Física II. Funcionamento da Disciplina MIEQ 2014/2015. LMM Departamento de Engenharia Física Faculdade de Engenharia Universidade do Porto

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Física II. Funcionamento da Disciplina MIEQ 2014/2015. LMM Departamento de Engenharia Física Faculdade de Engenharia Universidade do Porto"

Transcrição

1 Física II Funcionamento da Disciplina MIEQ 2014/2015 LMM Departamento de Engenharia Física Faculdade de Engenharia Universidade do Porto 1

2 Apresentação Luís Miguel Martelo Departamento de Engenharia Física Gabinete H315 2

3 Início das aulas Aulas teórica-práticas Quarta-feira, 18 de Fevereiro de 2015 Aulas práticas Semana de 23 a 17 Fevereiro de

4 Funcionamento da disciplina Ficha da unidade curricular Programa Bibliografia Métodos de Ensino Avaliação Frequência 4

5 Páginas de Física II Página Sigarra: Página Moodle 5

6 Programa 1 Carga Eléctrica e Força Eléctrica 2 Campo Eléctrico, Energia e Potencial Electrostáticos 3 Condensadores 4 Corrente eléctrica 5 Resistência Eléctrica e Lei de Ohm 6 Circuitos Eléctricos de Corrente Contínua 7 Campo Magnético 8 Indução Electromagnética 9 Circuitos de Corrente Alternada 10 Campo Electromagnético e Ondas Electromgnéticas 11 Propriedades da Luz 12 Óptica Geométrica 6

7 Bibliografia L M Martelo Física II - Electromagnetismo e Circuitos Eléctricos Edição FEUP e LMMartelo 7

8 Bibliografia L M Martelo Física II Propriedadea da Luz e Óptica Geométrica Edição FEUP e LMMartelo 8

9 Bibliografia L. M. Martelo, Física II - Electromagnetismo e Circuitos Eléctricos, Edição 2014 (dísponível em pdf nas páginas Moodle e Sigarra de Física II). L. M. Martelo, Física II - Propriedadea da Luz e Óptica Geométrica, Edição 2014 (dísponível em pdf nas páginas Moodle e Sigarra de Física II). P. A. Tipler, Física, Volume 2: Electricidade e Magnetismo, Óptica, 4a Edição, Livros Técnicos e Cientícos, Rio de Janeiro, Th. A. Moore, Six Ideas That Shaped Physics, Unit E: Electric and Magnetic Fields Are Unified, 2nd. Edition, McGraw-Hill, D. Halliday, R. Resnick, J. Walker, Fundamentos de Física, Volume 3: Electromagnetism, 8a Edição, LTC, Rio de Janeiro, Mircea Serban Rogalski e António Ferraz, Física para Engenheiros - Problemas Resolvidos e Comentados, Escolar Editora, Lisboa, Paul A. De Young, Unit O - Geometrical Optics, Disponível em 9

10 Métodos de Ensino Aulas teorico-práticas (gerais) 1h30 + 1h00 / semana Actividade prática, exposição da matéria, exemplos ilustrativos e resolução de exercícios. Aulas práticas (turmas) - 1h00 / semana Resolução de exercícios pelos alunos sob supervisão do docente. Página moodle: Informações gerais, cadernos de apontamentos, slides, videos, formulários, guia de estudo, exemplos de minitestes e de exames, etc. Atendimento semanal (deve ser usado!) A definir por cada docente. 10

11 Avaliação Distribuída com Exame Final Avaliação distribuída: 30% da nota final: 2 mini-testes nas aulas TP, com duração máxima de 1h00, consistindo em 10 questões de escolha múltipla. Datas PROVISÓRIAS dos mini-testes: 1º mini-teste: TP 3ªFeira 24/03 (6ª semana de aulas) 2º mini-teste: TP 3ªFeira 19/05 (12ª semana de aulas) Mínimo 6.0 valores em 20.0 para se ter frequência, i.e., admissão a exame final (épocas normal e de recurso) Exame final: 70% da nota final Mínimo 8.0 valores em 20.0 no exame final para a nota da avaliação distribuída contar para a nota final 11

12 Obtenção de Frequência Obtém frequência, i.e., admissão a exame final (épocas normal e de recurso), todo o aluno regularmente inscrito que: não ultrapasse o máximo de 3 (três) faltas às aulas PL obtenha a classificação mínima de 6.0 valores na componente da avaliação distribuída. Alunos que tenham falta justicada na secretaria do DEQ aquando de uma componente da avaliação distribuída poderão realizar um mini-teste extra, em data a ser definida. 12

13 Classificação Final Se AD>=6.0 então frequência: admissão a exame final (épocas normal e de recurso) Se EF>= 8.0 então CF = MAX(0.3*AD + 0.7*EF,EF) onde senão CF = EF AD - avaliação distribuída (0.0 a 20.0 valores) EF - classificação do exame final (0.0 a 20.0 valores) CF - classificação final (0 a 20 valores) 13

14 Casos especiais Estudantes com Frequência em 2013/2014 OU conservar a frequência de 2011/2012 não se devem inscrever numa turma P (mas podem assistir) OU submeter-se à avaliação distribuida irreversivelmente devem inscrever-se numa turma P ficam sujeitos às regras gerais da unidade curricular Estudantes TE/MIL dispensados de frequência e da avaliação distribuída não se devem inscrever numa turma P (mas podem assistir) classificação final igual à do exame final OU conservar a frequência de 2011/2012 não se devem inscrever numa turma TP (mas podem assistir) OU submeter-se à avaliação distribuida irreversivelmente devem inscrever-se numa turma TP ficam sujeitos às regras gerais da unidade curricular 14

15 Melhoria de Classificação Final/Distribuída Através do exame final da época de recurso. A classificação final será calculada do seguinte modo: CF = max (0.3*AD + 0.7*EFN, EFN, 0.3*AD+0.7*EFR, EFR) onde AD - avaliação distribuída (0.0 a 20.0 valores) EFN - classificação do exame de época normal (0.0 a 20.0 valores) EFR - classificação no exame de época recurso (0.0 a 20.0 valores) CF - classificação final (0-20 valores) 15

16 Pré-requisitos Mecânica Clássica: Leis de Newton, forças e movimentos. Trabalho e energia. Força gravítica entre duas massas pontuais. Conhecimentos elementares de estrutura atómica da matéria: Átomos e moléculas; Protões, electrões e neutrões. 16

17 Pré-requisitos Operações elementares com vectores Soma e subtracção de vectores. Escrever o vector-posição de um ponto/partícula no espaço tridimensional. Produtos escalar e vectorial de dois vectores Cálculo elementar Derivar funções. Integrar funções simples. Equações diferenciais simples. 17

18 Observações Os estudantes devem dedicar ao estudo cerca de 6 horas semanais, para além da normal frequência às aulas teóricas e teorico-práticas. Nos testes de avaliação distribuída e no exame final: é permitido o uso de máquinas de calcular. os enunciados possuem um formulário. Qualquer tentativa de FRAUDE durante o processo de avaliação distribuída leva à perca de frequência e não admissão a exame. 18

19 Atitude Nada se aprende sem esforço. Quem muito erra, muito acerta. Começar a estudar desde o início. Colocar TODAS as dúvidas nas aulas. 19

Programa e Bibliografia

Programa e Bibliografia Universidade de São Paulo Instituto de Física de São Carlos - IFSC FCM 0412 Física B para Engenharia Ambiental Programa e Bibliografia Prof. Dr. José Pedro Donoso Programa 1 Carga elétrica 2 Campo elétrico

Leia mais

Programa de Unidade Curricular

Programa de Unidade Curricular Programa de Unidade Curricular Faculdade Engenharia Licenciatura Engenharia Electrónica e Informática Unidade Curricular Física Geral II Semestre: 2 Nº ECTS: 6,0 Regente Carlos Alberto Rego de Oliveira

Leia mais

MATEMÁTICA II. Descrição:

MATEMÁTICA II. Descrição: MATEMÁTICA II Ano Académico: 2017/2018 1º Semestre Docente(s): Pedro Encarnação Descrição: A disciplina de Matemática II fornece aos alunos ferramentas de integração, de cálculo diferencial em R n incluindo

Leia mais

CURSO ENGENHARIA DA PRODUÇÃO Autorizado pela Portaria nº de 25/08/10 D.O.U de 27/08/10 Componente Curricular: Física Geral e Experimental III

CURSO ENGENHARIA DA PRODUÇÃO Autorizado pela Portaria nº de 25/08/10 D.O.U de 27/08/10 Componente Curricular: Física Geral e Experimental III CURSO ENGENHARIA DA PRODUÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 D.O.U de 27/08/10 Componente Curricular: Física Geral e Experimental III Código: ENG 272 Pré-requisito: Física Geral e Experimental

Leia mais

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR Estatística Biologia Ano lectivo: 2011 /2012 Docentes Responsável Júri Vogal Vogal Responsável pela pauta Docentes que leccionam a UC Ana Maria Caeiro Lebre

Leia mais

Anaximandro Dalri Merizio Modalidade: Graduação

Anaximandro Dalri Merizio Modalidade: Graduação MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICAS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CÂMPUS ITAJAÍ PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO Unidade Curricular:

Leia mais

Disciplina Física 3. Prof. Rudson R. Alves Bacharel em Física pela UFES Mestrado IFGW UNICAMP. Prof. da UVV desde 1998 Engenharias desde 2000

Disciplina Física 3. Prof. Rudson R. Alves Bacharel em Física pela UFES Mestrado IFGW UNICAMP. Prof. da UVV desde 1998 Engenharias desde 2000 Disciplina Física 3 Prof. Rudson R. Alves Bacharel em Física pela UFES Mestrado IFGW UNICAMP Prof. da UVV desde 1998 Engenharias desde 2000 Sobre a Apresentação Todas as gravuras, senão a maioria, são

Leia mais

Fundamentos de Eletromagnetismo (098116B)

Fundamentos de Eletromagnetismo (098116B) Grupo de Supercondutividade e Magnetismo Fundamentos de Eletromagnetismo (098116B) Prof. Dr. Maycon Motta São Carlos-SP, Brasil, 2016 Turma B Prof. Dr. Maycon Motta E-mail: m.motta@df.ufscar.br Site: www.gsm.ufscar.br/mmotta

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO PROGRAMA DE DISCIPLINA NOME COLEGIADO CÓDIGO SEMESTRE FÍSICA II CEAGRO AGRO0009 016.1 CARGA HORÁRIA TEÓR: 60 PRÁT: 0 HORÁRIOS: a. FEIRA (10:00-1:00) TURMA

Leia mais

Carga Horária Créditos Curso Atendido Pré-Requisitos Teórica ENGENHARIA Prática - - FÍSICA GERAL II ELÉTRICA Total 60 04

Carga Horária Créditos Curso Atendido Pré-Requisitos Teórica ENGENHARIA Prática - - FÍSICA GERAL II ELÉTRICA Total 60 04 UNIDADE DE ENSINO DE PAULO AFONSO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DA BAHIA IFBA AUTORIZADA PELA PORTARIA/MEC Nº 105, DE 29 DE JANEIRO DE 2010 D.O.U. 01/02/2010 AV. MARCONDES DE FERRAZ

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2016 Primeiro 1. Identificação Código 1.1 Disciplina: FÍSICA BÁSICA III 0090115 1.2

Leia mais

Física 4. Ótica e Física moderna. Profa. Keli F. Seidel

Física 4. Ótica e Física moderna. Profa. Keli F. Seidel Física 4 Ótica e Física moderna Informações Gerais Site https://kelifisica.wordpress.com/utfpr/ https://kelifisica.wordpress.com/utfpr/fisica-3-experimental/ Informações sobre: - plano de ensino; - Datas

Leia mais

Disciplina de FÍSICA I

Disciplina de FÍSICA I UIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA F A C U L D A D E D E E G E H A R IA Disciplina de FÍSICA I Contexto da Disciplina Horas de Trabalho do Aluno Curso(s): Licenciaturas em Engenharia (1º ciclo) Aulas Teóricas

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CIRCUITOS ELÉCTRICOS E ELECTRÓNICOS Ano Lectivo 2012/2013

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CIRCUITOS ELÉCTRICOS E ELECTRÓNICOS Ano Lectivo 2012/2013 Programa da Unidade Curricular CIRCUITOS ELÉCTRICOS E ELECTRÓNICOS Ano Lectivo 2012/2013 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Engenharia Informática 3. Ciclo de Estudos

Leia mais

PLANO DE ENSINO OBJETIVO GERAL

PLANO DE ENSINO OBJETIVO GERAL PLANO DE ENSINO DADOS DA DISCIPLINA Nome da Disciplina: Física Aplicada à Computação Curso: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES Carga Horária Semestral: 67 (4 CRÉDITOS) Período: 2º Docente

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular 2009/2010

Ficha de Unidade Curricular 2009/2010 Ficha de Unidade Curricular 2009/2010 Unidade Curricular Designação Ferramentas Digitais/Gráficas II Área Científica Design Gráfico e Multimédia Ciclo de Estudos Obrigatório Carácter: Obrigatório Semestre

Leia mais

Física 4. Ótica e Física moderna. Profa. Keli F. Seidel

Física 4. Ótica e Física moderna. Profa. Keli F. Seidel Física 4 Ótica e Física moderna Informações Gerais Site https://kelifisica.wordpress.com Informações sobre: - plano de ensino; - Datas de provas, entrega de APS s, etc; - Slides de aulas; - Sugestão de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS CONSELHO DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS CONSELHO DE GRADUAÇÃO DISCIPLINA: Física Experimental I CÓDIGO: 2DB.012 VALIDADE: Início: 01/2013 Término: Eixo: Física Carga Horária: Total: 25 horas 30 horas-aula Semanal: 2 aulas Créditos: 2 Modalidade: Experimental Integralização:

Leia mais

Disciplina Física 3. Prof. Rudson R. Alves Bacharel em Física pela UFES Mestrado IFGW UNICAMP. Prof. da UVV desde 1998 Engenharias desde 2000

Disciplina Física 3. Prof. Rudson R. Alves Bacharel em Física pela UFES Mestrado IFGW UNICAMP. Prof. da UVV desde 1998 Engenharias desde 2000 Disciplina Física 3 Prof. Rudson R. Alves Bacharel em Física pela UFES Mestrado IFGW UNICAMP Prof. da UVV desde 1998 Engenharias desde 2000 Sobre a Apresentação Todas as gravuras, senão a maioria, são

Leia mais

Plano de Ensino Docente

Plano de Ensino Docente Plano de Ensino Docente IDENTIFICAÇÃO CURSO: Licenciatura em Matemática. FORMA/GRAU: ( )integrado ( )subsequente ( )concomitante ( )bacharelado (x) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE: ( x ) Presencial

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Autorizado pela Portaria nº 960 de 25/11/2008 DOU de 26/11/2008

CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Autorizado pela Portaria nº 960 de 25/11/2008 DOU de 26/11/2008 CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Autorizado pela Portaria nº 960 de 25/11/2008 DOU de 26/11/2008 Componente Curricular: Eletromagnetismo Código: ENG - 382 CH Total: 72 Aulas / 60 Horas Pré-Requisito: ----

Leia mais

Universidade Do Estado De Santa Catarina Centro De Ciências Tecnológicas Depto. de Física. Professor Luciano Camargo Martins PLANO DE ENSINO

Universidade Do Estado De Santa Catarina Centro De Ciências Tecnológicas Depto. de Física. Professor Luciano Camargo Martins PLANO DE ENSINO UDESC Joinville Universidade Do Estado De Santa Catarina Centro De Ciências Tecnológicas Depto. de Física Grupo de Dinâmica Não-Linear Professor Luciano Camargo Martins PLANO DE ENSINO 1 Identificação

Leia mais

PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA

PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA 1 PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Curso: SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÔES Nome da disciplina: Campos e ondas Código: 54160 Carga horária: 83 horas Semestre previsto: 2

Leia mais

Física (Eletricidade e Eletromagnetismo) Automação Industrial Segundo Semestre APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. Dr. Sérgio Turano de Souza

Física (Eletricidade e Eletromagnetismo) Automação Industrial Segundo Semestre APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. Dr. Sérgio Turano de Souza Física (Eletricidade e Eletromagnetismo) Automação Industrial Segundo Semestre APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. Dr. Sérgio Turano de Souza FATEC ITAQUERA Faculdade de Tecnologia de Itaquera Prof. Miguel Reale

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO PROGRAMA DE DISCIPLINA NOME COLEGIADO CÓDIGO SEMESTRE FÍSICA I CEAGRO AGRO0006 016.1 CARGA HORÁRIA TEÓR: 60 PRÁT: 0 HORÁRIOS: a. FEIRA (10:00-1:00) TURMA A

Leia mais

Física aplicada à engenharia elétrica

Física aplicada à engenharia elétrica ísica aplicada à engenharia elétrica Endereço com material http://sites.google.com/site/disciplinasrgvm/ Ementa Campo elétrico e potencial elétrico. Introdução à circuitos elétricos. Campo magnético, força

Leia mais

PLANO DE ENSINO I. EMENTA. Eletricidade. Magnetismo. Ótica. Abordagem histórica. Instrumentos pedagógicos para a contextualização do conhecimento.

PLANO DE ENSINO I. EMENTA. Eletricidade. Magnetismo. Ótica. Abordagem histórica. Instrumentos pedagógicos para a contextualização do conhecimento. PLANO DE ENSINO CURSO: LICENCIATURA EM MATEMÁTICA MODALIDADE: Presencial COMPONENTE CURRICULAR: FÍSICA II CÓDIGO: NBAS 06 ANO/SEMESTRE: 2016/2. CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 h CARGA HORÁRIA SEMANAL: 4 aulas

Leia mais

English version at the end of this document

English version at the end of this document English version at the end of this document Ano Letivo 2017-18 Unidade Curricular MECÂNICA GERAL Cursos TECNOLOGIA E MANUTENÇÃO AUTOMÓVEL Unidade Orgânica Instituto Superior de Engenharia Código da Unidade

Leia mais

HORÁRIOS PROVISÓRIOS 2016 ENSINO FUNDAMENTAL 2 6º ANO MANHÃ HORÁRIO AULA SEGUNDA-FEIRA TERÇA-FEIRA QUARTA-FEIRA QUINTA-FEIRA SEXTA-FEIRA 7:20 ÀS 8:10

HORÁRIOS PROVISÓRIOS 2016 ENSINO FUNDAMENTAL 2 6º ANO MANHÃ HORÁRIO AULA SEGUNDA-FEIRA TERÇA-FEIRA QUARTA-FEIRA QUINTA-FEIRA SEXTA-FEIRA 7:20 ÀS 8:10 6º ANO MANHÃ ÀS ÀS 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª GEOMÉTRICO/ / Ruth 7º ANO MANHÃ TURMA 01 1ª 2ª ÀS ÀS 3ª 4ª 5ª GEOMÉTRICO/ / Ruth 7º ANO MANHÃ TURMA 02 1ª ÀS ÀS 2ª 3ª 4ª 5ª / Ruth 8º ANO MANHÃ 1ª 2ª ÀS ÀS ÀS 12:50 3ª

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E tecnologia PARAÍBA. Ministério da Educação

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E tecnologia PARAÍBA. Ministério da Educação INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E tecnologia PARAÍBA Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba - Campus Cajazeiras Diretoria de Ensino / Coord. do Curso

Leia mais

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM. Ementa. Objetivos. Conteúdo Programático

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM. Ementa. Objetivos. Conteúdo Programático Disciplina: Física III C.H. Teórica: 60 Período Letivo: 2 sem/2015 PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM Série: 3ª Série CURSO: Engenharia Mecânica Periodo: Noturno C.H. Prática: Semestre de Ingresso: 2º C.H.

Leia mais

Probabilidades e Estatística

Probabilidades e Estatística Probabilidades e Estatística http://ltodi.est.ips.pt/probest Cursos Ano/Semestre Ano Lectivo Área Científica Departamento EA, EACI, EEC, EI, EM 2º/4º 2009/2010 Matemática Matemática Professor Responsável

Leia mais

P L A N O D E E N S I N O. DISCIPLINA: Física Geral B SIGLA: FIS-B CARGA HORÁRIA TOTAL : 60 TEORIA: 60 PRÁTICA: 0

P L A N O D E E N S I N O. DISCIPLINA: Física Geral B SIGLA: FIS-B CARGA HORÁRIA TOTAL : 60 TEORIA: 60 PRÁTICA: 0 P L A N O D E E N S I N O DEPARTAMENTO: Departamento de Física DISCIPLINA: Física Geral B SIGLA: FIS-B CARGA HORÁRIA TOTAL : 60 TEORIA: 60 PRÁTICA: 0 CURSO(S): Licenciatura em Física SEMESTRE/ANO: 02/2010

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2016 I 1. Identificação Código 1.1 Disciplina: FÍSICA BÁSICA II 090114 1.2 Unidade:

Leia mais

PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA

PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA 1 PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Curso: SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÔES Nome da disciplina: ELETRICIDADE E MAGNETISMO Código: 54155 Carga horária: 83 horas Semestre

Leia mais

Física III - Turma 1. Prof.: Leandro Aguiar Fernandes 11 de agosto de 2010

Física III - Turma 1. Prof.: Leandro Aguiar Fernandes 11 de agosto de 2010 Física III - Turma 1 Prof.: Leandro Aguiar Fernandes (lafernandes@iprj.uerj.br) Universidade do Estado do Rio de Janeiro Instituto Politécnico - IPRJ/UERJ Departamento de Engenharia Mecânica e Energia

Leia mais

Universidade de São Paulo Instituto de Física de São Carlos - IFSC. Capacitância. Prof. Dr. José Pedro Donoso

Universidade de São Paulo Instituto de Física de São Carlos - IFSC. Capacitância. Prof. Dr. José Pedro Donoso Universidade de São Paulo Instituto de Física de São Carlos - IFSC Capacitância Prof. Dr. José Pedro Donoso Agradescimentos O docente da disciplina, Jose Pedro Donoso, gostaria de expressar o seu agradecimento

Leia mais

Electromagnetismo I Avaliação periódica: 20% PL + 80% frequências/exame escrito. 1ª Freq. 16 de novembro 2ª Freq.

Electromagnetismo I Avaliação periódica: 20% PL + 80% frequências/exame escrito. 1ª Freq. 16 de novembro 2ª Freq. Electromagnetismo I 2015-2016 Avaliação periódica: 20% PL + 80% frequências/exame escrito 1ª Freq. 16 de novembro 2ª Freq. 6 de janeiro As aulas TP iniciam 1a semana de aulas. As aulas PL já estão indicadas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO PROGRAMA DE DISCIPLINA NOME COLEGIADO CÓDIGO SEMESTRE FÍSICA GERAL CEAGRO BIOL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO PROGRAMA DE DISCIPLINA NOME COLEGIADO CÓDIGO SEMESTRE FÍSICA GERAL CEAGRO BIOL UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO PROGRAMA DE DISCIPLINA NOME COLEGIADO CÓDIGO SEMESTRE FÍSICA GERAL CEAGRO BIOL0012 2016.1 CARGA HORÁRIA TEÓR: 45h PRÁT: 0h CURSOS ATENDIDOS CIÊNCIAS BIOLÓGICA

Leia mais

Álgebra Linear e Geometria Analítica

Álgebra Linear e Geometria Analítica Álgebra Linear e Geometria Analítica Cursos Ano/Semestre Ano Lectivo Área Científica Dpt. EA, EACI, EB, EEC, EI, EM 1º / 1º 2012/2013 Matemática Matemática Professor Responsável da Disciplina Cristina

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE ENGENHARIA QUÍMICA CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA FICHA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE ENGENHARIA QUÍMICA CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA FICHA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE ENGENHARIA QUÍMICA CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA FICHA DE DISCIPLINA DISCIPLINA: Física Geral Experimental CÓDIGO: GEQ013 UNIDADE ACADÊMICA: Instituto de Física

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE AVALIAÇÃO DE DISCENTES DA FEUP

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE AVALIAÇÃO DE DISCENTES DA FEUP REGULAMENTO ESPECÍFICO DE AVALIAÇÃO DE DISCENTES DA FEUP PREÂMBULO Este documento tem por objetivo regulamentar o modo de avaliação das unidades curriculares dos primeiros ciclos, dos ciclos de estudos

Leia mais

UNIVERSIDADE IGUAÇU FALCULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE IGUAÇU FALCULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE IGUAÇU FALCULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS PLANO DE ENSINO 2014-2 Curso: ENGENHARIA CIVIL Disciplina: FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL IV Professor(a): Alexander C. Villegas Período: 5º

Leia mais

Álgebra Linear e Geometria Analítica

Álgebra Linear e Geometria Analítica Álgebra Linear e Geometria Analítica Cursos Ano/Semestre Ano Lectivo Área Científica Dpt. EA, EACI, EB, EEC, EI, EM 1º / 1º 2011/2012 Matemática Matemática Professor Responsável da Disciplina Carlos Luz

Leia mais

Ficha da Unidade Curricular 2011/2012

Ficha da Unidade Curricular 2011/2012 1 de 5 09-09-2011 16:17 Ficha da Unidade Curricular 2011/2012 IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR Designação: Economia Monetária e Financeira Última alteração: 2011-09-02 09:47:00 ECTS: 5 Língua de leccionação:

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Física Eletricidade Ótica Carga Horária: 80h Período: 3º. Ementa

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Física Eletricidade Ótica Carga Horária: 80h Período: 3º. Ementa Disciplina: Física Eletricidade Ótica Carga Horária: 80h Período: 3º Ementa PLANO DE ENSINO Processos de eletrização, carga elétricas, força elétrica, campo elétrico, Lei de Gauss, potencial elétrico,

Leia mais

Instituto de Física Departamento de Física. Dados de identificação. Súmula. 1 of 5 20/02/ :59. Disciplina: FÍSICA I-C

Instituto de Física Departamento de Física. Dados de identificação. Súmula. 1 of 5 20/02/ :59. Disciplina: FÍSICA I-C 1 of 5 20/02/2017 18:59 Instituto de Física Departamento de Física Dados de identificação Disciplina: FÍSICA I-C Período Letivo: 2017/1 Período de Início de Validade : 2017/1 Professor Responsável: LEANDRO

Leia mais

Objetivo geral: Compreender os conceitos das Leis de Ohm com auxílio do Quadro Elétrico.

Objetivo geral: Compreender os conceitos das Leis de Ohm com auxílio do Quadro Elétrico. PLANO DE AULA Tema: Leis de Ohm Professoras: Karine Coelho/ Carine Heck Disciplina: Física Série, Nível: 3º ano do Ensino Médio Números de aulas: 6 horas/ aula Justificativa: O professor como mediador

Leia mais

Sinais e Sistemas CS Body Revolute Angle -26. Revolute MIEIC 2008/2009

Sinais e Sistemas CS Body Revolute Angle -26. Revolute MIEIC 2008/2009 Sinais e Sistemas -14 Power Spectral Density Hamming Env B F CS1 CS B F CS1-16 kaiser Chebyshev Ground Revolute Body Revolute1 Body1-18 -0 Revolute1 Sine Wave Joint Actuator Double Pendulum Two coupled

Leia mais

Princípios de Eletricidade e Magnetismo

Princípios de Eletricidade e Magnetismo Princípios de Eletricidade e Magnetismo Engenharias 1 Ementa Eletrostática Carga Elétrica Condutores e Isolantes Processos de Eletrização Lei de Coulomb Campo Elétrico Potencial Elétrico Circuitos I Tensão

Leia mais

Electromagnetismo Aula Teórica nº 24

Electromagnetismo Aula Teórica nº 24 Electromagnetismo Aula Teórica nº 24 Departamento de Engenharia Física Faculdade de Engenharia Universidade do Porto PJVG, LMM 1 Breve revisão da última aula Energia magnética Corrente de deslocamento

Leia mais

Electromagnetismo Aula Teórica nº 22

Electromagnetismo Aula Teórica nº 22 Electromagnetismo Aula Teórica nº 22 Departamento de Engenharia Física Faculdade de Engenharia Universidade do Porto PJVG, LMM 1 Breve revisão da última aula O motor de corrente contínua Inductâncias A

Leia mais

4.CONTEÚDO E CRONOGRAMA 4.1Oscilações Mecânicas Movimento harmônico simples; energia do movimento harmônico, pêndulo simples e pêndulo físico,

4.CONTEÚDO E CRONOGRAMA 4.1Oscilações Mecânicas Movimento harmônico simples; energia do movimento harmônico, pêndulo simples e pêndulo físico, DISCIPLINA: Física Geral e Experimental II CÓDIGO: MAF2202 ANO: 2017/1 CRÉDITOS: 06 (04 Teoria + 02 Laboratório) CURSOS: Engenharias, Matemática, Física e Química CH = 120 horas Professor Dr. Leonardo

Leia mais

Regime: Semestre: GRANDEZAS FÍSICAS, UNIDADES E DIMENSÕES Conceito de Grandeza: Grandezas fundamentais e derivadas

Regime: Semestre: GRANDEZAS FÍSICAS, UNIDADES E DIMENSÕES Conceito de Grandeza: Grandezas fundamentais e derivadas FUNDAMENTOS DE FÍSICA [10400] GERAL Regime: Semestre: OBJETIVOS O objectivo da disciplina de Física é o de adquirir conhecimentos técnicos baseados nos princípios físicos fundamentais à análise de problemas

Leia mais

ANÁLISE MATEMÁTICA II

ANÁLISE MATEMÁTICA II ANÁLISE MATEMÁTICA II Cursos Ano/Semestre Ano Lectivo Área Científica Dpt. EA e EB 1º / 2º 2015/2016 Matemática Matemática Responsável da Unidade Curricular (UC) Corpo Docente Paula Reis Co-Responsável

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2016 1 1. Identificação Código 1.1 Disciplina: Física Básica II 0090114 1.2 Unidade:

Leia mais

Programa da cadeira Física I Cursos: Matemática, Engenharia Informática, Engenharia de Telecomunicações e Redes

Programa da cadeira Física I Cursos: Matemática, Engenharia Informática, Engenharia de Telecomunicações e Redes Programa da cadeira Física I Cursos: Matemática, Engenharia Informática, Engenharia de Telecomunicações e Redes Ano lectivo 2005-2006, 1º semestre Docentes: Prof. Dr. Mikhail Benilov (aulas teóricas, regência

Leia mais

Ao deslocar o ponto M obtém tangentes em torno do símbolo infinito Imagem construída através do GeoGebra

Ao deslocar o ponto M obtém tangentes em torno do símbolo infinito Imagem construída através do GeoGebra 1 de 6 Matemática Elementar Nome de utilizador:.: Aluno (Retomar o meu cargo habitual) LVM ME_Maiores23 Retomar o meu cargo habitual Ficha da disciplina Menu da Disciplina Calendário Pauta Mensagens Fóruns

Leia mais

CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA. Sistemas Electrónicos e Computadores

CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA. Sistemas Electrónicos e Computadores INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE SETÚBAL CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA Decreto Lei nº88/2006 de 23 de Maio Sistemas Electrónicos e Computadores Área de formação

Leia mais

OBJETIVO Compreender os fenômenos físicos e solução de problemas em física básica relacionados aos temas de termologia e termodinâmica.

OBJETIVO Compreender os fenômenos físicos e solução de problemas em física básica relacionados aos temas de termologia e termodinâmica. Curso Superior de Tecnologia Refrigeração, Ventilação e Ar condicionado Terceiro Semestre APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. Dr. Sérgio Turano de Souza FATEC ITAQUERA Faculdade de Tecnologia de Itaquera Prof.

Leia mais

1. Ementa Carga Elétrica. Campo Elétrico. Lei de Gauss. Potencial Elétrico. Capacitância. Corrente e Resistência. Magnetismo.

1. Ementa Carga Elétrica. Campo Elétrico. Lei de Gauss. Potencial Elétrico. Capacitância. Corrente e Resistência. Magnetismo. INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA DEPARTAMENTO DE ENSINO SUPERIOR UNIDADE ACADÊMICA DE LICENCIATURAS E FORMAÇÃO GERAL CURSO DE LICENCIATURA EM QUÍMICA CAMPUS JOÃO PESSOA Disciplina:

Leia mais

Programa da cadeira Termodinâmica e Teoria Cinética

Programa da cadeira Termodinâmica e Teoria Cinética Programa da cadeira Termodinâmica e Teoria Cinética Cursos: Engenharia Civil, Engenharia de Instrumentação e Electrónica Ano lectivo 2004-05, 2º semestre Docentes: Prof. Dr. Mikhail Benilov (aulas teóricas,

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Métodos Quantitativos II

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Métodos Quantitativos II INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do Conselho Pedagógico 25/3/2015 Aprovação do Conselho Técnico-Científico 20/5/2015 Ficha de Unidade

Leia mais

1 Resid. MATLAB Function Extended Kalman Filter. z Previous xhat and Covariance Matrix. Joint Sensor1-30. Angle -32

1 Resid. MATLAB Function Extended Kalman Filter. z Previous xhat and Covariance Matrix. Joint Sensor1-30. Angle -32 Sistemas e Sinais Measurements Zero-Order Hold MATLAB Function Extended Kalman Filter emu Resid. -4-6 -8 Power Spectral Density Hamming kaiser Chebyshev deltat Update Time Env Ground B F Revolute CS CS2

Leia mais

Capítulo 22: Campos Elétricos

Capítulo 22: Campos Elétricos Capítulo 22: Campos Elétricos O Campo Elétrico Linhas de Campo Elétrico Campo Elétrico Produzido por uma Carga Pontual Campo Elétrico Produzido por um Dipolo Elétrico Campo Elétrico Produzido por uma Linha

Leia mais

English version at the end of this document

English version at the end of this document English version at the end of this document Ano Letivo 2016-17 Unidade Curricular ESTATÍSTICA APLICADA ÀS CIÊNCIAS SOCIAIS Cursos GESTÃO DE ANIMAÇÃO TURÍSTICA Unidade Orgânica Escola Superior de Gestão,

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular COMPLEMENTOS DE ANÁLISE MATEMÁTICA Ano Lectivo 2013/2014

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular COMPLEMENTOS DE ANÁLISE MATEMÁTICA Ano Lectivo 2013/2014 Programa da Unidade Curricular COMPLEMENTOS DE ANÁLISE MATEMÁTICA Ano Lectivo 2013/2014 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Engenharia Electrotécnica e de Computadores

Leia mais

PLANO DA DISCIPLINA FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL II SEMESTRE PARTE TEÓRICA 1. EMENTA

PLANO DA DISCIPLINA FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL II SEMESTRE PARTE TEÓRICA 1. EMENTA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE FÍSICA DEPARTAMENTO DE FÍSICA GERAL DISCIPLINA: FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL II (FIS122) CARGA HORÁRIA: 102 HS (68 DE PARTE TEÓRICA E 34 DE PARTE PRÁTICA) PROFESSOR:

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso Engenharia Elétrica. Ênfase. Disciplina EE1 - Física III

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso Engenharia Elétrica. Ênfase. Disciplina EE1 - Física III Curso 0303 - Engenharia Elétrica Ênfase Identificação Disciplina 0002018EE1 - Física III Docente(s) Andre Luiz Malvezzi Unidade Faculdade de Ciências Departamento Departamento de Física Créditos 4 60 Carga

Leia mais

FÍSICA III AULAS 6 E 7 PROFESSORA MAUREN POMALIS

FÍSICA III AULAS 6 E 7 PROFESSORA MAUREN POMALIS FÍSICA III AULAS 6 E 7 PROFESSORA MAUREN POMALIS mauren.pomalis@unir.br ENG. ELÉTRICA - 3 PERÍODO UNIR/Porto Velho 2017/1 SUMÁRIO Revisão Analogias Energia Potencial Elétrica Potencial Elétrico Superfícies

Leia mais

Electromagnetismo Aula Teórica nº 21

Electromagnetismo Aula Teórica nº 21 Electromagnetismo Aula Teórica nº 21 Departamento de Engenharia Física Faculdade de Engenharia Universidade do Porto PJVG, LMM 1 Breve revisão da última aula Rotacional Rotacional Teorema de Stokes Forma

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2016 2 1. Identificação Código 1.1 Disciplina: Física Básica II 0090114 1.2 Unidade:

Leia mais

PLANO DO CURSO. CARGA HORÁRIA SEMANAL Bacharelado em Engenharia Mecânica Geral 3 h NOME DA DISCIPLINA. Ano / Semestre / 3º

PLANO DO CURSO. CARGA HORÁRIA SEMANAL Bacharelado em Engenharia Mecânica Geral 3 h NOME DA DISCIPLINA. Ano / Semestre / 3º ASSOCIAÇÃO EDUCATIVA E CULTURAL DE CAMAÇARI FAMEC Faculdade Metropolitana de Camaçari Autorizada a funcionar pela Portaria Ministerial nº 231/98 publicada no Diário Oficial da União em 27/04/98 CURSO PLANO

Leia mais

Programa de Unidade Curricular

Programa de Unidade Curricular Programa de Unidade Curricular Faculdade Faculdade de Engenharia Licenciatura Licenciatura em Engenharia Electrónica e Informática Unidade Curricular Electricidade e Circuitos Eléctricos Semestre: 1 Nº

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS ESCOLA DE ENGENHARIA DE PERNAMBUCO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS ESCOLA DE ENGENHARIA DE PERNAMBUCO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CARTOGRÁFICA Colegiado do Curso de Graduação em e de Agrimensura CCECart ANEXO 12 PROGRAMAS DE COMPONENTES CURRICULARES OBRIGATÓRIAS DO CURSO DE ENGENHARIA CARTOGRÁFICA E DE

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2016 Primeiro 1. Identificação Código 1.1 Disciplina: Física Experimental III 0090035

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular INTRODUÇÃO À FISICA Ano Lectivo 2011/2012

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular INTRODUÇÃO À FISICA Ano Lectivo 2011/2012 Programa da Unidade Curricular INTRODUÇÃO À FISICA Ano Lectivo 2011/2012 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Engenharia Informática 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Física II Código da Disciplina: NDC157 Curso: Engenharia Mecânica Semestre de oferta da disciplina: Faculdade responsável: NÚCLEO DE DISCIPLINAS COMUNS (NDC) Programa

Leia mais

Universidade Do Estado De Santa Catarina Centro De Ciências Tecnológicas CCT Departamento de Física Professor Luciano Camargo Martins PLANO DE ENSINO

Universidade Do Estado De Santa Catarina Centro De Ciências Tecnológicas CCT Departamento de Física Professor Luciano Camargo Martins PLANO DE ENSINO Universidade Do Estado De Santa Catarina Centro De Ciências Tecnológicas CCT Departamento de Física Professor Luciano Camargo Martins PLANO DE ENSINO 1 Identificação Curso Licenciatura Plena em Física

Leia mais

ONDAS ELETROMAGNÉTICAS:3 CAPÍTULO 33 HALLIDAY, RESNICK. 8ª EDIÇÃO. Revisão: Campos se criam mutuamente. Prof. André L. C.

ONDAS ELETROMAGNÉTICAS:3 CAPÍTULO 33 HALLIDAY, RESNICK. 8ª EDIÇÃO. Revisão: Campos se criam mutuamente. Prof. André L. C. ONDAS ELETROMAGNÉTICAS:3 Prof. André L. C. Conceição DAFIS CAPÍTULO 33 HALLIDAY, RESNICK. 8ª EDIÇÃO Ondas eletromagnéticas Revisão: Campos se criam mutuamente Lei de indução de Faraday: Lei de indução

Leia mais

FÍSICA III PROFESSORA MAUREN POMALIS

FÍSICA III PROFESSORA MAUREN POMALIS FÍSICA III PROFESSORA MAUREN POMALIS mauren.pomalis@unir.br ENG. ELÉTRICA - 3 PERÍODO UNIR/Porto Velho 2017/1 SUMÁRIO Revisão Campo elétrico Fluxo Gauss Lei de Gauss REVISÃO Campo elétrico devido a carga

Leia mais

Plano de Aula Leis de Kirchhoff e Força Eletromotriz

Plano de Aula Leis de Kirchhoff e Força Eletromotriz 1 Plano de Aula Leis de Kirchhoff e Força Eletromotriz Tema: Leis de Kirchhoff Disciplina: Física Série, Nível: 3º ano do Ensino Médio Números de aulas: 4 horas aulas Justificativa: As atividades práticas

Leia mais

Plano de Aula Corrente Elétrica

Plano de Aula Corrente Elétrica 1 Plano de Aula Corrente Elétrica Tema: Corrente Elétrica Disciplina: Física Série, Nível: 3º ano do Ensino Médio Números de aulas: 6 horas/aula Justificativa: As diversas estratégias e atividades realizadas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2017 1 1. Identificação Código 1.1 Disciplina: Física 0090095 1.2 Unidade: Instituto

Leia mais

Disciplina Física 1. Prof. Rudson R. Alves Bacharel em Física pela UFES Mestrado IFGW UNICAMP. Prof. da UVV desde 1998 Engenharias desde 2000

Disciplina Física 1. Prof. Rudson R. Alves Bacharel em Física pela UFES Mestrado IFGW UNICAMP. Prof. da UVV desde 1998 Engenharias desde 2000 Disciplina Física 1 Prof. Rudson R. Alves Bacharel em Física pela UFES Mestrado IFGW UNICAMP Prof. da UVV desde 1998 Engenharias desde 2000 Física 1 - Mecânica BIBLIOGRAFIA BÁSICA: HALLIDAY, D., RESNICK

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS 0 NOTA DE AULA 04 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAENTO DE ATEÁTICA E FÍSICA Disciplina: FÍSICA GERAL E EXPERIENTAL I (AF 220) Coordenador: PROF. EDSON VAZ CAPÍTULOS: 09 e 0 OBS: Esta nota de aula

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular Globalização e Desigualdades Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular Globalização e Desigualdades Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular Globalização e Desigualdades Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Serviço Social (1º Ciclo) 2. Curso Serviço Social 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular Globalização

Leia mais

02/03/17. Prof. Marco A. T. da Silva paginapessoal.utfpr.edu.br/marcosilva

02/03/17. Prof. Marco A. T. da Silva paginapessoal.utfpr.edu.br/marcosilva 02/03/17 Prof. Marco A. T. da Silva marcosilva@utfpr.edu.br paginapessoal.utfpr.edu.br/marcosilva FÍSICO-QUÍMICA 3 Carga horária: AT(56) AP(00) APCC(12) APS(04) TA(72) Pré-requisito: Físico-Química 2 Eletroquímica

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CONTABILIDADE DE SEGUROS Ano Lectivo 2009/2010

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CONTABILIDADE DE SEGUROS Ano Lectivo 2009/2010 Programa da Unidade Curricular CONTABILIDADE DE SEGUROS Ano Lectivo 2009/2010 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Contabilidade 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

PLANO DE ENSINO IMPLANTAÇÃO: VERSÃO: PRÉ-REQUISITOS: FGE1001

PLANO DE ENSINO IMPLANTAÇÃO: VERSÃO: PRÉ-REQUISITOS: FGE1001 - CCT EMENTA: Oscilações mecânicas. Estática e dinâmica de fluidos. Ondas mecânicas e acústicas. Temperatura. Calor. Teoria cinética dos gases. Leis da termodinâmica. Máquinas térmicas. Refrigeradores.

Leia mais

Mestrado em Engenharia Informática da FCT/UNL

Mestrado em Engenharia Informática da FCT/UNL Mestrado em Engenharia Informática da FCT/UNL Normas de Avaliação Preâmbulo Estas Normas de Avaliação baseiam-se nos seguintes princípios gerais. 1. Nenhum aluno pode ser aprovado a uma disciplina sem

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre Letivo 2016 1 1. Identificação Código 1.1 Disciplina: Mecânica I 090052 1.2 Unidade: Instituto

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2016 Primeiro 1. Identificação Código 1.1 Disciplina: FÍSICA BÁSICA I 0090113 1.2 Unidade:

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Médio Etec Professora Maria Cristina Medeiros Código: 141 Município: Ribeirão Pires Área de conhecimento: Ciências da Natureza, matemática e suas tecnologias. Componente

Leia mais

English version at the end of this document

English version at the end of this document English version at the end of this document Ano Letivo 2016-17 Unidade Curricular CONTABILIDADE PÚBLICA Cursos CONTABILIDADE Unidade Orgânica Escola Superior de Gestão, Hotelaria e Turismo Código da Unidade

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS CONSELHO DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS CONSELHO DE GRADUAÇÃO DISCIPLINA: Física III CÓDIGO: 2DB009 VALIDADE: Início: 01/2013 Término: Eixo: Física e Química Carga Horária: Total: 50 horas / 60horas aulas Créditos: 4 Semanal: 4 aulas Modalidade: Teórica Integralização:

Leia mais

English version at the end of this document

English version at the end of this document English version at the end of this document Ano Letivo 2016-17 Unidade Curricular GESTÃO E EMPREENDEDORISMO Cursos SISTEMAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO Unidade Orgânica Instituto Superior de Engenharia

Leia mais

MIEIC Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação

MIEIC Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação MIEIC Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação Informações e recomendações aos alunos do 1º ano A. Augusto Sousa Raul Moreira Vidal Nuno Flores 17 de setembro de 2012 Objetivos do MIEIC

Leia mais

FÍSICA - I. Força e Movimento I. 2ª. Parte. Prof. M.Sc. Lúcio P. Patrocínio

FÍSICA - I. Força e Movimento I. 2ª. Parte. Prof. M.Sc. Lúcio P. Patrocínio FÍSICA - I Força e Movimento I 2ª. Parte Prof. M.Sc. Lúcio P. Patrocínio Objetivos Trabalhar FORÇAS como grandezas vetoriais. Enunciar as três Leis de Newton. Aplicar as três Leis de Newton em problemas

Leia mais