TINTAS. As tintas são empregadas na construção com o fim de conservar os materiais sobre os quais são aplicados etambém para fim decorativo.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TINTAS. As tintas são empregadas na construção com o fim de conservar os materiais sobre os quais são aplicados etambém para fim decorativo."

Transcrição

1 Prof. Marcos Valin Jr TINTAS As tintas são empregadas na construção com o fim de conservar os materiais sobre os quais são aplicados etambém para fim decorativo. As tintas devem ter além da fixidez apropriedade de cobrir bem as superfícies em que são aplicadas, depois de bem misturadas nos líquidos que lhe servemdeveículos. 1

2 Tintas Composição líquida eviscosa, constituída de minúsculas partículas sólidas em suspensão, que, após aplicada, sofre um processo de secagem ou cura e se converte em película fina, sólida, aderente e flexível. Vernizes Composição líquida e viscosa, constituída por resinas, que, após aplicada, sofre um processo de secagem ou cura e se converte em películafina, transparente,aderenteeflexível. TINTAS Após opreparo das tintas brancas são adicionados os corantes para serem definidas as cores das tintas. Os principais corantes são: azul, vermelho, amarelo, verde epreto. 2

3 Cabe àpintura oacabamento final da maioria das peças de uma construção: portas, janelas, paredes, forros, beirais, portões,grades,etc. Ela representa também papel decisivo na conservação das peças que cobre. A escolha das cores, pertence ao proprietário,arquiteto oudecorador. Como classificar as CORES 3

4 CORES CORES Cores Primárias As cores primárias, também conhecidas como "cores puras", são pigmentos naturais: vegetal (colorau) e mineral (cromo, cobalto etc.). Não se formam pela mistura de outras cores. São elas: AZUL VERMELHO AMARELO Cores Secundárias São cores resultantes da mistura de duas cores primárias na mesma proporção. São elas: Primária + Primária = Secundária Vermelho + Amarelo = Laranja Azul + Vermelho = Roxo Azul + Amarelo = Verde 4

5 CORES QUENTES São cores onde predominam os tons de vermelho, amarelo elaranja. Caracterizam-se como cores vibrantes, alegres, agressivas, sensuais etc., dando, inclusive, asensação de calor. São cores associadas à época do verão. CORES FRIAS São cores onde predominam os tons de azul, verde eroxo. Caracterizam-se como cores melancólicas, tristes, que proporcionam a sensação de calma e recolhimento (aconchego) - portanto não são vibrantes. São cores associadas àépocado inverno. 5

6 CORES NEUTRAS São aquelas onde não há predomínio de tonalidades quentes ou frias. São cores neutras os tons de preto, branco, cinza, marrom ebege. Funções da Valorestético,influência sensível da cor sobre oambiente. Combater a deterioração dos materiais formando uma película superficial resistente aos agentesde destruiçãoou corrosão. Argamassa Protege contra esfarelamento, umidade e bolores. Madeira Reduz absorção de umidade. Materiais ferrosos Retarda a corrosão. Alvenaria Aparente Melhora a estanqueidade. 6

7 Características das Tintas Estabilidade Rendimento (cobertura) Aplicabilidade Durabilidade Lavabilidade Estabilidade: Características das Tintas A estabilidade de uma tinta poderá ser verificada quando abrirmos uma lata eatinta não apresentar excesso de sedimentação, empedramento, formação de pele ou separação dos pigmentos, de tal maneira que, quando dermos uma leveagitada na lata, atinta setorne homogênea euniforme; Rendimento (cobertura): Orendimento édado pelo consumo de tinta por metro quadrado de superfície pintada, para que este fique totalmente coberta. É neste item que se descobre a diferença entreuma tintadequalidade eoutras; 7

8 Aplicabilidade: Características das Tintas É a característica da tinta em seu manuseio, uma boa aplicabilidade significa facilidade de espalhamento e acabamentouniforme da superfície; Durabilidade: Significa o tempo em que a tinta irá resistir à ação das intempéries, tais comosol, chuva evento; Lavabilidade: As tintas devemapresentarresistência quando as paredes são limpas com pano úmido eprodutos de limpeza comuns, não devendoapós estaoperação apresentarem manchas. Aplicação Para realizar as aplicações das tintas sobre as superfícies designadas são necessários equipamentos adequados. Essas aplicações podem ser feitas com: Brochas, pinceis, rolos, revólver, etc. 8

9 Ferramentas PREPARAÇÃO DE SUPERFICIE Cada superfície exige um preparo especial, que depende do estado em que ela se encontra e do material de que é constituída. Uma das causas da curta duração da película de tinta éa máqualidade da primeira demãode fundo. Para assegurar bons resultados deve-se aplicar uma película que tenha alta aderência ao material eque produza ao mesmotempouma boa baseparaorevestimentofinal. 9

10 PREPARO DA SUPERFÍCIE DE PAREDES E FORROS Asuperfície deve estar firme, isto é, não poderá estar soltando partículas do revestimento,deveser limpa, secaesempoeira. Deverá ser lixada, eliminando as partes soltas dos revestimentos. Quando as áreas apresentarem gorduras ou graxas, as mesmas deverãoserlavadas comáguaedetergentecomuns. PREPARO DA SUPERFÍCIE DE PAREDES E FORROS Quando se trata de paredes com mofo, este poderá ser eliminado com lavagem, utilizando-se uma mistura de água comum eágua sanitária, em seguida a superfície deverá ser enxaguada e esperando asecagemantesde iniciarmos os serviços. Pequenas irregularidades no revestimento das paredes poderão ser corrigidas, com a utilização de massa corrida comum para paredes internas, e massa corrida acrílica para paredes externas. 10

11 PREPARO DA SUPERFÍCIE DE PAREDES E FORROS Orevestimento (reboco), deverá estar completamente curado, antes deiniciarmos os serviços de pintura. PREPARO DA SUPERFÍCIE DE PAREDES E FORROS Reboconovo: aguardarasecagemecura(28 diasno mínimo); Concreto novo: aguardar asecagem ecura (28 dias no mínimo). Aplicar uma demão de Fundo Preparador para Paredes base d'água; Superfície altamente absorvente (gesso, fibrocimento e tijolo): aplicar uma demão de Fundo Preparador para Paredes base d'água (selador); Superfícies caiadas esuperfícies com partículas soltas ou mal aderidas: raspar e/ou escovar asuperfície eliminando as partes soltas. Aplicar uma demão de Fundo Preparador para Paredes base d'água; As imperfeições rasas da superfícies devem ser corrigidas com: Massa Acrílica (reboco externo einterno) Massa Corrida (reboco interno); 11

12 Fundo ou Primer Produto destinado à primeira demão sobre a superfície, desempenhando o papel de uma ponte entre osubstrato e a tinta deacabamento; Prepara a base parareceber atinta; Diminui euniformizam aabsorção; Isola a tinta do substrato (quimicamente); Otimiza aaderência; Diminui consumo de tinta deacabamento; Protege quimicamente contra corrosão dos metais. Massas Produto pastoso, com afunção de corrigir irregularidades da superfície já selada; Proporciona superfície lisa; Deve secar, ser lixada eter opó eliminado com pano úmido, antes do acabamento; Exige nova aplicação de fundos. 12

13 sobre paredes Permeáveis ao vapor d água Cal (Caiação) Látex PVA (Acetato de Polivinila) Interiores. Acrílica Interiores e Exteriores. Impermeáveis ao vapor d água Alquídicas (Esmalte Sintético) Epóxi, Borracha Clorada, etc... Silicones Vernizes Acrílicos ou Poliuretânicos Caiação Muito utilizada em construções rurais por ser mais econômica que as demais, de fácil execução, além de ser desinfetante. Também usada originalmente em construçõesantigas/históricas. No preparoda tinta: Cal de boa qualidade; Recomenda-se cal própria paracaiação. Passagem da pasta através de umapeneira fina. Aadição da água deve ser em quantidade necessária para obter-se uma pasta maleável, ou seja, um leite de cal mais ou menos denso. 13

14 Caiação Aplicação: Há necessidade de, no mínimo, três demãos, No caso de aplicação de cores, a primeira demão deve ser branca. Para se obter cor, é aplicado corante. Quando é necessária maior proteção contra a infiltração de água da chuva, adiciona-se à cal produtos impermeabilizantes. Aplicação Usual: de postes, meio-fio, muros, etc. Ferramentas de aplicação: brochas, pincéis grandes, etc... Látex PVA Tinta aquosa, à base de acetato de polivinila (PVA.). Indicado para pinturas internas. Pode ser aplicado diretamente sobre emboço/reboco ou Massa Corrida. 14

15 Látex PVA MassaCorrida: Vem pronto para uso e é aplicado em camadas finas com espátulas ou desempenadeirasde aço lisas; Normalmenteéaplicadaem 1ou 2demãos, comintervalosde1hora; Após secagem deveser lixada paraposterioraplicaçãodoprodutofinal; Não deveseraplicada em superfíciesexternas; Látex PVA MassaCorrida: Misturar bemoprodutoanteseduranteaaplicação; Eliminar completamente o pó resultante do lixamento, antes da aplicação doproduto; Aplicarcom temperaturaambienteentre10º e35º; Evitar aplicar em dias chuvosos, sobre superfície quente ou com correntede ar intensa,ou com umidade relativa do ar superiora85%; Pingos de chuva ou contato com água podem manchar pinturas recentes (até 30 dias); se ocorrer, lave toda asuperfície imediatamente comáguaemabundância; Nuncainterromperaaplicação no meio da superfície; Evitar retoques isolados apósasecagemdoproduto; 15

16 Tinta Látex PVA: Látex PVA Aplica-se com trincha ou rolo Costuma-se aplicar três demãos em paredes que recebem a primeira pintura, com intervalos de 4 horas entre elas Os fabricantes, mesmo aqueles mais conceituados no mercado, possuem em sua linha de produtos os chamados látex de 2.ª linha, com qualidade e rendimento inferiores aos de 1.ª linha. Superfície Diluição Rendimento Massa Corrida ou Massa Acrílica Repintura Reboco, blocos de concreto gesso, fibrocimento ou concreto (com água potável) m²/demão embalagem 1ª demão 30 a 40% demais 20 a 30% 15 a 20% em todas as demãos 1ª demão 30 a 40% demais 20 a 30% 10 a a a a a a a a a 250 1/4 galão (900 ml) galão (3,6 L) lata (18 L) 1/4 galão (900 ml) galão (3,6 L) lata (18 L) 1/4 galão (900 ml) galão (3,6 L) lata (18 L) Látex Acrílico Produto a base de resina acrílica estirenada, pigmentos, aditivos e solventes. Possui resistência maior que o látex PVA, sendo por isso mais indicada para superfíciesexternas. Preparodo Substrato Mesmosprocedimentoscitados paralátex PVA 16

17 Látex Acrílico Fundo Preparador-SeladorAcrílico: Utilizado como primeira demão em superfícies não seladas, proporciona uniformidade na absorção e devido ao seu alto poder de enchimento, diminui a porosidade do substrato proporcionando maior rendimento dos produtosde acabamento. Superfície Diluição Rendimento (com água potável) m²/demão embalagem Reboco, Concreto, Blocos de Concreto e Massa fina 10% 15 a a 100 galão (3,6 L) lata (18 L) Látex Acrílico MassaAcrílica: MaisresistentequeaPVA, portanto, indicada para exteriores. Aplicada também em 1ou duas demãos com desempenadeira de aço ou espátulas,emintervalosde1hora. OrendimentoeasembalagenssãosemelhantesàsmassascorridasPVA. AcabamentoTexturizado: Obtidoutilizandooroloalveloar com furosemsuasuperfície Atextura mais aberta ou fechada éconseqüência do número de vezes que o rolopassasobreasuperfície 17

18 sobre Madeira Preparodasuperfície: Eliminar qualquer espécie usando lixade grana; de brilho, Partes soltas ou mal aderidas devem ser eliminadas, raspando ou escovando a superfície; Eliminar manchas de gorduraou graxa; Partes mofadas devem ser eliminadas, limpando a superfície com água sanitária. Em seguida, passar um pano úmido eaguardar asecagem; sobre Madeira Preparoparaenvernizar: Madeira nova: utilizar lixa grana para eliminar farpas. Aplicar uma demão de Seladora para Madeira. Após asecagem lixar eeliminar o pó; Madeira nova resinosa: lavar toda a superfície com solvente (thinner), deixar secar erepetir aoperação. Lixar com grana para eliminar farpas. Aplicar uma demão de Seladora para Madeira. Após asecagem,lixar com granaeeliminar opó. Obs: Madeiras Resinosas: Angelim, Angico, Cabriúva Vermelha Cumaru, Freijó, Grápia, Ipê, Itaúba, Jatobá, Maçaranduba, Peroba e Sucupira 18

19 SeladoraparaMadeira: sobre Madeira Indicada para superfícies internas de madeira nova, onde se deseja finíssimo acabamento após a aplicação dos vernizes. Melhora o rendimento e a qualidade do acabamento dos vernizes, proporcionando ótimo poder de enchimentoemaiormacieznolixamento. Superfície Madeira Nova Diluição (Com thinner p/ laca nitrocelulose) 50% na primeira demão e 30% nas demais m 2 /demão 30 a 40 7,5 a 10 Rendimento embalagem galão (3,6 L) 1/4 galão (0,9 L) sobre Madeira Vernizes: São produtos abase de resinas alquídicas, aditivos especiais esolventes, sendoindicadosparaapinturadesuperfíciesinternaseexternasdemadeira; Apresentam acabamento brilhante ou fosco, e são aplicados com rolo de espuma,pincel ou pistola; São aplicados em 2 ou 3 demãos, com intervalos de 12 horas entre cada demão; Os vernizes também são diferenciados nos tipos filtro solar,poliuretano, copal emarítimo; Os do tipo solar e marítimo podem ser usados interna e externamente, enquantoos outrosapenasinternamente; Existem também vernizes com tingidor para realçar ou alterar a tonalidade da superfície; 19

20 sobre Madeira Vernizes: Superfície Diluição Rendimento (com Aguarrás) m²/demão embalagem Madeira Nova Interna Madeira Nova Externa Repintura 15% em todas as demãos Brilhante: 1:1 na 1ª demão e 15% nas demais Fosco: 2:1 na 1ª demão e 15% nas demais 15% em todas as demãos 30 a 40 7,5 a10 30 a 40 7,5 a10 30 a 40 7,5 a10 galão (3,6 L) 1/4 galão (0,9 L) galão (3,6 L) 1/4 galão (0,9 L) galão (3,6 L 1/4 galão (0,9 L) sobre Madeira Fundo preparador para madeira: Indicado para aplicação em superfícies externas e internas de madeira nova. Melhora o rendimento e a qualidade dos esmaltes, proporcionando ótimo poder de enchimento e fácil lixamento. Madeira nova: Lixar, aplicar uma demão de Fundo Branco Fosco, lixar novamente após secagem e eliminar o pó. Madeiras resinosas: Lavar com Solvente (Thiner), deixar secar e repetir a operação. Aplicar uma demão de Fundo Branco Fosco. Aguardar secagem, lixar e eliminar o pó. Superfície Diluição Rendimento Madeira Nova 20% (com Aguarrás) m2/demão embalagem 25 a 30 6 a 7,5 galão (3,6 L) 1/4 g. (0,900 L) 20

21 Massa para madeira: sobre Madeira Indicada para nivelar e corrigir imperfeições de superfícies externas e internas de madeira. Seu alto poder de enchimento esconde os veios da madeira. Aplicaçãocomespátulaoudesempenadeira. Aguardarde6a8horasparalixar. Superfície Diluição Rendimento Madeira Pronto para uso m 2 /demão 2 a 4 10 a 15 embalagem 1/4 galão (0,9 L) galão (3,6 L) Tinta esmalte: sobre Madeira Produtoindicadopara pinturade superfíciesexternaseinternasde madeiraeferro; Apresentamacabamentofinal brilhante,acetinadoefosco; Aplicaçãofeita com rolo deespuma,pincelou pistola; Normalmente são aplicadas duas ou três demãos do produto com intervalos de 12 horas. Superfície Diluição Rendimento (com Aguarrás) m²/demão embalagem Madeiras novas 15% 1ª demão demais 10% 40 a a 12 2,5 a 3 1 a 1,5 galão 1/4 galão lata 1/32 galão Demais superfícies 10% em todas as demãos 40 a a 12 2,5 a 3 1 a 1,5 galão 1/4 galão 1/16 galão 1/32 galão 21

22 sobre Madeira Tinta a Óleo: Seguem o mesmo descrito para os esmaltes. Superfície Madeiras novas Demais superfícies Diluição Rendimento (com Aguarrás) m²/demão embalagem 15% 1ª demão demais 10% 10% em todas as demãos 40 a a a a 12 galão (3,6 L) 1/4 g. (0,9 L) galão (3,6 L) 1/4 g. (0,9 L) Preparação da superfície: sobre Metais Eliminar qualquer espécie de brilho, usando lixa de grana; Partes soltas ou mal aderidas devem ser eliminadas, raspando ou escovando a superfície; Manchas de gordura ou graxa devem ser eliminadas com solução de água e detergente. Em seguida, enxaguar e aguardar a secagem; Partes mofadas devem ser eliminadas, lavando-se a superfície com água sanitária. Em seguida, enxaguar e aguardar a secagem; Ferro novo sem indício de ferrugem: Lixar com grana e eliminar o pó. Aplicar uma demão de Zarcão (fundo anticorrosivo). Aguardar secagem, lixar e eliminar o pó; Ferro com ferrugem:. Remover totalmente a ferrugem utilizando lixa com grana e/ou escova de aço. Aplicar uma demão de Zarcão. Após a secagem, lixar e eliminar o pó; 22

23 sobre Metais Preparação da superfície: Alumínio: Aplicar fundo fosfatizante. Aço Galvanizado: Aplicar fundo específico para Galvanizado;. sobre Metais Zarcão: Anticorrosivoe antioxidante, indicado para a proteção de superfícies ferrosas, externas e internas, novas ou com vestígios de ferrugens. Aplicado com trincha, pincel, rolo ou pistola. Diluição Rendimento Superfície (com Aguarrás) m²/demão embalagem Ferro 10% 25 a 30 6,5 a 7,5 galão (3,6 L) 1/4 g. (0,900 L) 23

24 sobre Metais Tinta Esmalte: Aplicação igual à madeira. Patologias da Bolhas -Em paredes externas, geralmente causadas pelo uso incorreto de Massa corrida PVA, indicadoparasuperfíciesinternas. -Em paredes internas, podem ocorrer quando, após olixamento da Massa Corrida, apoeira não foi eliminada ou quando atinta nãofoi devidamentediluída. -O uso de Massa Corrida muito fraca, de baixa qualidade (com pouca resina),tambémpodeprovocarbolhas. -Mais um caso de formação de bolhas acontece quando anova tinta aplicada umedece a película de tinta anterior (de qualidade inferior), causandoasuadilatação. 24

25 Patologias da Crateras Este problema ocorre devido à presença de óleo, graxa ou água na superfície aser pintada, e também quando a tinta é diluída com materiais não recomendados como gasolina,querosene,etc. Patologias da Desagregamento Caracteriza-sepeladestruição da pintura, que se esfarela, destacando-se da superfície juntamente com partes do reboco. Este problema ocorre quando atinta foi aplicada antes que o reboco estivesse curado. Portanto, antes de pintar um reboco novo, deve-se aguardar cerca de 28 dias para que omesmoestejacurado. 25

26 Patologias da Descascamento Pode acontecer quando a pintura for executada sobre caiação, sem que se tenha preparado asuperfície. Aaderência da cal sobre a superfície não é boa, constituindocamadacheiadepó. Antes de pintar sobre caiação, elimine as partes soltas ou mal aderidas, raspando ou escovando a superfície. Depois, aplique uma demão de Fundo Preparador deparedesbased'água. Odescascamento da tinta também pode ocorrer quando, na primeira pintura sobre reboco, a primeira demão não foi bem diluída, ou havia excesso de poeira na superfície. Neste caso, lembramos que, quando se desejar aplicar a tinta diretamente sobre o reboco, a primeira demãodeveserbemdiluída. Patologias da Eflorescência São manchas esbranquiçadas que surgem na superfície pintada. Isto acontece quando atinta foi aplicada sobre oreboco úmido. A secagem do reboco dá-se pela eliminação de água sob aforma de vapor, que arrasta materiaisalcalinos solúveis do interior paraa superfície pintada, onde se deposita, causando amancha. Aeflorescência pode acontecer, também, em superfícies de cimento-amianto,concreto,tijolo,etc. Para evitar esse inconveniente, basta que se tenha ocuidado de aguardar asecagem de superfícieantesdeaplicaratinta. 26

27 Patologias da Enrugamento Este problema ocorre quando a camada de tinta se torna muito espessa devido a uma aplicação excessiva de produto, seja em uma demão ou sucessivas demãos sem aguardar ointervalo entre demãos, ou quando asuperfície no momento da pintura se encontrava com alta temperatura. Patologias da Manchas de Mofo São manchas que aparecem normalmente sobre a superfície, e por se tratar de um grupo de seres vivos se proliferam em condições de clima favoráveis, como em ambientes úmidos, mal ventilados ou mal iluminados. 27

28 Patologias da Manchas eretardamento na secagem da madeira Podem ocorrer quando a repintura foi feita sobre madeira com resíduos de soda cáustica, que foi utilizada na remoção dapintura anterior. Para prevenir este problema, antes de repintar, deve-se eliminar por completo qualquer resíduo de soda cáustica (ou similar), lavando a superfície com bastanteágua. NORMAS NBR Terminologia NBR Classificação NBR Execução 28

29 Prof. Marcos de Oliveira Valin Jr Prof. Marcos Valin Jr 29

O fundo preparador ou selador veda e nivela a superfície; se necessário, pode-se corrigir imperfeições com a massa corrida.

O fundo preparador ou selador veda e nivela a superfície; se necessário, pode-se corrigir imperfeições com a massa corrida. Página 1 de 5 TINTAS E VERNIZES LATEX ACRÍLICO E PVA Criadas para proteger e embelezar as paredes de alvenaria, estruturas metálicas e madeiras, as tintas são aperfeiçoadas para garantir maior desempenho

Leia mais

Problemas Comuns. Eflorescência

Problemas Comuns. Eflorescência Problemas Comuns Como em qualquer outra área na construção civil, geralmente ocorrem problemas, seja na preparação da superfície ou no acabamento. Os problemas mais freqüentes são: Eflorescência São manchas

Leia mais

PINTURAS EXECUÇÃO. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II

PINTURAS EXECUÇÃO. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II PINTURAS EXECUÇÃO Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II PINTURA EQUIPAMENTOS USUAIS PARA APLICAÇÃO DA PINTURA Ferramentas para PREPARO

Leia mais

TINTAS. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho

TINTAS. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho TINTAS Conceito Composição química variada, na maioria das vezes orgânica, que apresenta consistência líquida ou pastosa, que aplicada sobre uma superfície, forma um revestimento sólido e contínuo, com

Leia mais

BOLETIM DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS Revisão 006 Julho/2011

BOLETIM DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS Revisão 006 Julho/2011 1 - PRODUTO: Acrílico Standard mais rendimento Natrielli. 2 - DESCRIÇÃO: É uma tinta acrílica de alto rendimento apresenta um excelente acabamento em superfícies externas e internas de alvenaria, reboco,

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA PINTURA

PROCEDIMENTOS PARA PINTURA PROCEDIMENTOS PARA PINTURA Prof. Marco Pádua Geralmente não é dada a devida importância a qualidade dos serviços de pintura. Sendo a última etapa da construção, as vezes, motivados pela economia procuram-se

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE PINTURA

PROCEDIMENTOS DE PINTURA 1 PROCEDIMENTOS DE PINTURA 2 PROCEDIMENTOS DE PINTURA 01.00 SISTEMA DE PINTURA PARA ACABAMENTO FINAL EM LATEX PVA 01.01 - PREPARAÇÃO DA SUPERFÍCIE 1. GESSO (PLACA/PASTA) - Aplicar fundo preparador de parede

Leia mais

Faculdade Sudoeste Paulista Curso de Engenharia Civil Técnicas da Construção Civil

Faculdade Sudoeste Paulista Curso de Engenharia Civil Técnicas da Construção Civil AULA 15 - PINTURA A pintura é um serviço de obra tão importante como qualquer outro, e é um grave erro não lhe dar uma atenção condizente, ela deve ser projetada e executada segundo técnica adequada, não

Leia mais

Dicas Qualyvinil PROCESSOS DE PINTURA

Dicas Qualyvinil PROCESSOS DE PINTURA Processos de pintura Existem diferentes processos de pintura, mas o segredo para o sucesso e durabilidade do acabamento final, depende invariavelmente da habilidade do profissional e da preparação da superfície.

Leia mais

AMETISTA PROCEDIMENTOS PRELIMINARES QUE ANTECEDE AS TEXTURAS

AMETISTA PROCEDIMENTOS PRELIMINARES QUE ANTECEDE AS TEXTURAS Manual AMETISTA PROCEDIMENTOS PRELIMINARES QUE ANTECEDE AS TEXTURAS l-avaliçao das superfiçies Verificar se as areas estao secas, isentas de umidade oleo ou graxas,buracos etc... ll-preparaçao de superficies

Leia mais

CORES Além das cores de catálogo pode-se obter outros tons misturando as cores entre sí.

CORES Além das cores de catálogo pode-se obter outros tons misturando as cores entre sí. TINTA ACRÍLICA PREMIUM MACTRA é uma tinta acrílica fosca com excelente desempenho. Sua FÓRMULA EVOLUTION oferece ótima cobertura, secagem rápida, fácil aplicação e baixo odor, proporcionando uma pintura

Leia mais

GUIA PRÁTICO. www.yalen.com.br DE PINTURA PROCEDIMENTOS TÉCNICOS SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

GUIA PRÁTICO. www.yalen.com.br DE PINTURA PROCEDIMENTOS TÉCNICOS SOLUÇÃO DE PROBLEMAS www.yalen.com.br GUIA PRÁTICO PROCEDIMENTOS TÉCNICOS SOLUÇÃO DE PROBLEMAS UMA SELEÇÃO DE INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS, PARA QUALQUER PROFISSIONAL DA PINTURA. Caro Amigo (a), Este guia foi desenvolvido para

Leia mais

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó Dê asas à sua imaginação nas diversas aplicações do Pó Xadrez. Aplicações Xadrez Pigmento em Pó O PÓ XADREZ é um pigmento concentrado que proporciona efeitos decorativos em diversas aplicações. Mais econômico,

Leia mais

Manual Técnico de Pintura

Manual Técnico de Pintura Manual Técnico de Pintura Prezado Cliente Hidracor, Pensando na melhor forma de atendê-lo e tirar suas dúvidas, a Tintas Hidracor desenvolveu este Manual Técnico de Pintura. Prático e de rápida consulta,

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO - LINHA GRAFF

BOLETIM TÉCNICO - LINHA GRAFF A Linha de produtos da Textura & Cia foi desenvolvida para economizar, eliminando etapas do tipo massa fina, massa corrida / acrílica e pintura. Além de tornar prático e econômico o acabamento; os produtos

Leia mais

MANUAL PRÁTICO DE APLICAÇÃO

MANUAL PRÁTICO DE APLICAÇÃO MANUAL PRÁTICO DE APLICAÇÃO Esperamos que este Manual Prático de Aplicação possa oferecer a você que é usuário das tintas da KING S PAINT, informações importantes para realizar uma pintura de melhor qualidade

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO 1. Generalidades

MEMORIAL DESCRITIVO 1. Generalidades MEMORIAL DESCRITIVO Memorial descritivo de serviço de pintura geral do prédio da Câmara Municipal de Fortaleza de Minas MG. Compõem este memorial as especificações técnicas acerca dos serviços a serem

Leia mais

Manual Técnico de Pintura

Manual Técnico de Pintura Manual Técnico de Pintura Manual Técnico Hidracor 1 Prezado Cliente Hidracor, Pensando na melhor forma em atendê-lo, tirar suas dúvidas, a Tintas Hidracor desenvolveu este Manual Técnico de Pintura.Prático

Leia mais

COMO REALIZAR UMA EXCELENTE PINTURA PREDIAL!

COMO REALIZAR UMA EXCELENTE PINTURA PREDIAL! COMO REALIZAR UMA EXCELENTE PINTURA PREDIAL! Na execução de uma PINTURA, devemos levar em consideração os vários fatores que envolvem as etapas deste processo e suas particularidades. Por exemplo, temos

Leia mais

Dicas para a combinação das cores em casa

Dicas para a combinação das cores em casa O uso de selador antes da pintura fecha os poros da parede e impede que grande quantidade de tinta seja desperdiçada. Tintas com brilho destacam as imperfeições das superfícies. Para paredes com saliências

Leia mais

PINTURAS. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II

PINTURAS. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II PINTURAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II PINTURA s.f. Ato ou efeito de pintar. Camada de recobrimento de uma superfície, com funções

Leia mais

Boletim Técnico. Cores Azul. Textura Lisa e brilhante.

Boletim Técnico. Cores Azul. Textura Lisa e brilhante. Página 1 de 5 Boletim Técnico Produto Esmalte PU Piscinas Descrição Esmalte PU Piscinas é um esmalte poliuretano bicomponente impermeável ideal para pintura de piscinas de concreto e fibra, deixando-as

Leia mais

AMETISTA REVESTIMENTOS

AMETISTA REVESTIMENTOS AMETISTA REVESTIMENTOS Ficha técnica MASSA CORRIDA É composta de emulsão acrílica, carga minerais inertes e aditivos solúveis em água, desenvolvida para a execução de quaisquer correções em ambientes internos.

Leia mais

Av Dr. Cardoso de Mello, 1340 - cjto. 131 - Vila Olímpia Cep: 04548-004 - São Paulo - SP Fone/Fax: 11 3054-1480

Av Dr. Cardoso de Mello, 1340 - cjto. 131 - Vila Olímpia Cep: 04548-004 - São Paulo - SP Fone/Fax: 11 3054-1480 www.abrafati.com.br Av Dr. Cardoso de Mello, 1340 - cjto. 131 - Vila Olímpia Cep: 04548-004 - São Paulo - SP Fone/Fax: 11 3054-1480 Rua Júlio Diniz, 56 - cjto 41 - Vila Olímpia Cep: 04547-090 - São Paulo

Leia mais

CONSERVANDO TELHADOS

CONSERVANDO TELHADOS A ESCOLHA DA COR Você sabia que o processo industrial empregado na elaboração de tintas ou revestimentos, etc... Somente se encerra com a cura total do produto após sua aplicação! Na maioria dos casos,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO UNIDADE ACADÊMICA DE GARANHUNS CONSTRUÇÕES RURAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO UNIDADE ACADÊMICA DE GARANHUNS CONSTRUÇÕES RURAIS UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO UNIDADE ACADÊMICA DE GARANHUNS CONSTRUÇÕES RURAIS Prof. Ricardo Brauer Vigoderis, D.S. Email: vigoderis@yahoo.com.br website: www.vigoderis.tk São tubos cerâmicos

Leia mais

Composição Básica Emulsão Latex Modificada, pigmentos orgânicos e inorgânicos, cargas minerais, aditivo, antibacteria e água.

Composição Básica Emulsão Latex Modificada, pigmentos orgânicos e inorgânicos, cargas minerais, aditivo, antibacteria e água. Boletim Técnico Produto Casacor Acrílico Fosco Branco Descrição Casa limpa, mais saúde e família protegida. Tudo isso em uma tinta: CASA COR Acrílico Super Premium da Tintas Renner. A sua fórmula especial

Leia mais

VEDATOP é um revestimento modificado com polímeros acrílicos, de alta aderência e impermeabilidade.

VEDATOP é um revestimento modificado com polímeros acrílicos, de alta aderência e impermeabilidade. Descrição VEDATOP é um revestimento modificado com polímeros acrílicos, de alta aderência e impermeabilidade. Adere perfeitamente ao concreto, à alvenaria e à argamassa. VEDATOP não é tinta de acabamento,

Leia mais

PINTURA DE PISOS INDUSTRIAIS

PINTURA DE PISOS INDUSTRIAIS PINTURA DE PISOS INDUSTRIAIS MANUAL DE BOAS PRÁTICAS E DICAS PARA UMA PINTURA EFICIENTE DE PISO Sempre que desejamos fazer uma pintura de piso, Industrial ou não, devemos ter em mente quais são os objetivos

Leia mais

EMBALAGENS: Componente A Wegpoxi ADA 314 Balde (19 L) Componente B Wegpoxi 3015 componente B 10003158 (1 L)

EMBALAGENS: Componente A Wegpoxi ADA 314 Balde (19 L) Componente B Wegpoxi 3015 componente B 10003158 (1 L) WEGPOXI ADA 314 DESCRIÇÃO DO PRODUTO: Revestimento epoxi poliamida bicomponente, com função antiderrapante. Alta dureza, resistente a água, óleos, sais. Proporciona uma película de alta textura e consequentemente

Leia mais

SISTEMAS DE PISO EPOXI

SISTEMAS DE PISO EPOXI SISTEMAS DE PISO EPOXI PRODUTO DESCRIÇÃO VEC-601 TUBOFLOOR TEE-556 AUTONIVELANTE Selador epóxi de dois componentes de baixa viscosidade. Revestimento epóxi com adição de sílica para regularização de pisos.

Leia mais

NOVO VEDAPREN PAREDE

NOVO VEDAPREN PAREDE Produto VEDAPREN PAREDE é uma pintura impermeável e elástica que protege as paredes contra fissuras e batidas de chuva, além de ter alta durabilidade. Características Densidade: 1,23 g/cm³ Aparência: Branco(a),

Leia mais

MACTRACOL. Adesivo para chapiscos, argamassas e gesso. Data da última revisão: 01/2010 DEFINIÇÃO

MACTRACOL. Adesivo para chapiscos, argamassas e gesso. Data da última revisão: 01/2010 DEFINIÇÃO Data da última revisão: 01/2010 DEFINIÇÃO MACTRACOL é um adesivo especial à base de resina sintética compatível com cimento, cal, gesso e isopor (EPS). MACTRACOL proporciona às argamassas alto poder de

Leia mais

FABRICANTES PRINCIPAIS: PLACO LAFARGE KNAUF

FABRICANTES PRINCIPAIS: PLACO LAFARGE KNAUF GESSO FABRICANTES PRINCIPAIS: PLACO LAFARGE KNAUF Paredes de gesso Paredes de blocos de gesso: Construção semelhante a de alvenaria convencional, utilizando-se gesso e massa de gesso em vez de tijolos

Leia mais

RECOMENDAÇÕES DE USO: Utilizado para pintura de pisos industriais, oficinas, áreas que solicitem sanitização do ambiente. Uso interno e externo.

RECOMENDAÇÕES DE USO: Utilizado para pintura de pisos industriais, oficinas, áreas que solicitem sanitização do ambiente. Uso interno e externo. WEGPOXI ANA 301 DESCRIÇÃO DO PRODUTO: Tinta epoxi poliamina bicomponente, de alto teor de sólidos, com pigmentação especial, de secagem rápida. Revestimento aplicável em uma única demão em alta espessura

Leia mais

MAXIJUNTA - PASTILHAS DE PORCELANA

MAXIJUNTA - PASTILHAS DE PORCELANA INDICAÇÕES: Argamassa colante de assentamento e rejuntamento simultâneo flexível, de alta adesividade, para áreas internas e externas. O Maxijunta Pastilhas de Porcelana é indicado principalmente para

Leia mais

Significado dos Ícones

Significado dos Ícones PROCEDIMENTOS DE REPINTURA Secagem Significado dos Ícones Secagem ao ar Tempo de secagem Tempo de secagem Trabalhos Complementares Lixamento úmido Lixamento seco Lixamento úmido com máquina Lixamento seco

Leia mais

MAXIJUNTA - 3 EM 1 PRODUTO:

MAXIJUNTA - 3 EM 1 PRODUTO: INDICAÇÕES: Argamassa colante de assentamento e rejuntamento simultâneo flexível de alta adesividade para áreas internas e externas. Assenta e rejunta pastilhas de porcelana e cerâmica até 7,5 x 7,5 cm,

Leia mais

Boletim Técnico NAVALZONE 954

Boletim Técnico NAVALZONE 954 DESCRIÇÃO DO PRODUTO: Primer acabamento epoxi modificado bicomponente de alto teor de sólido e alta espessura, com pigmentação anticorrosiva para superfície de aço. Produto desenvolvido para a aplicação

Leia mais

Impermeável Protector Resistente impermeabilizações objectivo - problema - solução objectivo 1 Prevenir a infiltração de água para os pavimentos e paredes das cozinhas, casas de banho, balneários e outros

Leia mais

VtintaI = / / (Litros) VtintaF = / / (Litros)

VtintaI = / / (Litros) VtintaF = / / (Litros) ANEXO A TINTAS PLANILHA N o 2.18. Observador: Alternativas para redução dos desperdícios de materiais nos canteiros de obra MEDIÇÃO DE ESTOQUE (VtintaI E VtintaF): TINTA LÁ TEX ACRÍLICA OU LÁ TEX PVA A.

Leia mais

Como escolher a tinta adequada a determinado serviço? A resposta a essa questão requer, primeiro, conhecimentos das características

Como escolher a tinta adequada a determinado serviço? A resposta a essa questão requer, primeiro, conhecimentos das características Tintas Um problema Como escolher a tinta adequada a determinado serviço? A resposta a essa questão requer, primeiro, conhecimentos das características e tipos de tintas. Introdução Na aula anterior, vimos

Leia mais

EMBALAGENS: Componente A Lackpoxi N 2629 Balde (15 L) Componente B Lackpoxi N 2629 componente B 10003395 (5 L)

EMBALAGENS: Componente A Lackpoxi N 2629 Balde (15 L) Componente B Lackpoxi N 2629 componente B 10003395 (5 L) LACKPOXI N 2629 DESCRIÇÃO DO PRODUTO: Epóxi poliamina bicomponente sem solvente. Tinta de acabamento de alta resistencia química a solventes e derivados de petróleo. Atende Norma Petrobras N 2629. Possui

Leia mais

2101 ARGAMASSA MATRIX REVESTIMENTO INTERNO Argamassa para Revestimento Interno de alvenaria

2101 ARGAMASSA MATRIX REVESTIMENTO INTERNO Argamassa para Revestimento Interno de alvenaria FICHA TÉCNICA DE PRODUTO 1. Descrição: A argamassa 2101 MATRIX Revestimento Interno, é uma argamassa indicada para o revestimento de paredes em áreas internas, possui tempo de manuseio de até 2 horas,

Leia mais

Patologia das Pinturas

Patologia das Pinturas Patologia das Pinturas Finalidades Acabamento com efeito estético Proteção dos elementos construtivos Durabilidade da edificação 27/6/2007 Patologia das Pinturas 2 Constituintes básicos Resina, veículo

Leia mais

FISPQ LIMPA PORCELANATO. FICHA DE SEGURANÇA de produtos químicos

FISPQ LIMPA PORCELANATO. FICHA DE SEGURANÇA de produtos químicos LIMPA PORCELANATO CARACTERÍSTICA DO PRODUTO: É um limpador alcalino especialmente formulado para limpeza leve e pesada em pisos tratados com acabamentos acrílicos, pisos não tratados como porcelanato.

Leia mais

Como pintar azulejos e revestimentos cerâmicos para renovar sua cozinha ou banheiro

Como pintar azulejos e revestimentos cerâmicos para renovar sua cozinha ou banheiro Dar fim às estampas antigas, disfarçar manchas do tempo ou até eliminar a aparência da cerâmica. Tudo isso é viável, desde que se use a tinta certa Há duas técnicas para que o jeitão antigo do seu azulejo

Leia mais

OXY-PRIMER CONVERSOR DE FERRUGEM E PRIMER BOLETIM TÉCNICO

OXY-PRIMER CONVERSOR DE FERRUGEM E PRIMER BOLETIM TÉCNICO OXY-PRIMER CONVERSOR DE FERRUGEM E PRIMER BOLETIM TÉCNICO O produto OXY-PRIMER é um tipo de tinta de cobertura cimentosa que não é composto de resinas normais, mas que adere como cimento. O cimento adere

Leia mais

A) cérebro. B) comanda. C) inevitável. D) socorro. E) cachorro.

A) cérebro. B) comanda. C) inevitável. D) socorro. E) cachorro. CONHECIMENTOS DE LÍNGUA PORTUGUESA TEXTO 1 CÉREBRO ELETRÔNICO O cérebro eletrônico faz tudo Faz quase tudo Faz quase tudo Mas ele é mudo. O cérebro eletrônico comanda Manda e desmanda Ele é quem manda

Leia mais

Produto Rendimento Espessura Textura Catalisador Aplicações Características. K-4060 Catalise 5 X 1 em volume

Produto Rendimento Espessura Textura Catalisador Aplicações Características. K-4060 Catalise 5 X 1 em volume SISTEMA PU - 4000 - Tintas Industriais Esmalte E-4000 6,5 m2/litro sem diluição. 50 a 60 µm K-4060 Catalise 5 X 1 Excelente acabamento para pintura de caixa eletrônico, ônibus, baús, orelhões, painéis

Leia mais

TINTAS E VERNIZES MCC1001 AULA 7

TINTAS E VERNIZES MCC1001 AULA 7 TINTAS E VERNIZES MCC1001 AULA 7 Disciplina: Materiais de Construção I Professora: Dr. a Carmeane Effting 1 o semestre 2014 Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Engenharia Civil DEFINIÇÃO: TINTAS

Leia mais

Pentox Combate inquilinos indesejados

Pentox Combate inquilinos indesejados Pentox Combate inquilinos indesejados Pentox Super Dupla Ação Recomendado para o tratamento preventivo. Imunizante de ação superficial, com excelente poder de fixação e longo efeito residual contra cupins

Leia mais

Resistente à altas pressões hidrostáticas, tanto positivas quanto negativas; Não altera a potabilidade da água, sendo atóxico e inodoro;

Resistente à altas pressões hidrostáticas, tanto positivas quanto negativas; Não altera a potabilidade da água, sendo atóxico e inodoro; VIAPLUS BRANCO 1. Descrição Revestimento impermeabilizante, semiflexível, bicomponente (A+B), à base de cimentos especiais, aditivos minerais e polímeros de excelentes características impermeabilizantes.

Leia mais

Internacional SOLUTIONS

Internacional SOLUTIONS Internacional SOLUTIONS SILICONE NEUTRO Silicone neutro Impermeabilizante de uso profissional. Inodoro e com fungicida. ADERE EM: Madeira, concreto, tijolo, vidro, PVC, plástico, alumínio, etc. APLICAÇÃO:

Leia mais

Cerâmicas e porcelanatos

Cerâmicas e porcelanatos Aprenda a limpar cerâmica, porcelanato, laminado, vidro, madeira... De forma geral, pano umedecido e detergente neutro, aplicados depois de varrer a superfície, bastam à limpeza do chão. No caso de alérgicos,

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título PINTURA EM FERRAGENS E EQUIPAMENTOS DESTINADOS À ORLA MARÍTIMA

ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título PINTURA EM FERRAGENS E EQUIPAMENTOS DESTINADOS À ORLA MARÍTIMA ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título PINTURA EM FERRAGENS E EQUIPAMENTOS DESTINADOS À ORLA MARÍTIMA Código ETD-00.014 Data da emissão 27.11.1986 Data da última revisão 30.06.2006 Folha 1 SUMÁRIO 1 Objetivo

Leia mais

ARREPIAMENTO. II CORREÇÃO Remover as áreas afetadas e repintar. acabamento extremamente sensíveis.

ARREPIAMENTO. II CORREÇÃO Remover as áreas afetadas e repintar. acabamento extremamente sensíveis. ARREPIAMENTO O solvente do produto recém aplicado ataca o acabamento anterior causando, enrugamento, arrepiamento ou franzimento do filme de tinta, devido a: Repintura de esmalte ou poliuretano não totalmente

Leia mais

2202 ARGAMASSA MATRIX REVESTIMENTO FACHADA Argamassa para uso em revestimento de áreas externas

2202 ARGAMASSA MATRIX REVESTIMENTO FACHADA Argamassa para uso em revestimento de áreas externas É composta por uma mistura homogênea de cimento Portland, cal hidratada e agregados minerais com granulometria controlada e aditivos químicos. O produto é oferecido na cor cinza. 3. Indicação: A argamassa

Leia mais

QUALIDADE NO SERVIÇO DE PINTURA COM TINTAS LÁTEX EM REVESTIMENTOS INTERNOS DE ARGAMASSA: ANÁLISE DE CASOS

QUALIDADE NO SERVIÇO DE PINTURA COM TINTAS LÁTEX EM REVESTIMENTOS INTERNOS DE ARGAMASSA: ANÁLISE DE CASOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL William Yutaka Mizushima QUALIDADE NO SERVIÇO DE PINTURA COM TINTAS LÁTEX EM REVESTIMENTOS INTERNOS DE ARGAMASSA:

Leia mais

Aqui são relacionados os tipos comumente encontrados na construção civil classificado de acordo com os veículos utilizados em sua formulação.

Aqui são relacionados os tipos comumente encontrados na construção civil classificado de acordo com os veículos utilizados em sua formulação. 09 - TINTAS E VIDROS APÓS ESTUDAR ESTE CAPÍTULO; VOCÊ DEVERÁ SER CAPAZ DE: Escolher o tipo de tinta ideal para a sua edificação; Especificar corretamente o preparo das bases para a aplicação das tintas;

Leia mais

GUIA DO PINTOR REPINTURA AUTOMOTIVA

GUIA DO PINTOR REPINTURA AUTOMOTIVA GUIA DO PINTOR REPINTURA AUTOMOTIVA ÍNDICE Apresentação Iquine - Um Ideal Concretizado Procedimentos Técnicos Segurança e Cuidados - Processo de Pintura - Repintura de Superfícies Metálicas - Repintura

Leia mais

Produto: KIT MAZAPOXI M298 II (4x1)

Produto: KIT MAZAPOXI M298 II (4x1) BOLETIM TÉCNICO Produto: KIT MAZAPOXI M298 II (4x1) DESCRIÇÃO DO PRODUTO: Tinta de acabamento epóxi poliamida, bi componente, de baixa espessura, este produto atende a norma Petrobras N 1198 Tipo II. RECOMENDAÇÕES

Leia mais

B O L E T I M T É C N I C O T

B O L E T I M T É C N I C O T STARPOXI CVS 301 DESCRIÇÃO DO PRODUTO: Verniz epóxi poliamina bicomponente. Verniz selante para oferecer aderência em superfícies de concreto, cimento amianto, alvenaria e madeira, assim como diminuir

Leia mais

assentamento e revestimento ficha técnica do produto

assentamento e revestimento ficha técnica do produto 01 Descrição: votomassa e revestimento é uma argamassa de uso geral que pode ser utilizada para o de elementos de alvenaria de vedação como blocos de concreto, blocos cerâmicos, e tijolos comuns. Também

Leia mais

Guia Técnico de Pintura

Guia Técnico de Pintura Guia Técnico de Pintura III - Telhados, Rufos, III.1 TELHADOS Principais Patologias Com o passar do tempo e muitas vezes também pela falta de manutenção anual, acumulam-se nos telhados de telha de barro,

Leia mais

Viaplus 7000 Revestimento Impermeabilizante Cimentício Flexível com Fibras Sintéticas

Viaplus 7000 Revestimento Impermeabilizante Cimentício Flexível com Fibras Sintéticas Ficha Técnica de Produto Versão 20-08-2015 Viaplus 7000 1 /5 Viaplus 7000 Revestimento Impermeabilizante Cimentício Flexível com Fibras Sintéticas 1. Descrição Revestimento impermeabilizante, flexível,

Leia mais

Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia

Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia MEMORIAL DESCRITIVO Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia Sumário 1.Considerações gerais...1 2.Serviços

Leia mais

Marcadores com ponta porosa, retrátil, lavável em água corrente, permitindo o uso imediato quando a ponta estiver ressecada ou com impregnações.

Marcadores com ponta porosa, retrátil, lavável em água corrente, permitindo o uso imediato quando a ponta estiver ressecada ou com impregnações. Marcadores com ponta porosa, retrátil, lavável em água corrente, permitindo o uso imediato quando a ponta estiver ressecada ou com impregnações. Tinta permanente para marcar todos os tipos de metais, plásticos,

Leia mais

COMO INSTALAR : MATERIAIS: IMPORTANTE. O contra piso deve estar:

COMO INSTALAR : MATERIAIS: IMPORTANTE. O contra piso deve estar: COMO INSTALAR : Importante para uma perfeita instalação, obter o resultado especificado pela Revitech Pisos e esperado pelo cliente, a utilização das ferramentas corretas. Ferramentas como a desempenadeira,

Leia mais

MANTA POLIMÉRICA é um impermeabilizante flexível a base de cimentos especiais modificados com polímeros acrílicos de excelente qualidade.

MANTA POLIMÉRICA é um impermeabilizante flexível a base de cimentos especiais modificados com polímeros acrílicos de excelente qualidade. Data da última revisão: 03/2011 DEFINIÇÃO MANTA POLIMÉRICA é um impermeabilizante flexível a base de cimentos especiais modificados com polímeros acrílicos de excelente qualidade. MANTA POLIMÉRICA é fácil

Leia mais

Sistemas Tintométricos Acabamentos Preparação Polimento Thinners e Diluentes. Defeitos de Pintura. Causas, prevenção e correção.

Sistemas Tintométricos Acabamentos Preparação Polimento Thinners e Diluentes. Defeitos de Pintura. Causas, prevenção e correção. Sistemas Tintométricos Acabamentos Preparação Polimento Thinners e Diluentes Defeitos de Pintura, prevenção e correção. Para garantir maior produtividade e qualidade total na aplicação de tintas e vernizes

Leia mais

ÍNDICE. Tinta Acrílica 04 06. Tinta Látex Acrílica. Tinta Acrílica Cortex 10 12. Resina Protetora Pedra e Telha. Texturas 16 18.

ÍNDICE. Tinta Acrílica 04 06. Tinta Látex Acrílica. Tinta Acrílica Cortex 10 12. Resina Protetora Pedra e Telha. Texturas 16 18. Tinta Acrílica 04 06 Tinta Látex Acrílica Tinta Acrílica Cortex 10 12 Resina Protetora Pedra e Telha Texturas 16 18 Gel de Efeitos Tinta Piso 22 24 Tinta Gesso Esmalte Base Água 26 30 Esmalte Sintético

Leia mais

APLICAÇÃO DE ELASTRON EM CONCRETO 1,5

APLICAÇÃO DE ELASTRON EM CONCRETO 1,5 APLICAÇÃO DE ELASTRON EM CONCRETO 1,5 1.0 - DESCRIÇÃO Esta literatura tem por finalidade servir de guia de aplicação do Elastron sobre Estruturas de Concreto e a Preparação do Substrato. O Sistema consistirá

Leia mais

Norma Técnica SABESP NTS 159

Norma Técnica SABESP NTS 159 Norma Técnica SABESP NTS 159 Esquema de pintura para equipamentos e materiais em aço-carbono ou ferro fundido pintados e em contato direto com esgoto Especificação São Paulo Rev. 1 - Outubro - 2001 NTS

Leia mais

Fundo acabamento epóxi poliamida bicomponente, atóxico. Possui certificado de aprovação para contato com água po tável.

Fundo acabamento epóxi poliamida bicomponente, atóxico. Possui certificado de aprovação para contato com água po tável. WEGPOXI 748 DF DESCRIÇÃO DO PRODUTO: Fundo acabamento epóxi poliamida bicomponente, atóxico. Possui certificado de aprovação para contato com água po tável. RECOMENDAÇÕES DE USO: Recomendado para pintura

Leia mais

Florença Revestimentos Cimentícios Recomendações Técnicas

Florença Revestimentos Cimentícios Recomendações Técnicas Florença Revestimentos Cimentícios Recomendações Técnicas Produto/variações Devido ao processo de fabricação e aplicação de gel envelhecedor, os revestimentos cimentícios, podem apresentar pequenas variações

Leia mais

MEMORIAL TÉCNICO REFORMA e AMPLIAÇÃO

MEMORIAL TÉCNICO REFORMA e AMPLIAÇÃO MEMORIAL TÉCNICO REFORMA e AMPLIAÇÃO O presente Memorial Técnico de Reforma e Ampliação tem por finalidade descrever os materiais, procedimentos/métodos a serem empregados nas retiradas e na reforma, indicar

Leia mais

CIMENTADO QUEIMADO COM PO DE MARMORE

CIMENTADO QUEIMADO COM PO DE MARMORE CIMENTADO QUEIMADO COM PO DE MARMORE INGREDIENTES: 1)Cimento estrutural ( Branco ou Comum) 2)Pó de mármore 3)Junta de dilatação 4)Oxido de ferro 5)Adesivo para cimento (Bianco) 1)O cimento utilizado para

Leia mais

VEDAJÁ é um revestimento impermeável de alta aderência e de fácil aplicação.

VEDAJÁ é um revestimento impermeável de alta aderência e de fácil aplicação. Descrição VEDAJÁ é um revestimento impermeável de alta aderência e de fácil aplicação. Pode ser aplicado sobre concreto, alvenaria e argamassa. VEDAJÁ proporciona impermeabilidade, mesmo com a ocorrência

Leia mais

A segurança de se sentir bem.

A segurança de se sentir bem. Catálogo de Cores Wetroom A segurança de se sentir bem. Crédito Equipotel 2010 - Arquiteta Jorgina Nello Eclipse Aquasafe (cor 036), Aquarelle Wall HFS (cor 025) Recomendado para os segmentos: SAÚDE Hotelaria

Leia mais

Hotelaria SAÚDE NOVA COLEÇÃO 2013. A segurança de se sentir bem. Recomendado para os segmentos:

Hotelaria SAÚDE NOVA COLEÇÃO 2013. A segurança de se sentir bem. Recomendado para os segmentos: A segurança de se sentir bem. NOVA COLEÇÃO 2013 Crédito Equipotel 2010 - Arquiteta Jorgina Nello Optima Multisafe (cor 3240861), Aquarelle Wall HFS (cor 3942023) Recomendado para os segmentos: SAÚDE Hotelaria

Leia mais

Verificar tabela abaixo para o uso correto do tamanho dos dentes da desempenadeira. Formato do dente da desempenadeira (mm²)

Verificar tabela abaixo para o uso correto do tamanho dos dentes da desempenadeira. Formato do dente da desempenadeira (mm²) COLAFLEX ACI - USO INTERNO NBR-14081/98 Argamassa colante para assentamento de pisos e azulejos em áreas internas. COMPOSIÇÃO: Cimento Portland cinza, areia fina classificada e aditivos especiais. BASE

Leia mais

PLACOSTIL - Acabamentos

PLACOSTIL - Acabamentos 01 142 PLACOSTIL - Acabamentos Índice da Atividade Massas e Fitas 144 Tratamento ou Execução de Juntas 144 Fitas de Acabamento 144 Massas 145 Tipos de Juntas 146 145 Orientações Gerais 146 Juntas Níveis

Leia mais

BIANCO é uma resina sintética de alto desempenho que proporciona excelente aderência das argamassas aos mais diversos substratos.

BIANCO é uma resina sintética de alto desempenho que proporciona excelente aderência das argamassas aos mais diversos substratos. Descrição BIANCO é uma resina sintética de alto desempenho que proporciona excelente aderência das argamassas aos mais diversos substratos. BIANCO confere maior elasticidade e, assim, maior resistência

Leia mais

GIOVANE PEREIRA ALVES SISTEMAS DE PINTURA EM EDIFICIOS PÚBLICOS DE MARINGÁ: PATOLOGIAS, PROCESSOS, EXECUÇÃO E RECOMENDAÇÕES.

GIOVANE PEREIRA ALVES SISTEMAS DE PINTURA EM EDIFICIOS PÚBLICOS DE MARINGÁ: PATOLOGIAS, PROCESSOS, EXECUÇÃO E RECOMENDAÇÕES. GIOVANE PEREIRA ALVES SISTEMAS DE PINTURA EM EDIFICIOS PÚBLICOS DE MARINGÁ: PATOLOGIAS, PROCESSOS, EXECUÇÃO E RECOMENDAÇÕES. Monografia apresentada para a obtenção do Título de Especialista em Construção

Leia mais

4- CONSIDERAÇÕES GERAIS

4- CONSIDERAÇÕES GERAIS Prefeitura do Município de São Miguel Arcanjo 1 Secretaria Municipal de Obras e Serviços Praça Antonio Ferreira Leme, 53 Centro CEP 18230-000 SÃO MIGUEL ARCANJO-SP - Fone. 15 3279.8000 e-mail: obras@saomiguelarcanjo.sp.gov.br

Leia mais

Excelente aderência quando aplicado sobre superfícies de concreto ou argamassa;

Excelente aderência quando aplicado sobre superfícies de concreto ou argamassa; VIAPLUS 7000-FIBRAS 1. Descrição Impermeabilizante à base de resinas termoplásticas e cimentos com aditivos e incorporação de fibras sintéticas (polipropileno). Essa composição resulta em uma membrana

Leia mais

MORADORES DO ASFALTO TÊM VISÃO PRECONCEITUOSA EM RELAÇÃO A FAVELAS

MORADORES DO ASFALTO TÊM VISÃO PRECONCEITUOSA EM RELAÇÃO A FAVELAS CONHECIMENTOS GERAIS de 01 a 20 Leia atentamente o texto a seguir para responder às questões de 01 a 15. TEXTO: MORADORES DO ASFALTO TÊM VISÃO PRECONCEITUOSA EM RELAÇÃO A FAVELAS 5 10 15 20 25 30 Pesquisa

Leia mais

PRODUTO DA MARCA SEVENCOAT FICHA TÉCNICA DO PRODUTO

PRODUTO DA MARCA SEVENCOAT FICHA TÉCNICA DO PRODUTO PRODUTO DA MARCA SEVENCOAT FICHA TÉCNICA DO PRODUTO PRODUTO DA MARCA SEVENCOAT É uma tinta isolante térmica, composta de polímeros acrílicos elastoméricos, microesferas de cerâmicas, e aditivos especiais

Leia mais

PINTURA EM DRYWALL O QUE É PRECISO SABER

PINTURA EM DRYWALL O QUE É PRECISO SABER PINTURA EM DRYWALL O QUE É PRECISO SABER 2 a EDIÇÃO Av. Dr. Cardoso de Mello, 1340 - cjto 131 Vila Olímpia - CEP 04548 004 - São Paulo, SP Fone: 55 (11) 3054-1480 www.abrafati.com.br Rua Julio Diniz, 56

Leia mais

KIT Nº 14 KIT Nº 2 0.905

KIT Nº 14 KIT Nº 2 0.905 KIT Nº 1 KIT Nº 2 01 Bandeja Grande Ref.0.2823 01 Rolo de Espuma Pop 23 cm Ref.0.13 com cabo Ref. 0.2072 01 Rolo de Espuma Pop 09 cm com cabo Ref. 0.1109. 01 Rolo de Espuma Pop 05 cm c/ cabo Ref. 0.1105

Leia mais

PLASTEEL MASSA 4:1 PLASTEEL MASSA

PLASTEEL MASSA 4:1 PLASTEEL MASSA PLASTEEL MASSA 4:1 PLASTEEL MASSA 4:1 é um composto epóxi bi-componente com carga metálica, característica de massa na cor preta, pode ser aplicado com espátula, cura a frio, substituindo de maneira muito

Leia mais

Norma Técnica SABESP NTS 144

Norma Técnica SABESP NTS 144 Norma Técnica SABESP NTS 144 Esquema de pintura para equipamentos e materiais em aço-carbono ou ferro fundido novos e sujeitos à umidade freqüente Especificação São Paulo Maio - 2001 NTS 144 : 2001 Norma

Leia mais

MACTRASET foi desenvolvido para evitar e eliminar definitivamente umidade e infiltrações, sendo de preparo e aplicação muito fáceis.

MACTRASET foi desenvolvido para evitar e eliminar definitivamente umidade e infiltrações, sendo de preparo e aplicação muito fáceis. Data da última revisão: 01/2010 DEFINIÇÃO MACTRASET foi desenvolvido para evitar e eliminar definitivamente umidade e infiltrações, sendo de preparo e aplicação muito fáceis. MACTRASET resiste às pressões

Leia mais

Coleção 2009 Tiragem: 2.000 Abril/2009 605 - Cabreúva Projeto: Rosenbaum Design RECOMENDAÇÕES PARA A INSTALAÇÃO O CONTRAPISO DEVE ESTAR: - Seco e isento de qualquer umidade: perfeitamente curado, impermeabilizado

Leia mais

PINTURA DE PISOS INDUSTRIAIS

PINTURA DE PISOS INDUSTRIAIS . PINTURA DE PISOS INDUSTRIAIS MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DICAS PARA UMA PINTURA EFICIENTE DE PISO Sempre que desejamos fazer uma pintura de piso, Industrial ou não, devemos ter em mente quais são os objetivos

Leia mais

Membrana liquida impermeabilizante, econômica e ecologicamente amigável para coberturas baseada na Tecnologia Co-Elástica (CET) da Sika

Membrana liquida impermeabilizante, econômica e ecologicamente amigável para coberturas baseada na Tecnologia Co-Elástica (CET) da Sika Ficha do Produto Edição 02/08/2011 Nº de identificação: 02 09 02 20 900 0 000004 Membrana liquida impermeabilizante, econômica e ecologicamente amigável para coberturas baseada na Tecnologia Co-Elástica

Leia mais

Componente A Wegpóxi FRD 313 Balde (17,15 L) Componente B Wegpoxi 3027 componente B 10003225 (2,85 L)

Componente A Wegpóxi FRD 313 Balde (17,15 L) Componente B Wegpoxi 3027 componente B 10003225 (2,85 L) WEGPOXI FRD 313 DESCRIÇÃO DO PRODUTO: Primer acabamento epóxi poliamida bicomponente. Possui característica antichama, retardando a propagação das chamas, permitindo a proteção de estruturas e de pessoas

Leia mais

EMBALAGENS: Componente A Lackpoxi N 2288 Aluminio 10002969 Balde (20 L) Componente B Lackpoxi N 2288 componente B 10003000 (20 L)

EMBALAGENS: Componente A Lackpoxi N 2288 Aluminio 10002969 Balde (20 L) Componente B Lackpoxi N 2288 componente B 10003000 (20 L) LACKPOXI N 2288 DESCRIÇÃO DO PRODUTO: Primer epóxi poliamina bicomponente, pigmentado com alumínio. Tolerante a superfícies tratadas com limpeza manual ou mecânica. Revestimento anticorrosivo com alta

Leia mais

NHE-375E BOLETIM TÉCNICO. Condutivo Epóxi

NHE-375E BOLETIM TÉCNICO. Condutivo Epóxi BOLETIM TÉCNICO Revestimento Condutivo Epóxi Bicomponente Cinza Piso com Revestimento Condutivo Epóxi Cinza Claro Resina epóxi + catalisador O Revestimento Condutivo foi desenvolvido para ter uma ótima

Leia mais