A FOLHA DOS QUEIMADOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A FOLHA DOS QUEIMADOS"

Transcrição

1 ç g u g çã g ã u u u ç g çã g u g g ã g u g çã u g ã ç u çã ã ç u çã u g çã g ç u çã ã g u çã u g çã g ç u g u g çã u g çã u g çã u çã u ã u g çã u g çã g ç u g çã u g ã u g çã g çã g ç u g çã u g u çã u g çã u u ã çã u g çã u g çã g ç Flh u Nº 24 - Jnr/Junh 2012 ã g ç u g ã u g çã ç çã g u g çã u çã u Drtr: çã Etr: g ulu u gcn Cbrl u Crl çã u g çã g çã u g ã u g g çã g ç u u çã u g çã u g çã u g çãsumário ã g ç u g ã çã g ç 1. EDITORIL 2 u çã u g ã u ç u g çã u g çã g 2. Cr g u u g çã ã ç g Lu Sõ 3 çã u 3. Eu, Sun Clh Sun Clh 4 FOLH DOS UEIMDOS 4. U grn OBRIGD nr Tvr 5 5. Tén rbltçã n f pó-ptlzçã lgu nrçõ Lur Mrn 6 6. Trl n Squl uur Lín Pç 8 7. Cp Fér 2012 v. By Brrt COIMBR Tl.: Fx: E-l: Wb: ln Lun Cláu Cur FEST DE SOLIDRIEDDE 12

2 - 2 - Flh u EDITORIL VIII Jrn Enfrg u M u vz Flh u hg à v ã, trzn nfrçõ br tv n çã prurn r u plvr lnt prnç t vít quur, à u fíl t qul qu prup u trtnt. Entr vár utr unt, á-n prtulr tfçã rfrr rlzçã u Cp Fér n rnç, t vz rlz n lgrv prll n últ Cngr u. O l f frnnt ptv, unt txt gn, pl qu põ u vt luvr t nvlv n u rgnzçã qu, hbtulnt, pru pl qul. E pr flr Cp Fér, t f nt rgnzçã u Cp pr u ult, ln vntgn nvív ntr t prtpnt bnfí r águ tr. O Cp ult, qu prr nfrçõ nt Flh, trá lugr n Tr Mnfrtnh, qu, v u lt tr íl, tã prtulrnt n pr trtnt lõ pl, nnt trz rultnt quur, n nfr u Drtr Clín, Dr. Lín Pç n u ntrnt rtg., lbrçã Drçã Tr Mnfrtnh, nguu btr prç ív pr n, qur pr frquên trtnt tr qur pr ljnt. Entrtnt, prfl- já n hrznt utr ntv, çr pr u grn Ft Rvvlt rrçã fun, qu trá lugr n nt 18 M 2012, n Cntr Evnt Vll Cn, Cbr, pr qul nv ntutnt t n, g flr tr prnt qu rtnt n prprnrá nt grávl nvív frn vrã. Etá tbé prvt rlzçã Jrn Enfrg uur n próx ê Outubr qu trã prtulr t rlzr n Prt, ultân Cngr çã Prtugu pr Trtnt Fr, qu prtrá u r uên vulgçã rn prát Enfrg nt qu, F gr qu rb tbé rt n ltr rltn u ful tbé u vtór. T nt núr txt nt x-qu, Sun nr, pr qu h v prtulr tnçã, u vz qu ã u g u vvên urnt pó Intrnnt n Un u frç vnt qu é nár pr rtr u v tv flz. prz-n tbé grr pnhrnt à trz Són Brzã, n g, ávl frt qu fz à u pré rr n Fh Tén Etr: Lu Cbrl Drtr: Crl Cn Cã Rtrl: Dn fn Tân Mn Lur Mrn Crl Cn Cláu Cur ln Lun Crn Durt Cpçã: PMP Iprã: FIG Inútr Gráf, S. nur tlvv tu r nã é trnh, TVI, n vlr B hj pl u gnr qu ln r fl p prfn! Pr últ, gtrí rlbrr ppl funntl qu çõ Dnt Prfn Sú v tr n f St Nnl Sú, qu té hj, u fr u n ngu, t vn grntr u lhr utnt u prt t nt, npnntnt u l l, rlgã, rç u pçã plít. É pr qu, njunt, nv t frç pr u nutnçã ptzçã, ntr j bur qu prtn xtngu-l pr ubttur pr u ltt, lt rntbl pr qu prtn fzr ngó ú prtugu u nr prjuíz n qul tên rn. E tp r, é urgnt nntrr tnçã nqul qu é u n rt funnt, n ú, lutr pl u qul brngên! Drçã Flh u n.º 24 - Jnr/Junh 2012

3 Flh u Cr g Enfº Lu Sõ Un u CHUC E prr lugr gtrí rfrr tfçã qu nt vr qu vz prbl qu, u trtnt rntgrçã n v tv, tê br n Cunçã Sl, qu pu pu vít quur tê- nnlz u rt nqunt ã gu t utr, qu prgrvnt x r vt tnh t ú, pn r nr P qu, pr t frnt qu frr vntu ltçõ qu p tr f, ntnu r lnt vál, rr u rpt nrçã. Iprt n qu pugn pr u lhr ntnu n qul u prt nt vt quur, u fnl. N quên prgrçã hbtul u tv frtv, rá rlzr próx Jrn Enfrg u Outubr Et n, Jrn vã r rlz prr PTF - çã Prtugu Trtnt Fr. It v- u lbrçã já n ntr u çõ, qu b u rzõ prnp: pr trtnt quur nã rur pn ó à lã utân, é u u pt n, pr lé qu t, ngur fzr hgr n ng u ppulçã ut r r blzçã nrnt ntv PTF, prtn-n hgr prfn Cu Sú Prár qu u 90% t qu. Et n n f fnçã ntú brr, rã nlur nã ó pltrnt nn rnh ptên, lgun ntrnn, qu rtnt n trrã nv n brg t ptlg. T uur brg ll lã - funnt ; Opçõ trpêut pr quur, Nutrçã trtnt quur, Hrtçã trtnt quur, rã rtnt bt, u prtân ntrpnên pr b vluçã qur ln nt. Crt qu ã t grnt, qul é u pr qul nã b, pr pl prtpçã t qu lgu ntr pr t tát. Flh u n.º 24 - Jnr/Junh 2012

4 - 4 - Flh u Eu, Sun Clh Sun Clh E Junh 2001, fr grv quur á ulfúr, ftn- 42% rp nlun brç, prn f. Etv trê ntrn n Un u Hptl Cbr n qul fu ujt vár ntrvnçõ rúrg. Fr trê lut ntrn, vv ut frnt, prtlh pr t qu r próx qur, f u xprên vlnt, trtnt ut lr. nh ã O u grn plr, l nã tr vn j t btlh, nt- pz zr qu vn pr l, n nt fí l tv pr lá pr-, rnhr- nã p vê-l frr u tnt qu u, pr trn- n p qu u hj, frt lutr. Nã qurn nprzr t utr p qu jur, p rã, fíl, g, é, nfrr, uxlr, nh té nh, prqu t nh tvr u grn ppl n nh rptçã, qun í à ru vnh tr g pr fltr, r frç, rg, pr bjnh Fqu nh nn qu á. O pr f qun r: t brç já tá b, p trr. qul é qu r já tr b? Chr ut nfrr z: nã hr, lh qu é fzr u b trblh. F u nçã ut trnh, prr prã é nã rtr n g qu tá vr, qu nã é n própr pl, rflx lg qu nã n prtn Dp tr nên qu qu tu vr é rl, nã é u rflx n, u u própr, u nv u urg tçã u nv pl trnfr. prr vz qu v plh nã f fál, n grávl, f btnt fíl, rr- nã tr vnt própr fzr, nã qurr vr- plh. Hj p z n, n nã tnh plvr n nt pz vulhr n ór à prur ft. Pr vz, à frç qurr qur, b pr qur. un í hptl n tv ut frágl, nh pl ntv u pr trnr flxívl hrt, ntv pôr r rnt, u nã ngu, tnh qu r nh ã u rã fzê-l. gr nã ut, nã tnh ful tr, ntr, fr pr pr ngur. ful fr ut, prr rjçã pu tçã. Hv qu lhv n - plh ó hrv: p qu pr n plh nã r u, tp fr urgn trç, xprõ, té qu já lhv z u u. Tu uu, tnh u prptv v qu u pr utr uu, fqu fgur, pr vnt, pr ut t, nun vnt vvr lutr, nf qu u r n ltur r rrr. O prr n pó quur fr nlnt vv funçã nh ruprçã, ruprr qu tnh pr, ltrnn õ ftrp ár rurg rntruçã uv. C tp tv qu qurr tvçã ufnt pr lhrr g qu hr nvluntrnt. M tr ur qulhg rrtv pr ulr trz, qu rfrçu ut nh ut t/ nfnç. Hj nã nt frnt n n nngué, t prqu ntnu r Sun pr, u grn ltrçã, ut r ntrrnt prqu p r vlr ut qu té qu nã tnh brt. Dp tu t v prt xtrr, pl, trnfrçã, r, trz, qu n bl prnt qu p tu qu qur ntrrnt, t prt p pr gun pln... b pr r n pl qu n fz rlnt r flz n v: qul qu, qu p r p! Sr nó própr qu lhr t lhr pr un u rr pr tu qul qu! O u rp uu, é vr, ntnu r u p, u p prnl qu, qu fr r O qu pu, pu! N p ltrr p, futur, t n p ntrur, tlvz rfí, é vr, futur ntró- n. prt fí nã tá ln qulqur u, prt plóg pn n ttu, nr rgr u, u l v é: u nã gtr, qu gtrá?! Eu já t u! E t, é funntl "t- pr r t". E é qu qu ntr Frnn, u nr, p qu fz rtr n tu qu já rtv, tru- qu blz ntrr prvl ut utr. P qutr n nt nu nh Flh u n.º 24 - Jnr/Junh 2012

5 Flh u brnh Ltí, nh Prnnh, nn u lh qu hj t 6 n, b qu t t ut ó-ó u pr u nn ut u Egr há trê n pr Suíç juntnt Frnn, u nr. N ní f ut fíl prr-, tr lng p qu, u p nv, u nv língu ultur M pt- ut b hj p zr qu ó nã tu n ug fl prqu tân pr- p qu. U pí ntl ut frnt, vu ntr nh prr u trblh, u g, tv nrví pr tu lgu : Eu: Já flt nhr, t-lh lgu r nh quur? g: hh!!! Nã, prqu hv zr? É u p u ut utr F fr lhr qu p uvr nqul nt. Fqu trblh, nhr nã nnu n r nh quur ó fl n unt tr prqu h nã prqu prgunt lg, tbé fqu br qu nhr r Drtlgt xplu- qu p qu nã ã ur pnt qurr vulhr v utr ã lbr pr flr hr qu qur tu nã n fzr l. Pr nlur, vã xtr pr ntnt rvlt, ág, f qu ntu, ntnt qu rã pnhr lng v, qu lé tu pr qu p pr n vr pr, v é bl, nã ó é pr vvr, tbé prnr vvr. "Srrr nã t. Vvr nã ó. brçr nã r. Bjr nã fr. Rr nã g. Pr nã tn tv pr nã tntr r flz". U grn OBRIGD nr Tvr Há gt qu n f rgt prfunnt n ór. Nqul u tnh qul nrv unh qu tá à pr qu ntç u prtnt. Nqul u tv rt, rlh pç qu, prt bç rp prprv- pr u nt. M, pr nã r prr vz, nqul u tv plnt nrv. Nã prqu nã ub qu prv ( bnh pr lpz prfun pl ã u prt rrnt qu tá ntrn n qu), prqu b qu rr ntr u r ntn, qu tnh b flr r. E nqul, vr nh nqutu, u g, u nrv, u ã grru n nh prtu frç. l fu té u rr. O gt, pl, é pn u xpl lr hun,, frtrn qu vv n ntrr Un u Hpt Unvr Cbr. Prqu gnót, tén p nt ã prtnt, n tr vlr lr hun nã xt. Etv u n u nrr ntr qutr pr. O uxlr, nfrr, ntt é p fzr prt n rtn é nl qu prur t lhr nfrt prnç nu ráp ruprçã. Tbé é l qu nf n, qu lnt n prnç é l qu prtlh n nh. Prqu lá ntr t qu nhr brr. Prqu ntr qutr pr t qu r frt qu nó própr trr utr, qu n vê trvé u jnl, qu t lhr, qu tu v rrr ut b. E frç v bur qu n r. qu rnhnt n lp qurt, n trz rfçõ, n brg fzr ftrp n u rt, ú, pl ut vz l. E u n prb qu ó qu qu fz ngu tr u rçã n pr trtr qu. P qu vê bruptnt u pt ur, qu nã b vã fr r pr t v, ó n qu r bu pr n hr. E rnh é n, çã tbé. t l ó p zr ut brg, pl rçã grn qu tê pl brç (br ntt fí) qu n bl n nt fí qu lá p. Flh u n.º 24 - Jnr/Junh 2012

6 - 6 - Flh u Tén rbltçã n f pó-ptlzçã lgu nrçõ Lur Mrn Un u CHUC O nt qu qun t lt hptlr, nt ntr u hrtçã prtçã à pl, prqu quur ã lõ qu rqur ut u p trz, v r qu nrr, nnt rtçã, frçã trz hprtróf rtrçõ. É funntl rlzr pnhnt trtnt trl té turçã ttl lã, pr u prí tp vrávl, u vz qu pn prfun, xtnã lã tp ruprçã. Lõ qu ptlz nu prz 14 grlnt nã x trz hprtróf qunt r fr tp rr n pr ptlzçã r é r t frr Há utr qu fn qu nt lõ qu r 21 trzr v nttur trtnt prvntv frçã trz hprtróf qunt nt, t prqu trz p trzr nquên tét / u funn njáv, nã fr trt fr qu. Pr prvnr u nzr nvlvnt trz hprtróf p lgun rur, t : prã (prtrp), trp xrí lngnt trp prv O trtnt prv v n utlz é 70. T prã trtnt pr trz hprtróf n é pçã prr lnh ut. tén prã, u prtrp tbé é gn, nt n u lh prv nfn b, p prã rn ntr Hg qu v r u pl nt lg qu ptlzçã tj plt urnt 23h/ (rtr pn pr hgn pl) urnt u prí prlng, qu é é pr r u trtnt btnt ntrvr, rult prã br trz ã ft vív u n çã tá rln luã pqun v ntr trz, rgnn qu ruzn núr fbrblt frçã lgén, tp qu flt n rng lnfát. D u grl, nt- qu u qu lh prv, nu prur nçã p, fvr turgr lt pl, trzn bnfí funnl tét à pl l. própr lh prv rqur lgun u, r lv à ã águ fr, bã nutr, nã pn r tr vn r à br. Dv n r nt íntgr pr grntr prã j pr qu hj ltrçõ p u rnt v r rjut, pl qu é ut prtnt pnhnt nt nult xtrn plçã r hrtnt U u rn nt qu pó lt é plçã r hrtnt prqu r rntró brrr pl ruz vrlhã, tul rgnrçã pl, hrt pl rgnr, lhr pt trz flt rbltçã funnl pr nrçã vt prv ( fr ). Prtçã lr O nt é ntruí n nt vtr xpçã l urnt prí turçã fr, p t p trnr- hprpgnt (ntuçã lrçã pl) fr fntv, pr lé xtr u r r ntrr nr pl. Flh u n.º 24 - Jnr/Junh 2012

7 Flh u É rnávl u prttr lr rã ttl t, pr ár trz qu nã f xpt à luz lr rt. Mtrp g tul t pr plçã rít prã trnt, prn trnn t l, tuln r rptr nrv, fzn qu hj unt prfuã tbl t, blzçã líqu tu, vltçã, nlg, t. tén trp v r pl pó trzçã plt lã fr prunt pl r prvr nv lõ. É u tén prtnt pr hrtr, rlxr, ruzr, lhrr xtnbl lt t trl fvrn lznt pln uprf rlçã prfun, prvnn u nzn rtrçõ tr lhrn prên lã. À g - u r hrtnt hplrgén, prfu, prvr hrtçã utân nur prur. tv tr T vnt pruz pl ntrçã uulr é funntl pr ruprçã tv ár l. Nã n p qur qu quur p vlur fr rtulr grví qu v r vt t ut, pr qu vt nã fqu npt lnt rjt. tv tr, rultnt qulqur trp, qur j prgr xrí rbltçã, tv lú u tv v ár, é pr u -vl n pr ruprçã p qu. Spr qu pívl v- tvr nt utlzr rur lú, rrtv u rltv tv v ár tíul à rlzçã vnt, bjtv prvnr rtrçã trl fvrr u r pltu vnt nquntnt r funnl. Prnt u tuçã lín rtrçã, vnt lngnt ár l é nlh, prqu prv trnt plt fbr uulr nun tnã untn p bl rtulr. Cnluã O trtnt trz pó quur é xtrnt plx n rplt qutõ. S úv qu, t ár é, prvnçã é prtnt qu trtnt prprnt t. M pl pbl prvnr t, frnt fr trtnt v r plnt nh, b n lhr pl. pr ju t u. Clbr nn nvn v rtg, pnõ rít, pr pr lhrr vz. Cnt Cnv! Flh u n.º 24 - Jnr/Junh 2012

8 - 8 - Flh u Trl n Squl uur Lín Pç Drtr Clín Tr Mnfrtnh Mé Eplt Mn Intrn Rutlg C é nhnt grl, quur p r lf trê grup nfr trutur tng ã pr (1º gru); pr r (2º gru) u t u pl juntnt t prfun (3ºgru). Pr u rrt gnót, é nár nhr gnt ul xtnã prfun lã; tp pr ntr nt ntrnnt hptlr; ftçã utr trutur lé pl, prtulrnt prlh rprtór; prnç nç (rb) qu p fultr trtnt ruprçã, t bt, nufên rnl u rpulnr, t. Sã ftr u prgnót ut jv (nfrr trê n) u vnç vít. O pr fptlóg quur p pr trê f: nl (nfltór), gu vluçã prlfrtv-rgnrr, trnn vluçã pr turçã ruprçã, qu p r ttl u ntã pnhr- frçã qul. Squl (qu qur zr nquên), é u plçã u n tr u nç. E rlçã à quur, qul p tur- n pl prlh ltr (trz, quló, ntrtur, trf) p nvlvr tbé órgã nt, t nrv, prlh rprtór, rvulr, rnl u gtv, nã n nglgnáv nquên tét, plóg. N quur 3º gru, lgu 2º gru, ntrnnt hptlr nu Srvç plz (Un u) é brgtór v à prên ntrvnçã t pl é u pré Mn Intrn, ntlg, Crurg Plát, O Nutrn, Ftrp, Ptrp Enfrg. pó lt hptlr, pr ruprçã ntnurá rg bultór, prtr qul rur trtnt trl águ nr-nl prpr prá pnhr u prtnt p plntr. O Trl é t é ll própr (blnár) qu utlz pr ft trtnt, prvnçã u b-tr u águ nr-nl qu. Et trá r llzçã lht prfun, pr grntr u purz, rtrít fí-quí pçã táv ntr rgulnt. u pçã fí-quí prnç trn lglnt nr prt nfrr à águ tr qul qu p nrr frlóg. Glg Mé, nv ên frn nvlvnt, v vlr ntíf nhnt pír águ tr qunt u bnfí n nutnçã ú u n trtnt nç. Sb qu n l águ (l hrlóg), prt águ qu n Trr trvé huv é brv pr u ntrr, trv frnt glóg pt- nr pót, quífr, u blz- vrr r ntrr, lnçó frát. C ur, p- rfrr qu é águ nr-nl Tr Mnfrtnh rnrá u uznt n pó huv qu tv n u rg. N u vg trvé t trrtr, nfr glóg qu trv, águ v frn u pçã qurr u rtrít píf (águ ulft, rbnt, lrt, rbg, ó, ál, frrugn, t.), pf qu ã rfrç u nrqunt pr lglnt (lén, íl, blt, trôn, zn, br, gné, t.) qu lh prt qurr pbl çã frlóg. águ nr-nl Tr Mnfrtnh t, v, r 150 n, é lh 240 tr prfun u tprtur n rgên n blnár é 28 gru. Sã águ brbnt ó, u ph 5,6 ltnt r íl, pl ft u quífr tur nu rgã nlnt qurtzít. íl (óx lí) é u lglnt nrl npnávl à v, prnt t élul rgn, r qunt nqul tbl ráp (pl, u, bl, unh, rtlg, ); rfrç v águ à pl ( qu v nfrr u nçã vlu tt) é prtnt n nfrçã lgén (nttunt funntl pl). T tbé u çã pnt pl u ft qurtlít u çã ntxnt rgnrr lulr nt u tv nt-nfltór, nbçã ntrlun 1 6 ftr nr turl lf. qul fí-quí frlóg u águ, prt tr nlhávl trtnt qul quur n Tr Mnfrtnh, fzn- plntr p ftrpêut, plóg l npnávl à lhr qul v vít quur. Flh u n.º 24 - Jnr/Junh 2012

9 Flh u Flh u n.º 24 - Jnr/Junh 2012

10 Flh u Cp Fér 2012 Crnr: Cláu Cur ln Lun E Stbr 2011,.. rlzu u Cp Fér pr rnç qu, t vz Frrgu. ntr n lgrv prtu Prnt... - Dr. Cl Cruzr, n nt prxr t prjt Cngr Nnl u qu rru n ll, prurn rr u pnt prvr u r nvív ntr prtpnt ngr rnç p fér. Pr çr, nã f n fál nntrr u pç ptívl rtrít própr t vnt qu lgrv é, pr xlên, u rgã vn pr tur. pó vár tnttv, bt à prt Cntr Prqul Frrgu, qu vblzu n t rlzçã 11º Cp Fér pr rnç qu 5 10 Stbr. Trnu- pívl nrtzr t nvív ntr prtpnt ngr rnç p, qu bu pr ntr nlnt urnt jntr n Htl Tvl n Pr Crvr. F u fr ut ntrnt vulgr t tv junt prfn ú qu trblh rtrnt ntxt hptlr pr t Pí. F ut prtnt vár nív, té n prnr, t prnr tr à, tnt gnt trnh. pr lgu nrv nl pr prt nv, jntr bu pr rrr ut lgr b pçã prprnn t prnt u rã vrt h çõ! Durnt jntr, pr r nhr p fér, f prnt u fl rlz lng t n n tbé prntv u rnç nvlv; huv ntrprtçã nçõ unt ln n; pr f ntrprtçã u pqun pç ttr plvr n u r nfâ à lngug nã-vrbl lhr. Flh u n.º 24 - Jnr/Junh 2012 Et tv rultr trblh nvlv pl qup n p urnt n, br t: OLHRES lh t t urgu pó lgu rflxã lnt Orgnzçã, r frnt ttunh n rnç. O lhr utr p é u pt qu n qunt à u nçã qu. Durnt t Cp ntr- nvlv- trtég prtçã pr t tp grã. Fr ut tr lhr, qu untr n prnã upl já xtnt ntr nó. Cnr qu t prtlh xprên, çõ ntnt vv nt pr t, n ppl pólg f funntl, n nrqu n trn frt, pr nfrntr tuçõ qu n frglz n trn ngur. prn qu n tu é gulnt prtnt n v ó tê prtân qu u nó lh á! Trn u grnt t qunt lbr nn qu trn pívl ntnu t prjt.

11 Flh u Et Drçã çã g u v pr V ntrbut, ltn lquçã qut rfrnt n 2012, qu nntr já pgnt. Et pgnt prá r ftu pr trnfrên bnár pr vl ptl, nhr u pr hqu bnár n çã g u u n rtnt n n l, t trç-fr, ntr 16 h 20 h. C já tnh ftu lquçã u qut, gr qu gnr t ltçã prvt pr grr t pnbl lbrçã qu tã grnt pr n tê pn. Pr r n brnç futur qut, j rr t l, prp pgnt pr trnfrên bnár, btn pr tl qu n vlv vnt prnh pr qu junt bx pr ft. N xpttv lhr lhnt pr prt V. Ex. pr t n ltçõ, prnt n rpt uprnt Drçã ur r Só? Prnh nv-n t flh! utrzçã Débt Drt ( prnhr pl ) ( prnhr pl ) N: Mr: Cóg Ptl: Ll: Tl.: Tlf.: El: Prfã: LlTrblh: Inttuçã: Pr ébt nh nt bx n qur prr pgnt prtân qu lh fr prnt pl çã g u, Bn gên: Flh u n.º 24 - Jnr/Junh 2012

12 Flh u Prjt -fnn pl INR, I.P. Subprgr Pr T Flh u n.º 24 - Jnr/Junh 2012

Prgrmçã O Mu s u Év r, p r l ém f rcr s s i g ns «vi s i t s cl áss i cs» qu cri m s p nt s c nt ct nt r s di v rs s p úb l ic s qu vi s it m s c nt ú d s d s u ri c s p ó l i, p r cu r, c nc m i t nt

Leia mais

Atendimento por marcação Atualizado em:

Atendimento por marcação Atualizado em: SEGURANÇA SOCIAL pr rcçã Atulizd : 23-01-2017 O qu é O tn pr rcçã é u rvi qu prit gn d tn di hr prvint finid. C t rvi cidã é tndid n di hr qu i qu à u dipnibili, tr prncr fil pr. O tn pr rcçã p r fit n-lin

Leia mais

Armazenamento de Sementes de Milho em Recipientes Reutilizáveis

Armazenamento de Sementes de Milho em Recipientes Reutilizáveis Arznnt d Snt d Milh Rcipint Rutilizávi Miz Sd Strg In Rubl Cntinr SANAZÁRIO, Ann Chritin 1. kinzri@yh.c.br; COELHO, Fábi Cunh 1. fclh@unf.br; VIEIRA, Hnriqu Durt 1. hnriqu@unf.br; RUBIM, RqulL Filh 1.

Leia mais

EM NOME DO PAI ====================== j ˆ«. ˆ««=======================

EM NOME DO PAI ====================== j ˆ«. ˆ««======================= œ» EM NOME O PI Trnscçã Isbel rc Ver Snts Pe. Jãzinh Bm & # #6 8 j. j... Œ. ll { l l l l n me d Pi e d Fi lh ed_es & #. 2. #. _. _ j.. Œ. Œ l l l j {.. l. pí t Sn t_ mém Sn t_ mém LÓRI O PI Trnscçã Isbel

Leia mais

Questionário sobre o Ensino de Leitura

Questionário sobre o Ensino de Leitura ANEXO 1 Questionário sobre o Ensino de Leitura 1. Sexo Masculino Feminino 2. Idade 3. Profissão 4. Ao trabalhar a leitura é melhor primeiro ensinar os fonemas (vogais, consoantes e ditongos), depois as

Leia mais

Quem falou foi Henrieta, toda arrumada com a camisa de goleira. E tinha mais um monte de gente: Alice, Cecília, Martinha, Edilene, Luciana, Valdete,

Quem falou foi Henrieta, toda arrumada com a camisa de goleira. E tinha mais um monte de gente: Alice, Cecília, Martinha, Edilene, Luciana, Valdete, Cpítul 3 N ã p! Abu! On já viu? Et qu é n! Cê minh mã? Qun mnin chgm p jg nqul ming, qu ncntm? Um gup mnin. D cmit, têni, clçã muit ipiçã. E g? Afinl, qum tinh ti qul ii mluc? D qun vcê gtm futl? pguntu

Leia mais

Eu sou feliz, tu és feliz CD Liturgia II (Caderno de partituras) Coordenação: Ir. Miria T. Kolling

Eu sou feliz, tu és feliz CD Liturgia II (Caderno de partituras) Coordenação: Ir. Miria T. Kolling Eu su iz, s iz Lirgi II (drn d prtirs) rdnçã: Ir. Miri T. King 1) Eu su iz, s iz (brr) & # #2 4. _ k.... k. 1 Eu su "Eu su iz, s iz!" ( "Lirgi II" Puus) iz, s _ iz, & # º #.. b... _ k _. Em cm Pi n cn

Leia mais

Quem são? Um refugiado é toda pessoa que devido a temores de ser perseguida por motivos de raça,

Quem são? Um refugiado é toda pessoa que devido a temores de ser perseguida por motivos de raça, g u f R d Qum ã? Um fugd é td p qu dvd tm d pgud p mtv d ç, lgã, ncnldd, p ptnc dtmnd gup cl p u pnõ plítc, ncnt f d pí d u ncnldd nã p u nã qu c à ptçã d tl pí. Ou qu, ccnd d ncnldd tnd f d pí nd tv u

Leia mais

======================== Œ œ»» Œ C7 ˆ_ ««G 7

======================== Œ œ»» Œ C7 ˆ_ ««G 7 1) É tã bnit n tr (ntrd) cminh cm Jesus (Miss d Temp mum cm crinçs) & 2 4 m œ É tã b ni t n_ tr me s s gr d, & œ t h brn c, ve ce s. & _ Mis s vi c me çr n ns s_i gre j; _u & j im c ris ti cm e gri, v

Leia mais

Visão Geral Métodos construtivos Métodos construtivos O Mercado Visão de Negócios Alguns números Principais diferenciais

Visão Geral Métodos construtivos Métodos construtivos O Mercado Visão de Negócios Alguns números Principais diferenciais Shw C TÓPICOS Vã Gl Mé cv Mé cv O Mc Vã Ngóc Alg ú Pcp fc Rl N vç Pc Q fz Vã Gl A ESTRUTURA ECOLÓGICA CONSTRUTORA, g c l é c cçã à v pcpçã q lz écc clógc. Sb p v é pf pívl v, p g cl c fã. N çã ppc c, c

Leia mais

sábado, 5 de março de 2016 Destaque Foto: Leandro Brito Sessão fofura Liz Muniz Casamento Sarah e Luis Henrique

sábado, 5 de março de 2016 Destaque Foto: Leandro Brito Sessão fofura Liz Muniz Casamento Sarah e Luis Henrique Em áb, 5 mç 2016 Dtqu Ft: Ln Bit Sã ffu Liz uniz Cmnt Sh Lui Hniqu OGI GUAÇU, áb, 5 mç 2016 OGI GUAÇU, áb, 5 mç 2016 2 3 Sh LuiHniqu O mnt Sh hi Suz Lui Hniqu Bini Hnói fi liz n i 24 jni. Amig fmili fm

Leia mais

Nota10 ESCOLAS DA DIVERSIDADE

Nota10 ESCOLAS DA DIVERSIDADE A fl Clg, Al Glbg: l g q PÁGINA 8 N10 A 13 ú 48 bl//jh 2013 Pblçã l Fçã AlMl Bl ESCOLAS DA DIVERSIDADE Pj Fçã AlMl Bl úbl b blh lã ç fê l l l PÁGINAS 4 E 5 ARUIVO FUNDAÇÃO ARCELORMITTAL BRASIL O l Jé f

Leia mais

Nova cartografia social dos povos e comunidades tradicionais do Brasil

Nova cartografia social dos povos e comunidades tradicionais do Brasil Acçã Cultur Lzr B Cg Pl Brr Nv crtgrf cl pv cu trc Brl Hrt GOIABEIR Ctr Epírt Lrt Exprõ cultur fíc trc Gbr Vlh Argu G Sll Vtór, Epírt St Lpl G Sll Ií Clh Suz Jé Alv 13 Dbrgr C Ct Alrt J R Prç Luz Alv Jé

Leia mais

Uma publicação que é referência no setor

Uma publicação que é referência no setor ublic qu é rfrêci Vlt r rfiii ii frcêuc, viári, c, bitclgi, litíci, quíic fi, quit hitlr, i vi qu cl cti é u xigêci, rvit Cl Cti fc luçõ tclógic r rli brilir. C iibui irigi, ublic g rtt ghri ut, r Quli,

Leia mais

Classificação Periódica dos Elementos

Classificação Periódica dos Elementos Classificação Periódica dos Elementos 1 2 3 1 Massa atômica relativa. A incerteza no último dígito é 1, exceto quando indicado entre parênteses. Os valores com * referemse Número Atômico 18 ao isótopo

Leia mais

Turismo Fotografia Mergulho Técnico Naufrágios Cavernas Equipamentos Meio Ambiente Novidades PUBLICIDADE 2014

Turismo Fotografia Mergulho Técnico Naufrágios Cavernas Equipamentos Meio Ambiente Novidades PUBLICIDADE 2014 Turi Ftgrfi Mrgulh Técnic Nufrági Cvrn Equipnt Mi Abint Nvidd PUBLICIDADE 2014 2014 Objtiv ditrii d rvit: A rvit t bjtiv d trr públic rvilh d fund d r, nfcnd pct cini frind iprtânci d cnrvçã bintl. Vi

Leia mais

produzindo informação de qualidade SP-340 Professor morre em acidente de moto AV. NICO LANZI A auxiliar de financeiro Camila Moreira, 23 anos,

produzindo informação de qualidade SP-340 Professor morre em acidente de moto AV. NICO LANZI A auxiliar de financeiro Camila Moreira, 23 anos, Ru Snt Júl, 290 rc@gztgucun.c.br MGI GUÇU N 32 - Nº 4.046 - R$ 1,50 pruzn nfrçã qul Drtr: Jé Rbrt r Júnr QUINT-FEIR, 2 DE JULH DE 2015 SP-340 Prfr rr cnt t ft: fbríc l r prfr rln Luí Grnr, 44 n, rru n

Leia mais

P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010

P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010 P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010 D A T A D E A B E R T U R A : 2 9 d e d e z e m b r o d e 2 0 1 0 H O R Á R I O : 9:0 0 h o r a s L O C A L D A S E S S Ã O P Ú B L I C A: S a l a d a C P L/

Leia mais

MECANISMOS DE DEFESA DE PLANTAS CONTRA FITOPATÓGENOS

MECANISMOS DE DEFESA DE PLANTAS CONTRA FITOPATÓGENOS ECANIO DE DEFEA DA PLANTA Dç: r â ECANIO DE DEFEA DE PLANTA CONTRA FITOPATÓGENO ABIENTE DOENÇA rgr Crg FCAV/UNEP 2015 PLANTA PATÓGENO P R O C E O F I I L Ó G I C O ECANIO DE DEFEA DA PLANTA (AGRIO, 1997)

Leia mais

9. MODELAGEM DE CONVERSORES: MODELO DA CHAVE PWM

9. MODELAGEM DE CONVERSORES: MODELO DA CHAVE PWM Fns Chs C. 9 Mlgm nrsrs: ml h PWM J. A. Pml 9. MOEAGEM E CONERSORES: MOEO A CHAE PWM As lgs báss nrsrs CCCC ssum um h nrl ur nãnrl sss lmns lnrs nrns n m. A njun ss us hs r nm h PWM [9.]. O bj ns íul é

Leia mais

Engenharia do Produto. Engenharia do Produto. Engenharia do Produto. Engenharia do Produto. Engenharia do Produto. Engenharia do Produto

Engenharia do Produto. Engenharia do Produto. Engenharia do Produto. Engenharia do Produto. Engenharia do Produto. Engenharia do Produto Cu A f ê glblz fçã pu u f hv u p. v ég p pl, vé pç fl pu, qul pp vçã uz. O Hj Tp P v é á v v pê âb gh lg pu u fz ppçã qu. P v u f é á lz p u l up à ê, u p p. Só é pívl l lv u v vlv pê ful à gh pu. Qul

Leia mais

PRODUÇÃO AUDIOVISUAL EM EAD: AUTORIA ENQUANTO SUBSÍDIO PARA A FORMAÇÃO E ATUAÇÃO DOCENTE

PRODUÇÃO AUDIOVISUAL EM EAD: AUTORIA ENQUANTO SUBSÍDIO PARA A FORMAÇÃO E ATUAÇÃO DOCENTE PROUÇÃO AUIOVISUAL EM EA: AUTORIA ENQUANTO SUBSÍIO PARA A FORMAÇÃO E ATUAÇÃO OCENTE 2 PROUÇÃO AUIOVISUAL EM EA: AUTORIA ENQUANTO SUBSÍIO gpara A FORMAÇÃO E ATUAÇÃO OCENTE Slv BA Abl 2013 g -NTE/IAT/SEC/BA-7@gl.

Leia mais

Minha vida está mudando.

Minha vida está mudando. U jt v vv. Mh v tá. Q á, z, t Q. 11 h t M é Alc b h l t g, c FLR DA IDAD. t ql. c l, ã, q é pcólg c z. l íc f tã é ã cêc Sb, t l t c é É, t, t b. h c M. g c p lh! t q h c Pq t, tbé c t j, q é, bc, á c.

Leia mais

RESOLUÇÃO DE EQUAÇÕES POR MEIO DE DETERMINANTES

RESOLUÇÃO DE EQUAÇÕES POR MEIO DE DETERMINANTES RESOLUÇÃO DE EQUAÇÕES POR EIO DE DETERINANTES Dtrmt um mtrz su orm Sj mtrz: O trmt st mtrz é: Emlo: Vmos suor o sstm us quçõs om us óts y: y y Est sstm quçõs o sr srto orm mtrl: y Est qução r três mtrzs:.

Leia mais

ano Literatura, Leitura e Reflexão m e s t re O dia do benquerer José Ricardo Moreira

ano Literatura, Leitura e Reflexão m e s t re O dia do benquerer José Ricardo Moreira S 1- Litt, Lit Rflxã 2- t O i bq Jé Ri Mi 1 Cpítl D pi q gt t, l té q é b lgl. Algé h q ã? Etã p: ã f l, é q vê ii h tt iç vz? E ã vl fl ft ivái, pi iç lá pi q bl b. Até vê, q tbé t q vlt p. T p big, é

Leia mais

ano Literatura, Leitura e Reflexão m e s t re De quem e a vez? José Ricardo Moreira

ano Literatura, Leitura e Reflexão m e s t re De quem e a vez? José Ricardo Moreira S 1- Litt, Lit Rflxã 3- t D q vz? Jé Rid Mi Cpítl 1 P gt Td é di pfit p l: U liv lgl, d lid. E t d di fz d! P Hê: U di vô lá íti, vid hitói d tp q l id gt. P Hit: Ah, di d ihd, it l, it ág, it hi! P L:

Leia mais

PLR Por quê? d L i i q u e z b l d d R t i i e n a a e b d E i t a d d d P t i i ro u v a e é l l d B F t i R t u s c a e r n c a e p o e su a o

PLR Por quê? d L i i q u e z b l d d R t i i e n a a e b d E i t a d d d P t i i ro u v a e é l l d B F t i R t u s c a e r n c a e p o e su a o .. u p v g c C C O ) F h C I ( É, - p c c ç u u g w w p g c u F C I ã ) A U E ( C D h W k N f N h C F. z c v p ç p g u ) k M U ( E ã A M ) P S ( M P S E k M G p v h F C O ã b S Apc gc Agc Ag c R z O v

Leia mais

1 3Centrs e PP esq is II DD C n MM n Astr l i Astri C h i n Re. C h e H n g K n g F i n l n i I n i F rn 0 4 C n I n n si Al e m n h E st s U n i s I

1 3Centrs e PP esq is II DD C n MM n Astr l i Astri C h i n Re. C h e H n g K n g F i n l n i I n i F rn 0 4 C n I n n si Al e m n h E st s U n i s I 1 3Mr P e re s, R e s e r h D i re t r I D C B rs i l Br 0 0metr Cis e Bn L rg n Brsil, 2005-201 0 R e s l t s P ri m e i r T ri m e s t re e 2 0 0 7 Prer r Prer r Met e Bn Lrg em 2 0 1 0 n Brs i l : 10

Leia mais

«ˆ «======================== & ˆ. ˆ. ˆ ˆ«======================== & œ G«

«ˆ «======================== & ˆ. ˆ. ˆ ˆ«======================== & œ G« œ œ 1) Oh! egri (bertur) est d mr Mis de Priir ucristi ( "Liturgi I" Puus) Letr e Músic: Ir. Miri T. King (x) ======================== & 2 º 4.. œ œ. œ œ. œ _.. = m ======================== &.... = gri

Leia mais

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e :

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : INSCRIÇÕES ABERTAS ATÉ 13 DE JULH DE 2015! Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : Caso vo cê nunca t e nh a pa

Leia mais

Sobre a obra: Sobre nós:

Sobre a obra: Sobre nós: Sobre a obra: A presente obra é disponibilizada pela equipe do ebook espírita com o objetivo de oferecer conteúdo para uso parcial em pesquisas e estudos, bem como o simples teste da qualidade da obra,

Leia mais

Quadro de conteúdos. Eu Gosto M@is Integrado 1 o ano. Lição 1 As crianças e os lugares onde vivem

Quadro de conteúdos. Eu Gosto M@is Integrado 1 o ano. Lição 1 As crianças e os lugares onde vivem Quadro de conteúdos Eu Gosto M@is Integrado 1 o ano Língua Portuguesa Matemática História Geografia Ciências Naturais Arte Inglês ABC da passarinhada O alfabeto Quantidade A ideia de quantidade Eu, criança

Leia mais

91/enloria áo' engenhelro áe csouia!l.janáetra

91/enloria áo' engenhelro áe csouia!l.janáetra &xttlt 91/li á ghl á Si!lJát tjll Czi O t içõ t t Ftz lv á git lõ: I O vi t i é fit i i l t gi t fix :;:ã;"4 l ll 1tlt xit á fi " """" t i t j it z 1 t A gitçã Iti ttt v i á g l vt bt l é itt q gã i fiíi

Leia mais

Tradução. Eduardo Brandão

Tradução. Eduardo Brandão Tuçã Eu Bnã Cpyght 2007 by Étn Mln Gf tulz gun Ac Otgáfc Língu Ptugu 1990, qu ntu m vg n Bl m 2009. Títul gnl: Ht t n Tuçã cnt O z mã : Sg Tlll Rvã: An M Bb An M P Cmpçã: Lln Mtung D Intncn Ctlgçã n Publcçã

Leia mais

Tópicos Quem é é a a PP aa nn dd ui t t?? PP oo rr qq ue um CC aa bb ea men tt oo PP er ff oo rr ma nn cc e? dd e AA ll tt a a Qua ll ii dd aa dd e e PP aa nn dd ui t t NN et ww oo rr k k II nn ff rr aa

Leia mais

Dia Mundial da Criança

Dia Mundial da Criança up u Uã up é um t mmtv lb ulmt up 9 M. t lh flt 9 M 1950 m qu tt fê bt hum vçu m ppt um t up upl. ppt fu h m Dlçã hum é mbã tul Uã up. gup Ggf lbu- m um xpçã luv pát tl m um pv ypp lu 3º l. pv pypp tu

Leia mais

Entidades autorizadas a exercer a atividade de transporte de doentes e respetivos veículos

Entidades autorizadas a exercer a atividade de transporte de doentes e respetivos veículos Tipo de entidade Rótulos de Linha 3101 Cruz Vermelha Portuguesa - Delegação De Aldreu 96-46-HD 37-36-XP 66-NX-49 75-IS-24 78-32-MM 3102 Cruz Vermelha Portuguesa - Delegação De Amares 25-98-LI 03-88-QU

Leia mais

Alteração da seqüência de execução de instruções

Alteração da seqüência de execução de instruções Iníci Busc d próxim Excut Prd Cicl busc Cicl xcuçã Prgrm Sqüênci instruçõs m mmóri Trdutr : Cmpilr X Intrprtr / Linkditr Cnvrt prgrm-fnt m prgrm bjt (lingugm máqui) Prgrm cmpil = mis rápi Prgrm Intrprt

Leia mais

2 - Definições: (a) Corrente Primária Nominal (I pn ) (b) Corrente Secundária Nominal (I sn ) (c) Relação de Transformação Nominal (k n )

2 - Definições: (a) Corrente Primária Nominal (I pn ) (b) Corrente Secundária Nominal (I sn ) (c) Relação de Transformação Nominal (k n ) Trfrdre de Crrete Clever Perer TRNSFORMDORES DE CORRENTE 1 - trduçã: Trfrdre de truet de edçã de rteçã TC TP e TPC Trfrdre de Crrete Fuçõe Bác - Reduzr crrete vlre egur r edçã. - lr crcut rár d ecudár.

Leia mais

euroset line family Instruções breves para telefones padrão

euroset line family Instruções breves para telefones padrão urot lin fmily Intruçõ brv pr tlfon prão Aprntção grl funçõ Aprntção grl funçõ Tlfon prão Chm xtrn 0 Extrn Rtom um ligção rcbi ( ) 1 Pênulo ( ) Atnimnto chm urgnt ou ntrnt xtrn (bp) Chm urgnt: pr o rml

Leia mais

< ()& : 555>?

< ()& : 555>? P Ú s Pr s t Pr t Pr r str Pr ss t át P q çõ s r ç s çõ s s é s r r t r Pr r sé rt r P Ú s Pr s t Pr t Pr r str Pr ss t át P q çõ s r ç s çõ s s é s r ss rt çã r s t rt s r q s t s r t çã tít str t r r

Leia mais

Resenhas. VIII Inverno HARDCORE. August BURNS Red Leveler (2011) SURVIVE TRINO. Evora (2009) Destroy And Revolutionize (2011)

Resenhas. VIII Inverno HARDCORE. August BURNS Red Leveler (2011) SURVIVE TRINO. Evora (2009) Destroy And Revolutionize (2011) l E f fl. v g. g g vg l á bé çõ v gg l x. à O v. f à l h çõ ç B E g j f q q é fz D N v D v ç l. D h. G lg v z C g í lv fé f l f P à l R l. g j l fl Já - g. S gé g ç v -l fz fé ví g gg. L. v D. A bl g z

Leia mais

+12V. 0.1uF/ 100V RL4 :A ULN2003A C3 3 U1:D LIGA/ DESLIGA CARREGADOR. 10uF/ 16V C2 4 1N4148 D1 1 1N K GND 10K BC337 R2 5 CRISTAL DE 2 0 MHZ

+12V. 0.1uF/ 100V RL4 :A ULN2003A C3 3 U1:D LIGA/ DESLIGA CARREGADOR. 10uF/ 16V C2 4 1N4148 D1 1 1N K GND 10K BC337 R2 5 CRISTAL DE 2 0 MHZ ДХILUIR P/ LRR RL_ R To l. er a l es. Num. QU M PRVR IOO P O RROR MIOR V R LMJ U: UZZR R 0 ILUIR P M PRLLO OM ONTTO O RL 0.u/ 00V V R 0 0 R 0 verm elho U: ULN00 U: LMJ 0 ULN00 U: LI/ LI RROR V N R 0u/

Leia mais

NOVA CASA DO ESTUDANTE PARA O CENTRO CIDADE BAIXA, PORTO ALEGRE RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO CAMPUS CENTRAL DA UFRGS PARQUE DA REDENÇÃO CIDADE BAIXA

NOVA CASA DO ESTUDANTE PARA O CENTRO CIDADE BAIXA, PORTO ALEGRE RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO CAMPUS CENTRAL DA UFRGS PARQUE DA REDENÇÃO CIDADE BAIXA .T STUNT UNIVSITÁI U TY PUS NTL UGS N É H YU VI NT QU T V. NG. LU I IZ NGL T Ã.J V SS P V Í I IX, PT LG SILV V. LUI PQU NÇÃ V Ã.J P SS G N L S N T L IT LI SI L V LI PÚ S I V L S I IX LLIZÇÃ esc 1/00 NT

Leia mais

R*f^5?J3iPa**ftl-f*f* áiiiiiiiiiiiiiiiiiiijiiiiiim HELSINGSFORS, 18 0 Estado Maior do exercito f ilande annuncia que a cida de d e K ro n s t a dt

R*f^5?J3iPa**ftl-f*f* áiiiiiiiiiiiiiiiiiiijiiiiiim HELSINGSFORS, 18 0 Estado Maior do exercito f ilande annuncia que a cida de d e K ro n s t a dt - - l y -?rr>l > -» Rf^?J3Pfl-ff CRRN Knrç lgrnpll BC C kl K LBR ppl rp r~-fggg^^ NKT C3 -- 3NJT Grrí - DURT FLX 738

Leia mais

RESULTADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO EXTERNO COM A CONCILIAÇÃO E A MEDIAÇÃO

RESULTADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO EXTERNO COM A CONCILIAÇÃO E A MEDIAÇÃO RESULTADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO EXTERNO COM A CONCILIAÇÃO E A MEDIAÇÃO 1. RESULTADOS QUESTIONÁRIO I - PARTES/ CONCILIAÇÃO 1.1- QUESTIONÁRIO I - PARTES/ CONCILIAÇÃO: AMOSTRA REFERENTE AS

Leia mais

HORÁRIO DIA DE PROVA BLOQUEIO. 00h às 16h DETALHE BARRA DA TIJUCA SÃO CONRADO PRAINHA. Ás 08h

HORÁRIO DIA DE PROVA BLOQUEIO. 00h às 16h DETALHE BARRA DA TIJUCA SÃO CONRADO PRAINHA. Ás 08h 1/5 FHMNTOS D VIS POV D U D STD DT DI D POV GO Bi ft OPBN, IPNM,, GÁV, JD, HOTO, LTO D BO VIST, SÃO ONDO, OINH, VIDIGL, B D TIJU, IO, GUTIB JOÁ 00h à 16h LGND DO MP MSULINO THO INTDITDO P O TÁFGO GL Á

Leia mais

Resolução de Matemática da Prova Objetiva FGV Administração - 06-06-10

Resolução de Matemática da Prova Objetiva FGV Administração - 06-06-10 QUESTÃO 1 VESTIBULAR FGV 010 JUNHO/010 RESOLUÇÃO DAS 15 QUESTÕES DE MATEMÁTICA DA PROVA DA MANHÃ MÓDULO OBJETIVO PROVA TIPO A O mon i tor de um note book tem formato retangular com a di ag o nal medindo

Leia mais

Folhas de Cálculo. O EXCEL como Folha de Cálculo

Folhas de Cálculo. O EXCEL como Folha de Cálculo Flh d Clul O qu é: U Flh d Clul é, dç, u ju d élul qu u glh u bl qu d l- vé d xõ lóg /u O qu : Ogzç ç d bl l d vl; F, í,, qu jud xu lul lx; Auzç d, vé d gç u d ódg d lul u d uld; Rç g d ç; d bl ulzd çõ

Leia mais

H C. H nh 7.1. C Άc c vn ca c th

H C. H nh 7.1. C Άc c vn ca c th Chng 2. H c 32 H C Mc ti Ίu hc tp: Bit c phn loi v c Άc phn ca c vn. Nh c t nh c bn ca c l s co c, n Ίn c gi ²p cho c th c th hot ng c nh vn ng c th v c Άc tng kh Άc. C c chia l m ba loi l : - C tim, -

Leia mais

Módulo I MOTORES DE BUSCA NA INTERNET

Módulo I MOTORES DE BUSCA NA INTERNET Módul MOTORES E BUSCA NA NTERNET duç Pqu d ç d gé Pqu d ç B d d Ulzç d d -l F d duç -l @2007 v 1 O qu é? A é d udl d d d ud qu uç l qulqu ud d ud, d lh u C u? Avé d u ju d l (g d uç TCP/P) qu ê gd vg d

Leia mais

Tratamento hidrófilo do permutador com produção e velocidade do ciclo de descongelamento melhorada.

Tratamento hidrófilo do permutador com produção e velocidade do ciclo de descongelamento melhorada. 05W APRESENTAÇÃO - CARATERÍSTICAS 04 SA CA/MCA SP/MSP MB/XB MC MD/XD XC Cbu -ã ã áu T hóf u uã g h M 2 gu áx ê u x -15 C A fu, u x u bx (DC-INVERTER -15ºC) Cfguã ub b z u u gé T G F ó uã é ã qu fã bóg

Leia mais

PROFESSORA ======================= & ˆ«======================= & «G Emˆ_ «ˆ«j ˆ«

PROFESSORA ======================= & ˆ«======================= & «G Emˆ_ «ˆ«j ˆ« PROSSOR L M: Trz d átim R. rvh & # m _ Ó Œ bm cm c ri nh n si & # Ó Œ du c tm _ bém. Ns s n, qu ri ri n t, d, ju v cê tm d ns & # 2 4 _ V cê é u m grn d mi g pr fs s r qu ri d qu ns qur tn t ms tr ns s

Leia mais

A OLIMPÍADA BRASILEIRA DE FÍSICA EM GOIÁS ENQUANTO FERRAMENTA PARA A ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA: TRADUÇÃO DE UMA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL

A OLIMPÍADA BRASILEIRA DE FÍSICA EM GOIÁS ENQUANTO FERRAMENTA PARA A ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA: TRADUÇÃO DE UMA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS E MATEMÁTICA Kll Kll Sá A OLIMPÍADA BRASILEIRA DE FÍSICA EM GOIÁS ENQUANTO FERRAMENTA PARA A ALFABETIZAÇÃO

Leia mais

TIU CHUN VIT NAM TCVN AMONIAC LNG TNG HP Ly mu Liquid synthet c amoniac Sampling

TIU CHUN VIT NAM TCVN AMONIAC LNG TNG HP Ly mu Liquid synthet c amoniac Sampling TIU CHUN VIT NAM TCVN 2614-1993 x іt ln 1. So t AMONIAC LNG TNG HP Ly mu Liquid synthet c amoniac Sampling Ti u chun n єy qui nh c c dng, thit b, v є tr nh t ly mu th nghim ( mu th ) amoniac lng tng hp

Leia mais

CLAMORES E CONTRASTES

CLAMORES E CONTRASTES rwff»!$ # r» Crr Mnhã W&K Drtr DMTT BTTNCUT trnm 6 ü»m HUrBC BCH C» tãvlõ ê H M XVN 656 tprlb êrô lln > N WlttMM 8 C P K BÍ)0 6 ) N 9 nrç»lgrph CMNH» C MUD t Frl Pr rnprttr v tb r Wnlú vltr u ttnçã f l

Leia mais

P PÓ P. P r r P P Ú P P. r ó s

P PÓ P. P r r P P Ú P P. r ó s P PÓ P P r r P P Ú P P r ó s P r r P P Ú P P ss rt çã s t à rs r t t r rt s r q s t s r t çã r str ê t çã r t r r P r r Pr r r ó s Ficha de identificação da obra elaborada pelo autor, através do Programa

Leia mais

AS MARCAS DO ABUSO SEXUAL

AS MARCAS DO ABUSO SEXUAL ESPECIAL 1 CRREI BRAZILIENSE AS MARCAS D ABUS SEXUAL MANUELA, 35 ANS: ABUSADA NA INFÂNCIA PELS NAMRADS DA MÃE MAIS SILENCIS DS CRIMES ACNTECE DENTR DE CASA, CNDENA AS VÍTIMAS A UMA DR SEM DESCANS, DESTRÓI

Leia mais

Obrigado. A paz do Senhor. Marcos Daniel V. Baroni

Obrigado. A paz do Senhor. Marcos Daniel V. Baroni 2 Snti ncssid rgnizr mlhr s vrs grup cidi trblhr nst cumn utilizn frrmnts grtuits. Pr nã sr vrsã finl, nã v sr utiliz cm tlmnt cnfiávl. Qulqur dúd é rcmndávl cnfrir s prtiturs riginis. Encntrn rrs qulqur

Leia mais

Preciso De Ti (Diante do Trono)

Preciso De Ti (Diante do Trono) Pres e (inte d Trn) rrnj r MRCLO MINL úvids, sugestões, cntt: mrcelminl@yh.cm.br Srn ndnte /F# /F# lt Tenr Bss rárárá rá rárá 6 1.Pre 4/6 s Pre s d Teu 2.Nã ss_esque cer que i zes Teu 1.Pre s Pre s d 2.Nã

Leia mais

REVIS TA CONTATO LEITOR GALERIA COLUNAS EDIÇÕES ANTIGAS ASSINATURA. 30/7/2014 Salão de Gramado encerra nesta quinta-feira.

REVIS TA CONTATO LEITOR GALERIA COLUNAS EDIÇÕES ANTIGAS ASSINATURA. 30/7/2014 Salão de Gramado encerra nesta quinta-feira. Q u a, 3 0 d e J u l h o d e 2 0 1 4 search... REVIS TA CONTATO LEITOR GALERIA COLUNAS EDIÇÕES Selecione a Edição ANTIGAS C l i q u e n o l i n k a b a i xo p a r a a c e s s a r a s e d i ç õ e s a n

Leia mais

DIAGRAMA DE INTERLIGAÇÃO DE AUTOMAÇÃO EXXA -SL

DIAGRAMA DE INTERLIGAÇÃO DE AUTOMAÇÃO EXXA -SL 3 4 7 8 9 0 QUIPMNTOS ONTROLOS XX SL (L44) - RJ4- /SNSORS - IM SOPOR 30.400.83.7 XX SL (L44) - RJ4- /SNSORS - IM MUTIR 30.400.84. IRM INTRLIÇÃO UTOMÇÃO XX -SL 3 0// INTIIÇÃO OS SNSORS UMI PRSSÃO /03/4

Leia mais

Hymnarium. Cura de Estrelas 1 & 2. Padrinho Sebastião. Partituren

Hymnarium. Cura de Estrelas 1 & 2. Padrinho Sebastião. Partituren Hymnrium ur de strels & 2 Pdrinho Sebstião Prtituren RINH O MR - 2009 Prodution: Mrco rcie Imperil Prtituren: isele rcie Imperil irigentin: isele rcie Imperil www.ceflupedrmr.org ur Prte www.ceflupedrmr.org

Leia mais

Lyceum Educacional. A Educação está no nosso DNA

Lyceum Educacional. A Educação está no nosso DNA Lyum Euinl A Euçã tá n n DNA Lyum Grni u intituiçã frm fiz invr Atn u muni êmi trvé um Srtri Virtul Cnt u lun u intituiçã m móul Mbili Alqu u rp nt frm fiz Otimiz u rur iminu u ut Ofrç rviç prnliz u lun

Leia mais

Servidor de e-mail Interno ou na Nuvem?

Servidor de e-mail Interno ou na Nuvem? Svi -il It Nv? 4 CLOUD SOLUTIONS Pgt q t p vi fz p ã p pi. Svi -il It Nv? 4 Pgt q t p vi fz p ã p pi. CLOUD SOLUTIONS Mi. S Epilit Cl. E-il é lg tã pt i i p, tã bái p fit qlq gizçã, q ã é p igi q l fi

Leia mais

Politiska riktlinjer, avsnitt 2 En stنndigt f rنnderlig vنrld

Politiska riktlinjer, avsnitt 2 En stنndigt f rنnderlig vنrld Politiska riktlinjer, avsnitt 2 En stنndigt f rنnderlig vنrld i~éé هê pلا o~ا cêëن~ضëëي نن~êة aلëيêلâي vêâ~هاة cêةاê~ض~هاةë êâ~هاة M m~êيلëي êةنëةه _لر~ننيلننâ~éليةنOلêلâينلهàةêه~ T OT _لر~نن _لر~نن نêا~ضOEâ~éليةنOFKاçإ

Leia mais

! "#" $ %&& ' ( )%*)&&&& "+,)-. )/00*&&& 1+,)-. )/00*&2) (5 (6 7 36 " #89 : /&*&

! # $ %&& ' ( )%*)&&&& +,)-. )/00*&&& 1+,)-. )/00*&2) (5 (6 7 36  #89 : /&*& ! "#" %&& ' )%*)&&&& "+,)-. )/00*&&& 1+,)-. )/00*&2) 3 4 5 6 7 36 " #89 : /&*& #" + " ;9" 9 E" " """

Leia mais

NESS-A TOUCH SCREEN 7" C/ MODEM

NESS-A TOUCH SCREEN 7 C/ MODEM 6 7 8 9 0 QUIPMNTOS ONTROLOS OMPRSSOR LTRNTIVO // LTRÇÃO LYOUT-IM MUTI PR SOPOST OTÃO MRÊNI LLN9 0 07/0/ LTRÇÃO O MOM O LYOUT LOUV 7 0 06// INLUSÃO O ORINTTIVO O LÇO OMUNIÇÃO IO V. 00 8/0/ INIIL TOS R.

Leia mais

Currículo e Aulas Previstas

Currículo e Aulas Previstas Rua Dr. Francisco Sá Carneiro, N.º 8 Telef. 231 920 454/5 Fax: 231 920 300 Sítio web http://www.aemrt.pt E-mail aemortagua@aemrt.pt Currículo e Aulas Previstas Ano Letivo: 2013/2014 Português 1.º Ano DMÍNIS

Leia mais

CONTROLE AVES DE VENDA EXPOSIÇÃO 2014 ORLANDO NASCIMENTO- 21 98825-5609/96739-8619

CONTROLE AVES DE VENDA EXPOSIÇÃO 2014 ORLANDO NASCIMENTO- 21 98825-5609/96739-8619 CONTROLE AVES DE VENDA EXPOSIÇÃO 2014 CRIADOR TELEFONE GAIOLA ANEL SEXO NOMENCLATURA VALOR OBS ORLANDO NASCIMENTO- 21 98825-5609/96739-8619 1 IB-105-40-13 FM CN OP AM MF IN 100,00 BANCO: 2 BB-3992-44-11

Leia mais

n o m urd ne Hel e n o mis

n o m urd ne Hel e n o mis Em nosso cotidiano existem infinitas tarefas que uma criança autista não é capaz de realizar sozinha, mas irá torna-se capaz de realizar qualquer atividade, se alguém lhe der instruções, fizer uma demonstração

Leia mais

REGULAMENTO DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM No u s o d a c o mp e t ê n c i a p r e v i s t a al í n e a v ) d o n. º 1 d o ar t i g o 64º d o De c r e t o -Le i n. º 1

Leia mais

GABINETE DO SECRETÁRIO

GABINETE DO SECRETÁRIO GABINT DO SRTÁRIO DITAL Nº 006/20 SLÇÃO INTRNA D DONTS ARA ATUAR NOS ROGRAAS STRUTURANTS DA SRTARIA D DUAÇÃO DO STADO DA BAHIA: NSINO ÉDIO AÇÃO IÊNIA NA SOLA, NA ONDIÇÃO D SURVISORS ONITORS/TUTORS ONLIN.

Leia mais

DIAGRAMA DE INTERLIGAÇÃO DE AUTOMAÇÃO NESS LRC MULTILINHAS C/ IHM

DIAGRAMA DE INTERLIGAÇÃO DE AUTOMAÇÃO NESS LRC MULTILINHAS C/ IHM 4 5 6 7 8 9 0 QUIPNOS ONROLOS 5 LINS RSRIOS OU LINS ONLOS LIN RSRIOS IR INRLIÇÃO UOÇÃO NSS LR ULILINS O I 8 0/0/5 URÇÃO LRÇÃO OS UNIUS, RPOSIIONNO O POLI LRÇÂO N LIS RIIS LOUV 7 7 0/0/5 LRO O LYOU, SUSIUIO

Leia mais

Orfeon Académico. Na Estação Nova. Perto de Santarém, num apeatada. bom humor. Eh! r a p a z e s... vocifera um: Pronto...

Orfeon Académico. Na Estação Nova. Perto de Santarém, num apeatada. bom humor. Eh! r a p a z e s... vocifera um: Pronto... ( RN VII N 73 Publçõ upr á lh $05 rl u lh pg $0 (Pr lów) ur (pg ) 2$80 r $40 rr $70 Pl rr 3$20 r $60 Brl 3$60 (fr) Pr l prugu 3$20 l Brr Rgru Lb r r Fr Mr Su Nzré lur rr Iurl Brr qu l f h pl r Mr Iruçã

Leia mais

BALIZA. Cor central.da PLAYMOBIL podes fazer passes. verde-claro curtos, passes longos e, até, rematar para com a nova função de rotação.

BALIZA. Cor central.da PLAYMOBIL podes fazer passes. verde-claro curtos, passes longos e, até, rematar para com a nova função de rotação. PONTAP DE SAÍDA TCNICAS DE Pntpé bliz Est lnc cntc n iníci jg pós cd gl. Est Gnhs cntr p dis"d jg- bl qund cm dis st jgdrs cir list d cmp tu d quip: pntpé é dd REMATE ntr d círcul cntrl. Os jgdrs jg cm

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO JULHO/2015

BOLETIM INFORMATIVO JULHO/2015 BOLETIM INFORMATIVO JULHO/2015 A 9 Eçã 107 DESTAQUES ASSEMBLEIA GERAL ORDINARIA RECEITAS X DESPESAS BENEFÍCIOS, SERVIÇOS E PARCERIAS SEGURO AUTO CONSCIENTE DEPARTAMENTOS APOSENTADOS CULTURAL E RECREATIVO

Leia mais

O filho que eu quero ter

O filho que eu quero ter filho que eu que ter Toquinho inícius Mor Arrno: Roberto Rodrigu q = 68 # #. # n b.... 1. É co 1. É co 1. É co Œ 5. mum pen vi. mum pen vi gen te so nhr eu sei Qun vem oien teio ve o se trns formr Num

Leia mais

... Acabamentos naturais para madeira

... Acabamentos naturais para madeira ... Abnt ntu p Abnt p nt xt Plyx - Ol p pvnt Pvçã nutnçã w t l Pv blz ntul. Ín Ín put 4 Ru bnt p u nt xt p u nt 8 Plyx - Ol Ognl, Rp 10 Plyx - Ol Vltu Nv! 12 C Inl Extfn p M, Ptt M 14 TpOl 16 Abnt C Tnpnt

Leia mais

J u i n 2 0 0 9 L e ttr e d 'i n fo r m a ti o n n 1 9 E d i to r i al E p p u r si m u o ve «E t p o u r ta n t e l l e b o u g e» m u r m u r a G a l l i l é e s u r s o n c h a m p e s t l a r g e.

Leia mais

Currículo e Aulas Previstas

Currículo e Aulas Previstas Rua Dr. Francisco Sá Carneiro, N.º 8 Telef. 231 920 454/5 Fax: 231 920 300 Sítio web http://www.aemrt.pt E-mail aemortagua@aemrt.pt Currículo e Aulas Previstas Ano Letivo: 2015/2016 Área: Português 1.º

Leia mais

GRAVITAÇÃO UNIVERSAL

GRAVITAÇÃO UNIVERSAL GVIÇÃO UNIVESL z- u ci féric u fr chubo rio, l qu u uprfíci ngnci uprfíci xrn fr chubo p plo cnro priii fr chubo r D coro co Li Grição Unirl, qul rá forç co qu fr chubo rirá u pqun fr locliz à iânci, o

Leia mais

AQUECEDORES & PRESSURIZADORES. AF114 Catalogo Aquecedores 2014 AB 400x200mm.indd 1 04/06/14 10:32

AQUECEDORES & PRESSURIZADORES. AF114 Catalogo Aquecedores 2014 AB 400x200mm.indd 1 04/06/14 10:32 QUEEDORES & PRESSURIZDORES 2014 F114 lg qud 2014 400x200.indd 1 04/06/14 10:32 Linh Águ Qun Obi. Mi fiin, i unávl. S unávl é uiliz u nui d f i inlign. É iiz uld, duzi dpdíi, g i i fiz. É i qu Linh Águ

Leia mais

Conheça o Instituto Bola Pra Frente

Conheça o Instituto Bola Pra Frente p n p p v n l l? B Qu u v p p c u h l b v n Cnhç Inu Bl P Fn O Inu Bl P Fn ncu nh cpã unl fubl, Jgnh, qun l nh 11 n jgv bl n cp váz n f cnuí Inu - Gulup, Zn N R Jn - nugu n n 2000. N buc p u plc cl ju,

Leia mais

INCLUSO. consulte RELÓGIO DIGITAL. Vinhedo Tel: 55 (19) 3886-3003 Daniela - (19) 3515-5673

INCLUSO. consulte RELÓGIO DIGITAL. Vinhedo Tel: 55 (19) 3886-3003 Daniela - (19) 3515-5673 ML E 9.9.235.582 O V - º37 - BL/MO/JUHO/2013 V E O O HOW-OOM EEL E M E OM.04 07 quím E LO.01 lu MELHO EÇO MEO OVE!!! M u MEO E EEU.02.08 MEE f EE ul l B Ep p qu m: m Vál 01 /m 3013 /julh 2013 LUO ul ELO

Leia mais

Hans Staden Luiz Antonio Aguiar PROJETO DE LEITURA. O autor. Romance histórico. Ficha Autor: Quadro sinóptico

Hans Staden Luiz Antonio Aguiar PROJETO DE LEITURA. O autor. Romance histórico. Ficha Autor: Quadro sinóptico Hs S Lz r J L r Lz r s 9, Jr. sr Lrr rslr, l -J, s sr lr lr sss, é rss rs lrárs, rr, rr, só Lr slr rl r fs rçã rçã lrár. rl r rrs sórs qrs ár l rk. s íls ls vrss rês ss lvrs, lsv J lr íl f- l Jvl, 99,

Leia mais

Definição e Criação de Molduras

Definição e Criação de Molduras TQS - Mldur Escrit pr Eng. Cmil Ferreir Seg, 20 Mi 2013 09:47 - Ness mensg rei lg dic crir nv mldur pltg n TQS. Ain nesse mesm text, lbrrei ts sbre recurs interessnte p uxiliá-ls criçã crimbs (u sels)

Leia mais

Ladrão é ferido e outro preso em troca de tiros

Ladrão é ferido e outro preso em troca de tiros j G www DÇÃ: GÂN - G TÇ- JN D f D N ã f G 9 f q N (9) N ( k Gâ) ã f í çã G (D) j új çã G : f G G Gâ ç-f ç D ç ô ç fâ É f q ç ô f T! ã ã f ã xê ã f f f q êx D G ê N j f ã ê Hj ç j q f f f ç ê f ç! N q N

Leia mais

Correção da fuvest ª fase - Matemática feita pelo Intergraus

Correção da fuvest ª fase - Matemática feita pelo Intergraus da fuvest 009 ª fase - Matemática 08.0.009 MATEMÁTIA Q.0 Na figura ao lado, a reta r tem equação y x no plano cartesiano Oxy. Além dis so, os pontos 0,,, estão na reta r, sendo 0 = (0,). Os pontos A 0,

Leia mais

II URBFAVELA Eixo temático 4.4: Participação social nos projetos de urbanização PESQUISA PASSAGENS JARDIM ÂNGELA INSTITUTO DA CIDADE EM MOVIMENTO

II URBFAVELA Eixo temático 4.4: Participação social nos projetos de urbanização PESQUISA PASSAGENS JARDIM ÂNGELA INSTITUTO DA CIDADE EM MOVIMENTO UBFV ixo temático 4.4: Participação social nos projetos de urbanização PQU PGN JD ÂNG NTTUT D CD VNT Foto da Pereira achado (. Quintans) JG PD 'B VND FGU VN D V V CN NT'NN É J H C D DGU BCÍN VND N BT JG

Leia mais

ÍNDICE EPI. Por departamento / Seção. Botas e Calçados Luvas Óculos Segurança e Proteção e e 197.

ÍNDICE EPI. Por departamento / Seção. Botas e Calçados Luvas Óculos Segurança e Proteção e e 197. Ferramentas Elétricas Ferramentas Ferragem EPI Agronegócio Hidráulica Elétrica Químicos e Impermeabilzantes Pintura ÍNDICE Por departamento / Seção EPI Botas e Calçados Luvas Óculos Segurança e Proteção

Leia mais

Vamos analisar o seguinte circuito trifásico: Esta aula:! Sistemas Trifásicos equilibrados com Transformador ideal

Vamos analisar o seguinte circuito trifásico: Esta aula:! Sistemas Trifásicos equilibrados com Transformador ideal EA6 Circuits FEEC UNCAMP Aul 6 Est ul:! Sistms Trifásics quilibrds cm Trnsfrmdr idl Nst ul nlisrms um sistm trifásic quilibrd cm trnsfrmdr Cm sistm é quilibrd, pdms nlisr circuit trifásic trtnd pns d um

Leia mais

Eu só quero um xodó. Música na escola: exercício 14

Eu só quero um xodó. Música na escola: exercício 14 Eu só qu u xdó Músic n scl: xcíci 14 Eu só qu u xdó Ptitus Mi, hni lt Aut: Dinguinhs stáci Rgiã: Pnbuc : 1973 Fix: 14 Anj: Edsn Jsé Alvs Músics: Edsn Jsé Alvs vilã Pvt clints, sx t Jsé Alvs Sbinh Zzinh

Leia mais

ç h s p BALÃO - D D CAI, CAI, BALÃO CAI, CAI, BALÃO CAI, CAI, BALÃO AQUI NA MINHA MÃO. NÃO CAI NÃO NÃO CAI NÃO NÃO CAI NÃO CAI NA RUA DO SABÃO.

ç h s p BALÃO - D D CAI, CAI, BALÃO CAI, CAI, BALÃO CAI, CAI, BALÃO AQUI NA MINHA MÃO. NÃO CAI NÃO NÃO CAI NÃO NÃO CAI NÃO CAI NA RUA DO SABÃO. leã IR ÍL é t ei le, ni e liõe e eent tiie eüenii. le 1 e 2, liõe enle tl i e nnte, filitn eni lfet. ei le etã lt à itetiã fíli ilái, eitin, e nei, e fe lie itetiente n e e ln, fen inteenõe e eee e l ln

Leia mais

AS FORÇAS NATURAIS DESCONHECIDAS

AS FORÇAS NATURAIS DESCONHECIDAS 2011 - Cnhcmnt Edtrl Ltd. A Frç Ntur Dcnhcd IL jrc nlurll ncnnu) Cmll Flmrn I1S42-1925) Td drt dt dçã rrvd à CONHECI\'\EXTO EDITORI.\L LTDA Ru Prl. Pul Chr, 276 -Yl 'vlrqu CEP 134RQ-970 - Lmr - SP Fn/Fx:

Leia mais

Produção executiva: Autor dos sermões: Edição e revisão: Conselheiros: Arte e diagramação: Impressão e acabamento:

Produção executiva: Autor dos sermões: Edição e revisão: Conselheiros: Arte e diagramação: Impressão e acabamento: 2 SEMANA DA FAMÍLIA 3 1 Pr Int O V U Viv U C F U 2 SEMANA DA FAMÍLIA A Prduçã xcutiv: Ertn Köhlr, Mrln Lp Mgdil Prz Autr d rõ: Aljndr Bullón Ediçã rviã: Luc Dir Mrci Ebingr Cnlhir: Willi Olivr, Elin Olivr

Leia mais

MATERIAL DO ALUNO PARA RECORTAR

MATERIAL DO ALUNO PARA RECORTAR MATERIAL DO ALUNO PARA RECORTAR O Sonho de Renato O Sonho de Renato a e i o u A E I O U so nho de Re na to Eu sou Renato Valadares Batista. Tenho 14 anos. Sou filho de Pedro Batista e Luzia Valadares.

Leia mais

Módulo II. Sistemas Internos de Informação. Redes e serviços de comunicação Sistema interno de informação da ESTV. Módulo II

Módulo II. Sistemas Internos de Informação. Redes e serviços de comunicação Sistema interno de informação da ESTV. Módulo II Módul S d ç Rd vç d uç S d ç d ESTV @2007 Módul v 1 Rd Svç d Cuç C d d l Cl d d d uç C b d u d Rd Eh W Tlg d à Svç @2007 Módul v 2 C d d l Tl =? U d d l é u d uç uíd vé d lgç d v ud u dv, ldd d ç lh u

Leia mais

Código PE-ACSH-2. Título:

Código PE-ACSH-2. Título: CISI Ctro Itrção Srvços Iformtc rão Excução Atv Itr o CISI Cóo Emto por: Grêc o Stor 1. Objtvo cmpo plcção Est ocumto tm como fl fr o prão brtur chmos suport o CISI. A brtur chmos é rlz o sstm hlpsk, qu

Leia mais

Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março. Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março

Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março. Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março Prova Escrita de Física e Química A Prova Escrita

Leia mais