Início do curso de Engenharia Civil

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Início do curso de Engenharia Civil"

Transcrição

1 Informativo da Faculdade de Engenharia de Minas Gerais - Ano VI - N 25 - agosto de 2013 Início do curso de Engenharia Civil O curso foi autorizado com nota 4 pelo MEC Em abril de 2013 foi divulgada no DOU, Diário Oficial da União, a Portaria SERES 152 de 02/04/2013 que autorizou o curso de bacharelado em Engenharia Civil da FEAMIG. A Comissão Avaliadora do MEC realizou uma visita in loco à FEAMIG em novembro do ano passado e, após determinar conceitos a cada um dos indicadores das 3 dimensões do curso (organização didático-pedagógica; corpo docente e tutorial; e infraestrutura) e, de acordo com os requisitos legais e normativos, o conceito final do curso resultou em nota 4. Esse conceito obtido (nota 4, em um máximo de 5) reflete o árduo trabalho realizado pelo Instituto Educacional Cândida de Souza, mantenedora da Faculdade, e pela FEA- MIG, representada por sua Diretoria Acadêmica, professores e funcionários. Com o Curso de Engenharia Civil, a FEAMIG amplia sua oferta de cursos de graduação e recebe essa notícia pouco após completar 50 anos. No segundo semestre de 2013, tiveram início as primeiras turmas do curso. No final do ano serão oferecidas mais 100 vagas sendo 50 para a manhã e 50 para a noite. Mais informações estão disponíveis no site

2 2 A prática das visitas técnicas Nova Coordenação para os Cursos Técnicos No Foto: Arquivo Institucional primeiro semestre deste ano o Engenheiro Renato Souza Brum assumiu a Coordenação dos Cur- Eng. Renato Brum assume Coordenações de Cursos do CENTROMIG sos Técnicos do CENTROMIG, Centro de Formação Tecnológica de Minas Gerais. O CENTROMIG oferece os cursos Técnicos em Agrimensura, Segurança do Trabalho e Pós-técnico em Georreferenciamento de Imóveis Rurais, este último Coordenado pelo Prof. Eduardo Ribas. Renato é Engenheiro Agrimensor formado pela FEAMIG. É funcionário da Instituição desde 1999 e atualmente cursa o Mestrado de Geotecnia em Pavimentos, fruto de uma parceria entre a FEAMIG e a UFOP, Universidade Federal de Ouro Preto. O CENTROMIG é um colégio técnico fundado pelo Instituto Educacional Cândida de Souza e funciona no mesmo local que abriga também a sede do Instituto e a Unidade Floresta da FEAMIG. / (31) Foto: Arquivo FEAMIG Alunos de Engenharia de Produção fazem visita técnica à Essencis A FEAMIG busca sempre aliar a teoria com a prática. No curso de Engenharia de Agrimensura os alunos fazem aulas práticas na própria Faculdade e também no Campus Rural da FEAMIG, em Betim. Já nos cursos de Pós-graduação e no curso de Engenharia de Produção, além das aulas na Faculdade, a FEAMIG, junto com seus docentes, estabelece contatos com empresas para a realização de visitas técnicas. Em disciplinas como Resíduos Sólidos, Impactos Ambientais, Operações e Processos Unitários, entre outras, as visitas são frequentes. As visitas são de extrema importância para alunos e empresas. Para os alunos é fundamental vivenciar na prática o que foi visto dentro de sala. Além disso, permitem que o aluno amplie seu conhecimento sobre a grande variedade de processos industriais existentes, o que no caso do engenheiro de produção, por exemplo, é extremamente relevante já que ele tem habilitação para atuar em diversas áreas. Toda visita é uma chance de aprimorar também o networking entre alunos e profissionais. Do ponto de vista das organizações é interessante manter esse contato com Faculdades, já que ao lidar com estudantes há sempre uma troca de ideias e conhecimentos que podem ser relevantes, além do que muitos deles poderão ser futuros funcionários da empresa. No primeiro semestre de 2013 algumas das visitas realizadas foram: pela disciplina de Resíduos Sólidos, com a Profa. Suzana Viegas, à CRT Essencis MG Soluções Ambientais, em Betim e pela disciplina Tecnologia dos Materiais, com o Prof. José Rubens Gonçalves, à Cauê Cimentos, em Pedro Leopoldo. Para solicitar a inclusão de sua empresa na lista de Visitas Técnicas da FEAMIG, entre em contato no Coluna do Professor A Importância da Avaliação para os Cursos de Engenharia Prof. Cláudio Cançado Atualmente somos inundados por avaliações que são utilizadas na tentativa de buscar qualificar as pessoas, produtos e serviços dentro de padrões de qualidade desejados por quem está avaliando. As pessoas se mostram muito interessadas em opinar ou avaliar os outros, mas não elas mesmas. Pelo ponto de vista dos Cursos de Engenharia, a avaliação do Ministério da Educação, MEC, muitas vezes é criticada em vários aspectos por ser considerada injusta ou pouco adequada à realidade das Instituições. Mas o que acontece quando somos avaliados? Quando somos avaliados, faz-se um balanço que busca ampliar as qualidades e corrigir as deficiências. Busca-se o crescimento profissional e pessoal, um processo de melhoria contínua para se atingir a excelência no que se faz. Quando olhamos para um Curso de Graduação o raciocínio é similar, pois não é um processo pronto e acabado, sendo ligado diretamente aos avanços da área, que são sustentados no crescimento das pessoas e processos. Assim, as avaliações pelas quais passam os Cursos de Engenharia buscam avaliar a qualidade do Curso dentro de parâmetros pré-estabelecidos e constantemente atualizados, no intuito de alcançar excelência no processo de ensino e aprendizagem dentro destas Instituições. Este processo inclui a avaliação da Instituição de Ensino, seus Cursos de Engenharia e o incremento cognitivo, pessoal e profissional do aluno que estuda nesta Instituição. Assim, os Cursos de Engenharia e seus alunos estão unidos na avaliação de sua qualidade, pois a nota alcançada por ambos são extremamente importantes para o conceito da Instituição e peso de seu diploma no mercado, influenciando as relações de trabalho dos alunos, podendo abrir ou fechar portas para uma oportunidade de emprego. Portanto, cabe frisar que tanto a avaliação da Instituição (censo escolar ou in loco) quanto a do aluno pelo Exame Nacional de Desempenho dos Cursos de Graduação, ENADE, são fundamentais para o crescimento institucional e melhoria constante dos processos de ensino e aprendizagem. Logo, a responsabilidade da avaliação dos Cursos de Engenharia é compartilhada pelos alunos, professores, coordenadores, diretores e mantenedoras, visto que o resultado deste processo impacta a todos, seja ele positivo ou negativo. A melhoria constante dos conteúdos das matrizes curriculares, da sala de aula e do aprendizado dos alunos perpassa pelo empenho e responsabilidade dos envolvidos, o que demonstra a importância dos processos avaliativos e do comprometimento de todos, visando a qualidade que almejamos na formação de nossos alunos.

3 3 FEAMIG destaca-se em eventos do 1º semestre Foto: Laura Mattos/EMEPRO Alunos ganharam o prêmio de primeiro lugar na categoria apresentação poster Alunos da FEAMIG participaram de eventos científicos no primeiro semestre de 2013, entre eles o XXXIII Encontro Nacional de Engenharia de Produção, o ENEGEP e o IX Encontro Mineiro de Engenharia de Produção, o EMEPRO. A FEAMIG se destacou mais uma vez no EMEPRO, sendo a Instituição na categoria Faculdade/Centro Universitário com o maior número de artigos aprovados, com um total de 10 artigos. Além disso, dois trabalhos foram premiados com o primeiro e o segundo lugar na categoria apresentação de pôster: Influência dos teores de polímeros e de resíduo mineral nas propriedades mecânicas de um composto plástico e Estudo sobre a reciclagem de embalagens longa vida e a sua utilização na fabricação de móveis. O Prof. Wilson Costa, Coordenador do PIC, Programa de Iniciação Científica de Engenharia de Produção da FEAMIG, afirma que a existência de um Programa de Iniciação Científica que coordena as ações relativas ao TCC da FEAMIG, o envolvimento dos docentes na orientação e ações coordenadas entre Diretoria e Coordenações na institucionalização dos processos têm facilitado a criação da cultura da educação científica na Instituição e a desmistificação do TCC como processo crítico. As consequências disso são que os resultados das pesquisas realizadas para a elaboração TCC têm sido a cada semestre compartilhados em eventos científicos no Brasil e no exterior. O quadro abaixo mostra o nome dos artigos, bem como seus autores, orientadores e eventos nos quais eles foram inscritos. Em tempo O artigo Avaliação do nível de maturidade dos funcionários de micro e pequenas empresas em saúde e Segurança do Trabalho ganhou menção Honra ao Mérito do Congresso Sul Mineiro de Iniciação Científica pelo FESP INOVA, que ocorreu em outubro de O artigo foi escrito pelos alunos da FEAMIG, Bruno Silveira de Carvalho, Daniel Lemos Mesquita, Felipe França Rocha, Jeferson Francisco da Silva e orientado pela Profa. Jocilene Ferreira da Costa. Parabéns aos alunos e à orientadora! Título do trabalho Autores Evento A logística integrada como forma de aumentar a confiabilidade na prestação de serviço: estudo de caso em uma empresa do setor metalúrgico Análise do processo de manutenção de talha de alavanca com foco na gestão do estoque de peças de reposição: um estudo de caso Danielle Pollyanna Freire de Magela; Felipe Fernandes Fonseca; Mariana Elizabeth Ferreira de Moura; Prof. Gabriela Fonseca Parreira (Orientadora) Túlio Prodígios Schoenenkorb; Profa. Gabriela Fonseca Parreira (Orientadora) Análise de produtividade de serviço de acabamento (reboco) na execução de um projeto de construção de um parque aquático Aplicação de ferramentas do dmaic estratégia seis sigma para otimizar o processo de separação entre graus de aço em uma indústria siderúrgica Descarte e armazenamento de lâmpadas fluorescentes: estudo de caso de uma empresa de Santa Luzia - MG Desenvolvimento de um novo compósito plástico de madeira plástica pigmentado com rejeito de mineração Estudo sobre a reciclagem de embalagens longa vida e a sua utilização na fabricação de móveis Processos de comparação do preparo de amostras na determinação de ferro e zinco em gengibre Proposta de implementação dos requisitos das normas regulamentadoras para as atividades de trabalho em altur, que utilizam andaimes Proposta de utilização da metodologia p+l no gerenciamento de resíduos de indústria de estruturas metálicas Proposta para o controle de utilização e destinação final do óleo hidráulico utilizado em equipamentos de uma mina subterrânea: estudo de caso em uma mineradora Antônio Teodoro de Castro; Jaqueline Weingarten de Mattos; Rosilene Pereira dos Santos; Valquiria Pardim Vilaça; Prof. Cláudio Jorge Cançado (Orientador) Alex Araújo Moreira; Domingos Fábio de Carvalho; Fábio Martins de Ávila e Silva; Viviane da Palma Silva; Profa. Flávia Komatsuzaki (Orientadora) Felipe Gonçalves; Ivanildo das Dores Camilo Jean Carlos Souza; Mônica dos Reis Toledo Alves; Profa. Jocilene Ferreira da Costa (Orientadora) Edilson Pacheco de Oliveira; Elcilaine Gisele Sérgio; Evânia Aparecida de Souza; Tiago de Oliveira Peixoto; Prof. Paulo Henrique Campos P. Tavares (Orientador) Fernanda Berigo Alvarenga Pinheiro; Prof. Paulo Marcelo Villani (Orientador) Theles de Oliveira Costa; Prof. Paulo Henrique C. P. Tavares (Orientador) dalson Antonio Ribeiro; Vanderci Rodrigo Pires; Profa. Flávia Komatsuzaki (Orientadora) Bruna Mitraud Bicalho Rodrigues; Laysa Lopes Campos; Rangel Barboza de Abreu; Prof. Cláudio Jorge Cançado (Orientador) Silvania Maria Gomes de Oliveira; Daysiele Vanessa de Faria Silva; Cristiano Silva Gonçalves David Elias Teixeira; Profa. Jocilene Ferreira da Costa (Orientadora) e ENEGEP 2013 Premiado com o 1º lugar na categoria Apresentação Poster Premiado com o 2º lugar na categoria Apresentação Poster ENEGEP 2013 e ENEGEP 2013

4 4 Destaque na Pós-graduação da FEAMIG Alunos ampliam com a Pós conhecimentos adquiridos na Graduação Leandro Campos (esq.), Graduado e Pós-graduado pela EA G, apresenta ar go em Congresso em Porto Alegre Foto: Arquivo FEAMIG O Pós-graduado em Engenharia de Segurança do Trabalho da FEAMIG, Leandro Campos, apresentou um artigo no Congresso sobre Trabalho, Stress e Saúde do ISMA-BR em Porto Alegre, de 18 a 20 de junho de O artigo teve grande repercussão e foi bastante elogiado, além de ter sido um dos mais discutidos do evento. Leandro é Engenheiro de Produção formado na FEAMIG e destaca que em 2012, quando estava concluindo a graduação, teve a orientação dos professores Joéfisson dos Santos e Wilson Costa a respeito das instituições que abriam espaços para publicações e apresentações de trabalhos acadêmicos. Em 2013, quando estava elaborando o Trabalho de Conclusão de Curso da Pós- -graduação, Leandro lembrou das dicas dos professores e foi então que encontrou o congresso de Porto Alegre e submeteu seu artigo (originado do TCC da Pós) à avaliação. Este foi analisado, aprovado e ele foi convocado para apresentação. Segundo o Engenheiro, o trabalho foi um estudo de caso no setor de construção civil no qual foi realizado um levantamento ambiental quanto ao agente de risco vibração. Além de uma análise qualitativa do meio de trabalho e os riscos em exposição, foi realizado um levantamento quantitativo coletando o nível de vibração em três diferentes equipamentos utilizados neste setor, sendo eles o martelete, vibradores de concreto e compactadores de solo. O estudo foi feito com base nas novas diretrizes dadas pela FUN- DACENTRO através das Normas de Higiene Ocupacionais 09 e 10 (NHO-09 e NHO-10). Foi realizada a comparação entre os níveis de vibração que estão dentro dos parâmetros estabelecidos por estas normas e os que estão numa área acima dos limites de exposição. Após estas análises e com base em estudos existentes, foi possível propor algumas medidas mitigadoras a fim de evitar doenças ocupacionais aos trabalhadores expostos a este agente. Leandro foi orientado pelo Professor Luciano Franco e teve apoio também dos Professores Nézio Souza, Andréia Darmastadter e do Coordenador da Pós em Segurança do Trabalho da FEAMIG, Wilson Chaves. A FEAMIG parabeniza todos os envolvidos!

5 5 EM CASO DE SINTOMAS DE GRIPE PROCURE UM MÉDICO.

6 6 Aprendizado até nas férias FEAMIG ofertou vários cursos de extensão em julho Durante o mês de julho e início do mês de agosto o Centro de Extensão da FEAMIG, o CE- NEX, ofertou às comunidades interna e externa vários cursos de extensão. Os cursos foram ministrados por professores da Instituição e profissionais da área e tiveram preços bastante acessíveis. Os cursos ofertados foram: AutoCAD 2013, Pós-processamento GPS geodésico aplicado ao Georreferenciamento de Imóveis Rurais, Ms Project - ferramenta de apoio à gestão de projetos e Topograph. A FEAMIG planeja ampliar ainda mais a oferta de cursos e continuar a realizá-los durante as férias acadêmicas. Cada turma contou apenas com 15 vagas; o objetivo foi o de tornar as aulas dinâmicas e de grande aproveitamento para os alunos. As turmas nham somente 15 vagas, para tornar o curso mais proveitoso O CENEX é coordenado pelo Prof. Paulo Villani, que afirma que ao longo do semestre também serão Foto: Arquivo FEAMIG ofertados minicursos de extensão e nivelamentos de disciplinas, sendo estes, gratuitos. Diminuição nas quedas de energia Foi instalado, em março deste ano, um transformador de energia exclusivo para a Unidade Gameleira da FEAMIG. A Faculdade já havia feito essa solicitação à Companhia de Energia responsável, que realizou a instalação do equipamento e a troca do padrão de energia da Instituição por um mais moderno. Com esse transformador exclusivo visa-se diminuir consideravelmente as interrupções no fornecimento de energia que ocorrem constantemente na região, principalmente em épocas de chuva. Agora o transformador ocupa-se somente da carga da Faculdade, portanto, as cargas de energia de outras instituições e residências próximas não afetam mais diretamente o abastecimento de energia da FEAMIG. Espera-se que com esses novos equipamentos a qualidade do serviço de fornecimento de energia seja melhor, trazendo benefícios para toda a comunidade do entorno e para alunos, professores e funcionários da FEAMIG. EXPEDIENTE O FEAMIG Informa é uma publicação da FEAMIG - Faculdade de Engenharia de Minas Gerais. /feamig Presidente do Instituto Educacional Cândida de Souza Nadyr Conceição Costa Diretor Financeiro do Instituto Educacional Cândida de Souza José Raimundo Martins Diretor Acadêmico da FEAMIG Prof. Fabiano José dos Santos Assessora de Comunicação da FEAMIG Isabela Soares Hatem Colaboração Gláucia Bicalho Editoração e Diagramação Isabela Soares Hatem In Foco Brasil Impressão Gráfica Formato Tiragem exemplares FEAMIG - Unidade Gameleira Rua Gastão Bráulio dos Santos, 837 Nova Gameleira - Belo Horizonte - MG Cep: Tel.: FEAMIG - Unidade Floresta Rua Aquiles Lobo, 524 Floresta - Belo Horizonte - MG Cep: Tel.:

Art. 2º - As horas de docência, extra-classe e de atividades de cada docente estão mostradas no quadro a seguir:

Art. 2º - As horas de docência, extra-classe e de atividades de cada docente estão mostradas no quadro a seguir: Belo Horizonte, 22 de fevereiro de 2010. PORTARIA DIRETORIA ACADÊMICA Nº 003/2010 DESIGNA PROFESSORES DE REGIME DE TEMPO INTEGRAL DA FEAMIG O Diretor da Faculdade de Engenharia de Minas Gerais FEAMIG,

Leia mais

FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS GERAIS FEAMIG PLANO DE MELHORIAS ACADÊMICAS

FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS GERAIS FEAMIG PLANO DE MELHORIAS ACADÊMICAS FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS GERAIS FEAMIG PLANO DE MELHORIAS ACADÊMICAS Fevereiro 2011 PLANO DE MELHORIAS ACADÊMICAS DA FEAMIG Introdução Desde o final do ano de 2007 e o início de 2008, a FEAMIG

Leia mais

DADOS ESTATÍSTICOS DOS CURSOS DE BACHARELADO E DOS CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIAS EM DETERMINADAS ÁREAS DA ADMINISTRAÇÃO

DADOS ESTATÍSTICOS DOS CURSOS DE BACHARELADO E DOS CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIAS EM DETERMINADAS ÁREAS DA ADMINISTRAÇÃO Resultados do ENADE 2012 e do Censo da Educação Superior 2013 dos Cursos de Bacharelado em Administração e dos Cursos Superiores de Tecnologia em determinadas áreas da Administração Bahia Janeiro de 2015

Leia mais

RESOLUÇÃO n o 35 de 16/12/2011- CAS

RESOLUÇÃO n o 35 de 16/12/2011- CAS RESOLUÇÃO n o 35 de 16/12/2011- CAS Estabelece a política de pesquisa, desenvolvimento, inovação e extensão da Universidade Positivo (UP). O CONSELHO ACADÊMICO SUPERIOR (CAS), órgão da administração superior

Leia mais

AÇÕES DA EXTENSÃO PROJETOS 2009 - ENCERRADOS. Programa ESAG Sênior. Coordenador: Mário César Barreto Moraes

AÇÕES DA EXTENSÃO PROJETOS 2009 - ENCERRADOS. Programa ESAG Sênior. Coordenador: Mário César Barreto Moraes AÇÕES DA EXTENSÃO PROJETOS 2009 - ENCERRADOS Programa ESAG Sênior Mário César Barreto Moraes Bolsistas: Vanessa Vidal Riso Danielle Cândido Vecchietti Juliana Oliveira Lima de Souza A busca pro metodologias

Leia mais

Coordenação de Pós-Graduação e Extensão. Legislação sobre cursos de Pós-graduação Lato Sensu e Credenciamento da FACEC

Coordenação de Pós-Graduação e Extensão. Legislação sobre cursos de Pós-graduação Lato Sensu e Credenciamento da FACEC Coordenação de Pós-Graduação e Extensão Legislação sobre cursos de Pós-graduação Lato Sensu e Credenciamento da FACEC Os cursos de especialização em nível de pós-graduação lato sensu presenciais (nos quais

Leia mais

EDITAL/CHAMADA DE INSCRIÇÃO N 05/2013 Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação - Campus Campo Mourão - DIRPPG-CM 2º. Semestre 2013

EDITAL/CHAMADA DE INSCRIÇÃO N 05/2013 Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação - Campus Campo Mourão - DIRPPG-CM 2º. Semestre 2013 Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação-Campus Campo Mourão 1 EDITAL/CHAMADA DE INSCRIÇÃO N 05/2013 Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Leia mais

REGULAMENTO DA SEMANA DA ENGENHARIA

REGULAMENTO DA SEMANA DA ENGENHARIA REGULAMENTO DA SEMANA DA ENGENHARIA A Coordenadora da Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros FACIT, no uso de suas atribuições regimentais, considerando que o projeto dos cursos de engenharia

Leia mais

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso da atribuição que lhe confere o artigo 14 da Lei no 10.861, de 14 de abril de 2004, resolve:

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso da atribuição que lhe confere o artigo 14 da Lei no 10.861, de 14 de abril de 2004, resolve: >PORTARIA Nº 2.051, DE 9 DE JULHO DE 2004 Regulamenta os procedimentos de avaliação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), instituído na Lei no 10.861, de 14 de abril de 2004.

Leia mais

FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE CONSELHEIRO LAFAIETE MANUAL DO ALUNO. Gestão Estratégica de Pessoas e Inovação Tecnológica

FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE CONSELHEIRO LAFAIETE MANUAL DO ALUNO. Gestão Estratégica de Pessoas e Inovação Tecnológica FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE CONSELHEIRO LAFAIETE MANUAL DO ALUNO Gestão Estratégica de Pessoas e Inovação Tecnológica CONSELHEIRO LAFAIETE 13 APRESENTAÇÃO IDENTIFICAÇÃO DO CURSO Nome do curso:

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS LIGAS ACADÊMICAS CURSO DE MEDICINA UNIFENAS BH? ATIVIDADES COMPLEMENTARES

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS LIGAS ACADÊMICAS CURSO DE MEDICINA UNIFENAS BH? ATIVIDADES COMPLEMENTARES MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS LIGAS ACADÊMICAS CURSO DE MEDICINA UNIFENAS BH ATIVIDADES COMPLEMENTARES 1- O QUE É UMA LIGA ACADÊMICA? As Ligas Acadêmicas são entidades sem fins lucrativos. As Ligas Acadêmicas

Leia mais

I Encontro de Saúde Ambiental do Noroeste Fluminense (I ESAF)

I Encontro de Saúde Ambiental do Noroeste Fluminense (I ESAF) I Encontro de Saúde Ambiental do Noroeste Fluminense (I ESAF) III Semana de Meio Ambiente e Saúde (III SEMAS) Realização: Site do Evento: www.redentor.inf.br/bio C O M I S S Ã O O R G A N I Z A D O R A

Leia mais

Curso de ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Curso de ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Curso de ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ÁREA DO CONHECIMENTO: Engenharia. NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Engenharia de Produção. PERFIL PROFISSIONAL: Este

Leia mais

CURSOS DE EXTENSÃO 2 semestre de 2014

CURSOS DE EXTENSÃO 2 semestre de 2014 CURSOS DE EXTENSÃO 2 semestre de 2014 Unidade Floresta Rua Aquiles Lobo, 524 CEP 30150-160 Belo Horizonte MG (31) 3274-1974 Unidade Gameleira Rua Gastão Bráulio dos Santos, 837 CEP 30510-120

Leia mais

Projeto Escola com Celular

Projeto Escola com Celular Projeto Escola com Celular Rede Social de Sustentabilidade Autores: Beatriz Scavazza, Fernando Silva, Ghisleine Trigo, Luis Marcio Barbosa e Renata Simões 1 Resumo: O projeto ESCOLA COM CELULAR propõe

Leia mais

CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV CURSO: GESTÃO DE DATACENTER E COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2013.2

CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV CURSO: GESTÃO DE DATACENTER E COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2013.2 NÚMERO DE VAGAS: 25 (Vinte e Cinco) Vagas. PREVISÃO DE INÍCIO DAS AULAS 01 de Novembro de 2013 CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA A Fundação Visconde

Leia mais

CURSOS DE EXTENSÃO. Julho 2013

CURSOS DE EXTENSÃO. Julho 2013 CURSOS DE EXTENSÃO Julho 2013 Curso de AutoCAD Objetivo: Proporcionar treinamento técnico especializado sobre o sistema CADD, através do software AutoCAD, capacitando o treinando a elaborar configurações

Leia mais

NÚCLEO DE APOIO DIDÁTICO E METODOLÓGICO (NADIME)

NÚCLEO DE APOIO DIDÁTICO E METODOLÓGICO (NADIME) NÚCLEO DE APOIO DIDÁTICO E METODOLÓGICO (NADIME) Palmas 2010 1. Apresentação O Núcleo de Apoio Didático e Metodológico NADIME é o órgão da Faculdade Católica do Tocantins responsável pela efetivação da

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Profa. LUCIANE ALVES FERNANDES. Coordenação de Estágio e Trabalho de Conclusão.

MANUAL DE ESTÁGIO CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Profa. LUCIANE ALVES FERNANDES. Coordenação de Estágio e Trabalho de Conclusão. MANUAL DE ESTÁGIO CIÊNCIAS CONTÁBEIS Profa. LUCIANE ALVES FERNANDES Porto Alegre/RS 2014 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. O ESTÁGIO... 3 3. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL DO ESTÁGIO... 3 4. OBJETIVOS DO ESTÁGIO... 3

Leia mais

PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC CADISTA PARA A CONSTRUÇÃO CIVIL

PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC CADISTA PARA A CONSTRUÇÃO CIVIL Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC Campus Ceilândia CADISTA PARA A CONSTRUÇÃO CIVIL Ceilândia Outubro de 2014 Reitoria Wilson Conciani Reitor Adilson Cesar de

Leia mais

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS PROJETO PEDAGÓGICO I OBJETIVOS

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de INFORMÁTICA II - FERRAMENTAS PARA ESCRITÓRIO. Parte 1 (Solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de INFORMÁTICA II - FERRAMENTAS PARA ESCRITÓRIO. Parte 1 (Solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO I. Objetivos II. Modalidades Pós Graduação Stricto Sensu: Pós Graduação Lato Sensu: Especialização

PÓS-GRADUAÇÃO I. Objetivos II. Modalidades Pós Graduação Stricto Sensu: Pós Graduação Lato Sensu: Especialização PÓS-GRADUAÇÃO O Programa de Pós Graduação Lato Sensu da FAEC foi aprovado pela Resolução do CAS, ATA 001/08, de 12 de março de 2008 e será implantado a partir do primeiro semestre de 2010, após aprovação

Leia mais

Objetivo do Programa

Objetivo do Programa Objetivo do Programa O Programa Futuros Engenheiros visa favorecer o desenvolvimento de competências técnicas e habilidades comportamentais de universitários dos cursos de Engenharia para atuar na indústria.

Leia mais

IBTA Instituto Brasileiro de Tecnologia Avançada Conectado em você.

IBTA Instituto Brasileiro de Tecnologia Avançada Conectado em você. Manual do Candidato Graduação 3º Trimestre de 2014 IBTA Instituto Brasileiro de Tecnologia Avançada Conectado em você. IBTA Instituto Brasileiro de Tecnologia Avançada foi fundado em 2001, com o objetivo

Leia mais

SEPARAR PRA QUÊ? Idealizadoras. Eduarda Ramires Silveira. Evelyn Victória Cardoso Lopes. Mel Suzane Santos Marques. Voluntários

SEPARAR PRA QUÊ? Idealizadoras. Eduarda Ramires Silveira. Evelyn Victória Cardoso Lopes. Mel Suzane Santos Marques. Voluntários SEPARAR PRA QUÊ? Idealizadoras Eduarda Ramires Silveira Evelyn Victória Cardoso Lopes Mel Suzane Santos Marques Voluntários Joyce Thaís Mendes Alves Sílvia Rocha Pena Rodrigues Luíza Almeida Dias de Carvalho

Leia mais

1. Informações Institucionais

1. Informações Institucionais 1. Informações Institucionais Nossa Empresa Líder mundial em eventos de negócios e consumo, a Reed Exhibitions atua na criação de contatos, conteúdo e comunidades com o poder de transformar negócios Números

Leia mais

Projeto premiado com o 16 Prêmio de Excelência da Indústria Minero-metalúrgica Brasileira 13 de maio de 2014 - Hotel Ouro Minas - Belo Horizonte (MG)

Projeto premiado com o 16 Prêmio de Excelência da Indústria Minero-metalúrgica Brasileira 13 de maio de 2014 - Hotel Ouro Minas - Belo Horizonte (MG) Projeto premiado com o 16 Prêmio de Excelência da Indústria Minero-metalúrgica Brasileira 13 de maio de 2014 - Hotel Ouro Minas - Belo Horizonte (MG) o Tel. (11) 3895-8590 premiodeexcelencia@revistaminerios.com.br

Leia mais

Programa de Educação Dinâmica Progressiva PEDP

Programa de Educação Dinâmica Progressiva PEDP Programa de Educação Dinâmica Progressiva PEDP 1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL 1.1. Histórico da Prática Eficaz descrever como surgiu o programa/prática e indicar a data de início das ações. O

Leia mais

VAMOS JUNTOS POR UMA ODONTOLOGIA MELHOR!

VAMOS JUNTOS POR UMA ODONTOLOGIA MELHOR! Eleições 2014 Faculdade de Odontologia UFRJ VAMOS JUNTOS POR UMA ODONTOLOGIA MELHOR! PLANO DE TRABALHO EQUIPE - CHAPA 1: Diretor - Maria Cynésia Medeiros de Barros Substituto Eventual do Diretor - Ednilson

Leia mais

MESTRADO E DOUTORADO ACADÊMICO EDITAL DE SELEÇÃO 2015

MESTRADO E DOUTORADO ACADÊMICO EDITAL DE SELEÇÃO 2015 MESTRADO E DOUTORADO ACADÊMICO EDITAL DE SELEÇÃO 2015 1. CARACTERIZAÇÃO GERAL 1.1 O Núcleo de Geotecnia da Escola de Minas da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) coordena o Programa de Pós-Graduação

Leia mais

Pós-graduação Lato Sensu em Informática Aplicada na Educação

Pós-graduação Lato Sensu em Informática Aplicada na Educação Pós-graduação Lato Sensu em Informática Aplicada na Educação 1. Público Alvo Este curso de Pós-Graduação Lato Sensu é destinado principalmente a alunos graduados em cursos da área de Educação (Pedagogia

Leia mais

Edital 1/2014. Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica

Edital 1/2014. Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica Edital 1/2014 Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica A (PoloSul.org) torna pública a presente chamada e convida os interessados para apresentar propostas de incubação

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

I Ato autorizativo, expedido pelo MEC, com a data de publicação no DOU: MODALIDADE AUTORIZAÇÃO RECONHECIMENTO RENOVAÇÃO DE RECONHECIMENTO

I Ato autorizativo, expedido pelo MEC, com a data de publicação no DOU: MODALIDADE AUTORIZAÇÃO RECONHECIMENTO RENOVAÇÃO DE RECONHECIMENTO Em atendimento ao art. 32 da Portaria MEC 40/2007, publicamos as condições de oferta do Curso de Bacharelado em Produção, conforme segue: I Ato autorizativo, expedido pelo MEC, com a data de publicação

Leia mais

VENHA COM A GENTE TRANSFORMAR O PAÍS PELA EDUCAÇÃO.

VENHA COM A GENTE TRANSFORMAR O PAÍS PELA EDUCAÇÃO. VENHA COM A GENTE TRANSFORMAR O PAÍS PELA EDUCAÇÃO. A ANIMA EDUCAÇÃO. A Anima é uma das maiores organizações educacionais privadas de ensino superior do país. São mais de 50 mil estudantes matriculados

Leia mais

Por que escolher a Formação de Gestor de Cadeia de Custódia do IMAFLORA? Programa de Formação de Gestor de Cadeia de Custódia FSC

Por que escolher a Formação de Gestor de Cadeia de Custódia do IMAFLORA? Programa de Formação de Gestor de Cadeia de Custódia FSC Programa de Formação de Gestor de Cadeia de Custódia FSC Por que escolher a Formação de Gestor de Cadeia de Custódia do IMAFLORA? A Formação de Gestor de Cadeia de Custódia FSC aborda os principais tópicos

Leia mais

Desenvolvimento de Liderança Motivação e Trabalho em Equipe

Desenvolvimento de Liderança Motivação e Trabalho em Equipe Desenvolvimento de Liderança Motivação e Trabalho em Equipe Eduardo Rocha Diretor da DSG Consultoria Capacitar seus colaboradores, do gerente aos coordenadores é o melhor caminho para melhorar a eficácia

Leia mais

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014 A CPA (Comissão Própria De Avaliação) apresentou ao MEC, em março de 2015, o relatório da avaliação realizada no ano de 2014. A avaliação institucional, realizada anualmente, aborda as dimensões definidas

Leia mais

FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGIMENTO INTERNO DA AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA - AGEX CAPÍTULO I NOÇÕES INTRODUTÓRIAS

FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGIMENTO INTERNO DA AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA - AGEX CAPÍTULO I NOÇÕES INTRODUTÓRIAS FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGIMENTO INTERNO DA AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA - AGEX Aprovado no CONSEPE na 30ª sessão realizada em 16 de abril de 2012 e homologado na 140ª sessão

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 0 2014 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FUNDAÇÃO EDUCACIONAL CLAUDINO FRANCIO FACULDADE CENTRO MATO-GROSSENSE SORRISO/MT Portaria Nº 004/2015 Dispõe sobre Relatório Apresentado pela Comissão Própria

Leia mais

BANCAS EXAMINADORAS ENG. PRODUÇÃO TCC NOITE Período 14 a 18/07/2014

BANCAS EXAMINADORAS ENG. PRODUÇÃO TCC NOITE Período 14 a 18/07/2014 Período 14 a 18/07/ BANCA TÍTULO DO TRABALHO AUTORES DATA HORÁRIO LOCAL Prof. Ms. Raquel Ferreira Prof. Ms. Ricardo Rodrigues Prof. Ms. Wilson J. V. Prof. Ms. Eustáquio Rabelo Prof. Ms. Suzana Viegas Prof.

Leia mais

ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados. PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com.

ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados. PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com. ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com.br CPC Conceito Preliminar de Curso 1 - Nota dos Concluintes no ENADE

Leia mais

Contribuição da metodologia de pesquisa na Educação Tutorial: A formação dos petianos do PET Pedagogia da UFOP

Contribuição da metodologia de pesquisa na Educação Tutorial: A formação dos petianos do PET Pedagogia da UFOP Contribuição da metodologia de pesquisa na Educação Tutorial: A formação dos petianos do PET Pedagogia da UFOP ALVES, Crislaine 1; CARVALHO, Daiane 1; CRUZ, Júlia 1, FÉLIX, Michelle 1; FERREIRA, Juliane

Leia mais

COMO DETALHAR E DESENVOLVER UMA POLÍTICA DE MANUTENÇÃO NA EMPRESA MODERNA

COMO DETALHAR E DESENVOLVER UMA POLÍTICA DE MANUTENÇÃO NA EMPRESA MODERNA COMO DETALHAR E DESENVOLVER UMA POLÍTICA DE MANUTENÇÃO NA EMPRESA MODERNA 12 a 15 de março de 2008 OBJETIVO Facilitar o aprimoramento dos profissionais e conseqüentemente das empresas quanto a necessidade

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 206/2015

PROCESSO SELETIVO Nº 206/2015 PROCESSO SELETIVO Nº 206/2015 O Sesc em Minas comunica a relação nominal com as notas da prova ocorrida entre os dias 07/06/2015 à 14/06/2015 Considerando o que está previsto no subitem 5.1.3.1 do Descritivo

Leia mais

Parceria entre ifactory e UFC Quixadá na Adaptação e Implantação de Processos de Software

Parceria entre ifactory e UFC Quixadá na Adaptação e Implantação de Processos de Software Parceria entre ifactory e UFC Quixadá na Adaptação e Implantação de Processos de Software Rebeca Luna (ifactory) Daniel Rolim (ifactory) Carla Ilane (UFC Quixadá) Enyo Gonçalves (UFC Quixadá) Marcos de

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança

Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança Apresentação CAMPUS IGUATEMI Inscrições em Breve Turma 02 --> *Alunos matriculados após o início das aulas poderão cursar as disciplinas já realizadas,

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de GESTÃO E LIDERANÇA EM INSTITUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de GESTÃO E LIDERANÇA EM INSTITUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CÂMPUS LAGES Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO

Leia mais

A EXPERIÊNCIA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL ADQUIRIDA DENTRO DA COORDENADORIA DE GESTÃO AMBIENTAL DA UFRGS

A EXPERIÊNCIA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL ADQUIRIDA DENTRO DA COORDENADORIA DE GESTÃO AMBIENTAL DA UFRGS A EXPERIÊNCIA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL ADQUIRIDA DENTRO DA COORDENADORIA DE GESTÃO AMBIENTAL DA UFRGS A. Krummenauer, D. Campani, P. Samuel Coordenadoria de Gestão Ambiental da Universidade Federal do Rio

Leia mais

Regulação, supervisão e avaliação do Ensino Superior: Perguntas Frequentes. 1

Regulação, supervisão e avaliação do Ensino Superior: Perguntas Frequentes. 1 Regulação, supervisão e avaliação do Ensino Superior: Perguntas Frequentes. 1 1. Quais são os tipos de instituições de ensino superior? De acordo com sua organização acadêmica, as instituições de ensino

Leia mais

M.B.E (Master in Business Engineering) em Engenharia de Produção e Sistemas

M.B.E (Master in Business Engineering) em Engenharia de Produção e Sistemas UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS Unidade Acadêmica de Educação Continuada M.B.E (Master in Business Engineering) em Engenharia de Produção e Sistemas Curso disponível em Coordenador: Prof. MS Renato

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL, BACHARELADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das disposições gerais O estágio

Leia mais

RELATO DO PROJETO OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO. GT 06 Formação de professores de Matemática: práticas, saberes e desenvolvimento profissional

RELATO DO PROJETO OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO. GT 06 Formação de professores de Matemática: práticas, saberes e desenvolvimento profissional RELATO DO PROJETO OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO GT 06 Formação de professores de Matemática: práticas, saberes e desenvolvimento profissional Maria Madalena Dullius, madalena@univates.br Daniela Cristina Schossler,

Leia mais

Licenciatura em Educação Física

Licenciatura em Educação Física Licenciatura em Educação Física Estágio Curricular O Estágio Curricular talvez seja um dos primeiros grandes desafios do acadêmico que optou pelo Curso de licenciatura em Educação Física. As situações

Leia mais

O Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores possui flexibilidade para atender dois tipos de certificações intermediárias, que são:

O Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores possui flexibilidade para atender dois tipos de certificações intermediárias, que são: 1) Formas de participação do Corpo Discente: O Colegiado do Curso é um órgão consultivo, deliberativo e normativo, onde é possível a participação do corpo discente nas decisões que competem a exposição

Leia mais

PATROCÍNIO. 21 de setembro de 2015. Hard skills impulsionando seus projetos OPORTUNIDADES EM TEMPOS DE CRISE: OURO MINAS PALACE HOTEL PROPOSTA DE

PATROCÍNIO. 21 de setembro de 2015. Hard skills impulsionando seus projetos OPORTUNIDADES EM TEMPOS DE CRISE: OURO MINAS PALACE HOTEL PROPOSTA DE OPORTUNIDADES EM TEMPOS DE CRISE: Hard skills impulsionando seus projetos PROPOSTA DE PATROCÍNIO 21 de setembro de 2015 OURO MINAS PALACE HOTEL BELO HORIZONTE MG REALIZAÇÃO Rua Tomé de Souza, 67, 3º andar,

Leia mais

Indicadores de Rendimento do Voluntariado Corporativo

Indicadores de Rendimento do Voluntariado Corporativo Indicadores de Rendimento do Voluntariado Corporativo Avaliação desenvolvida por Mónica Galiano e Kenn Allen, publicado originalmente no livro The Big Tent: Corporate Volunteering in the Global Age. Texto

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA 2014 São Luis de Montes Belos Goiás Faculdade Montes Belos Curso de Engenharia Agronômica São Luis de Montes Belos - Goiás COORDENADOR

Leia mais

POLÍTICA DE ENSINO DA FISMA

POLÍTICA DE ENSINO DA FISMA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ME FACULDADE INTEGRADA DE SANTA MARIA PRELIMINARES POLÍTICA DE ENSINO DA FISMA Santa Maria, RS Junho - 2010 1 SUMÁRIO 1. POLÍTICA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO... 1 2. POLÍTICAS DE ENSINO

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE FDCL,

FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE FDCL, PÓS-GRADUAÇÃO 2012 Especialização: Direito e Processo do Trabalho A FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE FDCL, Instituição de Ensino Superior, aprovada pelo Decreto Estadual n. 73.815, de 12 de

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO

RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA CIVIL CAMPUS CAMPO MOURÃO ENGENHARIA CIVIL CARLOS HENRIQUE FELIPE POÇAS RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO Relatório de Estágio

Leia mais

CORPO DOCENTE DO CURSO SUPERIOR DE ENGENHARIA CIVIL

CORPO DOCENTE DO CURSO SUPERIOR DE ENGENHARIA CIVIL CORPO DOCENTE DO CURSO SUPERIOR DE ENGENHARIA CIVIL Alcyr de Morisson Faria Neto (Especialista) Regime de Trabalho: Horista Área de conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas Qualificação profissional: Arquitetura

Leia mais

Especialização em Gestão de Negócios

Especialização em Gestão de Negócios Especialização em Gestão de Negócios e Projetos Rio de Janeiro Presença nacional, reconhecimento mundial. Conheça a Fundação Dom Cabral Uma das melhores escolas de negócios do mundo, pelo ranking de educação

Leia mais

MANUAL DO ALUNO PÓS-GRADUAÇÃO

MANUAL DO ALUNO PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DO ALUNO PÓS-GRADUAÇÃO CARO ALUNO, Seja Bem-Vindo às Escolas e Faculdades QI! Desejamos a você uma excelente jornada de estudos e evolução, tanto no campo profissional, como pessoal. Recomendamos

Leia mais

GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES. Faculdade de Engenharia Universidade do Estado de Minas Gerais

GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES. Faculdade de Engenharia Universidade do Estado de Minas Gerais GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Faculdade de Engenharia Universidade do Estado de Minas Gerais Apresentação Querido (a) aluno (a) Seja bem vindo (a) à Faculdade de Engenharia da Universidade do Estado

Leia mais

SITUAÇÃO DOS RECURSOS HUMANOS DA ÁREA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS IFES

SITUAÇÃO DOS RECURSOS HUMANOS DA ÁREA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS IFES SITUAÇÃO DOS RECURSOS HUMANOS DA ÁREA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS IFES Introdução A questão dos recursos humanos na área de Tecnologia da Informação é assunto de preocupação permanente no Colégio de

Leia mais

Estratégias de e-learning no Ensino Superior

Estratégias de e-learning no Ensino Superior Estratégias de e-learning no Ensino Superior Sanmya Feitosa Tajra Mestre em Educação (Currículo)/PUC-SP Professora de Novas Tecnologias da Anhanguera Educacional (Jacareí) RESUMO Apresentar e refletir

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de ALMOXARIFE. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de ALMOXARIFE. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Universidade de Cuiabá CURSO: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Dados de identificação da Universidade de Cuiabá - UNIC Dirigente da Mantenedora Presidente: Ed. Rodrigo Calvo Galindo Base legal

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES MANUAL DO ALUNO DO CURSO DE FISIOTERAPIA

ATIVIDADES COMPLEMENTARES MANUAL DO ALUNO DO CURSO DE FISIOTERAPIA manual_ativ_compl_fisio.p65 1 Associação Teresinense de Ensino S/C Ltda - ATE FACULDADE SANTO AGOSTINHO - FSA DIRETORIA DE ENSINO NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO - NUAPE COORDENAÇÃO DO CURSO DE FISIOTERAPIA

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UTFPR

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UTFPR Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UTFPR APROVADO PELA RESOLUÇÃO

Leia mais

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 Candidato Gilmar Ribeiro de Mello SLOGAN: AÇÃO COLETIVA Página 1 INTRODUÇÃO Considerando as discussões realizadas com a comunidade interna

Leia mais

Curso de Especialização em GESTÃO E LOGÍSTICA HOSPITALAR

Curso de Especialização em GESTÃO E LOGÍSTICA HOSPITALAR Curso de Especialização em GESTÃO E LOGÍSTICA HOSPITALAR ÁREA DO CONHECIMENTO: Administração e Saúde. NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Gestão e Logística Hospitalar.

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS CAMPUS MACEIÓ PROJETO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA. Maceió, 2013.

FACULDADE PITÁGORAS CAMPUS MACEIÓ PROJETO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA. Maceió, 2013. PROJETO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA Maceió, 2013. SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 1. HISTÓRICO DO GRUPO 2. DIREÇÃO 3. MISSÃO INSTITUCIONAL 4. VISÃO INSTITUCIONAL 5. FACULDADE PITÁGORAS 6. A COMISSÃO PRÓPRIA

Leia mais

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEME MENTARES CURSO DE ENFERMAGEM. Belo Horizonte

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEME MENTARES CURSO DE ENFERMAGEM. Belo Horizonte MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEME MENTARES CURSO DE ENFERMAGEM Belo Horizonte 2013 ÍNDICE 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 FINALIDADE... 3 3 DEVERES DO COORDENADOR EM RELAÇÃO AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES... 4 4 DEVERES

Leia mais

Universidade Tecnológica Federal do Paraná Gerencia de Ensino e Pesquisa Coordenação de Informática Estágio supervisionado curricular.

Universidade Tecnológica Federal do Paraná Gerencia de Ensino e Pesquisa Coordenação de Informática Estágio supervisionado curricular. Universidade Tecnológica Federal do Paraná Gerencia de Ensino e Pesquisa Coordenação de Informática Estágio supervisionado curricular Relatório Final João Pedro Cavasin Estagiário André Luis Schwerz Orientador

Leia mais

CRIAÇÃO DA DISCIPLINA SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL NO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

CRIAÇÃO DA DISCIPLINA SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL NO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL CRIAÇÃO DA DISCIPLINA SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL NO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Elias S. Assayag eassayag@internext.com.br Universidade do Amazonas, Departamento de Hidráulica e Saneamento da Faculdade

Leia mais

Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014.

Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014. Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014. O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep),

Leia mais

SEBRAE/MG Comunicado 31. Resultado Final da Avaliação de Conhecimentos Específicos e Convocação para Avaliação Didática do Ensino

SEBRAE/MG Comunicado 31. Resultado Final da Avaliação de Conhecimentos Específicos e Convocação para Avaliação Didática do Ensino SEBRAE/MG Comunicado 31 Resultado Final da Avaliação de Conhecimentos Específicos e Convocação para Avaliação Didática do Ensino Edital de Credenciamento n.º 001/2014 Credenciamento de Empresas para Prestação

Leia mais

CENTRO DE ESTUDO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROPOSTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

CENTRO DE ESTUDO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROPOSTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CENTRO DE ESTUDO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROPOSTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2013 INTRODUÇÃO: O presente trabalho apresenta a relação de Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu a serem reorganizados no

Leia mais

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX RELATÓRIO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - LICENCIATURA CAMPUS PL PERÍODO 2014 1 INSTITUTO METODISTA

Leia mais

PROPOSTA PARA MINIMIZAÇÃO DA EVASÃO ESCOLAR COM O USO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

PROPOSTA PARA MINIMIZAÇÃO DA EVASÃO ESCOLAR COM O USO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1 PROPOSTA PARA MINIMIZAÇÃO DA EVASÃO ESCOLAR COM O USO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA São Paulo SP 04/2012 Categoria: C - Métodos e Tecnologias Setor Educacional: 3 Educação Universitária Natureza do Trabalho:

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ENGENHARIA CIVIL MISSÃO DO CURSO O Curso de Engenharia Civil do CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTACIO RADIAL DE SÃO PAULO tem por missão graduar Engenheiros Civis

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Produção Industrial Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Técnico em Móveis FORMA/GRAU:( x )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE:

Leia mais

Como ter sucesso na educação a distância

Como ter sucesso na educação a distância Metodologia Diferenciada Ambiente de Aprendizagem Moderno Inovação Continuada e Empreendedorismo Como ter sucesso na educação a distância 1 Regulamento 2 1 Como ter sucesso na educação a distância Para

Leia mais

Projeto Integrador. Faculdade Senac

Projeto Integrador. Faculdade Senac Projeto Integrador Faculdade Senac Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás adota o Projeto Integrador nos cursos da área de Tecnologia da Informação com o intuito de possibilitar ao aluno criação de um produto

Leia mais

Você sabe onde quer chegar?

Você sabe onde quer chegar? Você sabe onde quer chegar? O Ibmec te ajuda a chegar lá. Gabriel Fraga, Aluno de Administração, 4º periodo, Presidente do Ibmex, Empresa Jr. Ibmec. Administração Ciências Contábeis Ciências Econômicas

Leia mais

Integrar o processo de ensino, pesquisa e extensão;

Integrar o processo de ensino, pesquisa e extensão; REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE AGRONOMIA DO IFES CAMPUS ITAPINA O Estágio Curricular constitui um momento de aquisição e aprimoramento de conhecimentos e de habilidades essenciais ao

Leia mais

UMA PROPOSTA DE DRAMATIZAÇÃO PARA ABORDAGEM DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NO ENSINO MÉDIO

UMA PROPOSTA DE DRAMATIZAÇÃO PARA ABORDAGEM DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NO ENSINO MÉDIO UMA PROPOSTA DE DRAMATIZAÇÃO PARA ABORDAGEM DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NO ENSINO MÉDIO SOUZA, Caio Henrique Bueno de 1 RODRIGUES, Davi 2 SANTOS, Edna Silva 3 PIRES, Fábio José 4 OLIVEIRA, Jully Gabriela

Leia mais

PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA

PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA A concepção que fundamenta os processos educacionais das Instituições da Rede Federal de Educação

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE FDCL,

FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE FDCL, Especialização: Direito Penal Ênfase: Segurança Pública PÓS-GRADUAÇÃO 2012 A FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE FDCL, Instituição de Ensino Superior, aprovada pelo Decreto Estadual n. 73.815,

Leia mais

MESTRADO EM DIREITO EMPRESARIAL E NEGÓCIOS INTERNACIONAIS

MESTRADO EM DIREITO EMPRESARIAL E NEGÓCIOS INTERNACIONAIS PROGRAMA INTERNACIONAL pós-graduação stricto sensu MESTRADO EM DIREITO EMPRESARIAL E NEGÓCIOS INTERNACIONAIS Programa Internacional PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU RESOLUÇÃO E RECONHECIMENTO DO MESTRADO MESTRADO

Leia mais

O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL

O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL Pelotas RS Maio 2010 Letícia Marques Vargas IFSul le.mvargas@gmail.com Gabriela

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 Versão 1.0 1 APRESENTAÇÃO O Planejamento

Leia mais

PROPOSTA REFERENTE AO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE ANÁLISE SANITÁRIA

PROPOSTA REFERENTE AO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE ANÁLISE SANITÁRIA PROPOSTA REFERENTE AO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE ANÁLISE SANITÁRIA 1- DO CURSO O Curso de Especialização em Gestão em Análise Sanitária destina-se a profissionais com curso superior em áreas correlatas

Leia mais

PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF

PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF Dezembro de 2013 OBJETIVO Promover a competitividade das micro e pequenas empresas

Leia mais

Planejamento CPA Metropolitana 2013

Planejamento CPA Metropolitana 2013 Planejamento CPA Metropolitana 2013 1 Planejamento CPA Metropolitana Ano 2013 Denominada Comissão Própria de Avaliação, a CPA foi criada pela Legislação de Ensino Superior do MEC pela Lei 10.861 de 10

Leia mais

AUTO-AVALIAÇÃO: QUALIDADE NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS SUELEN APARECIDA TIZON MARTINS

AUTO-AVALIAÇÃO: QUALIDADE NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS SUELEN APARECIDA TIZON MARTINS AUTO-AVALIAÇÃO: QUALIDADE NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS SUELEN APARECIDA TIZON MARTINS Orientador: Prof. Expedito Michels FUCAP Faculdade, situada na Avenida Nações Unidas, nº 500, bairro Santo

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI Plano de Trabalho Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Leia mais