(AÇO SEM MANCHAS) Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "(AÇO SEM MANCHAS) Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho"

Transcrição

1 AÇO INOXIDÁVEL OU AÇO INOX STAINLESS STEEL (AÇO SEM MANCHAS)

2 Conceito Aço inox é o termo empregado para identificar uma família de aços contendo no mínimo 10,5% de cromo. Este cromo está presente homogênea na rede cristalina do aço como elemento de liga. Além do cromo, outros elementos como o níquel, molibdênio, vanádio e tungstênio, podem fazer parte da liga

3 Comportamento Ao entrar em contato com o oxigênio o cromo presente na liga oxida-se formando uma fina camada superficial chamada Camada Passiva, que protege o aço conta corrosão.

4 Camada Passiva É uma camada superficial de óxido de cromo, finíssima, invisível a olho nu, muito aderente, estável e não porosa. Esta camada surge espontaneamente quando o aço é exposto ao oxigênio e é capaz de se autoregenerar quase instantaneamente caso seja danificada.

5 Oxidação X Corrosão Oxidação éaperda de elétrons de um elemento pela sua combinação com o oxigênio. X Corrosão metálica é a transformação de um metal ou liga, pela sua interação química ou eletroquímica, num determinado d meio de exposição. O processo resulta na formação de produtos de corrosão e na liberação de energia. Esta transformação resulta em perda de massa do material.

6 Aço Inoxidável X Aço Carbono AÇO INOX X AÇO CARBONO A formação da Camada Passiva no Aço Inox impede a corrosão do mesmo. A oxidação do aço carbono é porosa e permite posteriores penetrações de oxigênio e água. Desta forma a oxidação continua crescendo, produzindo a corrosão, que é comumente conhecida como ferrugem.

7 Aço Inoxidável oxida, corrói? A formação da Camada Passiva no Aço Inox inibe a corrosão do mesmo. Mesmo a Camada Passiva tem limites e pode sofrer corrosão quando mal especificada ousujeita à ambientes extremos. Pequenos pontos Chamados PITS (covas) aparentemente aleatórios de corrosão podem se formar nos locais onde há precipitação (da ordem de 10 milionésimo do metro) de partículas ricas em enxofre, que absorvem o cromo deixando ao seu redor pontos com baixa concentração de cromo e consequentemente, desprotegidos. Os Cloretos são os maiores inimigos do Aço Inox O Ácido Nítrico (HNO3) é o único ácido mineral que pode ser usado na limpeza do aço inox. Entretanto, evite seu contato com outros metais, especialmente os feitos a base de alumínio e cobre,

8 Propriedade dos Elementos de Liga Cromo (Cr) a resistência à corrosão dos aços inoxidáveis depende do teor de cromo contido. quanto maior o cromo contido maior a resistência à corrosão. Níquel (Ni) Muda a estrutura cristalográfica da liga. Torna o aço mais dutil. Pequeno efeito na resistência à corrosão. Torna o aço não magnético. Carbono (C) Com o cromo somente, torna o aço endurecível por têmpera através de tratamento térmico. Titânio (Ti) e Nióbio (Nb) Evita a combinação do carbono com o cromo evitando perda de resistência à corrosão Melhora a soldabilidade.

9 Famílias de Aço Inox Austeníticos : São ligas cromo Ferríticos : São ligas apenas Martensíticos : São ligas (17 a 25%) e níquel (7 a de cromo. de cromo (12 a 18%), 20%). eles são mais com um teor de podem ser endurecidos por econômicos. carbono tipicamente trabalho a frio (cerca de 4 são soldáveis, com superior a 0,10%. vezes). alguns cuidados podem ser facilmente especiais. moderada resistência à corrosão. soldados. são facilmente possuem alta ductilidade. possuem elevada resistência à corrosão. são adequados para trabalho a elevadas temperaturas (até 925 C). são adequados para trabalho a baixas temperaturas (inclusive aplicações criogênicas - abaixo de 0 ). não são magnéticos. Famílias: 301; 304; 304L; 316; 316L conformados (dobrados, d cortados, etc.). são adequados para temperaturas moderadamente d elevadas. sua resistência cresce ligeiramente por trabalho a frio (cerca de 50%). têm elevada resistência i à corrosão sob tensão. são magnéticos. Família: 430; 409; 410S são endurecíveis por tratamento térmico, podendo alcançar níveis mais elevados de resistência mecânica e dureza. soldabilidade pobre. são magnéticos. Família: 420

10 Características Aço inox é 100% reciclável As propriedades p mecânicas do aço inox são em média 20% superiores às do aço carbono. Os cloretos são os principais agentes agressivos do aço inox. Alta resistência à corrosão Alta resistência i mecânica Grande capacidade de conformação Higiene e assepsia (facilidade de limpeza e manutenção). É um material inerte, ter facilidade d de limpeza e manutenção.

11 Aço Inox Colorido Tecnologia brasileira, desenvolvido no CETEC e produzido em Mateus Leme pela InoxColor é mais barata do que as tecnologias alemã e japonesa. O aço inoxidável colorido brasileiro é produzido controlando-se a espessura da camada passiva a partir e um banho químico a qual é submetida as chapas Quando danificado, recompõem sua camada passiva imediatamente protegendo-o da corrosão, porém a sua coloração não é reconstituída. CORES: bronze, dourado, azul, marrom, púrpura, p verde e preto

12 Aplicações Chryler Building, New York, USA. Construído em 1930 foi a primeira grande aplicação do inox na arquitetura. Passou por apenas duas Lavagens 1961 e 1995.

13 Aplicações Progresso México Fonte: Revista Nickel, nov. 2001

14 Aplicações 150 East, 42nd Street New York, USA. Limpo pela primeira ves após 30 anos da construção.

15 Aplicações Cloud Gate do escultor Anish Kapoor instalada no - Millennium Park em Chicago É a escultura de artista vivo mais cara do mundo. Feita em 140t aço inox custou a bagatela de US$ 23 milhões

16 Aplicações BP Bridge - Millennium Park Chicago - Frank Gehry JP Paviment - Millennium Park Chicago - Frank Gehry Atomium Bruxelas 1958 Originalmente em alumínio, foi restaurado em 2008 em aço inox. 9 esferas de Ø18m e 103m de altura representam a estrutura atômica do aço cúbica de corpo centrado.

17 Aplicações Narcissus Garden Inhotim MG 500 esferas de aço inox flutuantes que se movimenta com o vento - Iyayoi Kusama Experience Music Project Seattle USA Frank Gehry Neue Zollhof Dusseldorf Alemanha Frank Gehry

18 Aplicações Alta Vila Nova Lima - MG Torre revestida com 50t de aço inox.

19 Aplicações Estação Convention Center Curitiba Pr Edifício da Vivo São Paulo SP Arq. Edo Rocha Bank Boston São Paulo SP Edifício da Vivo Barra da Tijuca Rio de Janeiro RJ 2005 Arq. Edo Rocha

20 Aplicações Segurança e higiene em penitenciárias Parada de ônibus - São Paulo SP Fonte: Revista Inox, março Total higiene em ambientes públicos Total assepsia em ambientes hospitalares Bancos, lixeiras e bancas de jornal Praça Savassi Belo Horizonte - MG

21 Aplicações Academia a beira da praia no Rio de Janeiro RJ Equipamentos em aço inox 304 polido Fonte: Revista Inox, março Estação de Metrô Butantã - São Paulo SP Réguas em aço inox 444, espessura 0,80mm, na fachada. Fonte: Revista Inox, março 2011.

22

MANUAL TÉCNICO DE AÇO INOXIDÁVEL

MANUAL TÉCNICO DE AÇO INOXIDÁVEL MANUAL TÉCNICO DE AÇO INOXIDÁVEL Manual Técnico de Aço Inoxidável Índice 1. INTRODUÇÃO...59 2. FABRICAÇÃO DO INOX...60 3. APLICABILIDADE DO AÇO INOXIDÁVEL...61 3.1 - Aço Inoxidável Austenítico...61 3.2

Leia mais

Telhas em Aço Inoxidável. abinox@abinox.org.br

Telhas em Aço Inoxidável. abinox@abinox.org.br Telhas em Aço Inoxidável abinox@abinox.org.br Potencial do mercado (1/2) Mercado de telhas de Aço no Brasil é de aprox. 300 mil ton / ano. Considerando a proporção do inox para o carbono de 2%, estimamos

Leia mais

CONHEÇA O AÇO INOX E SUAS PARTICULARIDADES

CONHEÇA O AÇO INOX E SUAS PARTICULARIDADES CONHEÇA O AÇO INOX E SUAS PARTICULARIDADES Os produtos SODRAMAR em Aço Inox são fabricados utilizando matéria prima com alto padrão de qualidade, e como tal merecem cuidados. Preocupados em manter a beleza

Leia mais

Informações Técnicas Uso Orientativo

Informações Técnicas Uso Orientativo Parafusos X Buchas de ylon Buchas º Auto-atarraxante s aplicáveis Madeira Sextavado soberba Parafusos mais utilizados 4 2,2 2,2 a 2,8 2,8 x 25-2,8 x 30 5 2,9 a 3,5 2,2 a 3,8 2,8 x 30-3,2 x 40-3,5 x 45

Leia mais

Fração volumétrica de fase sigma durante o envelhecimento de aço inoxidável dúplex SAF 2205

Fração volumétrica de fase sigma durante o envelhecimento de aço inoxidável dúplex SAF 2205 Projeto de iniciação científica Fração volumétrica de fase sigma durante o envelhecimento de aço inoxidável dúplex SAF 2205 Relatório final. Bolsista: Gustavo H. B. Donato e-mail:superguga@uol.com.br Orientador:

Leia mais

inox na construção civil

inox na construção civil Um mundo de oportunidades em aço inox na construção civil Roberto Bamenga Guida Gerente Executivo de Desenvolvimento de Mercado e Assistência Técnica Date 7/25/2011 Aperam 2 AÇO INOX Arquitetura e Sustentabilidade

Leia mais

endurecíveis por precipitação.

endurecíveis por precipitação. Introdução Tipos de Aços Inoxidáveis Aço inoxidável é o nome dado à família de aços resistentes à corrosão e ao calor contendo no mínimo 10,5% de cromo. Enquanto há uma variedade de aços carbono estrutural

Leia mais

COLETÂNEA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS AÇO INOXIDÁVEL

COLETÂNEA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS AÇO INOXIDÁVEL COLETÂNEA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS AÇO INOXIDÁVEL AÇOS INOXIDÁVEIS Noções básicas 1.1 INTRODUÇÃO O perfil do parque manufatureiro de inox, mesmo nos centros mais adiantados do país como o de São Paulo,

Leia mais

GGD INOX MARTENSÍTICO

GGD INOX MARTENSÍTICO AÇOS INOXIDÁVEIS GGD INOX MARTENSÍTICO Generalidades Podem ser beneficiados para altas durezas e ampla faixa de resistência mecânica. São magnéticos e possuem boa usinabilidade. Resistência à corrosão:

Leia mais

ASSISTÊNCIA TÉCNICA. Caderno 02

ASSISTÊNCIA TÉCNICA. Caderno 02 ASSISTÊNCIA TÉCNICA Caderno 02 Julho/2004 CONFORMAÇÃO DOS AÇOS INOXIDÁVEIS Comportamento dos Aços Inoxidáveis em Processos de Estampagem por Embutimento e Estiramento 1 Estampagem Roberto Bamenga Guida

Leia mais

Aços Inoxidáveis: aplicações e especificações

Aços Inoxidáveis: aplicações e especificações ArcelorMittal Inox Brasil Aços Inoxidáveis: aplicações e especificações Eng. Héctor Mario Carbó Aços Inoxidáveis: aplicações e especificações Eng. Héctor Mario Carbó Assistência Técnica Janeiro / 2008

Leia mais

Aço Inoxidável. Aplicações e Especificação

Aço Inoxidável. Aplicações e Especificação Aço Inoxidável Aplicações e Especificação Eng. Héctor Mario Carbó Acesita 2001 OS AÇOS INOXIDÁVEIS Os aços inoxidáveis são ligas de ferro (Fe) e cromo (Cr) com um mínimo de 10,50% de Cr. Outros elementos

Leia mais

Soldabilidade de Metais. Soldagem II

Soldabilidade de Metais. Soldagem II Soldabilidade de Metais Soldagem II Soldagem de Ligas Metálicas A American Welding Society (AWS) define soldabilidade como a capacidade de um material ser soldado nas condições de fabricação impostas por

Leia mais

ESTRUTURAS METÁLICAS - UFPR CAPÍTULO 1 AÇOS ESTRUTURAIS

ESTRUTURAS METÁLICAS - UFPR CAPÍTULO 1 AÇOS ESTRUTURAIS ESTRUTURAS METÁLICAS - UFPR CAPÍTULO 1 AÇOS ESTRUTURAIS 1 INDICE CAPÍTULO 1 - AÇOS ESTRUTURAIS...1 1 INTRODUÇÃO - HISTÓRICO... 1 2 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DAS ESTRUTURAS DE AÇO... 2 3 REFERÊNCIAS NORMATIVAS...

Leia mais

AÇO INOXIDÁVEL. Tubos Barras Chapas Bobinas Cantoneiras

AÇO INOXIDÁVEL. Tubos Barras Chapas Bobinas Cantoneiras AÇO INOXIDÁVEL Tubos Barras Chapas Bobinas Cantoneiras CERT I F I CADA Empresa Certificada pela Norma ISO 9001:2008 ISO 9001 2008 www.elinox.com.br ÍNDICE Empresa...2 Visão, Missão e Valores...3 Qualidade...4

Leia mais

Previsão da vida em fadiga de aços inoxidáveis dúplex SAF 2205 e SAF 2507.

Previsão da vida em fadiga de aços inoxidáveis dúplex SAF 2205 e SAF 2507. Projeto de iniciação científica Previsão da vida em fadiga de aços inoxidáveis dúplex SAF 2205 e SAF 2507. Relatório final. Bolsista: Gustavo H. B. Donato e-mail:superguga@uol.com.br Orientador: Prof.

Leia mais

GalvInfo Center - Um programa do International Zinc Association. Galvanizadas (incluindo Aresta de Corte)

GalvInfo Center - Um programa do International Zinc Association. Galvanizadas (incluindo Aresta de Corte) - Um programa do International Zinc Association 3. Corrosão Mecanismos, Prevenção e Teste GalvInfoNote Corrosão Eletrolítica/Galvânica em Chapas Galvanizadas (incluindo Aresta de Corte) 3.6 Corrosão/Proteção

Leia mais

Utilização de aços inoxidáveis em implantes

Utilização de aços inoxidáveis em implantes Utilização de aços inoxidáveis em implantes Buss GAM 1 ; Donath KS 2 ; Vicente MG 1 1 Unidade de Tecnovigilância NUVIG/Anvisa 2 Gerência de Materiais GGTPS/Anvisa Introdução Os requisitos gerais para a

Leia mais

TECNOLOGIA DOS MATERIAIS

TECNOLOGIA DOS MATERIAIS TECNOLOGIA DOS MATERIAIS Aula 7: Tratamentos em Metais Térmicos Termoquímicos CEPEP - Escola Técnica Prof.: Transformações - Curva C Curva TTT Tempo Temperatura Transformação Bainita Quando um aço carbono

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» CONTROLE E PROCESSOS INDUSTRIAIS (Perfil 08) «

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» CONTROLE E PROCESSOS INDUSTRIAIS (Perfil 08) « CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» CONTROLE E PROCESSOS INDUSTRIAIS (Perfil 08) «21. A grafia incorreta do resultado da medição propicia problemas de legibilidade, informações desnecessárias e sem sentido. Considerando

Leia mais

Especificações Técnicas

Especificações Técnicas Especificações Técnicas TABELA DE ESCOLHA DO TIPO DE FRESA TIPO DE FRESA MATERIAL A SER CORTADO Com geometria de corte N aço com resistência até 80 kg/mm² aço beneficiado até 100 kg/mm² ferro fundido até

Leia mais

Soluções em aço inox

Soluções em aço inox Soluções em aço inox Date 7/8/2011 Aperam 2 AÇO INOX Arquitetura e Sustentabilidade Solução estética e prática ao mesmo tempo; Se a liga e acabamento corretos forem especificados, o inox se manterá atrativo

Leia mais

COLETÂNEA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS AÇO INOXIDÁVEL SOLDAGEM DE AÇOS INOXIDÁVEIS. Introdução

COLETÂNEA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS AÇO INOXIDÁVEL SOLDAGEM DE AÇOS INOXIDÁVEIS. Introdução COLETÂNEA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS AÇO INOXIDÁVEL SOLDAGEM DE AÇOS INOXIDÁVEIS Introdução Os aços inoxidáveis austeníticos são facilmente soldados com ou sem arame de enchimento. Ë considerável a utilização

Leia mais

Soluções construtivas em aço. Steel framing estrutura em perfis galvanizados dobrados a frio. www.constructalia.com

Soluções construtivas em aço. Steel framing estrutura em perfis galvanizados dobrados a frio. www.constructalia.com Soluções construtivas em aço Steel framing estrutura em perfis galvanizados dobrados a frio www.constructalia.com Aplicações do aço Fundações e contenções Estruturas Coberturas Fechamentos Fachadas Foto:

Leia mais

CADERNO DE PROVA 15 DE SETEMBRO DE 2012 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA

CADERNO DE PROVA 15 DE SETEMBRO DE 2012 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA 1 Cada candidato receberá: CADERNO DE PROVA 15 DE SETEMBRO DE 2012 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA - 01 (um) Caderno de Prova de 10 (dez) páginas, contendo 25 (vinte e cinco) questões de múltipla

Leia mais

Evolução da fração volumétrica de ferrita durante a formação de fase sigma do aço SAF 2205.

Evolução da fração volumétrica de ferrita durante a formação de fase sigma do aço SAF 2205. Projeto de iniciação científica Evolução da fração volumétrica de ferrita durante a formação de fase sigma do aço SAF 2205. Relatório Final Bolsista: RODRIGO DI PIETRO GERZELY e-mail: rpietro@fei.edu.br

Leia mais

Propriedades Mecânicas R: 480 MPa A: 27% D: 135 HB. Eletrodos GD. GD 99 SX AWS- E-NiCI. R: 500 MPa A: 20% D: 180 HB.

Propriedades Mecânicas R: 480 MPa A: 27% D: 135 HB. Eletrodos GD. GD 99 SX AWS- E-NiCI. R: 500 MPa A: 20% D: 180 HB. Eletrodos GD GD 99 SX - E-NiCI GD 99 -E-NiCI GD 60 -E-NiFeCI GD 60S -E-NiFeS GD ST -E-ST Propriedades R: 480 MPa A: 27% D: 135 HB R: 500 MPa A: 20% D: 180 HB R: 520 MPa A: 20% D: 180 HB R: 530 MPa A: 18%

Leia mais

Informações Técnicas. Uso Orientativo. Parafusos X Buchas de Nylon. Tabela de Roscas. Conversão de Medidas

Informações Técnicas. Uso Orientativo. Parafusos X Buchas de Nylon. Tabela de Roscas. Conversão de Medidas Parafusos X Buchas de ylon Buchas º Bitolas aplicáveis Auto-atarraxante Madeira Sextavado soberba Parafusos mais utilizados 4 2,2 2,2 a 2,8 2,8 x 25-2,8 x 30 5 2,9 a 3,5 2,2 a 3,8 2,8 x 30-3,2 x 40-3,5

Leia mais

Introdução...2. Descrição do produto...2. Dados técnicos...3. Instalação hidráulica...3. Instalação cascata tubular Splash...4

Introdução...2. Descrição do produto...2. Dados técnicos...3. Instalação hidráulica...3. Instalação cascata tubular Splash...4 Introdução...2 Descrição do produto...2 Dados técnicos...3 Instalação hidráulica...3 Instalação cascata tubular Splash...4 Instalação cascata de piso Canyon...5 Instalação cascata de parede Niagara...6

Leia mais

METAIS. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho

METAIS. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho METAIS E LIGAS METÁLICAS Os metais e as ligas metálicas são solicitados, para determinadas aplicações, pelas propriedades que apresentam. Ligas Metálicas São materiais que possuem propriedades metálicas,

Leia mais

1 - ELÉCTRODOS ... 2 ... 3 ... 3 ... 4 ... 5 ... 6 ... 6 ... 7 ... 8 ... 8 ... 8

1 - ELÉCTRODOS ... 2 ... 3 ... 3 ... 4 ... 5 ... 6 ... 6 ... 7 ... 8 ... 8 ... 8 1 - ELÉCTRODOS Soldadura de aços carbono... Soldadura de aços resistentes à fluência... Soldadura de aços de baixa liga... Soldadura de aços com baixa soldabilidade... Soldadura de aços inoxidáveis e refractários...

Leia mais

DECAPAGEM & PASSIVAÇÃO DE AÇO INOXIDÁVEL

DECAPAGEM & PASSIVAÇÃO DE AÇO INOXIDÁVEL DECAPAGEM & PASSIVAÇÃO DE AÇO INOXIDÁVEL Decapagem & Passivação de Aço Inoxidável ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 03 2 DEFEITOS TÍPICOS...04 2.1 COLORAÇÃO POR AQUECIMENTO E INCRUSTAÇÃO DE ÓXIDO... 04 2.2 DEFEITOS

Leia mais

Materiais / Materiais I

Materiais / Materiais I Materiais / Materiais I Guia para o Trabalho Laboratorial n.º 4 CORROSÃO GALVÂNICA E PROTECÇÃO 1. Introdução A corrosão de um material corresponde à sua destruição ou deterioração por ataque químico em

Leia mais

made for life Inox na Arquitetura Manutenção e Limpeza

made for life Inox na Arquitetura Manutenção e Limpeza made for life Inox na Arquitetura Manutenção e Limpeza Fabricante de aços inoxidáveis, a Aperam South America apresenta este catálogo para que os profissionais das áreas de Arquitetura e Construção Civil

Leia mais

Tratamentos Térmicos dos Aços Ferramenta Um Ensaio

Tratamentos Térmicos dos Aços Ferramenta Um Ensaio Tratamentos Térmicos dos Aços Ferramenta Um Ensaio Dr. Carlos Eduardo Pinedo Diretor Técnico 1. Considerações Iniciais Aços Ferramenta Dentre os diferentes materiais utilizados pelo homem em seu cotidiano,

Leia mais

CARBINOX. O Brasil passa por aqui.

CARBINOX. O Brasil passa por aqui. Divisão Inoxidáveis CARBINOX. O Brasil passa por aqui. Inoxidáveis A Carbinox é uma companhia que atua há mais de 25 anos fornecendo soluções sob medida para impulsionar o desenvolvimento da economia.

Leia mais

MECANISMOS DA CORROSÃO. Professor Ruy Alexandre Generoso

MECANISMOS DA CORROSÃO. Professor Ruy Alexandre Generoso MECANISMOS DA CORROSÃO Professor Ruy Alexandre Generoso MECANISMOS DA CORROSÃO De acordo com o meio corrosivo e o material, podem ser apresentados diferentes mecanismos. Os principais são: MECANISMO QUÍMICO

Leia mais

SOLDAGEM DOS METAIS CAPÍTULO 9 SOLDAGEM COM ELETRODO REVESTIDO

SOLDAGEM DOS METAIS CAPÍTULO 9 SOLDAGEM COM ELETRODO REVESTIDO 62 CAPÍTULO 9 SOLDAGEM COM ELETRODO REVESTIDO 63 SOLDAGEM A ARCO ELÉTRICO COM ELETRODO REVESTIDO É um processo de soldagem por fusão a arco elétrico que utiliza um eletrodo consumível, no qual o calor

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO QUANTO A RESISTÊNCIA À CORROSÃO ENTRE AÇOS INOXIDÁVEIS UTILIZADOS EM TROCADORES DE CALOR.

ESTUDO COMPARATIVO QUANTO A RESISTÊNCIA À CORROSÃO ENTRE AÇOS INOXIDÁVEIS UTILIZADOS EM TROCADORES DE CALOR. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO ESCOLA POLITÉCNICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA METALÚRGICA E DE MATERIAIS CURSO DE ENGENHARIA METALÚRGICA PROJETO FINAL DE CURSO Autor: Leonardo Paiva Sanches ESTUDO

Leia mais

TECNOLOGIA DE SUPERFÍCIE TECNOLOGIA DE SUPERFÍCIES

TECNOLOGIA DE SUPERFÍCIE TECNOLOGIA DE SUPERFÍCIES TECNOLOGIA DE SUPERFÍCIES Sorocaba - SP Porto Alegre - RS Betim - MG Recife - PE R. de Janeiro - RJ A CASCADURA Simões Filho - BA Fundada em 1950, na cidade de São Paulo. Atualmente, possui 06 fábricas

Leia mais

ISOFLAMA Indústria e Comercio de Equipamentos Ltda SELEÇÃO DE MATERIAIS PARA NITRETAÇÃO. J.C.Vendramim 1

ISOFLAMA Indústria e Comercio de Equipamentos Ltda SELEÇÃO DE MATERIAIS PARA NITRETAÇÃO. J.C.Vendramim 1 SELEÇÃO DE MATERIAIS PARA NITRETAÇÃO J.C.Vendramim 1 [1] João Carmo Vendramim Engenheiro metalurgista, mestrado em engenharia de materiais pela universidade de Campinas Unicamp. Introdução A seleção do

Leia mais

BR 280 - KM 47 - GUARAMIRIM SC Fone 47 3373 8444 Fax 47 3373 8191 nitriondobrasil@terra.com.br www.nitrion.com

BR 280 - KM 47 - GUARAMIRIM SC Fone 47 3373 8444 Fax 47 3373 8191 nitriondobrasil@terra.com.br www.nitrion.com TÉCNICA DA NITRETAÇÃO A PLASMA BR 280 KM 47 GUARAMIRIM SC Fone 47 3373 8444 Fax 47 3373 8191 nitriondobrasil@terra.com.br www.nitrion.com A Nitrion do Brasil, presente no mercado brasileiro desde 2002,

Leia mais

AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA À CORROSÃO DE AÇOS INOXIDÁVEIS SUBMETIDAS A CICLOS DE FADIGA TÉRMICA.

AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA À CORROSÃO DE AÇOS INOXIDÁVEIS SUBMETIDAS A CICLOS DE FADIGA TÉRMICA. AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA À CORROSÃO DE AÇOS INOXIDÁVEIS SUBMETIDAS A CICLOS DE FADIGA TÉRMICA. Rodrigo Freitas Guimarães 1, José Airton Lima Torres 2, George Luiz Gomes de Oliveira 3, Hélio Cordeiro de

Leia mais

Catálogo de Produtos. transformando o amanhã. ArcelorMittal Inox Brasil Tubos. ArcelorMittal Inox Brasil Tubos

Catálogo de Produtos. transformando o amanhã. ArcelorMittal Inox Brasil Tubos. ArcelorMittal Inox Brasil Tubos ArcelorMittal Inox Brasil Tubos Catálogo de Produtos transformando o amanhã ArcelorMittal Inox Brasil Tubos Rodovia Índio Tibiriçá, km Bairro Barro Branco CEP 0900 Ribeirão Pires/SP Departamento Comercial/Assistência

Leia mais

1. Introdução. 2. Fios ortodônticos. Centro de Pós Graduação em Ortodontia

1. Introdução. 2. Fios ortodônticos. Centro de Pós Graduação em Ortodontia 1. Introdução O alinhamento e o nivelamento é o primeiro estágio do tratamento ortodôntico com aparelho fixo. Alinhamento significa colocar os braquetes e os tubos alinhados no sentido vestibulolingual.

Leia mais

Propriedades Mecânicas dos Aços DEMEC TM175 Prof Adriano Scheid

Propriedades Mecânicas dos Aços DEMEC TM175 Prof Adriano Scheid Propriedades Mecânicas dos Aços DEMEC TM175 Prof Adriano Scheid Tensão Propriedades Mecânicas: Tensão e Deformação Deformação Elástica Comportamento tensão-deformação O grau com o qual a estrutura cristalina

Leia mais

GLOSSÁRIO DE TRATAMENTOS TÉRMICOS E TERMOQUÍMICOS

GLOSSÁRIO DE TRATAMENTOS TÉRMICOS E TERMOQUÍMICOS 1 NITRAMET TRATAMENTO DE METAIS LTDA PABX: 11 2192 3350 nitramet@nitramet.com.br GLOSSÁRIO DE TRATAMENTOS TÉRMICOS E TERMOQUÍMICOS Austêmpera Tratamento isotérmico composto de aquecimento até a temperatura

Leia mais

Ligação Metálica Elétrons da última camada dão origem a nuvens eletrônicas Elétrons livres entre cátions de metais

Ligação Metálica Elétrons da última camada dão origem a nuvens eletrônicas Elétrons livres entre cátions de metais 1 2 3 Ligação Metálica Elétrons da última camada dão origem a nuvens eletrônicas Elétrons livres entre cátions de metais 4 Agregado de cátions mergulhados em um mar de elétrons livres Rede Cristalina Disposição

Leia mais

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SÃO PAULO CEFET-SP. Tecnologia Mecânica

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SÃO PAULO CEFET-SP. Tecnologia Mecânica CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SÃO PAULO CEFET-SP Tecnologia Mecânica Tratamentos térmicos e termo-químicos Recozimento Normalização Têmpera Revenimento Cementação Nitretação Tratamentos Térmicos

Leia mais

Geralmente algumas características são obtidas em detrimento de outras, (dureza versus ductibilidade).

Geralmente algumas características são obtidas em detrimento de outras, (dureza versus ductibilidade). TRATAMENTOS TÉRMICOS 1. Funções: remoção de tensões internas aumento ou diminuição de dureza aumento da resistência mecânica melhora da ductibilidade melhora da usinabilidade melhora da resistência ao

Leia mais

Os tratamentos termoquímicos. micos

Os tratamentos termoquímicos. micos Os tratamentos termoquímicos micos Os tratamentos termoquímicos micos Turma 6821 Arthur Galvão, Fábio F Borges, Israel Lima e Vitor Alex Tratamentos Termoquímicos? micos? são os tratamentos que visam o

Leia mais

Tratamento Térmico. Profa. Dra. Daniela Becker

Tratamento Térmico. Profa. Dra. Daniela Becker Tratamento Térmico Profa. Dra. Daniela Becker Diagrama de equilíbrio Fe-C Fe 3 C, Fe e grafita (carbono na forma lamelar) Ligas de aços 0 a 2,11 % de C Ligas de Ferros Fundidos acima de 2,11% a 6,7% de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA E CIÊNCIA DE MATERIAIS ALESSANDRA SOUZA MARTINS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA E CIÊNCIA DE MATERIAIS ALESSANDRA SOUZA MARTINS UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA E CIÊNCIA DE MATERIAIS ALESSANDRA SOUZA MARTINS ESTUDO COMPARATIVO DA RESISTÊNCIA À CORROSÃO DOS AÇOS INOXIDÁVEIS

Leia mais

Apresentação ArcelorMittal Inox Brasil

Apresentação ArcelorMittal Inox Brasil Apresentação ArcelorMittal Inox Brasil Outubro 2010 ArcelorMittal Inox Brasil ArcelorMittal Inox Brasil Única produtora integrada de aços inoxidáveis planos e siliciosos da América Latina Líder no mercado

Leia mais

ANÁLISE DA SENSITIZAÇÃO DE JUNTAS SOLDADAS EM AÇO INOXIDÁVEL AISI 409 PARA USO EM SISTEMA DE EXAUSTÃO VEICULAR

ANÁLISE DA SENSITIZAÇÃO DE JUNTAS SOLDADAS EM AÇO INOXIDÁVEL AISI 409 PARA USO EM SISTEMA DE EXAUSTÃO VEICULAR ANÁLISE DA SENSITIZAÇÃO DE JUNTAS SOLDADAS EM AÇO INOXIDÁVEL AISI 409 PARA USO EM SISTEMA DE EXAUSTÃO VEICULAR Giovanna Agarelli 1 ; Susana Marraccini Giampietri Lebrão 2 1 Aluno de Iniciação Científica

Leia mais

CAMPUS REGIONAL DE RESENDE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ÊNFASE EM PRODUÇÃO MECÂNICA

CAMPUS REGIONAL DE RESENDE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ÊNFASE EM PRODUÇÃO MECÂNICA UERJ CAMPUS REGIONAL DE RESENDE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ÊNFASE EM PRODUÇÃO MECÂNICA CAPÍTULO 8: AÇOS PARA CONSTRUÇÃO MECÂNICA DEPARTAMENTO DE MECÂNICA MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO MECÂNICA IV PROF. ALEXANDRE

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO PROCESSO MIG BRAZING

BOLETIM TÉCNICO PROCESSO MIG BRAZING O PROCESSO Consiste na união de aços comuns, galvanizados e aluminizados, utilizando um processo de aquecimento à arco elétrico (MIG), adicionando um metal de adição a base de cobre, não ocorrendo a fusão

Leia mais

Aços Inoxidáveis Materiais com custo-benefício favorável para a Indústria de Etanol

Aços Inoxidáveis Materiais com custo-benefício favorável para a Indústria de Etanol Materiais com custo-benefício favorável para a Indústria de Etanol Aços Inoxidáveis Materiais com custo-benefício favorável para a Indústria de Etanol Kristina Osterman Consultora do Nickel Institute 1

Leia mais

Constituintes estruturais de equilíbrio dos aços

Constituintes estruturais de equilíbrio dos aços Constituintes estruturais de equilíbrio dos aços Austenita: É uma solução sólida de carbono em ferro gama. Somente é estável as temperaturas superiores a 723 ºC, desdobrando-se por reação eutetóide, a

Leia mais

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Módulo IV Aula 04 Isolamento térmico AQUECIMENTO DE TUBULAÇÕES Motivos Manter em condições de escoamento líquidos de alta viscosidade ou materiais que sejam sólidos

Leia mais

Disciplina: Materiais para produção industrial Prof.: Sidney Melo

Disciplina: Materiais para produção industrial Prof.: Sidney Melo Disciplina: Materiais para produção industrial Prof.: Sidney Melo 1 Introdução Aço é uma liga metálica formada essencialmente por ferro e carbono, com percentagens deste último variáveis entre 0,008 e

Leia mais

ESTUDO DA CORROSÃO NA ZAC DO AÇO INOXIDÁVEL AUSTENÍTICO AISI 316L CAUSADA POR PETRÓLEO PESADO DA BACIA DE CAMPOS

ESTUDO DA CORROSÃO NA ZAC DO AÇO INOXIDÁVEL AUSTENÍTICO AISI 316L CAUSADA POR PETRÓLEO PESADO DA BACIA DE CAMPOS ESTUDO DA CORROSÃO NA ZAC DO AÇO INOXIDÁVEL AUSTENÍTICO AISI 316L CAUSADA POR PETRÓLEO PESADO DA BACIA DE CAMPOS Cleiton Carvalho Silva 1, José Mathias de Brito Ramos Júnior 1, João Paulo Sampaio Eufrásio

Leia mais

CONCEITOS. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho

CONCEITOS. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho CONCEITOS Materiais e Processos de Produção ESTRUTURA DA MATÉRIA ÁTOMOS PRÓTONS NÊUTRONS ELÉTRONS MOLÉCULAS ESTADOS DA MATÉRIA TIPO DE LIGAÇÃO ESTRUTURA (ARRANJO) IÔNICA COVALENTE METÁLICA CRISTALINO AMORFO

Leia mais

Alumínio e suas ligas

Alumínio e suas ligas Curso de MIQ - Profa. Simone P. Taguchi Borges DEMAR/EEL/USP Metais e ligas não ferrosas 1 Alumínio e suas ligas Densidade do Al (baixa): 2,70 g/cm 3 Condutividade elétrica e térmica elevadas Não magnético

Leia mais

Formas de corrosão 1

Formas de corrosão 1 Formas de corrosão 1 Os processos de corrosão são considerados reações químicas heterogêneas ou reações na superfície de separação entre o metal e o meio corrosivo. O processo de corrosão é uma reação

Leia mais

Mancha, Descoloração e Corrosão de Instrumentais Cirúrgicos

Mancha, Descoloração e Corrosão de Instrumentais Cirúrgicos Mancha, Descoloração e Corrosão de Instrumentais Cirúrgicos Por dentro da Central de Esterilização Mancha, Descoloração e Corrosão de Instrumentais Cirúrgicos Tradução livre:rosana Sampaio Manchas, descoloração

Leia mais

Prof André Montillo www.montillo.com.br

Prof André Montillo www.montillo.com.br Prof André Montillo www.montillo.com.br Definição: É a deterioração de um material, geralmente metálico, por ação eletroquímica ou química do meio ambiente, associada ou não a esforços mecânicos. Isto

Leia mais

Laboratório de Eletroquímica e Eletroanalítica (634 A) Instituto de Química UFRJ. Profa. Eliane D Elia

Laboratório de Eletroquímica e Eletroanalítica (634 A) Instituto de Química UFRJ. Profa. Eliane D Elia Laboratório de Eletroquímica e Eletroanalítica (634 A) Departamento de Química Inorgânica Instituto de Química UFRJ Profa. Eliane D Elia Linhas de Pesquisa: Corrosão Dissolução metálica Inibidores de Corrosão

Leia mais

COLETÂNEA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS AÇO INOXIDÁVEL. Resistência à corrosão dos aços inoxidáveis

COLETÂNEA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS AÇO INOXIDÁVEL. Resistência à corrosão dos aços inoxidáveis COLETÂNEA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS AÇO INOXIDÁVEL Resistência à corrosão dos aços inoxidáveis Formas localizadas de corrosão Os aços carbono sofrem de corrosão generalizada, onde grandes áreas da superfície

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO AÇO INOXIDÁVEL DUPLEX UNS S31803 PELA TÉCNICA NÃO DESTRUTIVA DE CORRENTES PARASITAS PULSADAS

CARACTERIZAÇÃO DO AÇO INOXIDÁVEL DUPLEX UNS S31803 PELA TÉCNICA NÃO DESTRUTIVA DE CORRENTES PARASITAS PULSADAS CARACTERIZAÇÃO DO AÇO INOXIDÁVEL DUPLEX UNS S31803 PELA TÉCNICA NÃO DESTRUTIVA DE CORRENTES PARASITAS PULSADAS Jessica Pisano Loureiro Projeto de Graduação apresentado ao Curso de Engenharia Metalúrgica

Leia mais

Inox na Construção Civil e Design. Renata Massetti

Inox na Construção Civil e Design. Renata Massetti Projeto Fernanda Marques - Estante produzida com Aço Inox Aperam 304, apresenta projeto inovador e desenho futurista, com funcionalidade para acomodar livros e vinhos. Renata Massetti Inox na Construção

Leia mais

Tratamento térmico. A.S.D Oliveira

Tratamento térmico. A.S.D Oliveira Tratamento térmico Porque fazer Tratamentos Térmicos? Modificação de propriedades sem alterar composição química, pela modificação da microestrutura Sites de interesse: www.infomet.com.br www.cimm.com.br

Leia mais

DA INFLUÊNCIA DA RUGOSIDADE NO DESENVOLVIMENTO DE RESVESTIMENTOS CERÂMICOS ANTICORROSIVOS EM SUBSTRATOS METÁLICOS DE AÇO AISI 316L

DA INFLUÊNCIA DA RUGOSIDADE NO DESENVOLVIMENTO DE RESVESTIMENTOS CERÂMICOS ANTICORROSIVOS EM SUBSTRATOS METÁLICOS DE AÇO AISI 316L ÓXIDOS NANOESTRUTURADOS DE TiO 2 /Al 2 O 3 : ESTUDO DA INFLUÊNCIA DA RUGOSIDADE NO DESENVOLVIMENTO DE RESVESTIMENTOS CERÂMICOS ANTICORROSIVOS EM SUBSTRATOS METÁLICOS DE AÇO AISI 316L Andreza Menezes Lima

Leia mais

Materiais de construção de máquinas

Materiais de construção de máquinas Universidade Estadual do Norte Fluminense Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias Laboratório de Engenharia Agrícola EAG 03204 Mecânica Aplicada * Materiais de construção de máquinas 1. Introdução

Leia mais

TRATAMENTOS TÉRMICOS DOS AÇOS

TRATAMENTOS TÉRMICOS DOS AÇOS Tratamentos térmicos dos aços 1 TRATAMENTOS TÉRMICOS DOS AÇOS Os tratamentos térmicos empregados em metais ou ligas metálicas, são definidos como qualquer conjunto de operações de aquecimento e resfriamento,

Leia mais

Cozinhas Profissionais. e Execução de. Projetos. Manutenção e Limpeza

Cozinhas Profissionais. e Execução de. Projetos. Manutenção e Limpeza Manutenção e Limpeza Cozinhas Profissionais e Execução de Projetos Manutenção e Limpeza do Aço inox Bonito e resistente, o aço inox é um material de fácil conservação. Através da limpeza adequada e rotineira

Leia mais

Aço é uma liga metálica composta principalmente de ferro e de pequenas quantidades de carbono (em torno de 0,002% até 2%).

Aço é uma liga metálica composta principalmente de ferro e de pequenas quantidades de carbono (em torno de 0,002% até 2%). ESTRUTURAS DE CONCRETO CAPÍTULO 3 Libânio M. Pinheiro, Cassiane D. Muzardo, Sandro P. Santos. 31 de março, 2003. AÇOS PARA ARMADURAS 3.1 DEFINIÇÃO E IMPORTÂNCIA Aço é uma liga metálica composta principalmente

Leia mais

Concurso Público para Cargos Técnico-Administrativos em Educação UNIFEI 13/06/2010

Concurso Público para Cargos Técnico-Administrativos em Educação UNIFEI 13/06/2010 Questão 21 Conhecimentos Específicos - Técnico em Mecânica A respeito das bombas centrífugas é correto afirmar: A. A vazão é praticamente constante, independentemente da pressão de recalque. B. Quanto

Leia mais

pro-part Ficha técnica Aplicações recomendadas Materiais Suportes

pro-part Ficha técnica Aplicações recomendadas Materiais Suportes Ficha técnica pro-part Perfil decorativo para revestimentos cerâmicos; alternativa à tradicional faixa cerâmica decorativa. Adequados para o remate de esquinas e transições entre ladrilhos cerâmicos. pro-part

Leia mais

Desembaraço. Informações da indústria como você nunca viu

Desembaraço. Informações da indústria como você nunca viu Desembaraço Informações da indústria como você nunca viu Introdução O caminho para uma boa gestão passa pela necessidade de se conhecer a área em que atua. Com o volume de informações no qual somos expostos

Leia mais

Soldabilidade de Algumas Ligas Metálicas

Soldabilidade de Algumas Ligas Metálicas UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Departamento de Engenharia Metalúrgica e de Materiais Soldabilidade de Algumas Ligas Metálicas Prof. Paulo J. Modenesi Janeiro de 2011 Soldabilidade de Algumas Ligas

Leia mais

Materiais para Ferramenta de Corte. Prof. João Paulo Barbosa, M.Sc.

Materiais para Ferramenta de Corte. Prof. João Paulo Barbosa, M.Sc. Materiais para Ferramenta de Corte Prof. João Paulo Barbosa, M.Sc. Materiais para ferramentas de cortes Nas operações mais comuns, utiliza como ferramenta um material mais duro que o da peça. Por outro

Leia mais

24/10/2015. Materias de Construção. Metais. José Carlos G. Mocito email:jmocito@ipcb.pt. Metais. Os átomos se encontram coesos pela ligação metálica.

24/10/2015. Materias de Construção. Metais. José Carlos G. Mocito email:jmocito@ipcb.pt. Metais. Os átomos se encontram coesos pela ligação metálica. Materiais de Construção Metais José Carlos G. Mocito email:jmocito@ipcb.pt 1 Metais Os átomos se encontram coesos pela ligação metálica. 2 1 Propriedades Mecânicas Resistência à rotura Deformabilidade

Leia mais

SOLDAGEM POR ARCO SUBMERSO

SOLDAGEM POR ARCO SUBMERSO SOLDAGEM POR ARCO SUBMERSO Juntas com excelentes propriedades mecânicometalúrgicas Altas taxas de deposição Esquema básico do processo 1 Vantagens do processo Pode-se usar chanfros com menor área de metal

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO Portaria n.º 33,de 22 de janeiro de 2004. O PRESIDENTE

Leia mais

METALURGIA DO PÓ METALURGIA DO PÓ

METALURGIA DO PÓ METALURGIA DO PÓ METALURGIA DO PÓ Prof. M.Sc.: Anael Krelling 1 O MERCADO DA METALURGIA DO PÓ Ligas de Ferro com grande precisão e elevada qualidade estrutural Materiais de difícil processamento, com alta densidade e microestrutura

Leia mais

Soldagem de manutenção II

Soldagem de manutenção II A UU L AL A Soldagem de manutenção II A recuperação de falhas por soldagem inclui o conhecimento dos materiais a serem recuperados e o conhecimento dos materiais e equipamentos de soldagem, bem como o

Leia mais

PROTEÇÃO CONTRA A CORROSÃO

PROTEÇÃO CONTRA A CORROSÃO PROTEÇÃO CONTRA A CORROSÃO Aços resistentes à corrosão atmosférica Pág 2 Galvanoplastia Pág 6 Pinturas Pág 11 Há uma tendência natural do ferro constituinte do aço retornar ao seu estado primitivo de minério,

Leia mais

REVESTIMENTO DE GRANITO COM INSERTS METÁLICOS

REVESTIMENTO DE GRANITO COM INSERTS METÁLICOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE MATERIAIS E CONSTRUÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL REVESTIMENTO DE GRANITO COM INSERTS METÁLICOS MÔNICA DANTAS

Leia mais

ANEXO A MATERIAIS ENGENHARIA DE VÁLVULAS E EQUIP. LTDA

ANEXO A MATERIAIS ENGENHARIA DE VÁLVULAS E EQUIP. LTDA MATERIAIS ANEXO A Pág. - Tabela 1: Limites de temperatura de uso para os materiais... A1 - Tabela 2: Ratings e pressões de teste para válvulas: Materiais do Grupo 1.1... A3 - Tabela 3: Ratings e pressões

Leia mais

Já sabemos que o tratamento de superfície tem, principalmente, a finalidade de proteger peças ou materiais da corrosão e de outros tipos de desgaste.

Já sabemos que o tratamento de superfície tem, principalmente, a finalidade de proteger peças ou materiais da corrosão e de outros tipos de desgaste. Recobrimento metálico Um problema Já sabemos que o tratamento de superfície tem, principalmente, a finalidade de proteger peças ou materiais da corrosão e de outros tipos de desgaste. Essa proteção pode

Leia mais

AVALIAÇÃO DA TENACIDADE AO IMPACTO DO AÇO INOXIDÁVEL AISI 304 EM JUNTAS SOLDADAS

AVALIAÇÃO DA TENACIDADE AO IMPACTO DO AÇO INOXIDÁVEL AISI 304 EM JUNTAS SOLDADAS AVALIAÇÃO DA TENACIDADE AO IMPACTO DO AÇO INOXIDÁVEL AISI 304 EM JUNTAS SOLDADAS Marcos Alexandre Fernandes Mestrando da Universidade São Francisco/PPG-ECM eng_marcosfernandes@yahoo.com.br Maurício de

Leia mais

Apostila de Metalurgia da Soldagem

Apostila de Metalurgia da Soldagem Apostila de Metalurgia da Soldagem METAIS E LIGAS METÁLICAS... 3 PROPRIEDADES E ENSAIOS DOS METAIS... 18 PRINCÍPIOS DOS CONSUMÍVEIS DE SOLDAGEM... 36 PROPRIEDADES DO METAL DE SOLDA... 38 DEFEITOS DO METAL

Leia mais

ENSAIO DE DUREZA EM-641

ENSAIO DE DUREZA EM-641 ENSAIO DE DUREZA DEFINIÇÃO: Dureza é a resistência à deformação permanente Aplicação de uma carga na superfície da peça com um penetrador padronizado Características da marca de impressão (área ou profundidade)

Leia mais

Ed. Fev./2007. www.acesita.com.br

Ed. Fev./2007. www.acesita.com.br Ed. Fev./2007 ESCRITÓRIO COMERCIAL Av. Brigadeiro Faria Lima, 1.355, 20º andar CEP 01452-919 - São Paulo, SP, Brasil Tel. Geral (11) 3818 1700 Tel. Construção Civil (11) 3818 1960 / 3818 1822 Fax (11)

Leia mais

Desenvolvimento e inovação Green and Smart Structural Materials

Desenvolvimento e inovação Green and Smart Structural Materials Desenvolvimento e inovação Green and Smart Structural Materials António Santos Silva, LNEC Elsa V. Pereira, LNEC, Ramon Novoa, Uni. Vigo A6.1 Betões com incorporação de sub-produtos e agregados reciclados

Leia mais

Começando pelo começo

Começando pelo começo Começando pelo começo Introdução Esta é a primeira aula do seu curso sobre materiais para a indústria mecânica. E sabe por onde vamos começar? Pelo começo, naturalmente! E onde está esse começo? Está no

Leia mais

MECANISMOS BÁSICOS DE CORROSÃO

MECANISMOS BÁSICOS DE CORROSÃO Centro Universitário de Brasília Disciplina: Química Tecnológica Geral Professor: Edil Reis MECANISMOS BÁSICOS DE CORROSÃO No estudo dos processos corrosivos devem ser sempre consideradas as variáveis

Leia mais

Apostila de Eletrodos Inoxidáveis

Apostila de Eletrodos Inoxidáveis Apostila de Eletrodos Inoxidáveis ELETRODOS INOXIDÁVEIS... 3 ÁLULO DE FERRITA O DIAGRAMA DE DE LONG... 5 ARMAZENAGEM DE ELETRODOS INOXIDÁVEIS EM EMBALAGENS ABERTAS... 7 SOLDAGEM DE AÇOS INOXIDÁVEIS OM

Leia mais