Capítulo 2 Operadores. A função scanf()

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Capítulo 2 Operadores. A função scanf()"

Transcrição

1 Capítulo 2 Operadores A função scanf() A função scanf() é outra das funções de E/S implementadas em todos os compiladores e nos permite ler dados formatados da entrada padrão (teclado). Sintaxe: scanf( expressão de controle, lista de argumentos); Por enquanto, assuma que a expressão de controle pode conter apenas códigos de formatação, que indica à função que deve ser lido um valor do tipo indicado pelo código. A lista de argumentos deve consistir nos endereços das variáveis que irão armazenar os valores lidos. C possui um operador para tipos básicos chamado operador de endereço e referenciado pelo símbolo & que fornece o endereço do operando. O operador de endereço (&) A memória do seu computador é divida em bytes, e estes bytes são numerados de 0 até o limite de memória de sua máquina. Estes números são chamados de endereços. Um endereço é o nome que o computador usa para identificar a variável. Toda variável ocupa uma certa localização na memória, e seu endereço é o do primeiro byte ocupado por ela. Um inteiro ocupa 2 bytes. Se você declarou a variável n como inteira a atribuiu a ela o valor 2, quando n for referenciada devolverá 2. Entretanto, se você referenciar n precedido de & (&n) devolverá o endereço do primeiro byte onde n está armazenada. O programa seguinte imprime o endereço de n e o valor armazenado em n: int n = 2; printf( Endereco: %u, Valor: %d, n, &n); Um endereço de memória é visto como um número inteiro sem sinal, por isso usamos %u. A tabela abaixo mostra os códigos de formatação da função scanf() código Significado %c caracter simples %d inteiro decimal %e notação científica %f ponto flutuante %o inteiro octal %s cadeia de caracteres %u decimal sem sinal %x hexadecimal %l inteiro longo %lf double Vamos escrever um programa para exemplificar a utilização da função scanf(). O programa também mostra a saída formatada printf(): DCT/UFMS Prof. Marcos Alves 1

2 printf( Digite um caracter e veja-o em decimal, ); printf( octal e hexadecimal \n ); scanf( %c, &ch); printf( \n %c corresponde a %d em decimal, %o em octal e %x em hexadecimal.\n, ch, ch, ch, ch); As funções getche() e getch() O C oferece funções que lêem um caracter no instante em que é digitado sem esperar [enter]. Essas funções estão definidas na biblioteca conio.h. A função getche() lê o caracter do teclado e o imprime na tela imediatamente. Esta função não aceita argumentos e devolve o caracter lido para a função que a chamou. #include <conio.h> ch = getche(); printf( \n A tecla pressionada foi: %c, ch); A função getch() lê o caracter do teclado mas não imprime o caracter lido na tela. Esta função não aceita argumentos e devolve o caracter lido para a função que a chamou. #include <conio.h> ch = getch(); printf( \n A tecla pressionada foi: %c, ch); As funções getchar() e putchar() A função getchar() está definida na biblioteca stdio.h e lê um caracter do teclado só terminando a leitura quando a tecla [enter] é pressionada. A função putchar(), também definida na biblioteca stdio.h, aceita um argumento cujo valor será impresso na saída padrão (tela). ch = getchar(); putchar(ch); Um argumento de uma função pode ser outra função. Por exemplo, o programa anterior pode ser escrito como: DCT/UFMS Prof. Marcos Alves 2

3 putchar(getchar()); Operadores Um operador é um símbolo que diz ao compilador para realizar manipulações matemáticas e lógicas específicas. A linguagem C oferece três classes de operadores: aritméticos, relacionais e lógicos e de atribuição. Operador de atribuição Em C, o sinal de igual (=) não tem a mesma interpretação dada em matemática. Representa a atribuição da expressão à direita ao nome da variável à esquerda. Por exemplo: num = 20; Neste exemplo o valor 20 é atribuído a variável num. C aceita várias atribuições numa mesma instrução: num1 = num2 = num3 = 20; Neste exemplo o valor 20 é atribuído as variáveis num1, num2 num3. Operadores aritméticos C oferece 5 operadores aritméticos binários (operam sobre dois operandos) e um operador aritmético unário (opera sobre um operando). operador operação + adição - subtração e menos unário * multiplicação / divisão % resto da divisão inteira Operadores binários: + - / * Representam as operações aritméticas básicas de soma, subtração, divisão e multiplicação respectivamente. Estes operadores podem ser aplicados a qualquer tipo de dado interno permitido pelo C. Exemplo 1: programa que calcula a idade em dias float anos, dias; printf( Informe sua idade em anos: ); scanf( %f, &anos); dias = anos*365; printf( Sua idade em dias e : %.0f \n, dias); DCT/UFMS Prof. Marcos Alves 3

4 Exemplo 2: programa que converte temperatura Fahrenheit em seus correspondentes graus Celsius. int ftemp, ctemp; printf( Informe a temperatura em graus Fahrenheit: ); scanf( %d, &ftemp); ctemp = (ftemp 32)*5/9; printf( Temperatura em graus Celsius e : %d\n, ctemp); Exemplo 3: programa para adivinhar a soma de 5 números. O usuário digita um número qualquer e o computador informa o resultado da soma dos 5 números dos quais o primeiro o usuário já forneceu. O usuário digita o segundo número e o computador mostra o terceiro. O usuário digita o quarto número e o computador mostra o quinto. int num, aux; printf( Informe um número de ate 4 algarismos: ); scanf( %d, &num); aux = num; printf( O resultado da nossa conta sera : %d\n, aux); printf( Informe o segundo número (4 algarismos): ); scanf( %d, &num); printf( O meu numero e : %d\n, 9999-num); printf( Informe o quarto número (4 algarismos): ); scanf( %d, &num); printf( O meu numero e : %d\n, 9999-num); Operador menos unário: - Este operador é utilizado somente para indicar a troca do sinal algébrico do valor. Por exemplo: num = -8; num1 = -num; Depois destas duas instruções, o conteúdo de num1 será 8. Operador módulo: % O operador módulo aceita apenas operandos inteiros. Resulta o resto da divisão do inteiro à sua esquerda pelo inteiro à sua direita. Por exemplo: num = 17%5; Depois desta instrução, o conteúdo de num será 2. Operadores de incremento (++) e decremento (--) A linguagem C permite dois operadores bastante úteis geralmente não encontrados em outras linguagens. São eles os operadores de incremento (++) e decremento (--). O operador de incremento (++) adiciona um ao seu operando, enquanto o operador de decremento (--) subtrai um do seu operando. DCT/UFMS Prof. Marcos Alves 4

5 Estes operandos trabalham de dois modos. O primeiro modo é chamado pré-fixado e o operador aparece antes do nome da variável. O segundo é o modo pós-fixado em que o operador aparece seguindo o nome da variável. Em ambos os casos, a variável é incrementada (++) ou decrementada (--). Porém quando ++n é usado numa instrução, n é incrementada antes de seu valor ser usado, e quando n++ estiver numa instrução, n é incrementada depois de seu valor ser usado. int n, x; n = 5; x = n++; printf( x=%d n=%d\n, x, n); Quando o programa acima for executado a saída será: x = 5 n = 6. Isto porque o valor de n é atribuído a x e depois n é incrementado de 1. int n, x; n = 5; x = ++n; printf( x=%d n=%d\n, x, n); Quando o programa acima for executado a saída será: x = 6 n = 6. Isto porque o valor de n é incrementado de 1 e depois seu valor é atribuído a x. Quando um desses operadores aparece sozinho numa instrução (como em num++;) não faz diferença o uso do modo pré-fixado ou pós-fixado. Precedência dos operadores aritméticos A tabela abaixo mostra a precedência dos operadores aritméticos; mais alta (unário) * / % mais baixa + - Operadores do mesmo nível de precedência são avaliados pelo compilador da esquerda para a direita. Parênteses podem ser usados para alterar a ordem de avaliação. Os parênteses forçam uma operação, ou conjunto de operações, para o nível mais alto de precedência. Operadores aritméticos de atribuição: +=, -=, *=, /=, %= Cada um destes operadores é usado com uma variável a sua esquerda e uma expressão à sua direita. A operação consiste em atribuir um novo valor à variável que dependerá do operador e da expressão à direita. Se x é uma variável, exp uma expressão e op um operador aritmético (+,-.*,/ ou %), então x op= exp; equivale a x = x op exp; Exemplos: DCT/UFMS Prof. Marcos Alves 5

6 i += 2; equivale a i = i+2; x *= y+1; equivale a x = x*(y+1); t /= 2.5; equivale a t = t/2.5; p %= 5; equivale a p = p%5; d -= 3; equivale a d = d-3; As expressões com estes operadores são mais compactas e normalmente produzem um código de máquina mais eficiente. int total = 0; int cont = 10; printf( Total: %d\n, total); total += cont; printf( Total: %d\n, total); total *= cont; printf( Total: %d\n, total); Operadores relacionais e lógicos Nos termos operador relacional e lógico, relacional refere-se aos relacionamentos que podem haver entre dois valores e lógico à maneira como esses relacionamentos podem ser conectados. A chave para o conceito de operadores relacionais e lógicos é a idéia de verdadeiro e falso. Em C, verdadeiro é qualquer valor diferente de zero e falso é zero. Expressões que operadores relacionais e lógicos retornarão 0 para falso e 1 para verdadeiro. Operadores relacionais: operador ação > maior que >= maior ou igual que < menor que <= menor ou igual que == igual!= diferente Os operadores relacionais são usados para determinar o relacionamento de uma quantidade com outra. Eles sempre retornam 0 ou 1, dependendo do resultado do teste. O programa seguinte ilustra o uso de cada operação e exibe o resultado de cada uma como 0 ou 1: int i, j; printf( Informe dois numeros: ); scanf( %d%d, &i, &j); printf( %d == %d eh %d\n, i, j, i==j); printf( %d!= %d eh %d\n, i, j, i!=j); printf( %d <= %d eh %d\n, i, j, i<=j); printf( %d >= %d eh %d\n, i, j, i>=j); printf( %d < %d eh %d\n, i, j, i>j); printf( %d < %d eh %d\n, i, j, i<j); DCT/UFMS Prof. Marcos Alves 6

7 Os operadores relacionais podem ser aplicados a qualquer dos tipos de dados básicos. No próximo capítulo você verá outras aplicações para os operadores relacionais. Operadores lógicos: operador ação && AND (E) OR (OU)! NOT (NÃO) Os operadores lógicos são usados para dar suporte às operações lógicas básicas de AND, OR e NOT, de acordo com a tabela esta verdade. A tabela usa 1 para verdadeiro e 0 para falso. p q p AND q p OR q NOT p O próximo programa ilustra a ação dos operadores lógicos: int i, j; printf( Informe dois numeros (cada um sendo 0 ou 1): ); scanf( %d%d, &i, &j); printf( %d AND %d eh %d\n, i, j, i&&j); printf( %d OR %d eh %d\n, i, j, i j); printf( NOT %d eh %d\n, i,!i); Tanto operadores lógicos como os relacionais têm menor precedência que os operadores aritméticos. Isto significa que a expressão 10 > 1+12 é avaliada como 10 > (1+12). A tabela abaixo mostra a precedência relativa dos operadores relacionais e lógicos: mais alta! > >= < <= ==!= && mais baixa Assim como nas expressões aritméticas é possível usar parênteses para alterar a ordem natural de avaliação em uma expressão relacional e/ou lógica. DCT/UFMS Prof. Marcos Alves 7

Métodos Computacionais. Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados

Métodos Computacionais. Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados Métodos Computacionais Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados Tópicos da Aula Hoje aprenderemos a escrever um programa em C que pode realizar cálculos Conceito de expressão Tipos de

Leia mais

Linguagem C. Operadores

Linguagem C. Operadores Linguagem C Operadores Operadores aritméticos: + - * / % C oferece cinco operadores artiméticos binários Soma (+) Subtração ( - ) Multiplicação ( * ) Divisão ( / ) Módulo (%) um operador unário menos unário

Leia mais

Linguagem C. Prof.ª Márcia Jani Cícero

Linguagem C. Prof.ª Márcia Jani Cícero Linguagem C Prof.ª Márcia Jani Cícero A estrutura Básica de um Programa em C Consiste em uma ou várias funções ou programas. main( ) // primeira função a ser executada // inicia a função // termina a função

Leia mais

Linguagem C: Introdução

Linguagem C: Introdução Linguagem C: Introdução Linguagem C É uma Linguagem de programação genérica que é utilizada para a criação de programas diversos como: Processadores de texto Planilhas eletrônicas Sistemas operacionais

Leia mais

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões.

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. 1 Estruturas da linguagem C 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. Identificadores Os identificadores seguem a duas regras: 1. Devem ser começados por letras

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO Primeiro programa em C #include int main() { int num1, num2, result; scanf("%d",&num1); scanf("%d",&num2); result = num1 + num2; printf("%d",

Leia mais

Linguagem C Entrada/Saída (console)

Linguagem C Entrada/Saída (console) Linguagem C Entrada/Saída (console) Objetivos Nos artigos anteriores foram utilizadas as funções scanf() e printf(), porém não entramos em maiores detalhes. Agora estudaremos essas e outras funções de

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++

INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ Profª ª Danielle Casillo OPERADORES Um operador é um símbolo

Leia mais

Módulo 1. Introdução. AEDS I C++ (Rone Ilídio)

Módulo 1. Introdução. AEDS I C++ (Rone Ilídio) Módulo 1 Introdução AEDS I C++ (Rone Ilídio) Introdução Linguagens de Programação Fonte Compilador Executável SO I Hardware C++ - Características Evolução do C, ou seja, possui a mesma sintaxe É uma linguagem

Leia mais

Introdução à Computação MAC0110

Introdução à Computação MAC0110 Introdução à Computação MAC0110 Prof. Dr. Paulo Miranda IME-USP Aula 2 Variáveis e Atribuições Memória Principal: Introdução Vimos que a CPU usa a memória principal para guardar as informações que estão

Leia mais

PROGRAMAÇÃO I E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S

PROGRAMAÇÃO I E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S PROGRAMAÇÃO I VA R I Á V E I S, C O N S TA N T E S, O P E R A D O R E S E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S Variáveis 2 Variáveis são locais onde são armazenados os valores na memória. Toda variável é

Leia mais

Hello World. Linguagem C. Tipos de Dados. Palavras Reservadas. Operadores Aritméticos. Pré e pós incremento e pré e pós decremento

Hello World. Linguagem C. Tipos de Dados. Palavras Reservadas. Operadores Aritméticos. Pré e pós incremento e pré e pós decremento Hello World Linguagem C printf("hello world!\n"); main é a função principal, a execução do programa começa por ela printf é uma função usada para enviar dados para o vídeo Palavras Reservadas auto double

Leia mais

Cap. 2 Expressões na linguagem C

Cap. 2 Expressões na linguagem C Programação de Computadores II Cap. 2 Expressões na linguagem C Livro: Waldemar Celes, Renato Cerqueira, José Lucas Rangel. Introdução a Estruturas de Dados, Editora Campus (24) Slides adaptados dos originais

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I IEC012. Linguagem C - Guia de bolso - Prof. César Melo

Algoritmos e Estruturas de Dados I IEC012. Linguagem C - Guia de bolso - Prof. César Melo Algoritmos e Estruturas de Dados I IEC012 Linguagem C - Guia de bolso - Prof. César Melo Histórico A linguagem C é uma linguagem de programação inventada na década de 1970 por Dennis Ritchie Brian Kennigaham.

Leia mais

Introdução à Linguagem C Variáveis e Expressões

Introdução à Linguagem C Variáveis e Expressões INF1005: Programação 1 Introdução à Linguagem C Variáveis e Expressões 08/03/10 (c) Paula Rodrigues 1 Tópicos Principais Programando em C Funções Variáveis Define Operadores e Expressões Entrada e Saída

Leia mais

7 Operadores e Expressões

7 Operadores e Expressões 7 Operadores e Expressões 7.1 Definição de operador, expressão e operando Um operador é um símbolo utilizado para identificar que uma determinada operação deve ser realizada sobre um ou mais parâmetros,

Leia mais

Linguagem C Operadora

Linguagem C Operadora Linguagem C Operadora Objetivos Abordar os conceitos sobre os Operadores demonstrando o seu uso com exemplos para um melhor aprendizado. Operadores Os operadores indicam ao compilador a necessidade de

Leia mais

Aula 5 Oficina de Programação Introdução ao C. Profa. Elaine Faria UFU

Aula 5 Oficina de Programação Introdução ao C. Profa. Elaine Faria UFU Aula 5 Oficina de Programação Introdução ao C Profa. Elaine Faria UFU - 2017 Linguagem de Programação Para que o computador consiga ler um programa e entender o que fazer, este programa deve ser escrito

Leia mais

Linguagem C: Variáveis e Operadores. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Linguagem C: Variáveis e Operadores. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Linguagem C: Variáveis e Operadores Prof. Leonardo Barreto Campos Sumário Variáveis: Tipos de variáveis; Nome da variável; Palavras reservadas; A função printf(); A função scanf(); Variáveis locais; Variáveis

Leia mais

Linguagem C. Compiladores e Interpretadores

Linguagem C. Compiladores e Interpretadores Linguagem C Criada por Dennis M. Ritchie e Ken Thompson no Laboratório Bell em 1972. A Linguagem C foi baseada na Linguagem B criada por Thompson. C é uma linguagem utilizada para programação de qualquer

Leia mais

Linguagens de Programação PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES. Linguagem C. Linguagem C Estrutura Básica. Constante (literais) Linguagem C Primeiro Programa

Linguagens de Programação PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES. Linguagem C. Linguagem C Estrutura Básica. Constante (literais) Linguagem C Primeiro Programa Linguagens de Programação PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES Linguagem C - Introdução Linguagens de Máquina Representação numérica Difícil utilização e compreensão Específica para cada máquina Linguagens Simbólicas(Assembly)

Leia mais

Matrizes em C. Lucas Ferrari de Oliveira Professor Adjunto. Universidade Federal do Paraná

Matrizes em C. Lucas Ferrari de Oliveira Professor Adjunto. Universidade Federal do Paraná em C Lucas Ferrari de Oliveira Professor Adjunto Universidade Federal do Paraná Uma matriz é uma coleção de variáveis do mesmo tipo que é referenciada por um nome comum; Em C todas as matrizes consistem

Leia mais

Linguagem C Operadores

Linguagem C Operadores Linguagem C Operadores Objetivos Abordar os conceitos sobre os Operadores demonstrando o seu uso com exemplos para um melhor aprendizado. Pré-requisitos É necessário que o leitor tenha acompanhado o artigo

Leia mais

Linguagens de Programação I

Linguagens de Programação I Linguagens de Programação I Tema # 4 Operadores em C Susana M Iglesias FUNÇÕES ENTRADA-SAÍDA I/O printf(), utilizada para enviar dados ao dispositivo de saída padrão (stdout), scanf(), utilizada para ler

Leia mais

Resolução de Algoritmos

Resolução de Algoritmos Resolução de Algoritmos Disciplina: Algoritmos e Programação Luciano Moraes Da Luz Brum Universidade Federal do Pampa Unipampa Campus Bagé Email: lucianobrum18@gmail.com Tópicos Resolução dos exercícios

Leia mais

Disciplina de Algoritmos e Programação

Disciplina de Algoritmos e Programação Disciplina de Algoritmos e Programação Aula Passada Prática com declaração e inicialização de variáveis Capacidade de representação (estouro de representação) Tamanho ocupado pela variável na memória (comando

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1. Estruturas Básicas. Aula Tópico 4

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1. Estruturas Básicas. Aula Tópico 4 Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1 Estruturas Básicas Aula Tópico 4 1 Problema 3 Exibir o maior número inteiro que pode ser representado no computador. 2 Qual o maior número inteiro? Para

Leia mais

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo Programação Básica Estrutura de um algoritmo Código-fonte Como vimos na aula anterior um algoritmo pode ser representado usando um fluxograma Um algoritmo pode também ser representado usando texto Esse

Leia mais

Conceitos básicos de programação

Conceitos básicos de programação Constantes class Exemplo { static void Main() { float fahr, celsius; int lower, upper, step; lower = 0; /* limite inferior da tabela de temperaturas */ upper = 300; /* limite superior */ step = 20; /*

Leia mais

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores ! Variáveis, Tipos de Dados e Operadores Engenharias Informática Aplicada 2.o sem/2013 Profa Suely (e-mail: smaoki@yahoo.com) VARIÁVEL VARIÁVEL É um local lógico, ligado a um endereço físico da memória

Leia mais

Estrutura do programa

Estrutura do programa Linguagem C Estrutura do programa Exemplo: #include #include main() { printf( Ola, mundo! ); system( pause ); }

Leia mais

INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C

INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C Aula 01 Programação em Microinformática Prof. Allbert Velleniche de Aquino Almeida E-mail: professor@allbert.com.br Site: http://www.allbert.com.br Histórico O C nasceu na década

Leia mais

Programação de Computadores I Conhecendo a Linguagem C. Prof. Ramon Figueiredo Pessoa

Programação de Computadores I Conhecendo a Linguagem C. Prof. Ramon Figueiredo Pessoa Programação de Computadores I Conhecendo a Linguagem C Prof. Ramon Figueiredo Pessoa 1 Variáveis e tipos Variáveis são simplesmente posições de memória que o compilador aloca ao programa Mas quantas posições

Leia mais

LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES

LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES Prof. André Backes LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO Linguagem de Máquina Computador entende apenas pulsos elétricos Presença ou não de pulso 1 ou 0 Tudo no computador deve

Leia mais

LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES

LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES Prof. André Backes LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO Linguagem de Máquina Computador entende apenas pulsos elétricos Presença ou não de pulso 1 ou 0 Tudo no computador deve

Leia mais

Introdução a Programação de Jogos

Introdução a Programação de Jogos Introdução a Programação de Jogos Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição

Leia mais

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java Linguagem Java Objetivos Compreender como desenvolver algoritmos básicos em JAVA Aprender como escrever programas na Linguagem JAVA baseando-se na Linguagem Portugol aprender as sintaxes equivalentes entre

Leia mais

Linguagem de Programação C

Linguagem de Programação C Linguagem de Programação C Aula 08 Diogo Pinheiro Fernandes Pedrosa Universidade Federal Rural do Semiárido Departamento de Ciências Exatas e Naturais 13 de novembro de 2009 Introdução O que é uma linguagem

Leia mais

Operadores. Tipo de operadores. Aritméticos. Relacionais. Lógicos. Bit a bit. Cálculos aritméticos: soma, subtracção, multiplicação, divisão, etc.

Operadores. Tipo de operadores. Aritméticos. Relacionais. Lógicos. Bit a bit. Cálculos aritméticos: soma, subtracção, multiplicação, divisão, etc. Operadores Tipo de operadores Aritméticos Cálculos aritméticos: soma, subtracção, multiplicação, divisão, etc. Relacionais Comparação entre entidades. Lógicos Bit a bit 1 Operadores Aritméticos Operadores

Leia mais

Tipos de Dados, Variáveis e Entrada e Saída em C. DCC 120 Laboratório de Programação

Tipos de Dados, Variáveis e Entrada e Saída em C. DCC 120 Laboratório de Programação Tipos de Dados, Variáveis e Entrada e Saída em C DCC 120 Laboratório de Programação Variáveis Uma variável representa um espaço na memória do computador para armazenar um determinado tipo de dado. Em C,

Leia mais

Ambiente de desenvolvimento

Ambiente de desenvolvimento Linguagem C Ambiente de desenvolvimento Um programa em C passa por seis fases até a execução: 1) Edição 2) Pré-processamento 3) Compilação 4) Linking 5) Carregamento 6) Execução Etapa 1: Criação do programa

Leia mais

Comandos de entrada. e saída. Comandos de entrada. Comandos de entrada. Comandos de entrada. Comandos de entrada. Comandos de entrada.

Comandos de entrada. e saída. Comandos de entrada. Comandos de entrada. Comandos de entrada. Comandos de entrada. Comandos de entrada. e saída Biblioteca stdio.h Comandos Função scanf() Função gets() Função getchar() Material cedido pelo prof. Daniel Callegari scanf() Rotina de entrada que lê todos os tipos de dados. Protótipo: int scanf(const

Leia mais

A Linguagem C. A forma de um programa em C

A Linguagem C. A forma de um programa em C A Linguagem C Criada em 1972 por D. M. Ritchie e K. Thompson. Tornou-se uma das mais importantes e populares, principalmente pela portabilidade e flexibilidade. Foi projetada para o desenvolvimento de

Leia mais

1/50. Conceitos Básicos. Programa Básico

1/50. Conceitos Básicos. Programa Básico 1/50 Conceitos Básicos Programa Básico 2/50 Operações básicas de entrada e saída #include main retorna um inteiro int main() { std::cout

Leia mais

Introdução à Linguagem C

Introdução à Linguagem C Engenharia de CONTROLE e AUTOMAÇÃO Introdução à Linguagem C Aula 02 DPEE 1038 Estrutura de Dados para Automação Curso de Engenharia de Controle e Automação Universidade Federal de Santa Maria beltrame@mail.ufsm.br

Leia mais

Conceitos Básicos Linguagem C

Conceitos Básicos Linguagem C Conceitos Básicos Linguagem C PROF. MAURÍCIO A DIAS MACDIASPAE@GMAIL.COM 2 Método Método básico para construção de algoritmos 1. Compreender completamente o problema a ser resolvido, se possível dividindo

Leia mais

Introdução a Linguagem C. Prof. Me. Hélio Esperidião

Introdução a Linguagem C. Prof. Me. Hélio Esperidião Introdução a Linguagem C Prof. Me. Hélio Esperidião Características de um programa De forma geral a maioria dos programas são compostos por dados de entrada, processamento e dados de saída. Entrada de

Leia mais

Capítulo 7. Expressões e Sentenças de Atribuição

Capítulo 7. Expressões e Sentenças de Atribuição Capítulo 7 Expressões e Sentenças de Atribuição Introdução Expressões são os meios fundamentais de especificar computações em uma linguagem de programação Para entender a avaliação de expressões, é necessário

Leia mais

TÉCNICO DE INFORMÁTICA - SISTEMAS

TÉCNICO DE INFORMÁTICA - SISTEMAS 782 - Programação em C/C++ - estrutura básica e conceitos fundamentais Linguagens de programação Linguagem de programação são conjuntos de palavras formais, utilizadas na escrita de programas, para enunciar

Leia mais

C Operadores e Expressões

C Operadores e Expressões C Operadores e Expressões Adriano Cruz adriano@nce.ufrj.br Instituto de Matemática Departamento de Ciência da Computação UFRJ 15 de agosto de 2013 Adriano Cruz adriano@nce.ufrj.br (IM-DCC-UFRJ)C Operadores

Leia mais

Características fundamentais de codificação de programas

Características fundamentais de codificação de programas Faculdade de Engenharia da Computação Disciplina: Lógica de Programação Características fundamentais de codificação de programas Site : http://www1.univap.br/~wagner/ec.html Prof. Responsáveis Wagner Santos

Leia mais

Linguagem C Controle do Fluxo de Execução. Lógica de Programação

Linguagem C Controle do Fluxo de Execução. Lógica de Programação Linguagem C Controle do Fluxo de Execução Lógica de Programação Caro(a) aluno(a), Aqui começaremos a escrever os nossos primeiros programas em uma Linguagem de Programação. Divirta-se!!! Estrutura Seqüencial

Leia mais

INF1007: Programação 2. 0 Revisão. 06/08/2015 (c) Dept. de Informática - PUC-Rio 1

INF1007: Programação 2. 0 Revisão. 06/08/2015 (c) Dept. de Informática - PUC-Rio 1 INF1007: Programação 2 0 Revisão 06/08/2015 (c) Dept. de Informática - PUC-Rio 1 Tópicos Principais Variáveis e Constantes Operadores e Expressões Entrada e Saída Tomada de Decisão Construção com laços

Leia mais

Algoritmos RESUMO - LINGUAGEM C

Algoritmos RESUMO - LINGUAGEM C Algoritmos RESUMO - LINGUAGEM C 1 Sintaxe da linguagem C Componentes reconhecidos pela linguagem C (sintaxe da linguagem): tipos propriedades dos dados; declarações partes do programa, podendo dar significado

Leia mais

Métodos Computacionais. Funções, Escopo de Variáveis e Ponteiros

Métodos Computacionais. Funções, Escopo de Variáveis e Ponteiros Métodos Computacionais Funções, Escopo de Variáveis e Ponteiros Tópicos da Aula Hoje vamos detalhar funções em C Escrevendo funções Comando return Passagem de argumentos por valor Execução de uma função

Leia mais

Programação de Computadores I Dados, Operadores e Expressões PROFESSORA CINTIA CAETANO

Programação de Computadores I Dados, Operadores e Expressões PROFESSORA CINTIA CAETANO Programação de Computadores I Dados, Operadores e Expressões PROFESSORA CINTIA CAETANO Dados em Algoritmos Quando escrevemos nossos programas, trabalhamos com: Dados que nós fornecemos ao programa Dados

Leia mais

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 3 de setembro de 2010

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 3 de setembro de 2010 Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 3 de setembro de 2010 1 Introdução O objetivo desta aula prática é exercitar o uso de variáveis de vários tipos

Leia mais

system("pause"); //Envia comando para o sistema operacional solicitando parada de execução do programa } //limitador do corpo do programa

system(pause); //Envia comando para o sistema operacional solicitando parada de execução do programa } //limitador do corpo do programa Atividade Prática no Ambiente Dev C++ Para as nossas atividades práticas vamos utilizar o ambiente de desenvolvimento da Linguagem C, Dev C++, ele é bastante fácil de utilizar e com muitos recursos. Segue

Leia mais

Algoritmos: Conceitos Fundamentais. Slides de autoria de Rosely Sanches e Simone Senger de Souza

Algoritmos: Conceitos Fundamentais. Slides de autoria de Rosely Sanches e Simone Senger de Souza Algoritmos: Conceitos Fundamentais Slides de autoria de Rosely Sanches e Simone Senger de Souza DADOS E EXPRESSÕES Uso da Informação Computador manipula informações contidas em sua memória. Classificadas

Leia mais

Introdução à Ciência da Computação scc-120

Introdução à Ciência da Computação scc-120 ICMC USP 1.semestre/2011 Introdução à Ciência da Computação scc-120 Aula : Variáveis em C Profa. Roseli Romero mailto: rafrance@icmc.sc.usp.br Slides cedidos pela profa. Renata Fortes Variáveis variáveis

Leia mais

11 - Estrutura de um programa em C

11 - Estrutura de um programa em C 11 - Estrutura de um programa em C directivas para o compilador { main ( ) declarações instruções } -É possível utilizar comentários, exemplo: /* Comentário */ que não são traduzidos pelo compilador, pois

Leia mais

Introdução à Programação em C (II)

Introdução à Programação em C (II) Introdução à Programação em C (II) Resumo Streams de Texto Leitura e escrita de caracteres Caracteres como números inteiros Exemplos Cópia de Ficheiros Contagem de Caracteres Contagem de Linhas Contagem

Leia mais

Aula de hoje. Expressões. Expressões. Expressões. Exemplos. Programa em Python. SCC Introdução à Programação para Engenharias

Aula de hoje. Expressões. Expressões. Expressões. Exemplos. Programa em Python. SCC Introdução à Programação para Engenharias SCC 124 - Introdução à Programação para Engenharias Expressões Professor: André C. P. L. F. de Carvalho, ICMC-USP Pos-doutorando: Isvani Frias-Blanco Monitor: Henrique Bonini de Britto Menezes Aula de

Leia mais

Introdução Linguagem C. UDESC - Prof. Juliano Maia 1

Introdução Linguagem C. UDESC - Prof. Juliano Maia 1 Introdução Linguagem C UDESC - Prof. Juliano Maia 1 Índice Seção 1 A linguagem C Seção 2 Esqueleto Básico Programa em C UDESC - Prof. Juliano Maia 2 A linguagem C Seção 1 História Características Orientação

Leia mais

Fundamentos de Programação. Turma CI-240-EST. Josiney de Souza.

Fundamentos de Programação. Turma CI-240-EST. Josiney de Souza. Fundamentos de Programação Turma CI-240-EST Josiney de Souza josineys@inf.ufpr.br Agenda do Dia Aula 3 (12/08/15) Saídas Entradas Operadores Atribuição Aritméticos Expressões Aritméticas Saída Permite

Leia mais

Introdução a Linguagem C (Parte I) UFPA Sistemas de Informação. Roberto Araujo 2013

Introdução a Linguagem C (Parte I) UFPA Sistemas de Informação. Roberto Araujo 2013 Introdução a Linguagem C (Parte I) UFPA Sistemas de Informação Roberto Araujo 2013 Meu primeiro programa em C #include main() { printf( Primeiro Programa \n ); Biblioteca padrão Função principal

Leia mais

Linguagem C Princípios Básicos (parte 1)

Linguagem C Princípios Básicos (parte 1) Linguagem C Princípios Básicos (parte 1) Objetivos O principal objetivo deste artigo é explicar alguns conceitos fundamentais de programação em C. No final será implementado um programa envolvendo todos

Leia mais

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java Linguagem Java Objetivos Compreender como desenvolver algoritmos básicos em JAVA Aprender como escrever programas na Linguagem JAVA baseando-se na Linguagem Portugol aprender as sintaxes equivalentes entre

Leia mais

Estrutura básica de um programa Instruções do Programa Sintaxe das instruções Diretivas apenas o contexto Variáveis e Constantes Tipos e modificadores

Estrutura básica de um programa Instruções do Programa Sintaxe das instruções Diretivas apenas o contexto Variáveis e Constantes Tipos e modificadores Objetivo: Estruturar uma sequencia de comandos em Linguagem C Estrutura básica de um programa Instruções do Programa Sintaxe das instruções Diretivas apenas o contexto Variáveis e Constantes Tipos e modificadores

Leia mais

Material Didático Unificado. Variáveis correspondem a nomes para endereços de memória que são gerenciados pelo Scilab.

Material Didático Unificado. Variáveis correspondem a nomes para endereços de memória que são gerenciados pelo Scilab. Universidade Federal de Ouro Preto -UFOP Departamento de Computação - DECOM Comissão da Disciplina Programação de Computadores I CDPCI Programação de Computadores I BCC701 www.decom.ufop.br/bcc701 Material

Leia mais

Programação: Vetores

Programação: Vetores Programação de Computadores I Aula 09 Programação: Vetores José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/62 Motivação Problema Faça um programa que leia

Leia mais

EXPRESSÕES ARITMÉTICAS PARTE 1

EXPRESSÕES ARITMÉTICAS PARTE 1 AULA 5 EXPRESSÕES ARITMÉTICAS PARTE 1 5.1 Operadores aritméticos Os operadores aritméticos definem as operações aritméticas que podem ser realizadas sobre os números inteiros e reais. Para os inteiros,

Leia mais

Introdução à Linguagem C++

Introdução à Linguagem C++ Introdução à Linguagem C++ C++: Definição C++ C A Linguagem de Programação C++ pode ser definida como uma extensão da Linguagem C; Todo código de programação em Linguagem C pode a priori ser compilado

Leia mais

2. OPERADORES... 6 3. ALGORITMOS, FLUXOGRAMAS E PROGRAMAS... 8 4. FUNÇÕES... 10

2. OPERADORES... 6 3. ALGORITMOS, FLUXOGRAMAS E PROGRAMAS... 8 4. FUNÇÕES... 10 1. TIPOS DE DADOS... 3 1.1 DEFINIÇÃO DE DADOS... 3 1.2 - DEFINIÇÃO DE VARIÁVEIS... 3 1.3 - VARIÁVEIS EM C... 3 1.3.1. NOME DAS VARIÁVEIS... 3 1.3.2 - TIPOS BÁSICOS... 3 1.3.3 DECLARAÇÃO DE VARIÁVEIS...

Leia mais

Métodos Computacionais. Strings (Vetor de Caracteres)

Métodos Computacionais. Strings (Vetor de Caracteres) Métodos Computacionais Strings (Vetor de Caracteres) Em C, o tipo char : Caracteres é usado para representar caracteres pode armazenar valores inteiros (em 1 byte), representando assim, 256 valores distintos

Leia mais

03. [Manzano, 1996] Escreva um programa em C que calcule a área de um triângulo, através da fórmula área = (base * altura) / 2.

03. [Manzano, 1996] Escreva um programa em C que calcule a área de um triângulo, através da fórmula área = (base * altura) / 2. 01. [Damas, 2007] Escreva um programa em C que solicite ao usuário uma determinada data no formato aaaa-mm-dd e a mostre em seguida no formato dd/mm/aaaa. Não é necessário validar a data fornecida pelo

Leia mais

Centro Universitário Franciscano Curso de Sistemas de Informação Disciplina de algoritmos e programação II. Ponteiros

Centro Universitário Franciscano Curso de Sistemas de Informação Disciplina de algoritmos e programação II. Ponteiros Centro Universitário Franciscano Curso de Sistemas de Informação Disciplina de algoritmos e programação II Ponteiros Profa.: Simone Ceolin Slides (Prof.Tiago Rios da Rocha) Primeiro Semestre 2011 Sumário

Leia mais

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008 Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008 Introdução O objetivo desta aula prática é exercitar comandos de entrada e saída simples

Leia mais

quadrado(a)*0.5 -((a+2)*f(x,(1.0+n)/x)) Arquitectura de Computadores (2008/2009) - Linguagem C - Expressões 2

quadrado(a)*0.5 -((a+2)*f(x,(1.0+n)/x)) Arquitectura de Computadores (2008/2009) - Linguagem C - Expressões 2 Linguagem C Expressões Expressões em C Cast, condições, atribuições Operadores lógicos de bits Precedência dos operadores Expressões em C Uma expressão é a forma de calcular um valor num programa: quadrado(a)*0.5

Leia mais

Introdução à Programação. Introdução a Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes

Introdução à Programação. Introdução a Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes Introdução à Programação Introdução a Linguagem C Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br Resumo da aula Introdução Variáveis Tipos de dados Operadores e Expressões: Operadores

Leia mais

Linguagem C: Ponteiros. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Linguagem C: Ponteiros. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Linguagem C: Ponteiros Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário Ponteiros; Variáveis ponteiros; Operadores de ponteiros; Expressões com ponteiros; Atribuição de ponteiros; Aritmética de ponteiros; Comparação

Leia mais

Apêndice B. Cadeias de Caracteres (Strings)

Apêndice B. Cadeias de Caracteres (Strings) Apêndice B. Cadeias de Caracteres (Strings) Até agora, quando desejávamos indicar o número de elementos existentes em um vetor qualquer, utilizávamos uma variável inteira, digamos tam, para armazenar tal

Leia mais

Introdução a JAVA. Variáveis, tipos, expressões, comandos e blocos

Introdução a JAVA. Variáveis, tipos, expressões, comandos e blocos + Introdução a JAVA Variáveis, tipos, expressões, comandos e blocos +Roteiro 2 Variáveis e tipos Operadores aritméticos, lógicos, relacionais e bit-a-bit Atribuição Comandos básicos Ler, Escrever, Condicional,

Leia mais

Tabela T1: Tags para comandos de impressão.

Tabela T1: Tags para comandos de impressão. O que é um nome? O que chamamos rosa não cheiraria igualmente doce em outro nome? W. Shakespeare. PRINTF O comando printf é capaz de imprimir uma mensagem na tela, bem como o comando puts, que além de

Leia mais

5 Comando de Seleção Simples e Composta

5 Comando de Seleção Simples e Composta 5 Comando de Seleção Simples e Composta Ronaldo F. Hashimoto e Carlos H. Morimoto Essa aula introduz o comando de seleção, que permite ao seu programa tomar decisões sobre o fluxo do processamento, ou

Leia mais

5. Expressões aritméticas

5. Expressões aritméticas 5. Expressões aritméticas 5.1. Conceito de Expressão O conceito de expressão em termos computacionais está intimamente ligado ao conceito de expressão (ou fórmula) matemática, onde um conjunto de variáveis

Leia mais

Linguagens de Programação. Marco A L Barbosa

Linguagens de Programação. Marco A L Barbosa Expressões e sentença de atribuição Linguagens de Programação Marco A L Barbosa cba Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional. http://github.com/malbarbo/na-lp-copl

Leia mais

ALGORITMOS 3ª Aula. 3. Introdução Tipos de dados, variáveis e operadores Tipos de dados

ALGORITMOS 3ª Aula. 3. Introdução Tipos de dados, variáveis e operadores Tipos de dados 3. Introdução Segundo alguns especialistas, qualquer programa de computador pode ser escrito utilizando apenas três estruturas básicas: Seqüência, Condição e Repetição. Isto significa que, na construção

Leia mais

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C Capítulo 2: Introdução à Linguagem C INF1005 Programação 1 Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática Programa Programa é um algoritmo escrito em uma linguagem de programação. No nosso

Leia mais

Ambiente Scilab Variáveis, expressões, comando de atribuição Entrada e Saída básica

Ambiente Scilab Variáveis, expressões, comando de atribuição Entrada e Saída básica Universidade Federal de Ouro Preto -UFOP Departamento de Computação - DECOM Programação de Computadores I BCC701 www.decom.ufop.br/moodle Ambiente Scilab Variáveis, expressões, comando de atribuição Entrada

Leia mais

Algoritmos Computacionais

Algoritmos Computacionais Material produzido por professores da UFABC Objetivos Aprender a sintaxe e a semântica de instruções de saída e de entrada de dados na linguagem PORTUGOL Aprender alguns operadores pra uso na parte de

Leia mais

Algoritmos e Lógica de Programação Introdução e formas de representação

Algoritmos e Lógica de Programação Introdução e formas de representação Algoritmos e Lógica de Programação Introdução e formas de representação Agostinho Brito Departamento de Engenharia da Computação e Automação Universidade Federal do Rio Grande do Norte 15 de agosto de

Leia mais

Introdução a Programação. Curso: Sistemas de Informação Programação I José R. Merlin

Introdução a Programação. Curso: Sistemas de Informação Programação I José R. Merlin Introdução a Programação Curso: Sistemas de Informação Programação I José R. Merlin Programas Programas são instruções para o computador executar uma tarefa Estas instruções seguem uma lógica Lógica: modo

Leia mais

Faculdade de Computação

Faculdade de Computação Faculdade de Computação Programação Procedimental 1 o Laboratório de Programação C Prof. Cláudio C. Rodrigues 1. Introdução O objetivo desta aula prática é exercitar o uso de variáveis de vários tipos

Leia mais

Linguagem de Programação C. Fluxo de Saída Padrão. Linguagem de Programação C. printf. Fluxo de Saída Padrão. Algoritmos e Lógica de Programação

Linguagem de Programação C. Fluxo de Saída Padrão. Linguagem de Programação C. printf. Fluxo de Saída Padrão. Algoritmos e Lógica de Programação Algoritmos e Lógica de Programação Linguagem de Programação C Linguagem C Entrada e Saída de dados Reinaldo Gomes reinaldo@cefet-al.br Fluxo de Saída Padrão Saída Formatada: ( ) Tem a função de

Leia mais

EXPRESSÕES ARITMÉTICAS

EXPRESSÕES ARITMÉTICAS Cursos: Análise, Ciência da Computação e Sistemas de Informação Programação I - Prof. Aníbal Notas de aula 3 EXPRESSÕES ARITMÉTICAS Agora, como fazer cálculos matemáticos em nossos métodos. Um primeiro

Leia mais

Faculdade Anglo-Americano Curso de Ciência da Computação Linguagem de Programação. Lista de Exercícios 1

Faculdade Anglo-Americano Curso de Ciência da Computação Linguagem de Programação. Lista de Exercícios 1 Faculdade Anglo-Americano Curso de Ciência da Computação Linguagem de Programação Lista de Exercícios 1 1. O programa seguinte tem vários erros em tempo de compilação. Encontre-os. Main() int a=1; b=2,

Leia mais

#include Void main() { printf( Cheguei!\n"); } INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C

#include <stdio.h> Void main() { printf( Cheguei!\n); } INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C #include Void main() { printf( Cheguei!\n"); } INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C ANTES DO C ERA A LINGUAGEM B B foi essencialmente uma simplificação da linguagem BCPL. B só tinha um tipo de dado, que

Leia mais

Constantes, Variáveis, tipos de dados e expressões

Constantes, Variáveis, tipos de dados e expressões FTC Faculdade de Tecnologia e Ciências Engenharia Civil 1º Semestre Constantes, Variáveis, tipos de dados e expressões Rafael Barbosa Neiva rafael@prodados.inf.br Variáveis Como referenciar e recuperar

Leia mais

modificador h instrui a função printf( ) a exibir um short int. Portanto, %hu indica que o dado é do tipo short unsigned int.

modificador h instrui a função printf( ) a exibir um short int. Portanto, %hu indica que o dado é do tipo short unsigned int. modificador h instrui a função printf( ) a exibir um short int. Portanto, %hu indica que o dado é do tipo short unsigned int. O modificador l também pode prefixar os comandos em ponto flutuante de e, f

Leia mais