas mensais março / fevereiro safra 2012 Brasil...

SUMÁRIO. 1 - Lavouras... 5. 1 - Área, produção e rendimento médio - confronto das estimativas mensais março / fevereiro safra 2012 Brasil... ...... PRODUÇÃO DAS LAVOURAS EM MARÇO DE 2012 SUMÁRIO 1 - Lavouras... 5 TABELAS DE RESULTADOS Safra 2012 1 - Área, produção e rendimento médio - confronto das estimativas mensais março / fevereiro safra

Leia mais

A PRESENTE PESQUISA ESTÁ ENQUADRADA NA ESTRATÉGIA DO

A PRESENTE PESQUISA ESTÁ ENQUADRADA NA ESTRATÉGIA DO A PRESENTE PESQUISA ESTÁ ENQUADRADA NA ESTRATÉGIA DO SINDICATO APEOC DE CONSTRUIR A ADEQUAÇÃO DO PLANO DE CARREIRA DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO COM BASE NA LEI Nº 11738 DO PISO NACIONAL NA SUA FORMA ORIGINAL

Leia mais

Gestão de risco rural, Proagro, seguro rural e Fundo de Catástrofe. Mesquita de Sant Ana Coordenador-Geral de Seguro Rural SPA/DEGER

Gestão de risco rural, Proagro, seguro rural e Fundo de Catástrofe. Mesquita de Sant Ana Coordenador-Geral de Seguro Rural SPA/DEGER Gestão de risco rural, Proagro, seguro rural e Fundo de Catástrofe Eustáquio Mesquita de Sant Ana Coordenador-Geral de Seguro Rural SPA/DEGER RR AP AM PA MA CE RN AC 90 s RO MT TO PI BA PB PE AL SE 80

Leia mais

Quantidade de pedidos registrados por mês

Quantidade de pedidos registrados por mês Relatório de Pedidos de Acesso à Informação e Solicitantes (*) Informações adicionais para o correto entendimento do relatório podem ser encontradas na última seção. Órgão(s) de referência: MinC - Ministério

Leia mais

Programa RAMA RASTREAMENTO E MONITORAMENTO DE AGROTÓXICOS

Programa RAMA RASTREAMENTO E MONITORAMENTO DE AGROTÓXICOS RAMA 1 O QUE É O RAMA? Página 3 Sumário 2 PARA QUE SERVE O RAMA? 3 Página 4 COMO FUNCIONA O RAMA? Página 5 4 POR QUE PARTICIPAR Página 9 DO RAMA? 5 COMO PARTICIPAR DO RAMA? Página 10 6 QUAIS OS BENEFÍCIOS

Leia mais

Centro de Artes e Esportes Unificados, Sertãozinho SP. UBS Elpidio Moreira Souza AC. UPA município de Ribeirão Pires SP

Centro de Artes e Esportes Unificados, Sertãozinho SP. UBS Elpidio Moreira Souza AC. UPA município de Ribeirão Pires SP Centro de Artes e Esportes Unificados, Sertãozinho SP UBS Elpidio Moreira Souza AC Quadra da Escola Municipal Érico de Souza, Águas Lindas GO UPA município de Ribeirão Pires SP UBS Clínica da Família,

Leia mais

Manual Identidade Visual CFC - CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE

Manual Identidade Visual CFC - CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE Partindo da figura da engrenagem, presente na logo atual do CFC, o novo logo desenvolvido mantém uma relação com o passado da instituição, porém com um olhar no presente e no futuro, na evolução e ascensão

Leia mais

Tratamento de resíduos. Estimativas Emissões GEE 1970-2013

Tratamento de resíduos. Estimativas Emissões GEE 1970-2013 Tratamento de resíduos Estimativas Emissões GEE 1970-2013 Resíduos Estimativas Emissões GEE 1970-2013 Equipe Técnica - Igor Reis de Albuquerque - Andrea Manetti Entidades e Pessoas que Colaboraram - ICLEI

Leia mais

PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL ANEXO V GASTOS TURÍSTICOS TABELAS

PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL ANEXO V GASTOS TURÍSTICOS TABELAS PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL ANEXO V GASTOS TURÍSTICOS TABELAS JOÃO PESSOA-PB, JUNHO 2004 TABELA Nº01 GASTO MÉDIO INDIVIDUAL DIÁRIO em R$ 1.00,

Leia mais

1296 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 59 10 de Março de 2004

1296 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 59 10 de Março de 2004 1296 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 59 10 de Março de 2004 Artigo 53. o 1 O resultado do exercício é apurado deduzindo-se ao total de proveitos e outros lucros imputáveis ao exercício as verbas correspondentes

Leia mais

Unidade Tipo de Serviço Análise da proposta Análise da proposta (em 15/10/2014, após diligência)

Unidade Tipo de Serviço Análise da proposta Análise da proposta (em 15/10/2014, após diligência) Unidade Tipo de Serviço Análise da proposta Análise da proposta (em 15/10/2014, após diligência) MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos RORAIMA OUTUBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos RORAIMA OUTUBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos RORAIMA OUTUBRO DE 2015 DADOS GERAIS DO ESTADO DA RORAIMA Total Part % Brasil Part % Região Área Total - km² 224.118 2,64% 5,82% População - mil (1)

Leia mais

População residente, por situação do domicílio Brasil, 2000 Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2000 Resultados do Universo

População residente, por situação do domicílio Brasil, 2000 Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2000 Resultados do Universo Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino fundamental Publicado em 2012 Prova bimestral 3o Bimestre 5o ano Geografia Data: / / Nível: Escola: Nome: 1. Leia os dados e o gráfico do censo do

Leia mais

Evolução da Biblioteca Virtual em Saúde no Brasil. Maputo, 18 de novembro de 2009

Evolução da Biblioteca Virtual em Saúde no Brasil. Maputo, 18 de novembro de 2009 Evolução da Biblioteca Virtual em Saúde no Brasil Maputo, 18 de novembro de 2009 Informação em Saúde U n iv e rs a lida d e In t e g ra lida de E qu ida de S is te m a Ú n ic o de S a ú de In fo rm a ç

Leia mais

Percepção da População Brasileira Sobre a Adoção

Percepção da População Brasileira Sobre a Adoção Percepção da População Brasileira Sobre a Adoção Brasília/DF Maio/2008 www.amb.com.br/mudeumdestino www.opiniaoconsultoria.com.br Objetivos Específicos Verificar o grau de consciência e envolvimento da

Leia mais

Fundação Nacional de Saúde Funasa Departamento de Engenharia de Saúde pública - Densp. 2º Congresso de Saneamento do Nordeste

Fundação Nacional de Saúde Funasa Departamento de Engenharia de Saúde pública - Densp. 2º Congresso de Saneamento do Nordeste Fundação Nacional de Saúde Funasa Departamento de Engenharia de Saúde pública - Densp 2º Congresso de Saneamento do Nordeste O protagonismo dos municípios na gestão do saneamento. Eng. Leonardo Rodrigues

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (setembro/13) outubro de 2013 Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda

Leia mais

Guerra Fiscal e Desenvolvimento Regional. Audiência Pública Senado Federal 18 de outubro de 2011

Guerra Fiscal e Desenvolvimento Regional. Audiência Pública Senado Federal 18 de outubro de 2011 Guerra Fiscal e Desenvolvimento Regional Audiência Pública Senado Federal 18 de outubro de 2011 Quem ganha com a Guerra Fiscal? O país perde Porque grande parte dos incentivos é concedido a importações

Leia mais

ANEXO I QUADRO DE VAGAS E LOCALIDADES

ANEXO I QUADRO DE VAGAS E LOCALIDADES ANEXO I QUADRO DE VAGAS E LOCALIDADES Referência: Vagas Provimento imediato de vagas e formação de Cadastro de Reserva. Vagas PD Vagas Reservadas para os candidatos Portadores de Deficiência. 1. Diretoria

Leia mais

DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA

DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA Analista de Correios / Administrador AC / Rio Branco 123 1 123,00 Analista de Correios / Técnico em Comunicação Social Atuação: Jornalismo AC / Rio Branco 27 1 27,00 Médico do Trabalho Formação: Medicina

Leia mais

Curso Nacional Qualificação de Auditorias e Ouvidorias do SUS: Detalhamento da Estrutura de Governança e Orientações de Funcionamento do Curso

Curso Nacional Qualificação de Auditorias e Ouvidorias do SUS: Detalhamento da Estrutura de Governança e Orientações de Funcionamento do Curso Curso Nacional Qualificação de Auditorias e Ouvidorias do SUS: Detalhamento da Estrutura de Governança e Orientações de Funcionamento do Curso O Curso Nacional de Qualificação de Auditorias e Ouvidorias

Leia mais

IMPACTO DO PISO NOS ESTADOS E MUNICÍPIOS SESSÃO ESPECIAL NA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO DA CAMARA DOS DEPUTADOS BRASÍLIA

IMPACTO DO PISO NOS ESTADOS E MUNICÍPIOS SESSÃO ESPECIAL NA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO DA CAMARA DOS DEPUTADOS BRASÍLIA IMPACTO DO PISO NOS ESTADOS E MUNICÍPIOS SESSÃO ESPECIAL NA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO DA CAMARA DOS DEPUTADOS BRASÍLIA - 19.05.2015 MILTON CANUTO DE ALMEIDA Consultor Técnico em: Financiamento, Planejamento

Leia mais

Política e Monitoramento em Segurança Alimentar

Política e Monitoramento em Segurança Alimentar Agência Nacional de Vigilância Sanitária Gerência Geral de Toxicologia Política e Monitoramento em Segurança Alimentar Food Safety Policy and Surveillance Workshop Em busca de uma colaboração global sustentável

Leia mais

Programa Saúde na Escola

Programa Saúde na Escola Encontro com Referencias Estaduais de Alimentação e Nutrição Programa Saúde na Escola Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição / Departamento de Atenção Básica/ Secretaria de Atenção à Saúde Ministério

Leia mais

PROGRAMA DE SUBVENÇÃO AO PRÊMIO DO SEGURO RURAL 2006

PROGRAMA DE SUBVENÇÃO AO PRÊMIO DO SEGURO RURAL 2006 PROGRAMA DE SUBVENÇÃO AO PRÊMIO DO SEGURO RURAL 2006 Programa de ao Prêmio do Seguro Rural - PSR 2006 Subvenções Pagas por culturas/modalidades de seguro Total 21.779 100,0 1.560.349 100,0 2.869.325.774

Leia mais