UMA PEQUENA EMBALAGEM, UM GRANDE IMPACTO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UMA PEQUENA EMBALAGEM, UM GRANDE IMPACTO"

Transcrição

1 UMA PEQUENA EMBALAGEM, UM GRANDE IMPACTO A Unilever convida seus concorrentes a adotar a sua tecnologia de aerossóis Comprimidos e reduzir o impacto ambiental causado pela indústria. 50% 30% menos gás propelente dentro da embalagem menos material de embalagem Unilever 2015 A Small Can, A Big Impact 1

2 A mesma proteção, melhor para o planeta Novos antitranspirantes Rendem igual com menos embalagem Imagine se houvesse uma maneira de reduzir em 30% o impacto ambiental da indústria de antitranspirantes em aerossol, sem precisar mudar os hábitos de consumo ou reduzir a qualidade do produto. É uma ideia poderosa e já é realidade. A tecnologia por trás dos antitranspirantes comprimidos significa que um antitranspirante de 85ml durará tanto quanto um de 175ml para Rexona e 169ml para Dove porém com metade da quantidade de gás propelente e 30% menos material de embalagem. O resultado é a mesma eficácia, um design mais conveniente e portátil, e 30% menos resíduos e emissões para o meio ambiente. A Unilever anunciou seus aerossóis comprimidos pela primeira vez em 2013 e cada vez mais pessoas já mudaram para esta alternativa mais sustentável. No ano passado, mais de 50% do mercado no Reino Unido1 escolheu comprar os antitranspirantes Comprimidos. Esta é uma tendência cada vez mais forte também na França2 e na Alemanha3, que lançaram a tecnologia um ano mais tarde (hoje com 33% e 30% do mercado respectivamente). Se o mercado brasileiro passasse a utilizar somente o formato Comprimido, isso economizaria o equivalente em CO2 para que um carro desse quase voltas ao redor da Terra. O alumínio daria para fabricar bicicletas, além e economizar energia suficiente para iluminar quase 40 mil salas de aula durante um ano letivo, beneficiando alunos.4 A Unilever tem a visão de um futuro no qual antitranspirantes Comprimidos se tornam a regra dentro da indústria e por isso convida outras empresas do segmento a adotar essa tecnologia. Por quê? Porque se todos os antitranspirantes em aerossol vendidos fossem Comprimidos, a pegada de carbono da indústria seria reduzida em 30%. 1 `Dados Nielsen, Universo Grã-Bretanha todos os retailers Exc. Boots, FY2014` 2 `Dados Nielsen data, Universo França TOTAL HMSM com HD, FY2014` 3 `Dados Nielsen, Universo Alemanha é LEH+DM, FY2014` 4 ` Dados Consultoria Akatu para Antitranspirantes comprimidos da UL considerando uma conversão total do mercado com base no mercado de 2014FY` Unilever 2015 A Small Can, A Big Impact 2

3 Incentivando a adoção de Comprimido em toda a industria Para que seja mais fácil ao usuário trocar a lata de tamanho regular por uma alternativa menor e mais sustentável, a Unilever está convidando seus colegas da indústria a usar o termo Comprimido (excluindo o ícone gráfico da folha) em seus produtos, além de adotar a faixa verde como forma de diferenciação frente a outros aerossóis menos sustentáveis. Este movimento é proposto pela Unilever para tornar a mudança mais simples e transparente para os consumidores. A Unilever usou uma taxa de compressão de aproximadamente 2x e recomenda que outros fabricantes utilizem a mesma abordagem para que os consumidores entendam que, com metade da quantidade de gás, um produto Comprimido pode realmente render igual a um que tem o dobro do gás e é menos eficiente. A Unilever também solicita que a exclusividade do nome, características e design de suas marcas (Dove e Rexona) sejam respeitadas para que os consumidores possam fazer escolhas de compra claras e bem informadas. Convencendo consumidores na loja A apresentação na loja é fundamental para mostrar aos usuários que os antitranspirantes Comprimidos são uma nova opção que rende igual aos aerossóis convencionais. Um dos principais fatores de sucesso tem sido utilizar uma bandeja mais alta, colocando na mesma altura a variante Comprimida e os aerossóis convencionais, ajudando na equação de valor da proposta. Unilever 2015 A Small Can, A Big Impact 3

4 Como fazer um aerossol comprimido: um guia simples A Unilever criou um guia simples para os fabricantes que procuram desenvolver um antitranspirante Comprimido, com o objetivo de mostrar como a Unilever desenvolveu a tecnologia Comprimida. Este guia também explicita quais fornecedores têm sido parte integrante no processo para que a Unilever leve essa tecnologia ao mercado Identifique o produto regular a ser comprimido, tanto o tamanho da lata quanto o tempo de duração para os consumidores. Nós escolhemos a compressão de aproximadamente 2x, em uma lata menor, o que nos permite manter a mesma durabilidade que o consumidor já tem hoje com os antitranspirantes convencionais. Desta forma, simplificamos o raciocínio e mantivemos uma comparação facilitada em relação à embalagem convencional - sabendo que esta é uma categoria de baixo envolvimento emocional, na qual as pessoas não querem gastar muito tempo pensando. Assim, favorecemos a migração dos consumidores do produto convencional para o Comprimido, já que isso não exige qualquer mudança de hábito. Reduza a quantidade de propelente utilizada por lata, mantendo a mesma quantidade de ingredientes ativos e ingredientes essenciais por segundo na aplicação nas axilas. A redução exata depende da formulação específica e é alcançada pela redução do volume de propelente adicionado à lata, passo-a-passo, avaliando a entrega do nível de produto, até que o resultado desejado seja alcançado. Para a maioria dos nossos produtos, a redução é pela metade do nível normal. Mantenha a composição e a pressão do gás no mesmo nível utilizado para um aerossol convencional. Isto faz com que o tempo usado pelo consumidor para aplicar o produto seja o mesmo que em um aerossol convencional. Peça suporte para montagem da válvula Gaxeta externa (vedação) Vedação da haste Orifício de haste única Entrada de Gás Entrada do líquido Haste Mola Invólucro Lata Tubo de pesca 5 6 relação ao aerossol convencional. Isto foi feito rebalanceando o tamanho dos orifícios e alterando o tamanho daqueles que controlam o equilíbrio entre o gás e o líquido que entra na válvula. O tamanho da passagem de gás é alterado para atingir uma proporção vs. a entrada de líquido que é cerca de duas vezes a do aerossol regular, ao mesmo tempo que reduz significativamente o tamanho de ambos os pontos de entrada para conseguir a taxa de pulverização desejada. Além disso, existe agora um orifício de haste única no sistema. Este desenvolvimento foi realizado em colaboração com nossos parceiros e fornecedores de válvula globais: Lindal e Coster. Não é necessário efetuar quaisquer alterações nas especificações do ingrediente/substância ativa ou a quaisquer outros ingredientes, desde que eles sejam de boa qualidade. Testes devem ser realizados para determinar se a fragrância precisa ser adaptada para se manter estável na nova formulação. Também é necessário manter a consistência no tamanho das partículas, a fim de garantir que qualquer problema potencial de bloqueio para os consumidores seja minimizado. Isto é dependente especificamente da formulação e das fontes ativas. Reduza o tamanho da lata, levando em conta a capacidade de manufatura e os fornecedores relevantes para garantir que o número de utilizações que o consumidor terá por lata continue sendo o mesmo que um aerossol convencional. 4 Para conseguir isso, você também precisa reestruturar o sistema de pulverização por meio da modificação da válvula, de modo que a taxa de pulverização seja ajustada em 7 Siga boas práticas de fabricação para garantir o máximo em qualidade de pulverização e a melhor experiência de produto para seus consumidores. Unilever 2015 A Small Can, A Big Impact 4

5 Comprimindo o futuro Incentivar os consumidores a trocar produtos tradicionais por novos será sempre um desafio para as indústrias, especialmente quando as pessoas cresceram com um formato de produto que se manteve praticamente inalterado, e seus hábitos de compra já estão enraizados. No entanto, a Unilever acredita que, com uma comunicação clara da indústria inteira sobre os benefícios dos produtos Comprimidos para os consumidores e para o meio ambiente, essa transformação necessária pode acontecer. Junte-se a nós fazendo com que os aerossóis se tornem uma realidade na indústria de desodorantes. A Unilever convida a indústria a fazer com que os antitranspirantes Comprimidos se tornem a norma da categoria. Mas também sabemos que, apesar das boas intenções, muitas pessoas não desejam selecionar um produto verde se isso acabar compremetendo sua qualidade ou conveniência. Nosso trabalho como fabricantes é mostrar a essas pessoas que ao escolherem a variante Comprimida, eles estarão fazendo uma escolha sustentável e sem prejuízos: não há nada a perder. Os consumidores vão obter todos os benefícios que já têm com as latas maiores. TAMARA ROGERS, VICE PRESIDENTE SÊNIOR DE DESODORANTES UNILEVER Reduzindo o impacto Como parte de seu Plano de Sustentabilidade, a Unilever está comprometida em reduzir pela metade o impacto associado ao descarte de seus produtos até Através de projetos que prezam por embalagens eficientes, novas tecnologias e o uso inovador de materiais, já reduzimos o nosso impacto em resíduos por volta de 11% na Europa desde Sendo assim, os Comprimidos serão uma parte vital para o alcance da nossa meta e também um impacto de longo alcance em toda a indústria. Por que chamá-lo de Comprimido Quando utilizado da mesma forma, um antitranspirante Comprimido oferece a mesma eficácia que um antitranspirante de tamanho normal. Portanto, não é um produto concentrado, mais poderoso. Da mesma forma que não é um aerossol compacto, que poderia ser mal interpretado como apenas menor. Como este novo formato funciona tão bem quanto os produtos convencionais que existem há anos no mercado, mas com menos gás, Comprimido é a maneira mais simples de explicar a inovação para os consumidores. É por isso que a Unilever utilizou o mesmo logotipo e faixa verde em todas as suas marcas. Unilever 2015 A Small Can, A Big Impact 5

BIBLIOTECA DeA. Fonte: 06/10/2011. Caderno Empresas. Brasileiro sofistica o uso do desodorante. Por Luciana Seabra De São Paulo

BIBLIOTECA DeA. Fonte: 06/10/2011. Caderno Empresas. Brasileiro sofistica o uso do desodorante. Por Luciana Seabra De São Paulo Fonte: 06/10/2011 Caderno Empresas Brasileiro sofistica o uso do desodorante Por Luciana Seabra De São Paulo No primeiro semestre deste ano, 56% dos desodorantes e antitranspirantes vendidos no Brasil

Leia mais

Unilever Brazil Sustentabilidade Cada Gesto Conta

Unilever Brazil Sustentabilidade Cada Gesto Conta Unilever Brazil Sustentabilidade Cada Gesto Conta 01/06/2011 A Visão da Unilever Trabalhamos para criar um futuro melhor todos os dias. Ajudamos as pessoas a se sentirem bem, bonitas e a aproveitarem mais

Leia mais

END TO END. A sustentabilidade de ponta a ponta. www.espm.br/centraldecases

END TO END. A sustentabilidade de ponta a ponta. www.espm.br/centraldecases END TO END A sustentabilidade de ponta a ponta www.espm.br/centraldecases END TO END A sustentabilidade de ponta a ponta Preparado por Andrea Goldschmidt, da ESPM-SP. Recomendado para as disciplinas de:

Leia mais

CustomerNews. Tópicos. Edição 2/2015, Novembro de 2015

CustomerNews. Tópicos. Edição 2/2015, Novembro de 2015 Edição 2/2015, Novembro de 2015 Tópicos 1. ByStar Fibra Corte com laser de Fibra sem compromissos 2. ByStar Fibra Testemunho (Roth & Effinger, DE) 3. ByStar Fibra Testemunho (Lasered Components, UK) 4.

Leia mais

Soluções de Retrofit Modernize, aumentando confiabilidade e eficiência do seu equipamento

Soluções de Retrofit Modernize, aumentando confiabilidade e eficiência do seu equipamento Soluções de Retrofit Modernize, aumentando confiabilidade e eficiência do seu equipamento É hora de renovar O mercado de retrofit tem crescido exponencialmente nos últimos anos. Novas regulamentações

Leia mais

Valores & Princípios. Grupo Freudenberg

Valores & Princípios. Grupo Freudenberg Valores & Princípios Grupo Freudenberg C o n d u ta e C o m p o r ta m e n t o C o n d u ta e C o m p o r ta m e n t o Nossos Princípios & Conduta e Comportamento 3 Os Nossos Princípios e o documento de

Leia mais

Compras Sustentáveis A Importância do acto de comprar

Compras Sustentáveis A Importância do acto de comprar Semana do Consumo Sustentável Acção de Sensibilização Compras Sustentáveis A Importância do acto de comprar Ana Paula Duarte LNEG-UPCS 28 Setembro 2011 ENQUADRAMENTO Quando vamos ao supermercado comprar

Leia mais

Ficha de Inscrição do 17º Prêmio Expressão de Ecologia

Ficha de Inscrição do 17º Prêmio Expressão de Ecologia Ficha de Inscrição do 17º Prêmio Expressão de Ecologia OBS: Apresentação obrigatória na primeira página do case Informações cadastrais a) Identificação: empresa b) Nome: Wal-Mart Brasil Informações sobre

Leia mais

CONSIDERE ESTRATÉGIAS DE AQUISIÇÃO DE SELOS MECÂNICOS QUE SEJAM MUTUAMENTE BENÉFICAS. por Heinz P. Bloch

CONSIDERE ESTRATÉGIAS DE AQUISIÇÃO DE SELOS MECÂNICOS QUE SEJAM MUTUAMENTE BENÉFICAS. por Heinz P. Bloch CONSIDERE ESTRATÉGIAS DE AQUISIÇÃO DE SELOS MECÂNICOS QUE SEJAM MUTUAMENTE BENÉFICAS por Heinz P. Bloch Para TECÉM - tecem.com.br 05/10/2013 Parcerias com um único fornecedor de selo mecânico nem sempre

Leia mais

O ciclo de premiação Jovem Empreendedor foi lançado em 2009 com o objetivo de incentivar os jovens líderes da próxima geração.

O ciclo de premiação Jovem Empreendedor foi lançado em 2009 com o objetivo de incentivar os jovens líderes da próxima geração. Prêmios Rolex de Empreendedorismo 2014 Apresentação do Programa Apresentação do Programa Os Prêmios Rolex de Empreendedorismo foram criados com o intuito de promover o espírito de empreendimento e ampliar

Leia mais

Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios.

Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios Caro (a) aluno (a), Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. O Plano de Negócios deverá ter no máximo

Leia mais

ESTUDO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DA TROCA DE SOLUÇÕES CONVENCIONAIS POR LÂMPADAS LEDs

ESTUDO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DA TROCA DE SOLUÇÕES CONVENCIONAIS POR LÂMPADAS LEDs UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ESTUDO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DA TROCA DE SOLUÇÕES CONVENCIONAIS POR LÂMPADAS LEDs NOME: Ivan

Leia mais

Resumo do Estudo da Oxford Economics sobre o Impacto Econômico do projeto Hub Nordeste Brasil, encomendado pelo Grupo LATAM

Resumo do Estudo da Oxford Economics sobre o Impacto Econômico do projeto Hub Nordeste Brasil, encomendado pelo Grupo LATAM Resumo do Estudo da Oxford Economics sobre o Impacto Econômico do projeto Hub Nordeste Brasil, encomendado pelo Grupo LATAM Data da divulgação do estudo 17/09/2015 CONTEXTO A consultoria Oxford Economics,

Leia mais

PRODUÇÃO MAIS LIMPA (P+L) Vera Lúcia Pimentel Salazar Bióloga, Dr., PqC do Polo Regional Centro Sul/APTA vsalazar@apta.sp.gov.br

PRODUÇÃO MAIS LIMPA (P+L) Vera Lúcia Pimentel Salazar Bióloga, Dr., PqC do Polo Regional Centro Sul/APTA vsalazar@apta.sp.gov.br PRODUÇÃO MAIS LIMPA (P+L) Vera Lúcia Pimentel Salazar Bióloga, Dr., PqC do Polo Regional Centro Sul/APTA vsalazar@apta.sp.gov.br A Produção Mais Limpa (PML) é uma estratégia aplicada na produção e nos

Leia mais

soluções inovadoras para desafios de negócios Manual explicativo do quadro do modelo de negócios passo a passo com exemplos

soluções inovadoras para desafios de negócios Manual explicativo do quadro do modelo de negócios passo a passo com exemplos soluções inovadoras para desafios de negócios Manual explicativo do quadro do modelo de negócios passo a passo com exemplos O quadro do modelo de negócios O Business Model Canvas (Quadro do Modelo de Negócios)

Leia mais

CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com

CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com SUMÁRIO Introdução... 4 Nuvem pública: quando ela é ideal... 9 Nuvem privada: quando utilizá-la... 12 Alternativas de sistemas

Leia mais

A EMPRESA. Criando um futuro com a iluminação OSRAM

A EMPRESA. Criando um futuro com a iluminação OSRAM A EMPRESA Criando um futuro com a iluminação OSRAM A EMPRESA O mercado de iluminação está passando por um período de transformações tecnológicas, com os LEDs e os OLEDs, apresentando novas possibilidades

Leia mais

A primeira análise do ciclo de vida da embalagem de leite UHT em toda a Europa

A primeira análise do ciclo de vida da embalagem de leite UHT em toda a Europa Título 10 / 11 A primeira análise do ciclo de vida da embalagem de leite UHT em toda a Europa A análise do IFEU compara os impactos ambientais das embalagens cartonadas, as garrafas PEAD e PET: as embalagens

Leia mais

Onde está a oportunidade? A iluminação consome uma parte significativa (19%) da electricidade consumida no mundo

Onde está a oportunidade? A iluminação consome uma parte significativa (19%) da electricidade consumida no mundo Iluminação eficiente Vamos fazer a diferença! O que é bom para o ambiente é também bom para si! Ser verde já não é apenas uma tendência, é uma forma de vida. Reduzir o desperdício e o consumo de energia

Leia mais

O USO DO PODER DE COMPRA DO GOVERNO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

O USO DO PODER DE COMPRA DO GOVERNO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Artes, Ciências e Humanidades O USO DO PODER DE COMPRA DO GOVERNO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Deloise de Fátma B. Jesus Luiza Yorioka Rodrigues Taiara Vitória Nelly

Leia mais

Edital SENAI SESI de Inovação 2012 PERGUNTAS FREQUENTES

Edital SENAI SESI de Inovação 2012 PERGUNTAS FREQUENTES Edital SENAI SESI de Inovação 2012 PERGUNTAS FREQUENTES Brasília 2012 Edital SENAI SESI de Inovação 2012 PERGUNTAS FREQUENTES Brasília 2012 Edital SENai SESi de inovação 2012 PERGUNTAS FREQUENTES 3 1)

Leia mais

Tecnologia GreenTech EC

Tecnologia GreenTech EC Tecnologia GreenTech EC Benefícios econômicos alcançados pela comutação eletrônica A escolha dos Engenheiros Não desligue o seu ventilador, controle-o de forma inteligente! Aqui está um exemplo prático

Leia mais

Migração de sistemas antigos. Avançando para um futuro competitivo

Migração de sistemas antigos. Avançando para um futuro competitivo Migração de sistemas antigos Avançando para um futuro competitivo A automação e controle é um dos mais importantes investimentos para garantir o sucesso da manufatura de qualquer indústria. Porém, por

Leia mais

GETINGE LD 46 turbo FAÇA MAIS COM MENOS

GETINGE LD 46 turbo FAÇA MAIS COM MENOS GETINGE LD 46 turbo FAÇA MAIS COM MENOS 2 Getinge LD46 Turbo Getinge LD46 Turbo 3 AJuDA VoCÊ A FAZEr MAIS CoM MENoS Diminuem os recursos, mas aumentam constantemente as exigências de eficiência para as

Leia mais

Ideal Qualificação Profissional. Projeto Cultive esta ideia

Ideal Qualificação Profissional. Projeto Cultive esta ideia Ideal Qualificação Profissional Projeto Cultive esta ideia Objetivo A produção e a difusão de conhecimentos são pilares básicos da escola, é por meio da educação que se formam cidadãos conscientes de seu

Leia mais

Apresentação. Vinicius Lino Ventorim Diretor da Politintas

Apresentação. Vinicius Lino Ventorim Diretor da Politintas Apresentação Seriedade, comprometimento e ética na condução de seus negócios. Esses são os princípios que regem a conduta da Politintas desde sua inauguração até os dias de hoje. Para que esses ideais

Leia mais

Luz verde para a sustentabilidade

Luz verde para a sustentabilidade Luz verde para a sustentabilidade QUEM SOMOS Somos uma empresa de soluções de eficiência energética, com base tecnológica, orientada para o cliente. Desenvolvemos as melhores soluções de eficiência energética,

Leia mais

S U S T E N T A B I L I D A D E

S U S T E N T A B I L I D A D E S U S T E N T A B I L I D A D E Encontro ILSI Brasil: Sua EMPRESA É SUSTENTÁVEL? Dez 12 I L T O N A Z E V E D O D I R. S R A E M E I O A M B I E N T E C O C A - C O L A B R A S I L NOSSA MISSÃO Refrescar

Leia mais

ANEX0 1 - Ementas Curso PmaisL SENAI MG CURSO. Aplicação da Metodologia de Produção mais Limpa em Empresas

ANEX0 1 - Ementas Curso PmaisL SENAI MG CURSO. Aplicação da Metodologia de Produção mais Limpa em Empresas ANEX0 1 - Ementas Curso PmaisL SENAI MG CURSO Aplicação da Metodologia de Produção mais Limpa em Empresas MÓDULO 01: METODOLOGIA DE PRODUÇÃO MAIS LIMPA Etapas 1 e 2 40 horas ETAPA 1 - Planejamento e Organização

Leia mais

INVESTIMENTO A LONGO PRAZO 1. Princípios de Fluxo de Caixa para Orçamento de Capital

INVESTIMENTO A LONGO PRAZO 1. Princípios de Fluxo de Caixa para Orçamento de Capital 5 INVESTIMENTO A LONGO PRAZO 1. Princípios de Fluxo de Caixa para Orçamento de Capital 1.1 Processo de decisão de orçamento de capital A decisão de investimento de longo prazo é a decisão financeira mais

Leia mais

De olho no futuro. 10Minutos Energia

De olho no futuro. 10Minutos Energia 10Minutos Energia Como ganhar impulso no processo de transformação energética De olho no futuro Julho de 2015 Destaques Megatendências e disrupções estão tendo impactos profundos nas estratégias e no papel

Leia mais

GREENWASHING NO BRASIL: UM ESTUDO

GREENWASHING NO BRASIL: UM ESTUDO Desenho, realização e análise: GREENWASHING NO BRASIL: UM ESTUDO Idealização: SOBRE OS APELOS AMBIENTAIS NOS RÓTULOS DOS PRODUTOS Pesquisa 2014 Edição cosméticos, higiene pessoal e produtos de limpeza.

Leia mais

TG Triturador de Garrafas Pet. José Ricardo Lyra Palmeiro Evandro Luiz dos Santos Lopes. Átila Henrique Ferreira Jones Vasconcelos Freitas da Silva

TG Triturador de Garrafas Pet. José Ricardo Lyra Palmeiro Evandro Luiz dos Santos Lopes. Átila Henrique Ferreira Jones Vasconcelos Freitas da Silva Instituição Escola Técnica Sandra Silva Direção Sandra Silva Título do Trabalho TG Triturador de Garrafas Pet Áreas Meio Ambiente Coordenador Geral Carlos Augusto Gomes Neves Professores Orientadores José

Leia mais

23.000 empregados. 5,7 bilhões de vendas. 2,3 milhões de toneladas de produção. 50 anos de sucesso com as conexões VAM comemorados em 2015

23.000 empregados. 5,7 bilhões de vendas. 2,3 milhões de toneladas de produção. 50 anos de sucesso com as conexões VAM comemorados em 2015 em resumo 2015 Líder mundial em seus mercados, a Vallourec fornece soluções tubulares que são referência para os setores de energia e para outras aplicações exigentes e desafiadoras. Seus tubos, conexões

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO I. Família Pai, mãe, filhos. Criar condições para a perpetuação da espécie

ADMINISTRAÇÃO I. Família Pai, mãe, filhos. Criar condições para a perpetuação da espécie 1 INTRODUÇÃO 1.1 ORGANIZAÇÃO E PROCESSOS A administração está diretamente ligada às organizações e aos processos existentes nas mesmas. Portanto, para a melhor compreensão da Administração e sua importância

Leia mais

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos Sumário Sistemas de Informação para Processos Produtivos 1. Gerência de 2. Agentes principais e seus papéis 3. Ciclo de vida do gerenciamento de projetos M. Sc. Luiz Alberto lasf.bel@gmail.com Módulo 6

Leia mais

PRÉMIOS EUROPEUS DE PROMOÇÃO EMPRESARIAL MANUAL OPERACIONAL

PRÉMIOS EUROPEUS DE PROMOÇÃO EMPRESARIAL MANUAL OPERACIONAL 2015 PRÉMIOS EUROPEUS DE PROMOÇÃO EMPRESARIAL 2015 MANUAL OPERACIONAL Prémios Europeus de Promoção Empresarial 2015 2/13 ÍNDICE 1. DEFINIÇÃO E JUSTIFICAÇÃO... 3 1.1. Um prémio que reconhece a excelência

Leia mais

Unidade IV. Ciência - O homem na construção do conhecimento. APRENDER A APRENDER LÍNGUA PORTUGUESA APRENDER A APRENDER DINÂMICA LOCAL INTERATIVA

Unidade IV. Ciência - O homem na construção do conhecimento. APRENDER A APRENDER LÍNGUA PORTUGUESA APRENDER A APRENDER DINÂMICA LOCAL INTERATIVA A A Unidade IV Ciência - O homem na construção do conhecimento. 2 A A Aula 39.2 Conteúdos: Anúncio publicitário: A construção de um anúncio publicitário. 3 A A Habilidades: Relacionar linguagem verbal

Leia mais

Jato de água HyPrecision. Otimizando o desempenho do jato de água

Jato de água HyPrecision. Otimizando o desempenho do jato de água Jato de água HyPrecision Otimizando o desempenho do jato de água Dólares O menor custo de propriedade 4137 bar versus 4137 bar reduza seu custo total de propriedade em aproximadamente 20% Ao calcular

Leia mais

17/02/2015 PROJETO DE PRODUTOS E SERVIÇOS

17/02/2015 PROJETO DE PRODUTOS E SERVIÇOS Objetivo: satisfazer as necessidades atuais e/ou futuras dos consumidores. Isto aumenta a competitividade da empresa. O projeto de produtos/serviços inicia com o consumidor e nele termina. Primeiro: Segundo:

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 9 º ANO

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 9 º ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 9 º ANO 2010 QUESTÃO 1 Com a finalidade de diminuir

Leia mais

o desenvolvimento, o crescimento e a disseminação moral, honestidade e cooperação real transparência, alta qualidade e preços justos

o desenvolvimento, o crescimento e a disseminação moral, honestidade e cooperação real transparência, alta qualidade e preços justos Desde Junho do ano 2000, trabalhamos muito e buscamos crescer, em nossa sede e em capital. Mas todo nosso crescimento só foi e é possível porque nunca deixamos de lado o desenvolvimento, o crescimento

Leia mais

A PROGRAMAÇÃO DO ESFORÇO MERCADOLÓGICO

A PROGRAMAÇÃO DO ESFORÇO MERCADOLÓGICO A PROGRAMAÇÃO DO ESFORÇO MERCADOLÓGICO Luiz Carlos Bresser-Pereira Revista Marketing n. 7, vol. II, 1968: 24-32. Um programa mercadológico é um instrumento para se pensar com antecedência, para se estabelecer

Leia mais

EDUCAÇÃO E MEIO AMBIENTE. 1.0 Introdução

EDUCAÇÃO E MEIO AMBIENTE. 1.0 Introdução EDUCAÇÃO E MEIO AMBIENTE 1.0 Introdução O presente trabalho é resultado de uma visão futurística acerca da preservação do meio ambiente e da manutenção da vida. Alguns anos de estudo e pesquisas na área

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO DE PROCESSOS INTRODUÇÃO

DOCUMENTAÇÃO DE PROCESSOS INTRODUÇÃO DOCUMENTAÇÃO DE PROCESSOS INTRODUÇÃO COMO USAR ESTE MANUAL? O manual que você tem em suas mãos é uma compilação dos aspectos mais importantes que você deve saber do conceito de Documentação de Processos

Leia mais

Gerenciamento da produção

Gerenciamento da produção 74 Corte & Conformação de Metais Junho 2013 Gerenciamento da produção Como o correto balanceamento da carga de dobradeiras leva ao aumento da produtividade e redução dos custos (I) Pedro Paulo Lanetzki

Leia mais

Sua hora chegou Dê um grande salto REGULAMENTO

Sua hora chegou Dê um grande salto REGULAMENTO Sua hora chegou Dê um grande salto REGULAMENTO Prêmio de Empreendedorismo (plano de negócios) James McGuire 2014 Prêmio de Empreendedorismo (plano de negócios) James McGuire 2014 Regulamento - Estudantes

Leia mais

Filtro de ar. Inovação Fiabilidade Eficiência

Filtro de ar. Inovação Fiabilidade Eficiência Filtro de ar Inovação Fiabilidade Eficiência O seu ar comprimido, a sua empresa e o nosso meio ambiente Ingersoll Rand A nova geração de filtros de ar comprimido da Ingersoll Rand apresenta um novo indicador

Leia mais

Ficha de Inscrição do 18º Prêmio Expressão de Ecologia

Ficha de Inscrição do 18º Prêmio Expressão de Ecologia Ficha de Inscrição do 18º Prêmio Expressão de Ecologia OBS: Apresentação obrigatória na primeira página do case 1. Informações cadastrais a) Identificação: empresa b) Nome: Walmart Brasil c) Setor: Comércio

Leia mais

CustomerNews. Produção em rede. Tópicos. Edição 1/2015, Junho 2015

CustomerNews. Produção em rede. Tópicos. Edição 1/2015, Junho 2015 Edição 1/2015, Junho 2015 Tópicos 1. Produção em rede Visão e realidade 2. ByOptimizer Planos de corte otimizados de forma máxima 3. Xpert 40 Alta velocidade em espaço compacto 4. Xpert 40 Testemunho (Bigla

Leia mais

TERMOS DE SERVIÇOS DE ACOMPANHAMENTO

TERMOS DE SERVIÇOS DE ACOMPANHAMENTO TERMOS DE SERVIÇOS DE ACOMPANHAMENTO Estes Termos de Serviços de Acompanhamento (i) regem os Serviços de Acompanhamento executados pela Parte Contratante UL para o Cliente, algumas vezes também referido

Leia mais

Argumentos de Vendas. Versão 20150206.01. Nossa melhor ligação é com você

Argumentos de Vendas. Versão 20150206.01. Nossa melhor ligação é com você Argumentos de Vendas Versão 20150206.01 Nossa melhor ligação é com você Algumas perguntas que podem ser feitas Você está satisfeito com sua operadora atual? Você é bem atendido quando liga na central de

Leia mais

Introdução...3. O que é marca?...4. Marcas x produtos...4. Kotler apresenta cinco níveis para um produto:...5

Introdução...3. O que é marca?...4. Marcas x produtos...4. Kotler apresenta cinco níveis para um produto:...5 Marcas Marcas Introdução...3 O que é marca?...4 Marcas x produtos...4 Kotler apresenta cinco níveis para um produto:...5 Exemplo de diferentes níveis de produto...6 Desafios do branding...8 Conceito de

Leia mais

A liberalização do mercado de Eletricidade e de Gás Natural o Como e quando mudar de Comercializador

A liberalização do mercado de Eletricidade e de Gás Natural o Como e quando mudar de Comercializador A liberalização do mercado de Eletricidade e de Gás Natural o Como e quando mudar de Comercializador GAI Gabinete de Apoio à Instituição julho 2012 Mercado de Eletricidade e de Gás Natural Este documento

Leia mais

muito gás carbônico, gás de enxofre e monóxido de carbono. extremamente perigoso, pois ocupa o lugar do oxigênio no corpo. Conforme a concentração

muito gás carbônico, gás de enxofre e monóxido de carbono. extremamente perigoso, pois ocupa o lugar do oxigênio no corpo. Conforme a concentração A UU L AL A Respiração A poluição do ar é um dos problemas ambientais que mais preocupam os governos de vários países e a população em geral. A queima intensiva de combustíveis gasolina, óleo e carvão,

Leia mais

O IMPACTO AMBIENTAL DA COMPUTAÇÃO

O IMPACTO AMBIENTAL DA COMPUTAÇÃO O IMPACTO AMBIENTAL DA COMPUTAÇÃO Tema 11 Grupo 03 Adriano José Ferreira Gasparini 5890114 Diogo Ferrari Meletto 5890201 Luiz Antonio Bezerra de Andrade 5967745 Tópicos: Impacto Ambiental: Lixo Eletrônico;

Leia mais

ISO 14004:2004. ISO14004 uma diretriz. Os princípios-chave ISO14004. Os princípios-chave

ISO 14004:2004. ISO14004 uma diretriz. Os princípios-chave ISO14004. Os princípios-chave ISO14004 uma diretriz ISO 14004:2004 Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio Prof.Dr.Daniel Bertoli Gonçalves FACENS 1 Seu propósito geral é auxiliar as

Leia mais

DICAS PRÁTICAS PARA O CONSUMO CONSCIENTE

DICAS PRÁTICAS PARA O CONSUMO CONSCIENTE DICAS PRÁTICAS PARA O CONSUMO CONSCIENTE VOTE COM O SEU DINHEIRO Investigue quais marcas e lojas buscam reduzir as emissões de carbono, tratam dignamente seus fornecedores e são socioambientalmente responsáveis.

Leia mais

Fluxo de Caixa O dia-a-dia das finanças em sua empresa!

Fluxo de Caixa O dia-a-dia das finanças em sua empresa! Fluxo de Caixa O dia-a-dia das finanças em sua empresa! É muito frequente, no ambiente do SEBRAE-SP, o empresário chegar com muitas dúvidas sobre as finanças da sua empresa. E finanças, como sabemos, é

Leia mais

Confederação Nacional do Transporte - CNT Diretoria Executiva da CNT. DESPOLUIR Programa Ambiental do Transporte

Confederação Nacional do Transporte - CNT Diretoria Executiva da CNT. DESPOLUIR Programa Ambiental do Transporte Confederação Nacional do Transporte - CNT Diretoria Executiva da CNT DESPOLUIR Programa Ambiental do Transporte Promoção SEST / SENAT Conteúdo Técnico ESCOLA DO TRANSPORTE JULHO/2007 Aquecimento Global

Leia mais

Permanecendo competitivo

Permanecendo competitivo Permanecendo competitivo Você consegue sobreviver sem o BIM? AFINAL, É UM MUNDO EM 3D Na virada do século 21, a indústria de edificações e construção passou por uma transição do método 2D para projetos

Leia mais

Sequências de tarefas para a multiplicação de racionais.

Sequências de tarefas para a multiplicação de racionais. Sequências de tarefas para a multiplicação de racionais. O exemplo ao lado surgiu numa das provas de aferição do 6º ano. - Resolva a tarefa. 2 - Tendo como ponto de partida a situação anterior, invente

Leia mais

Cliente Empreendedorismo Metodologia e Gestão Lucro Respeito Ética Responsabilidade com a Comunidade e Meio Ambiente

Cliente Empreendedorismo Metodologia e Gestão Lucro Respeito Ética Responsabilidade com a Comunidade e Meio Ambiente Código de Ética OBJETIVO Este código de ética serve de guia para atuação dos empregados e contratados da AQCES e explicita a postura que deve ser adotada por todos em relação aos diversos públicos com

Leia mais

Processos Administrativos de Compras

Processos Administrativos de Compras Processos Administrativos de Compras INTRODUÇÃO A função compras é um segmento essencial do Departamento de Materiais e Suprimentos, que tem pôr finalidade suprir as necessidades de materiais ou serviços

Leia mais

TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DE SGQ ISO 9001 NO BRASIL: UM ESTUDO SOBRE O SERVIÇO DE CONSULTORIA

TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DE SGQ ISO 9001 NO BRASIL: UM ESTUDO SOBRE O SERVIÇO DE CONSULTORIA TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DE SGQ ISO 9001 NO BRASIL: UM ESTUDO SOBRE O SERVIÇO DE CONSULTORIA CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA

Leia mais

O papel da gerência em um ambiente de manufatura lean. Gary Convis, Presidente, Toyota Motor Manufacturing de Kentucky

O papel da gerência em um ambiente de manufatura lean. Gary Convis, Presidente, Toyota Motor Manufacturing de Kentucky O papel da gerência em um ambiente de manufatura lean Gary Convis, Presidente, Toyota Motor Manufacturing de Kentucky Tradução: Diogo Kosaka Gostaria de compartilhar minha experiência pessoal como engenheiro

Leia mais

China: novos rumos, mais oportunidades

China: novos rumos, mais oportunidades China: novos rumos, mais oportunidades Brasil pode investir em diversas áreas, como tecnologia, exploração espacial e infraestrutura 10 KPMG Business Magazine A China continua a ter na Europa o principal

Leia mais

POLÍTICA DE SAÚDE E SEGURANÇA POLÍTICA DA QUALIDADE POLÍTICA AMBIENTAL POLÍTICA DE SEGURANÇA

POLÍTICA DE SAÚDE E SEGURANÇA POLÍTICA DA QUALIDADE POLÍTICA AMBIENTAL POLÍTICA DE SEGURANÇA POLÍTICA DE SAÚDE E SEGURANÇA POLÍTICA DA QUALIDADE POLÍTICA AMBIENTAL POLÍTICA DE SEGURANÇA Política de SAÚDE E SEGURANÇA Política de SAÚDE E SEGURANÇA A saúde e a segurança dos nossos funcionários fazem

Leia mais

CIRCULAR N/ REFª: 43/2012 DATA: 31/05/12. Assunto: Protocolo ERSE CCP. Exmos. Senhores,

CIRCULAR N/ REFª: 43/2012 DATA: 31/05/12. Assunto: Protocolo ERSE CCP. Exmos. Senhores, CIRCULAR N/ REFª: 43/2012 DATA: 31/05/12 Assunto: Protocolo ERSE CCP Exmos. Senhores, Através da circular 40/2012, a CCP deu conhecimento do protocolo celebrado com a ERSE e que teve por objectivo reforçar

Leia mais

Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda.

Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda. Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda. Resumo Com a globalização e os avanços tecnológicos, as empresas estão operando num ambiente altamente competitivo e dinâmico. As organizações que quiserem

Leia mais

3 - O ambiente das organizações

3 - O ambiente das organizações Objetivos de aprendizagem 3 - O ambiente das organizações Após estudar este capítulo, você deverá estar capacitado para: Definir o ambiente das empresas e suas características principais. Descrever o ambiente

Leia mais

Resultados Inventário GEE 2010

Resultados Inventário GEE 2010 Resultados Inventário GEE 2010 Emissões GEE Natura 2010 Resultados 2010 carbono META* Redução 2010 Variação % 2009-2010 Variação acumulada % 2006-2010 Variação emissões relativas (kg de CO 2 e / kg de

Leia mais

Guia de sustentabilidade para plásticos

Guia de sustentabilidade para plásticos Guia de sustentabilidade para plásticos Maio 2014 1 2 3 4 5 6 7 8 Introdução... 4 Contextualização dos plásticos... 6 Composição dos móveis e utensílios de plásticos...7 Requerimentos para materiais que

Leia mais

Agenda. O que é o CDP O que é o CDP Supply Chain CDP Supply Chain 2014

Agenda. O que é o CDP O que é o CDP Supply Chain CDP Supply Chain 2014 www.cdp.net @CDP Agenda O que é o CDP O que é o CDP Supply Chain CDP Supply Chain 2014 O que é Organização internacional que trabalha com as principais forças do mercado para motivar as empresas e cidades

Leia mais

Gerenciamento inteligente de dados

Gerenciamento inteligente de dados Gerenciamento inteligente de dados Sanjeet Singh Grupo de produtos de armazenamento de dados da Dell ÍNDICE Índice RESUMO EXECUTIVO... 3 O GERENCIAMENTO DE DADOS DE HOJE... 3 VISÃO DA DELL: IDM... 4 OBJETIVOS

Leia mais

Por que sua organização deve implementar a ABR - Auditoria Baseada em Riscos

Por que sua organização deve implementar a ABR - Auditoria Baseada em Riscos Março de 2010 UM NOVO PARADIGMA PARA AS AUDITORIAS INTERNAS Por que sua organização deve implementar a ABR - Auditoria Baseada em Riscos por Francesco De Cicco 1 O foco do trabalho dos auditores internos

Leia mais

Relatório com os lançamentos mundiais de Embalagem em 2011

Relatório com os lançamentos mundiais de Embalagem em 2011 Relatório com os lançamentos mundiais de Embalagem em 2011 Mundo janeiro a dezembro de 2011 Pesquisa feita com base numa amostra de 257.496 embalagens lançadas no ano de 2011. No mesmo período, no ano

Leia mais

Percepção do setor: O que está provocando as ações a respeito das mudanças climáticas nas maiores companhias do mundo?

Percepção do setor: O que está provocando as ações a respeito das mudanças climáticas nas maiores companhias do mundo? Percepção do setor: O que está provocando as ações a respeito das mudanças climáticas nas maiores companhias do mundo? As empresas enfrentam cada vez mais riscos climáticos e choques políticos. Como as

Leia mais

MLM. Proporcionando Soluções Sustentáveis. www.mlm.uk.com www.mlm.br.com

MLM. Proporcionando Soluções Sustentáveis. www.mlm.uk.com www.mlm.br.com MLM B r a s i l Proporcionando Soluções Sustentáveis www.mlm.uk.com Proporcionando Soluções Sustentáveis A necessidade de desenvolvimento sustentável é amplamente aceita e atualmente é considerada uma

Leia mais

Produto mais sustentável

Produto mais sustentável Produto mais sustentável De maneira geral, um produto pode ser considerado mais sustentável por diversas razões: a) processo de fabricação com baixo impacto: consiste em produtos que eliminaram ingredientes

Leia mais

UM CAMINHO SIMPLES PARA UMA NUVEM PRIVADA

UM CAMINHO SIMPLES PARA UMA NUVEM PRIVADA UM CAMINHO SIMPLES PARA UMA NUVEM PRIVADA Julho de 2015 Com nuvens privadas de fácil uso concebidas para executar aplicativos corporativos essenciais para os negócios, as principais organizações se beneficiam

Leia mais

NERGIA LIMPA ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA: O Sol promovendo sustentabilidade e segurança energética para o Brasil

NERGIA LIMPA ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA: O Sol promovendo sustentabilidade e segurança energética para o Brasil ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA: O Sol promovendo sustentabilidade e segurança energética para o Brasil Geração distribuída e centralizada, leilões e incentivos fiscais contribuem para geração de energia solar

Leia mais

Documento técnico de negócios Gerenciamento de nuvens híbridas

Documento técnico de negócios Gerenciamento de nuvens híbridas Documento técnico de negócios Gerenciamento de nuvens híbridas Uma solução de gerenciamento de nuvens abrangente, segura e flexível Documento técnico de negócios Página 2 Frente às tendências significativas

Leia mais

CESA Comitê de Advocacia Comunitária e Responsabilidade Social Questões de Consumidores Junho, 2010.

CESA Comitê de Advocacia Comunitária e Responsabilidade Social Questões de Consumidores Junho, 2010. CESA Comitê de Advocacia Comunitária e Responsabilidade Social Questões de Consumidores Junho, 2010. Introdução Objetivos: - Elaborar o Guia do Advogado Sustentável (Boas Práticas de Responsabilidade Socioambiental

Leia mais

AFETA A SAÚDE DAS PESSOAS

AFETA A SAÚDE DAS PESSOAS INTRODUÇÃO Como vai a qualidade de vida dos colaboradores da sua empresa? Existem investimentos para melhorar o clima organizacional e o bem-estar dos seus funcionários? Ações que promovem a qualidade

Leia mais

3º ENCONTRO DA ORIZICULTURA PORTUGUESA

3º ENCONTRO DA ORIZICULTURA PORTUGUESA 3º ENCONTRO DA ORIZICULTURA PORTUGUESA ASSOCIAÇÃO DE ORIZICULTORES DE PORTUGAL FIGUEIRA DA FOZ 16 DE FEVEREIRO DE 2012 1. A Centromarca 2. A distribuição moderna 3. As relações produção / distribuição

Leia mais

Perfil Caliper Gerencial e Vendas The Inner Leader and Seller Report

Perfil Caliper Gerencial e Vendas The Inner Leader and Seller Report Perfil Caliper Gerencial e Vendas The Inner Leader and Seller Report Avaliação de: Sr. José Exemplo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: 11/06/2014 Perfil Caliper Gerencial e Vendas

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CCT CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CCT CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CCT CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANEJAMENTO DE PROCESSOS ASSISTIDO POR COMPUTADOR CAPP (COMPUTER AIDED PROCESS

Leia mais

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio NORMA ISO 14004 Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio São Paulo, 10 de Março de 2003 Índice 0 INTRODUÇÃO...4 0.1 ASPECTOS GERAIS...4 0.2 BENEFÍCIOS DE

Leia mais

ICC 109 8. 14 setembro 2012 Original: inglês. Conselho Internacional do Café 109 a sessão 24 28 setembro 2012 Londres, Reino Unido

ICC 109 8. 14 setembro 2012 Original: inglês. Conselho Internacional do Café 109 a sessão 24 28 setembro 2012 Londres, Reino Unido ICC 109 8 14 setembro 2012 Original: inglês P Conselho Internacional do Café 109 a sessão 24 28 setembro 2012 Londres, Reino Unido Tendências do consumo de café em países importadores selecionados Antecedentes

Leia mais

www.belcorp.biz VIII/09

www.belcorp.biz VIII/09 CÓDIGO DE ÉTICA www.belcorp.biz VIII/09 Na Belcorp acreditamos que cada pessoa tem o poder de transformar seus sonhos em realidade. Assumir este poder significa reconhecer que nossas ações e decisões têm

Leia mais

BOAS PRÁTICAS NO GERENCIAMENTO SUSTENTÁVEL DE ENERGIA

BOAS PRÁTICAS NO GERENCIAMENTO SUSTENTÁVEL DE ENERGIA BOAS PRÁTICAS NO GERENCIAMENTO SUSTENTÁVEL DE ENERGIA 2016 1. ATENÇÃO AO USO DE ENERGIA A fábrica deve encarar os recursos energéticos como um item estratégico para bom desempenho da produção e resultado

Leia mais

IBM FlashSystem Atendendo ao pedido de desempenho no setor de telecomunicações

IBM FlashSystem Atendendo ao pedido de desempenho no setor de telecomunicações IBM Systems and Technology Group Abril de 2013 White Paper de Liderança em Ideias Inovadoras IBM FlashSystem Atendendo ao pedido de desempenho no setor de telecomunicações 2 IBM FlashSystem Atendendo ao

Leia mais

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio Página 1 NORMA ISO 14004 Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio (votação 10/02/96. Rev.1) 0. INTRODUÇÃO 0.1 Resumo geral 0.2 Benefícios de se ter um Sistema

Leia mais

MOTIVAÇÃO E MUDANÇA DE PARADIGMAS

MOTIVAÇÃO E MUDANÇA DE PARADIGMAS MOTIVAÇÃO E MUDANÇA DE PARADIGMAS Márcia Souto de Araújo 2008 Desenvolvimento do Potencial Humano Priorizamos a educação na descoberta de talentos, desenvolvimento das competências, Globalização: atendimentos

Leia mais

DOCUMENTO BASE Versão 2

DOCUMENTO BASE Versão 2 DOCUMENTO BASE Versão 2 Março de 2015 CONTEÚDO 1 Documento base... 3 1.1 Origem da campanha... 3 1.2 Ampliação da abrangência... 3 1.3 Objetivo... 3 1.4 Objetivos secundários... 3 1.5 Meta... 3 2 Como

Leia mais

Guia Financ F eir inanc o eir 1

Guia Financ F eir inanc o eir 1 Guia Financeiro1 DÍVIDAS: PROTEJA SEU BOLSO! DÍVIDAS SÃO SEMPRE RUINS? Pare e pense: você está endividado? Nem sempre isso é um problema: muitas pessoas têm dívidas, mas não sabem. Ao usar o cartão de

Leia mais

Rotulagem Ambiental: Um Estudo Sobre a NBR 14020

Rotulagem Ambiental: Um Estudo Sobre a NBR 14020 Rotulagem Ambiental: Um Estudo Sobre a NBR 14020 Maria Fernanda Preussler (UNISC) ferpre@ibest.com.br Jorge André Ribas Moraes (UNISC) jorge@unisc.br Marquion Vaz (UNISC) marquion@gmail.com Eduardo Luz

Leia mais

DESIDRATAÇÃO, SEPARAÇÃO E LIQUEFAÇÃO DE GÁS NATURAL USANDO O TUBO VORTEX

DESIDRATAÇÃO, SEPARAÇÃO E LIQUEFAÇÃO DE GÁS NATURAL USANDO O TUBO VORTEX DESIDRATAÇÃO, SEPARAÇÃO E LIQUEFAÇÃO DE GÁS NATURAL USANDO O TUBO VORTEX REV C Por Luiz Henrique V. Souza Com Agradecimentos Especiais ao Engº Eduardo Gertrudes, CTGÁS/RN. Dezembro, 2010. ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO.

Leia mais

DISPLAYS EMBALAGENS ARAMADOS E INJETADOS PARA SUAS CAMPANHAS DE PDV MERCADO ATUAL. são PESADAS e pouco práticas. Espaço RESTRITO para COMUNICAÇÃO

DISPLAYS EMBALAGENS ARAMADOS E INJETADOS PARA SUAS CAMPANHAS DE PDV MERCADO ATUAL. são PESADAS e pouco práticas. Espaço RESTRITO para COMUNICAÇÃO MERCADO ATUAL O mercado consome DISPLAYS ARAMADOS E INJETADOS PARA SUAS CAMPANHAS DE PDV Espaço RESTRITO para COMUNICAÇÃO EMBALAGENS são PESADAS e pouco práticas MERCADO ATUAL Exige mais TEMPO DE PLANEJAMENTO

Leia mais