A Trindade Santa - V Qua, 06 de Maio de :52 - Henrique Soares da Costa

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A Trindade Santa - V Qua, 06 de Maio de 2009 10:52 - Henrique Soares da Costa"

Transcrição

1 Pe. Henrique Soares da Costa A Igreja vive enraizada na Trindade Nesta série muitas vezes foi dito que a Santíssima Trindade é o mistério central da nossa fé cristã; mistério que foi revelado e experimentado pela Igreja na Páscoa: o Deus santo de Israel, Javé, a quem Jesus chamava de Pai, ressuscitou o seu Filho Jesus dentre os mortos, derramando sobre ele o seu Espírito Santo, que é Senhor que dá a Vida, Senhor que ressuscita! Foi assim que a Trindade foi revelada: Deus que é Ressuscitante (o Pai), Deus Ressuscitado (o Filho), Deus que é potência de Ressurreição (o Santo Espírito)! Dissemos também nestes tópicos que não é possível ser cristão sem viver profundamente mergulhado no mistério trinitário. Agora veremos como toda a Igreja vive mergulhada na Trindade, vive da vida da Trindade Santa: ela nasceu da Páscoa, nasceu da Trindade e vive na vida trinitária! Para manifestar o quanto a Igreja depende da Trindade dizemos que ela é Povo de Deus (Pai), Corpo de Cristo e Templo do Espírito. Note-se bem mais uma vez: ela tem tudo a ver com a Trindade Santa, está enraizada na vida da Trindade. Vejamos isto por partes: 1 / 14

2 A Igreja é Povo de Deus. No Antigo Testamento este título é dado ao povo de Israel: ele não pertence a si mesmo, mas é propriedade particular de Javé, aquele Deus a quem Jesus mais tarde chamará de Abbá, Papai! Israel pertence somente a Javé, foi escolhido por ele dentre todos os povos para ser o seu povo, um povo santo, separado de todos os outros (cf. Ex 19,5; Dt 7,6; 19,5). Com este povo Deus fez uma aliança: Vós sereis o meu povo e eu serei o vosso Deus! E Deus tratava o seu povo como um pai amoroso trata seu filhinho (cf. Dt 1,31; Os 11,1-3; Ex 4,22): Não é ele o pai que te criou? quem te fez e te formou? (Dt 32,6 ). Pois bem, isto que o povo de Israel era no Antigo Testamento, a Igreja será em plenitude no Novo Testamento: Israel, povo de Deus da antiga aliança era apenas uma preparação para o novo povo de Deus, que é a Igreja: Vós sois uma raça eleita, um sacerdócio real, uma nação santa, o povo de sua particular propriedade... Vós que outrora não éreis povo, mas agora sois povo de Deus, vós que não tínheis alcançado misericórdia, ma agora alcançastes misericórdia (1Pd 2,9s ). Assim, como na antiga aliança Israel era o povo de Javé, Pai de Jesus, a Igreja é este novo povo, povo da nova e eterna aliança, selada no sangue de Cristo. Por isso mesmo, pensando na Igreja, Paulo a chama de Israel de Deus (Pai) (cf. Gl 6,16). Que fique bem claro: a Igreja não é povo de Cristo, não é povo do Espírito Santo: ela é povo de Deus-Pai! 2 / 14

3 A Igreja é Corpo de Cristo. Mas, fica um problema, uma questão a ser resolvida: como a Igreja é povo de Deus, se para pertencer a esse povo era necessário ser descendência de Abraão? São Paulo explica isto direitinho: Jesus é descendência de Abraão, mais ainda: ele é a Descendência verdadeira: As promessas foram asseguradas a Abraão e à sua descendência. Não diz: e aos descendentes, como referindo-se a muitos, mas como a um só: e à tua Descendência, que é Cristo (Gl 3,16). Ora, tendo sido batizados em Cristo, nós fomos feitos membros dele, do seu corpo; participando da Eucaristia somos con-corpóreos e com-sangüíneos com Cristo, somos descendência de Abraão muito mais que os israelitas! O cálice de bênção que benzemos não é ele a comunhão do sangue de Cristo? E o pão que partimos não é ele a comunhão do corpo de Cristo? Porque somos um só pão e um só corpo apesar de muitos, pois todos participamos desse único pão (1Cor 10,16s). Assim, unir-se ao corpo de Cristo significa formar com ele um só corpo. Santo Agostinho, no rastro deste pensamento colocará na boca de Cristo estas palavras: Quando tu comes de mim, não és tu que me transformas em ti, como o alimento se transforma em carne tua, mas és tu que és transformado em mim! Então, batizados em Cristo e comungando do seu corpo e sangue nós somos uma só coisa com ele, membros do seu corpo, e ele é nossa Cabeça, de quem nos vem a vida e a unidade: 3 / 14

4 Ele é a cabeça do corpo da Igreja; ele é o princípio, o primogênito dos mortos, para ter a primazia em todas as coisas. Agora me alegro com os sofrimentos suportados por vós e completo na minha carne o que falta às tribulações de Cristo pelo seu corpo, que é a Igreja (Cl 1,18.24). Portanto, a Igreja é Corpo do Cristo ressuscitado, vive da vida do Ressuscitado e, porque está unida ao Ressuscitado, é Povo de Deus-Pai! A Igreja é Templo do Espírito. A Igreja é Povo de Deus-Pai porque foi enxertada pelo Batismo e a Eucaristia no Corpo do Cristo ressuscitado. Resta-nos ainda uma questão: como se dá este enxerto? Como nos tornamos uma só coisa com Cristo, a ponto de sermos membros seus, vivendo a própria vida dele? Isso é uma realidade, uma coisa concreta, ou somente uma idéia bonita? A resposta é: a Igreja é realmente Corpo de Cristo porque é toda habitada, guiada e transfigurada pelo Espírito do Ressuscitado, o mesmo Espírito Santo que Cristo lhe deu no dia da ressurreição (cf. Jo 20,19ss). A Escritura nos diz muitas vezes que Cristo foi ressuscitado no Espírito Santo; ora, este Espírito, ele o deu à sua Igreja, que é seu corpo! Como o corpo físico do Cristo ressuscitado é todo pleno do Espírito, assim também o seu corpo místico, que é a Igreja! É interessante com o Evangelho de João mostra isso: Respondeu-lhes Jesus: Destruí este templo e em três dias eu o levantarei... Ele, porém falava do templo do seu corpo. Assim, quando ele ressuscitou dos mortos seus discípulos lembraram-se de que dissera isso e creram na Escritura e 4 / 14

5 na palavra dita por Jesus (Jo 2,19.21s). A idéia é profunda: o verdadeiro templo não era aquele de Jerusalém, mas é o corpo de Cristo ressuscitado, que vai ser reconstruído após três dias. Como vai ser reerguido? Pelo Espírito que habitará nele, ressuscitando-o dos mortos, como a Glória (= o Espírito de Javé) habitava no templo do Antigo Testamento! O Corpo do Cristo ressuscitado é o verdadeiro Templo do Espírito. Ora, se a Igreja é o corpo de Cristo, ela é também Templo do Espírito: o Espírito habita nela desde a Páscoa, a orienta, a torna viva da vida de Cristo, sobretudo nos sacramentos (de modo especial no Batismo e na Eucaristia). Basta recordar os Atos dos Apóstolos, como o Espírito dirige a Igreja! Assim, a Igreja é Povo de Deus porque está unida à sua Cabeça Cristo, de quem ela é Corpo. E como é Corpo de Cristo? É Corpo de Cristo porque o Espírito do Ressuscitado a invade e a possui, habitando nela, vivificando-a, como Templo seu! Pois bem, Povo de Deus(Pai), Corpo de Cristo e Templo do Espírito, a Igreja vive enraizada na Trindade, vive dentro dela, vive já agora a vida da Trindade; não vive por si mesma, mas vive da vida divina que procede do Pai através do Filho na constante força do Espírito: ela é Igreja que vem da Trindade e que pertence continuamente à Trindade: não se pertence a si mesma, mas é toda na Trindade e para a Trindade! A Trindade Santa é o horizonte, a atmosfera, a vida da Igreja! 5 / 14

6 No próximo tópico vamos continuar e veremos como a Trindade está enraizada em cada membro da Igreja, em cada cristão individualmente! Até lá! A Igreja vive da Vida da Trindade A fé na Trindade Santa não é uma teoria abstrata, distante e inútil: ela nos toca pessoal e intimamente, ela envolve e dá sentido a toda a vida da Igreja. Vimos que a Igreja está enraizada na Trindade: ela é Povo de Deus Pai, é Corpo de Cristo, o Filho ressuscitado, é Templo do Santo Espírito, o mesmo que impregnou Jesus e nele habita em plenitude desde a Ressurreição. Assim, a Igreja vem da Trindade e nela vive. No presente tópico, vamos aprofundar um pouco este modo trinitário que a Igreja tem de ser e de viver. Como é que a vida divina do Deus uno e trino é dada à Igreja? De vários modos: na pregação da Palavra, na comunidade dos irmãos, nas obras e gestos de amor... mas, 6 / 14

7 sobretudo, nos sacramentos, aqueles sete gestos, sete momentos principais da nossa fé. Você já sabe: sacramento é um sinal da graça que Cristo nos dá, dá à sua Igreja: quando você recebe um sacramento é a Igreja toda que o recebe, pois somos membros uns dos outros, membros do Corpo de Cristo (cf. 1Cor 12,12-27). Este sinal, que é o sacramento, realmente torna a graça presente, atuante em nós e na Igreja; por isso dizemos que o sacramento é um sinal eficaz, efetivo, concreto, real da graça de Deus. Mas, como nos vem esta graça? Quem a dá? De que modo? Como age em nós esta graça? Já vimos que o Autor de toda a graça e de toda vida trinitária é o Pai ele é a Fonte, o Amante: Todo dom precioso e toda dádiva perfeita vêm do Alto e desce do Pai das luzes (Tg 1,17). E, no entanto, o Pai não tem outra graça para nos dar a não ser aquela que nos deu no seu Filho 7 / 14

8 Amado: amando-o, o Pai nos amou e agraciou, de modo que toda graça (desde aquela dada ao primeiro homem!) vem-nos através de Jesus Cristo morto e ressuscitado: Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com toda a sorte de bênçãos espirituais, nos céus, em Cristo... ele nos agraciou no Amado (Ef 1,3.6). Qu e graça é esta que o Pai derramou sobre o homem Jesus ressuscitado e ele, por sua vez, derramou sobre nós da parte do Pai? Esta graça não é uma coisa, um objeto; esta graça é o Santo Espírito: Nele (em Cristo) também vós... fostes selados pelo Espírito da promessa, o Espírito Santo, que é o penhor da nossa herança para a redenção do povo que ele adquiriu (Ef 1,13s); A este Jesus, Deus o ressuscitou. Portanto, exaltado pela direita de Deus, ele recebeu do Pai o Espírito Santo prometido e o derramou (At 2,32). E o que faz este Espírito em nós? Faz uma só coisa: nos cristifica! Já vimos isto nos tópicos anteriores: sendo Espírito dado pelo Cristo ressuscitado, ele nos transfigura em Cristo Jesus, ele nos vai fazendo ter os mesmos 8 / 14

9 sentimentos e atitudes do Filho eterno feito homem, morto e ressuscitado. Assim, cada sacramento é um momento no nosso processo de cristificação, até que, na nossa morte, sejamos totalmente conformados ao Cristo ressuscitado para a glória do Pai! Vimos isso direitinho nos tópicos sobre escatologia! Pois bem: cada sacramento que a Igreja celebra é um encontro com a graça, com a vida que o Pai nos dá pelo Filho no Espírito! Em cada sacramento o Pai, na força do Espírito, vai nos tornando mais semelhante ao Filho Jesus a nós e a toda a Igreja, pois, como já disse, quando recebemos o sacramento é toda a Igreja que o recebe; quando o celebramos é toda a Igreja que o celebra! De modo bem sintético, vejamos isso em cada sacramento: No Batismo somos mergulhados na água que é símbolo do Espírito do Ressuscitado. 9 / 14

10 Antes do Batismo, o celebrante pede ao Pai que derrame o Espírito de Cristo sobre aquela água, de modo que os que nela forem mergulhados, recebendo o Espírito de Cristo, sejam cristificados, tornando-se filhos de Deus Pai no único Filho, Jesus. Assim, no Batismo, somos feitos pelo Espírito, uma só coisa com o Filho Jesus, de modo que podemos chamar de Pai o nosso Deus! O Batismo é, portanto, nossa iniciação, nosso mergulho na vida da Trindade Santa: o Espírito do Filho ressuscitado habitando em nós, faz-nos seu Templo e membros do Corpo de Cristo que é a Igreja, Povo de Deus Pai. Na Confirmação o Espírito, Vida divina que recebemos no Batismo, é-nos dado como Força divina para que testemunhemos o nome de Jesus, o Filho, e trabalhemos na difusão do seu Evangelho para a glória do Pai. Recebendo a crismação na cabeça somos ungidos como Jesus foi ungido (a palavra messias, cristo, significa ungido) pelo Espírito Santo para a missão: somos, agora sacerdotes, profetas e 10 / 14

11 reis, como Jesus, para a glória do Pai : Ele fez de nós um reino e sacerdotes para Deus, seu Pai (Ap 1,6). Na Eucaristia a Igreja, pela imposição das mãos do sacerdote, impõe as mãos sobre o pão e o vinho, suplicando ao Pai, fonte de toda a santidade, que derrame o Santo Espírito sobre os dons; o Espírito de Cristo transforma o pão e o vinho no Corpo e Sangue do Senhor morto e ressuscitado. Comendo deste Pão e bebendo deste Vinho, recebemos o Cristo cheio do Espírito. Este Espírito nos une plenamente a Cristo e nos faz participantes da oferta que Jesus fez ao Pai num Espírito eterno (cf. Hb 9,14): unidos a Cristo no Espírito, com Cristo oferecemos ao Pai a nossa vida! E dando-nos Jesus ressuscitado na Eucaristia, pleno do Espírito, o Pai nos dá a sua Vida plena! Na Penitência, com a imposição das 11 / 14

12 mãos, o sacerdote pede ao Pai que derrame o Espírito do Senhor Jesus para a remissão dos pecados: Deus Pai de misericórdia, que pela morte e ressurreição do seu Filho enviou o Santo Espírito para a remissão dos pecados... te conceda o perdão e a paz! É pela ação do Espírito do Ressuscitado, enviado pelo Pai, que os pecados nos são perdoados e renovamos em nós a graça do Batismo. Na Ordem, pela imposição das mãos do Bispo e a sua oração, a Igreja pede ao Pai que derrame sobre o que foi escolhido, o Espírito do Cristo Cabeça da Igreja; este Espírito configura o que é ordenado a Cristo Cabeça e Esposo de sua Igreja, de modo que aquele que foi ordenado possa agir na pessoa de Cristo Cabeça ( in persona Christi Capitis ). No Matrimônio, logo após o 12 / 14

13 consentimento e a troca das alianças, estando os esposos de joelhos, o sacerdote pede ao Pai que derrame sobre ambos o Espírito do Ressuscitado: que este Espírito configure o amor dos cônjuges num sinal (sacramento) do amor entre Cristo e a Igreja. O mesmo Espírito que transformou o pão e o vinho no Corpo e Sangue do Senhor, transforma o amor dos dois em sacramento do amor entre Cristo e a Igreja! Na Unção dos Enfermos, a Igreja ora por aquele que sofre enfermidade, impondo-lhe as mãos e ungindo-o com óleo, símbolo do Espírito. Por estes dois gestos a Igreja pede ao Pai a força do Espírito de Cristo para o irmão enfermo, para que ele possa completar na sua carne o que faltou à paixão do Senhor (cf. Cl 1,24): fortalecido pelo sacramento, o enfermo dirá: já não sou eu quem sofro, é Cristo quem sofre em mim! 13 / 14

14 Resumindo: em todo e em cada sacramento a Igreja suplica ao Pai que derrame o Espírito do Filho. Este Espírito, porque é do Filho, nos filializa, nos cristifica. Cada vez mais cristificados, somos inseridos na vida filial, podendo clamar com toda a verdade Abbá, Papai! É esta relação de amor que, desenvolvendo-se agora, será plena na Vida eterna! No próximo tópico veremos o quanto não somente a Igreja, mas toda a criação vive na Trindade e caminha, na história, para a glória trinitária, no tempo, para a eternidade... Até lá! 14 / 14

DOMINGO DA OITAVA DA PÁSCOA (DOMINGO II DA PÁSCOA) Vésperas I Hi n o. Sa l m o d i a: Antífonas, salmos e cântico como no Domingo da Ressurreição.

DOMINGO DA OITAVA DA PÁSCOA (DOMINGO II DA PÁSCOA) Vésperas I Hi n o. Sa l m o d i a: Antífonas, salmos e cântico como no Domingo da Ressurreição. DOMINGO DA OITAVA DA PÁSCOA (DOMINGO II DA PÁSCOA) Vésperas I Le i t u r a b r e v e 1 Pedro 2, 9-10 Vós sois geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo adquirido por Deus, para anunciar os louvores

Leia mais

O Sacramento do Matrimônio - II Seg, 29 de Dezembro de 2008 12:16 - Última atualização Seg, 29 de Dezembro de 2008 12:17

O Sacramento do Matrimônio - II Seg, 29 de Dezembro de 2008 12:16 - Última atualização Seg, 29 de Dezembro de 2008 12:17 O matrimônio - IV Pe. Henrique Soares da Costa Nos artigo passados, sobre o matrimônio, vimos que o casal cristão, no sacramento, recebe a graça do Espírito Santo do Cristo Jesus para viverem sua vida

Leia mais

CANTOS DA PRIMEIRA EUCARISTIA

CANTOS DA PRIMEIRA EUCARISTIA CANTOS DA PRIMEIRA EUCARISTIA CANTO DE ENTRADA: E B7 E B7 E B7 E B7 E Jesus meu amigo, estou aqui, estou aqui para celebrar, para agradecer e A B7 partilhar o pão e a Fé. A B G#m C#m A F# B7 Celebrar o

Leia mais

- Não tem como ter a graça se ainda estamos debaixo do pecado. Ou você morreu para o pecado; ou ainda não se converteu de fato.

- Não tem como ter a graça se ainda estamos debaixo do pecado. Ou você morreu para o pecado; ou ainda não se converteu de fato. Romanos 6:1-11. Na semana passada falamos sobre a Graça de Deus. Pode parecer algo simples, mas a má compreensão desse tema tem gerado muitos problemas no meio evangélico. Pois alguns entendem a graça

Leia mais

Leitura dos Actos dos Apóstolos. Actos 1, 1-11

Leitura dos Actos dos Apóstolos. Actos 1, 1-11 Ascensão do Senhor Perdão Senhor Leitura dos Actos dos Apóstolos Actos 1, 1-11 No meu primeiro livro, ó Teófilo, narrei todas as coisas que Jesus começou a fazer e a ensinar, desde o princípio até ao

Leia mais

ASCENSÃO DO SENHOR. «Elevou-Se à vista deles»

ASCENSÃO DO SENHOR. «Elevou-Se à vista deles» ASCENSÃO DO SENHOR LEITURA I Actos 1, 1-11 «Elevou-Se à vista deles» Leitura dos Actos dos Apóstolos No meu primeiro livro, ó Teófilo, narrei todas as coisas que Jesus começou a fazer e a ensinar, desde

Leia mais

O Jesus da Bíblia Ele não está mais na cruz 2014 de Jair Alves 1 Edição/ 2014 Todos os direitos reservados por: Jair Alves de Sousa

O Jesus da Bíblia Ele não está mais na cruz 2014 de Jair Alves 1 Edição/ 2014 Todos os direitos reservados por: Jair Alves de Sousa O Jesus da Bíblia Ele não está mais na cruz 2014 de Jair Alves 1 Edição/ 2014 Todos os direitos reservados por: Jair Alves de Sousa Nenhuma parte desta publicação poderá ser utilizada ou reproduzida -

Leia mais

Já estudamos que, assim como Abrão, podemos temer:

Já estudamos que, assim como Abrão, podemos temer: Temores naturais do nosso tempo que afetam os servos de Deus (Parte 3) Gênesis 15 Pr. Fernando Fernandes PIB em Penápolis, 28/02/2010 Abrão, pai exaltado, servo de Deus fiel e temente ao Senhor, durante

Leia mais

Amigo de Deus (Tg2.23)

Amigo de Deus (Tg2.23) Amigo de Deus (Tg2.23) Introdução: A Bíblia esta recheada de exemplos de verdadeiras amizades, destacamos as mais importantes e tiramos lições para escolhermos nossas amizades. 20 de julho dia do amigo.

Leia mais

A IGREJA E O MISTÉRIO TRINITÁRIO

A IGREJA E O MISTÉRIO TRINITÁRIO A IGREJA E O MISTÉRIO TRINITÁRIO Nesta aula abordaremos a dimensão trinitária da Igreja, pois ela é uma ação de Deus, ou seja, necessariamente trinitária. O projeto da salvação da Igreja implica a participação

Leia mais

1. De novo reunidos ( / / ) 1. De novo reunidos ( / / ) Jesus está no meio de Nós! Jesus está no meio de Nós!

1. De novo reunidos ( / / ) 1. De novo reunidos ( / / ) Jesus está no meio de Nós! Jesus está no meio de Nós! 1. De novo reunidos ( / / ) Jesus está no meio de Nós! Onde dois ou três estiverem reunidos em Meu nome, Eu estou no meio deles! Mt 18,20 -O Senhor esteja convosco! - Ele está no meio de Nós! Desenha o

Leia mais

SACRAMENTO DA UNÇÃO DOS ENFERMOS Deus Cura Corpo e Alma

SACRAMENTO DA UNÇÃO DOS ENFERMOS Deus Cura Corpo e Alma CEPMTA / ISCAL Londrina 27/11/2012 Capelania Hospitalar / Pastoral da Saúde Assessor: Pe. Audinei Carreira da Silva SACRAMENTO DA UNÇÃO DOS ENFERMOS Deus Cura Corpo e Alma INTRODUÇÃO A Igreja, ao cuidar

Leia mais

ORDENANÇAS DA IGREJA Temas Principais

ORDENANÇAS DA IGREJA Temas Principais ORDENANÇAS DA IGREJA Temas Principais A Ceia como Ordenança Mt 26.26-29; 1Co 11.23-25; Êx 24.9-11; Dt 14.23, 26; Hb 10.1-4; Mt 26.29; Ap 19.9 A ceia do Senhor aponta para uma refeição de comunhão mais

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Terça-feira da 7ª Semana da Páscoa Ó Deus de poder

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM SÁBADO DA 4ª SEMANA DA PÁSCOA - 1) Oração Deus eterno e todo-poderoso, fazei-nos viver sempre mais o

Leia mais

A 2 3:18 PNEUMATOLOGIA

A 2 3:18 PNEUMATOLOGIA VASOS DE OURO Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém. 2 Pe. 3:18 PNEUMATOLOGIA A OBRA DO

Leia mais

Orações Eucarísticas para as Missas Com Crianças

Orações Eucarísticas para as Missas Com Crianças Orações Eucarísticas para as Missas Com Crianças Textos e melodias ORAÇÃO EUCARÍSTICA I v. O Senhor esteja convosco. R. Ele está no meio de nós. v. Corações ao alto. R. O nosso coração está em Deus. v.

Leia mais

CELEBRAÇÕES NA COMUNIDADE ORIENTAÇÕES PARA AS CELEBRAÇÕES

CELEBRAÇÕES NA COMUNIDADE ORIENTAÇÕES PARA AS CELEBRAÇÕES CELEBRAÇÕES NA COMUNIDADE ORIENTAÇÕES PARA AS CELEBRAÇÕES A catequese deve iniciar o catequizando na vida litúrgica da comunidade. Nesse sentido, é importante que o catequista leve seu grupo de catequese

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE RELIGIÃO DO 1º CICLO 1º ANO

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE RELIGIÃO DO 1º CICLO 1º ANO PLANIFICAÇÃO ANUAL DE RELIGIÃO DO 1º CICLO 1º ANO TÓPICOS 1º PERÍODO OBJECTIVOS ORAÇÕES / DOUTRINA CRISTÃ ACTIVIDADES CELEBRAÇÕES AVALIAÇÃO A criação Deus é grande e poderoso Tudo nos fala de Deus Deus

Leia mais

OS ESTADOS DE CRISTO A EXALTAÇÃO. vivendopelapalavra.com. Por: Helio Clemente

OS ESTADOS DE CRISTO A EXALTAÇÃO. vivendopelapalavra.com. Por: Helio Clemente OS ESTADOS DE CRISTO A EXALTAÇÃO vivendopelapalavra.com Por: Helio Clemente Os estados de Cristo podem ser considerados como a sua relação com a lei de Deus e a condição de sua pessoa resultante deste

Leia mais

01. O Senhor É Santo 02. Hosana no Alto dos Céus Hosana, hosana/ hosana, hosana/ hosana no alto dos céus. (2x) 03. Santo é o Senhor Deus do Universo

01. O Senhor É Santo 02. Hosana no Alto dos Céus Hosana, hosana/ hosana, hosana/ hosana no alto dos céus. (2x) 03. Santo é o Senhor Deus do Universo 01. O Senhor É Santo O Senhor é Santo, o Senhor é Santo, o Senhor é Santo/ O Senhor é nosso Deus, o Senhor é nosso Pai/ Que Seu reino de Amor se estenda sobre a Terra. O Senhor é Santo,o Senhor é Santo,

Leia mais

01. Paz na Terra, Glória a Deus nas Aturas - Glória a Deus nas alturas/ E paz na terra aos homens por Ele amados! (bis)

01. Paz na Terra, Glória a Deus nas Aturas - Glória a Deus nas alturas/ E paz na terra aos homens por Ele amados! (bis) 01. Paz na Terra, Glória a Deus nas Aturas - Comunidade Católica Shalom Glória a Deus nas alturas/ E paz na terra aos homens por Ele amados! (bis) Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai Todo-poderoso Nós

Leia mais

A Ação do Espírito Santo. no Apostolado da Oração (AO) - Movimento Eucarístico Jovem (MEJ)

A Ação do Espírito Santo. no Apostolado da Oração (AO) - Movimento Eucarístico Jovem (MEJ) A Ação do Espírito Santo no Apostolado da Oração (AO) - Movimento Eucarístico Jovem (MEJ) O Espírito Santo, uma promessa de Jesus Descerá sobre vós o Espírito Santo e vos dará a força e sereis minhas testemunhas

Leia mais

Festa do Acolhimento. 1º Ano 2008/2009 Missionários Passionistas

Festa do Acolhimento. 1º Ano 2008/2009 Missionários Passionistas Festa do Acolhimento 1º Ano 2008/2009 Missionários Passionistas Introdução à Eucaristia Hoje vamos festejar o acolhimento. Acolher é receber bem, encaminhar, proteger, ajudar. Este ano estamos a acolher

Leia mais

O No encerramento do estudo sobre a escatologia, analisaremos a questão do destino final dos mortos.

O No encerramento do estudo sobre a escatologia, analisaremos a questão do destino final dos mortos. O No encerramento do estudo sobre a escatologia, analisaremos a questão do destino final dos mortos. O A morte física não é senão o início de nossa existência na eternidade. www.portalebd.org.br Slide

Leia mais

ASCENSÃO DO SENHOR. «Elevou-Se à vista deles»

ASCENSÃO DO SENHOR. «Elevou-Se à vista deles» 243 ASCENSÃO DO SENHOR LEITURA I Actos 1, 1-11 Leitura dos Actos dos Apóstolos «Elevou-Se à vista deles» No meu primeiro livro, ó Teófilo, narrei todas as coisas que Jesus começou a fazer e a ensinar,

Leia mais

ARTIGOS DE FÉ DA IGREJA DO NAZARENO. I. O Deus Trino

ARTIGOS DE FÉ DA IGREJA DO NAZARENO. I. O Deus Trino ARTIGOS DE FÉ DA IGREJA DO NAZARENO I. O Deus Trino 1. Cremos num só Deus infinito, eternamente existente, Soberano do universo; que somente Ele é Deus, criador e administrador, santo na Sua natureza,

Leia mais

OS MANDAMENTOS DE CRISTO

OS MANDAMENTOS DE CRISTO OS MANDAMENTOS DE CRISTO Equipando Discípulos para fazerem discípulos, ensinando-os a obedecer, todas as coisas que Jesus ordenou Uma adaptação de George Patterson 7 Comandos de Cristo (Readaptação de

Leia mais

Nº 25 B - 6º Domingo da Páscoa-10.5.2015

Nº 25 B - 6º Domingo da Páscoa-10.5.2015 Nº 25 B - 6º Domingo da Páscoa-10.5.2015 Qual é o assunto das leituras de hoje? Isso mesmo: o amor. Jesus no Evangelho, e São João na Epístola, falam-nos do amor: de como Deus gosta tanto de nós que mandou

Leia mais

PERGUNTA 1 - Qual é o fim principal do homem? RESPOSTA - O fim principal do homem é glorificar a Deus, e encontrar prazer nele para sempre.

PERGUNTA 1 - Qual é o fim principal do homem? RESPOSTA - O fim principal do homem é glorificar a Deus, e encontrar prazer nele para sempre. A finalidade do homem e as obras vivendopelapalavra.com Por: Helio Clemente O Breve Catecismo de Westminster, na pergunta número um, diz: PERGUNTA 1 - Qual é o fim principal do homem? RESPOSTA - O fim

Leia mais

No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. Ele estava com Deus no princípio.

No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. Ele estava com Deus no princípio. o amor se fez carne No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. Ele estava com Deus no princípio. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe

Leia mais

Plano Anual Catequético (Infância)

Plano Anual Catequético (Infância) Ano: 1º I Jesus é o nosso grande Amigo; II Jesus revela-nos o Pai, dá a vida por nós e ressuscita; III Nós somos do grupo dos amigos de Jesus A Igreja. Aderir a Jesus Cristo e iniciar-se no conhecimento

Leia mais

MARANATA. O Senhor Jesus Vem! Aleluia e Glória ao Rei. Coletânea Completa CIA Louvores Avulsos CIA

MARANATA. O Senhor Jesus Vem! Aleluia e Glória ao Rei. Coletânea Completa CIA Louvores Avulsos CIA MARANATA O Senhor Jesus Vem! Aleluia e Glória ao Rei Coletânea Completa CIA Louvores Avulsos CIA ÍNDICE

Leia mais

Papa Francisco Regina Coeli: II Domingo de Páscoa 2015-04-12 Vatican.va

Papa Francisco Regina Coeli: II Domingo de Páscoa 2015-04-12 Vatican.va Papa Francisco Regina Coeli: II Domingo de Páscoa 2015-04-12 Vatican.va PAPA FRANCISCO REGINA COELI Praça São Pedro II Domingo de Páscoa (ou da Divina Misericórdia), 12 de Abril de 2015 [Multimídia] Prezados

Leia mais

O quê. você deseja. para a tua vida?

O quê. você deseja. para a tua vida? O quê você deseja para a tua vida? Esta é uma boa pergunta. Muitas vezes andamos sem saber para onde. Desejamos algo... e não sabemos o quê. Mas há alguém que nos ama e deseja o melhor para nós. Sabe quem

Leia mais

Agora, lábios meus, / dizei e anunciai os grandes louvores / da Virgem, Mãe de Deus.

Agora, lábios meus, / dizei e anunciai os grandes louvores / da Virgem, Mãe de Deus. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo Amém Deus vos salve, Virgem, Filha de Deus Pai! Deus vos salve, Virgem, Mãe de Deus Filho! Deus vos salve, Virgem, Esposa do Divino Espírito Santo! Deus vos

Leia mais

Uma saudação carinhosa

Uma saudação carinhosa Meus caros amiguitos e amiguitas! Uma saudação carinhosa Olá! Chamo-me António Marto. Sou o novo Bispo desta diocese de Leiria-Fátima. Sabem o que é ser Bispo? Eu explico-vos através de uma comparação

Leia mais

Conhecendo Deus pessoalmente

Conhecendo Deus pessoalmente Conhecendo Deus pessoalmente O que é preciso para se iniciar um relacionamento com Deus? Esperar que um raio caia? Devotar-se a obras de caridades em diferentes religiões? Tornar-se uma pessoa melhor para

Leia mais

«Pedi ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara» EVANGELHO Mt 9,36-10,8

«Pedi ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara» EVANGELHO Mt 9,36-10,8 Ambiente: Costuma-se chamar ao texto que vai dos v.9,36 a 11,1, o discurso da missão : nele, Jesus envia os discípulos e define a missão desses discípulos anunciar a chegada do Reino. Este discurso da

Leia mais

Jesus Cristo e o Antigo Testamento, a Lei e os Profetas

Jesus Cristo e o Antigo Testamento, a Lei e os Profetas Jesus Cristo e o Antigo Testamento, a Lei e os Profetas 5.17 Não pensem que eu vim para acabar com a Lei de Moisés ou com os ensinamentos dos Profetas. Não vim para acabar com eles, mas para dar o seu

Leia mais

MINHA ALMA ENGRANDECE ESPÍRITO ENCHE A MINHA VIDA

MINHA ALMA ENGRANDECE ESPÍRITO ENCHE A MINHA VIDA MINHA ALMA NRANDC D F#m Bm Minh'alma engrandece ao Senhor m A7 Meu espírito se alegra D A7 m Deus meu Salvador. D F#m Bm Pois com poder tem feito grandes coisas m A7 com misericórdia D D7 Demonstrado amor.

Leia mais

Catequese 2º ano Ensina-nos a rezar (Revisões fim de ano)

Catequese 2º ano Ensina-nos a rezar (Revisões fim de ano) Catequese 2º ano Ensina-nos a rezar (Revisões fim de ano) Na catequese encontramos essencialmente uma Pessoa: Jesus, Filho único do Deus, que sofreu e morreu por nós e que agora, ressuscitado, vive connosco

Leia mais

51. CREIO NA REMISSÃO DOS PECADOS 976-987 INTRODUÇÃO

51. CREIO NA REMISSÃO DOS PECADOS 976-987 INTRODUÇÃO 51. CREIO NA REMISSÃO DOS PECADOS 976-987 INTRODUÇÃO Crer na remissão dos pecados significa crer que a ação redentora e a vitória de Cristo sobre o pecado não são obras somente do passado. A vitória de

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo II Ensinos Diretos de Jesus

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo II Ensinos Diretos de Jesus FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo II Ensinos Diretos de Jesus Esclarecer a respeito da afirmativa de Pedro: Tu és o Cristo,

Leia mais

Depois disto, ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por Nós? Disse eu: eis-me aqui, envia-me a mim (Is 6:8).

Depois disto, ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por Nós? Disse eu: eis-me aqui, envia-me a mim (Is 6:8). Depois disto, ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por Nós? Disse eu: eis-me aqui, envia-me a mim (Is 6:8). 1. Compreender que toda mensagem de Deus envolve reforma interna

Leia mais

INTRODUÇÃO: O verbo hebraico PESSACH quer dizer: Passar além, passar por cima.

INTRODUÇÃO: O verbo hebraico PESSACH quer dizer: Passar além, passar por cima. INTRODUÇÃO: O verbo hebraico PESSACH quer dizer: Passar além, passar por cima. No hebraico, a palavra descreve a passagem do anjo da morte, quando seriam mortos todos os primogênitos do Egito e poupados

Leia mais

Também neste ponto - como naquele referente às imagens - não há fundamento algum numa tal acusação.

Também neste ponto - como naquele referente às imagens - não há fundamento algum numa tal acusação. Pe. Henrique Soares da Costa Desde há muito tempo acusa-se a Igreja católica de desprezar as Sagradas Escrituras e tornar sem eficácia a única mediação de Cristo Jesus com o culto à Virgem Maria e aos

Leia mais

PARA AJUDAR: Semana Santa: Domingo de Ramos: Por que usamos os ramos na Celebração que abre a Semana Santa?

PARA AJUDAR: Semana Santa: Domingo de Ramos: Por que usamos os ramos na Celebração que abre a Semana Santa? PARA AJUDAR: Semana Santa: celebra a Paixão, a Morte e a Ressurreição de Jesus Cristo. A Semana Santa começa com a celebração da entrada de Jesus em Jerusalém no Domingo de Ramos, e termina no Domingo

Leia mais

Avalia os teus conhecimentos do 6º Ano de catequese

Avalia os teus conhecimentos do 6º Ano de catequese Nome: Avalia os teus conhecimentos do 6º Ano de catequese Bloco 1 Jesus, o Filho de Deus que vai ao nosso encontro 1 Completa as seguintes afirmações: a) Aquele que veio trazer ao mundo a salvação de Deus.

Leia mais

Escrito por Hélio Clemente Sex, 30 de Setembro de 2011 06:53 - Última atualização Ter, 29 de Novembro de 2011 06:35

Escrito por Hélio Clemente Sex, 30 de Setembro de 2011 06:53 - Última atualização Ter, 29 de Novembro de 2011 06:35 BREVE CATECISMO DE WESTMINSTER PERGUNTA 6 PERGUNTA 6: Quantas pessoas há na Divindade? RESPOSTA: Há três pessoas na Divindade: o Pai e o Filho e o Espírito Santo, e estas três são um Deus, da mesma substância,

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Quinta-feira da 1ª Semana da Quaresma Dai-nos,

Leia mais

2ºDOMINGO DO TEMPO DO ADVENTO ANO B - (04/12/11)

2ºDOMINGO DO TEMPO DO ADVENTO ANO B - (04/12/11) Vivendo a Liturgia 2ºDOMINGO DO TEMPO DO ADVENTO ANO B - (04/12/11) Dezembro/2011 (João Batista) A cor litúrgica para esta celebração é a roxa. Poderia ser feito um mural específico para esta celebração

Leia mais

Não permitais que as coisas do mundo vos afastem do Senhor!

Não permitais que as coisas do mundo vos afastem do Senhor! Não permitais que as coisas do mundo vos afastem do Senhor! www.facebook.com/mensageiros deanguera Estamos no capítulo 2, do livro de Jeremias. Podemos ver claramente que Israel abandona o Senhor. Isso

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Segunda-feira da 19ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Deus

Leia mais

Lição 8 Esperança, intercessão e eleição Texto Bíblico: Romanos 8.18-30

Lição 8 Esperança, intercessão e eleição Texto Bíblico: Romanos 8.18-30 Lição 8 Esperança, intercessão e eleição Texto Bíblico: Romanos 8.18-30 Nesta lição, estudaremos sobre três palavras muito relacionadas à comunhão pessoal de cada crente. Desejamos que todos se fortaleçam

Leia mais

Creio em um só Deus Creio em um só Senhor, Jesus Cristo Creio no Espírito Santo... Creio na Igreja. Creio no Espírito Santo

Creio em um só Deus Creio em um só Senhor, Jesus Cristo Creio no Espírito Santo... Creio na Igreja. Creio no Espírito Santo VILA D O CONDE VIGARARIA DA TROFA ANO DA FE 2012 2013 DIOCESE DO PORTO Creio em um só Deus Creio em um só Senhor, Jesus Cristo Creio no Espírito Santo... Creio na Igreja Creio no Espírito Santo Com o artigo

Leia mais

EXÉQUIAS DOS ADULTOS EXÉQUIAS EXÉQUIAS DOS ADULTOS

EXÉQUIAS DOS ADULTOS EXÉQUIAS EXÉQUIAS DOS ADULTOS 357 EXÉQUAS rmãos e irmãs Elevemos a nossa oração a Deus Pai todo-poderoso, que ressuscitou a Jesus Cristo, seu Filho, e imploremos a paz e a salvação dos vivos e dos mortos, dizendo (ou: cantando): Ou:

Leia mais

Escatologia. Etimologia da Palavra. Premissas ESCATOLOGIA. Profº Ev. Valter Borges 1 FATEBENE

Escatologia. Etimologia da Palavra. Premissas ESCATOLOGIA. Profº Ev. Valter Borges 1 FATEBENE Escatologia FATEBENE Valter Borges dos Santos Etimologia da Palavra O termo Escatologia tem origem em duas palavras gregas éschatos (último) e logos (estudo). Portanto, teologicamente a tradução da palavra

Leia mais

Cantos Complementares da Missa

Cantos Complementares da Missa Glória, Glória ao Pai Criador D G D G A Bm G Gló ó ria, Gló ó ria Ao Pai o Criador, F#m Bm Em A D Ao Filho Redentor E ao Espírito Glória D G D G A Bm Ao Pai o Criador do mundo, Ao Filho Redentor dos homens

Leia mais

"Não pôde fazer ali nenhum milagre, senão curar uns poucos enfermos, impondo-lhes as mãos." (Marcos 6:5)

Não pôde fazer ali nenhum milagre, senão curar uns poucos enfermos, impondo-lhes as mãos. (Marcos 6:5) 1 "Não pôde fazer ali nenhum milagre, senão curar uns poucos enfermos, impondo-lhes as mãos." (Marcos 6:5) Introdução: Sabemos que a vontade de Deus como nosso Pai é nos abençoar. De fato a palavra diz

Leia mais

O Nascimento de Jesus nosso Salvador

O Nascimento de Jesus nosso Salvador Este livrinho faz parte do material disponibilizado pelo projecto Presépio na Cidade. O Presépio na Cidade é um projecto de leigos católicos voluntários, cujo lema de 2005 é Presépio, berço do Cristo Vivo

Leia mais

A MISERICÓRDIA DE DEUS E O SACRAMENTO DA RECONCILIAÇÃO

A MISERICÓRDIA DE DEUS E O SACRAMENTO DA RECONCILIAÇÃO A MISERICÓRDIA DE DEUS E O SACRAMENTO DA RECONCILIAÇÃO Vários nomes foram dados ao longo da história a este sacramento, através do qual Deus perdoa nossos pecados. Cada um deles expressa um aspecto da

Leia mais

Os fariseus ouviram falar que Jesus estava fazendo e batizando mais discípulos do que João, embora não fosse Jesus quem batizasse, mas os seus

Os fariseus ouviram falar que Jesus estava fazendo e batizando mais discípulos do que João, embora não fosse Jesus quem batizasse, mas os seus Os fariseus ouviram falar que Jesus estava fazendo e batizando mais discípulos do que João, embora não fosse Jesus quem batizasse, mas os seus discípulos. Quando o Senhor ficou sabendo disso, saiu da Judéia

Leia mais

BÍBLIA NA FAMÍLIA E FAMILIARIDADE COM A BÍBLIA!

BÍBLIA NA FAMÍLIA E FAMILIARIDADE COM A BÍBLIA! Sexta-feira, 4 de maio de 2012 BÍBLIA NA FAMÍLIA E FAMILIARIDADE COM A BÍBLIA! FORMAÇÃO BÍBLICA DE LEITORES REUNIÃO DE PAIS - FESTA DA PALAVRA Bíblia na família e familiaridade com a Bíblia! Desde o Concílio

Leia mais

A Justificação pela Fé: Privilégio e Responsabilidade ROMANOS 3.21-26

A Justificação pela Fé: Privilégio e Responsabilidade ROMANOS 3.21-26 A Justificação pela Fé: Privilégio e Responsabilidade ROMANOS 3.21-26 Romanos 3:21-26 21 Mas agora, sem lei, se manifestou a justiça de Deus testemunhada pela lei e pelos profetas; 22 justiça de Deus mediante

Leia mais

II Domingo do Advento (Ano B)

II Domingo do Advento (Ano B) EVANGELHO Mc 1,1-8 Ambiente: O Evangelho segundo Marcos parece ter sido o primeiro dos Evangelhos. O final da década de 60 é uma época difícil para os cristãos em geral e para os cristãos da cidade de

Leia mais

Capítulo XXV da Confissão de Fé de Westminster DA IGREJA

Capítulo XXV da Confissão de Fé de Westminster DA IGREJA REVISTA PALAVRA VIVA Apoio didático Lição 3 Capítulo XXV da Confissão de Fé de Westminster DA IGREJA I. A Igreja Católica ou Universal, que é invisível, consiste do número total dos eleitos que já foram,

Leia mais

Embaixadores de Cristo

Embaixadores de Cristo Embaixadores de Cristo 2 Co 5:20a "De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse." Mais do que em qualquer outro momento da história, estas palavras do Apóstolo Paulo

Leia mais

THEREZINHA OLIVEIRA EVANGELHO É SIMPLES ASSIM

THEREZINHA OLIVEIRA EVANGELHO É SIMPLES ASSIM THEREZINHA OLIVEIRA EVANGELHO É SIMPLES ASSIM CAMPINAS SP 2010 SUMÁRIO Prólogo Um homem extraordinário...1 Capítulo 1 Ele nasceu em Belém...5 Capítulo 2 Pastores e magos...9 Capítulo 3 Fugindo a Herodes...13

Leia mais

CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA

CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA 17-03-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze A Igreja no desígnio de Deus O que significa a palavra Igreja? Designa o povo que Deus convoca e reúne de todos os

Leia mais

(Texto base: Os Sacramentos em sua vida José Bertolini Edições Paulinas)

(Texto base: Os Sacramentos em sua vida José Bertolini Edições Paulinas) 1 Confiirmação ou Criisma (Texto base: Os Sacramentos em sua vida José Bertolini Edições Paulinas) A partir deste número do Deus Conosco dia a dia, vamos conversar sempre que possível porque nem sempre

Leia mais

Guião de Apoio ao estudo da Ficha da Catequese Lições 1 à 14

Guião de Apoio ao estudo da Ficha da Catequese Lições 1 à 14 Guião de Apoio ao estudo da Ficha da Catequese Lições 1 à 14 Como sabem nas próximas catequeses (9 e 16 de Fevereiro) vamos ter duas fichas de revisão sobre as catequeses anteriores. Para tal, este guião

Leia mais

O NASCIMENTO DA IGREJA

O NASCIMENTO DA IGREJA Bíblia para crianças apresenta O NASCIMENTO DA IGREJA Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Janie Forest Adaptado por: Ruth Klassen O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da Bíblia na

Leia mais

ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS. Caminhada do Advento e Natal 2015 DIOCESE DE AVEIRO

ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS. Caminhada do Advento e Natal 2015 DIOCESE DE AVEIRO ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS Caminhada do Advento e Natal 2015 DIOCESE DE AVEIRO INTRODUÇÃO «ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS» ANO DA MISERICÓRDIA PORTA SANTA INTRODUÇÃO «ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS»

Leia mais

AS BÊNÇÃOS DO ESPÍRITO SANTO Mensagem pregada pelo Pr Luciano R. Peterlevitz na Igreja Batista Novo Coração, em 15 de maio de 2016.

AS BÊNÇÃOS DO ESPÍRITO SANTO Mensagem pregada pelo Pr Luciano R. Peterlevitz na Igreja Batista Novo Coração, em 15 de maio de 2016. AS BÊNÇÃOS DO ESPÍRITO SANTO Mensagem pregada pelo Pr Luciano R. Peterlevitz na Igreja Batista Novo Coração, em 15 de maio de 2016. Efésios 1.13-14: 13 no qual também vós, tendo ouvido a palavra da verdade,

Leia mais

Nº 31 C 13ºDomingo do Tempo Comum-26.6.2016

Nº 31 C 13ºDomingo do Tempo Comum-26.6.2016 Nº 31 C 13ºDomingo do Tempo Comum-26.6.2016 Vamos de Férias Com Jesus Que bom! Começaram as férias! Não há aulas, vamos para a praia, para o campo, para o estrangeiro... mas vamos com Jesus. Ouvimos no

Leia mais

Hora Santa Vocacional Dia de Oração pela Santificação do Clero

Hora Santa Vocacional Dia de Oração pela Santificação do Clero 1 Hora Santa Vocacional Dia de Oração pela Santificação do Clero PERMANECEI NO MEU AMOR Dirigente: Se é verdade que o convite do Senhor a permanecer no seu amor (Gv 15,9) é valido para todos os batizados,

Leia mais

FESTA DE CORPUS CRISTI. LUIZ ANTONIO BURIM Professor de Ensino Religioso.

FESTA DE CORPUS CRISTI. LUIZ ANTONIO BURIM Professor de Ensino Religioso. FESTA DE CORPUS CRISTI LUIZ ANTONIO BURIM Professor de Ensino Religioso. FESTA DE CORPUS CHRISTI A festa de Corpus Christi surgiu na Idade Média, no século XIII. A primeira festa de Corpus Christi realizou-se

Leia mais

Entendendo a série...

Entendendo a série... Entendendo a série... Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

Leia mais

NOVENA. Santa Rita de Cássia

NOVENA. Santa Rita de Cássia NOVENA Santa Rita de Cássia 1. CANTO INICIAL 2. ORAÇÃO E MEDITAÇÃO DO DIA (Feita por um leitor) 3. ORAÇÃO À SANTA RITA (Nº 1 LIVRO DE CANTICOS pg 204) (Padre convida todos a rezarem juntos) Excelsa protetora,

Leia mais

AS CHUVAS DA PRIMAVERA

AS CHUVAS DA PRIMAVERA 1 AS CHUVAS DA PRIMAVERA Zc 10 1 Peça ao SENHOR chuva de primavera, pois é o SENHOR quem faz o trovão, quem envia a chuva aos homens e lhes dá as plantas do campo. INTRODUÇÃO 1. A figura que sucede as

Leia mais

Estudos na Palavra de Deus

Estudos na Palavra de Deus Estudos na Palavra de Deus ORAÇÃO COMO MEIO DE GRAÇA Lucas 18:1 Disse-lhes Jesus uma parábola sobre o dever de orar sempre e nunca esmorecer: (...) 2 Reis 2 1 Timóteo 2.8 Quero, portanto, que os varões

Leia mais

Israel Mazzacorati Ibaviva 2016

Israel Mazzacorati Ibaviva 2016 Israel Mazzacorati Ibaviva 2016 O caminho de Jesus e os atalhos da Igreja. Eugene H. Peterson A IGREJA AOS OLHOS DE QUEM? Avaliar bem-sucedido e malsucedido, crescimento, impacto e relevância a partir

Leia mais

Festa do Batismo do Senhor Ano C Dom, 17 de Maio de :24 - Última atualização Dom, 10 de Janeiro de :07

Festa do Batismo do Senhor Ano C Dom, 17 de Maio de :24 - Última atualização Dom, 10 de Janeiro de :07 Is 42,1-4.6-7 Sl 28 At 10,34-38 Lc 3,15s.21-22 A Festa de hoje encerra o sagrado tempo do Natal: o Pai apresenta, manifesta a Israel o Salvador que ele nos deu, o Menino que nasceu para nós: Tu és o meu

Leia mais

LAUSPERENE 4 de Dezembro de 2011 - Carreço

LAUSPERENE 4 de Dezembro de 2011 - Carreço LAUSPERENE 4 de Dezembro de 2011 - Carreço MEIA HORA PARA TI! Cântico: Deixa Deus entrar Deixa Deus entrar na tua própria casa Deixa-te tocar pela sua graça Dentro em segredo reza-lhe sem medo Senhor,

Leia mais

Quando Pecadores Dizem SIM

Quando Pecadores Dizem SIM Quando Pecadores Dizem SIM Objetivos do Curso: 1. Descobrir à luz das Escrituras, como a natureza pecaminosa pode minar, enfraquecer e até destruir o relacionamento conjugal; 2. Entender a indispensabilidade

Leia mais

Lição Sete. Servindo a Deus. O Propósito da Vida. nos leva a considerar a razão porque a raça humana foi criada. O propósito da vida humana é

Lição Sete. Servindo a Deus. O Propósito da Vida. nos leva a considerar a razão porque a raça humana foi criada. O propósito da vida humana é Livrinho 2 Pàgina 53 Lição Sete Servindo a Deus O Propósito da Vida A maioria das nossas lições trataram do que Deus quer fazer por nós. Nesta queremos considerar o que nós podemos fazer para Deus. Quando

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO PÁSCOA DO SENHOR, NOVA CRIAÇÃO E NOVO ÊXODO DOMINGO DA RESSURREIÇÃO 08 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas) O TÚMULO ESTÁ

Leia mais

Por Dom Eurico dos Santos Veloso

Por Dom Eurico dos Santos Veloso Por Dom Eurico dos Santos Veloso A língua portuguesa tem origem no Latim, que era a língua falada na região do Lácio que hoje é a Itália. Os romanos levaram sua língua para a região de Portugal, nascendo

Leia mais

Lição 15. No mês sétimo, ao primeiro do mês, tereis descanso, memorial com. sonido de trombetas, santa convocação

Lição 15. No mês sétimo, ao primeiro do mês, tereis descanso, memorial com. sonido de trombetas, santa convocação Os Mistérios de Deus Estudo Bíblico Lição 15 No mês sétimo, ao primeiro do mês, tereis descanso, memorial com sonido de trombetas, santa convocação Levíticos 23:24 Esta publicação não é para ser vendida

Leia mais

Capítulo 1 Por que Estudar a História dos Hebreus Lição de Áudio: Velho Testamento Lição nº 27

Capítulo 1 Por que Estudar a História dos Hebreus Lição de Áudio: Velho Testamento Lição nº 27 Capítulo 1 Por que Estudar a História dos Hebreus Lição de Áudio: Velho Testamento Lição nº 27 Objetivo: Aprender porque a História dos Hebreus é importante para nós hoje. Essas coisas aconteceram a eles

Leia mais

Missal Romano. Grupo de Acólitos São João da Madeira

Missal Romano. Grupo de Acólitos São João da Madeira Missal Romano Grupo de Acólitos São João da Madeira A estrutura da missa Antes de vermos a estrutura do missal, é conveniente relembrarmos a estrutura de uma Missa comum, para que possamos mais facilmente

Leia mais

Revelação Progressiva. 09 de março de 2014

Revelação Progressiva. 09 de março de 2014 Revelação Progressiva 09 de março de 2014 Hebreus 1.1,2 Estrutura sugerida por Calvino em Exposição de Hebreus, Edições Paracletos, 1997. Deus falou Outrora, pelos profetas Agora, pelo Filho Então, aos

Leia mais

PROGRAMA DE CANTO. Escola de Música Paroquial de Avintes

PROGRAMA DE CANTO. Escola de Música Paroquial de Avintes PROGRAMA DE CANTO Escola de Música Paroquial de Avintes Programas de canto para as missas com crianças animadas pelo coro da Escola de Música Paroquial de Avintes António José Ferreira 1/11/2008 SUGESTÕES

Leia mais

APRENDENDO SOBRE A BIBLIA

APRENDENDO SOBRE A BIBLIA APRENDENDO SOBRE A BIBLIA Qual o significado da palavra Bíblia: Bíblia significa coletânea de livros, do grego biblos, que significa livro. A Bíblia como tema central. A revelação de Jesus Cristo em busca

Leia mais

Tu és o Messias, o Filho de Deus vivo!

Tu és o Messias, o Filho de Deus vivo! Solenidade de São Pedro e São Paulo, Apóstolos 28/06/2015 Tu és o Messias, o Filho de Deus vivo! Leituras: Missa do dia Atos dos Apóstolos 12, 1-11; Salmo 33 (34), 2-3.4-5.6-7.8-9 (R/5); Segunda Carta

Leia mais

19 DE JUNHO DE 2013 Eu e minha casa serviremos ao Senhor. Josué 24.15

19 DE JUNHO DE 2013 Eu e minha casa serviremos ao Senhor. Josué 24.15 19 DE JUNHO DE 2013 Eu e minha casa serviremos ao Senhor. Josué 24.15 Prelúdio LITURGIA DE ENTRADA Acolhida Porém eu, pela riqueza da tua misericórdia, entrarei na tua casa e me prostrarei diante do teu

Leia mais

O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS

O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS Ef. 1: 1-14 Slide 1 O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS Ef.1 : 1-14 1. Paulo, apóstolo de Cristo Jesus por vontade de Deus, aos santos que vivem em Éfeso e fiéis em Cristo

Leia mais

CAMINHO DA VIDA. Rito do Casamento. Breviário do LOC, págs. 221-227. Uma igreja comprometida com a Palavra de Deus. Anglican Church of the Americas

CAMINHO DA VIDA. Rito do Casamento. Breviário do LOC, págs. 221-227. Uma igreja comprometida com a Palavra de Deus. Anglican Church of the Americas CAMINHO DA VIDA Anglican Church of the Americas Uma igreja comprometida com a Palavra de Deus Rito do Casamento Breviário do LOC, págs. 221-227 Casamento Nesta Igreja, o casamento é celebrado exclusivamente

Leia mais

Destruí este templo, e em três dias eu o levantarei! (Jo 2,19)

Destruí este templo, e em três dias eu o levantarei! (Jo 2,19) CELEBRAÇÃO DO 3º. DOMINGO DA QUARESMA 08 de MARÇO DE 2015 Destruí este templo, e em três dias eu o levantarei! (Jo 2,19) Leituras: Êxodo 20, 1-17 ou abreviado Êxodo 20, 1-2.7-8.12-17; Salmo 18 (19b), 8.9.10.11

Leia mais