TÉCNICO DE TV EDIÇÃO DE VÍDEOS PARA INTERNET Código 108

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TÉCNICO DE TV EDIÇÃO DE VÍDEOS PARA INTERNET Código 108"

Transcrição

1 CONCURSO PÚBLICO Edital nº 03/2013 TÉCNICO DE TV EDIÇÃO DE VÍDEOS PARA INTERNET Código 108 LEIA COM ATENÇÃO AS SEGUINTES INSTRUÇÕES 1 - Este caderno contém as questões da PROVA OBJETIVA e DISSERTATIVA. 2 - Ao receber a Folha de Respostas da PROVA OBJETIVA: confira seu nome, número de inscrição e o cargo; assine, A TINTA, no espaço próprio indicado. ATENÇÃO: FOLHA DE RESPOSTA SEM ASSINATURA NÃO TEM VALIDADE. 3 - Ao transferir as respostas para a Folha de Respostas: use apenas caneta esferográfica azul ou preta; preencha, sem forçar o papel, toda a área reservada à letra correspondente à resposta solicitada em cada questão; assinale somente uma alternativa em cada questão. Sua resposta NÃO será computada se houver marcação de mais de uma alternativa, questões não assinaladas ou questões rasuradas. NÃO DEIXE NENHUMA QUESTÃO SEM RESPOSTA. A Folha de Resposta da PROVA OBJETIVA e o Caderno da PROVA DISSERTATIVA não devem ser dobrados, amassados ou rasurados. CUIDE BEM DELES. ELES SÃO A SUA PROVA. O tempo de duração das provas abrange a assinatura da Folha de Respostas, a transcrição das respostas do Caderno de Questões da PROVA OBJETIVA para a Folha de Respostas, [...]. (subitem 5.4.4). ATENÇÃO - Nos termos do Edital nº 03/2013, Poderá ainda ser eliminado o candidato que [...]: portar arma(s) no local de realização das provas [...]; portar, mesmo que desligados [...] quaisquer equipamentos eletrônicos [...] ou de instrumentos de comunicação interna ou externa, tais como telefone celular [...] entre outros;[...] (subitem , alíneas d, e ) DURAÇÃO MÁXIMA DA PROVA: CINCO HORAS Data: / /

2 A T E N Ç Ã O Sr.(a) Candidato(a). Antes de começar a fazer a prova, confira se este caderno contém, ao todo, 50 (cinquenta) questões objetivas cada uma constituída de 4 (quatro) alternativas assim distribuídas: 10 (dez) questões de Português, 10 (dez) questões de Atualidades, 5 (cinco) questões de Raciocínio Lógico e 25 (vinte e cinco) questões de Conhecimentos Específicos, todas perfeitamente legíveis. Havendo algum problema, informe imediatamente ao aplicador de provas para que ele tome as providências necessárias. Caso V.Sa. não observe essa recomendação, não lhe caberá qualquer reclamação ou recurso posteriores. 2

3 Português INSTRUÇÃO - As questões de 1 a 10 se referem ao texto abaixo. Leia-o com atenção antes de responder às questões. Somos o que buscamos As pesquisas de opinião apontam que a população americana está dividida sobre a questão da espionagem dos Estados Unidos, recentemente escancarada para o mundo. Surpreendentemente, ou não, grande parte dos americanos apoia o uso de expedientes invasivos com o pressuposto de que a intrusão aumenta a segurança pessoal e nacional. Essa é uma discussão antiga sobre os limites do público e do privado, mas que ganhou muito mais urgência e abrangência na era da comunicação total, que é também a era da exposição total. E não só na área política ou policial, mas também na esfera econômica. Nossos comportamentos estão cada vez mais intermediados por softwares, aplicativos, transações eletrônicas. O cidadão digital está nu. O Google sabe muito mais das pessoas do que muito dos seus amigos e parentes mais próximos. Nós somos o que buscamos. Por isso, como protegemos (e também como usamos) essas informações é uma das grandes novas discussões do nosso tempo e do futuro. Por enquanto, é um universo em formação, horas depois do Big Bang da internet, que juntou o mundo todo e todo mundo em relações recém-nascidas ou ainda em gestação. Ninguém, ou quase ninguém, lê aqueles longos contratos eletrônicos que aparecem na telinha ao se ligarem aparelhos novos e ao se abrirem contas em redes sociais e sites de busca. Mas é ali que você, mais inconsciente do que conscientemente, concede enorme liberdade às empresas de serviços para não só armazenar dados preciosos a seu respeito como também processá-los e vendê-los a preço de ouro para os mais diversos interessados no que você faz, consome, lê, pesquisa, diz, frequenta, pensa, deseja... E, se empresas, pesquisadores, publicitários e políticos têm apetite enorme por informações sobre os hábitos das pessoas, as pessoas mostram desejo enorme de expôlos a amigos, conhecidos ou até mesmo a quem apenas mostre algum interesse. Vivemos o grande momento exibicionista da humanidade. As pessoas agora tiram fotos como loucas, não mais para registrar o que estão vivendo, mas para exibir o que estão vendo. Ninguém é senhor de sua própria história, mas todos hoje podem ser autores de sua própria estória. Somos todos editores. O escritor inglês George Orwell, ao escrever 1984 nos deprimentes anos 1940, previu um futuro no qual o Big Brother veria e controlaria tudo de forma autoritária. Tudo de fato já está sendo visto, registrado, armazenado e processado pelas novas tecnologias. Mas, diante dessa avalanche sufocante de dados e fatos, ainda falta clareza sobre o controle de tudo isso, que é, em boa medida, o controle sobre todos nós. Apesar de todos os esquemas de espionagem e malandragem eletrônicas, não resta dúvida de que a revolução digital deu poder aos indivíduos, que hoje conseguem se organizar e se manifestar com muito mais eficiência. É um mundo novo que surge. Um mundo que deve expandir os limites da humanidade, mas sem romper os limites e os direitos dos humanos. Guanaes, N. Jornal do Commércio, 29/10/2013 (texto adaptado) 3

4 Questão 1 Assinale a alternativa que NÃO pode ser confirmada pelo texto. A) As informações colhidas por meio da internet podem interessar às empresas, para utilização comercial. B) As pessoas, consensualmente, preferem discrição e anonimato, mas, mesmo sem dar qualquer motivo, acabam caindo na rede de espionagem. C) A linha de argumentação dos americanos para aprovar a espionagem é no sentido de que os fins justificam os meios. D) Os próprios indivíduos dão margem, muitas vezes de forma deliberada, a que suas vidas fiquem expostas. Questão 2 O texto reconhece como uma utilização louvável da internet A) a facilidade de as pessoas conhecerem umas as outras e de se relacionarem. B) a facilitação das relações comerciais, já que todos sabem os hábitos de consumo do indivíduo. C) a faculdade de as pessoas se exibirem e mostrarem ao mundo suas habilidades e até seus defeitos. D) a possibilidade de organização coletiva e de manifestação das pessoas. Questão 3 Qual dos fragmentos abaixo melhor expressa a ideia fundamental do texto, a questão principal levantada pelo autor? A)... a população americana está dividida sobre a questão da espionagem... B) E não só na área política ou policial, mas também na esfera econômica. C) O cidadão digital está nu. D) Por enquanto, é um universo em formação [...] 4

5 Questão 4 Surpreendentemente, ou não, grande parte dos americanos apoia o uso de expedientes invasivos com o pressuposto de que a intrusão aumenta a segurança pessoal e nacional. A expressão sublinhada no trecho acima se refere A) à forma como as denúncias de espionagem foram escancaradamente divulgadas. B) às formas de exposição a que as pessoas, de forma consciente, se entregam. C) aos recursos utilizados para espionar a vida das pessoas. D) às pesquisas de opinião feitas nos Estados Unidos. Questão 5 Por enquanto, é um universo em formação, horas depois do Big Bang da internet, que juntou o mundo todo e todo mundo em relações recém-nascidas ou ainda em gestação. A expressão destacada significa que A) a internet é uma balbúrdia, que faz com que toda a humanidade só pense em exibicionismo. B) está se estabelecendo um sistema de relações que conecta todas as partes do planeta e todas as pessoas. C) todas as pessoas estão aleatoriamente ligadas e, como resultado da explosão, criouse uma relação fraterna. D) todos os homens e mulheres, de todos os lugares, pensam de maneira uniforme. 5

6 Questão 6 Por isso, como protegemos (e também como usamos) essas informações é uma das grandes novas discussões do nosso tempo e do futuro. Assinale a alternativa em que a nova redação, na voz passiva, preserva o tempo dos verbos e o sentido do parágrafo acima transcrito. A) Uma das grandes novas discussões do nosso tempo e do futuro é como essas informações eram protegidas (e também como serão usadas) por nós. B) Uma das grandes novas discussões do nosso tempo e do futuro é como essas informações estavam sendo protegidas (e também como tinham sido usadas) por nós. C) Uma das grandes novas discussões do nosso tempo e do futuro é como essas informações foram protegidas (e também como seriam usadas) por nós. D) Uma das grandes novas discussões do nosso tempo e do futuro é como essas informações são protegidas (e também como são usadas) por nós. Questão 7 [...] para não só armazenar dados preciosos a seu respeito como também processá-los e vendê-los a preço de ouro [...]. Os pronomes destacados no trecho se referem A) aos dados da pessoa. B) aos contratos eletrônicos. C) aos mais diversos interessados. D) aos serviços. 6

7 Questão 8 Assinale a alternativa em que a forma verbal entre parênteses SUBSTITUI, sem se incorrer em erro, a forma destacada. A) [...] aqueles longos contratos eletrônicos que aparecem na telinha ao se ligarem aparelhos novos [...]. (APARECE). B) [...], grande parte dos americanos apoia o uso desses expedientes invasivos [...]. (APOIAM). C) [...] não resta dúvida de que a revolução digital deu poder aos indivíduos [...]. (RESTAM). D) Ninguém, ou quase ninguém, lê aqueles longos contratos eletrônicos [...]. (LEEM). Questão 9 Ninguém, ou quase ninguém, lê aqueles longos contratos eletrônicos que aparecem na telinha ao se ligarem aparelhos novos e ao se abrirem contas em redes sociais e sites de busca. O trecho destacado pode ser substituído, sem alteração significativa de sentido, por A) quando se ligam aparelhos novos e se abrem contas em redes sociais e sites de busca. B) apesar de se ligarem aparelhos novos e de se abrirem contas em redes sociais e sites de busca. C) caso se liguem aparelhos novos e se abram contas em redes sociais e sites de busca. D) já que se ligam aparelhos novos e se abrem contas em redes sociais e sites de pesquisa. 7

8 Questão 10 Assinale a alternativa em que a forma verbal destacada NÃO esteja no presente. A) [...] com o pressuposto de que a intrusão aumenta a segurança pessoal e nacional. B) Nossos comportamentos estão cada vez mais intermediados por softwares, aplicativos e transações eletrônicas. C) O escritor inglês George Orwell [...] previu um futuro no qual o Big Brother [...]. D) Vivemos o grande momento exibicionista da humanidade. 8

9 Atualidades - (História da TV Brasileira e Direitos Humanos) Questão 11 Finger e Canatta (2012) afirmam que a a televisão não venceu nem foi derrotada pela internet (p. 374), visto que ela sofreu adaptações ao longo do tempo que a permitiram conviver com outras formas de comunicação. A convergência midiática apresenta-se como uma reunião de vários fenômenos comunicativos apresentados pelos autores. Sobre esses fenômenos, assinale a alternativa CORRETA. A) Os novos meios de comunicação surgem de forma interdependente com as formas antigas e tradicionais de comunicação, a partir de adaptações que podem ser chamadas de midiamorfoses. B) Crossmedia é a integração de conteúdos utilizados, quando a narrativa torna-se tão ampla que não pode ser contida em uma única mídia. São várias histórias que compõem um único universo, mas cada uma é contada de forma autônoma. As trilogias do cinema são exemplos de crossmedia. C) Transmedia é um fenômeno de difusão de conteúdo em diversos meios. Ele acontece quando a narrativa de um meio direciona o receptor de uma mídia para a seguinte. Seria uma forma de indicar e incentivar o usuário que a continuação da história pode ser realizada em outra mídia. D) A internet alterou a relação do telespectador com os meios de comunicação. Hoje em dia é possível assistir à televisão, ouvir rádio e, ao mesmo tempo, navegar na internet a partir de vários dispositivos, como smartphones, tablets, notebooks. A esse fenômeno dá-se o nome de segunda tela. 9

10 Questão 12 Segundo Arlindo Machado (2007), a seriação (serialidade) e a transmissão direta são características marcantes da televisão. Sobre essas duas qualidades da televisão, assinale a alternativa INCORRETA. A) A transmissão ao vivo ou transmissão direta constitui a principal novidade introduzida pela televisão dentro do campo das imagens técnicas. Foi a partir da operação em tempo presente que a televisão desenvolveu todo o seu repertório básico de recursos expressivos. B) A transmissão ao vivo ou transmissão direta de cerimônias oficiais ou eventos costuma interromper a programação rotineira da televisão. Essas transmissões podem gerar um impacto tão grande, a ponto de se transformarem em rituais coletivos, marcando a memória coletiva de um país. C) A seriação ou serialidade é uma das principais formas de estruturação dos produtos audiovisuais televisivos. Ela funciona a partir da repetição e da organização em blocos, episódios, capítulos, edições e breaks. D) As razões que levaram a televisão a adotar a seriação ou serialidade, como a principal forma de estruturação de seus produtos advêm da característica industrial. A televisão adota como estratégia produtiva as mesmas prerrogativas da produção em série que já vigoram em outras esferas industriais, com a produção em larga escala e a repetição. Questão 13 Segundo Rosa Maria Bueno Fisher, no livro Televisão & Educação Fruir e pensar a TV (2013), os produtos televisivos se constituem a partir de determinados modos de endereçamento. Sobre o conceito de modos de endereçamento, assinale a alternativa INCORRETA. A) Os produtos televisivos, ao serem produzidos e veiculados, levam em conta que há um endereço para aquele produto, que ele existe e é feito para chegar a alguém que se reconheça nele e que seja seduzido e chamado a ver. B) A noção de modos de endereçamento refere-se a um tipo de estrutura que se desenvolve na relação entre o produto televisivo e seus espectadores. É uma combinação entre os modos de produção da TV e os possíveis significados que a audiência pode elaborar a partir desses produtos. C) Os modos de endereçamento dos programas de televisão procuram responder à pergunta quem este programa pensa que você é? D) Os modos de endereçamento dizem respeito ao público-alvo de determinados produtos. Eles são definidos a partir de pesquisas de opinião pública, de acordo com a classe econômica, gênero e idade. 10

11 Questão 14 Arlindo Machado, no livro A televisão levada a sério (2000), discute o papel do telejornalismo na sociedade brasileira. Analise as afirmativas sobre o telejornalismo, assinalando com V aquelas que são verdadeiras e com F as falsas. ( ) O telejornal produz uma espécie de desmontagem dos discursos a respeito dos acontecimentos, por ser uma colagem de depoimentos. ( ) As notícias jamais chegarão a constituir um discurso suficientemente unitário. ( ) As informações veiculadas no gênero televisivo telejornal se constituem de um processo em andamento e chegam ao telespectador sem acabamento final. ( ) O jornal trabalha com a verdade, por meio de versões e pontos de vista. Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA. A) F F F F. B) V V V F. C) F F V V. D) F F F V. Questão 15 Na década de 1960, com o surgimento da TV Excelsior e da TV Globo, houve uma renovação estética na televisão, conforme mencionam Ribeiro e Sacramento (2010), no livro História da televisão no Brasil. Assinale a alternativa que apresenta a mudança que NÃO pertence à década de A) Surgimento dos programas de auditório, com Chacrinha e Flávio Cavalcanti. B) Investimento na teledramaturgia, com destaque para a TV Globo. C) Consolidação do jornalismo policial, trazendo o mundo cão para a TV. D) Investimento nos departamentos comerciais e de marketing das emissoras. 11

12 Questão 16 O documento proclamado pela Assembleia Geral das Nações Unidas, em dezembro de 1948, consolidando de modo internacional o legado de uma longa evolução histórica dos direitos fundamentais humanos foi intitulado: A) Magna Carta. B) Constituição dos Estados Unidos da América. C) Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão. D) Declaração Universal dos Direitos Humanos. Questão 17 Sobre o direito fundamental de associação previsto na Constituição Brasileira de 1988, assinale a alternativa CORRETA. A) É vedada a associação de caráter paramilitar. B) A criação de associação depende de autorização do Estado, que, todavia, não poderá interferir em seu funcionamento. C) Ninguém será compelido a se associar, salvo em associações oficiais de caráter profissional. D) As entidades associativas têm legitimidade para representar seus filiados independentemente de autorização. Questão 18 Pedro é brasileiro, solteiro, tem 34 anos, reside no exterior e pretende pedir a adoção de Maiquelson, que também é brasileiro, tem 17 anos e vive no Brasil. Na hipótese e segundo o que dispõe o Estatuto da Criança e do Adolescente, é CORRETO afirmar que a referida adoção A) não poderá ocorrer, porque o adotante há de ser pelo menos 18 anos mais velho que o adotando. B) não poderá ocorrer, porque Pedro não reside no Brasil. C) não poderá ocorrer, porque Pedro é solteiro. D) poderá ocorrer normalmente. 12

13 Questão 19 Segundo o Estatuto do Idoso, a gratuidade no uso dos meios de transporte coletivos de transporte é uniformemente garantida A) aos maiores de 60 anos nos transportes coletivos em geral. B) aos maiores de 65 anos nos transportes coletivos urbanos e semi-urbanos. C) aos maiores de 65 anos nos transportes coletivos urbanos e interestaduais. D) aos maiores de 65 anos cuja renda individual seja inferior a 3 salários mínimos nos transportes coletivos urbanos e intermunicipais. Questão 20 Segundo o Estatuto da Igualdade Racial, na produção de filmes e programas destinados à veiculação pelas emissoras de televisão e em salas cinematográficas, deve ser adotada a prática de conferir oportunidades de emprego para atores, figurantes e técnicos negros. A exigência, todavia, não se aplica a filmes e programas A) de cunho histórico. B) de dramaturgia. C) que abordem especificidades de grupos étnicos determinados. D) que explorem o humor de maneira crítica e aparentemente transgressora. 13

14 Raciocínio Lógico Questão 21 Observe a sequência a seguir. Continuando a sequência e usando o mesmo padrão apresentado, que forma terá a 11ª figura? A) Triângulo. B) Círculo. C) Hexágono. D) Trapézio. Questão 22 Na subtração: 7 3 Y 8 - Z 2 X Respectivamente, os valores dos algarismos x, y e z são A) 5, 9, 8. B) 5, 8, 9. C) 9, 8, 5. D) 9, 5, 8. 14

15 Questão 23 Observe a seguinte tabela (A) (B) Devemos preenchê-la apenas com os números 1, 2, 3 e 4, de modo que cada coluna, cada linha e cada diagonal contenha cada um dos quatro números. A soma dos números que ocuparão as células (A) e (B) é A) 3. B) 7. C) 5. D) 6. Questão 24 Os amigos Ananias, Henrique, Pedro e Tobias têm, respectivamente, as seguintes profissões: advogado, dentista, médico e professor. Numa comparação realizada sobre a altura desses sujeitos, obteve-se que Henrique é maior que Pedro. Tobias é maior que Ananias. Pedro é maior Tobias. Diante do exposto, conclui-se, então, que A) o mais alto deles é o médico; e o mais baixo é o professor. B) o mais alto deles é o advogado; e o mais baixo é o dentista. C) o mais alto deles é o professor; e o mais baixo é o advogado. D) o mais alto deles é o dentista; e o mais baixo é o advogado. 15

16 Questão 25 Observe a sequência abaixo. Orientações: Nessa atividade, quadrados representam mesas; e círculos representam as cadeiras e, consequentemente, o número de pessoas que podem se acomodar às mesas. Quantas pessoas conseguimos acomodar, usando 10 mesas? A) 10. B) 11. C) 12. D)

17 Conhecimentos Específicos Questão 26 Sobre a relação de amostragem de sinal, assinale a alternativa INCORRETA. A) A razão 4:2:2 produz cores melhores que 4:1:1; diferença que notamos facilmente nas imagens gravadas. B) Na amostragem 4:2:2, o sinal Y (luminância) é amostrado com 2 vezes mais frequência que os sinais de C (crominância). C) O sinal de luminância recebe tratamento diferenciado, pois contribui para a nitidez da imagem. D) Na amostragem 4:1:1, o sinal Y (luminância) é amostrado 4 vezes; enquanto o sinal C (crominância) é amostrado 1 vez. Questão 27 Em estações de trabalho de edição não linear, quando realizamos uma edição off-line, vamos A) editar em estação de maior capacidade. B) capturar arquivos em baixa resolução. C) capturar arquivos em alta resolução. D) trabalhar com mídias em off-line. Questão 28 O time code é um código de tempo gravado em uma trilha específica (cue track) nas fitas usadas no VTR. Esse código marca cada quadro de uma gravação em vídeo com um endereço numérico específico, que representa o tempo de gravação decorrido. Sabendo que o padrão usado é o SMPTE/EBU, o time code 00:55:18:05 significa: A) 55 minutos, 18 segundos e 05 frames. B) 55 horas, 18 minutos e 05 segundos. C) 55 horas e 18 minutos. D) 55 horas, 18 segundos e 05 frames. 17

18 Questão 29 Os sinais de vídeo de luminância (Y) e crominância (C) podem ser transportados juntos ou separados. Assinale a alternativa que apresenta a denominação CORRETA do sistema em que o sinal de luminância (Y), o vermelho menos sua luminância (R-Y) e o sinal azul menos sua luminância (B-Y) são transportados separados. A) Sinal de vídeo componente. B) Sinal de vídeo composto. C) Sinal de vídeo composite. D) Sinal de vídeo complexo. Questão 30 Atualmente temos vários formatos de armazenamento analógicos e digitais, com vantagens e desvantagens entre eles. Assinale a alternativa que apresenta CORRETAMENTE todos os formatos digitais. A) Fita DVCAM, Cartão SD e cartão SDHC. B) Fita DVCAM, Fita MiniDV e Fita BetacamSP. C) Fita DVCAM, fita VHS-C e fita MiniDV. D) Fita MiniDV, Cartão de memória P2 e Fita BetacamSP. 18

19 Questão 31 Para a reprodução de vídeos, por vezes, é necessário adaptar os formatos para adequar o formato original de produção para o formato de exibição. Abaixo vemos, na figura, uma cena que originalmente foi gravada no formato 16 x 9 e está sendo reproduzida em um televisor comum no aspecto 4 x 3. A essa adaptação de formato, chamamos A) Letter-box. B) Pillar-box. C) Anamorphics wide screem. D) Anamorphics squeeze. 19

20 Questão 32 Assinale a alternativa que demonstra uma sequência CORRETA de utilização de recursos e equipamentos para a produção de material audiovisual em um sistema de edição não linear. A) Disco rígido para exportação do material editado; memória flash para exportação de clipe; VTR para captura de imagens brutas. B) Memória flash busca de imagens brutas; Disco rígido para edição e efeitos; rede de internet para exportação do material editado. C) VTR para exportação de clipe; software de edição e efeitos para reprodução de áudio e vídeo; memória flash para captura. D) Memória flash busca de imagens brutas; Disco rígido para edição e efeitos; VTR para captura de imagens brutas Questão 33 Sobre o termo frame synchronizer, assinale a alternativa INCORRETA. A) Estabiliza digitalmente os sinais fracos ou interrompidos temporariamente. B) Captura e armazena cada frame até que sua varredura seja sincronizada com o próximo quadro. C) Não atua em transmissões ao vivo ou externa, apenas em materiais gravados no VTR. D) Nos sistemas lineares de edição, sincroniza os relógios de varredura de todos os VTR. Questão 34 Em um sistema de edição não linear algumas vezes, o editor deve usar os recursos disponíveis nos software para corrigir problemas ocorridos na captação de imagens e sons, ocorridos por defeitos nos equipamentos de externa ou por descuidos na operação. Quando tratamos o áudio para retirar ruídos estranhos à captação, utilizamos efeitos de A) ganho. B) equalização. C) phantom. D) insert. 20

21 Questão 35 Em sistemas não lineares, por vezes o codec de gravação nas externas não é adequado para a edição, sendo necessário converter os arquivos antes de iniciar o processo de edição. Para uma edição em plataforma apple em baixa resolução (off-line), qual dos codecs apple é o mais indicado? A) ProRes 422 (HQ). B) ProRes C) ProRes 422 (Proxy). D) ProRes 422 (LT). Questão 36 O termo edição-não-linear é utilizado indiscriminadamente por diretores, editores e produtores de conteúdo para TV. Em termos técnicos, esse tipo de edição é aquele que permite A) o acesso de modo sequencial as imagens brutas, dispostas no disco rígido do computador. B) o acesso de modo aleatório as imagens brutas, dispostas nos periféricos de memória. C) a inserção de imagens e sons, na trilha de edição de forma aleatória fora da ordem cronológica do roteiro. D) a inserção de imagens e sons, na trilha de edição de forma cronológica, conforme o roteiro. Questão 37 No formato digital 1080p 30, temos a seguinte configuração A) altura de 1080 pixels, 30 quadros progressivos. B) largura de 1080 pixels, 30 quadros progressivos. C) altura de 1920 pixels, 30 quadros progressivos. D) largura de 720 pixels, 30 quadros progressivos. 21

22 Questão 38 Para exportar um vídeo SD para internet, no padrão NTSC DV, usamos o aspecto do pixel A) 0,9091. B) 1. C) 1,2121. D) 1,333. Questão 39 Ao realizarmos uma compressão sem perdas, teremos A) eliminação de dados redundantes e compactação dos dados. B) redução dos dados por meio de esquemas de codificação que eliminam os dados originais. C) redução dos dados por meio de esquemas de codificação que comprimem os dados originais. D) eliminação de dados redundantes ou sem maior importância. Questão 40 Um dos principais problemas de gravadores baseados em fita é o erro na base de tempo, em que a tela apresenta uma falha ou trilha que se move lentamente para cima ou para baixo, separando as metades superiores ou inferiores da imagem. Este problema é tecnicamente conhecido como: A) Sync roll. B) Frame synchronizer. C) TBC (Time Base Corrector). D) Frame Store Synchronizer. 22

23 Questão 41 O termo edição instantânea está associado a A) Off-line. B) On-line. C) Não linear (NLE). D) Comutação. Questão 42 Nos softwares de edição, quando exportamos arquivos XML, geramos arquivos A) para lista de captura. B) para conversão de projetos. C) para ajuste de áudio. D) de mídia, de áudio e vídeo. Questão 43 Abaixo vemos a reprodução de uma cena produzida originalmente no formato 4 x 3, em um televisor formato 16 x 9. Para este tipo de adaptação de formato damos o nome de? A) Letter-box. B) Pillar-box. C) Anamorphics wide screem. D) Anamorphics squeeze. 23

24 Questão 44 Assinale a alternativa que NÃO se relaciona com um sistema de edição de fonte única. A) Um gravador de vídeo original. B) Sistema de edição sem transições. C) Sistema de edição linear. D) Sistema básico de edição com transições. Questão 45 Em sistemas de edição não linear, independente do software usado, alguns termos usados são comuns. O termo A/B roll, por exemplo, é um desses termos, e indica que vamos utilizar A) mais de uma trilha de vídeo. B) uma trilha de vídeo. C) uma trilha de áudio. D) uma trilha de áudio e uma trilha de vídeo. Questão 46 Em sistemas de edição não linear que utilizam o VTR como fonte de imagens brutas, o termo device control está ligado A) ao tratamento de imagens, sendo o controle que ajusta a luminosidade B) à captura de imagens, e ao controle do timecode gravado na fita. C) à captura de imagens e ao ajuste do local onde a imagem será gravada. D) aos ajustes de áudio e vídeo e ao ajuste do aspecto da imagem no HD. 24

25 Questão 47 Nos sistemas de edição não linear atuais, são muito comuns as conexões no protocolo IEEE 1394, também conhecidas como A) Fire wire. B) Flash. C) SDI. D) HDMI. Questão 48 Sobre a edição não linear, assinale a alternativa CORRETA. A) O monitor de programa é a principal janela, pois exibe o material a ser selecionado. B) O monitor de preview é utilizado para visualizar o material já selecionado e cortado. C) A timeline é a principal janela utilizada, pois exibe todo o mapa de edição com a ordem dos clipes selecionados. D) O monitor de preview é usado para visualizar uma sequência editada que ele acabou de selecionar. Questão 49 Na produção de vídeos para internet, é muito comum o processo no qual um vídeo produzido em um formato de alta resolução é reduzido para um formato de resolução mais baixa. Para esse processo, damos o nome de A) anamorphics wide screem. B) anamorphics squeeze. C) downconvert. D) pixel reduce. 25

26 Questão 50 Ao exportar uma média no adobe première, na extensão mp4, no formato HD 1080p 29.97, temos o seguinte A) largura de 1920; altura 1080; field order upper; pixel aspect 1,0. B) largura de 1920; altura 1080; field order lower; pixel aspect 1,0. C) largura de 1920; altura 1080; field order progressive; pixel aspect 1,0. D) largura de 1920; altura 1080; field order progressive; pixel aspect 3,0. 26

27 PROVA DISSERTATIVA INSTRUÇÕES GERAIS 1. Nos termos do subitem do Edital, as instruções constantes nos Cadernos de Questões e nas Folhas de Respostas da PROVA OBJETIVA e DISSERTATIVA (quando for o caso), bem como as orientações e instruções expedidas pela Fundep durante a realização das provas complementam este Edital e deverão ser rigorosamente observadas e seguidas pelo candidato. 2. A PROVA DISSERTATIVA deverá conter, entre o mínimo de 25 (vinte e cinco) linhas e, no máximo, 30 (trinta) linhas (subitem 9.4.5) e deve ser escrita com caneta esferográfica de tinta azul ou preta, na folha da Prova Dissertativa. 3. A variante linguística a ser utilizada na elaboração da redação é o padrão culto formal. 4. Tendo em vista que o prazo para implementação do Novo Acordo Ortográfico, foi estendido para 2016, os critérios de correção de redação não incluem como objeto de desconto por erro os aspectos da Língua Portuguesa afetados pelas alterações introduzidas no novo acordo. Enquanto a mudança não entrar em vigor, o candidato pode responder dentro da nova ou da antiga ortografia, podendo, inclusive, grafar uma palavra de duas formas diferentes na mesma prova. 5. A versão definitiva da resposta ou a sua transcrição, caso tenha sido feita em rascunho, deverá ser registrada na folha de resposta da Prova Dissertativa que contém o campo de identificação. Em nenhuma hipótese, o rascunho será considerado na correção da prova. 6. Nos termos do subitem do Edital, não será permitido o uso de lápis-borracha ou corretivo de texto. 7. Nos termos do subitem 9.4.4, a Prova Dissertativa será avaliada na escala de 0 (zero) e 20 (vinte) pontos, de acordo com o critério de avaliação. 8. Os critérios de correção da Prova Dissertativa serão os seguintes, conforme subitem do Edital. ASPECTOS AVALIADOS NÚMERO DE PONTOS DESCONTOS POR ERRO Pontuação e ortografia (PO). 4 0,2 Morfossintaxe (emprego dos pronomes, concordância verbal e nominal, oração e período, vozes do verbo) (M). 4 Coesão e coerência (CC). 6 0,3 Compreensão / conhecimento do conteúdo proposto e propriedade da resposta (CP). 6 Linhas aquém do limite mínimo estabelecido de 25 linhas. - 0,5 Linhas além do limite máximo estabelecido de 30 linhas. - 0,5 TOTAL 20 pontos - 0,2 0,3 Não será corrigida e, consequentemente, a ela se atribuirá a nota 0 (zero) a Redação escrita: sem observância do tema proposto, bem como das instruções dadas; fora do espaço próprio; a lápis; com letra ilegível. 9. Nos termos do subitem do Edital, findo o horário limite para a realização das provas, o candidato deverá entregar as Folhas de Respostas da Prova Objetiva e Dissertativa (quando for o caso), devidamente preenchidas e assinadas ao aplicador de sala. 10. Nos termos do subitem , não será fornecida folha adicional para complementação da dissertação, devendo o candidato limitar-se a uma única folha padrão recebida. 11. Nos termos do subitem do Edital, não haverá substituição da Folha de Respostas da Prova Objetiva e do Caderno de resposta da Prova Dissertativa por erro do candidato. 27

ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Código 102 CADERNO 1 PROVA DISSERTATIVA

ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Código 102 CADERNO 1 PROVA DISSERTATIVA CONCURSO PÚBLICO Edital n. 01/2008-CMBH ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Código 102 CADERNO 1 PROVA DISSERTATIVA ATENÇÃO Leia as instruções deste Caderno. Elas fazem parte da sua prova 1. Este caderno

Leia mais

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a):

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a): Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO 2014 PROVA TIPO 1 Cargo de Nível Médio: Código: 17 TÉCNICO EM AUDIOVISUAL 2014 Universidade Federal de Alagoas (Edital nº 025/2014)

Leia mais

Codec. Finalização de audiovisual. Bit Rate (Taxa de Bits) formatos de exportação. Pro res. ProRes 16/05/13. Sigla de COmpressor/DEcompressor.

Codec. Finalização de audiovisual. Bit Rate (Taxa de Bits) formatos de exportação. Pro res. ProRes 16/05/13. Sigla de COmpressor/DEcompressor. Codec Finalização de audiovisual Sigla de COmpressor/DEcompressor. Conjunto de instruções que permite comprimir um sinal de vídeo ou áudio, para armazenamento, e descomprimir, para reprodução. Bit Rate

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ENSINO DEPARTAMENTO DE INGRESSO INSTRUÇÕES

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ENSINO DEPARTAMENTO DE INGRESSO INSTRUÇÕES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTRUÇÕES 1 1. Confira seu nome e número de inscrição no cartão-resposta. Se houver algum erro, comunique-o ao fiscal de sala. Assine o cartão-resposta no campo indicado. 2. No

Leia mais

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a):

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a): Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO 2014 PROVA TIPO 1 Cargo de Nível Médio: Código: 03 REVISOR DE TEXTO EM BRAILLE 2014 Universidade Federal de Alagoas (Edital nº 025/2014)

Leia mais

PREFE ITURA MUNICIPAL DE GUAJ ARÁ MIRIM

PREFE ITURA MUNICIPAL DE GUAJ ARÁ MIRIM Caderno de Questões PREFE ITURA MUNICIPAL DE GUAJ ARÁ MIRIM realização S25 - Médico Veterinário AT E N Ç Ã O 1. O caderno de questões contém 40 questões de múltipla-escolha, conforme distribuição abaixo,

Leia mais

Capitulo 11 Multimídias

Capitulo 11 Multimídias Capitulo 11 Multimídias Neste capítulo são exploradas as ferramentas multimídias presentes no SO Android customizadas para o Smartphone utilizado neste manual. É inegável o massivo uso destas ferramentas,

Leia mais

REGULAMENTO TOUR DA TAÇA DA COPA DO MUNDO FIFA TROPHY TOUR BRASIL 2014

REGULAMENTO TOUR DA TAÇA DA COPA DO MUNDO FIFA TROPHY TOUR BRASIL 2014 REGULAMENTO TOUR DA TAÇA DA COPA DO MUNDO FIFA TROPHY TOUR BRASIL 2014 Dispõe sobre a regulamentação do Concurso de Redação e a produção de vídeo do Tour da Taça Copa do Mundo da FIFA - Trophy Tour Brasil

Leia mais

NÍVEL FUNDAMENTAL Cargo: AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE

NÍVEL FUNDAMENTAL Cargo: AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE ESTADO DO PARÁ MUNICÍPIO DE CURUÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE CURUÁ - CONCURSO PÚBLICO - Edital N.º 001/2009 REALIZAÇÃO DA PROVA OBJETIVA: 23 de Agosto de 2009 NÍVEL FUNDAMENTAL Cargo: AGENTE COMUNITÁRIO DE

Leia mais

CAPTURA SINCRONIZADA DE VÍDEO NO ENSINO DE CIÊNCIAS

CAPTURA SINCRONIZADA DE VÍDEO NO ENSINO DE CIÊNCIAS CAPTURA SINCRONIZADA DE VÍDEO NO ENSINO DE CIÊNCIAS INTRODUÇÃO A imagem e o áudio têm ocupado cada vez mais espaço na constituição e expressão do conhecimento humano, seja no âmbito da informação, do entretenimento

Leia mais

ANEXO II Conteúdo Programático da Prova

ANEXO II Conteúdo Programático da Prova ANEXO II Conteúdo Programático da Prova CONHECIMENTOS GERAIS: ATUALIDADES Assuntos de interesse geral nas esferas: Municipal, Estadual e Nacional, Internacional, amplamente veiculados na imprensa escrita

Leia mais

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a):

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a): Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO 2014 PROVA TIPO 1 Cargo de Nível Médio: Código: 19 ASSISTENTE DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PROVA PRÁTICA 2014 Universidade Federal

Leia mais

Roxio Easy CD & DVD Burning

Roxio Easy CD & DVD Burning Roxio Easy CD & DVD Burning Guia de Introdução 2 Começando a usar o Easy CD & DVD Burning Neste guia Bem-vindo ao Roxio Easy CD & DVD Burning 3 Sobre este guia 3 Sobre o conjunto Easy CD & DVD Burning

Leia mais

LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA

LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA (versão simples da Lei da Comunicação Social Eletrônica) CAPÍTULO 1 PARA QUE SERVE A LEI Artigo 1 - Esta lei serve para falar como vai acontecer de fato o que está escrito em alguns

Leia mais

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares SENAI São Lourenço do Oeste Introdução à Informática Adinan Southier Soares Informações Gerais Objetivos: Introduzir os conceitos básicos da Informática e instruir os alunos com ferramentas computacionais

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Concurso Público n.º 01/2015. Estado de Santa Catarina MUNICÍPIO DE IOMERÊ

MANUAL DO CANDIDATO. Concurso Público n.º 01/2015. Estado de Santa Catarina MUNICÍPIO DE IOMERÊ MANUAL DO CANDIDATO Concurso Público n.º 01/2015 Estado de Santa Catarina MUNICÍPIO DE IOMERÊ Orientações e Instruções para a Realização das Provas 1. Do horário de comparecimento para a realização das

Leia mais

Entenda os formatos mais populares de vídeo

Entenda os formatos mais populares de vídeo Entenda os formatos mais populares de vídeo Com o grande crescimento da internet banda larga no país muitos internautas estão cada vez mais tendo contato com arquivos de vídeo, tanto na visualização online

Leia mais

PROVA UNIJUÍ. Locais de Realização da Prova Câmpus/Polo Ijuí, Câmpus Santa Rosa, Câmpus Panambi e Câmpus Três Passos.

PROVA UNIJUÍ. Locais de Realização da Prova Câmpus/Polo Ijuí, Câmpus Santa Rosa, Câmpus Panambi e Câmpus Três Passos. PROVA UNIJUÍ Data 08 de fevereiro de 2015 (domingo) Modalidades e Horários Cursos EaD Prova da Unijuí (Redação) Início às 8h30min e término às 11h30min. Cursos Presenciais Prova da Unijuí (Redação e 40

Leia mais

1. o DESENHO INDUSTRIAL (BACHARELADO) TESTE ESCRITO-PRÁTICO PROVA DE HABILIDADES ESPECÍFICAS. 3. a ETAPA

1. o DESENHO INDUSTRIAL (BACHARELADO) TESTE ESCRITO-PRÁTICO PROVA DE HABILIDADES ESPECÍFICAS. 3. a ETAPA U N I V E R S I D A D E D E B R A S Í L I A UnB CENTRO DE SELEÇÃO E DE PROMOÇÃO DE EVENTOS CESPE 1. o Vestibular 2002 Programa de Avaliação Seriada Subprograma 1999 3. a ETAPA PROVA DE HABILIDADES ESPECÍFICAS

Leia mais

C A D E R N O D E P R O V A S

C A D E R N O D E P R O V A S C ONCURSO PÚBLICO 03 / JUNHO / 2012 CÂMARA MUNICIPAL DE ITURAMA MINAS GERAIS C A D E R N O D E P R O V A S CADERNO 7 CARGOS: AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS RECEPCIONISTA E TELEFONISTA PROVAS: PORTUGUÊS MATEMÁTICA

Leia mais

AUXILIAR DE SECRETARIA ESCOLAR

AUXILIAR DE SECRETARIA ESCOLAR - EDUCAÇÃO - Concurso Público EDITAL N. 01/2013 AUXILIAR DE SECRETARIA ESCOLAR Código 202 LEIA COM ATENÇÃO AS SEGUINTES INSTRUÇÕES 1 - Este caderno contém a proposta da PROVA DE REDAÇÃO e as questões da

Leia mais

Projeto de Lei de Iniciativa Popular para uma mídia Democrática

Projeto de Lei de Iniciativa Popular para uma mídia Democrática Projeto de Lei de Iniciativa Popular para uma mídia Democrática Comunicação é um direito de todos No Brasil, os meios de comunicação estão concentrados nas mãos de poucas empresas familiares que têm a

Leia mais

MODALIDADE À DISTÂNCIA (EAD)

MODALIDADE À DISTÂNCIA (EAD) UNIVERSIDADE POSITIVO COMISSÃO DE PROCESSO SELETIVO CPS VESTIBULAR DE DIA FIXO 1 a ENTRADA 2016 (P5b) CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA (TECNÓLOGOS) E LICENCIATURA EM PEDAGOGIA MODALIDADE À DISTÂNCIA (EAD)

Leia mais

Modelo de VTR S-VHS Panasonic lançado na década de 1990

Modelo de VTR S-VHS Panasonic lançado na década de 1990 Camcorder Betacam SP. VTR Betacam SP São décadas de desenvolvimento e centenas de produtos e formatos diferentes, segue abaixo alguns dos formatos de vídeo domésticos e profissionais mais comuns: VHS -

Leia mais

1. Poderão participar agências de publicidade, anunciantes, produtoras de vídeo, faculdades e estudantes de comunicação.

1. Poderão participar agências de publicidade, anunciantes, produtoras de vídeo, faculdades e estudantes de comunicação. Regulamento FestVideo 2015 A Associação dos Profissionais de Propaganda de Ribeirão Preto, entidade sem fins lucrativos, CNPJ 54164348/0001-43, edita o presente Regulamento para reger a edição de 2015

Leia mais

Versão 3.2. 1. Apresentação. Parte I. Vivaldo Armelin Júnior

Versão 3.2. 1. Apresentação. Parte I. Vivaldo Armelin Júnior Versão 3.2 2010 1. Apresentação Parte I Vivaldo Armelin Júnior Esta é a janela principal do BrOffice Impress. Um programa para edição de apresentações, que é livre, seu código é aberto e ainda... grátis.

Leia mais

NORMA DE FORMATO PADRÃO DE ENTREGA DE CONTEÚDO AUDIOVISUAL EM ALTA DEFINIÇÃO - NOR 704

NORMA DE FORMATO PADRÃO DE ENTREGA DE CONTEÚDO AUDIOVISUAL EM ALTA DEFINIÇÃO - NOR 704 MANUAL DE TECNOLOGIA COD. 700 ASSUNTO: FORMATO PADRÃO DE ENTREGA DE CONTEÚDO AUDIOVISUAL EM ALTA DEFINIÇÃO APROVAÇÃO: Resolução DIREX nº 079/2014, de 19/05/2014 VIGÊNCIA: 05/06/2014 NORMA DE FORMATO PADRÃO

Leia mais

INSTRUÇÕES NÃO SERÃO ACEITAS RECLAMAÇÕES FORMULADAS APÓS O INÍCIO DA PROVA. NÃO ESQUEÇA de assinar a LISTA DE PRESENÇA.

INSTRUÇÕES NÃO SERÃO ACEITAS RECLAMAÇÕES FORMULADAS APÓS O INÍCIO DA PROVA. NÃO ESQUEÇA de assinar a LISTA DE PRESENÇA. INSTRUÇÕES Verifique, com muita atenção, este Caderno de QUESTÕES que deve conter 14 (quatorze) questões, sendo 03 (três) de Língua Portuguesa e 10 (dez) de Conhecimentos Específicos e 1 (uma) questão

Leia mais

Soluções completas de segurança em vídeo IP

Soluções completas de segurança em vídeo IP Soluções completas de segurança em vídeo IP Soluções completas de segurança em vídeo IP www.indigovision.com IndigoVision Visão geral A solução empresarial de segurança IP IndigoVision garante o monitoramento

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO CULTURAL MINIMETRAGEM 2010

REGULAMENTO CONCURSO CULTURAL MINIMETRAGEM 2010 REGULAMENTO CONCURSO CULTURAL MINIMETRAGEM 2010 1. O presente regulamento tem por objeto a abertura do Concurso Cultural MiniMetragem 2010, que visa incentivar a pesquisa de idéias, conceitos, estética,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Página 1 de 8 PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS COMISSÃO DO CONCURSO PÚBLICO ESPELHO DA PROVA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Página 1 de 8 PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS COMISSÃO DO CONCURSO PÚBLICO ESPELHO DA PROVA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Página 1 de 8 CONCURSO PÚBLICO 2012 - PROVIMENTO DE CARGOS TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS CATEGORIA: REDATOR DE TV ESPELHO DA PROVA QUESTÃO 01 Redija uma nota coberta para telejornal

Leia mais

Easy VHS to DVD 3 & Easy VHS to DVD 3 Plus. Guia de Introdução

Easy VHS to DVD 3 & Easy VHS to DVD 3 Plus. Guia de Introdução Easy VHS to DVD 3 & Easy VHS to DVD 3 Plus Guia de Introdução ii Roxio Easy VHS to DVD Guia de Introdução www.roxio.com Começar a usar o Roxio Easy VHS to DVD 3 Neste guia Bem-vindo ao Roxio Easy VHS to

Leia mais

GUIA PRÁTICO NET DIGITAL HD MAX

GUIA PRÁTICO NET DIGITAL HD MAX ÍNDICE Bem-vindo à máxima experiência em TV 1 1. Assistindo à sua NET DIGITAL HD MAX 3 2. Gravando seus programas favoritos 6 2.1. Minha NET 6 2.2. Adicionar uma nova gravação 6 2.3. Agenda de gravações

Leia mais

20 Aula Digital Manual do Utilizador do Professor

20 Aula Digital Manual do Utilizador do Professor 20 Aula Digital Manual do Utilizador do Professor Versão 1.0 Índice I. Começar a utilizar o 20 Aula Digital... 4 1. Registo... 4 2. Autenticação... 4 2.1. Recuperar palavra-passe... 5 II. Biblioteca...

Leia mais

1 o PROCESSO SELETIVO/2010

1 o PROCESSO SELETIVO/2010 Faculdade da Saúde e Ecologia Humana 1 o PROCESSO SELETIVO/2010 PROVA DE REDAÇÃO LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES DESTE CADERNO. Elas fazem parte da sua prova. 1. Este caderno contém a Prova de Redação.

Leia mais

Introdução à Multimédia conceitos

Introdução à Multimédia conceitos 1. Introdução à Multimédia conceitos Popularidade mercado potencial aparece nos anos 90 Avanços Tecnológicos que motivaram o aparecimento/ desenvolvimento da MULTIMÉDIA Indústrias envolvidas - Sistemas

Leia mais

pontuação Discursiva 02 questões 15 pontos 30 pontos Múltipla escolha 25 questões 2,8 pontos 70 pontos

pontuação Discursiva 02 questões 15 pontos 30 pontos Múltipla escolha 25 questões 2,8 pontos 70 pontos Caderno de Provas PRODUÇÃO DE AUDOVSUAL Edital Nº. 36/2011 RETORA/FRN 29 de janeiro de 2012 NSTRUÇÕES GERAS PARA A REALZAÇÃO DA PROVA Use apenas caneta esferográfica azul ou preta. Escreva o seu nome completo

Leia mais

Diferentes modos para visualizar gravações no Software HMS Client

Diferentes modos para visualizar gravações no Software HMS Client Diferentes modos para visualizar gravações no Software HMS Client O Software HMS Client permite visualização de imagens de 3 maneiras diferentes: Imagens dos dispositivos (Mini Câmeras e NVRs) gravadas

Leia mais

Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 PEDAGOGIA

Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 PEDAGOGIA assinatura do(a) candidato(a) Admissão por Transferência Facultativa. a Transferência Facultativa/00 Segunda Etapa Prova Dissertativa LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. Confira atentamente se os dados

Leia mais

RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PRESIDENTE FIGUEIREDO-AM Nº 001 DE 02 DE MARÇO DE 2015.

RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PRESIDENTE FIGUEIREDO-AM Nº 001 DE 02 DE MARÇO DE 2015. RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PRESIDENTE FIGUEIREDO-AM Nº 001 DE 02 DE MARÇO DE 2015. A Prefeitura Municipal de Presidente Figueiredo-AM torna Público, para conhecimento dos interessados que o EDITAL 001/2015,

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. para tv TV101

MANUAL DO USUÁRIO. para tv TV101 MANUAL DO USUÁRIO adaptador android para tv TV101 Índice Exibição do Produto 03 Instruções para Uso 03 Menu Principal 04 Configurações de Wi-Fi 04 Navegando por Arquivo ou Pasta 05 Conexão USB 06 Instalando/

Leia mais

Edital do Simulado do ENEM - SBME 2014

Edital do Simulado do ENEM - SBME 2014 Edital do Simulado do ENEM - SBME 214 O Diretor- Geral do SBME Prof. Valseni Braga, no exercício de suas funções e assessorado pelo Comitê de Gestão Pedagógica, institui a realização do Simulado Institucional

Leia mais

TV Analógica e TV Digital: como conviver com os dois formatos?

TV Analógica e TV Digital: como conviver com os dois formatos? 1 TV Analógica e TV Digital: como conviver com os dois formatos? Willians Cerozzi Balan Setembro/2009 Autores, pesquisadores e profissionais da área de produção em televisão reconhecem que a imagem exerce

Leia mais

Controles e funções. Painel frontal. Painel traseiro. Capítulo 2 >> Controles e funções. Botão OK Confirma a seleção.

Controles e funções. Painel frontal. Painel traseiro. Capítulo 2 >> Controles e funções. Botão OK Confirma a seleção. HDPV-C20CV Capítulo 2 >> Controles e funções Controles e funções Painel frontal 1 2 1 2 3 3 4 5 Botão Power ( ) Liga/desliga seu receptor. Botão MENU Exibe o menu. Sai do menu atual ou vai para o menu

Leia mais

Teste de Habilidade Específica - THE

Teste de Habilidade Específica - THE LEIA COM ATENÇÃO 1. Só abra este caderno após ler todas as instruções e quando for autorizado pelos fiscais da sala. 2. Preencha os dados pessoais. 3. Autorizado o inicio da prova, verifique se este caderno

Leia mais

1. Linguagens e Códigos; 2. Raciocínio Lógico e Matemática; 3. Leitura e Interpretação de Textos; 4. Atualidades.

1. Linguagens e Códigos; 2. Raciocínio Lógico e Matemática; 3. Leitura e Interpretação de Textos; 4. Atualidades. ANEXO I - PROGRAMA DAS PROVAS DE CONHECIMENTOS GERAIS E DE REDAÇÃO Prova (Todos os Cursos) Trabalhando em consonância com as diretrizes curriculares nacionais, o UNIFEMM entende que as avaliações do processo

Leia mais

Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009

Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009 Caderno de Provas GESTÃO DE COOPERATIVAS E AGRONEGÓCIOS Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009 INSTRUÇÕES GERAIS PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA Use apenas caneta esferográfica azul ou preta. Escreva o

Leia mais

Medidor de campo para sinais de TV digital HD padrão Brasileiro ISDB-T

Medidor de campo para sinais de TV digital HD padrão Brasileiro ISDB-T Medidor de campo para sinais de TV digital HD padrão Brasileiro ISDB-T LCD 3.5 : Colorido de Alta Resolução Monitor: Sintoniza o canal selecionado com áudio e vídeo Leituras de: Pre BER, Post BER, MER,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EDITAL 05/2014

PROCESSO SELETIVO EDITAL 05/2014 PROCESSO SELETIVO EDITAL 05/2014 CARGO E UNIDADES: Professor de Educação Infantil e Fundamental (MACAÍBA) Atenção: NÃO ABRA este caderno antes do início da prova. Tempo total para resolução desta prova:

Leia mais

Conheça o seu telefone

Conheça o seu telefone Conheça o seu telefone O nome MOTOROLA e sua logomarca estilizada M estão registrados no Escritório de Marcas e Patentes dos EUA. Motorola, Inc. 2008 Algumas funções do telefone celular dependem da capacidade

Leia mais

MESTRADO EM DIREITO PÚBLICO

MESTRADO EM DIREITO PÚBLICO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Coordenadoria de Pós-Graduação Prova de Conhecimentos Específicos do Processo Seletivo Stricto Sensu UFAL. CADERNO DE QUESTÕES MESTRADO

Leia mais

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Comunicação Social Rádio e TV, Bacharelado

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Comunicação Social Rádio e TV, Bacharelado Credenciada pela Portaria nº 590 de 18/05/2011 Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Comunicação Social Rádio e TV, Bacharelado DOS FUNDAMENTOS, OBJETIVOS E CONTEÚDOS Art. 1º. Os Trabalhos

Leia mais

Por razões, é requerido um módulo de E/S, que deve desempenhar duas funções principais:

Por razões, é requerido um módulo de E/S, que deve desempenhar duas funções principais: Entrada e Saída Além do processador e da memória, um terceiro elemento fundamental de um sistema de computação é o conjunto de módulos de E/S. Cada módulo se conecta com o barramento do sistema ou com

Leia mais

Manual do Usuário SNEWS.TV

Manual do Usuário SNEWS.TV Manual do Usuário SNEWS.TV INTRODUÇÃO O IN-PLUS é uma solução profissional de captura de áudio e vídeo SD, HD e 4k através de uma ou mais fontes de entradas SDI, HDMI, COMPOSITE ou COMPONENTE. Cada entrada

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft PowerPoint 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Encontre o que você precisa Clique

Leia mais

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a):

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a): Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO 204 PROVA TIPO Cargo de Nível Médio: Código: 5 TÉCNICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 204 Universidade Federal de Alagoas (Edital nº

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO Receptor Móvel de TV Digital Full HD I INSTRUÇÃO DE SEGURANÇA... 5 II INTRODUÇÃO... 6 III MENU DE OPERAÇÃO... 8

MANUAL DO USUÁRIO Receptor Móvel de TV Digital Full HD I INSTRUÇÃO DE SEGURANÇA... 5 II INTRODUÇÃO... 6 III MENU DE OPERAÇÃO... 8 Sumário I INSTRUÇÃO DE SEGURANÇA... 5 II INTRODUÇÃO... 6 II.2. Características...6 III MENU DE OPERAÇÃO... 8 III.2. - EPG...10 III.3. Pesquisa de canal...11 III.4. Pesquisa automática...11 III.5 Pesquisa

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO VESTIBULAR/2015

CONCURSO PÚBLICO VESTIBULAR/2015 ESCOLA DE GOVERNO PROFESSOR PAULO NEVES DE CARVALHO FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIRO Governo de Minas Gerais CONCURSO PÚBLICO VESTIBULAR/2015 2ª ETAPA Provas abertas: Matemática, História e Redação em Língua Portuguesa.

Leia mais

ALTERAÇÃO 01. PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS CNPQ E SEBRAE nº 06/2015 PROCESSO SELETIVO PARA PROGRAMA AGENTES LOCAIS DE INOVAÇÃO

ALTERAÇÃO 01. PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS CNPQ E SEBRAE nº 06/2015 PROCESSO SELETIVO PARA PROGRAMA AGENTES LOCAIS DE INOVAÇÃO ALTERAÇÃO 01 PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS CNPQ E SEBRAE nº 06/2015 PROCESSO SELETIVO PARA PROGRAMA AGENTES LOCAIS DE INOVAÇÃO SERVIÇO DE APOIO AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Leia mais

Português do Brasil. Mensagens de alerta WEEE DECLARAÇÃO FCC. Observação: Símbolo para Coleta Separada em Países Europeus

Português do Brasil. Mensagens de alerta WEEE DECLARAÇÃO FCC. Observação: Símbolo para Coleta Separada em Países Europeus Mensagens de alerta WEEE Símbolo para Coleta Separada em Países Europeus Este símbolo indica que este produto deve ser coletado separadamente. Os seguintes se aplicam apenas a usuários em países europeus:

Leia mais

M J AUDITOR CONCURSO PÚBLICO 2008 INFORMAÇÕES GERAIS CRITÉRIOS PARA AVALIÇÃO DA PROVA DISCURSIVA NF =A 3B TL

M J AUDITOR CONCURSO PÚBLICO 2008 INFORMAÇÕES GERAIS CRITÉRIOS PARA AVALIÇÃO DA PROVA DISCURSIVA NF =A 3B TL M J CONCURSO PÚBLICO 2008 AUDITOR INFORMAÇÕES GERAIS 1. Você recebeu o seguinte material: a) 1 (um) caderno destinado ao rascunho, contendo os 6 (seis) enunciados da Prova Discursiva I; b) 6 (seis) folhas

Leia mais

CONCURSO DE REDAÇÃO E DESENHO SOBRE O TEMA: SE VOCÊ TIVESSE SUPERPODERES, O QUE FARIA PELA PRESERVAÇÃO DO PLANETA?

CONCURSO DE REDAÇÃO E DESENHO SOBRE O TEMA: SE VOCÊ TIVESSE SUPERPODERES, O QUE FARIA PELA PRESERVAÇÃO DO PLANETA? CONCURSO DE REDAÇÃO E DESENHO SOBRE O TEMA: SE VOCÊ TIVESSE SUPERPODERES, O QUE FARIA PELA PRESERVAÇÃO DO PLANETA? RECICLA CDL NA ESCOLA - REGULAMENTO 2015 1.DOS OBJETIVOS 1.1 Geral Promover entre os estudantes

Leia mais

EDITAL N.º 01/2015. Edital de Abertura de Inscrições. Curso de Educação Profissional de Nível Técnico. Noturno 2015/02

EDITAL N.º 01/2015. Edital de Abertura de Inscrições. Curso de Educação Profissional de Nível Técnico. Noturno 2015/02 EDITAL N.º 01/2015 Edital de Abertura de Inscrições Curso de Educação Profissional de Nível Técnico Noturno 2015/02 A Direção da Escola Técnica Estadual Portão Portão torna público, para o conhecimento

Leia mais

Manual de referência do Device Storage Manager

Manual de referência do Device Storage Manager Manual de referência do Device Storage Manager Avisos sobre direitos autorais e marcas comerciais Copyright 2003 Hewlett-Packard Development Company, L.P. É proibida a reprodução, adaptação ou tradução

Leia mais

ANIMAÇÃO DIGITAL O CURSO

ANIMAÇÃO DIGITAL O CURSO ANIMAÇÃO DIGITAL O CURSO Através dos dois maiores softwares para criação de personagens e edição de filmes aprenda a dar os primeiros passos no universo cinematográfico. Este curso aborda também toda técnica

Leia mais

Mídias Contínuas. Mídias Contínuas

Mídias Contínuas. Mídias Contínuas Mídias Contínuas Processamento da Informação Digital Mídias Contínuas Mídias Contínuas (dinâmicas ou dependentes do tempo) Digitalização de Sinais Áudio Vídeo 1 Digitalização de Sinais Codificadores de

Leia mais

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO VAGA TÉCNICO JÚNIOR PROCESSO 012/2015

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO VAGA TÉCNICO JÚNIOR PROCESSO 012/2015 COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO VAGA TÉCNICO JÚNIOR PROCESSO 012/2015 O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Sul SEBRAE-RS, CNPJ nº 87.112.736.0001-30, inscrição Estadual 096/2532541,

Leia mais

PRÊMIO TUBAL SIQUEIRA 2015 REGULAMENTO CATEGORIA PROFISSIONAL AGÊNCIAS

PRÊMIO TUBAL SIQUEIRA 2015 REGULAMENTO CATEGORIA PROFISSIONAL AGÊNCIAS 1) PARTICIPAÇÃO PRÊMIO TUBAL SIQUEIRA 2015 REGULAMENTO CATEGORIA PROFISSIONAL AGÊNCIAS 1.1. Poderão participar do Prêmio Tubal Siqueira todas as agências de publicidade com sede na área de cobertura da

Leia mais

EDIÇÃO Marilia Mello Pisani

EDIÇÃO Marilia Mello Pisani O presente texto faz parte do curso de Produção de Vídeo e é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição Não Comercial 3.0. Não Adaptada. Permissões além do escopo dessa licença podem estar

Leia mais

Guia Rápido. BS392 Micro System com DVD Player, Entrada USB e para Cartão de Memória

Guia Rápido. BS392 Micro System com DVD Player, Entrada USB e para Cartão de Memória Guia Rápido Consultar o Manual de Instruções para maiores informações. BS9 Micro System com DVD Player, Entrada USB e para Cartão de Memória Devido ao rápido avanço tecnólogico e ao sistema de produção

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft OneNote 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Alterne entre a entrada por toque

Leia mais

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO. (FORMAÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL) 2 a FASE

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO. (FORMAÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL) 2 a FASE 10 EDITAL N o 02/2011 (FORMAÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL) 2 a FASE 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este CADERNO DE QUESTÕES, com os enunciados das

Leia mais

PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STR1 MOURA LACERDA. TIPOS DE RECEPTORES DE TV e SISTEMAS

PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STR1 MOURA LACERDA. TIPOS DE RECEPTORES DE TV e SISTEMAS PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STR1 MOURA LACERDA TIPOS DE RECEPTORES DE TV e SISTEMAS Como tudo em nossa vida e em nosso mundo evolui, com a tecnologia não é diferente, agora você pode contar com alta definição

Leia mais

NÍVEL FUNDAMENTAL COMPLETO

NÍVEL FUNDAMENTAL COMPLETO CONCURSO PÚBLICO - Edital N.º 001/2009 - PREFEITURA MUNICIPAL DE CONCEIÇÃO DO ARAGUAIA REALIZAÇÃO DA PROVA OBJETIVA: 27 de Setembro de 2009 NÍVEL FUNDAMENTAL COMPLETO Cargos: (AUXILIAR DE CONSULTÓRIO DENTÁRIO,

Leia mais

C A D E R N O D E P R O V A S

C A D E R N O D E P R O V A S CONCURSO PÚBLICO ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MINAS GERAIS C A D E R N O D E P R O V A S CADERNO 3 ESPECIALIDADE: ANALISTA DE SISTEMAS/ÁREA III (SUPORTE TÉCNICO) PROVA: CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Leia mais

O vídeo. O vídeo. Sistemas analógicos de vídeo. O vídeo. 2001 Wilson de Pádua Paula Filho

O vídeo. O vídeo. Sistemas analógicos de vídeo. O vídeo. 2001 Wilson de Pádua Paula Filho O vídeo O vídeo Interfaces de vídeo Sistemas de televisão: as características do sinal de vídeo são determinadas pelos padrões de televisão principais padrões existentes: televisão em preto-e-branco televisão

Leia mais

17:47:08. Introdução à Informática com Software Livre

17:47:08. Introdução à Informática com Software Livre 17:47:08 Introdução à Informática com Software Livre 1 17:47:09 Audacity 2 Audacity 17:47:09 Audacity é um Software Livre de edição digital de áudio, disponível principalmente nas plataformas: Windows,

Leia mais

Inovação e o Telejornalismo Digital

Inovação e o Telejornalismo Digital Inovação e o Telejornalismo Digital Prof. Antonio Brasil Cátedra UFSC - RBS 2011 Telejornalismo Digital Novas práticas, desafios e oportunidades O que é Telejornalismo Digital Inovação tecnológica Interatividade

Leia mais

A essa altura, você deve estar se perguntando qual é a diferença entre cinema e vídeo, audiovisual e multimídia, não é mesmo?

A essa altura, você deve estar se perguntando qual é a diferença entre cinema e vídeo, audiovisual e multimídia, não é mesmo? Pré-Vestibular Social Grupo SOA Suporte à Orientação Acadêmica Ela faz cinema Ela faz cinema Ela é demais (Chico Buarque) CINEMA Chegou o momento de escolher um curso. Diante de tantas carreiras e faculdades

Leia mais

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO (FORMAÇÃO DE ARQUIVOLOGIA) 2 a FASE

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO (FORMAÇÃO DE ARQUIVOLOGIA) 2 a FASE 18 BNDES EDITAL N o N 02/2011 o 01/2012 - () 2 a FASE LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este CADERNO DE QUESTÕES, com os enunciados das 5 (cinco)

Leia mais

competente e registro no Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA).

competente e registro no Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA). EMPRESA BRASIL DE COMUNICAÇÃO (EBC) CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO EDITAL Nº 5 EBC, 26 DE JULHO DE 2011 A DIRETORA-PRESIDENTA

Leia mais

Guia do utilizador Ulead Systems, Inc. Janeiro de 2005. DVD MovieFactory

Guia do utilizador Ulead Systems, Inc. Janeiro de 2005. DVD MovieFactory Guia do utilizador Ulead Systems, Inc. Janeiro de 2005 DVD MovieFactory Ulead DVD MovieFactory versão 4 2000-2005 Ulead Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser

Leia mais

Tecnologias para pessoas com deficiência auditiva

Tecnologias para pessoas com deficiência auditiva Tecnologias para pessoas com deficiência auditiva ANTONIO BORGES TDD é a abreviatura de Telecommunications Device for the Deaf (Aparelho de telecomunicações para o surdo). O TDD é um sistema de comunicação

Leia mais

Exercícios orientadores da aprendizagem e sua solução; Indicação das referências complementares para cada

Exercícios orientadores da aprendizagem e sua solução; Indicação das referências complementares para cada 9 MATERIAIS DIDÁTICOS - Com base no conhecimento adquirido nas reuniões anteriores, o professor deve preparar uma proposta dos materiais que pretende produzir para o seu curso/disciplina. - É importante

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: MONITOR DE INCLUSÃO DIGITAL CADERNO DE PROVAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: MONITOR DE INCLUSÃO DIGITAL CADERNO DE PROVAS CADERNO DE PROVAS 1 A prova terá a duração de duas horas, incluindo o tempo necessário para o preenchimento do gabarito. 2 Marque as respostas no caderno de provas, deixe para preencher o gabarito depois

Leia mais

Google Apps para o Office 365 para empresas

Google Apps para o Office 365 para empresas Google Apps para o Office 365 para empresas Faça a migração O Office 365 para empresas tem uma aparência diferente do Google Apps, de modo que, ao entrar, você poderá obter esta exibição para começar.

Leia mais

SISTEMA DE GRAVAÇÃO DIGITAL COM UM MICROCOMPUTADOR (DVD OU PLACAS DE CAPTURA DE VÍDEO)

SISTEMA DE GRAVAÇÃO DIGITAL COM UM MICROCOMPUTADOR (DVD OU PLACAS DE CAPTURA DE VÍDEO) SISTEMA DE GRAVAÇÃO DIGITAL COM UM MICROCOMPUTADOR (DVD OU PLACAS DE CAPTURA DE VÍDEO) Há vários tipos de sistemas de gravações digitais. Os mais baratos consistem de uma placa para captura de vídeo, que

Leia mais

CANAL SAÚDE REDE DE PARCEIROS OFICINAS DE MULTIPLICAÇÃO

CANAL SAÚDE REDE DE PARCEIROS OFICINAS DE MULTIPLICAÇÃO 1. Oficina de Produção CANAL SAÚDE REDE DE PARCEIROS OFICINAS DE MULTIPLICAÇÃO Duração: 03 dias Público ideal: grupos de até 15 pessoas Objetivo: Capacitar indivíduos ou grupos a produzirem pequenas peças

Leia mais

Manual de Apoio ao Treinamento. Expresso

Manual de Apoio ao Treinamento. Expresso Manual de Apoio ao Treinamento Expresso 1 EXPRESSO MAIL É dividido em algumas partes principais como: Caixa de Entrada: local onde ficam as mensagens recebidas. O número em vermelho entre parênteses refere-se

Leia mais

2. ENTRADA DE DADOS 2.1. TEXTOS

2. ENTRADA DE DADOS 2.1. TEXTOS 2. ENTRADA DE DADOS Os dados digitados em uma célula são divididos em duas categorias principais: constantes ou fórmulas. Um valor constante é um dado digitado diretamente na célula e que não é alterado.

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO DE GOVERNADOR VALADARES-FAGV FUNDAÇÃO PADRE THEODORO ARAIZ EDITAL PROCESSO SELETIVO AGENDADO 2º SEMESTRE DE 2014

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO DE GOVERNADOR VALADARES-FAGV FUNDAÇÃO PADRE THEODORO ARAIZ EDITAL PROCESSO SELETIVO AGENDADO 2º SEMESTRE DE 2014 FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO DE GOVERNADOR VALADARES-FAGV FUNDAÇÃO PADRE THEODORO ARAIZ EDITAL PROCESSO SELETIVO AGENDADO 2º SEMESTRE DE 2014 De ordem do Senhor Diretor e para conhecimento de todos os interessados,

Leia mais

Peça para um amigo baixar o programa também, e você pode começar a experimentar o VoIP para ver como funciona. Um bom lugar para procurar é

Peça para um amigo baixar o programa também, e você pode começar a experimentar o VoIP para ver como funciona. Um bom lugar para procurar é VOIP Se você nunca ouviu falar do VoIP, prepare-se para mudar sua maneira de pensar sobre ligações de longa distância. VoIP, ou Voz sobre Protocolo de Internet, é um método para pegar sinais de áudio analógico,

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MÍDIAS SOCIAIS CLUBE TURISMO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MÍDIAS SOCIAIS CLUBE TURISMO MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MÍDIAS SOCIAIS CLUBE TURISMO INTRODUÇÃO: As mídias sociais estão cada vez mais presentes no dia-a-dia das pessoas, oferecendo soluções e transformando as relações pessoais e comerciais.

Leia mais

EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO

EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO 11.º/12.º Anos de Escolaridade (Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março) PROVA 703/8 Págs. Duração da prova: 120 minutos 2007 2.ª FASE PROVA PRÁTICA DE APLICAÇÕES INFORMÁTICAS

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA Nº 84/2015 SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS PARA ATIVIDADES MEIO DO PODER JUDICIÁRIO DE ALAGOAS

EDITAL DE ABERTURA Nº 84/2015 SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS PARA ATIVIDADES MEIO DO PODER JUDICIÁRIO DE ALAGOAS EDITAL DE ABERTURA Nº 84/2015 SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS PARA ATIVIDADES MEIO DO PODER JUDICIÁRIO DE ALAGOAS Destinatários: OS ALUNOS DO CURSO DE JORNALISMO DAS FACULDADES CONVENIADAS, QUE TIVEREM CONCLUÍDO

Leia mais

4 Metodologia. 4.1. Primeira parte

4 Metodologia. 4.1. Primeira parte 4 Metodologia [...] a metodologia inclui as concepções teóricas de abordagem, o conjunto de técnicas que possibilitam a apreensão da realidade e também o potencial criativo do pesquisador. (Minayo, 1993,

Leia mais

EDITAL 01/2015. 2.1 - A inscrição deverá ser efetuada preferencialmente pela internet no período de 22 a 30 de abril de 2015.

EDITAL 01/2015. 2.1 - A inscrição deverá ser efetuada preferencialmente pela internet no período de 22 a 30 de abril de 2015. EDITAL 01/2015 EXAME DE PROFICIÊNCIA EM LEITURA EM LINGUA ESTRANGEIRA PARA PROCESSOS SELETIVOS DE PROGRAMAS DE PÓS GRADUAÇÃO STRICTO SENSU NO AMBITO DA UFES Pelo presente edital, a Coordenação do Centro

Leia mais