E.M.E.F. ANTONIO DUARTE DE ALMEIDA MULHERES CHEFES DE FAMÍLIA: PRINCIPAIS CONQUISTAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "E.M.E.F. ANTONIO DUARTE DE ALMEIDA MULHERES CHEFES DE FAMÍLIA: PRINCIPAIS CONQUISTAS"

Transcrição

1 E.M.E.F. ANTONIO DUARTE DE ALMEIDA MULHERES CHEFES DE FAMÍLIA: PRINCIPAIS CONQUISTAS Trabalho apresentado para a conclusão do ciclo autoral. Cinthia Ferreira N 09 Kauane Monteiro N 21 Thaina Nogueira N 33 Larissa Amanda N 22 Agata Santos N 01 Vitor Hugo N 35 Alanis Talitha N 02 Larissa Costa N 23 9 Ano A

2

3 Este trabalho é dedicado a todas as pessoas que nos auxiliaram, família, professores e amigos. Obrigado a todos!

4 3 INTRODUÇÃO Este trabalho tem como objetivo apresentar as causas e mudanças no perfil da sociedade brasileira com o tema mulheres como chefes de família. A escolha do tema se deu devido aos apontamentos dos dados de uma pesquisa realizada em nossa escola/comunidade, onde pudemos perceber a importância dessas mulheres que apesar de todas as dificuldades sustentam suas famílias com muita dignidade e tem esperança de um futuro melhor. No Brasil atualmente, de acordo com o IBGE nos últimos anos aumentou o caso de mulheres como chefes de família, sua participação cresceu de 28% em 2002 para 38% em Várias são as causas disso, por exemplo, a busca de independência e autonomia da mulher assim como, a gravidez precoce indesejada. Esperamos com esse trabalho contribuir para uma reflexão que contribua para nossa formação e principalmente nas nossas escolhas futuras, além de contribuir para que mulheres e também os homens pensem sobre o assunto com a finalidade de contribuir uma relação melhor com sua família.

5 4 OBJETIVO GERAL Nosso trabalho tem como objetivo geral contribuir para a formação dos jovens na nossa comunidade, refletindo sobre o papel da mulher como chefe de família.

6 5 As mulheres como chefes de família De Acordo com o IBGE, o aumento da responsabilidade das mulheres que estão à frente das suas famílias, como chefe, é uma tendência que se intensificou na última década, mesmo quando o homem está presente. A maioria das mulheres é responsável por seus filhos assumindo o papel de mãe e pai, trabalhando duro para sustentá-los. É fato que o tempo dedicado ao duro trabalho é grande e por isso quase não ficam com eles, mas, elas fazem isso por bem de seus filhos. A tendência é que este cenário de crescimento no número de mulheres chefes de família continue nos próximos anos. A evolução se explica porque as mulheres estão cada vez mais presentes no mercado de trabalho e com níveis de escolaridade maiores que os dos homens. Considerando todas as famílias juntas, com e sem filho, com casal ou só com homens ou mulheres, a participação como chefes de família cresceu de 28% em 2002 para 38% em Segundo o IBGE, a evolução se explica porque as mulheres estão cada vez mais independentes. Muitas mulheres estão mostrando que filhos, maridos, uma casa para cuidar e os eternos preconceitos não são barreiras intransponíveis para se atingir o sucesso profissional pessoal. A mulher começou a mostrar que tem tanta capacidade quanto os homens, através de sua competência, criatividade, maneira de encarar os desafios. Atualmente com esta mudança na sociedade, o Brasil foi um dos países que mostra como este preconceito com as mulheres vem acabando, temos inclusive uma presidenta governando nosso país. A grande responsabilidade de homens e mulheres formadores de opinião e fazer valer a constituição: homens e mulheres são iguais com especial atenção para as mulheres chefe de família, mulheres pobres, as

7 6 mulheres discriminadas duplamente por ser negros, as mulheres rurais, as que não conseguem enfrentar o cotidiano da violência doméstica, etc. As mulheres não querem ser homenageadas com flores, discursos evasivos ou ocultadas por seu saco, querem o fim da descriminação e da violência e o direito ao trabalho, a saúde e a educação.

8 7 CONCLUSÃO Com a realização deste trabalho, pudemos perceber que o preconceito com a mulher ainda existe em diversas áreas, porém, não podemos deixar de mencionar que a mulher vem conquistando seu espaço, buscando e fazendo parte cada vez mais de postos que eram ocupados exclusivamente pelo sexo masculino. Vale ressaltar a mudança que vem acontecendo na sociedade, pois através destas conquistas, hoje a mulher pode ser mais independente, cuidar da sua família, ter um emprego em altos cargos e isso vem transformando a sociedade, causando mudança nas famílias e trazendo paz a muitos lares.

9 8 INTERVENÇÃO SOCIAL Nosso grupo apresentará uma linha do tempo, apresentando a história da trajetória das principais conquistas das mulheres no Brasil.

10 9 BIBLIOGRAFIA <www.ipea.gov.br >.Acesso em 20/10/. <www.ufpi.br>. Acesso em 20/10/. <www.urutanga.uem.br>.acesso em 03/10/. <www.dhnet.org.br>.acesso em 03/10/. <br.aks.com/wilti/ibge/qspc=3044elong=pt.> Acesso em 03/10/.

http://www.youtube.com/watch?v=iyhtwmg3kcu Um pouco do cenário atual:! 56,2% dos trabalhadores da região metropolitana de São Paulo são do sexo feminino. As mulheres são o chefe da casa em mais de 1/3

Leia mais

PESQUISA MENSAL DE EMPREGO

PESQUISA MENSAL DE EMPREGO PESQUISA MENSAL DE EMPREGO ESTIMATIVAS PARA O MÊS DE J ANE I R O DE 2004 REGIÕES METROPOLITANAS DE: RECIFE, SALVADOR, BELO HORIZONTE, RIO DE JANEIRO, SÃO PAULO e PORTO ALEGRE I) INTRODUÇÃO Para o primeiro

Leia mais

CONFERÊNCIA REGIONAL DE POLÍTICAS PARA MULHERES

CONFERÊNCIA REGIONAL DE POLÍTICAS PARA MULHERES CONFERÊNCIA REGIONAL DE POLÍTICAS PARA MULHERES Um desafio para a igualdade numa perspectiva de gênero Ituporanga 30/04/04 Conferência Espaço de participação popular para: Conferir o que tem sido feito

Leia mais

As Mulheres nos Mercados de Trabalho Metropolitanos

As Mulheres nos Mercados de Trabalho Metropolitanos As Mulheres nos Mercados de Trabalho Metropolitanos Taxa de participação feminina tem comportamento diverso nas regiões E ntre 2014 e 2015, a proporção de mulheres com dez anos ou mais inseridas no mercado

Leia mais

Ana Gonçalves. Curso: TSHT- Técnico de Segurança e Higiene no trabalho. CP: Cidadania e Profissionalidade. Formadora: Ana Gonçalves

Ana Gonçalves. Curso: TSHT- Técnico de Segurança e Higiene no trabalho. CP: Cidadania e Profissionalidade. Formadora: Ana Gonçalves Descrição: Direitos e deveres adquiridos em cada fase da vida - criança, adulto e na velhice Objectivo: Cidadão/ Estado Critérios de Evidência; Reconhecer as responsabilidades inerentes à liberdade pessoal

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego - PME

Pesquisa Mensal de Emprego - PME Pesquisa Mensal de Emprego - PME Dia Internacional da Mulher 08 de março de 2010 MULHER NO MERCADO DE TRABALHO: PERGUNTAS E RESPOSTAS A Pesquisa Mensal de Emprego PME, implantada em 1980, produz indicadores

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Mãe D'Água, PB 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 243,65 km² IDHM 2010 0,542 Faixa do IDHM Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599) (Censo 2010) 4019 hab. Densidade

Leia mais

Parecer sobre Referenciais para a Promoção e Educação para a Saúde (PES)

Parecer sobre Referenciais para a Promoção e Educação para a Saúde (PES) Parecer sobre Referenciais para a Promoção e Educação para a Saúde (PES) Sociedade Portuguesa de Educação Física Conselho Nacional das Associações de Professores e Profissionais de Educação Física O documento

Leia mais

Homens líderes? Mulheres submissas? Protesto!

Homens líderes? Mulheres submissas? Protesto! Dois grandes movimentos na cultura: O Avanço profissional da mulher. Maria Mariana, autora de Confissões de Adolescente (Anos 90) em entrevista para Revista Época.... Precisamos unir a geração de nossas

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Olho D'Água das Flores, AL 14/01/2014 - Pág 1 de 14 Report a map error Caracterização do território Área 183,96 km² IDHM 2010 0,565 Faixa do IDHM Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599) (Censo

Leia mais

Natália de Oliveira Fontoura. Diretoria de Estudos e Políticas Sociais Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Brasília, março de 2014

Natália de Oliveira Fontoura. Diretoria de Estudos e Políticas Sociais Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Brasília, março de 2014 Natália de Oliveira Fontoura Diretoria de Estudos e Políticas Sociais Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada Brasília, março de 2014 Apesar das conquistas das mulheres, são ainda observadas muitas desigualdades

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Guarujá, SP 30/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 143,71 km² IDHM 2010 0,751 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 290752 hab. Densidade

Leia mais

Evolução das Estruturas Domésticas em Portugal: de 1960 a 2011

Evolução das Estruturas Domésticas em Portugal: de 1960 a 2011 1 Evolução das Estruturas Domésticas em Portugal: de 1960 a 2011 Karin Wall, Vanessa Cunha, Vasco Ramos OFAP/ICS-ULisboa 2 Em análise: 4 grandes questões 1) Tipos de família em Portugal hoje e como mudaram

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Esperança, PB 01/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 166,54 km² IDHM 2010 0,623 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 31095 hab. Densidade

Leia mais

Mulheres empreendedoras abririam mão do próprio relacionamento em função da carreira, revela SPC Brasil

Mulheres empreendedoras abririam mão do próprio relacionamento em função da carreira, revela SPC Brasil Mulheres empreendedoras abririam mão do próprio relacionamento em função da carreira, revela SPC Brasil Pesquisa inédita traça perfil da empresária brasileira. Maioria divide as contas da casa, mas 47%

Leia mais

Professor Thiago Espindula - Geografia

Professor Thiago Espindula - Geografia Estrutura da População - A estrutura da população trata do estudo dos diferentes tipos de pessoas que existem em um local. Os tipos são classificados por sexo, idade, ocupação etc; e essas classificações

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego Maio 2004

Pesquisa Mensal de Emprego Maio 2004 Pesquisa Mensal de Emprego Maio 2004 Região Metropolitana do Rio de Janeiro Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE 1 PESQUISA MENSAL DE EMPREGO ESTIMATIVAS PARA O MÊS DE MAIO DE 2004 REGIÃO

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Patos, PB 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 515,74 km² IDHM 2010 0,701 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 100674 hab. Densidade demográfica

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Sinop, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 3204,92 km² IDHM 2010 0,754 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 113099 hab. Densidade

Leia mais

Dia Internacional da Família 15 de maio

Dia Internacional da Família 15 de maio Dia Internacional da Família 15 de maio 14 de maio de 14 (versão corrigida às 16.3H) Na 1ª página, 5º parágrafo, 3ª linha, onde se lia 15-65 anos deve ler-se 15-64 anos Famílias em Portugal As famílias

Leia mais

ANEXO 1 ROTEIRO DE PESQUISA

ANEXO 1 ROTEIRO DE PESQUISA ANEXO 1 ROTEIRO DE PESQUISA GÊNERO E POLÍTICAS PÚBLICAS Atenção: Esta pesquisa procura verificar em que tipo de programas públicos a problemática da mulher tem se constituído como dimensão relevante para

Leia mais

DÉCADA INTERNACIONAL DE. AFRODESCENDENTES 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 RECONHECIMENTO, JUSTIÇA E DESENVOLVIMENTO

DÉCADA INTERNACIONAL DE. AFRODESCENDENTES 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 RECONHECIMENTO, JUSTIÇA E DESENVOLVIMENTO DÉCADA INTERNACIONAL DE AFRODESCENDENTES 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 RECONHECIMENTO, JUSTIÇA E DESENVOLVIMENTO DÉCADA INTERNACIONAL DOS AFRODESCENDENTES 1º DE JANEIRO DE 2015 A 31 DE

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Guarabira, PB 01/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 166,77 km² IDHM 2010 0,673 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 55326 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Porto Real do Colégio, AL 14/01/2014 - Pág 1 de 14 Report a map error Caracterização do território Área 240,46 km² IDHM 2010 0,551 Faixa do IDHM Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599) (Censo

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Pirpirituba, PB 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 79,64 km² IDHM 2010 0,595 Faixa do IDHM Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599) (Censo 2010) 10326 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Rondonópolis, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 4181,58 km² IDHM 2010 0,755 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 195476 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Palmeira dos Índios, AL 14/01/2014 - Pág 1 de 14 Report a map error Caracterização do território Área 462,76 km² IDHM 2010 0,638 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo

Leia mais

Exemplo de registro. O que é o diário de Bordo?

Exemplo de registro. O que é o diário de Bordo? Você já teve a chance de contemplar um lindo jardim? Aposto que nesse jardim em que você está pensando há flores de várias cores, tamanhos e formas, não é? Não consigo pensar em um lindo jardim que não

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Taperoá, PB 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 664,9 km² IDHM 2010 0,578 Faixa do IDHM Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599) (Censo 2010) 14936 hab. Densidade demográfica

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Boca da Mata, AL 13/01/2014 - Pág 1 de 14 Report a map error Caracterização do território Área 187,11 km² IDHM 2010 0,604 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010)

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de São Félix do Araguaia, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 16915,81 km² IDHM 2010 0,668 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 10625

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Belém, AL 13/01/2014 - Pág 1 de 14 Report a map error Caracterização do território Área 48,36 km² IDHM 2010 0,593 Faixa do IDHM Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599) (Censo 2010) 4551 hab.

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Casserengue, PB 01/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 202,67 km² IDHM 2010 0,514 Faixa do IDHM Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599) (Censo 2010) 7058 hab. Densidade

Leia mais

Muito bom dia a todos. Muito obrigado pela Vossa presença.

Muito bom dia a todos. Muito obrigado pela Vossa presença. Muito bom dia a todos. Muito obrigado pela Vossa presença. Senhor Vereador Dr. Jorge Alves, em representação do Senhor Presidente da Camara Municipal de Coimbra, demais entidades civis, e militares, caros

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de São José do Xingu, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 7493,63 km² IDHM 2010 0,657 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 5240 hab. Densidade

Leia mais

O MUNDO QUE DEUS SONHOU PARA MIM E MINHA FAMÍLIA

O MUNDO QUE DEUS SONHOU PARA MIM E MINHA FAMÍLIA Estudante: Ano: 6º Turma: Educador: Wagner Melo C. Curricular: Educação Religiosa O MUNDO QUE DEUS SONHOU PARA MIM E MINHA FAMÍLIA Deus nos criou para convivermos com outras pessoas e sermos felizes. A

Leia mais

Livro Os Ciganos: História e Cultura - crianças e jovens - 12/15 anos

Livro Os Ciganos: História e Cultura - crianças e jovens - 12/15 anos Sugestões pedagógicas para orientar a leitura dos livros da Biblioteca Digital Livro Os Ciganos: História e Cultura - crianças e jovens - 12/15 anos Atividades para trabalhar os temas: Tolerância intercultural

Leia mais

Vigilância Socioassistencial Estruturada em dois eixos: Vigilância de Riscos e Vulnerabilidades e a Vigilância de Padrões e Serviços.

Vigilância Socioassistencial Estruturada em dois eixos: Vigilância de Riscos e Vulnerabilidades e a Vigilância de Padrões e Serviços. Apresentação Vigilância Socioassistencial Estruturada em dois eixos: Vigilância de Riscos e Vulnerabilidades e a Vigilância de Padrões e Serviços. Diagnóstico Socioterritorial Os indicadores e informações

Leia mais

Identificação. F03 Duração da entrevista 18:12 Data da entrevista Ano de nascimento (Idade) 1974 (36) Local de nascimento/residência

Identificação. F03 Duração da entrevista 18:12 Data da entrevista Ano de nascimento (Idade) 1974 (36) Local de nascimento/residência 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 Identificação F03 Duração da entrevista 18:12 Data da entrevista 4-5-2011 Ano de nascimento (Idade) 1974 (36) Local de

Leia mais

CHEFIA MONOPARENTAL FEMININA

CHEFIA MONOPARENTAL FEMININA CHEFIA MONOPARENTAL FEMININA Aparecida Maiara Cubas da Silva, e mail: maiara_cubas@outlook.com, Rosana de Araujo, Maria Inez Barbosa Margues (Orientadora),email:marques@sercomtel.com.br(UNESPAR-Campus

Leia mais

INTRODUÇÃO TI TAMBÉM É COISA DE MULHER!

INTRODUÇÃO TI TAMBÉM É COISA DE MULHER! INTRODUÇÃO TI TAMBÉM É COISA DE MULHER! Essa é a constatação de alguns estudos que apontam que a participação delas vem aumentando no mundo da tecnologia. Hoje, é cada vez mais comum encontrar profissionais

Leia mais

ANAIS DO II SEMINÁRIO SOBRE GÊNERO: Os 10 anos da lei Maria da Penha e os desafios das políticas públicas transversais

ANAIS DO II SEMINÁRIO SOBRE GÊNERO: Os 10 anos da lei Maria da Penha e os desafios das políticas públicas transversais AS MULHERES NO MERCADO DE TRABALHO NO BRASIL Caroline Silva dos Santos - karoliny_silva_santos@hotmail.com Daiane Souza da Silva -day-sborges@hotmail.com Débora Brasilino - deboratr_brasilino@hotmail.com

Leia mais

7 DICAS PARA CRIAR UM FILHO RESPONSÁVEL

7 DICAS PARA CRIAR UM FILHO RESPONSÁVEL 7 DICAS PARA CRIAR UM FILHO RESPONSÁVEL É preciso ensinar o filho a ter responsabilidade desde cedo: O quarto do seu filho é uma bagunça sem fim? Ele vive perdendo os materiais escolares ou quebrando seus

Leia mais

ÍNDICE ASCENSÃO DAS MULHERES NO SETOR EMPREGO FORMAL... 03

ÍNDICE ASCENSÃO DAS MULHERES NO SETOR EMPREGO FORMAL... 03 CONSTRUÇÃO CIVIL EM ANÁLISE Nº 04 ABRIL 2016 1 ÍNDICE ASCENSÃO DAS MULHERES NO SETOR... 02 1 EMPREGO FORMAL... 03 1.1 SALDO MENSAL DE EMPREGO NA CONSTRUÇÃO CIVIL DO ESTADO DO PARÁ... 04 1.2 SALDO ANUAL

Leia mais

8-11 anos de idade. Energia e os Metas Globais para o Desenvolvimento Sustentável. Assunto. Preparação

8-11 anos de idade. Energia e os Metas Globais para o Desenvolvimento Sustentável. Assunto. Preparação Energia e os Metas Globais para o Desenvolvimento Sustentável P1 Energia e os Metas Globais para o Desenvolvimento Sustentável Assunto Geografia, Ciência Resultado do aprendizado Entender que a energia

Leia mais

E.M.E.F. ANTONIO DUARTE DE ALMEIDA AREAS DE LAZER NO BAIRRO

E.M.E.F. ANTONIO DUARTE DE ALMEIDA AREAS DE LAZER NO BAIRRO E.M.E.F. ANTONIO DUARTE DE ALMEIDA AREAS DE LAZER NO BAIRRO Trabalho Apresentado para a conclusão do ciclo autoral Agnor de Souza Melo nº 02 Caio Miguel P. C. da Silva nº 06 Ricardo Welington nº 22 Augusto

Leia mais

Pesquisa de opinião Você está satisfeito com a sua vida conjugal?

Pesquisa de opinião Você está satisfeito com a sua vida conjugal? Outubro, 2016 Pesquisa de opinião Você está satisfeito com a sua vida conjugal? Outubro, 2016 Introdução O Instituto do Casal realizou uma pesquisa online com 510 pessoas, entre homens e mulheres, entre

Leia mais

A COSMOPOLITAN Brasil ganha um ar mais sofisticado e potencializa seu DNA de beleza apropriando-se do tema como nenhuma outra marca.

A COSMOPOLITAN Brasil ganha um ar mais sofisticado e potencializa seu DNA de beleza apropriando-se do tema como nenhuma outra marca. A partir de abril, o que já era bom ficará ainda melhor! NOVA, que é uma licença da COSMOPOLITAN, assume sua identidade mundial e passa a assinar como COSMOPOLITAN/NOVA. A COSMOPOLITAN Brasil ganha um

Leia mais

PROGRAMA INTEGRADO MUNICÍPIO SUSTENTÁVEL Benevides em foco

PROGRAMA INTEGRADO MUNICÍPIO SUSTENTÁVEL Benevides em foco PROGRAMA INTEGRADO MUNICÍPIO SUSTENTÁVEL Benevides em foco Coordenação Geral Prof. Dra.Ana Maria Vasconcellos Prof. Dr. Mário Vasconcellos Profa. MsC. Rose Martins Tavares Concepção A ideia surgiu: Discussões

Leia mais

M U L H E R E S D O B R A S I L

M U L H E R E S D O B R A S I L M U L H E R E S D O B R A S I L 2016 COMITÊ SOCIAL Vozes das Mulheres Palestras Andrea Chamma Cristina Schulman Inegociáveis Não advogamos em causa própria; Todo o trabalho deve ser coordenado nas ações

Leia mais

Senhoras e Senhores Deputados, com a população de Indaiatuba, os 50 anos do jornal A. Tribuna de Indaiá. Com intensa participação na recente

Senhoras e Senhores Deputados, com a população de Indaiatuba, os 50 anos do jornal A. Tribuna de Indaiá. Com intensa participação na recente O SR. NEUTON LIMA (PTB-SP) pronuncia o seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, É para nós uma grande alegria comemorarmos, junto com a população de Indaiatuba, os 50 anos do

Leia mais

destaques da programação: 16/fev a 22/fev A Arte da Persuasão duração: 58 exibição: 16/fev, às 22h

destaques da programação: 16/fev a 22/fev A Arte da Persuasão duração: 58 exibição: 16/fev, às 22h A Arte da Persuasão duração: 58 exibição: 16/fev, às 22h Episódio da série Como a Arte Moldou o Mundo, que mostra manifestações artísticas desde tempos imemoriais e os seus reflexos na formação histórica

Leia mais

A ascensão da mulher no mercado de trabalho

A ascensão da mulher no mercado de trabalho A ascensão da mulher no mercado de trabalho Proposta de redação: Há uma considerável inserção de senhoras e senhoritas no mercado de trabalho, fruto da falência dos modelos tradicionais civilizatórios.

Leia mais

Jesus entrou num povoado, e certa mulher, de nome Marta, recebeu-o em sua casa. Sua irmã, chamada Maria, sentou-se aos pés do Senhor, e escutava a

Jesus entrou num povoado, e certa mulher, de nome Marta, recebeu-o em sua casa. Sua irmã, chamada Maria, sentou-se aos pés do Senhor, e escutava a Lucas 10,38-42 Jesus entrou num povoado, e certa mulher, de nome Marta, recebeu-o em sua casa. Sua irmã, chamada Maria, sentou-se aos pés do Senhor, e escutava a sua palavra. Marta, porém, estava ocupada

Leia mais

Subsidiar a implementação de um conjunto de ações orientadas para a prevenção e erradicação do trabalho de crianças e adolescentes no estado da

Subsidiar a implementação de um conjunto de ações orientadas para a prevenção e erradicação do trabalho de crianças e adolescentes no estado da O TRABALHO INFANTO- JUVENIL NO ESTADO DA BAHIA Destaques do relatório preparado por Inaiá Maria Moreira de Carvalho e Cláudia Monteiro Fernandes para a OIT Brasil Março de 2010 1 Objetivo Geral Subsidiar

Leia mais

Conheça a jovem corajosa que lidera um projeto para acabar com a violência contra meninas no Sri Lanka

Conheça a jovem corajosa que lidera um projeto para acabar com a violência contra meninas no Sri Lanka Conheça a jovem corajosa que lidera um projeto para acabar com a violência contra meninas no Sri Lanka Chamathya Fernando - Colombo, Sri Lanka Objetivo 5: Igualdade de Gênero Chamathya Fernando é uma Bandeirante

Leia mais

ESTUDO TÉCNICO N.º 12/2014

ESTUDO TÉCNICO N.º 12/2014 ESTUDO TÉCNICO N.º 12/2014 Principais resultados da PNAD 2013 potencialmente relacionados às ações e programas do MDS MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SECRETARIA DE AVALIAÇÃO E GESTÃO

Leia mais

Representações das mulheres nas propagandas na TV. Apoio Fundação Ford. (11)

Representações das mulheres nas propagandas na TV. Apoio Fundação Ford. (11) 1 Representações das mulheres nas propagandas na TV Apoio Fundação Ford (11) 3218-2222 datapopular@datapopular.com.br Metodologia do estudo 2 Pesquisa quantitativa domiciliar com aplicação presencial de

Leia mais

Assinalar a importancia da proximidade do académico do estudo da filosofía do direito;

Assinalar a importancia da proximidade do académico do estudo da filosofía do direito; 1 IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: PERÍODO: II CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: FILOSOFIA JURÍDICA NOME DO CURSO: DIREITO 2 EMENTA CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 Filosofia, Direito

Leia mais

UM PAÍS CHAMADO CLASSE MÉDIA A NOVA CLASSE MÉDIA E O MERCADO DE SEGUROS RENATO MEIRELLES

UM PAÍS CHAMADO CLASSE MÉDIA A NOVA CLASSE MÉDIA E O MERCADO DE SEGUROS RENATO MEIRELLES UM PAÍS CHAMADO CLASSE MÉDIA A NOVA CLASSE MÉDIA E O MERCADO DE SEGUROS RENATO MEIRELLES r e n a t o @ d a t a p o p u l a r. c o m. b r MAS ANTES DE TUDO, NÃO CUSTA LEMBRAR... 2 O QUE TODOS JÁ SABEM (OU

Leia mais

PLANEJAMENTO Fé versus força física Todos saberão que há deus em Israel Jeitos de ser convicto O que diz a educação física

PLANEJAMENTO Fé versus força física Todos saberão que há deus em Israel Jeitos de ser convicto O que diz a educação física Disciplina: Ensino Religioso Série: 8º ano Prof.:Cristiano Souza 1ªUNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES CONVICÇÃO Favorecer um caminho de auto descoberta. Auto-conhecimento: Caminho para conviver

Leia mais

PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012.

PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012. PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012 Design D Kebrada 2. Dados do projeto 2.1 Nome do projeto Design D Kebrada 2.2 Data e

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. "Ser Gestante"

Mostra de Projetos 2011. Ser Gestante Mostra de Projetos 2011 "Ser Gestante" Mostra Local de: Guarapuava Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais. Cidade: Guarapuava Contato: (42) 3677 3379 / craspinhao@yahoo.com.br

Leia mais

Atividade Discursiva 1-2013

Atividade Discursiva 1-2013 Atividade Discursiva 1-201 Estudo Dirigido: Multiculturalismo e Cidadania. Habilidade: Raciocinar de forma crítica e analítica Professor: Me. Emanuel Santana Tema: Relações de gênero violência contra a

Leia mais

PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO E COMBATE AO TRABALHO INFANTIL. Araucária 2016

PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO E COMBATE AO TRABALHO INFANTIL. Araucária 2016 PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO E COMBATE AO TRABALHO INFANTIL. Araucária 2016 Soeli do Rocio Nunes Lechinhoski Pedagoga do Departamento de Ensino Fundamental da Secretaria Municipal de Educação (2013-2016) Secretaria

Leia mais

O Jardim Canadá no IBGE

O Jardim Canadá no IBGE O Jardim Canadá no IBGE Apps > Mapa > Municípios Nova Lima ( código 3144805) Pirâmide Etária Famílias Fecundidade Migração Religião Nupcialidade Domicílios Educação Deficiência Trabalho Rendimento Nova

Leia mais

Detalhamento da Pesquisa

Detalhamento da Pesquisa Projeto Voluntariado Brasil 2011 Job 11/0274 09/12/2011 Detalhamento da Pesquisa Contexto: Estudo geral: Estudo específico: Contribuir com a produção de conhecimento em 2001+10, marcando os 10 anos do

Leia mais

Palavras-chave: patrimônio cultural, inclusão, currículo, Pedagogia, UEG

Palavras-chave: patrimônio cultural, inclusão, currículo, Pedagogia, UEG UM OLHAR SOBRE O PATRIMÔNIO CULTURAL: PROPOSTA DA INCLUSÃO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL NO CURRÍCULO DO CURSO DE PEDAGOGIA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS Autor: Vágnar Gonçalves da Silva Orientador: Dr.

Leia mais

As varetas e as estacas. TU. SEXUALIDADE E AFETIVIDADE

As varetas e as estacas. TU. SEXUALIDADE E AFETIVIDADE UNIDADE 2: As varetas e as estacas. TU. SEXUALIDADE E AFETIVIDADE 1ºESO 2ºESO Quem é você? Reconhecer minha sexualidade e meus afetos me ajuda a conhecer. Na igualdade e a diferença. No amor. 4. Meus primeiros

Leia mais

Algumas características da inserção das mulheres no mercado de trabalho

Algumas características da inserção das mulheres no mercado de trabalho 1 Pesquisa Mensal de Emprego Algumas características da inserção das mulheres no mercado de trabalho Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre 2003-2008 Rio de Janeiro

Leia mais

DROGAS E EDUCAÇÃO UMA RELAÇÃO PARA A VIDA

DROGAS E EDUCAÇÃO UMA RELAÇÃO PARA A VIDA DROGAS E EDUCAÇÃO UMA RELAÇÃO PARA A VIDA Robson Rogaciano Fernandes da Silva (Universidade Federal de Campina Grande robsonsfr@hotmail.com) Ailanti de Melo Costa Lima (Universidade Estadual da Paraíba

Leia mais

O PERFIL SOCIECONÔMICO DOS SENADORES DA REPUBLICA EM RELAÇÃO AO PERFIL DA POPULAÇÃO BRASILEIRA

O PERFIL SOCIECONÔMICO DOS SENADORES DA REPUBLICA EM RELAÇÃO AO PERFIL DA POPULAÇÃO BRASILEIRA O PERFIL SOCIECONÔMICO DOS SENADORES DA REPUBLICA EM RELAÇÃO AO PERFIL DA POPULAÇÃO BRASILEIRA WICTORIA GABRIELY DE SOUZA PIPINO 1*, FILIPE DA SILVA OLIVEIRA 2, ADRIANA DE ALMIRON 1, EDVANDERSON RAMALHO

Leia mais

Confira a análise feita por Andréia Schmidt, psicóloga do portal, das respostas apresentadas às questões.

Confira a análise feita por Andréia Schmidt, psicóloga do portal, das respostas apresentadas às questões. Entre os meses de maio e julho de 2009, os alunos do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio responderam a um questionário que tinha como objetivo identificar o perfil dos nossos jovens quem são eles,

Leia mais

Pesquisa. Artigo: André Pereira Neto Pesquisador defende criação de selo de qualidade para sites com informações sobre Saúde

Pesquisa. Artigo: André Pereira Neto Pesquisador defende criação de selo de qualidade para sites com informações sobre Saúde VENDA PROIBIDA DISTRIBUIÇÃO GRATUITA Pesquisa ANO VIII N 32 SETEMBRO DE 2015 Sistema promete otimizar uso de energia solar na iluminação de ambientes Entrevista: Luis Fernandes Presidente da Finep diz

Leia mais

PROPOSTA DE PLANO DE AÇÃO DA NOVA GESTÃO. Presidente Joilson Barcelos

PROPOSTA DE PLANO DE AÇÃO DA NOVA GESTÃO. Presidente Joilson Barcelos PROPOSTA DE PLANO DE AÇÃO DA NOVA GESTÃO Presidente Joilson Barcelos RESGATANDO NOSSA HISTÓRIA 1963 1964 a 2015 2016 Fundada em 30 de maio, fruto de um movimento nacional, com a finalidade de fortalecer

Leia mais

A SITUAÇÃO SOBRE OS CASAMENTOS PREMATUROS EM MOÇAMBIQUE E A LEGISLAÇÃO RELACIONADA. Maputo, Dezembro de 2015

A SITUAÇÃO SOBRE OS CASAMENTOS PREMATUROS EM MOÇAMBIQUE E A LEGISLAÇÃO RELACIONADA. Maputo, Dezembro de 2015 MINISTÉRIO DO GÉNERO, CRIANÇA E ACÇÃO SOCIAL A SITUAÇÃO SOBRE OS CASAMENTOS PREMATUROS EM MOÇAMBIQUE E A LEGISLAÇÃO RELACIONADA Maputo, Dezembro de 2015 ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO 1. Introdução; 2. Situação

Leia mais

PAPEL DA ESPOSA Nº 1. PAPEL DO MARIDO nº 1

PAPEL DA ESPOSA Nº 1. PAPEL DO MARIDO nº 1 No texto 1 falamos sobre a importância do casamento, de acordo com o ponto de vista bíblico-cristão, para a satisfação do Plano de Deus para o ser humano. Neste, falaremos sobre: II. QUAL O PAPEL DE CADA

Leia mais

CURITIBA - PR habitantes habitantes ,84 hab/km². 76,30 anos. População : Estimativa populacional - 2.

CURITIBA - PR habitantes habitantes ,84 hab/km². 76,30 anos. População : Estimativa populacional - 2. CURITIBA - PR População - 2.010: 1.751.907 habitantes Estimativa populacional - 2.016: 1.893.997 habitantes Crescimento anual da população - 2000-2010: 0,99% Densidade demográfica - 2.010: 4.024,84 hab/km²

Leia mais

DESIGUALDADE SOCIAL NO BRASIL

DESIGUALDADE SOCIAL NO BRASIL DESIGUALDADE SOCIAL NO BRASIL Felipe Gava SILVA 1 RESUMO: O presente artigo tem por finalidade mostrar o que é a desigualdade social. A desigualdade social é resumida, em muitos com pouco e poucos com

Leia mais

História em foco : rádio escola como uma alternativa eficaz de ensino aprendizagem nas aulas de história

História em foco : rádio escola como uma alternativa eficaz de ensino aprendizagem nas aulas de história História em foco : rádio escola como uma alternativa eficaz de ensino aprendizagem nas aulas de história Introdução Maria Luziane de Sousa Lima (UFCG) Luziane.picui@hotmail.com Djanira Rafaella Silva Pereira

Leia mais

Diretoria de Pesquisas - DPE Coordenação de População e Indicadores Sociais - COPIS Gerência de Indicadores Sociais - GEISO 17/12/2014

Diretoria de Pesquisas - DPE Coordenação de População e Indicadores Sociais - COPIS Gerência de Indicadores Sociais - GEISO 17/12/2014 2014 Diretoria de Pesquisas - DPE Coordenação de População e Indicadores Sociais - COPIS Gerência de Indicadores Sociais - GEISO 17/12/2014 Indicadores Sociais Construção baseada em observações geralmente

Leia mais

VILA NOVA ESPerança. INFORMações e dados da comunidade

VILA NOVA ESPerança. INFORMações e dados da comunidade VILA NOVA ESPerança INFORMações e dados da comunidade A vila nova esperança Localizada na Zona Oeste de São Paulo, a comunidade Vila Nova Esperança é formada por cerca de 500 famílias, muitas delas presentes

Leia mais

PROJOVEM URBANO: PERFIL, PERSPECTIVAS E PERCEPÇÕES DE DIREITOS DE JOVENS DO NÚCLEO CHICO MENDES NA CIDADE DE FEIRA DE SANTANA- BAHIA

PROJOVEM URBANO: PERFIL, PERSPECTIVAS E PERCEPÇÕES DE DIREITOS DE JOVENS DO NÚCLEO CHICO MENDES NA CIDADE DE FEIRA DE SANTANA- BAHIA PROJOVEM URBANO: PERFIL, PERSPECTIVAS E PERCEPÇÕES DE DIREITOS DE JOVENS DO NÚCLEO CHICO MENDES NA CIDADE DE FEIRA DE SANTANA- BAHIA Vanessa Batista Mascarenhas UEFS Resumo O Projovem Urbano é um programa

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO E SUAS HABILITAÇÕES E TECNÓLOGOS DAS ÁREA DE GESTÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO E SUAS HABILITAÇÕES E TECNÓLOGOS DAS ÁREA DE GESTÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO E SUAS HABILITAÇÕES E TECNÓLOGOS DAS ÁREA DE GESTÃO PROMETO DIGNIFICAR MINHA PROFISSÃO, CONSCIENTE DE MINHAS RESPONSABILIDADES LEGAIS, OBSERVAR O CÓDIGO DE ÉTICA, OBJETIVANDO O APERFEIÇOAMENTO

Leia mais

Cuidado e desmedicalização na atenção básica

Cuidado e desmedicalização na atenção básica Rio de Janeiro, agosto de 2012 Cuidado e desmedicalização na atenção básica Laura Camargo Macruz Feuerwerker Profa. Associada FSP-USP Medicalização e a disputa pela vida Movimento de compreender todos

Leia mais

Condição perante a atividade económica dos Jovens Jovens Inativos A população inativa corresponde ao conjunto de indivíduos que, na semana de referência no momento censitário, não são considerados economicamente

Leia mais

RAÇA BRASIL REPORTAGENS: TEMAS & CÓDIGOS GRUPOS TEMÁTICOS (2.318 REPORTAGENS / 185 TEMAS & CÓDIGOS)

RAÇA BRASIL REPORTAGENS: TEMAS & CÓDIGOS GRUPOS TEMÁTICOS (2.318 REPORTAGENS / 185 TEMAS & CÓDIGOS) Personalidade Personalidade Perfil 322 Personalidade Personalidade Carreira 244 Estética Cabelos Femininos 157 Sociedade Eventos NULL 121 Estética Moda Feminina & Masculina 118 Estética Moda Feminina 107

Leia mais

Mansões históricas: como os imóveis antigos de Porto Alegre (RS) são percebidos pelo mercado

Mansões históricas: como os imóveis antigos de Porto Alegre (RS) são percebidos pelo mercado Mansões históricas: como os imóveis antigos de Porto Alegre (RS) são percebidos pelo mercado Construções fazem parte da história da capital gaúcha e retomam diferentes épocas e estilos. Azulejos pintados

Leia mais

PESQUISA DE SATISFAÇÃO

PESQUISA DE SATISFAÇÃO PESQUISA DE SATISFAÇÃO Solicitamos a gentileza de responder às perguntas abaixo, referentes ao Ciclo de Debates Estado e Sociedade - Mudanças Climáticas e Economia, realizado no dia 26 de outubro de 29

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Capoeira - menino Pé no Chão

Mostra de Projetos 2011. Capoeira - menino Pé no Chão Mostra Local de: Dois Vizinhos Mostra de Projetos 2011 Capoeira - menino Pé no Chão Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: Associação Casa

Leia mais

O Brasil e os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio

O Brasil e os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio O Brasil e os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio O Brasil avançou muito em relação ao cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio e pavimentou o caminho para cumprir as metas até 2015.

Leia mais

MOTIVAÇÃO PARA O TRABALHO VOLUNTÁRIO

MOTIVAÇÃO PARA O TRABALHO VOLUNTÁRIO MOTIVAÇÃO PARA O TRABALHO VOLUNTÁRIO CVL - Centro Voluntário de Londrina (VÍDEO VOLUNTÁRIO E DINÂMICA) O QUE É SER UM VOLUNTÁRIO Ser voluntário é doar seu tempo, trabalho e talento para causas de interesse

Leia mais

MEC. Censo Escolar 2015 Notas Estatísticas. Brasília-DF março de 2016

MEC. Censo Escolar 2015 Notas Estatísticas. Brasília-DF março de 2016 MEC Censo Escolar 215 Notas Estatísticas Brasília-DF março de 216 MEC Agenda O desafio da universalização Educação infantil Creche e Pré-escola Ensino fundamental Anos iniciais e anos finais Ensino médio

Leia mais

Discurso de Sua Excelência O Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros Rui Machete

Discurso de Sua Excelência O Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros Rui Machete Discurso de Sua Excelência O Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros Rui Machete na Cimeira de Chefes de Estado e de Governo para a adoção da Agenda do Desenvolvimento Pós-2015 MOD07 PR07/V02 Senhor

Leia mais

CONDIÇÕES DE VIDA DA POPULAÇÃO IDOSA NO PARANÁ

CONDIÇÕES DE VIDA DA POPULAÇÃO IDOSA NO PARANÁ CONDIÇÕES DE VIDA DA POPULAÇÃO IDOSA NO PARANÁ GRÁFICO 1 - PARTICIPAÇÃO DA POPULAÇÃO DE 60 ANOS OU MAIS DE IDADE NA POPULAÇÃO TOTAL NO BRASIL, REGIÃO SUL E PARANÁ - 1991/2000 7,30% 8,60% 7,70% 9,20% 6,80%

Leia mais

Ana Maria de Jesus Ferreira DINÂMICA GRUPAL. No processo ensino-aprendizagem

Ana Maria de Jesus Ferreira DINÂMICA GRUPAL. No processo ensino-aprendizagem Ana Maria de Jesus Ferreira DINÂMICA GRUPAL No processo ensino-aprendizagem Rio de Janeiro 2005 UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO VEZ DO MESTRE DINÂMICA GRUPAL OBJETIVOS: Estudar

Leia mais

Geografia População (Parte 2)

Geografia População (Parte 2) 1. Estrutura Etária: Geografia População (Parte 2) A Transição Demográfica corresponde à mudança no perfil de idade dos habitantes, engloba proporções de crianças, jovens/adultos, idosos, homens e mulheres.

Leia mais

Desenvolvimento Humano em Porto Alegre

Desenvolvimento Humano em Porto Alegre Desenvolvimento Humano em Porto Alegre Evolução e Indicadores Porto Alegre, julho de 2011. CONCEITOS Desenvolvimento Humano Uma visão holística e multidimensional valorizando diversas dimensões do ser

Leia mais

PROGRAMA DE ATIVIDADES

PROGRAMA DE ATIVIDADES PROGRAMA DE ATIVIDADES com amor e sexualidade. Ano letivo 2013-2014 Alunos ANO TEMA PÚBLICO- ALVO COMPETÊNCIAS DATAS DURAÇÃO 1 º ano gostar de ti I Alunos do 1º ano Estabelece a ligação entre pensar e

Leia mais