Mineração de dados utilizando sistemas adaptativos de inferência neuro-fuzzy

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Mineração de dados utilizando sistemas adaptativos de inferência neuro-fuzzy"

Transcrição

1 Página73 Mineração de dados utilizando sistemas adaptativos de inferência neuro-fuzzy Thiago C. M. Nunes 1 Patricia B. Ribeiro 2 1 Departamento de Banco de dados (Fatec Bauru) Rua Manoel Bento Cruz, 3-30, Centro Bauru SP Brasil 2 Escola de Engenharia de São Carlos Universidade de São Paulo (USP São Carlos) Av. Trabalhador São-carlense, 400, Pq. Arnold Schimidt São Carlos SP Brasil Abstract. The Adaptative Neuro-Fuzzy systems (ANFIS) are Takagi-Sugeno type fuzzy inference systems. The main purpose of the present paper was to test the reliability of the ANFIS in the binary classification of network attacks, growing problem nowadays. Three ANFIS models based on membership functions were tested in MATLAB against a public database. The results, calculated through the root-mean-square deviation, have shown the following checking error: for trapezoidal, for gaussian and for sigmoid product, acceptable values regarding anomaly detection. Resumo. Os sistemas adaptativos neuro-fuzzy (ANFIS) são sistemas de inferência fuzzy do tipo Takagi-Sugeno. O presente artigo teve como objetivo principal testar a confiabilidade dos ANFIS na classificação binária de ataques a redes de computadores, problema crescente em nosso tempo. Foram testados três modelos ANFIS baseados em funções de pertinência no MATLAB contra uma base de dados pública. Os resultados, calculados a partir da raiz do desvio quadrático médio, apresentaram as seguintes taxas de erro de checagem: para trapezoidal, para gaussiana e para produto sigmóidal. Valores considerados aceitáveis, o que demonstrou serem aptos na detecção de anomalias.

2 Página74 1. Introdução Um dos maiores problemas enfrentados pelos profissionais de segurança da informação são os ataques sofridos em suas redes. O Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (CERT), registra desde 1999 um número crescente de ataques no Brasil [Cert 2013]. Para solucionar tais ameaças faz-se necessária a pesquisa cientifica com a finalidade de criar soluções eficientes na detecção e prevenção de novos ataques. Este artigo teve como objetivo principal testar a confiabilidade da mineração de dados em conjunto com os sistemas adaptativos de inferência neuro-fuzzy (ANFIS) na classificação binária de ataques a redes de computadores. 2. Lógica fuzzy A lógica fuzzy ou nebulosa teve seus estudos iniciados com a publicação do artigo Fuzzy sets por Lotfi A. Zadeh veiculado no Information and Control journal em Diferente da lógica clássica que utiliza os valores verdadeiro ou falso ao tratar da pertinência de um elemento em um conjunto, esta propõe graduar a pertinência de um elemento com um valor entre 0 e 1, obtido através de uma função matemática, chamada função de pertinência. A forma com a qual a lógica fuzzy quantifica a pertinência de um elemento em um conjunto é bastante similar com a forma que os seres humanos classificam informações [Pires e Nascimento JR. 2002]. 3. Funções de pertinência Segundo Sancho-Royo e Verdegay (1999) as funções de pertinência devem cumprir os seguintes critérios: a) representatividade; b) unicidade; c) significância, em relação aos conjuntos que representam. As funções de pertinência utilizadas nesse trabalho estão listadas na Tabela 1. Os gráficos foram gerados com a função plot do MATLAB.

3 Página75 Tabela 1. Funções de pertinência Nome Função matemática Gráfico Trapezoidal Gaussiana Produto sigmóidal Linear Constante 4. ANFIS Proposto por Jyh-Shing Roger Jang, é um sistema de inferência fuzzy do tipo Takagi-Sugeno, com arquitetura similar a uma rede neural (ver Figura 1). Utiliza dados da própria base a ser analisada para ajustar tanto as funções de pertinência quanto as regras de inferência [Jang 1993].

4 Página76 Figura 1. Arquitetura ANFIS [Favieiro e Balbinot 2012] Os métodos de ajuste propostos por Jang foram backpropagation e um híbrido entre backpropagation e mínimos quadrados. O backpropagation é um método de treinamento de redes multicamadas, que compara valores desejados com obtidos e tenta minimizar qualquer diferença apresentada. É considerado um dos métodos mais eficientes e simples [Cun 1988]. A técnica de mínimos quadrados é utilizada para resolver sistemas de equações de forma aproximada, ao invés de buscar a solução exata do sistema, busca minimizar a soma dos quadrados entre os valores observados e os valores verdadeiros.[moler 2004]. 5. Experimento O experimento descrito neste artigo consistiu em testar três modelos ANFIS mostrados na Tabela 2, verificando suas taxas de erro. A ferramenta MATLAB foi utilizada em todas etapas. Funções de pertinência de entrada Tabela 2. Modelos ANFIS Função de pertinência de saída Trapezoidal Gaussiana Produto sigmóidal Linear Constante Constante As opções listadas na Tabela 3 foram mantidas iguais nos três modelos.

5 Página77 Opção Tabela 3. Opções Valor Sistema de inferência Método de otimização Partição em grade Híbrido Tolerância a erro 0 Épocas de treinamento 3 Foi utilizada uma base de dados pública de ataques chamada KDDCUP99, extraída de uma competição anual de mineração de dados e descoberta de conhecimento. Esta base contém 42 colunas mas foram utilizadas somente as colunas descritas na Tabela 4, selecionadas por Narendran (2009) utilizando o filtro AttributeSelection da ferramenta WEKA. Coluna protocol type service src bytes dst bytes count Tabela 4. Colunas utilizadas Descrição Protocolos utilizados nas conexões Serviço de destino das conexões Bytes enviados da origem das conexões Bytes enviados do destino das conexões Numero de conexões vindas de um mesmo host A base é composta por conexões e para fins de treinamento, validação e checagem dos ANFIS foram criados os subconjuntos listados na Tabela 5 de forma aleatória. Subconjunto Tabela 5. Subconjuntos Descrição Treinamento Validação Checagem 50 ataques e 50 normais 100 conexões 100 mil conexões 6. Resultados As taxas de erro obtidas no MATLAB utilizam a raiz do desvio quadrático médio (RMSD). Calculada a partir da Equação 1, sendo y um vetor com n predições e ŷ um vetor com os valores

6 Página78 reais, a equação tem como função mostrar a distância média entre os valores previstos e o valores verdadeiros [Johnson, 1995]. Equação 1. Raiz do desvio quadrático médio (1) Os resultados esperados eram 0 e 1 representando ausência ou presença de ataque, mesmo apresentando estes valores na maioria das conexões testadas, foi possível observar altas concentrações de valores no intervalo [0, 1] e em alguns casos baixas ocorrências mais distantes do esperado. As taxas de erro obtidas nos testes estão dispostas na Tabela 6. As colunas treinamento, validação e checagem mostram as respectivas taxas de erro de cada etapa. Tabela 6. Taxas de erro Função Treinamento Validação Checagem Trapezoidal Gaussiana Produto Sigmóidal As subseções a seguir, discutirão detalhes de cada etapa nos três modelos usados no experimento. Os testes estão dispostos no eixo x e os valores obtidos no eixo y. Os elementos vermelhos representam a saída dos ANFIS e os azuis os valores reais Função trapezoidal A função trapezoidal apresentou a menor taxa de erro de checagem e demonstrou uma taxa de erro no treinamento extremamente baixa (Figura 2).

7 Página79 Figura 2. Treinamento Na etapa de validação demonstrou apenas 5 valores incorretos, variando entre 0.2 e 0.5 (Figura 3). Figura 3. Validação Na checagem, apresentou forte concentração de valores iguais a 0.5 e pertencentes ao intervalo [0, 1] o que contribuiu para a baixa taxa de erro, também apresentou uma pequena concentração nos intervalos [0, -1] e [1, 1.5], conforme Figura 4. Figura 4. Checagem 6.2. Função gaussiana A função gaussiana apresentou a maior taxa de erro de checagem do experimento. Demonstrou uma alta taxa de acerto de treinamento (ver Figura 5).

8 Página80 Figura 5. Treinamento Mostrou apenas 3 erros durante a validação (ver Figura 6). Figura 6. Validação Porém durante a checagem apresentou uma forte concentração de valores próximos a 2, também apresentou uma pequena concentração de valores no intervalo [0, -12] conforme Figura 7.

9 Página81 Figura 7. Checagem 6.3. Função produto sigmóidal Apresentou taxa de erro de checagem próxima a da função trapezoidal e baixa taxa de erro na etapa de treinamento (ver Figura 8). Figura 8. Treinamento Durante a validação apresentou apenas 4 erros, sendo 2 com distâncias variando entre 0.05 e 0.1 (ver Figura 9).

10 Página82 Figura 9. Validação Na etapa de checagem apresentou uma mediana concentração no intervalo [0, 1] e uma pequena concentração próximo de 2 (ver Figura 10). Figura 10. Checagem 7. Conclusão Como demonstrado na seção anterior, o modelo que utiliza função de pertinência trapezoidal apresentou a menor taxa de erro de checagem contra um conjunto de 100 mil conexões aleatórias, no entanto os três modelos testados se mostraram aptos a detectarem anomalias em conexões, com taxas próximas às atingidas pelo modelo mais eficiente.

11 Página83 Referências Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (2013) Estatísticas dos Incidentes Reportados ao CERT.br Pires, J. R. C. e Nascimento JR, C. L. (2002) Controle fuzzy para braço robótico utilizando anfis do matlab, VIII Encontro de iniciação cientifica e Pós-graduação do ITA. Sancho-Royo, A. e Verdegay, J. L. (1999) Methods for the Construction of Membership Functions, International Journal of Intelligent Systems vol. 14, edição 12 Dezembro p Jang, J. R. (1993) ANFIS: adaptive-network-based fuzzy inference system, IEEE Transactions on Systems, Man and Cybernetics, vol. 23, edição 3, Maio/Junho 1993, p Favieiro, G. W. e Balbinot, A. (2012) Proposal of a Neuro Fuzzy System for Myoelectric Signal Analysis from Hand-Arm Segment, Computational Intelligence in Electromyography Analysis - A Perspective on Current Applications and Future Challenges, Dr. Ganesh R. Naik (Ed.), ISBN: , InTech, DOI: / Cun, Y, L. (1988) A Theoretical Framework for Back-Propagation, Proceedings of the 1988 Connectionist Models Summer School, 1988, p Moler, C, (2004) Numerical Computing with MATLAB, Society for Industrial and Mathematics, 2004, p. 27 Narendran, C. R., (2009) Data Mining - Classification Algorithm - Evaluation disponível Applied Johnson, L. L., (1995) A Comparison of Methods for Estimating RMS Error: A `Brute Force" Approach Versus a Mathematically-Elegant Approach, as Applied to the Calculation of a Specific Retrieval Error for a Limb-Scanning Microwave Radiometer-Spectrometer., Air Force Institute of Technology, Dezembro 1995, p. 23 em:

UM MODELO NEURAL PARA A PREVISÃO DA DEMANDA DE ENERGIA ELÉTRICA NA CIDADE DE FRANCA

UM MODELO NEURAL PARA A PREVISÃO DA DEMANDA DE ENERGIA ELÉTRICA NA CIDADE DE FRANCA UM MODELO NEURAL PARA A PREVISÃO DA DEMANDA DE ENERGIA ELÉTRICA NA CIDADE DE FRANCA SOUZA, REGIANE MÁXIMO YOSHINO, RUI TADASHI HANISC,H, WERNER SIEGFRIED ETO, REGINA FUMIE Palavras-chaves: Artificial Neural

Leia mais

MINERAÇÃO DE DADOS PARA DETECÇÃO DE SPAMs EM REDES DE COMPUTADORES

MINERAÇÃO DE DADOS PARA DETECÇÃO DE SPAMs EM REDES DE COMPUTADORES MINERAÇÃO DE DADOS PARA DETECÇÃO DE SPAMs EM REDES DE COMPUTADORES Kelton Costa; Patricia Ribeiro; Atair Camargo; Victor Rossi; Henrique Martins; Miguel Neves; Ricardo Fontes. kelton.costa@gmail.com; patriciabellin@yahoo.com.br;

Leia mais

Palavras-chave: Sistema neuro-fuzzy, Sistemas de avaliação, Sistemas Adaptativos.

Palavras-chave: Sistema neuro-fuzzy, Sistemas de avaliação, Sistemas Adaptativos. ANÁLISE DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA NA UERJ A PARTIR DE INDICADORES CONSTRUÍDOS BASEADOS NO EXAME NACIONAL DE CURSOS: UM SISTEMA NEBULOSO DE AVALIAÇÃO Maria Luiza F. Velloso mlfv@centroin.com.br Universidade

Leia mais

COMPARAÇÃO DE TÉCNICAS DE CONTROLE APLICADAS A UM SISTEMA DE LEVITAÇÃO MAGNÉTICA

COMPARAÇÃO DE TÉCNICAS DE CONTROLE APLICADAS A UM SISTEMA DE LEVITAÇÃO MAGNÉTICA Proceeding Series of the Brazilian Society of Applied and Computational Mathematics, Vol., N., 04. rabalho apresentado no CMAC-Sul, Curitiba-PR, 04. COMPARAÇÃO DE ÉCNICAS DE CONROLE APLICADAS A UM SISEMA

Leia mais

DETECÇÃO DE FALHAS EM UM HELICÓPTERO DE TRÊS GRAUS DE LIBERDADE EMPREGANDO CONTROLE ESTATÍSTICO MULTIVARIADO DE PROCESSO

DETECÇÃO DE FALHAS EM UM HELICÓPTERO DE TRÊS GRAUS DE LIBERDADE EMPREGANDO CONTROLE ESTATÍSTICO MULTIVARIADO DE PROCESSO Anais do XVI Encontro de Iniciação Científica e Pós-Graduação do ITA XVI ENCITA / 2010 Instituto Tecnológico de Aeronáutica São José dos Campos SP Brasil 20 de outubro de 2010 DETECÇÃO DE FALHAS EM UM

Leia mais

Sistemas especialistas Fuzzy

Sistemas especialistas Fuzzy Sistemas Fuzzy Sistemas especialistas Fuzzy Especialistas Senso comum para resolver problemas Impreciso, inconsistente, incompleto, vago Embora o transformador esteja um pouco carregado, pode-se usá-lo

Leia mais

CONTROLADOR FUZZY PARA MOTOR A RELUTÂNCIA. Dr. Tauler Teixeira Borges Departamento de Engenharia Universidade Católica de Goiás

CONTROLADOR FUZZY PARA MOTOR A RELUTÂNCIA. Dr. Tauler Teixeira Borges Departamento de Engenharia Universidade Católica de Goiás CONTROLADOR FUZZY PARA MOTOR A RELUTÂNCIA Dr. Tauler Teixeira Borges Departamento de Engenharia Universidade Católica de Goiás Dr. Haroldo Rodrigues de Azevedo Faculdade de Engenharia Elétrica Universidade

Leia mais

Inteligência Artificial. Prof. Tiago A. E. Ferreira Aula 21 Projeto de RNA

Inteligência Artificial. Prof. Tiago A. E. Ferreira Aula 21 Projeto de RNA Inteligência Artificial Prof. Tiago A. E. Ferreira Aula 21 Projeto de RNA Projeto de Redes Neurais Projeto de Redes Neurais Baseado apenas em dados Exemplos para treinar uma rede devem ser compostos por

Leia mais

Fechamento angular com GPS

Fechamento angular com GPS Fechamento angular com GPS Prof. Antonio Simões Silva Rodrigo Pereira Lima Universidade Federal de Viçosa Departamento de Engenharia Civil 36570-000 Viçosa MG asimoes@ufv.br Resumo: Neste trabalho procurou-se

Leia mais

3 Redes Neurais Artificiais

3 Redes Neurais Artificiais 3 Redes Neurais Artificiais 3.1. Introdução A capacidade de implementar computacionalmente versões simplificadas de neurônios biológicos deu origem a uma subespecialidade da inteligência artificial, conhecida

Leia mais

APLICAÇÃO DAS REDES NEURAIS DE BASE RADIAL NA METEOROLOGIA. PALAVRAS-CHAVE: Redes Neurais Artificiais; Rede Neural de Base Radial; Meteorologia.

APLICAÇÃO DAS REDES NEURAIS DE BASE RADIAL NA METEOROLOGIA. PALAVRAS-CHAVE: Redes Neurais Artificiais; Rede Neural de Base Radial; Meteorologia. APLICAÇÃO DAS REDES NEURAIS DE BASE RADIAL NA METEOROLOGIA Emerson Yoshio Maeda (IC, FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA), (UNESPAR/FECILCAM), math.maeda@gmail.com Juliano Fabiano da Mota (OR), (UNESPAR/FECILCAM), jfmota@fecilcam.br

Leia mais

5 Experimentos Conjunto de Dados

5 Experimentos Conjunto de Dados Experimentos 48 5 Experimentos Este capítulo apresenta o ambiente experimental utilizado para validar o método de predição do CTR proposto neste trabalho. Na seção 5.1, descrevemos a geração do conjunto

Leia mais

SISTEMA GUARDIÃO. Manual de Usuário

SISTEMA GUARDIÃO. Manual de Usuário SISTEMA GUARDIÃO Manual de Usuário Resumo Neste documento é apresentada uma breve descrição das funcionalidades e da utilização do sistema integrado de detecção de anomalias em redes GUARDIÃO. Versão 1.0

Leia mais

3 Modelos Comparativos: Teoria e Metodologia

3 Modelos Comparativos: Teoria e Metodologia 3 Modelos Comparativos: Teoria e Metodologia Para avaliar o desempenho do modelo STAR-Tree, foram estimados os modelos Naive, ARMAX e Redes Neurais. O ajuste dos modelos ARMAX e das redes neurais foi feito

Leia mais

3 INTERVALOS DE CONFIANÇA

3 INTERVALOS DE CONFIANÇA 3 INTEVALOS DE CONFIANÇA 3.1 Introdução A estimativa de intervalos de confiança é utilizada para se obter medidas de incerteza dos dados analisados. A análise da incerteza de uma previsão, por exemplo,

Leia mais

Planejamento de Misturas

Planejamento de Misturas Na maioria dos planejamentos os níveis dos fatores são independentes. As propriedades de uma mistura são determinadas pelas proporções de seus ingredientes, e não por valores absolutos. Planejamento de

Leia mais

Avaliação de treinamento multidisciplinar na triagem nutricional pela lógica difusa (fuzzy)

Avaliação de treinamento multidisciplinar na triagem nutricional pela lógica difusa (fuzzy) Avaliação de treinamento multidisciplinar na triagem nutricional pela lógica difusa (fuzzy) Cardia, W.; ARAUJO, E. ; Becker, O. M. ; Maia, R., Resumo: A desnutrição intra-hospitalar apresenta índices que

Leia mais

Outliers Detecção de Anomalias AULA DATA MINING

Outliers Detecção de Anomalias AULA DATA MINING Outliers Detecção de Anomalias AULA DATA MINING Motivação/Caso unidimensional Bill Gates ganha $500 milhões por ano. Ele está numa sala com 9 professores, 4 que recebem $40k/ano, 3 ganham $45k/ano, e 2

Leia mais

CAPÍTULO 5 RESULTADOS. São apresentados neste Capítulo os resultados obtidos através do programa Classific, para

CAPÍTULO 5 RESULTADOS. São apresentados neste Capítulo os resultados obtidos através do programa Classific, para CAPÍTULO 5 RESULTADOS São apresentados neste Capítulo os resultados obtidos através do programa Classific, para as imagens coletadas no verão II, período iniciado em 18/01 e finalizado em 01/03 de 1999,

Leia mais

USO DE PLANEJAMENTO COMPOSTO CENTRAL NA AVALIAÇÃO DAS VARIÁVEIS TEMPERAURA E CONCENTRAÇÃO DE SOLVENTES NO ESTUDO DA SOLUBILIDADE DA UREIA

USO DE PLANEJAMENTO COMPOSTO CENTRAL NA AVALIAÇÃO DAS VARIÁVEIS TEMPERAURA E CONCENTRAÇÃO DE SOLVENTES NO ESTUDO DA SOLUBILIDADE DA UREIA USO DE PLANEJAMENTO COMPOSTO CENTRAL NA AVALIAÇÃO DAS VARIÁVEIS TEMPERAURA E CONCENTRAÇÃO DE SOLVENTES NO ESTUDO DA SOLUBILIDADE DA UREIA F. M. A. S. COSTA 1, A. P. SILVA 1, M. R. FRANCO JÚNIOR 1 e R.

Leia mais

Análise de Características Empreendedoras Utilizando Sistemas Baseados em Regras Fuzzy 1

Análise de Características Empreendedoras Utilizando Sistemas Baseados em Regras Fuzzy 1 TEMA Tend. Mat. Apl. Comput., 11, No. 2 (2010), 133-140. c Uma Publicação da Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional. Análise de Características Empreendedoras Utilizando Sistemas Baseados

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DO FREx_SVM: MÁQUINAS DE VETOR SUPORTE PARA CLASSIFICAÇÃO EM MÚLTIPLAS CLASSES

IMPLEMENTAÇÃO DO FREx_SVM: MÁQUINAS DE VETOR SUPORTE PARA CLASSIFICAÇÃO EM MÚLTIPLAS CLASSES IMPLEMENTAÇÃO DO FREx_SVM: MÁQUINAS DE VETOR SUPORTE PARA CLASSIFICAÇÃO EM MÚLTIPLAS CLASSES Aluno: Aarão Irving Manhães Marins Orientador: Marley Maria Bernardes Rebuzzi Vellasco Introdução A máquina

Leia mais

Tabela 4.1 Distribuição dos indicadores por tipo Tipo de Indicador No. de indicadores. Indicadores de Evento 93. Indicadores de Tendência 37

Tabela 4.1 Distribuição dos indicadores por tipo Tipo de Indicador No. de indicadores. Indicadores de Evento 93. Indicadores de Tendência 37 4 Estudo de Casos A metodologia proposta no capítulo 3 foi aplicada em casos reais coletados de equipamentos Caterpillar da Sotreq. As falhas aqui estudadas são referentes a dois componentes do caminhão:

Leia mais

Máquinas de suporte vetorial e sua aplicação na detecção de spam

Máquinas de suporte vetorial e sua aplicação na detecção de spam e sua aplicação na detecção de spam Orientador: Paulo J. S. Silva (IME-USP) Universidade de São Paulo Instituto de Matemática e Estatística Departamento de Ciência da Computação MAC499 Trabalho de Formatura

Leia mais

Estudo heurístico de performance de estratégias de investimento simples baseadas na média móvel e desvio padrão no mercado ForEx

Estudo heurístico de performance de estratégias de investimento simples baseadas na média móvel e desvio padrão no mercado ForEx Estudo heurístico de performance de estratégias de investimento simples baseadas na média móvel e desvio padrão no mercado ForEx Lucas Roberto da Silva Centro de Automação, Gestão e Pesquisa em finanças

Leia mais

VERSÃO RESPOSTAS PROVA DE MÉTODOS QUANTITATIVOS

VERSÃO RESPOSTAS PROVA DE MÉTODOS QUANTITATIVOS UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DE RIBEIRÃO PRETO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE ORGANIZAÇÕES PROCESSO SELETIVO MESTRADO - TURMA 2012 PROVA

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA DOS DADOS METEOROLÓGICOS NAS ESTAÇÕES AUTOMÁTICAS E CONVENCIONAIS DO INMET EM BRASÍLIA DF.

ANÁLISE COMPARATIVA DOS DADOS METEOROLÓGICOS NAS ESTAÇÕES AUTOMÁTICAS E CONVENCIONAIS DO INMET EM BRASÍLIA DF. ANÁLISE COMPARATIVA DOS DADOS METEOROLÓGICOS NAS ESTAÇÕES AUTOMÁTICAS E CONVENCIONAIS DO INMET EM BRASÍLIA DF. Sidney Figueiredo de Abreu¹; Arsênio Carlos Andrés Flores Becker² ¹Meteorologista, mestrando

Leia mais

ICMS/PE 2014 Resolução da Prova de Estatística Professor Fábio Amorim. ICMS PE 2014: Resolução da prova de Estatística Prof.

ICMS/PE 2014 Resolução da Prova de Estatística Professor Fábio Amorim. ICMS PE 2014: Resolução da prova de Estatística Prof. ICMS/PE 2014 Resolução da Prova de Estatística Professor Fábio Amorim 1 de 6 Pessoal, segue a resolução das questões de Estatística da prova realizada pela SEFAZ-PE, para o cargo de Auditor Fiscal do Tesouro

Leia mais

CONFIRMAÇÃO DA IMPRECISÃO DE RESULTADOS ESTATÍSTICOS OBTIDOS COM A UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE EXCEL, ATRAVÉS DE SIMULAÇÃO DE DADOS

CONFIRMAÇÃO DA IMPRECISÃO DE RESULTADOS ESTATÍSTICOS OBTIDOS COM A UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE EXCEL, ATRAVÉS DE SIMULAÇÃO DE DADOS CONFIRMAÇÃO DA IMPRECISÃO DE RESULTADOS ESTATÍSTICOS OBTIDOS COM A UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE EXCEL, ATRAVÉS DE SIMULAÇÃO DE DADOS LUCIANA DO NASCIMENTO LANCHOTE 1 Iniciação Científica, Bolsista CNPq, UFLA

Leia mais

Programação Linear: Profa. Silvana Bocanegra UFRPE - DEINFO

Programação Linear: Profa. Silvana Bocanegra UFRPE - DEINFO Programação Linear: Profa. Silvana Bocanegra UFRPE - DEINFO Tipos de Problemas 1. Dada uma variedade de alimentos, escolher uma dieta de menor custo que atenda as necessidades nutricionais de um indivíduo?

Leia mais

9 Correlação e Regressão. 9-1 Aspectos Gerais 9-2 Correlação 9-3 Regressão 9-4 Intervalos de Variação e Predição 9-5 Regressão Múltipla

9 Correlação e Regressão. 9-1 Aspectos Gerais 9-2 Correlação 9-3 Regressão 9-4 Intervalos de Variação e Predição 9-5 Regressão Múltipla 9 Correlação e Regressão 9-1 Aspectos Gerais 9-2 Correlação 9-3 Regressão 9-4 Intervalos de Variação e Predição 9-5 Regressão Múltipla 1 9-1 Aspectos Gerais Dados Emparelhados há uma relação? se há, qual

Leia mais

2013, Relatório fis 3 exp 6 EXPERIMENTO 6: DETERMINAÇÃO DA CAPACITÂNCIA. Copyright B T

2013, Relatório fis 3 exp 6 EXPERIMENTO 6: DETERMINAÇÃO DA CAPACITÂNCIA. Copyright B T EXPERIMENTO 6: DETERMINAÇÃO DA CAPACITÂNCIA Introdução! Suspendendo-se uma agulha magnética de tal modo que ela possa girar livremente, ela se orienta em uma direção perfeitamente determinada. Este comportamento

Leia mais

Conjuntos Fuzzy e Lógica Fuzzy

Conjuntos Fuzzy e Lógica Fuzzy 1 Introdução Conjuntos Fuzzy e Lógica Fuzzy users.femanet.com.br/~fabri/fuzzy.htm Os Conjuntos Fuzzy e a Lógica Fuzzy provêm a base para geração de técnicas poderosas para a solução de problemas, com uma

Leia mais

Conceitos Básicos Teste t Teste F. Teste de Hipóteses. Joel M. Corrêa da Rosa

Conceitos Básicos Teste t Teste F. Teste de Hipóteses. Joel M. Corrêa da Rosa 2011 O 1. Formular duas hipóteses sobre um valor que é desconhecido na população. 2. Fixar um nível de significância 3. Escolher a Estatística do Teste 4. Calcular o p-valor 5. Tomar a decisão mediante

Leia mais

CONTROLE FUZZY PARA BRAÇO ROBÓTICO UTILIZANDO A ABORDAGEM ADAPTATIVA NEURO-FUZZY (ANFIS) DO MATLAB

CONTROLE FUZZY PARA BRAÇO ROBÓTICO UTILIZANDO A ABORDAGEM ADAPTATIVA NEURO-FUZZY (ANFIS) DO MATLAB CONTROLE FUZZY PARA BRAÇO ROBÓTICO UTILIZANDO A ABORDAGEM ADAPTATIVA NEURO-FUZZY (ANFIS) DO MATLAB João Rodolfo Côrtes Pires (PG) Divisão de Engenharia Mecânica-Aeronáutica Instituto Tecnológico de Aeronáutica

Leia mais

Paradigmas de Aprendizagem

Paradigmas de Aprendizagem Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias CCA UFES Departamento de Computação Paradigmas de Aprendizagem Redes Neurais Artificiais Site: http://jeiks.net E-mail: jacsonrcsilva@gmail.com

Leia mais

Extração de Conhecimento & Mineração de Dados

Extração de Conhecimento & Mineração de Dados Extração de Conhecimento & Mineração de Dados Nesta apresentação é dada uma breve introdução à Extração de Conhecimento e Mineração de Dados José Augusto Baranauskas Departamento de Física e Matemática

Leia mais

DINÂMICA DO SISTEMA CARRO-PÊNDULO

DINÂMICA DO SISTEMA CARRO-PÊNDULO DINÂMICA DO SISTEMA CARRO-PÊNDULO Rafael Alves Figueiredo 1 Universidade Federal de Uberlândia Av. João Naves de Ávila, 2121, Santa Mônica, Uberlândia, MG, Brasil. rafamatufu@yahoo.com.br Márcio José Horta

Leia mais

Organização para Realização de Teste de Software

Organização para Realização de Teste de Software Organização para Realização de Teste de Software Quando o teste se inicia há um conflito de interesses: Desenvolvedores: interesse em demonstrar que o programa é isento de erros. Responsáveis pelos testes:

Leia mais

19 Congresso de Iniciação Científica APLICAÇÃO DA LÓGICA NEBULOSA A MODELO DE CONHECIMENTO DO PROCESSO DE MINERAÇÃO DE DADOS

19 Congresso de Iniciação Científica APLICAÇÃO DA LÓGICA NEBULOSA A MODELO DE CONHECIMENTO DO PROCESSO DE MINERAÇÃO DE DADOS 19 Congresso de Iniciação Científica APLICAÇÃO DA LÓGICA NEBULOSA A MODELO DE CONHECIMENTO DO PROCESSO DE MINERAÇÃO DE DADOS Autor(es) ANDRE DE ANDRADE BINDILATTI Orientador(es) ANDERSON BERGAMO, ANA ESTELA

Leia mais

Identificando a necessidade de um sistema Fuzzy

Identificando a necessidade de um sistema Fuzzy Identificando a necessidade de um sistema Fuzzy Sempre que ocorrem ajustes em máquinas com o objetivo de redução de perdas e de matéria prima, como função de julgamento de um operador é interessante a

Leia mais

2011 Profits Consulting. Inteligência Computacional

2011 Profits Consulting. Inteligência Computacional Inteligência Computacional Quem Somos Excelência em Soluções Tecnológicas A Profits Consulting é uma empresa composta por consultores com ampla experiência em Tecnologia que desenvolve soluções inovadoras,

Leia mais

O uso da Inteligência Articial no auxílio à tomada de decisões para alocação dinâmica de recursos. F. C. Xavier

O uso da Inteligência Articial no auxílio à tomada de decisões para alocação dinâmica de recursos. F. C. Xavier O uso da Inteligência Articial no auxílio à tomada de decisões para alocação dinâmica de recursos F. C. Xavier Technical Report - RT-INF_001-11 - Relatório Técnico June - 2011 - Junho The contents of this

Leia mais

Comparação de Abordagens de Classificação para um Problema de Mineração de Dados Meteorológicos

Comparação de Abordagens de Classificação para um Problema de Mineração de Dados Meteorológicos Comparação de Abordagens de Classificação para um Problema de Mineração de Dados Meteorológicos Glauston Roberto Teixeira de Lima, Stephan Stephany, INPE Laboratório Associado de Computação e Matemática

Leia mais

Prof: Felipe C. V. dos Santos

Prof: Felipe C. V. dos Santos Prof: Felipe C. V. dos Santos Goiânia 04, 03 2016 PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CURSOS DE ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL HIDROLOGIA APLICADA Prof. M. Sc. Felipe Corrêa

Leia mais

4 Redes Neurais Artificiais

4 Redes Neurais Artificiais 4 Redes Neurais Artificiais Inteligência computacional pode ser definida como um conjunto de modelos, algoritmos, técnicas, ferramentas e aplicações em sistemas computadorizados que emulem características

Leia mais

Prova Resolvida Raciocínio Lógico Quantitativo e Estatística (ANAC/2016) Prof. Guilherme Neves

Prova Resolvida Raciocínio Lógico Quantitativo e Estatística (ANAC/2016) Prof. Guilherme Neves Prova Resolvida Raciocínio Lógico Quantitativo e Estatística (ANAC/2016) 31- (ANAC 2016/ESAF) A negação da proposição se choveu, então o voo vai atrasar pode ser logicamente descrita por a) não choveu

Leia mais

IMAGENS DIGITAIS APLICADAS PARA DETERMINAÇÃO DE ÁREAS AGRÍCOLAS ATRAVÉS DO CLASSIFICADOR BAYES

IMAGENS DIGITAIS APLICADAS PARA DETERMINAÇÃO DE ÁREAS AGRÍCOLAS ATRAVÉS DO CLASSIFICADOR BAYES IMAGENS DIGITAIS APLICADAS PARA DETERMINAÇÃO DE ÁREAS AGRÍCOLAS ATRAVÉS DO CLASSIFICADOR BAYES RAFAEL COLL DELGADO 1 ; GILBERTO CHOHAKU SEDIYAMA 2 ; EVALDO DE PAIVA LIMA 3, RICARDO GUIMARÃES ANDRADE 4

Leia mais

Potência e Energia de um sinal

Potência e Energia de um sinal otência e nergia de um sinal Fonte: www.gaussianwaves.com/03//power-and-energy-of-a-signal/ nergia de um sinal: Definindo o termo tamanho do sinal : o processamento de sinais, geralmente um sinal é visto

Leia mais

Renato Maia Silva. Redes Neurais Artificiais aplicadas à Detecção de Intrusão em Redes TCP/IP. Dissertação de Mestrado

Renato Maia Silva. Redes Neurais Artificiais aplicadas à Detecção de Intrusão em Redes TCP/IP. Dissertação de Mestrado Renato Maia Silva Redes Neurais Artificiais aplicadas à Detecção de Intrusão em Redes TCP/IP Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre pelo

Leia mais

Um Algoritmo Genético Associado a uma Estratégia de Decisão Baseada em Lógica Fuzzy para Calibração Multiobjetivo de um Modelo Hidrológico

Um Algoritmo Genético Associado a uma Estratégia de Decisão Baseada em Lógica Fuzzy para Calibração Multiobjetivo de um Modelo Hidrológico Um Algoritmo Genético Associado a uma Estratégia de Decisão Baseada em Lógica Fuzzy para Calibração Multiobjetivo de um Modelo Hidrológico Amarísio da S. Araújo 1, Haroldo F. de Campos Velho 2, Vitor C.

Leia mais

Teoria dos Conjuntos Fuzzy

Teoria dos Conjuntos Fuzzy Teoria dos Conjuntos Fuzzy Francisco Carpegiani Medeiros Borges Universidade Federal do Piauí Campus Parnaíba 27 de setembro de 2011 1 / 34 Sumário Como tudo começou! 1 Como tudo começou! 2 3 4 5 6 2 /

Leia mais

Comparação de Modelos Neurais Aplicados a Resistência de Fornos de Redução do Alumínio Primário

Comparação de Modelos Neurais Aplicados a Resistência de Fornos de Redução do Alumínio Primário Trabalho apresentado no DINCON, Natal - RN, 2015. Proceeding Series of the Brazilian Society of Computational and Applied Mathematics Comparação de Modelos Neurais Aplicados a Resistência de Fornos de

Leia mais

Reconhecimento de Tipos de Movimento Humano baseados no método GMM.

Reconhecimento de Tipos de Movimento Humano baseados no método GMM. Reconhecimento de Tipos de Movimento Humano baseados no método GMM. C.Gonçalves 1 ; L.A.Pereira; J.C.Pizolato, Jr.; A.Gonzaga. Escola de Engenharia de São Carlos-EESC-USP Av. Trab. São-Carlense, 400 CP

Leia mais

Rastreamento de Objetos Baseado em Grafos. Casamento Inexato entre Grafos Relacionais com Atributos

Rastreamento de Objetos Baseado em Grafos. Casamento Inexato entre Grafos Relacionais com Atributos Rastreamento de Objetos Baseado em Casamento Inexato entre Grafos Relacionais com Atributos Exame de Qualificação de Mestrado Ana Beatriz Vicentim Graciano Orientador: Roberto M. Cesar Jr. Colaboradora:

Leia mais

Aula 07 Propriedades da resposta ao impulso

Aula 07 Propriedades da resposta ao impulso Aula 07 Propriedades da resposta ao impulso Bibliografia OPPENHEIM, A.V.; WILLSKY, A. S. Sinais e Sistemas, a edição, Pearson, 00. ISBN 9788576055044. Páginas 6-69. HAYKIN, S. S.; VAN VEEN, B. Sinais e

Leia mais

5 Análise Experimental

5 Análise Experimental 5 Análise Experimental 5.1. Base de dados para testes Foram gravados diversos vídeos que serviram para realizar os testes realizados nesta dissertação. Cada um dos vídeos gerados para medir qualidade da

Leia mais

27/8/2011. Princípios, Conceitos e Metodologia de Gestão 2o semestre de 2011 Professores: Alexandre Mota / Lia Mota Agosto/2011

27/8/2011. Princípios, Conceitos e Metodologia de Gestão 2o semestre de 2011 Professores: Alexandre Mota / Lia Mota Agosto/2011 Tomada de Decisão e Regras Nebulosas Princípios, Conceitos e Metodologia de Gestão 2o semestre de 2011 Professores: Alexandre Mota / Lia Mota Agosto/2011 Representação Matemática de Incertezas Padrões

Leia mais

Prof. Dr. Marco Antonio Leonel Caetano

Prof. Dr. Marco Antonio Leonel Caetano Forecasting e Otimização de Carteiras com Matlab Prof. Dr. Marco Antonio Matlab O que é? Como funciona? Fundamentos - Ambiente de programação avançada - Ambiente de execução de programas - Permite utilização

Leia mais

ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE)

ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE) Algoritmos e Estruturas de Dados 1 Prof. Eduardo 1 ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE) Até o momento da disciplina vimos comandos de entrada, processamento e saída

Leia mais

Comércio numa cidade

Comércio numa cidade Comércio numa cidade Alberto A. Pinto a,c, Telmo Parreira b,c a Departamento de Matemática, Faculdade de Ciências, Universidade do Porto, Portugal b Universidade do Minho, Portugal c LIAAD-INESC Porto

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM MÓDULO DE PROGRAMAÇÃO LINEAR NO PROGRAMA OPTIMI

DESENVOLVIMENTO DE UM MÓDULO DE PROGRAMAÇÃO LINEAR NO PROGRAMA OPTIMI DESENVOLVIMENTO DE UM MÓDULO DE PROGRAMAÇÃO LINEAR NO PROGRAMA OPTIMI BIONDI C. O.¹, VIANNA S. S. V. 2, RODRIGUES M. T. M.³ 1 Universidade Estadual de Campinas, Departamento de Engenharia de Sistemas Químicos

Leia mais

Sistemas Híbridos Aplicados à Filtragem de Sinais de Alarme de Proteção de uma Subestação Telecomandada

Sistemas Híbridos Aplicados à Filtragem de Sinais de Alarme de Proteção de uma Subestação Telecomandada Proceedings of the IV Brazilian Conference on Neural Networks - IV Congresso Brasileiro de Redes Neurais pp. 215-219, July 20-22, 1999 - ITA, São José dos Campos - SP - Brazil Sistemas Híbridos Aplicados

Leia mais

Conteúdo. 1 Introdução. Histograma do Quarto Sorteio da Nota Fiscal Paraná 032/16. Quarto Sorteio Eletrônico da Nota Fiscal Paraná

Conteúdo. 1 Introdução. Histograma do Quarto Sorteio da Nota Fiscal Paraná 032/16. Quarto Sorteio Eletrônico da Nota Fiscal Paraná Quarto Sorteio Eletrônico da Nota Fiscal Paraná Relatório parcial contendo resultados 1 da análise estatística dos bilhetes premiados Conteúdo 1 Introdução Este documento apresenta a análise dos resultados

Leia mais

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO I Excel. Núm1; núm2;... são de 1 a 255 argumentos numéricos cuja média você deseja obter.

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO I Excel. Núm1; núm2;... são de 1 a 255 argumentos numéricos cuja média você deseja obter. MÉDIA Mostrar tudo Retorna a média aritmética dos argumentos. Sintaxe MÉDIA(núm;núm;...) Núm; núm;... são de a 55 argumentos numéricos cuja média você deseja obter. Comentários Os argumentos podem ser

Leia mais

Módulo 4 Ajuste de Curvas

Módulo 4 Ajuste de Curvas Módulo 4 Ajuste de Curvas 4.1 Intr odução Em matemática e estatística aplicada existem muitas situações onde conhecemos uma tabela de pontos (x; y), com y obtido experimentalmente e deseja se obter uma

Leia mais

Etapas do desenvolvimento de um sistema fuzzy gerencial para apoio à eficiência energética

Etapas do desenvolvimento de um sistema fuzzy gerencial para apoio à eficiência energética Etapas do desenvolvimento de um sistema fuzzy gerencial para apoio à eficiência energética Fernando de Lima Caneppele 1, Odivaldo José Seraphim 2, Luís Roberto Almeida Gabriel Filho 3 1 Faculdade de Zootecnia

Leia mais

Lista de Exercícios Programação Inteira. x 2 0 e inteiros.

Lista de Exercícios Programação Inteira. x 2 0 e inteiros. Lista de Exercícios Programação Inteira ) Resolva os problemas a seguir usando o método B&B a) Max z = 5 x + 2 y s.a x + y 2 x + y 5 x, y 0, x e y inteiros b) Max z = 2 x + y s.a x + 2y 0 x + y 25 x, y

Leia mais

GESTÃO DA MANUTENÇÃO

GESTÃO DA MANUTENÇÃO A Análise de Árvore de Falhas AAF (FailureTreeAnalysis FTA) foi desenvolvida por H. A. Watson, nos anos 60, para os Laboratórios Bell Telephone, no âmbito do projeto do míssil Minuteman, sendo posteriormente

Leia mais

ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE)

ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE) Algoritmos e Estruturas de Dados 1 Prof. Eduardo 1 ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE) Já vimos entrada, processamento e saída, que compõem os algoritmos puramente

Leia mais

4 Análise da Volatilidade

4 Análise da Volatilidade 4 Análise da Volatilidade 4.1 Metodologia da Regressão Uni-variada Esse estudo utilizou a volatilidade histórica dos ativos para descrever uma relação com a volatilidade futura por uma regressão uni-variada.

Leia mais

C Operadores e Expressões

C Operadores e Expressões C Operadores e Expressões Adriano Cruz adriano@nce.ufrj.br Instituto de Matemática Departamento de Ciência da Computação UFRJ 15 de agosto de 2013 Adriano Cruz adriano@nce.ufrj.br (IM-DCC-UFRJ)C Operadores

Leia mais

Cálculo de Soma de Verificação do User Datagram Protocol

Cálculo de Soma de Verificação do User Datagram Protocol Resumo Cálculo de Soma de Verificação do User Datagram Protocol Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática othonb@yahoo.com Mesmo sendo um protocolo que nada garante, o UDP tem um campo no datagrama

Leia mais

GERAÇÃO DO CONJUNTO DE REGRAS DE INFERÊNCIA PARA UM CONTROLADOR NEBULOSO USANDO ALGORITMOS GENÉTICOS

GERAÇÃO DO CONJUNTO DE REGRAS DE INFERÊNCIA PARA UM CONTROLADOR NEBULOSO USANDO ALGORITMOS GENÉTICOS o. SBAI Simpósio Brasileiro de Automação Inteligente, São Paulo, SP, 8- de Setembro de 999 GERAÇÃO DO CONJUNTO DE REGRAS DE INFERÊNCIA PARA UM CONTROLADOR NEBULOSO USANDO ALGORITMOS GENÉTICOS Yván J. Túpac,

Leia mais

Eisencraft e Loiola 2.1 Probabilidade 37. Para resolver problemas de probabilidades são necessários 3 passos:

Eisencraft e Loiola 2.1 Probabilidade 37. Para resolver problemas de probabilidades são necessários 3 passos: Eisencraft e Loiola 2.1 Probabilidade 37 Modelo matemático de experimentos Para resolver problemas de probabilidades são necessários 3 passos: a Estabelecimento do espaço das amostras b Definição dos eventos

Leia mais

Um Algoritmo Genético para o Problema de Roteamento de Veículos com Janelas de Tempo

Um Algoritmo Genético para o Problema de Roteamento de Veículos com Janelas de Tempo Um Algoritmo Genético para o Problema de Roteamento de Veículos com Janelas de Tempo Francisco Henrique de Freitas Viana Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro PUC-Rio Departamento de Informática

Leia mais

Efeitos da filtragem sobre sinais de onda quadrada

Efeitos da filtragem sobre sinais de onda quadrada Efeitos da filtragem sobre sinais de onda quadrada Autores: Pedro Rodrigues e André F. Kohn Introdução O texto a seguir ilustra efeitos que diferentes sistemas lineares invariantes no tempo (SLIT) podem

Leia mais

Objetivo: Determinar experimentalmente a resistência elétrica de um resistor a partir da curva V x I.

Objetivo: Determinar experimentalmente a resistência elétrica de um resistor a partir da curva V x I. Determinação da resistência elétrica de um resistor Universidade Tecnológica Federal do Paraná - Curitiba Departamento Acadêmico de Física Física Experimental Eletricidade Prof. Ricardo Canute Kamikawachi

Leia mais

Precondicionadores baseados na aproximação da inversa da matriz de coeficientes

Precondicionadores baseados na aproximação da inversa da matriz de coeficientes Precondicionadores baseados na aproximação da inversa da matriz de coeficientes João Paulo K. Zanardi, Italo C. N. Lima, Programa de Pós Graduação em Eneganharia Mecânica, FEN, UERJ 20940-903, Rio de Janeiro,

Leia mais

Aula 7: Portas Lógicas: AND, OR, NOT, XOR, NAND e NOR

Aula 7: Portas Lógicas: AND, OR, NOT, XOR, NAND e NOR Aula 7: Portas Lógicas: AND, OR, NOT, XOR, NAND e NOR Conforme discutido na última aula, cada operação lógica possui sua própria tabela verdade. A seguir será apresentado o conjunto básico de portas lógicas

Leia mais

ENTENDENDO OS CONCEITOS DE RISCO E RETORNO - (Parte II)

ENTENDENDO OS CONCEITOS DE RISCO E RETORNO - (Parte II) ENTENDENDO OS CONCEITOS DE RISCO E RETORNO - (Parte II)! Como calcular o retorno usando dados históricos?! Como calcular a variância e o desvio padrão?! A análise do retorno através da projeção de retornos

Leia mais

Matemática Aplicada Mestrados em Engenharia Industrial e Engenharia Química

Matemática Aplicada Mestrados em Engenharia Industrial e Engenharia Química Matemática Aplicada Mestrados em Engenharia Industrial e Engenharia Química Carlos Balsa balsa@ipb.pt Departamento de Matemática Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Bragança 1 o Semestre 2007/2008

Leia mais

1 Técnicas de Seleção de Antenas Transmissoras

1 Técnicas de Seleção de Antenas Transmissoras 1 Técnicas de Seleção de Antenas Transmissoras Como visto em aulas anteriores, para se atingir uma ordem de diversidade espacial maior é necessário o emprego de múltiplas antenas no transmissor e/ou no

Leia mais

B A N C O D E D A D O S G E O G R Á F I C O S M A R C O N I D E A R R U D A P E R E I R A

B A N C O D E D A D O S G E O G R Á F I C O S M A R C O N I D E A R R U D A P E R E I R A Mineração de Dados Espaciais B A N C O D E D A D O S G E O G R Á F I C O S M A R C O N I D E A R R U D A P E R E I R A Roteiro 2 Introdução Mineração de Dados Estado da Arte Artigo apresentado Conclusão

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Camada de Transporte Antonio Alfredo Ferreira Loureiro loureiro@dcc.ufmg.br Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais UFMG/DCC Redes de Computadores

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro COPPE. Trabalho de Processamento de Imagens Reconhecimento de Símbolos de Componentes Eletrônicos

Universidade Federal do Rio de Janeiro COPPE. Trabalho de Processamento de Imagens Reconhecimento de Símbolos de Componentes Eletrônicos Universidade Federal do Rio de Janeiro COPPE Trabalho de Processamento de Imagens Reconhecimento de Símbolos de Componentes Eletrônicos Nome: Fernanda Duarte Vilela Reis de Oliveira Professores: Antonio

Leia mais

Probabilidade e Estatística. Estimação de Parâmetros Intervalo de Confiança

Probabilidade e Estatística. Estimação de Parâmetros Intervalo de Confiança Probabilidade e Estatística Prof. Dr. Narciso Gonçalves da Silva http://páginapessoal.utfpr.edu.br/ngsilva Estimação de Parâmetros Intervalo de Confiança Introdução A inferência estatística é o processo

Leia mais

216 Demonstração da Lei de Ampère

216 Demonstração da Lei de Ampère 1 Roteiro elaborado com base na documentação que acompanha o conjunto por: Hermes Urébe Guimarães Tópicos Relacionados Campos magnéticos uniformes, indução magnética, força de Lorentz, portadores de carga,

Leia mais

7 Resultados. F i (x j ) = j=1

7 Resultados. F i (x j ) = j=1 7 Resultados Neste capítulo, utilizaremos os mesmos dados sintéticos gerados para realizar os experimentos no capítulo 4. Testaremos a aproximação implícita da variedade com duas subdivisões espaciais

Leia mais

Obtenção Experimental de Modelos Matemáticos Através da Reposta ao Degrau

Obtenção Experimental de Modelos Matemáticos Através da Reposta ao Degrau Alunos: Nota: 1-2 - Data: Obtenção Experimental de Modelos Matemáticos Através da Reposta ao Degrau 1.1 Objetivo O objetivo deste experimento é mostrar como se obtém o modelo matemático de um sistema através

Leia mais

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL REDES NEURAIS Caracterização Intuitiva: Em termos intuitivos, Redes Neurais Artificiais (RNAs) são modelos matemáticos inspirados nos princípios de funcionamento dos neurônios biológicos

Leia mais

Detecção e Correção Automáticas de Olhos Vermelhos

Detecção e Correção Automáticas de Olhos Vermelhos Setor de Tecnologia da Universidade Federal do Paraná Curso de Engenharia Elétrica TE 072 Processamento Digital de Sinais Detecção e Correção Automáticas de Olhos Vermelhos Trabalho elaborado pelo aluno

Leia mais

Análise de Desempenho do Google Mapas para Determinação de Melhor Trajeto entre O Bairro Céu Azul e a Cidade Administrativa

Análise de Desempenho do Google Mapas para Determinação de Melhor Trajeto entre O Bairro Céu Azul e a Cidade Administrativa Análise de Desempenho do Google Mapas para Determinação de Melhor Trajeto entre O Bairro Céu Azul e a Cidade Administrativa Cristiano Torres do Amaral crisweb@ig.com.br Pós-Graduação em Engenharia Elétrica

Leia mais

Identificação e Caracterização de Comportamentos Suspeitos Através da Análise do Tráfego DNS

Identificação e Caracterização de Comportamentos Suspeitos Através da Análise do Tráfego DNS Identificação e Caracterização de Comportamentos Suspeitos Através da Análise do Tráfego DNS Kaio R. S. Barbosa, Eduardo Souto, Eduardo Feitosa, Gilbert B. Martins ALUNO: WEVERTON BUENO DA SILVA Motivação

Leia mais

CONTROLE DE SISTEMAS NÃO LINEARES: UM ESTUDO DE CASO NA GRADUAÇÃO

CONTROLE DE SISTEMAS NÃO LINEARES: UM ESTUDO DE CASO NA GRADUAÇÃO CONTROLE DE SISTEMAS NÃO LINEARES: UM ESTUDO DE CASO NA GRADUAÇÃO Kamila P. Rocha kamila.rocha@member.isa.org Nathalie M. Panoeiro nathalie.panoeiro@member.isa.org Lindolpho O. de Araujo Júnior lindolpho@leopoldina.cefetmg.br

Leia mais

Tratamento estatístico de observações

Tratamento estatístico de observações Tratamento estatístico de observações Prof. Dr. Carlos Aurélio Nadal OBSERVAÇÃO: é o valor obtido durante um processo de medição. DADO: é o resultado do tratamento de uma observação (por aplicação de uma

Leia mais

Identificação Automática de Problemas de Usabilidade em Interfaces de Sistemas Web através de Lógica Fuzzy

Identificação Automática de Problemas de Usabilidade em Interfaces de Sistemas Web através de Lógica Fuzzy Trabalho apresentado no DINCON, Natal - RN, 2015. 1 Proceeding Series of the Brazilian Society of Computational and Applied Mathematics Identificação Automática de Problemas de Usabilidade em Interfaces

Leia mais

A Metodologia de Box & Jenkins

A Metodologia de Box & Jenkins A Metodologia de Box & Jenins Aula 03 Bueno, 0, Capítulo 3 Enders, 009, Capítulo Morettin e Toloi, 006, Capítulos 6 a 8 A Metodologia Box & Jenins Uma abordagem bastante utilizada para a construção de

Leia mais

Figura 1 Várias formas de ondas repetitivas: (a) onda cosseno, (b) onda seno, (c) onda triangular (d) onda quadrada

Figura 1 Várias formas de ondas repetitivas: (a) onda cosseno, (b) onda seno, (c) onda triangular (d) onda quadrada ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DOM BOSCO FACULDADE DE ENGENHARIA DE RESENDE ENGENHARIA ELÉTRICA ELETRÔNICA Disciplina: Laboratório de Circuitos Elétricos Corrente Alternada 1. Objetivo Uma medida elétrica é a

Leia mais

Inteligência Computacional [2COP229]

Inteligência Computacional [2COP229] Inteligência Computacional [2COP229] Mestrado em Ciência da Computação Sylvio Barbon Jr barbon@uel.br (2/24) Tema Aula 1 Introdução ao Reconhecimento de Padrões 1 Introdução 2 Componentes clássicos da

Leia mais