Capítulo. A ditadura militar no Brasil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Capítulo. A ditadura militar no Brasil"

Transcrição

1 Capítulo A ditadura militar no Brasil

2 ARQUIVO/O GLOBO 1 Do golpe militar ao AI-5 O golpe militar de 1964 João Goulart é derrubado pelos militares, em 31 de março de 1964, por meio de um golpe, apoiado por políticos conservadores, representantes do grande capital nacional e estrangeiro e setores conservadores da Igreja católica e da classe média. Tanque do Exército circula pelas ruas do Rio de Janeiro, em 1 o de abril de 1964.

3 A edição do AI-1 Logo após o golpe, o presidente da Câmara dos Deputados, Ranieri Mazzilli, assumiu provisoriamente a presidência da república. 9 de abril de 1964: uma junta militar editou o Ato Institucional n o 1 (AI-1), que estabelecia: O poder do presidente da república de suspender os direitos políticos e cassar todos os cargos legislativos. A suspensão do caráter vitalício e estável dos cargos públicos, que poderiam ser suprimidos em caso de ameaça à ordem estabelecida.

4 Castello Branco assume a presidência Dois dias após a publicação do AI-1, o marechal Humberto Alencar Castello Branco é eleito presidente da república pelo Congresso Nacional apresenta como principal meta de governo combater o comunismo e recuperar a credibilidade internacional do Brasil. 1964: cria o Serviço Nacional de Informação (SNI), com a tarefa de supervisionar e coordenar as atividades de informação visando à garantia da segurança nacional.

5 Castello Branco assume a presidência A repressão: lideranças sindicais, camponesas, estudantis e religiosas foram presas; governadores e outros políticos tiveram seus mandatos cassados. Castello Branco decreta os Atos Institucionais n o 2 (1965), n o 3 e n o 4(1966). O Congresso Nacional promulga a Constituição de 1967, que fortalece o Poder Executivo federal e reduz a autonomia dos estados.

6 Os Atos Institucionais no governo Castello Branco Os Atos Institucionais no governo Castello Branco AI-2 (outubro de 1965): estabelece eleição indireta para presidente da república e extingue os partidos políticos, autorizando a existência apenas da Arena (Aliança Renovadora Nacional) e do MDB (Movimento Democrático Brasileiro) AI-3 (fevereiro de 1966): estabelece eleição indireta para governadores e prefeitos de capitais, consideradas áreas de segurança nacional AI-4 (dezembro de 1966): convoca o Congresso para aprovar o texto da Constituição de 1967, elaborado pelo governo militar

7 A linha dura de Artur da Costa e Silva 1967: O marechal Artur da Costa e Silva assume o governo após a morte de Castello Branco. Inicia a linha dura do regime, substituindo funcionários públicos civis por militares em vários cargos estratégicos. Governo marcado pela reação da sociedade civil: Greves de operários em Contagem (MG) e Osasco (SP), passeatas estudantis desafiavam o regime militar. Passeata dos Cem Mil pela democracia, em junho de 1968, no Rio de Janeiro, com participação de trabalhadores, intelectuais, políticos, artistas e religiosos.

8 A linha dura de Artur da Costa e Silva Discurso do deputado federal do MDB pelo estado da Guanabara, Márcio Moreira Alves, defende o boicote ao desfile do Dia da Independência. Publicação do Ato Institucional n o 5 (AI-5), em 13 de dezembro de 1968: é o golpe dentro do golpe.

9 ARQUIVO/O GLOBO Cem mil protestam contra a ditadura Passeata dos Cem mil: o então líder estudantil Vladimir Palmeira discursa para os estudantes na Cinelândia, Rio de Janeiro. Ao lado dele, José Domingos Teixeira Neto, 26 de junho de 1968.

10 A ditadura escancarada A ditadura escancarada Ato Institucional n o 5 (13 de dezembro de 1968) Executivo com poderes para fechar o Congresso Nacional Suspensão das garantias constitucionais O presidente pode cassar mandatos e direitos políticos O governo ganha o poder de suspender o direito de habeas corpus Rigorosa censura aos meios de comunicação

11 A ditadura escancarada A luta armada contra a ditadura ( ) Setores da esquerda, influenciados pelas ações guerrilheiras na América Latina, iniciam a luta armada para derrubar o regime: PC do B (dissidência do PCB), Aliança Libertadora Nacional (ANL), de Carlos Marighella, Vanguarda Popular Revolucionária (VPR), liderada pelo capitão Carlos Lamarca, Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR-8), entre outros. A guerrilha promove assaltos a banco e sequestros para financiar a luta contra o regime e negociar a libertação de prisioneiros políticos.

12 A ditadura escancarada O regime endurece a repressão 1969: cria, com o apoio de empresários e políticos civis, a Operação Bandeirante (Oban) e o Destacamento de Operações de Informações Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-Codi), este último organizado em cada estado.

13 ARQUIVO/O GLOBO 2 Apogeu e crise da ditadura no Brasil Os anos de chumbo ( ) O general Emílio Garrastazu Médici assume a presidência em outubro de 1969 e intensifica a repressão aos opositores do regime ditatorial. Seu governo realiza prisões sumárias, tortura e execuções. Policiais prendem 920 estudantes durante congresso clandestino da UNE (União Nacional dos Estudantes), na cidade de Ibiúna (SP), em 11 de outubro de 1968.

14 Os anos de chumbo ( ) O governo Médici destacou-se por ser o mais repressivo. Período de grande ufanismo patriótico, destacado pela propaganda oficial ( Brasil: ame-o ou deixe-o ; Ninguém segura este país ) e pela conquista do tricampeonato mundial de futebol, em 1970, utilizado pelo regime como símbolo da grandeza do país. O milagre econômico : crescimento do PIB, que chegou, em 1973, a 13%; construção de grandes obras públicas; criação de estatais; aumento do consumo da classe média. Pilares do crescimento econômico: Crescimento da dívida externa, arrocho salarial e repressão política.

15 Resistência cultural ao regime Durante os anos de chumbo, a resistência ao regime militar também se manifestou no campo cultural, com ações na música, no teatro e no cinema. Composições musicais afrontavam e questionavam o regime, destacando-se as obras de Geraldo Vandré e Chico Buarque de Hollanda. O teatro como arte de crítica social e política: Teatro de Arena, fechado pela ditadura; Teatro Oficina, de José Celso Martinez Corrêa; Grupo Opinião, formado a partir do Centro Popular de Cultura (CPC), da União Nacional dos Estudantes (UNE). O Cinema Novo, de Glauber Rocha e Nelson Pereira dos Santos, entre outros, engajado em denunciar os problemas sociais do país.

16 Geisel e a abertura política ( ) O general Ernesto Geisel dá início ao processo lento, gradual e seguro de abertura política, chamado distensão avanços e retrocessos na liberalização do regime. 1974: a sociedade anseia por mudanças, e candidatos do MDB são vitoriosos nas eleições parlamentares. 1976: o governo reage e cria a Lei Falcão, que proibia candidatos de se apresentarem ao vivo no rádio e na TV durante a propaganda eleitoral gratuita.

17 Geisel e a abertura política ( ) 1977: visando enfraquecer a oposição, o governo lança o Pacote de Abril: Fecha o Congresso Nacional. O presidente passa a governar por meio de decretos. Um terço do Senado passa a ser indicado pelo presidente: são os senadores conhecidos como biônicos : estudantes lutam pela anistia e pelo fim da ditadura; metalúrgicos das fábricas do ABC paulista fazem greve por melhores salários.

18 Figueiredo e o fim do regime ( ) O general João Baptista Figueiredo assume o governo, em 1979, sob protesto popular. Em março de 1979, mais de 80 mil metalúrgicos do ABC paulista entraram em greve, desafiando a polícia e o regime militar. Cresce a articulação e luta da sociedade: estudantes, professores, bancários e outras categorias lutam por melhores salários, por mais verbas para a educação e pelo fim da ditadura. Junho de 1979: o Congresso aprova a Lei de Anistia, beneficiando os dirigentes e os torturadores do regime militar e permitindo a volta dos exilados e a libertação dos prisioneiros políticos.

19 Figueiredo e o fim do regime ( ) Novembro de 1979: uma reforma política permite o pluripartidarismo: surgem o PT, o PMDB, o PDS e o PDT, entre outras legendas. 1982: nas eleições diretas para governadores, prefeitos, deputados e senadores, os partidos da oposição elegem candidatos em vários estados.

20 Mobilização popular e as Diretas Já Mobilização popular e as Diretas Já 1983: oposições lançam a campanha pelas Diretas Já, que exige a volta das eleições diretas e livres para a presidência da república em : a campanha ganha força com a participação de partidos políticos de centro e esquerda recém-criados, assim como de jornalistas, intelectuais e artistas em comícios pelo país Abril de 1984: a emenda que estabelecia as eleições diretas é rejeitada na Câmara dos Deputados 15 de janeiro de 1985: Tancredo Neves é eleito, no Colégio Eleitoral, presidente da república 15 de março de 1985: Tancredo Neves adoece e seu vice, José Sarney, é empossado como presidente interino. Com a morte de Tancredo, em abril, Sarney assume definitivamente o cargo

21 ALBERTO ESCALDA/EM/D.A PRESS Mobilização popular e as Diretas Já Manifestação popular na campanha Diretas Já, em Belo Horizonte, 24 de fevereiro de 1984.

MÓDULO 19- O BRASIL DA DITADURA MILITAR( 1964-1985)

MÓDULO 19- O BRASIL DA DITADURA MILITAR( 1964-1985) OS PRESIDENTES MILITARES: MÉDICI GEISEL COSTA E SILVA FIGUEIREDO CASTELLO BRANCO 1 - O governo CASTELLO BRANCO (Sorbonne 1964 1967): PAEG (Plano de Ação Econômica do Governo): Fim da Estabilidade no emprego.

Leia mais

Resistência à Ditadura Militar. Política, Cultura e Movimentos Sociais

Resistência à Ditadura Militar. Política, Cultura e Movimentos Sociais Resistência à Ditadura Militar Política, Cultura e Movimentos Sociais Visão Panorâmica Introdução à ditadura Antecedentes do Golpe A Ditadura A Resistência A Reabertura Duração: 1964 à 1985 Introdução

Leia mais

Na ditadura não a respeito à divisão dos poderes (executivo, legislativo e judiciário). O ditador costuma exercer os três poderes.

Na ditadura não a respeito à divisão dos poderes (executivo, legislativo e judiciário). O ditador costuma exercer os três poderes. Ditadura: É uma forma de governo em que o governante (presidente, rei, primeiro ministro) exerce seu poder sem respeitar a democracia, ou seja, governa de acordo com suas vontades ou com as do grupo político

Leia mais

Módulo 13 - Brasil. Prof. Alan Carlos Ghedini www.inventandohistoria.com

Módulo 13 - Brasil. Prof. Alan Carlos Ghedini www.inventandohistoria.com Módulo 13 - Brasil Prof. Alan Carlos Ghedini www.inventandohistoria.com Marechal Castello Branco (1964 1967) Chegou a presidência via eleição INDIRETA No seu governo foram criados 4 atos institucionais

Leia mais

PERÍODO MILITAR (1964/1985) PROF. SORMANY ALVES

PERÍODO MILITAR (1964/1985) PROF. SORMANY ALVES PERÍODO MILITAR (1964/1985) PROF. SORMANY ALVES INTRODUÇÃO Período governado por GENERAIS do exército brasileiro. Adoção do modelo desenvolvimento dependente, principalmente dos EUA, que subordinava a

Leia mais

DITADURA CIVIL MILITAR

DITADURA CIVIL MILITAR DITADURA CIVIL MILITAR Argentina + ou 25.000 mortos Chile + ou 4.000 mortos Brasil + ou 500 mortos ARGENTINA Parte forte do Vice Reino do Prata vitoriosa da Guerra do Paraguai Sociedade rural que aos poucos

Leia mais

BRASIL REPÚBLICA (1889 ) DITADURA MILITAR (1964-1979)

BRASIL REPÚBLICA (1889 ) DITADURA MILITAR (1964-1979) Divisões entre os militares: SORBONNE: oriundos da ESG (Escola Superior de Guerra, intelectuais, veteranos da 2ª Guerra, próximos da UDN, alinhados com os EUA, anticomunistas, executivo forte e soluções

Leia mais

BRASIL REPÚBLICA (1889 )

BRASIL REPÚBLICA (1889 ) 1 - Antecedentes: Esgotamento do populismo: manifestações de massa, greves, agravamento de tensões sociais. Temor dos EUA com a possibilidade de novas revoluções cubanas na América Latina. Apoio de setores

Leia mais

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. AULA 11.2 Conteúdo: Brasil na Era Militar

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. AULA 11.2 Conteúdo: Brasil na Era Militar 11.2 Conteúdo: Brasil na Era Militar Habilidades: Compreender os principais acontecimentos no Brasil durante o regime civil-militar Regime Civil-Militar no Brasil Período: 1964 a 1985. Governos Militares

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO DE HISTÓRIA PERÍODO MILITAR - 1964 A 1985

EXERCÍCIOS DE REVISÃO DE HISTÓRIA PERÍODO MILITAR - 1964 A 1985 EXERCÍCIOS DE REVISÃO DE HISTÓRIA PERÍODO MILITAR - 1964 A 1985 01 - Considerando-se os fatores que contribuíram para a longevidade do regime militar no Brasil, é CORRETO afirmar que foi de grande relevância

Leia mais

Aula 14 Regime Militar Prof. Dawison Sampaio

Aula 14 Regime Militar Prof. Dawison Sampaio Aula 14 Regime Militar 1 Contexto do Regime Militar Contexto interno: Colapso do Populismo (polêmica das Ref. de Base) Contexto externo: Guerra Fria e os interesses dos EUA (risco de cubanização do Brasil

Leia mais

Cap. 26 Do golpe Militar ao governo Costa e Silva Período de 1964 a 1969.

Cap. 26 Do golpe Militar ao governo Costa e Silva Período de 1964 a 1969. Resumos de aula de História do Brasil Prof. Webster Pinheiro Assunto: Ditadura Militar (1964-85) / Capítulos 26, 27 e 28 do livro didático / 2º Ano Ensino Médio Cap. 26 Do golpe Militar ao governo Costa

Leia mais

40 anos do golpe de 1964

40 anos do golpe de 1964 40 anos do golpe de 1964 Tortura, prisões, assassinatos e desaparecimentos de opositores, proibição de partidos, intervenção em sindicatos, censura à imprensa e crescimento económico acelerado: tudo isso

Leia mais

BRASIL REPÚBLICA (1889 ) DITADURA MILITAR (1964 1985)

BRASIL REPÚBLICA (1889 ) DITADURA MILITAR (1964 1985) 1 - Antecedentes: Esgotamento do populismo: manifestações de massa, greves, agravamento de tensões sociais. Temor dos EUA com a possibilidade de novas revoluções cubanas na América Latina. Apoio de setores

Leia mais

Exercícios de Ditadura Militar: Geisel e Figueiredo

Exercícios de Ditadura Militar: Geisel e Figueiredo Exercícios de Ditadura Militar: Geisel e Figueiredo Material de apoio do Extensivo 1. Sobre o fim do período militar no Brasil (1964-1985), pode-se afirmar que ocorreu de forma: a) Conflituosa, resultando

Leia mais

50 ANOS DO GOLPE MILITAR

50 ANOS DO GOLPE MILITAR 50 ANOS DO GOLPE MILITAR (1964-1985) Prof. Dr. Rogério de Souza CAUSAS Guerra Fria Contexto Internacional: Construção do Muro de Berlim (1961) Cuba torna-se Socialista (1961) Crise dos Mísseis (1962) CAUSAS

Leia mais

Nesta aula trataremos do período contemporâneo da república brasileira: dos governos militares, iniciado em 1964 aos dias atuais.

Nesta aula trataremos do período contemporâneo da república brasileira: dos governos militares, iniciado em 1964 aos dias atuais. Aula 24 Da República Militar à Nova República. Nesta aula trataremos do período contemporâneo da república brasileira: dos governos militares, iniciado em 1964 aos dias atuais. A República Militar (1964/1985).

Leia mais

DITADURA MILITAR (1964-85): o autoritarismo e a repressão

DITADURA MILITAR (1964-85): o autoritarismo e a repressão DITADURA MILITAR (1964-85): o autoritarismo e a repressão A Ditadura Militar foi um período de caráter autoritário e nacionalista que durou quase vinte e um anos: do golpe militar em abril de 1964, que

Leia mais

3ª série História do Brasil Ditadura Militar - 1964/1985 Terceira fase (1974/85) Cap. 22.4, 23.1. Roberson de Oliveira

3ª série História do Brasil Ditadura Militar - 1964/1985 Terceira fase (1974/85) Cap. 22.4, 23.1. Roberson de Oliveira 3ª série História do Brasil Ditadura Militar - 1964/1985 Terceira fase (1974/85) Cap. 22.4, 23.1 Ditadura Militar 3ª fase (1974/1985) Abertura política e crise econômica Governo Geisel março-1974/março-1979

Leia mais

Questões sobre a Ditadura Militar no Brasil (respostas no final da página) 1. Como teve início a Ditadura Militar no Brasil que durou de 1964 a 1985?

Questões sobre a Ditadura Militar no Brasil (respostas no final da página) 1. Como teve início a Ditadura Militar no Brasil que durou de 1964 a 1985? Questões sobre a Ditadura Militar no Brasil (respostas no final da página) 1. Como teve início a Ditadura Militar no Brasil que durou de 1964 a 1985? A - Através de eleições democráticas que levaram ao

Leia mais

DITADURA MILITAR (1964 1985) Anos de Chumbo Ditadura Militar 1964-1985

DITADURA MILITAR (1964 1985) Anos de Chumbo Ditadura Militar 1964-1985 Anos de Chumbo Ditadura Militar 1964-1985 1 - Antecedentes: Esgotamento do populismo: manifestações de massa, greves, agravamento de tensões sociais. Temor dos EUA com a possibilidade de novas revoluções

Leia mais

Cultura e política no Brasil: de Getúlio a Ditadura Militar

Cultura e política no Brasil: de Getúlio a Ditadura Militar Cultura e política no Brasil: de Getúlio a Ditadura Militar 1 A Era Vargas (1930-1945) Assumiu após a vitória sobre as oligarquias em 1930. 2ª Guerra Mundial: Início dúbio com posterior alinhamento aos

Leia mais

RESUMÃO DE ATOS INSTITUCIONAIS

RESUMÃO DE ATOS INSTITUCIONAIS RESUMÃO DE ATOS INSTITUCIONAIS Prof. Gênesis Os Atos Institucionais eram leis criadas pelo presidente da república sem consultar o Congresso Nacional. Estes Atos foram responsáveis pelo endurecimento do

Leia mais

3ª série História do Brasil Ditadura Militar (1964/1985) Primeira fase (1964/1969) Cap. 22.1. Roberson de Oliveira

3ª série História do Brasil Ditadura Militar (1964/1985) Primeira fase (1964/1969) Cap. 22.1. Roberson de Oliveira 3ª série História do Brasil Ditadura Militar (1964/1985) Primeira fase (1964/1969) Cap. 22.1 Ditadura Militar 1ª fase (1964 / 1969) 2ª fase (1969 / 1974) Perseguições, reformas políticas e estabilização

Leia mais

DO REGIME MILITAR A NOVA REPÚBLICA

DO REGIME MILITAR A NOVA REPÚBLICA DO REGIME MILITAR A NOVA REPÚBLICA Ditadura Militar Eventos Fundamentais: Goulart propõe as reformas de base Eleitoral Educacional Bancária / Tributária Agrária Marcha da TFP Tradição Família e Propriedade

Leia mais

ATIVIDADES ON LINE 9º ANO DITADURA MILITAR

ATIVIDADES ON LINE 9º ANO DITADURA MILITAR ATIVIDADES ON LINE 9º ANO DITADURA MILITAR 1-"O movimento de 31 de março de 1964 tinha sido lançado aparentemente para livrar o país da corrupção e do comunismo e para restaurar a democracia, mas o novo

Leia mais

Profª: Sabrine Viviane Welzel

Profª: Sabrine Viviane Welzel História 9 ano Ditadura Militar 1 Leia com a tençao, o depoimento do general bandeira a respeito da participaçao dos militares na politica brasileira: no movimento de 1964, a ideologia politica foi puramente

Leia mais

Ditadura Militar histórico

Ditadura Militar histórico Ditadura Militar histórico Ditadura Militar o Golpe No Brasil do início da década de 1960, a radicalização da luta política de classes e o avanço das demandas sociais por reformas de base fizeram com que

Leia mais

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Realização: Ágere Cooperação em Advocacy Apoio: Secretaria Especial dos Direitos Humanos/PR Módulo II: Conselhos dos Direitos no Brasil

Leia mais

O regime militar brasileiro

O regime militar brasileiro O regime militar brasileiro 1964-1985 Governo militar: período controverso Há críticas negativas e positivas ao Regime Militar brasileiro: Fala-se em ordem, disciplina, crescimento; Também comenta-se sobre

Leia mais

Partidos Políticos do Brasil

Partidos Políticos do Brasil Partidos Políticos do Brasil Fonte: http://www.suapesquisa.com/partidos/ INTRODUÇÃO 04.06.2012 Atualmente, a legislação eleitoral brasileira e a Constituição, promulgada em 1988, permitem a existência

Leia mais

Histórico das constituições: direito de sufrágio

Histórico das constituições: direito de sufrágio 89 Histórico das constituições: direito de sufrágio André de Oliveira da Cruz Waldemar de Moura Bueno Neto José Carlos Galvão Goulart de Oliveira Graduandos pela Faculdade de Educação, Administração e

Leia mais

HISTÓRIA DO LEGISLATIVO

HISTÓRIA DO LEGISLATIVO HISTÓRIA DO LEGISLATIVO Maurício Barbosa Paranaguá Seção de Projetos Especiais Goiânia - 2015 Origem do Poder Legislativo Assinatura da Magna Carta inglesa em 1215 Considerada a primeira Constituição dos

Leia mais

Brasil: os anos mais repressivos do

Brasil: os anos mais repressivos do Brasil: os anos mais repressivos do regime militar Ago/69: Costa e Silva adoece e é afastado. Vice Pedro Aleixo é impedido de assumir. Ago-out/1969 Junta militar assume o poder e escolhe novo presidente.

Leia mais

VIOLAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS NO PERÍODO DA DITADURA NO BRASIL: E A COMISSÃO DA VERDADE

VIOLAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS NO PERÍODO DA DITADURA NO BRASIL: E A COMISSÃO DA VERDADE VIOLAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS NO PERÍODO DA DITADURA NO BRASIL: E A COMISSÃO DA VERDADE Roberto de Paula Alvarenga RANGEL 1 Claudio José Palma SANCHEZ 2 RESUMO: O presente trabalho busca abordar um breve

Leia mais

A América Latina na Guerra Fria A ditadura militar no Brasil

A América Latina na Guerra Fria A ditadura militar no Brasil ID/ES Tão perto e ainda tão distante A 90 milhas de Key West. Visite Cuba. Cartão postal de 1941, incentivando o turismo em Cuba. 1 Desde a Revolução de 1959, Cuba sofre sanções econômicas dos Estados

Leia mais

O Regime de Exceção 1964/67 e o AI-5

O Regime de Exceção 1964/67 e o AI-5 O Regime de Exceção 1964/67 e o AI-5 O REGIME DE EXCEÇÃO (64/67) E A GÊNESE DO AI-5 O GOVERNO CASTELO BRANCO, O REGIME DE EXCEÇÃO (64/67) E A GÊNESE DO AI-5 Reiteradamente caracterizado como "legalista"

Leia mais

AULA 22.1 Conteúdos: Governo Geisel e a economia Governo Geisel e a política Governo João Figueiredo: anistia e novos partidos (diretas já)

AULA 22.1 Conteúdos: Governo Geisel e a economia Governo Geisel e a política Governo João Figueiredo: anistia e novos partidos (diretas já) CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA AULA 22.1 Conteúdos: Governo Geisel e a economia Governo Geisel e a política Governo João Figueiredo: anistia e novos partidos (diretas já) 2

Leia mais

Apostilado de sociologia: Temas para debates e estudos

Apostilado de sociologia: Temas para debates e estudos Ditadura Militar no Brasil Apostilado de sociologia: Temas para debates e estudos 3º bimestre Prof º Jesus Podemos definir a Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares

Leia mais

Colégio Social Madre Clélia Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Disciplina: História Profa Andrea Oitava 1-Manhã

Colégio Social Madre Clélia Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Disciplina: História Profa Andrea Oitava 1-Manhã Colégio Social Madre Clélia Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Disciplina: História Profa Andrea Oitava 1-Manhã BRASIL: ELEIÇÕES DE 1945 Com a deposição de Vargas foram marcadas eleições para

Leia mais

Alunos: Alyne Bezerra, Bruna Moraes, Natasha Layla,Raquel Silveira e Rhage Yuri

Alunos: Alyne Bezerra, Bruna Moraes, Natasha Layla,Raquel Silveira e Rhage Yuri Faculdade Estácio Ceut Coordenação do Curso Bacharel em Direito Disciplina: História do Direito Alunos: Alyne Bezerra, Bruna Moraes, Natasha Layla,Raquel Silveira e Rhage Yuri Turma: 1º B 3º Avaliação

Leia mais

DO REGIME MILITAR A NOVA REPÚBLICA

DO REGIME MILITAR A NOVA REPÚBLICA DO REGIME MILITAR A NOVA REPÚBLICA Prof. João Gabriel da Fonseca joaogabriel_fonseca@hotmail.com República Militar (1964-1985) O golpe militar (31/03/1964): Combater a corrupção e a subversão (comunismo).

Leia mais

Arquivo Público do Estado de São Paulo

Arquivo Público do Estado de São Paulo Arquivo Público do Estado de São Paulo Oficina: O(s) Uso(s) de documentos de arquivo na sala de aula Ditadura Militar e Anistia (1964 a 1985). Anos de Chumbo no Brasil. Ieda Maria Galvão dos Santos 2º

Leia mais

Movimentos de oposição à ditadura no jornal goiano O Popular em 1968 1

Movimentos de oposição à ditadura no jornal goiano O Popular em 1968 1 Movimentos de oposição à ditadura no jornal goiano O Popular em 1968 1 Thales Luan Pereira DIAS 2 Carolina Abbadia MELO 3 Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, GO Resumo O artigo apresenta

Leia mais

DESENVOLVIMENTO E MUDANÇAS NO BRASIL: 1889-1985 - Da Proclamação à Nova República Margarete Lopes Iung

DESENVOLVIMENTO E MUDANÇAS NO BRASIL: 1889-1985 - Da Proclamação à Nova República Margarete Lopes Iung 1 DESENVOLVIMENTO E MUDANÇAS NO BRASIL: 1889-1985 - Da Proclamação à Nova República Margarete Lopes Iung RESUMO Com a realização do presente trabalho pretendeu-se desenvolver um estudo acerca do desenvolvimento

Leia mais

O governo ERNESTO GEISEL (1974 1979)

O governo ERNESTO GEISEL (1974 1979) O governo ERNESTO GEISEL (1974 1979) Depois dogovernomédici, o regime militar mais uma vez se mobilizou em torno da escolha de seu próximo presidente. O período era bastante delicado, pois o eufórico milagre

Leia mais

Escola de Formação Política Miguel Arraes. Módulo I História da Formação Política Brasileira. Aula 2 A História do Brasil numa dimensão ética

Escola de Formação Política Miguel Arraes. Módulo I História da Formação Política Brasileira. Aula 2 A História do Brasil numa dimensão ética LINHA DO TEMPO Módulo I História da Formação Política Brasileira Aula 2 A História do Brasil numa dimensão ética SEC XV SEC XVIII 1492 A chegada dos espanhóis na América Brasil Colônia (1500-1822) 1500

Leia mais

CRESCENDO COM O BRASIL

CRESCENDO COM O BRASIL CRESCENDO COM O BRASIL As grandes transformações econômicas e sociais pelas quais o Brasil passou nas últimas cinco décadas foram acompanhadas por imensos desafios. Consolidamos a construção de uma economia

Leia mais

PARECER DO RELATOR * RELATÓRIO *

PARECER DO RELATOR * RELATÓRIO * PARECER DO RELATOR (Sr. Rodrigo Maia) * RELATÓRIO * Em síntese, as propostas constitucionais ora em análise têm por escopo alterar o sistema político-eleitoral em vigor, de modo a ajustar o sistema eleitoral

Leia mais

Período Democrático e o Golpe de 64

Período Democrático e o Golpe de 64 Período Democrático e o Golpe de 64 GUERRA FRIA (1945 1990) Estados Unidos X União Soviética Capitalismo X Socialismo Governo de Eurico Gaspar Dutra (1946 1950) Período do início da Guerra Fria Rompimento

Leia mais

Sind-UTE/MG participa do Ciclo de Debates sobre os 50 anos da Ditadura Militar

Sind-UTE/MG participa do Ciclo de Debates sobre os 50 anos da Ditadura Militar Sind-UTE/MG participa do Ciclo de Debates sobre os 50 anos da Ditadura Militar Enviado por Eficaz Comunicação 02-Abr-2014 PQN - O Portal da Comunicação Eficaz Comunicação O Sindicato Único dos Trabalhadores

Leia mais

49 e 50. Populismo Conceito teórico e o governo Dutra. Aulas. Exercícios de Sala HISTÓRIA 1

49 e 50. Populismo Conceito teórico e o governo Dutra. Aulas. Exercícios de Sala HISTÓRIA 1 HISTÓRIA 1 Aulas 49 e 50 Populismo Conceito teórico e o governo Dutra Nestas aulas, o fundamental é compreender o momento histórico vivido pelo Brasil, pela América Latina e pelo mundo, imediatamente após

Leia mais

Idade recomendada: 16 anos - retirada de ingressos: uma hora antes de cada sessão - Sala Lima Barreto - entrada franca

Idade recomendada: 16 anos - retirada de ingressos: uma hora antes de cada sessão - Sala Lima Barreto - entrada franca Os anos de chumbo pelos olhos do documentário de 2 a 7/12 apoio: Fundação Padre Anchieta Centro Paulista de Rádio e TV Educativas - Centro de Documentação, TV Câmara, Cinemateca Brasileira e Tatu Filmes

Leia mais

REPRESSÃO E LUTA: O MOVIMENTO ESTUDANTIL DURANTE OS ANOS DE CHUMBO E UTOPIA

REPRESSÃO E LUTA: O MOVIMENTO ESTUDANTIL DURANTE OS ANOS DE CHUMBO E UTOPIA SynThesis Revista Digital FAPAM, Pará de Minas, v.2, n.2, 1-13, nov. 2010 ISSN 2177-823X 1 REPRESSÃO E LUTA: O MOVIMENTO ESTUDANTIL DURANTE OS ANOS DE CHUMBO E UTOPIA Bruno Geraldo Guimarães Gonçalves

Leia mais

PARTIDOS POLÍTICOS NO BRASIL (Módulo 19)

PARTIDOS POLÍTICOS NO BRASIL (Módulo 19) COLÉGIO O BOM PASTOR SOCIOLOGIA- 2º ANO PROF. RAFAEL CARLOS PARTIDOS POLÍTICOS NO BRASIL (Módulo 19) Atualmente, a legislação eleitoral brasileira e a Constituição, promulgada em 1988, permitem a existência

Leia mais

QUARTA CONSTITUIÇÃO (A CONSTITUIÇÃO DO ESTADO NOVO)

QUARTA CONSTITUIÇÃO (A CONSTITUIÇÃO DO ESTADO NOVO) QUARTA CONSTITUIÇÃO (A CONSTITUIÇÃO DO ESTADO NOVO) NOME...Constituição dos Estados Unidos do Brasil DATA...10 de Novembro de 1937 ORIGEM...Outorgada DURAÇÃO...9 anos PREÂMBULO O Presidente da República

Leia mais

Colégio Ari de Sá Cavalcante

Colégio Ari de Sá Cavalcante Colégio Ari de Sá Cavalcante Trabalho de História Tema: Filme O que é isso, companheiro? Prof. Webster Pinheiro 2º Ano / 3ª Etapa Aluno (a) Nº / Turma: Aluno (a) Nº / Turma: "AO POVO BRASILEIRO Grupos

Leia mais

Mezarobba, Glenda. Afinal, o que é uma comissão da verdade? In: Revista Direitos Humanos, n.5, abril 2010.

Mezarobba, Glenda. Afinal, o que é uma comissão da verdade? In: Revista Direitos Humanos, n.5, abril 2010. LISTA DE EXERCÍCIOS SOBRE A DITADURA MILITAR PROF. Ricardo Colturato Festi Disciplina: Sociologia Colégio Técnico de Limeira (COTIL) Lista de Exercícios sobre a Ditadura Militar Brasileira 1. (Fgv 2012)

Leia mais

Período Populista (1945/64)

Período Populista (1945/64) Período Populista (1945/64) INTRODUÇÃO Período de Democracia, sem censura e eleições direta (o( o povo vota) para presidente. O mundo encontrava-se no Período de Guerra Fria : Capitalistas (EUA) X Socialistas

Leia mais

HISTÓRIA DO BRASIL PROF. LUCIANO DE PAULA

HISTÓRIA DO BRASIL PROF. LUCIANO DE PAULA HISTÓRIA DO BRASIL PROF. LUCIANO DE PAULA A REPÚBLICA VELHA O período que vai de 1889 a 1930 é conhecido como a República Velha. Este período da História do Brasil é marcado pelo domínio político das elites

Leia mais

PROGRAMA DE JAIR PEDRO AO GOVERNO DO ESTADO.

PROGRAMA DE JAIR PEDRO AO GOVERNO DO ESTADO. 1 PROGRAMA DE JAIR PEDRO AO GOVERNO DO ESTADO. Propostas para construir um Pernambuco para os trabalhadores Introdução As eleições, com financiamento de empresas, tornam-se um jogo de cartas marcadas,

Leia mais

O Brasil. na era da ditadura. Memória em foco

O Brasil. na era da ditadura. Memória em foco Foto: Breno Mendes O Brasil na era da ditadura Agradecimento ao site http://memoriasoswaldohernandez.blogspot.com.br/, de onde as imagens e as informações para as legendas foram retiradas. Com a suposta

Leia mais

Fascículo 7 Unidades 13 e 14. CEJA>> CENTRO DE ESTUDOS de JOVENS e ADULTOS CIÊNCIAS HUMANAS. e suas TECNOLOGIAS >> Módulo 4

Fascículo 7 Unidades 13 e 14. CEJA>> CENTRO DE ESTUDOS de JOVENS e ADULTOS CIÊNCIAS HUMANAS. e suas TECNOLOGIAS >> Módulo 4 CEJA>> CENTRO DE ESTUDOS de JOVENS e ADULTOS Fascículo 7 Unidades 13 e 14 CIÊNCIAS HUMANAS e suas TECNOLOGIAS >> Módulo 4 GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Governador Sergio Cabral Vice-Governador Luiz

Leia mais

Ditadura Militar no Brasil. 50 anos

Ditadura Militar no Brasil. 50 anos Ditadura Militar no Brasil 50 anos É difícil expurgar da lembrança tempos que deixaram marcas tão fortes como as da censura, da prisão, da tortura e do assassinato político. Tempos que também foram de

Leia mais

Aparticipação do movimento sindical brasileiro no processo de transição

Aparticipação do movimento sindical brasileiro no processo de transição Transição política e reconstrução sindical no Brasil Adhemar Lopes de Almeida * Aparticipação do movimento sindical brasileiro no processo de transição política e reorganização sindical pode ser divida

Leia mais

NÚCLEO DE PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA POLITICA. Curso 1. METODOLOGIA

NÚCLEO DE PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA POLITICA. Curso 1. METODOLOGIA NÚCLEO DE PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA POLITICA Curso 1. METODOLOGIA O curso será apresentado em cinco módulos temáticos, distribuídos em seis aulas, nas quais será analisado o período da ditadura civil- militar,

Leia mais

BREVE HISTÓRICO DO SINDICATO UNIFICADO DOS TRABALHADORES SAPATEIROS E COUREIROS DE SÃO PAULO

BREVE HISTÓRICO DO SINDICATO UNIFICADO DOS TRABALHADORES SAPATEIROS E COUREIROS DE SÃO PAULO BREVE HISTÓRICO DO SINDICATO UNIFICADO DOS TRABALHADORES SAPATEIROS E COUREIROS DE SÃO PAULO A organização sindical dos trabalhadores na indústria coureiro-calçadista de São Paulo, remonta ao início da

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA SÉRIE ORGANIZAÇÕES PARTIDÁRIAS

APRESENTAÇÃO DA SÉRIE ORGANIZAÇÕES PARTIDÁRIAS APRESENTAÇÃO DA SÉRIE ORGANIZAÇÕES PARTIDÁRIAS A série Organizações Partidárias traz os programas de governo e as diretrizes políticas de partidos políticos para as questões agrária e social no Brasil,

Leia mais

Os Direitos Humanos no debate parlamentar da Câmara dos Deputados nos anos da ditadura militar (1964-1985)

Os Direitos Humanos no debate parlamentar da Câmara dos Deputados nos anos da ditadura militar (1964-1985) RÓBINSON TAVARES DE ARAÚJO Os Direitos Humanos no debate parlamentar da Câmara dos Deputados nos anos da ditadura militar (1964-1985) Projeto de pesquisa apresentado ao Programa de Pós- Graduação do Cefor,

Leia mais

Ofício Circular SEJUDH/GAB n. 03/2014 Recife, 21 de fevereiro de 2014. Exmo. Sr./Exma. Sra. Presidente de Câmara de Vereadores

Ofício Circular SEJUDH/GAB n. 03/2014 Recife, 21 de fevereiro de 2014. Exmo. Sr./Exma. Sra. Presidente de Câmara de Vereadores Ofício Circular SEJUDH/GAB n. 03/2014 Recife, 21 de fevereiro de 2014. Exmo. Sr./Exma. Sra. Presidente de Câmara de Vereadores Cumprimentando-os, servimo-nos do presente para apresentar, em parceria com

Leia mais

1978-1981: ameaças e bombas contra a imprensa que disse não

1978-1981: ameaças e bombas contra a imprensa que disse não Câmara Municipal de São Paulo - 22/04/2012 1978-1981: ameaças e bombas contra a imprensa que disse não Audiência conjunta Comissão da Verdade Municipal Vladimir Herzog / Comissão da Verdade do Sindicato

Leia mais

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 27 O GOVERNO FIGUEIREDO (1979-85)

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 27 O GOVERNO FIGUEIREDO (1979-85) HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 27 O GOVERNO FIGUEIREDO (1979-85) Como pode cair no enem (ENEM) b) a mobilização em torno da luta pela democracia frente ao regime militar, cada vez mais desacreditado; c) o

Leia mais

IBASE. OPINIÃO Dulce Pandolfi * preparado para votar 74 DEMOCRACIA VIVA Nº 32

IBASE. OPINIÃO Dulce Pandolfi * preparado para votar 74 DEMOCRACIA VIVA Nº 32 IBASE OPINIÃO Dulce Pandolfi * preparado para votar 74 DEMOCRACIA VIVA Nº 32 Idas e vindas da cidadania política no Brasil republicano Ao longo da sua história, o Brasil conviveu com diversos arranjos

Leia mais

Gilmar Mendes perde e STF veta doação de empresas Sex, 18 de Setembro de 2015 11:13

Gilmar Mendes perde e STF veta doação de empresas Sex, 18 de Setembro de 2015 11:13 Até Maradona coraria. Teve a mão de Deus, disse o ministro Gilmar Mendes na quarta 16 ao defender seu longo pedido de vista, de um ano e cinco meses, no julgamento do Supremo Tribunal Federal que analisa

Leia mais

DITADURAS DE SEGURANÇA NACIONAL NA AMÉRICA LATINA ENRIQUE SERRA PADRÓS 2012

DITADURAS DE SEGURANÇA NACIONAL NA AMÉRICA LATINA ENRIQUE SERRA PADRÓS 2012 DITADURAS DE SEGURANÇA NACIONAL NA AMÉRICA LATINA ENRIQUE SERRA PADRÓS 2012 ANTECEDENTES GUERRA FRIA - REVOLUÇÃO BOLIVIANA (1952) - INTERVENÇÃO NA GUATEMALA (1954) - QUEDA DE GETÚLIO VARGAS (1954) - QUEDA

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento Hist. Brasil Regime Militar

Exercícios de Aprofundamento Hist. Brasil Regime Militar 1. (Unicamp 2015) O historiador Daniel Aarão Reis tem defendido que o regime instaurado em 1964 não seja conhecido apenas como ditadura militar, mas como ditadura civil-militar, pois contou com a participação

Leia mais

DITADURA: História e Memória

DITADURA: História e Memória NÚCLEO DE PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA POLITICA Projeto de Curso DITADURA: História e Memória 1. APRESENTAÇÃO E JUSTIFICATIVA O curso proposto neste projeto tem como objetivo apresentar as motivações do golpe

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 18. ENTREVISTAS FORTALEZA, CE, 30

Leia mais

SEGURANÇA E REPRESSÃO NO ESTADO DE SÃO PAULO NOS ANOS 60 E 70. nacional, fazem parte de um entendimento mais geral do pensamento político-ideológico

SEGURANÇA E REPRESSÃO NO ESTADO DE SÃO PAULO NOS ANOS 60 E 70. nacional, fazem parte de um entendimento mais geral do pensamento político-ideológico SEGURANÇA E REPRESSÃO NO ESTADO DE SÃO PAULO NOS ANOS 60 E 70. CÉLIA COSTA CARDOSO - USP As relações entre os governos federal e estadual, no tocante à segurança nacional, fazem parte de um entendimento

Leia mais

IDADE CONTEMPORÂNEA (a partir de 1789)

IDADE CONTEMPORÂNEA (a partir de 1789) IDADE CONTEMPORÂNEA (a partir de 1789) ERA NAPOLEÔNICA (1799 1815) 1 - O CONSULADO (1799 1804): Pacificação interna e externa. Acordos de paz com países vizinhos. Acordo com a Igreja catolicismo oficial.

Leia mais

LEI DO SORTEIO MILITAR

LEI DO SORTEIO MILITAR LEI DO SORTEIO MILITAR Em 1874 uma lei modificou o sistema de recrutamento militar no Brasil, até então constituído pelo voluntariado ou pelo recrutamento forçado, instituindo o sorteio para o serviço

Leia mais

Ditadura Militar no Brasil

Ditadura Militar no Brasil Ditadura Militar no Brasil 1964-1985 Podemos definir a Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se

Leia mais

A perspectiva de reforma política no Governo Dilma Rousseff

A perspectiva de reforma política no Governo Dilma Rousseff A perspectiva de reforma política no Governo Dilma Rousseff Homero de Oliveira Costa Revista Jurídica Consulex, Ano XV n. 335, 01/Janeiro/2011 Brasília DF A reforma política, entendida como o conjunto

Leia mais

Ditadura e democracia: entre memórias e história

Ditadura e democracia: entre memórias e história e-issn 2175-1803 Ditadura e democracia: entre memórias e história REIS FILHO, Daniel Aarão. Ditadura e democracia no Brasil: do golpe de 1964 à Constituição de 1988. Rio de Janeiro: Zahar, 2014. Autores:

Leia mais

A Lei 6.683/79 e Sua Evolução Histórica no Ordenamento Jurídico Brasileiro

A Lei 6.683/79 e Sua Evolução Histórica no Ordenamento Jurídico Brasileiro A Lei 6.683/79 e Sua Evolução Histórica no Ordenamento Jurídico Brasileiro Alana Fagundes Valério 1 RESUMO: O trabalho a seguir pertence ao Trabalho de Conclusão de Curso das Faculdades Integradas Antônio

Leia mais

A ANISTIA NO BRASIL. Preliminarmente, falou-se na extradição dos mesmos, surgindo, de logo, o impedimento ante a proibição constitucional.

A ANISTIA NO BRASIL. Preliminarmente, falou-se na extradição dos mesmos, surgindo, de logo, o impedimento ante a proibição constitucional. A ANISTIA NO BRASIL Amadeu de Almeida Weinmann SUMÁRIO: 1 Conceituação e Finalidades da Anistia; 2 Anistia, Indulto, Graça, Comutação e Perdão; 3 A Anistia é Tanto Irrevogável Quanto Irrecusável; 4 História

Leia mais

PO 813734A AVALIAÇÃO DA PRESIDENTE DILMA PO 813734B INTENÇÃO DE VOTO PRESIDENTE PO 813734C 50 ANOS DA DITADURA MILITAR Nº CIDADE:

PO 813734A AVALIAÇÃO DA PRESIDENTE DILMA PO 813734B INTENÇÃO DE VOTO PRESIDENTE PO 813734C 50 ANOS DA DITADURA MILITAR Nº CIDADE: PO 813734A AVALIAÇÃO DA PRESIDENTE DILMA PO 813734B INTENÇÃO DE VOTO PRESIDENTE PO 813734C 50 ANOS DA DITADURA MILITAR Nº CPD: Nº CIDADE: CHECAGEM: 1 CHECADO 2 SEM TELEFONE 3 TELEFONE ERRADO 4 NÃO ENCONTRADO

Leia mais

A praça ao lado de casa, a escola, a creche, o hospital. O banco que tem compromisso com o desenvolvimento social.

A praça ao lado de casa, a escola, a creche, o hospital. O banco que tem compromisso com o desenvolvimento social. A praça ao lado de casa, a escola, a creche, o hospital. O banco que tem compromisso com o desenvolvimento social. A empresa que gera a energia, o combustível, a moeda nacional. As políticas e os poderes

Leia mais

DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA

DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA CAPÍTULO 2 CONSTITUIÇÃO E POLÍTICA DE DIREITOS HUMANOS: ANTECEDENTES, TRAJETÓRIAS E DESAFIOS 1 APRESENTAÇÃO Marco Antonio Natalino * Carla Coelho de Andrade ** Bruno Carvalho

Leia mais

Ditadura militar e justiça castrense no Brasil: espaço de legitimação política e de contradições (1964-1985)

Ditadura militar e justiça castrense no Brasil: espaço de legitimação política e de contradições (1964-1985) Ditadura militar e justiça castrense no Brasil: espaço de legitimação política e de contradições (1964-1985) Angela Moreira Domingues da Silva Doutoranda em História Política CPDOC/FGV A Justiça Militar

Leia mais

RESOLUÇÃO POLITICA CEN 17-09-15

RESOLUÇÃO POLITICA CEN 17-09-15 RESOLUÇÃO POLITICA CEN 17-09-15 Reunida em São Paulo no dia 17 de setembro de 2015, a Comissão Executiva Nacional analisou a conjuntura recente do País e aprovou a seguinte resolução política: A oposição

Leia mais

A História do Voto no Brasil: O profissional de Marketing Político nos Bastidores do Processo Eleitoral 1

A História do Voto no Brasil: O profissional de Marketing Político nos Bastidores do Processo Eleitoral 1 A História do Voto no Brasil: O profissional de Marketing Político nos Bastidores do Processo Eleitoral 1 Roberto Gondo Macedo 2 Carlos Manhanelli 3 Universidade Metodista de São Paulo UMESP Resumo O objetivo

Leia mais

A transição do regime militar para a democracia: o Partido Comunista do Brasil (PC do B) entre enlaces e jogos da política

A transição do regime militar para a democracia: o Partido Comunista do Brasil (PC do B) entre enlaces e jogos da política A transição do regime militar para a democracia: o Partido Comunista do Brasil (PC do B) entre enlaces e jogos da política Andréa Cristiana Santos 1 A transição democrática no país se fez em um processo

Leia mais

PPS. Seminário em Brasília. O PPS e a nova realidade política do Brasil. Para entender os desafios do PPS é preciso entender o que pretende o PT...

PPS. Seminário em Brasília. O PPS e a nova realidade política do Brasil. Para entender os desafios do PPS é preciso entender o que pretende o PT... 1 PPS Seminário em Brasília de junho de 11 www.institutoanalise.com alberto.almeida@institutoanalise.com O PPS e a nova realidade política do Brasil 2 Para entender os desafios do PPS é preciso entender

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO DE DIREITO EDUCACIONAL PARA GESTORES, COORDENADORES E PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO

CURSO DE FORMAÇÃO DE DIREITO EDUCACIONAL PARA GESTORES, COORDENADORES E PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO 1 CURSO DE FORMAÇÃO DE DIREITO EDUCACIONAL PARA GESTORES, COORDENADORES E PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO Prof. MS Nelson Joaquim Origem e evolução do Direito Educacional no Brasil Em primeiro lugar, existe

Leia mais

O POVO VAI ÀS RUAS: O MOVIMENTO DIRETAS JÁ EM CAMPO GRANDE MS (1984)

O POVO VAI ÀS RUAS: O MOVIMENTO DIRETAS JÁ EM CAMPO GRANDE MS (1984) HISTÓRIA CULTURAL: ESCRITAS, CIRCULAÇÃO, LEITURAS E RECEPÇÕES Universidade de São Paulo USP São Paulo SP 10 e 14 de Novembro de 2014 O POVO VAI ÀS RUAS: O MOVIMENTO DIRETAS JÁ EM CAMPO GRANDE MS (1984)

Leia mais

Documento aprovado na Conferência Estadual do Maranhão em 2011

Documento aprovado na Conferência Estadual do Maranhão em 2011 Documento aprovado na Conferência Estadual do Maranhão em 2011 Impulsionar o governo Dilma a aproveitar a janela de oportunidade aberta pela crise para fazer avançar o Projeto Nacional de Desenvolvimento

Leia mais

Direitos Humanos, Constituição de 1988 e a democracia participativa no Brasil

Direitos Humanos, Constituição de 1988 e a democracia participativa no Brasil Direitos Humanos, Constituição de 1988 e a democracia participativa no Brasil A palavra democracia (governo do povo) tem origem na Grécia antiga e o princípio democrático tal qual conhecemos hoje tem suas

Leia mais

PROVA BIMESTRAL História

PROVA BIMESTRAL História 9 o ano 4 o bimestre PROVA BIMESTRAL História Escola: Nome: Turma: n o : Leia o texto e responda às questões 1 e 2. O primeiro de maio estava sendo comemorado na vila de esportes do Sindicato dos Têxteis.

Leia mais