CAMINHO DA VIDA. Rito do Casamento. Breviário do LOC, págs Uma igreja comprometida com a Palavra de Deus. Anglican Church of the Americas

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CAMINHO DA VIDA. Rito do Casamento. Breviário do LOC, págs. 221-227. Uma igreja comprometida com a Palavra de Deus. Anglican Church of the Americas"

Transcrição

1 CAMINHO DA VIDA Anglican Church of the Americas Uma igreja comprometida com a Palavra de Deus Rito do Casamento Breviário do LOC, págs

2 Casamento Nesta Igreja, o casamento é celebrado exclusivamente entre um homem e uma mulher, num ato público e solene, com pelo menos duas testemunhas e de acordo com a legislação em vigor no país. O presidente da celebração é um bispo ou presbítero. Não havendo bispo ou presbítero disponível, um diácono celebra o casamento, sem impor as mãos sobre o casal no momento da Bênção que segue às orações. Introdução Oficiante: Caríssimos irmãos e irmãs, estamos reunidos na presença de Deus para abençoar e ser testemunhas da união entre este homem e esta mulher em santo matrimônio. O desejo de Deus é que o homem não viva só, não caminhe sozinho. No casamento, homem e mulher se unem para juntos iniciar uma nova jornada. Hoje, N. e N. começam esta nova etapa de vida. E nós oramos por eles, desejando que, fortificados e orientados por Deus, possam cumprir os propósitos divinos daqui em diante. O próprio Filho de Deus santificou o casamento, comparecendo às bodas de Caná da Galileia e realizando ali seu primeiro milagre. Hoje, pelo seu Espírito Santo, ele se faz

3 presente nesta celebração para abençoá-la e santificá-la. Portanto, o casamento não deve ser realizado de maneira irrefletida ou superficial, mas com toda a reverência e de acordo com os propósitos de Deus. As Sagradas Escrituras nos ensinam que desde a criação, o casamento é um dom de Deus, um santo mistério, através do qual homem e mulher se tornam uma só carne. Meditemos na Palavra do Senhor. Liturgia da Palavra Oficiante: O Senhor esteja com vocês. Povo: Ele está no meio de nós Oficiante: Oremos. Ó Deus todo-poderoso, que nos criaste homem e mulher, à tua imagem e semelhança, derrama a tua graça sobre este casal que aqui está pedindo a tua bênção. Ajuda N. e N. a honrar e guardar o compromisso que assumirão um com o outro. Que a tua Palavra fale ao coração deles e ao nosso, hoje e sempre; por Cristo, nosso Senhor. Amém. Leitura bíblica e comentários

4 Lê-se um ou mais dos textos indicados à pág. 227, ou outro das Sagradas Escrituras, à discrição do oficiante Após os comentários, pode-se dizer o Credo Apostólico Creio em Deus Pai todo-poderoso, Criador do céu e da terra; E em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, o qual foi concebido por obra do Espírito Santo, nasceu da virgem Maria, padeceu sob o poder de Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu ao Hades, ressuscitou ao terceiro dia, subiu ao céu e está sentado à direita de Deus Pai todopoderoso, de onde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na santa igreja católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição do corpo, na vida eterna. Amém. Os votos Oficiante: Antes de pedirmos as bênçãos de Deus sobre o casal, quero saber se há entre nós alguém que saiba de qualquer coisa que possa impedir este casamento. Que fale agora ou, então, cale-se para sempre. Não havendo impedimento, o oficiante continua:

5 Em vista do silêncio de aprovação, N. e N., considerando a seriedade do ato que estão praticando, estão dispostos a assumir todas as obrigações dele decorrentes? Respondam, dizendo: Sim, com a ajuda de Deus. O oficiante diz ao noivo: N. você quer receber N. por sua esposa e viver com ela segundo o mandamento de Deus no santo estado do matrimônio? Quer consagrar-lhe amor e honra? Quer consolá-la e conservá-la na saúde ou na doença, na riqueza ou na pobreza, na alegria ou na tristeza; e renunciando a todas as outras, permanecer fiel a ela, até que a morte os separe? Então diga: Sim, quero. O oficiante diz à noiva: N. você quer receber N. por seu esposo e viver com ele segundo o mandamento de Deus no santo estado do matrimônio? Quer consagrar-lhe amor e honra? Quer consolá-lo e conservá-lo na saúde ou na doença, na riqueza ou na pobreza, na alegria ou na tristeza; e renunciando a todos os outros, permanecer fiel a ele, até que a morte os separe? Então diga: Sim, quero.

6 O oficiante dirige-se à congregação: E vocês, testemunhas destes votos, farão tudo o que estiver ao seu alcance para apoiar estas duas pessoas em seu casamento? Então digam: Sim, faremos. Alianças [Oficiante: Abençoa, ó Senhor, estas alianças, para que N. e N. cumpram em seu casamento o compromisso perpétuo que elas simbolizam e que o amor entre eles seja puro como o ouro que as compõe. Que eles permaneçam na tua paz e na tua graça, até o fim de suas vidas. Por Jesus Cristo, nosso Senhor. Amém.] O oficiante diz ao noivo: N. coloque esta aliança no dedo anular de N. e repita comigo estas palavras: N. com esta aliança como símbolo, prometo cumprir todos os votos aqui assumidos. Para isto, empenho a minha honra. O oficiante diz à noiva: N. coloque esta aliança no dedo anular de N. e repita comigo estas palavras: N. com esta aliança como

7 símbolo, prometo cumprir todos os votos aqui assumidos. Para isto, empenho a minha honra. Assina-se o livro de casamentos Oficiante: A Palavra de Deus recomenda a obediência às autoridades civis. Este casamento está sendo celebrado nos termos da lei brasileira, tendo plena validade civil, conforme Certidão expedida pelo Cartório N. Convido agora os nubentes e as testemunhas para assinar o livro de casamentos. Orações Oficiante: Oremos, como o Senhor Jesus nos ensinou: Todos: Pai nosso que estás nos céus! Santificado seja o teu nome. Venha o teu reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia dá-nos hoje e perdoa as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores. E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal. Pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém. O oficiante lê as petições seguintes, às quais o povo responde com o Amém:

8 Oficiante: Oremos. Deus todo-poderoso e eterno, criador e preservador da vida, autor da nossa salvação e doador de toda graça, contempla com teu favor o mundo que criaste e pelo qual o teu Filho Jesus Cristo deu sua vida. Pedimos especialmente por N. e N., a quem tornas uma só carne no sagrado matrimônio. Amém. Faze que sua vida em comum seja um sinal do amor de Cristo para com este mundo dividido e pecador e que a união vença a divisão, o perdão supere a culpa e a tristeza se transforme em alegria. Amém. Dá-lhes, se for da tua vontade, filhos como fruto do seu amor e sabedoria para criá-los no temor do Senhor. Amém. Permite que todas as pessoas casadas aqui presentes tenham suas vidas fortalecidas e seus compromissos conjugais renovados. Amém. Que todos nós aqui presentes sejamos transformados por tua graça e tenhamos força para te servir e viver para tua honra e glória. Por Jesus Cristo, teu Filho, nosso Senhor, que vive e reina contigo e com o

9 Espírito Santo, um só Deus agora e sempre. Amém. Bênção do casamento Estando o povo em pé, os noivos se ajoelham; o oficiante impõe as mãos sobre eles e lê a seguinte oração (se preferir, pode fazer uma oração espontânea): Ó Deus todo-poderoso, tu criaste o homem e a mulher à tua imagem e semelhança e os uniste para serem uma só carne, ensinando-nos a não separar o que foi unido por ti. Abençoa, nós te pedimos, estes teus filhos, estendendo sobre eles a tua mão protetora. Concede a N. e N. que, no mistério do casamento, comuniquem um ao outro o dom do teu amor, e sendo um para o outro o sinal da tua presença, sejam um só coração e uma só alma. Cobre com tua bênção esta tua filha, N., para que, cumprindo a missão de esposa e mãe, aqueça o lar com sua ternura e o adorne com sua graça. Concede também a tua bênção ao teu filho N., para que cumpra com fidelidade e empenho a missão de esposo e pai.

10 Tudo isto te pedimos em nome e por amor de Jesus Cristo, teu Filho, nosso Senhor e Salvador. Amém. Declaração final Estando os noivos ainda ajoelhados, o oficiante diz: Deus todo-poderoso, Pai, Filho e Espírito Santo, os abençoe e misericordiosamente lhes conceda as riquezas de sua graça, para que possam agradá-lo integralmente; e vivendo juntos em fé e amor possam receber as bênçãos da vida eterna. Amém. Os noivos se levantam e o oficiante declara: N. e N., satisfeitas todas as exigências e diante dos votos aqui assumidos, eu, como ministro do Evangelho e em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, os declaro marido e mulher, casados até que a morte os separe. A paz do Senhor esteja sempre com vocês! E, dirigindo-se à congregação: E com vocês também! Os recém-casados se beijam e saem, seguidos pelas testemunhas em cortejo Leituras: Gn (homem e mulher os criou)

11 Gn 2.4-9,15-24 (uma só carne) Ct ; (nem muitas águas conseguem apagar o amor) 1 Co (o amor) Ef (diante do Pai, do qual recebe o nome toda a família) Ef 5.1-2,21-23 (Cristo amou a Igreja e entregou-se por ela) 1 Jo (amemos uns aos outros, pois o amor procede de Deus) Mt (as bem-aventuranças) Mt (vocês são a luz do mundo) Mt 7.21,24-29 (a casa sobre a rocha) Mc ,13-16 (uma só carne) Jo (amem-se uns aos outros)

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32

33

34

CANTOS DA PRIMEIRA EUCARISTIA

CANTOS DA PRIMEIRA EUCARISTIA CANTOS DA PRIMEIRA EUCARISTIA CANTO DE ENTRADA: E B7 E B7 E B7 E B7 E Jesus meu amigo, estou aqui, estou aqui para celebrar, para agradecer e A B7 partilhar o pão e a Fé. A B G#m C#m A F# B7 Celebrar o

Leia mais

EXÉQUIAS DOS ADULTOS EXÉQUIAS EXÉQUIAS DOS ADULTOS

EXÉQUIAS DOS ADULTOS EXÉQUIAS EXÉQUIAS DOS ADULTOS 357 EXÉQUAS rmãos e irmãs Elevemos a nossa oração a Deus Pai todo-poderoso, que ressuscitou a Jesus Cristo, seu Filho, e imploremos a paz e a salvação dos vivos e dos mortos, dizendo (ou: cantando): Ou:

Leia mais

Deus une-vos. Rito do Matrimónio

Deus une-vos. Rito do Matrimónio Deus une-vos Rito do Matrimónio 59. Estando todos de pé, inclusive os noivos, com as testemunhas junto de si, o sacerdote dirige-se aos noivos dizendo estas palavras ou outras semelhantes: Noivos caríssimos,

Leia mais

OS MANDAMENTOS DE CRISTO

OS MANDAMENTOS DE CRISTO OS MANDAMENTOS DE CRISTO Equipando Discípulos para fazerem discípulos, ensinando-os a obedecer, todas as coisas que Jesus ordenou Uma adaptação de George Patterson 7 Comandos de Cristo (Readaptação de

Leia mais

DOMINGO DA OITAVA DA PÁSCOA (DOMINGO II DA PÁSCOA) Vésperas I Hi n o. Sa l m o d i a: Antífonas, salmos e cântico como no Domingo da Ressurreição.

DOMINGO DA OITAVA DA PÁSCOA (DOMINGO II DA PÁSCOA) Vésperas I Hi n o. Sa l m o d i a: Antífonas, salmos e cântico como no Domingo da Ressurreição. DOMINGO DA OITAVA DA PÁSCOA (DOMINGO II DA PÁSCOA) Vésperas I Le i t u r a b r e v e 1 Pedro 2, 9-10 Vós sois geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo adquirido por Deus, para anunciar os louvores

Leia mais

O Sacramento do Matrimônio - II Seg, 29 de Dezembro de 2008 12:16 - Última atualização Seg, 29 de Dezembro de 2008 12:17

O Sacramento do Matrimônio - II Seg, 29 de Dezembro de 2008 12:16 - Última atualização Seg, 29 de Dezembro de 2008 12:17 O matrimônio - IV Pe. Henrique Soares da Costa Nos artigo passados, sobre o matrimônio, vimos que o casal cristão, no sacramento, recebe a graça do Espírito Santo do Cristo Jesus para viverem sua vida

Leia mais

01. Paz na Terra, Glória a Deus nas Aturas - Glória a Deus nas alturas/ E paz na terra aos homens por Ele amados! (bis)

01. Paz na Terra, Glória a Deus nas Aturas - Glória a Deus nas alturas/ E paz na terra aos homens por Ele amados! (bis) 01. Paz na Terra, Glória a Deus nas Aturas - Comunidade Católica Shalom Glória a Deus nas alturas/ E paz na terra aos homens por Ele amados! (bis) Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai Todo-poderoso Nós

Leia mais

CELEBRAÇÕES NA COMUNIDADE ORIENTAÇÕES PARA AS CELEBRAÇÕES

CELEBRAÇÕES NA COMUNIDADE ORIENTAÇÕES PARA AS CELEBRAÇÕES CELEBRAÇÕES NA COMUNIDADE ORIENTAÇÕES PARA AS CELEBRAÇÕES A catequese deve iniciar o catequizando na vida litúrgica da comunidade. Nesse sentido, é importante que o catequista leve seu grupo de catequese

Leia mais

CELEBRAÇÃO DO SACRAMENTO DO MATRIMÓNIO

CELEBRAÇÃO DO SACRAMENTO DO MATRIMÓNIO CELEBRAÇÃO DO SACRAMENTO DO MATRIMÓNIO RITOS INICIAIS O noivo está no altar 10 minutos antes da hora marcada para o casamento. A noiva chega à hora marcada e é conduzida ao altar pelo pai (ou quem faça

Leia mais

Quando Pecadores Dizem SIM

Quando Pecadores Dizem SIM Quando Pecadores Dizem SIM Objetivos do Curso: 1. Descobrir à luz das Escrituras, como a natureza pecaminosa pode minar, enfraquecer e até destruir o relacionamento conjugal; 2. Entender a indispensabilidade

Leia mais

O homem sai nu do ventre de sua mãe, e como vem, assim vai. De todo o trabalho em que se esforçou nada levará consigo. (Eclesiastes 5.

O homem sai nu do ventre de sua mãe, e como vem, assim vai. De todo o trabalho em que se esforçou nada levará consigo. (Eclesiastes 5. Deus é o Dono do Universo O homem sai nu do ventre de sua mãe, e como vem, assim vai. De todo o trabalho em que se esforçou nada levará consigo. (Eclesiastes 5.15)... nada trouxemos para este mundo e dele

Leia mais

Orações Eucarísticas para as Missas Com Crianças

Orações Eucarísticas para as Missas Com Crianças Orações Eucarísticas para as Missas Com Crianças Textos e melodias ORAÇÃO EUCARÍSTICA I v. O Senhor esteja convosco. R. Ele está no meio de nós. v. Corações ao alto. R. O nosso coração está em Deus. v.

Leia mais

A Arte de fazer Apelos

A Arte de fazer Apelos A Arte de fazer Apelos Não despedirá a congregação sem apresentar-lhe a Jesus Cristo, único refúgio do pecador, fazendo veementes apelos que cheguem ao coração dos ouvintes. E.V. 280 Como levar pessoas

Leia mais

Conhecendo Deus pessoalmente

Conhecendo Deus pessoalmente Conhecendo Deus pessoalmente O que é preciso para se iniciar um relacionamento com Deus? Esperar que um raio caia? Devotar-se a obras de caridades em diferentes religiões? Tornar-se uma pessoa melhor para

Leia mais

MARANATA. O Senhor Jesus Vem! Aleluia e Glória ao Rei. Coletânea Completa CIA Louvores Avulsos CIA

MARANATA. O Senhor Jesus Vem! Aleluia e Glória ao Rei. Coletânea Completa CIA Louvores Avulsos CIA MARANATA O Senhor Jesus Vem! Aleluia e Glória ao Rei Coletânea Completa CIA Louvores Avulsos CIA ÍNDICE

Leia mais

CRUZEIRINHO DO MESTRE IRINEU

CRUZEIRINHO DO MESTRE IRINEU CRUZEIRINHO DO MESTRE IRINEU 1 2 1. Dou Viva a Deus Nas Alturas waltz Dou viva a Deus nas alturas E a Virgem Mãe nosso amor Viva todo Ser Divino E Jesus Cristo Redentor Eu peço a Deus nas alturas Para

Leia mais

MINHA ALMA ENGRANDECE ESPÍRITO ENCHE A MINHA VIDA

MINHA ALMA ENGRANDECE ESPÍRITO ENCHE A MINHA VIDA MINHA ALMA NRANDC D F#m Bm Minh'alma engrandece ao Senhor m A7 Meu espírito se alegra D A7 m Deus meu Salvador. D F#m Bm Pois com poder tem feito grandes coisas m A7 com misericórdia D D7 Demonstrado amor.

Leia mais

Cantos Complementares da Missa

Cantos Complementares da Missa Glória, Glória ao Pai Criador D G D G A Bm G Gló ó ria, Gló ó ria Ao Pai o Criador, F#m Bm Em A D Ao Filho Redentor E ao Espírito Glória D G D G A Bm Ao Pai o Criador do mundo, Ao Filho Redentor dos homens

Leia mais

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO Copyright 2005 - Libreria Editrice Vaticana «Motu Proprio» Introdução PRIMEIRA PARTE - A PROFISSÃO DA FÉ Primeira Secção: «Eu

Leia mais

RITO DE ABERTURA PORTA DA MISERICÓRDIA

RITO DE ABERTURA PORTA DA MISERICÓRDIA RITO DE ABERTURA PORTA DA MISERICÓRDIA RITOS INICIAIS Presidente: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Todos: Amém! Pr.: A misericórdia do Pai, a paz de Jesus Cristo, nosso Senhor, e a comunhão

Leia mais

20008/09 - Aprender a missão com São Paulo Missão 2010 Corresponsabilidade para a Nova Evangelização. 3ª. Reunião. Celebrar o dom

20008/09 - Aprender a missão com São Paulo Missão 2010 Corresponsabilidade para a Nova Evangelização. 3ª. Reunião. Celebrar o dom 3ª. Reunião Celebrar o dom Proposta de guião para a preparação dos casais jubilados 25, 50 e 60 anos em ordem ao Dia Diocesano da Família 7/06/2009 (contributo do P. Amaro Gonçalo, Secretário Diocesano

Leia mais

ENFIM, NÓS! Texto Tanise Pacheco. Adaptação do texto: Edmar Galiza CENA DE ABERTURA. Congelados no palco: Lado direito noivo e pais

ENFIM, NÓS! Texto Tanise Pacheco. Adaptação do texto: Edmar Galiza CENA DE ABERTURA. Congelados no palco: Lado direito noivo e pais ENFIM, NÓS! Texto Tanise Pacheco Adaptação do texto: Edmar Galiza CENA DE ABERTURA Congelados no palco: Lado direito noivo e pais Lado esquerdo noiva, pais e dama de honra No palco: mesa da cerimônia de

Leia mais

Reunidos aqui rezando o terço com amor C7 F C7 Novamente aqui, Em união. F F7 Bb Algo bom vai acontecer algo bom Deus tem pra nós,

Reunidos aqui rezando o terço com amor C7 F C7 Novamente aqui, Em união. F F7 Bb Algo bom vai acontecer algo bom Deus tem pra nós, Reunidos Aqui - Paródia F Bb Reunidos aqui rezando o terço com amor C7 F C7 Novamente aqui, Em união. F F7 Bb Algo bom vai acontecer algo bom Deus tem pra nós, C7 F Reunidos aqui rezando o terço com amor

Leia mais

ASCENSÃO DO SENHOR. «Elevou-Se à vista deles»

ASCENSÃO DO SENHOR. «Elevou-Se à vista deles» ASCENSÃO DO SENHOR LEITURA I Actos 1, 1-11 «Elevou-Se à vista deles» Leitura dos Actos dos Apóstolos No meu primeiro livro, ó Teófilo, narrei todas as coisas que Jesus começou a fazer e a ensinar, desde

Leia mais

19 DE JUNHO DE 2013 Eu e minha casa serviremos ao Senhor. Josué 24.15

19 DE JUNHO DE 2013 Eu e minha casa serviremos ao Senhor. Josué 24.15 19 DE JUNHO DE 2013 Eu e minha casa serviremos ao Senhor. Josué 24.15 Prelúdio LITURGIA DE ENTRADA Acolhida Porém eu, pela riqueza da tua misericórdia, entrarei na tua casa e me prostrarei diante do teu

Leia mais

Leitura dos Actos dos Apóstolos. Actos 1, 1-11

Leitura dos Actos dos Apóstolos. Actos 1, 1-11 Ascensão do Senhor Perdão Senhor Leitura dos Actos dos Apóstolos Actos 1, 1-11 No meu primeiro livro, ó Teófilo, narrei todas as coisas que Jesus começou a fazer e a ensinar, desde o princípio até ao

Leia mais

Já estudamos que, assim como Abrão, podemos temer:

Já estudamos que, assim como Abrão, podemos temer: Temores naturais do nosso tempo que afetam os servos de Deus (Parte 3) Gênesis 15 Pr. Fernando Fernandes PIB em Penápolis, 28/02/2010 Abrão, pai exaltado, servo de Deus fiel e temente ao Senhor, durante

Leia mais

Elos da Unidade que formam uma Família Feliz

Elos da Unidade que formam uma Família Feliz Elos da Unidade que formam uma Família Feliz Vamos abordar uma das grandes feridas da nossa Sociedade atualmente. Salmos 25:4-10 Ó Senhor, ensina-me os teus caminhos! Faze com que eu os conheça bem. Ensina-me

Leia mais

1 OBRIGADO POR FAZER O DOWNLOAD! Temos uma gama gigantesca de material de formação e espiritualidade esperando por você! Nós somos a Comunidade Católica El Shaddai e nossa missão é realizar Obras de Misericórdia

Leia mais

PARA O MATRIMÓNIO. R. Ouvi-nos, Senhor. Ou: Abençoai, Senhor, o vosso povo.

PARA O MATRIMÓNIO. R. Ouvi-nos, Senhor. Ou: Abençoai, Senhor, o vosso povo. MATRMÓNO 321 rmãos e irmãs: Celebrando o especial dom da graça e da caridade, com que Deus Se dignou consagrar o amor dos nossos irmãos N. e N., confiemo-los ao Senhor, dizendo (ou: cantando): Ou: Abençoai,

Leia mais

Papa Francisco Regina Coeli: II Domingo de Páscoa 2015-04-12 Vatican.va

Papa Francisco Regina Coeli: II Domingo de Páscoa 2015-04-12 Vatican.va Papa Francisco Regina Coeli: II Domingo de Páscoa 2015-04-12 Vatican.va PAPA FRANCISCO REGINA COELI Praça São Pedro II Domingo de Páscoa (ou da Divina Misericórdia), 12 de Abril de 2015 [Multimídia] Prezados

Leia mais

CREIO EM DEUS PAI Catequese com adultos Chave de Bronze

CREIO EM DEUS PAI Catequese com adultos Chave de Bronze CREIO EM DEUS PAI 03-12-2011 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze O que são os símbolos da fé? São definições abreviadas da fé, que possibilitam uma confissão comum a todos os crentes. Como surgiram

Leia mais

1. De novo reunidos ( / / ) 1. De novo reunidos ( / / ) Jesus está no meio de Nós! Jesus está no meio de Nós!

1. De novo reunidos ( / / ) 1. De novo reunidos ( / / ) Jesus está no meio de Nós! Jesus está no meio de Nós! 1. De novo reunidos ( / / ) Jesus está no meio de Nós! Onde dois ou três estiverem reunidos em Meu nome, Eu estou no meio deles! Mt 18,20 -O Senhor esteja convosco! - Ele está no meio de Nós! Desenha o

Leia mais

LITURGIA FAMILIAR PRIMEIRO DOMINGO DE ADVENTO. 29 de novembro

LITURGIA FAMILIAR PRIMEIRO DOMINGO DE ADVENTO. 29 de novembro LITURGIA FAMILIAR PRIMEIRO DOMINGO DE ADVENTO 29 de novembro Vivendo o tempo do ADVENTO É urgente atualizar hoje o Advento de Cristo. Estar vigilante é entender os sinais dos tempos. A perspetiva de uma

Leia mais

CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO

CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO Assinatura do Registo A assinatura do Registo será colocada na Liturgia, conforme prática local ou critério do Oficiante. Celebração da Santa Ceia No caso de ser pedida a Celebração

Leia mais

O Grande Milagre A Missa é a maior, a mais completa e a mais poderosa Oração da qual dispõe o católico!

O Grande Milagre A Missa é a maior, a mais completa e a mais poderosa Oração da qual dispõe o católico! A SANTA MISSA EXPLICADA O Grande Milagre A Missa é a maior, a mais completa e a mais poderosa Oração da qual dispõe o católico! A SANTA MISSA Nesta Cerimônia ímpar, Cristo é ao mesmo tempo Vítima e Sacerdote,

Leia mais

Por toda a terra se faz ouvir a sua voz, e as suas palavras, até aos confins do mundo (Sl 19-4a).

Por toda a terra se faz ouvir a sua voz, e as suas palavras, até aos confins do mundo (Sl 19-4a). Por toda a terra se faz ouvir a sua voz, e as suas palavras, até aos confins do mundo (Sl 19-4a). Culto comunitário semanal Noturno Faculdade de Teologia da Igreja Metodista Universidade Metodista de São

Leia mais

ENCONTRO VOCACIONAL PARA CATEQUESE

ENCONTRO VOCACIONAL PARA CATEQUESE ENCONTRO VOCACIONAL PARA CATEQUESE 1. OBJETIVO DO ENCONTRO Este encontro tem por objetivo despertar as crianças para a realidade da VOCAÇÃO como o chamado de Deus e a necessidade da resposta humana. 2.

Leia mais

9.3 O sacramento do Matrimônio Autoria de Luiz Tadeu Dias de Medeiros

9.3 O sacramento do Matrimônio Autoria de Luiz Tadeu Dias de Medeiros 9.3 O sacramento do Matrimônio Autoria de Luiz Tadeu Dias de Medeiros Um dos estados de vida que é santificado por Nosso Senhor Jesus Cristo é o estado matrimonial. Assim como Jesus abençoa um Sacerdote

Leia mais

F e s t a d a V i d a

F e s t a d a V i d a Cântico de entrada (A entrada será feita pelo fundo da igreja a qual estará adornada de Festa. À frente da procissão de entrada vai um catequista com a Cruz grande (a da Caminhada) outro com a Bíblia seguidos

Leia mais

SANTA MISSA DAS ALMAS SANTA MISSA DAS ALMAS SANTA MISSA DAS ALMAS SANTA MISSA DAS ALMAS MESTRE RAIMUNDO IRINEU SERRA 1 MESTRE RAIMUNDO IRINEU SERRA 1

SANTA MISSA DAS ALMAS SANTA MISSA DAS ALMAS SANTA MISSA DAS ALMAS SANTA MISSA DAS ALMAS MESTRE RAIMUNDO IRINEU SERRA 1 MESTRE RAIMUNDO IRINEU SERRA 1 SANTA MISSA DAS ALMAS SANTA MISSA DAS ALMAS MESTRE RAIMUNDO IRINEU SERRA 1 MESTRE RAIMUNDO IRINEU SERRA 1 SANTA MISSA DAS ALMAS SANTA MISSA DAS ALMAS MESTRE RAIMUNDO IRINEU SERRA 1 MESTRE RAIMUNDO IRINEU

Leia mais

ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS. Caminhada do Advento e Natal 2015 DIOCESE DE AVEIRO

ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS. Caminhada do Advento e Natal 2015 DIOCESE DE AVEIRO ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS Caminhada do Advento e Natal 2015 DIOCESE DE AVEIRO INTRODUÇÃO «ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS» ANO DA MISERICÓRDIA PORTA SANTA INTRODUÇÃO «ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS»

Leia mais

A RESPOSTA DO HOMEM A DEUS: EU CREIO. NÓS CREMOS Catequese com adultos Chave de Bronze

A RESPOSTA DO HOMEM A DEUS: EU CREIO. NÓS CREMOS Catequese com adultos Chave de Bronze A RESPOSTA DO HOMEM A DEUS: EU CREIO. NÓS CREMOS. 26-11-2011 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Eu creio Como podemos responder a Deus quando Ele nos aborda? Responder a Deus significa crer n

Leia mais

Introdução Traduções e Referências Bíblicas Lição Conceitos Básicos. Lição Criação. Lição 3...

Introdução Traduções e Referências Bíblicas Lição Conceitos Básicos. Lição Criação. Lição 3... SUMÁRIO Introdução... 7 Traduções e Referências Bíblicas... 8 Lição 1... 10 Conceitos Básicos Lição 2... 12 Criação Lição 3... 14 Queda Lição 4... 16 A Promessa do Senhor Lição 5... 18 A Chegada do Salvador

Leia mais

A ALIANÇA DE DEUS COM ISRAEL Lição 39

A ALIANÇA DE DEUS COM ISRAEL Lição 39 A ALIANÇA DE DEUS COM ISRAEL Lição 39 1 1. Objetivos: Ensinar que Deus fez uma aliança divina com os israelitas porque Ele os amava. Ensinar que Deus nos promete um lar no céu se obedecermos a seus mandamentos.

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM SÁBADO DA 4ª SEMANA DA PÁSCOA - 1) Oração Deus eterno e todo-poderoso, fazei-nos viver sempre mais o

Leia mais

DIOCESE DE BRAGANÇA MIRANDA VISITA PASTORAL DO BISPO ÀS COMUNIDADES DA SUA DIOCESE

DIOCESE DE BRAGANÇA MIRANDA VISITA PASTORAL DO BISPO ÀS COMUNIDADES DA SUA DIOCESE DIOCESE DE BRAGANÇA MIRANDA VISITA PASTORAL DO BISPO ÀS COMUNIDADES DA SUA DIOCESE SUBSÍDIOS PASTORAIS CONFORME DMPB E EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PASTORES GREGIS NATUREZA E FINALIDADE Visita pastoral é a que

Leia mais

CULTO EUCARÍSTICO-FACULDADES EST-07/11/2012. Liturgia de Entrada

CULTO EUCARÍSTICO-FACULDADES EST-07/11/2012. Liturgia de Entrada CULTO EUCARÍSTICO-FACULDADES EST-07/11/2012 Prelúdio Liturgia de Entrada Hino: A cada manhã (grupo musical PPLM) Acolhida L.: Bom dia a todos e a todas, sejam bem vindos e bem vindas. Hoje o nosso culto

Leia mais

NOVENA. Santa Rita de Cássia

NOVENA. Santa Rita de Cássia NOVENA Santa Rita de Cássia 1. CANTO INICIAL 2. ORAÇÃO E MEDITAÇÃO DO DIA (Feita por um leitor) 3. ORAÇÃO À SANTA RITA (Nº 1 LIVRO DE CANTICOS pg 204) (Padre convida todos a rezarem juntos) Excelsa protetora,

Leia mais

- Não tem como ter a graça se ainda estamos debaixo do pecado. Ou você morreu para o pecado; ou ainda não se converteu de fato.

- Não tem como ter a graça se ainda estamos debaixo do pecado. Ou você morreu para o pecado; ou ainda não se converteu de fato. Romanos 6:1-11. Na semana passada falamos sobre a Graça de Deus. Pode parecer algo simples, mas a má compreensão desse tema tem gerado muitos problemas no meio evangélico. Pois alguns entendem a graça

Leia mais

Hora Santa Vocacional Dia de Oração pela Santificação do Clero

Hora Santa Vocacional Dia de Oração pela Santificação do Clero 1 Hora Santa Vocacional Dia de Oração pela Santificação do Clero PERMANECEI NO MEU AMOR Dirigente: Se é verdade que o convite do Senhor a permanecer no seu amor (Gv 15,9) é valido para todos os batizados,

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE RELIGIÃO DO 1º CICLO 1º ANO

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE RELIGIÃO DO 1º CICLO 1º ANO PLANIFICAÇÃO ANUAL DE RELIGIÃO DO 1º CICLO 1º ANO TÓPICOS 1º PERÍODO OBJECTIVOS ORAÇÕES / DOUTRINA CRISTÃ ACTIVIDADES CELEBRAÇÕES AVALIAÇÃO A criação Deus é grande e poderoso Tudo nos fala de Deus Deus

Leia mais

Culto de Natal em Casa 2006

Culto de Natal em Casa 2006 Culto de Natal em Casa 2006 PROGRAMA Este programa é um serviço dos Ministérios do Santuário, da Comunicação e da Família da Igreja Metodista de Vila Isabel. Que todos tenham um feliz e abençoado Natal

Leia mais

ORAÇÃO UNIVERSAL. Os modelos I VII são retirados do Ritual do Matrimónio da Conferência Episcopal Portuguesa. MODELO I

ORAÇÃO UNIVERSAL. Os modelos I VII são retirados do Ritual do Matrimónio da Conferência Episcopal Portuguesa. MODELO I ORAÇÃO UNIVERSAL Os modelos I VII são retirados do Ritual do Matrimónio da Conferência Episcopal Portuguesa. MODELO I Celebrando o especial dom da graça e da caridade, com que Deus Se dignou consagrar

Leia mais

4 O Encontro: A Eucaristia Dominical: expressão maior de espiritualidade

4 O Encontro: A Eucaristia Dominical: expressão maior de espiritualidade Hora da Família 2014 Sumário 05 07 08 10 11 APRESENTAÇÃO INTRODUÇÃO PARAMOTIVAR ORAÇÃOINICIAL ORAÇÃOFINAL Encontros 13 18 23 28 33 38 42 4 1 O Encontro: A espiritualidade cristã na família 2 O Encontro:

Leia mais

ORDENANÇAS DA IGREJA Temas Principais

ORDENANÇAS DA IGREJA Temas Principais ORDENANÇAS DA IGREJA Temas Principais A Ceia como Ordenança Mt 26.26-29; 1Co 11.23-25; Êx 24.9-11; Dt 14.23, 26; Hb 10.1-4; Mt 26.29; Ap 19.9 A ceia do Senhor aponta para uma refeição de comunhão mais

Leia mais

a) Abraão intercedeu pela família do seu sobrinho Ló (Gn 18,22-33); b) Moisés intercedeu a favor do povo de Israel (Êxodo 32,9-14; Dt 9,18);

a) Abraão intercedeu pela família do seu sobrinho Ló (Gn 18,22-33); b) Moisés intercedeu a favor do povo de Israel (Êxodo 32,9-14; Dt 9,18); Algumas pessoas creem que Deus está no controle de tudo. Mas se Deus está no controle de tudo, porque temos fome, miséria, doenças cada vez piores, violências até contra crianças inocentes, estupros, pedofilia,

Leia mais

A Ação do Espírito Santo. no Apostolado da Oração (AO) - Movimento Eucarístico Jovem (MEJ)

A Ação do Espírito Santo. no Apostolado da Oração (AO) - Movimento Eucarístico Jovem (MEJ) A Ação do Espírito Santo no Apostolado da Oração (AO) - Movimento Eucarístico Jovem (MEJ) O Espírito Santo, uma promessa de Jesus Descerá sobre vós o Espírito Santo e vos dará a força e sereis minhas testemunhas

Leia mais

No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. Ele estava com Deus no princípio.

No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. Ele estava com Deus no princípio. o amor se fez carne No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. Ele estava com Deus no princípio. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe

Leia mais

NOITE DE FÉ ORIENTADA PELOS CATEQUISTAS 14 de fevereiro de 2013

NOITE DE FÉ ORIENTADA PELOS CATEQUISTAS 14 de fevereiro de 2013 NOITE DE FÉ ORIENTADA PELOS CATEQUISTAS 14 de fevereiro de 2013 PARA CRESCER NO ENTUSIASMO E NO ARDOR MISSIONÁRIO 1 CONVITE À ORAÇÃO Presidente No Ano da Fé, estamos reunidos em nome do Senhor Jesus. Ele

Leia mais

CONFISSÃO BATISTA DE NEW HAMPSHIRE

CONFISSÃO BATISTA DE NEW HAMPSHIRE CONFISSÃO BATISTA DE NEW HAMPSHIRE DECLARAÇÃO DE FÉ...2 I. DAS ESCRITURAS...2 II. DO VERDADEIRO DEUS...2 III. DA QUEDA DO HOMEM...2 IV. DO CAMINHO DA SALVAÇÃO...2 V. DA JUSTIFICAÇÃO...2 VI. DA LIVRE SALVAÇÃO...3

Leia mais

O quê. você deseja. para a tua vida?

O quê. você deseja. para a tua vida? O quê você deseja para a tua vida? Esta é uma boa pergunta. Muitas vezes andamos sem saber para onde. Desejamos algo... e não sabemos o quê. Mas há alguém que nos ama e deseja o melhor para nós. Sabe quem

Leia mais

Roteiro-base de casamento

Roteiro-base de casamento MARTINHO LUTERO SEMBLANO Anexo 0 Roteiro-base de casamento (não retire esta página do livro. Preencha sobre a cópia desta) Disponível no site 17 ABERTURA 1º. Entrada do noivo 2º. Entrada do pai do noivo

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Quinta-feira da 1ª Semana da Quaresma Dai-nos,

Leia mais

D. José da Cruz Policarpo. Actualidade da Palavra de Deus

D. José da Cruz Policarpo. Actualidade da Palavra de Deus D. José da Cruz Policarpo Actualidade da Palavra de Deus U n i v e r s i da d e C at ó l i c a E d i to r a Lisboa 2009 Sumário I. Descobrir a fecundidade da Palavra, caminhando com Paulo II. Aprofundar

Leia mais

Agora, lábios meus, / dizei e anunciai os grandes louvores / da Virgem, Mãe de Deus.

Agora, lábios meus, / dizei e anunciai os grandes louvores / da Virgem, Mãe de Deus. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo Amém Deus vos salve, Virgem, Filha de Deus Pai! Deus vos salve, Virgem, Mãe de Deus Filho! Deus vos salve, Virgem, Esposa do Divino Espírito Santo! Deus vos

Leia mais

Paróquia São Cristóvão Somos uma família de comunidades. Novena virtual em Louvor a São Miguel Arcanjo

Paróquia São Cristóvão Somos uma família de comunidades. Novena virtual em Louvor a São Miguel Arcanjo Paróquia São Cristóvão Somos uma família de comunidades Novena virtual em Louvor a São Miguel Arcanjo 2 Novena de São Miguel Arcanjo É com grande alegria que a Paróquia São Cristóvão, convida você e toda

Leia mais

Rito do Baptismo. O celebrante interroga, em primeiro lugar, os pais de cada criança:

Rito do Baptismo. O celebrante interroga, em primeiro lugar, os pais de cada criança: Rito do Baptismo DIÁLOGO COM OS PAIS E OS PADRINHOS O celebrante interroga, em primeiro lugar, os pais de cada criança: Que nome dais ao vosso filho? ou: Que nome escolhestes para o vosso filho? Pais:

Leia mais

CELEBRAÇÃO DO CASAMENTO. SUSANA e LUÍS

CELEBRAÇÃO DO CASAMENTO. SUSANA e LUÍS CELEBRAÇÃO DO CASAMENTO SUSANA e LUÍS BAPTIZADOS INÊS E JOÃO 21 DE JUNHO DE 2008 IGREJA S. PEDRO PALMELA Celebrante: Padre José Maria Ritos Iniciais Celebrante: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito

Leia mais

PROGRAMA DE CANTO. Escola de Música Paroquial de Avintes

PROGRAMA DE CANTO. Escola de Música Paroquial de Avintes PROGRAMA DE CANTO Escola de Música Paroquial de Avintes Programas de canto para as missas com crianças animadas pelo coro da Escola de Música Paroquial de Avintes António José Ferreira 1/11/2008 SUGESTÕES

Leia mais

ITINERÁRIO JUBILAR VERSÃO SPC

ITINERÁRIO JUBILAR VERSÃO SPC ITINERÁRIO JUBILAR VERSÃO SPC FICHA TÉCNICA VERSÃO SPC Título Itinerário Jubilar Autor Santuário de Fátima Tradução e adaptação para pictogramas (SPC) Autoria Célia Sousa- CRID/ iact/politécnico de Leiria

Leia mais

"A oração deve acompanhar os passos dos missionários, para que o anúncio da Palavra se torne eficaz, pela graça divina" (RM 78).

A oração deve acompanhar os passos dos missionários, para que o anúncio da Palavra se torne eficaz, pela graça divina (RM 78). Recitar o Rosário nada mais é que contemplar com Maria o rosto de Cristo (Papa João Paulo II). O terço missionário é uma oração simples e popular. Saudamos e louvamos Nossa Senhora, Mãe de Deus e nossa,

Leia mais

A Trindade Santa - V Qua, 06 de Maio de 2009 10:52 - Henrique Soares da Costa

A Trindade Santa - V Qua, 06 de Maio de 2009 10:52 - Henrique Soares da Costa Pe. Henrique Soares da Costa A Igreja vive enraizada na Trindade Nesta série muitas vezes foi dito que a Santíssima Trindade é o mistério central da nossa fé cristã; mistério que foi revelado e experimentado

Leia mais

Festa do Acolhimento. 1º Ano 2008/2009 Missionários Passionistas

Festa do Acolhimento. 1º Ano 2008/2009 Missionários Passionistas Festa do Acolhimento 1º Ano 2008/2009 Missionários Passionistas Introdução à Eucaristia Hoje vamos festejar o acolhimento. Acolher é receber bem, encaminhar, proteger, ajudar. Este ano estamos a acolher

Leia mais

LAUSPERENE 4 de Dezembro de 2011 - Carreço

LAUSPERENE 4 de Dezembro de 2011 - Carreço LAUSPERENE 4 de Dezembro de 2011 - Carreço MEIA HORA PARA TI! Cântico: Deixa Deus entrar Deixa Deus entrar na tua própria casa Deixa-te tocar pela sua graça Dentro em segredo reza-lhe sem medo Senhor,

Leia mais

Celebração do Mês de Maria

Celebração do Mês de Maria Celebração do Mês de Maria Quarta-feira, 8 de maio de 2013 Entidades da Educação Ritos Iniciais Pres. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo Todos Amen. Pres. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo,

Leia mais

FAMÍLIA FAMÍLIA FAMÍLIA FAMÍLIA

FAMÍLIA FAMÍLIA FAMÍLIA FAMÍLIA SOBRE A SÉRIE! 1. A FAMÍLIA enquanto instituição tem sido desacreditada e até mesmo atacada em nosso tempo. 2. É necessário conhecer quais são os perigos que nos cercam quando o quesito é FAMÍLIA. 3. Precisamos

Leia mais

"Não pôde fazer ali nenhum milagre, senão curar uns poucos enfermos, impondo-lhes as mãos." (Marcos 6:5)

Não pôde fazer ali nenhum milagre, senão curar uns poucos enfermos, impondo-lhes as mãos. (Marcos 6:5) 1 "Não pôde fazer ali nenhum milagre, senão curar uns poucos enfermos, impondo-lhes as mãos." (Marcos 6:5) Introdução: Sabemos que a vontade de Deus como nosso Pai é nos abençoar. De fato a palavra diz

Leia mais

CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO SEM MISSA

CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO SEM MISSA CAPÍTULO II CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO SEM MISSA 79. Quando, por necessidade ou conveniência, não se celebra a Missa, será usado o rito que a seguir se descreve, mesmo pelo diácono. 1 RITOS INICIAIS Primeiro

Leia mais

Lição 8 Esperança, intercessão e eleição Texto Bíblico: Romanos 8.18-30

Lição 8 Esperança, intercessão e eleição Texto Bíblico: Romanos 8.18-30 Lição 8 Esperança, intercessão e eleição Texto Bíblico: Romanos 8.18-30 Nesta lição, estudaremos sobre três palavras muito relacionadas à comunhão pessoal de cada crente. Desejamos que todos se fortaleçam

Leia mais

COMO VIVER COM DEUS? O RELACIONAMENTO COM O PAI CELESTIAL EXTRA, EXTRA! EXTRA, EXTRA! COMUNICAÇÃO - Revisão. homem com seu Criador

COMO VIVER COM DEUS? O RELACIONAMENTO COM O PAI CELESTIAL EXTRA, EXTRA! EXTRA, EXTRA! COMUNICAÇÃO - Revisão. homem com seu Criador COMO VIVER COM DEUS? Mitos e Verdades sobre o Relacionamento do Homem com seu Criador Professor: Vlademir Hernandes EXTRA, EXTRA! Parte 1: As Más Notícias Dia 1: O que Deus espera de nós? Dia 2: O que

Leia mais

VIDa PESSOaL Meu relacionamento com Deus VIDa FamILIar O relacionamento de Deus com minha família

VIDa PESSOaL Meu relacionamento com Deus VIDa FamILIar O relacionamento de Deus com minha família Vida pessoal Meu relacionamento com Deus Jesus não desiste de amar você...11 Triunfando sobre a tristeza...19 Como transformar fracassos em vitórias...27 Esperanças renovadas...35 Vida Familiar O relacionamento

Leia mais

A Justificação pela Fé: Privilégio e Responsabilidade ROMANOS 3.21-26

A Justificação pela Fé: Privilégio e Responsabilidade ROMANOS 3.21-26 A Justificação pela Fé: Privilégio e Responsabilidade ROMANOS 3.21-26 Romanos 3:21-26 21 Mas agora, sem lei, se manifestou a justiça de Deus testemunhada pela lei e pelos profetas; 22 justiça de Deus mediante

Leia mais

ASCENSÃO DO SENHOR. «Elevou-Se à vista deles»

ASCENSÃO DO SENHOR. «Elevou-Se à vista deles» 243 ASCENSÃO DO SENHOR LEITURA I Actos 1, 1-11 Leitura dos Actos dos Apóstolos «Elevou-Se à vista deles» No meu primeiro livro, ó Teófilo, narrei todas as coisas que Jesus começou a fazer e a ensinar,

Leia mais

AS CHUVAS DA PRIMAVERA

AS CHUVAS DA PRIMAVERA 1 AS CHUVAS DA PRIMAVERA Zc 10 1 Peça ao SENHOR chuva de primavera, pois é o SENHOR quem faz o trovão, quem envia a chuva aos homens e lhes dá as plantas do campo. INTRODUÇÃO 1. A figura que sucede as

Leia mais

O DEUS DA GRAÇA E DA PAZ 2 Coríntios 1:1,2

O DEUS DA GRAÇA E DA PAZ 2 Coríntios 1:1,2 O DEUS DA GRAÇA E DA PAZ 2 Coríntios 1:1,2 Nós, como uma igreja apostólica, só poderemos desfrutar da graça (recursos inesgotáveis) de Deus e de uma comunhão íntima (harmonia, paz salvadora) com Ele, quando

Leia mais

O Jesus da Bíblia Ele não está mais na cruz 2014 de Jair Alves 1 Edição/ 2014 Todos os direitos reservados por: Jair Alves de Sousa

O Jesus da Bíblia Ele não está mais na cruz 2014 de Jair Alves 1 Edição/ 2014 Todos os direitos reservados por: Jair Alves de Sousa O Jesus da Bíblia Ele não está mais na cruz 2014 de Jair Alves 1 Edição/ 2014 Todos os direitos reservados por: Jair Alves de Sousa Nenhuma parte desta publicação poderá ser utilizada ou reproduzida -

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO PÁSCOA DO SENHOR, NOVA CRIAÇÃO E NOVO ÊXODO DOMINGO DA RESSURREIÇÃO 08 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas) O TÚMULO ESTÁ

Leia mais

SACRAMENTO DA UNÇÃO DOS ENFERMOS Deus Cura Corpo e Alma

SACRAMENTO DA UNÇÃO DOS ENFERMOS Deus Cura Corpo e Alma CEPMTA / ISCAL Londrina 27/11/2012 Capelania Hospitalar / Pastoral da Saúde Assessor: Pe. Audinei Carreira da Silva SACRAMENTO DA UNÇÃO DOS ENFERMOS Deus Cura Corpo e Alma INTRODUÇÃO A Igreja, ao cuidar

Leia mais

De Capa a Capa (Cover 2 Cover) Por Sharon Kay Chatwell, Março 2010

De Capa a Capa (Cover 2 Cover) Por Sharon Kay Chatwell, Março 2010 De Capa a Capa (Cover 2 Cover) Por Sharon Kay Chatwell, Março 2010 RESUMO: SKIT escrita para adolescentes e estudantes de idade universitária. 6 Atores ao mínimo 3 Personagens Principais com várias falas.

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Terça-feira da 7ª Semana da Páscoa Ó Deus de poder

Leia mais

Lição Sete. Servindo a Deus. O Propósito da Vida. nos leva a considerar a razão porque a raça humana foi criada. O propósito da vida humana é

Lição Sete. Servindo a Deus. O Propósito da Vida. nos leva a considerar a razão porque a raça humana foi criada. O propósito da vida humana é Livrinho 2 Pàgina 53 Lição Sete Servindo a Deus O Propósito da Vida A maioria das nossas lições trataram do que Deus quer fazer por nós. Nesta queremos considerar o que nós podemos fazer para Deus. Quando

Leia mais

Festa do Envio e Compromisso

Festa do Envio e Compromisso Festa do Envio e Compromisso. «A Paz esteja convosco, assim como o Pai Me enviou, também Eu vos envio a vós» Procisão de entrada ( Catequizandos 9º e 10º anos, catequistas, acólitos e pároco) Introdução

Leia mais

CERIMONIA DE CASAMENTO DIA 14 DE SETEMBRO DE 2013 CAPELA DE SANTO ANTÔNIO (BATISTA CAMPOS BELÉM PARÁ)

CERIMONIA DE CASAMENTO DIA 14 DE SETEMBRO DE 2013 CAPELA DE SANTO ANTÔNIO (BATISTA CAMPOS BELÉM PARÁ) CERIMONIA E CASAMENTO IA 14 E SETEMBRO E 2013 CAPELA E SANTO ANTÔNIO (BATISTA CAMPOS BELÉM PARÁ) 1. ENTRAA O NOIVO, MÃE, PAIS E PARINHOS: Instrumental A Bela e a Fera C7+ F7+ C7+ F7+ Sentimentos são /

Leia mais

Adoração Eucarística. André Batista. texto ser distribuído pela assembleia). Bendiz, ó minha alma, o SENHOR, e todo o meu ser louve o seu nome santo.

Adoração Eucarística. André Batista. texto ser distribuído pela assembleia). Bendiz, ó minha alma, o SENHOR, e todo o meu ser louve o seu nome santo. Adoração Eucarística Subsídios Pastorais www.fatima.pt/documentacao André Batista BATISTA, André Adoração Eucarística. Em VAZ, Carla Abreu, coord. Envolvidos no amor de Deus pelo mundo: Itinerário Temático

Leia mais

Celebração do Mês de Maria

Celebração do Mês de Maria Celebração do Mês de Maria Sexta-feira, 24 de maio de 2013 Pelas Famílias em dificuldade Ritos Iniciais Pres. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo Pres. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo,

Leia mais

O No encerramento do estudo sobre a escatologia, analisaremos a questão do destino final dos mortos.

O No encerramento do estudo sobre a escatologia, analisaremos a questão do destino final dos mortos. O No encerramento do estudo sobre a escatologia, analisaremos a questão do destino final dos mortos. O A morte física não é senão o início de nossa existência na eternidade. www.portalebd.org.br Slide

Leia mais

Um chamado à oração. Letras. Editora. j. c. RyLE. Tradução Rodrigo Silva

Um chamado à oração. Letras. Editora. j. c. RyLE. Tradução Rodrigo Silva Um chamado à oração Um chamado à oração j. c. RyLE Tradução Rodrigo Silva Editora Letras Título Original: A Call to Prayer por J. C. Ryle Copyright Editora Letras 1ª edição em português: outubro de 2012

Leia mais

Postura do Obreiro nos Cultos

Postura do Obreiro nos Cultos Postura do Obreiro nos Cultos Nossos cultos e reuniões são importantes e solenes, exigindo de nós a mesma postura tanto em um culto de domingo a noite cheio de visitantes quanto em uma madrugada só com

Leia mais

ARTIGOS DE FÉ DA IGREJA DO NAZARENO. I. O Deus Trino

ARTIGOS DE FÉ DA IGREJA DO NAZARENO. I. O Deus Trino ARTIGOS DE FÉ DA IGREJA DO NAZARENO I. O Deus Trino 1. Cremos num só Deus infinito, eternamente existente, Soberano do universo; que somente Ele é Deus, criador e administrador, santo na Sua natureza,

Leia mais