Algoritmos RESUMO - LINGUAGEM C

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Algoritmos RESUMO - LINGUAGEM C"

Transcrição

1 Algoritmos RESUMO - LINGUAGEM C 1

2 Sintaxe da linguagem C Componentes reconhecidos pela linguagem C (sintaxe da linguagem): tipos propriedades dos dados; declarações partes do programa, podendo dar significado a um identificador, alocar memória, definir conteúdo inicial e definir funções; funções ações executadas pelo programa; expressões definem e alteram valores e chamam funções de I/O; comentários auxiliam a compreensão do ser humano. Sem tradução para o executável. 2

3 Sintaxe: Livre ou Sensível ao Contexto C - linguagem sensível ao contexto: maiúsculas e minúsculas são percebidas como diferentes no programa. palavras reservadas sempre em minúsculas! variáveis: maiúsculas e minúsculas; prática adotada: programa: todo em minúsculas; exceção(adotada): nome de constantes (define) 3

4 Tipos de dados Determina o conteúdo e tamanho de área de memória reservada para o dado. No C, os tipos básicos de dados são: Tipo Taman ho Valores Válidos char 1 byte Caracteres do Código ASCII int 2 bytes a float 4 bytes -3.4e38 a +3.4e38 4

5 Estrutura básica de um programa C diretivas para o pré-processador declaração de variáveis globais main () { declaração de variáveis locais da função main comandos da função main } 5

6 Estrutura básica de um programa C /* Nome e objetivo do programa */ /* diretivas para o pré-processador bibliotecas*/ #include <biblioteca> /* declaração de constantes e variáveis globais */ # define CONSTANTES tipo função (parâmetros) { } /* função obrigatória que compõem o programa principal */ int main( ) /* int opcional, indica retorno */ { /* declaração de variáveis locais da função main */ /* comandos da função main */ system("pause"); /* segura encerramento do programa */ return 0; // retorno normal da função main } Declarações (opcional) Programa principal 6

7 Diretivas para o processador - Bibliotecas Diretiva #include permite incluir uma biblioteca Bibliotecas contêm funções pré-definidas, utilizadas nos programas Exemplos #include <stdio.h> #include <stdlib.h> #include <math.h> #include <system.h> #include <string.h> Funções de entrada e saída Funções padrão Funções matemáticas Funções do sistema Funções de texto 7

8 Usando o Dev-C++ #include <stdio.h> main() { printf ("Alo mundo!"); } system("pause"); 8

9 Dicas Termine todas as linhas com ; Sempre salve o programa antes de compilar Sempre compile o programa antes de executar Quando ocorrer um erro de compilação, dê um duplo clique sobre a mensagem de erro para destacar o comando errado no programa Verifique também a linha anterior, que pode ser a responsável pelo erro, especialmente se faltar o ; Use comentários, iniciados por // 9

10 Declarações Declaram as variáveis e seus tipos Os nomes das variáveis devem conter apenas letras, dígitos e o símbolo _ Até 32 caracteres Os principais tipos são: int, float, double e char Exemplos int n; int quantidade_valores; float x, y, somavalores; char sexo; char nome[40]; 10

11 Real: n1, n2, n3, media #include <stdio.h> main() { float n1, n2, n3, media; system("pause"); } 11

12 Comando de atribuição Atribui o valor da direita à variável da esquerda O valor pode ser uma constante, uma variável ou uma expressão Exemplos x = 4; --> lemos x recebe 4 y = x + 2; y = y + 4; valor = 2.5; sexo = 'F' 12

13 Função scanf Entrada e Saída scanf ("formatos", &var1, &var2,...) Exemplos: Não esquecer do & antes do nome da variável! int i, j; float x; char c; char* nome; scanf("%d", &i); scanf("%d %f", &j, &x); scanf("%c", &c); scanf("%s", nome); %d inteiro %f float %c char %s palavra 13

14 Real: n1, n2, n3, media ler n1, n2, n3 ler n2 ler n3 #include <stdio.h> main() { float n1, n2, n3, media; scanf ("%lf",&n1); %lf",&n1, &n2, &n3); scanf ("%lf",&n2); scanf ("%lf",&n3); system("pause"); } 14

15 Operadores Matemáticos Operador + Exemplo x + y Comentário Soma x e y - x y Subtrai y de x * / % x * y x / y x % y x++ x-- Multiplica x e y Divide x por y Resto da divisão de x por y Incrementa em 1 o valor de x Decrementa em 1 o valor de x 15

16 Real: n1, n2, n3, media ler n1, n2, n3 media=(n1+n2+n3)/3 ler n2 ler n3 #include <stdio.h> main() { float n1, n2, n3, media; scanf ("%lf",&n1); %lf",&n1, &n2, &n3); scanf ("%lf",&n2); media=(n1+n2+n3)/3; scanf ("%lf",&n3); system("pause"); } 16

17 Função printf printf ("formatos", var1, var2,...) Exemplos: Entrada e Saída %d inteiro %f float %lf double %c char %s palavra int i, j; float x; char c; char* nome; printf("%d", i); printf("%d, %f", j, x); printf("%c", c); printf("%s", nome); \ \b \n \t \v \ \' \" \? Função BackSpace New Line (mudança de Linha) Tabulação Horizontal Tabulação Vertical imprime o próprio caractere \ imprime o caractere ' imprime o caractere " imprime o caractere? 17

18 Real: n1, n2, n3, media ler n1, n2, n3 media=(n1+n2+n3)/3 ler n2 ler n3 exibir media #include <stdio.h> main() { double n1, n2, n3, media; scanf ("%lf",&n1); %lf",&n1, &n2, &n3); scanf ("%lf",&n2); media=(n1+n2+n3)/3; scanf ("%lf",&n3); printf ( %lf,media); } system("pause"); 18

19 #include <stdio.h> main() { double n1, n2, n3, scanf ("%lf media; %lf %lf", &n1, &n2, &n3); media=(n1+n2+n3)/3; printf ( %lf,media); system("pause"); } #include <stdio.h> main() { } float n1, n2, n3, media; printf( Digite 3 notas: ); scanf ("%lf %lf %lf",&n1, &n2, &n3); media=(n1+n2+n3)/3; printf ( A média é %0.2lf,media); system("pause"); 19

20 Operadores de Atribuição Operador = Exemplo x = y Comentário Atribui o valor de y a x += x += y Equivale a x = x + y -= *= /= %= x -= y x *= y x /= y x %= y Equivale a x = x y Equivale a x = x * y Equivale a x = x / y Equivale a x = x % y 20

21 Funções Matemáticas Função ceil cos exp fabs floor log log10 pow sin sqrt tan Exemplo ceil(x) cos(x) exp(x) fabs(x) floor(x) log(x) log10(x) pow(x, y) sin(x) sqrt(x) tan(x) Comentário Arredonda o número real para cima; ceil(3.2) é 4 Cosseno de x (x em radianos) e elevado à potencia x Valor absoluto de x Arredonda o número deal para baixo; floor(3.2) é 3 Logaritmo natural de x Logaritmo decimal de x Calcula x elevado à potência y Seno de x Raiz quadrada de x Tangente de x #include <math.h> 21

22 Operadores Relacionais Operador == Exemplo x == y Comentário O conteúdo de x é igual ao de y!= x!= y O conteúdo de x é diferente do de y <= >= < > x <= y x >= y x < y x > y O conteúdo de x é menor ou igual ao de y O conteúdo de x é maior ou igual ao de y O conteúdo de x é menor que o de y O conteúdo de x é maior que o de y As expressões relacionais em C retornam um número negativo: 1 se verdadeiro e; 0 se falso. 22

23 Operadores Lógicos && (E lógico): retorna verdadeiro se ambos os operandos são verdadeiros e falso nos demais casos. Exemplo: if( a>2 && b<3). (OU lógico): retorna verdadeiro se um ou ambos os operandos são verdadeiros e falso se ambos são falsos. Exemplo: if( a>1 b<2).! (NÃO lógico): usada com apenas um operando. Retorna verdadeiro se o operando é falso e vice-versa. Exemplo: if(!var ). 23

24 Exemplos 1: Enunciado Dado o valor de uma venda em reais e um valor inteiro correspondente à comissão a ser paga por essa venda, calcule e mostre o valor da comissão. Objetivo: calcular valor de comissão Entradas: valor de venda em reais, percentual da comissão (em inteiros) Saída: comissão em reais 24

25 Programa em C /* calcula a comissao de um vendedor entradas: valorvenda, percentual saídas: comissao */ #include <stdio.h> // biblioteca para I/O #include <stdlib.h> // biblioteca para system("pause"); int main() // programa principal { float valorvenda, comissao; // variaveis int percentual; // variavel printf( \ninformar valor da venda: "); scanf("%f", &valorvenda); printf( \ninformar percentual da comissao (como um inteiro): "); scanf("%d", &percentual); comissao = valorvenda * percentual * 0.01; printf( \no valor da comissao e: R$ %4.2f\n", comissao); /* formatacao de minimo de 4 posiçoes, com 2 casas decimais */ system("pause"); // em espera, para visualizaçao dos resultados return 0; //encerramento normal do programa } 25

26 Programa em C //Soma dois valores e da soma diminui um terceiro. //Usa valores inteiros #include <stdio.h> #include <stdlib.h> int main ( ) { int num1, num2, num3,resultado; printf("forneca tres valores inteiros"); printf("\nprimeiro numero: "); scanf("%d", &num1); printf("\nsegundo numero: "); scanf("%d", &num2); printf("\nterceiro numero: "); scanf("%d", &num3); resultado = num1 + num2 - num3; printf("\nresultado: %d\n", resultado); printf("\nos tres valores lidos foram: %d, %d, %d\n", num1, num2, num3); printf("o resultado eh: %d\n", resultado); system ("PAUSE"); return 0; } 26

Introdução à Linguagem C

Introdução à Linguagem C Introdução à Linguagem C Simone Ceolin UNIFRA Adaptado de slides das Profas. Patrícia Jaques, Mônica Py e Deise Saccol 1 Histórico da Linguagem C Criada por Denis Ritchie, na década de 1970, para uso em

Leia mais

Introdução à Linguagem C. Adaptado de slides das Profas. Patrícia Jaques, Mônica Py, Deise Saccol e Vania Bogorny

Introdução à Linguagem C. Adaptado de slides das Profas. Patrícia Jaques, Mônica Py, Deise Saccol e Vania Bogorny Introdução à Linguagem C Adaptado de slides das Profas. Patrícia Jaques, Mônica Py, Deise Saccol e Vania Bogorny 1 Histórico da Linguagem C Criada por Denis Ritchie, na década de 1970, para uso em um computador

Leia mais

Introdução à Linguagem C

Introdução à Linguagem C Introdução à Linguagem C 1 Histórico da Linguagem C Criada por Denis Ritchie, na década de 1970, para uso em um computador DEC PDP-11 em Unix C++ é uma extensão da linguagem C O sistema Unix é escrito

Leia mais

Algoritmos; Introdução à linguagem C

Algoritmos; Introdução à linguagem C Algoritmos; Introdução à linguagem C Referências: (1) Livro Introdução a Algoritmos e Programação de Fabricio Ferrari e Cristian Cechinel (2) Notas de aula das Profas. Vania Bogorny, Patrícia Jaques, Mônica

Leia mais

Laboratório de Programação 02

Laboratório de Programação 02 Laboratório de Programação 02 Ambiente de Desenvolvimento e Revisão da Linguagem C Prof. Carlos Eduardo de Barros Paes Prof. Julio Arakaki Departamento de Computação PUC-SP Code::Blocks Ambiente integrado

Leia mais

Aula 12- Variáveis e valores reais

Aula 12- Variáveis e valores reais Aula 12- Variáveis e valores reais Até agora todos os nossos problemas continham apenas valores inteiros e portanto variáveis do tipo int. Para resolver problemas que usam valores com parte fracionária,

Leia mais

11 - Estrutura de um programa em C

11 - Estrutura de um programa em C 11 - Estrutura de um programa em C directivas para o compilador { main ( ) declarações instruções } -É possível utilizar comentários, exemplo: /* Comentário */ que não são traduzidos pelo compilador, pois

Leia mais

Linguagem C: Introdução

Linguagem C: Introdução Linguagem C: Introdução Linguagem C É uma Linguagem de programação genérica que é utilizada para a criação de programas diversos como: Processadores de texto Planilhas eletrônicas Sistemas operacionais

Leia mais

Modificadores de Tipos

Modificadores de Tipos Modificadores de Tipos Palavras reservadas: signed (com sinal) unsigned (sem sinal) long (expande faixa de valores) short (contrai faixa de valores) Exemplo: unsigned char letra; long int numero1, numero2;

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO Primeiro programa em C #include int main() { int num1, num2, result; scanf("%d",&num1); scanf("%d",&num2); result = num1 + num2; printf("%d",

Leia mais

Introdução à Linguagem C

Introdução à Linguagem C Engenharia de CONTROLE e AUTOMAÇÃO Introdução à Linguagem C Aula 02 DPEE 1038 Estrutura de Dados para Automação Curso de Engenharia de Controle e Automação Universidade Federal de Santa Maria beltrame@mail.ufsm.br

Leia mais

PROGRAMAÇÃO A. Estrutura Sequencial

PROGRAMAÇÃO A. Estrutura Sequencial PROGRAMAÇÃO A Estrutura Sequencial INTRODUÇÃO A estrutura mais simples que um algoritmo pode ter é conhecida como sequencial. Nessa estrutura os passos do algoritmo são executados, um a um, na ordem em

Leia mais

Estrutura do programa

Estrutura do programa Linguagem C Estrutura do programa Exemplo: #include #include main() { printf( Ola, mundo! ); system( pause ); }

Leia mais

Introdução a Programação de Jogos

Introdução a Programação de Jogos Introdução a Programação de Jogos Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição

Leia mais

system("pause"); //Envia comando para o sistema operacional solicitando parada de execução do programa } //limitador do corpo do programa

system(pause); //Envia comando para o sistema operacional solicitando parada de execução do programa } //limitador do corpo do programa Atividade Prática no Ambiente Dev C++ Para as nossas atividades práticas vamos utilizar o ambiente de desenvolvimento da Linguagem C, Dev C++, ele é bastante fácil de utilizar e com muitos recursos. Segue

Leia mais

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões.

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. 1 Estruturas da linguagem C 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. Identificadores Os identificadores seguem a duas regras: 1. Devem ser começados por letras

Leia mais

Hello World. Linguagem C. Tipos de Dados. Palavras Reservadas. Operadores Aritméticos. Pré e pós incremento e pré e pós decremento

Hello World. Linguagem C. Tipos de Dados. Palavras Reservadas. Operadores Aritméticos. Pré e pós incremento e pré e pós decremento Hello World Linguagem C printf("hello world!\n"); main é a função principal, a execução do programa começa por ela printf é uma função usada para enviar dados para o vídeo Palavras Reservadas auto double

Leia mais

INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C

INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C Aula 01 Programação em Microinformática Prof. Allbert Velleniche de Aquino Almeida E-mail: professor@allbert.com.br Site: http://www.allbert.com.br Histórico O C nasceu na década

Leia mais

Métodos Computacionais. Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados

Métodos Computacionais. Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados Métodos Computacionais Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados Tópicos da Aula Hoje aprenderemos a escrever um programa em C que pode realizar cálculos Conceito de expressão Tipos de

Leia mais

5 Operações e Funções Matemáticas. Unesp Campus de Guaratinguetá

5 Operações e Funções Matemáticas. Unesp Campus de Guaratinguetá 5 Operações e Funções Matemáticas Unesp Campus de Guaratinguetá Curso de Programação Computadores Prof. Aníbal Tavares Profa. Cassilda Ribeiro Ministrado por: Prof. André Amarante 4.4.1 Avaliação de Expressões

Leia mais

Introdução da Linguagem C

Introdução da Linguagem C 1. Introdução a Linguagem C 1.1 História Entre 1969 e 1973, Dennis Ritchie inventou a linguagem C e foi o primeiro a implementá-la usando um computador DEC PDP-11, que utilizava o sistema operacional Unix.

Leia mais

Programação de Computadores I

Programação de Computadores I Programação de Computadores I Biblioteca sqrt() / pow() / floor / ceil() Gil Eduardo de Andrade Introdução #include A biblioteca contém várias funções para efetuar cálculos matemáticos;

Leia mais

Capítulo 2 Operadores. A função scanf()

Capítulo 2 Operadores. A função scanf() Capítulo 2 Operadores A função scanf() A função scanf() é outra das funções de E/S implementadas em todos os compiladores e nos permite ler dados formatados da entrada padrão (teclado). Sintaxe: scanf(

Leia mais

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo Programação Básica Estrutura de um algoritmo Código-fonte Como vimos na aula anterior um algoritmo pode ser representado usando um fluxograma Um algoritmo pode também ser representado usando texto Esse

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. A Linguagem C

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. A Linguagem C Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação A Linguagem C Prof. Renato Pimentel 1 Programação Quando queremos criar ou desenvolver um software para realizar determinado tipo de processamento

Leia mais

Anhanguera Educacional S.A. Centro Universitário Ibero-Americano

Anhanguera Educacional S.A. Centro Universitário Ibero-Americano O C++ foi inicialmente desenvolvido por Bjarne Stroustrup durante a década de 1980 com o objetivo de melhorar a linguagem de programação C, mantendo a compatibilidade com esta linguagem. Exemplos de Aplicações

Leia mais

1) Operadores de auto incremento ++ e auto decremento --

1) Operadores de auto incremento ++ e auto decremento -- Aula 09 - Operadores de auto incremento e auto decremento, atribuição múltipla, atribuição na declaração, atribuição resumida e algumas regras de boa programação. 1) Operadores de auto incremento ++ e

Leia mais

Modulo 7: Programação com funções predefinidas pela linguagem

Modulo 7: Programação com funções predefinidas pela linguagem PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES V - TCC- 00.323 Modulo 7: Programação com funções predefinidas pela linguagem Aura -Erick aconci@ic.uff.br, erickr@id.uff.br Roteiro Operadores de Atribuição Funções pré-definidas

Leia mais

Linguagem C. Prof.ª Márcia Jani Cícero

Linguagem C. Prof.ª Márcia Jani Cícero Linguagem C Prof.ª Márcia Jani Cícero A estrutura Básica de um Programa em C Consiste em uma ou várias funções ou programas. main( ) // primeira função a ser executada // inicia a função // termina a função

Leia mais

Algoritmos. Para encontrar a raiz de uma equação quadrática, são necessários alguns passos detalhados:

Algoritmos. Para encontrar a raiz de uma equação quadrática, são necessários alguns passos detalhados: Algoritmos Para encontrar a raiz de uma equação quadrática, são necessários alguns passos detalhados: Dada a equação de 2º grau Subtraia c em ambos os lados Multiplique ambos os lados por 4a Aplique a

Leia mais

Programação: Vetores

Programação: Vetores Programação de Computadores I Aula 09 Programação: Vetores José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/62 Motivação Problema Faça um programa que leia

Leia mais

Introdução à Programação. Introdução a Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes

Introdução à Programação. Introdução a Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes Introdução à Programação Introdução a Linguagem C Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br Resumo da aula Introdução Variáveis Tipos de dados Operadores e Expressões: Operadores

Leia mais

Lógica e Linguagem de Programação Convertendo um algoritmo em pseudocódigo para a linguagem C Professor: Danilo Giacobo

Lógica e Linguagem de Programação Convertendo um algoritmo em pseudocódigo para a linguagem C Professor: Danilo Giacobo Lógica e Linguagem de Programação Convertendo um algoritmo em pseudocódigo para a linguagem C Professor: Danilo Giacobo Este documento explica como transformar um algoritmo escrito na forma pseudocódigo

Leia mais

INF 1005 Programação I

INF 1005 Programação I INF 1005 Programação I Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição de constantes:

Leia mais

Introdução à Programação

Introdução à Programação Introdução à Programação Variáveis em C Slides da Profa. Roseli Romero Comandos de Entrada e Saída O objetivo de escrevermos programas é em última análise, a obtenção de resultados (Saídas) depois da elaboração

Leia mais

Linguagem e Técnicas de Programação I Operadores, expressões e funções. Prof. MSc. Hugo Souza Material desenvolvido por: Profa.

Linguagem e Técnicas de Programação I Operadores, expressões e funções. Prof. MSc. Hugo Souza Material desenvolvido por: Profa. Linguagem e Técnicas de Programação I Operadores, expressões e funções Prof. MSc. Hugo Souza Material desenvolvido por: Profa. Ameliara Freire Operadores básicos Toda linguagem de programação, existem

Leia mais

Linguagem C. Operadores

Linguagem C. Operadores Linguagem C Operadores Operadores aritméticos: + - * / % C oferece cinco operadores artiméticos binários Soma (+) Subtração ( - ) Multiplicação ( * ) Divisão ( / ) Módulo (%) um operador unário menos unário

Leia mais

MC102 Algoritmos e Programação de Computadores

MC102 Algoritmos e Programação de Computadores MC102 Algoritmos e Programação de Computadores Instituto de Computação UNICAMP Primeiro Semestre de 2014 Roteiro 1 Maior número 2 Soma de n números 3 Fatorial 4 Máximo Divisor Comum (MDC) 5 Números primos

Leia mais

Introdução a Programação na Linguagem C.

Introdução a Programação na Linguagem C. Introdução a Programação na Linguagem C. Prof. Gemilson George E-mail: gemilson@geo.com.br Skype: gemilson_geo MSN: gemilsongeorge@gmail.com Facebook: facebook.com/gemilson Fone: (83)8880-2046 Blog: informaticageo.wordpress.com

Leia mais

Linguagem C. Programação Estruturada. Funções Matemáticas. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.br

Linguagem C. Programação Estruturada. Funções Matemáticas. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.br Programação Estruturada Linguagem C Funções Matemáticas Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.br Sumário Introdução Funções de Potência Funções de Arredondamento Funções Trigonométricas

Leia mais

Curso de Introdução à Liguagem de. Grupo PET-Tele. Universidade Federal Fluminense. July 16, 2012

Curso de Introdução à Liguagem de. Grupo PET-Tele. Universidade Federal Fluminense. July 16, 2012 urso de à urso de à Universidade Federal Fluminense July 16, 2012 Indrodução urso de à O é uma linguagem de programação criada por Dennis Ritchie, em 1972 e que continua a ser muito utilizada até os dias

Leia mais

Retorna a quantidade de caracteres que o nome possui.

Retorna a quantidade de caracteres que o nome possui. 1. Funções para trabalho com textos (strings) Para trabalhar com texto em C/C++, faz-se necessário o uso de algumas funções específicas. O quadro abaixo lista algumas delas: Função Significado Biblioteca

Leia mais

ITENS FUNDAMENTAIS Programando em C++

ITENS FUNDAMENTAIS Programando em C++ INFORMÁTICA E COMPUTAÇÃO - CMP 1060 AULA 3 ITENS FUNDAMENTAIS Programando em C++ 1. Constantes São valores que são mantidos fixos pelo compilador. Tipo de Dado Exemplos de Constantes char b \n \0 int 2

Leia mais

Linguagem C Controle do Fluxo de Execução. Lógica de Programação

Linguagem C Controle do Fluxo de Execução. Lógica de Programação Linguagem C Controle do Fluxo de Execução Lógica de Programação Caro(a) aluno(a), Aqui começaremos a escrever os nossos primeiros programas em uma Linguagem de Programação. Divirta-se!!! Estrutura Seqüencial

Leia mais

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C Capítulo 2: Introdução à Linguagem C INF1005 Programação 1 Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática Programa Programa é um algoritmo escrito em uma linguagem de programação. No nosso

Leia mais

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 3 de setembro de 2010

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 3 de setembro de 2010 Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 3 de setembro de 2010 1 Introdução O objetivo desta aula prática é exercitar o uso de variáveis de vários tipos

Leia mais

Disciplina de Algoritmos e Programação

Disciplina de Algoritmos e Programação Disciplina de Algoritmos e Programação Aula Passada Prática com declaração e inicialização de variáveis Capacidade de representação (estouro de representação) Tamanho ocupado pela variável na memória (comando

Leia mais

Linguagens de Programação PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES. Linguagem C. Linguagem C Estrutura Básica. Constante (literais) Linguagem C Primeiro Programa

Linguagens de Programação PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES. Linguagem C. Linguagem C Estrutura Básica. Constante (literais) Linguagem C Primeiro Programa Linguagens de Programação PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES Linguagem C - Introdução Linguagens de Máquina Representação numérica Difícil utilização e compreensão Específica para cada máquina Linguagens Simbólicas(Assembly)

Leia mais

Faculdade Anglo-Americano Curso de Ciência da Computação Linguagem de Programação. Lista de Exercícios 1

Faculdade Anglo-Americano Curso de Ciência da Computação Linguagem de Programação. Lista de Exercícios 1 Faculdade Anglo-Americano Curso de Ciência da Computação Linguagem de Programação Lista de Exercícios 1 1. O programa seguinte tem vários erros em tempo de compilação. Encontre-os. Main() int a=1; b=2,

Leia mais

Programação modular. Função

Programação modular. Função X 214 Função Definição matemá>ca Uma relação entre elementos de um conjunto (entrada) e elementos de outro conjunto (saída), com a propriedade que cada elemento da entrada relaciona-se com exatamente um

Leia mais

INF1007: Programação 2. 0 Revisão. 06/08/2015 (c) Dept. de Informática - PUC-Rio 1

INF1007: Programação 2. 0 Revisão. 06/08/2015 (c) Dept. de Informática - PUC-Rio 1 INF1007: Programação 2 0 Revisão 06/08/2015 (c) Dept. de Informática - PUC-Rio 1 Tópicos Principais Variáveis e Constantes Operadores e Expressões Entrada e Saída Tomada de Decisão Construção com laços

Leia mais

Estruturas de repetição. Objetivos: - Compreender diversos tipos de comandos de repetições disponíveis na linguagem C.

Estruturas de repetição. Objetivos: - Compreender diversos tipos de comandos de repetições disponíveis na linguagem C. capa Estruturas de repetição Objetivos: - Compreender diversos tipos de comandos de repetições disponíveis na linguagem C. - Aprender a implementar algoritmos em C com laços de repetições. Estruturas de

Leia mais

system("pause"); //Envia comando para o sistema operacional solicitando parada de execução do programa } //limitador do corpo do programa

system(pause); //Envia comando para o sistema operacional solicitando parada de execução do programa } //limitador do corpo do programa Atividade Prática no Ambiente Dev C++ Para as nossas atividades práticas vamos utilizar o ambiente de desenvolvimento da Linguagem C, Dev C++, ele é bastante fácil de utilizar e com muitos recursos. Segue

Leia mais

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008 Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008 Introdução O objetivo desta aula prática é exercitar comandos de entrada e saída simples

Leia mais

Tipos de Dados, Variáveis e Entrada e Saída em C. DCC 120 Laboratório de Programação

Tipos de Dados, Variáveis e Entrada e Saída em C. DCC 120 Laboratório de Programação Tipos de Dados, Variáveis e Entrada e Saída em C DCC 120 Laboratório de Programação Variáveis Uma variável representa um espaço na memória do computador para armazenar um determinado tipo de dado. Em C,

Leia mais

Módulo 1. Introdução. AEDS I C++ (Rone Ilídio)

Módulo 1. Introdução. AEDS I C++ (Rone Ilídio) Módulo 1 Introdução AEDS I C++ (Rone Ilídio) Introdução Linguagens de Programação Fonte Compilador Executável SO I Hardware C++ - Características Evolução do C, ou seja, possui a mesma sintaxe É uma linguagem

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo. Programação I Tipos de Dados Básicos - C Professora: Norminda Luiza

Universidade Federal do Espírito Santo. Programação I Tipos de Dados Básicos - C Professora: Norminda Luiza Universidade Federal do Espírito Santo Programação I Tipos de Dados Básicos - C Professora: Norminda Luiza Variáveis Tipos de Dados Básicos Formação dos identificadores o nome deve começar com uma letra

Leia mais

1) - Contém protótipos de funções da biblioteca padrão de entrada/saída e as informações utilizadas por elas.

1) <stdio.h> - Contém protótipos de funções da biblioteca padrão de entrada/saída e as informações utilizadas por elas. 1 Principais funções da linguagem C Utilizando funções Em C todas as ações ocorrem dentro de funções. A função main é sempre a primeira a ser executada. Com exceção da função principal main, uma função

Leia mais

Introdução à Programação em C (II)

Introdução à Programação em C (II) Introdução à Programação em C (II) Resumo Streams de Texto Leitura e escrita de caracteres Caracteres como números inteiros Exemplos Cópia de Ficheiros Contagem de Caracteres Contagem de Linhas Contagem

Leia mais

C Operadores e Expressões

C Operadores e Expressões C Operadores e Expressões Adriano Cruz adriano@nce.ufrj.br Instituto de Matemática Departamento de Ciência da Computação UFRJ 15 de agosto de 2013 Adriano Cruz adriano@nce.ufrj.br (IM-DCC-UFRJ)C Operadores

Leia mais

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores ! Variáveis, Tipos de Dados e Operadores Engenharias Informática Aplicada 2.o sem/2013 Profa Suely (e-mail: smaoki@yahoo.com) VARIÁVEL VARIÁVEL É um local lógico, ligado a um endereço físico da memória

Leia mais

Estruturas de Dados Aula 2: Estruturas Estáticas 02/03/2011

Estruturas de Dados Aula 2: Estruturas Estáticas 02/03/2011 Estruturas de Dados Aula 2: Estruturas Estáticas 02/03/2011 Tipos Básicos Quantos valores distintos podemos representar com o tipo char? Operadores de Incremento e Decremento ++ e -- Incrementa ou decrementa

Leia mais

ALGORITMOS E LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PRÉ AULA PRÉ AULA 31/08/2015

ALGORITMOS E LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PRÉ AULA PRÉ AULA 31/08/2015 ALGORITMOS E LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com PRÉ AULA De acordo com a sua compreensão acerca da representação das fórmulas

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1. Estruturas Básicas. Aula Tópico 4

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1. Estruturas Básicas. Aula Tópico 4 Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1 Estruturas Básicas Aula Tópico 4 1 Problema 3 Exibir o maior número inteiro que pode ser representado no computador. 2 Qual o maior número inteiro? Para

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA AMBIENTE DE PROGRAMAÇÃO. Prof. Dr. Daniel Caetano

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA AMBIENTE DE PROGRAMAÇÃO. Prof. Dr. Daniel Caetano LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA AMBIENTE DE PROGRAMAÇÃO Prof. Dr. Daniel Caetano 2013-1 Objetivos Entender como avaliar divisibilidade Conhecer as funções matemáticas prontas do C/C++ Capacitar o

Leia mais

2. OPERADORES... 6 3. ALGORITMOS, FLUXOGRAMAS E PROGRAMAS... 8 4. FUNÇÕES... 10

2. OPERADORES... 6 3. ALGORITMOS, FLUXOGRAMAS E PROGRAMAS... 8 4. FUNÇÕES... 10 1. TIPOS DE DADOS... 3 1.1 DEFINIÇÃO DE DADOS... 3 1.2 - DEFINIÇÃO DE VARIÁVEIS... 3 1.3 - VARIÁVEIS EM C... 3 1.3.1. NOME DAS VARIÁVEIS... 3 1.3.2 - TIPOS BÁSICOS... 3 1.3.3 DECLARAÇÃO DE VARIÁVEIS...

Leia mais

Estrutura de Programas e Tipos de Dados Simples

Estrutura de Programas e Tipos de Dados Simples SSC0101 - ICC1 Teórica Introdução à Ciência da Computação I Estrutura de Programas e Tipos de Dados Simples Prof. Vanderlei Bonato: vbonato@icmc.usp.br Prof. Claudio Fabiano Motta Toledo: claudio@icmc.usp.br

Leia mais

Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul Ciência da Computação Algoritmos e Estruturas de Dados I (AED-I) Prof. Nilton

Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul Ciência da Computação Algoritmos e Estruturas de Dados I (AED-I) Prof. Nilton Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul Ciência da Computação Algoritmos e Estruturas de Dados I (AED-I) Prof. Nilton nilton@comp.uems.br Introdução A linguagem C foi inventada por Dennis Ritchie e

Leia mais

Computação L2. Linguagem C++ Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica.

Computação L2. Linguagem C++ Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica. Computação L2 Linguagem C++ ovsj@cin.ufpe.br Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica. Alfabeto São os símbolos ( caracteres ) permitidos na linguagem: Letras (maiúsculas e minúsculas);

Leia mais

Tabela T1: Tags para comandos de impressão.

Tabela T1: Tags para comandos de impressão. O que é um nome? O que chamamos rosa não cheiraria igualmente doce em outro nome? W. Shakespeare. PRINTF O comando printf é capaz de imprimir uma mensagem na tela, bem como o comando puts, que além de

Leia mais

AULA 1 AULA 2. Estudo dirigido para as três primeiras AULAS de LPI Professora ANITA MACIEL 1º ESTUDO DIRIGIDO

AULA 1 AULA 2. Estudo dirigido para as três primeiras AULAS de LPI Professora ANITA MACIEL 1º ESTUDO DIRIGIDO 1º ESTUDO DIRIGIDO AULA 1 1) Quem desenvolveu a linguagem C e em que década? 2) Cite as sete vantagens da linguagem C? 3) Em 1999, algumas modificações importantes aconteceram. Exemplifique. 4) Cite as

Leia mais

Curso de Programação Computadores

Curso de Programação Computadores 4 - Conceitos Básicos sobre Algoritmos e Linguagem C Unesp Campus de Guaratinguetá Curso de Programação Computadores Prof. Aníbal Tavares Profa. Cassilda Ribeiro 4.1 - Variáveis 4 - Conceitos Básicos sobre

Leia mais

INF 1005 Programação I

INF 1005 Programação I INF 1005 Programação I Aula 12 Cadeia de Caracteres (Strings) Edirlei Soares de Lima Caracteres Até o momento nós somente utilizamos variáveis que armazenam números (int, float ou

Leia mais

Introdução à Linguagem C Variáveis e Expressões

Introdução à Linguagem C Variáveis e Expressões INF1005: Programação 1 Introdução à Linguagem C Variáveis e Expressões 08/03/10 (c) Paula Rodrigues 1 Tópicos Principais Programando em C Funções Variáveis Define Operadores e Expressões Entrada e Saída

Leia mais

Introdução à Programação em C

Introdução à Programação em C Introdução à Programação em C Tipos e Operadores Elementares Estruturas de Controlo Resumo Novidades em C Exemplo: Factorial Tipos de Dados Básicos Saltos Condicionais: if-then-else Valor de retorno de

Leia mais

Curso de C. Procedimentos e Funções. 6/4/200901/04/09 09:42 Copyright@Arnaldo V Moura, Daniel F Ferber 1

Curso de C. Procedimentos e Funções. 6/4/200901/04/09 09:42 Copyright@Arnaldo V Moura, Daniel F Ferber 1 Curso de C Procedimentos e Funções 6/4/200901/04/09 09:42 Copyright@Arnaldo V Moura, Daniel F Ferber 1 Funções Roteiro: Funções Declaração e chamada Funções importantes Exemplos de funções Variáveis Globais,

Leia mais

Estrutura de um programa em linguagem C

Estrutura de um programa em linguagem C Estrutura de um programa em linguagem C Estrutura de um programa em linguagem C Exemplo de um programa em linguagem C Directivas de Pré-Processamento #include Declarações Globais Declarações

Leia mais

Estrutura básica de um programa Instruções do Programa Sintaxe das instruções Diretivas apenas o contexto Variáveis e Constantes Tipos e modificadores

Estrutura básica de um programa Instruções do Programa Sintaxe das instruções Diretivas apenas o contexto Variáveis e Constantes Tipos e modificadores Objetivo: Estruturar uma sequencia de comandos em Linguagem C Estrutura básica de um programa Instruções do Programa Sintaxe das instruções Diretivas apenas o contexto Variáveis e Constantes Tipos e modificadores

Leia mais

Material sobre Funções AEDS 1

Material sobre Funções AEDS 1 Material sobre Funções AEDS 1 1 Funções - revisão Funções definem operações que são usadas frequentemente Funções, na matemática, requerem parâmetros de entrada e definem um valor de saída 2 Funções -

Leia mais

Introdução a Computação

Introdução a Computação Introdução a Computação Aula 02 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Lógica de Programação Lógica de Programação é a técnica de criar sequências lógicas de ações para

Leia mais

Introdução à Computação (IC) Linguagem C: Comandos de entrada e saída

Introdução à Computação (IC) Linguagem C: Comandos de entrada e saída Introdução à Computação (IC) Linguagem C: Comandos de entrada e saída Prof.ª Dr.ª Symone Gomes Soares Alcalá Universidade Federal de Goiás (UFG) Regional Goiânia (RG) Campus Aparecida de Goiânia (CAP)

Leia mais

ESTRUTURAS CONDICIONAIS. Baseado nos slides de autoria de Rosely Sanches e Simone Senger de Souza

ESTRUTURAS CONDICIONAIS. Baseado nos slides de autoria de Rosely Sanches e Simone Senger de Souza ESTRUTURAS CONDICIONAIS Baseado nos slides de autoria de Rosely Sanches e Simone Senger de Souza Estruturas de Controle ESTRUTURA SEQUENCIAL ESTRUTURA CONDICIONAL ESTRUTURA DE REPETIÇÃO 2 Estruturas Condicionais

Leia mais

PROGRAMAÇÃO I E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S

PROGRAMAÇÃO I E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S PROGRAMAÇÃO I VA R I Á V E I S, C O N S TA N T E S, O P E R A D O R E S E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S Variáveis 2 Variáveis são locais onde são armazenados os valores na memória. Toda variável é

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I IEC012. Linguagem C - Guia de bolso - Prof. César Melo

Algoritmos e Estruturas de Dados I IEC012. Linguagem C - Guia de bolso - Prof. César Melo Algoritmos e Estruturas de Dados I IEC012 Linguagem C - Guia de bolso - Prof. César Melo Histórico A linguagem C é uma linguagem de programação inventada na década de 1970 por Dennis Ritchie Brian Kennigaham.

Leia mais

Técnicas de Programação: Comandos de Controle de DEE UFPB

Técnicas de Programação: Comandos de Controle de DEE UFPB Técnicas de Programação: Comandos de Controle de Programa Prof. Protásio DEE UFPB 1 Comandos de Controle de Programa Comandos que direcionam o fluxo de execução de programa. Em C, tem se 3 categorias:

Leia mais

Linguagem C. Programação Estruturada. Fundamentos da Linguagem. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.

Linguagem C. Programação Estruturada. Fundamentos da Linguagem. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu. Programação Estruturada Linguagem C Fundamentos da Linguagem Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.br Sumário Estrutura Básica Bibliotecas Básicas Tipos de Dados Básicos Variáveis/Declaração

Leia mais

2º Roteiro de Laboratório Estruturas condicionais

2º Roteiro de Laboratório Estruturas condicionais 2º Roteiro de Laboratório Estruturas condicionais Tópicos abordados 1. Estruturas if e if/ 1.1. Sintaxe 1.2. Exemplo: par_impar.c 2. Aplicação 2.1. Problema resolvido: [PR 1] 2.2. Problemas propostos:

Leia mais

A Linguagem C. A forma de um programa em C

A Linguagem C. A forma de um programa em C A Linguagem C Criada em 1972 por D. M. Ritchie e K. Thompson. Tornou-se uma das mais importantes e populares, principalmente pela portabilidade e flexibilidade. Foi projetada para o desenvolvimento de

Leia mais

Algoritmos: Conceitos Fundamentais. Slides de autoria de Rosely Sanches e Simone Senger de Souza

Algoritmos: Conceitos Fundamentais. Slides de autoria de Rosely Sanches e Simone Senger de Souza Algoritmos: Conceitos Fundamentais Slides de autoria de Rosely Sanches e Simone Senger de Souza DADOS E EXPRESSÕES Uso da Informação Computador manipula informações contidas em sua memória. Classificadas

Leia mais

Funções. IPC2 1999/2000 F. Nunes Ferreira. Acetatos baseados no livro C: How to Program (second edition) H. M. Deitel P. J. Deitel Prentice Hall, 1994

Funções. IPC2 1999/2000 F. Nunes Ferreira. Acetatos baseados no livro C: How to Program (second edition) H. M. Deitel P. J. Deitel Prentice Hall, 1994 Funções IPC2 1999/2000 F. Nunes Ferreira Acetatos baseados no livro C: How to Program (second edition) H. M. Deitel P. J. Deitel Prentice Hall, 1994 2 Funções Utilizar, sempre que possível, as funções

Leia mais

INF 1620 P1-04/10/03 Questão 1 Nome:

INF 1620 P1-04/10/03 Questão 1 Nome: INF 1620 P1-04/10/03 Questão 1 a) Implemente uma função para calcular as raízes de uma equação do segundo grau do tipo ax 2 +bx+c=0. O protótipo dessa função deve ser: void raizes (float a, float b, float

Leia mais

Algoritmos e Técnicas de Programação

Algoritmos e Técnicas de Programação Algoritmos e Técnicas de Programação Introdução a Algoritmos Jonathan Pereira Jonathan.pereira@ifrn.edu.br Sumário Introdução a algoritmos Linguagem de programação Elaboração de programas Sumário Introdução

Leia mais

Módulo 5 Vetores e Alocação Dinâmica

Módulo 5 Vetores e Alocação Dinâmica Estruturas de Dados Módulo 5 Vetores e Alocação Dinâmica 1/9/2005 (c) Dept. Informática - PUC-Rio 1 Referências Waldemar Celes, Renato Cerqueira, José Lucas Rangel, Introdução a Estruturas de Dados, Editora

Leia mais

Componentes da linguagem C++

Componentes da linguagem C++ Componentes da linguagem C++ C++ é uma linguagem de programação orientada a objetos (OO) que oferece suporte às características OO, além de permitir você realizar outras tarefas, similarmente a outras

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++

INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ Profª ª Danielle Casillo OPERADORES Um operador é um símbolo

Leia mais

Introdução a Linguagem C

Introdução a Linguagem C Introdução a Linguagem C Rafael Silva Guimarães Instituto Federal do Espírito Santo rafaelg@ifes.edu.br http://rafaelguimaraes.net 22 de Dezembro de 2014 Rafael Silva Guimarães Introdução a Linguagem C

Leia mais

Estruturas de Decisão. Adaptado de Deise Saccol

Estruturas de Decisão. Adaptado de Deise Saccol Estruturas de Decisão Adaptado de Deise Saccol 1 ESTRUTURAS DE DECISÃO Comandos de decisão ou desvio fazem parte das técnicas de programação, para construir estruturas de algoritmos que não são totalmente

Leia mais

Introdução à Programação em C (I)

Introdução à Programação em C (I) Introdução à Programação em C (I) IAED Tagus, 2009/2010 Organização de Ficheiros em C Organização Típica de Ficheiros em C Inclusão de bibliotecas de sistema Inclusão de bibliotecas locais Definição de

Leia mais

Disciplina de Algoritmos e Programação

Disciplina de Algoritmos e Programação Disciplina de Algoritmos e Programação Aula Passada 1º Programa: olamundo.c #include // biblioteca padrão de E/S /* Programa Olá Mundo */ int main(void) { printf( Olá mundo\n ); //exibe Olá mundo

Leia mais