ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS LEI 8.112/90. Profª Lana Furtado

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS LEI 8.112/90. Profª Lana Furtado"

Transcrição

1 ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS LEI 8.112/90 Profª Lana Furtado

2 AGENTES PÚBLICOS: Toda pessoa física que presta serviços ao Estado e às pessoas jurídicas da Administração Indireta, conforme elencado no texto do art. 37, CF. Reputa-se agente público, para os efeitos desta Lei, todo aquele que exerce, ainda que transitoriamente ou sem remuneração, por eleição, nomeação, designação, contratação ou qualquer forma de investidura ou vínculo, mandato, cargo, emprego ou função nas entidades mencionadas no artigo anterior (Art. 2º, da Lei.8.429/92) - Agentes políticos; Dividem-se em : - Agentes administrativos: empregados públicos, servidores públicos e servidores ou agentes temporários; - Particulares em colaboração com o Poder Público; - Militares;

3 ESPÉCIES: Agentes políticos: ocupam os cargos públicos essenciais à direção do Estado. Possuem independência funcional com atribuições derivadas, em regra, da Constituição Federal. Agentes administrativos: Empregados públicos: contratados sob regime trabalhista celetista pelas empresas do Estado, para exercerem competências em emprego público. Submetem-se às condições fixadas nos arts. 37 a 41 da CF/1988.

4 Servidores públicos ou estatutários: agentes públicos ocupantes de cargos públicos em órgãos, autarquias e fundações públicas do Estado em qualquer de seus níveis. Regime jurídico: estatutário criado por lei. Vínculo legal através da posse: investidura. Servidores públicos federais: regidos pela Lei 8.112/90: Estatuto do Servidor Público Federal.

5 Servidores ou agentes temporários: contratados temporariamente para o exercício de funções públicas, para atender às necessidades de excepcional interesse público, sujeitos a regime jurídico especial a ser disciplinado por lei de competência de cada entidade estatal. Sujeitos a um regime jurídico híbrido, parcialmente regido pela Lei 8.745/93 e 8.112/90. Ex.: professores substitutos ou temporários em universidades federais, censitário do IBGE.

6 Particulares em colaboração com o Poder Público: pessoas que prestam algum tipo de serviço ao Estado sem qualquer vínculo empregatício e, geralmente, sem remuneração. Exemplos.: requisitados (mesários, jurados), delegados de serviços públicos (empregados de empresas concessionárias, permissionárias), delegados de função ou ofício (leiloeiros, tradutores). -Militares: agentes submetidos ao regime estatutário, como os administrativos, mas não fazem parte dos agentes administrativos. Por força da Emenda Constitucional 18/98 fazem parte de outra categoria de agentes públicos.

7 CARGOS E FUNÇÕES PÚBLICAS Cargo público: conjunto de atribuições e responsabilidades exercidas por um servidor, criadas por meio de lei, com denominação própria e vencimento pago pelos cofres públicos, previstas na estrutura organizacional da Administração. Divide-se em: Cargos de provimento efetivo: - depende de aprovação em concurso público; - exoneração precedida de determinadas garantias de índole processual, ainda que esteja em estágio probatório (Súmula 21 do STF); Cargos de provimento em comissão: - independe de aprovação em concurso público; - exoneração independe de motivação e prévia ampla defesa;

8 CARGOS E FUNÇÕES PÚBLICAS Funções públicas: exercidas por agentes públicos que exerçam funções, sem, contudo, estas estarem associadas a um cargo ou emprego. Tipos de funções públicas: - Funções temporárias: atribuídas a agentes públicos temporários; - Funções de confiança: atribuídas exclusivamente aos servidores ocupantes de cargos efetivos;

9 CARGOS EM COMISSÃO SERVIDORES EFETIVOS OU NÃO FUNÇÕES DE CHEFIA, DIREÇÃO E ASSESSORAMENTO EXONERADO SEM GARANTIAS PROCESSUAIS REMUNERAÇÃO RETRIBUIÇÃO ESPECÍFICA: JUS À INDENIZAÇÃO AUXÍLIO MORADIA QUANDO ACARRETAR MUDANÇA DE DOMICÍLIO CRIAÇÃO DEPENDE DE LEI FUNÇÕES DE CONFIANÇA APENAS SERVIDORES EFETIVOS FUNÇÕES DE CHEFIA, DIREÇÃO E ASSESSORAMENTO DISPENSADO SEM GARANTIAS PROCESSUAIS REMUNERAÇÃO RETRIBUIÇÃO ESPECÍFICA: JUS À INDENIZAÇÃO AUXÍLIO MORADIA QUANDO ACARRETAR MUDANÇA DE DOMICÍLIO CRIAÇÃO DEPENDE DE LEI

10 PROVIMENTO Ato administrativo pelo qual um órgão ou uma entidade administrativa preenche os cargos de seus respectivos quadros, sejam eles efetivos ou em comissão. Provimento originário: preenchimento de cargo em sua classe inicial independentemente da existência de vínculo anterior entre o servidor público e a Administração. Nomeação: ato jurídico que reserva ao candidato um cargo efetivo. Provimento derivado: preenchimento de cargo que tem por pressuposto jurídico um vínculo do servidor público com um órgão ou uma entidade da Administração Pública.

11 PROVIMENTO Modalidades de provimento: Lei 8.112/90 art 8º - nomeação: ato administrativo que materializa o provimento originário. - Também ocorrerá nomeação para cargos em comissão. No caso de cargos efetivos, havendo a nomeação obrigatoriamente deverá ocorrer a posse (investidura). - Somente por meio da nomeação haverá a posse. - Da divulgação da nomeação, deverá ocorrer a posse no prazo de 30 dias*. Caso o servidor não tome posse, será tornado sem efeito o ato de nomeação. - Poderá a posse ocorrer por procuração. * Para aqueles servidores que já se sujeitam às diretrizes da Lei 8.112/90, nos casos específicos dos afastamentos previstos no art. 13, 2º, desta lei, o prazo de 30 dias para a posse começará a correr do término do afastamento e/ou impedimento que impossibilita o comparecimento do agente

12 NOMEAÇÃO POSSE EXERCÍCIO Provimento originário Investidura Início das atividades Cargo efetivo ou em comissão Torna o candidato servidor Prazo: até 15 dias contados da posse Prazo: até 30 dias da nomeação Desatendimento a este prazo: nomeação torna-se sem efeito Desatendimento a este prazo: exoneração

13 Provimentos derivados - reintegração: reinvestidura do servidor estável no cargo anteriormente ocupado ou no resultado de sua transformação, por força de invalidação judicial ou administrativa da sua demissão. - Acompanha o ressarcimento de todas as vantagens perdidas no passado. - No caso do cargo anterior ter sido extinto, deverá o servidor ficar em disponibilidade, até posterior aproveitamento em cargo de atribuições e vencimento compatíveis. - Não sendo estável e tendo a sua demissão invalidada, caberá ao servidor público a exoneração administrativa observadas as indenizações trabalhistas determinadas por lei, como férias não gozadas e gratificações natalinas.

14 - readaptação: modalidade de provimento derivada por investidura do servidor público, estável ou não, em cargo de atribuições e responsabilidades compatíveis com suas limitações físicas ou mentais, devidamente comprovadas em inspeção médica. - Caso todos os cargos equivalentes ao anteriormente ocupado estejam providos, o servidor deverá exercer suas atividades como excedente até o surgimento de vaga. - O excedente constitui uma espécie de desvio de função legitimada pela própria Lei 8.112/90. - Somente ocorre nos provimentos atrelados a problemas de saúde do servidor. - Em última hipótese será o servidor aposentado com remuneração proporcional ao tempo de contribuição.

15 - reversão: provimento derivado por reingresso do servidor aposentado à ativa, em decorrência da cessação da invalidez que ocasionou a aposentadoria ou mesmo a pedido do próprio servidor aposentado por tempo de contribuição, desde que seja de interesse da Administração, neste último caso. REVERSÃO DE OFÍCIO NÃO EXIGE ESTABILIDADE NÃO POSSUI PRAZO, POR TRATAR DE PROBLEMA DE SAÚDE CESSADOS MOTIVOS DA APOSENTADORIA POR INVALIDEZ POSSIBILIDADE DE EXCEDENTE ATO VINCULADO REVERSÃO A PEDIDO SERVIDOR ESTÁVEL PRAZO DE 5 ANOS DA APOSENTADORIA APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA EXIGÊNCIA DE CARGO VAGO ATO DISCRICIONÁRIO

16 - recondução: forma de provimento derivada por reinvestidura do servidor estável ao cargo anteriormente ocupado, por força de reintegração ou por motivo de reprovação no estágio probatório. - O cargo anterior deverá, necessariamente, encontrar-se vago para que ocorra a recondução, caso contrário deverá o servidor ser aproveitado em outro cargo, com atribuições e vencimentos equivalentes ao cargo anterior ou ser colocado em disponibilidade com remuneração proporcional ao tempo de serviço, até que surja cargo em condições de aproveitamento. - Poderá ainda o servidor estável optar por seu retorno ao cargo anteriormente ocupado, mediante recondução, sem que haja, necessariamente, reprovação em estágio probatório.

17 - Ocorre a disponibilidade nos casos de reorganização ou extinção de órgão ou entidade. - Extinto o cargo ou declarada sua desnecessidade no órgão ou na entidade, sendo o servidor estável, não havendo redistribuição, será colocado em disponibilidade. - promoção: forma de provimento derivada pela qual o servidor deixa seu cargo efetivo e ingressa em outro, de classe superior. - Pode se dar por merecimento ou antiguidade. - Art. 39, 2º, CF

18 - aproveitamento: provimento derivado por reingresso do servidor em disponibilidade em cargo de atribuições e vencimentos compatíveis com o que detinha anteriormente. - A partir da divulgação do aproveitamento no Diário Oficial da União, o servidor público terá 15 dias para entrar em exercício, sob pena de ter sua disponibilidade cancelada, salvo por motivo de doença devidamente comprovada por junta médica.

19 NOMEAÇÃO READAPTAÇÃO REVERSÃO REINTEGRAÇÃO RECONDUÇÃO APROVEITAMEN TO PROMOÇÃO ORIGINÁRIA LIMITAÇÕES FÍSICAS OU MENTAIS APOSENTADOS INVALIDAÇÃO DE DEMISSÃO DECORRE DE REINTEGRAÇÃ O OU REPROVAÇÃO EM ESTÁGIO PROBATÓRIO SERVIDORES ESTÁVEIS EM DISPONIBILIDA DE GERA VACÂNCIA ÚNICA ONDE HAVERÁ POSSE ATRIBUIÇÕES COMPATÍVEIS CESSAÇÃO DA INVALIDEZ OU A PEDIDO SERVIDOR ESTÁVEL DEMITIDO SERVIDOR ESTÁVEL ACOMPANHA MENTO PELO SIPEC LEIS ESPECÍFICAS DEFINEM AS REGRAS EM ÓRGÃOS E ENTIDADDES AUTÁRQUICAS FEDERAIS CARGO EFETIVO OU COMISSÃO VENCIMENTO, HABILITAÇÃO E NÍVEL ESCOLARIDADE EQUIVALENTES VEDADA AOS APOSENTA DOS QUE ATINGIRAM 70 ANOS RESSARCIEMENT O INTEGRAL DAS VANTAGENS PERDIDAS GERA VACÂNCIA QUANDO DECORRE DE REPROVAÇÃO NO ESTÁGIO PROBATÓRIO POSSIBILIDADE DE SER EXCEDENTE SERVIDOR NÃO ESTÁVEL = EXONERAÇÃO GERA VACÂNCIA

20 ESTÁGIO PROBATÓRIO, ESTABILIDADE E VACÂNCIA Estágio probatório Período dentro do qual o servidor é aferido quanto aos requisitos necessários para o desempenho do cargo, relativos ao interesse no serviço, adequação, disciplina, assiduidade e outros do mesmo gênero. (Carvalho Filho, 2008, p.596) (...) o período é compreendido entre o início do exercício e a aquisição da estabilidade e tem por finalidade apurar se o funcionário apresenta condições para o exercício do cargo referentes à moralidade, assiduidade, disciplina e eficiência. (Di Pietro, 2008, p.563)

21 ESTÁGIO PROBATÓRIO, ESTABILIDADE E VACÂNCIA Prazo do estágio probatório Segundo STF e STJ o estágio probatório é de 03 (três) anos. Segundo Lei 8.112/90 no seu artigo 20, servidor nomeado para cargo de provimento efetivo ficará sujeito a estágio probatório de 24 meses. Permanece o texto da lei inalterado, porém servidores admitidos a partir de 04/06/98 terão o prazo de estágio probatório de 03 anos. Poder Executivo firma entendimento de que o estágio probatório tem duração de 03 (três) anos, edição MP nº 431/2008.

22 ESTÁGIO PROBATÓRIO, ESTABILIDADE E VACÂNCIA Requisitos associados ao elemento eficiência: Assiduidade; Disciplina; Responsabilidade; Iniciativa; Produtividade;

23 ESTÁGIO PROBATÓRIO, ESTABILIDADE E VACÂNCIA Uma vez reprovado em estágio probatório, sendo servidor estável, será esse reconduzido ao cargo anteriormente ocupado ou aproveitado em outros, observadas as regras do art. 30 da Lei 8.112/90. Caso o servidor público em estágio probatório não conte com a estabilidade, deverá ser exonerado. Cometendo, o servidor em estágio probatório, falta grave, como, por exemplo, abandono de cargo (faltar o serviço por mais de 30 dias consecutivos injustificadamente), será submetido ao processo administrativo disciplinar em rito sumário, lhe sendo assegurado contraditório e ampla defesa.

24 Licenças e afastamentos acessíveis aos servidores em estágio probatório: Licenças Acompanhar cônjuge ou companheiro (sem remuneração e pelo tempo do afastamento do cônjuge ou companheiro) Motivo de doença em pessoa da família (a cada 12 meses, até 60 dias com remuneração e até 90 dias sem remuneração) Serviço militar (com direito a 2/3 da remuneração ou gratificações regulamentares) Atividade política Gestante, paternidade, adotante, motivo de saúde ou acidente em serviço Afastamentos Para servir a outro órgão ou entidade Para mandato político (sem remuneração do período entre a escolha em convenção partidária e à véspera do registro da candidatura. Com remuneração integral ou proporcional por 3 meses ) Estudo ou missão no exterior Servir a organismo de que o Brasil participe ou colabore Cursos de formação de concurso que tenha sido aprovado

25 ESTÁGIO PROBATÓRIO, ESTABILIDADE E VACÂNCIA Prazo do estágio probatório Estabilidade: conforme art. 41 da CF/1988, são estáveis após 03 (três) anos de efetivo exercício os servidores nomeados para cargo de provimento efetivo em virtude de concurso público.

26 ESTÁGIO PROBATÓRIO, ESTABILIDADE E VACÂNCIA Hipóteses de perda do cargo: - Por decisão judicial ou administrativa: por exemplo servidor condenado por sentença criminal condenatória transitada em julgado ou servidor que tiver praticado falta gravíssima prevista em lei; - Avaliação de desempenho: mesmo servidor já estável; - Excesso de quadro: art.169, 3º da Constituição Federal;

27 ESTÁGIO PROBATÓRIO, ESTABILIDADE E VACÂNCIA Vacância: - Desprovimento, despreenchimento ou esvaziamento do cargo público, quer de provimento efetivo quer em comissão. - De acordo com o artigo 33 da Lei 8.112/90 são hipóteses de vacância: a) Exoneração; b) Demissão; c) Promoção d) Readaptação; e) Aposentadoria; f) Falecimento; g) Posse em cargo inacumulável;

28 Remoção, Redistribuição e Substituição Remoção: Forma de deslocamento do servidor público, dentro da mesma sede do órgão ou da entidade em que se encontrar lotado, ou para outra sede, mas necessariamente e sem ressalvas, dentro do mesmo quadro em que foi investido. A remoção pode ser de ofício ou a pedido no interesse ou independentemente do interesse da Administração

29 Remoção Remoção de ofício Sem requerimento do servidor. Remoção a pedido No interesse da Administração: 1- medida discricionária; 2- deferimento conforme conveniência e oportunidade; 3- Sem ajuda de custo; Trata-se de: 1- Medida discricionária: 2- Imposição da vontade pública ao servidor; 3- com ajuda de custo (mudança de domicílio); Independentemente do interesse da Administração: 1- medida vinculada; 2- direito assegurado; 3- sem ajuda de custo; Hipóteses: a) Deslocamento de ofício de cônjuge ou companheiro, servidor ou militar; b) Por motivo de doença do servidor, cônjuge/companheiro ou parente; c) Concurso de remoções;

30 Remoção, Redistribuição e Substituição Redistribuição: Deslocamento de cargo de provimento efetivo, provido ou não, para outro cargo ou entidade do mesmo Poder estatal, com prévia apreciação da Secretaria de Recursos Humanos, com o propósito de ajustamento de lotação e da força de trabalho às necessidades dos serviços, inclusive nos casos de reorganização, extinção ou criação de órgão ou entidade. Desde que, necessariamente, no mesmo Poder Político, ocorrerá para outro quadro.

31 Remoção, Redistribuição e Substituição Substituição: Presente nos casos onde, por conta do grau de importância das funções atribuídas aos cargos em comissão, funções de confiança ou cargos de natureza especial, seus titulares, livremente nomeados ou designados, contarão com substitutos em caso de impedimento, afastamento ou vacância. O substituto deverá entrar em exercício nas funções de chefia, direção ou assessoramento, tão logo o titular se encontre impedido. O interino deverá optar pela remuneração que lhe for mais conveniente (Art. 38, 1º): retribuição pela chefia, direção ou assessoramento em caráter interino ou remuneração de seu cargo efetivo. O substituto fará jus à retribuição pelo exercício do cargo que está interino, apenas no caso de afastamento, impedimento ou vacância do titular por prazo superior a 30 dias consecutivos, sendo paga a retribuição na proporção dos dias de efetiva substituição que excederem o referido período.

32 LICENÇAS Licenças previdenciárias: remuneradas até o término das licença. Podem ser concedidas aos servidores que estejam em estágio probatório, sem promover a suspensão da referida avaliação de desempenho. Computar-se-á o tempo da licença como de efetivo exercício, ou seja, como se o beneficiado estivesse trabalhando regularmente. Exemplos: - Gestante; - Adotante; - Paternidade; - Por motivo de saúde; - Por acidente em serviço;

33 LICENÇAS Licenças não previdenciárias: não decorrentes das regras previdenciárias destinadas aos servidores públicos. Poderão ou não ser remuneradas e concedidas ao servidor em estágio probatório, conforme a lei, bem como contadas para fins de tempo de serviço. Exemplos: - Por motivo de doença em pessoa da família art Para acompanhar cônjuge/companheiro art Para serviço militar art. 85; - Para atividade política art 86;

34 LICENÇAS - Para capacitação art 87; - Para tratar de assuntos particulares art. 91; - Para mandato classista art. 92; Obs.: Licença concedia dentro do prazo 60 dias, contados do término de uma anterior de mesma espécie, deverá ser considerada prorrogação. (Independente se previdenciária ou não previdenciária)

35 LICENÇAS Por motivo de doença em pessoa da família art. 83 Em 12 meses, até 60 dias, com remuneração; Em 12 meses, até 90 dias, sem remuneração; Concessível em estágio probatório; Suspensão do estágio probatório; Contagem do tempo de serviço para aposentadoria /disponibilidade pelo que exceder 30 dias de licença, com remuneração, em 12 meses.

36 LICENÇAS - Para acompanhar cônjuge/companheiro art. 84 Tempo de duração indeterminado; Sem remuneração; Concessível em estágio probatório; Suspensão do estágio probatório; Não conta como tempo de serviço para qualquer efeito;

37 LICENÇAS - Para serviço militar art. 85 Tempo de duração: do serviço militar; Possível remuneração Lei nº 4.375/64; Ao término da licença, 30 dias para entrar em exercício, sem remuneração; Concessível em estágio probatório; Não suspende o estágio probatório; Conta tempo de serviço para todos os efeitos;

38 LICENÇAS - Para atividade política art. 86 Tempo de duração: da inscrição na Justiça Eleitoral até o décimo dia após o pleito; Remunerada da inscrição na Justiça Eleitoral por três meses; Concessível em estágio probatório; Não suspende o estágio probatório; Conta tempo de serviço para aposentadoria/disponibilidade a partir da inscrição na Justiça Eleitoral;

39 LICENÇAS - Para tratar capacitação art.87 A cada 5 anos o servidor ganha três meses para capacitação profissional; Medida discricionária; Com remuneração; Não cumulativos, devendo ser utilizado antes do novo quinquênio; Não concessível em estágio probatório; Conta tempo de serviço para todos os efeitos;

40 LICENÇAS - Para tratar de interesses particulares art. 91 Tempo de duração: até 03 anos; Sem remuneração; Medida discricionária; Pode ser interrompida a qualquer tempo, a pedido do servidor ou de ofício pela Administração Pública; Não concessível em estágio probatório; Não conta tempo de serviço para qualquer efeito;

41 LICENÇAS - Para tratar mandato classista art.92 Entidade de classe; Sem remuneração; Tempo de duração do mandato classista, prorrogável uma vez em caso de reeleição; Não concessível em estágio probatório; Conta tempo de serviço para qualquer efeito;

42 AFASTAMENTOS E CONCESSÕES Afastamento por motivo de cessão: Chefia, direção e assessoramento; Servidor em estágio probatório somente para ocupar para ocupar DAS 4, 5 OU 6 ou equivalentes;

43 AFASTAMENTOS E CONCESSÕES Afastamento para mandato eletivo: Tempo de duração determinado pelo mandato; Obrigatório para mandatos federais, estaduais, distritais e de prefeito; Vereador: verifica-se compatibilidade de horários;

44 AFASTAMENTOS E CONCESSÕES Afastamento para missão ou estudo no exterior: Autorização depende do aval dos chefes dos respectivos Poderes; Para servir organismos internacionais: sem remuneração e suspensão do estágio probatório;

45 AFASTAMENTOS E CONCESSÕES Afastamento para participação em programa de Pós Graduação stricto sensu: Liberação discricionária do Poder Público; Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado; Programa de capacitação profissional

Principais diferenças entre CARGO EFETIVO, CARGO EM COMISSÃO e FUNÇÃO DE CONFIANÇA:

Principais diferenças entre CARGO EFETIVO, CARGO EM COMISSÃO e FUNÇÃO DE CONFIANÇA: Prof.: Clayton Furtado LEI 8.112/90 clayton_furtado@yahoo.com.br 1ª AULA 1 - Introdução: a. Histórico: Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA

Leia mais

OAB. Direito Administrativo. Prof. Rodrigo Canda LEI 8.112/90

OAB. Direito Administrativo. Prof. Rodrigo Canda LEI 8.112/90 LEI 8.112/90 Art. 5o São requisitos básicos para investidura em cargo público: I - a nacionalidade brasileira; II - o gozo dos direitos políticos; III - a quitação com as obrigações militares e eleitorais;

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO ESQUEMATIZADO INSS FCC

DIREITO ADMINISTRATIVO ESQUEMATIZADO INSS FCC CARGOS: Técnico do INSS www.beabadoconcurso.com.br TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. - 1 - APOSTILA ESQUEMATIZADA SUMÁRIO UNIDADE 1 Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União (Lei n 8.112/90) 1.1

Leia mais

Licença e afastamento SERVIDOR PÚBLICO V LICENÇA E AFASTAMENTO. Licenças não remuneradas: Licenças: 12/11/2012

Licença e afastamento SERVIDOR PÚBLICO V LICENÇA E AFASTAMENTO. Licenças não remuneradas: Licenças: 12/11/2012 Licença e afastamento Hipóteses em que o servidor não presta serviço, sem perder o cargo. Há 7 hipóteses de licença e 4 hipóteses de afastamento. SERVIDOR PÚBLICO V LICENÇA E AFASTAMENTO Paula Freire Licenças:

Leia mais

Capítulo 12 PROVIMENTO ART. 8º

Capítulo 12 PROVIMENTO ART. 8º PROVIMENTO ART. 8º Capítulo 12 PROVIMENTO ART. 8º Significa o preenchimento de um cargo público, consubstanciado mediante ato administrativo de caráter funcional, pois o ato é que materializa ou formaliza

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 8.112, DE 11 DE DEZEMBRO DE 1990 Vide texto compilado Mensagem de veto Dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO

DIREITO ADMINISTRATIVO ESTÁCIO-CERS DIREITO ADMINISTRATIVO PROF. JOÃO PAULO OLIVEIRA AGENTES PÚBLICOS DIREITOS E VANTAGENS AGENTES PÚBLICOS: Pessoa física que presta atividade própria de Estado. Agentes Políticos Militares Agentes

Leia mais

Regime Jurídico Único Lei nº. 8.112/1990

Regime Jurídico Único Lei nº. 8.112/1990 Integração Regime Jurídico Único Lei nº. 8.112/1990 André Luís dos Santos Lana O que é Regime Jurídico? O regime jurídico é a lei com base na qual são definidos os direitos, deveres garantias, vantagens,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 8, DE 6 DE JULHO DE 1993 I - DAS REGRAS GERAIS SOBRE A CONTAGEM DO TEMPO DE SERVIÇO

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 8, DE 6 DE JULHO DE 1993 I - DAS REGRAS GERAIS SOBRE A CONTAGEM DO TEMPO DE SERVIÇO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 8, DE 6 DE JULHO DE 1993 O MINISTRO DE ESTADO CHEFE DA SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe conferem a Lei nº 8.490, de

Leia mais

Apostilas OBJETIVA - Técnico Judiciário Área Administrativa TRE Tribunal Regional Eleitoral Estado do Acre - Concurso Público 2015.

Apostilas OBJETIVA - Técnico Judiciário Área Administrativa TRE Tribunal Regional Eleitoral Estado do Acre - Concurso Público 2015. Índice PG Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União (Lei nº 8.112/90 Das disposições preliminares... 02 Provimento, vacância, remoção, redistribuição e substituição... 02 Direitos e vantagens...

Leia mais

Tabela de Prazos da Lei 8112/90 - Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União

Tabela de Prazos da Lei 8112/90 - Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União Tabela de Prazos da Lei 8112/90 - Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União Dispositivo Prazo Referência Art. 12 Art. 13 1º Até 2 anos Validade do concurso público - podendo ser prorrogado

Leia mais

CARTILHA: DIREITOS E VANTAGENS DOS SERVIDORES PÚBLICOS UNIDADE ADMINISTRATIVO FINANCEIRA - UNAFIN

CARTILHA: DIREITOS E VANTAGENS DOS SERVIDORES PÚBLICOS UNIDADE ADMINISTRATIVO FINANCEIRA - UNAFIN CARTILHA: DIREITOS E VANTAGENS DOS SERVIDORES PÚBLICOS UNIDADE ADMINISTRATIVO FINANCEIRA - UNAFIN 1. Que vantagens além do vencimento podem ser pagas ao servidor? a) indenizações, que não se incorporam

Leia mais

SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS Lei nº 8.112/90 Prof. Leandro Cadenas Prado

SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS Lei nº 8.112/90 Prof. Leandro Cadenas Prado SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS Lei nº 8.112/90 Prof. Leandro Cadenas Prado Servidores Públicos Federais Lei nº n 8.112/90. 7 Agentes Públicos Espécies - agentes políticos - agentes em delegação - servidores

Leia mais

ERRATA SEPLAG/ SEDF PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA E ORIENTADOR EDUCACIONAL NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO AUTOR: IVAN LUCAS

ERRATA SEPLAG/ SEDF PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA E ORIENTADOR EDUCACIONAL NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO AUTOR: IVAN LUCAS ERRATA SEPLAG/ SEDF PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA E ORIENTADOR EDUCACIONAL NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO AUTOR: IVAN LUCAS Na página 115, onde se lê: 31. Pelo menos cinquenta por cento dos cargos em

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO POVO

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO POVO LEI Nº516/2012- DE 09 DE ABRIL DE 2012 Altera a Lei Municipal nº 280, de 30 de março de 2004, que dispõe sobre o Estatuto Geral do Servidores Públicos do Município de São José do Povo. JOÃO BATISTA DE

Leia mais

Provimentos derivados de reingresso Art. 41, 2º e 3º, CF reintegração, recondução e aproveitamento.

Provimentos derivados de reingresso Art. 41, 2º e 3º, CF reintegração, recondução e aproveitamento. Turma e Ano: Direito Público I (2013) Matéria / Aula: Direito Administrativo / Aula 23 Professor: Luiz Jungstedt Monitora: Carolina Meireles (continuação) Provimentos derivados de reingresso Art. 41, 2º

Leia mais

ORIENTAÇÃO NORMATIVA SRH Nº 2, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2011. CAPÍTULO I DO DIREITO E DA CONCESSÃO

ORIENTAÇÃO NORMATIVA SRH Nº 2, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2011. CAPÍTULO I DO DIREITO E DA CONCESSÃO ORIENTAÇÃO NORMATIVA SRH Nº 2, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2011. Dispõe sobre as regras e procedimentos a serem adotados pelos órgãos setoriais e seccionais do Sistema de Pessoal Civil da Administração Federal

Leia mais

Estatuto Federal Lei n o 8.112/1990

Estatuto Federal Lei n o 8.112/1990 C a p í t u l o 5 Estatuto Federal Lei n o 8.112/1990 5.1. Cargos Públicos, Provimento e Vacância Questão 1. Questão 2. (Cespe/Analista/Anac/2009) A readaptação, a reversão e a recondução são formas de

Leia mais

SUSPENSÃO DOS DIREITOS POLÍTICOS PERDA DA FUNÇÃO MULTA PROIBIÇÃO DE CONTRATAR COM A ADM. PÚB. PERDA DE BENS E VALORES ILICITAMENTE CONQUISTADOS

SUSPENSÃO DOS DIREITOS POLÍTICOS PERDA DA FUNÇÃO MULTA PROIBIÇÃO DE CONTRATAR COM A ADM. PÚB. PERDA DE BENS E VALORES ILICITAMENTE CONQUISTADOS PENAS RESSARCIMENTO INTEGRAL PERDA DE BENS E VALORES ILICITAMENTE CONQUISTADOS MULTA PERDA DA FUNÇÃO SUSPENSÃO DOS DIREITOS POLÍTICOS PROIBIÇÃO DE CONTRATAR COM A ADM. PÚB. Enriquecimento Ilícito X X (inclusive

Leia mais

Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento do DAP

Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento do DAP Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento do DAP LEGISLAÇÃO DE PESSOAL COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO Regime Jurídico dos Servidores Públicos Federais Lei nº. 8.112/90 Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos

Leia mais

1. Com base no disposto no Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos do Estado do Rio Grande do Sul, assinale a assertiva correta:

1. Com base no disposto no Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos do Estado do Rio Grande do Sul, assinale a assertiva correta: 1. Com base no disposto no Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos do Estado do Rio Grande do Sul, assinale a assertiva correta: a) Os cargos públicos estaduais, acessíveis exclusivamente aos brasileiros,

Leia mais

LEI ORDINÁRIA Nº 2.912/11 DE 6 DE MAIO DE 2011.

LEI ORDINÁRIA Nº 2.912/11 DE 6 DE MAIO DE 2011. LEI ORDINÁRIA Nº 2.912/11 DE 6 DE MAIO DE 2011. Institui o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos do Município de Gramado e dá outras providências TÍTULO I Das Disposições Preliminares Art. 1.º

Leia mais

REGIME JURÍDICO ÚNICO. TÍTULO II - Do Provimento, Vacância, Remoção, Redistribuição e substituição.

REGIME JURÍDICO ÚNICO. TÍTULO II - Do Provimento, Vacância, Remoção, Redistribuição e substituição. REGIME JURÍDICO ÚNICO FICHA REGIME JURÍDICO ÚNICO DOS SERVIDORES TÍTULO I - Das Disposições Preliminares. TÍTULO II - Do Provimento, Vacância, Remoção, Redistribuição e substituição. TÍTULO III - Dos Direitos

Leia mais

PONTO 1: Formas de Provimento PONTO 2: Formas de Vacância 1. FORMAS DE PROVIMENTO DE CARGO: READAPTAÇÃO: Art. 24 da Lei 8.112/90.

PONTO 1: Formas de Provimento PONTO 2: Formas de Vacância 1. FORMAS DE PROVIMENTO DE CARGO: READAPTAÇÃO: Art. 24 da Lei 8.112/90. 1 DIREITO ADMINISTRATIVO PONTO 1: Formas de Provimento PONTO 2: Formas de Vacância 1. FORMAS DE PROVIMENTO DE CARGO: READAPTAÇÃO: Art. 24 da Lei 8.112/90. Readaptação envolve a troca de cargo, sem concurso

Leia mais

ESTÁGIO PROBATÓRIO DEFINIÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES

ESTÁGIO PROBATÓRIO DEFINIÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES ESTÁGIO PROBATÓRIO DEFINIÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES DEFINIÇÃO Período de avaliação do servidor recém-nomeado para cargo efetivo, correspondente

Leia mais

Estatuto do servidor público do Tocantins Lei 1818/2007

Estatuto do servidor público do Tocantins Lei 1818/2007 Estatuto do servidor público do Tocantins Lei 1818/2007 1 Lei 1818/2007 O estatuto regulamenta as relações(férias, licenças, afastamentos, vantagens) entre o servidor e o seu empregador, o Estado. Quem

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Pró-Reitoria de Recursos Humanos Departamento de Administração de Pessoal

Universidade Federal de Minas Gerais Pró-Reitoria de Recursos Humanos Departamento de Administração de Pessoal FÉRIAS Cód.: FER Nº: 55 Versão: 10 Data: 05/12/2014 DEFINIÇÃO Período de descanso remunerado com duração prevista em lei. REQUISITOS BÁSICOS 1. Servidor efetivo: - Possuir 12 (doze) meses de efetivo exercício

Leia mais

É o retorno do servidor posto em disponibilidade. A disponibilidade não é uma forma de punição, é uma garantia do servidor.

É o retorno do servidor posto em disponibilidade. A disponibilidade não é uma forma de punição, é uma garantia do servidor. Turma e Ano: TJ ANALISTA JUDICIÁRIO e EXECUTANTE (2014) Matéria / Aula: Estatuto dos Servidores / Aula 2 Professor: Marcelo Chaves Monitor: Juliana Louzada FORMAS DE PROVIMENTO: Recondução: Segundo a Constituição,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988 Emendas Constitucionais Emendas Constitucionais de Revisão Ato das Disposições

Leia mais

ESTATUTO DO SERVIDOR PÚBLICO MUNICIPAL

ESTATUTO DO SERVIDOR PÚBLICO MUNICIPAL ESTATUTO DO SERVIDOR PÚBLICO MUNICIPAL DA PREFEITURA MUNICIPAL DE COCOS - BA LEI N 517, DE 28 DE ABRIL DE 2008. Dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos municipais e dá outras providências.

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Page 1 of 62 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 8.112, DE 11 DE DEZEMBRO DE 1990 Texto compilado Mensagem de veto Dispõe sobre o regime jurídico dos servidores

Leia mais

Lei nº 8.112, de 11/12/90. Dispõe sobre o Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União, das Autarquias e das Fundações Públicas Federais.

Lei nº 8.112, de 11/12/90. Dispõe sobre o Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União, das Autarquias e das Fundações Públicas Federais. Lei nº 8.112, de 11/12/90 Dispõe sobre o Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União, das Autarquias e das Fundações Públicas Federais. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional

Leia mais

NORMAS APLICÁVEIS AOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS

NORMAS APLICÁVEIS AOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS Técnico dos Tribunais TRE, TRF e TRT Sumário NORMAS APLICÁVEIS AOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS Regime jurídico dos servidores públicos civis da União... 1 Lei nº 8.112/90, 1. Testes de Normas Aplicáveis

Leia mais

ESTÁGIO PROBATÓRIO. Universidade Federal Fluminense

ESTÁGIO PROBATÓRIO. Universidade Federal Fluminense ESTÁGIO PROBATÓRIO Lei nº 12.772 de 28 de Dezembro de 2012 Dispõe sobre a estruturação do Plano de Carreiras e Cargos do Magistério Federal; - sobre a Carreira do Magistério Superior, de que trata a Lei

Leia mais

LEI Nº 8.112, DE 11 DE DEZEMBRO DE 1990

LEI Nº 8.112, DE 11 DE DEZEMBRO DE 1990 LEI Nº 8.112, DE 11 DE DEZEMBRO DE 1990 Dispõe sobre o Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União, das Autarquias e das Fundações Públicas Federais. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA; Faço saber que

Leia mais

Título V Dos Direitos e Vantagens...14 Capítulo I Do Vencimento e da Remuneração...14 Capítulo II Das Vantagens...15 Seção I Das Indenizações...

Título V Dos Direitos e Vantagens...14 Capítulo I Do Vencimento e da Remuneração...14 Capítulo II Das Vantagens...15 Seção I Das Indenizações... ÍNDICE Título I Disposições Preliminares...05 Título II Do Provimento e da Vacância...06 Capítulo I Do Provimento...06 Seção I Disposições Gerais...06 Seção II Do Concurso Público...06 Seção II Da Nomeação...06

Leia mais

NORMAS APLICÁVEIS AOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS

NORMAS APLICÁVEIS AOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS Técnico dos Tribunais TRE, TRF e TRT Sumário NORMAS APLICÁVEIS AOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS Regime jurídico dos servidores públicos civis da União... 1 Lei nº 8.112/90, 1. Testes de Normas Aplicáveis

Leia mais

LEIS EXTRAVAGANTES DE DIREITO ADMINISTRATIVO

LEIS EXTRAVAGANTES DE DIREITO ADMINISTRATIVO LEIS EXTRAVAGANTES DE DIREITO ADMINISTRATIVO SUMÁRIO UNIDADE 1 Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União (Lei n 8.112/90) 1.1 Provimento 1.2 Vacância 1.3 Regime Disciplinar UNIDADE 2 Processo

Leia mais

LEI Nº 679 DE 25 DE SETEMBRO DE 2001

LEI Nº 679 DE 25 DE SETEMBRO DE 2001 LEI Nº 679 DE 25 DE SETEMBRO DE 2001 Dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Primavera do Leste, Estado de Mato Grosso e de suas Autarquias e Fundações e dá outras Providências.

Leia mais

REGIME JURÍDICO ÚNICO DOS SERVIDORES PÚBLICOS CIVIS DO ESTADO E DAS AUTARQUIAS E FUNDAÇÕES PÚBLICAS ESTADUAIS

REGIME JURÍDICO ÚNICO DOS SERVIDORES PÚBLICOS CIVIS DO ESTADO E DAS AUTARQUIAS E FUNDAÇÕES PÚBLICAS ESTADUAIS MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA SETOR DE INFORMAÇÕES JURÍDICAS REGIME JURÍDICO ÚNICO DOS SERVIDORES PÚBLICOS CIVIS DO ESTADO E DAS AUTARQUIAS E FUNDAÇÕES

Leia mais

MATERIAL DE APOIO PROFESSOR. 5 a. edição (Atualizada até a MP 479/09)

MATERIAL DE APOIO PROFESSOR. 5 a. edição (Atualizada até a MP 479/09) CURSO REGULAR TRT REPRISE Disciplina: Direito Administrativo Prof. Luís Gustavo MATERIAL DE APOIO PROFESSOR NOTAS DE AULA LEI 8.112/90 (ESTATUTO DO SERVIDOR PÚBLICO FEDERAL) 5 a. edição (Atualizada até

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 13/2007 A CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO, ESTADO DO PARANÁ

LEI COMPLEMENTAR Nº 13/2007 A CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO, ESTADO DO PARANÁ LEI COMPLEMENTAR Nº 13/2007 Súmula: Dispõe sobre o Regime Jurídico dos Servidores Públicos do Município de Castro, e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO, ESTADO DO PARANÁ D E C R E T A

Leia mais

AULA 02 ROTEIRO CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 5º; 37-41; 205 214; 227 229 LEI 8.069 DE 13/07/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E C A PARTE 02

AULA 02 ROTEIRO CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 5º; 37-41; 205 214; 227 229 LEI 8.069 DE 13/07/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E C A PARTE 02 AULA 02 ROTEIRO CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 5º; 37-41; 205 214; 227 229 LEI 8.069 DE 13/07/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E C A PARTE 02 CAPÍTULO VII DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA SEÇÃO I DISPOSIÇÕES

Leia mais

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL E REFORMA DO ESTADO SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA SRH Nº 2, DE 14 DE OUTUBRO DE 1998

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL E REFORMA DO ESTADO SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA SRH Nº 2, DE 14 DE OUTUBRO DE 1998 MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL E REFORMA DO ESTADO SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA SRH Nº 2, DE 14 DE OUTUBRO DE 1998 Dispõe sobre as regras e procedimentos a serem adotados pelos

Leia mais

comissivo praticado no desempenho do cargo ou função, ou fora deles.

comissivo praticado no desempenho do cargo ou função, ou fora deles. Julgue os itens abaixo: 1. É dever do servidor público federal atender com presteza a todas as requisições realizadas pelo contribuinte. 2. É dever do servidor público federal ser leal ao chefe imediato.

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Imprimir "Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial do Estado." LEI Nº 6.677 DE 26 DE SETEMBRO DE 1994 Dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Públicos Civis do Estado da Bahia, das Autarquias

Leia mais

ATO Nº 56/2012. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO Nº 56/2012. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO Nº 56/2012 Dispõe sobre a concessão da gratificação natalina aos magistrados e servidores do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO,

Leia mais

Estatuto dos Servidores Civis do Estado

Estatuto dos Servidores Civis do Estado Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso do Sul Estatuto dos Servidores Civis do Estado Atualizado até 25 de janeiro de 2012. Tribunal de Justiça Campo Grande - MS Tribunal de Justiça do Estado de Mato

Leia mais

ESTATUTO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO

ESTATUTO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO 1 / 43 ESTATUTO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO LEI Nº 8.989, DE 29 DE OUTUBRO DE 1979 Dispõe sobre o Estatuto dos Funcionários Públicos do Município de São Paulo e dá providências

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO ARAGUAIA Av. Carlos Hugueney, 552 - Centro - CEP.: 78.780-000 Tel/Fax.: (065) 481 1139-481 1431

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO ARAGUAIA Av. Carlos Hugueney, 552 - Centro - CEP.: 78.780-000 Tel/Fax.: (065) 481 1139-481 1431 LEI N.º 761/93 Dispõe sobre o Estatuto do Magistério Público municipal de Alto Araguaia. O Prefeito Municipal de Alto Araguaia, Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições legais, faço saber que

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE CAÇADOR, faço saber a todos os habitantes do Município, que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte

O PREFEITO MUNICIPAL DE CAÇADOR, faço saber a todos os habitantes do Município, que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte LEI COMPLEMENTAR nº 056, de 20 de dezembro de 2004. Dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Públicos Civis do Município de Caçador e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE CAÇADOR, faço saber a

Leia mais

DISPÕE SOBRE O ESTATUTO E O REGIME JURÍDICO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE EMBU, DE SUAS AUTARQUIAS E FUNDAÇÕES.

DISPÕE SOBRE O ESTATUTO E O REGIME JURÍDICO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE EMBU, DE SUAS AUTARQUIAS E FUNDAÇÕES. LEI COMPLEMENTAR Nº 137 DE 12 DE MARÇO DE 2010. DISPÕE SOBRE O ESTATUTO E O REGIME JURÍDICO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE EMBU, DE SUAS AUTARQUIAS E FUNDAÇÕES. FRANCISCO NASCIMENTO DE BRITO,

Leia mais

LEI Nº 1.794 DE 30 DE DEZEMBRO DE 2009

LEI Nº 1.794 DE 30 DE DEZEMBRO DE 2009 LEI Nº 1.794 DE 30 DE DEZEMBRO DE 2009 Institui o Regime Jurídico Estatutário dos Servidores Públicos do Município de Rio Branco, suas Autarquias e Fundações Públicas, transforma empregos em cargos públicos,

Leia mais

ORIGEM: Parecer n 179/2005 da Procuradoria Jurídica

ORIGEM: Parecer n 179/2005 da Procuradoria Jurídica ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANT ANA DO LIVRAMENTO Palácio Moisés Viana Unidade Central de Controle Interno PARECER Nº 073/05 ENTIDADE SOLICITANTE: Procuradoria Jurídica FINALIDADE:

Leia mais

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei: TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei: TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES LEI Nº 1.818, DE 23 DE AGOSTO DE 2007. Publicada no Diário Oficial nº 2.478 Dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Públicos Civis do Estado do Tocantins. O Governador do Estado do Tocantins Faço saber

Leia mais

LEI Nº. 2.898/2006, DE 31 DE MARÇO DE 2006 ESTATUTO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE ARACRUZ ES Título I Do Regime Jurídico Estatutário Capítulo I

LEI Nº. 2.898/2006, DE 31 DE MARÇO DE 2006 ESTATUTO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE ARACRUZ ES Título I Do Regime Jurídico Estatutário Capítulo I LEI Nº. 2.898/2006, DE 31 DE MARÇO DE 2006 ESTATUTO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE ARACRUZ ES Título I Do Regime Jurídico Estatutário Capítulo I Disposições Preliminares art.1º Capítulo II Do Provimento

Leia mais

Estatuto do Servidor Público Civil do Estado do Piauí atualizado até a Lei Complementar Estadual nº 101 de 29.04.2008.

Estatuto do Servidor Público Civil do Estado do Piauí atualizado até a Lei Complementar Estadual nº 101 de 29.04.2008. GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA UNIDADE DE CORREGEDORIA DA POLÍCIA CIVIL GERÊNCIA DE POLÍCIA JUDICIÁRIA GPJ Estatuto do Servidor Público Civil do Estado do Piauí atualizado até

Leia mais

CURSO ON-LINE NORMAS APLICÁVEIS AOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS TRE/ES - TODOS OS CARGOS TEORIA E EXERCÍCIOS PROFESSOR: ANDERSON LUIZ.

CURSO ON-LINE NORMAS APLICÁVEIS AOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS TRE/ES - TODOS OS CARGOS TEORIA E EXERCÍCIOS PROFESSOR: ANDERSON LUIZ. Aula 04 Assunto: Exercícios 60 questões (da 81ª à 140ª) 81. (CESPE/MEC/2009) Considere a seguinte situação hipotética. Maria e seu esposo, Gabriel, residem no interior do estado de Goiás. Maria é estudante

Leia mais

O Regime Jurídico Estatutário dos Funcionários Públicos do Município de Bom Jesus dos Perdões.

O Regime Jurídico Estatutário dos Funcionários Públicos do Município de Bom Jesus dos Perdões. O Regime Jurídico Estatutário dos Funcionários Públicos do Município de Bom Jesus dos Perdões. A Câmara Municipal, usando de suas atribuições legais, faz saber que aprova e o Prefeito sanciona e promulga

Leia mais

REGIME JURÍDICO ÚNICO DOS SERVIDORES DO ESTADO E DAS AUTARQUIAS E FUNDAÇÕES PÚBLICAS ESTADUAIS NATAL - RN

REGIME JURÍDICO ÚNICO DOS SERVIDORES DO ESTADO E DAS AUTARQUIAS E FUNDAÇÕES PÚBLICAS ESTADUAIS NATAL - RN RIO GRANDE DO NORTE REGIME JURÍDICO ÚNICO DOS SERVIDORES DO ESTADO E DAS AUTARQUIAS E FUNDAÇÕES PÚBLICAS ESTADUAIS NATAL - RN REGIME JURÍDICO ÚNICO DOS SERVIDORES DO ESTADO E DAS AUTARQUIAS E FUNDAÇÕES

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CONTROLADORIA DO MUNICÍPIO DE PORTO UNIÃO - CMPU UNIDADE OPERACIONAL DE CONTROLE INTERNO

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CONTROLADORIA DO MUNICÍPIO DE PORTO UNIÃO - CMPU UNIDADE OPERACIONAL DE CONTROLE INTERNO LEI Nº 2.055, DE 20 DE OUTUBRO DE 1994. Institui o Regime Jurídico Único Para Os Servidores Públicos Do Município, Das Fundações e Autarquias Instituídas E Mantidas Pelo Município, Estabelece Diretrizes

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE INDAIATUBA

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE INDAIATUBA LEI N.º 1.402 DE 30 DE DEZEMBRO DE 1975. Dispõe sobre o Estatuto dos Funcionários Públicos do Município de Indaiatuba. ROMEU ZERBINI, Prefeito Municipal de Indaiatuba, usando das atribuições que lhe são

Leia mais

ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS

ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS 1 ÍNDICE TÍTULO I CAPÍTULO ÚNICO Das Disposições Preliminares (arts. 1º a 4º) TÍTULO II Do Provimento, Vacância, Remoção, Redistribuição e Substituição (arts. 5º a 43)

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR LEI Nº 5.247, DE 26 DE JULHO DE 1991. INSTITUI O REGIME JURÍDICO ÚNICO DOS SERVIDORES PÚBLICOS CIVIS DO ESTADO DE ALAGOAS, DAS AUTARQUIAS E DAS FUNDAÇÕES PÚBLICAS

Leia mais

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO ATO Nº 20/2005 (Revogado pelo Ato nº 56/2012) Dispõe sobre a concessão da gratificação natalina aos servidores do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO

Leia mais

LEI N. 1.494 DE 16 DE JULHO DE 2008.

LEI N. 1.494 DE 16 DE JULHO DE 2008. Protocolo Recebido - E Assinatura Protocolo n L a 3% Q Hora:_ M : ^Ü h. MUNICÍPIO LEI N. 1.494 DE 16 DE JULHO DE 2008. EMENTA: DISPÕE SOBRE O ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DO IPOJUCA E

Leia mais

Em 21 de agosto de 2014, a Reitora da Universidade Federal de São João del- Rei UFSJ, usando de suas atribuições, e considerando:

Em 21 de agosto de 2014, a Reitora da Universidade Federal de São João del- Rei UFSJ, usando de suas atribuições, e considerando: ORDEM DE SERVIÇO N o 062/2014 Em 21 de agosto de 2014, a Reitora da Universidade Federal de São João del- Rei UFSJ, usando de suas atribuições, e considerando: - a Lei n o 8.112 de 11 de dezembro de 1990,

Leia mais

LEI Nº 7.169, DE 30 DE AGOSTO DE 1996 Republicada em 7/9/1996

LEI Nº 7.169, DE 30 DE AGOSTO DE 1996 Republicada em 7/9/1996 LEI Nº 7.169, DE 30 DE AGOSTO DE 1996 Republicada em 7/9/1996 Institui o Estatuto dos Servidores Públicos do Quadro Geral de Pessoal do Município de Belo Horizonte vinculados à administração direta, (VETADO)

Leia mais

Serviço de Administração de Pessoal. Seape

Serviço de Administração de Pessoal. Seape Serviço de Administração de Pessoal Seape Considerações da Lei 8.112/1990 e Outras Orientações aos Candidatos Classificados Carlos Viana Chefe do Serviço de Administração de Pessoal PROVIMENTO Requisitos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOSSORÓ

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOSSORÓ LEI COMPLEMENTAR Nº 29, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2008 Dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos do Município de Mossoró e das fundações públicas - Estatuto do Servidor Municipal. A PREFEITA MUNICIPAL

Leia mais

REVISÃO DO ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOSCIVIS DO ESTADO DE MINAS GERAISMINUTA DE PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR

REVISÃO DO ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOSCIVIS DO ESTADO DE MINAS GERAISMINUTA DE PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR REVISÃO DO ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOSCIVIS DO ESTADO DE MINAS GERAISMINUTA DE PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Públicos Civis do Estado de Minas Gerais. TÍTULO I

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURINHOS Estado de São Paulo Secretaria Municipal de Administração

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURINHOS Estado de São Paulo Secretaria Municipal de Administração LEI COMPLEMENTAR Nº. 474 De 22 de junho de 2006. Dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Ourinhos e dá outras providências. A Câmara Municipal de Ourinhos, aprovou em sessão do

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR N.º 133 DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013

LEI COMPLEMENTAR N.º 133 DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013 LEI COMPLEMENTAR N.º 133 DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013 Estatuto dos Servidores Públicos Municipais Não-Me-Toque/RS Não-Me-Toque/RS, 12 de novembro de 2013. 1 LEI COMPLEMENTAR N.º 133 DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013

Leia mais

EMENTA: Institui o Regime Jurídico dos Servidores Públicos do Município de Duque de Caxias e dá outras providências.

EMENTA: Institui o Regime Jurídico dos Servidores Públicos do Município de Duque de Caxias e dá outras providências. EMENTA: Institui o Regime Jurídico dos Servidores Públicos do Município de Duque de Caxias e dá outras providências. A Câmara Municipal de Duque de Caxias, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Título

Leia mais

Institui o Estatuto dos Servidores Públicos do Estado de Minas Gerais.

Institui o Estatuto dos Servidores Públicos do Estado de Minas Gerais. Projeto de lei complementar Institui o Estatuto dos Servidores Públicos do Estado de Minas Gerais. TÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Esta lei institui o Estatuto dos Servidores Públicos do Estado

Leia mais

É o empregado, o requisitado, o contratado para função de confiança da administração superior e o titular de órgão executivo de direção superior.

É o empregado, o requisitado, o contratado para função de confiança da administração superior e o titular de órgão executivo de direção superior. 1/7 1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para concessão de licenças. 2. CONCEITOS 2.1. Beneficiado É o empregado, o requisitado, o contratado para função de confiança da administração superior e o titular

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS LEI COMPLEMENTAR N.º 008, de 16 de novembro de 1999. Institui o Estatuto dos Servidores Públicos da Administração Direta e Indireta dos Poderes do Município de Palmas. Faço saber que a CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES LEI COMPLEMENTAR Nº 107, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2006. Dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos do Município de Dourados e de suas autarquias e fundações públicas. O PREFEITO MUNICIPAL DE DOURADOS,

Leia mais

FÉRIAS DEFINIÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES

FÉRIAS DEFINIÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES FÉRIAS DEFINIÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES DEFINIÇÃO Período de descanso remunerado com duração prevista em lei (Lei 8.112/90 artigos 77 a 80).

Leia mais

EXTRATO DE CONTRATO DE LOCAÇÃO/2014

EXTRATO DE CONTRATO DE LOCAÇÃO/2014 Criado pela Lei Complementar Nº 15 de 02/07/2004 Edição 2055 Ponta Porã-MS, 12 de Agosto de 2014 Poder Executivo Extratos EXTRATO DE CONTRATO DE LOCAÇÃO/2014 Contrato de Locação nº 021/2014. Partes: Município

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº. 014. DE 18 DE DEZEMBRO DE 1992 (TEXTO ATUALIZADO)

LEI COMPLEMENTAR Nº. 014. DE 18 DE DEZEMBRO DE 1992 (TEXTO ATUALIZADO) LEI COMPLEMENTAR Nº. 014. DE 18 DE DEZEMBRO DE 1992 (TEXTO ATUALIZADO) 1 Dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Ubá. O Povo do Município de Ubá, por seus representantes, decretou,

Leia mais

I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES SUMÁRIO Manifestações sobre a 8.ª edição Palavras do leitor Citações por Ministros do Superior Tribunal de Justiça Ministros do Tribunal de Contas da União Obras e publicações do autor Livros publicados

Leia mais

Dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Águas Formosas.

Dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Águas Formosas. LEI COMPLEMENTAR MUNICIPAL Nº 1.206/07 Dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Águas Formosas. O Povo do Município de Águas Formosas /MG, por seus representantes, na Câmara Municipal,

Leia mais

Estatuto do Servidor.Funcionários Civis do Paraná Lei 6174/70 - Texto da Lei. Lei nº 6174. Data 16 de novembro de 1970. Data DIOE 20/11/1970

Estatuto do Servidor.Funcionários Civis do Paraná Lei 6174/70 - Texto da Lei. Lei nº 6174. Data 16 de novembro de 1970. Data DIOE 20/11/1970 Estatuto do Servidor.Funcionários Civis do Paraná Lei 6174/70 - Texto da Lei Lei nº 6174 Data 16 de novembro de 1970 Data DIOE 20/11/1970 Súmula: Estabelece o regime Jurídico dos funcionários civis do

Leia mais

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO. Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO. Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado CONSTITUIÇÃO FEDERAL Art. 41. São estáveis após três anos de efetivo exercício os servidores nomeados para cargo de provimento efetivo em virtude

Leia mais

Prof. Gustavo Knoplock Estatuto Federal Lei nº 8.112/1990

Prof. Gustavo Knoplock Estatuto Federal Lei nº 8.112/1990 I - PROVIMENTO E VACÂNCIA 01- (CESPE TRF 1ª Região JUIZ FEDERAL/2009) Readaptação é a investidura do servidor em cargo de atribuições e responsabilidades compatíveis com a limitação que tenha sofrido em

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 064 DE 01 DE NOVEMBRO DE 2005.

LEI COMPLEMENTAR Nº 064 DE 01 DE NOVEMBRO DE 2005. LEI COMPLEMENTAR Nº 064 DE 01 DE NOVEMBRO DE 2005. Dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Cajamar e dá outras providências. Atualizado com: Lei Complementar nº 093, de 20 de novembro

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL GOIANO ASSESSORIA INTERNACIONAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL GOIANO ASSESSORIA INTERNACIONAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL GOIANO ASSESSORIA INTERNACIONAL REGULAMENTO GERAL PARA AFASTAMENTO DE SERVIDOR DO INSTITUTO FEDERAL GOIANO PARA

Leia mais

Lei Ordinária 6174/1970 - Estatuto do Funcionário Público Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Paraná

Lei Ordinária 6174/1970 - Estatuto do Funcionário Público Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Paraná Lei Ordinária 6174/1970 - Estatuto do Funcionário Público Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Paraná Lei nº 6174/70, de 16 de novembro de 1970, publicado no DIOE 20/11/1970 Súmula: Estabelece o

Leia mais

LEI Nº 6.677 DE 26 DE SETEMBRO DE 1994 [Download]

LEI Nº 6.677 DE 26 DE SETEMBRO DE 1994 [Download] LEI Nº 6.677 DE 26 DE SETEMBRO DE 1994 [Download] Dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Públicos Civis do Estado da Bahia, das Autarquias e das Fundações Públicas Estaduais. O GOVERNADOR DO ESTADO DA

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 57 17/7/2012 15:11 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 8.112, DE 11 DE DEZEMBRO DE 1990 Texto compilado Mensagem de veto Dispõe sobre o regime jurídico dos

Leia mais

. Estatuto do Servidor.Funcionários Civis do Paraná Lei 6174/70 - Texto da Lei

. Estatuto do Servidor.Funcionários Civis do Paraná Lei 6174/70 - Texto da Lei . Estatuto do Servidor.Funcionários Civis do Paraná Lei 6174/70 - Texto da Lei Lei nº 6174 Data 16 de novembro de 1970 Data DIOE 20/11/1970 Súmula: Estabelece o regime Jurídico dos funcionários civis do

Leia mais

TÍTULO I CAPÍTULO ÚNICO. Das Disposições Preliminares

TÍTULO I CAPÍTULO ÚNICO. Das Disposições Preliminares LEI Nº 1.904, DE 10 DE DEZEMBRO DE 1997 Dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Pitangueiras. ELISIO LEONE, Prefeito do Município de Pitangueiras, do Estado de São Paulo, no uso

Leia mais

Estatuto dos Servidores Públicos da Administração Direta, Autarquias e Fundações Públicas do Município de Maracanaú

Estatuto dos Servidores Públicos da Administração Direta, Autarquias e Fundações Públicas do Município de Maracanaú TÍTULO I Estatuto dos Servidores Públicos da Administração Direta, Autarquias e Fundações Públicas do Município de Maracanaú SUMÁRIO Das Disposições Preliminares ( Arts. 1º ao 5º )...Página 2 TÍTULO II

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR ESTADUAL Nº 122, DE 30 DE JUNHO DE 1994

LEI COMPLEMENTAR ESTADUAL Nº 122, DE 30 DE JUNHO DE 1994 LEI COMPLEMENTAR ESTADUAL Nº 122, DE 30 DE JUNHO DE 1994 Dispõe sobre o regime jurídico único dos servidores públicos civis do Estado e das autarquias e fundações públicas estaduais, e institui o respectivo

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 39, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1993. FAÇO SABER que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte Lei Complementar:

LEI COMPLEMENTAR Nº 39, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1993. FAÇO SABER que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte Lei Complementar: LEI COMPLEMENTAR Nº 39, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1993 "Dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Públicos Civis do Estado do Acre, das Autarquias e das Fundações Públicas, instituídas e mantidas pelo Poder Público."

Leia mais

Secretaria de Recursos Humanos

Secretaria de Recursos Humanos FÉRIAS CONCESSÃO/PAGAMENTO/INTERRUPÇÃO 1 - A cada exercício correspondente ao ano civil, os servidores fazem jus a trinta dias de férias? Resposta: sim, ressalvados os seguintes casos: I - o servidor que

Leia mais

ESTATUTO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DO ESTADO DE PERNAMBUCO

ESTATUTO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DO ESTADO DE PERNAMBUCO ESTATUTO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DO ESTADO DE PERNAMBUCO LEI Nº 6.123, DE 20 DE JULHO DE 1968. O GOVERNADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO: Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte

Leia mais

MUNICÍPIO DE TAGUATINGA GABINETE DO EXECUTIVO

MUNICÍPIO DE TAGUATINGA GABINETE DO EXECUTIVO Lei n. 404/2011 Taguatinga TO, 13 de junho de 2011. Dispõe sobre o Regime Jurídico dos Servidores Públicos do Município de Taguatinga - TO, e dá outras providências. A Prefeita do Município de Taguatinga

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei Complementar:

O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei Complementar: LEI COMPLEMENTAR Nº 68, DE 09 DE DEZEMBRO DE 1992. DOE Nº 2674, DE 09 DE DEZEMBRO DE 1992 SUPLEMENTO. DOE Nº 2741, DE 23 DE MARÇO DE 1993 ERRATA. ALTERAÇÕES: C O N S O L I D A D A = = = = = = = = = = =

Leia mais