2D Game. Nuno Ricardo Curralo Martins, Nº Bruno Alexandre Amorim Melo, Nº 19857

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2D Game. Nuno Ricardo Curralo Martins, Nº 22392 Bruno Alexandre Amorim Melo, Nº 19857"

Transcrição

1 2D Game Nuno Ricardo Curralo Martins, Nº Bruno Alexandre Amorim Melo, Nº Trabalho realizado sob a orientação de Rui Pedro Lopes Bárbara Barroso Engenharia Informática 2013/ 2014

2

3 2D Game Relatório da UC de Projecto Licenciatura em Engenharia Informática Escola Superior de Tecnologia e Gestão Nuno Martins, Bruno Melo 2013/2014 iii

4 A Escola Superior de Tecnologia e Gestão não se responsabiliza pelas opiniões expressas neste relatório. iv

5 Certifico que li este relatório e que na minha opinião, é adequado no seu conteúdo e forma como demonstrador do trabalho desenvolvido no âmbito da UC de Projecto. Rui Pedro Lopes - Orientador Certifico que li este relatório e que na minha opinião, é adequado no seu conteúdo e forma como demonstrador do trabalho desenvolvido no âmbito da UC de Projecto. Bárbara Barroso - Co-orientadora Certifico que li este relatório e que na minha opinião, é adequado no seu conteúdo e forma como demonstrador do trabalho desenvolvido no âmbito da UC de Projecto. - Arguente Aceite para avaliação da UC de Projecto v

6 vi

7 Dedicatória Dedicamos este projecto especialmente aos nossos pais e aos nossos irmãos, pessoas pelas quais temos uma grande admiração, um grande orgulho e que sempre nos apoiaram, em todos os momentos das nossas vidas. Um muito obrigado a todos eles. Eu, Bruno Melo, quero dedicar este projecto á minha namorada Daniela que sempre me apoiou e nos momentos mais difíceis me incentivou pois sem ela não estaria nesta fase final do curso. vii

8 viii

9 Agradecimentos Queremos agradecer ao nosso orientador, Professor Rui Pedro Lopes, por toda a sua orientação, apoio e disponibilidade prestados durante este ano lectivo. Queremos agradecer às nossas famílias, em especial aos nossos pais, por todo o apoio dado durante a realização do curso, e ainda aos nossos irmãos, que nunca nos deixaram desanimar, sempre nos indicando os melhores caminhos, um enorme obrigado por acreditarem sempre em nós e naquilo que fazemos e por todos os ensinamentos de vida que nos dão. Por fim, queremos agradecer a todos os nossos amigos e colegas que nos acompanharam durante a realização do projecto e que sempre nos acompanharam durante as nossas vidas. Esperamos que esta etapa, que agora terminamos, possa, de alguma forma, retribuir e compensar todo o carinho, apoio e dedicação que constantemente nos oferecem. A eles, dedicamos todo este trabalho. ix

10 Resumo O desenvolvimento de aplicações para smartphones é uma área relativamente recente, mas que tem vindo a crescer a um ritmo bastante rápido. Esta área surge de uma forma natural devido à grande evolução das características dos smartphones e também devido à sua crescente popularidade. As grandes comunidades de programadores que se dedicam a desenvolver aplicações e ajudar quem queira começar a programar para uma das várias plataformas presentes no mercado, aliado ao fácil acesso recursos computacionais, kits de desenvolvimento, documentação e aos dispositivos para o qual se pretende desenvolver a aplicação também ajudam a que esta seja uma área bastante apelativa a novos programadores e que surjam bastantes casos de sucesso. Este trabalho tem o intuito de documentar o desenvolvimento de um jogo em 2D, trazendo uma possível solução, para as diversas dificuldades encontradas no processo. Palavras-chave: Aplicações móveis, jogos, Android, 2D. x

11 xi

12 Abstract The development of mobile applications is an recent area that has been growing quickly. This arises in a natural way due to the great evolution of the characteristics of smartphones and also due to its increasing popularity. The large communities of programmers that develop applications and are willing to help new programmers that are starting to program for one of the several platforms of the market, this fact allied that is easy to access the computing resources, developer kits, documentation and the target devices for the application also contribute to make this a quite appealing area with several success stories. This study aims to document the development of a game in 2D, supplying a possible solution to the problems found in the process. Keywords: Mobile applications, games, Android, 2D. xii

13 xiii

14 Conteúdo 1 Introdução Enquadramento Escolha do Sistema Operativo Motores de Jogos O que é um Motor de Jogo Unity Cocos 2D Allegro LibGdx Arquitectura e Tecnologia Utilizada Descrição detalhada do problema Tecnologias utilizadas O Android A plataforma Android Arquitectura do Android SDK Linguagem Java IDE Eclipse Implementação Arte e Desenvolvimento do Jogo História Regras e Objetivo Conclusão Trabalho Futuro Referências bibliográficas xiv

15 xv

16 Lista de Figuras Figura 1 Previsão de crescimento dos Sistemas Operativos até 2018 Figura.2 Ecrã inicial do Jogo Figura.3 - Captura do ecrã de espera para o jogo começar Figura.4 Captura do ecrã da janela de fim de jogo Figura.5 - Arquitectura do Android. Figura.6 - Código Java, adiciona imagem na animação e faz update desta Figura 7 - Código Java da Classe Assets Figura.8 - Código Java da Classe Background Figura.9 - Código Java, cria a janela quando o acaba o jogo Figura.10 - Código Java da Classe LoadingScreen Figura.11 - Código Java de da Classe MainCar onde é definida a posição e velocidade do carro Figura.12- Código Java para verificar onde é feito o clique Figura.13 - Código Java da Classe Tile Figura.14- Estrutura do Projecto Figura.15 - Percentagem de versões Android activas Figura.16 - Captura de ecrã do ficheiro AndroidManifest.xml xvi

17 xvii

18 Lista de Tabelas Tabela.1- Lista de Motores de Jogos Tabela 2 Lista das versões de Android xviii

19 Lista de Abreviaturas OHA Open Handset Aliance HTC High Tech Computer Corporation SDK Software Developers Kit 2D Duas Dimensões 3D Três Dimensões API - Application Programming Interface GPL - General Public License ADT - Android Development Tools IDE - Integrated Development Environment IBM - International Business Machines xix

20 xx

21 Capítulo 1 1 Introdução Este trabalho de projecto visa a concepção e o desenvolvimento de jogo em 2D, assente numa plataforma móvel, como por exemplo um telemóvel. Foi feita uma pesquisa prática onde foi sendo testada a informação recolhida para o desenvolvimento do nosso projecto. Este relatório está organizado em 5 capítulos. Este, onde é feita uma pequena introdução, são definidos os principais objectivos, caracterização da estrutura do documento e explicação por que motivo foi escolhido Android como sistema operativo onde a aplicação iria ser jogada. No Capítulo 2, explica-se o que é um Motor de Jogo e alguns detalhes de uma amostra deste tipo de aplicações e de frameworks que também é possível utilizar para o desenvolvimento de jogos. No Capítulo 3 é apresentada as soluções e as tecnologias utilizadas na sua concretização. No capítulo 4 é descrita a forma que o projecto foi desenvolvido. No 5º e último capítulo, é apresentado o resumo do projecto, uma análise autocrítica e linhas de investigação para trabalhos futuros. 1.1 Enquadramento As empresas de desenvolvimento de jogos sempre tiveram um papel importante no desenvolvimento de muitas áreas da informática, como por exemplo Inteligência Artificial, Computação Gráfica e Simulação, entre muitas outras. 21

22 O desenvolvimento de jogos para plataformas móveis, como Android tem vindo a crescer de forma exponencial, pois aliado há grande diversidade de dispositivos e custo dos mesmos, o aumento da qualidade destes dispositivos. Os jogos em plataformas móveis têm também ganho um maior número de utilizadores, pois por vezes o que o jogador quer não é um jogo realista, com gráficos e/ou uma história complexa e que lhe proporcione várias horas de diversão, que actualmente só um Computador ou Consola de Jogos consegue oferecer; o que pretendem é passar um pouco de tempo que tem disponível, ou mesmo alguma distração para ajudar a passar o tempo enquanto esperam por algo. 1.2 Escolha do Sistema Operativo A principal razão que nos levou a desenvolver o jogo para a plataforma Android, foi o grande crescimento que este sistema operativo tem vindo a sofrer nos últimos anos e o crescimento que ainda pode alcançar, fator que pode ser visto na imagem abaixo. Figura 1 Previsão de crescimento dos Sistemas Operativos até 2018 Por o Sistema Operativo Android ser a plataforma de dispositivos móveis que possui um maior número de utilizadores, possuir uma elevada variedade de ferramentas gratuitas que auxiliam o desenvolvimento são aspectos muito importantes na escolha do Sistema Operativo alvo. Para além das razões anteriormente referidas, tem que se ter em conta a parte económica, pois se a aplicação for bem recebida pela comunidade de utilizadores é possível ganhar dinheiro com este tipo de aplicações. 22

23 Para publicar uma aplicação para a Google Play Store é necessário ter conta no Google Wallet e pagar uma taxa de registo de 25 Dólares. Para publicar uma aplicação para a loja oficial da Apple é necessário possuir conta no itunes tendo um custo anual de 99 Dólares sendo necessário renovar esse contrato anualmente, caso contrário, as aplicações deixam de estar acessíveis parra compra. Em todas vendas 30% do preço de venda fica para a loja onde está disponível, Google Play Store ou itunes. A Apple fornece 50 códigos por cada actualização que a aplicação sofrer, podem ser utilizados para fazer o download da aplicação sem ser preciso pagar o seu custo, são reenviados novos códigos por cada update que a aplicação tiver. 23

24 Capítulo 2 2 Motores de Jogos Neste capítulo são descritos alguns Motores de Jogos e o que é um Motor de Jogo. 2.1 O que é um Motor de Jogo Os motores de jogo são programas de computador, ou conjunto de bibliotecas desenvolvidos para simplificar o desenvolvimento de jogos ou outras aplicações gráficas em tempo real tanto para computadores, consolas de jogos ou dispositivos móveis. Estes possuem como principal funcionalidade, um motor gráfico 2D e/ou 3D; um motor de física que pode ser utilizado para detectar de colisões ou então para simular a componente de física do jogo. Possuem suporte de scripts, animações, inteligência artificial, som, networking, gestão de memória e de ficheiros, sendo que alguns deles permitem a criação de Grafos de Cenários. Facilitam a criação de novos jogos, pois possuem uma componente visual aliada às restantes funcionalidades. Um motor de jogo não está limitado a um tipo de jogo, sendo possível utilizar partes de código desenvolvido na criação de jogos anteriores para o desenvolvimento de um novo jogo. Não é necessário saber programar para ser capaz de criar um jogo, pois existem Motores de Jogos que podem ser apenas ou podem possuir uma ferramenta gráfica com interface Drag & Drop. Existem também os que não se encontram limitados a um software específico, pois permitem a exportação para vários dispositivos que possuam sistemas operativos diferentes. Este tipo de programas pode também ser designado por middleware. Disponibilizam funcionalidades fundamentais no desenvolvimento de aplicações reduzindo custos, complexidade das tarefas e o tempo necessário para ser possível comercializar a aplicação 24

25 podendo ser gratuita ou paga. Outro ponto positivo de alguns Motores de Jogos é o facto de permitirem a substituição de uma parte da sua funcionalidade por software que tenha sido desenvolvido especificamente para a mesma função. Nome Linguagem de Programação Scripting Multiplataforma SDL Plataforma Adventure Game Studio C++ AGSScript Sim Não Windows, Linux Allegro C Ada, C++, Sim Sim Windows, Linux, OS X, Library C#, D, DOS Lisp, Lua, Mercury, Pascal, Perl, Python, Scheme Android SDK Java Não Android Cocos2D C++, Python, JavaScript, Sim Não Windows, OS X, ios Objective-C Java Construct Baseado em Não Não Windows Classic Eventos Unity UnityScript, Sim Windos, Linux, ios, C#, BOO Android, BlackBerry Libgdx Java Sim Não Windows, Linux, OS X, ios, Android, HTML5 Tabela 1 Lista de Motores de Jogos Iremos agora descrever de uma forma um pouco mais aprofundada alguns dos Motores de Jogos indicados na Tabela

26 2.2 Unity O Unity é um Motor de Jogo multiplataforma desenvolvido pela Unity Technologies, nas versões anteriores à 4.3 apenas permitia a criação de jogos em 3D, mas a partir desta versão já é possível a criação de jogos 2D de raíz. Encontra-se disponível em duas versões diferentes, Unity Free e Unity Pro. O Unity Free é uma versão livre disponível globalmente excepto para empresas, organização educacional, académica ou entidade governamental com um orçamento superiro a ,00 Dólares. Esta versão mostra um painel do Unity quando o jogo é iniciado, em jogos Stand-Alone, em jogos on-line é mostrada uma marca de água, ambas as marcas são impossíveis de retirar. A versão comercial do Unity tem um custo de 1.500,00 Dólares, possuindo todas as funcionalidades da versão livre, com esta versão é possível formatar texturas, utilizar iluminação global e efeitos pós-processamento. As scripts podem ser criadas em Momo 2.6,.NET, C#, BOO (trata-se de linguagem inspirada em python) ou UnityScripr (linguagem inspirada na sintaxe de ECMAScript) A partir da versão 3.0 existe uma versão costumizada de MonoDeveloper que permite fazer o debug de scripts. Já foram desenvolvidos jogos que se tornaram bastante conhecidos utilizando esta ferramenta, alguns dos exemplos disso são os seguintes: Deux Ex: The Fall Bad Piggies Blackguards Edge of the World 2.3 Cocos 2D 26 O Cocos 2D é uma framework open-source desenvolvida em Python com recurso há libraria pyglet, mas tem vindo a sofrer alterações para suportar outras linguagens e

27 plataformas. O próprio programa possui diversas frameworks, cada uma delas utiliza uma linguagem de programação diferente e cada um delas permite desenvolver jogos para plataformas diferentes. Esta framework utiliza desde C#, Objective C, Java, JavaScript e GO (Linguagem desenvolvida pela Google). Alguns dos jogos desenvolvidos tendo utlizado Cocos 2D foram: IRobot Bindary Defense Flat Bot Robo-T2 Tetrico 2.4 Allegro Allegro é uma libraria que possui suporte gráfico 2D, manipulação de imagens, permite a saída de texto, áudio e temporizadores, componentes comuns a muitos outros componentes necessários no desenvolvimento de jogos. A versão foi lançada a A libraria foi desenvolvida na linguagem de programação C e é possível ser utilizada em C, C++ e Objective-C. Algumas das versões são desenvolvidas pela comunidade de utilizadores, permitindo assim aumentar a capacidade desta libraria. Alguns dos jogos desenvolvidos utilizando Allegro são apresentados na seguinte lista: Adagio Worminator Dogfight Scrabble 27

28 Bip 2.5 LibGdx É um Motor de Jogo que permite desenvolver de jogos multiplataforma, onde é possível desenvolver jogos para Windows, Android e ios. Esta framework foi desenvolvida em Java com partes do código desenvolvido em C/C++, como a parte que permite processamento áudio e física. É possível criar um projecto utilizando o LibGdx, importar para a IDE Eclipse desenvolver o jogo sendo no fim apenas necessário alterar uma pequena parte do código para este funcionar nos diferentes sistemas operativos. Alguns jogos desenvolvidos utilizando LibGdx foram: Bus Jumper Bittracker Welatraumsodat3D Jumparoo! 28

29 Capítulo 3 3 Arquitectura e Tecnologia Utilizada 3.1 Descrição detalhada do problema A evolução dos componentes dos dispositivos móveis levou a um aumento no número de jogos disponíveis para estes dispositivos, pois torna-se mais fácil desenvolver uma aplicação quando não é necessário ter atenção a gestão da memória do dispositivo. Este projecto tem como objectivo o desenvolvimento de uma aplicação para telemóveis, mais especificamente de um jogo em 2D. A aplicação é composta por um menu inicial que mostra uma imagem relativa ao jogo, o nome, a história do jogo e um botão para inicializar o jogo. Figura 2 Ecrã inicial do Jogo 1

30 Quando o utilizador toca neste botão, é apresentada uma mensagem para tocar no ecrã do dispositivo para inicializar o jogo, este segundo ecrã foi inserido para o utilizado não ser apanhado desprevenido quando o jogo começar e perca quase instantaneamente. Figura 3 Captura do ecrã de espera para o jogo começar Quando o utilizador perde é mostrada a mensagem a dizer que o jogo acabou e qual a pontuação, quando o jogador volta a tocar no ecrã é mostrado o menu inicial, para o jogo ser reiniciado. Figura 4 Captura do ecrã da janela de fim de jogo 2

31 3.2 Tecnologias utilizadas O Android O Android foi um projecto inicialmente desenvolvido por uma Start - Up americana em Palo Alto (Califórnia USA) chamada Android Inc que desenvolvia uma plataforma para telemóveis baseada em Linux. Sendo em 2005 foi comprada pela Google que tornou o projecto público em finais de 2007 com o objectivo de apresentar a primeira plataforma Open Source de desenvolvimento para dispositivos móveis. Actualmente o Android é mantido por um grupo denominado Open Handset Alliance (OHA), que é formado por mais de 33 empresas das quais a própria Google, Motorola, Sony Ericsson, Samsung, HTC entre outras A plataforma Android O Android é uma plataforma de desenvolvimento de aplicações para dispositivos móveis. As aplicações são criadas utilizando a linguagem de programação Java e são compiladas em bytecodes Dalvik e executadas numa máquina virtual desenvolvida especialmente para utilização em dispositivos móveis denominada por Dalvik virtual machine, que é desenvolvida para o uso nos dispositivos móveis e que possam ser executados em qualquer dispositivo com Android. O Google disponibiliza o Android SDK que disponibiliza as APIs e ferramentas necessárias para o desenvolvimento de aplicações, tendo recursos disponíveis, tais como: Application framework que proporciona a reutilização de componentes. Dalvik virtual machine é optimizada para dispositivos móveis. Gráficos optimizados permite às aplicações Android utilizar bibliotecas 2D e 3D baseada na especificação OpenGL. 3

32 Rico Ambiente de desenvolvimento que apresenta um emulador de dispositivo, ferramentas de depuração, memória e um plugin ADT (Android Development Tools) para o Eclipse Arquitectura do Android O Android é uma plataforma que integra desde o sistema operativo, até middleware e aplicações, conforme pode ser observado na figura 5. A arquitectura é dividida em várias camadas que são o núcleo do sistema operativo, bibliotecas, runtime, framework e aplicações. Figura 5 Arquitetura do Android. Na camada do núcleo baseada em Linux (Linux Kernel), é a base da camada. Localizase o sistema operativo da plataforma, responsável por serviços denominados de baixo nível como gestão de processos, de memória, segurança, pilha de redes. Na camada de bibliotecas (Libraries), ficam as APIs desenvolvidas em C/C++ e que dão suporte à renderização 3D (OpenGL ES), gestão de base de dados (SQLite) e suporte aos diversos formatos de vídeo e áudio. 4

33 Na camada de runtime (Android Runtime), encontram-se os componentes como as core libraries, que disponibilizam a API Java necessária para a escrita do código de programação das aplicações, bem como a Dalvik Virtual Machine, que é a máquina virtual que dará condições para que a aplicação Java desenvolvida possa ser executada. Na camada de framework (Application Framework), estão localizadas as APIs que serão utilizadas pelas aplicações que executam sobre a plataforma do Android, como por exemplo, localização e notificação. Na camada de aplicações (Applications), estão representadas as aplicações que são executadas sobre a plataforma, sejam elas nativas como o caso da calculadora, da agenda, dos contactos, do calendário, ou aplicações desenvolvidas por terceiros como é o caso do jogo que será desenvolvida neste trabalho. Para esta camada, não existe diferença entre aplicações nativas e aplicações de terceiros, todas são escritas com as mesmas APIs e executadas no mesmo runtime, inclusive tendo a possibilidade da troca de uma aplicação nativa por outra que tenha a mesma finalidade e seja desenvolvida por terceiros ou pelo próprio utilizador SDK O kit de desenvolvimento para Android (Android SDK) está disponível para Windows, Linux e MacOS, provendo ao desenvolvedor um conjunto rico de ferramentas que inclui um depurador e emulador que permite testes em ambientes controlados, bibliotecas básicas para o desenvolvimento Android, documentação, código de exemplo e tutoriais Linguagem Java A linguagem utilizada pela plataforma Android é Java. Portanto, ao utilizar o SDK oficial, a escolha pela linguagem é um pré-requisito. Entretanto, a máquina virtual não é padrão, e sim uma máquina criada especialmente para a plataforma, conhecida como Dalvik. Sendo assim, existe namespace específico do Android, com classes especialmente criadas para este ambiente. 5

34 Outra grande vantagem é a ampla documentação existente para Java disponível na Internet. A linguagem Java foi criada pela Sun Microsystems, que foi comprada pela Oracle, tendo como base a programação orientada a objectos IDE Eclipse O IDE Eclipse segue o modelo open source de desenvolvimento de software. É utilizado por programadores para o desenvolvimento de aplicações implementadas nomeadamente em Java, suportando ainda outras linguagens de programação. Foi na IBM onde se iniciou o desenvolvimento da primeira versão do produto e posteriormente foi doado como software livre para a comunidade. Foi usado o IDE Eclipse que tem um meio ambiente para programar, testar e depurar aplicações móveis e permite um processo rápido e fácil para o desenvolvimento de aplicações para Android. 6

35 Capítulo 4 4 Implementação Neste capítulo irão ser descritas as instruções de programação do jogo. Para o desenvolvimento foi utilizada a IDE Eclipse juntamente com o plugin ADT e uma framework baseada em LibGDX disponibilizada na Internet. O projecto foi desenvolvido utilizando 3 Packages para uma melhor compreensão e estruturação das classes necessárias para o desenvolvimento. Os packages são com.bmnm.framework, com.bmnm.framework.implementation e com.bmnm.sabotaged. Todas as classes que compõem o projecto estão inseridas num package distinto, dependendo da função que desempenham no jogo. O package com.bmnm.framework.implementation contem as classes AndroidAudio, AndroidFastRenderView, AndroidFileIO, AndroidGame, AndroidGraphics, AndroidImage, AndroidInput, AndroidMusic, AndroidSound, MultiTouchHandler, SingleTouchHandler e TouchHandler. No package com.bnnm.framework estão as classes Audio, FileIO, Game, Graphics, Image, Input, Music, Pool, Screen e Sound. No package com.bmnm.sabotaged encontram-se as classes Animation, Assests, Background, GameScreen, LoadingScreen, MainCar, MainMenuScreen, SampleGame, SpalshLoadingScreen e Tile. O projecto foi desenvolvido utilizando três packages, os dois primeiros contêm a framework do Android, disponibilizada na internet que nos permitiu exportar o jogo, sendo que o terceiro contem o jogo desenvolvido por nós. Isto deveu-se para ser possível uma melhor compreensão e estruturação das classes necessárias para o desenvolvimento. A package com.bmnm.sabotaged é o núcleo do jogo e foi o que nós desenvolvemos. A cada classe pertencente a este package tem uma função específica. 7

36 A Classe Animations permite-nos gerir qual a imagem correcta para o carro em cada momento do jogo. Figura 6 Código Java, adiciona imagem na animação e faz update desta A Classe Assets foi criada com o intuito de apenas declarar os objectos/métodos a serem usados pelo jogo (imagens, sons, etc.) Figura 7- Código Java da Classe Assets 8

37 A Classe Background como o próprio nome indica, é responsável pelo fundo da aplicação. Controla a velocidade e se necessário também move o fundo. Figura 8 Código Java da Classe Background A Classe GameScreen Esta é a classe mais importante do jogo porque é a classe centralizadora, onde todos os outros objectos são usados e o desenrolar da aplicação é gerado. 9

38 Figura 9 Código Java, cria a janela quando o acaba o jogo A Classe LoadingScreen Esta classe carrega os objectos para as respectivas variáveis para estas serem usadas durante a aplicação. Cria também um pequeno ecrã de espera enquanto os objectos são carregados. Figura 10 Código Java da Classe LoadingScreen 10

39 A Classe MainCar é responsável pela criação do nosso carro. Tem todos os seus atributos assim como métodos necessários para a gestão do objecto. Figura 11 Código Java de da Classe MainCar onde é definida a posição e velocidade do carro A Classe MainMenuScreen cria o ecrã de início do jogo em que apresenta uma pequena imagem com o contexto do jogo e onde se pode começar efectivamente a jogar. Figura 12 Código Java para verificar onde é feito o clique 11

40 As Classe SampleGame e SplashLoagingScreen fazem parte do framework que nós utilizamos e permite que o jogo seja jogado em dispositivos Android. Sendo que a segunda cria o ecrã antes da classe MainMenuScreen. A classe Tile é muito importante no nosso jogo, pois contem a detecção de colisão do nosso carro com os carros parados na estrada e com a relva que delimita lateralmente o mapa. Para criar estes objectos foi utilizado um método que nos permite, no futuro, criar vários mapas e carrega-los para o jogo sem grande carga de trabalho. Figura 13 Código Java da Classe Tile 12

41 Este método é baseado num arquivo.txt que contem um desenho do mapa desejado baseado em números que por sua vez são carregados para o jogo através da função loadmap (presente na classe GameScreen) e depois convertidos para os objectos definidos no jogo, neste caso carros e as bermas da estrada. A Figura. 14 exibe a estrutura do projecto no que se refere aos packages e às classes implementadas. Figura. 14 Estrutura do Projecto 13

42 Para ser possível executar o jogo em dispositivos Android é necessário um ficheiro designado AndroidManifest.xml em que é definido, entre outros, as versões mais antigas e para qual a aplicação foi desenvolvida. Esta numeração não é igual há designação comum, mas sim o nível da API. Versão da Plataforma Nível da API Nome da Versão Android KitKat Android Jelly_Bean_MR2 Android 4.2, Jelly_Bean_MR1 Android 4.1, Jelly_Bean Android 4.0, 4.0.1, Ice_Cream_Sandwich_MR1 Android 4.0, 4.0.1, Ice_Cream_Sandwich Android Honeycomb_MR2 Android Honeycomb_MR1 Android Honeycomb Android 2.3.3, Gingerbread_MR1 Android 2.3, 2.3.1, Gingerbread Android Froyo Android Eclair_MR1 Android Eclair_0_1 Android Eclair Android Donut Android Cupcake Android Base_1_1 Android Base Tabela 15 Lista das versões de Android 14

43 Figura. 15 Percentagem de versões Android activas A nossa aplicação foi desenvolvida para executar em uma grande parte das versões existentes do Android (desde a versão 2.2 API 8 até a mais actual) sendo que a plataforma ideal é o Android 4.2, API 17. A Figura 16 mostra o conteúdo do nosso ficheiro AndroidManifest.xml Figura 16 Captura de ecrã do ficheiro AndroidManifest.xml 15

44 4.1 Arte e Desenvolvimento do Jogo O jogo é composto por vários objectos, cada um deles com uma função distinta. Existe a Estrada, que é utilizada como imagem de fundo enquanto o jogo está a ser executada. Temos dois tipos de Carros, os que são utilizados como obstáculos e o Carro que é o objecto principal, controlado pelo utilizador para concluir o jogo. A Relva que está a ser utilizada como limite visual e físico dos limites laterais do jogo. 4.2 História O nome do jogo ajuda a perceber um pouco do jogo (Sabotaged). A história por trás do jogo é simples. Durante a noite alguém sabotou o carro do jogador e de manhã, quando saiu para ir trabalhar quando chegou há auto-estrada, o carro começou a virar para a direita, e quando o jogador tentou travar, os travões não funcionavam. A única possibilidade, para além de ter um acidente horrível, é a de continuar a conduzir até que o carro fique sem baterias. 4.3 Regras e Objetivo Este jogo não possui regras, pois trata-se de um jogo bastante simples não possuindo nenhum mecanismo de verificação da ocorrência de batota, esse ponto é deixado há vontade do jogador. O objectivo do jogo é sobreviver o mais tempo possível, esquivando-se dos carros que se estão a deslocar no mesmo sentido e não sair do limite da estrada, que se encontra nas margens do dispositivo que se está a jogar. 16

45 Capítulo 5 5 Conclusão A escolha deste projecto foi motivada para além das razões apresentadas no capítulo 1, por nos ser possível escolher a plataforma alvo para a qual iriamos desenvolver o projecto, sendo que após muita pesquisa escolhemos a plataforma Android. A aplicação desenvolvida cumpriu com os objectivos propostos. Era pretendida a realização de jogo em 2D para um dispositivo móvel. A aplicação foi concluída com sucesso, tendo sido cumpridos todos os requisitos da proposta de projecto. Futuramente poder-se-á fazer um melhoramento em termos de design, diferentes modos de jogo ou outras funcionalidades que o programador que quiser continuar o projecto queira aumentar. 5.1 Trabalho Futuro Como todas os bons jogos, o trabalho de desenvolvimento é contínuo, sendo que o nosso projecto pode não ser a excepção, podem ser adicionadas e/ou melhoradas algumas funcionalidades, tais como: Quando um novo jogo é criado, poder ser possível escolher imagens de fundo distintas; Permitir a criação de contas para comparar a melhor pontuação obtida com amigos e/ou com a comunidade de utilizadores; Serem adicionados novos tipos de obstáculos; 17

46 Referências bibliográficas Zechner, M., Green, R - Beginning Android Games Apress https://www.allegro.cc/about https://www.youtube.com/watch?v=xe8xx55pxlk https://www.youtube.com/watch?v=rj1w9atpphk https://play.google.com/about/developer-distribution-agreement.html https://developer.android.com/distribute/googleplay/developer-console.html https://support.google.com/googleplay/android-developer/answer/112622?hl=en 18

Aula 1 - Introdução e configuração de ambiente de desenvolvimento

Aula 1 - Introdução e configuração de ambiente de desenvolvimento Aula 1 - Introdução e configuração de ambiente de desenvolvimento Olá, seja bem-vindo à primeira aula do curso para desenvolvedor de Android, neste curso você irá aprender a criar aplicativos para dispositivos

Leia mais

EasyLocalizer. Isaura de Fátima Rodrigues Medeiros, Nº 21907 Ricardo José Lopes da Silva, Nº 20198

EasyLocalizer. Isaura de Fátima Rodrigues Medeiros, Nº 21907 Ricardo José Lopes da Silva, Nº 20198 EasyLocalizer Isaura de Fátima Rodrigues Medeiros, Nº 21907 Ricardo José Lopes da Silva, Nº 20198 Trabalho realizado sob a orientação de Paulo Matos Jorge Alves Engenharia Informática 2012/ 2013 EasyLocalizer

Leia mais

Dispositivos móveis e o mercado Android Open Handset Alliance Informações sobre Android Arquitetura

Dispositivos móveis e o mercado Android Open Handset Alliance Informações sobre Android Arquitetura Dispositivos móveis e o mercado Android Open Handset Alliance Informações sobre Android Arquitetura Dispositivos móveis e o mercado Mercado cresce a cada ano Muitos recursos Múltiplas plataforma Symbian

Leia mais

Android. Marcelo Quinta @mrquinta

Android. Marcelo Quinta @mrquinta Android Marcelo Quinta @mrquinta Oi, eu sou o Marcelo Quinta Pública Público-privada Privada Próprio negócio Voluntariado Parabéns à organização do GO-GTUG Tablets 160% de aumento em 2011 Smartphones

Leia mais

Programação para Android

Programação para Android Programação para Android Aula 01: Visão geral do android, instalação e configuração do ambiente de desenvolvimento, estrutura básica de uma aplicação para Android Objetivos Configurar o ambiente de trabalho

Leia mais

Pré-Projeto do Trabalho de Conclusão de Curso Tiago Garcia Pereira 1. INTRODUÇÃO

Pré-Projeto do Trabalho de Conclusão de Curso Tiago Garcia Pereira 1. INTRODUÇÃO UM PADRÃO ABERTO DE SOFTWARE PARA COMPUTAÇÃO MÓVEL: UM ESTUDO SOBRE GOOGLE ANDROID 1. INTRODUÇÃO O aumento do número usuários de dispositivos móveis atrai cada vez os desenvolvedores a produzir aplicações

Leia mais

Visão geral Estrutura do sistema Ferramentas de desenvolvimento Uma aplicação. Android. Universidade Federal de Santa Catarina. 17 de dezembro de 2008

Visão geral Estrutura do sistema Ferramentas de desenvolvimento Uma aplicação. Android. Universidade Federal de Santa Catarina. 17 de dezembro de 2008 Android José João Junior Universidade Federal de Santa Catarina 17 de dezembro de 2008 Agenda 1 Visão geral 2 Estrutura do sistema 3 Ferramentas de desenvolvimento 4 Uma aplicação Visão geral Histórico

Leia mais

Programação para Dispositivos Móveis

Programação para Dispositivos Móveis Programação para Dispositivos Móveis Fatec Ipiranga Análise e Desenvolvimento de Sistemas Aula 02 História do desenvolvimento de software para dispositivos móveis Dalton Martins dmartins@gmail.com São

Leia mais

A plataforma Android: Uma Introdução

A plataforma Android: Uma Introdução A plataforma Android: Uma Introdução Android Iniciativa da Google de prover uma plataforma aberta para Web móvel Open Handset Alliance Associação de um grupo bastante heterogêneo de empresas (operadoras,

Leia mais

Introdução a programação de dispositivos móveis. Prof. Me. Hélio Esperidião

Introdução a programação de dispositivos móveis. Prof. Me. Hélio Esperidião Introdução a programação de dispositivos móveis. Prof. Me. Hélio Esperidião Windows Mobile O Windows Mobile é um sistema operacional compacto, desenvolvido para rodar em dispositivos móveis como Pocket

Leia mais

OFICINA ANDROID COMO COMEÇAR A DESENVOLVER!

OFICINA ANDROID COMO COMEÇAR A DESENVOLVER! OFICINA ANDROID COMO COMEÇAR A DESENVOLVER! QUEM SOU EU? REGILAN MEIRA SILVA Professor de Informática do Campus Ilhéus Formação em Ciência da Computação com Especialização em Sistemas de Informação e Mestrado

Leia mais

Desenvolvimento para Android Prá9ca 1. Prof. Markus Endler

Desenvolvimento para Android Prá9ca 1. Prof. Markus Endler Desenvolvimento para Android Prá9ca 1 Prof. Markus Endler Pré- requisitos Para desenvolver para plataforma Android, é necessário fazer o download e instalar: Android SDK Tools: necessário para gerenciamento

Leia mais

Sistemas Embarcados Android

Sistemas Embarcados Android Engenharia Elétrica UFPR 13 de novembro de 2014 Desenvolvido para sistemas móveis pelo Google: Android Open Source Project (AOSP) Grande sucesso, devido a combinação de: open source licensing aggressive

Leia mais

DESENVOLVIMENTO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO

DESENVOLVIMENTO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO DESENVOLVIMENTO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO Objetivos Desenvolver software baseados na plataforma de dispositivos móveis com ênfase na Android SDK, abrangendo desde princípios

Leia mais

Desenvolvimento de um aplicativo básico usando o Google Android

Desenvolvimento de um aplicativo básico usando o Google Android Desenvolvimento de um aplicativo básico usando o Google Android (Organização do Ambiente) Programação de Dispositivos Móveis Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus

Leia mais

Introdução Dalvik Linux 2.6. Android. Diogo de Campos, João Paulo Pizani Flor, Maurício Oliveira Haensch, Pedro Covolan Bachiega

Introdução Dalvik Linux 2.6. Android. Diogo de Campos, João Paulo Pizani Flor, Maurício Oliveira Haensch, Pedro Covolan Bachiega Android Diogo de Campos, João Paulo Pizani Flor, Maurício Oliveira Haensch, Pedro Covolan Bachiega Universidade Federal de Santa Catarina November 18, 2008 Agenda 1 Introdução 2 Dalvik 3 Linux 2.6 Introdução

Leia mais

Introdução a Computação Móvel

Introdução a Computação Móvel Introdução a Computação Móvel Computação Móvel Prof. Me. Adauto Mendes adauto.inatel@gmail.com Histórico Em 1947 alguns engenheiros resolveram mudar o rumo da história da telefonia. Pensando em uma maneira

Leia mais

PLATAFORMA ANDROID. Ariel Soares Teles arielsoaresteles@gmail.com

PLATAFORMA ANDROID. Ariel Soares Teles arielsoaresteles@gmail.com Universidade Federal do Maranhão UFMA Programa de Pós-graduação em Engenharia de Eletricidade PPGEE Área de Concentração: Ciência da Computação Disciplina: Introdução a Computação Móvel Professor: Dr.

Leia mais

EA998/MC933 Guido Araujo e Sandro Rigo

EA998/MC933 Guido Araujo e Sandro Rigo EA998/MC933 Guido Araujo e Sandro Rigo 1 Introdução Livros adotados (e-books) Learning Android, Marco Gargenta, O Reilly Media (livro texto) Professional Android Application, Reto Meier, Wrox Abordagem

Leia mais

Introdução ao Android. Prof. Fellipe Aleixo (fellipe.aleixo@ifrn.edu.br)

Introdução ao Android. Prof. Fellipe Aleixo (fellipe.aleixo@ifrn.edu.br) Introdução ao Android Prof. Fellipe Aleixo (fellipe.aleixo@ifrn.edu.br) Conteúdo Introdução Mercado Versões Ambiente de Desenvolvimento Configuração das Máquinas Virtuais Referências Introdução Android

Leia mais

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO DE JOGOS COM LIBGDX. Vinícius Barreto de Sousa Neto

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO DE JOGOS COM LIBGDX. Vinícius Barreto de Sousa Neto INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO DE JOGOS COM LIBGDX Vinícius Barreto de Sousa Neto Libgdx é um framework multi plataforma de visualização e desenvolvimento de jogos. Atualmente ele suporta Windows, Linux,

Leia mais

IV SEMANA DE INFORMÁTICA. Prof. Rafael Hens Ribas (rafael.r@ienh.com.br)

IV SEMANA DE INFORMÁTICA. Prof. Rafael Hens Ribas (rafael.r@ienh.com.br) IV SEMANA DE INFORMÁTICA Prof. Rafael Hens Ribas (rafael.r@ienh.com.br) O que é; ROTEIRO Quais versões existem e suas principais funcionalidades; O que preciso para começar a desenvolver; Como é o ambiente

Leia mais

Fundamentos da Computação Móvel

Fundamentos da Computação Móvel Fundamentos da Computação Móvel (Plataformas Sistemas Operacionais e Desenvolvimento) Programação de Dispositivos Móveis Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus

Leia mais

Sistemas Embarcados Android

Sistemas Embarcados Android Engenharia Elétrica UFPR 7 de março de 2013 Outline Desenvolvido para sistemas móveis pelo Google: Android Open Source Project (AOSP) Grande sucesso, devido a combinação de: open source licensing aggressive

Leia mais

O que é o Android? O que é o Android

O que é o Android? O que é o Android O que é o Android? O Android é um sistema operacional para dispositivos móveis, baseado em uma plataforma de código aberta sob a licença apache, permitindo que os fabricantes possam modificar seu código

Leia mais

Departamento de Engenharia e Ciências do Mar Licenciatura em Engenharia Informática e de Computadores Projeto Fim de Curso TÍTULO

Departamento de Engenharia e Ciências do Mar Licenciatura em Engenharia Informática e de Computadores Projeto Fim de Curso TÍTULO Departamento de Engenharia e Ciências do Mar Licenciatura em Engenharia Informática e de Computadores Projeto Fim de Curso TÍTULO CLASS-REMINDER PARA ESTUDANTES DO DECM AUTOR: Arilson Jorge Santos Rocha

Leia mais

Jogo para Android com Unity3D

Jogo para Android com Unity3D Jogo para Android com Unity3D Vinícius Akira Moribe Faculdade de Engenharia de Sorocaba (FACENS) Caixa postal 355 18087-125 Sorocaba SP Brasil 080527@li.facens.br Resumo: Atualmente o mercado de jogos

Leia mais

2ª Edição Ricardo R. Lecheta

2ª Edição Ricardo R. Lecheta Google Aprenda a criar aplicações para dispositivos móveis com o Android SDK 2ª Edição Ricardo R. Lecheta Novatec capítulo 1 Introdução ao Android 1.1 Introdução O mercado de celulares está crescendo cada

Leia mais

O SISTEMA ANDROID NO UNIVERSO DOS DISPOSITIVOS MÓVEIS

O SISTEMA ANDROID NO UNIVERSO DOS DISPOSITIVOS MÓVEIS O SISTEMA ANDROID NO UNIVERSO DOS DISPOSITIVOS MÓVEIS Gilberto Sadao OTSUKA 1 Ana Paula Ambrósio ZANELATO 2 RESUMO: Com o advento da popularização e maior uso da internet por meio da utilização de dispositivos

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Introdução Professor: Danilo Giacobo UM POUCO DE HISTÓRIA 1888: Transmissão de códigos sonoros pelo ar pelo físico alemão Heinrich. 1914: Primeira ligação telefônica

Leia mais

Mapas e Localização. Programação de Dispositivos Móveis. Mauro Lopes Carvalho Silva

Mapas e Localização. Programação de Dispositivos Móveis. Mauro Lopes Carvalho Silva Programação de Dispositivos Móveis Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus Monte Castelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Maranhão Objetivos

Leia mais

Sistema para gestão de restaurante

Sistema para gestão de restaurante Sistema para gestão de restaurante Luciana Tavares Rosa luciana.rosa@inf.aedb.br AEDB Fábio Rezende Dutra fabio.dutra@inf.aedb.br AEDB Resumo:O sistema para gestão de restaurante é um software desenvolvido

Leia mais

Conceitos Básicos e Práticos do Android

Conceitos Básicos e Práticos do Android Pílula de Conhecimento Android Página: 1 Pílula 1 Conceitos Básicos e Práticos do Android I OBJETIVOS! Conhecer o Sistema Operacional Móvel Android.! Entender a composição do Android diferenciando suas

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicativos com ASR para Android

Desenvolvimento de Aplicativos com ASR para Android Desenvolvimento de Aplicativos com ASR para Android Jonathas Trindade e Thiago Sylas Universidade Federal do Pará Instituto de Tecnologia LaPS - Laboratório de Processamento de Sinais. 24/01/2012 1 / 16

Leia mais

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Conteúdo Introdução ao Ambiente de Desenvolvimento Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2013.2/tcc-00.226

Leia mais

Introdução à Arquitetura Apple ios

Introdução à Arquitetura Apple ios Introdução à Arquitetura Apple ios Adriano Mendonça Rocha 1, Roberto Mendes Finzi Neto 1 1 Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Goiás (UFG) Campus Catalão Avenida Dr. Lamartine

Leia mais

Programação de Computadores II TCC-00.309 Turma A-1

Programação de Computadores II TCC-00.309 Turma A-1 Material elaborado pelo prof. Leandro A. F. Fernandes com contribuições dos profs. Anselmo A. Montenegro e Marcos Lage Programação de Computadores II TCC-00.309 Turma A-1 Conteúdo Introdução ao Ambiente

Leia mais

Tutorial 1.0. Instalação

Tutorial 1.0. Instalação Tutorial 1.0 Instalação Índice Requisitos Instalando Android SDK Instalando Eclipse Instalando Plugin ADT no Eclipse Requisitos Para a instalação do SDK é necessário ter no minímo versão Java 6 (Standard

Leia mais

Vídeo Vigilância Abordagem Open-Source

Vídeo Vigilância Abordagem Open-Source Vídeo Vigilância Abordagem Open-Source Alunos: Justino Santos, Paulo Neto E-mail: eic10428@student.estg.ipleiria.pt, eic10438@student.estg.ipleiria.pt Orientadores: Prof. Filipe Neves, Prof. Paulo Costa

Leia mais

Programação para Dispositivos Móveis

Programação para Dispositivos Móveis Programação para Dispositivos Móveis Fatec Ipiranga Análise e Desenvolvimento de Sistemas Aula 03 Introdução ao ambiente de desenvolvimento: Eclipse e Android SDK Dalton Martins dmartins@gmail.com São

Leia mais

Frameworks para criação de Web Apps para o Ensino Mobile

Frameworks para criação de Web Apps para o Ensino Mobile 393 Frameworks para criação de Web Apps para o Ensino Mobile Lucas Zamim 1 Roberto Franciscatto 1 Evandro Preuss 1 1 Colégio Agrícola de Frederico Westphalen (CAFW) Universidade Federal de Santa Maria

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS 1 de 5 PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS BURITREINAMENTOS MANAUS-AM DEZEMBRO / 2014 2 de 5 PACOTES DE TREINAMENTOS BURITECH A Buritech desenvolveu um grupo de pacotes de treinamentos, aqui chamados de BuriPacks,

Leia mais

Professor: Ronilson Morais Lobo. Salvador / 2015

Professor: Ronilson Morais Lobo. Salvador / 2015 Professor: Ronilson Morais Lobo Salvador / 2015 Introdução Motivação: Criar uma metodologia, Protótipar cenários reais, Proporcionar jogos divertidos, intuitivos e colaborativos. Tecnologia, Conceitos

Leia mais

Descrição geral do Android

Descrição geral do Android Descrição geral do Android (POO) Centro de Cálculo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Pedro Alexandre Pereira (palex@cc.isel.ipl.pt) Versões & API A versão 1.0 foi lançada em Fevereiro de 2009

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicativos com ASR para Android

Desenvolvimento de Aplicativos com ASR para Android Desenvolvimento de Aplicativos com ASR para Android Laboratório de Processamento de Sinais Laboratório de Sistemas Embarcados Universidade Federal do Pará 24 de fevereiro de 2012 Sumário 1 Introdução 2

Leia mais

Guião de Introdução ao Eclipse IDE Índice

Guião de Introdução ao Eclipse IDE Índice Índice 1. Introdução... 2 1.1. O que é um ambiente de desenvolvimento (IDE)?... 2 1.2. Visão geral sobre o Eclipse IDE... 2 2. Iniciar o Eclipse... 3 2.1. Instalação... 3 2.2. Utilizar o Eclipse... 3 3.

Leia mais

OBJETIVO Criação e execução de um projeto Android dentro da IDE IntelliJ.

OBJETIVO Criação e execução de um projeto Android dentro da IDE IntelliJ. Técnico em Informática Turma 10 Programação para Dispositivos Móveis Roteiro Parcial de Projeto Guilherme Cruz OBJETIVO Criação e execução de um projeto Android dentro da IDE IntelliJ. FERRAMENTA IntelliJ

Leia mais

Desenvolvimento para Android

Desenvolvimento para Android Desenvolvimento para Android Instruções de Instalação Prof. Markus Endler Pré- requisitos Para desenvolver para plataforma Android, é necessário fazer o download e instalar: Android SDK Tools: necessário

Leia mais

QCON RIO 2015 Desenvolvimento para Windos 10. Alexandre Chohfi chohfi@outlook.com @alexandrechohfi

QCON RIO 2015 Desenvolvimento para Windos 10. Alexandre Chohfi chohfi@outlook.com @alexandrechohfi QCON RIO 2015 Desenvolvimento para Windos 10 Alexandre Chohfi chohfi@outlook.com @alexandrechohfi Introduzindo o UWP Windows Core Um Core comum refatorado Uma plataforma de hardware Formato unico de acesso

Leia mais

PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU. Desenvolvimento de Aplicações Em Dispositivos Móveis Com Android, Java, IOs (Iphone).

PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU. Desenvolvimento de Aplicações Em Dispositivos Móveis Com Android, Java, IOs (Iphone). 1 Desenvolvimento de Aplicações Em Dispositivos Móveis Com Android, Java, IOs (Iphone). Requisitos e Especificação de Software Tópicos sobre análise requisitos; Requisitos Funcionais e não funcionais;

Leia mais

Desenvolvimento Android. http://www.larback.com.br

Desenvolvimento Android. http://www.larback.com.br Desenvolvimento Android http://www.larback.com.br Introdução ao Android O Android é a resposta da Google ao mercado crescente de dispositivos móveis. É uma nova plataforma de desenvolvimento baseado no

Leia mais

C3SL - Centro de Computação Científica e Software Livre. Estudo sobre Android

C3SL - Centro de Computação Científica e Software Livre. Estudo sobre Android C3SL - Centro de Computação Científica e Software Livre Estudo sobre Android Relatório que apraaesenta o estudo realizado pelo C3SL analisando os aspectos gerais do Android e de outros sistemas similares

Leia mais

Linha Silk: a maneira leve para testar, desenvolver e gerenciar

Linha Silk: a maneira leve para testar, desenvolver e gerenciar Linha : a maneira leve para testar, desenvolver e gerenciar Leve Criado apenas com a funcionalidade que você precisa Barato Do uso gratuito ao licenciamento flexível Eficiente Software fácil de usar e

Leia mais

Android Básico Hello World!

Android Básico Hello World! Android Básico Hello World! Instrutor Programador desde 2000 Aluno de doutorado Mestre em informática pelo ICOMP/UFAM Especialista em aplicações WEB FUCAPI marcio.palheta@gmail.com sites.google.com/site/marcio

Leia mais

Dominando Action Script 3

Dominando Action Script 3 Dominando Action Script 3 Segunda Edição (2014) Daniel Schmitz Esse livro está à venda em http://leanpub.com/dominandoactionscript3 Essa versão foi publicada em 2014-05-02 This is a Leanpub book. Leanpub

Leia mais

Sobre o Colméia: Grupo de pesquisa em Software e Hardware Livre. Software Livre não é só Linux!

Sobre o Colméia: Grupo de pesquisa em Software e Hardware Livre. Software Livre não é só Linux! Sobre o Colméia: Grupo de pesquisa em Software e Hardware Livre. Software Livre não é só Linux! Assuntos que serão abordados Android é Software Livre? Arquitetura Android Maquina Virtual Dalvik Evolução

Leia mais

COMPUTAÇÃO MÓVEL. Prof. M.Sc Sílvio Bacalá Jr www.facom.ufu.br/~bacala/android

COMPUTAÇÃO MÓVEL. Prof. M.Sc Sílvio Bacalá Jr www.facom.ufu.br/~bacala/android COMPUTAÇÃO MÓVEL Prof. M.Sc Sílvio Bacalá Jr www.facom.ufu.br/~bacala/android O que é computação Móvel Acesso à informação a qualquer lugar, a qualquer momento. O que é computação Móvel Tecnicamente: Processamento

Leia mais

O Primeiro Programa em Visual Studio.net

O Primeiro Programa em Visual Studio.net O Primeiro Programa em Visual Studio.net Já examinamos o primeiro programa escrito em C que servirá de ponto de partida para todos os demais exemplos e exercícios do curso. Agora, aprenderemos como utilizar

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO CONFIGURAÇÃO IDE ECLIPSE

MANUAL DE INSTALAÇÃO CONFIGURAÇÃO IDE ECLIPSE MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO IDE ECLIPSE T1011 GUILHERME RODRIGUES Ano 2015 MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DA IDE ECLIPSE. Neste documento aborda como instalar e configurar a IDE eclipse para

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO CURSO DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS CERVA TOISS. por

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO CURSO DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS CERVA TOISS. por UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO CURSO DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS CERVA TOISS por Daniel Teixeira Braga Trabalho de Conclusão de curso II Prof. Marcos Echevarria

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO COORDENAÇÃO DE ENSINO DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO COORDENAÇÃO DE ENSINO DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO COORDENAÇÃO DE ENSINO DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO APLICAÇÕES MOBILE COM LAYOUT ADAPTÁVEIS UTILIZANDO ANDROID FRAGMENTS

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO DO TIPO SECRETÁRIO VIRTUAL PARA A PLATAFORMA ANDROID

DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO DO TIPO SECRETÁRIO VIRTUAL PARA A PLATAFORMA ANDROID DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO DO TIPO SECRETÁRIO VIRTUAL PARA A PLATAFORMA ANDROID Maik Olher CHAVES 1 ; Daniela Costa Terra 2. 1 Graduado no curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Leia mais

Formação em game programming: 01 - Introdução à programação

Formação em game programming: 01 - Introdução à programação Formação em game programming: Para que um jogo eletrônico funcione adequadamente como foi projetado, é necessário que ele esteja corretamente programado. Todas as funções de controle de personagens e objetos

Leia mais

Seminário de S.O - Google Android

Seminário de S.O - Google Android Seminário de S.O - Google Android Diogo de Campos João Paulo Pizani Flor Maurício Oliveira Haensch Pedro Covolan Bachiega 19 de novembro de 2008 1 Introdução O presente trabalho foi apresentado como seminário

Leia mais

Manual de instalação e configuração da Ferramenta Android SDK

Manual de instalação e configuração da Ferramenta Android SDK Trabalho de Programação para Dispositivos Móveis Turma: 1011 Camila Botelho camilacunhabotelho@gmail.com Manual de instalação e configuração da Ferramenta Android SDK Introdução O Android é uma ferramenta

Leia mais

Desenvolvimento de um Framework de Jogos 3D para Celulares

Desenvolvimento de um Framework de Jogos 3D para Celulares Desenvolvimento de um Framework de Jogos 3D para Celulares Fabrício Brasiliense Departamento de Informática e Estatística(INE) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Campus Universitário Trindade-

Leia mais

Análise de Performance de Frameworks de Desenvolvimento Mobile Multiplataforma

Análise de Performance de Frameworks de Desenvolvimento Mobile Multiplataforma 347 Análise de Performance de Frameworks de Desenvolvimento Mobile Multiplataforma Kamile A. Wahlbrinck, Bruno B. Boniati Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) Caixa Postal 54 98.400-000 Frederico

Leia mais

Estudo de Frameworks Multiplataforma Para Desenvolvimento de Aplicações Mobile Híbridas

Estudo de Frameworks Multiplataforma Para Desenvolvimento de Aplicações Mobile Híbridas 72 Estudo de Frameworks Multiplataforma Para Desenvolvimento de Aplicações Mobile Híbridas Ezequiel Douglas Prezotto 1, Bruno Batista Boniati 1 1 Tecnologia em Sistemas para Internet - Universidade Federal

Leia mais

Busca Certa Combustíveis

Busca Certa Combustíveis UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO CURSO DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Busca Certa Combustíveis por Luma Melo Borges Documento de conclusão da disciplina de Trabalho

Leia mais

Open Graphics Library OpenGL

Open Graphics Library OpenGL Open Graphics Library OpenGL Filipe Gonçalves Barreto de Oliveira Castilho Nuno Alexandre Simões Aires da Costa Departamento de Engenharia Informática Universidade de Coimbra 3030 Coimbra, Portugal http://student.dei.uc.pt/~fgonc/opengl/

Leia mais

Interface Homem Máquina para Domótica baseado em tecnologias Web

Interface Homem Máquina para Domótica baseado em tecnologias Web Interface Homem Máquina para Domótica baseado em tecnologias Web João Alexandre Oliveira Ferreira Dissertação realizada sob a orientação do Professor Doutor Mário de Sousa do Departamento de Engenharia

Leia mais

Fasci-Tech FRAMEWORK PARA INTEGRAÇÃO DE SERVIÇOS MÓVEIS BASEADO EM REDE SOCIAL

Fasci-Tech FRAMEWORK PARA INTEGRAÇÃO DE SERVIÇOS MÓVEIS BASEADO EM REDE SOCIAL FRAMEWORK PARA INTEGRAÇÃO DE SERVIÇOS MÓVEIS BASEADO EM REDE SOCIAL Renan Shin Iti Matsushita 1 Prof. Dr. Desiré Nguessan 2 Resumo: A popularização dos dispositivos móveis é cada vez mais evidente, tornando-se

Leia mais

Adobe Flex. Cainã Fuck dos Santos Thiago Vieira Puluceno Jonathan Kuntz Fornari Gustavo Nascimento Costa

Adobe Flex. Cainã Fuck dos Santos Thiago Vieira Puluceno Jonathan Kuntz Fornari Gustavo Nascimento Costa Adobe Flex Cainã Fuck dos Santos Thiago Vieira Puluceno Jonathan Kuntz Fornari Gustavo Nascimento Costa O que é Flex? Estrutura de Código aberto para a criação de aplicativos Web Utiliza o runtime do Adobe

Leia mais

Computação II Orientação a Objetos

Computação II Orientação a Objetos Computação II Orientação a Objetos Fabio Mascarenhas - 2014.1 http://www.dcc.ufrj.br/~fabiom/java Android Android é um sistema operacional para dispositivos móveis Kernel Linux, drivers e bibliotecas do

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Depurando aplicações Professor: Danilo Giacobo OBJETIVOS DA AULA Aprender dicas e técnicas para encontrar erros em aplicações Android. Conhecer os recursos que auxiliam

Leia mais

MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID

MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID Alessandro Teixeira de Andrade¹; Geazy Menezes² UFGD/FACET Caixa Postal 533,

Leia mais

Um estudo dos Sistemas Operacionais Android e ios para o desenvolvimento de aplicativos

Um estudo dos Sistemas Operacionais Android e ios para o desenvolvimento de aplicativos Um estudo dos Sistemas Operacionais Android e ios para o desenvolvimento de aplicativos Vinícius Rafael Lobo de Mendonça 1,Thiago Jabur Bittar 1,2, Márcio de Souza Dias 1 1 Departamento de Ciência da Computação

Leia mais

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DO TRABALHO E DA EMPRESA Departamento de Ciências e Tecnologias de Informação DCTI Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI ANEXO 1 Instituição

Leia mais

Arquitectura de Sistemas Computacionais

Arquitectura de Sistemas Computacionais Arquitectura de Sistemas Computacionais Práticas 2004-2005 Prof. Dr. Paulo Sampaio Departamento de Matemática e Engenharias UNIVERSIDADE DA MADEIRA A plataforma Nokia Series 60 Optimizado para Symbian

Leia mais

Módulo I - Introdução. Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010. Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres.

Módulo I - Introdução. Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010. Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres. Módulo I - Introdução Aula 2 Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres.com Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010 Graduado em Ciência da Computação pela UFC, Brasil

Leia mais

Produção de aplicativo de catálogo de cursos da UTFPR para o sistema Android

Produção de aplicativo de catálogo de cursos da UTFPR para o sistema Android Produção de aplicativo de catálogo de cursos da UTFPR para o sistema Android Wenner S. Santos*, Marcos Silvano Orita Almeida* *COINT / UTFPR, Campo Mourão, Brasil e-mail: wenner.santos@hotmail.com Resumo/Abstract

Leia mais

AULA 2. Aspectos Técnicos. Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com. MBA em Marketing Digital SOCIAL GAMES

AULA 2. Aspectos Técnicos. Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com. MBA em Marketing Digital SOCIAL GAMES MBA em Marketing Digital SOCIAL GAMES AULA 2 Luciano Roberto Rocha Aspectos Técnicos Ponta Grossa, 31 de agosto de 2013 ROTEIRO Papéis Processos Plataformas Ferramentas 2 PAPÉIS O desenvolvimento de um

Leia mais

Figura 3.1: Arquitetura do ios.

Figura 3.1: Arquitetura do ios. 3 SDK Hoje temos diversas plataformas de dispositivos móveis disponíveis no mercado, entre elas, as mais populares são Android e ios. Cada uma destas plataformas possui um SDK próprio com sua linguagen

Leia mais

Aplicações Móveis e sua aplicação na saúde: micd, exemplo prático

Aplicações Móveis e sua aplicação na saúde: micd, exemplo prático Aplicações Móveis e sua aplicação na saúde: micd, exemplo prático Leonel Machava Email: leonelmachava@gmail.com MOZAMBICAN OPEN ARCHITECTURES STANDARDS AND INFORMATION SYSTEMS Conteúdo Definição de aplicação

Leia mais

Chega de Unity3D! Alternativas de Software Livre para desenvolvimento de jogos. Vinícius Kiwi Daros Wilson Kazuo Mizutani

Chega de Unity3D! Alternativas de Software Livre para desenvolvimento de jogos. Vinícius Kiwi Daros Wilson Kazuo Mizutani Chega de Unity3D! Alternativas de Software Livre para desenvolvimento de jogos Vinícius Kiwi Daros Wilson Kazuo Mizutani 4 de fevereiro de 2015 Quem somos? Cursando mestrado e graduados em Ciência da Computação

Leia mais

Introdução ao Android. Programação Orientada a Objetos Prof. Rone Ilídio - UFSJ

Introdução ao Android. Programação Orientada a Objetos Prof. Rone Ilídio - UFSJ Introdução ao Android Programação Orientada a Objetos Prof. Rone Ilídio - UFSJ O que é o Android? Sistema operacional móvel, baseado numa versão modificada do Linux. Código aberto: qualquer pessoa pode

Leia mais

Conference For You C4U v. 0.13

Conference For You C4U v. 0.13 Departamento de Informática Conference For You C4U v. 0.13 Projecto Integrador 2012/2013 Licenciatura em Engenharia Informática Preparado por: João Regateiro nº 28994 Miguel Silva nº 28508 Ricardo Monteiro

Leia mais

PROGRAMANDO ANDROID NA IDE ECLIPSE GABRIEL NUNES, JEAN CARVALHO TURMA TI7

PROGRAMANDO ANDROID NA IDE ECLIPSE GABRIEL NUNES, JEAN CARVALHO TURMA TI7 Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Rio Grande do Sul Informação e Comunicação: Habilitação Técnica de Nível Médio Técnico em Informática Programação Android na IDE Eclipse PROGRAMANDO ANDROID

Leia mais

Aula 3 TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS PROGRAMACAO E INTEGRACAO DE JOGOS I. Marcelo Henrique dos Santos

Aula 3 TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS PROGRAMACAO E INTEGRACAO DE JOGOS I. Marcelo Henrique dos Santos Aula 3 Email: marcelosantos@outlook.com marcellohenrique@outlook.com Twitter: @marcellohsantos Apresentação Comparativa Apresentação Comparativa O QUE É UMA GAME ENGINE? Apresentação Comparativa O QUE

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA

Linguagem de Programação JAVA Linguagem de Programação JAVA Curso Técnico em Informática Modalida Integrado Instituto Federal do Sul de Minas, Câmpus Pouso Alegre Professora: Michelle Nery Agenda JAVA Histórico Aplicações Pós e Contras

Leia mais

MONOGRAFIA: PLATAFORMAS DE DESENVOLVIMENTO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS

MONOGRAFIA: PLATAFORMAS DE DESENVOLVIMENTO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO PUC-RIO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA - DI PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM INFORMÁTICA INF2541 INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO MÓVEL PROF. MARKUS ENDLER MONOGRAFIA:

Leia mais

Java Básico. Aula 1 por Thalles Cezar

Java Básico. Aula 1 por Thalles Cezar + Java Básico Aula 1 por Thalles Cezar + Histórico Green Project (1991) Desenvolver plataforma para eletrodomésticos inteligentes Tentaram usar C++ Mas resolveram desenvolver uma linguagem própria Oak

Leia mais

M-Learning e Android: um novo paradigma?

M-Learning e Android: um novo paradigma? M-Learning e Android: um novo paradigma? Fabio Teixeira Franciscato¹, Roseclea Duarte Medina¹ Centro de Tecnologia Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) Cep 97105-900 - Santa Maria RS fabiofranciscato@yahoo.com.br,

Leia mais

Manual de Utilização de Webcams no. Desenvolvimento de Aplicativos Java

Manual de Utilização de Webcams no. Desenvolvimento de Aplicativos Java Manual de Utilização de Webcams no Desenvolvimento de Aplicativos Java Coordenador: Hemerson Pistori Manual desenvolvido no âmbito do projeto Plataforma de Apoio ao Desenvolvimento de Sistemas para Inclusão

Leia mais

Linguagem de Programação Visual

Linguagem de Programação Visual Linguagem de Programação Visual Unidade 1 Ambiente de desenvolvimento Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 SOBRE O JAVA... 3 AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO... 5 RECURSOS DA FERRAMENTA NETBEANS...

Leia mais

GuiBi: Um aplicativo para plataforma Android com um guia comercial da cidade de Bambuí MG

GuiBi: Um aplicativo para plataforma Android com um guia comercial da cidade de Bambuí MG GuiBi: Um aplicativo para plataforma Android com um guia comercial da cidade de Bambuí MG Bruno Alberto Soares Oliveira 1,3 ; Lucas Vieira Murilo 1,3 ; Maik Olher Chaves 2,3 1 Estudante de Engenharia de

Leia mais

Definições. Parte 02. Java Conceitos e. Desenvolvimento de Programação Orientada a Objetos. Prof. Pedro Neto

Definições. Parte 02. Java Conceitos e. Desenvolvimento de Programação Orientada a Objetos. Prof. Pedro Neto Java Conceitos e Definições Parte 02 Prof. Pedro Neto Aracaju Sergipe - 2011 Conteúdo 2 O que é Java i. Java ii. Máquina Virtual iii. Java lento? Hotspot e JIT iv. Versões do Java e a confusão do Java2

Leia mais

Fundamentos de Java. Prof. Marcelo Cohen. 1. Histórico

Fundamentos de Java. Prof. Marcelo Cohen. 1. Histórico Fundamentos de Java Prof. Marcelo Cohen 1. Histórico 1990 linguagem Oak; desenvolvimento de software embutido para eletrodomésticos S.O. para o controle de uma rede de eletrodomésticos o surgimento da

Leia mais

Aquisição móvel de dados com Smartphones & Tablets

Aquisição móvel de dados com Smartphones & Tablets Aquisição móvel de dados com Smartphones & Tablets André Pereira Gerente de Marketing Técnico Mike Munhato Engenheiro de Marketing Técnico Por que as pessoas usam tablets? É fácil de carregar Interface

Leia mais

TITULO. RBTour Sistema de Informação Turística. AUTOR: Francelene de Castro Duarte. ORIENTADOR: Mestre João do Monte Gomes Duarte

TITULO. RBTour Sistema de Informação Turística. AUTOR: Francelene de Castro Duarte. ORIENTADOR: Mestre João do Monte Gomes Duarte Licenciatura em Engenharia Informática e de Computadores Projecto Fim de Curso TITULO RBTour Sistema de Informação Turística AUTOR: Francelene de Castro Duarte ORIENTADOR: Mestre João do Monte Gomes Duarte

Leia mais